Você está na página 1de 45

Sumário

Silva, Melissa Rodrigues da


S586 Introdução à Educação a Distância/ Melissa Rodrigues da Silva;
Paola Andressa Scortegagna.[livro eletrônico]. Ponta Grossa :
UEPG/NUTEAD, 2020.
45p. ; il.. E-book PDF

Licenciaturas à Distância. Núcleo Comum. Universidade


Estadual de Ponta Grossa.

1. EAD - história. 2. EAD – sujeitos. 3. Ambiente virtual -


aprendizagem. 4. AVA. 5. Ensino- aprendizagem. I.. T.

CDD : 371.35

Ficha catalográfica elaborada por Maria Luzia F. Bertholino dos Santos– CRB9/986

Introdução a Educação a Distância


Melissa Rodrigues da Silva
Paola Andressa Scortegagna

Ponta Grossa - 2020


2
Sumário

Apresentação
Caro(a) aluno(a),

Este material foi elaborado para que você amplie seu conhecimento sobre a Educação a Distância (EaD)
e possa tirar o máximo proveito do seu curso EaD. É importante que você conheça como se desenvolve
essa modalidade de ensino, que oferecerá um processo de ensino e aprendizagem
completo e dinâmico por meio de recursos tecnológicos.
Estes conhecimentos, necessários aos profissionais que buscarão ampliar seus saberes nos cursos desta
Universidade – sejam eles de atualização, graduação ou pós-graduação –, oportunizam a compreensão do
que a EaD pode estabelecer nas relações entre as pessoas e também na organização dos seus estudos.
Para facilitar a sua adaptação à EaD, é importante que esteja atento(a) às informações do seu curso, aos
prazos e também que acesse com frequência a plataforma do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA).
Esperamos que você, ao consultar este material, possa estudá-lo com um olhar minucioso;
e, ao acessar os links indicados de textos e vídeos, possa utilizá-los como suporte
às discussões empreendidas neste e-book.

Tenha um ótimo estudo!

Prof. Melissa R. da Silva e Prof. Paola A. Scortegagna

3
Sumário

Objetivos
• Identificar as diferentes concepções da educação a distância no Brasil, de acordo
com a evolução histórica;
• Refletir sobre as perspectivas atuais da educação a distância;
• Conhecer as funções do professor e do tutor na EaD;
• Entender o papel do aluno no processo educativo a distância;
• Entender o funcionamento dos ambientes virtuais de aprendizagem;
• Conhecer a metodologia de ensino e a avaliação da aprendizagem da EaD.

Ementa
Concepções de educação a distância. Evolução histórica. O aluno da EaD. Tutoria em
EaD. Metodologia da EaD. Mídias interativas e ambientes virtuais de aprendizagem.
Avaliação em EaD. Perspectivas atuais de educação a distância.

4
Sumário

UNIDADE I

A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: CONCEPÇÕES E PERSPECTIVAS


• 1.1 - A EVOLUÇÃO HISTÓRICA DA EAD NO BRASIL UNIDADE III
• 1.2 - POLÍTICAS ATUAIS DA EAD
• 1.3 - PERSPECTIVAS ATUAIS DA EAD
AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM - AVA E O PROCESSO
DE ENSINO APRENDIZAGEM
• 3.1- MÍDIAS INTERATIVAS E AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM

UNIDADE II • 3.2 - METODOLOGIA DA EAD


• 3.3 - AVALIAÇÃO EM EAD

OS SUJEITOS DA EAD
• 2.1 - O PROFESSOR DA EAD
• 2.2 - O ALUNO DA EAD
• 2.3 - TUTORIA EM EAD
REFERÊNCIAS
• 2.4 - A EAD NA UEPG
Sumário

unidade I
A Educação a Distância:
concepções e perspectivas

Nesta unidade de estudo, iremos abordar a evolução histórica da 1.1 A evolução histórica da EaD no Brasil
EaD, que no Brasil despontou a partir do ensino profissionalizante por
correspondência, por volta do ano de 1904. Esse tipo de curso não exigia
nenhuma formação anterior e/ou inicial.
Algumas mudanças se desenrolaram de acordo com a História da
Educação Brasileira. Nas décadas de 1930 e 1940, ampliaram-se os cursos
profissionalizantes por meios dos institutos. Nas décadas de 1970 e 1980,
houve a expansão da EaD com aulas via satélite oferecidas por Organizações
não governamentais (ONGs) para formação no ensino supletivo. No final
da década de 1990, com o boom da informatização no Brasil, a EaD chegou
mais perto da população, tendo em vista a maior facilidade de acesso.
Nesta unidade, discutem-se também as perspectivas e as políticas
públicas atuais da EaD, que está balizada por documentos, portarias,
resoluções e diretrizes para a estrutura pedagógica das instituições, bem
como a ampliação dessa modalidade de ensino em todo o território nacional. Fonte: http://pertoead.blogspot.com/2009/04/como-tudo-comecou-parte-ii.html

6
Sumário

Ao iniciarmos a discussão sobre a evolução histórica da EaD, 7. Telefonia móvel: Até o início de 2010, estavam ainda em fase
partimos da leitura dessa imagem, que muito representa o assunto embrionária os estudos brasileiros para o uso educacional e
aplicados à educação a distância dos recursos da telefonia celular e
tratado neste material. Como já citado anteriormente, a EaD tem suas em outros dispositivos móveis (SANTOS, 2011, p. 20).
origens no ensino profissionalizante por correspondência, seguido
da evolução dos meios de comunicação, como o rádio, a televisão, Muitas pesquisas sobre o percurso histórico da EaD já foram
o computador e, atualmente, as redes, que possibilitam a interação publicadas. Mesmo que, para alguns contextos, essa modalidade
pedagógica entre muitas comunidades de aprendizagem, tais como os de ensino ainda seja novidade, as pesquisas têm apontado muitos
ambientes virtuais, que é um dos itens abordados adiante. avanços, atingindo um grande número de instituições de ensino que
Santos (2011) apresenta a relação das tecnologias com as vêm adotando as metodologias da EaD
possibilidades pedagógicas da educação a distância, vejamos: para ampliar o alcance dos seus cursos.
A expansão da EaD no Brasil
1. TV via satélite: Produção e transmissão de tele aulas ao vivo, com
recepção simultânea e cobertura para todo o território nacional. acontece principalmente com a chegada
Para saber mais sobre pesquisa já
2. Vídeo aulas: Produção de aulas pré-formatadas, para reprodução em e ampliação da internet nas Instituições
publicadas sobre a EaD no Brasil acesse:
sistema broadcast em rede nacional ou para reprodução em tele salas. http://seer.abed.net.br/index.php/RBAAD de Ensino Superior (IES) e também após
3. Impresso: Desenvolvimento de abordagem conceitual e sua
a publicação da Lei de Diretrizes e Bases
implementação visando ao desenvolvimento e publicação de
conteúdos e atividades de aprendizagem para livros didáticos da Educação Nacional (LDB), que a sanciona como modalidade de
específicos para o uso na educação a distância. ensino. A partir dessa determinação legal, a EaD ganha importância e
4. Videoconferência: Criação de lógica de uso educacional para credibilidade. Com isso, abrem-se possibilidades de acesso à educação
sistemas bi e multidirecionais de interação por áudio e vídeo,
para além das limitações dos espaços físicos padronizados de escolas
integrando múltiplos espaços conectados ao vivo, para realização
de aulas, conferências e sessões interativas de defesas de teses, e/ou universidades (salas de aula).
dissertações e monografias.
5. Telefonia: Uso de sistemas convencionais de telefonia para
provimento de atendimentos diversos aos alunos, tais como Verifique no livro: "Formação docente: princípios e fundamentos” da
secretaria, monitoria, tutoria, suporte administrativo e pedagógico. página 46 até a página 58, há um artigo que trata sobre as políticas
6. Internet: Desenvolvimento de sistemas autônomos para uso públicas e a democratização da EaD pela Universidade Aberta do Brasil
como ambientes virtuais de aprendizagem, criação de abordagens (UAB), com dados sobre o crescimento da modalidade no país".
metodológicas para o ensino-aprendizagem on-line ou off-line, https://www.atenaeditora.com.br/wp-content/uploads/2018/09/E-book-
web conferências etc., com a aplicação das ferramentas criadas ou Forma%C3%A7%C3%A3o-Docente_Princ%C3%ADpios-e-Fundamentos.pdf
adquiridas.

7
Sumário

1.2 Políticas atuais da EaD Sobre a especificação da EaD, o decreto nº. 5.622/2005 define:

Caracteriza-se a Educação a Distância como modalidade educacional


na qual a mediação didático/pedagógica nos processos de ensino
e aprendizagem ocorre com a utilização de meios e tecnologias
de informação e comunicação, com estudantes e professores
desenvolvendo atividades educativas em lugares ou tempos diversos
(BRASIL, 2005).

Dessa maneira, há que se considerar que essa modalidade de ensino


tem suas especificidades, dentre elas, o distanciamento físico entre
alunos e professores, praticamente durante todo o curso, bem como
entre o grupo de cursistas. Assim, o uso de diversas mídias e tecnologias,
ao mesmo tempo em que minimiza o contato físico, busca ampliar a
comunicação entre alunos, tutores e professores por meio dos Ambientes
Fonte: http://codigo.inf.br/aun/politica/ensino-ead-avanca-no-mercado-com-ajuda-de-politicas-publicas/
Virtuais de Aprendizagem, possibilitando assim a socialização.
Considerando as peculiaridades da EaD, é necessário que se pensem
O objetivo deste item é apresentar o contexto da EaD a partir dos
e efetivem políticas públicas que estabeleçam diretrizes e normativas a
anos 2000, considerando os marcos na história dessa modalidade de
serem cumpridas pelas diversas instituições que oferecem cursos nesse
ensino: a LDB, Lei 9.394/96, bem como o Decreto 2.561/98 e o Decreto
formato. Logo, é necessário que você, aluno(a), conheça e compreenda
5.800/06. Este possibilita e regula o credenciamento de municípios
de que maneira as políticas públicas para a EaD foram publicadas e
e estados, assim como Instituições de Educação Superior (IES), para
estão se materializando.
ofertar programas em EaD. A criação dessa organização amplia o acesso
Podemos destacar que a democratização do acesso à educação tem
da população ao ensino superior, tanto em formação inicial como pós-
se configurado segundo vários índices que mostraremos a seguir, tendo
graduação, além de propiciar que as IES ofereçam formação continuada
em vista que a EaD possibilita uma aprendizagem autônoma e que
aos profissionais/docentes que, por questões de mobilidade, não
pode atingir alunos das mais diversas localidades, os quais poderão ter
conseguem participar de cursos presencialmente.
acesso a uma grande variedade de cursos ofertados pelas instituições
de ensino superior.

8
Sumário

2001 Plano Nacional de Previa a erradicação do analfabetismo e a universalização do


Educação - PNE Ensino Fundamental. A organização desse documento leva a EaD
De que maneira aconteceu a expansão da EaD no Brasil? (2001-2010) à frente das propostas de expansão da educação.
A EaD possibilita superar a exclusão social?
2006 Decreto 5.800/06 Criou a Universidade Aberta do Brasil (UAB), que impulsionou a
oferta de cursos superiores em EaD.
2007 Plano de Conjunto de programas que visaram melhorar a educação no
Diante desses questionamentos, apresentamos uma tabela com a Desenvolvimento da Brasil em todas as suas etapas. Tinha um prazo de 15 anos
Educação – PDE para ser completado, mas acabou descontinuado antes disso.
cronologia dos fatos que marcaram a expansão da EaD no Brasil. A partir Ainda assim, muitos dos programas e iniciativas criados por
destes dados, você terá mais informações para refletir se a EaD, da ele se mantiveram, como a TV Escola e o Proinfo, da educação
básica, e o Sinaes, no ensino superior.  
forma como está disposta, e as políticas a ela pertinentes possibilitarão
uma educação de qualidade aos alunos dessa modalidade. 2007 Referenciais de Demarcou e complementou as determinações específicas da EaD
Qualidade para já existentes até o momento de sua publicação. Mesmo sendo
cursos a distância uma referência, tem o objetivo de nortear e subsidiar atos legais
Políticas Públicas para a EaD – marcos regulatórios e legais relacionados aos processos específicos de regulação, supervisão
e avaliação da EaD.
ANO MARCO OBJETIVO
2007 Criação do Com o e-Tec Brasil, traçou-se o objetivo de levar cursos técnicos
1993 Plano Decenal de Estruturou o Sistema Nacional de Educação a Distância, na Programa Escola a regiões distantes de instituições de ensino, também como um
Educação – PDE intenção de aperfeiçoar e ampliar a capacitação e a atualização Aberta do Brasil movimento de incentivo aos jovens a concluírem o Ensino Médio.
(1993-2003) dos professores, inclusive formando profis­sionais para o uso de
multimeios como apoio à sala de aula. 2017 Decreto 9.057/2017 Atualizou e regulamentou a EaD e definiu a oferta de pós-
graduação lato sensu. Esse decreto objetivou ampliar a oferta e
1996 Criação da Foi criada com o compromisso de ser agente de inovação dos o acesso aos cursos superiores, além de garantir a qualidade do
Secretaria de processos de ensino e aprendizagem na EaD. ensino.
Educação a
Distância – SEED
1996 Lei de Diretrizes e Legalizou a EaD como modalidade válida e equivalente para Pela determinação da LDB 9.394/96, em relação à
Bases 9.394/96 todos os níveis de ensino (fundamental, médio, superior e pós-
Link: http://portal. graduação). organização do sistema de ensino no Brasil, buscam-se
mec.gov.br/sesu/ subsídios para que essa lei se efetive, e logo no início dos
arquivos/pdf/
lei9394.pdf
anos 2000, o PNE (2001-2010) presume a erradicação do
analfabetismo e a universalização do Ensino Fundamental. Logo, para
1998 Decreto 2.494/98 Definiu a EaD como uma modalidade de educação na qual os
alunos desempenham os cursos por autoaprendizagem, com dar conta de atingir as metas e estratégias propostas no PNE (2001-
apoio de recursos didáticos preliminarmente organizados. 2010), foram necessárias políticas públicas e uma nova organização na

9
Sumário

educação brasileira, estabelecendo assim a EaD como uma possibilidade As IES tiveram a possibilidade de firmar a oferta dos cursos em EaD
nesse sentido. A disposição dessa política se deu pelo fato de que o com o início da UAB, que tem como finalidade:
Brasil ainda precisava/precisa progredir na educação.
I - oferecer, prioritariamente, cursos de licenciatura e de formação inicial
e continuada de professores da educação básica; II - oferecer cursos
superiores para capacitação de dirigentes, gestores e trabalhadores
em educação básica dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios;
III - oferecer cursos superiores nas diferentes áreas do conhecimento;
IV - ampliar o acesso à educação superior pública; V - reduzir as
desigualdades de oferta de Ensino Superior entre as diferentes
regiões do País; VI - estabelecer amplo sistema nacional de educação
superior a distância; e VII - fomentar o desenvolvimento institucional
para a modalidade de educação a distância, bem como a pesquisa em
metodologias inovadoras (BRASIL, 2006).

A expansão da EaD no Brasil fica evidente a partir da proposta da UAB,


pois, de acordo com o Censo da Educação Superior 2003/2006/2012
(Fonte de dados MEC/INEP), houve aumento de aproximadamente
300% no número de IES que oferecem EaD, sejam públicas ou privadas.
Já as IES presenciais tiveram um aumento de 44% (públicas) e 27%
(privadas). Outro dado que também pode ser consultado no Censo da
Educação Superior 2003/2006/2012/2015 (Fonte de dados MEC/INEP)
é o número de matrículas, que, em 2003, totalizava 49.911 e, em 2015,
foi para 8.027.297 alunos matriculados. O crescimento das matrículas
deu-se após a implantação do sistema integrado oferecido pela UAB.
Outro aspecto importante que podemos evidenciar nessa discussão
é o Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), lançado em 2007.
Para saber mais sobre a Universidade Aberta do Brasil – UAB, acesse o link: Esse plano prevê programas para superar desigualdades nos aspectos
https://www.capes.gov.br/uab/o-que-e-uab
educacionais, tais como o “Programa Nacional de Informática na

10
Sumário

Educação (ProInfo), [...] Escola Técnica Aberta do Brasil (e-Tec), [...] superior, possibilitando múltiplas tecnologias e dinâmicas, as quais
Sistema Nacional de Formação de Professores: nova Capes e UAB, [...] atendem os padrões de qualidade e con­tribuem no enriquecimento do
processo formativo, conformando a quali­dade da formação oferecida
Pró-Funcionário e [...] Pró-Letramento” (SANTOS et al. 2016, p. 12). pelas IES (SANTOS et al. 2016, p.12).

A partir da apresentação já feita nesta unidade sobre o percurso


Para saber mais sobre o PDE, acesse: das políticas públicas da EaD no Brasil, merece destaque também a
http://portal.mec.gov.br/arquivos/livro/livro.pdf
Associação Brasileira de Educação a Distância – ABED.

Em 2012, organiza-se uma frente para iniciar as discussões sobre


a elaboração das Diretrizes para a Educação Superior a Distância, e
tem-se por objetivo a institucionalização da EaD e de todos os outros
aspectos que poderão balizar sua efetivação.
O PNE (2014/2024) mais uma vez destaca estratégias em relação à
expansão da Educação Superior nesse período, o que também continua
atrelado à EaD.

Para saber mais sobre o PNE (2014/2024), acesse:


http://pne.mec.gov.br/18-planos-subnacionais-de-educacao/543-
plano-nacional-de-educacao-lei-n-13-005-2014

De acordo com Santos (2016):

A EaD é enten­dida como um processo pedagógico amplo que articula


espaço e tempo, e a proposta de política de educação superior e EaD
deve ser delineada institucionalmente envolvendo a sede e os eventuais
pólos, cuja natureza, identidade e dinâmica formativas devem levar
em conta a legislação e os parâmetros de qualidade para educação

11
Sumário

A ABED foi criada para o desenvolvimento da educação aberta,


flexível e a distância e tem como objetivos:
Visite o link: http://www.abed.org.br/site/pt/

- Estimular a prática e o desenvolvimento de projetos em educação a


distância em todas as suas formas;
- Incentivar a prática da mais alta qualidade de serviços para alunos, A temática central deste item foi apresentar a legislação
professores, instituições e empresas que utilizam a educação a específica para a EaD no Brasil. Ela está aí para defender
distância;
- Apoiar a “indústria do conhecimento” do país procurando reduzir as os seus interesses como cidadão e estudante do ensino
desigualdades causadas pelo isolamento e pela distância dos grandes a distância. Para ampliar seu entendimento, seguem
centros urbanos; algumas indicações no “saiba mais”:
- Promover o aproveitamento de “mídias” diferentes na realização de
educação a distância;
- Fomentar o espírito de abertura, de criatividade, inovação, de
credibilidade e de experimentações na prática da educação a distância.
A organização legal da EaD pode ser consultada também através do Portal
do MEC, no link de Educação Superior a Distância:
A ABED é responsável também pela publicação de diversos
materiais didáticos, por eventos e pela organização e divulgação de http://portal.mec.gov.br/instituicoes-credenciadas/educacao-superior-a-distancia
relatórios dos censos da EaD anualmente, os quais trazem dados
sobre a aprendizagem a distância, além de mapear a abrangência e Nessa página, é possível navegar por toda estrutura da EaD no Ensino Superior e também
distribuição geográfica, o número de matrículas e tipos de cursos que verificar as instituições e cursos cadastrados nessa modalidade. Confere lá!
estão sendo oferecidos ano a ano. A ABED tem um acervo muito grande Assista à matéria da TV Cultura com o panorama do crescimento do ensino a distância
na sua página; é fundamental que você, aluno(a) que está iniciando no país e os principais desafios e oportunidades no uso das tecnologias da educação.
seu processo formativo em EaD, conheça a estrutura dessa associação.
Assim, poderá sempre estar atualizado e acompanhando a expansão e Acesse o link: https://www.youtube.com/watch?v=YUkgXmrFcBQ
as resoluções da EaD no Brasil.

12
Sumário

1.3 Perspectivas atuais da EaD Expansão: a oferta de educação a distância possibilitou que um
grupo de pessoas que não dispunham de tempo e recursos para o
Os aparelhos eletrônicos e gadgets são componentes cada vez mais ingresso em um curso regular pudessem frequentar e concluir sua
comuns da nossa cultura: tablets, smartphones, computadores, dentre formação em nível superior. Enquanto o ensino presencial cresceu 2,3%
outros, estão no nosso cotidiano assumindo diversas funções, a ponto em 2015, a EaD registrou 3,9% de crescimento, chegando a quase 1,4
de ser difícil imaginar a nossa vida sem eles. milhão de matrículas no mesmo ano (ABED, 2017).
Todavia, a utilização desses recursos raramente tem um propósito
formativo. Comumente os usamos para nos divertir, interagir, ficar Alcance: a EaD não facilita a vida somente da população trabalhadora
informados, mas pouco vislumbramos a ideia de que tais meios podem nas grandes cidades que não teria disponibilidade para ingressar em um
ser grandes potencializadores da nossa carreira profissional e da nossa curso presencial, mas também de pessoas que moram em localidades de
formação. difícil acesso. Em um país continental e tão diverso, a possibilidade de levar
Ao mesmo tempo, o cotidiano da vida moderna tem se tornado conhecimentos para esses espaços é um grande avanço social e cultural.
cada vez mais intenso: trabalho, vida pessoal, lazer e tantas outras
atividades que nos demandam tempo e energia, fatores que dificultam a Construção do conhecimento: quantitativamente, em ambientes
participação de uma grande parte da população em cursos presenciais. virtuais, a produção dos saberes se distribui em uma lógica
Por que não juntarmos nossa crescente facilidade de utilização das completamente distinta da do modelo tradicional. Enquanto no ensino
tecnologias de informação com processos formativos bem elaborados presencial cerca de 80% das falas pertencem ao professor, na EaD,
para suprir a nossa falta de tempo? É nesse sentido que a Educação a 75% do espaço de construção do conhecimento é feito pelos alunos,
Distância surge e tem ganhado cada vez mais adeptos, não só no Brasil, o que torna o ambiente de aprendizagem mais dinâmico, interativo e
mas em grande parte do mundo. valorizador do acadêmico (VENTURA, 2006).
Resta-nos agora a reflexão: quais caminhos a EaD tem traçado?
Quais são suas dificuldades específicas? Quais são seus objetivos e os Porém, como em toda modalidade de ensino, existem
meios para atingi-los? complexidades e dificuldades específicas a partir das características
Muitas vezes, perspectivas demasiadamente críticas concebem únicas da plataforma de ensino e do perfil do alunado. Nesse sentido,
a EaD como um regresso para a formação. Elas parecem ignorar o crescente desenvolvimento da educação a distância demanda
completamente as vantagens que o ensino a distância proporciona, constantes adaptações para que o processo formativo se estabeleça
dentre as quais destacamos três: em sua plenitude.

13
Sumário

Uma das dificuldades encontradas no ensino a distância é a falta não prejudica somente o próprio processo de construção de
de capacidade técnica de alguns alunos que têm maiores dificuldades conhecimento, mas também deixa de municiar um espaço colaborativo,
com a tecnologia. Embora tal problema tenda a diminuir drasticamente tornando a aprendizagem de todos os partícipes mais pobre.
com o tempo, devido ao fato de que as próximas gerações terão maior Muitas vezes, a falta da participação do aluno ocorre por inibição ou
naturalidade no uso das tecnologias de informação e comunicação, falta de hábito, e as trocas com os colegas acabam sendo direcionadas
atualmente essa é uma dificuldade que tem sido enfrentada com para outros espaços, como os comunicadores instantâneos, na
sistemas mais intuitivos, com design mais dinâmico e simplificado. A maioria dos casos em grupos de Whatsapp. Ocorre que nesse espaço
criação de disciplinas como a de “Introdução a EaD”, bem como a figura não há a supervisão do professor, que fica impedido de interagir
do tutor, se estabelecem como mediadores de eventuais dificuldades com os acadêmicos, aprender com suas falas, corrigir compreensões
dos alunos. A estes cabe o papel da persistência, da falta de inibição equivocadas e sanar eventuais dúvidas. Assim, optando por um espaço
em procurar ajuda quando necessário, não se envergonhando de suas não supervisionado para a troca de informações, não há formas
limitações, mas, ao contrário, procurando compreender esse estágio de garantir o acompanhamento efetivo dos processos de ensino-
formativo como um espaço de aprendizagem não só dos conteúdos do aprendizagem.
curso, como também do manuseio das mídias. Ainda referente ao perfil dos alunos da EaD, a disciplina necessária
Outra dificuldade comum dos ambientes virtuais é a baixa para estudar sozinho junto às atribulações do cotidiano, o distanciamento
participação dos alunos. No contexto da Educação a Distância, visto nas relações interpessoais, a falta de fluência no domínio das tecnologias
que não há o contato pessoal do professor formador com o acadêmico, de informação e comunicação são, por vezes, fatores que desmotivam
o acompanhamento do processo de ensino e aprendizagem se dá a os alunos a concluírem sua formação. Dessa feita, os índices de evasão
partir das interações do aluno com a plataforma. apresentados pela modalidade EaD demandam um processo contínuo
Assim sendo, é muito importante para a construção do processo de adaptação de seus proponentes, de modo a evitar os fatores de
formativo que o aprendiz participe efetivamente das atividades, risco e maximizar a experiência formativa.
manifestando-se em todo espaço possível que a plataforma ofertar: Iniciativas como instruções presenciais dos professores,
fóruns, questionários, chats, videoconferências, entre outros, são acompanhamento contínuo dos tutores na plataforma, ferramentas
espaços específicos, com potencialidades diferentes. mais interativas e intuitivas no ambiente virtual vão se constituindo
A ausência de participação em qualquer uma dessas atividades em um enfrentamento para o desgaste natural que qualquer processo
não poderá ser igualmente compensada na participação em outra. É formativo encerra, seja presencial ou virtual.
importante ressaltar que, quando um aluno se ausenta da plataforma,

14
Sumário

Todavia, cabe ao aluno o processo de construção da sua autonomia, tornar a experiência formativa mais enriquecedora para todos os seus
o que inclui sua rotina de estudos, intensidade quantitativa e qualitativa agentes.
de interações na plataforma e compreensão de que os desafios e Apesar das dificuldades elencadas e de tantos outros obstáculos, a
dificuldades enfrentados são naturais em um curso de excelência que educação a distância se consolida como uma realidade sem perspectiva
demanda esforço e superação de seus aprendizes. de retrocesso. Cada vez mais alunos procurarão essa modalidade de
Outra dificuldade contemporânea da Educação a Distância têm ensino, em diversas áreas e em diversos níveis.
sido as metodologias. Muitas vezes o espaço diferenciado da EaD é O aluno da EaD deve desenvolver competências específicas,
utilizado como um simulacro da aula presencial: repete-se o formato como mudança de concepção e de atitude a respeito do que significa
das aulas, das atividades, dos conteúdos e da avaliação. ensinar/aprender; autonomia na condução dos estudos; adaptação às
Para além das características específicas do ensino a distância, que novas tecnologias; perseverança; disciplina e bons hábitos de leitura
tem um perfil de alunado diferente dos cursos presenciais, os professores e estudo. Assim, o acadêmico deve romper com uma visão superficial
necessitam compreender que a educação por meio das mídias oferece e preconceituosa de que o espaço virtual é um lugar menor da
possibilidades de interação e aprendizagem amplamente ricas e que, aprendizagem.
em geral, não seriam possíveis em uma sala de aula presencial. A A intensidade da experiência formativa, em qualquer âmbito,
utilização de softwares, vídeos e tantos outros recursos é elemento- depende prioritariamente da disposição do aluno em aprender-ensinar
chave para que a EaD trilhe seu próprio caminho metodológico. e do professor em ensinar-aprender.
O uso de metodologias ativas parte da constatação de que o ensino
a distância demanda novas abordagens pedagógicas. Interatividade,
dialogicidade, participação ativa e autonomia são conceitos que
permeiam novos ensaios da relação de ensino-aprendizagem nos
ambientes virtuais.
O aluno deve se compreender enquanto participante de uma
modalidade de ensino inovadora, cujas experimentações, que visam
a constante melhoria do processo, devem ser municiadas pela
experiência desse acadêmico no curso, tendo ele total liberdade de
procurar o professor formador para dialogar sobre as metodologias,
atividades e propostas, buscando com honestidade e transparência

15
Sumário

unidade II
Os sujeitos da EaD

Caro(a) aluno(a), este realize seus estudos e tarefas. Mas também cabe ao aluno recorrer
ao tutor em caso de dificuldades ou de qualquer outra necessidade.
Estamos iniciando a segunda unidade, na qual você irá conhecer Na EaD, o ato pedagógico não é apenas centrado na figura do
mais sobre a equipe que atua na Educação a Distância e possibilita as professor, como é o caso das aulas expositivas na educação presencial,
suas atividades de estudo. Vamos destacar entre as funções o papel do pois, além da figura do tutor (mediador fundamental), há também o
professor, do tutor e o seu papel enquanto aluno, especialmente no professor formador, que elabora as atividades e organiza o Ambiente
curso que você está realizando. Virtual de Aprendizagem (AVA); o professor autor, que escreve o livro
O tutor é um sujeito extremamente importante para o andamento da disciplina; o coordenador de curso, responsável pela organização
do curso, pois ele faz a mediação pedagógica para a sua aprendizagem, pedagógica e administrativa do curso; o coordenador de tutoria, que
que também é mediatizada por materiais diversos (como o livro didático atua diretamente com os tutores; e o secretário de curso, que atua nas
e os materiais complementares). O tutor vai (via plataforma) interagir questões administrativas. Esses sujeitos interagem online, via AVA.  
com você, orientando sobre as atividades que serão realizadas, prazos Nos polos de apoio, há o coordenador do polo, responsável pelo
e informes necessários ao curso. O tutor também realiza as correções funcionamento desse espaço, e o tutor presencial, que também irá
das atividades avaliativas. Cabe, ainda, a ele estimular o aluno, para que ajudá-lo com apoio, principalmente, no acesso ao AVA e com orientações

16
Sumário

e acesso às webconferências. Todos esses sujeitos compõem a equipe   Como você já sabe, a modalidade de Educação a Distância difere
multidisciplinar da EaD.  do ensino presencial, não apenas pelo estilo de comunicação (que pode
Conhecer essa equipe contribui para que você tenha uma maior ser síncrono, ou seja, simultâneo, ou assíncrono, o que significa em
compreensão do seu curso e de como ele acontece. Para isso, esta tempos separados), mas também quanto ao processo metodológico de
unidade está organizada em quatro seções: 2.1 O professor da EaD; 2.2 ensino e de aprendizagem, em que se posiciona o aluno como sujeito
Tutoria em EaD; 2.3 O aluno da EaD; 2.4 A EaD na UEPG. fundamental do processo e não mais o professor como sujeito central.
Assim, para que o aluno desenvolva sua autonomia de aprendizagem
2.1 O professor da EaD por meio dos recursos disponibilizados, o papel do professor torna-se
distinto se comparado ao ensino presencial.
O ensino presencial muitas vezes segue um estilo tradicional,
em que o professor é responsável pelo ensino por meio de aulas
expositivas, atividades com acompanhamento e correções diretas ou
as mais diversas possibilidades metodológicas presentes no cotidiano
escolar presencial. Nesse contexto, o aluno muitas vezes se coloca
numa condição passiva, em que está ali para receber saberes.
Quando pensamos na EaD, o aluno assume outra postura, pois
precisa se colocar como um sujeito ativo, que entende que o professor
não é somente um transmissor de conhecimentos, mas sim um
facilitador que irá contribuir com a sua formação, mas não mais como
o sujeito responsável pela aula presencial.
Assim, como você percebeu, o professor tem funções diferentes
Fonte: https://canaldoensino.com.br/blog/wp-content/uploads/2018/06/professor_online_
como_ser_professor_de_curso_online_trabalhar_como_professor_online_vagas_professor_ na EaD.
ead_vagas_professor_online_vaga_para_professor_online_ser_um_funciona_vagas_
instrutor_-tutor_Prancheta-1.jpg
Quais são as funções do professor na EaD? Se o professor não é o
responsável pela aula, o que ele faz? Como vou poder interagir com o
meu professor?

17
Sumário

Diante desses questionamentos, vamos compreender quem é o realizar a apresentação da disciplina, orientações gerais, explicações
professor e o que ele faz. Vamos lá? sobre conteúdos e sobre as atividades.
O primeiro esclarecimento diz respeito a duas funções que são
fundamentais: o professor autor e o professor formador.
Junto aos alunos, o professor formador está disponível para sanar
Se esta é sua primeira formação na EaD, provavelmente está se dúvidas sobre o conteúdo da disciplina e sobre as atividades
perguntando qual é a diferença entre essas duas funções. (também chamadas de tarefas).
Com os tutores, o professor realiza o processo de orientação,
Quando falamos professor autor, estamos fazendo menção ao
para que estes sujeitos tenham subsídios para atender os alunos
professor ou professores que são responsáveis pela elaboração do e proceder com as correções das atividades (o que acontece por
material didático de uma disciplina (como é o caso deste material meio de critérios estabelecidos pelo próprio professor formador).
que você está lendo). A partir de uma ementa (que é a organização
dos conteúdos de uma disciplina), o professor irá planejar e elaborar
o material didático que mais bem O professor formador também é responsável pela elaboração
atenda às demandas formativas do das avaliações da disciplina, que são aplicadas nos polos de apoio
Vamos falar sobre o AVA
aluno. O nome do professor autor na próxima unidade
presencial. Os momentos presenciais são estabelecidos em calendário
sempre aparece no início do material e consistem nos Seminários Presenciais e nas Provas (geralmente
e também no campo inicial de ocorrem no final de cada bimestre; fique atento ao calendário e às
informações, presente no Ambiente orientações do seu curso). Nas atividades presenciais, é comum a
Virtual de Aprendizagem (AVA). participação de professores formadores, que estarão nos polos para a
realização de atividades com os alunos.
Há também a função do professor formador. Esse professor realiza O professor autor e o professor formador podem ser a mesma
a organização pedagógica do AVA, com a distribuição de conteúdos, pessoa ou não. Mas o importante é salientar que o propósito de ambos
materiais complementares (como textos e vídeos), videoaulas e o é garantir a efetiva aprendizagem do aluno, superando as dificuldades
planejamento das atividades. Ele é responsável pela disciplina e irá apresentadas por eles e pelos tutores com relação aos conteúdos,
acompanhar tanto os alunos quanto os tutores para o seu melhor utilizando os mais variados recursos presentes no AVA ou por meio de
desenvolvimento, respeitando os prazos estabelecidos (calendário). webconferências.
Cabe ao professor formador também realizar webconferências, para Agora que você já conhece um pouco das duas funções do professor
que, em momentos específicos agendados com antecedência, possa na EaD, provavelmente surgem outras dúvidas, como: Quem pode ser

18
Sumário

professor na EaD? O professor na EaD é também professor no ensino demandas temporais distintas daquelas convencionadas no ensino
presencial? presencial. Com isso, garante-se o acesso ao ensino, considerando que
Para responder a essas questões, é Coordenação de estamos numa sociedade tecnológica e plural.
importante compreender que o professor da Aperfeiçoamento de O professor precisa estabelecer na EaD uma nova prática educativa,
Pessoal de Nível Superior
EaD numa instituição pública é um profissional (CAPES) é uma fundação que dialogue com a ciência e a tecnologia e que leve em consideração
capacitado e que, para ser selecionado, precisa vinculada ao Ministério da as peculiaridades da comunicação mediada tecnologicamente. O
cumprir critérios definidos pela CAPES e pela Educação (MEC) do Brasil. perfil do aluno modificou-se, e é importante entender que, com a
própria instituição. globalização, estamos a cada dia mais próximos de nos tornarmos
Assim, de acordo com as regulamentações vigentes, o professor nativos digitais, tendo a tecnologia como parte do cotidiano. Logo,
formador será um docente do quadro efetivo da instituição, mas como explica Prensky (2001), a democratização da tecnologia é levar
também poderá ser um colaborador (professor temporário), quando a democracia aos domínios tecnicamente mediados da vida social e,
necessário. Esse professor, para atuar na EaD, será selecionado por conseguinte, também contemplar o âmbito escolar, uma vez que
pela instituição de ensino, com aprovação do seu departamento, e aumenta a tendência de os alunos se caracterizarem por uma intensa
deverá comprovar que possui formação acadêmica dentro da área de imersão no mundo tecnológico.
conhecimento (Mestre ou Doutor na área). Para a eficácia da EaD, é importante que sejam empregadas
Com as definições apresentadas, você pode perceber que nas diferentes tecnologias, evitando assim a massificação do ensino e
instituições públicas, como é o caso da UEPG, o professor que atua na o uso de ações tradicionais mesmo no AVA. Logo, as diferentes TIC,
EaD geralmente também atua nos cursos presenciais. quando planejadas e empregadas, viabilizam a interatividade entre
Dessamaneira,esseprofessorpossuiumgrandedesafio:compreender professor-aluno-tutor. Com a efetiva interação, o processo de ensino-
a diferença entre o ensino presencial e o ensino a distância e atuar para aprendizagem torna-se dialogado, e o aluno compreende seu processo
garantir a aprendizagem dos alunos, independente do formato. de ensino e o seu progresso. As tecnologias possibilitam, também, uma
Quando se pensa na atuação do professor da EaD, não está em interface colaborativa, em que os sujeitos do processo podem atuar em
questão apenas a distância entre os sujeitos, que estabelecem relações projetos compartilhados, além de respeitar as novas possibilidades de
educacionais por meio da tecnologia, mas trata-se principalmente de aquisição de conhecimentos (SCORTEGAGNA et al., 2016).
um processo de democratização e formação. Assim, vai além de uma A EaD tem alcance ilimitado, e cada sujeito tem um perfil de
estrutura estática, pois pensa na oportunidade proporcionada aos aprendizagem, desse modo, além de um bom planejamento e do uso
alunos, que podem estar geograficamente distantes e/ou possuírem de diferentes mídias, torna-se fundamental ao professor mesclar as

19
Sumário

diferentes ferramentas com atividades diversas, para que possa se O professor na EaD precisa ter uma metodologia inovadora, que
aproximar dos diferentes estilos de aprendizagem dos alunos. possibilite “uma prática pedagógica ética, crítica, reflexiva e trans­
formadora, ultrapassando os limites do treinamento puramente
Para Fleming (2014), os estilos de técnico, para efetivamente alcançar a formação do homem como um
aprendizagem podem ser: visual, auditivo, ser histórico” (MITRE et al., 2008, p. 2134).
leitura/escrita e cinestésico.
Agora que você já conheceu um pouco mais sobre as funções e as
demandas do professor na EaD, vamos conhecer melhor as funções de
outro sujeito muito importante nesse processo: o tutor.
Atribuições do professor que atua na Educação a Distância
(SCORTEGAGNA et al., 2016, p. 140-141): 2.2 Tutoria em EaD
• conhecer e entender a Educação a Distância;
• conhecer o perfil do aluno que frequenta os cursos a distância, independentemente do
nível em que se encontra;
• perceber a importância das tecnologias como meios para o proces­so de aprendizagem
nesta modalidade;
• dominar a utilização dos recursos tecnológicos aplicados ao pro­cesso educativo;
• utilizar metodologia adequada, considerando as características dos alunos, que se
encontram em espaços e tempos diferentes;
• apresentar linguagem clara e objetiva, para que as atividades, con­ceitos e conteúdos
sejam entendidos e interpretados corretamente;
• elaborar materiais didáticos e ambientes virtuais de aprendizagem;
• utilizar diferentes recursos a fim de contemplar os diferentes estilos de aprendizagem
dos alunos;
• realizar planejamento adequado, considerando as características dos alunos e do
processo de ensino;
• orientar a ação dos tutores (presenciais e/ou on-line);
• planejar a avaliação da aprendizagem, contemplando todas as aprendizagens do aluno;
• analisar os resultados das avaliações de aprendizagem e das dis­ciplinas que organiza,
visando melhorias no desenvolvimento de suas ações;
• inserir-se em programas de formação continuada, para adap­tar-se às inovações
tecnológicas que são aplicadas à EaD, bem como para a ressignificação da prática e a
utilização de diferentes metodologias.
Fonte: http://blog.unavirtual.com.br/wp-content/uploads/2016/04/
Entendaopapeldotutornaeduca%C3%A7%C3%A3oadist%C3%A2ncia.jpg.jpeg

20
Sumário

Quando iniciamos um curso na modalidade EaD, surgem algumas


dúvidas e inseguranças: eu vou aprender? Quem vai me auxiliar? Quem Considerando a função do tutor, surgem algumas dúvidas:
corrige minhas tarefas? Se eu tiver dúvidas, a quem recorro? Como sei quem é o meu tutor?
Em resposta a muitas dessas inquietações, surge uma figura bastante O que eu posso perguntar para ele?
importante, que desempenha um papel fundamental na EaD: o tutor.
Onde posso colocar minhas dúvidas?
Embora haja o tutor presencial e o tutor a distância (ou tutor
Eu terei algum contato pessoal com meu tutor?
online), será este último que manterá um vínculo constante com você.
O que é um feedback?
Dessa maneira, é muito importante entender o que é o tutor e quais
Quais são as atribuições do tutor online?
funções desempenha na Educação a Distância.
De acordo com Cavalcante Filho, Sales e Alves (2012, p. 10):
Vamos às respostas!

O tutor contribui para o desenvolvimento integrado do indivíduo, em Como sei quem é o meu tutor?
seus diferentes campos: pessoal, acadêmico, profissional. Por isso, é uma Você será informado na plataforma, em “Secretaria Virtual”, sobre
função do ensino à distância que não se restringe apenas à transmissão
de conhecimentos, exercer a função de tutoria de um curso a distância quem é seu tutor. Além disso, você estará em uma turma, que é separada
requer características que estão além do domínio dos conteúdos e dos por polo e atendida exclusivamente por um responsável. O tutor fará um
meios técnicos, implicando aportes pedagógicos específicos da função contato inicial de boas vindas para que você saiba quem é ele.
docente.

O que eu posso perguntar para ele?


A função primordial da tutoria é a mediação, utilizando o diálogo e a Você poderá fazer todas as perguntas ao tutor. Aquelas referentes
interação, a partir dos fóruns, chats e outros recursos disponibilizados ao conteúdo e às tarefas poderão ser respondidas por ele, com auxílio
no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). O tutor, a partir das ou não do professor formador.
orientações do professor formador, irá apontar as possibilidades de Algumas questões de ordem administrativa serão respondidas com
estudos e fará as correções das atividades, indicando o feedback. auxílio do coordenador ou do secretário do curso. Questões que exigem
entendimento de legislação, organização ou funcionamento poderão
ser encaminhadas pelo tutor ao responsável e, em seguida, retornam
com resposta ao aluno.

21
Sumário

É importante que o aluno tenha paciência e aguarde o retorno do agendada pela coordenação do curso. Em todos os outros momentos,
tutor, que sempre está disposto a ajudar. Não é necessário encaminhar seu contato será online, pelo AVA.
dúvidas para outros sujeitos, como coordenador do NUTEAD, chefes Apenas o tutor presencial, que está no polo de apoio em horários
de Departamento ou PROGRAD. Faça isso, apenas quando indicado. definidos, estará disponível para contato pessoal. Caso necessite, informe-
Excesso de perguntas iguais para pessoas diferentes gera conflitos de se no seu polo e verifique quais são os dias e horários de atendimento.
respostas e dificuldades de entendimento.
O que é um feedback?
O feedback é uma resposta, que pode ser positiva ou negativa, de
Nunca esqueça que estamos em uma universidade! Seja sempre
cordial e educado. Lembre-se também que estamos nos comunicando acordo com uma ação realizada. Ou seja, a cada tarefa feita, o tutor
de forma escrita e não oral: deixe claro o que você precisa ou sobre o fará a correção e indicará um feedback, apontando o que está correto
que tem dúvidas. e o que pode ser melhorado ou refeito.
Trata-se de um elemento importante para que o aluno perceba o
Onde posso colocar minhas dúvidas? que está incompleto ou aquilo que não foi assimilado e requer mais
Você poderá enviar suas dúvidas por mensagem ou pelo fórum (seu atenção e estudo.
tutor irá lhe responder). Se as dúvidas são sobre o conteúdo ou sobre Como as atividades têm prazo final de envio (postagem), o tutor
tarefas de uma disciplina, coloque no fórum da disciplina. Se as questões são também tem prazo para encaminhar o feedback, antes do prazo final.
organizacionais (como carteirinha de estudante ou envio de documentos), Sempre verifique essa informação na descrição da tarefa (prazo de
coloque no fórum do AVA que se chama “Secretaria Virtual”. envio e prazo para receber feedback).
Evite o uso de e-mail. A comunicação deve estar concentrada no AVA. Caso você perca o prazo de feedback, ainda poderá fazer a postagem
Caso necessite de informações da secretaria administrativa do da sua tarefa até o prazo final. Mas ficará sem o feedback.
curso, pode utilizar o AVA. Mas, se estiver inseguro, ligue e converse
com o(a) secretário(a) (em horário comercial). Também é uma pessoa Quais são as atribuições do tutor online?
disposta a lhe atender. O tutor online tem várias atribuições, dentre elas podemos destacar
as seguintes:
Eu terei algum contato pessoal com meu tutor? - Facilitador de aprendizagens. Contribui para as reflexões e
O contato pessoal com o tutor online poderá acontecer durante o discussões, levando os alunos à aquisição de conhecimentos e
seminário presencial, a aplicação de prova ou outra atividade presencial efetivação das tarefas solicitadas.

22
Sumário

- Articulador dos conteúdos. O tutor irá promover debates entre - Mediador. O tutor é um mediador, mas não somente de
os estudantes, propiciando reflexões e discussões, além de incentivar aprendizagens. Ele também fará a mediação de conflitos entre estudantes
que os alunos busquem novas fontes de conhecimento e de estimulá- e entre estudante e demais sujeitos da equipe multidisciplinar. Sua
los à pesquisa e ao estudo. Também deve proporcionar situações em função é primordial para equilibrar as situações e ajudar o aluno,
que o aluno desenvolva a sua autonomia. evitando assim maiores dificuldades de qualquer ordem.

- Relação com os estudantes. Uma vez que o aluno tem flexibilidade


de acesso, o tutor pode responder às dúvidas apresentadas em Não esqueça: o tutor é um facilitador do processo de aprendizagem!
diferentes tempos e formas, como o fórum ou por mensagens
individuais. O aluno, quando acessar novamente o AVA, terá acesso às
respostas do tutor (respeitando o tempo de resposta, pois o tutor não
atua exclusivamente na EaD).
A ação da tutoria tem uma relação direta com o processo de
aprendizagem do aluno, estabelecida por meio de um vínculo mais
- Correção das atividades. O tutor fará as correções das atividades,
próximo, sendo fundamental a sua participação no desenvolvimento
conforme os critérios estabelecidos pelo professor formador. Caso haja
dos cursos e de projetos da modalidade.
necessidade de alterações na tarefa enviada, o tutor informará o aluno
De acordo com os Referenciais de Qualidade para Educação Superior a
para que possa reenviar a atividade corrigida. É importante entender
Distância (BRASIL, 2007, p. 21), sobre a tutoria a distância, pode-se afirmar:
que as correções são realizadas no prazo de execução da tarefa, e o
aluno, dentro desse período, pode reenviar sua atividade, corrigindo [...] atua a partir da instituição, mediando o processo pedagógico
o que foi solicitado. junto a estudantes geograficamente distantes e referenciados aos
pólos descentralizados de apoio presencial. Sua principal atribuição
- Acompanhamento das avaliações. O tutor irá corrigir todas as deste profissional é o esclarecimento de dúvidas através de
fóruns de discussão pela Internet, pelo telefone, participação em
atividades da plataforma e também poderá acompanhar algumas videoconferências, entre outros, de acordo com o projeto pedagógico.
atividades presenciais, como o seminário e a prova. Ele fará a postagem O tutor a distância tem também a responsabilidade de promover
das notas e sempre alertará os alunos caso este esteja com dificuldades espaços de construção coletiva de conhecimento, selecionar material
nas avaliações. de apoio e sustentação teórica aos conteúdos e, freqüentemente,
faz parte de suas atribuições participar dos processos avaliativos de
ensino-aprendizagem, junto com os docentes.

23
Sumário

Logo, o tutor é entendido como um membro ativo do processo do


ensino virtual, interagindo de forma direta e indireta pelo AVA, tanto
com os alunos quanto com os professores, auxiliando nas dúvidas e
participando do processo pedagógico.

Para entender ainda mais sobre o papel do tutor na EaD, leia o texto: A
identidade docente do tutor da educação a distância, de Antonio Cavalcante
Filho, Viviani Maria Barbosa Sales e Francione Charapa Alves. Disponível em:

http://sistemas3.sead.ufscar.br/ojs/index.php/sied/article/view/295

Para facilitar a compreensão sobre as diferenças entre o professor


do ensino presencial e o tutor online, verifique o quadro a seguir:

Fonte: https://blog.elore.com.br/tutor-x-professor/

24
Sumário

Agora que você já conheceu as funções do tutor, com destaque ao


tutor a distância, está na hora de você saber um pouco mais sobre o Como aluno EaD, você sabe quais são características essenciais
seu papel, que é ser aluno EaD. para o seu sucesso na modalidade?

2.3 O aluno da EaD


Cabe salientar que o aluno EaD possui algumas características
específicas, dentre as quais se podem salientar:

- flexibilidade: otimizar o tempo para estudo e demais atividades,


como o trabalho e os afazeres domésticos. Possibilidade de estudar
em diferentes lugares e em horários mais convenientes.

- organização e disciplina: há necessidade de se organizar para


acompanhar as disciplinas do curso, estabelecer uma rotina de leituras e
estudos e poder realizar as atividades no prazo determinado. Ao contrário
do que muitas pessoas pensam, estudar em casa exige muita atenção,
organização e disciplina. Como não há contato presencial cotidiano, como
Fonte:https://www.2em1consultoria.com.br/wp-content/uploads/2019/03/ead.jpg no ensino presencial, o aluno não pode manter-se passivo, esperando
alguém lhe ensinar, é preciso ser ativo! Assim, torna-se fundamental ter
Ser aluno da EaD exige uma postura diferenciada daquela de um disciplina e desenvolver novos hábitos de estudo e autonomia.
aluno que está condicionado e adaptado somente ao ensino presencial.
Como afirmam Kronrath, Tarouco e Behar (2009, p. 5): - heterogeneidade: como é comum no ensino superior e na pós-
graduação presencial haver alunos com características diferentes,
[...] o aluno é o sujeito que através de suas interações com o objeto de
estudo/conhecimento e com seus colegas, tutor e professor aprende. sejam referentes à idade, aos objetivos ou à organização cotidiana, na
Assim o aluno não só é como torna-se sujeito que se constitui como EaD não é diferente. Há grupos etários distintos, com características
ser humano, pelas relações que estabelece com os outros. individuais marcantes, que determinam muitas vezes maior facilidade
ou dificuldade para a compreensão e a adaptação ao ensino a distância.

25
Sumário

- conciliar diferentes atividades: muitos alunos da EaD optam por


essa modalidade por vislumbrar possibilidades de conciliar questões Para conhecer mais sobre o professor, tutor e o aluno, assista ao vídeo:
pessoais e profissionais com o tempo disponível. Além disso, muitos https://www.youtube.com/watch?v=1NXniAAZi3M
alunos não têm condições financeiras e temporais para deslocar-se
para instituições presenciais, que muitas vezes não estão presentes no
município de residência.
Para desempenhar bem seu papel enquanto aluno, é importante
- motivação e proatividade: quando o aluno opta pela EaD, precisa estabelecer um plano de estudos. Para isso, algumas dicas de como
entender que, por mais que haja incentivos e um grupo de professores estudar na EaD podem auxiliar nesse processo inicial de conhecimento
e tutores dispostos a ajudar, há necessidade de ter clareza do que se e adaptação.
pretende atingir, pois a trajetória é mais individualizada e depende
exclusivamente do empenho e do desejo de continuar. Assim, manter-
se motivado diante das dificuldades inerentes ao processo é um ponto Dicas importantes para iniciar sua trajetória
determinante. Além disso, o aluno precisa ser proativo e aprender a acadêmica na EaD:
trabalhar com o AVA e os diferentes recursos tecnológicos disponíveis,
o que lhe oportunizará maior aproximação com a modalidade, facilitará Gestão do tempo! Para poder realizar todas as tarefas previstas
o acesso a diferentes materiais e ampliará o diálogo com colegas e no seu curso com empenho e dedicação, é fundamental saber
demais sujeitos do processo. como organizar seu tempo. Para isso, liste todas as suas atividades
(domésticas, do trabalho e as acadêmicas) e estabeleça um plano de
É importante destacar que a exigência de um aluno autônomo se
execução. Assim, com gestão do tempo, você conseguirá fazer aquilo
relaciona diretamente com um planejamento organizado da EaD, em que precisa, sem comprometer seu lazer e seus momentos de descanso.
que se leve em consideração quais são as características desse aluno, Como já foi dito, seja disciplinado! Com isso, o tempo será suficiente
bem como o uso de metodologias adequadas, bons materiais didático-
pedagógicos, professores capacitados e o emprego de tecnologias
para tudo.
voltadas ao ensino, considerando a necessidade de tecnologias e Faça listas daquilo que precisa realizar, assim você tem a organização
metodologias adaptadas para alunos que tenham alguma demanda visual do que vai fazer e daquilo que já foi realizado.
específica.
Organize semanalmente tempos para leituras, realização das tarefas
do AVA e momentos para buscar textos e vídeos complementares.

26
Sumário

Fique sempre atento aos prazos. Todas as tarefas do AVA têm estabeleça limites no uso de dispositivos, para que seu momento na
prazos pré-estabelecidos e, por mais que haja avisos sobre isso, é de internet não seja apenas de acesso às redes sociais. Às vezes, uma
sua responsabilidade cumpri-los. Assim, sempre atualize sua agenda e “olhadinha” torna-se horas de diversão e pouco estudo.
evite deixar muitas tarefas acumuladas.
Organize seus arquivos no computador ou celular, para evitar Para refletir sobre a diferença entre cursos a distância e presencial:
problemas, como perder algum arquivo importante. Salve seus
trabalhos em mais de um dispositivo.
CURSO A DISTÂNCIA ou PRESENCIAL?
Caso tenha dificuldades com a internet e uso do computador,
busque ajuda com familiares ou faça cursos básicos, pois seu curso #Descomplicado por Marcelo Tas | #16 –
depende desses saberes. Além disso, até mesmo para pedir auxílio
sobre conteúdos e atividades você precisará saber como usar seu AVA. https://www.youtube.com/watch?v=-8TIEakik6U
Defina claramente as suas metas. Se você está aqui é porque tem
como objetivo realizar um curso que irá contribuir na sua formação
acadêmica e na sua carreira profissional. Assim, mantenha-se sempre
focado nas suas motivações e entenda que dificuldades fazem parte Agora que você já sabe um pouco mais sobre quem é o professor,
do processo. o tutor e algumas dicas de como ser um bom aluno da EaD, que tal
Fique atento aos avisos do AVA. O AVA é sua sala de aula, e lá conhecer um pouco mais sobre a estrutura da modalidade na UEPG,
haverá avisos (administrativos e pedagógicos) sobre o andamento do que é a sua instituição?
seu curso e das disciplinas. Preste atenção àquilo que é solicitado,
inclusive para as correções (feedbacks) de tarefas, que têm prazo! 2.4 A EaD na UEPG
Não faça plágios. Por mais fácil que seja copiar da internet um
texto pronto e enviar como se fosse seu, isso, além de ser considerado
um crime contra a produção intelectual, afasta você do aprendizado.
Sempre é melhor agir com honestidade e enviar aquilo que produziu,
inclusive para que você tenha noção do seu processo de aprendizagem.
EaD exige concentração. Por isso, mantenha-se sempre num
lugar livre de distrações para poder realizar seus estudos. Além disso,
Fonte: https://ead.uepg.br/site/

27
Sumário

Talvez você ainda não saiba, mas a Educação a Distância na UEPG como os Departamentos de Ensino e o Hospital Universitário. O NUTEAD
já existe há cerca de 20 anos. busca a manutenção e a expansão da EaD na UEPG, visando sempre
Começou no ano 2000, com o Curso Normal Superior com Mídias garantir um processo educativo com qualidade para os alunos, seja na
Interativas, mediante a solicitação de apoio da Secretaria de Estado graduação, na pós-graduação ou em cursos online e de extensão.
da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná (SETI). Para o
funcionamento desse primeiro curso, a instituição criou uma estrutura
Além dos cursos, o Núcleo tem muitas atribuições (NUTEAD, 2020),
que garantisse o funcionamento e a certificação dos alunos. Ao mesmo tais como:
tempo, havia a organização pedagógica e logística para o funcionamento • Emitir parecer técnico nas propostas referentes a cursos e
da modalidade. Assim, em 2002, foi criado o Núcleo de Tecnologia e programas a distância;
• Desenvolver pesquisas sobre a utilização de tecnologias no
Educação Aberta e a Distância (NUTEAD), que permitiu o crescimento processo educacional;
e a expansão da oferta da EaD na UEPG (FOLTRAN, 2019). • Avaliar o impacto dos programas e cursos realizados;
• Organizar eventos;
• Promover capacitação de recursos humanos em EaD;
• Desenvolver e aperfeiçoar programas e cursos;
Para conhecer mais sobre o NUTEAD, estrutura e cursos,
• Fornecer suporte para a realização de projetos de EaD;
visite a página: https://ead.uepg.br/site/
• Viabilizar recursos humanos, financeiros e materiais para o
desenvolvimento de projetos em EaD.

Desde então, o Núcleo manteve-se ativo, em ações contínuas de


formação em nível superior e especialização, inicialmente centrados Além dessas atribuições, é fundamental entender que o seu curso é
na formação de professores e posteriormente abrindo-se para outras desenvolvido por meio do NUTEAD, pois assim você pode compreender
áreas. O Núcleo participou de diversos editais públicos, como o do melhor a estrutura necessária para a realização das suas atividades,
Centro de Formação Continuada, Desenvolvimento e Tecnologias e bem como a equipe de funcionamento, que possibilita a operação de
Prestação de Serviços para as Redes Públicas de Ensino (CEFORTEC); todas as ações. No quadro a seguir, você pode observar essa estrutura:
Pró-Letramento; Universidade Aberta do Brasil (UAB), dentre outros.
Atualmente o Núcleo ainda participa de editais públicos, como os do
Sistema UAB, além de atuar em parcerias com o governo estadual. Há
ofertas também realizadas com órgãos parceiros da própria instituição,

28
Sumário

Equipe técnica Coordenação


Curso Polo de apoio
NUTEAD NUTEAD
Para conhecer mais sobre a equipe profissional que compõe o Sistema
UAB, leia a Resolução 26/2009 do FNDE (BRASIL).

• Coordenação do • Coordenação de • Suporte • Coordenação


curso polo • Diagramação do Pedagógica
https://www.fnde.gov.br/index.php/acesso-a-informacao/institucional/legislacao/
• Coordenação de • Secretaria AVA • Coordenação
item/3320-resolu%C3%A7%C3%A3o-cd-fnde-n%C2%BA-26-de-5-de-junho-de-2009
tutoria • Tutor presencial • Equipe de Geral
• Coordenação de produção • Secretaria Após assistir o vídeo “Professor, tutor e aluno”, que está indicado nesta unidade, elabore
OTCC • Equipe um pequeno texto, de 8 a 15 linhas, explicando quem são o professor e o tutor da EaD e
• Secretaria pedagógica quais são as suas atribuições.
• Professor autor • Equipe
• Professor administrativa
formador • Estúdio
• Tutor online • Secretaria

29
Sumário

unidade III
Ambiente Virtual de Aprendizagem -
AVA e o processo de ensino e aprendizagem

Com o crescimento da EaD, surgem novas ferramentas para atender ao se utilizar de outros recursos, como vídeos, imagens,  slides,
às necessidades dessa modalidade de ensino, dentre elas, o Ambiente webconferências,  wikis, feedbacks  e outros. Todavia, os tipos e a
Virtual de Aprendizagem (AVA), que possibilita a interação por meio quantidade de aulas e atividades, além do formato da plataforma,
de recursos tecnológicos organizados no ambiente virtual, os quais configuram-se a partir da identidade metodológica de cada instituição,
potencializam o processo de ensino e aprendizagem dos cursistas. podendo ainda variar de curso para curso. 
Essa ferramenta permite também a organização de fóruns interativos, Como nas aulas presenciais, nas quais as experiências de cada
o acesso dos tutores e dos professores, assim como possibilita a estudante, bem como a forma de ensino-aprendizagem preconizada
organização do processo avaliativo. pelas diferentes instituições e professores, podem ser completamente
Esse modelo educacional demanda uma metodologia específica. distintas, o espaço de ensino a distância também guarda suas
Você terá a oportunidade de conhecer algumas estratégias para o variedades. Na UEPG, você irá encontrar uma metodologia que privilegia
estabelecimento de uma relação efetiva de ensino-aprendizagem. a participação do acadêmico, potencializando as trocas de experiências
A virtualização do curso não significa um espaço educativo que não e saberes, não só na relação aluno-professor, mas também entre alunos
demande atividades leitoras; pelo contrário, a EaD, para além das e tutores e entre os próprios alunos, de modo a favorecer a interação
formas tradicionais de leitura, potencializa a compreensão do aluno e a fomentar a colaboração. O propósito é superar o modelo de ensino

30
Sumário

tradicional das aulas presenciais, que se baseia somente no professor, 3.1 Mídias interativas e ambientes virtuais de aprendizagem
para construir um processo mais participativo, amplo, horizontal,
complexo e rico.
Para tanto, o aluno deverá desenvolver seu caminho autonomamente,
buscando explorar os diversos espaços da plataforma, interagindo,
concluindo as atividades solicitadas e compreendendo o material
complementar como uma forma de qualificar ainda mais sua formação.
Nesta unidade, você vai conhecer as metodologias utilizadas na
EaD, compreendendo seus múltiplos formatos e objetivos. A utilização
de mídias variadas amplia e enriquece a compreensão sobre os
saberes estudados. Assim, é esperado que o aluno perceba que esses
diferentes processos se complementam e devem ser vivenciados em
suas múltiplas possibilidades.  Por fim, do aluno também se demanda
uma postura participativa, guiada pela autonomia, colaboração e
vontade de aprender.
Ao final, vamos falar sobre avaliação e seus princípios no contexto
da EaD. Baseando-se na participação, interação e dialogicidade, a
compreensão do desenvolvimento do aluno nos processos educativos
do ambiente EaD é um desafio constante. É preciso que o acadêmico se
expresse com frequência, liberdade e autonomia, buscando estabelecer
um pensamento crítico diante dos conceitos abordados. Fonte: https://ava.uepg.br/login/
Esperamos que você desfrute desta unidade e compreenda que os
assuntos aqui tratados atravessarão todo o curso. Nesta seção, iremos falar sobre a Plataforma utilizada na UEPG para
a modalidade da EaD, o Ambiente Virtual de Aprendizagem – AVA.
Você também irá entender como esse ambiente vai lhe ajudar no seu
processo formativo.

31
Sumário

Na UEPG, o Ambiente Virtual de Aprendizagem é organizado a


partir do Moodle (Modular Object-Oriented Dynamic Learning), um
Mas, o que é o AVA?
Como ele funciona? software livre voltado para a produção de cursos e sites na internet.
O que eu preciso saber sobre o AVA? Cada instituição tem autonomia para adequar o Moodle de acordo
com as suas necessidades, além de poder utilizar a própria identidade
visual, facilitando a utilização por parte dos alunos e demais sujeitos
da EaD. O Moodle utiliza uma filosofia diferenciada, voltada para a
O Ambiente Virtual de Aprendizagem, conhecido como AVA, é aprendizagem do usuário, numa perspectiva socioconstrutivista.
uma plataforma online, utilizada para variados fins, que oportuniza o
desenvolvimento e a organização de conteúdos para cursos, em especial
para a Educação a Distância, também para disciplinas semipresenciais,
atualmente oferecidas em várias instituições de ensino. Se você quiser saber mais sobre o Moodle, assista ao vídeo:
Santos (2003) defende que o ambiente virtual é um universo que https://www.youtube.com/watch?v=NqNd1C3nNfw
possibilita muitos significados, proporcionando às pessoas e objetos
técnicos a interação, otimizando a construção de novos conhecimentos
e, por conseguinte, a aprendizagem, por meio de vários canais de
Se você ainda não conheceu bem
comunicação; estes permitem que todas as informações que circulam
o AVA, acesse com seu login e senha
nesse ambiente estejam dispostas para todo o grupo participante
e faça um tour pela plataforma,
daquele curso e/ou disciplina. Isso possibilita que os cursos em formato
conhecendo a sua organização.
EaD atinjam várias pessoas, nos mais variados espaços. Você ja conhece o
Para Moran (2006), o AVA dá oportunidade de encorajar e ampliar AVA da UEPG? Acesse: https://ava.uepg.br/login/
o contato dos estudantes com a universidade, possibilita a cooperação
e as aprendizagens colaborativas, além de respeitar os diversos modos
Para que você possa compreender
de aprender.
um pouco mais sobre o AVA, vamos
Assim, essa plataforma viabiliza que a organização pedagógica e
apresentar algumas ferramentas e
as tecnologias abram discussões em diferentes contextos, ainda mais
recursos existentes no Moodle, os
considerando que os cursistas estão separados geograficamente, o que
quais farão parte do seu cotidiano.
enriquece o processo de ensino e aprendizagem.

32
Sumário

Ferramentas do Moodle Ferramentas de Comunicação: facilitam a comunicação entre os


participantes do AVA. São exemplos: chat; fórum; mensagem; blog.
Lacerda e Silva (2015) apontam que as ferramentas tornam-se um
desafio na organização do Moodle, tendo em vista que, para que o
processo de ensino e aprendizagem aconteça, é necessária a reflexão
sobre a teoria e a prática, pois todas as ferramentas apresentadas são
necessárias para que o material disposto no AVA seja de qualidade e
possibilite acesso facilitado, compreensível e satisfatório aos cursistas.
Osautoresorganizamasferramentasemquatrogrupos:Gerenciamento
de conteúdos; Ferramentas de Comunicação; Ferramentas Informacionais
e Ferramentas Administrativas (LACERDA; SILVA, 2015).

Gerenciamento de conteúdos: organizam e subsidiam estratégias


e situações de aprendizagem. São exemplos: book; página web; lição;
enquete; glossário; pesquisa de avaliação; tarefa; base de dados.

Exemplo de fórum do AVA

Exemplo de tarefa – envio de arquivo


33
Sumário

Ferramentas Informacionais: permitem apresentar os dados do Ferramentas Administrativas: possibilitam gerenciar os usuários
curso ou da disciplina. São exemplos: calendário; fórum de notícias; participantes do AVA, controlando o acesso, registros e frequência. São
arquivos; pasta. exemplos: relatório de notas; frequência; gerenciamento de usuários.

Exemplo de calendário Relatório individual de nota

As ferramentas disponibilizadas no AVA contribuem para garantir


a efetivação do seu curso e a sua aprendizagem. Conhecê-las e utilizá-
las corretamente irá favorecer seu desempenho.
A partir de agora, vamos entender quais são e como funcionam
as principais Mídias Interativas (ferramentas) presentes no ambiente
Moodle, comumente utilizado nos cursos a distância.

34
Sumário

A primeira delas é o Chat, ambiente que permite aos estudantes A ferramenta Tarefas permite ao professor comunicar atividades,
uma comunicação síncrona, ou seja, em tempo real. Essa ferramenta recolher trabalhos e fornecer notas e feedbacks. A tarefa pode ser
favorece a troca de ideias e informações, além de um feedback imediato realizada no próprio editor da ferramenta ou ser anexada em diferentes
de colegas e professor, possibilitando reuniões entre o grupo. Pode formatos, assim como o feedback do professor. Algumas possibilidades
ser utilizada de diversas formas: partir de uma questão geradora, uma de seu uso são a análise de textos e vídeos, redações, projetos, relatórios,
entrevista com um especialista, uma aula expositiva ou tantas outras, entre outros.
de acordo com os objetivos de aprendizagem. O tutor ou professor O Questionário é um ambiente que permite ao professor elaborar
combina previamente com o grupo de estudantes um ou mais horários testes de múltipla escolha, verdadeiro ou falso, correspondência e
para a participação de todos. outros que julgar pertinente. Nas questões fechadas, as tentativas
O Fórum é outra ferramenta importante de discussão. Permite a podem ser corrigidas automaticamente, podendo ou não oferecer
comunicação assíncrona, apresentando diversas formas de estrutura feedback e a resposta correta, dependendo da configuração dada pelo
e a possibilidade de anexar documentos de vários formatos. Pode ser professor. O questionário é eficiente, por exemplo, no acompanhamento
utilizado para diversos fins, como fórum de notícias, café de ideias. do desenvolvimento de atividades como a leitura de material teórico,
Enquanto ferramenta pedagógica, serve de suporte para debates, pois permite aferir a compreensão do texto.
análise coletiva de textos e solução de dúvidas recorrentes, por Outro ambiente que permite a expressão de ideias é o Diário,
exemplo. Por sua versatilidade, o fórum é uma ferramenta muito porém, nesse caso, quem tem acesso são apenas o estudante que está
utilizada para realização de tarefas, favorecendo a troca de ideias, em relatando sua trajetória de aprendizagem, inquietações ou síntese
vez de respostas individuais. e o professor ou tutor. O Diário pode ser usado para construção de
Outro ambiente assíncrono é o Glossário, que permite aos estudantes a portfólio ou projetos de pesquisa, autoavaliação do aluno e avaliação
construção de uma lista de termos e definições, assim como um dicionário. do curso, constituindo um ambiente que viabiliza uma interação mais
Essa ferramenta permite a pesquisa por ordem alfabética, categoria, data pessoal do aluno com o professor.
ou autor. Os registros podem ser aprovados automaticamente, moderados O Wiki aparece como um módulo de atividade que permite ao
ou, ainda, avaliados pelo professor ou colegas, não se limitando apenas estudante editar e adicionar conteúdo a um determinado tópico,
à escrita, pois podem ser anexados textos, vídeos e imagens. Os termos que será desenvolvido de forma colaborativa. A ferramenta registra
podem ser sugeridos pelo professor ou escolhidos pelos alunos. A o histórico de alterações, bem como as versões anteriores, o que
ferramenta pode ser utilizada para a criação de uma midiateca referente permite que o grupo de alunos trabalhe em um projeto, esquema ou
aos temas trabalhados no curso, por exemplo. síntese de um texto lido por todos. O Wiki é importante instrumento

35
Sumário

de trabalho colaborativo, pois, dada sua flexibilidade, permite que o podem ser combinadas em uma mesma atividade, dependendo dos
grupo intervenha em determinado produto final. objetivos de aprendizagem, bem como articuladas a outras plataformas
A ferramenta Lição permite a publicação de conteúdos de forma de conteúdo, como, por exemplo, o YouTube.
flexível. Com determinado número de páginas, apresenta uma questão
com opções de resposta ao final de cada uma delas. A resposta dada
pelo estudante determina se poderá ir para a página seguinte ou se
Sobre os ambientes virtuais de aprendizagem, leia o texto: Educação
necessita estudar mais o conteúdo daquela página. Devido a essa a distância na internet: abordagens e contribuições dos ambientes
dinâmica, a ferramenta Lição possui caráter formativo, visto que é digitais de aprendizagem, de Maria Elizabeth Bianconcini de Almeida.
possível refazer as questões, caso seja necessário. Assim, é adequada
para exercitar novos conceitos e revisar o conteúdo de uma disciplina,
por exemplo.
Diálogo é uma ferramenta que permite conversas entre dois
participantes do curso. Pode ser um canal interessante para feedbacks
http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1517-97022003000200010&script=sci_abstract&tlng=pt
entre professores e alunos, pois as mensagens ficam registradas, além
de ser uma forma de interação entre os estudantes.
O Blog é outra possibilidade de interação entre os integrantes
do curso, podendo ser alterado pelo participante e compartilhado Agora que você já sabe um pouco mais sobre o AVA, acesse a
com o grupo. Nele podem ser registradas impressões sobre o curso, plataforma e verifique as ferramentas, veja seu funcionamento e
informações adicionais, ou seja, aquilo que seu autor considerar certifique-se de como irá utilizá-las em seu cotidiano.
pertinente para o contexto. A seguir, vamos discutir sobre a metodologia utilizada na EaD,
Percebemos que as Mídias Interativas disponíveis no Moodle que, conforme já foi dito na unidade 2, precisa ser pensada para essa
colaboram para a troca de ideias, informações e construção do modalidade de ensino, considerando as peculiaridades e características
conhecimento por meio da interação entre estudantes, professores e de um processo que é diferente do presencial.
tutores, seja na comunicação síncrona ou assíncrona. Esses ambientes
e ferramentas permitem a reflexão e a integração de conhecimentos,
tecnologias e diferentes linguagens, independentemente dos distintos
tempos e lugares. Suas possibilidades de aplicação são extensas e

36
Sumário

3.2 Metodologia da EaD professores e alunos estarem em locais diferentes não impede que haja o
ensino e a aprendizagem.
Dada a especificidade da distância geográfica e temporal entre professor
e estudantes, a Metodologia da EaD está embasada em uma concepção
de aprendizagem em que o aluno é entendido enquanto ser ativo. O
conhecimento é construído pelo sujeito na sua relação com os outros e com
o mundo, o que significa que os conteúdos apresentados nas disciplinas
devem ser trabalhados, refletidos e reelaborados pelo estudante com o
suporte das tecnologias interativas, do material impresso e das práticas
pedagógicas.
O uso das tecnologias deve proporcionar a interação efetiva do estudante
no processo de ensino-aprendizagem, viabilizando uma comunicação que
oportunize o desenvolvimento de projetos e atividades compartilhadas,
Fonte: https://snappyedu.com/wp-content/cache/page_enhanced/www.snappyedu.com/ além do reconhecimento e do respeito aos diferentes saberes e culturas.
education/top-160-educational-websites-teach-free/_index.html_gzip

O avanço tecnológico modificou a forma e a velocidade de produção e Os Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) têm a
veiculação do conhecimento. Vivemos na sociedade da informação, na qual finalidade de disponibilizar informações, promover integração,
temos que ser capazes de acessar, avaliar e gerenciar o conteúdo disponível, em troca de ideias e de conhecimentos. Nesses ambientes, é
possível tirar dúvidas, identificar necessidades e problemas,
busca das adaptações que o mercado de trabalho nos exige constantemente. superando a barreira do tempo e do espaço; portanto, eles
Nesse contexto, a Educação a Distância (EaD) é uma modalidade são veículo permanente de apoio à aprendizagem.
de ensino que permite aumentar as possibilidades de acesso ao
conhecimento, encurtando distâncias entre professores e alunos, É no ambiente virtual que o aluno interage com seus colegas, tutor
flexibilizando horários de estudo por meio do uso das tecnologias da e professor, realizando atividades, enriquecendo seus conhecimentos,
informação e comunicação. daí a importância de uma participação efetiva nas atividades e a
A EaD democratiza o acesso à educação, incentivando a formação utilização de ferramentas que detalharemos ao tratar das Mídias
permanente, a atualização e o aperfeiçoamento profissional, pois o fato de Interativas em EaD.

37
Sumário

Os diferentes conteúdos, espaços, tempos, e, sobretudo, pessoas Tudo isso requer, além da participação ativa do aluno, enquanto
devem estar articulados em torno de um ponto, mediados por sujeito de sua aprendizagem, uma transformação no papel do professor,
dispositivos digitais, a isso damos o nome de convergência. Entretanto, que deixa de ser transmissor de informações e passa a ser alguém com
ter acesso às ferramentas digitais não é suficiente, é necessário criar habilidades de envolvimento e articulação, capaz de criar estratégias
estratégias de aprendizagem que possibilitem ao sujeito aprender e pedagógicas que motivem os alunos e extraiam das ferramentas
participar ativamente da sociedade. tecnológicas todo seu potencial educativo, estabelecendo relações
Portanto, a metodologia da EaD demanda a compreensão da relação dialógicas que favoreçam a construção do conhecimento.
entre conteúdos, linguagens e espaços, apropriando-se delas para Outro fator importante da
potencializar as diferentes formas de ensinar e aprender. É por meio metodologia EaD são as estratégias
das conexões, da dinâmica entre esses elementos e da participação motivacionais, que colaboram
efetiva dos diferentes atores envolvidos, seus espaços e tempos que a para o desenvolvimento do senso
EaD se materializa, ou seja, pela interatividade. de comunidade no aluno, que está
relacionado ao sentimento de
conexão e aprendizagem.
Interatividade: “O emissor não emite mais no sentido que se
entende habitualmente. Ele não propõe mais uma mensagem
fechada, ao contrário, oferece um leque de possibilidades, que
coloca no mesmo nível, conferindo a elas um mesmo valor e um
Você está motivado para realizar seu curso? Está preparado
mesmo estatuto. O receptor não está mais em posição de recepção
para cumprir todas as etapas? Sente-se seguro com a
clássica. A mensagem só toma todo o seu significado sob a sua intervenção.
metodologia da EaD?
Ele se torna, de certa maneira, criador. Enfim, a mensagem que agora pode ser
recomposta, reorganizada, modificada em permanência sob o impacto cruzado
das intervenções do receptor e dos ditames do sistema, perde seu estatuto
de mensagem ‘emitida’. Assim, parece claramente que o esquema clássico da
informação que se baseava numa ligação unilateral emissor-mensagem-receptor,
O estudante se sente motivado à medida que se conecta aos colegas,
se acha mal colocado em situação de interatividade. Em outros termos, quando professor e tutor e percebe os resultados de sua aprendizagem. Assim,
dissimulado atrás do sistema, o emissor dá a vez ao receptor a fim de que este além do papel do professor na motivação dos alunos, a relação entre
intervenha no conteúdo da mensagem para deformá-lo, deslocá-lo, nós nos
encontramos em uma situação de comunicação nova que os conceitos clássicos
pares aparece como importante fator motivacional.
não permitem mais descrever de maneira pertinente” (SILVA, 2003, p. 1). Essa relação é possível por meio das Mídias Interativas utilizadas
no Ambiente Virtual de Aprendizagem; elas permitem a comunicação

38
Sumário

entre alunos e professores, que pode ocorrer de duas formas: Além das ferramentas proporcionadas no AVA, você pode utilizar
síncrona ou assíncrona. A comunicação síncrona é aquela que permite outros recursos para facilitar a interação com outros colegas, bem
a comunicação entre duas ou mais pessoas em tempo real. Já a como buscar matérias complementares. Entre essas ferramentas, que
comunicação assíncrona permite o debate de temas, com a inclusão fazem parte das mídias sociais, podem-se citar (clique nas imagens a
de opiniões em qualquer tempo, não sendo necessário que os alunos seguir para acessar as respectivas páginas):
estejam conectados simultaneamente.

Comunicação assíncrona Comunicação síncrona

Exemplos: Exemplos:
E-mail Seminário presencial
Pesquisas Provas
Relatórios Whatsapp
Estudos individualizados e tarefas Webconferências
Vídeos Chats
Livros Videochamadas

Nesse processo de interatividade, você vai utilizar as diferentes


ferramentas do AVA e as formas de comunicação para desenvolver seu
processo de aprendizagem.

39
Sumário

Agora que você já conhece mais sobre os recursos online e do


Moodle que colaboram com a sua formação, é importante conhecer A avaliação da aprendizagem é uma questão muito discutida
e problemática, visto que comumente é utilizada apenas com
como se dá a avaliação na modalidade. o intuito de atribuir notas, visando promover ou reprovar os
alunos; entretanto ela deve assumir caráter formativo, reflexivo
3.3 Avaliação em EaD durante todo o processo de ensino-aprendizagem, sobretudo
na perspectiva da aprendizagem ativa vivenciada na EaD.

Na EaD o processo de avaliação se torna ainda mais desafiador,


uma vez que é possível avaliar apenas produções escritas e interações
nos ambientes virtuais, e os momentos de avaliação constituem o
contato mais estreito entre professores ou tutores e os estudantes.
São as atividades avaliativas que direcionam os estudos, daí a
necessidade de clareza nos objetivos e propostas, bem como da
indicação de materiais para estudo e amplo uso das Mídias Interativas.
Dada a ausência física do professor para exposição dos conteúdos mais
relevantes, é fundamental que as atividades propostas encaminhem
os estudantes a eles, problematizando-os, colaborando para o
Fonte: https://www.uninorte.com.br/faca-o-agendamento-da-sua-avaliacao-ead/ desenvolvimento da autonomia nos estudos.
Para tanto, é preciso que o professor planeje e escolha os
A Avaliação na EaD deve ser coerente com seus pressupostos instrumentos de avaliação, pois eles possibilitarão o diagnóstico
metodológicos e fazer uso das Mídias Interativas no AVA. Devem da aprendizagem e futuras intervenções. A escolha dos critérios de
prevalecer os aspectos qualitativos em detrimento dos quantitativos, avaliação requer que se considerem os objetivos de aprendizagem, a
lançando mão do maior número e variedade de instrumentos em busca realidade e o perfil dos estudantes. Feito o planejamento, o professor
da superação das distâncias geográficas e temporais. deve detalhar e especificar os objetivos e critérios de avaliação aos
alunos, sendo fundamental que as informações estejam em locais
visíveis e de fácil acesso. Os estudantes precisam compreender como e

40
Sumário

por que estão sendo avaliados; quanto mais claro isso estiver, maiores meio dos feedbacks nas atividades avaliativas que o professor ou tutor
serão as chances de sucesso no processo de avaliação. colabora com o avanço da aprendizagem.

Para entender ainda mais sobre a avaliação na EaD, leia o texto:


A avaliação formativa em ambientes de EaD, Joice Lee Otsuka, Você sabe o que é um feedback?
Heloísa Vieira da Rocha. Disponível em: Para saber mais, assista o vídeo A importância do feedback -

https://www.br-ie.org /pub/index.php/sbie/article/ https://www.youtube.com/watch?v=DSfdA_lvzG0


view/174/160

O ato de avaliar pode ser divido em dois diferentes momentos: Um feedback formativo deve, além de comunicar a nota, ser
diagnóstico e decisão. Você sabe o que isso significa? claro, objetivo, esclarecer os motivos do desempenho do estudante,
O diagnóstico permite avaliar o alcance ou não dos objetivos oferecendo condições para que ele avance nas próximas atividades.
propostos; na sequência, vem a decisão a partir da reflexão sobre os Portanto, o tutor deve justificar a nota atribuída, esclarecendo quais
resultados. Nessa perspectiva, a avaliação deve subsidiar melhorias no pontos do conteúdo precisam ser mais bem trabalhados, quais já foram
trabalho docente e intervenções que potencializem as aprendizagens alcançados, direcionando e motivando os alunos na continuidade dos
e colaborem para o desenvolvimento da autonomia dos estudantes. estudos.
No caso da Educação a Distância, ela possibilita diagnosticar possíveis Para que o feedback seja construtivo, é necessário dedicação
falhas no material didático, nas ferramentas de avaliação e até mesmo do professor ou tutor, cordialidade no tratamento, assim como nas
na organização do curso. avaliações presenciais, valorização dos objetivos alcançados em
Entretanto, a avaliação não pode se encerrar no diagnóstico, o qual detrimento dos erros. É fundamental que o estudante se sinta acolhido
deve desencadear ações que colaborem para a melhoria do processo e motivado para realizar as próximas atividades, que a avaliação assuma
educativo. Além desse importante papel no planejamento pedagógico, caráter formativo e não punitivo. A avaliação é significativa à medida
na Educação a Distância a avaliação ganha outro significado fundamental que é colocada a serviço da melhoria da qualidade da educação, da
no diálogo entre estudantes, tutores e professores, uma vez que é por inclusão e da transformação da realidade.

41
Sumário

Portanto, avaliar não é tarefa fácil, seja na educação presencial ou formação, a construção coletiva de textos, debates, a realização de
a distância, ela requer planejamento, objetivos claros, adequação de atividades individuais, interação entre estudantes e tantas outras
instrumentos e critérios avaliativos. Na Educação a Distância, a ausência possibilidades que viabilizam a construção do sentido de comunidade,
física impõe a necessidade de diversificação dos instrumentos e maior mesmo com o distanciamento espacial e temporal.
cuidado nos feedbacks, que não podem se resumir às tradicionais Alinhada a isso está uma concepção de avaliação formativa, que
notas, pois são importante ferramenta de comunicação, potencialização colabora com o planejamento pedagógico dos cursos e disciplinas,
das aprendizagens e planejamento pedagógico. comunicação entre professores, tutores e alunos e a construção do
Assim, em uma sociedade em que os conhecimentos são produzidos e conhecimento.
veiculados em enorme velocidade e quantidade e em que o mercado de Nesse contexto, o feedback de tutores e professores é a oportunidade
trabalho nos exige flexibilidade e constante aperfeiçoamento, a Educação de intervenção na construção do conhecimento e motivação dos alunos
a Distância aparece como possibilidade de formação contínua, rompendo para continuidade no curso, constituindo importante canal comunicativo.
barreiras de tempo e espaço, aproximando professores e alunos. Por tudo isso, a Educação a Distância aparece enquanto alternativa
O que possibilita essa proximidade é o emprego de uma metodologia de formação contínua e ativa, estreitando a distância entre pessoas,
ativa, mediada pelo uso das Mídias Interativas. espaços e conhecimentos, possibilitando a democratização do ensino
através do uso das diferentes Mídias Interativas. É, portanto, uma
metodologia educacional adequada à realidade e necessidades da
Para entender melhor o que é metodologia ativa, assista ao vídeo: sociedade da informação e de um mercado de trabalho cada vez mais
dinâmico e exigente.
https://www.youtube.com/watch?v=9Ec3EM0X5UE

Após a leitura desta unidade, organize um esquema explicando:


- Qual é a importância da avaliação na EaD?
Essa é uma construção possível com o uso do AVA. A integração de - Como deve ser um feedback formativo?
estudantes, tutores e professores, a troca de ideias e informações por
meio da comunicação, síncrona ou assíncrona, são potencialidades das
Mídias Interativas (apresentadas na seção anterior), como os Chats,
Fóruns, Blogs, Diálogos, Questionários, Wiki, Diário, Glossário, Tarefas
e Lição. Essas ferramentas e ambientes permitem a reflexão sobre a

42
Sumário

Referências
ABED. Censo EAD.BR 2016: relatório analítico da aprendizagem a BRASIL. Decreto nº. 5.800, de 8 de junho de 2006. Dispõe sobre o
distância no Brasil. Curitiba: InterSaberes, 2017. Disponível em: http:// Sistema Universidade Aberta do Brasil UAB. Diário Oficial da União,
abed.org.br/censoead2016/Censo_EAD_2016_portugues.pdf. Acesso Brasília, 9 jun. 2006 [Publicação Original]. Disponível em:
em: 7 fev. 2020. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2006/Decreto/
D5800.htm. Acesso em: 7 fev. 2020.
ALARCÃO, I. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. 6. ed. São
Paulo: Cortez, 2008. BRASIL. [LDB] Lei nº. 9.394, de 20 de Dezembro de 1996. Estabelece
as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União,
ANDRADE, E. M. de. A comunicação e as tecnologias na Brasília, 23 dez. 1996 [Publicação Original]. Disponível em: http://www.
educação a distância: ferramentas que contribuem nos processos planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 7 fev. 2020.
comunicacionais da EAD. In: Congresso Internacional comunicação e
consumo – COMUNICON, 2015, São Paulo. Anais eletrônicos... São BRASIL. [Plano Nacional de Educação (PNE – 2014-2024)]. Lei nº 13.005,
Paulo. Disponível em: http://anaiscomunicon2015.espm.br/GTs/ de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação e dá
GT8/1GT8EveraldoAndrade.pdf. Acesso em: 7 fev. 2020. outras providências. Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara,
2014. 86p.
BRASIL. Decreto nº 2.494, de 10 de fevereiro de 1998. Regulamenta
o art. 80 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, e dá outras BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação a Distância.
providências. Diário Oficial da União – Seção 1, Brasília, 11 fev. 1998, Referenciais de Qualidade para Educação Superior a Distância. Brasília,
p. 1 [Publicação Original]. Disponível em: https://www2.camara.leg. ago. 2007. Disponível em:
br/legin/fed/decret/1998/decreto-2494-10-fevereiro-1998-397980- http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/legislacao/refead1.pdf.
publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 7 fev. 2020. Acesso em: 7 fev. 2020.

43
Sumário

CAVALCANTE FILHO, A.; SALES, V. M. B.; ALVES, F. C. A identidade docente MEDEIROS JUNIOR, R. J. et al. Metodologia em EaD. Curitiba:
do tutor da educação a distância. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE Instituto Federal do Paraná, 2011. 148p. Disponível em: http://
EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA, 1, 2012, São Carlos. Anais... São Carlos: proedu.ifce.edu.br/bitstream/handle/123456789/425/Metodologia_
UFSCAR, 2012. p. 1-11. em_EaD%20%284%29%20Administra%C3%A7%C3%A3o.
pdf?sequence=1&isAllowed=y>
CORRÊA, J. (org.). Educação a Distância: orientações metodológicas.
Porto Alegre: Artmed, 2007. MILL, D.; REALI, A. M. de M. R. (org.). Educação a distância, qualidade
e convergências: sujeitos, conhecimentos, práticas e tecnologias. São
FERREIRA, L. P. Avaliação no ensino a distância: possibilidades e desafios. Carlos, SP: EdUFSCar, 2016.
SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA/ ENCONTRO
DE PESQUISADORES EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA, 2012, São Carlos MORAN, J. M.; MASETTO, M. T.; BEHRENS, M. A. Novas tecnologias e
(SP). Anais eletrônicos..., 2012. Disponível em: mediação pedagógica. São Paulo: Ed. Papirus, 2006.
http://sistemas3.sead.ufscar.br/ojs/Trabalhos/205-868-2-ED.pdf.
Acesso em: 7 fev. 2020. SANTOS, E. O. Articulação de saberes na EAD online. In: SILVA, Marco
(org.). Educação online. São Paulo: Edições Loyola, 2003. p. 217-230.
FRASSON, A. C.; OLIVEIRA, A. C. de; GLAP, L. (org.). Formação docente
[recurso eletrônico]: princípios e fundamentos. Ponta Grossa: Atena SILVA, A. R. L. da et al. Modelos utilizados pela Educação a Distância:
Editora, 2018. uma síntese centrada nas Instituições de Ensino Superior brasileiras.
Rev. GUAL., Florianópolis, v. 4, n. 3, p. 153-169, set./dez. 2011.
LIMA, D. C. B. P. et al. Ministério da Educação e Cultura. Conselho Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/gual/article/
Nacional de Educação. Projeto CNE/UNESCO: desenvolvimento, viewFile/19834535.2011v4n3p153/21984. Acesso em: 13 dez. 2017.
aprimoramento e consolidação de uma educação nacional de qualidade
- educação a distância na educação superior. Brasília, 2014. VENTURA, G. C. Educação à distância no Brasil e no Canadá: visões,
paisagens e perspectivas. Interfaces Brasil/Canadá. Rio Grande, n. 6,
LUCKESI, C. C. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e 2006.
proposições. 12. ed. São Paulo: Cortez, 2002.

44