Glândulas e hormônios O sistema endócrino é formado pelo conjunto de glândulas endócrinas, as quais são responsáveis pela secreção de substância

denominadashormônios. As glândulas endócrinas (do grego endos, dentro, e krynos, secreção) são assim chamados por que lançam sua secreção (hormônios) diretamente no sangue, por onde eles atingem todas as células do corpo. Cada hormônio atua apenas sobre alguns tipos de células, denominadas células-alvo. As células alvo de determinado hormônio possuem, na membrana ou no citoplasma, proteínas denominadas receptores hormonais, capazes de se combinar especificamente com as moléculas do hormônio. É apenas quando a combinação correta ocorre que as células-alvo exibem as respostas características da ação hormonal. A espécie humana possui diversas glândulas endócrinas, algumas delas responsáveis pela produção de mais de um tipo de hormônio: Hipotálamo

Se localiza na base do encéfalo, sob uma região encefálica denominada tálamo. A função endócrina do hipotálamo está a cargo das células neurossecretoras, que são neurônios especializados na produção e na liberação de hormônios. A figura ao lado mostra o hipotálamo (acima) e a hipófise (abaixo). Hipófise (ou glândula Pituitária) A hipófise é dividida em três partes, denominadas lobos anterior, posterior e intermédio, esse último pouco desenvolvido no homem. O lobo anterior (maior) é designado adenohipófise e o lobo posterior, neuro-hipófise. Hormônios produzidos no lobo anterior da hipófise Samatotrofina (GH) - Hormônio do crescimento. Hormônio tireotrófico (TSH) - Estimula a glândula tireóide. Hormônio adrenocorticotrófico (ACTH) - Age sobre o córtex das glândulas suprarenais. o Hormônio folículo-estimulante (FSH) - Age sobre a maturação dos folículos ovarianos e dos espermatozóides. o Hormônio luteinizante (LH) - Estimulante das células intersticiais do ovário e do testículo; provoca a ovulação e formação do corpo amarelo.
o o o

Hormônios produzidos pelas Ilhotas de Langerhans (no Pâncreas) Insulina . A tireóide é regulada pelo hormônio tireotrófico (TSH) da adeno-hipófise. na mulher e na produção de leite. o Hormônio antidiurético (ADH) ou vasopressina . Os lobos direito e esquerdo são unidos na linha mediana por uma porção estreitada . Supra-Renais ou Adrenais Em cada glândula supra-renal há duas partes distintas. Localizam-se junto à tireóide. o Os hormônios designados pelas siglas FSH e LH podem ser reunidos sob a designação geral de gonadotrofinas. Esses hormônios são importantes na ativação dos mecanismos de defesa do organismo diante de condições de emergência. . assim. o córtex e a medula. presente no sangue circulante.o paratormônio . esquerdo e piramidal. Seu hormônio .Facilita a penetração da glicose. responsáveis pelo aparecimento das características sexuais secundárias femininas. o mesmo acontecendo com os óvulos neles contidos. choque entre outros.Age particularmente na musculatura lisa da parede do útero. Paratireóides Constituídas geralmente por quatro massas celulares. Cada parte tem função diferente. os folículos imaturos do ovário continuam seu desenvolvimento. O folículo em desenvolvimento secreta hormônios denominados estrógenos. preparam o organismo para a fuga ou luta. a tireóide consta dos lobos direito. A medula produz adrenalina (epinefrina) e noradrenalina (norepinefrina).é necessário para o metabolismo do cálcio.Hormônio lactogênico (LTH) ou prolactina . sais e águas. o Tireóide Situada na porção anterior do pescoço. as paratireóides medem. onde é convertida em glicogênio (reserva de glicose). entre outras funções. Ovários Na puberdade. o Hormônios produzidos pelo lobo posterior da hipófise Oxitocina . tais como emoções fortes. nas células. facilitando.Interfere no desenvolvimento das mamas. a expulsão do feto e da placenta.o istmo.controlam o metabolismo do sódio e do potássio e o aproveitamento dos açúcares.Responsável pelo desdobramento do glicogênio em glicose e pela elevação de taxa desse açúcar no sangue circulante.Constitui-se em um mecanismo importante para a regulação do equilíbrio hídrico do organismo. Sob a ação do FSH.as corticosteronas . "stress". lipídios. em particular nas do fígado. Seus hormônios tiroxina e triiodotironina . em média. cerca de 6 mm de altura por 3 a 4 mm de largura e apresentam o aspecto de discos ovais achatados.requerem iodo para sua elaboração. Glucagon (glucagônio) . a adeno-hipófise passa a produzir quantidades crescentes do hormônio folículo-estimulante (FSH). Os vários hormônios produzidos pelo córtex .

atua sobre o ovário. preparando-o para receber o embrião caso tenha ocorrido a fecundação. determinando o rompimento do folículo maduro. As células com função endócrina da mucosa gástrica produzem o hormônio gastrina. a mucosa gástrica (que reveste internamente o estômago) e a mucosa duodenal (que reveste internamente o duodeno). onde se dá a formação dos hormônios andrógenos (hormônios sexuais masculinos). O corpo amarelo (corpo lúteo) continua a produzir estrógenos e inicia a produção de outro hormônio . Os hormônios andrógenos desenvolvem e mantém os caracteres sexuais masculinos. e as da mucosa duodenal produzem os hormônios secretina e colecistoquinina. têm células com função endócrina. .Outro hormônio produzido pela adeno-hipófise . constituído principalmente pelas células de Leydig. Glândulas Endócrinas Testículos (Células de Leydig) Entre os túbulos seminíferos encontra-se um tecido intersticial. com a expulsão do óvulo (ovulação).a progesterona . em especial a testosterona.que atuará sobre o útero.hormônio luteinizante (LH) . Outras funções endócrinas Além das glândulas endócrinas.

Ela produz vários hormônios e muitos deles estimulam o funcionamento de outras glândulas. as supra-renais e as glândulas-sexuais (ovários e testículos). . ou seja. por exemplo. O funcionamento do corpo depende do equilíbrio hormonal. O sistema endócrino é composto de várias glândulas que se situam em diferentes pontos do nosso corpo. percorrem o corpo até chegar aos órgãos-alvo sobre os quais atuam. O excesso.Sistema Endócrino O que define a hora de o beber nascer? O que determina que a mãe produza leite para alimentar o seu bebê? O que indica que as pessoas não são mais crianças e se tornam adultos sexualmente maduros com características de machos e fêmeas? O que coordena e integra as funções e as atividades do corpo? Todas as funções e atividades do nosso corpo são coordenadas e integradas pelo sistema nervoso e pelo sistema endócrino (hormonal). As glândulas endócrinas e as suas funções As glândulas endócrinas produzem e lançam no sangue substâncias reguladoras denominadas hormônios – estes. Hipófise A hipófise pode ser considerada a “glândula-mestre” do nosso corpo. de produção do hormônio de crescimento causa uma doença chamada gigantismo (crescimento exagerado) e a falta dele provoca o nanismo. O hormônio do crescimento é um dos hormônios produzidos pela hipófise. a falta de crescimento do corpo. com a tireóide. Glândulas são estruturas que produzem substâncias que tem determinada função no nosso corpo. ao serem lançados no sangue.

Se ocorrer hipertireoidismo. Pode ocorrer o bócio.Outro hormônio presente no corpo humano e também produzido pela hipófise é o antidurético (ADH). hormônio que controla a velocidade de metabolismo do corpo. Tireóide A tireóide produz a tiroxina. Esse quadro favorece o desenvolvimento de doenças cardíacas e vasculares. isto é. pois o sangue passa a circular com maior pressão. ou seja. funcionamento exagerado da tireóide. um “papo” causado pelo crescimento exagerado da tireóide. Essa substância permite ao corpo economizar água na excreção (formação de urina). . a pessoa emagrece porque gasta mais energia. todo o metabolismo fica acelerado: o coração bate mais rapidamente. a temperatura do corpo fica mais alta que o normal. isto é. Também pode aparecer a exoftalmia. os olhos ficam “saltados”.

Quando o hipotireoidismo ocorre na infância. . algumas regiões do corpo ficam inchadas. garante-se que a maioria das pessoas consuma diariamente a quantidade necessária de iodo. para atacar ou fugir. e o organismo também se altera: o metabolismo se torna mais lento. como uma briga). Supra-renais As supra-renais. em termos biológicos. Na maioria dos países assim como no Brasil. dandonos capacidade de correr mais ou de nos exaltar mais em uma situação tensa. duas glândulas que se situam acima dos rins. também pode ocorre o bócio. também conhecida como hormônio das “situações de emergência”. hormônio que regula a quantidade de cálcio e fósforo no sangue. Um das possíveis causas dessa doença é a falta (ou insuficiência) de iodo na alimentação. Paratireóides As paratireóides são quatro glândulas localizadas em volta da tireóide. Os principais efeitos da adrenalina no organismo são: • • Taquicardia (o coração dispara e impulsiona mais sangue para os braços e pernas. tornando-se mais propensa à obesidade. ou seja. as respostas físicas e mentais tornam-se mais lentas. Aqui. Com tal medida. já que o iodo é um elemento presente na composição da tiroxina. o sangue circula mais lentamente. pode provocar um retardamento físico e mental. A adrenalina prepara o corpo para a ação. produzem adrenalina. ocorre ohipotireoidismo. a pessoa gasta menos energia. existem leis que obrigam os fabricantes de sal de cozinha a adicionar iodo nesse produto. Aumento da frequência respiratória e da taxa de glicose no sangue (isso permite que as células produzam mais energia). o coração bate mais vagarosamente. Elas produzem o paratormônio.Se a tireóide trabalha menos ou produz menor quantidade de tiroxina que o normal.

a taxa de açúcar no sangue cai muito e a pessoa pode ter hipoglicemia. A insulina facilita a entrada da glicose nas células (onde ela será utilizada para a produção de energia) e o armazenamento no fígado. tontura. doença caracterizada pelo excesso de glicose no sangue (hiperglicemia). podendo até desmaiar. estimulando-o a “quebrar” o glicogênio em moléculas de glicose. logo após as refeições. na forma de glicogênio. Quando o organismo fica muitas horas sem se alimentar. que age no fígado. Glândulas sexuais . que dá a sensação de fraqueza. normalizando a taxa de açúcar. A glicose é. quando a taxa de açúcar sobe no sangue. mandando-o para dentro das células ou do fígado. o pâncreas produz também o suco pancreático. A falta ou a baixa produção de insulina provoca o diabetes. Além de hormônios. então enviada para o sangue. que é lançado no intestino delgado e desempenha um papel muito importante no processo digestivo. Já o glucagon funciona de maneira oposta à insulina. ficamos pálidos de susto e também “gelados de medo”! Pâncreas O pâncreas produz dois hormônios importantes na regulação da taxa de glicose (açúcar) no sangue: a insulina e o glucagon. Quando ocorre a hipoglicemia o pâncreas produz o glucagon. Ela retira o excesso de glicose do sangue.• Contração dos vasos sanguíneos da pele (o organismo envia mais sangue para os músculos esqueléticos) – por essa razão. Isso ocorre.

. a glândula que produz esse hormônio é inibida e pára de produzi-lo. Graças à retroalimentação. Da mesma maneira. um hormônio não é produzido em quantidade excessiva. Os ovários e os testículos são estimulados por hormônios produzidos pela hipófise. assim. quando a tava está abaixo do nível normal. o funcionamento é ajustado às necessidades do organismo e. os testículos produzem testosterona. Enquanto os ovários produzem estrogênio e progesterona. Quando a taxa de um determinado hormônio no sangue está alta. ou seja. a glândula recebe estímulo para produzir esse hormônio. O mecanismo de feedback A regulação hormonal obedece a um equilíbrio dinâmico que se estabelece por meio da retroalimentação ou do feedback.As glândulas sexuais são os ovários (femininos) e os testículos (masculinos). não havendo desperdício de energia. do mecanismo através do qual o efeito controla a causa.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful