Você está na página 1de 29

Guiões de Aulas

de Recuperação
e Consolidação
das Aprendizagens
Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

GUIÕES DE AULAS DE
RECUPERAÇÃO/CONSOLIDAÇÃO
DAS APRENDIZAGENS

Os guiões de aulas que se seguem foram construídos a partir da


experiência real da situação de aula. Desejamos, assim, que esta
abordagem menos formal dos tradicionais planos de aula constitua
mais um instrumento orientador e facilitador do trabalho com os
alunos.
Para além de destacarmos diferentes materiais disponíveis no
projeto HGP em Ação, propomos sínteses de aula, atividades de
pares e de grupo, de pesquisa e de consolidação de conteúdos e
capacidades essenciais. Estes guiões apresentam-se num formato
digital editável, podendo ser adaptados à realidade de cada um.
Esperamos que vos sejam úteis!
Os Autores

2 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

C2. Portugal nos séculos XV e XVI

Lição n.º . Data: _____-_____-_____


Aprendizagens Essenciais
(AE) Sumário:

Introdução ao estudo do subdomínio C2. Portugal nos séculos XV e XVI.


. Portugal nos séculos XV e O mundo conhecido antes dos Descobrimentos.
XVI A experiência marítima portuguesa.

- Conhecer as motivações e
condições do pioneirismo português 1. Observação da reconstituição histórica do manual (págs.154-
na Expansão marítima 155).

Áreas de competências
 Informação e comunicação
 Relacionamento interpessoal
 Pensamento crítico e criativo Esta reconstituição
_______________________________ histórica, encontra-
-se animada no
e-Manual ou na
APP EV Smart
Book
Análise da
reconstituição histórica

– O que está representado na


imagem?

– Que pessoas surgem na Animação “Portugal nos séculos XV e XVI”


imagem? Quem serão os
portugueses?

2. Ler o "Recordas-te" (manual, pág. 156).


– O que vais aprender nas
próximas aulas?
3. Analisar os Docs. 1 e 2 (manual, pág. 156) e responder às
respetivas questões de exploração.

Doc. 1A
Dúvidas dos alunos 1. Alguns pescadores, comerciantes e aventureiros.
2. As notícias eram sobre aquilo que as pessoas ouviam dizer
__________________________ sobre os habitantes e as paisagens das terras distantes.
3. Os Descobrimentos portugueses.
__________________________
Doc. 1B
__________________________
1. O Norte de África, a Europa e uma parte da Ásia.
2. América, Oceânia e a Antártida / Oceano Pacífico, Oceano
__________________________
Índico e os Oceanos Glaciares Ártico e Antártico.
__________________________
Doc. 2
__________________________ 1. Um homem sem cabeça, outro com uma só perna e um pé
gigante.
__________________________
2. Sim, porque os marinheiros portugueses acreditavam que a
__________________________ existência destes monstros era real e, mesmo assim, foram até
essas regiões.

3 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

4. Ler o Doc. 3 (manual, pág. 156) e responde às questões de


exploração para reconheceres a experiência marítima
portuguesa.

1. A construção naval.
2. Os barcos eram importantes para navegar, descobrir novas
terras e fazer comércio.

5. Proposta de trabalho com os alunos – preenchimento dos


espaços em branco:

Até ao início do século XV, o mundo era pouco conhecido


pelos Europeus. Alguns continentes eram completamente
desconhecidos, como por exemplo: a América, a Antártida e
a Oceânia.
Também por isso surgiram mitos sobre seres estranhos
e mares de água a ferver.
Em Portugal, ainda no século XIV, apostou-se na
construção naval para estimular o comércio através do
mar.

4 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

Aprendizagens Essenciais
Lição n.º . Data: _____-_____-_____
(AE)
Sumário:
. Portugal nos séculos XV e
Os interesses dos vários grupos sociais na Expansão. XVI
As condições para o pioneirismo português.
- Referir a importância do
conhecimento dos ventos e das
1. Observar o slide 3 do PowerPoint e registar os interesses dos vários
®

correntes marítimas para a


grupos sociais na Expansão.
progressão pela costa ocidental
africana

- Identificar os principais navios


e instrumentos náuticos
utilizados pelos portugueses na
expansão marítima

Áreas de competências
 Informação e comunicação
 Relacionamento interpessoal
 Pensamento crítico e criativo
_________________________

Dúvidas dos alunos:

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________
2. Analisar o Doc. 3 (manual, pág. 158) e responder às questões de
exploração. __________________________

__________________________
1. Os Descobrimentos portugueses não se fizeram ao acaso
porque os Portugueses conheciam instrumentos de
__________________________
navegação, regras de astronomia e geometria e cartas
náuticas.
__________________________
2. As cartas náuticas foram muito importantes porque __________________________
mostravam rumos e orientações aos navegadores
portugueses. __________________________

__________________________
3. Corrigir as respostas dos alunos, confrontando-as com as
informações do texto de autor (manual, pág. 159). __________________________

__________________________
4. Propor a elaboração de um esquema-síntese sobre os
conteúdos estudados nesta aula. __________________________

__________________________

5 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

__________________________

__________________________

Realizar a Ficha 29 do
Dossiê do Aluno.

D. João I

■Conhecimentos vários
Paz e estabilidade política (astronomia, cartografia, …)
■Utilização de instrumentos
náuticos

■objetivo da Coroa: afirmação política;


■objetivo da nobreza: combate e
enriquecimento;
■objetivo do clero: expansão da Fé cristã;
■objetivo da burguesia: aumento dos
lucros com o comércio;
■objetivo do povo: melhoria das
condições de vida.

6 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

Ficha 29 do Dossiê do Aluno – Proposta de Correção

7 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

8 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

Aprendizagens Essenciais
Lição n.º . Data: _____-_____-_____
(AE)
Sumário:
. Portugal nos séculos XV e
As três fases dos Descobrimentos portugueses.
XVI
1. Observar com muita atenção o Doc. 1 (manual, pág. 162). - Identificar as principais etapas
do processo de exploração da
2. Leitura do texto de autor (manual, pág. 163) de forma a que o costa ocidental africana
aluno identifique as três fases dos Descobrimentos portugueses
e a importância do infante D. Henrique. - Destacar a ação do Infante D.
Henrique e de D. João II

3. Responder às questões de exploração do Doc. 1. - Localizar territórios do império


português quinhentista
1. Os arquipélagos da Madeira e dos Açores e as ilhas de Cabo
Áreas de competências
Verde.  Informação e comunicação
2. O período henriquino de 1418 a 1460; a fase de Fernão  Relacionamento interpessoal
Gomes, de 1469 a 1475; e o período de D. João II, de 1475 a ________________________
1488.
3. O Infante D. Henrique teve um papel fundamental por ter Dúvidas dos alunos
organizado e patrocinado/financiado a Expansão portuguesa até
1460.
__________________________

__________________________
4. Leitura dos Docs. 2 e 3 (manual, pág. 162) de forma a que os
alunos compreendam como se fez a passagem do cabo Bojador __________________________
e do cabo das Tormentas.
__________________________
5. Completar o esquema-síntese, preenchendo os espaço em
branco: __________________________

__________________________

__________________________
Três fases ou etapas dos Descobrimentos
__________________________
 Sob direção de D. Henrique – Madeira, Açores, cabo
__________________________
Bojador, Cabo Verde.

 Contrato com Fernão Gomes – exploração da costa do __________________________


Golfo da Guiné.
__________________________
 Sob direção de D. João II – litoral africano, cabo das
Tormentas. __________________________

Realizar a
Ficha 30 do
Dossiê do
9 Elisabete Jesus · Eliseu Alves Aluno!
Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

Ficha 30 do Dossiê do Aluno – Proposta de Correção

10 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

11 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

C2. Portugal nos séculos XV e XVI

Aprendizagens Essenciais Lição n.º . Data: _____-_____-_____


(AE)
Sumário:

. Portugal nos séculos XV e Correção da Ficha 30 do Dossiê do Aluno.


A viagem de Cristóvão Colombo e o Tratado de Tordesilhas.
XVI A descoberta do caminho marítimo para a Índia por Vasco da Gama.
- Referir o contributo das grandes
viagens para o conhecimento de 1. Confrontar as respostas dos alunos, com a correção da Ficha 30.
novas terras, povos e culturas,
nomeadamente as de Vasco da 2. Ler o "Recordas-te" (manual, pág. 164) e trabalhar, no
Gama, de Pedro Álvares Cabral e de Vocabulário, da página 165, o conceito de “viagens
Fernão de Magalhães transatlânticas”.

Áreas de competências
 Informação e comunicação 3. Observar o slide 11 do PowerPoint® Didático de forma a que os
 Relacionamento interpessoal alunos compreendam a viagem de Cristóvão Colombo e
 Pensamento crítico e criativo associem a negociação do Tratado de Tordesilhas à posse do
Brasil.
__________________________

Dúvidas dos alunos

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________ 4. Analisar, o Doc. 2 (manual, pág. 164) e responder às questões de


exploração.
__________________________
1. O local de partida foi Lisboa e o local de chegada foi Calecute.

12 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

__________________________ 2. Os continentes europeu e asiático.

__________________________ 3. Pimenta e algodão indianos, perfumes e especiarias


indonésias, sedas e porcelanas chinesas.

4. Sim, os lucros eram avultados.

5. Preencher o esquema-síntese:

Visualizar o video A "Carreira da


Índia", disponível na Escola
Virtual ou na APP EV Smart
Cristóvão 1494 – assinatura do
Book.
Colombo Tratado de Tordesilhas
Aprofundar o conhecimento dos (divisão do Mundo entre
alunos sobre as especiarias com portugueses espanhóis)
o PowerPoint “Conhecer as
criação de uma ligação
especiarias!” Vasco da descoberta
entre Lisboa e o Oriente
Gama do caminho
– Carreira da Índia
marítimo
para a Índia

13 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

C2. Portugal nos séculos XV e XVI

Aprendizagens Essenciais
Lição n.º . Data: _____-_____-_____
(AE)
Sumário: . Portugal nos séculos XV e
A chegada de Pedro Álvares Cabral ao Brasil. XVI
A viagem de circum-navegação de Fernão de Magalhães.
- Referir o contributo das grandes
viagens para o conhecimento de
1. Analisar o Doc. 1 (manual, pág. 166) e responder às questões de novas terras, povos e culturas,
exploração. nomeadamente as de Vasco da
Gama, de Pedro Álvares Cabral e
1. Índios.
de Fernão de Magalhães
2. Eram pardos, avermelhados, de bons rostos e bons narizes,
bem feitos. Andavam nus ou quase. Alguns usavam penas a Áreas de competências
enfeitar a cabeça e tinham pinturas no corpo.  Informação e comunicação
 Relacionamento interpessoal
3. Sim, porque o documento diz-nos que foram considerados de  Pensamento crítico e criativo
tal inocência que se soubessem a língua logo se tornariam
cristãos. _______________________________

2. Observar o mapa do Doc. 2 (manual, pág. 166) e ler o texto de autor


(manual, pág. 167) de forma a que os alunos problematizem a
chegada ao Brasil. Terá sido por acaso ou já se sabia onde havia
terra?
R.: A descoberta não foi por acaso, porque D. João II, em 1494, já
tinha insistido para o meridiano de Tordesilhas passar mais a
ocidente de forma a incluir o território que só foi achado pelos Conceitos
portugueses em 1500. ■ Circum-navegação
3. Observar o slide 13 do PowerPoint® Didático do subdomínio C2 Viagem marítima em torno do
sobre a viagem de circum-navegação de Fernão de Magalhães. planeta.

DESAFIO

Ler o Conhecer ao
pormenor (pp. 168 e 169
do manual) e propor aos
alunos o seguinte desafio:
14 Elisabete Jesus · Eliseu Alves imagina que és um
marinheiro a bordo de
uma embarcação do
século XV.
Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

4. Analisar o slide e depois responder às questões de exploração do


Doc. 2 (manual, pág. 166).
1. A viagem de Cabral tinha como destino o Oriente/Índia.
2. Viagem marítima ao redor do mundo.
3. Esta viagem foi muito importante pela coragem e ousadia e
pelos novos conhecimentos que trouxe: mostrou e provou que a
Terra é redonda.

6. Preencher o seguinte esquema-síntese: Dúvidas dos alunos


__________________________
__________________________
__________________________
__________________________
__________________________
Pedro A. achou o Terá sido uma descoberta
__________________________
Cabral Brasil intencional (os Portugueses
podiam já conhecer o __________________________
território). __________________________
__________________________
__________________________
Fernão de deu a mostrou coragem e

__________________________
Magalhães volta ao ousadia; __________________________
mundo ■provou que a Terra é __________________________
esférica/redonda. __________________________
__________________________
__________________________
__________________________
__________________________
__________________________
__________________________
__________________________

15 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

Aprendizagens Essenciais
Lição n.º . Data: _____-_____-_____
(AE)
Sumário:
.Portugal nos séculos XV e
Correção do trabalho de casa.
Os Portugueses na costa africana. XVI
1. Correção da Ficha 32. Comparar as respostas dos alunos com as -Sublinhar a importância dos
corretas. movimentos migratórios no
contexto da expansão portuguesa,
2. Leitura do texto de autor (manual, pág. 173), e propor aos alunos as ressaltando alterações provocadas
seguintes questões: pela expansão, nomeadamente uma
maior miscigenação étnica, a troca
de ideias e de produtos, a submissão
– Como viviam os africanos?
violenta de diversos povos e o tráfico
– Quais eram as suas principais atividades? de seres humanos
– Em que trocas comerciais participaram os Portugueses
desde logo?
- Reconhecer o papel da missionação
católica na expansão portuguesa

Áreas de competências
 Informação e comunicação
 Relacionamento interpessoal
 Pensamento crítico e criativo

__________________________

Conceitos
■ Feitoria

Local fortificado, dirigido por


um feitor, onde os
Portugueses guardavam e
comercializavam os produtos
com os povos africanos.

Dúvidas a esclarecer com

16 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

o professor:

__________________________

__________________________

3. Analisar os Docs. 1 e 2 (manual, pág. 172) e responder às __________________________


questões de exploração, de forma a que os alunos
compreendam as relações comerciais estabelecidas entre __________________________
portugueses e africanos.
__________________________
Doc. 1
1. As principais feitorias eram Arguim, São Jorge da Mina, __________________________
Sofala, Moçambique e Mombaça.
2. De África trazia-se ouro, malagueta, marfim e escravos. __________________________

__________________________
Doc. 2
1. Ninguém podia entrar no golfo para fazer comércio a não ser
__________________________
os que tivessem contrato.
2. Os Portugueses levavam panos, telas, pratas, tapetes e trigo.
__________________________
3. Uma feitoria era semelhante a um castelo.
4. No seu interior praticava-se o comércio. __________________________

__________________________
4. Responde, às questões de exploração do Doc. 3 (manual,
pág. 172). __________________________
Doc. 3
1. Na coroa destaca-se uma cruz.
2. O clero.
Para saberes +
5. Realização de um esquema-síntese dos conteúdos
Ler a Notícia da História: a
estudados: reação dos africanos à
chegada dos Portugueses! e
visualizar o vídeo Expansão
marítima: comércio de
Portugueses em África escravos, disponíveis na
Escola Virtual ou na APP EV
Smart Book.
Religião:
expansão da fé cristã
Comércio:
estabelecimento de novas
relações comerciais

17 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

C2. Portugal nos séculos XV e XVI

Aprendizagens Essenciais
Lição n.º . Data: _____-_____-_____
(AE)
Sumário:
.Portugal nos séculos XV e A presença portuguesa no Oriente.
Os portugueses no Brasil.
XVI

Tarefas da aula:
- Sublinhar a importância dos
movimentos migratórios no
contexto da expansão portuguesa,
ressaltando alterações provocadas 1. Visualização do slide 15 do PowerPoint® Didático do subdomínio
pela expansão, nomeadamente uma C2 e também deste mapa, ilustrativo do comércio dominado pelos
maior miscigenação étnica, a troca
Portugueses no Oriente. Leitura do texto informativo da página 175.
de ideias e de produtos, a submissão
violenta de diversos povos e o tráfico
de seres humanos

- Reconhecer o papel da missionação


católica na expansão portuguesa

Áreas de competências
 Informação e comunicação
 Bem-estar, saúde e ambiente
 Relacionamento interpessoal
 Pensamento crítico e criativo

_______________________________

DESAFIO

Propor aos alunos


18
uma pesquisa na Elisabete Jesus · Eliseu Alves
cozinha das suas
casas e registo das
especiarias
Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

2. Analisar os Docs. 2 e 3 (manual, p. 174) e responder às questões


de exploração de forma a que os alunos compreendam as ações

portuguesas para defender o comércio com o Oriente.

Doc. 2
1. Os Muçulmanos odiavam os portugueses, porque estes
roubaram-lhes o comércio dos produtos do Oriente.
2. D. Manuel I ordenou que as naus, carregadas de
especiarias, fossem protegidas por uma armada e gente de
armas.
3. O governador tinha a função de proteger as feitorias
portuguesas e impedir o comércio dos Muçulmanos.

Doc. 3
1. Pimenta, canela, gengibre, por exemplo.
2. As especiarias eram usadas na alimentação, na produção
Dúvidas dos alunos: de xaropes e de outros medicamentos.

__________________________ 3. Preencher os espaços em branco do texto-síntese sobre os


conteúdos estudados:
__________________________

__________________________

__________________________
O comércio dos produtos do Oriente era controlado pelos
__________________________ muçulmanos.
Os portugueses conseguiram aceder a tais produtos, por
__________________________ mar, pela Rota do Cabo.
Para defender os territórios conquistados e para criar
__________________________ relações comerciais na Índia, o rei português nomeou um
vice-rei.
__________________________
Os vice-reis eram, muitas vezes, acompanhados por
__________________________ colonos e missionários.

__________________________

__________________________ 4. Analisar o mapa do Brasil, Doc. 1 (manual, p. 176), e responder às


respetivas questões de exploração.

1. A divisão do território em capitanias.

2. As capitanias já tinham sido usadas na colonização dos


arquipélagos da Madeira e dos Açores.

3. As capitanias eram parcelas de terras, entregues a capitães-


donatários, com a missão de as povoar e administrar.

4. As capitanias fracassaram porque algumas eram muito grandes,


os capitães não tinham recursos suficientes, os índios e os piratas
atacavam os capitães. [escolher uma]

2. Leitura do Doc. 2 (manual, p. 176), de forma a que os alunos


percebam como era feita a cristianização dos índios do Brasil.

19 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

3. Observação da reconstituição histórica do engenho de açúcar -


Doc. 3 (manual, p. 176), e responder às respetivas questões.

1. O açúcar.

2. Mão de obra escrava.

3. Os escravos vinham de África, faziam trabalhos muito duros e


eram castigados fisicamente.

Os Jesuítas eram
religiosos da
Companhia de Jesus,
uma ordem religiosa
que, entre outras
missões, se encarregou
da cristianização dos
povos coloniais! 😊

. Portugal nos séculos XV e XVI

Aprendizagens Essenciais
Lição n.º . Data: _____-_____-_____
(AE)
Sumário:
. Portugal nos séculos XV e
XVI A aculturação: conceito.
O encontro de povos e culturas.
- Valorizar a diversidade cultural e o
direito à diferença
1. Trabalhar o significado da palavra “aculturação”, com as seguintes
Áreas de competências questões:
 Informação e comunicação
 Bem-estar, saúde e ambiente
– O que poderá querer dizer?
 Relacionamento interpessoal
 Pensamento crítico e criativo – De que forma se relaciona com o que temos estudado
nas últimas aulas?
____________________________
Explicação do conceito.
Conceitos a definir:

20 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

2. Visualizar, o slide 16 do PowerPoint® Didático do


Aculturação
Conjunto das mudanças subdomínio C2 de forma a que os alunos analisem os resultados do
resultantes do contacto, direto e
encontro de povos distintos, a partir das questões de exploração dos
contínuo, entre indivíduos de
documentos da página 182 do manual.
culturas diferentes, em que
normalmente uma cultura se
sobrepõe a outra.
Miscigenação

Mistura de povos de etnias


diferentes.

Dúvidas dos alunos:

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________ Doc. 1
1. O principal objetivo era cristianizar os indígenas.
__________________________ 2. Os jesuítas pretendiam que eles abandonassem os seus
hábitos e se assemelhassem aos europeus.
__________________________
Doc. 2
__________________________ 1. Os europeus passaram a consumir tomate da América, café
de África e chá da Ásia.

Doc. 3
1. Os mulatos eram filhos de europeus e de africanos.
2. A miscigenação correspondeu à mistura de povos com
diferentes características físicas, culturais e linguísticas.

Docs. 4 e 5
1. A língua portuguesa foi influenciada pelas línguas orientais e
pelas línguas africanas. Por outro lado, também se espalhou
e também influenciou as línguas de outros povos, como por
exemplo o japonês.

3. Preencher, após a leitura da pág. 183 do manual escolar, uma


tabela-síntese para conclusão da aula:

DESAFIO
Novos hábitos e costumes
Realizar a Ficha 33
Alimentação Consumo de alimentos novos
do Dossiê do Aluno.

21 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

Relação entre indivíduos Miscigenação e mestiçagem

Vocabulário Palavras novas nas línguas dos países

Proposta de correção da Ficha 33 do Dossiê do Aluno

C2. Portugal nos séculos XV e XVI

Aprendizagens Essenciais
Lição n.º . Data: _____-_____-_____
(AE)
Sumário:.
. Portugal nos séculos XV e A influência dos Descobrimentos nas ciências e na literatura.
O estilo manuelino.
XVI

22 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

- Enumerar características do estilo


Manuelino, sublinhando a sua 1. Explorar o slide 18 do do PowerPoint® Didático do
relação com a expansão marítima
subdomínio C2 para compreenderes a influência da Expansão
Áreas de competências portuguesa nas ciências e na literatura. Responder às questões de
 Informação e comunicação exploração dos Docs. 1 e 2 (manual, p. 188).
 Relacionamento interpessoal
 Pensamento crítico e criativo

_______________________________

Dúvidas dos alunos

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________ Doc. 1

__________________________ 1. O Oriente.
2. Para os Antigos (os Gregos e os Romanos), o Índico era
__________________________ uma lagoa fechada e, por isso, impossível de aceder através
do mar.
3. A experiência é fundamental para conhecermos a verdade.

Doc. 2

1. A expansão marítima portuguesa ou os Descobrimentos.


2. Os mares a sul do cabo Bojador.

2. Leitura do Ver ao pormenor (manual, pp. 190-191). Anotar algumas


das principais características da arte manuelina e exemplos de
monumentos portugueses do estilo. Propor esta visita de estudo
virtual.

3. Elaborar uma tabela-síntese:

A Expansão portuguesa e…

23 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

… a Arte … a Ciência … a Literatura


Elementos
decorativos Invenção do nónio A Peregrinação
(Natureza, mar)
Esfera armilar e
Plantas para Os Lusíadas
brasão real
tratamento de doenças
Torre de Belém Auto da Índia

4. Realizar a Ficha 34 do Dossiê do Aluno.

Proposta de correção da Ficha 34 do Dossiê do Aluno

24 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

C3. Portugal: da União Ibérica à Restauração da Independência

Aprendizagens Essenciais
Lição n.º . Data: _____-_____-_____
(AE)
Sumário: . Da União Ibérica à

Introdução ao estudo do subdomínio C3. Portugal: da União Ibérica à Restauração


Restauração da Independência.
- Analisar as consequências políticas
A Batalha de Alcácer Quibir e a crise dinástica. da morte de D. Sebastião em
Os candidatos ao trono português. Alcácer-Quibir, evidenciando 1578-
80 como o segundo grande
momento de crise política e social de
1. Observação da reconstituição histórica do manual (pp. 196-197) e
Portugal
propor a resposta às seguintes questões:
Áreas de competências
Procura analisar a figura tendo em conta estas questões:  Informação e comunicação
 Relacionamento interpessoal
 O que vês na imagem?  Pensamento crítico e criativo
 Quem são as pessoas representadas?
 Por que razão é feriado no dia 1 de dezembro? _______________________________
 O que significa a expressão “crise dinástica”?

2. Ler e analisar o Doc. 1 (manual, p. 198). Responder às questões


de exploração sobre o desastre da Batalha de Alcácer Quibir.
Dúvidas dos alunos:
1. Portugueses e Mouros.
2. Milhares de soldados portugueses foram aprisionados e __________________________
mortos e Portugal ficou sem o seu rei.
__________________________

3. Explorar, o slide 5 do PowerPoint® Didático do subdomínio C3 __________________________


de forma a que os alunos identifiquem os candidatos ao trono e
respetivos apoiantes. Responder às questões de exploração dos __________________________
Docs. 2 e 3 (manual, p. 198).
__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

Doc. 2
1. Os três principais candidatos ao trono eram Filipe II, D. Conceitos
Catarina (Duquesa de Bragança), e D. António, prior do

25 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

Crato.
Crise dinástica
2. Filipe II era rei de Espanha.
3. Portugal podia perder a independência.
Situação em que há
dificuldades na sucessão de
Doc. 3 um rei.

1. A favor de D. António estava a gente do povo, a favor de


Filipe II estavam os melhores e mais ilustres do reino.
2. “Os melhores e mais ilustres do reino” pertenciam à
nobreza, ao alto clero e à alta burguesia.

4. Observar o slide 6 do PowerPoint® Didático do subdomínio C3


e elaborar um esquema-síntese sobre os vários momentos da crise
dinástica:

Morte de Trono
entregue ao Morte do
D. Sebastião cardeal
cardeal
(na Batalha D. Henrique
D. Henrique
de Alcácer (1580)
Quibir)
(1578)

Vários candidatos
ao trono:
 D. Catarina
 D. António Para saberes +
 Filipe II
Visualizar os vídeos
O desastre de
Alcácer Quibir e A
morte de D.
Sebastião e a crise
da sucessão,
disponíveis na
Escola Virtual ou na
APP EV Smart
Book.

26 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

C3. Portugal: da União Ibérica à Restauração da Independência

Aprendizagens Essenciais
Lição n.º . Data: _____-_____-_____
(AE)
Sumário:

. Da União Ibérica à A União Ibérica. O descontentamento português.


Restauração
1. Observar os Docs. 1 e 2 (manual, p. 200) e responde por escrito às
- Apontar as causas de
descontentamento com o domínio questões de exploração.
filipino que desembocaram na
revolta do 1.º de Dezembro de 1640 Doc. 1

Áreas de competências 1. Do Império Espanhol faziam parte territórios na América


 Informação e comunicação Central e do Sul; o Império Português tinha territórios em
 Relacionamento interpessoal África, Ásia e América do Sul (Brasil).
 Pensamento crítico e criativo 2. Filipe II era homem mais poderoso do seu tempo, porque
era rei de dois dos maiores impérios da época.
_______________________________
Doc. 2

1. D. António, prior do Crato.


2. Os açorianos da ilha Terceira resistiram ao desembarque
Dúvidas dos alunos: dos Espanhóis.

__________________________ 3. Observar o slide 8 do PowerPoint® Didático do subdomínio C3


e responder às questões de exploração do Doc. 3 (manual, p. 200),
__________________________ de forma a que os alunos conheçam as promessas de Filipe I nas
Cortes de Tomar.
__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

Conceitos
União Ibérica

União de Portugal e Espanha


Doc. 3
sob
Parao governo
saberesdo+ mesmo rei,
mas em que cada reino 1. Filipe I de Portugal prometeu respeitar os costumes da
mantinha a sua
Visualizar autonomia.
o vídeo monarquia portuguesa, manter as leis e a língua
Império de Filipe II de
portuguesas, atribuir a portugueses os cargos da
Espanha, disponível
na Escola Virtual ou administrações e do comércio do Oriente.
na APP EV Smart 2. As frases são as 1, 2 e 5.
Book.
4. A partir da leitura do Doc. 4 (manual, p. 200) e do texto de autor

27 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

(manual, p. 201), proposta aos alunos da construção de um quadro


com as razões de descontentamento da população portuguesa em
relação à União Ibérica.

C3. Portugal: da União Ibérica à Restauração da Independência

Aprendizagens Essenciais (AE)


Lição n.º . Data: _____-_____-_____

Sumário: . Da União Ibérica à Restauração

A Restauração da Independência em 1640. - Apontar as causas de


descontentamento com o domínio
filipino que desembocaram na revolta
do 1.º de Dezembro de 1640
1. Leitura do Doc. 1 (manual, p. 202), e análise dos principais
acontecimentos do dia da Restauração da Independência. Áreas de competências
Responder às questões de exploração  Informação e comunicação
1. 1 de dezembro de 1640, no Terreiro do Paço, em Lisboa.  Relacionamento interpessoal
 Pensamento crítico e criativo
2. D. João, Duque de Bragança, foi aclamado rei de Portugal.

3. Miguel de Vasconcelos foi morto e atirado pela janela.

4. Iniciou-se a dinastia de Bragança ou 4.ª dinastia.


Dúvidas dos alunos:

__________________________
2. Observação do slide 11 do PowerPoint® Didático do subdomínio
C3 de forma a que os alunos conheçam a 4.ª dinastia portuguesa, a __________________________
dinastia de Bragança.
__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________
3. Analisar o Doc. 2 (manual, p. 202) e resolver as respetivas
questões de exploração.

1. [5 das representadas no mapa] Define o conceito:

2. Para impedir uma invasão espanhola do território nacional. ■Guerra da Restauração


__________________________
3. A Guerra da Restauração foi um conflito militar entre Portugal e

28 Elisabete Jesus · Eliseu Alves


Guiões de Aulas de Recuperação e Consolidação das Aprendizagens | HGP EM AÇÃO

Espanha, depois de D. João IV se ter tornado rei de Portugal. __________________________

__________________________

4. Sistematizar os conteúdos estudados através de um __________________________

texto-síntese: __________________________

No dia 1 de dezembro de 1640, os nobres __________________________


portugueses quiseram pôr fim à governação
espanhola em Portugal. __________________________

No Paço da Ribeira, prenderam a Duquesa de __________________________


Mântua e atiraram D. Miguel de Vasconcelos pela
janela.
Propor o seguinte
D. João IV assumia, agora, o trono português, desafio
iniciando a 4.ª dinastia, a dinastia de Bragança.
Na página 203 do teu
Os espanhóis não desistiram e, até ao ano de 1668, manual, tens um desafio
lutaram contra os exércitos portugueses na Guerra da a superar: redigir uma
Restauração, o que obrigou o monarca português a notícia, como se fosses
mandar construir fortificações na linha de fronteira e a um jornalista. Mãos à
pedir apoios internacionais. obra! 😊

29 Elisabete Jesus · Eliseu Alves