Você está na página 1de 9

Números complexos

1. Represente no plano complexo os números seguintes:

(a) z = (1, 2)
(b) z = −2i
(c) z = −1 + 3i
(d) z = 1 − 3i

2. Calcule in , n ∈ N.

3. Achar as soluções reais das equações :

(a) (3x − i)(2 + i) + (x − iy)(1 + 2i) = 5 + 6i.


1

(b) z−i + 2+i
1+i = 2, onde z = x + iy.

4. Escreva na forma polar

(a) z = − 1+2√3i
i
(b) z = −2−2i
(c) z = (−1 + i)7
(d) z = sin α − i cos α, ( π2 < α < π)

5. Calcule e apresente o resultado na forma algébrica:



(a) (−1 + i 3)60
( )−6
1−i
(b) √
−1 + i 3
( √ )12
−1 + 7i 1 3 1 + 2i
(c) · +i +4·
1 + 3i 2 2 −1 + i

6. Mostre que z + 3i = z − 3i.

7. Esboce o conjunto de pontos determinado pelas condições :

(a) |z − i + 1| = 1

1
Parte dos exerccios foram retirados das fichas de A. Kalashnikov & B. Canhanga 2

(b) Re(z̄ − i) = 2
(c) |2z − i| ≤ 4

8. Mostre que z1 · z2 = z̄1 · z̄2 .

9. Demonstre as igualdades:

(a) z + z̄ = 2Rez
(b) z − z̄ = 2iImz

10. Achar todos os números complexos que satisfazem a condição z̄ = z 2 .

11. Que linhas são definidas pelas equações :

(a) (2 + i)z + (2 − i)z̄ + 2 = 0


(b) |z − 1 + i| = |z − 3 − i|

1 + x2 + ix
12. Demonstrar que √ = i, onde x é um número real.
x − i 1 + x2
( )
1 + i tan α n 1 + i tan nα
13. Demonstrar que = .
1 − i tan α 1 − i tan nα
14. Demonstar que se (cos α + i sin α)n = 1, então (cos α − i sin α)n = 1.

15. Determine a equação da cı́rcunferência que passa pelos pontos 1 − i, 2i e 1 + i.

16. Resolva

(a) 5z 2 + 2z + 10 = 0 Resp: (−1 ± 7i)/5


(b) z + (i − 2)z + 3 − i = 0
2
Resp: (1 + i) ou (1-2i)
(c) z − 2z + 6z − 4 = 0
5 4

17. Calcule i2/3

18. Ache todas as raizes seguintes:



4
(a) 1

(b) 4 −1

4
(c) i

(d) 3 −1 + i
√ (
√ π π)
(e) 5 2 cos + i sin
6 6
19. Mostre que

(a) cos 3θ = cos3 θ − 3 cos θ sin2 θ


Parte dos exerccios foram retirados das fichas de A. Kalashnikov & B. Canhanga 3

(b) sin 3θ = 3 cos2 θ sin θ − sin3 θ


( )
n+1
20. Mostre que lim i − 1 =-1+i.
n→∞ n + 2

21. Calcule os limites das seguintes sucessões:


n + 2i
(a) zn =
3n + 7i
(b) zn = (1 + 3i)n
nπ nπ
(c) zn = n cos + ni sin
2 2
( )e iπ
n
1
(d) zn = 1+
n
sh (in)
(e) zn =
n
22. Sabe-se que lim zn = ∞, onde zn = x < n + iyn . O que pode se dizer sobre a
existência dos limites das sucessões xn e yn quando n → ∞?

Funções de variável complexa

23. Achar os conjuntos dos pontos do plano complexo que se determinam pelas condições
:

(a) |z| ≥ 2
1
(b) ≥ 1, z ̸= 0
|z|
(c) 1 < |z + i| < 2, π
4 < argz < π
2
(d) |z − 1| < |z − i|
(e) 1 ≤ |z + 2 + i| ≤ 2
(f) |z| − Rez ≤ 0
( )
(g) Im z1 < − 12

24. Que linha forma o conjunto dos pontos z = −2 + iy, se y é qualquer número real?

25. Dada f (z) = z 2 − 3z, determine:

a) f (2 − i) b) f (−i) c) f (−4 + 2i)

z 2 −1
26. Dada f (z) = z 2 +1
, determine:

a) f (2 − i) b) f (−i) c) f (−4 + 2i)


Parte dos exerccios foram retirados das fichas de A. Kalashnikov & B. Canhanga 4

27. Indique o domı́nio das seguintes funções complexas de variável complexa:


z 1 x
a) f (z) = b) f (z) = c) f (z) = + ixy
z + 3i z2 + 2 x2 + y 2

d) f (z) = ln x + (x − 2y)i

28. Indicar as linhas determinadas pelas equações seguintes:


( )
1
(a) Re =1
z
(b) z 2 + z 2 = 1
(c) | − z| − i|z + i| = 2

29. Determine as partes real e imaginária das funções:

a) f (z) = 2iz + 6z̄ b) g(z) = |z|2 c) h(z) = z/z̄

z z−1
d) j(z) = 3z 2 − 2z̄ e) l(z) = f) k(z) =
z+1 z+1

30. Separe as partes real e imagináris das funções :

(a) w = z + z 2
1
(b) w =
z
(c) w = sh z
(d) w = sin z
(e) w = ch (z − 1)
1
31. Determinar que linhas do plano w representam as imagens da função w = z nos
domı́nios:

(a) |z| = 1/2


(b) Re(z) = 0
(c) Re(z) = Im(z)

32. Achar a imagem dos eixos coordenadas OX e OY para as funções :


z+1
(a) w =
z−1
1
(b) w = + 1
z
33. Calcule os logarı́timos das números:

(a) e
Parte dos exerccios foram retirados das fichas de A. Kalashnikov & B. Canhanga 5

(b) −i
(c) 3 − 2i
(d) ii

34. Calcule:

(a) ii
(b) 1i

(c) (−1) 2
( )2i
(d) 1+i

2

35. Se z = 6eiπ/3 , calcule |eiz |. Resp: e−3 3

36. Mostre que o lugar geométrico dos pontos z tais que |z − a| · |z + a| = a2 , a > 0 é
uma leminiscata.

37. Escreva a função


1
f (z) = z +
z
na forma f (z) = u(r, θ) + v(r, θ).

38. Suponha que z varie em uma região R do plano complexo. Determine a região
S correspondente às imagens de w = f (z). Esboce as duas regiões sobre o plano
complexo.

a) f (z) = iz, onde R = {z ∈ C Re(z) ≥ 0}

b) f (z) = 3z − 1, onde R = {z ∈ C − 1 < Re(z < 1)}

c) f (z) = z 2 , onde R = {z ∈ C 0 ≤ arg(z) ≤ π/4, |z| ≤ 1}

d) f (z) = z 2 , onde R = {z ∈ C 0 ≤ arg(z) ≤ π/2, 1 ≤ |z| ≤ 2}

39. Escreva na forma algébrica os seguintes números complexos:

(a) ln(1 − i)
(b) sin(πi)
(c) cos(πi)
(d) Arcsin (i)
(e) Arcscos (i)
( )
(f) sh i π2

40. Resolvas as seguintes equações :

(a) e−x + 1 = 0
Parte dos exerccios foram retirados das fichas de A. Kalashnikov & B. Canhanga 6

(b) sin z = 4
(c) sh (iz) = −i
(d) e2z + 2ez − 3 = 0
(e) ln(z + i) = 0
(f) eix = cos(πx), x é número real.

41. Calcule os limites seguintes:


( )2
(2z + 3)(4z + i) z2 z−1−i
a) lim b) lim c) lim
z→i/2 (iz − 1)2 z→eiπ/4 z 2 − 2z + 2 z→1+i z − 2z + 2
2

42. Mostre recorrendo à definição, que lim 1/z = i.


z→−i

z
43. Prove que f (z) = é continua em todos os pontos dentro e sobre |z| = 1,
z4
+1
excepto em 4 pontos. Ache esses pontos.
3z 4 − 2z 3 + 8z 2 − 2z + 5
44. A função f (z) = é contı́nua em z = i? O que se pode
z−i
fazer para evitar a descontinuidade?

45. Demonstrar que as funções seguintes são contı́nuas em todo o plano complexo:

(a) f (z) = z
(b) f (z) = Re(z)
(c) f (z) = Im(z)
(d) Pn (z) = a0 + a1 z + a2 z 2 + ... + an z n , ak , k = 0, 1, 2, ..., n são constantes.
P (z)
46. Demonstre que a função , onde P (z) e Q(z) são polinómios, é uma função
Q(z)
contı́nua em todos os pontos do plano em que Q(z) ̸= 0.

47. Demonstre que a função f (z) = ez é contı́nua em todos os pontos do plano com-
plexo.

48. Utilizando as condições de Cauchy-Riemann, verifique se as funções são analı́ticas


em pelo menos um ponto:

(a) w = zez
(b) w = z 2 z̄
2
(c) w = ez
(d) w = |z|Re(z̄)
(e) w = z̄Im(z)
(f) w = sin(3z − i)
Parte dos exerccios foram retirados das fichas de A. Kalashnikov & B. Canhanga 7

49. Utilizando o cálculo directo, mostre que para n natura (z n )′ = nz n−1 .


50. Seja f (z) = u(x, y) + iv(x, y) uma função analı́tica numa vizinhança do ponto
z0 . Determine f (z), conhecendo a parte real u(x, y) ou a parte imaginária v(x, y),
respectivamente, f (z0 ):
x 1
(a) u = , f (π) =
x2 +y 2 π
y
(b) v = arctan , (x > 0) f (1) = 0
x
(c) u = x2 − y 2 + 2x, f (i) = 2i − 1
(d) v = 2(ch x sin y − xy), f (0) = 0
(e) u = 2 sin xch y − x, f (0) = 0
(f) v = 2(2sh x sin y + xy), f (0) = 3
(g) v = −2 sin 2xsh 2y + y, f (0) = 2
(h) v = 2 cos xch y − x2 + y2 , f (0) = 2
51. Mostre que a função w = ln z é analı́tica no domı́nio Re(z) > 0.
52. Entre os pares das funções dadas, indique os que são conjugados harmónicos:
(a) u = 3(x2 − y 2 ), v = 3x2 y − y 2
x y
(b) u = 2 , v = − x2 +y 2
x + y2
(c) u = x, v = −y
(d) u = ex cos y + 1, v = 1 + ex sin y
53. Mostre que se as funções analı́ticas f (z) e g(z) satisfazem a condição f ′ (z) = g ′ (z),
então f (z) = g(z) + constante.
54. Mostre que passando de coordenadas cartesianas (x, y) às coordenadas polares
(ρ, θ), as condições de Cauchy-Riemann tem a forma
∂u 1 ∂u ∂v 1 ∂u
= , =− .
∂ρ ρ ∂θ ∂ρ ρ ∂θ
55. Mostre que a função f (z) = u(x, y) + iv(x, y) é analı́ca num domı́nio D, então
neste domı́nio se cumpra a igualdade:
∂u ∂v ∂u ∂v
+ = 0.
∂x ∂x ∂y ∂y
56. Mostrar que o módulo e o argumento duma função analı́tica
f (z) = R(x, y)eiΦ(x,y)
são ligados pelas relações :
∂R ∂Φ ∂R ∂Φ
=R , = −R .
∂x ∂y ∂y ∂x
Parte dos exerccios foram retirados das fichas de A. Kalashnikov & B. Canhanga 8

57. Achar todas as funções harmónicas do tipo:

(a) u(x, y) = f (ax + by), a, b são constantes


(b) u(x, y) = f (xy)
(c) u = f (x2 − y 2 )
( )
(d) u = f xy

58. Mostre que se uma função analı́tica f (z) é real num certo domı́nio, então ela é
função constante.

Integrais de contorno

59. Calcule:

(a) Re(z)dz, onde
C
i. C : z = (2 + i)t, 0 ≤ t ≤ 1
ii. C é a linha quebrada composta pelo segmento [0, 2] do eixo real e o
segmento que liga os pontos z1 = 2 e z2 = 2 + i.

(b) zIm(z 2 )dz, C : |z| = 1, −π arg z ≤ 0
C

(c) zIm(z 2 )dz, C : |Im(z)| ≤ 1, Re(z) = 1
C

2
(d) ez Re(z)dz, onde C é o segmento de recta que une os pontos z1 = 0 e
C
z2 =1+i

(e) zRe(z)dz, onde C : |z| = 1 percorrido no sentido antihorário.
C

(f) z z̄dz, onde C : |z| = 1 percorrido no sentido antihorário.
C

1
(g) √ dz, onde C :
z
C

i. é a metade superior da circunferência |z| = 1, no ramo em que 1=1
√ √
ii. |z| = 1, Re(z) ≥ 0 para o ramo onde −i = 22 (1 − i)
∫i
(h) z cos zdz
0
Parte dos exerccios foram retirados das fichas de A. Kalashnikov & B. Canhanga 9

∫i
2
(i) zez dz
−i

(j) cos zRe(sin z)dz, C : |Im(z)| ≤ 1, Re(z) = π/4
C

60. Aplicando a fórmula integral de Cauchy, calcule:


I
sin πz
(a) 2
, L : |z − 1| = 2
z 2 + 2z − 3
L+
I
eiz
(b) , L : |z − i| = 1
z2 + 1
L+
I
eiz
(c) , L : |z| = 2
(z + i)3
L+
I
cos z
(d) , L : |z| = 1
z3
L+
I
z
(e) , L : |z − 3| = 6
(z − 2)2 (z + 4)
L+
I
1 − sin z
(f) , L : |z| = 1/2
z2
L+