Você está na página 1de 13

LÍNGUA PORTUGUESA

QUESTÃO 1
Leia o texto a seguir.
No fundo do mato-virgem nasceu Macunaíma, herói da nossa gente. Era preto retinto e filho do medo da noite. Houve um momento em
que silêncio foi tão grande escutando o murmurejo do Uraricoera, que a índia tapanhumas pariu uma criança feia. Essa criança é que chamaram
de Macunaíma.
Já na meninice fez coisas de sarapantar. De primeiro passou mais de seis anos não falando. Si o incitavam a falar exclamava: — Ai que
preguiça!... e não dizia mais nada. [...] Vivia deitado mas si punha os olhos em dinheiro, Macunaíma dandava pra ganhar vintém. [...] Nos machos
guspia na cara. Porém respeitava os velhos e frequentava com aplicação a murua a poracê o torê o bacorocô a cucuicogue, todas essas danças
religiosas da tribo.
(Mário de Andrade. Macunaíma. Rio de Janeiro, Livros Técnicos e Científicos, 1978, p. 7.)

Certas palavras e expressões são usadas no texto para criar um determinado efeito. No texto de Macunaíma, por exemplo, a palavra “vivia”
(em “Vivia deitado”) foi usada por Mário de Andrade para indicar um hábito do personagem. Considerando o contexto, assinale, abaixo, a
única opção em que o efeito citado difere do que a frase selecionada do texto deveria transmitir.
(A) ênfase: “Essa criança é que chamaram de Macunaíma.”
(B) intensidade: “Houve um momento em que o silêncio foi tão grande...”
(C) comparação: “De primeiro passou mais de seis anos não falando.”
(D) adversidade: “... mas si punha os olhos..”
(E) referência: “... todas essas danças religiosas da tribo.”

QUESTÃO 2
Observe a sequência abaixo, do penúltimo capítulo de Inocência, de Visconde de Taunay:
Vinha a morte desdobrando as suas sombras no rosto de Cirino. Ia-se-lhe empanando o brilho dos olhos; ficara a língua trôpega,
afilara-se-lhe o nariz e sinistro palor mais realçava a negra cor dos seus cabelos e barbas.
Sentara-se Cesário no chão para segurar com mais jeito o corpo do moribundo. Duas lágrimas vinham-lhe sulcando as másculas faces.
Ligeiro estremecimento agitava o corpo de Cirino.
— Agora, acrescentou com voz muito sumida, chegou... o meu dia... Mas... eu lhe peço... nada diga... à sua afilhada... Não consinta... que
case com... Manecão.
— Então, interrompeu Cesário, foi ele quem?...
— Não, não, contestou Cirino, mas... ela havia de ser... infeliz... Ouviu? Promete-me?
— Prometo, respondeu Cesário com firmeza. Juro até...
— Pois bem, suspirou o agonizante, agora... agradeço a morte. Quero apegar-me... às Santas do Paraíso... e chamo por...
E com esforço, no último alento, murmurou mais e mais baixo:
— Inocência!
Na tarde deste dia, o viajante que passasse por aquele sítio poderia ver uma cova coberta de fresco, sobre a qual se erguia uma cruz
tosca feita de dois grossos paus amarrados com cipós.
Eram mostras da caridade do mineiro Antônio Cesário.
A cena da morte de Cirino revela
(A) que o livro é adepto de uma visão barroca da realidade, baseando-se no paradoxo que consiste na paixão vivida por Cirino e, ao
mesmo tempo, a negação disso em nome dos valores religiosos (e da noção de honra) que ele cultiva. Manecão o mata sem que ele
tenha tido (em virtude desse seu impasse) qualquer envolvimento com Inocência.
(B) que Taunay, autor realista, explora criticamente a temática dos conflitos de classe. O pano de fundo da batalha de Manecão com
Cirino (que resulta na morte deste último) é o envolvimento de Inocência – comprometida com Manecão, homem pobre e honrado –
com Cirino, um galanteador rico e esnobe. A vingança de Manecão é um modo de ele resistir à força de atração do dinheiro em seu
meio social.
(C) que o romance carrega marcas típicas do Romantismo por mostrar o sofrimento (e o sacrifício) do protagonista Cirino como
decorrência de sua oposição aos valores estabelecidos, uma vez que ele morre por reivindicar o direito de viver seu amor por
Inocência, a qual, contra sua vontade, mesmo não amando Manecão, tem um compromisso de casamento com ele para atender a uma
determinação de seu pai.
(D) que Inocência é um texto simbolista, mas com traços neoclássicos, já que, mesmo situando sua intriga no sertão nordestino, narrando
a rivalidade de duas famílias cujos membros se matam por questões de terra, o texto é uma releitura da obra Romeu e Julieta, de
Shakespeare.
(E) que Inocência é um texto exemplar da vertente urbana do romantismo brasileiro. O conflito que culmina na morte de Cirino é
relacionado à sua aproximação, por interesse, à família rica de Inocência, visando beneficiar-se do dote desta, o que lhe permitiria
frequentar os salões da corte. Igualmente interessado nisso, Manecão vê no assassinato do rival uma forma de realizar seu intento.

CENTRO EDUCACIONAL SIGMA | CESSÃO DE BOLSAS_3 ª SÉRIE - 03 23Bolsa_2013.lwp Pág 1 de 13


QUESTÃO 3
Manuel Antônio de Almeida situa os acontecimentos narrados em Memórias de um sargento de milícias nas primeiras décadas do século XIX,
período em que a sede da monarquia portuguesa se fixou no Brasil. Escrito à moda de uma crônica de costumes, esse romance
(A) reproduz, em quadros descritivos da sociedade carioca, o contexto histórico de seu tempo narrativo, comparando os aspectos
negativos do reinado de D. João VI aos do Brasil de D. Pedro II.
(B) recria, por meio da crítica às instituições jurídicas e religiosas e da caricatura de seus tipos sociais mais expressivos, o contexto
histórico-sócial vigente no Rio de Janeiro do início do século XIX.
(C) representa, na crítica à situação das personagens negras, o problema da escravidão no Brasil de D. João VI, defendida por setores
dominantes da economia colonial e combatida pelos aliados ingleses.
(D) explicita, no modo como se refere à cultura do povo cigano, o problema da miscigenação resultante do processo de imigração
iniciado no século XIX, com a transferência da corte portuguesa para o Brasil.
(E) retrata, em imagens da corte joanina, aspectos culturais do Brasil colonial, opondo suas descrições literárias à história visual da vida
privada no Brasil apresentada nas gravuras de Debret.

QUESTÃO 4
Leia o texto a seguir para responder à questão.
Escrevo por não ter nada a fazer no mundo: sobrei e não há lugar para mim na terra dos homens. Escrevo porque sou um desesperado e
estou cansado, não suporto mais a rotina de me ser e se não fosse a sempre novidade que é escrever, eu me morreria simbolicamente todos os
dias. Mas preparado estou para sair discretamente pela saída da porta dos fundos. Experimentei quase tudo, inclusive a paixão e o seu
desespero. E agora quereria ter o que eu tivesse sido e não fui.
(Clarice Lispector. A hora da estrela. Rio de Janeiro: Rocco, 1998.)

Na passagem “eu me morreria simbolicamente todos os dias”, o pronome “me” exemplifica


(A) um uso linguístico inadequado ao contexto do gênero discursivo de que faz parte o fragmento.
(B) o emprego pontual da próclise, completando a regência verbal do verbo, de acordo com a norma padrão da língua.
(C) um monólogo sem perder de vista a denotação da linguagem para evitar desvios ou a subjetividade do leitor.
(D) o emprego convencional da linguagem literária, que exige construções sintáticas rigorosas na produção textual.
(E) a importância da subjetividade no emprego da palavra na linguagem literária para (re)criar interpretações expressivas.

QUESTÃO 5
Leia o texto a seguir para responder à questão.
Guardar
Guardar uma coisa não é escondê-la ou trancá-la.
Em cofre não se guarda coisa alguma.
Em cofre perde-se a coisa à vista.
Guardar uma coisa é olhá-la, fitá-la, mirá-la por
admirá-la, isto é, iluminá-la ou ser por ela iluminado.
Guardar uma coisa é vigiá-la, isto é, fazer vigília por
ela, isto é, velar por ela, isto é, estar acordado por ela,
isto é, estar por ela ou ser por ela.
Por isso melhor se guarda o voo de um pássaro
Do que um pássaro sem voos.
Por isso se escreve, por isso se diz, por isso se publica,
por isso se declara e declama um poema:
Para guardá-lo:
Para que ele, por sua vez, guarde o que guarda:
Guarde o que quer que guarda um poema:
Por isso o lance do poema:
Por guardar-se o que se quer guardar.
(G. Machado. In: I. Moriconi (org.). Os cem melhores poemas brasileiros do século. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.)

A memória é um importante recurso do patrimônio cultural de uma nação. Ela está presente nas lembranças do passado e no acervo
cultural de um povo. Ao tratar o fazer poético como uma das maneiras de se guardar o que se quer, o texto
(A) ressalta a importância dos estudos históricos para a construção da memória social de um povo.
(B) valoriza as lembranças individuais em detrimento das narrativas populares ou coletivas.
(C) reforça a capacidade da literatura em promover a subjetividade e os valores humanos.
(D) destaca a importância de reservar o texto literário àqueles que possuem maior repertório cultural.
(E) revela a superioridade da escrita poética como forma ideal de preservação da memória cultural.

CENTRO EDUCACIONAL SIGMA | CESSÃO DE BOLSAS_3 ª SÉRIE - 03 23Bolsa_2013.lwp Pág 2 de 13


QUESTÃO 6
Leia o texto a seguir.
Valorizar o professor do ciclo básico
Como não sou perito em futurologia, devo limitar-me a fazer um exercício de observação. Presto atenção ao que se passa na escola de
hoje e suponho que, daqui a 25 anos, as tendências atuais persistirão com maior ou menor intensidade. Provavelmente, o analfabetismo dos
adultos terá sido erradicado e o acesso à instrução primária terá sido generalizado.
Tudo indica que a demanda continuará a crescer em relação ao ensino secundário e superior. Se os poderes públicos não investirem
sistematicamente na expansão desses dois níveis, a escola média e a universidade serão, em grande parte, privatizadas.
A educação a distância será promovida tanto pelo Estado como pelas instituições particulares. Essa alteração no uso de espaços
escolares tradicionais levará a resultados contraditórios. De um lado, aumentará o número de informações e instrumentos didáticos de alta
precisão. De outro lado, a elaboração pessoal dos dados e a sua crítica poderão sofrer com a falta de um diálogo sustentado face a face entre o
professor e o aluno.
É preciso pensar, desde já, nesse desafio que significa aliar eficiência técnica e profundidade ou densidade cultural.
O risco das avaliações sumárias, por meio de testes, crescerá, pois os processos informáticos visam a poupar tempo e reduzir os campos
de ambiguidade e incerteza. Com isso, ficaria ainda mais raro o saber que duvida e interroga, esperando com paciência, até vislumbrar uma razão
que não se esgote no simplismo do certo versus errado. Poderemos ter especialistas cada vez mais peritos nas suas áreas e massas cada vez mais
incapazes de entender o mundo que as rodeia. De todo modo, o futuro depende, em larga escala, do que pensamos e fazemos no presente.
Uma coisa me parece certa: o professor do ciclo básico deve ser valorizado em termos de preparação e salário, caso contrário, os mais
belos planos ruirão como castelos de cartas.
(Alfredo Bosi. Caderno Sinapse. Folha de S. Paulo, 29/7/2003.)

Assinale a opção que contém a ideia que não pode ser pressuposta.
(A) Hoje, no Brasil, existem analfabetos.
(B) Nem todos os brasileiros têm instrução primária.
(C) Existe uma procura crescente pelo ensino secundário.
(D) O poder público não investe no ensino médio e superior.
(E) Atualmente, o saber questionador é incomum nos espaços escolares.

QUESTÃO 7
Se você quer construir um navio, não peça às pessoas que consigam madeira, não dê a elas tarefas e trabalhos. Fale, antes, a elas,
longamente, sobre a grandeza e a imensidão do mar.
(Saint-Exupéry)

Uma versão do início do texto, mantendo seu sentido original, é


(A) Queremos construir um navio...
(B) Construído um navio...
(C) À medida que construir um navio...
(D) Por querer construir um navio...
(E) Ainda que queira construir um navio...

QUESTÃO 8
Observe a oração destacada no seguinte período:
... sabiam a dor de cabeça que dava oficializar a compra ou a venda de um terreno.
Assinale a opção que contém oração com a mesma classificação sintática dela.
(A) Era assim até o fim dos anos 90, quando o governo informatizou o processo.
(B) Basta lembrar de um escândalo legitimamente brasileiro.
(C) E a fila anda como deveria.
(D) A tecnologia é capaz de sufocar a corrupção.
(E) Certo político influente mexeu seus pauzinhos e descolou um emprego público pra parentes.

QUESTÃO 9
Assinale a única das opções abaixo que apresenta segmentos de frases sublinhados de mesmo valor sintático.
(A) 1. Como sempre fazem, os garis chegaram ao meio-dia.
2. Não sabemos como resolveu este problema.
(B) 1. Como o chuchu estava muito caro, poucos se decidiram a comprá-lo.
2. O movimento começou mais tarde, porque o trânsito estava engarrafado.
(C) 1. Embora fosse tarde, os fiscais não tinham ainda chegado.
2. Caso eu possa, irei à feira amanhã.
(D) 1. O movimento aumentava, à proporção que crescia a ocorrência de fregueses .
2. Mal chegou o trem, o movimento na feira aumentou.
(E) 1. O turco perguntou àquela senhora se queria comprar tecido barato.
2. Se ela comprasse o tecido barato, o turco não perguntaria nada.

CENTRO EDUCACIONAL SIGMA | CESSÃO DE BOLSAS_3 ª SÉRIE - 03 23Bolsa_2013.lwp Pág 3 de 13


QUESTÃO 10
Leia as frases a seguir.
I. Fala-se tanto que ele não estuda.
II. Comeu que ficou doente.
Apresentadas assim, descontextualizadas e sem pontuação, essas frases apresentam diferentes interpretações, tanto no plano sintático
como semântico. Assinale a melhor opção em relação a essas interpretações.
(A) Com a redação Fala-se, tanto, que o menino não estuda, o período revela que as pessoas comentam muito o fato de que o menino
não estuda. A oração subordinada é substantiva objetiva direta.
(B) Com a redação Fala-se tanto, que o menino não estuda, corresponde a Como o menino não estuda, fala-se tanto.
(C) O período “Comeu que ficou doente.” permite a interpretação de que a causa de ficar doente é comer muito.
(D) Uma paráfrase adequada para o período “Comeu que ficou doente.” é Como ficou doente, comeu.
(E) Mantêm-se a correção gramatical e o sentido original do texto ao se reescrever o primeiro período assim: Tanto se fala que ele não
estuda.

MATEMÁTICA
QUESTÃO 11 RASCUNHO
Para quaisquer dois números reais x e y, definimos:
(x + y ) 2
x#y=
2
e
x ¿ y = x2 + y2.
−1
Se (x ß y ) − (x # y ) = 64 , então (x − y )–1 pode ser igual a
(A) 2. (D) −2.
(B) 6. (E) 8.
(C) −4.

QUESTÃO 12
Seja m
n uma fração irredutível, com m, n c Œ , m < n e m ! 1. Se uma fração equivalente a
&
1 + 1 tem produto de seus termos (numerador e denominador) igual a 840, então
m n
(A) m = 7. (D) m = 1.
(B) m = 4. (E) m = 3.
(C) m = 5.

QUESTÃO 13
Na adição a seguir, as parcelas seguem um determinado padrão e a última parcela
apresenta 94 algarismos.
S = 94 + 9494 + 949494 + ... + 949494...94
94 algarismos
Sendo m o algarismo da ordem das centenas da soma S, tem-se que log 10m é igual a
(A) 4. (D) 7.
(B) 5. (E) 8.
(C) 6.

QUESTÃO 14
Os irmãos Carlos, José e Luiz devem transportar uma determinada quantidade de laranjas
do sítio de seus pais para a feirinha do produtor de sua cidade. Decidiram dividir o trajeto
a ser percorrido em duas partes, sendo que ao final da primeira parte eles redistribuiriam
a quantidade de laranjas que cada um carregava dependendo do cansaço de cada um. Na
primeira parte, Carlos José e Luiz dividiram a quantidade de laranjas em partes
diretamente proporcionais a 5, 4 e 3, respectivamente. Na segunda parte, dividiram a
quantidade de laranjas em partes diretamente proporcionais a 6, 3 e 1, respectivamente.
Dado que na segunda parte do trajeto um deles levou 55 laranjas a mais do que ele levou
na primeira parte do trajeto, determine a quantidade transportada por Luiz na primeira
parte do trajeto.
(A) 125
(B) 180
(C) 75
(D) 100
(E) 30

CENTRO EDUCACIONAL SIGMA | CESSÃO DE BOLSAS_3 ª SÉRIE - 03 23Bolsa_2013.lwp Pág 4 de 13


QUESTÃO 15 RASCUNHO
Na figura a seguir, tem-se um triângulo equilátero ABC, em que M é ponto médio de AB, N
é ponto médio de AC e MC 3 NB = {P}.

M N

B C
A razão da área do triângulo BCP para a área do triângulo ABC é igual a
(A) 4 . (C) 5 . (E) 1 .
9 12 3
2
(B) . (D) .1
5 4

QUESTÃO 16
Considere que, ao final de um processo de cozimento, um bloco cúbico de argila tenha
sofrido uma contração de 10% em suas dimensões lineares.
Nessas condições, o volume desse cubo sofreu uma redução de
(A) 30%. (C) 10%. (E) 20%.
(B) 27,1%. (D) 19%.

QUESTÃO 17
Albert Girard (1590-1633) descobriu relações entre raízes e coeficientes de uma equação
polinomial. Por exemplo, para a equação polinomial ax 3 + bx 2 + cx + d = 0, de grau 3,
coeficientes a, b, c e d e raízes x 1 , x 2 e x 3 , valem as seguintes relações.
 x +x +x = −b
1 2 3
 a
c
 x1 $ x2 + x1 $ x3 + x2 $ x3 = a
 d
 x1 $ x2 $ x3 = − a
Com base nas informações acima e admitindo ✍, ✎ e ✕ como raízes da equação
2x 3 − 3x 2 + 6x − 1 = 0, determine ✍ 2 $ ✎ 2 + ✍ 2 $ ✕ 2 + ✎ 2 $ ✕ 2 .
(A) 6 (D) 15
2
(B) 21
2 (E) − 15
4
(C) − 9
4

QUESTÃO 18
A quarta parte do número de participantes de uma prova de seleção gosta de Matemática.
Dos que gostam de Matemática, um quarto gosta também de Biologia. Dentre aqueles que
não gostam de Matemática, a terça parte não gosta de Biologia. Sabe-se, ainda, que o
número de participantes dessa prova é um número maior que 50 e menor que 80.

Determine a quantidade de participantes que não gosta de Matemática ou Biologia.

(A) 16 (D) 28
(B) 20 (E) 36
(C) 24

CENTRO EDUCACIONAL SIGMA | CESSÃO DE BOLSAS_3 ª SÉRIE - 03 23Bolsa_2013.lwp Pág 5 de 13


QUESTÃO 19 RASCUNHO
As funções f : ‘ t ‘, com f(x ) = x + 2 e g : ‘ t ‘, com g(x ) = −2x + 6, estão representadas,
a seguir, em um sistema de eixos perpendiculares xOy com O = (0, 0 ).
y

A B
O x



Sendo A, B e P pontos dos gráficos dessas funções, com A, B c Ox e P comum aos gráficos
de f e g, determine a área do triângulo APB.

(A) 10 (C) 26 (E) 8


3 5
(B) 25 (D) 17
3 5

QUESTÃO 20
Considere a função f : ‘ t ‘, tal que f(x ) = −x 2 + x $ (1 − 2 $ sen 2 ✕ ) + 8, sendo ✕ um número
real fixo a ser escolhido.
Nessas condições, o valor máximo de f(x ) pode ser igual a
(A) 8,2. (C) 7,9. (E) 10.
(B) 8,3. (D) 7,5.

CIÊNCIAS DA NATUREZA
QUESTÃO 21
A figura a seguir representa uma árvore filogenética, referente à classificação dos seres
vivos em cinco reinos, bem como alguns seres vivos pertencentes a cada um desses reinos.

CENTRO EDUCACIONAL SIGMA | CESSÃO DE BOLSAS_3 ª SÉRIE - 03 23Bolsa_2013.lwp Pág 6 de 13


Pensando nas características de alguns seres representados na árvore filogenética, é RASCUNHO
correto afirmar que o reino
(A) Animalia agrupa os seres vivos unicelulares e pluricelulares, organizados em
vertebrados e invertebrados.
(B) Fungi é formado por seres vivos autótrofos, como os cogumelos e os bolores.
(C) Protoctista reúne as algas e os protozoários exclusivamente pluricelulares.
(D) Monera inclui as bactérias que não têm núcleo e nem material genético.
(E) Plantae agrupa seres vivos pluricelulares, clorofilados e eucariontes.

QUESTÃO 22
A árvore filogenética abaixo representa uma possível filogenia dos grandes grupos de
plantas em sua sequência evolutiva. As letras A, B, C e D representam esses grupos, e os
pontos 1, 2 e 3, o surgimento de algumas características estruturais.

Com base na figura e nos conhecimentos acerca da evolução dos diferentes grupos de
plantas, é correto afirmar que

(A) os grupos representados na árvore são monofiléticos.


(B) as sementes surgiram como evento evolutivo no ponto 1.
(C) as flores primitivas com muitas peças florais surgiram no ponto 2.
(D) os elementos traqueais responsáveis pela condução de água surgiram no ponto 3.
(E) as monocotiledôneas e as eudicotiledôneas, representadas respectivamente por C e
D, são grupos parafiléticos.

QUESTÃO 23
Aproximadamente 1.500.000 espécies de organismos foram descritas e nomeadas até a
última década. As frações correspondentes a certos grupos taxonômicos estão
representadas a seguir.

Com base no gráfico, assinale a opção correta.

(A) As frações que incluem a levedura e a samambaia são distintas, mas a soma das
duas é menor que a fração que inclui a Biomphalaria.
(B) A sardinha, o pardal, a cascavel e a baleia estão incluídos em uma fração que é muito
maior que a da água-viva, da planária e da minhoca.
(C) A soma das frações dos eucariontes não-vegetais corresponde, aproximadamente, a
25% do total.
(D) Os escorpiões estão incluídos na fração que representa quase a metade do total.
(E) A fração que inclui a rosa, a tulipa e a margarida é menor que a fração que inclui a
aranha.

CENTRO EDUCACIONAL SIGMA | CESSÃO DE BOLSAS_3 ª SÉRIE - 03 23Bolsa_2013.lwp Pág 7 de 13


QUESTÃO 24 RASCUNHO
As doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) são consideradas como um dos problemas
de saúde pública mais comuns em todo o mundo. Em ambos os sexos, tornam o organismo
mais vulnerável a outras doenças, inclusive à Aids, além de terem relação com a
mortalidade materna e infantil. No Brasil, as estimativas da Organização Mundial de Saúde
(OMS) de infecções de transmissão sexual na população sexualmente ativa, a cada ano,
estão representadas no gráfico a seguir.

Após a análise do gráfico e apoiando-se no conhecimento acerca das possíveis formas de


contágio das DSTs apresentadas, pode-se afirmar que:
(A) a frequência similar de herpes genital e de HPV está relacionada ao fato de ambas
serem bacterianas e de serem transmitidas pelo contato sexual direto com pessoas
contaminadas.
(B) a gonorreia, com frequência maior em relação à sífilis, HPV e herpes genital, é
causada por uma bactéria cujo doente pode ser tratado com o uso de antibióticos.
(C) a maior frequência de clamídia na população está relacionada às diversas mutações
que ocorrem no vírus transmissor, o que dificulta o tratamento da doença e
possibilita maior contágio.
(D) a menor frequência de sífilis em relação à gonorreia e à clamídia pode ser explicada
pelo fato de a população humana utilizar frequentemente espermicidas e
anticoncepcionais.
(E) o contágio por qualquer uma das doenças citadas na questão pressupõe a certeza
de uma relação sexual sem o uso de preservativo.

QUESTÃO 25
O calor latente de vaporização de um líquido, a uma dada temperatura, é a
quantidade de calor necessária para evaporar um grama do líquido a essa temperatura. Para
a água, à temperatura ambiente, o calor latente de vaporização vale 2480 J/g.
Suponha que uma poça com 1 kg de água esteja espalhada no chão, em uma área de 2/3
de um metro quadrado, e absorva energia solar a uma potência de 0,62 kW por metro
quadrado.
Nessas condições, a poça secará completamente em exatos
(A) 10 minutos. (C) 620 minutos. (E) 1.240 minutos.
(B) 100 minutos. (D) 1.000 minutos.

QUESTÃO 26
Um prisma óptico reto, de base triangular, imerso no ar, possui um ângulo de refringência
de 60°. O menor desvio angular produzido por esse prisma a um raio de luz
monocromático é de 30°. Sendo o índice de refração ar unitário, o índice de refração do
material que constitui o prisma tem valor mais próximo de
(A) 1,73 (B) 1,22 (C) 1,41 (D) 2,00 (E) 2,54
(Adote, caso necessário, sen 60° = cos 30° = 0,866; sen 30° = cos 60° = 0,50 e sen 45° = cos45º =
0,707.)

QUESTÃO 27
Um objeto de altura 4,0 cm é colocado em um
ponto A, perpendicularmente ao eixo óptico de
uma lente convergente de distância focal 20 cm O
30 cm
e a 40 cm de distância do centro óptico da lente,
como representado na figura. O objeto é então
deslocado para a posição B, com uma
A B
velocidade escalar de módulo igual a 0,02 m/s.
Então, é correto afirmar que o módulo da
velocidade média da imagem, em relação à lente 40 cm
é, em cm/s, mais próximo de
(A) 0,05 (B) 0,02 (C) 2 (D) 0,04 (E) 4

CENTRO EDUCACIONAL SIGMA | CESSÃO DE BOLSAS_3 ª SÉRIE - 03 23Bolsa_2013.lwp Pág 8 de 13


QUESTÃO 28 RASCUNHO
Uma corda de piano de 60 cm de comprimento é tracionada por uma força de intensidade
400 N. Sabe-se que a massa da corda é de 6 g. O harmônico de ordem mais alta que pode
ser ouvido por uma pessoa sensível até a frequência de 600.000 ciclos por minuto, é o de
ordem
(A) 2. (B) 4. (C) 5. (D) 6. (E) 7.

QUESTÃO 29
Um dos importantes procedimentos executados em laboratório de química é a análise
qualitativa, cujo objetivo é identificar a composição química dos materiais.
Um acadêmico do curso de química realizou as seguintes ações em laboratório: 1º)
Utilizou um sólido branco "A" e o adicionou em água destilada. Promoveu a filtração do
resíduo não dissolvido, obtendo uma solução aquosa "B" que adquiriu coloração vermelha
em presença de fenolftaleína. 2º) Dissolveu um gás "C" em água destilada, o que resultou
em outra solução aquosa "D" cujo pH é menor que 7,0. 3º) Misturou as soluções "B" e "D",
obtendo um precipitado branco "E".
Os possíveis compostos químicos presentes nos sistemas nominados com as letras A, B, C,
D e E podem ser, respectivamente, representados pelas fórmulas químicas
(A) C10H8, C2H4O2, CO2, H2CO3, C12H22O11.
(B) CaCO3, Ca(OH)2, P2O5, H3PO4, Ca3(PO4)2.
(C) CaO, Ca(OH)2, SO3, H2SO4, CaSO4.
(D) Na2O, NaOH, SO2, H2SO3, Na2SO3.
(E) Na2O, NaOH, CO2, H2CO3, Na2CO3.

QUESTÃO 30
Aumento do uso de testosterona por homens na faixa dos 40 preocupa médicos
A quantidade de homens de meia idade que obtêm prescrições de testosterona vem
crescendo rapidamente. Isso eleva a preocupação de que um número cada vez maior de
homens esteja usando de forma imprópria esse potente hormônio, para aumentar a libido e
sentir-se mais jovem, relatam pesquisadores.
A terapia de reposição de testosterona é autorizada somente no tratamento do
hipogonadismo, ou redução anormal nos níveis de testosterona. Esse hormônio ajuda a
aumentar a massa muscular, reduzir a gordura corporal e aumentar a libido. Um estudo
publicado no periódico JAMA Internal Medicine, porém, descobriu que muitos homens
recebem prescrições para o hormônio sem que seja comprovada essa deficiência.
(fonte:
http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2013/06/11/aumento-do-uso-de-testosterona-por-homens-de-meia-i
dade-preocupa-medicos.htm)

Utilize a fórmula estrutural da testosterona abaixo representada para assinalar a opção


correta:

(A) Este composto químico apresenta um grupo funcional típico da função orgânica
fenol.
(B) Em sua fórmula estrutural plana é possível identificar 3 ligações do tipo ✜.
(C) Representa um hidrocarboneto de cadeia aromática.
(D) Apresenta 4 carbonos terciários.
(E) Sua fórmula molecular é C18H22O2.

QUESTÃO 31
Radioatividade tem consequências graves e de longa duração
A exposição de material nuclear ao meio ambiente libera substâncias radioativas no
ar e no solo. Essas substâncias contaminam plantas, rios, os animais e as pessoas em volta.
Os dois elementos mais perigosos são o iodo radioativo e o césio, subprodutos da fissão
nuclear do urânio. Em Chernobyl, o césio contaminou em cadeia: o solo, a vegetação que
extraía nutrientes deste solo, o gado que se alimentava desta vegetação e, por fim, as
pessoas que tomaram o leite de vacas contaminadas. "A radiação não deixa o solo infértil,
mas tudo que cresce ali acaba contaminado", explica o engenheiro agrônomo Virgílio
Franco, do Centro de Energia Nuclear na Agricultura da USP.
(fonte:http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/a-marca-da-radiacao-no-ambiente-anos-e-anos-de-contaminacao)

CENTRO EDUCACIONAL SIGMA | CESSÃO DE BOLSAS_3 ª SÉRIE - 03 23Bolsa_2013.lwp Pág 9 de 13


Os rádioisótopos de Iodo-131, (53I131), e Césio-137, (55Cs137), são ✎-emissores. A meia-vida do Iodo-131 é de 8 dias, enquanto a meia-vida do
Césio-137 é de 30 anos. O decaimento radioativo o Iodo-131 produz o isótopo "X". A desintegração radioativa do Césio-137 forma o isótopo
"Y". Considere duas amostras de material radioativo, uma de Iodo-131 e outra de Césio-137.
Se ocorreu uma redução de 93,75% da atividade radioativa destas amostras, o tempo transcorrido para o Iodo-131 foi de "Z" dias, enquanto
para o Césio-137 foi de "W" anos. A opção que contém as informações referentes para X, Y, Z e W é
(A) 54X131, 56Y137, 32 dias, 120 anos. (D) 52X131, 54Y137, 24 dias, 90 anos.
(B) 52X131, 54Y137, 7,5 dias, 28,12 anos. (E) 53X130, 56Y136, 32 dias, 120 anos.
(C) 54X131, 56Y137, 24 dias, 90 anos.

QUESTÃO 32
Dez jeitos de usar amônia
Essa substância alcalina está presente na fórmula de alguns produtos de limpeza, alisantes de cabelo e fertilizantes. Ela serve para deixar
o forno limpinho, sem precisar esfregar, e até para aliviar a dor de picada de abelha! Por ter um cheiro forte e liberar gases tóxicos, é necessário
usá-la tomando certos cuidados, como arejar o ambiente e proteger o nariz e a boca com máscara descartável.
(fonte:http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/casa/dez-jeitos-usar-amonia-substancia-alcalina-produtos-limpeza-fertilizantes-699315.shtml)

A dissolução de amônia (NH3) em água é um fenômeno que pode ser representado pela equação química abaixo:

NH3(g) + H2O(l) NH+4 (aq) + OH (aq)
A configuração espacial (geometria molecular) de cada espécie química presente nesta representação é, respectivamente:
(A) Trigonal plana, linear, tetraédrica, linear.
(B) Piramidal, linear, trigonal plana, angular.
(C) Angular, trigonal plana, trigonal plana, linear.
(D) Trigonal plana, angular, tetraédrica, angular.
(E) Piramidal, angular, tetraédrica, linear.

CIÊNCIAS SOCIAIS
QUESTÃO 33
Observe o mapa dos complexos econômicos regionais e as afirmações a ele relacionadas.
I. O número 1 indica o Centro-Sul, região que comanda a economia do
Brasil e apresenta duas grandes metrópoles nacionais que ocupam
o topo da hierarquia urbana do país, além de possuir um estado
cuja capital não é a cidade mais populosa.
II. A retirada da floresta heterogênea, higrófila, densa, perenifólia e
autossustentada, na porção interior da região de número 1, tem na
sua pluviosidade constante um fator gerador de intensa lixiviação e
a consequente perda da fertilidade aparente dos solos.
III. O Nordeste, representado pelo número 2, é uma região de
povoamento antigo e preso a uma estrutura arcaica de propriedade
e poder. Vem passando, em uma de suas sub-regiões, por uma
estiagem que voltou a castigar com força a área onde o descaso, a
incompetência e falta de seriedade política ainda são presentes.
IV. A maior parte da produção de energia elétrica no Brasil provém da
hidroeletricidade, beneficiada pela densa rede hidrográfica,
composta em boa parte por rios de planalto, em que o grande
"eldorado" em potencial hidráulico se encontra na bacia
hidrográfica Amazônica, que atravessa a região de número 3, de
grande biodiversidade.
Fonte: MOREIRA, João C.; SENE, Eustáquio de. Geografia
V. O número 2 no mapa representa o Nordeste, cujos limites
coincidem com os propostos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e para o ensino médio: Geografia geral e do Brasil. São Paulo:
Estatística (IBGE), constituindo-se, dessa maneira, numa região Scipione, 2002. (adaptado)
social e economicamente homogênea, cujo litoral foi palco da
monocultura canavieira em grandes propriedades.

Todas as afirmações corretas estão em:


(A) IV - V
(B) II - III - V
(C) I - III - IV
(D) I - II - IV
(E) II - IV - V

CENTRO EDUCACIONAL SIGMA | CESSÃO DE BOLSAS_3 ª SÉRIE - 03 23Bolsa_2013.lwp Pág 10 de 13


QUESTÃO 34
Percentual dos migrantes na população em 1996

THÉRY, Hervé; MELLO, Neli A. de. Atlas do Brasil:


disparidades e dinâmicas do território. São Paulo: EDUSP/Imprensa Oficial, 2008.

Com base no mapa, é possível associar a macrorregião brasileira com maior proporção de migrantes à presença da seguinte dinâmica
socioespacial:
(A) criação de área turística. (D) expansão da fronteira agropecuária.
(B) formação de distrito industrial. (E) crescimento urbano das cidades médias.
(C) ampliação de reserva ambiental.

QUESTÃO 35
Sobre a agricultura canavieira no Brasil, assinale a opção correta.
(A) O avanço da monocultura canavieira figura entre os principais fatores de desmatamento do bioma amazônico.
(B) O avanço da monocultura canavieira é responsável por um volume crescente de empregos agrícolas, pois ainda não foram
desenvolvidos maquinários capazes de substituir a mão de obra na fase de colheita.
(C) Os estados nordestinos ampliaram sua participação na produção nacional de cana-de-açúcar na última década, pois apresentam
vantagens comparativas relacionadas ao preço da mão de obra.
(D) Na região Centro-Oeste, os canaviais foram substituídos por atividades agropecuárias mais lucrativas, tais como o cultivo de soja e a
criação de gado.
(E) Na região Sudeste, a expansão do plantio ocorrida na última década resultou do aumento da demanda pelo álcool combustível.

QUESTÃO 36
A partir de 2012, acredita-se que, nos próximos cinco anos, o estado do Pará poderá se tornar o maior exportador de minérios do País,
ultrapassando Minas Gerais. As exportações de minérios do Pará representaram cerca de 44% do saldo comercial obtido pelo Brasil em 2011. O
mapa mostra o destino de um dos minérios exportados pelo estado do Pará.

(Folha de S.Paulo, 06.05.2012.)

CENTRO EDUCACIONAL SIGMA | CESSÃO DE BOLSAS_3 ª SÉRIE - 03 23Bolsa_2013.lwp Pág 11 de 13


A respeito das exportações do Pará, é correto afirmar que
(A) a demanda da hematita de baixa qualidade e menor preço explica as exportações para os maiores países siderúrgicos mundiais.
(B) elas superaram as do estado de Minas Gerais, principalmente com o aumento das exportações de bauxita para os países asiáticos.
(C) o Canadá é o maior importador do manganês da Serra dos Carajás.
(D) o aumento da exploração de ouro no Vale do Trombetas, em Oriximiná, explica o destaque do Pará.
(E) a exportação do minério de ferro, da Serra dos Carajás, tem a China como principal destino.

QUESTÃO 37
"Na Inglaterra, se o coletor de taxas viesse cobrar taxas não votadas pelo Parlamento, seria expulso da casa pelos cidadãos. Se o cidadão
fosse detido e levado a julgamento, seria liberado pela Corte e mandado para casa com um elogio por ter resistido a uma força ilegal. (...) Na
Prússia, era diferente. Se o cidadão prussiano expulsasse o coletor de impostos que viesse cobrar taxas não aprovadas pela Dieta, ele seria
arrastado ao tribunal para receber uma sentença de prisão por "resistência à autoridade legal".
(Ferdinand Lassalle. Líder socialista alemão na segunda metade do século XIX. Citado por PEDRO, Antônio; LIMA, Lizânias de Souza; CARVALHO, Yone de História do mundo ocidental:
(Ensino médio. São Paulo: FTD, 2005, p. 304).

Considerando o texto acima e a história, é INCORRETO afirmar que:


(A) A unificação tardia da Alemanha dificultou o desenvolvimento capitalista naquele país, como se pode inferir do caráter autoritário
do judiciário e das arbitrariedades praticadas por coletores de impostos.
(B) O direito de não pagar taxas impostas é coerente com o direito à insurreição, aceito por John Locke, mais importante intelectual da
Revolução Gloriosa de fins do século XVII na Inglaterra.
(C) A Prússia desempenhou papel central no processo de formação do Estado Nacional Alemão no século XIX, experiência que
engendrou um modelo de desenvolvimento autoritário, também conhecido por "modernização conservadora".
(D) A proeminência do Parlamento nas questões tributárias na Inglaterra, cuja origem remonta aos tempos medievais, esteve no centro
dos conflitos políticos no século XVII e foi ratificada na revolução de 1688.
(E) A política de unificação da Alemanha foi conduzida pela estratégia militar de Bismarck que, inicialmente, aliou-se aos austríacos pela
conquista de dois pequenos territórios, depois venceu os mesmos austríacos, favorecendo a Itália, e, finalmente, despertou o
nacionalismo dos germânicos do sul ao atraí-los numa guerra contra a França que foi vencida e, assim, completou-se a unidade
germânica.

QUESTÃO 38
Após a emancipação política de 1822, tratar-se-ia de organizar o Estado independente brasileiro. No ano seguinte, foi convocada uma
Assembleia Constituinte que pudesse dotar o país de um arcabouço legal, regulamentando a sua administração. Sobre isso, assinale a letra
da opção INCORRETA:
(A) Temendo ter seu poder limitado pela Constituição, D. Pedro I dissolveu a Assembleia Constituinte e nomeou um Conselho de Estado
que o ajudou a redigir um projeto constitucional, em cujo final restringia sobremaneira a participação política dos grupos sociais.
(B) Durante a feitura da Constituição, foi sugerido um projeto que subordinava o poder executivo e as Forças Armadas ao poder
legislativo e dava a este ampla soberania. O projeto propunha, ainda, a instituição do voto censitário, por meio do qual eleitores e
candidatos teriam que comprovar elevada renda para poder participar dos processos políticos.
(C) A Constituição outorgada por D. Pedro I, em 1824, estabeleceu a monarquia hereditária, a divisão político-administrativa do
território brasileiro em províncias e a separação do poder político em quatro ramos, apresentando a figura do poder moderador
exclusivo do Imperador.
(D) A Constituição de 1824 considerava livres todos aqueles nascidos no Brasil ou naturalizados brasileiros, porém estabelecia, em
relação aos direitos políticos, nítidas diferenças, sendo os cidadãos divididos em três grupos: passivos, ativos votantes e ativos
eleitores elegíveis.
(E) A maioria dos noventa deputados constituintes defendia a criação de uma República democrática (nos moldes franceses) que
garantisse os direitos individuais, limitasse severamente os poderes do Imperador e impusesse à aristocracia o fim da escravidão .

QUESTÃO 39
"O mulato, em diversas ocasiões, foi no Brasil escravocrata o produto de relações por vezes espontâneas entre o colonizador português e
a escrava vinda da África. Às vezes estas relações terminavam por envolver afetividade, companheirismo, privilégios para as negras escravas que
fossem mães de mulatos filhos do senhor. Outras vezes despertavam ciúmes doentios e de resultados funestos com vinganças ou hostilidades
das esposas brancas".
(José D'Assunção Barros. A Construção Social da Cor, RJ, Editora Vozes. 2009. p. 104).

Assinale a letra da opção CORRETA:


(A) Mulatos e negros sempre e em todas as situações ocupavam o mesmo espaço na hierarquia social da colônia.
(B) A mulher negra raramente sofria a sujeição amorosa ou sexual do branco colonizador.
(C) O mulato não podia ser criado na casa do senhor branco nem receber nenhuma instrução.
(D) O mulato frequentemente expressava o desejo de se afirmar como diferença nova, em separado da diferença negra, vestiam-se de
outro modo, afastavam-se dos marcadores étnicos que poderiam lembrar etnias e nações africanas.
(E) Os mulatos não tinham as suas fraternidades próprias, participavam exclusivamente das irmandades dos negros.

CENTRO EDUCACIONAL SIGMA | CESSÃO DE BOLSAS_3 ª SÉRIE - 03 23Bolsa_2013.lwp Pág 12 de 13


QUESTÃO 40

Figura I: Figura 2:
D.Pedro I D. Pedro II
(Disponível em<parazinet. wordpress.com). (Disponível em<historyofmedicine.blogspot. com/2009_03_01archive.HTML)

As representações das figuras I e II expressam as relações dessas lideranças com os seus respectivos períodos de governo. Analise as
imagens e assinale a letra da opção correta.
(A) Foram construídas em sincronia; pois, em ambos os períodos imperiais, o Brasil era considerado a maior potência econômica e
militar da América do Sul.
(B) Serviam à construção das representações desejadas após 1822: um Brasil jovem que inicia sua história política (Pedro I) e um país
chega à sua maturidade na segunda etapa do período monárquico (Pedro II).
(C) A Figura II sinaliza o poder autoritário do imperador, cuja reinado foi marcado por instabilidades, revoltas e ameaças separatistas.
(D) A Figura I simboliza o desejo da jovem nação em construir um sistema político enraizado nas teses liberais sob a liderança daquele
que conduzia o país contra as liberdades e a democracia social e política.
(E) As duas representações simbolizam a estabilidade política que permanecia desde o nascimento do Estado brasileiro (D. Pedro I) até
a maturidade (Pedro II) de suas instituições, sempre marcadas pelo respeito aos preceitos liberais em contraposição às repúblicas
das ex-colônias espanholas dominadas por caudilhos.

CENTRO EDUCACIONAL SIGMA | CESSÃO DE BOLSAS_3 ª SÉRIE - 03 23Bolsa_2013.lwp Pág 13 de 13