Você está na página 1de 122

Escola Classe 02 do Riacho Fundo I

AtividAdes

4º Ano __
ENSINO FUNDAMENTAL

Professores: Carollyne e Thiago

Estudante: ________________________________

DEVOLVER DIA: ______/_______/2020


GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 2
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Querido (a) estudante,

O momento que vivemos ainda é delicado, mas juntos iremos superar todas as
dificuldades, saiba que a escola e os professores estão juntos com você, em
pensamentos positivos e ajudando no que for possível.
Sabemos que é necessário o distanciamento e seguir todas as orientações, mas
é com muita alegria que estamos de volta aos nossos estudos e aprendizagens de
forma oficial. Esperamos que mesmo distantes fisicamente, possamos estar
conectados por meio das atividades.
Todo material tem sido feito com muito carinho e dedicação, para você, estudante,
que merece uma educação de qualidade e respeito.
Estamos com muitas saudades e esperamos que tudo passe o mais rápido
possível, e que no momento certo, possamos nos reencontrar de forma segura.

Um grande abraço, cheio de saudades!


Professores: Carol e Thiago
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 3
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Índice
Dia Disciplina Páginas Conteúdos
PORTUGUÊS
 Recursos para linguísticos
1º dia E 7 à 11
 Misturas
CIÊNCIAS
MATEMÁTICA
 Sistema de Numeração Decimal
2º dia E 12 à 20
 Etapas de ocupação do DF
GEOGRAFIA
PORTUGUÊS,  Debate
HISTÓRIA  Ação das pessoas no tempo e espaço
3º dia 21 à 28
E (Os Croods)
MATEMÁTICA  Unidade de Milhar
MATEMÁTICA,
CIÊNCIAS  Dezena de milhar
4º dia 29 à 32
E  Água como solvente em misturas
ED. FÍSICA
PORTUGUÊS,
 Entrevista
ED. FÍSICA
5º dia 33 à 44 
E ARTE
 Manifestações Culturais
PORTUGUÊS  Interpretação de obras literárias
6º dia E 46 à 50  Substâncias e Misturas
CIÊNCIAS
MATEMÁTICA  Reta numerada
7º dia E 51 à 55  Processos migratórios
GEOGRAFIA
PORTUGUÊS,  Notícia
8º dia HISTÓRIA  África: berço da humanidade
56 à 66
E  Arredondamento
MATEMÁTICA
MATEMÁTICA,  Comparação entre números com
9º dia CIÊNCIAS os sinais de > e <.
68 à 72
E  Transformações reversíveis e
ED. FÍSICA irreversíveis da matéria
PORTUGUÊS,  Textos de campanha
10º dia ED. FÍSICA 
73 à 77
E ARTE  Brinquedos e brincadeiras de
diversas culturas
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 4
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

PORTUGUÊS  Relato pessoal


11º dia E 79 à 83  Transformações físicas da matéria
CIÊNCIAS
MATEMÁTICA  Adição
12º dia E 84 à 94  Regiões Administrativas
GEOGRAFIA
PORTUGUÊS,  Relato de Experiência científica
13º dia HISTÓRIA  Agricultura e grandes navegações
95 à 102
E  Subtração sem recurso
MATEMÁTICA
MATEMÁTICA,  Subtração com recurso
14º dia CIÊNCIAS  Transformações físicas da matéria
103 à 106
E
ED. FÍSICA
PORTUGUÊS,  Relato de Experiência científica
15º dia ED. FÍSICA  As cores
107 à 111
E ARTE

GABARITO
112 à 122

 Acompanhe a Escola nas redes sociais:


@escola.ec02
Escola Classe 02 do Riacho Fundo I

 Ou pelo telefone Institucional:


986058946 - Em horário comercial.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 5
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

ORIENTAÇÕES PARA UM MELHOR DESENVOLVIMENTO

1. Junto com a sua família escolha um local para realizar suas atividades;
2. O local deve estar limpo, organizado e calmo, sem barulhos para uma melhor concentração;
3. Defina um horário para realizar as atividades, assim todos os dias naquele mesmo horário você
terá um compromisso com seus estudos. Lembre-se que você precisa:
 Assistir as aulas na televisão;
 Realizar as atividades da apostila;
4. Realize as atividades seguindo o cronograma, que está indicado no índice da apostila;
5. Quando tiver textos e explicações faça pelo menos 2 leituras, para assim ter certeza de que
compreendeu;
6. Não está entendendo a atividade? Releia a explicação, o comando da atividade.
7. Ainda assim está difícil? Peça ajuda de algum familiar;
8. Você tem acesso à internet? Se estiver com muita dúvida busque ajuda no Google e acesse os
links disponibilizados na apostila;
9. Ao terminar a atividade você terá acesso ao gabarito (respostas) de todas as atividades no final
da apostila. Mas vamos lá, você precisa responder a sua atividade primeiro, o gabarito é apenas
uma opção para correção, já que nesse momento não podemos nos encontrar, ok? Não fique
apenas copiando do gabarito que assim você não terá êxito nas suas aprendizagens;
10. Contamos com você e sua família neste momento;
11. Bom aprendizado!
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 6
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

AtividAdes
semAnA 1
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 7
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Recursos para linguísticos

Recursos para linguísticos são os São recursos para linguísticos:


aspectos não verbais que acompanham a
 Gestos
comunicação verbal. Sendo assim, podemos
lembrar dos gestos, olhares, postura corporal e
ritmo da fala em uma exposição oral.
Linguagem Verbal X Linguagem não
verbal:
 Linguagem não-verbal:
representada por símbolos,
imagens, gestos.

 Expressão facial

 Linguagem verbal: representada


por palavras, sejam elas, escritas
ou faladas.
 Tonalidade da voz
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 8
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Você se recorda que no mês de junho nos divertimos com as famosas Festas Juninas? Na
historinha abaixo os personagens da Turma da Mônica nos contam um pouco sobre o que temos
nessa festança. Leia e observe bem o que eles falam, como falam, se usam gestos, expressões
faciais.

Agora, responda às questões a seguir:


GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 9
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

ATIVIDADE 1 4. Na primeira fala do Cascão, temos a


utilização de uma pontuação. O ponto
de exclamação. Essa pontuação é
1. Aprendemos que os recursos para
utilizada com qual finalidade?
linguísticos são os aspectos não
verbais que acompanham a
a. ( ) Caracterizar o gesto reproduzido
comunicação verbal. Logo, podemos
por ele com as mãos;
dizer que é composto por:
b. ( ) Dar intensidade e tonalidade à
a. ( ) Somente gestos e expressões sua fala;
faciais. c. ( ) Representar um questionamento
b. ( ) Gestos, olhares, postura corporal em sua fala, por isso o motivo da sua
e ritmo da fala em uma exposição expressão facial.
oral.
c. ( ) Apenas postural corporal e
expressão facial.
5. O Cebolinha nos conta que na Festa
2. Quais das alternativas abaixo são Junina também tem fogos. Perceba a
formas de uma COMUNICAÇÃO NÃO expressão facial do Cebolinha, ela
VERBAL? representa:

a. ( ) a. ( ) Felicidade
b. ( ) Surpresa
c. ( ) Medo
d. ( ) Tristeza
b. ( )
6. Por que a Magali está com a língua de
fora? (Pode existir mais de uma opção
como resposta).

c. ( ) a. ( ) Pois está falando de comidas


deliciosas que temos na festa Junina
e provavelmente ela ficou com
vontade de comer;
b. ( ) Porque imagina que irá comer
tudo isso em breve;
3. A comunicação verbal é aquela que:
c. ( ) Porque ela está com fome;
d. ( ) Porque ela está pensando em
a. ( ) Que utilizamos de símbolos e
comida;
gestos;
b. ( ) Que é representada por meio de
palavras escritas ou faladas;
c. ( ) Que utilizamos de expressões
faciais, gestos e símbolos.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 10
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

7. O Jeremias falou de algo muito legal, d. ( ) Surpresa


as brincadeiras da festa. Todos nos
divertimos muito, não é mesmo? 9. Quando Rosinha falou da barraca do
Perceba que em sua fala utiliza-se as beijo, Cascão ficou:
reticências, mas será que poderíamos
usar a exclamação (!) e demonstrar a. ( ) Indignado e bravo
mais alegria? b. ( ) Alegre
c. ( ) Indignado
a. ( ) Não, pois a exclamação não d. ( ) Triste
pode ser usado para dar ideia de
alegria, somente de pergunta e
questionamentos.
b. ( ) Sim, pois o sinal de exclamação
pode ser usado para expressar uma 10. A atitude do Cascão em não
alegria, uma surpresa, indignação. concordar com a Rosinha sobre
c. ( ) Sim, pois o sinal de exclamação conhecer a Barraca do Beijo, foi:
pode ser usado para expressar
dúvida, alegria e surpresa. a. ( ) Correta, pois as crianças não
namoram nem de brincadeira,
8. Rosinha fala da Barraca do Beijo, pelo crianças tem amigos!
gesto da mão dela e a expressão b. ( ) Errada, pois a barraca deve ser
facial, nos parece que ela estava: para todos.
c. ( ) Errada, pois nem pediu a opinião
a. ( ) Tímida e desconfiada dos demais colegas, afinal não tem
b. ( ) Triste e cabisbaixa nada de mais as crianças
c. ( ) Alegre participarem da Barraca do Beijo.

ATIVIDADE 2

Recursos para linguísticos

Livro de português, páginas: 155 e 156.


GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 11
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

MISTURAS
Você deve concordar que alguns sabores ficam muito bons
juntos, parece que se completam: arroz e feijão, café com leite,
queijo com goiabada...
Mas têm misturas que nos parecem estranhas: feijão com
doce de leite, estrogonofe com farinha, ovo frito com coco ralado...

1. Quais misturas de alimentos você mais gosta?


______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
2. Pense em misturas que você não comeria de forma alguma.
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

Quando juntamos duas ou mais substâncias diferentes temos uma


mistura. As vezes não conseguimos perceber que certos materiais que
parecem substâncias puras são, na verdade, misturas. Observe os exemplos:
 Aço: liga metálica formada por ferro e carbono.
 Ar: formado por nitrogênio, oxigênio, gás carbônico, poeira em suspensão,
gotículas de água na forma de umidade...
 Água mineral ou da torneira: além da água pura (H2O), temos alguns minerais
dissolvidos (sódio, magnésio, potássio...).

Rótulo da água mineral Nestlé

3. Tente descobrir o que está presente nas misturas a seguir. Você deve citar apenas os
componentes comuns (ingredientes); não é necessário descobrir toda a composição,
como fizemos no rótulo acima:
a) Limonada b) Concreto

c) Canjica d) Bolo

Livro didático de Ciências: páginas 128 e 129


GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 12
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

SISTEMA DE NUMERAÇÃO DECIMAL


UNIDADE, DEZENA E CENTENA

1. 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9 e 0
Esses símbolos são os:

( ) algarismos. ( ) numerais. ( ) números. ( ) letras.

2. Qual é o maior numeral formado pelos algarismos 9 e 3?


Você deve usar os dois algarismos e não pode repeti-los.

______________________________________________________________________________

3. Qual é o menor numeral formado pelos algarismos 9, 4 e 0?


Você não deve iniciar o numeral com o zero.

______________________________________________________________________________
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 13
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

4. Papai pediu para eu trocar uma cédula de 100 reais por cédulas de 10 reais. Eu preciso
voltar para casa com quantas cédulas de 10 reais?

( ) 1 cédula de 10 reais. ( ) 10 cédulas de 10 reais.


( ) 5 cédulas de 10 reais. ( ) 10 cédulas de 10 reais.

5. Em meu cofrinho, juntei 150 moedas de 1 real. Eu posso trocar essas moedas por:
Escolha 2 respostas

( ) 15 cédulas de 10 reais. ( ) 5 cédulas de 100 reais e 1 cédula de 10 reais.

( ) 15 cédulas de 100 reais. ( ) 1 cédula de 100 reais e 5 cédulas de 10 reais.

6. De quantas cédulas de 10 reais eu preciso para juntar 1 000 reais?

( ) 1 cédula de 10 reais.
( ) 10 cédulas de 10 reais.
( ) 100 cédulas de 10 reais.
( ) 1 000 cédulas de 10 reais.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 14
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

7. Qual é o valor assumido pelo algarismo 8 nos numerais a seguir?

8. Qual é o único algarismo que assume sempre o mesmo valor, independentemente da


posição que ele ocupa?

( ) 0 (zero) ( ) 2 (dois) ( ) 5 (cinco) ( ) 8 (oito)

9. 716 (setecentos e dezesseis)


Ex.: 194 = 1 centena + 9 dezenas + 4 unidades

_________________________________________________________________________

10. 83 (oitenta e três)


Ex.: 194 = 1 centena + 9 dezenas + 4 unidades

_________________________________________________________________________
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 15
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

11. Qual é o número formado por: 5C + 7D?


( ) 57 ( ) 507 ( ) 570

12. Qual é o número formado por: 900 + 3?


( ) 93 ( ) 903 ( ) 930 ( ) 9 003

13. Qual é o número formado por: (100 + 100 + 100) + (10 + 10 + 10 + 10 + 10) + (1 + 1)?

________________________________________________________________________

14. Qual é o número formado por: 7 x 100 + 9 x 10 + 1 x 1?

________________________________________________________________________

Livro didático de Matemática:


 Leitura: página 19.
 Exercícios: páginas 19, 20, 21 e 22.
o Não precisa fazer as questões 5
e 6 da página 21.
 Leitura: página 23.
 Exercícios: página 24.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 16
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Construção e Processos Migratórios do Distrito Federal

Você conhece Brasília?

■ Onde se localiza Brasília?


■ Você sabe o que é uma
Unidade Federativa?
■ Quando Brasília passou a
ser capital do país?

■ Brasília é a capital federal do Brasil e a sede de governo do


Distrito Federal. A capital está localizada na região Centro-
Oeste do país, ao longo da região geográfica conhecida como
Planalto Central.
■ Unidade Federativa é um Estado possuidor de certa autonomia,
com governo próprio, embora subordinados à soberania do
Presidente da República.
■ Brasília, a 3ª capital do Brasil, foi inaugura no dia 21 de abril de
1960.

O que a imagem ao lado lembra?

• Brasília foi construída há muito ou pouco


tempo?
• Qual a intenção por trás de sua
construção?
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 17
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

■ O Plano Piloto de Brasília, no Distrito Federal, foi elaborado por Lúcio Costa, vencedor do
concurso, em 1957, para o projeto urbanístico da Nova Capital. Teve sua forma inspirada pelo
sinal da Cruz. O formato da área é popularmente comparado ao de um avião. Lucio Costa,
entretanto, defendeu a tese de que a capital federal pudesse ser comparada a uma borboleta,
rejeitando a comparação anterior.
■ Material complementar sugestivo: http://especiais.g1.globo.com/distrito-federal/2018/desenho-
de-brasilia-inspirado-em-aviao-mito-ou-verdade/

■ Brasília é a sede do poder executivo do Brasil. Ela foi construída após a vitória do presidente
Juscelino Kubitschek (JK), que prometeu, durante sua campanha presidencial levar a capital
para o “interior” do país. A ideia inicial em relação a construção da nova capital era de proteção
da sede do governo, mas rapidamente teve como objetivo central levar o desenvolvimento ao
interior do Brasil, conectando o centro-oeste a outras regiões.
■ Aparentemente a construção de Brasília que parecia atrair pessoas para a região com o intuito
de incentivar o aumento do número de empregos, povoar o interior do país e promover a
distribuição de terras a preços mais acessíveis, acabou por se tornar uma capital para uma
classe social em ascensão e um espaço que promovia a desigualdade dessas classes.

■ Quem vinha para Brasília trabalhar nas


construções?
■ Quais eram as condições?
■ Por que essas pessoas migravam?
■ Quais garantias possuíam em termos de
melhoria de vida?
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 18
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Processos Migratórios

■ Embora as condições de trabalho não


fossem as melhores, pois Brasília era um
mundo de terra e poeira, e os trabalhadores
executavam trabalhos braçais, esses
trabalhadores tinham a sua carteira de
trabalho assinada e recebiam um salário
para executarem seus ofícios. Quanto mais
horas trabalhassem melhor seria seu salário,
por isso alguns trabalhavam até 15 horas
diárias.
Retirantes chegam para trabalhar na
■ Explique ao grupo que muitos candangos construção da nova capital, em janeiro de
vinham com suas famílias e todos se 1959. (Foto: Arquivo Público do DF
ajeitavam nos alojamentos, sendo separados

■ Ao chegar ao Planalto Central, o candango era encaminhado ao Instituto de Imigração e


Colonização (Inic), órgão da Novacap responsável pela triagem dos operários. Lá, ele obtinha
seu cartão de identificação (necessário para circular nos acampamentos) e era designado para
trabalhar numa das construtoras ou na própria Novacap, onde sua carteira de trabalho era
assinada — geralmente, pela primeira vez. Após o fichamento, o migrante era conduzido ao
almoxarifado, onde recebia colchão, cobertor e travesseiro. Em seguida, podia fazer uma
refeição na cantina do acampamento da construtora contratante ou num dos restaurantes
administrados pela Nocavap.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 19
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

■ Os serventes eram alojados em grandes galpões. Já os mestres de obra dormiam em pequenos


quartos de madeira.
■ O cotidiano dos trabalhadores de Brasília era duro. Os operários trabalhavam das 6 horas da
manhã até o meio-dia, faziam um intervalo de uma hora e depois encaravam novo turno até as
18 horas. Em alguns casos, trabalhavam 14, 15, 16 horas por dia. O salário era pago por horas
trabalhadas, e, para aumentar seus rendimentos, muitos faziam serão.

Material Complementar Sugestivo

■ http://memorialdademocracia.com.br/card/construcao-de-brasilia/5

■ https://www.youtube.com/watch?v=pgNoLV-Ddow

■ https://super.abril.com.br/mundo-estranho/como-foi-a-construcao-de-brasilia/

■ file:///C:/Users/TEMP/Downloads/brasiliaAaZ%20v2.pdf
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 20
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

ATIVIDADE

1. Brasília é a capital federal do Brasil e a


sede de governo do Distrito Federal. A
5. Lúcio Costa defende que seu projeto
capital está localizada na região:
parece:
a. ( ) Sudeste
a. ( ) Avião
b. ( ) Nordeste
b. ( ) Borboleta
c. ( ) Centro – Oeste
c. ( ) Cruz
2. Brasília é a:
6. Quem prometeu, durante sua
campanha presidencial levar a capital
a. ( ) Primeira capital do Brasil
para Brasília?
b. ( ) Segunda capital do Brasil
c. ( ) Terceira capital do Brasil
a. ( ) Juscelino Kubistchek
b. ( ) Lúcio Costa
3. O que são Unidades Federativas?
c. ( ) Louis Ferdinand Cruls
a. ( ) São Estados que possuem
7. Como eram chamados os operários
autonomia e são subordinados à
que trabalharam na construção de
soberania do Presidente da
Brasília?
República.
b. ( ) São países que possuem
a. ( ) Pioneiros
autonomia, governo próprio e são
b. ( ) Candangos
subordinados à soberania do
c. ( ) Trabalhadores
Presidente da República.
c. ( ) São Estados que não possuem
8. As condições de trabalho não eram as
autonomia e são subordinados à
melhores, pois Brasília era um mundo
soberania do Presidente da
de:
República, não podendo ter governo
próprio.
a. ( ) Terra e poeira, onde os
trabalhadores executavam
4. Lúcio Costa foi:
serviços braçais
b. ( ) Serviços leves
a. ( ) Vencedor do projeto urbanístico
c. ( ) Ideal, com trabalhos
da Nova Capital
modernos
b. ( ) Governador da capital do Brasil
c. ( ) Primeiro candango

Debate
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 21
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Debate
Hoje falaremos sobre Debate. Você já participou de algum? Já assistiu algum?
Talvez não se lembrem, mas já devem ter visto na televisão. Sabe quando chega a época da
família de vocês irem votar para escolher nosso presidente, governador, deputados?? Então, na
televisão passa debates deles, onde eles expõem suas ideias, opiniões sobre assuntos previamente
determinados.
Bom, debate é uma situação onde duas ou mais pessoas vão argumentar, abordar suas
opiniões sobre um determinado tema. O debate ele pode ser espontâneo, temático, intencional ou
planejado.
Sabe quando muitas vezes estamos conversando sobre um determinado assunto e você fala
que concorda, o seu colega vai lá e diz que não e explica o porquê, logo iniciamos uma exposição de
opiniões? Isso pode ser considerado um debate espontâneo, aquele que ocorre sem uma intensão
prévia.
Já o debate intencional ou planejado é aquele em que as pessoas previamente se organizam,
idealizam. Isso é o que vamos fazer. A professora planejou um debate, eu tenho uma intenção com
ele, também será temático, pois vou determinar um tema, ou assunto para vocês falarem e exporem
a opinião.
Então, vamos participar de um debate, abordando:
COMBATE AO TRABALHO INFANTIL

Trabalho infantil é toda forma


de trabalho realizado por crianças e adolescentes
abaixo da idade mínima permitida, de acordo com a
legislação de cada país. No Brasil, o trabalho é
proibido para quem ainda não completou 16 anos,
como regra geral.

Como faremos isso?

1) Você irá refletir sobre o TRABALHO INFANTIL.


2) Você acha que essa situação acontece no nosso país ou é uma realidade distante?
3) Acredita que isso tem ligação com o gênero? Que as meninas podem estar em um número
maior no trabalho infantil do que os meninos? Por quê?
4) Será que pessoas em situações de vulnerabilidade (pobreza) tem maior tendência a colocar
os filhos (as) para trabalhar?
5) O que podemos fazer para combater o trabalho infantil?
6) A educação ajuda a combater o trabalho infantil?
7) Depois de ter pensado em todos os aspectos citados acima, você irá construir um pequeno
parágrafo abordando a sua ideia.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 22
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Material Complementar Sugestivo

■ https://www.youtube.com/watch?time_continue=179&v=3PkORUWr5Xc&feature=emb_logo

■ https://www.youtube.com/watch?v=zr6aF3NzlgE

■ https://www.youtube.com/watch?v=8jx8OuHFwMQ
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 23
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

ATIVIDADE
Debate

Para responder:

1. Construa um parágrafo falando sobre o COMBATE AO TRABALHO INFANTIL.

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 24
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Ação de grupos pessoas e comunidades

Caro estudante,
Para compreender como viviam os primeiros grupos humanos, vamos iniciar nossos
estudos de História com um resumo do Filme: Os Croods. Se possível, assista esse filme
com sua família para facilitar sua aprendizagem e ajudar a responder as atividades
propostas a seguir.

Os Croods – resumo

Os Croods é uma animação que conta a história de uma família de homens da caverna durante
um período muito importante do planeta Terra; a separação dos continentes, que para eles é "o fim
do mundo" afinal, o lugar que eles conheciam estava sendo destruído.

A família ficava escondida na maior parte do tempo dentro de uma caverna. O dia-a-dia deles
era uma constante luta pela sobrevivência, durante o dia saiam para caçar e se alimentarem, e ao pôr
do sol se escondiam dentro da caverna, pois todas as outras pessoas que eles conheciam haviam
sido mortos por alguma doença ou por outros animais, assim eles acreditavam que eram os únicos
sobreviventes. Na caverna vivia o pai Grug, a mãe Ugga, a vovó, o garoto Thunk, a pequena e feroz
Sandy e a jovem Eep.

O pai, Grug, super rígido e protetor dizia que a escuridão trazia a morte, por tal motivo sempre
ficavam presos na caverna nesse horário. Contrariando seus mandamentos, a filha rebelde Eep
detestava a ideia do pai de ficar trancada durante a noite, ela queria conhecer o mundo, mas se
dependesse do pai isso não aconteceria, pois segundo ele a curiosidade e a vontade de conhecer
coisas novas traziam a morte. Eles sempre diziam que o medo os mantém vivos.

A filha Eep não concorda com o jeito que eles vivem - sempre atolados na caverna -, fazendo
com que ela tenha uma relação desagradável com o pai. Um dia ela desobedece ao pai e conhece
Guy, um garoto que sabe fazer o "sol" (fogo). Um fato importante é que Guy tem vários conhecimentos
e ideias, ao contrário de toda a família que é literalmente falando "homens da caverna".

Com os terremotos e a separação dos continentes, o abrigo da família é destruído e assim eles
têm que sair em uma aventura a procura de uma nova caverna para morar. Guy, que sabe sobre "o
fim do mundo", tem a intenção de chegar a uma montanha alta e distante, assim ele entra na aventura
da família, sempre os ajudando e levando-os para a montanha.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 25
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

A meta dos Croods era sobreviver perante tantos perigos. Guy se mostra com a mente evoluída
e criativa, com isso mostra a família que usar o cérebro ao invés da força física pode ajudar a
solucionar os problemas da vida.

Nessa aventura várias coisas acontecem e toda a família começa a apoiar e a seguir Guy, afinal
ele sempre tem as soluções para todos os problemas. Isso deixa o pai com ciúmes e com raiva do
rapaz, fazendo com que o pai tenha uma crise de idéias "malucas". No final, o pai se entende com
Guy e com sua filha e ele percebe que também tem a capacidade de ter idéias, assim eles se salvam
e arrumam um novo estilo de viver.

Material Complementar Sugestivo


 https://www.youtube.com/watch?v=Qku1MyjPVPI
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 26
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

ATIVIDADE
Interpretação do Filme
Baseado no filme Os Croods, responda às perguntas.

1. Explique a expressão “HOMEM DAS CAVERNAS”?


________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

2. Quais hábitos dos Croods são diferentes dos seus? Explique.


________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

3. Que fenômenos os Croods confundiram com o fim do mundo?

________________________________________________________________________________

4. Eep se sentia bem com o tipo de vida que seu pai propôs para a família? Por quê?
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

5. Como que a família Croods solucionava seus problemas?


________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

6. Como você acha os Croods faziam para registar seu cotidiano já que não havia a escrita
formal que usamos hoje?

________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 27
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

SISTEMA DE NUMERAÇÃO DECIMAL


4ª ORDEM

Livro didático de Matemática:


 Leitura: página 25
 Exercícios: página 26

1. Qual é o número formado pelos blocos de material dourado?

a)

b)

c)
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 28
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

2. Qual é o numeral formado por:

a) 1 UM + 5 C + 7 D + 5 U = ______________
b) 2 UM + 7 D + 3 U = ______________
c) 3.000 + 400 + 10 = ______________
d) 1.000 + 900 + 7 = ______________
e) 7 x 1.000 + 3 x 100 + 4 x 10 + 5 x 1 = ______________
f) 4 x 100 + 1 x 1 = ______________

DESAFIO
Quem sou eu?
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 29
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

SISTEMA DE NUMERAÇÃO DECIMAL


DEZENAS DE MILHAR
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 30
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Observe as bandeirinhas e responda o que se pede:

1. Quais bandeirinhas representam números maiores que uma dezena de milhar?


______________________________________________________________________________

2. Escreva por extenso o numeral escrito na quarta bandeirinha:


______________________________________________________________________________

3. Faça um X na bandeirinha que representa: 4 x 10.000 + 3 x 1.000 + 5 x 100.

4. Escreva os numerais presentes na bandeirinhas em ordem crescente:


______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

5. Observe o ábaco e responda:

a) Qual é o número representado? ________________

b) Reordene as bolinhas do ábaco a fim de representar o


maior número possível. Qual foi o número formado?
______________________________________________

Livro didático de Matemática:


 Leitura: página 27
 Exercícios: páginas 27 e 28
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 31
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

ÁGUA COMO SOLVENTE EM MISTURAS


Já sabemos que quando juntamos duas ou mais substâncias diferentes temos uma mistura.
Por um exemplo, ao se lavar roupas, é aconselhável misturar o sabão em pó ou o amaciante com
água para evitar manchas nos tecidos.

ATIVIDADE PRÁTICA
 Materiais:
o Aproximadamente 1 litro de água potável
o 5 copos com capacidade de 200ml (ou mais) transparentes
o Açúcar, sal, suco em pó, Nescau, pó de café
o Uma colher de sopa para medir e mexer
 O que fazer?
o Coloque água até a metade dos 5 copos. É importante que os copos contenham a
mesma quantidade de água.
o Coloque uma colher de sopa de cada um dos materiais em cada copo. Mexa,
aguarde um minuto e observe.

Demorou Dissolveu
Apresenta Apresenta Apresenta
para toda a
cor? sabor? cheiro?
dissolver? substância?
água com
açúcar

água com sal

água com
suco em pó

água com
Nescau

água com pó
de café

1. Em quais misturas a água mudou de cor?


__________________________________________________________________________

2. Em quais delas a água mudou de sabor?


__________________________________________________________________________

3. Quais misturas apresentam cheiro?


__________________________________________________________________________
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 32
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

4. Que substância se dissolveu mais rapidamente na água?


__________________________________________________________________________

5. Alguma delas não se dissolveu completamente?


__________________________________________________________________________

ATIVIDADE PRÁTICA 2
 Materiais:
o Água
o Um dos copos usados na atividade anterior
o Óleo de cozinha
 O que fazer?
o Coloque água até a metade do copo.
o Derrame óleo por cima da água

6. O que aconteceu?
______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

7. Mexa a mistura com uma colher e veja se o resultado muda.


_____________________________________________________________________________

Portanto, podemos chegar à conclusão que a


água é um excelente solvente, mas nem todas A água é chamada de
as substâncias podem ser dissolvidas pela SOLVENTE UNIVERSAL.
água.

8. Faça um exercício de imaginação e pinte os itens abaixo que podem ser dissolvidos na
água.

tinta guache sabonete plástico

leite em pó azeite* farinha de trigo

areia vidro álcool líquido

*Azeite: óleo que se extrai da azeitona


GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 33
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Entrevista

A entrevista é um tipo de texto que tem a função de informar sobre um acontecimento ou levar
ao público ideias e opiniões da pessoa entrevistada.
A entrevista é o instrumento básico da investigação jornalística: busca coletar
informações e transmiti-las aos leitores, ouvintes ou telespectadores. Pode ser realizada
pessoalmente, pela televisão, por rádio, telefone, e-mail, chat, etc. Ou seja, ela pode ser oral
e/ou escrita.
Quem pergunta? É chamado ENTREVISTADOR
Quem responde? É chamado ENTREVISTADO
O entrevistador deve planejar suas perguntas e pesquisar informações sobre o
entrevistado e o assunto que será publicado.

ATIVIDADE 1
Livro de português, páginas: 85 à 87.
OBS:
 Na página 85 iniciamos na parte: PRÁTICA DE ORALIDADE;
 Na página 87 a atividade finaliza na letra E.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 34
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 35
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 36
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 37
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

ATIVIDADE 2
Bom, agora que já sabe o que é uma entrevista, que tal realizar uma? Siga os passos:
1) Leia a história em quadrinhos sobre a história da Festa Junina;
2) Escolha uma pessoa que more com você para que realize a entrevista;
3) Inicie a entrevista explicando qual é o tema das perguntas;
4) Anote todas as respostas do entrevistado, sem mudanças, afinal o que ele te responder é o
que ele pensa.
5) Estude um pouco sobre o tema antes, também leia todas as perguntas antes de entrevistar
para saber o que irá de fato perguntar. Ao final da entrevista, agradeça ao entrevistado a
sua participação.
6) Agora, vá em frente e divirta-se, afinal, agora você é um entrevistador!

Material Complementar Sugestivo


 https://oespacoeducar.com.br/2019/05/29/material-de-apoio-quadrinho-turma-da-monica-festa-junina/

 https://www.youtube.com/watch?v=pZEzvp0k_cA
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 38
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Entrevista sobre a história da Festa Junina

Entrevistador: __________________________________________________________
Entrevistado (a): ________________________________________________________

1. Você conhece a história do surgimento da Festa Junina?


________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

2. Temos nas festas juninas comidas típicas deliciosas. Quais comidas típicas te agrada?
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

3. Muitas brincadeiras também são parte da festa junina, como pescaria, tiro ao alvo,
argolas, boca do palhaço. Você já brincou com alguma dessas citadas ou outra? Quais?
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

4. Já participou de alguma festa junina? Já dançou quadrilha?


________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

5. Você concorda que as festas juninas se tornaram uma tradição cultural?


________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

6. Se as festas juninas te agradam, qual item da festa lhe agrada mais? Exemplo:
quadrilhas, comidas, brincadeiras, fogueira...
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 39
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Manifestações Culturais

Olá estudante, Região Nordeste


Vamos aprender um pouco sobre as
diversas culturas existentes no Brasil, Entre as manifestações culturais da região
no lugar onde vivemos! estão danças e festas como o bumba meu boi,
maracatu, caboclinhos, carnaval, ciranda, coco,
terno de zabumba, festa juninas, marujada,
reisado, frevo, cavalhada e capoeira. A literatura de
Cordel é outro elemento forte da cultura nordestina.
O artesanato é representado pelos trabalhos de
rendas. Os pratos típicos são: carne e de sol,
peixes, frutos do mar, buchada de bode, sarapatel,
acarajé, vatapá, cururu, feijão-verde, canjica, arroz-
Brasil: uma diversidade cultural doce, bolo de fubá cozido, bolo de massa de

A diversidade cultural refere-se aos mandioca, broa de milho verde, pamonha, cocada,
tapioca, pé de moleque, entre tantos outros.
diferentes costumes de uma sociedade, entre
os quais podemos citar: vestimenta, culinária,
manifestações religiosas, tradições, entre
Imagem: festa junina
outros aspectos. O Brasil, por conter um
extenso território, apresenta diferenças
climáticas, econômicas, sociais e culturais entre
as suas regiões.
Região Centro-Oeste
Os principais propagadores da cultura
A cultura do Centro-Oeste brasileiro é bem
brasileira são os colonizadores europeus, a
diversificada, recebendo contribuições
população indígena e os escravos africanos. principalmente dos indígenas, paulistas, mineiros,
Posteriormente, os imigrantes italianos, gaúchos, bolivianos e paraguaios. São
japoneses, alemães, poloneses, árabes, entre manifestações culturais típicas da região: a
outros, contribuíram para a pluralidade cultural cavalhada e o fogaréu, no estado de Goiás; e o
do Brasil. Nesse contexto, alguns aspectos cururu, em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A

culturais das regiões brasileiras serão culinária regional é composta por arroz com pequi,

abordados. sopa paraguaia, arroz carreteiro, arroz boliviano,


maria-isabel, empadão goiano, pamonha, angu,
Imigrante: é aquele que imigra, ou seja, aquele
cural, os peixes do Pantanal – com o pintado, pacu,
que entra em um país estrangeiro, com o
dourado, entre outros.
objetivo de residir ou trabalhar.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 40
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

culinária do Sudeste é bem diversificada e


Imagem: apresenta forte influência do índio, do escravo
Cavalhada no
Estado de e dos diversos imigrantes europeus e asiáticos.
Goiás/2018
Entre os pratos típicos se destacam a moqueca
capixaba, pão de queijo, feijão-tropeiro, carne
de porco, feijoada, aipim frito, bolinho de
Região Norte
bacalhau, picadinho, virado à paulista, cuscuz
A quantidade de eventos culturais do paulista, farofa, pizza...
Norte é imensa. As duas maiores festas
populares do Norte são o Círio de Nazaré, em
Imagem: feijão tropeiro
Belém (PA); e o Festival de Parintins, a mais
conhecida festa do boi-bumbá do país, que
ocorre em junho, no Amazonas. Outros
elementos culturais da região Norte são: o Região Sul
carimbó, o congo ou congada, a folia de reis e O Sul apresenta aspectos culturais dos
a festa do divino. A influência indígena é imigrantes portugueses, espanhóis e,
fortíssima na culinária do Norte, baseada na principalmente, alemães e italianos. As festas
mandioca e em peixes. Outros alimentos típicos típicas são: a Festa da Uva (italiana) e a
do povo nortista são: carne de sol, tucupi (caldo Oktoberfest (alemã). Também integram a
da mandioca cozida), tacacá (espécie de sopa cultura sulista: o fandango de influência
quente feita com tucupi), jambu (um tipo de portuguesa, a tirana e o anuo de origem
erva), camarão seco e pimenta-de-cheiro. espanhola, a festa de Nossa Senhora dos
Navegantes, a congada, o boi-de-mamão, a
dança de fitas, boi na vara. Na culinária estão
Imagem: Festival de
Parintins/2019
presentes: churrasco, chimarrão, camarão,
pirão de peixe, marreco assado, barreado
(cozido de carne em uma panela de barro),
Região Sudeste vinho.

Os principais elementos da cultura


regional são: festa do divino, festejos da páscoa
Imagem:
e dos santos padroeiros, congada, cavalhadas, Fandango/Rio
Grande do Sul
bumba meu boi, carnaval, peão de boiadeiro,
dança de velhos, batuque, samba de lenço,
festa de Iemanjá, folia de reis, caiapó. A
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 41
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Vamos praticar!
1. De todas as culturas de cada região, qual a
 Para iniciar, sugiro que, SE POSSÍVEL, você
que você mais gostou? Explique os motivos da assista um vídeo sobre a história da festa
sua escolha. Junina. O vídeo está disponível no canal

_____________________________________________ “Vereda Educação” no You tube. No link


_____________________________________________ abaixo:
_____________________________________________
Material Complementar Sugestivo:
_____________________________________________
_____________________________________________  https://www.youtube.com/watch?
_____________________________________________
v=pZEzvp0k_cA
_____________________________________________
_____________________________________________
_____________________________________________
_____________________________________________
_____________________________________________
_____________________________________________
_____________________________________________
_____________________________________________
_____________________________________________

Agora que você já sabe um pouco sobre a


cultura de cada região do Brasil, vamos
conhecer mais sobre a Festa Junina!

Caro estudante,
Neste ano, por conta da pandemia, Imagem: festa junina na região Nordeste
as festas juninas não vão
acontecer como conhecemos. Mas,
apesar do distanciamento social e
as aulas presenciais suspensas, a
celebração popular não precisa
passar completamente esquecida.
É possível fazermos atividades,
comemorar com nossa família (em
casa) e refletir sobre essa
manifestação cultural que acontece
no mês de junho.
O Brasil é repleto de  Textos retirados do site:
https://mundoeducacao.uol.com.br
diversidade. A FESTA JUNINA
não poderia ser diferente!
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 42
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Olá,
Agora que já conhece um pouco da origem das festas juninas, você deverá SE POSSÍVEL,
assistir um vídeo aula de brincadeiras juninas para fazer em casa (junto com sua família). Se
for colocar em prática alguma brincadeira proposta no vídeo, você deverá fazer na companhia e
orientação de um adulto.

Material Complementar Sugestivo:

 https://www.youtube.com/watch?v=7--Ls7pDIYo&feature=youtu.be
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 43
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

VOCÊ SABIA!

“Luiz Gonzaga” foi um músico brasileiro. Sanfoneiro, cantor e compositor,


recebeu o título de "Rei do Baião". Foi responsável pela valorização dos ritmos
nordestinos, levou o baião, o xote e o xaxado, para todo o país. A música "Asa
Branca" feita em parceria com Humberto Teixeira, gravada por Luiz Gonzaga no
dia 3 de março de 1947, virou hino do Nordeste brasileiro.

Que tal você ouvir e cantar a música ASA BRANCA junto com sua família! Se for possível acesse
o link da música.

Material Complementar Sugestivo:

 https://www.youtube.com/watch?v=zsFSHg2hxbc

Nas festas juninas há também muitas comidas


gostosas como: bolo de milho, pipoca, chocolate
quente, pé-de-moleque, entre outras.

DICA: Que tal você fazer uma receita junto com sua
família! Mas lembre-se: faça somente se for possível!
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 44
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

 Agora faça um belo desenho representando a música Asa branca.


GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 45
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

AtividAdes
semAnA 2
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 46
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Interpretação de obras literárias de arte e pintura conhecidas

Abaporu é uma clássica pintura do modernismo brasileiro, da artista Tarsila do Amaral. O nome
da obra é de origem tupi-guarani que significa “homem que come gente” (canibal ou antropófago),
uma junção dos termos aba (homem), porá (gente) e ú (comer).
Esta obra marca a fase antropofágica da pintora Tarsila do Amaral que ocorreu entre 1928 e
1930. É possível identificar traços característicos da artista, como a escolha de cores fortes e inclusão
de temas imaginários ou a interação da realidade. Na pintura vemos um homem com grandes pés e
mãos, e ainda o sol e um cacto. Estes elementos podem representar o trabalho físico que era o
trabalho da maioria naquela altura. Por outro lado, a cabeça pequena pode significar a falta de
pensamento crítico, que se limita a trabalhar com força, mas sem pensar muito, sendo então uma
possível crítica para a sociedade daquela época.
O homem representado transmite uma certa melancolia, pois o posicionamento da cabeça e
expressão denotam alguma tristeza e depressão. Além disso, o pé grande também pode revelar uma
forte conexão do ser humano com a terra.
Quanto às cores usadas, para haver uma clara alusão ao Brasil pois há destaque para o verde,
amarelo e azul, cores predominantes da bandeira brasileira.
O Abaporu teve grande influência em vários artistas brasileiros. Romero Britto, pintor e escultor
brasileiro, produziu um quadro que é uma releitura da obra Abaporu. Veja como ficou o Abaporu
pintado de outro jeito.
Material Complementar Sugestivo

■ http://tarsiladoamaral.com.br/material-
didatico/
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 47
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

ATIVIDADE
Interpretação de obras literárias de arte e pintura conhecidas

Interpretação de obras literárias de arte e pintura conhecidas


Abaporu - Tarsila do Amaral

1. O que você vê na pintura?


________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

2. Você acha essa pintura alegre ou triste?


________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

3. Que cores aparecem? Elas são cores primárias ou cores secundárias?


________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

4. Por que você acha que a artista criou este quadro?


________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

5. O que você acha que a figura que aparece na pintura está pensando?
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

6. Você gostou mais da pintura de Romero Britto ou da pintura da Tarsila do Amaral?


________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 48
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

7. Comparando as duas obras, quais diferenças podemos ver?


________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

8. Agora é a sua vez! Desenhe a Abaporu e ao invés de pintar com lápis de cor, utilize
recortes de livros, revistas antigas, para compor a obra.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 49
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Substâncias e Misturas haverá apenas uma fase. Veja alguns exemplos


de misturas homogêneas:
Substâncias são materiais que possuem
composição química e propriedades físicas e
químicas constantes, já que não se modificam
em pressão e temperatura constantes.
Mistura é um material constituído de uma
reunião de substâncias que podem ser
separadas por processos físicos.
Veja o exemplo:
 soro fisiológico
 ar atmosférico (gás oxigênio, gás
nitrogênio, gás carbônico, vapor de água
etc);
 petróleo (gasolina, querosene, óleo
lubrificante etc.);
 etanol combustível;
 gasolina.
Resumindo: qualquer material se
mistura com qualquer outro material,
⇒ Mistura heterogênea: É a mistura que
independentemente se há dissolução ou não.
apresenta duas ou mais fases. Sempre é
Já que tudo se mistura, o que temos que
formada quando um ou mais materiais que
conhecer é a forma como as misturas são
foram adicionados não se dissolveram em
classificadas, isto é, sua classificação em
outro. Por exemplo, se adicionarmos areia e
HOMOGÊNEAS OU HETEROGÊNEAS.
isopor na água, nenhum dos dois se dissolverá.
Como podemos ver claramente na mistura a
água, a areia e o isopor, temos três fases. Veja
alguns exemplos de misturas heterogêneas:

Como água e óleo estão juntos em um mesmo


recipiente, eles formam uma mistura
https://escolakids.uol.com.
br/ciencias/misturas.htm

⇒ Mistura homogênea: É a mistura que


apresenta apenas uma única fase. Formamos
uma mistura homogênea todas as vezes que  granito;
todos os materiais envolvidos na mistura são  leite;
dissolvidos. Por exemplo, se adicionarmos sal  sangue;
Fonte:

e açúcar na água, ambos serão dissolvidos e,  água e areia;


ao final, veremos apenas a água, ou seja,  água e petróleo;
 água e isopor;
 óleo e sal.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 50
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

ATIVIDADE

1) Classifique as misturas de acordo com a legenda:

1 – Mistura HOMOGÊNEA 2- Mistura HETEROGÊNEA

Soro fisiológico Leite

Água e areia Petróleo

Ar Granito

2) O que é uma substância?


________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

3) Temos dois tipos de mistura, as homogêneas e as heterogêneas. Explique cada uma


delas:

a) Homogênea:________________________________________________________________
______________________________________________________________________________
___________________________________________________
b) Heterogênea:_______________________________________________________________
______________________________________________________________________________
____________________________________________________

4) Você faz diversas misturas no seu dia-a-dia, em sua alimentação. Pois costuma comer
alimentos diversos junto com outro. Qual tipo de mistura você mais faz em sua
alimentação?

________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 51
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

RETA NUMERADA
Os NÚMEROS NATURAIS podem ser representados em uma RETA NUMERADA. Observe os
exemplos:

 Exemplo 1: CONJUNTO DOS NÚMEROS NATURAIS

0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19
A reta numerada também
é conhecida como reta
numérica.

 Exemplo 2: NÚMEROS NATURAIS PARES

0 2 4 6 8 10 12 14 16 18 20 21 22 24 26
Nos dois primeiros exemplos, temos
retas numeradas representando
conjuntos infinitos.

 Exemplo 3: NÚMEROS NATURAIS ÍMPARES ENTRE 40 E 70

41 43 45 47 49 51 53 55 57 59 61 63 65 67 69

O exemplo 3 representa
um conjunto finito, que
tem início e fim.

1. A que número equivale o PONTO A nas retas numeradas a seguir?

10 20 30 A 50 60 70 80 90

300 400 500 600 700 A 900 1.100 1.200

2.050 3.050 A 5.050 6.050 7.050 8.050


GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 52
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

2. Em que ponto da reta numerada estão os objetos de Marcelo?

DADO = ______________ BOLA = ______________

3. Substitua as letras pelos números adequados:

A 72 B 78 81 84 C 90 D 96 99 E 105 108 111

570 565 560 555 550 545 A B C D 520 E

4. Observe a imagem e julgue as afirmações como verdadeiras (V) ou falsas (F):

a) ( ) Todos os números dessa reta são ímpares.


b) ( ) Todos os números são maiores que um milhar.
c) ( ) O intervalo entre um ponto e outro, nessa reta, é sempre de 5 unidades.
d) ( ) O menino está entre os pontos 1 310 e 1 320.
e) ( ) A cesta encontra-se no ponto 1 330.

5. Crie uma reta numerada. O intervalo deve ser maior que 10.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 53
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Etapas de ocupação do DF Você imagina o que aconteceu com os


trabalhadores que construíram Brasília depois
de sua inauguração? Eles queriam permanecer
• A população do Distrito Federal em Brasília, mas no projeto não havia previsão
de moradia para os trabalhadores da
A população que se formou no Distrito Federal construção, a maioria deles foi obrigado a
ao longo dos primeiros quatro anos de vida da morar em habitações provisórias, sem
cidade de Brasília é a mistura de diversos tipos infraestrutura, como: água, esgoto e energia
étnicos procedentes de diferentes partes do elétrica. Uma grande quantidade desses
Brasil. Uma mistura de etnias, costumes, trabalhadores não tinha condições de construir
linguagens, hábitos e culturas a estabelecerem uma casa com tijolos. Assim eles tinham duas
uma verdadeira integração nacional. saídas:
A população já ultrapassa os dois milhões,  Ficar nos alojamentos da firma
entre aos que vieram de tantas partes do Brasil
e os que nasceram aqui.  Construir casas com materiais que
estavam à sua disposição: lona,
Quando Brasília foi construída, esperava-se madeiras e sacos de cimento.
que sua população total não ultrapassasse de
500 mil a 600 mil habitantes. A história dos primeiros moradores de cidades
como Núcleo Bandeirante, Ceilândia e
Taguatinga é de sofrimento e de luta pelo direito
de morar.

• Os primeiros núcleos urbanos:


Planaltina e Brazlândia
Planaltina pode ser considerada a primeira
região ocupada do Distrito Federal, foi
inaugurada por volta de 1790.
Conforme o último Censo Demográfico do IBGE Em 1995, Planaltina teve de ser dividida e a
Brasília já ultrapassava os dois milhões de cidade passou a pertencer ao Distrito Federal.
habitantes. Nessa época, a cidade cresceu rapidamente
com a chegada de pessoas que vieram para a
região em razão da construção de Brasília.

Brazlândia também foi fundada antes da


construção de Brasília. Sua origem está
Etapas da Ocupação do Distrito Federal
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 54
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

associada a chegada de quatro famílias à O tempo foi passando e quanto mais


região: avançavam as construções da nova capital,
mais e mais pessoas chegavam à Cidade Livre
 Braz de Lima
para ajudar na construção de Brasília. No início
 Abreu de Lima de 1960, antes da inauguração da nova capital
já havia mais de 12 mil pessoas na Cidade
 Rodrigues do Prado Livre, todas em situação irregular.
 Cardoso de Oliveira Os trabalhadores reuniram-se, formaram um
Quando Brasília foi inaugurada, Brazlândia movimento para conseguir a legislação de suas
tinha menos de mil moradores. Mas logo a casas e resistiram a todo tipo de pressão feita
situação mudou: dezenas de famílias de pelo governo para a desocupação da região.
agricultores japoneses ali se instalaram e se Até que em 1961, o presidente João Goulart
dedicaram principalmente ao cultivo de fixou o Núcleo Bandeirante como região
hortaliças para abastecer a nova capital. administrativa do Distrito Federal.

Mas não vieram apenas japoneses. Com o final • Invasão de áreas públicas atingem o
da construção dos prédios para a nova sede do DF
governo federa, muitos trabalhadores, Com a expansão do Distrito Federal nos últimos
principalmente os moradores de favelas, foram anos, muitas invasões foram criadas, por não
expulsos do plano de Brasília e colocados em comportar os quase 2,5 milhões de habitantes
Brazlândia. Em razão desse grande número de que existem atualmente. Áreas são invadidas
pessoas, Brazlândia tornou-se uma das mais sem planejamento e acabam comprometendo
importantes cidades do Distrito Federal. as regiões onde são formadas.

• Luta pela moradia: Taguatinga,


Ceilândia, Candangolândia,
Sobradinho e Núcleo Bandeirante. Material Complementar Sugestivo
Enquanto Planaltina e Brazlândia já eram
núcleos urbanos formados quando Brasília
 file:///C:/Users/TEMP/Downloads/
começou a ser construída, outras regiões nem
brasiliaAaZ%20v2.pdf
haviam sido planejadas.
Cidade livre – atual Núcleo Bandeirante – é o
nome que os moradores deram ao pequeno
loteamento urbano montado para abrigar
provisoriamente parte dos trabalhadores da
construção de Brasília.
Todos os moradores – trabalhadores e
comerciantes – foram avisados de que, assim
que Brasília fosse terminada, teriam que
desocupar aquela região.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 55
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

ATIVIDADE
1. Brasília é um misto de:

a. ( ) Etnias, costumes, linguagens, hábitos e culturas


b. ( ) Línguas e costumes apenas
c. ( ) Costumes e hábitos somente

2. Brasília foi projetada para ter entre:

a. ( ) 500 e 600 mil habitantes


b. ( ) 2 e 3 milhões habitantes
c. ( ) 200 e 400 mil habitantes

3. Conforme o último Censo Demográfico do IBGE Brasília já ultrapassava:

a. ( ) 1 milhão de habitantes
b. ( ) 2 mil habitantes
c. ( ) 2 milhões de habitantes

4. Brasília não previa moradia para os trabalhadores após à construção da cidade. Logo,
os que permaneceram: (Pode haver mais de uma alternativa na questão)

a. ( ) Não tinham condições de infraestrutura básica


b. ( ) Construíam casas de lona, madeira e sacos de cimento
c. ( ) Conquistaram de forma rápida e simples o direito a moradia regular e digna na
cidade.

5. Quais foram os primeiros núcleos urbanos?

a. ( ) Planaltina e Brazlândia
b. ( ) Núcleo Bandeirante e Planaltina
c. ( ) Taguatinga, Ceilândia, Candangolândia, Sobradinho e Núcleo Bandeirante

6. Como era chamado a região Núcleo Bandeirante?

a. ( ) Cidade livre
b. ( ) Candangos
c. ( ) Cidade candanga

7. A expansão de Brasília nos últimos anos aconteceu porque:

a. ( ) Esperávamos que aconteceria a expansão, por isso não há problema nas invasões
que ocorrem.
b. ( ) O Distrito Federal não suporta os mais de 2 milhões de habitantes existentes
atualmente.
c. ( ) A cidade foi planejada para acontecer a expansão.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 56
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Produção textual – Notícias

Estamos conhecendo mais um gênero textual, desta vez se trata de um


bastante presente no nosso cotidiano, pois para encontrá-lo basta folhearmos
algumas páginas do jornal, nos conectarmos à Internet ou até mesmo ligarmos a
televisão em um determinado momento. É sobre a notícia que estamos falando
e, como você sabe, cada gênero possui um objetivo ao estabelecer a
comunicação entre os interlocutores (pessoas envolvidas na fala ou na escrita),
e o referente a esta modalidade é a informação sobre acontecimentos ligados à
sociedade em geral.
Um detalhe de extrema importância que devemos estar atentos é sobre
o tipo de linguagem estabelecida, ou seja, identificarmos se ela é formal ou
informal, se há a participação do emissor (a pessoa que escreve ou fala) no
sentido de emitir algum tipo de opinião, entre outros aspectos. A notícia, de
forma específica, possui uma linguagem clara, precisa e objetiva, uma vez que
se trata de uma informação e, por isso, tudo que é relatado precisa estar claro,
de modo a fazer com que a mensagem seja transmitida de forma adequada.
Que tal conhecermos agora um pouco mais sobre as partes que constituem
este gênero?

 A manchete ou título principal – Costuma ser composto de frases pequenas e atrativas, e


revela o assunto principal que será retratado em seguida.
 O título auxiliar – Sua função é complementar o título principal, acrescentando-lhe apenas
algumas informações a mais.
 O lide (este termo deriva de uma palavra inglesa – lead) – Nesta parte precisamos encontrar
todas as informações necessárias para responder às seguintes perguntas: Onde aconteceu o
fato? Com quem? O que aconteceu? Quando? Como? Por quê? Qual foi o assunto?
 Corpo da notícia – Nela, há um detalhamento maior dos fatos, de modo a destacar os detalhes
mais importantes, fundamentais à compreensão do interlocutor.

Texto retirado da fonte: https://escolakids.uol.com.br/portugues/conhecendo-um-pouco-mais-sobre-a-noticia.htm


GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 57
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Para facilitar observe a imagem abaixo para orientar a sua escrita conforme deve ser um texto
jornalístico.

Agora é a sua vez de criar uma notícia.

Produza uma Notícia, sobre um dos temas a seguir:


 COVID-19
 DENGUE
 INCLUSÃO SOCIAL

Lembre-se que para produzir a notícia é necessário ter informações, então assista aos jornais,
leia, converse com adultos, busque informações onde puder e depois construa a sua notícia no espaço
da página a seguir.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 58
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

ATIVIDADE

______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
______________________________________________________________________
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 59
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

África: o berço da humanidade

A África é um grande continente, e desde o surgimento dos seres humanos, é habitada por
diferentes grupos de acordo com sua cultura. O continente africano é considerado o berço da
humanidade, pois, pelos estudos arqueológicos realizados até hoje, foi nele que o ser humano surgiu
e depois se espalhou pelo restante do mundo.

A vida na Pré-história

Os seres humanos pertencem à mesma espécie chamada Homo Sapiens. São ancestrais
dessa espécie o Homo erectus e o Homo habilis, que povoaram a terra partindo da região central do
continente africano. Assim, podemos dizer que fazemos parte de um grupo que surgiu no continente
africano há cerca de 20.000 anos e dali se espalhou pela África, Europa, Ásia, Oceania e América. Os
primeiros grupos humanos não habitavam apenas um local; eles mudavam constantemente e eram,
portanto, nômades (aqueles que não têm habitação fixa, que vive permanentemente mudando de
lugar), caçadores e coletores. Mulheres, homens e crianças estavam em constante movimento, à
procura de alimentos, como frutas, raízes e pequenos animais.

Paleolítico ( paleo= antigo; lítico= pedra )

Esse período foi chamado assim por que inicialmente os antepassados dos seres humanos
passaram a produzir instrumentos feitos de pedra lascada. Durou desde a formação dos primeiros
grupos humanos, há cerca de 100 mil anos, até cerca de 12 mil anos atrás.

Além disso, nessa época houve o domínio do fogo, importante para aquecer o ambiente, assar
alimentos e afugentar animais. As cavernas eram usadas como abrigos por esses grupos e, nas
paredes de algumas delas, foram encontradas pinturas retratando o cotidiano dessas pessoas.

Neolítico ( neo= novo; lítico= pedra )

Há 12 mil anos, alguns grupos humanos começaram a fabricar instrumentos mais sofisticados
com pedras polidas, e a se fixar em lugares onde havia a facilidade de obter água e alimentos.

Nesse período, alguns grupos passaram a caçar e a coletar frutos nas proximidades de onde
moravam. Aos poucos, foram tornando-se sedentários, ou seja, permanecendo no mesmo lugar. Mas
essa mudança não aconteceu ao mesmo tempo em todas as regiões do planeta. Muitos grupos
humanos começaram a cultivar a terra muitos anos depois; outros mesmo plantando alguns produtos,
mantiveram a caça e a pesca como atividades principais.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 60
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Fixação dos grupos humanos na América

Até o momento, não há consenso entre os cientistas sobre a origem do homem americano.
Contudo, com base em vestígios históricos, é possível saber que houve duas importantes migrações
de grupos humanos que teriam partido da África para a Ásia e para a Oceania e, desses continentes,
para a América.

Saiba Mais: os vestígios no Brasil

No Brasil, há vários sítios arqueológicos (lugar onde são encontrados vestígios dos grupos humanos
que viveram no passado) que nos ajudam a conhecer melhor nosso passado. Um deles é o Parque
Nacional da Serra da capivara, que fica em São Raimundo Nonato, no Piauí. Nesse sítio, a
arqueóloga Niède Guidon encontrou pinturas rupestres, restos de fogueiras, artefatos de pedra, dentes
humanos e urnas funerárias que tem entre 20 mil e 50 mil anos. Mas a descoberta arqueológica mais
importante ocorreu em Lagoa Santa, Minas Gerais. Em 1974, uma equipe de arqueólogos encontrou
um crânio que tem cerca de 11.000 anos. Os pesquisadores Descobriram que ele pertenceu a uma
jovem mulher que tinha cerca de 20 anos e 1,50 metros de altura. Eles a chamaram de Luzia. E Leo
a central humano mais antigo encontrado na América.

Pinturas rupestres do Parque Nacional Serra da Capivara representando animais de caça.

Material Complementar Sugestivo


 https://www.youtube.com/watch?v=yZGXDlSCn1k
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 61
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

ATIVIDADE

1. Por que a África é considerada o berço da humanidade?


________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

2. Explique como os grupos humanos viviam na época do período:

a) Paleolítico:_______________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

b) Neolítico:_________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

Caro estudante: para reforçar seus conhecimentos use o seu livro didático de história e geografia.
1) LEITURA: páginas: 21, 22, 23, 27, 28 e 29.
2) EXERCÍCIOS: páginas: 24 e 25 – (1, 2 e 4)
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 62
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 63
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 64
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Material Complementar Sugestivo


Hora da Reflexão!  https://www.youtube.com/watch?v=Y4OI4wnU-Rg
Por que é importante
conhecer a história da
escrita? Converse sobre a
resposta com sua família.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 65
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

ARREDONDAMENTO
Muitas situações cotidianas envolvendo números, podem
ser facilitadas utilizando o arredondamento. Por exemplo,
podemos dizer que a caixa de lápis de cor ao lado custa
aproximadamente 20 reais.
Nos arredondamentos, transformamos um número em
outro mais próximo terminado em zero(s).
Neste caso, o arredondamento ocorreu para a dezena
exata mais próxima de 18. Observe:

 Dezenas exatas: 10, 20, 30, 40, 50, 60, 70, 80, 90.

 O 18 está entre as dezenas exatas 10 e 20.


 Observando a reta, podemos perceber que o 18 está
mais perto do 20 do que do 10.

10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Imagem e preço encontrados em
www.kalunga.com.br

Se o número a ser arredondado estiver bem no meio dos dois valores exatos, arredondamos
para mais. Observe o exemplo:
Como o 75 está bem no meio,
 Como faço para arredondar o 75? entre o 70 e o 80, arredondamos
para o número maior, ou seja,
70 75 80 arredondamos 75 para 80.

1. Arredonde os números abaixo para a dezena mais próxima:

PARA MENOS PARA MAIS


a) 22: 20 f) 68:
b) 84: g) 145:
c) 171: h) 946: 950
d) 2.913: 2.910 i) 37:
e) 964: j) 3.069:
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 66
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Além das dezenas, também podemos arredondar para as outras ordens. Observe os
exemplos:
 Quero arredondar o 136 para a centena mais próxima:

100 150 200


 O 136 está antes ou depois do 150?
 Isso mesmo, ele está antes do 150 (meio), portanto está mais próximo do 100.
 Então, arredondamos o 136 para 100 ou para 200?
 Certíssimo! Arredondamos para o 100.

2. Arredonde os números a seguir para a centena mais próxima:


(As centenas exatas são: 100, 200, 300, 400, 500, 600, 700, 800, 900).

a) 745: _______ c) 1.329: 1.300


b) 487: _______ d) 2. 570: _______

 Quero arredondar o 2.590 para a unidade de milhar mais próxima:

2.000 1.500 3.000

Como o 2 590 está depois do meio do caminho entre o 2 000 e o 3 000, devemos
arredondar para mais, ou seja, para 3 000.

3. Agora, vamos arredondar para a unidade de milhar mais próxima:


(A unidade de milhar também pode ser chamada apenas de milhar)

15.000 16.000
a) Qual número está bem no meio dessa reta? __________________
b) Escreva um número que esteja antes do meio da reta: __________________
c) Escreva um número que esteja depois do meio da reta: __________________
d) Os números menores que 15.500 devem ser arredondados para: __________________
e) Os números maiores que 15.500 devem ser arredondados para: __________________
f) O número 15.500 deve ser arredondado para: __________________
g) Arredondamos 15.399 para: __________________
h) Arredondamos 15.706 para: __________________
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 67
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

4. Complete o quadro de acordo com o que se pede:

5.358

12.579

1.658

2.439

Livro didático de Matemática


Páginas 29 e 30
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 68
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

COMPARAÇÃO ENTRE NÚMEROS NATURAIS

0 (zero) A B
 Qual ponto representa o número menor? E o maior?
 Como você fez para descobrir?

O ponto A está mais perto do zero, portanto ele é menor que o ponto B.
Ao compararmos dois números usando a reta numerada, o que estiver a esquerda do outro
sempre será menor.
Podemos usar alguns sinais para comparar os números, os principais são:
 < (menor que;
 > (maior que);
 = (igual)

 Portanto: A abertura do sinal de maior


ou menor sempre fica para o
 A < B (lê-se: A é menor que B) ou lado do número maior:
 B > A (lê-se: B é maior que A). 32 > 23 ou 23 < 32

1. Observe a reta numérica a seguir e complete com > (maior que) ou < (menor que):

5.000 10.000

a) 5.000 ____ 10.000 e) ____

b) ____ 5.000 f) ____

c) ____ g) ____

d) ____ 10.000 h) ____

DESAFIO

A lâmpada está bem no meio da reta. Qual é o valor da lâmpada?


GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 69
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

2. Use a informação a seguir para comparar os números:


Sempre que um número tiver mais ordens que o outro, ele será maior.

a) 8 ____ 24 b) 1.061 ____ 729 c) 12.500 ____ 1.250


d) 105 ____ 99 e) 9. 700 ____ 10.000 f) 78.315 ____ 5.783

3. Use a informação a seguir para comparar os números:


Quando os dois números tiverem a mesma quantidade de casas, você deve ver quem é maior
em sua ordem de maior valor (última ordem).
NÚMEROS DE 3 CASAS
OBSERVE AS CENTENAS

a) 456 ____ 564 c) 789 ____ 897

b) 801 ____ 108 d) 315 ____ 513

NÚMEROS DE 5 CASAS
OBSERVE AS DEZENAS DE MILHAR

a) 19.546 ____ 29.546 c) 49.999 ____ 60.000

b) 74.000 ____ 64.000 d) 32.903 ____ 29.302

E QUANDO A MAIOR ORDEM FOR IGUAL?


Observe a próxima, da direita para a esquerda, até desempatar

a) 392 ____ 399 c) 85.499 ____ 84.999

b) 1.517 ____ 1.507 d) 7.500 ____ 7.097

4. Mostre que você aprendeu! Compare os números usando os sinais de > e <:

a) 9.546 ____ 15.946 d) 537 ____ 753 g) 45.012 ____ 45.120

b) 75.811 ____ 8.751 e) 7.870 ____ 8.780 h) 3.914 ____ 3.909

c) 19.300 ____ 3.982 f) 74.097 ____ 87.704 i) 15.945 ____ 16.945


GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 70
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Observe novamente a reta numerada:

5.000 10.000

 Vamos organizar os valores em ordem crescente (do menor para o maior) com o auxílio do
sinal de < (menor que):

5.000 < < < < < 10.000

 Agora, vamos organizar em ordem decrescente com o auxílio de > (maior que):

10.000 > > > > > 5.000

5. Utilize o sinal de “menor que” e organize as placas em ordem crescente:

__________________________________________________________________________
6. Reorganize a tabela em ordem decrescente:

DIÂMETRO DIÂMETRO
PLANETAS PLANETAS
(EM KM) (EM KM)
Mercúrio 4 878 Júpiter
Vênus 12 103 120 536
Terra 12 756
Marte 6 786
Júpiter 142 984
Saturno 120 536
Urano 51 118
Netuno 49 528

Livro didático de Matemática


Páginas 31 e 32
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 71
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Transformações reversíveis e irreversíveis da matéria

Fonte: https://www.if.ufrgs.br/~dschulz/web/transf_termodinamicas.htm
Quando um sistema muda de um estado para o outro, diz-se que o sistema sofre um processo (ou
transformação). Essas transformações podem ser reversíveis ou irreversíveis.
Processos reversíveis são aqueles que, teoricamente, são completamente reversíveis, podendo
realizar a trajetória inversa do processo, ou seja, o processo pode ser desfeito.

Tomemos como exemplo um copo de água no estado líquido. Colocamos


esse copo com água no interior de um refrigerador de baixa temperatura de modo
que esta seja suficientemente baixa para ocasionar a mudança de estado para o
sólido. Pois bem se, depois de transcorrido determinado tempo, retirarmos esse
copo com água congelada e deixarmos a uma temperatura ambiente de 20oC, a
água vai receber energia térmica do meio ambiente e tornará a ficar líquida. Esse
é um exemplo bastante prático de um processo reversível.

Os processos irreversíveis são aqueles que só podem ser executados em um sentido, sem que
haja a possibilidade da manutenção do processo ao primeiro estado.

Imagine um ovo de uma ave. Imagine você faminto, querendo preparar uma
pequena omelete com apenas um ovo. Agora imagine você deixando esse ovo se
espatifar no chão... Que azar hein... Esse é o um tipo de evento que representa
um processo irreversível: a partir do ovo espatifado você não pode tê-lo novamente
no estado "inteiro".
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 72
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Material Complementar Sugestivo


 https://www.youtube.com/watch?time_continue=36&v=2awHqCR-X8o&feature=emb_logo

ATIVIDADE

1) O que são processos reversíveis?

a) ( ) São aqueles que só podem ser executados em um sentido;


b) ( ) São aqueles em que não há possibilidade da manutenção do processo ao primeiro
estado
c) ( ) São aqueles que, teoricamente, são completamente reversíveis, possíveis de realizar
a trajetória inversa.

2) Marque as opções em que podemos considerar processos reversíveis.

a) ( ) Queima do papel
b) ( ) Água líquida para estado sólido
c) ( ) Pedras de gelo transformando em água no estado líquido

3) Marque as opções em que podemos considerar processos irreversíveis.

a) ( ) Fritar a batata
b) ( ) Transformação do milho em pipoca
c) ( ) Queima do papel
d) ( ) Água do estado sólido para líquido

4) Complete as frases a seguir:

a) Quando um sistema muda de um estado para o outro, diz-se que o sistema sofre um
processo ou ______________________.

b) Essas transformações podem ser: _________________________ ou


_______________________.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 73
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Produção textual – Textos de Campanha

Os textos de Campanha são aqueles utilizados com o intuito de esclarecer e atentar os


interlocutores de uma comunidade sobre determinado assunto. Por exemplo, Campanha de Combate
as Drogas, Campanha de Combate a Dengue, Campanha do Agasalho, dentre outros.
Para elaborar um texto de Campanha devemos pensar:
 Qual o tema relevante escolhido para a campanha comunitária?
 A qual público a campanha está destinada?
 Qual objetivo e/ou finalidade da campanha?
 Quais argumentos serão utilizados para atrair os leitores para participarem da
campanha?
 Quais imagens serão utilizadas na campanha?

ATIVIDADE 1
Produza uma Campanha Comunitária, sobre o tema escolhido por você para produzir a
notícia
anteriormente. Lembre-se que essas eram as opções:
 COVID-19
 DENGUE
 INCLUSÃO SOCIAL
Para facilitar seu trabalho siga as dicas abaixo:
 Qual o tema relevante escolhido para a campanha comunitária?
 A qual público a campanha está destinada?
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 74
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

 Qual objetivo e/ou finalidade da campanha?


 Quais argumentos serão utilizados para atrair os leitores para participarem da
campanha?
 Quais imagens serão utilizadas na campanha?
 Desenhe um retângulo como o abaixo para delimitar o seu espaço de produção, assim
irá facilitar sua produção. Claro, que pode ser do tamanho que preferir. Se desejar fazer
em uma folha branca e colar no caderno, fique à vontade.
 Não esqueça de colorir o que for preciso.
 Muita criatividade e capricho!

Data: ____/_____/2020
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 75
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Brinquedos e brincadeiras de diversas Qual a origem dos jogos,


brinquedos e
culturas
brincadeiras?
De onde vêm as
brincadeiras? Muitas delas
ninguém sabe. Elas são
universais e fazem parte da
cultura popular.
Nas brincadeiras folclóricas não existem regras
fixas, elas podem ser criadas pelo grupo que
Hora da Reflexão! está brincando e modificada sempre que
necessário. Para brincar, não são necessários
materiais ou espaços específicos, podemos
brincar em qualquer lugar. São aquelas
também conhecidas como brincadeiras de rua
ou tradicionais, que não exigem recursos
materiais mais sofisticados, pois nasceram da
cultura popular. No entanto essas brincadeiras
folclóricas estão desaparecendo. (você sabe
os motivos delas desaparecerem? Pense
um pouco!)...
Devido à influência da internet, televisão,
dos jogos eletrônicos e das transformações do
ambiente urbano. As ruas e calçadas, com o
Conhecendo mais!
passar do tempo, deixaram de ser os espaços
Brincadeiras folclóricas (Culturais) apropriado para as brincadeiras populares.
Brincadeiras folclóricas são jogos
populares passados de geração em geração.
Elas são importantes porque fazem com que UM DADO IMPORTANTE: 90% das
hábitos e costumes sejam transmitidos na crianças da atualidade acham que o
sociedade, mantendo as características e sinônimo de brinquedo é vídeo
marcas de uma comunidade. game, computador e TV.

Você sabia que antigamente as crianças


tinham que usar a criatividade para brincar
e se divertir? Não havia tantos brinquedos
como hoje. As crianças utilizavam madeira,
papel, pedra e latas para inventar seus
brinquedos e suas brincadeiras.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 76
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Conheça algumas das brincadeiras


folclóricas e veja se recorda de algumas
delas

 Brincadeira de roda
 Amarelinha
 Pipa
 Quebra-cabeça
 Bolinha de sabão
 Cavalinho de pau / Boneca de pano
 Pião
 Pique esconde
 Bambolê
 Roda arquinho
 Avião de papel
 Futebol de botão
 Carrinho de rolimã
 Bolinhas de gude
 Ioiô
 Perna de pau / Pé de lata
 Telefone de lata
 Mímica
 Cinco Marias
 Roncador
 Pula corda
 Bambolê
 Dança das cadeiras

A TURMA DA MÔNICA VAI ENSINAR COMO


SE BRINCA DE:
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 77
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Material Complementar Sugestivo

 https://www.youtube.com/watch?v=DBE9gBxFilc

Fonte: site - educaçãoetransformação.com.br

ATIVIDADE - PRATICANDO E SE DIVERTINDO!

Atividade lúdica: Que tal você escolher uma das brincadeiras mencionadas no nosso
texto e brincar com sua família? Depois você deve registrar a brincadeira com fotos ou
desenhos no espaço abaixo.

BoA diveRsÃo!
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 78
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

AtividAdes
semAnA 3
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 79
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Relatos de acontecimentos, histórias e experiências

Sempre compartilhamos com nossos amigos, familiares e colegas de classe, as experiências


do cotidiano. Geralmente, quando algo de novo nos acontece, mal esperamos o momento certo de
relatar tudo o que ocorreu, não é verdade? Trata-se de algo tão rotineiro e natural, que nem nos damos
conta de seus muitos aspectos.
Pois bem, obviamente que estamos nos referindo à fala. Já quando se trata da escrita, estudos
anteriores nos permitiram conhecer os diferentes gêneros textuais, ou seja, aqueles que se referem
às várias situações de comunicação que revelam de maneira específica o que pretendemos dizer, ou
seja, um e-mail, uma reportagem, uma fábula, entre muitas outras. Você se lembra que cada um
destes possui características próprias, não é verdade?
Desta forma, conheceremos agora mais um gênero – o relato pessoal. Ele possui os mesmos
elementos do texto narrativo, pois contém personagens, o fato acontece em um determinado lugar,
num determinado momento e, sem dúvida, é narrado por alguém. Assim sendo, qualquer pessoa pode
revelar fatos de sua vida, permitindo assim que todos possam conhecê-los.
Mas resta-nos ainda conhecer outros aspectos, como por exemplo, o uso dos tempos verbais,
uma vez que eles geralmente são expressos no tempo passado, por se tratar de algo que já aconteceu.
E quanto à linguagem? Ela costuma ser adequada aos diferentes tipos de leitores que existem, ou
seja, para o leitor jovem, para aquele que possui um conhecimento maior, entre outros.
Há alguns relatos que depois se transformam em documentos históricos, os quais podem ser
publicados por jornais, revistas, livros, sites, etc., funcionando, portanto, como fontes de pesquisa, de
modo a servir de aprendizado para muitas pessoas.
Agora, você irá produzir um relato pessoal. Conte algum momento que te marcou, pode
ser: algum passeio, ou um acontecimento engraçado, ou algo que te deixou muito triste, o que
sentir à vontade. Para isso seguiremos uma estrutura, combinado? Escreva quantas linhas for
necessário.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 80
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Produção textual – Relato pessoal

________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 81
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Transformações físicas da matéria – efeitos de variação de temperatura


Todos os dias e em todos os lugares podemos observar transformações nos materiais ao nosso
redor e até mesmo dentro de nós. A digestão dos alimentos, o amadurecimento das frutas, o
cozimento dos alimentos, o enferrujamento do ferro, a queima de um papel e o derretimento do gelo
são apenas alguns exemplos das muitas transformações da matéria que ocorrem o tempo todo.
Essas transformações são chamadas na química de FENÔMENOS e indicam qualquer mudança
que ocorrer em um material, não precisa ser algo extraordinário e nem mesmo visível a olho nu,
pois podem ocorrer mudanças microscópicas.
As transformações ou fenômenos podem ser classificados como:
 FENÔMENOS FÍSICOS: Não alteram a constituição da matéria.
É uma transformação passageira e reversível, pois apesar de o material sofrer alterações na sua
forma, tamanho, aparência ou estado físico, ele continua sendo constituído das mesmas substâncias
químicas.
A maioria dos fenômenos físicos corresponde a mudanças de estado físico. Veja um exemplo e
entenda por que a constituição da substância não muda.
O gelo é constituído de moléculas de H2O com volume e forma constantes. Quando o gelo derrete,
isto é, sofre uma fusão, muda para o estado líquido, que também é constituído de moléculas de H2O,
sendo, portanto, a mesma substância. Porém, houve uma transformação física, pois agora ela tem
volume constante, mas forma variável.

Fonte:
https://alunosonline.uol.com.br/qui
mica/transformacoes-materia.html

Outros exemplos de fenômenos físicos são:


GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 82
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

ATIVIDADE

Leia o acontecimento para resolver a atividade.

Você já deve ter visto uma vela acesa não é mesmo? Já se perguntou o porquê ela diminuía?
Observe a imagem abaixo:

1) O que aconteceu com a vela o final do experimento observado na imagem?


________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 83
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

2) A vela diminuiu de tamanho por conta do:


a) ( ) frio
b) ( ) calor do fogo
c) ( ) pavio da vela

3) Utilize as palavras do quadro para completar as lacunas.

DIMINUIR - FOGO - VELA - QUEIME - PARAFINA

Podemos concluir que o material de que a __________________ é feita, chamado de parafina,


quando em contato com o calor do__________________ se transforma.

O fogo do pavio faz a _____________________ derreter, virar líquida e depois evaporar. É esse
vapor que alimenta o fogo. Há uma capa ao redor do pavio que o protege, fazendo com que ele
_____________________ lentamente e a vela demore para _____________________ de tamanho.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 84
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

ADIÇÃO
A adição, que também é conhecida como soma, é a operação que utilizamos para
acrescentar ou juntar quantidades.
 Adição sem reserva:

C D U 1ª etapa:
Você deve armar a continha colocando unidade
+ 1 2 5 1ª parcela embaixo de unidade, dezena embaixo de dezena e
7 0 2ª parcela centena embaixo de centena. Perceba que a casa das
Soma ou total unidades nunca fica vazia.

C D U 2ª etapa:

+ 1 2 5 1ª parcela Você começa a somar pelas unidades. 5 + 0 = 5


7 0 2ª parcela + _____ =
5 Soma ou total

3ª etapa:

C D U Agora, é a vez das dezenas. 2 + 7 = 9

+ 1 2 5 1ª parcela
7 0 2ª parcela
9 5 Soma ou total
+ =

4ª etapa:
C D U
Só falta as centenas. Casa vazia é igual a zero: 1 + 0 = 1
+ 1 2 5 1ª parcela
7 0 2ª parcela
1 9 5 Soma ou total

+ _____ =

1. Efetue as adições:

C D U C D U

+ 9 4 1ª parcela 2 3 6 1ª parcela
+
3 0 5 2ª parcela 7 4 0 2ª parcela
Soma ou total Soma ou total
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 85
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

2. Substituas os pelos algarismos adequados:

1 5 4 7 1 0 3 5
+ 3 8 + 5 2 2 +
9 5 6 8 9 5 9 4 9 9

3. Descubra os termos que estão faltando.


Você pode fazer os cálculos em uma folha de rascunho.

a) 72 + ______ = 99 b) 715 + ______ = 798

c) ______ + 13 = 75 d) ______ + 45 = 245

e) 800 + ______ = 907 f) ______ + 1.234 = 6.238

4. Qual é a soma entre o menor número de quatro algarismos e o maior de dois algarismos?

5. Já li 109 páginas de um livro. Ainda preciso ler 140 páginas para concluir a leitura.
Quantas páginas tem o livro?

6. Brasília foi inaugurada em 21 de abril de 1960. Em que ano Brasília comemorou 18 anos?
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 86
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

 Adição com reserva:

C D U 146 + 156
1 4 6 1ª parcela Começamos juntando as unidades
+
1 5 6 2ª parcela
12 Soma ou total

C D U
1
+ 1 4 6 1ª parcela
1 5 6 2ª parcela
10 2 Soma ou total

C D U
6 + 6 = 12
1 1 Então, trocamos 10 unidades por 1 dezenas e ainda
+ 1 4 6 1ª parcela sobram 2 unidades.
1 5 6 2ª parcela
3 0 2 Soma ou total

Agora, juntamos as dezenas:


Temos que trocar as 10 dezenas por 1 centena.

4 + 5 + 1 = 10 Terminamos:

Agora, as centenas

3 centenas + 2 unidades =
300 + 2 =
302
1+1+1=3
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 87
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

7. Substituas os pelos algarismos adequados.


Use as bolinhas para colocar a reserva (o valor que sobe).

1 8 9 7 7 5
+ 1 6 2 8 + + 4 8
5 9 5 0 8 0 2 9 9 7 0 1

8. Arme e efetue:

a) 712 + 29 b) 14 + 199 c) 786 + 305 d) 2.364 + 78

e) 4.069 + 2.931 f) 10.700 + 8.619 g) 13.812 + 26.809 h) 1.309 + 10.722

9. Junte os blocos verdes e azuis e descubra a soma ou total.

Resultado: _______________
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 88
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Regiões Administrativas do Distrito Federal

MAPA DAS REGIÕES comerciais da capital. Além disso, é uma região


ADMINISTRATIVAS DO DISTRITO valorizada no mercado imobiliário, por conta
FEDERAL dos seus imóveis de alto padrão. Devido ao seu
conjunto urbanístico e arquitetônico, Brasília foi
reconhecida como Patrimônio Mundial pela
Unesco. Ela possui a maior área tombada do
mundo: 112,5 quilômetros quadrados.

Gama (RA II)


Essa região administrativa foi criada em
12 de outubro de 1960, possui em média 134
mil habitantes. O significado da palavra “Gama”
faz referência ao Platô do Gama, onde se
localizam as cabeceiras do ribeirão de mesmo
nome. No mercado imobiliário de Brasília, o
Gama é uma das regiões com os preços dos
imóveis mais baratos.

Taguatinga (RA III)


Essa região administrativa foi fundada
em 5 de junho de 1958, possui em média 207
mil habitantes. A região de Taguatinga possui
um dos polos comerciais mais importantes de
Brasília. Além de ser uma das regiões que mais
movimentam o mercado imobiliário da capital. A
Nos últimos anos, o termo “cidades-
denominação Taguatinga adveio de uma
satélites” caiu em desuso. Hoje, o DF é
fazenda de mesmo nome, localizada na região
constituído por Regiões Administrativas que
hoje ocupada pela cidade de Taguatinga. Em
são chamadas, também, por RAs. Elas são
um primeiro momento, o termo “Tauá + Tinga”,
conhecidas assim porque cada território possui
do tupi-guarani, foi traduzido equivocadamente
um órgão administrativo próprio, o que facilita o
para Ave Branca, o que justifica o fato de nomes
controle e a administração da capital federal
de instituições e empresas referência à “Ave
como um todo.
Branca”. Posteriormente, tese lingüística do
Atualmente, o Distrito Federal possui 33
poeta Antônio Garcia Muralha revelou que
regiões administrativas que se organizam da
Taguatinga de “Ta’Wa’Tiga”, significa “barro
seguinte forma:
branco”, ocorrência geológica que se verifica na
região, e que “Ave Branca” vem de “Uirá-Tiga”.
Plano Piloto (RA I)
Essa região administrativa foi criada em
Brazlândia (RA IV)
21 de abril de 1960, possui em média 210 mil
Brazlândia criada em 05 de junho de
habitantes. O Plano Piloto é o coração de
1933 é uma terra repleta de encantos e
Brasília. A localidade abriga o cenário político
atrativos, possui atualmente 54 mil habitantes
do Brasil e é um dos principais centros
na área urbana e cerca de 30 mil na área rural.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 89
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

A cidade é polo de festas tradicionais como a Essa região administrativa foi fundada
do Divino, Morango, Carnaval e a Via Sacra. em 10 de dezembro de 1964, possui em média
Aqui tem turismo rural e religioso, artesanato, 44 mil habitantes. É formada por propriedades
jeitinho de interior, ritmo de cidade pacata e de produtores rurais organizados em
verde por todos os lados, para dar, vender e Cooperativas Agrícolas, Associações,
seduzir os que procuram calmaria e paz. Tem Federações e outras organizações rurais. A
também água de sobra, a exemplo do lago área agricultável, é considerada a segunda
Espelho D'Água, sem falar na barragem do Rio maior região produtora, atrás somente de
Descoberto, que fornece mais de 60% de água Planaltina, gerando cerca de 5.000
para o Distrito Federal. Não bastasse isso, é um empregos rurais com 1.926 propriedades. Os
dos cinturões agrícolas regionais, produtor de principais núcleos rurais são Jardim e
morango, goiaba, leite e hortifrutigranjeiros. Sobradinho dos Melos, curiosamente os
mesmos do início da ocupação da região. A
Sobradinho (RA V) área da RA se insere, ainda, na Bacia
Essa região administrativa foi fundada Hidrográfica do Lago Paranoá, e também na
em 13 de maio de 1960, possui em média 62 Bacia Hidrográfica do Rio São Bartolomeu, na
mil habitantes. Assim como o Plano Piloto, Unidade Hidrográfica do Lago Paranoá e na
Sobradinho é uma cidade planejada. O projeto Área de Proteção Ambiental – APA do Lago
foi desenvolvido pelo engenheiro Inácio de Paranoá. A área rural do Paranoá fica
Lima Ferreira, em 1959. A cidade é uma das localizada na Área de Proteção Ambiental –
mais rentáveis no mercado imobiliário de APA do Rio São Bartolomeu. O Paranoá possui
Brasília. Na versão lendária mais popular, o a Igreja de São Geraldo, considerada
nome da Região Administrativa veio da patrimônio histórico, localizada no Parque
existência de um velho cruzeiro de madeira Ecológico Vivencial do Paranoá.
rústica, erguida antes de 1850, às margens de
um ribeirão numa fazenda e no qual teriam sido Núcleo Bandeirante (RA VIII)
construídas duas casinhas do pássaro João-de- Essa região administrativa foi fundada
Barro, sobrepostas, em cima do braço direito do em 19 de dezembro de 1956, possui em média
mesmo. Tal fenômeno atraía a atenção dos 23 mil habitantes. O Núcleo Bandeirante foi
viajantes, que passavam a tomar por referência conhecido anteriormente como ¨Cidade Livre¨,
aquele ponto geográfico, denominando-o foi a primeira ocupação dos candangos, sendo
“Cruzeiro do Sobradinho” ou “Sobradinho do posteriormente urbanizada e tornando-se uma
Cruzeiro”. das regiões administrativas do Distrito Federal.
Principais pontos turísticos do Núcleo
Planaltina (RA VI) Bandeirante: Casa do Pioneiro, a estação
Essa região administrativa foi fundada ferroviária Bernardo Sayão, Paróquia Dom
em 19 de agosto de 1859, possui em média 190 Bosco e Museu Vivo da Memória Candanga.
mil habitantes. Planaltina é a região mais antiga
de Brasília. Com uma área de 1 534,69 km². A Ceilândia (RA IX)
cidade é famosa por realizar alguns dos Essa região administrativa foi fundada
principais eventos religiosos da capital. em 26 de março de 1956, possui em média 479
Recebendo milhares de pessoas todos os anos. mil habitantes. A região de Ceilândia é uma das
áreas mais populosas do Distrito Federal.
Paranoá (RA VII) Abriga desde 2008 um dos campus da
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 90
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Universidade de Brasília (Unb), com os cursos infraestrutura urbana, que aos poucos foi sendo
nas áreas de saúde. consolidada. Hoje, a cidade tem quase 100%
de asfalto.
Guará (RA X)
Essa região administrativa foi fundada
em 21 de abril de 1969, possui em média 133 São Sebastião (RA XIV)
mil habitantes. O nome da região tem origem no Essa região administrativa foi fundada
córrego Guará, em homenagem ao Lobo em 25 de junho de 1993, possui em média 99
Guará. mil habitantes. A origem do nome é de
homenagem a um dos primeiros comerciantes
Cruzeiro (RA XI) locais na época, conhecido como “Seu
Essa região administrativa foi fundada Sebastião”. São Sebastião está localizada na
em 30 de novembro de 1959, possui em média região sul da área de proteção ambiental do rio
29 mil habitantes. A região do Cruzeiro está São Bartolomeu. A cidade guarda segredos
próxima a área verde de Brasília, o Parque da desde o regime escravagista brasileiro e,
Cidade Sarah Kubitschek. Dividida em Cruzeiro segundo a crença dos moradores mais antigos,
Velho e Novo, um apresenta quadras a ocupação desta área vem desde o período
habitacionais predominante constituído por colonial, quando aqui existiam fazendas
casas e o outro por apartamentos, remanescentes da época dos escravos.
respectivamente.
Recanto das Emas (RA XV)
Samambaia (RA XII) Essa região administrativa foi fundada
Essa região administrativa foi fundada em 28 de julho de 1993, possui em média 146
em 25 de outubro de 1989, possui em média mil habitantes. O nome da RA originou-se da
258 mil habitantes. A cidade de Samambaia associação entre um sítio arqueológico
nasceu com o intuito de abrigar o maior número existente nas redondezas, designado por
de pessoas que migraram de outros estados “Recanto”, e o arbusto “canela-de-ema”, muito
brasileiros para a capital. Possui, atualmente, a comum naquela área. Antigos moradores
segunda maior população de Brasília. contavam que havia na região uma grande
Samambaia é uma das regiões que mais quantidade de emas – espécie própria do
atraem investidores no setor imobiliário e cerrado e, diante do processo de ocupação
consumidores. rural e urbana, esses animais foram ficando
cada vez mais raros e algumas aves teriam sido
Santa Maria (RA XII) doada ao Jardim Zoológico de Brasília.Na
Essa região administrativa foi fundada entrada da cidade há o Monumento das Emas,
em 10 de fevereiro de 1990, possui em média marco da cidade.
125 mil habitantes. A área de Santa Maria é rica
em nascentes, rios e quedas d’águas, mesmo Lago Sul (RA XVI)
com o seu desenvolvimento urbano. A cidade é Essa região administrativa foi fundada
fruto de um grande programa de distribuição de em 10 de janeiro de 1964, possui em média 28
lotes realizado pelo governo do Distrito Federal. mil habitantes. A denominação Lago Sul
Assim como outras demais regiões originou-se da própria posição geográfica da
administrativas do DF, Santa Maria nos área – margem Sul do Lago Paranoá. A área é
primeiros anos, era dotada de pouca considerada uma das mais nobres da capital. O
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 91
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

local possui os famosos pontos de lazer: a federal. O primeiro acampamento foi construído
Ermida Dom Bosco e o Jardim Botânico. O em 1956 pela Companhia Urbanizadora da
Lago Sul está inserido em duas Áreas de Nova Capital (Novacap) para abrigar escolas,
Proteção Ambiental (APA): a APA Gama posto de saúde, restaurante, entre outras
Cabeça de Veado e a APA do Lago Paranoá, instalações, além das residências das equipes
abrangendo parques ecológicos e unidades de técnicas e administrativas da empresa. O nome
conservação. da região deriva do fato de os primeiros
moradores, os operários da construção da nova
capital do Brasil, serem chamados de
Riacho Fundo (RA XVII) candangos.
Essa região administrativa foi fundada
em 13 de março de 1990, possui em média 40
mil habitantes. O Riacho Fundo originou-se da Águas Claras (RA XX)
Granja do mesmo nome, localizada às margens Essa região administrativa foi criada em
do ribeirão Riacho Fundo, criada logo após a 8 de abril de 1992, possui em média 138 mil
inauguração de Brasília, onde havia uma vila habitantes. Seu nome é uma referência ao
residencial para os funcionários. A Granja córrego de Águas Claras que nasceu na região
também sediou, por longa data, a Residência e abastece o Lago Paranoá. É uma das mais
Oficial dos Governos Militares, criada logo após jovens áreas da capital. Região
a inauguração de Brasília e, mais tarde, predominantemente constituída por
transformada em Instituto de Saúde Mental. apartamentos, é uma das localidades que
Hoje o local é considerado uma área de chamam mais atenção dos consumidores que
preservação ambiental (APA) devido a sua preferem esse tipo de residência.
grande contribuição ecológica, por nele
situarem-se nascentes de diversos córregos –
Riacho Fundo II (RA XXI)
incluindo o próprio Córrego Riacho Fundo, que
Essa região administrativa foi criada em
inspirou o nome da cidade – e, sobretudo, pela
6 de maio de 1995, possui em média 39 mil
diversidade da fauna e da flora nativos da
habitantes. A história do Riacho Fundo II teve
região, ainda preservados.
início a partir da insatisfação de pessoas que,
em busca do direito a moradia própria, ficaram
Lago Norte (RA XVIII) acampadas na beira da pista, próximo ao balão
Essa região administrativa foi criada em do Recanto das Emas. Foram sete anos de
1 de janeiro de 1964, possui em média 36 mil lutas até alcançar total independência e
habitantes. Sua localização está próxima às evolução.
margens norte do Lago Paranoá, por isso a
denominação como Lago Norte. Sudoeste/Octogonal (RA XXII)
Essa região administrativa foi criada em
Candangolândia (RA XIX) 6 de maio de 1994, possui em média 52 mil
Essa região administrativa foi criada em habitantes. A região do Sudoeste/Octogonal
27 de janeiro de 1956, possui em média 15 mil são reconhecidas pelo alto padrão de suas
habitantes. Candangolândia é conhecida como quadras residenciais e apartamentos, sendo
cidade-mãe, por ser o núcleo central da uma das áreas com os preços mais elevados
construção de Brasília, foi onde abrigou os dos imóveis da capital.
pioneiros que ajudaram a erguer a capital
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 92
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

família. Em 1990, para resolver o problema que


Varjão (RA XXIII) afetava diversas regiões do Distrito Federal, foi
Essa região administrativa foi criada em criado o Programa de Assentamento de
6 de maio de 1989, possui em média 8 mil População de Baixa Renda.
habitantes. As primeiras famílias habitantes do Jardim Botânico (RA XXVII)
Varjão tinham o foco nas atividades agrícolas, Essa região administrativa foi criada em
com o crescimento dos grupos familiares a 31 de agosto de 2004, possui em média 26 mil
região foi oficializada anos mais tarde. Merece habitantes. É uma das áreas mais ricas em
destaque a Central de Reciclagem do Varjão, espaço verde da capital. Hoje, são 23
que coleta e recicla cerca de cinco toneladas de condomínios horizontais que oferecem conforto
lixo por dia recolhidos da cidade e do Lago e qualidade de vida elevado aos moradores.
Norte.

Itapoã (RA XXVIII)


Park Way (RA XXIV) Essa região administrativa foi criada em
Essa região administrativa foi criada em 3 de janeiro de 2005, possui em média 67 mil
29 de dezembro de 1961, possui em média 19 habitantes. A RA começou como uma invasão
mil habitantes. Um dos locais mais bonitos de irregular. Sem medidas por parte do Governo
Brasília, Park Way é referência pela do Distrito Federal, a invasão cresceu, trazendo
preservação ambiental, pois abriga reservas migrantes de várias partes do Brasil. Para
ecológicas e importantes recursos hídricos. legalmente poder atender à população, em 3 de
janeiro de 2005, o Governo criou a região
administrativa de Itapoã, oferecendo assim
melhores condições.

SCIA/Estrutural (RA XXV)


SIA (RA XXIX)
Essa região administrativa foi criada em
Essa região administrativa foi criada em
janeiro de 2004, possui em média 38 mil
1 de agosto de 2005, possui em média 2 mil
habitantes. O SCIA (Setor Complementar de
habitantes. SIA é a abreviação de Setor de
Indústria e Abastecimento) possui a principal
Indústria e Abastecimento, tanto comercial
atividade comercial do DF onde abriga a Cidade
quanto de serviços, com mais de cinco mil
do Automóvel.
empresas instaladas na localidade.

Sobradinho II (RA XXVI) Vicente Pires (RA XXX)


Essa região administrativa foi criada em Essa região administrativa foi criada em
27 janeiro de 2004, possui em média 100 mil 26 de maio de 2008, possui em média 72 mil
habitantes. Com o desenvolvimento da região e habitantes. Anteriormente a área de Vicente
por ser próxima de Sobradinho, a nova área Pires pertencia à unidade administrativa de
ganhou o nome de Sobradinho II. Sobradinho Taguatinga, mas, por causa do seu
não possuía um projeto de expansão urbana, o desenvolvimento tornou-se uma região
que gerou um grande problema com o independente. Vicente Pires nos anos 60 foi
crescimento das famílias locais e com a habitada por índios, e nos anos 70 por
chegada, constante, de novos moradores. fazendeiros tem uma história brilhante. Aqui se
Diversos lotes passaram a abrigar mais de uma produzia de tudo: hortifrutigranjeiro, hortaliças,
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 93
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

leite de cabra e bovino, flores, e vários de tipos REDAÇÃO. Saiba quantas e quais são as Regiões Administrativas
do DF. Disponível em: http://informatudodf.com.br/2019/12/06/saiba-
de fruta, como a manga, banana, laranja, quantas-e-quais-sao-as-regioes-administrativas-do-df/. Acesso em: 15
maio 2020.
mexerica, limão e uva, além de milho e feijão.
GDF. CONHEÇA A RA. Disponível em:
http://www.planopiloto.df.gov.br/category/sobre-a-ra/conheca-a-ra/.
Acesso em: 15 maio 2020.
Fercal (RA XXXI)
GDF. CONHEÇA A RA III. Disponível em:
Essa região administrativa foi criada em http://taguatinga.df.gov.br/category/sobre-a-ra/conheca-a-ra/. Acesso
11 de setembro de 1956, possui em média 8mil em: 15 maio 2020.

habitantes. A pequena área está localizada BRAZLÂNDIA, AdministraÇÃo Regional de. CONHEÇA A RA.
Disponível em: http://brazlandia.df.gov.br/category/sobre-a-ra/conheca-
entre Sobradinho e Sobradinho II. É uma das a-ra/. Acesso em: 15 maio 2020.
regiões mais simpls. Fercal está situada às SOBRADINHO, AdministraÇÃo Regional de. CONHEÇA A RA V.
margens da APA Cafuringa, é muito rica em Disponível em: http://sobradinho.df.gov.br/category/sobre-a-
ra/conheca-a-ra/. Acesso em: 15 maio 2020.
recursos minerais, a exemplo do calcário que
PARANOÁ, AdministraÇÃo Regional do. CONHEÇA A RA. Disponível
contribui significativamente para o crescimento em: http://paranoa.df.gov.br/category/sobre-a-ra/conheca-a-ra/. Acesso
socioeconômico da região, complementado em: 15 maio 2020.

pela beleza geográfica e outras riquezas BANDEIRANTE, AdministraÇÃo Regional do NÚcleo. CONHEÇA A
RA. Disponível em: http://www.bandeirante.df.gov.br/category/sobre-a-
naturais e culturais que servem de atrações ra/conheca-a-ra/. Acesso em: 15 maio 2020.
turísticas por meio das pequenas cachoeiras, MARIA, AdministraÇÃo Regional de Santa. CONHEÇA A RA.
grutas, cavernas, riachos, trilhas e áreas de Disponível em: http://www.santamaria.df.gov.br/category/sobre-a-
ra/conheca-a-ra/. Acesso em: 15 maio 2020.
preservação ambiental. A Fercal contribui,
SEBASTIÃO, AdministraÇÃo Regional de SÃo. CONHEÇA A RA.
ainda, para o abastecimento de produtos Disponível em: http://www.saosebastiao.df.gov.br/category/sobre-a-
ra/conheca-a-ra/. Acesso em: 15 maio 2020.
agrícolas nas feiras da própria Região,
Sobradinho I, Sobradinho II, Grande Colorado e EMAS, AdministraÇÃo Regional do Recanto das. CONHEÇA A RA.
Disponível em: http://www.recanto.df.gov.br/category/sobre-a-
CEASA. É composta por 14 (quatorze) ra/conheca-a-ra/. Acesso em: 15 maio 2020.
comunidades, das quais 06 (seis) são rurais e SUL, AdministraÇÃo Regional do Lago. CONHEÇA A RA. Disponível
as demais são urbanas. em: http://www.lagosul.df.gov.br/category/sobre-a-ra/conheca-a-ra/.
Acesso em: 15 maio 2020.

FUNDO, AdministraÇÃo Regional do Riacho. CONHEÇA A RA.


Sol Nascente/ Pôr do Sol (RA XXXII) Disponível em: http://www.riachofundo1.df.gov.br/category/sobre-a-
ra/conheca-a-ra/. Acesso em: 15 maio 2020.
Essa região administrativa foi criada em
CANDANGOLÂNDIA, AdministraÇÃo Regional da. CONHEÇA A RA.
14 de agosto de 2019, possui em média 38 mil Disponível em: http://candangolandia.df.gov.br/category/sobre-a-
ra/conheca-a-ra/. Acesso em: 15 maio 2020.
habitantes. A região fazia parte da Ceilândia, no
entanto, com o crescimento da população local, II, AdministraÇÃo Regional do Riacho Fundo. CONHEÇA A RA.
Disponível em: http://www.riachofundoii.df.gov.br/category/sobre-a-
foi tomada a decisão em prol dos moradores. ra/conheca-a-ra/. Acesso em: 15 maio 2020.

II, AdministraÇÃo Regional de Sobradinho. CONHEÇA A RA.


Disponível em: http://www.sobradinhoii.df.gov.br/category/sobre-a-
ra/conheca-a-ra/. Acesso em: 16 maio 2020.
Arniqueira (RA XXXIII)
ITAPOÃ, AdministraÇÃo Regional do. CONHEÇA A RA. Disponível
Essa região administrativa foi criada em em: http://www.itapoa.df.gov.br/category/sobre-a-ra/conheca-a-ra/.
Acesso em: 16 maio 2020.
01 de outubro de 2019., possui em média 38 mil
habitantes. Desmembrada da região de Águas PIRES, AdministraÇÃo Regional de Vicente. CONHEÇA A RA.
Disponível em: http://vicentepires.df.gov.br/category/sobre-a-
Claras, a Arniqueira é a segunda Região ra/conheca-a-ra/. Acesso em: 16 maio 2020.

Administrativa criada pelo governador Ibaneis FERCAL, AdministraÇÃo Regional da. CONHEÇA A RA. Disponível
em: http://www.fercal.df.gov.br/category/sobre-a-ra/conheca-a-ra/.
Rocha em 2019. Acesso em: 16 maio 2020
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 94
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

ATIVIDADE

1. O Distrito Federal é composto por:

a. ( ) 33 cidades satélites
b. ( ) 31 regiões satélites
c. ( ) 33 regiões administrativas 7. O nome da RA Riacho Fundo originou-
se:
2. A primeira região administrativa (RA)
do Distrito Federal é: a. ( ) da Granja do mesmo nome,
localizada às margens do ribeirão
a. ( ) Sobradinho Riacho Fundo
b. ( ) Planaltina b. ( ) do ribeirão Riacho Fundo
c. ( ) Plano Piloto c. ( ) do córrego Riacho Fundo

3. Qual RA é caracterizada por ser polo 8. Qual região Administrativa abriga a


de festas tradicionais como a do Cidade do Automóvel?
Divino, Morango, Carnaval e a Via
Sacra? a. ( ) Fercal
b. ( ) SCIA/Estrutural
a. ( ) Riacho Fundo c. ( ) Octogonal
b. ( ) Brazlândia
c. ( ) Núcleo Bandeirante 9. Qual Região Administrativa se insere,
na Bacia Hidrográfica do Lago
4. Qual RA foi conhecida também como Paranoá, e na Bacia Hidrográfica do
Cidade Livre? Rio São Bartolomeu, na Unidade
Hidrográfica do Lago Paranoá e na
a. ( ) Lago Sul Área de Proteção Ambiental – APA do
b. ( ) Cruzeiro Lago Paranoá.
c. ( ) Núcleo Bandeirante
a. ( ) Paranoá
5. Qual RA possui um dos polos b. ( ) Jardim Botânico
comerciais mais importantes de c. ( ) Ceilândia
Brasília?
10. Qual região possui uma das áreas
a. ( ) Fercal mais populosas do Distrito Federal e
b. ( ) Taguatinga abriga desde 2008 um dos campus da
c. ( ) Itapoã Universidade de Brasília (UNB), com
os cursos nas áreas de saúde?
6. A região administrativa
Candangolândia é conhecida também a. ( ) Plano Piloto
como: b. ( ) Ceilândia
a. ( ) Cidade-mãe c. ( ) Guará
b. ( ) Cidade pioneira
c. ( ) Candangos
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 95
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Relatos de experiências científicas


O relato de experimento científico tem a função comunicativa de apresentar as etapas de um
experimento, os dados obtidos e as conclusões. Para isso, é importante detalhar a sequência de
procedimentos que constituirão a experiência. Nesse contexto, entram em cena os materiais a serem
utilizados, o manuseio adequado de cada um deles, a descrição detalhada de cada etapa. Aliadas a
essa estrutura do texto, reúnem-se outras características típicas do gênero, objetividade, precisão,
clareza, frases curtas e impessoalidade.
Você irá fazer uma experiência para depois produzir seu relato. Então siga os passos:
 Chame um adulto para te auxiliar;
 Pegue um lápis para anotar todos os passos que você fizer no espaço na folha a seguir;
 Observe bem e tente compreender o que acontece, mudanças que ocorrem;
 Faça comparações com antes e o depois;
Já fez tudo isso? Agora é hora de entender qual experimento deverá realizar.
 Separe 2 recipientes, pode ser uma vasilha de plástico, um copo, ou o que tiver em casa.
 Em um primeiro recipiente misture ÁGUA e ÓLEO e observe o que acontece.
 No segundo recipiente misture ÁGUA e SAL e observe o que acontece.

ATIVIDADE 1
Represente no recipiente da imagem abaixo como ficou as misturas após sua observação.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 96
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

ATIVIDADE 2
Escreva suas anotações da experiência aqui. Pode ser anotado como rascunho.
Sugestão: escreva seguindo passos, por exemplo:
 1º passo: selecionar recipientes e materiais...
 2º passo: ...

________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 97
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Agricultura e ocupação do espaço precisavam mais deixar a terra onde habitavam.


Eles começaram a se fixar e foram ocupando
Durante milhares de anos, os grupos diversas regiões do planeta. Muitas dessas
humanos tiveram de se deslocar em busca de técnicas milenares são utilizadas ainda hoje
alimentos. Isso começou a mudar quando pelos agricultores. Mesmo com as invenções
alguns grupos humanos aprenderam a plantar tecnológicas, a antiga técnica de arar a terra
seu alimento e teve início a prática da continua presente e é extremamente importante
Agricultura. para o cultivo de nossos alimentos.
Por meio da observação do ambiente, Além do cultivo de vegetais, ocorreu
descobriram que as sementes que caíam no também à domesticação de animais esse fato
chão, após algum tempo, cresciam novamente aumentou a quantidade de carne, de pele e de
e geravam novos alimentos. Eles perceberam couro. A lã das ovelhas também passou a ser
que os locais próximos aos Rios eram ricos em utilizada para a confecção de vestimentas.
frutas e diversos vegetais. Além disso, vários
animais procuravam os rios para beber água,
Material Complementar Sugestivo
facilitando o processo de caça.
 https://www.youtube.com/watch?v=HZ
Para dar conta de alimentar o grupo,
_ZjNKy4Cw
foram criados instrumentos como Machados,
facas e forças de pedra polida. Além disso, era
preciso armazenar a semente e a produção
agrícola. Os seres humanos passaram, então,
aprimorar as técnicas de cozimento do barro,
dando origem a um tipo de cerâmica mais
resistente, capaz de armazenar sólidos e
ATIVIDADE
líquidos. Eles também produziram instrumentos
para abrir pequenas valas no chão, onde Caro estudante: para reforçar seus
conhecimentos use o seu livro didático
colocavam as sementes. Esse domínio de história e geografia.
tecnológico levou a domesticação das plantas
1) LEITURA: páginas: 32 e 33
e alguns tipos de alimentos passaram a ser 2) EXERCÍCIOS: páginas: 34 e
35.
cultivados.
A adoção dessas técnicas agrícolas
revolucionou o período. As técnicas do cultivo
aumentaram a produção de alimentos e, com o
excedente alimentar, os seres humanos não
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 98
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

A organização social dos grupos Grandes Navegações: aventuras no “mar


humanos tenebroso”

A transição da vida nômade para a


sedentária demorou milhares de anos para
ocorrer. Por longos períodos, grupos nômades
conviveram com grupos sedentarizados. A
introdução da agricultura não ocorreu ao
mesmo tempo em todos os lugares nem os
produtos cultivados eram os mesmos. A fixação
dos grupos humanos e a convivência constante As grandes viagens oceânicas
trouxeram a necessidade de criar formas de
Os oceanos, os mares, os rios, enfim as
organização social. Nessa transição, foram
águas, sempre foram muito importantes para os
formados os primeiros grupos familiares, ou
seres humanos. Próximo às águas surgiram às
clãs, que, milhares de anos depois, dariam
primeiras cidades de que temos notícias. Seus
origem a aldeias, vilas e cidades. Os clãs
habitantes usavam a água para consumo
partilhavam a terra, as ferramentas de trabalho
próprio, na agricultura e para criação de
e o culto as diferentes divindades. Essas
animais.
sociedades passaram a se organizar em torno
de um líder, geralmente o homem mais velho do As águas estiveram presentes nas

grupo. grandes mudanças e descobertas da

 Qual a importância da agricultura nos humanidade. Os mares foram os caminhos dos

dias atuais? Converse com sua família desbravadores, aventureiros e navegadores

sobre esse tema. europeus em busca de terras e riquezas a partir


do século XV. A possibilidade de encontrar

Agora vamos aprender sobre: a formação e riquezas além do horizonte marítimo atraíram

desenvolvimento das cidades e os muitas pessoas para essas longas viagens.

Comerciantes. Para isso você deverá realizar: Ao se iniciar o século XV, a Europa
possuía uma série de conhecimentos básicos
No seu livro de História e
geografia: para realizar as grandes navegações: “Navegar

1) LEITURA: páginas: 37, 38 é precioso”. Em condições melhores, Portugal


e 39 e Espanha se sobressaíram na aventura
2) EXERCÍCIOS: página: 41.
marítima. Num período de cem anos,
portugueses e espanhóis contornaram a África,
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 99
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

atingiram a Ásia, descobriram a América e a


Oceania e deram a volta ao mundo, numa das
experiências mais empolgantes de todos os
tempos. Aquela época, navegar em mar aberto
era preciso, mas muito perigoso.

Os marinheiros tiveram que enfrentar


doenças, tempestades, vento, fome e sede,
perigos de todos os tipos, grandes riscos de
naufrágio, solidão. Uma série de invenções e o
aperfeiçoamento da imprensa, da bússola, do
astrolábio e das caravelas permitiram que
essas viagens fossem realizadas. Integravam a
tripulação dessas primeiras viagens:
aventureiros, militares, padres, artesãos,
criminosos, marinheiros e crianças.

Os perigos do mar, as condições de


alimentação, de higiene e de saúde faziam com
que, de cada 10 homens que partiam apenas
quatro retornassem. Quanto aos navios,
estima-se que de cada três, ao menos um era Material Complementar Sugestivo
“comido pelo mar”, ou seja, naufragava em  https://www.youtube.com/watch?v=l
razão das tempestades. As viagens foram S_UYBPSTds
arriscadas, mas ampliaram o mundo conhecido
pelos europeus, garantindo assim o contato e o
comércio com povos de todos os continentes.
As grandes navegações demonstraram que no
mundo real essas coisas não eram
encontradas, que elas só existiam na fantasia
dos homens.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 100
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

ATIVIDADE

1. Por que as primeiras cidades surgiram próximas às regiões que tinham água?
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

2. Quem eram os tripulantes das primeiras aventuras oceânicas?


________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

3. O que levava as pessoas a enfrentar seus medos e realizar viagens pelos oceanos?
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

4. Quais eram os perigos reais enfrentados pelos marinheiros nas grandes viagens
oceânicas nos séculos XV e XVI?
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 101
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

SUBTRAÇÃO
A continha de menos, como costumamos chamar, é a operação em que tiramos uma
quantidade de outra.
Vamos representar quanto temos (594):
 Subtração sem trocas:

C D U

_ 5 9 4 minuendo
1 6 4 subtraendo
resto ou diferença

Começamos a calcular pelas unidades.


Eu tinha 4 unidades e tirei 4 unidades.
4–4=0

C D U

_ 5 9 4 minuendo
1 6 4 subtraendo
0 resto ou diferença

Eu tinha 9 dezenas e tirei 6


9–6=3

C D U

_ 5 9 4 minuendo
1 6 4 subtraendo
3 0 resto ou diferença

Agora, basta tirarmos uma centena:


5–1=4

C D U

_ 5 9 4 minuendo
1 6 4 subtraendo
4 3 0 resto ou diferença
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 102
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

1. Efetue as subtrações.
Lembre-se de colocar cada algarismo na casa adequada.

972 – 740 1.498 – 405

13.457– 10.234 29.700 – 7.500

2. Substituas os pelos algarismos adequados:

9 9 8 2 7 8 4 0
– 5 5 – 4 6 –
2 9 0 6 3 4 3 1 6 0 0

3. Quero comprar um produto que custa 495 reais. De quanto ainda preciso se já consegui
economizar 370 reais?

4. Desafio:

 O minuendo tem 4 casas, e é formado pelo maior número possível com 4 algarismos diferentes.

 O subtraendo é formado por 15 centenas.

 Qual é o resto?
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 103
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

SUBTRAÇÃO COM TROCAS:

Temos 357 e devemos tirar 139. Isso é possível porque


357 é maior que 139.
Devemos começar pelas unidades, porém não é possível
tirar 9 de 7.
Por isso, trocamos 1 dezena por 10 unidades, como
mostrado na próxima imagem.

Trocamos 1 dezena por 10 unidades.


Então, agora deixamos de ter 5 dezenas e ficamos com
apenas 4 dezenas.
Tínhamos 7 unidades, com mais 10, ficamos com 17
unidades.

Nesse momento, temos 17 unidades e podemos tirar 9.


17 – 9 = 8

Vamos para as dezenas: 4 – 3 = 1


Por fim, as centenas: 3 – 1 = 2
Então, sobra: 2 C, 1 D e 8 U = 218
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 104
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

1. Efetue as subtrações.
Lembre-se de colocar cada algarismo na casa adequada.

950 - 104
2.729 – 579

52.457 – 15.196 19.716– 7.918

2. Substituas os pelos algarismos adequados:

7 2 7 6 4 2
– 3 5 – 4 2 7 –
2 1 0 6 6 8 2 5 6 9 1 8

DIÂMETRO 3. Quantos quilômetros o diâmetro da Terra é menor que o


PLANETAS
(EM KM) diâmetro de Netuno?
Mercúrio 4 878
Vênus 12 103
Terra 12 756
Marte 6 786
4. Quantos quilômetros a Terra é maior que Mercúrio?
Júpiter 142 984
Saturno 120 536
Urano 51 118
Netuno 49 528
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 105
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Transformações físicas da matéria – Efeitos de variação de temperatura

Já sabemos que as transformações físicas acontecem, sem sofrer alteração na composição da


matéria, ou seja, ele pode mudar sus forma, seu tamanho, seu estado, mas não perde a sua
composição química inicial.
Essas transformações podem acontecer devido a variações de:
 Temperatura;
 Radiação (luz);
 Umidade

ATIVIDADE

Vamos fazer observações? Siga os passos abaixo:

EXPERIMENTO 1 EXPERIMENTO 2
PEDRAS DE GELO EXPOSTA AO PEDRAS DE GELO EM LOCAL COM
CALOR DO SOL POUCA LUZ E CALOR

 Pegue um recipiente (vasilha de  Pegue um recipiente (vasilha de


plástico ou copo) e coloque alguns plástico ou copo) e coloque alguns
cubos de gelo. cubos de gelo.
 Pegue seu recipiente e leve para  Pegue seu recipiente e deixe
uma área da casa que seja exposta dentro de casa, em um local com
ao sol. pouca luz do sol ou calor.
 Deixei o recipiente ao longo do dia  Deixe o recipiente ao longo do dia
no sol. no mesmo local.
 De vez em quando vá observar o  De vez em quando vá observar o
que está acontecendo com as que está acontecendo com as
pedras de gelo. pedras de gelo.
 Ao final do dia vá retirar o recipiente  Ao final do dia retire o recipiente do
do sol e perceber o que aconteceu. ambiente com pouca luz e calor e
observe o que aconteceu.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 106
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Agora conte o que observou e como a água pode se transformar.

EXPERIMENTO 1 EXPERIMENTO 2

PEDRAS DE GELO EXPOSTA AO PEDRAS DE GELO EM LOCAL COM


CALOR DO SOL POUCA LUZ E CALOR

COMO ESTAVA
O GELO
INICIALMENTE?

AO LONGO DO
DIA O QUE FOI
PERCEBENDO?

NO FINAL DO
EXPERIMENTO
COMO
ESTAVAM AS
PEDRAS DE
GELO NO
RECIPIENTE?

CONCLUSÃO
DO
EXPERIMENTO?
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 107
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Relatos de experiências científicas

Você já sabe o que é um relato, seja ele pessoal ou científico. Lembra que na aula passada
você fez um experimento com o auxílio de um adulto? Deixou tudo registrado não foi mesmo? Agora
é hora de relatar tudo que aconteceu no seu experimento em forma de texto. Mãos a obra, meu (minha)
pequeno (a) cientista.

______________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 108
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

As cores  https://www.youtube.com/watch?v=wNIY00
1VE84&feature=youtu.be
Caro estudante,

 Você já observou como na natureza


e na sua casa há uma variedade de cores?
 Olhe para os objetos à sua volta. Você
percebeu quantos tipos diferentes de cores?
 Será que as cores que você está vendo
agora são mais claras ou mais escuras?
 Você já viu em algum lugar uma árvore
chamada Ipê? Sabia que ela tem várias
cores lindas!

Ipê branco Ipê rosa

Ipê amarelo

 Mas como essa variedade de cores é


formada? Você sabe? Reflita...Depois se
possível que tal ver uma historinha e uns
vídeos sobre cores! Veja os links abaixo.

Material Complementar Sugestivo


 História “Bom dia, todas as cores!”
https://www.youtube.com/watch?v=ZhGHEZUz
QX0&feature=youtu.be

Agora vamos conhecer um pouco mais sobre esse


imenso mundo das cores.

Material Complementar Sugestivo: CORES -


primárias, secundárias e terciárias
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 109
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Material Complementar
Sugestivo:

 https://www.youtube.com
/watch?v=7k7sPKWSq-
8&feature=youtu.be

Curiosidade! laboratórios para serem usadas em todas as


áreas.
A criação do elemento colorido veio a
partir dos egípcios, ou dos chineses, que
misturaram raiz de açafrão, cúrcuma e índigo
(extraído da planta Indigofera tinctoria, de Material Complementar Sugestivo:
coloração azul). Eles descobriram, então, os  https://www.youtube.com/watc
corantes naturais. Mas, no final de 1700, os h?v=OOigg2jQjZ4&feature=yo
italianos começaram a substituir os corantes utu.be
naturais por produtos químicos.
A grande diferença entre uma tinta
natural e uma comprada é a composição. As
naturais são feitas com partes de flores e
plantas inteiras, cascas, raízes, frutas insetos,
nozes, pétalas, folhas, terra, entre outros. A
natureza é capaz de fornecer mais de 1000
cores que podem ser usadas para tingir tecidos,
couro, papel, alimentos e maquiagens. Mas,
com o surgimento do corante sintético, em
1856, descoberto pela indústria química, os
corantes naturais perderam espaço. Desde
então, milhares de cores são criadas dentro dos (fonte: minasfazciencia.com.br)
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 110
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

CORES FRIAS E QUENTES

As cores possuem seus


valores de luminosidade.
Cores quentes: são mais
alegres, mais vivas,
transmite o arrojo, a
aventura, o estímulo, o
calor. São cores derivadas
do vermelho.
Cores frias: são mais
escuras, transmitem
calma, repouso, frio e
sombra. São cores
derivadas do azul.
A cor amarela é
equilibrada.
Os tons de roxo podem ser
classificados como
quentes ou frios, pois
apresentam tanto o azul
como o vermelho.

ATIVIDADE

Caro estudante,
Lembra-se do Ipê (a árvore que existe em vários tipos de cores)? Então, você deverá
desenhar e pintar uma árvore (pode ser um ipê ou qualquer outra árvore). Você deverá pintar
um lado da árvore com cores frias e o outro lado com cores quentes. Você pode usar: lápis de
cor, tintas ou giz de cera (você escolhe o que for mais acessível).
Lembre-se de caprichar no desenho e na pintura. Você pode usar uma folha em branco
ou um pedaço de papelão para fazer seu desenho. E se preferir você pode usar um quadro próprio
para pinturas.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 111
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

HORA DE PRATICAR!
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 112
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Querido (a) estudante, é importante que você realize as atividades e somente ao final confira o
gabarito para uma correção.
GABARITO

PÁGINA 9 PÁGINA 11
Recursos para linguísticos Misturas
Questão 1 Questão 1
Letra B Resposta pessoal

Questão 2 Questão 2
Letra A Resposta pessoal

Questão 3 Questão 3 (Sugestões de respostas)


Letra B
a) Limão, água e açúcar
Questão 4
b) Cimento, água, areia e brita.
Letra B
c) Milho para canjica, água, açúcar, coco.
Questão 5 d) Ovos, leite, farinha de trigo, fermento.
Letra C
Questão 6
Livro de Ciências, página 129
Letras A, B, D Questão 1
Questão 7
Letra B Água e óleo Água e areia
Alface, tomate, pepino, Amêndoa, aveia, uva
Questão 8 cenoura passa, açúcar
Letra A
Questão 9 PÁGINA 12
Letra A
Sistema de Numeração Decimal
Questão 10 Unidades, dezenas e centenas
Letra A
Questão 1
(x) algarismos.
PÁGINA 10
Questão 2
Livro de português, páginas: 155 e 156. 93
Questão 1
Questão 3
a) Ele empurra o topo da casca.
409
b) Resposta pessoal. Espera-se que os alunos
observem a imagem e a legenda explicativa da PÁGINA 12
fotografia. Questão 4
(x) 10 cédulas de 10 reais.
Questão 2
a) Resposta pessoal. Questão 5
b) Resposta pessoal. (x) 15 cédulas de 10 reais.
c) As imagens detalhadas nos textos (x) 1 cédula de 100 reais e 5 cédulas de 10 reais.
informativos ajudam na apresentação dos
dados, organizam as informações e Questão 6
contribuem para as explicações sobre o (x) 100 cédulas de 10 reais.
assunto.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 113
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

PÁGINA 14 Livro de Matemática


página 20
Questão 7
Questão 1

1 dezena ou 1 centena ou 1 milhar ou


1 unidade
10 unidades. 100 unidades. 1000 unidades.

Questão 2
a) 124
b) 456
.
Questão 3
2 milhares + 1 centena + 3 dezenas + 8 unidades
Questão 8 2.000 + 100 + 30 + 8
(x) 0 (zero) Dois mil, cento e trinta e oito

Questão 9
700 + 10 + 6 Livro de Matemática
página 21
Questão 10
80 + 3 Questão 4

a) 215
PÁGINA 15 b) 306
c) 140
Questão 11
(x) 570 Livro de Matemática
página 22
Questão 12
(x) 903 Questão 7

Comprimento:
Questão 13
Número: 185
791 Decomposição: 100 + 80 + 5
Leitura: cento e oitenta e cinco
Livro de Matemática
página 19 Massa:
Número: 158
Questão 1 Decomposição: 100 + 50 + 8
Leitura: cento e cinquenta e oito
a) Contagem.
b) Ordem ou posição. Questão 8
c) Medida.
a) 599, 600, 601
d) Código.
b) 1 982, 1 983, 1 984
e) Contagem.
c) 1 040, 1 041, 1 042
f) Medida. d) 6 811, 6 812, 6 813
e) 9 994, 9 995, 9 996, 9 997, 9 998, 9 999
Questão 2
Questão 9
1º: Beto;
10 000: dez mil
2°: Paulo;
3º: Lucas.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 114
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Livro de Matemática PÁGINA 23


página 24
Debate
Questão 1
Questão 1
a) 1ª ordem: 8 Resposta pessoal. Escreva o que pensa a respeito do
2ª ordem: 20 Trabalha infantil, o que pode ser feito para acabar, quais
3ª ordem: 800 crianças são mais atingidas...

b) 1ª ordem: 7
2ª ordem: 10 PÁGINA 26
3ª ordem: 200
Ação de grupos pessoas e comunidades
c) 1ª ordem: 4
2ª ordem: 0 Questão 1
3ª ordem: 300 Resposta pessoal
Sugestão: É um termo usado para se referir aos seres da
Questão 2 pré-história, com seus costumes, hábitos de forma
a) 999 ultrapassada em relação ao que vivemos hoje.
b) 100
c) 102
Questão 2
d) 987
Resposta pessoal
Questão 3
a) 135/ 5 Questão 3
b) 1/ 100 A separação dos continentes.
c) Cento e trinta e cinco
d) 136/ 134 Questão 4
Não. Detestava a ideia do pai de ficar trancada durante a
PÁGINA 20 noite, ela queria conhecer o mundo, mas se dependesse
do pai isso não aconteceria, pois segundo ele a
Construção e Processos Migratórios do curiosidade e a vontade de conhecer coisas novas traziam
Distrito Federal a morte.

Questão 1 Questão 5
Letra C Toda a família começa a apoiar e a seguir Guy, afinal ele
sempre tem as soluções para todos os problemas. Isso
Questão 2 deixa o pai com ciúmes e com raiva do rapaz, fazendo
Letra C com que o pai tenha uma crise de ideias "malucas".
Questão 3 Questão 6
Letra A
Desenhando nas paredes das cavernas, nas pedras e em
Questão 4 pedaços de madeiras.
Letra A
PÁGINA 27
Questão 5
Letra B Livro de Matemática
Questão 6 página 26
Letras A
Questão 1
Questão 7 2 000 + 800 + 60 + 3
Letra B
Questão 2
Questão 8 a) 1.000 + 700 + 80 + 2
Letra A b) 1ª ordem (7) = 7
2ª ordem (9) = 90
3ª ordem (4) = 400
4ª ordem (2) = 2 000
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 115
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Livro de Matemática
Questão 3 página 27
1969

Questão 4 Questão 1
2020 – 1969 = 51 anos
a) 1ª ordem: 7 unidades
2ª ordem: 3 dezenas = 30 unidades
PÁGINA 27 3ª ordem: 7 centenas = 700 unidades
SND – 4ª ordem 4ª ordem: 9 unidades de milhar = 9 000
Questão 1 5ª ordem: 4 dezenas de milhar = 40 000

a) 246 b) 40 000 + 9 000 + 700 + 30 + 7


b) 2 114
Questão 2
c) 3 102
a) Rodou mais: carro III (85 229)
Rodou menos: carro I (5 623)
PÁGINA 28 b) Oitenta e cinco mil, duzentos e vinte e nove)
c) Algarismo 1 = 10 000
Questão 2
a) 1 575
b) 2 073 Livro de Matemática
c) 3 410 página 28
d) 1 907
e) 7 345 Questão 3
f) 401 a) 12 756
b) Doze mil, setecentos e cinquenta e seis
Questão 3 c) 5 ordens/ 2/ 2 000
4 109
Questão 4
PÁGINA 30 4554, 13931, 20102
Dezenas de milhar
Questão 5
Questão 1 a) 7 007 (sim)
10 005, 25 0039, 43 500 b) 12 012 (não)
c) 42 324 (sim)
Questão 2 d) 70 607 (sim)
Vinte e cinco mil e trinta e nove
Desafio
Questão 3 1991 e 2002
(x) 43 500

Questão 4
1 870, 6 901, 9 987, 10 005, 25 0039, 43 500 PÁGINA 31
Questão 5 ÁGUA COMO SOLVENTE EM MISTURAS
a) 22 051
b) São 10 bolinhas, o maior número que pode ser COR SABOR CHEIRO DEMOROU DISSOLVEU
P/ TODA
escrito nesse ábaco com essas bolinhas é o
DISSOLVER SUBSTÂNCIA
91 000.
AÇÚCAR NÃO SIM NÃO NÃO NÃO
SAL NÃO SIM NÃO NÃO SIM
SUCO SIM SIM SIM NÃO SIM
EM PÓ
NESCAU SIM SIM SIM NÃO SIM
PÓ DE SIM SIM SIM SIM NÃO
CAFÉ
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 116
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Questão 1 PÁGINA 44
Com suco, Nescau e pó de café.
Manifestações Culturais

Questão 2 Resposta pessoal. Leia a letra da música, se possível


escute, agora represente-a, colocando em seu desenho
Todas itens que são falados na música.
Questão 3
Com suco, Nescau e café. PÁGINA 47
Questão 4
Interpretação de Obras Literárias
Açúcar.
Questão 1
Questão 5 Resposta pessoal. Imaginamos que perceba um homem
Café. com um corpo gigante, o sol, um cacto. Observe as cores.

Questão 6 Questão 2
Resposta pessoal.
O óleo não se dissolveu na água. Ele ficou por cima da
água. Questão 3
As cores que aparecem no quadro são: azul, verde e
Questão 7
amarelo. Temos então cores primárias (amarelo e azul) e
Não. secundária (verde).
Questão 8 Questão 4
Resposta pessoal.
Tinta guache, leite em pó, sabonete, farinha de trigo e
álcool líquido. Questão 5
Resposta pessoal.
Questão 6
PÁGINA 33 Resposta pessoal.

Entrevista Questão 7
Percebe-se que na obra de Romero Britto há mais cores,
Livro de português, páginas: 85 a 87. demonstrando mais alegria, também vemos mais linhas
curvas e retas, bem como círculos. São traços que não
a) Resposta pessoal. percebemos na obra de Tarsila do Amaral.
b) Resposta pessoal.
c) Resposta pessoal. Questão 8
d) Não. Resposta pessoal.
e) Resposta pessoal.

PÁGINA 38 PÁGINA 50
Entrevista Substâncias e Misturas
Resposta pessoal. Você deverá escrever o que a pessoa Questão 1
lhe informou durante sua entrevista. 1 Soro fisiológico 2 Leite
2 Água e areia 1 Petróleo
PÁGINA 41 1 Ar 2 Granito

Manifestações Culturais
Resposta pessoal. Você deverá escrever sobre a cultura Questão 2
que mais lhe chamou atenção e dizer o porquê. São materiais que possuem composição química e
propriedades físicas e químicas.
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 117
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Questão 3 Letra A
d) É a mistura que apresenta uma única fase, onde os Questão 6
materiais envolvidos são dissolvidos. Letras A
e) É a mistura que apresenta 2 ou mais fases, onde os
materiais não se dissolvem em outro.
Questão 7
Questão 4
Letra B
Pessoal
PÁGINA 58
PÁGINA 51 Notícia
Reta Numerada
Resposta pessoal. Crie sua notícia de acordo com o tema
Questão 1 solicitado.

Reta 1 = 40
Reta 2 = 800 PÁGINA 61
Reta 3 = 4 050
África: berço da humanidade
Questão 2
Dado: 1 530; bola: 1 550 Questão 1
Porque pelos estudos arqueológicos realizados até hoje,
Questão 3 foi na África que o ser humano surgiu e depois se
Reta 1: espalhou pelo restante do mundo.
A = 69
Questão 2
B = 75
C = 87 a) Os seres humanos passaram a produzir
D = 93 instrumentos feitos de pedra lascada. Além
E = 102 disso, nessa época houve o domínio do fogo,
importante para aquecer o ambiente, assar
alimentos e afugentar animais. As cavernas eram
Reta 2: usadas como abrigos por esses grupos e, nas
A = 540 paredes de algumas delas, foram encontradas
B = 535 pinturas retratando o cotidiano dessas pessoas.
C = 530 b) Alguns grupos humanos começaram a fabricar
D = 525 instrumentos mais sofisticados com pedras
polidas, e a se fixar em lugares onde havia a
E = 515
facilidade de obter água e alimentos. Nesse
período, alguns grupos passaram a caçar e a
Questão 4 coletar frutos nas proximidades de onde
F, V, V, V, V moravam. Aos poucos, foram tornando-se
sedentários, começaram a cultivar a terra muitos
anos depois; outros mesmos plantando alguns
PÁGINA 55 produtos, mantiveram a caça e a pesca como
atividades principais.
Etapas de Ocupação do DF
Questão 1
Letra A
Questão 2
Letra A
Questão 3
Letra C
Questão 4
Letra A e B
Questão 5
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 118
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

b) Que os ossos encontrados tinham 3,2 milhões de


anos, pertencia a Lucy e foi encontrada na Etiópia.
PÁGINA 61 c) Não. Ainda há muitas descobertas a se fazer. Não
sabemos tudo sobre o surgimento do ser humano.
Livro de história e geografia, páginas: 24 e 25
Questão 1
PÁGINA 65
ONDE ÉPOCA PRINCIPAIS
Arredondamento
VIVIA EM CARACTERÍSTICAS Questão 1
QUE
VIVEU PARA MENOS PARA MAIS
f) 22: 20 k) 68: 70
Fazia instrumentos g) 84: 80 l) 145: 150
de pedra, construía
Homo habilis África Há cabanas e h) 171: 170 m) 946: 950
cerca possivelmente i) 2.913: 2.910 n) 37: 40
de 2 desenvolveu
milhões linguagem j) 964: 960 o) 3.069: 3 070
de anos rudimentar.

Surgiu Fabricava PÁGINA 66


na Há instrumentos de
Homo África, cerca pedra mais Questão 2
erectus migrou de 1,9 sofisticados, a) 700
para milhão cobria-se com pele
os de anos de animais e b) 500
locais alguns sabiam c) 1300
em utilizar o fogo. d) 2 600
que
hoje é Questão 3
a
a) 15 500
Europa
ea b) Qualquer um maior que 15.000 e menor que
Ásia 15.500
c) Qualquer uma maior que 15.500 e menor que
Viveu Há Fabricava 16.000
Homo
neanderthalensis onde cerca instrumentos de d) 15 000
hoje é de 30 pedra e ossos, e) 16 000
a mil construía abrigos e
Europa anos tinha rituais f) 16 000
e parte funerários. g) 15 000
da h) 16 000
Ásia
PÁGINA 67
Questão 4
Questão 2
 5.358 = 5.340/ 5.400/ 5.000
a) Nômade: não tem lugar fixo de moradia.  12.579 = 12.580/ 12.600/ 13.000
b) Sedentário: Que fixa residência em um local de
 1.658 = 1.660/ 1.700/ 2.000
modo permanente.
c) Seminômade: Que permanece em um local durante  2.439 = 2.440/ 2.400/ 2.000
longo tempo e depois migra para outros lugares.
Livro de Matemática, páginas: 29 e 30
Questão 4 Questão 1

a) Poder conhecer e também fazer a reconstrução das a) 5.000


espécies no desenvolvimento do ser humano. b) 6.900
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 119
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

c) 2.050 Questão 4
d) 14.000 a) 9.546 < 15.946
e) 51.100
f) 5.770 b) 75.811 > 8.751

Questão 2 c) 19.300 > 3.982


9.000 – 3.000 = 6.000 d) 537 < 753
e) 7.870 < 8.780
Questão 3
a) 82.000 f) 74.097 < 87.704
9.000
g) 45.012 < 45.120
2.000
h) 3.914 > 3.909
b) Resposta pessoal
i) 15.945 < 16.945

PÁGINA 68
Comparação entre os números PÁGINA 70
Questão 1 Questão 5
a) 5.000 < 10.000 e) > 19.960 < 19.970 < 19.980 < 19.990
b) > 5.000 f) < Questão 6
c) < g) <
d) < 10.000 h) >
Desafio
7.500

PÁGINA 69
Questão 2
a) 8 < 24
b) 1.061 > 729
c) 12.500 > 1.250
d) 105 > 99
e) 9. 700 < 10.000
f) 78.315 > 5.783

Questão 3
PÁGINA 72
Transformações reversíveis e irreversíveis
da matéria
Questão 1
Letra C
Questão 2
Letra B e C
Questão 3
Letra A, B e C
Questão 4
a) Transformação
b) Reversíveis e irreversíveis
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 120
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

PÁGINAS 73 e 74 b) 83
c) 62
Textos de campanha d) 200
e) 107
Resposta pessoal. Crie seu texto de campanha de acordo
f) 5.004
com o tema solicitado, utilize desenhos e opte por frases
mais curtas. Questão 4
1.000 + 99 = 1.099

Questão 5
PÁGINA 80 109 + 140 = 249 páginas

Relato pessoal Questão 6


1.960 + 18 = 1978
Resposta pessoal. Crie seu relato, contando algo bom que
te aconteceu, também pode ser um fato triste que deseja
Questão 7
relatar. O importante é sentir-se à vontade em contar a
a) 4.322 + 1.628 = 5.950
história.
b) 1.897 + 6.132 = 8.029
c) 4.715 + 4.986 = 9.701

PÁGINAS 82 e 83 Questão 8
a) 741
Transformações físicas da matéria – efeitos b) 213
de variação de temperatura c) 1.091
d) 2.442
Questão 1 e) 7.000
A vela diminuiu de tamanho, após queimar, devido ao f) 18.689
calor do fogo que se manteve aceso durante um g) 40.621
determinado tempo. h) 12.031

Questão 2
Questão 9
Letra B
2.198 + 873 = 3.071
Questão 3
Vela – fogo – parafina – queime – diminuir PÁGINA 94
Regiões Administrativas
PÁGINA 84 Questão 1
Adição Letra C

Questão 1
Questão 2
a) 94 + 305 = 399 Letra C
b) 236 + 740 = 976
Questão 3
PÁGINA 85 Letra B

Questão 2 Questão 4
Letra C
Questão 5
Letra B
Questão 6
Letras A
Questão 3
Questão 7
a) 27
Letra A
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 121
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Questão 2
Questão 8
a) Pintura rupestre.
Letra B
b) Em cavernas, sítios arqueológicos, rochas,
Questão 9
escavações.
Letra A
c) A agricultura de antigamente. A maneira que os
Questão 10
primeiros grupos humanos caçavam, faziam suas
Letra B
colheitas, criavam animais.

d) Sugestão 1: Que estavam fazendo os registos dos


PÁGINAS 95 animais (contagem através de desenhos). Sugestão 2:
Registrando o cotidiano.
Relato de experiência científica

PÁGINA 98
A organização social dos grupos humanos

Livro de história e geografia, páginas: 41

Questão 4
a) Carpintaria e comércio.
b) Ao longo da história, os comerciantes têm exercido um
papel importante no surgimento e desenvolvimento das
PÁGINA 96 cidades. As cidades cresciam geralmente do cruzamento
de caminhos, tornando-se locais de troca de produtos. O
Relato de experiência científica controle da quantidade de produto e o estabelecimento
de valores levaram algumas aldeias a desenvolverem
Resposta pessoal. Crie seu relato, contando o passo a sistemas de contagem, de medidas e escrita.
passo da sua experiência.
Questão 5
As primeiras cidades se formaram perto de rios. A água
transbordava na época das cheias e as margens dos rios
PÁGINA 97 ficavam cobertas de adubos naturais, que fertilizavam o solo,
deixando a terra própria para o plantio. A proximidade das
Agricultura e ocupação do espaço
cidades com os rios também fez prosperar a criação de
animais, cujos rebanhos também tinham água garantida.
Livro de história e geografia, páginas: 34 e 35

Questão 1
a) Agricultura: plantação de soja PÁGINA 100

b) Não. Antigamente não havia ainda o domínio das Grandes Navegações: aventuras no “mar
técnicas agrícolas. O domínio das técnicas agrícolas
ocorreu depois por meio da observação da natureza.
tenebroso”
Usavam-se equipamentos mais simples e não
sofisticados como os da imagem. Questão 1

c) Os seres humanos estabeleceram novas relações com Os oceanos, os mares, os rios, enfim as águas, sempre foram
o meio ambiente, começaram a viver mais tempo em muito importantes para os seres humanos. Próximo às águas
determinados espaços. As áreas de plantio se tornaram surgiram às primeiras cidades de que temos notícias, pois seus
locais de moradia permanente, gerando o processo de habitantes usavam a água para consumo próprio, na agricultura
sedentarização. e para criação de animais. As águas estiveram presentes nas
d) Resposta pessoal. grandes mudanças e descobertas da humanidade. Questão 2
GDF – SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL 122
ESCOLA CLASSE O2 DO RIACHO FUNDO
QN 05 ÁREA ESPECIAL 01 – RIACHO FUNDO/DF 61 3901-7955 3901-8216

Eram os aventureiros, militares, padres, artesãos, criminosos, PÁGINA 106


marinheiros e crianças.
Transformações físicas da matéria – Efeitos
Questão 3 de variação de temperatura
A possibilidade de encontrar riquezas além do horizonte
Espera-se que perceba que o cubo de gelo exposto ao
marítimo atraíram muitas pessoas para essas longas viagens. As sol ao longo do dia, mudou do estado sólido para líquido
viagens foram arriscadas, mas ampliaram o mundo conhecido e essa água exposta ao sol e calor foi evaporando
pelos europeus, garantindo assim o contato e o comércio com (diminuindo a quantidade). Já os cubos de gelo em local
povos de todos os continentes. com pouca luz e calor demoraram mais a derreter,
deixando -os em estado líquido.
Questão 4

Os marinheiros tiveram que enfrentar doenças, tempestades,


PÁGINA 107
vento, fome e sede, perigos de todos os tipos, grandes riscos
de naufrágio, solidão. Relato de experiência científica
PÁGINA 102 Resposta pessoal. Depois de ter feito o passo a passo, agora
Subtração escreva em forma de texto tudo que fez e observou na
experiência.
Questão 1

972 – 740 = 232


1 498 – 405 = 1 093
13 457 – 10 234 = 3 223
29 700 – 7500 = 22 200

Questão 2
7 959 – 5 053 = 2 906
8 892 – 5 461 = 3 431
7 840 – 240 = 7 600

Questão 3
495 – 370 = 125 reais

Questão 4
9 876 – 1 500 = 8 376

PÁGINA 104
Questão 1
950 – 104 = 846
2.729 – 579 = 2.150
52.457 – 15.196 = 37.261
19.716 – 7.918 = 11.798

Questão 2

5 762 – 3 656 = 2 106


7.252 – 427 = 6 825
7 642 – 724 = 6 918

Questão 3
49 528 – 12 756 = 36.772 km

Questão 4
12 756 – 4 878 = 7.878

Você também pode gostar