Você está na página 1de 160

1

BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S. A.

Para contribuir com o processo de desenvolvimento sustentável da Região Nordeste, o BANCO cumpre
o seu papel de agente catalisador do desenvolvimento regional integrado à política econômica do País,
atuando como um instrumento do governo federal na Região para a execução de suas políticas
públicas. Nesse contexto, entende que na relação com seus fornecedores é imprescindível a adoção de
um modelo de atuação que permita e garanta a disseminação de boas práticas de gestão, o respeito
aos direitos humanos, o cumprimento da legislação trabalhista e a conservação do meio ambiente.

Nossa Missão

Atuar como o banco de desenvolvimento da Região Nordeste.

Nossa Visão

Ser o banco preferido do Nordeste, reconhecido pela sua capacidade de promover o bem-estar das
famílias e a competitividade das empresas da Região.

Como Atuamos

Para o cumprimento de sua Missão e Visão, as ações do BANCO estão apoiadas em suas diretrizes
estratégicas, políticas de responsabilidade socioambiental e Código de Conduta Ética e Integridade, em
sintonia com as políticas públicas, princípios do Pacto Global e Objetivos de Desenvolvimento do
Milênio.

Código de Ética e Integridade

O Código de Conduta Ética e Integridade do Banco do Nordeste estabelece o compromisso institucional


frente às relações com nossos empregados, clientes, acionistas, fornecedores e outros parceiros,
governo e sociedade.

No Código estão alinhados compromissos mútuos nas relações de trabalho, atendo-se, sempre, aos
princípios e aos valores éticos fundamentais, a exemplo da honestidade, da cooperação, da disciplina,
do compromisso, da confiança, da transparência, da igualdade e do respeito.

Relação com os Fornecedores e Outros Parceiros

O Banco do Nordeste pauta seu relacionamento com fornecedores e prestadores de serviços orientado
pelo compartilhamento dos padrões morais e éticos e com base na valorização de iniciativas social e
ambientalmente responsáveis.

A seleção de fornecedores e prestadores de serviços é realizada com imparcialidade, transparência e


preservação da qualidade e viabilidade econômica dos serviços prestados e dos produtos fornecidos,
observados os princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência dos atos
administrativos.

O BNB, quando da contratação das empresas prestadoras de serviços, requer que essas empresas e
seus empregados respeitem os princípios e valores éticos fundamentais, a exemplo da honestidade, da
cooperação, da disciplina, do compromisso, da confiança, da transparência, da igualdade e do respeito
mútuo nas relações de trabalho, enquanto perdurar o contrato.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


2

Atendimento à Legislação e às Normas

O Banco do Nordeste exige e cumpre, em seu processo de aquisição de bens e contratação de


serviços, o atendimento à legislação vigente, em especial a Lei nº 13.303/2016 e legislação correlata,
conforme a modalidade licitatória e o objeto pretendido: Lei nº 10.520/2002, Lei Complementar nº
123/2006, Decreto nº 7.174/2010, Decreto nº 8.538/2015, Decreto nº 3.555/2000, dentre outras. O
Banco do Nordeste também veda a participação de empresas que estejam sob pena de interdição de
direitos previstos na Lei nº 9.605/1998 (Lei de Crimes Ambientais) em suas licitações.

Pacto pela Erradicação do Trabalho Escravo

Em cumprimento do disposto no Manual Básico – Recursos Logísticos – Título 2 do BANCO, veda-se


nos processos licitatórios a participação de empresas que mantenham em seus quadros trabalhadores
em condições análogas à de escravo.

Ademais, o BANCO explicita em cláusula específica, nos contratos com fornecedores, Termos de
Parceria, Acordos, Convênios e demais instrumentos contratuais, o combate ao trabalho em condições
análogas à de escravo.

Assim, não é permitida a contratação ou manutenção de contratos com fornecedores que tenham sido
autuados por manterem trabalhadores em condições análogas à de escravidão.

Abolição Efetiva do Trabalho Infantil

O Banco do Nordeste observa os direitos fundamentais no trabalho definidos pelas convenções e


declarações da Organização Internacional do Trabalho (OIT) sobre os Princípios e Direitos
Fundamentais no Trabalho, Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº 8.069/1990) e outras leis,
normas e resoluções contra o trabalho infantil.

Combate à Corrupção em todas as suas Formas

Na realização de seus negócios, o Banco do Nordeste observa os princípios éticos organizacionais


consubstanciados em seu Código de Conduta Ética e Integridade, Estatuto Social, normas da Área de
Desenvolvimento Humano e legislação aplicável.

Valorização da Diversidade

O Banco do Nordeste respeita e valoriza a diversidade de qualquer natureza, dispensando tratamento


equânime a todas as pessoas, sem preconceito de origem social, cultural, étnica ou relativo a gênero,
idade, religião, convicção filosófica ou política, orientação sexual, estado civil, condição física, psíquica
ou grau de escolaridade, repudiando toda e qualquer forma discriminatória.

Nesse sentido, desenvolve ações relacionadas à Valorização da Diversidade, contemplando os temas


Equidade de Gênero, Acessibilidade de Pessoas com Deficiência e Igualdade Racial. Também participa
do Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça, coordenado pela Secretaria de Políticas para as
Mulheres (SPM).

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


3

Adoção de Critérios de Sustentabilidade nas Compras e Contratações do BNB

Nos editais e minutas de contratos em geral, o BANCO preza pelo atendimento da legislação que
recomenda a adoção de critérios de sustentabilidade nas especificações dos bens a serem fornecidos e
a exigência de práticas sustentáveis por parte das empresas contratadas na execução dos serviços,
mormente o Decreto nº 7.746/2012 e a Instrução Normativa SLTI nº 1/2010, e demais dispositivos legais
pertinentes à matéria. Destarte, desde que justificável e preservado o caráter competitivo do certame, as
licitações promovidas pelo BANCO seguem as diretrizes de sustentabilidade expressas no art. 4º
daquele Decreto, a saber:

• baixo impacto sobre recursos naturais como flora, fauna, ar, solo e água;

• preferência para materiais, tecnologias e matérias-primas de origem local;

• maior eficiência na utilização de recursos naturais como água e energia;

• maior geração de empregos, preferencialmente com mão de obra local;

• maior vida útil e menor custo de manutenção do bem e da obra;

• uso de inovações que reduzam a pressão sobre recursos naturais;

• origem sustentável dos recursos naturais utilizados nos bens, nos serviços e nas obras; e

• utilização de produtos florestais madeireiros e não madeireiros originários de manejo florestal


sustentável ou de reflorestamento.

Como consequência, nos instrumentos convocatórios que tenham por objeto o fornecimento de bens,
por exemplo, constatada a presença dos requisitos referentes à justificativa e à competitividade referidos
no parágrafo anterior, são incluídos critérios de sustentabilidade, os quais passam a integrar as
especificações técnicas dos bens.

No que se refere aos contratos, dentre as obrigações gerais do contratado consta a exigência da
adoção de práticas de sustentabilidade na execução dos serviços, de modo a prevenir ações danosas
ao meio ambiente, em observância à legislação vigente, principalmente no que se refere aos crimes
ambientais, contribuindo para a manutenção de um meio ambiente ecologicamente equilibrado.
Adicionalmente, também é obrigação do contratado orientar e capacitar os prestadores de serviços,
fornecendo informações necessárias para a perfeita execução dos serviços, incluindo noções de
responsabilidade socioambiental.

Além da adoção dos critérios e práticas de sustentabilidade já mencionados, outros podem ser adotados
conforme a natureza do objeto a ser contratado. Neste caso, as exigências e/ou obrigações referentes
aos critérios e práticas de sustentabilidade são amoldadas às peculiaridades de cada objeto.

Diretoria de Administração

Superintendência de Logística

Ambiente de Estratégia de Suprimento de Logística

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


4

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 2020/109

O BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A. torna público, para conhecimento dos interessados,
que realizará, no sítio www.comprasgovernamentais.gov.br, às 09h do dia 23/09/2020, mediante
Pregoeiro(a) designado(a) pelo Comitê Gestor da Superintendência de Logística, em 10/09/2020,
licitação do tipo menor preço global, com modo de disputa aberto, sob o regime de empreitada por
preço unitário, objetivando a contratação dos serviços descritos no item 1 deste Edital, regida pelas
Leis nº 13.303, de 30/06/2016,nº 10.520, de 17/07/2002, nº 12.846, de 1º/08/2013, pela Lei
Complementar nº 123, de 14/12/2006, pelos Decretos nº8.538, de 06/10/2015, nº 8.945, de
27/12/2016, nº 10.024, de 20/09/2019, no que couber, pelo Regulamento de Licitações e Contratos
do Banco do Nordeste, publicado em 28/06/2018,e pelos demais dispositivos legais pertinentes à
matéria, seguindo a minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste em 11/06/2020.

1. DO OBJETO

Contratação dos serviços de operação, manutenção preventiva e corretiva, com reposição de


peças, instalação de equipamentos, limpeza e higienização das redes de dutos dos sistemas de ar
condicionado do Centro Administrativo Presidente Getúlio Vargas-CAPGV, localizado em Fortaleza-
CE, em conformidade com as especificações constantes deste Edital e seus Anexos.

2. DAS CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO

2.1. Poderão participar desta licitação interessados que atendam integralmente às condições
estabelecidas neste Edital e seus Anexos.

2.2. É vedada a participação de empresa(s):

2.2.1. cujo administrador ou sócio detentor de mais de 5% (cinco por cento) do capital social
seja diretor ou empregado do Banco do Nordeste;

2.2.2. suspensa pelo Banco do Nordeste;

2.2.3. impedida ou declarada inidônea pela União, enquanto perdurarem os efeitos da


sanção;

2.2.4. constituída por sócio ou empresa que estiver suspensa, impedida ou declarada
inidônea pela União;

2.2.5. cujo administrador seja sócio de empresa suspensa, impedida ou declarada inidônea
pela União;

2.2.6. constituída por sócio que tenha sido sócio ou administrador de empresa suspensa,
impedida ou declarada inidônea pela União, no período dos fatos que deram ensejo à
sanção;

2.2.7. cujo administrador tenha sido sócio ou administrador de empresa suspensa, impedida
ou declarada inidônea pela União, no período dos fatos que deram ensejo à sanção;

2.2.8. que tiver, nos seus quadros de diretoria, pessoa que participou, em razão de vínculo
de mesma natureza, de empresa declarada inidônea;

2.2.9. em recuperação judicial ou extrajudicial, ou em processo de falência, sob concurso de


credores, em dissolução ou em liquidação;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


5

2.2.10. estrangeira que não funcione no País;

2.2.11. que mantenha em seus quadros trabalhadores em condições análogas à de escravo;

2.2.12. que esteja sob pena de interdição de direitos previstos na Lei nº 9.605, de 12/2/1998
(Lei de Crimes Ambientais);

2.2.13. integrantes de um mesmo grupo econômico, assim entendidas aquelas que tenham
diretores, sócios ou representantes legais comuns, ou que utilizem recursos materiais,
tecnológicos ou humanos em comum, exceto se demonstrado que não agem
representando interesse econômico em comum;

2.2.14. cujo(s) administrador(es) ou sócio(s) com poder de direção possua(m) relação de


parentesco (cônjuge, companheiro ou parente em linha reta ou colateral, por
consanguinidade ou afinidade, até o terceiro grau civil) com:

2.2.14.1. dirigente do Banco do Nordeste;

2.2.14.2. empregado do Banco do Nordeste cujas atribuições envolvam a atuação na


área responsável pela licitação ou contratação (área demandante da
licitação, área que realiza a licitação, área com gerenciamento sobre o
contrato da presente licitação);

2.2.14.3. autoridade do ente público a que o Banco do Nordeste esteja vinculado.

2.2.15. reunidas em consórcio.

2.3. Estendem-se as vedações previstas nos subitens 2.2.1 a 2.2.8:

2.3.1. à contratação do próprio empregado ou dirigente, como pessoa física, bem como à
participação dele em procedimentos licitatórios, na condição de licitante;

2.3.2. a quem tenha relação de parentesco, até o terceiro grau civil, com:

2.3.2.1. dirigente do Banco do Nordeste;

2.3.2.2. empregado do Banco do Nordeste cujas atribuições envolvam a atuação na


área responsável pela licitação ou contratação (área demandante da
licitação, área que realiza a licitação, área com gerenciamento sobre o
contrato da presente licitação);

2.3.2.3. autoridade do ente público a que o Banco do Nordeste esteja vinculado;

2.3.3. à empresa cujo proprietário, mesmo na condição de sócio, tenha terminado seu prazo
de gestão ou rompido seu vínculo com o Banco do Nordeste há menos de 6 (seis)
meses, contado da data de abertura desta licitação.

2.4. O licitante Microempresa - ME ou Empresa de Pequeno Porte – EPP optante pelo Simples
Nacional não poderá beneficiar-se da condição de optante, nesta licitação, por se tratar de
contratação de serviços mediante cessão de mão de obra, conforme previsto no art. 31 da Lei
nº 8.212, de 24/07/1991 e alterações e nos arts. 112, 115, 117 e 118, da Instrução Normativa
– RFB nº 971, de 13/11/2009 e alterações, portanto, estará sujeito à retenção na fonte de
tributos e contribuições sociais, na forma da legislação em vigor, em decorrência da sua
exclusão obrigatória do Simples Nacional, a contar do mês seguinte ao da contratação, em
consequência do que dispõem o art. 17, inciso XII, art. 30, inciso II e art. 31, inciso II, da Lei
Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006 e alterações.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


6

2.5. A empresa optante pelo Simples Nacional que, porventura, venha a ser contratada, após a
assinatura do Contrato, no prazo de 90 (noventa) dias, deverá apresentar cópia dos ofícios,
com comprovantes de entrega e recebimento, comunicando a assinatura do Contrato de
prestação de serviços mediante cessão de mão de obra (situação que gera vedação à opção
por tal regime tributário) às respectivas Secretarias Federal, Estadual, Distrital e/ou Municipal,
no prazo previsto no inciso II do § 1º do artigo 30 da Lei Complementar nº 123, de 14 de
dezembro de 2006 e alterações.

3. DA REPRESENTAÇÃO E DO CREDENCIAMENTO

3.1. Os licitantes ou seus representantes legais deverão estar previamente credenciados junto ao
órgão provedor do sistema eletrônico.

3.2. O credenciamento dar-se-á pela atribuição de chave de identificação e de senha, pessoal e


intransferível, para acesso ao sistema eletrônico no sítio www.comprasgovernamentais.gov.br.

3.3. O credenciamento do licitante dependerá de registro cadastral atualizado no Sistema de


Cadastramento Unificado de Fornecedores – Sicaf, cujo objeto social seja pertinente e
compatível com o objeto desta licitação.

3.4. A chave de identificação e a senha poderão ser utilizadas em qualquer pregão na forma
eletrônica, salvo quando cancelada por solicitação do credenciado ou em virtude de seu
descadastramento perante o Sicaf.

3.5. A perda da senha ou a quebra de sigilo deverão ser comunicadas imediatamente ao provedor
do sistema, para imediato bloqueio de acesso.

3.6. O uso da senha de acesso pelo licitante é de sua responsabilidade exclusiva, incluindo
qualquer transação efetuada diretamente ou por seu representante, não cabendo ao provedor
do sistema ou ao Banco do Nordeste, promotor da licitação, responsabilidade por eventuais
danos decorrentes do uso indevido da senha, ainda que por terceiros.

3.7. O credenciamento junto ao provedor do sistema implica a responsabilidade legal do licitante


ou de seu representante legal e a presunção de sua capacidade técnica para realização das
transações inerentes ao pregão na forma eletrônica.

3.8. O Banco do Nordeste não é unidade cadastradora do Sicaf, apenas consultora.

4. DA IMPUGNAÇÃO AO EDITAL E DOS PEDIDOS DE ESCLARECIMENTOS

4.1. Até 5 (cinco) dias úteis antes da data fixada para abertura da sessão pública, qualquer
cidadão é parte legítima para impugnar o presente Edital, mediante petição a ser enviada
exclusivamente por meio eletrônico via Internet (e-mail:
comissaoespecialdelicitacao@bnb.gov.br).

4.2. Caberá ao pregoeiro, auxiliado pelo setor competente, responder à impugnação no prazo de
até 3 (três) dias úteis.

4.3. A impugnação feita tempestivamente pelo licitante não o impedirá de participar do


procedimento licitatório até o trânsito em julgado da decisão a ela pertinente.

4.4. Acolhida a impugnação contra este Edital, será definida e publicada nova data para
realização do certame, exceto quando, inquestionavelmente, a alteração não afetar a
formulação das propostas.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


7

4.5. Quaisquer pedidos de esclarecimentos, porventura necessários para o perfeito entendimento


deste Edital, deverão ser encaminhados ao Pregoeiro exclusivamente por meio eletrônico via
Internet (e-mail: comissaoespecialdelicitacao@bnb.gov.br), até 3 (três) dias úteis anteriores à
data fixada para abertura da sessão pública.

4.6. Mensagens eletrônicas relativas a impugnações e a pedidos de esclarecimentos, quando


enviadas no prazo final admitido, somente serão analisadas se recebidas até às 17:30h.

4.7. As respostas às impugnações e aos esclarecimentos solicitados serão disponibilizados no


sistema eletrônico para conhecimento de todos os interessados.

5. DO ENVIO DA PROPOSTA DE PREÇOE DOS DOCUMENTOS DE HABILITAÇÃO

5.1. A participação no pregão dar-se-á por meio da digitação da senha privativa do licitante,
exclusivamente pelo sítio eletrônico www.comprasgovernamentais.gov.br.

5.2. O interessado em participar do pregão deverá enviar, por meio do sistema eletrônico
Comprasnet, via Internet, até a data e horário estabelecidos no preâmbulo deste Edital,
concomitantemente:

5.2.1. a proposta de preço inicial e, quando for o caso, seus anexos;

5.2.2. os documentos de habilitação, que não estejam contemplados no Sicaf, ou que


supram a habilitação parcial no referido sistema.

5.3. Qualquer elemento que identificar o licitante importará desclassificação de sua proposta, sem
prejuízo das sanções previstas neste Edital.

5.4. Quando do envio de sua proposta e dos documentos de habilitação, o licitante deverá prestar,
dentre outras declarações exigidas na forma padrão apresentada pelo sistema Comprasnet,
as seguintes declarações:

5.4.1. de que cumpre plenamente os requisitos de habilitação e que sua proposta está em
conformidade com as exigências previstas neste Edital;

5.4.2. de inexistência de fato superveniente impeditivo de habilitação;

5.4.3. de que não emprega menores de 18 anos em trabalho noturno, perigoso ou insalubre
ou menores de 16 anos em qualquer trabalho, salvo a partir de 14 anos na condição
de aprendiz;

5.4.4. de que atende aos requisitos do art. 3º da lei complementar nº 123/2006, caso queira
valer-se do tratamento diferenciado conferido às microempresas e às empresas de
pequeno porte pela referida lei e no Decreto nº 8.538/2015;

5.4.5. de que sua proposta foi elaborada de forma independente.

5.5. A declaração falsa relativa ao cumprimento do disposto no subitem 5.4 sujeitará o licitante às
sanções previstas neste Edital.

5.6. O licitante será responsável por todas as transações que forem efetuadas em seu nome no
sistema eletrônico, assumindo como firmes e verdadeiras sua proposta e subsequentes
lances, se for o caso.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


8

5.7. Incumbirá ao licitante acompanhar as operações no sistema eletrônico durante a sessão


pública do pregão, ficando responsável pelo ônus decorrente da perda de negócios diante da
inobservância de quaisquer mensagens emitidas pelo sistema ou de sua desconexão.

5.8. Até a abertura da sessão, os licitantes poderão retirar ou substituir a proposta e os


documentos de habilitação anteriormente apresentados.

5.9. A proposta deverá indicar o preço global, elaborada na forma do Anexo VI - Modelo de
Proposta.

5.10. Não será estabelecida, nessa etapa do certame, ordem de classificação entre as propostas
apresentadas, o que somente ocorrerá após a realização dos procedimentos de negociação e
julgamento da proposta.

5.11. Para a elaboração da proposta o licitante deverá considerar:

5.11.1. conformidade com as disposições constantes do Anexo I - Termo de Referência;

5.11.2. prazo de validade de 90 (noventa) dias, contado da abertura deste Pregão;

5.11.3. inclusão de todos os custos dos serviços, tais como: lucro, despesas administrativas e
operacionais, despesas com supervisão, tributos (taxas, tarifas e contribuições), além
de quaisquer despesas diretas ou indiretas não explicitadas na planilha, mas
decorrentes da execução dos serviços, bem como outros custos decorrentes ou que
venham a ser devidos em razão da contratação objeto deste Edital, não cabendo ao
Banco do Nordeste, quaisquer custos adicionais, representando compensação
integral pela prestação dos serviços;

5.11.4. que não será aceita cotação de:

5.11.4.1. remuneração dos profissionais inferior ao piso mínimo da categoria, definido


em convenção coletiva;

5.11.4.2. encargos sociais e indicação de percentuais de tributos com valores


irrisórios ou em desacordo com a legislação vigente;

5.11.4.3. preços excessivos ou de valores irrisórios, de valor zero ou manifestamente


inexequíveis, assim considerados aqueles que não venham a ter
demonstrada a sua viabilidade através de documentação que comprove sua
coerência com os preços de mercado acrescidos dos respectivos encargos;

5.11.4.4. preços diferenciados para a mesma Unidade de Serviço (US).

5.12. Não poderá ser alterado o conteúdo da proposta apresentada, ressalvadas as alterações que
se destinem a sanar evidentes erros formais, as quais deverão ser avaliadas pelo Pregoeiro.

5.13. Caberá ao licitante que vier a ser contratado a responsabilidade integral pelos Contratos de
trabalho que celebrar com seus empregados, assim como pelas obrigações trabalhistas e
previdenciárias a eles pertinentes, tendo em vista que os profissionais alocados na prestação
dos serviços não terão qualquer vínculo empregatício e/ou administrativo com o BANCO.

6. DA ABERTURA DA SESSÃO E CLASSIFICAÇÃO DAS PROPOSTAS DE PREÇOS

6.1. Na data e horário estabelecidos no preâmbulo deste Edital, terá início a sessão pública com a
divulgação dos valores das propostas eletrônicas recebidas, não havendo nesse momento a

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


9

identificação dos participantes, o que só ocorrerá após o encerramento dessa etapa, conforme
regras estabelecidas neste Edital e em cumprimento com as normas vigentes.

6.2. O Pregoeiro verificará as propostas apresentadas, desclassificando aquelas que não estejam
em conformidade com os requisitos estabelecidos neste Edital.

6.3. O Pregoeiro poderá suspender a sessão pública do Pregão quando constatar que a avaliação
da conformidade das propostas irá perdurar por mais de um dia.

6.4. Após a suspensão da sessão pública, o Pregoeiro informará, via chat, os licitantes acerca da
data prevista para o início da oferta de lances.

6.5. O sistema ordenará, automaticamente, as propostas classificadas pelo Pregoeiro, sendo que
somente estas participarão da fase de lance.

6.6. Os licitantes deverão permanecer logados no Sistema Eletrônico até a conclusão do certame,
salvo interrupções/adiamentos informados pelo Pregoeiro, para que o mesmo possa convocá-
los se necessário, na ordem de classificação e por meio do Chat, em especial nas situações
de desclassificação de proposta por enquadramento no disposto no subitem 8.17 e
inabilitação do licitante.

6.7. Após a abertura da sessão pública do pregão, não caberá desistência de proposta, salvo se
por motivo justo, devidamente comprovado, decorrente de fato superveniente e aceito pelo
Pregoeiro.

6.8. Não restando comprovado o atendimento ao requisito fixado no subitem 6.7, o licitante
desistente ficará sujeito à aplicação das sanções previstas neste Edital.

7. DA ETAPA DE LANCES

7.1. Iniciada a etapa competitiva, os licitantes poderão encaminhar lances exclusivamente por
meio do sistema eletrônico, sendo o licitante imediatamente informado do seu recebimento e
do valor consignado no registro.

7.2. Os licitantes poderão oferecer lances sucessivos, observados o horário fixado para abertura
da sessão e as regras estabelecidas neste Edital.

7.3. O licitante somente poderá oferecer valor inferior ao último lance por ele ofertado e registrado
pelo sistema, observado o intervalo mínimo de percentuais entre os lances, que incidirá tanto
em relação aos lances intermediários quanto em relação ao lance que cobrir a melhor oferta.

7.4. Será adotado para o envio de lances o modo de disputa aberto, em que os licitantes
apresentarão lances públicos e sucessivos, com prorrogações, conforme o critério de
julgamento adotado no item 8 deste Edital.

7.5. O intervalo mínimo de diferença de percentuais entre os lances, que incidirá tanto em relação
aos lances intermediários quanto em relação à proposta que cobrir a melhor oferta deverá ser
de 0,1% (zero vírgula um por cento).

7.6. Não serão aceitos dois ou mais lances de mesmo valor, prevalecendo aquele que for recebido
e registrado primeiro.

7.7. Durante o transcurso da sessão pública, os licitantes serão informados, em tempo real, do
valor do menor lance registrado, vedada a identificação do licitante.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


10

7.8. A etapa de envio de lances na sessão pública durará 10 (dez) minutos e, após isso, será
prorrogada automaticamente pelo sistema quando houver lance ofertado nos últimos 2 (dois)
minutos do período de duração da sessão pública.

7.9. A prorrogação automática da etapa de envio de lances, de que trata o subitem 7.8, será de 2
(dois) minutos e ocorrerá sucessivamente sempre que houver lances enviados nesse período
de prorrogação, inclusive quando se tratar de lances intermediários.

7.10. Na hipótese de não haver novos lances na forma estabelecida nos subitens 7.8 e 7.9, a
sessão pública será encerrada automaticamente.

7.11. Encerrada a sessão pública sem prorrogação automática pelo sistema, nos termos do
disposto no subitem 7.9, o pregoeiro poderá, assessorado pela equipe de apoio, admitir o
reinício da etapa de envio de lances, em prol da consecução do melhor preço, mediante
justificativa.

7.12. Na hipótese de o sistema eletrônico desconectar para o pregoeiro no decorrer da etapa de


envio de lances da sessão pública e permanecer acessível aos licitantes, os lances
continuarão sendo recebidos, sem prejuízo dos atos realizados.

7.13. Quando a desconexão do Pregoeiro persistir por tempo superior a 10 (dez) minutos, a sessão
pública será suspensa e reiniciada somente decorridas 24 (vinte e quatro) horas após a
comunicação do fato aos participantes, no sítio eletrônico utilizado para divulgação.

7.14. Os documentos que compõem a proposta e a habilitação do licitante melhor classificado


somente serão disponibilizados para avaliação do pregoeiro e para acesso público após o
encerramento do envio de lances.

8. DO JULGAMENTO DAS PROPOSTAS DE PREÇOS

8.1. Para classificação e julgamento das propostas de preços e lances será adotado o critério de
menor preço global, que servirá de base para definição do vencedor.

8.2. Após a etapa de lances, se a proposta mais bem classificada não tiver sido ofertada por
microempresa ou empresa de pequeno porte, e houver proposta apresentada por
microempresa ou empresa de pequeno porte que seja igual ou até 5% (cinco por cento)
superior à proposta mais bem classificada, ficará caracterizada a situação de empate,
procedendo-se da seguinte forma:

8.2.1. a microempresa ou empresa de pequeno porte mais bem classificada poderá, no


prazo de 5 (cinco) minutos, contados do envio da mensagem automática pelo
sistema, apresentar proposta de preço inferior àquela considerada vencedora do
certame, situação em que, verificada a efetividade da proposta e atendidas as
exigências habilitatórias, será adjudicado o objeto licitado em seu favor;

8.2.2. caso a microempresa ou empresa de pequeno porte mais bem classificada não
exerça o direito de preferência na forma do subitem 8.2.1 deste Edital, o sistema
convocará, automaticamente, as remanescentes que porventura se enquadrem na
situação de empate, na ordem classificatória, para o exercício do mesmo direito;

8.2.3. no caso de equivalência de valores apresentados pelas microempresas e empresas


de pequeno porte que se encontrem enquadradas na situação de empate, será
realizado sorteio entre elas para que se identifique aquela que primeiro poderá
apresentar a melhor oferta;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


11

8.2.4. a microempresa ou empresa de pequeno porte convocada deverá apresentar nova


proposta dentro do prazo previsto no subitem 8.2.1, sob pena de preclusão.

8.3. Na hipótese de não contratação nos termos previstos no subitem 8.2, o objeto licitado será
adjudicado em favor da proposta originalmente vencedora do certame, desde que verificada a
efetividade da proposta e atendidas as exigências habilitatórias.

8.4. O direito de preferência previsto no subitem 8.2 somente será aplicado quando, encerrada a
etapa de lances, a melhor oferta não tiver sido apresentada por microempresa ou empresa de
pequeno porte.

8.5. Após a aplicação do direito de preferência conferido às microempresas e empresas de


pequeno porte, quando cabível, persistindo o empate entre 2 (duas) ou mais propostas, serão
utilizados, na ordem em que se encontram enumerados, os seguintes critérios de desempate:

8.5.1. disputa final, em que os licitantes empatados poderão apresentar nova proposta
fechada, em ato contínuo ao encerramento da etapa de julgamento;

8.5.2. critérios estabelecidos no art. 3ºda Lei nº 8.248, de 23 de outubro de 1991, e no §


2ºdo art. 3ºda Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, conforme o caso;

8.5.3. sorteio, a ser realizado pelo sistema eletrônico, se persistir o empate.

8.6. Efetuado o julgamento dos lances ou propostas, o Pregoeiro promoverá a verificação da


efetividade, exclusivamente, quanto ao melhor lance ou proposta, desclassificando aqueles
que:

8.6.1. contenham vícios insanáveis;

8.6.2. descumpram especificações técnicas constantes deste Edital;

8.6.3. apresentem preços manifestamente inexequíveis;

8.6.4. se encontrem acima do orçamento estimado para a contratação objeto da presente


licitação;

8.6.5. não tenham a sua exequibilidade demonstrada, quando exigido pelo Pregoeiro;

8.6.6. apresentem desconformidade com outras exigências deste Edital, salvo se for
possível a acomodação a seus termos antes da adjudicação do objeto e sem que se
prejudique a atribuição de tratamento isonômico entre os licitantes.

8.7. Caso a proposta não seja aceitável e/ou na hipótese de o licitante não atender às exigências
habilitatórias, o Pregoeiro examinará a proposta ou o lance subsequente, verificando a sua
efetividade, na ordem de classificação e, assim sucessivamente, até a apuração de uma
proposta ou um lance que atenda a este Edital.

8.8. O Pregoeiro poderá realizar diligências para aferir a exequibilidade das propostas ou exigir
dos licitantes que ela seja demonstrada, podendo ser adotados, dentre outros os seguintes
procedimentos:

8.8.1. questionamentos junto ao licitante para a apresentação de justificativas e


comprovações em relação aos custos com indícios de inexequibilidade;

8.8.2. verificação de acordos coletivos, convenções coletivas ou sentenças normativas em


dissídios coletivos de trabalho;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


12

8.8.3. levantamento de informações junto ao Ministério do Trabalho e Emprego, e junto ao


Ministério da Previdência Social;

8.8.4. consultas a entidades ou conselhos de classe, sindicatos ou similares;

8.8.5. pesquisas em órgãos públicos ou empresas privadas;

8.8.6. verificação de outros Contratos que o proponente mantenha com a Administração ou


com a iniciativa privada;

8.8.7. pesquisa de preço com fornecedores dos insumos utilizados, tais como: atacadistas,
lojas de suprimentos, supermercados e fabricantes;

8.8.8. verificação de notas fiscais dos produtos adquiridos pelo proponente;

8.8.9. levantamento de indicadores salariais ou trabalhistas publicados por órgãos de


pesquisa;

8.8.10. estudos setoriais;

8.8.11. consultas às Secretarias de Fazenda Federal, Distrital, Estadual ou Municipal;

8.8.12. análise de soluções técnicas escolhidas e/ou condições excepcionalmente favoráveis


que o proponente disponha para a prestação dos serviços;

8.8.13. demais verificações que porventura se fizerem necessárias.

8.9. Nos casos em que forem detectados erros e/ou inconsistências nas planilhas apresentadas,
durante a aceitação da proposta, o Pregoeiro poderá determinar ao proponente, mediante
diligência, a promoção de ajustes nessas planilhas, se possível, para refletir corretamente os
custos envolvidos na contratação, desde que não haja majoração do preço proposto.

8.10. O Contratado deverá arcar com o ônus decorrente de eventual equívoco no dimensionamento
dos quantitativos de sua proposta, devendo complementá-los, caso o previsto inicialmente em
sua proposta não seja satisfatório para o atendimento ao objeto da licitação, ficando certo
que:

8.10.1. o disposto acima se aplica, inclusive, nos casos de equívoco afeta à fixação dos
custos variáveis decorrentes de fatores futuros e incertos, tais como valor provido com
o quantitativo de vale transporte;

8.10.2. caso a proposta apresente eventual equívoco de dimensionamento dos quantitativos


que favoreça o Contratado, este será revertido como lucro durante a vigência da
contratação, mas poderá ser objeto de negociação para a eventual prorrogação
contratual.

8.11. Na hipótese de necessidade de suspensão de sessão pública para a realização de diligências,


com vista ao saneamento das propostas, a sessão pública somente poderá ser reiniciada
mediante aviso prévio no sistema com, no mínimo, vinte e quatro horas de antecedência, e a
ocorrência será registrada em ata.

8.12. Confirmada a efetividade do lance ou proposta que obteve a primeira colocação na etapa de
julgamento, ou que passe a ocupar essa posição em decorrência da desclassificação de outra
que tenha obtido colocação superior, o Pregoeiro negociará condições mais vantajosas com o
licitante que o apresentou, por meio de envio de contraproposta.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


13

8.13. A negociação será realizada por meio do sistema Comprasnet, podendo ser acompanhada
pelos demais licitantes.

8.14. A negociação será feita com os demais licitantes, segundo a ordem inicialmente estabelecida,
quando o preço do primeiro colocado, mesmo após a negociação, permanecer acima do
orçamento estimado pelo BANCO.

8.15. Se depois de adotada a providência referida no subitem 8.14 não for obtido valor igual ou
inferior ao orçamento estimado para a contratação, a presente licitação poderá ser revogada
ou declarada fracassada.

8.16. O licitante que ofertou o menor preço obriga-se a encaminhar ao BANCO, em arquivo único e
“zipado”, por meio da opção “Enviar Anexo” do sistema Comprasnet, no prazo máximo de 2
(duas) horas, contado da solicitação do Pregoeiro, não sendo considerados documentos
anexados após o referido prazo:

8.16.1. proposta de preço ajustada ao valor do seu último lance ofertado ou resultante de
negociação, na forma do Anexo VI - Modelo de Proposta, em formato Word (.doc ou
.docx) ou Excel (.xls ou .xlsx);

8.16.2. Planilha de Custos e Formação de Preços, devidamente preenchida, na forma do


Anexo VII deste Edital;

8.16.3. comprovação do Fator Acidentário de Prevenção (FAP), por meio de apresentação da


GFIP atualizada ou de outro documento apto a evidenciá-lo.

8.17. O não atendimento do disposto no subitem 8.16, além de implicar na desclassificação da


proposta, também sujeitará o licitante às penalidades legais cabíveis, consoante subitem15.1
deste Edital.

8.18. Os documentos remetidos por meio da opção “Enviar Anexo” do Sistema Comprasnet,
somente serão solicitados em original ou por cópia autenticada quando houver dúvida em
relação à sua autenticidade, em prazo a ser estabelecido pelo Pregoeiro, devendo a
documentação solicitada ser encaminhada para o endereço constante do subitem16.13 deste
Edital.

8.19. A desclassificação de proposta será sempre fundamentada e registrada no sistema, com


acompanhamento em tempo real por todos os participantes.

8.20. O não encaminhamento da documentação solicitada pelo Pregoeiro afeta a proposta,


caracterizando a desistência por parte do licitante, o qual, além de ter sua proposta
desclassificada, sujeitar-se-á às sanções previstas neste Edital.

8.21. Confirmada a aceitabilidade da proposta, o Pregoeiro examinará os documentos de


habilitação do licitante classificado em primeiro lugar, na forma do item 9 deste Edital.

9. DA HABILITAÇÃO

9.1. A habilitação do proponente será verificada por meio do Sicaf (habilitação parcial) e da
documentação complementar especificada neste item.

9.2. Para comprovar a habilitação parcial do licitante no Sicaf, o Pregoeiro realizará consulta online
no referido sistema com vistas à:

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


14

9.2.1. comprovação da regularidade fiscal e trabalhista, bem como da boa situação


financeira do licitante, esta última demonstrada pela apresentação dos índices de
Liquidez Geral (LG), Liquidez Corrente (LC) e Solvência Geral (SG) com resultado
superior a 1 (um), ressalvado o disposto no subitem 9.3, calculados conforme a
seguir:

LG = __Ativo Circulante + Realizável a Longo Prazo__


Passivo Circulante + Exigível a Longo Prazo

SG = _____________ Ativo Total_______________


Passivo Circulante + Exigível a Longo Prazo

LC = __Ativo Circulante__
Passivo Circulante

9.2.2. verificação da composição societária do licitante, a fim de se certificar de que não há


entre os sócios servidores do próprio BANCO (Acórdão TCU nº 1.793/2011 –
Plenário).

9.3. Caso não fique demonstrada a boa situação financeira da empresa por meio da consulta
online no Sicaf, o Pregoeiro verificará a comprovação dos índices (LG, LC e SG) superiores a
1 (um) por meio do balanço patrimonial, na forma do subitem 9.8.1 deste Edital.

9.4. Verificada a habilitação parcial no Sicaf, o Pregoeiro realizará as consultas relacionadas a


seguir, visando comprovar a inexistência de registros impeditivos da contratação do licitante
(Acórdãos nº 1.793/2011 e nº 2.218/2011, ambos do Plenário do TCU), bem como para
confirmar que o licitante não integra a lista de inidôneos do TCU para participar de licitações
realizadas pela Administração Pública Federal:

9.4.1. Cadastro Nacional de Empresas Inidôneas e Suspensas (Ceis) e Cadastro Nacional


de Empresas Punidas (CNEP)do Portal da Transparência (disponíveis em
www.portaldatransparencia.gov.br, nos links ”Empresas Inidôneas e Suspensas” e
”Empresas Punidas”, respectivamente);

9.4.2. Cadastro Nacional de Condenações Cíveis por Ato de Improbidade Administrativa do


Conselho Nacional de Justiça - CNJ (disponível em
www.cnj.jus.br/improbidade_adm/consultar_requerido.php);

9.4.3. Lista de Inidôneos do TCU(disponível em: https://portal.tcu.gov.br/responsabilizacao-


publica/licitantes-inidoneos/.

9.5. Efetuadas as consultas previstas no subitem 9.4, o Pregoeiro verificará a conformidade da


documentação complementar relativa aos parâmetros QUALIFICAÇÃO TÉCNICA e
CAPACIDADE ECONÔMICA E FINANCEIRA e, no caso de o licitante não estar com o
cadastramento atualizado no Sicaf, também verificará a documentação complementar relativa
aos parâmetros HABILITAÇÃO JURÍDICA, REGULARIDADE FISCAL E TRABALHISTA.

9.6. A comprovação da QUALIFICAÇÃO TÉCNICA consistirá na seguinte documentação


complementar:

9.6.1. Certidão de Registro e Quitação de Pessoa Jurídica junto ao Conselho Regional de


Engenharia e Agronomia - CREA, que comprove sua habilitação para o exercício das
atividades relativas ao objeto desta licitação, na qual conste nominalmente seu(s)
responsável(eis) técnico(s);

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


15

9.6.2. comprovação do vínculo do licitante com o(s) responsável(is) técnico(s) indicado(s) no


subitem 9.6.1, mediante juntada de cópia da documentação a seguir:

9.6.2.1. carteira de trabalho (página da identificação do empregado e dos dados do


contrato de trabalho), no caso de empregado(s);

9.6.2.2. contrato social, no caso de sócio(s);

9.6.2.3. contrato de prestação de serviços, devidamente assinado pelas partes e


com firmas reconhecidas, no caso de profissional(is) autônomo(s);ou

9.6.2.4. declaração de contratação futura do profissional detentor do atestado


apresentado, desde que acompanhada da anuência deste;

9.6.3. Certidão de Acervo Técnico, fornecida pelo Conselho Regional de Engenharia e


Agronomia - CREA, ou atestado devidamente registrado no referido Conselho, onde
se comprove a execução, pelo(s) responsável técnico(s), de serviços de
características semelhantes às do objeto da presente licitação;

9.6.4. Termo de Vistoria, conforme Anexo VIII, assinado por funcionário do BANCO e pelo
profissional indicado pelo licitante para realização da vistoria, comprovando a visita do
licitante a todos os locais onde serão prestados os serviços, devendo o profissional
indicado comprovar registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia –
CREA, OU, caso o licitante opte por não realizar a vistoria, deverá apresentar, em
substituição ao Termo de Vistoria, Declaração de Conhecimento, conforme Anexo
IX, devidamente assinada pelo seu responsável técnico, de que possui pleno
conhecimento do objeto, das condições e das peculiaridades inerentes à natureza dos
trabalhos a serem executados.

9.7. Para fins de verificação da qualificação técnica, será observado o disposto a seguir:

9.7.1. entende-se por serviços de características semelhantes às do objeto da presente


licitação, aqueles referentes à operação, manutenção preventiva e corretiva em
sistemas de climatização que utilizam pelo menos 1 (um) equipamento do tipo Chiller
com compressor alternativo semi-hermético, condensação a água e 1 (uma) Torre de
Resfriamento em sua composição e a capacidade total do(s) Chiller(s) seja de pelo
menos 500 TR (Toneladas de Refrigeração);

9.7.2. não será admitido o somatório de atestados para comprovação das quantidades
acima, as quais deverão ser comprovadas em um mesmo atestado;

9.7.3. somente será(ão) aceito(s) atestado(s) expedido(s) após a conclusão do contrato ou


se decorrido, pelo menos, um ano do início de sua execução, exceto se firmado para
ser executado em prazo inferior;

9.7.4. os licitantes deverão disponibilizar, quando solicitadas pelo Pregoeiro, todas as


informações necessárias à comprovação da legitimidade do(s) atestado(s) de
capacidade técnica apresentado(s), podendo, para tanto, o Pregoeiro solicitar cópia
do instrumento que deu suporte à contratação, endereço atual do contratante e local
em que foram prestados os serviços, dentre outros documentos.

9.8. A comprovação da CAPACIDADE ECONÔMICA E FINANCEIRA, consistirá na seguinte


documentação complementar:

9.8.1. Balanço Patrimonial do último exercício, apresentado na forma da lei;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


16

9.8.2. Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) relativa ao último exercício social,


apresentada na forma da lei;

9.8.3. Certidão negativa de feitos sobre falência, recuperação judicial ou recuperação


extrajudicial, expedida pelo distribuidor da sede do licitante;

9.8.4. Declaração de contratos firmados com a iniciativa privada e Administração Pública,


vigentes na data da sessão pública de abertura deste Pregão, conforme modelo
constante do Anexo X deste Edital, ressalvado que:

9.8.4.1. caso o valor total constante na Declaração de que trata o subitem 9.8.4
apresente divergência percentual superior ou inferior a 10% (dez por cento)
em relação à receita bruta discriminada na Demonstração de Resultado do
Exercício (DRE), o licitante deverá apresentar as devidas justificativas,
acompanhada da relação de contratos com a iniciativa privada e
Administração Pública vigentes no ano ao qual a DRE se refere, na forma
do Anexo XI deste Edital;

9.8.4.2. caso as justificativas e a relação de contratos que a acompanha não sejam


enviadas juntamente com os documentos de habilitação, na forma
estabelecida no subitem 5.2 deste Edital, o Pregoeiro fixará prazo para a
sua apresentação.

9.9. Para fins de verificação da capacidade econômica e financeira, será observado o disposto a
seguir:

9.9.1. os documentos exigidos no subitem 9.8 deverão comprovar:

9.9.1.1. índices contábeis (LG, LC e SG) superiores a 1 (um);

9.9.1.2. Capital Circulante Líquido (CCL) ou Capital de Giro (Ativo Circulante -


Passivo Circulante) de, no mínimo, 16,66% (dezesseis inteiros e sessenta e
seis centésimos por cento) do valor anual da proposta;

9.9.1.3. Patrimônio Líquido igual ou superior a 10% (dez por cento) do valor anual
da proposta;

9.9.1.4. Patrimônio Líquido superior a 1/12 (um doze avos) do valor total dos
contratos vigentes firmados com a Administração Pública e com a iniciativa
privada, calculado da forma abaixo:

Valor do Patrimônio Líquido x 12 > 1


Valor total dos contratos

9.9.2. caso na Declaração de contratos apresentada pelo licitante (subitem 9.8.4) exista(m)
contrato(s) com vigência inferior a 12 (doze) meses, será considerado o valor anual
projetado do contrato (valor mensal do contrato x 12) para efeito de aplicação da
fórmula constante do subitem 9.9.1.4 acima;

9.9.3. será considerado na forma da lei o Balanço Patrimonial que esteja assinado por
contabilista legalmente habilitado e por responsável pela empresa, e seja apresentado
em uma das formas a seguir:

9.9.3.1. publicação em jornal de grande circulação ou em Diário Oficial;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


17

9.9.3.2. exemplar registrado ou autenticado pela Junta Comercial da sede do


licitante, quando se tratar de empresa comercial, ou autenticado em
Cartório de Registro Civil das Pessoas Jurídicas, se sociedade civil;

9.9.3.3. transcrição no livro Diário, em que se comprove o registro pela Junta


Comercial da sede do licitante, quando se tratar de empresa comercial, ou a
autenticação em Cartório de Registro Civil das Pessoas Jurídicas, se
sociedade civil, acompanhada, obrigatoriamente, de cópia autenticada dos
Termos de Abertura e de Encerramento do respectivo livro;

9.9.3.4. disponibilizado via Escrituração Contábil Digital – ECD, desde que


comprovada a transmissão desta à Receita Federal do Brasil, por meio da
apresentação do Termo de Autenticação (recibo gerado pelo Sistema
Público de Escrituração Digital – SPED).

9.10. A comprovação da HABILITAÇÃO JURÍDICA, caso o licitante não se encontre com o


cadastramento atualizado no Sicaf, consistirá na seguinte documentação complementar:

9.10.1. registro mercantil, no caso de empresa individual;

9.10.2. ato constitutivo, estatuto ou contrato social em vigor, devidamente registrado,


acompanhado de documentos comprobatórios da eleição de seus administradores, no
qual deverá constar, dentre os objetivos sociais, a execução de atividades da mesma
natureza ou compatíveis com o objeto da licitação;

9.10.3. inscrição do ato constitutivo, no caso de sociedades civis, acompanhada de prova de


diretoria em exercício;

9.10.4. decreto de autorização, em se tratando de empresa ou sociedade estrangeira em


funcionamento no País, e ato de registro ou autorização para funcionamento expedido
pelo órgão competente, quando a atividade assim o exigir.

9.11. A comprovação da REGULARIDADE FISCALE TRABALHISTA, caso o licitante não se


encontre com o cadastramento atualizado no Sicaf, consistirá na seguinte documentação
complementar:

9.11.1. prova de regularidade para com a Fazenda Federal, mediante apresentação de


certidão expedida pela Secretaria da Receita Federal do Brasil – RFB e pela
Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional – PGFN, referente a todos os tributos
federais e à Dívida Ativa da União – DAU por elas administrados;

9.11.2. Certificado de Regularidade do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – FGTS,


emitido pela Caixa Econômica Federal;

9.11.3. Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas - CNDT, ou Positiva com Efeito de


Negativa, em cumprimento ao disposto na Lei nº 12.440, de 07/07/2011.

9.12. Para fins de verificação da regularidade fiscal e trabalhista, será observado o disposto a
seguir:

9.12.1. será considerada a CNDT mais atualizada, conforme entendimento do Tribunal


Superior do Trabalho – TST, ratificada pela orientação do Ministério do Planejamento,
Orçamento e Gestão;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


18

9.12.2. a comprovação da regularidade fiscal e trabalhista das microempresas e empresa de


pequeno porte somente será exigida para efeito de contratação, e não como condição
habilitatória nesta licitação, de acordo com as seguintes regras:

9.12.2.1. havendo alguma restrição relativa à regularidade fiscal e/ou trabalhista


quando da comprovação de que trata o subitem 9.11, será assegurado às
microempresas e empresas de pequeno porte o prazo de 5 (cinco) dias
úteis, contado da divulgação do resultado da fase de habilitação,
prorrogável por igual período, para regularização da documentação,
pagamento ou parcelamento do débito e emissão de eventuais certidões
negativas ou positivas com efeito de certidão negativa;

9.12.2.2. a prorrogação do prazo previsto no subitem 9.12.2.1 poderá ser concedida,


a critério do Banco do Nordeste, quando requerida pelo licitante, mediante
apresentação de justificativa;

9.12.2.3. a não regularização da documentação dentro do prazo previsto no subitem


9.12.2.1 implicará decadência do direito à contratação, sem prejuízo das
sanções cabíveis, sendo facultado ao BANCO convocar os licitantes
remanescentes, na ordem de classificação, para a assinatura do Contrato,
ou revogar a licitação.

9.13. Os documentos de habilitação deverão observar, ainda, o disposto a seguir:

9.13.1. todos os documentos deverão estar: i)em nome da matriz, se o licitante for a matriz e,
efetivamente, for o prestador dos serviços; ouii)em nome da filial, se o licitante for a
filial e, efetivamente, for o prestador dos serviços; ou iii) em nome da matriz e da filial,
se o licitante for a matriz, mas a filial seja a efetiva prestadora dos serviços ou vice-
versa;

9.13.2. serão dispensados da filial aqueles documentos que, pela própria natureza,
comprovadamente, forem emitidos somente em nome da matriz;

9.13.3. o(s) atestado(s) de capacidade técnica poderá(ão) ser apresentado(s) em nome e


com CNPJ da matriz e/ou da(s) filial(ais) do licitante;

9.13.4. não serão aceitos protocolos de entrega ou solicitação de documento, em substituição


aos requeridos neste Edital;

9.13.5. todos os documentos emitidos em língua estrangeira deverão ser apresentados


acompanhados da tradução para língua portuguesa, efetuada por tradutor
juramentado, e também devidamente consularizados ou registrados no cartório de
títulos e documentos;

9.13.6. documentos de procedência estrangeira, mas emitidos em língua portuguesa,


também deverão ser apresentados devidamente consularizados ou registrados em
cartório de títulos e documentos.

9.14. O Pregoeiro poderá consultar sítios oficiais de órgãos e entidades emissores de certidões,
para verificar as condições de habilitação dos licitantes.

9.15. Se a documentação de habilitação contrariar qualquer dispositivo deste Edital e seus Anexos,
o Pregoeiro considerará o proponente inabilitado.

9.16. Em caso de inabilitação do licitante, o Pregoeiro procederá da forma prevista no subitem 8.7
deste Edital.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


19

9.17. Constatado o atendimento às exigências fixadas neste Edital, o licitante será declarado
vencedor.

10. DOS RECURSOS ADMINISTRATIVOS

10.1. Declarado o vencedor, qualquer licitante poderá, durante a sessão pública, de forma imediata
e motivada, em campo próprio do sistema, manifestar sua intenção de recorrer, quando lhe
será concedido o prazo de 3 (três) dias para apresentar as razões de recurso, ficando os
demais licitantes, desde logo, intimados para, querendo, apresentarem contrarrazões em igual
prazo, que começará a contar do término do prazo do recorrente.

10.2. A falta de manifestação imediata e motivada do licitante quanto à intenção de recorrer


importará na decadência desse direito, ficando o Pregoeiro autorizado a adjudicar o objeto ao
licitante declarado vencedor.

10.3. Caso uma microempresa ou empresa de pequeno porte seja declarada vencedora deste
certame e haja alguma restrição na comprovação de sua regularidade fiscal e/ou trabalhista, o
prazo para recurso previsto no subitem 10.1 será contado somente após decorrido o prazo
definido no subitem 9.12.2.1 deste Edital (incluindo a prorrogação, se houver) para a
regularização da documentação da empresa vencedora.

10.4. O Pregoeiro examinará a intenção de recurso, aceitando-a ou, motivadamente, rejeitando-a,


em campo próprio do sistema.

10.5. O acolhimento de recurso importará na invalidação apenas dos atos insuscetíveis de


aproveitamento.

10.6. Em regra, o recurso não terá efeito suspensivo, porém a autoridade competente para decidir
sobre o recurso poderá, motivadamente e presentes razões de interesse público, atribuir ao
recurso interposto eficácia suspensiva.

10.7. Durante o prazo de recurso, o processo estará com vista fraqueada ao interessado.

10.8. As intenções de recurso não admitidas e os recursos rejeitados pelo Pregoeiro serão
apreciados pela autoridade competente.

11. DA ADJUDICAÇÃO DO OBJETO E HOMOLOGAÇÃODO RESULTADO

11.1. Após a declaração do licitante vencedor, decorrido o prazo para recurso sem sua
apresentação, o Pregoeiro viabilizará a adjudicação do objeto do presente certame ao
licitante vencedor ou,caso contrário, decididos os recursos, o objeto da licitação será
adjudicado pela autoridade competente do BANCO.

11.2. A homologação da licitação é de responsabilidade da autoridade competente e só poderá ser


realizada depois da adjudicação do objeto ao proponente vencedor pelo Pregoeiro, ou,
quando houver recurso, pela própria autoridade competente.

11.3. A homologação do resultado implica a constituição de direito relativo à celebração do


contrato em favor do licitante vencedor.

11.4. Da sessão pública do pregão, divulgar-se-á Ata no sistema eletrônico, na qual constará a
indicação do lance vencedor, a classificação dos lances apresentados e demais informações
relativas ao certame licitatório.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


20

12. DA CONTRATAÇÃO

12.1. A contratação formalizar-se-á mediante a assinatura de Instrumento Contratual, em


conformidade com a minuta constante do Anexo XII, observadas as cláusulas e condições
deste Edital e da proposta vencedora.

12.2. A convocação do licitante vencedor para assinatura do contrato deverá ocorrer dentro do
prazo de validade de sua proposta, admitida a sua revalidação, se for o caso.

12.3. Vencido o prazo de validade da proposta, sem a convocação para contratação, ficará o
proponente liberado do compromisso assumido, ressalvado o disposto no subitem 12.4deste
Edital.

12.4. Ao celebrar o Instrumento Contratual, estando a sua proposta vencida, o contratado estará
aceitando os termos da contratação, presumindo-se como automaticamente revalidada a sua
proposta até a data da assinatura do Instrumento Contratual.

12.5. A assinatura do Instrumento Contratual pelo adjudicatário dar-se-á no prazo de até 5 (cinco)
dias úteis, contado da data de sua convocação pelo BANCO, podendo o referido prazo ser
prorrogado 1 (uma) vez, por igual período.

12.6. Como condição para celebração do Instrumento Contratual, o licitante vencedor deverá
manter todas as condições de habilitação e qualificação exigidas nesta licitação.

12.7. É facultado ao BANCO, quando o adjudicatário não fizer a comprovação referida no subitem
12.6 ou quando, injustificadamente, recusar-se a assinar o Instrumento Contratual no prazo e
condições estabelecidos, sem prejuízo das penalidades previstas neste Edital e no
Instrumento Contratual e das demais cominações legais:

12.7.1. convocar os licitantes remanescentes, na ordem de classificação, para, após


comprovados os requisitos habilitatórios, assinar o Instrumento Contratual no prazo
definido no subitem 12.5 e nas mesmas condições propostas pelo primeiro
classificado;

12.7.2. revogar a presente licitação.

12.8. O Instrumento Contratual a ser firmado, cuja minuta, Anexo XII, integra o presente Edital
para todos os fins e efeitos de direito, regulamentará as condições de sua execução, bem
como os direitos, obrigações e responsabilidades das partes, em conformidade com os
termos desta licitação e da proposta vencedora, aplicando-se supletivamente os princípios da
teoria geral dos contratos e as disposições de direito privado.

13. DA GARANTIA CONTRATUAL

13.1. Para assegurar o integral cumprimento de todas as obrigações contratuais assumidas, o


Contratado deverá apresentar, no prazo de até 10 (dez) dias úteis, prorrogável por igual
período, a critério do BANCO, a contar da assinatura do Contrato, comprovante de prestação
de garantia de execução equivalente a 5% (cinco por cento)do preço global contratado,
consoante o art. 70 da Lei nº 13.303/2016, podendo o CONTRATADO optar por uma das
seguintes modalidades:

13.1.1. caução em dinheiro;

13.1.2. seguro-garantia;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


21

13.1.3. fiança bancária.

13.2. A caução em dinheiro consiste em depósito em conta bancária remunerada específica, com
o fim especial de se garantir o integral cumprimento deste contrato, devendo ser efetuado
preferencialmente em uma Agência do BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S/A, admitindo-
se depósito em outro banco público federal, tendo como beneficiário o BANCO DO
NORDESTE.

13.3. Sobre a caução prestada em dinheiro incide, tão-somente, a atualização correspondente ao


índice de variação do rendimento da caderneta de poupança para o 1º dia de cada mês,
excluídos os juros, calculada proporcionalmente, quando for o caso, a contar da data do
depósito, até o seu efetivo levantamento.

13.4. A fiança bancária consiste na prestação de garantia, mediante a expedição da respectiva


carta, emitida por instituição financeira idônea, devidamente autorizada a funcionar no Brasil,
que, em nome do CONTRATADO, garante a plena execução do Contrato e responde
diretamente por eventuais danos que possam ser causados na execução contratual.

13.5. Somente é aceita Fiança Bancária na via original e que apresente todos os requisitos a
seguir:

13.5.1. registro no Cartório de Títulos e Documentos, conforme exigido no art. 129 da Lei
nº 6.015/1973 (Lei de Registros Públicos);

13.5.2. cláusula estabelecendo prazo de validade, que deverá corresponder ao período de


vigência do Contrato, acrescido de mais 3 (três) meses, devendo ser
tempestivamente renovada se estendida ou prorrogada essa vigência, sempre se
mantendo os 3 (três) meses após a última data de vencimento do Contrato;

13.5.3. expressa afirmação do fiador de que, como devedor solidário, fará o pagamento ao
BANCO, independentemente de interpelação judicial, caso o afiançado não cumpra
suas obrigações;

13.5.4. cláusula de renúncia expressa do fiador ao benefício de ordem e aos direitos


previstos nos artigos 827, 835 e 838 da Lei nº 10.406/2002 - Código Civil Brasileiro;

13.5.5. cláusula que assegure a atualização do valor afiançado, de acordo com a


atualização do valor contratual;

13.5.6. declaração da instituição financeira de que a carta fiança é concedida em


conformidade com o disposto no art. 34 da Lei nº 4.595, de 31/12/1964, nos termos
do art. 2º da Resolução CMN nº 2.325, de 1996, do Conselho Monetário Nacional;

13.5.7. o subscritor da carta de fiança bancária deverá comprovar poderes para


atendimento às exigências contidas nos subitens 13.5.3, 13.5.4 e 13.5.6 acima.

13.6. O seguro-garantia é um tipo de seguro com o objetivo de garantir o fiel cumprimento das
obrigações contratuais estipuladas, conforme descrito na apólice:

13.6.1. a apólice do seguro-garantia deve conter o prazo de validade, correspondente ao


período de vigência do Contrato, acrescido de mais 3 (três) meses, devendo ser
tempestivamente renovado, se estendida ou prorrogada a vigência do Contrato,
sempre se mantendo os 3 (três) meses após a última data de vencimento do
Contrato;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


22

13.6.2. o seguro deve efetuar a cobertura de todo o prazo contratual, contemplando a


cobertura dos riscos de inadimplemento pelo CONTRATADO dos encargos
tributários, trabalhistas e sociais e ressarcimento das multas impostas ao
CONTRATADO, até o limite da garantia;

13.6.3. não será aceita a apólice de seguro que contenha ressalvas quanto à cobertura dos
riscos mencionados;

13.6.4. a apólice de seguro deve vir acompanhada de cópia das condições gerais,
particulares e/ou especiais convencionais e demais documentos que a integram;

13.6.5. a Seguradora, ao emitir a apólice, obriga-se a arcar com eventuais prejuízos que
possam ser impostos ao BANCO em decorrência da má execução do Contrato.

13.7. A inobservância das condições de garantia sujeitará o CONTRATADO às penalidades


previstas no Contrato.

13.8. A qualquer tempo, mediante prévia solicitação ao BANCO, com as devidas justificativas,
poderá ser admitida a substituição da garantia, observadas as modalidades previstas no
Regulamento de Licitações e Contratos do Banco do Nordeste.

13.9. A não apresentação do comprovante da garantia, no prazo previsto no caput deste Item,
caracteriza descumprimento da obrigação assumida, sujeitando o CONTRATADO às
sanções administrativas cabíveis.

13.10. O atraso superior a 25 (vinte e cinco) dias autoriza o BANCO a promover a rescisão do
Contrato por descumprimento ou cumprimento irregular de suas cláusulas.

13.11. A garantia responderá pelo fiel cumprimento das disposições do Contrato, ficando o Banco
do Nordeste autorizado a executá-la para cobrir o pagamento das obrigações abaixo e de
qualquer outra obrigação, inclusive em caso de rescisão:

13.11.1. prejuízos advindos do não cumprimento do objeto do Contrato e do não


adimplemento das demais obrigações nele previstas;

13.11.2. prejuízos causados ao BANCO ou a terceiro, decorrentes de culpa ou dolo durante


a execução do Contrato;

13.11.3. multas moratórias e punitivas aplicadas pelo BANCO ao CONTRATADO;

13.11.4. obrigações trabalhistas, fiscais e previdenciárias de qualquer natureza, não


adimplidas pelo CONTRATADO.

13.12. A perda da garantia em favor do BANCO, por inadimplemento das obrigações contratuais,
far-se-á de pleno direito, independentemente de qualquer procedimento judicial e sem
prejuízo das demais sanções previstas no Contrato.

13.13. Quando houver alteração contratual que implique aumento do preço contratado, a garantia
deverá ser integralizada, num prazo máximo de 10 (dez) dias úteis, de modo que
corresponda a 5% (cinco por cento) do preço global contratado. No caso de alteração
contratual, que configure decréscimo, a alteração na garantia para adequação ao novo valor
ocorrerá mediante solicitação do CONTRATADO, respeitado o percentual de 5% (cinco por
cento) do novo preço global contratado.

13.14. Se o valor da garantia for utilizado pelo CONTRATANTE em pagamento de quaisquer


obrigações, inclusive multas contratuais ou indenização a terceiros, o CONTRATADO fica

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


23

obrigado a fazer a reposição, no prazo máximo de 10 (dez) dias úteis a contar da data do
recebimento da comunicação do Banco do Nordeste.

13.15. A garantia prestada ou a parte remanescente somente será liberada ou restituída após 3
(três) meses do término ou rescisão do Contrato, desde que integralmente cumpridas as
obrigações assumidas neste Instrumento e que haja a solicitação do CONTRATADO ou a
autorização da unidade gestora/fiscalizadora do Contrato.

13.16. Na hipótese do subitem 13.15, a garantia somente será liberada com a declaração da
unidade gestora/fiscalizadora do Contrato, mediante termo circunstanciado, de que o
CONTRATADO cumpriu todas as cláusulas do Contrato.

13.17. Após a efetiva devolução ao CONTRATADO, a garantia será considerada extinta.

14. DA GARANTIA DO CUMPRIMENTO DAS OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS

14.1. Para garantir o cumprimento das obrigações trabalhistas deverão ser observadas as
seguintes regras:

14.1.1. provisionamento de valores para o pagamento das férias, 13º (décimo terceiro)
salário e verbas rescisórias aos trabalhadores do CONTRATADO, que serão
depositados pelo Banco do Nordeste em conta vinculada específica, conforme o
disposto na Cláusula Décima da Minuta de Contrato, Anexo XII deste Edital, sendo
liberados somente para o pagamento dessas verbas aos trabalhadores e nas
seguintes condições:

14.1.1.1. parcial e anualmente, pelo valor correspondente aos 13ºs salários, quando
devidos;

14.1.1.2. parcialmente, pelo valor correspondente às férias e ao 1/3 de férias,


quando dos gozos de férias dos empregados vinculados ao Contrato;

14.1.1.3. parcialmente, pelo valor correspondente aos 13ºs salários proporcionais,


férias proporcionais e à indenização compensatória porventura devida
sobre o FGTS, quando da demissão de empregado vinculado ao Contrato;

14.1.1.4. ao final da vigência do Contrato, para o pagamento das verbas rescisórias;

14.1.2. o pagamento dos salários dos empregados pelo CONTRATADO deverá ser feito por
depósito bancário, na conta dos empregados, em agências situadas na localidade ou
região metropolitana em que ocorre a prestação dos serviços;

14.1.3. o CONTRATADO deverá, no momento da assinatura do Contrato, autorizar o Banco


do Nordeste a:

14.1.3.1. reter, a qualquer tempo, a garantia na forma prevista no subitem 13.15


deste Edital;

14.1.3.2. fazer o desconto nas faturas e realizar os pagamentos dos salários e


demais verbas trabalhistas diretamente aos trabalhadores, bem como das
contribuições previdenciárias e do FGTS, quando estes não forem
adimplidos.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


24

14.2. O saldo existente na conta vinculada apenas será liberado com a execução completa do
Contrato, após a comprovação, por parte do CONTRATADO, da quitação de todos os
encargos trabalhistas e previdenciários relativos ao serviço contratado.

15. DAS PENALIDADES

15.1. Ficará sujeito à aplicação das penalidades de advertência e suspensão temporária de


participar de licitação e impedimento de contratar com o BANCO, por prazo não superior a 2
(dois) anos, observados o contraditório e a ampla defesa, o licitante que:

15.1.1. não assinar o Contrato, quando convocado dentro do prazo de validade de sua
proposta;

15.1.2. deixar de entregar documentação exigida neste Edital;

15.1.3. apresentar documentação falsa;

15.1.4. não mantiver a proposta;

15.1.5. comportar-se de modo inidôneo;

15.1.6. fizer declaração falsa;

15.1.7. cometer fraude fiscal.

15.2. O licitante ficará sujeito, ainda, à aplicação das sanções previstas na Lei nº 12.846/2013,
observados o contraditório e a ampla defesa, no caso de cometimento de atos lesivos à
Administração Pública, definidos a seguir, no tocante a licitações e contratos:

15.2.1. frustrar ou fraudar, mediante ajuste, combinação ou qualquer outro expediente, o


caráter competitivo deste procedimento licitatório;

15.2.2. impedir, perturbar ou fraudar a realização de qualquer ato de procedimento licitatório


público;

15.2.3. afastar ou procurar afastar licitante, por meio de fraude ou oferecimento de


vantagem de qualquer tipo;

15.2.4. fraudar a presente licitação ou o contrato dela decorrente;

15.2.5. criar, de modo fraudulento ou irregular, pessoa jurídica para participar desta licitação
pública/celebrar o contrato administrativo;

15.2.6. obter vantagem ou benefício indevido, de modo fraudulento, de modificações ou


prorrogações de contratos celebrados com a administração pública, sem autorização
em lei, no ato convocatório da licitação pública ou nos respectivos instrumentos
contratuais;

15.2.7. manipular ou fraudar o equilíbrio econômico-financeiro do(s) contrato(s) celebrados


em decorrência da presente licitação.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


25

16. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

16.1. Todos os horários estabelecidos neste Edital, no aviso e durante a sessão pública
observarão, para todos os efeitos, o horário de Brasília-DF, inclusive para contagem de
tempo e registro no sistema eletrônico e na documentação relativa ao certame.

16.2. A participação do licitante pressupõe o conhecimento e aceitação de todas as condições


previstas neste Edital, não sendo consideradas quaisquer condições apresentadas em
desconformidade com as suas exigências.

16.3. O licitante é responsável pela fidelidade e legitimidade das informações prestadas e dos
documentos apresentados em qualquer fase da licitação.

16.4. A falsidade de qualquer documento apresentado ou a inverdade das informações nele


contidas implicará a imediata desclassificação da proposta do licitante que o tiver
apresentado, ou, caso tenha sido o vencedor, a rescisão do Contrato, sem prejuízo das
demais sanções cabíveis.

16.5. É facultada ao Pregoeiro ou à autoridade superior do BANCO, em qualquer fase da licitação,


a promoção de diligência destinada a esclarecer ou complementar a instrução do processo
licitatório, vedada a inclusão posterior de documento ou informação que deveria constar no
ato da sessão pública.

16.6. Após a abertura da sessão pública do pregão, não caberá desistência de proposta, salvo se
por motivo justo decorrente de fato superveniente e aceito pelo Pregoeiro.

16.7. A ata será disponibilizada na Internet para acesso livre, imediatamente após o encerramento
da sessão pública.

16.8. A presente licitação poderá ser revogada por razões de interesse público decorrentes de fato
superveniente que constitua óbice manifesto e incontornável, ou anulada por ilegalidade, de
ofício ou por provocação de terceiro, salvo quando for viável a convalidação do ato ou do
procedimento viciado, observado que:

16.8.1. a anulação da licitação por motivo de ilegalidade não gera obrigação de indenizar,
observado o disposto no subitem 16.8.2 deste Edital;

16.8.2. a nulidade da licitação induz à do contrato;

16.8.3. depois de iniciada a fase de apresentação de lances ou propostas, a revogação ou


anulação da licitação somente será efetivada depois de o Pregoeiro conceder o
prazo de 5 (cinco) dias úteis aos licitantes que manifestem interesse em contestar o
respectivo ato, de modo a lhes assegurar o exercício do direito ao contraditório e à
ampla defesa.

16.9. Na hipótese de não haver expediente normal na data prevista para a abertura da presente
licitação, ficará esta transferida para o primeiro dia de funcionamento regular desta
Instituição, no mesmo local e horário anteriormente estabelecidos.

16.10. No julgamento das propostas e da habilitação, o Pregoeiro poderá sanar erros ou falhas que
não alterem a substância das propostas, dos documentos e sua validade jurídica, mediante
despacho fundamentado, registrado em ata e acessível a todos, atribuindo-lhes validade e
eficácia para fins de habilitação e classificação.

16.11. Os casos omissos serão resolvidos pelo Pregoeiro, nos termos da legislação pertinente e dos
Princípios Gerais de Direito.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


26

16.12. As dúvidas e divergências que, eventualmente, possam surgir e que não possam ser
dirimidas diretamente entre as partes, ficarão sujeitas ao Foro de Fortaleza, renunciando-se a
qualquer outro, por mais privilegiado que seja.

16.13. A entrega de qualquer documento relativo à presente licitação deverá ser feita na sede do
Banco do Nordeste, no horário das 8h às 17h, na Av. Dr. Silas Munguba, 5.700 – Bloco-E1 –
Térreo – Passaré – CEP: 60.743-902 – Fortaleza-CE.

16.14. É de responsabilidade do licitante o acompanhamento do processo no


sítiowww.comprasgovernamentais.gov.br, até a data da realização da sessão
pública, considerando que quaisquer esclarecimentos referentes a este Edital, serão
disponibilizados no referido endereço, no link Acesso Livre – Pregões – Agendados.

16.15. Qualquer cidadão, empresa ou instituição que venha a tomar conhecimento do cometimento
de atos lesivos à Administração Pública no tocante à presente licitação, conforme definido no
art. 5º, IV, da Lei nº 12.846/2013, praticados por licitante (potencial ou de fato) ou contratado,
poderá apresentar denúncia à Ouvidoria do BANCO utilizando um dos meios de acesso
listados no quadro abaixo:

0800.033.3033 ou 0800.033.3031 (atendimento a pessoas com


Telefone
deficiência auditiva).
E-mail ouvidoria@bnb.gov.br.
Para o endereço: Av. Dr. Silas Munguba, 5.700 – Bloco B2, Praça –
Carta
Passaré – Caixa Postal 628 – CEP: 60.743-902 – Fortaleza-CE.
Pessoalmente No endereço indicado acima.
Pelo “Fale Conosco”, na página do BANCO na Internet:
Formulário
www.bnb.gov.br/canais-de-atendimento/fale-conosco.

16.16. Toda denúncia será tratada em caráter sigiloso, sendoa identificação do denunciante mantida
em sigilo.

17. DOS ANEXOS

O presente Edital faz-se acompanhar dos seguintes anexos:

Anexo I - Termo de Referência;


Anexo II - Condições Complementares;
Anexo III - Relação de Equipamentos;
Anexo IV - Plano de Operação e Manutenção;
Anexo V - Tratamento Químico;
Anexo VI - Modelo de Proposta;
Anexo VII - Planilha de Custos e Formação de Preços;
Anexo VIII - Termo de Vistoria;
Anexo IX - Declaração de Conhecimento;
Anexo X - Modelo de Declaração de Contratos Firmados com a Iniciativa Privada e/ou com
Administração Pública;
Anexo XI - Modelo para Cálculo/Justificativa da Variação Percentual Constante na Declaração
de Contratos Firmados com a Iniciativa Privada e com a Administração Pública em
Relação à Receita Bruta;
Anexo XII - Minuta de Contrato;
Anexo XII-A - Modelo de Autorização de Retenção de Valores;
Anexo XII-B - Relação dos Empregados do Contratado para o Contrato;
Anexo XII-C - Formulário de Declaração - Vedação ao Nepotismo;
Anexo XII-D - Declaração de Responsabilidade Exclusiva;
Anexo XIII - Matriz de Riscos;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


27

Anexo XIV - Declaração de Vedação ao Nepotismo e Impedimentos;


Anexo XV - Acordo de Responsabilidade para Fornecedores e Parceiros;
Anexo XVI - Planilha de Estimativas de Custos (em mídia ótica, disponível no ‘site’
www.bnb.gov.br);
Anexo XVII - Laudo Técnico de Análises – Utilidades I (em mídia ótica, disponível no ‘site’
www.bnb.gov.br);
Anexo XVIII - Laudo Técnico de Análises – Utilidades III (em mídia ótica, disponível no ‘site’
www.bnb.gov.br).

Fortaleza-CE, 10/09/2020.

Pelo BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A.


Diretoria de Administração
Superintendência de Logística
Ambiente de Estratégia de Suprimento de Logística

José WILLIAM Araújo Sousa


Gerente de Ambiente

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


28

ANEXO I

TERMO DE REFERÊNCIA

1. OBJETO

Contratação dos serviços de operação, manutenção preventiva e corretiva, com reposição de


peças, instalação de equipamentos, limpeza e higienização das redes de dutos dos sistemas de ar
condicionado do Centro Administrativo Presidente Getúlio Vargas-CAPGV, localizado em Fortaleza-
CE, em conformidade com as especificações constantes do Edital e seus Anexos.

2. JUSTIFICATIVA

A qualidade do ar de interiores em ambientes climatizados e a ampla utilização de sistemas de ar


condicionadores no país, em funções das condições climáticas, levaram as autoridades
competentes à preocupação com a saúde, bem-estar, o conforto, a produtividade e o absenteísmo
ao trabalho dos ocupantes destes ambientes e a sua inter-relação com a variável qualidade de
vida, considerando que a qualidade do ar de interiores tem correlação com a Síndrome dos
Edifícios Doentes e a execução de instalações inadequadas, operação e manutenção precária dos
sistemas de climatização, favorecendo a ocorrência e o agravamento de problemas de saúde.

Assim sendo, o Ministério da Saúde, pela Portaria no 3.523, de 28/08/98, aprovou Regulamento
Técnico, contendo medidas básicas referentes aos procedimentos de verificação visual do estado
de limpeza, remoção de sujeiras por métodos físicos, manutenção do estado de integridade e
eficiência de todos os componentes dos sistemas de climatização. Assim, a contratação dos
serviços de manutenção dos sistemas de ar condicionado é necessária, tendo em vista que são
equipamentos compostos de peças mecânicas móveis, sujeitas a defeitos, precisando estar em
perfeito estado de conservação e funcionamento, proporcionando o conforto térmico no interior dos
blocos do Centro Administrativo.

Além disso, a presente contratação também tem por objetivo a operação dos sistemas e
equipamentos que climatizam os ambientes internos dos Blocos, proporcionando o conforto térmico
ideal para seus ocupantes.

3. SERVIÇOS

Serviços de engenharia mecânica, com responsabilidade técnica, com fornecimento de peças e


materiais para operação, manutenção preventiva e corretiva continuadas dos sistemas de ar
condicionado que atendem os ambientes do Centro Administrativo Presidente Getúlio Vargas -
CAPGV, localizado na cidade de Fortaleza – CE.

4. DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA

As despesas decorrentes da presente contratação correrão à conta dos recursos previstos em


dotação orçamentária própria, sob a rubrica 00000211/000032 – AVALIAÇÃO E MANUTENÇÃO
DE BENS E ENGENHARIA – SERVIÇOS DE TERCEIROS.

5. QUALIFICAÇÃO TÉCNICA (HABILITAÇÃO)

Os licitantes deverão apresentar a seguinte documentação complementar para fins de qualificação


técnica:

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


29

5.1. Certidão de Registro e Quitação de Pessoa Jurídica junto ao Conselho Regional de


Engenharia e Agronomia - CREA, que comprove sua habilitação para o exercício das
atividades relativas ao objeto desta licitação, na qual conste nominalmente seu(s)
responsável(eis) técnico(s);

5.2. comprovação do vínculo do licitante com o(s) responsável(is) técnico(s) indicado(s) no


subitem 5.1, mediante juntada de cópia da documentação a seguir:

5.2.1. carteira de trabalho (página da identificação do empregado e dos dados do contrato


de trabalho), no caso de empregado(s);

5.2.2. contrato social, no caso de sócio(s);

5.2.3. contrato de prestação de serviços, devidamente assinado pelas partes e com firmas
reconhecidas, no caso de profissional(is) autônomo(s); ou

5.2.4. declaração de contratação futura do profissional detentor do atestado apresentado,


desde que acompanhada da anuência deste;

5.3. Certidão de Acervo Técnico, fornecida pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia -
CREA, ou atestado devidamente registrado no referido Conselho, onde se comprove a
execução, pelo(s) responsável técnico(s), de serviços de características semelhantes às do
objeto da presente licitação;

5.3.1. entende-se por serviços de características semelhantes às do objeto da presente


licitação, aqueles referentes à operação, manutenção preventiva e corretiva em
sistemas de climatização que utilizam pelo menos 1 (um) equipamento do tipo Chiller
com compressor alternativo semi-hermético, condensação a água e 1 (uma) Torre de
Resfriamento em sua composição e a capacidade total do(s) Chiller(s) seja de pelo
menos 500 TR (Toneladas de Refrigeração);

5.3.2. não será admitido o somatório de atestados para comprovação das quantidades
acima, as quais deverão ser comprovadas em um mesmo atestado;

5.3.3. Somente serão aceitos atestados expedidos após a conclusão do contrato ou se


decorrido, pelo menos, um ano do início de sua execução, exceto se firmado para
ser executado em prazo inferior;

5.3.4. O licitante deve disponibilizar todas as informações necessárias à comprovação da


legitimidade do atestado solicitado, apresentando, dentre outros documentos, cópia
do contrato que deu suporte à contratação, endereço do contratante e local em que
foram prestados os serviços;

5.4. Termo de Vistoria, conforme Anexo VIII, assinado por funcionário do BANCO e pelo
profissional indicado pelo licitante para realização da vistoria, comprovando a visita do
licitante a todos os locais onde serão prestados os serviços, devendo o profissional indicado
comprovar registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia – CREA, OU, caso o
licitante opte por não realizar a vistoria, deverá apresentar, em substituição ao Termo de
Vistoria, Declaração de Conhecimento, conforme Anexo IX, devidamente assinada pelo
seu responsável técnico, de que possui pleno conhecimento do objeto, das condições e das
peculiaridades inerentes à natureza dos trabalhos a serem executados.

JUSTIFICATIVA: Não será permitido o somatório de atestados para qualificação técnica do


licitante, pois um sistema de ar condicionado com as características do objeto, tendo aumento da
capacidade, acarreta, incontestavelmente, o aumento da complexidade técnica, capaz de exigir
maior capacidade operativa e gerencial da empresa de manutenção, o que ensejará potencial

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


30

comprometimento da qualidade almejada na contratação, ou seja, a operação e manutenção em


centrais de pequenas proporções não capacitam, necessariamente, a empresa para a execução
dos serviços em centrais de água gelada com dimensão superior.

6. VIGÊNCIA DO CONTRATO

O prazo de vigência do Contrato é de 12 (doze) meses, podendo ser prorrogado por igual período,
mediante aditivo contratual, até o limite de 60 (sessenta) meses.

7. CONDIÇÕES DE PAGAMENTO

7.1. Os pagamentos referentes a cada serviço executado serão efetuados no 10º (décimo) dia útil
do mês subsequente ao da prestação dos serviços, após o exato cumprimento das
obrigações assumidas, e de acordo com as condições estabelecidas no Contrato e demais
anexos, mediante crédito em conta corrente indicada pelo CONTRATADO, não sendo
admitida cobrança por meio de boleto bancário.

7.2. A liberação do pagamento ficará condicionada à total observância do Contrato, devendo o


CONTRATADO apresentar, impreterivelmente, até o 5° (quinto) dia do mês subsequente ao
da prestação do serviço, as notas fiscais/faturas em boa e devida forma.

7.3. Caso o BANCO não receba as notas fiscais/faturas até o quinto dia do mês subsequente ao
da prestação do serviço, o pagamento será realizado no 5º (quinto) dia útil após seu
recebimento.

8. REAJUSTE

8.1. Os preços contratados poderão ser reajustados, observado o interregno mínimo de 1 (um)
ano, da data do orçamento a que a proposta se referir, considerando-se o disposto a seguir:

8.1.1. mão de obra – considerar-se-á como orçamento a data do Termo Aditivo à


Convenção Coletiva 2020 firmada entre o SIND TRAB REFRIG TECN LAV E AR
COND E TRAB NAS OF DE VEIC AUT CICL E CONS TECN EM VENDAS PC DE
REF E VEIC AUT E CICL SIMIL DO EST DO CEARA e o SINDICATO DO
COMERCIO DE PECAS E SERVICOS PARA VEICULOS DO ESTADO DO CEARA,
com vigência de 01/01/2020 até 31/12/2020;

8.1.2. demais itens do contrato – variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo –


IPCA/IBGE, em conformidade com a legislação em vigor, tomando-se por base o
índice vigente no mês de apresentação da proposta ou do orçamento a que essa se
referir.

9. DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS E DISPOSIÇÕES GERAIS

Os serviços que compõem o objeto desta licitação, bem como as disposições gerais da contratação
estão descritos no Anexo II do Edital.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


31

10. GARANTIA CONTRATUAL

O CONTRATADO deverá apresentar, no prazo de 10 (dez) dias úteis, prorrogável por igual
período, a critério do Banco, a contar da assinatura do Contrato, garantia de execução equivalente
a 5% (cinco por cento) do valor global contratado.

11. SANÇÕES ADMINISTRATIVAS

11.1. Pela inexecução total ou parcial do objeto do Contrato, o BANCO poderá, garantida a prévia
defesa, aplicar ao CONTRATADO as seguintes sanções:

11.1.1. advertência;

11.1.2. multa de 0,2% (dois décimos por cento) ao dia, aplicável sobre o valor referente à
fatura mensal, pelo não atendimento a qualquer subitem com nível de criticidade
BAIXO do item 15 do Anexo II-Condições Complementares;

11.1.3. multa de 0,5% (meio por cento) ao dia, aplicável sobre o valor referente à fatura
mensal, pelo não atendimento a qualquer subitem com nível de criticidade MÉDIO do
item 15 do Anexo II - Condições Complementares;

11.1.4. multa de 1% (um por cento) ao dia, aplicável sobre o valor referente à fatura
mensal, pelo não atendimento a qualquer subitem com nível de criticidade ALTO do
item 15 do Anexo II - Condições Complementares;

11.1.5. multa de 1% (um por cento) por dia de atraso, aplicável sobre o preço referente à
fatura mensal, caso não seja apresentado até o dia 15 (quinze) do mês subsequente,
os relatórios dos serviços realizados no mês, onde deverá conter, além das
informações dos serviços executados, o registro de ocorrências que exigem a
adoção de providências imediatas;

11.1.6. multa de 10% (dez por cento), aplicável sobre o valor apurado para pagamento
quando se verificar a ocorrência faltosa, nas demais violações ou descumprimentos
de cláusula(s) ou condição(ões) estipulada(s) no Contrato;

11.1.7. multa de 10% (dez por cento), aplicável sobre o preço global contratado, em caso
de inexecução total ou parcial do Contrato;

11.1.8. suspensão temporária de participar em licitação e impedimento de contratar com o


BANCO pelo prazo de até 2 (dois) anos.

12. REGIME DE EXECUÇÃO

Empreitada por preço unitário.

13. TIPO DE JULGAMENTO

Menor preço global.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


32

14. PREÇO GLOBAL ESTIMADO

O preço global estimado para o período de 12 (doze) meses é de R$ 1.825.045,97 (um milhão
oitocentos e vinte e cinco mil e quarenta e cinco reais e noventa e sete centavos).

JUSTIFICATIVA: Devido à grande quantidade de itens da planilha orçamentária, alguns bastante


específicos, os preços serão divulgados, de modo a evitar diligências demasiadas durante o pregão
eletrônico objetivando a celeridade do certame.

15. RESPONSÁVEL PELA ELABORAÇÃO DO TERMO DE REFERÊNCIA E FISCALIZAÇÃO

Ambiente de Gestão do Patrimônio.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


33

ANEXO II

CONDIÇÕES COMPLEMENTARES

O presente documento tem por finalidade complementar os contratos de prestação de serviços de


manutenção preventiva/corretiva em sistemas de ar condicionado do Centro Administrativo Presidente
Getúlio Vargas – CAPGV, no que com eles não colidir e na forma dos itens que se seguem.

1. DOS SERVIÇOS

1.1 A prestação dos serviços será executada com observância das especificações e demais
documentos integrantes da licitação, todos eles autenticados, por ambas as partes, como
elementos integrantes do Contrato.

1.2 Nenhuma modificação poderá ser feita nos elementos referidos no subitem 1.1, sem o
consentimento formal do CONTRATANTE.

1.3 Durante a prestação dos serviços, fica o CONTRATADO obrigado a acatar as instruções de
natureza técnica e as recomendações emanadas do CONTRATANTE.

1.4 No início do contrato, o CONTRATADO deverá vistoriar todos os sistemas de ar


condicionado abrangidos pelo contrato de modo a verificar as condições iniciais de operação,
manutenção e estado de funcionamento de todos os equipamentos relacionados.

1.5 Após a vistoria inicial o CONTRATADO deverá elaborar um relatório inicial contendo o
CRONOGRAMA ANUAL dos serviços, juntamente com o Plano de Operação, Manutenção e
Controle (PMOC) de todos os sistemas de ar condicionado, listando também todas as
pendências encontradas durante a vistoria.

1.5.1 O relatório geral inicial de estado dos equipamentos deverá destacar o estado de
conservação deles assim como os serviços que se fazem necessários, objetivando
colocá-los em perfeitas condições de funcionamento e segurança.

1.5.2 O PMOC deverá ser assinado pelo Engenheiro Mecânico representante técnico da
empresa e uma das vias deverá ser entregue à fiscalização do contrato.

1.5.3 Junto ao PMOC deverá ser anexada uma via da Anotação de Responsabilidade
Técnica-ART dos serviços contratados expedida pelo CREA-CE.

1.5.4 O prazo para entrega do relatório geral inicial, juntamente com o PMOC e ART será
de 5 (cinco) dias úteis após a assinatura do contrato.

1.6 Os serviços de manutenção preventiva e corretiva serão registrados em um formulário


específico para cada tipo de equipamento e será fornecido pelo CONTRATADO de acordo
com modelo do CONTRATANTE. Este formulário deverá conter todas as ocorrências
verificadas no funcionamento do equipamento, peças substituídas na manutenção corrente,
peças necessárias de substituição quando da próxima manutenção e outros registros
julgados necessários.

1.7 Mensalmente o CONTRATADO deverá elaborar um relatório de todas as atividades


desenvolvidas no período, enviando-o ao CONTRATANTE até o 5º (quinto) dia útil do mês
subsequente.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


34

1.8 O CONTRATADO deverá elaborar relatórios ou documentos técnicos de qualquer natureza e


conteúdo a pedido do CONTRATANTE a respeito dos sistemas de ar condicionado do
Centro Administrativo.

1.8.1 Os pedidos de relatórios e documentação técnica poderão ser realizados a qualquer


momento e o prazo de entrega por parte do CONTRATADO será de 5 (cinco) dias
úteis contados a partir da solicitação do BANCO que poderá ser feita via e-mail,
telefone ou outro meio de comunicação.

1.9 No caso de fornecimento/instalação de ar condicionado, durante o período de garantia do


equipamento, a manutenção (preventiva/corretiva) será de responsabilidade do
CONTRATADO.

2. OPERAÇÃO

2.1 Será efetuada diariamente utilizando a mão de obra prevista no contrato em todos os
sistemas de ar condicionado do Centro Administrativo, conforme o PLANO DE OPERAÇÃO
definido no Anexo IV do Edital.

2.1.1 Para cada Utilidade (I e III), deverá ser preenchido, diariamente, um livro de
ocorrências, relatando todas as operações e manutenções realizadas nos
equipamentos, bem como os problemas, sugestões de melhorias e as demais
observações pertinentes.

2.1.1.1 Os livros deverão ser assinados diariamente pelos operadores-mecânicos


daquela Utilidade, pelo coordenador e pelo supervisor. O Responsável
Técnico do contrato deverá dar um visto mensal atestando o conhecimento
de todas as informações contidas no livro.

2.2 Diariamente, no início do expediente, o CONTRATADO deverá emitir um relatório diário de


funcionamento da climatização de acordo com o modelo a ser fornecido pelo
CONTRATANTE. Tal relatório deverá ser assinado pelo Coordenador e entregue à
fiscalização do contrato até às 08h da manhã.

2.3 Diariamente, o operador-mecânico de cada turno deverá realizar a medição e leitura de


parâmetros dos chillers utilizando a instrumentação devida para cada caso, realizando as
seguintes anotações, em formulário próprio, a ser disponibilizado pelo CONTRATADO:

2.3.1 data, hora e nome do operador-mecânico;

2.3.2 pressão de sucção;

2.3.3 pressão de descarga;

2.3.4 pressão do óleo;

2.3.5 temperatura de entrada e saída de água gelada;

2.3.6 temperatura de entrada e saída de água de condensação;

2.3.7 quantidade de compressores em operação (no caso dos chillers);

2.3.8 amperagem dos resfriadores em funcionamento;

2.3.9 verificação das pressões de entrada e saída, de água gelada e de condensação;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


35

2.3.10 verificação do funcionamento dos “fan-coils” e seus componentes, em todos os


blocos;

2.3.11 inspeção dos dispositivos de transmissão dos ventiladores da torre de resfriamento;

2.3.12 verificação da alimentação de água a torre de resfriamento;

2.3.13 verificação do funcionamento das bombas de circulação de água gelada e de


condensação;

2.3.14 inspeção dos drenos de água de condensação;

2.3.15 medição da condutividade da água da bandeja das torres de resfriamento;

2.3.16 limpeza da casa central de máquinas;

2.3.17 verificação da tensão de alimentação de energia elétrica nas 3 (três) fases para os
resfriadores e bombas;

2.3.18 qualquer serviço que se fizer necessário ao perfeito funcionamento do sistema.

2.3.19 demais serviços descritos no PLANO DE OPERAÇÃO.

2.4 Semanalmente, o profissional de operação designado pelo CONTRATADO deverá realizar:

2.4.1 limpeza dos ralos de escoamentos de água condensada;

2.4.2 inspeção nas tubulações de água gelada e verificação do isolamento das mesmas;

2.4.3 inspeção nos registros e mangueiras;

2.4.4 inspeção nas bandejas de água condensada dos “fan-coils”;

2.4.5 inspeção do funcionamento dos controles e sensores de temperaturas;

2.4.6 inspeção das passagens internas das aberturas de ventilação dos motores das torres
de resfriamento;

2.4.7 regulagens que se fizerem necessárias;

2.4.8 serviços que se fizerem necessários;

2.4.9 limpeza das casas de máquinas dos ‘fan-coils”.

2.4.10 demais serviços descritos no PLANO DE OPERAÇÃO.

2.5 O CONTRATADO deverá manter limpo todos os componentes dos sistemas de climatização,
de fácil e imediato acesso, de forma a evitar a difusão ou multiplicação de agentes
patogênicos (fungos, bactérias, vírus, poeiras, partículas, etc.) a saúde humana, conforme
preconizado pela Portaria nº 3.523 de 28 de agosto de 1998, da Secretaria de Vigilância
Sanitária do Ministério da Saúde, com a utilização de produtos biodegradáveis, tais como:

2.5.1 casas de máquinas (central e fan-coil), pisos, paredes, tetos, etc.;

2.5.2 bandejas e ralos de escoamentos;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


36

2.5.3 serpentinas;

2.5.4 grelhas de insulflamento e de retorno de ar;

2.5.5 tomadas de ar externo;

2.5.6 filtros;

2.5.7 umidificadores;

2.5.8 torres de resfriamento;

2.5.9 resfriadores;

2.5.10 ventiladores, etc.

2.6 A operação dos equipamentos será registrada em um relatório específico e será fornecido
pelo CONTRATADO de acordo com modelo do CONTRATANTE. Este formulário deverá
conter todas as ocorrências verificadas no funcionamento do equipamento, parâmetros
anotados, alarmes, problemas de funcionamento, anormalidades observadas, peças
necessárias de substituição quando da próxima manutenção e outros registros julgados
necessários.

2.7 O CONTRATADO deverá garantir a aplicação do PLANO DE OPERAÇÃO através da


execução contínua destes serviços, em conformidade com a periodicidade das atividades
estabelecidas no plano, e em concordância com a legislação vigente e as recomendações do
fabricante.

3. TRATAMENTO DA ÁGUA DOS CHILLERS

3.1 O CONTRATADO será a responsável técnica e financeiramente pelo tratamento químico e


biológico (anticorrosivo, antiincrustante e fungicida/bactericida) da água dos sistemas
centrais de ar condicionado, podendo para isso executar diretamente ou contratar o serviço,
desde que defina, fiscalize e se responsabilize pelo tipo de tratamento a ser executado.

3.1.1 O CONTRATADO deverá submeter, previamente, à aprovação do CONTRATANTE a


empresa responsável pela subempreitada.

3.1.2 Para comprovação da qualificação técnica, a empresa subcontratada deverá


apresentar Certidão de Acervo Técnico, fornecida pelo Conselho Regional
competente, ou atestado(s) devidamente registrado(s) no referido Conselho,
referente à tratamento químico de sistemas de ar condicionado que utilizem chillers e
torres de resfriamento em sua composição.

3.1.3 O CONTRATANTE se reserva o direito de solicitar a substituição da empresa


subempreitada, no caso de os serviços apresentarem resultado não satisfatório.

3.2 Será de responsabilidade do CONTRATADO a operação diária da estação de tratamento da


água bruta provinda do poço através do processo de osmose reversa, além das devidas
manutenções mensais e anuais necessárias para o funcionamento pleno dos equipamentos.

3.2.1 O pagamento da limpeza química das membranas da osmose reversa será feito para
cada limpeza executada e será liberado sob a condição de apresentação do relatório
assinado pelo representante técnico da empresa.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


37

3.3 A descrição técnica do tratamento químico deverá ser apresentada no relatório mensal,
inclusive com a especificação técnica e quantitativos dos produtos aplicados, métodos de
controle e sistema de análise.

3.4 O suprimento de água deve ser analisado e adequadamente filtrado, tratado e conter
dispositivos de controle interno para atender a aplicação e evitar a corrosão, incrustações e
deterioração dos componentes da bomba.

3.5 Anualmente o CONTRATADO deverá realizar a limpeza química dos condensadores de


todos os Chillers das Utilidades I e III.

3.5.1 O procedimento para a execução da limpeza química está explícito no Anexo V do


Edital.

3.5.2 Será emitido pelo CONTRATADO um Relatório Técnico com os registros fotográficos
dos espelhos e interior dos tubos dos condensadores antes e após a limpeza.

3.5.3 O pagamento da limpeza química dos condensadores será feito para limpeza
executada em cada chiller e será liberado sob a condição de apresentação do
relatório assinado pelo representante técnico da empresa.

3.6 O valor previsto para os serviços de tratamento químico de responsabilidade do


CONTRATADO consiste no fornecimento de todo o ferramental necessário e mão de obra
essencial para o devido tratamento.

3.7 O CONTRATADO se responsabilizará por todas as atividades relativas ao pleno


funcionamento do sistema de tratamento de água, desde sua captação no poço até sua
utilização nos circuitos de água gelada e de condensação do sistema de ar condicionado.

3.8 Deverá ser mantido um estoque de produtos de no mínimo 1 (um) mês de consumo,
garantindo assim a ininterrupção do tratamento.

3.9 O CONTRATADO garantirá a manutenção de todos os equipamentos utilizados no


tratamento químico, substituindo os equipamentos que apresentarem falhas e puderem ser
reparados in loco.

3.10 O CONTRATADO fornecerá relatório mensal do tratamento da água de todos os sistemas de


ar condicionado do Centro Administrativo. O relatório deverá conter todas as análises
necessárias e um laudo conclusivo atestando a qualidade das águas assinado por um
Químico ou Engenheiro Químico registrado no Conselho Regional de sua categoria.

3.11 O CONTRATADO deverá garantir a qualidade da água dos sistemas através da execução
contínua do tratamento químico, em conformidade com a periodicidade das atividades
estabelecidas pela fiscalização, e em concordância com a legislação vigente e as
recomendações do fabricante. Deverá ser efetuada revisão geral dos equipamentos
obrigatoriamente no primeiro mês de vigência do contrato.

3.12 O CONTRATADO se responsabilizará, sem nenhum custo adicional ao CONTRATANTE,


pela realização da limpeza química corretiva nos condensadores caso se comprove que as
incrustações foram causadas por ineficiência de seu programa de tratamento.

3.13 A descrição do sistema a ser tratado e outras definições e exigências do tratamento químico
das águas a serem utilizadas no sistema de condensação e nos circuitos de água gelada dos
chillers das Centrais de Água Gelada estão explicitados no Anexo V do Edital.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


38

4. MANUTENÇÃO PREVENTIVA DA CENTRAL DE ÁGUA GELADA

4.1 Será efetuada conforme CRONOGRAMA ANUAL a ser elaborado pelo CONTRATADO, com
base no Plano de Manutenção – Anexo IV, e analisado e validado pelo CONTRATANTE.

4.2 Serão executadas utilizando a mão de obra prevista no contrato e acontecerão em todos os
equipamentos que compõem a central de água gelada, como: chillers, torres de resfriamento,
bombas, estação de tratamento de água bruta, tubulações do sistema de condensação e de
água gelada até a entrada nos Fan Coils, quadros elétricos, estruturas de sustentação,
passarelas e outros componentes internos às Utilidades I e III.

4.3 A manutenção preventiva será registrada em um relatório específico para cada equipamento,
o qual será fornecido pelo CONTRATADO de acordo com modelo do CONTRATANTE. Este
relatório deverá conter todas as ocorrências verificadas no funcionamento do equipamento,
peças substituídas na manutenção corrente, peças necessárias de substituição quando da
próxima manutenção e outros registros julgados necessários.

4.3.1 Os relatórios deverão ser entregues ao CONTRATANTE até o 5º (quinto) dia útil do
mês subsequente.

4.4 As peças constantes do Anexo VII do Edital (do item 3 ao 3.6) serão pagas ao
CONTRATADO juntamente com os pagamentos mensais, caso elas tenham sido fornecidas
e instaladas na ocasião das manutenções preventivas.

4.4.1 A relação de peças substituídas deverá constar no relatório de manutenção, bem


com a respectiva justificativa, explicando o motivo da substituição.

4.4.2 O CONTRATADO dimensionará e manterá um estoque mínimo de peças de


reposição para suprimento dos serviços contratados, de forma a garantir o
cumprimento dos prazos estipulados.

4.4.3 Caso a peça a ser substituída não esteja na lista de peças do contrato, o Banco
poderá fornecer os componentes necessários ou a mantenedora arcará com esta
responsabilidade, devendo tal procedimento ser precedido da aprovação prévia de
orçamento.

4.4.3.1 Caso a peça seja fornecida pela mantenedora, será acrescido ao valor
aprovado pelo Banco os percentuais de BDI e Tributos contidos na planilha
de peças.

4.4.4 As peças substituídas deverão ser entregues pelos prepostos do CONTRATADO à


fiscalização do CONTRATANTE onde o serviço for realizado, competindo a este
fazer o necessário acompanhamento dos trabalhos autorizados.

4.4.5 As peças substituídas deverão ser apresentadas pelo CONTRATADO e somente


após autorização expressa do CONTRATANTE poderão ser descartadas.

4.4.6 As peças e componentes fornecidos pelo CONTRATADO serão garantidos por este
pelo período de 1 (um) ano, a contar da data de recebimento por parte da
fiscalização.

4.5 Todos os defeitos, erros, danos, falhas e quaisquer eventos ocorridos no decorrer dos
serviços, provenientes de dolo ou culpa dos empregados, engenheiros, operários ou
subempreiteiros, má execução dos serviços ou emprego de materiais de qualidade inferior
aos especificados, serão desfeitos e reconstituídos pelo CONTRATADO, exclusivamente as
suas custas, dentro do prazo determinado pela fiscalização do CONTRATANTE.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


39

4.6 O CONTRATADO deverá garantir a aplicação do Plano de Manutenção através da execução


contínua destes serviços, em conformidade com a periodicidade das atividades
estabelecidas no plano, e em concordância com a legislação vigente e as recomendações do
fabricante.

4.7 O correto descarte dos materiais utilizados e peças substituídas será de responsabilidade do
CONTRATADO, observando a legislação vigente, notadamente em relação às questões
ambientais.

5. MANUTENÇÃO PREVENTIVA DOS DEMAIS EQUIPAMENTOS

5.1 Será efetuada, em todos os equipamentos da lista contida no Anexo III, conforme
CRONOGRAMA ANUAL a ser elaborado pelo CONTRATADO, com base no Plano de
Manutenção – Anexo IV, e analisado e validado pelo CONTRATANTE.

5.2 No Plano de Manutenção de cada equipamento deverão constar dois tipos de manutenção
preventiva: a mensal, executada a cada mês, e a semestral, executada a cada seis meses.
Os serviços que deverão ser executados em cada tipo de manutenção estão descritos no
anexo mencionado no subitem anterior.

5.2.1 O intervalo entre duas manutenções preventivas deverá ser de no mínimo 30 dias e
no máximo de 40 dias.

5.3 A primeira manutenção preventiva a ser executada em cada equipamento será do tipo
semestral e deverá ser executada no primeiro mês do contrato.

5.4 As demais manutenções preventivas semestrais deverão ocorrer após 6 (seis) meses da
última manutenção preventiva semestral.

5.5 Nos demais meses deverão ser executadas as manutenções preventivas mensais.

5.6 Para os equipamentos que estiverem parados por falha mecânica, ou necessitarem de algum
ajuste ou peça de reposição deverá ser realizada uma manutenção corretiva, de acordo com
o item 6.

5.7 Na ocasião da manutenção preventiva dos equipamentos que utilizam insuflamento por rede
de dutos, será realizada simultaneamente a manutenção preventiva da respectiva rede de
dutos.

5.8 O correto descarte dos materiais utilizados será de responsabilidade do CONTRATADO,


observando a legislação vigente, notadamente em relação às questões ambientais.

5.9 A manutenção preventiva deverá ser registrada em um relatório específico para cada
equipamento e será fornecido pelo CONTRATADO de acordo com modelo do
CONTRATANTE. Este relatório deverá conter todas as ocorrências verificadas no
funcionamento dos equipamentos, peças substituídas na manutenção preventiva, peças
necessárias de substituição quando da próxima manutenção, a data da próxima manutenção
e outros registros julgados necessários.

5.9.1 Os relatórios deverão ser entregues ao CONTRATANTE até 5º (quinto) dia útil do
mês subsequente.

5.10 O pagamento será feito para cada serviço executado em cada equipamento e será liberado
sob a condição de apresentação do relatório devidamente preenchido, datado e assinado
pelo técnico executante e Coordenador do contrato.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


40

5.10.1 Para as preventivas dos equipamentos não pertencentes à central de água gelada,
não será permitida a utilização da mão de obra prevista no contrato, devendo o
CONTRATADO arcar com os custos correspondentes ao deslocamento e mão de
obra necessária para a sua realização.

5.11 As peças constantes do Anexo VII do Edital (do item 3 ao 3.6) serão pagas ao
CONTRATADO juntamente com os pagamentos mensais, caso elas tenham sido fornecidas
e instaladas na ocasião das manutenções preventivas.

5.11.1 A relação de peças substituídas deverá constar no relatório de manutenção, bem


com a respectiva justificativa, explicando o motivo da substituição.

5.11.2 O CONTRATADO dimensionará e manterá um estoque mínimo de peças de


reposição para suprimento dos serviços contratados, de forma a garantir o
cumprimento dos prazos estipulados.

5.11.3 Caso a peça a ser substituída não esteja na lista de peças do contrato, o Banco
poderá fornecer os componentes necessários ou a mantenedora arcará com esta
responsabilidade, devendo tal procedimento ser precedido da aprovação prévia de
orçamento.

5.11.3.1 Caso a peça seja fornecida pela mantenedora, será acrescido ao valor
aprovado pelo Banco os percentuais de BDI e Tributos contidos na planilha
de peças.

5.11.4 As peças substituídas deverão ser entregues pelos prepostos do CONTRATADO à


fiscalização do CONTRATANTE onde o serviço for realizado, competindo a este
fazer o necessário acompanhamento dos trabalhos autorizados.

5.11.5 As peças substituídas deverão ser apresentadas pelo CONTRATADO e somente


após autorização expressa do CONTRATANTE poderão ser descartadas.

5.11.6 As peças e componentes fornecidos pelo CONTRATADO serão garantidos por este
pelo período de 1 (um) ano, a contar da data de recebimento por parte da
fiscalização.

5.12 Todos os defeitos, erros, danos, falhas e quaisquer eventos ocorridos no decorrer dos
serviços, provenientes de dolo ou culpa dos empregados, engenheiros, operários ou
subempreiteiros, má execução dos serviços ou emprego de materiais de qualidade inferior
aos especificados, serão desfeitos e reconstituídos pelo CONTRATADO, exclusivamente as
suas custas, dentro do prazo determinado pela fiscalização do CONTRATANTE.

5.13 O CONTRATADO deverá garantir a aplicação do Plano de Manutenção através da execução


contínua destes serviços, em conformidade com a periodicidade das atividades
estabelecidas no plano, e em concordância com a legislação vigente e as recomendações do
fabricante.

5.14 O CONTRATADO deverá fornecer garantia integral de 90 (noventa) dias para os serviços de
manutenção preventiva mensal e semestral.

6. MANUTENÇÃO CORRETIVA

6.1 Será realizada mediante solicitação do CONTRATANTE, através dos funcionários lotados no
prédio assistido, durante a vigência do Contrato, sendo de três tipos: emergencial, comum e

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


41

programada, dependendo da necessidade de rapidez no atendimento considerando o grau


de criticidade do problema.

6.1.1 A manutenção corretiva emergencial corresponde àquela que necessita de


atendimento rápido e ágil, devido ao alto nível de criticidade do problema.

6.1.1.1 A manutenção corretiva emergencial será necessária sempre que houver


qualquer problema em equipamentos ou sistemas de ar condicionado que
possa trazer risco à integridade física das pessoas ou qualquer prejuízo
para o Banco, seja físico, financeiro ou de imagem.

6.1.1.2 O atendimento para as manutenções corretivas emergenciais deverá ser


efetuado dentro de um prazo não superior a 15 (quinze) minutos corridos,
contados a partir da comunicação da ocorrência, que poderá ser feito via e-
mail, telefone ou outro meio de comunicação.

6.1.2 A manutenção corretiva comum corresponde àquela que necessita de atendimento


em médio prazo e possui nível de criticidade médio.

6.1.2.1 O atendimento para as manutenções corretivas comuns deverá ser


efetuado dentro de um prazo não superior a 2 (duas) horas corridas,
contados a partir da comunicação da ocorrência, que poderá ser feito via e-
mail, telefone ou outro meio de comunicação.

6.1.3 As demais manutenções corretivas serão do tipo programada que, devido à baixa
criticidade, poderão ser programadas para serem executadas em até 12 (doze)
horas, contados a partir da comunicação da ocorrência, que poderá ser feito via e-
mail, telefone ou outro meio de comunicação.

6.1.4 No momento do chamado, o CONTRATADO será informado sobre qual tipo de


manutenção a ocorrência se refere, devendo a informação ser registrada no relatório
do serviço.

6.2 Os serviços corretivos de responsabilidade do CONTRATADO compreendem na


recuperação de máquinas, compressores, serpentinas, condensadores e outros
componentes de todos os sistemas de ar condicionado existente no CAPGV.

6.3 As necessidades de manutenção corretivas poderão ser detectadas pelos usuários,


fiscalização e pela equipe do próprio CONTRATADO, devendo este sempre comunicar à
fiscalização previamente sobre a necessidade de execução dos serviços, executando-os
após autorização com a devida abertura do chamado.

6.4 O CONTRATADO fornecerá relatório de intervenção por equipamento conforme modelo a


ser fornecido pelo CONTRATANTE, a cada chamado para realização de manutenção
corretiva.

6.4.1 Os relatórios deverão ser entregues ao CONTRATANTE até o 5º (quinto) dia útil do
mês subsequente.

6.5 As manutenções corretivas programadas das Centrais de Água Gelada serão executadas
utilizando a mão de obra prevista no contrato e contemplarão todos os equipamentos que
compõem as centrais, como: chillers, torres de resfriamento, bombas, estação de tratamento
de água bruta, tubulações do sistema de condensação e de água gelada até a entrada nos
Fan Coils, quadros elétricos, estruturas de sustentação, passarelas e outros componentes
internos às Utilidades I e III.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


42

6.5.1 Caso haja necessidade de intervenção corretiva programada em horário não


coincidente com a manutenção preventiva, o CONTRATADO deverá arcar com os
custos correspondentes ao deslocamento e mão de obra de seus funcionários.

6.5.2 A mão de obra com os serviços de substituição de peças em geral, motores elétricos,
compressores, condensadores e outros componentes das Centrais de Água Gelada
será de responsabilidade do CONTRATADO.

6.6 Para as demais manutenções corretivas, inclusive as emergenciais das Centrais de Água
Gelada, o pagamento será feito para cada corretiva executada e será liberado sob a
condição de apresentação do relatório assinado pelo representante técnico da empresa e
funcionário do Banco indicado pela fiscalização.

6.6.1 Para as corretivas, não será permitida a utilização da mão de obra prevista no
contrato, devendo o CONTRATADO arcar com os custos correspondentes ao
deslocamento e mão de obra necessária para a sua realização, com exceção para os
casos citados no item 6.5.

6.7 O valor previsto para os serviços de manutenção corretiva de responsabilidade do


CONTRATADO consiste no fornecimento de todo material necessário (recarga de gás
refrigerante, materiais de consumo etc.) e mão de obra essencial para o devido reparo do
equipamento.

6.7.1 Para as manutenções corretivas emergenciais e comuns o valor do pagamento será


único, por cada chamado, independente do serviço necessário e dos equipamentos
envolvidos no problema que gerou o chamado.

6.7.2 Para as manutenções corretivas programadas, o valor do pagamento será de acordo


com o tipo e capacidade do equipamento, conforme planilha de custos contratada.

6.8 Para pagamentos de custos extras haverá uma planilha orçamentária detalhando os custos
para pagamento, que será realizado após crítica de preços por parte do CONTRATANTE e
comprovação da execução dos serviços pelo CONTRATADO.

6.9 As peças constantes do Anexo VII do Edital (do item 3 ao 3.6) serão pagas ao
CONTRATADO juntamente com os pagamentos mensais, caso elas tenham sido fornecidas
e instaladas na ocasião das manutenções corretivas.

6.9.1 A relação de peças substituídas deverá constar no relatório de manutenção, bem


com a respectiva justificativa, explicando o motivo da substituição.

6.9.2 O CONTRATADO dimensionará e manterá um estoque mínimo de peças de


reposição para suprimento dos serviços contratados, de forma a garantir o
cumprimento dos prazos estipulados.

6.9.3 Caso a peça a ser substituída não esteja na lista de peças do contrato, o Banco
poderá fornecer os componentes necessários ou a mantenedora arcará com esta
responsabilidade, devendo tal procedimento ser precedido da aprovação prévia de
orçamento.

6.9.3.1 Caso a peça seja fornecida pela mantenedora, será acrescido ao valor
aprovado pelo Banco os percentuais de BDI e Tributos contidos na planilha
de peças.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


43

6.9.4 As peças substituídas deverão ser entregues pelos prepostos do CONTRATADO à


fiscalização do CONTRATANTE onde o serviço for realizado, competindo a este
fazer o necessário acompanhamento dos trabalhos autorizados.

6.9.5 As peças substituídas deverão ser apresentadas pelo CONTRATADO e somente


após autorização expressa do CONTRATANTE poderão ser descartadas.

6.9.6 As peças e componentes fornecidos pelo CONTRATADO serão garantidos por este
pelo período de 1 (um) ano, a contar da data de recebimento por parte da
fiscalização.

6.10 O CONTRATADO garantirá atendimento a qualquer chamada do BANCO para manutenção


corretiva, ininterruptamente, 24 (vinte e quatro) horas por dia, em todos os dias da semana.

6.11 Para cada chamado técnico solicitado pelo CONTRATANTE, caberá ao CONTRATADO
fornecer tempestivamente, materiais, peças e ferramental adequado, bem como programar,
designar e coordenar equipe idônea, de modo a reunir uma equipe que possa assegurar o
progresso satisfatório dos serviços.

6.12 Todos os serviços de manutenção corretivas executados no mês deverão ser descritos no
relatório mensal.

6.13 Todos os materiais e componentes dos circuitos elétricos e frigorígenos a serem empregados
nos serviços deverão ser de boa qualidade e atender às especificações dos fabricantes dos
equipamentos, cabendo ao CONTRATADO a sua aquisição em tempo hábil e em quantidade
suficiente às necessidades dos trabalhos.

6.14 O CONTRATADO só poderá usar qualquer material ou componente depois de submetê-lo ao


exame e aprovação da fiscalização, a quem caberá impugnar seu emprego, quando em
desacordo com as especificações dos fabricantes.

6.15 Se as circunstâncias ou condições locais tornarem aconselhável a substituição de alguns dos


materiais ou componentes indicados, esta substituição obedecerá ao critério de equivalência
ou semelhança e só poderá ser efetuada mediante expressa autorização, por escrito, do
CONTRATANTE, para cada caso particular.

6.16 A solicitação de uma eventual substituição de material deverá ser efetuada, em tempo
oportuno, pelo CONTRATADO, não admitindo o CONTRATANTE, em nenhuma hipótese,
que tal solicitação sirva para justificar o não cumprimento dos prazos estabelecidos.

6.17 O correto descarte dos materiais utilizados e peças substituídas será de responsabilidade do
CONTRATADO, observando a legislação vigente, notadamente em relação às questões
ambientais.

6.18 Correrão por conta do CONTRATADO os deslocamentos e diárias dos profissionais para a
realização dos serviços de manutenção, bem como quaisquer outras despesas diretas ou
indiretas necessárias à correta execução dos serviços.

6.19 O CONTRATANTE não acolherá pleitos que visem o ressarcimento de despesas com a
reparação de danos e avarias a veículos ou pessoas.

6.20 O valor do pagamento da manutenção não define a quantidade de veículos ou pessoas, mas
sim uma necessidade de deslocamento e estada para a prestação dos serviços. Caberá ao
CONTRATADO a provisão de meios adequados ao atendimento tempestivo das demandas.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


44

6.21 O CONTRATADO deverá fornecer garantia de 90 (noventa) dias para todos os serviços de
manutenção corretiva executados.

7. ATENDIMENTOS

7.1 Serão realizados mediante solicitação do CONTRATANTE, através dos funcionários lotados
no prédio assistido, durante a vigência do Contrato, e deverá ser efetuado dentro de prazo
não superior a 1 (uma) hora corrida, contados a partir da comunicação da ocorrência.

7.2 Os atendimentos de responsabilidade do CONTRATANTE compreendem em serviços


realizados em dias úteis para ajustes de temperaturas de ambientes, configuração de
equipamentos, aberturas e fechamentos de saídas de ar de insuflamento ou retorno,
alteração na posição de dutos flexíveis e outros pequenos serviços em todos os sistemas de
ar condicionado existente no CAPGV que não necessitem de aplicação de materiais ou
substituições de peças ou componentes.

7.3 O pagamento será feito para cada atendimento executado e será liberado sob a condição de
apresentação de formulário devidamente preenchido e assinado pelo técnico executante e
pelo solicitante.

7.3.1 Os formulários dos atendimentos prestados durante o mês deverão ser entregues ao
CONTRATANTE até o 5º (quinto) dia útil do mês subsequente.

7.4 Para os atendimentos, não será permitida a utilização da mão de obra prevista no contrato,
devendo o CONTRATADO arcar com os custos correspondentes ao deslocamento e mão de
obra necessária para a sua realização.

7.5 O valor previsto para os atendimentos de responsabilidade do CONTRATADO consiste no


fornecimento de todo o ferramental e instrumentos necessários e mão de obra essencial para
a devida solução do problema, inclusive na abertura e fechamento do forro, retirada e
recolocação de grelhas, difusores e outros componentes.

7.6 O CONTRATADO garantirá suporte a qualquer chamada do BANCO para atendimentos,


ininterruptamente, de segunda a sexta no horário de 7h às 18h e aos sábados no horário de
8h às 12h.

7.7 Para cada chamado de atendimento solicitado pelo CONTRATANTE, caberá ao


CONTRATADO programar, designar e coordenar equipe idônea, de modo a assegurar o
progresso satisfatório dos atendimentos.

7.8 Todos os atendimentos executados no mês deverão ser descritos no relatório mensal.

7.9 Correrão por conta do CONTRATADO os deslocamentos e diárias dos profissionais para a
realização dos atendimentos, bem como quaisquer outras despesas diretas ou indiretas
necessárias à correta execução dos serviços.

7.10 O CONTRATANTE não acolherá pleitos que visem o ressarcimento de despesas com a
reparação de danos e avarias a veículos ou pessoas.

7.11 O valor do pagamento dos atendimentos prestados não define a quantidade de veículos ou
pessoas, mas sim uma necessidade de deslocamento e estada para a prestação dos
serviços. Caberá ao CONTRATADO a provisão de meios adequados ao atendimento
tempestivo das demandas.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


45

8. DESINSTLAÇÃO, SUBSTITUIÇÃO, REMANEJAMENTO E INSTALAÇÃO DE EQUIPAMENTOS


TIPO SPLIT

8.1 Os serviços de desinstalação de equipamentos do tipo split de responsabilidade do


CONTRATADO consistem na desinstalação de máquinas existente com a retirada do
material, tubulações, isolamentos, recolhimento do gás refrigerante, suportes, pontos
elétricos, drenos, recomposição de pisos, forros, parede, pintura etc.

8.2 Os serviços de substituição de equipamentos do tipo split de responsabilidade do


CONTRATADO consistem na substituição de máquinas antigas por novas com o
aproveitamento da instalação já existente, que esteja em boas condições, e substituição do
material que não possa ser reaproveitado, recolhimento do gás da instalação antiga e
recarga de gás da nova instalação, além da recomposição de pisos, forros, parede e pintura,
cabendo ao CONTRATANTE apenas o fornecimento dos novos equipamentos de ar
condicionado.

8.3 Os serviços de remanejamento de equipamentos do tipo split de responsabilidade do


CONTRATADO consistem na retirada dos equipamentos, sejam condensadoras ou
evaporadoras, reinstalação dos referidos equipamentos no novo local com aproveitamento
do material utilizado na instalação antiga, desde que estes estejam em boas condições e
substituição do material que não possa reaproveitado, recolhimento do gás da instalação
antiga e recarga de gás da nova instalação, além de todo o material complementar
necessários como tubulações, isolamentos, suportes, pontos elétricos, drenos, recomposição
de pisos, forros, parede, pintura, etc., necessários para a nova instalação, cabendo ao
CONTRATANTE apenas o fornecimento das máquinas de ar condicionado.

8.4 Os serviços de instalação de responsabilidade do CONTRATADO consistem na instalação


de novas máquinas com o fornecimento de todo material, tubulações, isolamentos, carga de
gás refrigerante, suportes, pontos elétricos, drenos, recomposição de pisos, forros, parede,
pintura, etc., necessários para a devida instalação, cabendo ao CONTRATANTE apenas o
fornecimento das máquinas de ar condicionado.

8.5 Para os serviços de desinstalação e substituição de equipamentos, as máquinas retiradas


deverão ser identificadas e embaladas utilizando papelão e revestidas com plástico-bolha de
modo que fiquem protegidas contra avarias quando vierem a ser transportadas.

8.5.1 O CONTRATANTE também deverá providenciar a embalagem e identificação em


caixas de papelão de todo o material, tubulações, isolamentos, suportes e
componentes elétricos retirados das instalações.

8.6 As solicitações de desinstalação, substituição, remanejamento e instalação de novos


equipamentos deverão ser atendidas no prazo máximo de 24 h (vinte e quatro horas),
contados a partir do chamado do BANCO.

8.7 O CONTRATADO dimensionará e manterá um estoque mínimo de materiais para suprimento


dos serviços contratados, de forma a garantir a tempestividade no atendimento.

8.8 Os serviços de instalação, substituição e remanejamento de equipamentos compreendem


todas as etapas descritas no manual de instalação do equipamento e todos os materiais e
componentes dos circuitos elétricos e frigorígenos a serem empregados nos serviços
deverão ser de boa qualidade e atender às especificações dos fabricantes dos
equipamentos, cabendo ao CONTRATADO a sua aquisição em tempo hábil e em quantidade
suficiente às necessidades dos trabalhos.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


46

8.9 O CONTRATADO só poderá usar qualquer material ou componente depois de submetê-lo ao


exame e aprovação da fiscalização, a quem caberá impugnar seu emprego, quando em
desacordo com as especificações dos fabricantes.

8.10 Se as circunstâncias ou condições locais tornarem aconselhável a substituição de alguns dos


materiais ou componentes indicados, esta substituição obedecerá ao critério de equivalência
ou semelhança e só poderá ser efetuada mediante expressa autorização, por escrito, do
CONTRATANTE, para cada caso particular.

8.11 A solicitação de uma eventual substituição de material deverá ser efetuada, em tempo
oportuno, pelo CONTRATADO, não admitindo o CONTRATANTE, em nenhuma hipótese,
que tal solicitação sirva para justificar o não cumprimento dos prazos estabelecidos.

8.12 Correrão por conta do CONTRATADO os deslocamentos e diárias dos profissionais para a
realização dos serviços, bem como quaisquer outras despesas diretas ou indiretas
necessárias à correta execução dos serviços.

8.13 O CONTRATANTE não acolherá pleitos que visem o ressarcimento de despesas com a
reparação de danos e avarias a veículos ou pessoas.

8.14 No momento do chamado, será informada ao CONTRATADO todas as características dos


equipamentos e da instalação a ser realizada, de modo que o CONTRATANTE obtenha
todas as informações pertinentes relativas aos serviços a serem executados.

8.15 Antes do início dos serviços, o CONTRATADO deverá realizar um desenvolvimento prévio de
estudo para execução dos serviços da nova instalação de modo que os trabalhos fluam com
rapidez e efetividade necessárias.

8.16 O planejamento da localização das unidades deve ser cuidadoso de modo a evitar eventuais
interferências com quaisquer tipos de instalações já existentes (ou projetadas), tais como
instalação elétrica, canalizações de água, esgoto, etc.

8.17 A instalação das unidades deve ser de forma que elas fiquem livres de quaisquer tipos de
obstrução das tomadas de ar de retorno ou insuflamento.

8.18 A escolha do local deve levar em conta espaços que possibilitem reparos ou serviços de
quaisquer espécies e possibilitem a passagem das tubulações de interligação (tubos que
ligam as unidades, fiação elétrica e dreno).

8.19 Todas as unidades evaporadoras e condensadoras devem estar niveladas após a sua
instalação.

8.20 O local a serem instaladas as unidades condensadoras deve ser isento de poeira ou outras
partículas em suspensão que porventura possam vir a obstruir o aletado da unidade
condensadora.

8.21 É imprescindível que a unidade evaporadora possua linha hidráulica para drenagem do
condensado. Esta linha hidráulica não deve possuir diâmetro inferior a 19,05 mm (3/4””) e
deve possuir sifão com “fecho” hídrico de no mínimo 5 cm na extremidade da tubulação de
modo a garantir a vedação do ar.

8.22 Quando da partida inicial o sifão deverá ser preenchido com água, para evitar que seja
succionado ar da linha de drenagem.

8.23 Quando da instalação das unidades condensadoras deve-se tomar as seguintes precauções:

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


47

8.23.1 selecionar um lugar onde não haja circulação constante de pessoas;

8.23.2 selecionar um lugar o mais seco e ventilado possível;

8.23.3 não instalar próximo a fontes de calor ou vapores, exaustores ou gases inflamáveis;

8.23.4 evitar instalar em locais onde o equipamento fique exposto a ventos predominantes,
chuva forte frequente e umidade/poeira excessivas;

8.23.5 não instalar em locais irregulares, desnivelados, sobre gramas ou superfícies macias
(a unidade deve estar nivelada);

8.23.6 deve-se utilizar calços de borracha de nelprene com dimensões 10x10x5cm nos
quatro vértices da base retangular de cada unidade;

8.23.7 jamais instalar as unidades de maneira que a descarga de ar de uma unidade seja a
tomada de ar da outra;

8.23.8 obedecer aos espaços requeridos para instalação e circulação de ar conforme


descrito no manual de cada equipamento;

8.23.9 é importante que a instalação seja feita sobre uma superfície firme e resistente,
devendo esta ser prioritariamente uma base de concreto, fixando a unidade à base
através de parafusos e utilizando-se calços de borracha entre ambos, para evitar
ruídos indesejáveis;

8.23.10 quando não houver possibilidade de a instalação ser feita sobre uma base de
concreto, esta poderá ser executada alternativamente sobre mão-francesa, devendo-
se observar os seguintes aspectos:

8.23.10.1 respeitar as distâncias mínimas e os espaços recomendados no manual


de instalação do equipamento;

8.23.10.2 o correto dimensionamento das fixações para sustentação da unidade


condensadora (mão-francesa, vigas, suportes, parafusos etc.);

8.23.10.3 os dados dimensionais e o peso das unidades condensadoras;

8.23.10.4 a fixação rígida dos suportes na parede, a fim de evitarem-se acidentes,


tais como quedas e as consequências delas;

8.23.11 na necessidade de utilização de mão-francesa, o valor desta será pago juntamente


com os serviços de instalação, devendo constar na respectiva nota fiscal/fatura;

8.23.12 a instalação de mais de uma unidade condensadora requer que sejam observadas
distâncias mínimas entre estas e também a proximidades das paredes ao redor, a
fim de possibilitar uma correta circulação de ar e o fácil acesso as conexões de
interligação e as caixas elétricas das unidades. Estes valores devem ser respeitados
conforme indicação no manual de instalação do equipamento.

8.24 Quando da instalação das unidades evaporadoras deve-se tomar as seguintes precauções:

8.24.1 deve-se fazer um planejamento cuidadoso da localização das unidades para evitar
eventuais interferências com quaisquer tipos de instalações já existentes (ou
projetadas), tais como instalações elétricas, canalizações de água e esgoto etc.;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


48

8.24.2 a unidade deve ser instalada onde fique livre de qualquer tipo de obstrução da
circulação de ar, tanto na saída de ar como no retorno de ar;

8.24.3 a escolha do local deve considerar um espaço suficiente que permita reparos ou
serviços de manutenção em geral;

8.24.4 o local da instalação deve possibilitar a passagem das tubulações (tubos do sistema,
fiação elétrica e dreno);

8.24.5 para unidade evaporadora que usar drenagem por gravidade, a tubulação da
drenagem deve possuir declividade;

8.24.6 para situações que não puder utilizar a drenagem por gravidade, deve-se instalar
uma bomba de dreno conforme indicação no manual da máquina;

8.24.7 na necessidade de utilização da bomba de dreno, o valor desta será pago


juntamente com os serviços de instalação, devendo constar na respectiva nota
fiscal/fatura;

8.24.8 a unidade deve estar nivelada com as outras máquinas do ambiente após a sua
instalação.

8.25 Quando da instalação das tubulações frigoríficas deve-se tomar as seguintes precauções:

8.25.1 seguir todas as recomendações indicadas no manual de instalação de cada máquina


para o diâmetro e comprimento das tubulações, bem como o desnível entre as
unidades condensadora e evaporadora;

8.25.2 quando a unidade evaporadora estiver abaixo da unidade condensadora, deve-se


elevar a linha de expansão acima da unidade condensadora em aproximadamente
20 (vinte) centímetros antes de ir para a unidade evaporadora;

8.25.3 quando a unidade evaporadora estiver acima ou no mesmo nível da unidade


condensadora deve-se elevar a linha de sucção acima da unidade evaporadora em
aproximadamente 20 (vinte) centímetros antes de ir para a unidade condensadora;

8.25.4 fazer sifões nas subidas da linha de sucção, quando aplicado, a cada 3 (três) metros
incluindo um sifão na base. Caso o desnível seja menor que 3 m deve-se fazer
apenas na base;

8.25.5 inclinar as linhas horizontais de sucção no sentido do fluxo;

8.25.6 todo o sistema que tenha sido exposto à atmosfera deve ser convenientemente
desidratado. Isto é conseguido se realizado o procedimento de vácuo adequado, com
os recursos e procedimentos descritos a seguir:

8.25.6.1 após a instalação das tubulações de interligação, deve-se proceder a


limpeza e a evacuação das linhas e da unidade evaporadora;

8.25.6.2 a limpeza é realizada fazendo-se circular nitrogênio através da tubulação


do sistema;

8.25.6.3 a limpeza é extremamente importante, pois evita que sujidades resultantes


da instalação fiquem dentro da tubulação e venham a causar problemas
posteriores;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


49

8.25.6.4 durante o procedimento de vácuo as válvulas de serviço deverão


permanecer fechadas, pois as unidades condensadoras saem da fábrica
com carga de gás refrigerante;

8.25.6.5 as válvulas saem fechadas de fábrica para reter o refrigerante na


condensadora. Para fazer o procedimento de vácuo, deve-se manter a
válvula na posição fechada e interligar o sistema à bomba de vácuo;

8.25.6.6 a medição do vácuo deve ser feita utilizando um vacuômetro. Deve-se


consultar o manual do fabricante para verificar a faixa de pressão que se
deve manter para se garantir o vácuo na tubulação;

8.25.7 sempre fixar de maneira conveniente as tubulações de interligação através de


suportes ou pórticos. Deve-se isolá-las individualmente utilizando borracha
elastomérica circular e após passar fita de acabamento em torno do isolamento. Nas
passagens em alvenarias, deve-se acrescentar proteção mecânica e para os trechos
expostos a radiação solar deve-se adicionar além da proteção mecânica, a fita de
superfície espelhada;

8.25.8 quando da instalação de trechos longos das tubulações frigoríficas, além das
precauções descritas acima, deve-se seguir as seguintes instruções adicionais:

8.25.8.1 instalar uma válvula solenóide na linha de expansão (junto à saída da


unidade condensadora se a unidade evaporadora estiver acima, ou junto à
entrada da unidade evaporadora se a unidade condensadora estiver
acima), que abra junto com a partida do compressor e feche depois do
desligamento do mesmo (aproximadamente 30 segundos); este tempo
deve ser passível de regulagem caso o compressor apresente dificuldade
de partir novamente;

8.25.8.1.1 nas unidades em que o sistema de expansão é através de


pistão, a válvula solenóide deverá ser instalada entre a válvula
de serviço e o pistão;

8.25.8.1.2 nas unidades com compressor trifásico, a válvula solenóide


pode abrir e fechar junto com a partida e desligamento do
compressor respectivamente;

8.25.8.2 deve ser instalado um separador de líquido (isolado termicamente e da


radiação que poderá ficar fora da unidade externa), na sucção junto à
entrada da unidade condensadora, com capacidade volumétrica de
retenção de líquido refrigerante seguindo a especificação do fabricante;

8.25.9 algumas unidades condensadoras são produzidas em fábrica com carga de gás
refrigerante necessária para utilização em um sistema com tubulação de interligação
de 3 (três) a 5 (cinco) metros, ou seja, com carga para a unidade condensadora,
carga para a unidade evaporadora e carga necessária para unir uma tubulação de
interligação de 3 (três) a 5 (cinco) metros;

8.25.10 para a carga de gás de sistemas maiores deve-se fazer o cálculo da quantidade de
gás de acordo com as recomendações descritas no manual de instalação para cada
equipamento;

8.25.10.1 no procedimento de carga através da válvula de serviço na linha de


expansão, a carga pode ser efetuada com o sistema em funcionamento;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


50

8.25.10.2 quando o sistema utiliza pistão, a válvula de serviço pode estar


posicionada na linha de líquido, portanto, neste caso, durante o
procedimento de carga, o sistema deverá estar parado, pois em
funcionamento a pressão do sistema é maior que a do cilindro;

8.25.11 deverão ser instalado um conjunto contendo filtro secador e válvulas de bloqueio
(antes e depois do filtro) na linha de líquido, próximo à unidade condensadora, em
todos os equipamentos com capacidade acima de 24.000 Btu/h.

8.26 O correto descarte dos materiais utilizados será de responsabilidade do CONTRATADO,


observando a legislação vigente, notadamente em relação às questões ambientais.

8.27 O circuito de força de cada equipamento novo instalado deverá ser interligado ao quadro
elétrico existente no pavimento do prédio que a máquina for instalada, com os devidos
disjuntores. Caso não haja espaço no referido quadro elétrico, o CONTRATADO deverá
fornecer e instalar, sem custos adicionais, um quadro de distribuição simples com a
quantidade de disjuntores necessários para a instalação das máquinas naquele pavimento
do prédio.

8.28 Qualquer dúvida que o CONTRATADO possua sobre alguns dos serviços de instalação deve
ser questionada previamente ao CONTRATANTE de forma que, depois de solucionada, os
serviços sejam executados sem percalços, de modo que todos os defeitos, erros, danos,
falhas e quaisquer eventos ocorridos no decorrer dos serviços, provenientes de dolo ou culpa
dos empregados, engenheiros, operários ou subempreiteiros, má execução dos serviços ou
emprego de materiais de qualidade inferior aos especificados, serão desfeitos e
reconstituídos pelo CONTRATADO, exclusivamente as suas custas, dentro do prazo
determinado pela fiscalização do CONTRATANTE.

8.29 Para cada chamado de instalação solicitado pelo CONTRATANTE, caberá ao


CONTRATADO executar tempestivamente dentro do prazo estipulado com os materiais,
peças e ferramental adequados, bem como programar, designar e coordenar equipe idônea,
de modo a reunir uma equipe que possa assegurar o progresso satisfatório dos serviços.

8.30 O CONTRATADO fornecerá relatório por equipamento, conforme modelo do


CONTRATANTE, a cada chamado para realização de instalação.

8.31 O pagamento será feito para cada serviço executado e será liberado sob a condição de
apresentação do relatório assinado pelo representante técnico da empresa.

8.31.1 Para os serviços de desinstalação, substituição, remanejamento e instalação de


splits, não será permitida a utilização da mão de obra prevista no contrato, devendo o
CONTRATADO arcar com os custos correspondentes ao deslocamento e mão de
obra necessária para a sua realização.

8.32 Os valores a serem pagos para cada instalação e remanejamento de equipamentos são
divididos em duas parcelas:

8.32.1 para instalações com distância entre as unidades condensadora e evaporadora de


até 5 m (cinco metros), será pago um valor único fixado para cada faixa de
capacidade do equipamento;

8.32.2 para instalações com distância entre as unidades condensadora e evaporadora


acima de 5 m (cinco metros), além do valor informado no item 8.32.1, será pago o
valor por cada metro adicional de distância entre as unidades condensadora e
evaporadora, de acordo com a faixa de capacidade do equipamento.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


51

8.33 Os valores a serem pagos para cada desinstalação de equipamentos existentes será de 25%
do valor do item 8.32.1, de acordo com a capacidade da máquina.

8.34 Os valores a serem pagos para cada substituição de equipamentos será de 50% dos valores
dos itens 8.32.1 e 8.32.2, de acordo com a capacidade da máquina.

8.35 O valor do pagamento dos serviços não define a quantidade de veículos ou pessoas, mas
sim uma necessidade de deslocamento e estada para a prestação dos serviços. Caberá ao
CONTRATADO a provisão de meios adequados ao atendimento tempestivo das demandas.

8.36 O pagamento será feito para cada serviço executado e será liberado sob a condição de
apresentação do relatório devidamente preenchido, datado e assinado pelo representante
técnico da empresa e pelo representante do Banco.

8.37 Todos os serviços de instalação, substituição e remanejamento de equipamentos serão


garantidos pelo CONTRATADO pelo período de 90 (noventa) dias, a contar da data de
recebimento por parte da fiscalização.

8.37.1 O recebimento dos serviços se dará após a sua atestação por parte da fiscalização,
que será pela validação do relatório de instalação e, caso julgue necessário, vistoria
das instalações.

8.38 Os valores das instalações para cada equipamento serão pagos ao CONTRATADO
juntamente com os pagamentos mensais, desde que os relatórios sejam entregues até o 5º
(quinto) dia útil do mês subsequente.

8.39 Cada novo equipamento instalado se integrará na relação de equipamentos e


consequentemente deverá ser incluído no plano de manutenção preventiva, mediante aditivo
ao contrato, observando a legislação vigente.

9. SUBSTITUIÇÃO DE EQUIPAMENTOS TIPO FAN COIL, SPLITÃO E SELF CONTAINED

9.1 Os serviços de substituição de equipamentos do tipo Fan Coil, Splitão ou Self Contained de
responsabilidade do CONTRATADO consistem na substituição de máquinas antigas por
novas com o aproveitamento da instalação já existente, que esteja em boas condições, e
substituição de material e instalações que não possam ser reaproveitados, recolhimento do
gás da instalação antiga e recarga de gás da nova instalação (quando a instalação exigir),
além da recomposição de pisos, forros, parede e pintura, cabendo ao CONTRATANTE
apenas o fornecimento dos novos equipamentos de ar condicionado.

9.1.1 As solicitações de substituição de equipamentos deverão ser atendidas no prazo


máximo de 7 (sete) dias corridos, contados a partir do chamado do BANCO que
poderá ser feito via e-mail, telefone ou outro meio de comunicação.

9.2 As máquinas desinstaladas deverão ser identificadas e embaladas utilizando papelão e


revestidas com plástico-bolha de modo que fiquem protegidas contra avarias quando vierem
a ser transportadas.

9.3 O CONTRATADO dimensionará e manterá um estoque mínimo de materiais para suprimento


dos serviços contratados, de forma a garantir a tempestividade no atendimento.

9.4 Os serviços de substituição de equipamentos do tipo Fan Coil, Self Contained e Splitão
compreendem todas as etapas descritas no manual de instalação do equipamento e todos os
materiais e componentes dos circuitos elétricos e frigorígeno (quando houver) a serem
empregados nos serviços deverão ser de boa qualidade e atender às especificações dos

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


52

fabricantes dos equipamentos, cabendo ao CONTRATADO a sua aquisição em tempo hábil


e em quantidade suficiente às necessidades dos trabalhos.

9.5 O CONTRATADO só poderá usar qualquer material ou componente depois de submetê-lo ao


exame e aprovação da fiscalização, a quem caberá impugnar seu emprego, quando em
desacordo com as especificações dos fabricantes.

9.6 Se as circunstâncias ou condições locais tornarem aconselhável a substituição de alguns dos


materiais ou componentes indicados, esta substituição obedecerá ao critério de equivalência
ou semelhança e só poderá ser efetuada mediante expressa autorização, por escrito, do
CONTRATANTE, para cada caso particular.

9.7 A solicitação de uma eventual substituição de material deverá ser efetuada, em tempo
oportuno, pelo CONTRATADO, não admitindo o CONTRATANTE, em nenhuma hipótese,
que tal solicitação sirva para justificar o não cumprimento dos prazos estabelecidos.

9.8 Correrão por conta do CONTRATADO os deslocamentos e diárias dos profissionais para a
realização dos serviços, bem como quaisquer outras despesas diretas ou indiretas
necessárias à correta execução dos serviços.

9.9 O CONTRATANTE não acolherá pleitos que visem o ressarcimento de despesas com a
reparação de danos e avarias a veículos ou pessoas.

9.10 No momento do chamado será informada ao CONTRATADO todas as características dos


equipamentos e do serviço a ser realizado, de modo que o CONTRATANTE obtenha todas
as informações pertinentes relativas aos trabalhos a serem executados.

9.11 Antes do início dos serviços, o CONTRATADO deverá realizar um desenvolvimento prévio de
estudo para execução dos serviços de modo que os trabalhos fluam com rapidez e
efetividade necessárias.

9.12 O planejamento da movimentação do equipamento e instalação deve ser cuidadoso de modo


a evitar eventuais interferências com quaisquer tipos de instalações já existentes (ou
projetadas), tais como instalação elétrica, canalizações de água, esgoto etc.

9.13 É de responsabilidade do CONTRATADO o devido transporte vertical e horizontal dos


equipamentos dentro do Centro Administrativo, utilizando os meios necessários para
posicionar as unidades no local de instalação, cabendo à CONTRATANTE apenas a entrega
do novo equipamento no Almoxarifado.

9.14 Antes do início da movimentação do novo equipamento, o CONTRATADO deve inspecionar


cuidadosamente as máquinas em busca de sinais de danos. Se a inspeção feita na unidade
revelar danos ou falta de materiais, o CONTRATADO deve comunicar imediatamente o
CONTRATANTE informando os danos e as providências necessárias para o reparo.
Quaisquer danos nos equipamentos, caso não tenham sido relatados antes do início dos
trabalhos serão de responsabilidade do CONTRATADO, cabendo a este o devido reparo
sem custo adicional para o CONTRATANTE.

9.15 Para transporte e movimentação da unidade, o CONTRATADO deverá:

9.15.1 verificar no manual ou na placa do equipamento o peso deste;

9.15.2 colocar os cabos ou as correntes de levantamento por debaixo do estrado de


madeira;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


53

9.15.3 utilizar proteção para que as correntes, cordas ou cabos de aço não encostem na
unidade, evitando assim danos à pintura;

9.15.4 não retirar a embalagem do condicionador até ele estar no lugar definitivo da
instalação;

9.15.5 durante a movimentação o equipamento não deve ser submetido à um ângulo


superior a 15º com referência à vertical;

9.15.6 é obrigatória a realização do teste de levantamento para determinar o balanço e


estabilidade exatos da unidade antes de levantar a mesma para o local da
instalação;

9.15.7 na movimentação horizontal deve-se utilizar roletes do mesmo diâmetro embaixo da


base de madeira.

9.16 A nova instalação deverá levar em conta espaços que possibilitem reparos ou serviços de
quaisquer espécies e possibilitem a passagem de tubulações, fiação elétrica e dreno.

9.17 Antes de instalar e testar as unidades, o CONTRATADO deve se certificar que a unidade
evaporadora está livre de outros materiais visando evitar, além de outros problemas, avarias
e fogo.

9.18 O CONTRATADO deve certificar que a alimentação de força local cumpra com as
especificações da placa de identificação do equipamento.

9.19 É obrigatória a instalação de calços de borracha ou isoladores de vibração embaixo das


unidades.

9.20 É de responsabilidade do CONTRATADO a conexão do equipamento aos dutos de


insuflamento.

9.20.1 A conexão deverá ser feita usando um colarinho de lona de pelo menos 8 cm (oito
centímetros) de comprimento, objetivando a absorção das vibrações.

9.20.2 O duto principal deverá ser instalado a uma distância mínima de três diâmetros do
ventilador.

9.20.3 O duto principal deverá correr tão longe da unidade quanto possível, sem mudança
de tamanho nem direção. Mudanças de direção ou de tamanho perto da unidade,
não serão recebidas pelo CONTRATANTE devido a aumentar ruídos e a perda de
pressão estática. Use veios nas curvas do duto para minimizar as perdas de pressão
estática.

9.21 As unidades condensadoras dos equipamentos Selfs Containeds e Splitões devem ser
instaladas:

9.21.1 em local com boa ventilação e sem umidade;

9.21.2 em local à sombra ou que não seja exposto diretamente à radiação solar, ou à
irradiação de uma fonte de calor de elevada temperatura;

9.21.3 em local ausente de poeiras ou qualquer outro tipo de contaminação que possa
bloquear o trocador de calor externo;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


54

9.21.4 utilizando calços de borracha ou isoladores de vibração nos quatro vértices da base
retangular de cada unidade.

9.22 O CONTRATADO deverá assegurar que a base onde a cada unidade será instalada seja
plana, nivelada e resistente para evitar vibração e tenha altura para drenar o condensado,
realizando, caso necessário, as intervenções necessárias para garantir estas características.

9.23 A instalação de mais de uma unidade condensadora requer que sejam observadas
distâncias mínimas entre estas e a proximidades das paredes ao redor, a fim de possibilitar
uma correta circulação de ar e o fácil acesso as conexões de interligação e as caixas
elétricas das unidades. Estes valores devem ser respeitados conforme indicação no manual
de instalação do equipamento.

9.24 Jamais instalar as unidades de maneira que a descarga de ar de uma unidade seja a tomada
de ar da outra.

9.25 É imprescindível que cada unidade evaporadora e fan coil possuam linha hidráulica para
drenagem do condensado. Esta linha hidráulica não deve possuir diâmetro inferior a 25,4 mm
(1””) e deve possuir sifão com “fecho” hídrico de no mínimo 5 cm na extremidade da
tubulação de modo a garantir a vedação do ar.

9.25.1 Quando da partida inicial o sifão deverá ser preenchido com água, para evitar que
seja succionado ar da linha de drenagem.

9.25.2 Não conectar o dreno a rede de esgotos, sob a pena de levar ar poluído ao ambiente
tratado em caso da "quebra" do fecho hídrico do sifão.

9.26 Cada circuito refrigerante dos equipamentos Self Contained e Splitão deve possuir no
mínimo filtro secador, visor de líquido, válvula termostática de expansão, válvulas nas linhas
de sucção e líquido, pressostatos de alta e baixa pressão, além das tubulações de cobre e
os isolamentos com borracha elastomérica.

9.27 Os equipamentos self contained e splitão saem de fábrica com carga completa de
refrigerante, faz-se necessário interligá-los em campo.

9.27.1 A linha de interligação entre o evaporador e o condensador deve ser a mais curta
possível.

9.27.2 Deve-se seguir as tabelas constantes no manual do fabricante com a indicação dos
diâmetros e o tipo de conexão para cada interligação frigorífica.

9.27.3 A tubulação de interligação dos equipamentos está dividida como linha de descarga
e linha de líquido. O diâmetro a ser utilizado está indicado na tabela do manual do
fabricante em função do comprimento equivalente.

9.27.4 Quando houver diferenças nas bitolas a serem interligadas, deverá fazer o uso de
adaptadores a serem feitos em campo conforme recomendação do fabricante.

9.27.5 Deve-se verificar e ter muita atenção ao tipo de gás refrigerante que o equipamento
opera, devido particularidades das pressões de trabalho a serem aplicadas, bem
como os componentes de refrigeração específicos para cada tipo de gás.

9.27.6 Sempre fixar de maneira conveniente as tubulações de interligação através de


suportes ou pórticos. Deve-se isolá-las termicamente utilizando borracha
elastomérica circular e após passar fita de acabamento em torno do isolamento. Nas
passagens em alvenarias, deve-se acrescentar proteção mecânica e para os trechos

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


55

expostos a radiação solar deve-se adicionar além da proteção mecânica, a fita de


superfície espelhada.

9.27.7 Deve-se instalar obrigatoriamente o filtro secador e visor de líquido objetivando a


retenção de alguma umidade residual e pequenas partículas de sujeira da tubulação
frigorífica, bem como a verificação de superaquecimento e outras anormalidades nas
linhas.

9.27.8 A instalação do filtro secador não isenta o dever de ser feita uma instalação
devidamente limpa e correta.

9.27.9 O visor de líquido limpo sem bolhas não necessariamente indica que a carga de
fluído refrigerante está correta, pois esta pode estar acima do recomendado, então
deve-se sempre verificar o superaquecimento.

9.27.10 O superaquecimento é o item mais importante a ser verificado, pois assim consegue-
se verificar se a carga de fluído refrigerante está devidamente regularizada e o
sistema funcionando dentro de seus limites operacionais.

9.27.11 A unidade condensadora não poderá ser instalada a um desnível superior (positivo) e
inferior (negativo) a 25 metros em relação ao módulo do trocador, ou a uma distância
linear de linha superior a 50 metros quando os módulos trocadores e unidades
condensadoras estiverem no mesmo nível.

9.27.12 Para desnível negativo, quando o módulo do trocador estiver abaixo da unidade
condensadora, o CONTRATANTE deve:

9.27.12.1 instalar uma válvula solenóide na linha de líquido (próximo a entrada do


módulo do trocador) para que se evite o retorno de líquido com o
desligamento do compressor;

9.27.12.2 deve-se atentar para instalação da válvula solenóide sempre no sentido


do fluxo;

9.27.12.3 para válvula solenóide com conexões tipo solda, deve-se proteger o
corpo, conexões e O-rings, contra aquecimento e qualquer tipo de
respingo durante o processo de solda;

9.27.12.4 colocar na linha de descarga, um sifão na base da elevação. Se a


elevação vertical exceder de 7,5 m, colocar um sifão adicional a cada 7,5
m. Instalar o mesmo no meio da tubulação. Fazer também um sifão
inverso junto ao condensador;

9.27.12.5 nos trechos horizontais da linha de descarga, dar uma inclinação no


sentido do fluxo do refrigerante de 45 milímetros a cada 10 metros.

9.27.13 Para desnível positivo, quando o módulo do trocador estiver acima da unidade
condensadora, o CONTRATANTE deve realizar nos trechos horizontais uma
inclinação no sentido do fluxo de 45 milímetros a cada 10 metros.

9.27.14 Para linhas acima de 25 metros, uma carga de óleo deve ser adicionada em uma
razão de 2% (em peso) da carga de refrigerante total abastecida.

9.27.15 Para instalação dos equipamentos self contained e sptlitão, deve-se seguir seguinte
procedimento:

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


56

9.27.15.1 Antes de fazer a conexão dos tubos de interligação, verificar se existe


pressão no equipamento. Caso o equipamento esteja despressurizado,
devem-se verificar possíveis vazamentos;

9.27.15.2 Após a interligação e soldagens das tubulações, deve-se realizar o teste


de estanqueidade nas linhas. Para isso deve-se utilizar gás nitrogênio na
pressão de 30 kgf/cm²;

9.27.15.3 O teste de estanqueidade deve ser realizado pela junta de inspeção na


linha de descarga e líquido. Primeiramente a pressão de 25 kgf/cm² deve
ser atingida para verificar se o ciclo está estanque (pelo manômetro),
somente depois a pressão de teste deve ser elevada até o ponto de 30
kgf/cm²;

9.27.15.4 Após o teste de estanqueidade, deverá ser realizado o vácuo na


instalação;

9.27.15.5 Antes de iniciar o vácuo, a bomba, as mangueiras ou tubos de cobre


deverão ser devidamente testados, sendo de responsabilidade do
CONTRATADO qualquer problema na instalação causado por mau
funcionamento destes equipamentos;

9.27.15.6 A bomba deverá ser conectada nas tomadas de pressão nas linhas
descarga e líquido, fazer vácuo até atingir a pressão 500 µmHg no
vacuômetro eletrônico com a bomba de vácuo isolada. A leitura deverá
ser efetuada no vacuômetro eletrônico após este registro estar totalmente
fechado e posterior ao tempo de equalização, que deverá ser de, no
mínimo, 2 (dois) minutos;

9.27.15.7 Para realização deste procedimento, é indispensável a utilização de um


vacuômetro eletrônico, pois ele tem a capacidade de ler os baixos níveis
de vácuo, exigidos pelo sistema. Um mono-vacuômetro não substitui o
vacuômetro eletrônico, pois este não permite uma leitura adequada,
devido a sua escala ser imprecisa e grosseira;

9.27.15.8 Após o vácuo na instalação deve ser feita a liberação do fluído


refrigerante para o sistema, seguindo os passos a seguir:

9.27.15.8.1 abrir a válvula da linha de líquido, liberando a carga de


refrigerante total para o sistema;

9.27.15.8.2 abrir a válvula de serviço da linha de descarga;

9.27.15.8.3 abrir a válvula de serviço da linha de sucção (quando


houver);

9.27.15.9 Após a liberação do fluido refrigerante deve-se realizar, se necessário a


carga de refrigerante adicional, seguindo as orientações do manual de
instalação do equipamento;

9.27.15.10 Deve-se sempre utilizar a junta de inspeção da linha de líquido para o


abastecimento da carga de refrigerante no sistema. Esta válvula de
serviço (linha de líquido) deve estar devidamente fechada, para que
nenhuma massa de refrigerante retorne para o compressor.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


57

9.28 O CONTRATADO deverá providenciar a instalação elétrica completa com cabos, eletrodutos,
fusíveis, chaves seccionadoras ou disjuntores corretamente dimensionados, podendo estes
componentes ser reaproveitados da instalação anterior apenas se estiverem em perfeito
estado de conservação e funcionamento.

9.29 Os cabos devem ser selecionados considerando capacidade de condução de corrente


máxima para cabos instalados em eletrodutos (até 3 condutores carregados) de acordo com
a NBR-5410.

9.29.1 Os cabos de força devem ser dimensionados pela amplitude mínima do circuito, que
é calculada pela soma de 125% da corrente máxima de operação (CMO) do maior
compressor ou motor, mais 100% da soma das correntes dos demais compressores
e motores.

9.29.2 No caso de circuitos relativamente longos é necessário levar em conta a queda de


tensão admissível.

9.30 Todos os fios e peças elétricas deverão ser protegidos de ratos ou pequenos roedores.

9.31 Cada equipamento deve ser aterrado no sistema TT conforme norma NBR5410 (instalações
elétricas de baixa tensão), NBR5419 (proteção de estruturas contra descargas atmosféricas)
ou de acordo com as regulamentações locais.

9.32 Caso haja necessidade da substituição do disjuntor, deve-se utilizar um disjuntor diferencial
de média sensibilidade (tempo de ativação de 0,1 segundos ou menos).

9.33 Os cabos de força devem possuir isolação sólida em PVC (Cloreto de Polivinila) 70°C para
tensões até 750 V, com características de não propagação e auto-extinção da chama,
conforme norma NBR-6148.

9.34 Deve-se utilizar dispositivo de proteção DR (Diferencial Residual) contra choque elétrico
(contato direto ou indireto) com sensibilidade de 30 mA.

9.35 O suprimento de voltagem pode ser 220V/380V/440V, 3 F, 60 Hz. O No momento da


instalação, o CONTRATADO deve medir a voltagem de alimentação em todas as fases das
chaves seccionadoras. As leituras devem cair dentro da faixa de +/- 10%. Se a voltagem de
alguma fase não cair dentro da tolerância, o CONTRATANTE deve ser comunicado
imediatamente para que este providencie a correção antes da partida do equipamento.

9.35.1 O desbalanceamento de voltagem não poderá ultrapassar 2% (dois por cento).

9.36 O Termostato deve ser instalado de acordo com a orientação do CONTRATANTE, podendo
ser no ambiente a ter a temperatura controlada ou na casa de máquinas.

9.37 O correto descarte dos materiais utilizados será de responsabilidade do CONTRATADO,


observando a legislação vigente, notadamente em relação às questões ambientais.

9.38 Qualquer dúvida que o CONTRATADO possua sobre alguns dos serviços de instalação deve
ser questionada previamente ao CONTRATANTE de forma que, depois de solucionada, os
serviços sejam executados sem percalços, de modo que todos os defeitos, erros, danos,
falhas e quaisquer eventos ocorridos no decorrer dos serviços, provenientes de dolo ou culpa
dos empregados, engenheiros, operários ou subempreiteiros, má execução dos serviços ou
emprego de materiais de qualidade inferior aos especificados, serão desfeitos e
reconstituídos pelo CONTRATADO, exclusivamente as suas custas, dentro do prazo
determinado pela fiscalização do CONTRATANTE.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


58

9.39 O CONTRATADO fornecerá relatório por equipamento, conforme modelo do


CONTRATANTE, a cada chamado para realização de instalação.

9.40 O pagamento será feito para cada serviço executado e será liberado sob a condição de
apresentação do relatório assinado pelo representante técnico da empresa.

9.40.1 Para os serviços de substituição de equipamentos tipo Fan Coil, Self Contained ou
Splitão, não será permitida a utilização da mão de obra prevista no contrato, devendo
o CONTRATADO arcar com os custos correspondentes ao deslocamento e mão de
obra necessária para a sua realização.

9.41 Os valores a serem pagos para cada instalação de equipamentos do tipo self contained ou
splitão são divididos em duas parcelas.

9.41.1 Para instalações com distância entre as unidades condensadora e evaporadora de


até 10 m (dez metros), será pago um valor único fixado para cada faixa de
capacidade do equipamento.

9.41.2 Para instalações com distância entre as unidades condensadora e evaporadora


acima de 10 m (dez metros), além do valor informado no item 9.41.1, será pago o
valor por cada metro adicional de distância entre as unidades condensadora e
evaporadora, de acordo com a faixa de capacidade do equipamento.

9.42 Para equipamentos do tipo fan coil, será pago um valor único fixado para cada faixa de
capacidade do equipamento.

9.43 O valor do pagamento dos serviços não define a quantidade de veículos ou pessoas, mas
sim uma necessidade de deslocamento e estada para a prestação dos serviços. Caberá ao
CONTRATADO a provisão de meios adequados ao atendimento tempestivo das demandas.

9.44 Para cada chamado de instalação solicitado pelo CONTRATANTE, caberá ao


CONTRATADO executar tempestivamente dentro do prazo estipulado com os materiais,
peças e ferramental adequados, bem como programar, designar e coordenar equipe idônea,
de modo a reunir uma equipe que possa assegurar o progresso satisfatório dos serviços.

9.45 Todos os serviços de substituição de equipamentos tipo Fan Coil, Self Contained e Splitão
serão garantidos pelo CONTRATADO pelo período de 12 (doze) meses, a contar da data de
recebimento por parte da fiscalização.

10. LIMPEZA E HIGIENIZAÇÃO DAS REDES DE DISTRIBUIÇÃO DE AR

10.1 Será efetuada anualmente para toda a rede de dutos do Centro Administrativo, conforme
cronograma a ser elaborado pelo CONTRATADO e analisado e validado pelo
CONTRATANTE.

10.2 O CONTRATANTE poderá, a qualquer momento, de acordo com a necessidade de


limpeza, antecipar o cronograma inicialmente estipulado, cabendo ao CONTRATANTE o
atendimento da solicitação no prazo máximo de 7 (sete) dias úteis, contados a partir da
comunicação do BANCO.

10.3 Para cada chamado solicitado pelo CONTRATANTE, caberá ao CONTRATADO executar
tempestivamente dentro do prazo estipulado com os materiais, peças e ferramental
adequados, bem como programar, designar e coordenar equipe idônea, de modo a reunir
uma equipe que possa assegurar o progresso satisfatório dos serviços.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


59

10.4 Antes do início dos serviços, o CONTRATADO deverá realizar um desenvolvimento prévio
de estudo da limpeza e higienização das redes de distribuição de ar do sistema de
climatização, que consiste em:

10.4.1 acessar as redes de distribuição de ar (portas de visitas, verificação dos melhores


pontos e etc.), consistindo da certificação das informações contidas nas plantas
existentes e anotação de eventuais divergências, objetivando a elaboração do
plano de trabalho;

10.4.2 vistoria in loco das condições de trabalho nos ambientes climatizados, verificando:
ponto de energia, suprimento de água, horários de acesso, guarda de
equipamentos, guarda de produtos, andaimes (se necessários), segurança, etc.;

10.4.3 antes de iniciar os serviços, o CONTRATADO deverá apresentar o plano de


trabalho detalhado, o qual deverá ser aprovado pela fiscalização. Neste plano
deverão ser considerados a execução de serviços nos horários de segunda a
quinta-feira, das 20:00 às 06:00h, e na sexta-feira das 20:00 h, em diante,
podendo prosseguir continuamente durante o final de semana até às 06:00 h da
segunda-feira seguinte, devendo considerar ainda que o ambiente de trabalho
deverá estar totalmente limpo e em condições de uso de segunda à sexta-feira às
06:30 h;

10.4.4 o tempo total de execução dos serviços em cada bloco não deverá ser superior à
2 (dois) dias corridos;

10.4.5 o plano de trabalho detalhado deverá prever, portanto, a instalação do material


todos os dias no final do expediente e retirada do material todos os dias antes do
expediente, e estocagem em local reservado, previamente designado pela
Gerência da unidade para esse fim;

10.4.6 caberá aoCONTRATADOarcar com todas as despesas necessárias a


implantação da infraestrutura de suporte, apontada e levantada no item acima,
necessárias a execução dos serviços;

10.4.7 caberá aoCONTRATADOo levantamento das condições de risco dos serviços a


serem executados, e a implementação das ações mitigadoras necessárias, de
forma a garantir as condições mínimas de segurança ao patrimônio e pessoas
submetidas aos riscos decorrentes da execução dos serviços.

10.5 Após o desenvolvimento prévio de estudo da limpeza e higienização das redes de


distribuição de ar do sistema de climatização, o CONTRATADO deverá iniciar a operação
de limpeza mecânica nas redes de distribuição de ar que consistirá:

10.5.1 preparação dos locais a serem limpos e tratamento dos ambientes onde o serviço
for executado, com a cobertura dos mobiliários e equipamentos com plásticos ou
lonas apropriadas, visando garantir a não contaminação dos móveis e demais
utensílios com material particulado que porventura venha a se precipitar quando
da remoção das placas de forro ou mesmo durante a limpeza dos dutos;

10.5.2 o CONTRATADO e o CONTRATANTE deverão definir, em conjunto, o


procedimento para a execução, e posterior recomposição, das aberturas nos
forros que forem necessárias para obter acesso à rede de dutos, e componentes
do sistema de condicionamento de ar;

10.5.3 antes do início da limpeza de cada trecho de dutos, deverá ser efetuada uma
filmagem registrada em mídia digital devidamente identificada, de forma a

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


60

caracterizar um diagnóstico visual prévio e balizar a avaliação da quantidade da


limpeza, após a execução dos serviços;

10.5.4 após a limpeza deverá ser efetuada uma nova filmagem registrada em mídia
digital devidamente identificada, de forma a caracterizar um diagnóstico visual
para avaliação da qualidade da limpeza executada;

10.5.5 nos trechos onde as aberturas existentes nos dutos não permitem a introdução
dos equipamentos, deverão ser abertas tantas janelas, quanto necessários, pelo
CONTRATADOsem ônus para ao CONTRATANTE, e posteriormente fechadas
utilizando-se material de vedação e novo isolamento térmico de forma a garantir a
estanqueidade dos dutos e sua eficiência térmica;

10.5.5.1 as técnicas de realização das aberturas/fechamento dos dutos não


devem comprometer a integridade mecânica e a estrutura de
sustentação do sistema;

10.5.6 não devem ser realizadas aberturas em dutos flexíveis. Estes devem ser
desconectados em suas extremidades, removidos para verificação e limpeza
apropriadas, e reinstalados ou, se necessário, substituídos;

10.5.7 elementos de isolamento acústico ou térmico de material fibroso presente em


qualquer parte da rede de dutos ou dos equipamentos devem ser limpos de
maneira a não provocar a liberação de fibras nos ambientes; a metodologia
empregada deve ser de aspiração das superfícies ou sopro de ar comprimido
seco (conforme padrões e recomendações da NAIMA). Se houver qualquer
evidência de dano, deterioração, delaminação, umidade ou fungos, a ponto de
uma recuperação nesta área ser impossível, deverá ser recomendada sua
substituição;

10.5.7.1 no caso de haver necessidade de substituição de componentes do


sistema identificados como irrecuperáveis, os mesmos só poderão ser
substituídos após concordância do CONTRATANTE, mediante proposta
de orçamento realizada pelo CONTRATADO e autorizado pelo
CONTRATANTE;

10.5.8 os equipamentos a selecionados para o trabalho devem estar limpos e


descontaminados antes de iniciar os serviços;

10.5.9 não deverá haver qualquer emanação de poeiras, gases, vapores ou odores
nocivos após a ocupação do recinto;

10.5.10 deve-se colocar mantas filtrantes provisórias nas bocas de ar para garantir que o
material particulado residual nos dutos não seja disperso no ambiente, devendo
estes filtros provisórios permanecerem instalados por sete dias após a conclusão
dos serviços;

10.5.11 a limpeza mecânica dos dutos deverá ser realizada em etapas, isto é, por trechos
de dutos;

10.5.12 sempre na direção do fluxo de ar, deverão ser escolhidos trechos de mesma
secção que serão isolados, para a obstrução do fluxo de ar atrás do trecho que
será limpo;

10.5.13 os trechos de uma mesma linha de duto deverão ser limpos de forma sequencial
e no sentido do fluxo de ar;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


61

10.5.14 no início do trecho a ser limpo será introduzido um sistema de escovas giratórias
de tamanho adequado à dimensão e tipo de revestimento interno do duto, com a
dureza necessária à remoção do tipo de sujidade encontrada, seja ela pó,
incrustações, mofo ou qualquer corpo estranho existente e que produza poluição
ou impeça a livre passagem do ar condicionado através dos dutos. O movimento
das escovas deverá ser controlado a distância por cabo ou outro sistema de
controle, com registro visual em tempo real por meio de microcâmera e
iluminação adequada, de modo a possibilitar o acompanhamento por parte do
CONTRATADO e Fiscalização;

10.5.15 limpeza mecânica a seco das superfícies internas expostas ao fluxo de


suprimento de ar dos dutos principais, secundários e ramais, que se dará através
da utilização de equipamento robotizado de inspeção de dutos, dotado de registro
de vídeo, bocas de ar comprimido, escovas rotativas automáticas, compressores
e outros equipamentos necessários, de modo que toda a superfície interna do
duto exposta ao fluxo de ar condicionado receba a limpeza devida;

10.5.16 retirada e reinstalação de todas as placas de forro, grelhas, difusores, e tomadas


de ar existentes, como também a limpeza mecânica de registros, difusores,
splitters, ramais flexíveis, grelhas e dampers em local apropriado (externo à área
de trabalho), antes da recolocação;

10.5.17 remoção da sujidade do interior dos dutos, utilizando um sistema de aspiração


industrial de alta potência, especialmente desenvolvida para sucção da sujeira
removida pelas escovas, adaptado a um sistema de coleta e acondicionamento
dos poluentes recolhidos, que impeça a contaminação do ambiente circundante
ou das instalações físicas do local. Esse equipamento deverá ser instalado na
extremidade oposta à de entrada das escovas, no trecho a ser limpo, e deverá ser
dotado de velocidade de aspiração do ar não inferior a 13m/s e sistema de
filtragem adequado;

10.5.18 quando o equipamento de coleta estiver sendo usado dentro de ambientes


interiores, deverá ser equipado com filtro absoluto HEPA, com 99,97% de
eficiência pelo teste DOP, perfeitamente ajustado, de forma a impedir qualquer
fuga de ar. Quando usado em áreas especiais, como áreas hospitalares críticas e
laboratórios farmacêuticos, os filtros HEPA deverão ter eficiência DOP de
99,99%;

10.5.19 quando o equipamento de sucção de coleta estiver sendo usado externamente,


ao ar livre, poderá ser equipado unicamente com filtros de 85% de eficiência
gravimétrica, tomando-se as devidas precauções para que o material particulado
liberado não entre novamente nas instalações; a liberação de sujidade no ar livre
não deve violar quaisquer padrões, códigos ou regulamentos relativos à
segurança das pessoas e à proteção do meio ambiente;

10.5.20 o aspirador de pó utilizado como equipamento auxiliar de limpeza do local e da


casa de máquinas deverá ser equipado com filtro absoluto HEPA com 99,97% de
eficiência pelo teste DOP, perfeitamente ajustado de forma a impedir qualquer
fuga de ar;

10.5.21 a estanqueidade e a integridade da instalação dos filtros HEPA deverá ser


comprovada, antes de cada utilização, de acordo com o estipulado no documento
SBCC - RN - 005 - 97, item 6.2, da Sociedade Brasileira de Controle de
Contaminação;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


62

10.5.22 a remoção de materiais poluentes recolhidos no processo para locais apropriados


deverá ser realizado sob inteira responsabilidade do CONTRATADO, observando
a legislação vigente, notadamente em relação às questões ambientais;

10.5.23 esses procedimentos serão repetidos de forma sequencial por todo o sistema de
dutos até a constatação da remoção de todos os tipos de sujidade;

10.5.24 nos trechos onde eventualmente for constatada a presença de gorduras ou


graxas será aplicado o produto químico adequado à sua remoção, garantida a
não contaminação química do ambiente através da remoção completa dos
resíduos do produto utilizado;

10.5.25 identificação e indicação do local nos desenhos do sistema de todas as aberturas


de acesso que forem executadas;

10.5.26 o processo de limpeza e higienização dar-se-á na totalidade do sistema de


climatização instalado, inclusive casas de máquinas, cuja limpeza deverá ser
executada mediante o uso de produtos químicos adequados para pisos, paredes,
divisórias e etc., podendo ocorrer a pintura dos mesmos. Os condicionadores de
ar deverão ser limpos e higienizados com o uso de ar comprimido para as volutas
e rotores dos ventiladores, seguida da aspiração e recuperação de partículas da
tomada de ar externo e dos condicionadores de ar, devendo ainda ser lavadas
todas as serpentinas e bandejas de condensação;

10.5.27 os métodos de limpeza não podem ocasionar danos ou impedir a troca térmica ou
provocar corrosão da superfície das serpentinas, devem ser de acordo com as
recomendações do fabricante da serpentina, quando disponíveis. As serpentinas
devem ser completamente limpas com solução de sabão neutro e enxaguadas
com água limpa para remoção de quaisquer resíduos;

10.5.28 recomposição e reparo do isolamento térmico dos dutos, nos trechos em que este
tenha sido removido para realização da operação de limpeza ou de inspeção.

10.6 Após a limpeza e higienização de toda a rede de dutos, o CONTRATADO deverá limpar os
plenuns das casas de máquinas.

10.6.1 Deverá ser realizada a limpeza e descontaminação das salas de máquina (piso,
parede, teto e parte externa da rede de água gelada).

10.7 Poças de água devidas à infiltração de chuva junto às tomadas de ar exterior, ou devidas a
vazamentos das unidades de tratamento de ar, assim como sinais de umidade, mofo, bolor
ou fungos nas paredes e tetos, não são admissíveis e deverão ser realizados os reparos
necessários neste aspecto.

10.8 As tomadas de ar exterior devem ser limpas, eliminando qualquer acumulação de poeira e
detritos.

10.9 Os filtros de ar saturados devem ser substituídos ou regenerados, de acordo com as


instruções do fabricante. Deve-se verificar se estão firmemente assentados nas suas
molduras, sem possibilidade de vazamentos.

10.10 As serpentinas devem ser limpas por métodos que possibilitem remover totalmente os
depósitos de lodo e sujeira, sem ocasionar danos mecânicos ou corrosão, ou prejudicar a
troca térmica. Após a limpeza as serpentinas devem ser enxaguadas com água limpa, a fim
de remover qualquer resíduo dos produtos utilizados, que devem ser biodegradáveis.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


63

10.11 As bandejas de recolhimento de condensados devem ser limpas de forma a remover toda e
qualquer acumulação de lodo e sujeira. Deve-se verificar se apresentam pontos de
corrosão, se têm caimento e drenagem adequados, e se têm selo hídrico que impossibilite
a aspiração de odores ou contaminantes no fluxo de ar. Produtos de tratamento químico ou
biológico utilizados para tratamento da água da bandeja devem ser comprovadamente
inofensivos à saúde, não corrosivos e não agressivos ao meio ambiente.

10.12 Os rotores e volutas dos ventiladores devem ser limpos e quaisquer pontos de corrosão
devem ser detectados e corrigidos. Deve-se verificar se há possibilidade de arraste de água
pelo ventilador.

10.13 Os painéis internos dos gabinetes devem ser limpos e, se possível, lavados. Se forem
constatados revestimentos internos fibrosos danificados, ou com sinais de impregnação de
poeira, fungos ou mofo, deverá ser recomendada ao usuário sua substituição,
preferivelmente por material protegido por película resistente e limpável.

10.14 Concluindo o processo de limpeza das casas de máquinas, o CONTRATADO deverá


aplicar nas bandejas das máquinas produtos inibidores, visando evitar a proliferação de
bactérias e fungos na água fornecendo produtos apropriados para essa finalidade. Deverá
se aplicar também nas serpentinas/evaporadores um produto selador visando a eliminar a
aderência ou incrustação de impurezas.

10.15 Após a limpeza mecânica o CONTRATANTE poderá fazer as análises necessárias para
verificar a eficácia dos serviços.

10.15.1 Caso as análises apontem a necessidade de realização da higienização ou


descontaminação, esta ser executada com fungicida e/ou bactericida e/ou outro
produto adequado. A descontaminação deverá ser executada apenas nos trechos
de dutos que mostraram necessidade deste serviço, com base nas análises
realizadas.

10.15.2 Os agentes químicos usados devem ser aplicados de acordo com as instruções
do fabricante.

10.15.3 Todos os difusores e grelhas, inclusive os dampers de entrada de ar nas centrais


e os de entrada de ar exterior deverão ser vedados durante a operação.

10.15.4 Os produtos aplicados na higienização devem possuir laudo fornecido por


entidade reconhecida, comprovando a eficácia do produto para a finalidade que
se destina.

10.15.5 Todos os produtos a serem utilizados com fins bactericidas, fungicidas, inseticidas
ou produtos químicos são de responsabilidade do CONTRATADO e estão
inclusos no valor a ser pago pelos serviços, bem como seus respectivos registros
ou autorizações de uso, junto às autoridades públicas competentes.

10.16 Haverá ressarcimento por parte do CONTRATADO ao CONTRATANTE por eventuais


danos causados às instalações, equipamentos, móveis e objetos existentes na unidade do
CONTRATANTE, bem como pela segurança de seus funcionários.

10.17 Todas as abertura das visitas de acesso, quantas forem necessárias, nos forros (teto
rebaixado) são de responsabilidade do CONTRATADO. Além disso, este fará a
recomposição do forro com retoques e pinturas caso haja necessidade.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


64

10.18 Os serviços deverão ser executados de forma que não haja interferência nas atividades
normais do CONTRATANTE, vedada a paralisação do sistema parcial ou totalmente
durante o período de 08:00 às 18:00 horas, em dias úteis.

10.19 O pagamento será feito para limpeza e higienização de cada metro da rede de distribuição
de ar e será liberado sob a condição de apresentação do Relatório Técnico:

10.19.1 o Relatório Técnico deverá detalhar a execução dos serviços e conter datas, hora
de início e término de cada atividade, explicações quanto aos resultados obtidos,
bem como as condições do sistema, recomendações técnicas visando o
atendimento das normas vigentes de qualidade do ar de interiores, informação
dos danos no sistema observados durante a execução dos serviços, localização e
identificação das aberturas de acesso eventualmente feitas nos dutos,
comentários e sugestões de melhoria das instalações, juntamente com a mídia
digital contendo as filmagens do interior dos dutos de todas as etapas do serviço
(antes da limpeza, durante a execução e após a conclusão da limpeza).

10.20 Todos os serviços de limpeza e higienização serão garantidos pelo CONTRATADO pelo
período de 30 (trinta) dias, a contar da data de recebimento por parte da fiscalização.

10.21 O recebimento dos serviços se dará após a sua atestação por parte da fiscalização, que
será pela validação dos relatórios técnicos e fotográficos, bem como as mídias digitais em
cores com as filmagens antes e após limpeza, devidamente rotuladas de acordo com o
trecho de duto tratado além da validação por parte do CONTRATANTE, que utilizará os
métodos que julgar necessário para confirmar a efetividade dos serviços executados.

10.22 Caso as análises ou a vistoria local por parte da fiscalização apontem a ineficiência da que
a limpeza executada, esta deverá ser repetida quantas vezes for necessário para que se
obtenha os resultados esperados.

10.23 Todo custo referente à limpeza e higienização das redes de distribuição de ar do sistema
de climatização estão discriminados noAnexo VII, item 10, e os serviços serão pagos ao
CONTRATADO juntamente com os pagamentos mensais, desde que os relatórios sejam
entregues até o 5º (quinto) dia útil do mês subsequente.

10.24 O CONTRATADO manterá um estoque mínimo de materiais necessários para suprimento


dos serviços contratados, de forma a garantir a tempestividade no atendimento.

10.25 O valor do pagamento da limpeza e higienização das redes de distribuição de ar não define
a quantidade de veículos ou pessoas, mas sim uma necessidade de deslocamento e
estada para a prestação dos serviços. Caberá ao CONTRATADO a provisão de meios
adequados ao atendimento tempestivo das demandas.

10.26 O CONTRATADO não poderá utilizar a mão de obra pertencente a este contrato para
executar os serviços de limpeza de dutos devendo arcar com os custos correspondentes ao
deslocamento e mão de obra necessária para a sua realização.

10.27 Correrão por conta do CONTRATADO os deslocamentos e diárias dos profissionais para a
realização dos serviços de limpeza e higienização de rede de dutos, bem como quaisquer
outras despesas diretas ou indiretas necessárias à correta execução dos serviços.

10.28 O CONTRATANTE não acolherá pleitos que visem o ressarcimento de despesas com a
reparação de danos e avarias a veículos ou pessoas.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


65

11. SERVIÇOS DIVERSOS

11.1 OCONTRATADO, quando solicitado, deverá especificar e apresentar estimativa de custos


e/ou proposta de execução para a realização de serviços atinentes ao objeto, quando
caracterizados que eles não são cobertos pelo Contrato.

11.1.1 Os referidos serviços poderão ser executados e pagos utilizando o saldo


contratual após crítica de preços por parte do CONTRATANTE.

11.2 Caso os serviços englobem materiais e mão de obra, o Banco poderá fornecer os
componentes necessários e a mantenedora a mão de obra necessária para execução.

11.3 A mantenedora poderá subcontratar o serviço, desde que defina, fiscalize e se


responsabilize pelo serviço executado.

11.3.1 O CONTRATADO deverá submeter, previamente, à aprovação do


CONTRATANTE a empresa responsável pela subempreitada.

11.3.2 Para comprovação da qualificação técnica, a empresa subcontratada deverá


apresentar Certidão de Acervo Técnico, fornecida pelo Conselho Regional
competente, ou atestado(s) devidamente registrado(s) no referido Conselho,
referente à serviços semelhantes aos que serão executados.

11.3.3 No caso de subcontratação o valor a ser pago pelo Banco será o valor exato da
proposta da empresa subcontratada, acrescido dos TRIBUTOS SOBRE O
FATURAMENTO, BONIFICAÇÃO e OUTRAS DESPESAS definidas na planilha
contratual de mão de obra.

12. DOS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL – EPI:

12.1 Por ocasião da implantação do contrato, todos os EPI’s deverão ser apresentados pelo
CONTRATADO, para validação por parte do SESMT – Serviços Especializados em
Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho, do Banco.

12.2 Todos os EPI’s deverão ser fornecidos em quantidade e especificação conforme as normas
regulamentadoras vigentes.

12.3 Os profissionais que prestam serviço de manutenção nos equipamentos e sistemas de ar


condicionado devem utilizar EPI’S adequados: máscaras, óculos e luvas de borracha,
vestimentas de mangas e calças compridas e sapatos fechados.

12.3.1 No interior das Utilidades o profissional deverá utilizar também o capacete de


segurança.

12.4 O CONTRATADO deverá atentar já no início do contrato, para o cumprimento das normas
regulamentadoras do Ministério do Trabalho, com atenção especial para:

12.4.1 NR 5 – CIPA, formada conforme a exigência da NR;

12.4.2 NR 6 – EPI, deve ser fornecido e orientado sobre o seu uso adequado;

12.4.3 NR7 – PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional) e NR9 –


PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais);

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


66

12.4.4 NR 15 – Atividades e Operações Insalubres e NR16 – Atividades de Operações


Perigosas;

12.4.5 treinamentos legais exigidos com relação às diversas normas, como NR 10,
brigada de incêndio, CIPA, Primeiros Socorros, NR18 e uso de EPI’s;

12.4.6 demais dispositivos legais relacionados à atividade específica do objeto do


Contrato;

12.4.7 apresentação de relatórios com a respectiva investigação dos acidentes de


trabalho, quando da sua ocorrência.

13. DA MÃO DE OBRA

13.1 Caberá ao CONTRATADO recrutar mão de obra idônea, de modo a reunir


permanentemente em serviço, uma equipe homogênea e suficiente de funcionários, que
assegurem o desenvolvimento satisfatório de todas as etapas dos serviços.

13.2 A direção dos serviços e demais questões administrativas e contratuais ficará a cargo do
Coordenador, sendo este um profissional de nível técnico ou superior, com formação
compatível com o objeto contratual, com experiência em serviços de porte semelhante,
devidamente registrado no respectivo Conselho Regional de sua categoria, a fim de
atender, a qualquer tempo, a fiscalização do CONTRATANTE e prestar todos os
esclarecimentos necessários sobre o andamento dos trabalhos.

13.3 Para atendimento à exigência do subitem anterior, o CONTRATADO deverá submeter à


aprovação do CONTRATANTE, o "Curriculum Vitae" do profissional indicado.

13.4 DA QUALIFICAÇÃO TÉCNICA

13.4.1 Após três meses da contratação o CONTRATADO deverá comprovar a


qualificação da equipe técnica responsável pela manutenção dos equipamentos.

13.4.2 Cada profissional, relacionado deverá possuir escolaridade, qualificação e


experiência mínima, conforme abaixo especificado:

13.4.2.1 COORDENADOR:

• formação técnica ou de nível superior na área de mecânica ou


refrigeração em Instituição reconhecida pelo MEC;

• registro profissional no devido Conselho Regional da categoria;

• domínio em instalação e manutenção de ar condicionado e


informática (prática em planilhas e editores de texto);

• habilidade de redação de pareceres e relatórios técnicos;

• certificado cursos básico e complementar, conforme NR10;

• perfil de coordenação / supervisão;

• habilitação profissional há pelo menos 5 (cinco) anos e experiência


mínima de 5 (cinco) anos em serviços de manutenção, comprovada
em carteira;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


67

13.4.2.2 SUPERVISOR NÍVEL MÉDIO (TÉCNICO EM MECÂNICA OU


REFRIGERAÇÃO):

• formação técnica em mecânica ou refrigeração reconhecida pelo


MEC;
• domínio em instalações de ar condicionado;

• perfil de supervisão;

• registro profissional no CFT;

• certificado cursos básico e complementar, conforme NR10;

• habilitação profissional há pelo menos 5 (cinco) anos e experiência


mínima de 3 (três) anos em instalação/manutenção de sistemas de
ar condicionado, comprovada em carteira;

13.4.2.3 MECÂNICO-OPERADOR:

• ensino fundamental completo;

• curso de mecânico de manutenção de ar condicionado/refrigeração;

• certificado dos cursos básico e complementar, conforme NR10;

• experiência mínima de 3 (três) anos em manutenção e operação de


sistemas de ar condicionado que utilizem equipamentos tipo
resfriador de líquido (Chiller) e Torres de Resfriamento comprovada
em carteira;

13.4.2.4 ELETRICISTA:

• ensino fundamental completo;

• curso de eletricista industrial;

• certificado dos cursos básico e complementar, conforme NR10;

• experiência mínima de 2 (dois) anos em manutenção de instalações


elétricas, comprovada em carteira;

13.4.2.5 AUXILIAR DE MANUTENÇÃO:

• ensino fundamental completo;

• curso ou conhecimentos em manutenção/instalação/operação de


máquinas e equipamentos;

• certificado cursos básico e complementar, conforme NR10;

• experiência mínima de 1 (um) ano, comprovada em carteira.

13.5 DO UNIFORME

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


68

13.5.1 Todo o pessoal a serviço do CONTRATADO deverá, obrigatoriamente, usar


uniforme adequado às suas atividades, observadas as Normas de Segurança
vigentes e pertinentes ao assunto.

13.5.2 A configuração mínima do referido uniforme é: camisa de manga longa ou bata de


manga longa, calça comprida, bota e crachá de identificação com foto.

13.5.3 A camisa do coordenador, técnicos e encarregados de manutenção deverão


possuir identificações bordadas ou estampadas.

13.5.4 As batas das equipes de manutenção deverão possuir identificação escrita como
indicado a seguir:

13.5.4.1 ATRÁS DA BATA: letreiro em letra maiúscula descriminando a função, a


especialidade e o nome da empresa;

AR CONDICIONADO

Nome da Empresa

13.5.4.2 FRENTE DA BATA: no bolso, letreiro discriminando a especialidade.

MANUTENÇÃO AR CONDICIONADO

13.6 DO EXPEDIENTE E DA EQUIPE DE TRABALHO

13.6.1 O expediente normal de trabalho da equipe de trabalho será estabelecido em


função das necessidades dos serviços, respeitados os limites de 08 (oito) horas
diárias e 44 (quarenta e quatro) horas semanais, exceto para jornadas de trabalho
em regime de 12 (doze) horas, em conformidade com os quantitativos, dias e
horários definidos na tabela abaixo:

Função Qtde Turnos


08h às 17h seg-sex
Coordenador 1
08h às 12h sáb
21h às 06h seg-sex
Supervisor (horário noturno) 1
21h às 01h sáb
Auxiliar de Manutenção (horário 18h às 6h
4
noturno) regime de 12/36 horas
6h às 18h
Mecânico-operador 4
regime de 12/36 horas
Mecânico-operador (horário 18h às 6h
4
noturno) regime de 12/36 horas
21h às 06h seg-sex
Eletricista (horário noturno) 1
21h às 01h sáb

13.6.2 O Banco se reserva o direito de convocar os profissionais para trabalhar, em


caráter extraordinário, de dia, à noite, finais de semana e feriados, sempre que a
necessidade dos serviços o exigir.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


69

13.6.2.1 Os serviços extraordinários referidos, após devidamente apurados e


atestados pelo Banco, serão pagos com base nos salários contratuais
de cada profissional, acrescidos de percentuais pertinentes
estabelecidos nas Convenções Coletivas de Trabalho da categoria,
vigentes na data de sua execução, podendo ser adotada a sistemática
de Banco de Horas prevista na legislação vigente.

13.6.3 A equipe acima definida poderá, a critério exclusivo do Banco, sofrer alterações
para mais ou para menos, em função das necessidades dos serviços. Essas
alterações implicarão, obrigatoriamente, na correspondente alteração do valor
mensal do Contrato.

13.6.4 Antes do início do contrato, o CONTRATADO deverá enviar a lista atualizada com
os dados (nome e C.P.F) de todos os profissionais que trabalharão diretamente
no contrato.

13.6.5 O CONTRATADO deverá enviar até o 5º (quinto) dia útil de cada mês, a referida
lista atualizada com os dados (nome e C.P.F.) de todos os profissionais
envolvidos no contrato.

13.6.5.1 A substituição ou acréscimo de profissionais na equipe técnica poderá


ser realizado a qualquer momento do contrato, entretanto o
CONTRATADO deverá informar ao CONTRATANTE tal alteração com
no mínimo 48 horas de antecedência do ingresso do referido profissional
ao Centro Administrativo.

13.6.6 A equipe de pessoal do CONTRATADO poderá ficar sediada no prédio do


CENTRO ADMINISTRATIVO PRESIDENTE GETÚLIO VARGAS – CAPGV, para
atender de forma rápida e efetiva a todas as solicitações de serviços e ao plano
de manutenção.

13.6.7 Quando da contratação da empresa, o Banco fará avaliação dos conhecimentos


técnicos de cada profissional, o qual, mesmo sendo aprovado nas exigências de
sua categoria e na avaliação aqui referida, terá seu desempenho observado por
um período mínimo de 30 (trinta) dias, após o que o Banco se pronunciará sobre
sua permanência ou não na equipe.

13.6.8 Para avaliação da capacidade técnica dos profissionais, o CONTRATADO


deverá, obrigatoriamente, apresentar "Currículum Vitae" dos profissionais. Em
caso de não aprovação do profissional indicado, o CONTRATADO apresentará
currículos de outros profissionais que atendam às exigências do BANCO.

13.6.9 Ao Banco reserva-se o direito de, a qualquer tempo durante a vigência do


Contrato, exigir a substituição de qualquer profissional, se julgá-lo incompetente
ou incurso em irregularidades comportamentais incompatíveis com as normas da
Instituição pertinentes aos serviços contratados. A substituição em lide será
formalizada por escrito.

13.6.9.1 Ocorrendo a hipótese de substituição, o CONTRATADO a providenciará


dentro do prazo máximo de 72 (setenta e duas) horas, a fim de que os
serviços não sofram descontinuidade. Caso a substituição não se
verifique dentro do prazo acima previsto, o CONTRATADO sujeitar-se-á
às sanções contratuais previstas.

13.6.10 Caso o CONTRATADO, a seu exclusivo critério, deseje substituir qualquer


profissional da equipe, deverá, antes da substituição, apresentar ao Banco o novo

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


70

profissional, o qual será avaliado conforme estabelecem as exigências pertinentes


a cada categoria profissional e, se aprovado, o Contratado poderá concretizar a
substituição desejada. Caso contrário, este apresentará outro profissional para
avaliação que atenda às exigências estabelecidas.

13.6.11 O CONTRATADO assume inteira responsabilidade pelo pagamento de salários,


taxas, impostos, multas, etc., que vierem a incidir sobre a prestação dos serviços
contratados, particularmente pelos recolhimentos devidos à Previdência Social.

14. DA FISCALIZAÇÃO

14.1 A fiscalização do CONTRATANTE será exercida por engenheiros e/ou técnicos prepostos
seus, com autoridade para exercer, em seu nome, toda e qualquer ação de orientação
geral, controle e fiscalização dos trabalhos.

14.2 O CONTRATADO é obrigado a facilitar meticulosa fiscalização dos trabalhos, facultando ao


CONTRATANTE o acesso a todas as informações acerca dos serviços em execução ou já
concluídos. Obriga-se, do mesmo modo, a facilitar a fiscalização em oficinas, depósitos,
armazéns ou outras dependências onde se encontrem materiais, componentes ou
equipamentos guardados e destinados aos serviços.

14.3 À fiscalização é assegurado o direito de ordenar a suspensão dos serviços sem prejuízo
das penalidades a que ficar sujeito o CONTRATADO.

14.4 Para perfeita execução e completo êxito na prestação dos serviços, o CONTRATADO se
obriga a prestar toda a assistência técnica e administrativa necessárias para imprimir
andamento conveniente aos trabalhos.

14.5 Todas as Ordens de Serviços e comunicações da fiscalização ao CONTRATADO, ou vice-


versa serão transmitidas por escrito e somente assim produzirão seus efeitos.

15. DAS OBRIGAÇÕES ESPECÍFICAS DO CONTRATADO E NÍVEL DE CRITICIDADE

NÍVEL DE
OBRIGAÇÕES
CRITICIDADE
15.1. Apresentar, no prazo máximo de 3 (três) dias úteis consecutivos contados da
notificação do Banco, os profissionais a serem contratados, os profissionais
Médio
em substituição por ocasião de férias ou faltas e os profissionais extras
requeridos pelo Banco, munidos de currículo compatível.
15.2. Inspecionar com frequência, a cada 40 (quarenta) dias no máximo, todas as
Médio
Unidades do CAPGV e executar o plano de manutenção preventiva.
15.3. Atender todas as demandas encaminhadas, dentro do prazo máximo de 24
(vinte e quatro) horas, com exceção dos chamados com prazo máximo
Médio
estabelecido em contrato, os quais deverão ter seu atendimento conforme
este prazo.
15.4. Realizar, diariamente, inspeções nas áreas críticas do CAPGV e encaminhar
Médio
os relatórios para a gerência da Célula de Serviços de Engenharia.
15.5. Apresentar, semanalmente, a programação das atividades de manutenção. Baixo
15.6. Apresentar, até o 5º (quinto) dia útil do mês subsequente, o relatório mensal
das atividades de manutenção, onde deverá conter, além do resumo dos
Médio
serviços executados, o registro de ocorrências que exigem a adoção de
providências imediatas.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


71

NÍVEL DE
OBRIGAÇÕES
CRITICIDADE
15.7. Fornecer uniformes conforme periodicidade e quantitativos definidos no
subitem 13.5 e a Norma Regulamentadora - NR 10 do Ministério do Trabalho Baixo
e Emprego.
15.8. Atender os prazos estipulados nos subitens 1.8.1, 2.2, 4.3.1, 5.2.1, 5.9.1, 6.3.1,
Baixo
7.3.1, 8.6, 9.1.1, 10.2, 10.4.4, 13.6.5.1 e 13.6.9.1.
15.9. Atender os prazos estipulados nos subitens 1.5.4, 6.1.2 e 7.1. Médio
15.10. Atender os prazos estipulados no subitem 6.1.1.2. Alto
15.11. No caso de ocorrerem quaisquer defeitos nos equipamentos tipo Self’s, Split’s
e Fan Coil’s, e as manutenções corretivas deverão realizadas no prazo
Médio
estipulado no contrato, devendo o problema ser solucionado no prazo
máximo de 3 (três) horas, contados a partir do início do atendimento.
15.12. No caso de ocorrerem quaisquer defeitos nas Centrais de Água Gelada, as
manutenções corretivas deverão realizadas no prazo estipulado no contrato,
Alto
devendo o problema ser solucionado no prazo máximo de 12 (doze) horas,
contados a partir do início do atendimento.
15.13. No caso de ocorrerem quaisquer defeitos nos equipamentos que atendem o
CPD e Nobreak’s, as manutenções corretivas deverão realizadas no prazo
Alto
estipulado no contrato, devendo o problema ser solucionado no prazo
máximo de 2 (duas) horas, contados a partir do início do atendimento.
15.14. Apresentar Laudo Técnico em caso de queima dos Compressores com
capacidade igual ou superior a 5 TR’s no prazo máximo de 05 (cinco) dias Alto
corridos, após a constatação da queima.
15.15. Apresentar, semanalmente, as Ordens de Serviços (OS) de todos os
Médio
atendimentos de manutenção.

16. DAS LICENÇAS, DAS FRANQUIAS E DOS SEGUROS

16.1 Às suas expensas, o CONTRATADO diligenciará a obtenção das licenças e franquias


necessárias ao licenciamento dos serviços, efetuando o pagamento das taxas e
emolumentos previstos em lei.

16.1.1 O CONTRATADO deverá providenciar a Anotação de Responsabilidade Técnica


(ART) dos serviços, junto ao CREA-CE, anualmente, juntamente com o Plano de
Operação, Manutenção e Controle (PMOC), assinado pelo responsável técnico,
repassando ao CONTRATANTE a suas respectivas vias.

16.1.2 O CONTRATADO deverá providenciar também a Licença de Operação (LO)


expedida pela Secretaria de Meio Ambiente do Estado do Ceará ou do Município
de Fortaleza que contemple o tratamento e destinação final de resíduos gerados
pelos serviços relativos ao objeto do contrato.

16.1.2.1 O CONTRATADO deverá manter a Licença de Operação (LO) dentro da


validade por todo o período de vigência do contrato.

16.2 Correrão por conta exclusiva do CONTRATADO todas as despesas efetuadas com seguros
de pessoal e com seguro das ferramentas, instrumentos e equipamentos de sua
propriedade, destinados à prestação dos serviços.

17. DISPOSIÇÕES GERAIS

17.1. O CONTRATADO deverá providenciar a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) dos


serviços, junto ao CREA-CE, anualmente, juntamente com o Plano de Operação,

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


72

Manutenção e Controle (PMOC), assinado pelo responsável técnico, repassando ao


CONTRATANTE a suas respectivas vias.

17.2. O CONTRATADO deverá providenciar também a Licença de Operação (LO) expedida pela
Secretaria de Meio Ambiente do Estado do Ceará ou do Município de Fortaleza que
contemple o tratamento e destinação final de resíduos gerados pelos serviços relativos ao
objeto do contrato.

17.2.1. O CONTRATADO deverá manter a Licença de Operação (LO) dentro da validade


por todo o período de vigência do contrato.

17.3. Os materiais substituídos e passíveis de aproveitamento deverão ser entregues à


Fiscalização.

17.4. Antes do início do contrato, para a execução dos serviços, o CONTRATADO deverá
disponibilizar currículo dos profissionais para aprovação prévia do CONTRATANTE.

17.4.1. As solicitações de alterações no quadro de profissionais durante a vigência do


Contrato deverão ser formalizadas por requerimento, acompanhadas do currículo
do novo profissional, para análise prévia por parte do CONTRATANTE.

17.4.2. O acréscimo de profissionais na equipe técnica poderá ser realizado a qualquer


momento do contrato, entretanto os currículos destes profissionais deverão ser
validados previamente pelo CONTRATANTE.

17.5. Os serviços de manutenção preventiva ou corretiva rejeitados pela Fiscalização, devido ao


uso de materiais que não sejam os especificados e/ou qualificados como não sendo de
primeira qualidade, ou considerados como mal executados, deverão ser refeitos
corretamente com o emprego de materiais aprovados pela Fiscalização e com a celeridade
necessária para que não seja prejudicada a refrigeração dos ambientes em questão.

17.6. O CONTRATADO ficará obrigado a executar fielmente os serviços programados neste


contrato, não se admitindo modificações sem a prévia consulta e concordância da
Fiscalização.

17.7. Em hipótese nenhuma, a Fiscalização aceitará, no local dos serviços, funcionários da


empresa que não estejam portando os Equipamentos de Proteção Individual requeridos na
execução das atividades, tais como: capacete, protetor auricular, protetor facial, óculos de
segurança, máscara antipoeira e gases, luvas, aventais, etc. Os locais sob intervenção,
inclusive os equipamentos próximos deverão ser convenientemente resguardados e
protegidos com lona plástica e ou outros dispositivos de proteção. Esses locais deverão ter
sinalização de segurança através de placas, cartazes, cones, fitas zebradas, etc.

17.8. O CONTRATADO deverá apresentar seus funcionários devidamente uniformizados, com


uniformes limpos, em bom estado para o uso, com a identificação da empresa e deverão
portar crachá de identificação pessoal.

17.9. O CONTRATADO deverá manter em cada Utilidade um "Diário de Ocorrências", para o


registro das ocorrências diárias relativas à execução dos serviços, assinado pelo mecânico-
operador do respectivo turno da respectiva Utilidade, pelo supervisor e pelo coordenador,
além do visto mensal do Responsável Técnico da empresa, caso este não seja o
coordenador do contrato.

17.10. É vedada a subempreitada global ou parcial dos serviços, exceto para as atividades
dispostas nos itens 3, 9, 10 e 11.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


73

17.10.1. No caso de subcontratação para os itens acima, para comprovação da


qualificação técnica, a empresa subcontratada deverá apresentar Certidão de
Acervo Técnico, fornecida pelo Conselho Regional competente, ou atestado(s)
devidamente registrado(s) no referido Conselho, referente à serviços semelhantes
aos dos referidos itens;

17.11. O CONTRATADO ficará responsável por quaisquer danos que venha a causar a terceiros
ou ao patrimônio do Banco, reparando às suas custas os mesmos, durante a execução dos
serviços contratados, sem que lhe caiba nenhuma indenização por parte do
CONTRATANTE.

17.12. O CONTRATADO será responsável pelo fornecimento dos materiais, mão de obra mais os
encargos sociais, equipamentos, ferramentas, fretes, transportes horizontais e verticais,
impostos, taxas, emolumentos, administração, supervisão de engenharia, seguros, etc.
necessários à execução dos serviços.

17.13. O CONTRATADO deverá colocar seu corpo técnico de engenharia à disposição do


CONTRATANTE, para esclarecimento da execução dos serviços, sempre que for
solicitado.

17.13.1. Todos os trabalhos serão executados por mão-de-obra especializada, devendo


oCONTRATADOestar ciente das normas técnicas da Associação Brasileira de
Normas Técnicas - ABNT, correspondente a cada etapa dos serviços constantes
deste Termo de Referência.

17.14. Os serviços de operação serão executados de forma contínua, 24 horas por dia, inclusive
aos sábados, domingos e feriados.

17.15. Sempre que necessário, os serviços ou reparos de manutenção corretiva, deverão ser
executados com continuidade, inclusive aos sábados, domingos e feriados.

17.16. Todos os serviços involuntariamente não explícitos neste instrumento contratual, mas
necessários ao funcionamento eficiente dos sistemas, serão de responsabilidade do
CONTRATADO.

17.17. Os locais afetados pela execução dos serviços deverão ser mantidos pelo CONTRATADO
em perfeito estado de limpeza.

17.18. O horário para operação de liga-desliga dos sistemas centrais de refrigeração e dos demais
equipamentos de ar condicionado, seguirá orientação a ser fornecida pela fiscalização.

17.19. O CONTRATADO mensalmente, quando da apresentação da Fatura Mensal dos Serviços,


deverá apresentar o Relatório Mensal de todos os serviços executados no mês,
relacionando todos os procedimentos e atividades adotadas, inclusive discriminando os
materiais aplicados, mediante a apresentação da planilha dos equipamentos manutenidos.

17.20. Todos os defeitos, erros, danos, falhas e quaisquer eventos ocorridos no decorrer dos
serviços, provenientes de dolo ou culpa dos empregados, engenheiros, operários ou
subempreiteiros, má execução dos serviços ou emprego de materiais de qualidade inferior
aos especificados, serão desfeitos e reconstituídos pelo CONTRATADO, exclusivamente
as suas custas, dentro do prazo determinado pela fiscalização do CONTRATANTE, a
depender do caso específico.

17.21. Todos os serviços abrangidos por este contrato deverão seguir a legislação e normas
vigentes.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


74

ANEXO III

RELAÇÃO DE EQUIPAMENTOS

RELAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS DE CLIMATIZAÇÃO

LOCALIZAÇÃO Equip. Marca Qtde Capac. Cap. Total


UTILIDADES 1 SALA DE MAQUINAS CHILLER COLDEX TRANE 4 160 TR 640 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. Marca Qtde Capac. Cap. Total
UTILIDADES 3 SALA DE MAQUINAS CHILLER COLDEX TRANE 3 210 TR 630 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. Marca Qtde Capac. Cap. Total
PASSARELA FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
PASSARELA FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
A1 - TÉRREO
FUNDOS FANCOIL YORK 1 10 TR 10 TR
FUNDOS FANCOIL YORK 1 10 TR 10 TR
PASSARELA FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
PASSARELA FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
FUNDOS FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
A1 - SUPERIOR
FUNDOS FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
FRENTE SPLIT ELGIN 6 3 TR 18 TR
FUNDOS SPLIT ELGIN 5 3 TR 15 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. Marca Qtde Capac. Cap. Total
PASSARELA FANCOIL COLDEX TRANE 1 10 TR 10 TR
B1 - TÉRREO
PASSARELA FANCOIL COLDEX TRANE 1 14 TR 14 TR
PASSARELA FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
B1 - SUPERIOR
PASSARELA FANCOIL YORK 1 10 TR 10 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. Marca Qtde Capac. Cap. Total
PASSARELA FANCOIL TOSI FCT 12,5TR 1 12,5 TR 12,5 TR
PASSARELA FANCOIL TOSI FCT 12,5TR 1 12,5 TR 12,5 TR
FUNDOS FANCOIL TOSI FCT 12,5TR 1 12,5 TR 12,5 TR
C1 - TÉRREO FUNDOS FANCOIL TOSI FCT 12,5TR 1 12,5 TR 12,5 TR
FRENTE SPLIT ELGIN 2 3 TR 6 TR
FRENTE SPLIT AGRATTO 1 1,5 TR 1,5 TR
FUNDOS SPLIT AGRATTO 1 1 TR 1 TR
PASSARELA FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
PASSARELA FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
C1 - SUPERIOR FUNDOS FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
FUNDOS FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
FUNDOS SPLIT HITACHI 1 1,5 TR 1,5 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. Marca Qtde Capac. Cap. Total
PASSARELA FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
PASSARELA FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
D1 - TÉRREO FUNDOS FANCOIL COLDEX TRANE 1 12,5 TR 12,5 TR
FUNDOS FANCOIL TOSI FCT 10 TR 1 10 TR 10 TR
FRENTE SPLIT ELGIN 1 3 TR 3 TR
D1 - SUPERIOR PASSARELA FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


75

PASSARELA FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR


FUNDOS FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
FUNDOS FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. Marca Qtde Capac. Cap. Total
PASSARELA FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
PASSARELA FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
E1 - TÉRREO
FUNDOS FANCOIL TOSI FCT 10 TR 1 10 TR 10 TR
FUNDOS FANCOIL TOSI FCT 10 TR 1 10 TR 10 TR
PASSARELA FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
PASSARELA FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
E1 - SUPERIOR FUNDOS FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
FUNDOS SPLIT MIDEA 1 0,75 TR 0,75 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. Marca Qtde Capac. Cap. Total
COLDEX TRANE
PASSARELA FANCOIL 1 31 TR 31 TR
V31
COLDEX TRANE
PASSARELA FANCOIL 1 31 TR 31 TR
V31
A2 - SUBSOLO FRENTE SPLIT CARRIER 2 5 TR 10 TR
FRENTE SPLIT KOMECO 1 5 TR 5 TR
FRENTE SPLIT HITACHI 4 5 TR 20 TR
FUNDOS SET FREE HITACHI 2 30 TR 60 TR
FUNDOS FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
A2 - TÉRREO
FUNDOS FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
PASSARELA FANCOIL YORK 1 10 TR 10 TR
PASSARELA FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
A2 - SUPERIOR FUNDOS FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
FUNDOS FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
FRENTE SPLIT HITACHI 1 1,8 TR 1,8 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. Marca Qtde Capac. Cap. Total
COLDEX TRANE
FUNDOS FANCOIL 2 3 TR 6 TR
V3
COLDEX TRANE
B2 - SUBSOLO FUNDOS FANCOIL 1 8 TR 8 TR
V8
FUNDOS SPLIT CARRIER 1 5 TR 5 TR
FUNDOS SPLIT CARRIER 1 5 TR 5 TR
PASSARELA FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
PASSARELA FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
COLDEX TRANE
B2 - TÉRREO FUNDOS FANCOIL 1 6 TR 6 TR
V6
FUNDOS FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
FUNDOS SPLIT ELGIN 1 3 TR 3 TR
PASSARELA FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
PASSARELA FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
B2 - SUPERIOR
FUNDOS FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
FUNDOS FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. Marca Qtde Capac. Cap. Total
D2 - SUBSOLO FUNDOS FANCOIL COLDEX TRANE 1 6 TR 6 TR

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


76

V6
COLDEX TRANE
FUNDOS FANCOIL 1 6 TR 6 TR
V6
FUNDOS SPLIT ELGIN 1 3 TR 3 TR
PASSARELA FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
PASSARELA FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
D2 - TÉRREO FUNDOS FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
FUNDOS FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
FUNDOS SPLIT HITACHI 1 1,8 TR 1,8 TR
PASSARELA FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
PASSARELA FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
D2 - SUPERIOR
FUNDOS FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
FUNDOS FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. Marca Qtde Capac. Cap. Total
FUNDOS FANCOIL YORK 1 6 TR 6 TR
COLDEX TRANE
FUNDOS FANCOIL 1 6 TR 6 TR
E2 - SUBSOLO V6
FUNDOS SPLIT AGRATTO 1 1 TR 1 TR
FUNDOS SPLIT ELGIN 1 1,5 TR 1,5 TR
PASSARELA FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
PASSARELA FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
E2 - TÉRREO
FUNDOS FANCOIL CARRIER V10 1 10 TR 10 TR
FUNDOS FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
PASSARELA FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
PASSARELA FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
E2 - SUPERIOR FUNDOS FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
FUNDOS FANCOIL TOSI FCT 10TR 1 10 TR 10 TR
FUNDOS SPLIT YORK 1 1,5 TR 1,5 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. Marca Qtde Capac. Cap. Total
Nível 1 SELF HITACHI 1 10 TR 10 TR
Nível 1 SPLIT CARRIER 1 4 TR 4 TR
BLOCO F Nível 1 SPLIT CARRIER 1 4 TR 4 TR
SUPERIOR Nível 1 SPLIT KOMECO 1 0,75 TR 0,75 TR
Nobreak SPLIT LG 2 1 TR 2 TR
Sl treinam. SPLIT MIDEA 1 2 TR 2 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
Central orientação ( SPLIT CARRIER 4 3 TR 12 TR
BLOCO F
Antigo Juidico ) SPLIT MIDEA 1 2,5 TR 2,5 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
GALPÃO - Sala Máq. SELF HITACHI 1 10 TR 10 TR
TÉRREO Sala Máq. SELF HITACHI 1 15 TR 15 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
Sala Máq. SELF HITACHI 2 7,5 TR 15 TR
GALPÃO - Sl Geraldo SPLIT MIDEA 1 0,75 TR 0,75 TR
SUPERIOR Microfilmagem SPLIT CARRIER 1 5 TR 5 RT
NoBreak SPLIT LG 2 1 TR 2 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


77

Port. 2 SPLIT AGRATO 1 1 TR 1 TR


Port. 3 SPLIT AGRATO 1 1 TR 1 TR
PORTARIAS
Port. Visitante SPLIT SAMSUNG 1 0,75 TR 0,75 TR
Port. 1 SPLIT AGRATO 1 1,5 TR 1,5 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
gerência SPLIT ELGIN 2 5 TR 10 TR
ALMOXARIFADO sala de reunião SPLIT AGRATTO 1 1 TR 1 TR
CENTRAL Almoxarifado da
SPLIT CARRIER 1 5 TR 5 TR
ASCON
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
arquivo SPLIT YORK 2 5 TR 10 TR
SPLIT CARRIER 2 5 TR 10 TR
SPLIT ELETROLUX 1 3 TR 3 TR
SPLIT CARRIER 2 4 TR 8 TR
PAPEL ZERO
Papel zero SPLIT CARRIER 1 3 TR 3 TR
SPLIT CARRIER 2 2,5 TR 5 TR
SPLIT MIDEA 1 0,75 TR 0,75 TR
K7 Yang 1 0,5 TR 0,5 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
K7 YORK 4 4 TR 16 TR
MEZANINO DO
NÍVEL 2 K7 CARREIE 1 4 TR 4 TR
ALMOXARIFADO
SPLIT CARRIER 2 4 TR 8 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
Cash SPLIT MIDEA 1 0,75 TR 0,75 TR
Coral - Pav. Térreo SPLIT ELETROLUX 2 3 TR 6 TR
Cabine telefonica
SPLIT ELGIN 2 1 TR 2 TR
SALA 201
Recepção CT SPLIT ELGIN 1 2 TR 2 TR
Sala 206 SPLIT CARRIER 1 5 TR 5 TR
sala 208 SPLIT HITACHI 1 3 TR 3 TR
sala 210 SPLIT TOTALINE 1 5 TR 5 TR
SPLIT TOTALINE 1 0,75 TR 0,75 TR
Estúdio - audiovisal
SPLIT YORK 1 0,75 TR 0,75 TR
SPLIT HITACHI 1 1,8 TR 1,8 TR
CENTRO DE SPLIT KOMECO 2 1,5 TR 3 TR
TREINAMENTO Presidência
SPLIT KOMECO 1 1,5 TR 1,5 TR
SPLIT KOMECO 1 1,5 TR 1,5 TR
SPLIT ELGIN 1 1 TR 1 TR
Arquivo - Audio visual SPLIT ELGIN 1 1 TR 1 TR
SPLIT ELGIN 2 2,5 TR 5 TR
SPLIT MIDEA 1 2,5 TR 2,5 TR
Vídeo conerência SPLIT YORK 1 1 TR 1 TR
SPLIT MIDEA 1 2,5 TR 2,5 TR
SPLIT ELGIN 1 1 TR 1 TR
Cometer de risco
SPLIT KOMECO 1 2 TR 2 TR
Comiter de Auditoria SPLIT ELGIN 1 2,5 TR 2,5 TR

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


78

SPLIT ELGIN 1 1 TR 1 TR
conselho fiscal SPLIT ELGIN 1 2,5 TR 2,5 TR
Sala de reunião SPLIT ELGIN 1 1 TR 1 TR
conselho fiscal SPLIT TEMPESTAR 1 4 TR 4 TR
Oratório SPLIT CARRIER 2 3 TR 6 TR
tradução simultanea -
SPLIT MIDEA 1 0,75 TR 0,75 TR
auditório
Apoio técnico auditório SPLIT TOTALINE 1 1,5 TR 1,5 TR
Central SPLIT TOTALINE 1 0,75 TR 0,75 TR
S. D ESTDUO Pav.
SPLIT ELGIN 2 3 TR 6 TR
TE. DEPOSITO)
Acervo técnico Painel SPLIT ELETROLUX 2 3 TR 6 TR
Almoxarifado - Pav.
SPLIT CARREIE 1 3 TR 3 TR
Sup
Apoio técnico mini
SPLIT ELGIN 1 3 TR 3 TR
auditório
Sala-107 SPLIT CARREIE 2 5 TR 10 TR
Sala-101 SPLIT ELGIN 3 3 TR 9 TR
Sala-103 SPLIT ELGIN 3 3 TR 9 TR
Sala-105 SPLIT ELGIN 3 3 TR 9 TR
Sala 203-209 SELF COLDEX TRANE 3 10 TR 30 TR
Sala-206 SPLIT LG 1 1 TR 1 TR
Sala-210 SPLIT CARRIER 1 5 TR 5 TR
AudioVisual SELF COLDEX TRANE 2 10 TR 20 TR
SELF COLDEX TRANE 2 10 TR 20 TR
Sala 202-210
SELF HITACHI 2 5 TR 10 TR
Sala-205 SPLIT ELETROLUX 1 1,5 TR 1,5 TR
Sala-210 SPLIT CARREIE 1 5 TR 5 TR
Sala 1 e 2
SPLIT ELGIN 3 3 TR 9 TR
(INOVAÇÃO)
Auditorio Claudio SELF HITACHI 1 15 TR 15 TR
Ferreira Lima SELF HITACHI 1 10 TR 10 TR
SELF HITACHI 1 15 TR 15 TR
Biblioteca
SELF HITACHI 1 10 TR 10 TR
Universidade
SELF HITACHI 2 10 TR 20 TR
Corporativa
SELF COLDEX TRANE 2 10 TR 20 TR
Auditório
SELF COLDEX TRANE 1 15 TR 15 TR
Aerotur SPLIT AGRATTO 1 1 TR 1 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
CASH SPLIT AGRATTO 1 1 TR 1 TR
AG. ESCRI.
POLO LAZER SPLIT HITACHI 1 1,8 TR 1,8 TR
BANCÁRIO
COMIÇÃO DE ÉTICA SPLIT ELGIN 2 3 TR 6 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
Salão SPLIT CARRIER 10 5 TR 50 TR
ADMINISTRAÇÃO SPLIT SAMSUNG 1 0,75 TR 0,75 TR
RESTAURANTE - ALMOXARIFADO SPLIT SAMSUNG 1 0,75 TR 0,75 TR
CAPGV R
Renovação Ar SPLITÃO HITACHI 1 15 TR 15 TR
Mezanino SPLIT CARRIER 2 5 TR 10 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


79

laboratório SPLIT MIDEA 1 0,8 TR 0,8 TR


socorristas SPLIT MIDEA 1 0,8 TR 0,8 TR
consultório SPLIT STARCOOL 3 1 TR 3 TR
CAMED - CAPGV sala do nutricionista SPLIT MIDEA 1 1,5 TR 1,5 TR
C consultorio dentario SPLIT MIDEA 1 0,8 TR 0,8 TR
consultorio dentario SPLIT MIDEA 1 1,5 TR 1,5 TR
consultório pro SPLIT ELGIN 2 1 TR 2 TR
Recepção SPLIT CARRIER 1 2 TR 2 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
SEMAS semas SPLIT ELGIN 1 3 TR 3 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
SUBESTAÇÃO -
área 6 SPLIT CARRIER 1 3 TR 3 TR
ÁREA 6
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
SITE IMPRESSÃO site impressão SPLIT ELGIN 2 3 TR 6 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
SPLIT AGRATTO 1 1 TR 1 TR
ADMINISTRAÇÃO
SPLIT ELGIN 1 2,5 TR 2,5 TR
LOUNGE SPLIT AGRATTO 2 1 TR 2 TR
SALA DE AVALIAÇÃO SPLIT ELGIN 3 2,5 TR 7,5 TR
HUBINE SPLIT ELGIN 1 3 TR 3 TR
SPLIT CARRIER 1 2 TR 2 TR
ANEXO-Coworking
SPLIT GREE 1 2 TR 2 TR
SPLIT MIDEA 1 2 TR 2 TR
SALA DE REUNIÃO SPLIT CARRIER 1 2 TR 2 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
SPLIT AGRATTO 1 1,5 TR 1,5 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
SPLIT HITACHI 1 5 TR 5 TR
Subestação
UTILIDADE 01 SPLIT ELGIN 1 5 TR 5 TR
sala de operadores
SPLIT HITACHI 1 2 TR 2 TR
normatel
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
SELF TRANE 2 7,5 TR 15 TR
Utilidade 02
SELF HITACHI 1 10 TR 10 TR
central telefonica SPLIT AGRATTO 1 2 TR 2 TR
K7 CARRIER 2 1,5 TR 3 TR
administração SPLIT LG 1 2 TR 2 TR
UTILIDADE 02 SPLIT LG 1 1,5 TR 1,5 TR
(ADM)
Gris SPLIT MIDEA 1 2,5 TR 2,5 TR
Continuos SPLIT ELGIN 1 2 TR 2 TR
Sala motoristas SPLIT HITACHI 1 1,8 TR 1,8 TR
Sala de
SPLIT LG 1 1 TR 1 TR
descompressão
Manutenção Normatel SPLIT ELGIN 1 2 TR 2 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
UTILIDADE 03 cubículo SPLIT CARRIER 1 4 TR 4 TR

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


80

SPLIT CARRIER 1 5 TR 5 TR
substação
SPLIT ELGIN 1 5 TR 5 TR
Nobreak SELF CARRIER 2 5 TR 10 TR
Sala da manutenção SPLIT CARRIER 1 2,5 TR 2,5 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total

SITE Site secundário SPLIT HITACHI 7 5 TR 35 TR


SECUNDÁRIO (A2 Projeto conexão SELF HITACHI 2 30 TR 60 TR
SUBSOLO) Nobreak SELF TRANE 2 30 TR 60 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
BLOCO E1 sala de reunião - PAV
SPLIT YORK 1 4 TR 4 TR
SUPERIOR SUP
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
SPLIT ELETROLUX 2 3 TR 6 TR
superintendencia -
SPLIT CARRIER 1 3 TR 3 TR
PAV. SUP.
SPLIT CARRIER 1 3 TR 3 TR
Acessores SPLIT CARRIER 2 2 TR 4 TR
BLOCO C1 Chefe Gabinete SPLIT HITACHI 2 2 TR 4 TR
Secretaria Presidencia K7 CARRIER 1 4 TR 4 TR
Sala da presidencia K7 CARRIER 2 4 TR 8 TR
Sala de reunião da
K7 LG 2 2,5 TR 5 TR
presidencia
Auditorio SELF Dutado - Trane 3 7,5 TR 22,5 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
gerência SPLIT CARRIER 1 5 TR 5 TR
Sala de reunião - PAV
SPLIT RHEEN 1 2 TR 2 TR
TER
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
sala de reunião SPLIT ELGIN 1 1,5 TR 1,5 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
mercado de capital SPLIT HITACHI 1 2 TR 2 TR
BLOCO D2 SPLIT CARRIER 2 2,5 TR 5 TR
bolsa de valores
SPLIT CARRIER 1 5 TR 5 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
ADMINISTRAÇÃO SPLIT CARRIER 2 4 TR 8 TR
GERAT
sala de reunião SPLIT LG 1 1,5 TR 1,5 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
SPLIT CARRIER 3 3 TR 9 TR
AGÊNCIA
Agência SPLIT HITACHI 3 1,8 TR 5,4 TR
PASSARÉ
SPLIT MIDEA 2 0,75 TR 1,5 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
CPD SPLITÃO CARRIER 4 30,8 TR 123,2 TR
B1 SUBSOLO LABORATÓRIO SELF SPRINGER 1 4 TR 4 TR
FITOTECA SELF TROX 1 5 TR 5 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
SALA REUNIÃO 03 SPLIT RHEEM 1 2 TR 2 TR
B1 TÉRREO SALÃO SPLIT CARREIE 1 5 TR 5 TR
WC FEM SELF TRANE 1 7,5 TR 7,5 TR

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


81

WC MAS SELF TRANE 2 7,5 TR 15 TR


LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
LABORAT.
AUTOMAÇÃO SPLIT CARRIER 1 2,5 TR 2,5 TR
B1 SUPERIOR BANCÁRIA
WC FEM SELF TRANE 1 7,5 TR 7,5 TR
WC MAS SELF TRANE 1 7,5 TR 7,5 TR
LOCALIZAÇÃO Equip. MARCA QTDE CAPAC. Cap. Total
B2 SUBSOLO central SPLIT CARRIER 1 5 TR 5 TR

DEMAIS EQUIPAMENTOS DO CONTRATO

TIPO
LOCALIZAÇÃO SUB LOCALIZAÇÃO POTÊNCIA MODELO FABRICANTE
EQUIPAMENTO
Bomba de água Gelada
BOMBA UT1 15 CV 3DBE83 WORTHINGTON
- Pimário
Bomba de água Gelada
BOMBA UT1 10 CV 3DBE83 WORTHINGTON
- Pimário
Bomba de água Gelada
BOMBA UT1 10 CV 3DBE83 WORTHINGTON
- Pimário
Bomba de água Gelada
BOMBA UT1 10 CV 3DBE83 WORTHINGTON
- Pimário
Bomba de água Gelada
BOMBA UT1 15 CV 3DBE83 WORTHINGTON
- Secundário
Bomba de água Gelada
BOMBA UT1 25 CV 3DBE133 WORTHINGTON
- Secundário
Bomba de água Gelada
BOMBA UT1 25 CV 3DBE133 WORTHINGTON
- Secundário
Bomba de água Gelada
BOMBA UT1 25 CV 3DBE133 WORTHINGTON
- Secundário
Bomba de água
BOMBA UT1 15 CV 4DBE104 WORTHINGTON
Condensada
Bomba de água
BOMBA UT1 15 CV 4DBE104 WORTHINGTON
Condensada
Bomba de água
BOMBA UT1 15 CV 4DBE104 WORTHINGTON
Condensada
Bomba de água
BOMBA UT1 15 CV 4DBE104 WORTHINGTON
Condensada
BOMBA UT3 Bomba de água Gelada 40 CV 3DBE133 WORTHINGTON
BOMBA UT3 Bomba de água Gelada 40 CV 3DBE133 WORTHINGTON
BOMBA UT3 Bomba de água Gelada 40 CV 3DBE133 WORTHINGTON
BOMBA UT3 Bomba de água Gelada 40 CV 3DBE133 WORTHINGTON
Bomba de água
BOMBA UT3 20 CV 4DBE104 WORTHINGTON
Condensada
Bomba de água
BOMBA UT3 20 CV 4DBE104 WORTHINGTON
Condensada
Bomba de água
BOMBA UT3 20 CV 4DBE104 WORTHINGTON
Condensada
Bomba de água
BOMBA UT3 20 CV 4DBE104 WORTHINGTON
Condensada
CHILLER UT1 Utilidade 1 - Sede BNB 160 TR 160 NSB 1111111 COLDEX TRANE
CHILLER UT1 Utilidade 1 - Sede BNB 160 TR 160 NSB 1111111 COLDEX TRANE
CHILLER UT1 Utilidade 1 - Sede BNB 160 TR 160 NSB 1111111 COLDEX TRANE
CHILLER UT1 Utilidade 1 - Sede BNB 160 TR 160 NSB 1111111 COLDEX TRANE

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


82

TIPO
LOCALIZAÇÃO SUB LOCALIZAÇÃO POTÊNCIA MODELO FABRICANTE
EQUIPAMENTO
CHILLER UT3 Utilidade 2 - Sede BNB 210 TR 210 NSB 1111111 COLDEX TRANE
CHILLER UT3 Utilidade 2 - Sede BNB 200 TR 200 NSB 1111111 COLDEX TRANE
CHILLER UT3 Utilidade 2 - Sede BNB 200 TR 200 NSB 1111111 COLDEX TRANE
TORRE DE
UT1 Torres - 125 ALL ALPINA
ARREFECIMENTO
TORRE DE
UT1 Torres - 125 ALL ALPINA
ARREFECIMENTO
TORRE DE
UT1 Torres - 125 ALL ALPINA
ARREFECIMENTO
TORRE DE
UT1 Torres - 125 ALL ALPINA
ARREFECIMENTO
TORRE DE
UT3 Torres - 125 ALL ALPINA
ARREFECIMENTO
TORRE DE
UT3 Torres - 125 ALL ALPINA
ARREFECIMENTO
TORRE DE
UT3 Torres - 125 ALL ALPINA
ARREFECIMENTO
CLIMA BRISA
CLIMATIZADOR ALMOXARIFADO Galpão 40.000 m³/h 4PT-6HI
RENASUL
CLIMA BRISA
CLIMATIZADOR ALMOXARIFADO Galpão 40.000 m³/h 4PT-6HI
RENASUL
EXAUSTOR Galpão Novo Malote 40.000 m³/h BDW 900-900 TORIN
EXAUSTOR Galpão Novo Malote 40.000 m³/h BDW 900-900 TORIN
EXAUSTOR Galpão Novo Malote 40.000 m³/h BDW 900-900 TORIN
EXAUSTOR Galpão Novo Malote 40.000 m³/h BDW 900-900 TORIN
VME 51050 60 Hz
OSMOSE UT1 Bomba Booster 9 m³/h SCHEIDER
4V 5CV
OSMOSE UT1 Inversor de Frequencia ATV 310H440 SCHEIDER
OSMOSE UT1 Caixa d'água 5 m³ PRFV FORT LEVE
OSMOSE UT1 Caixa d'água 5 m³ PRFV FORT LEVE
OSMOSE UT1 Medidor de vasão 1,5 m³/h DELTA
OSMOSE UT1 Medidor de vasão 3,5 m³/h ELETER
1 a 5 bar ou
OSMOSE UT1 Dozadora 14,7 a 73,5 PRX- MA/A ETATRON
psi
2 a 5 bar ou
OSMOSE UT1 Dozadora 14,7 a 73,5 PRX- MA/A ETATRON
psi
3 a 5 bar ou
OSMOSE UT1 Dozadora 14,7 a 73,5 PRX- MA/A ETATRON
psi
Medidor de
OSMOSE UT1 1.0 CM CCT 3320 CREAT
condutividade
OSMOSE UT1 Manometros 0 a 60 psi BAGAREL
OSMOSE UT1 Manometros 0 a 60 psi BAGAREL
OSMOSE UT1 Manometros 0 a 60 psi BAGAREL
OSMOSE UT1 Manometros 0 a 100 psi BAGAREL
OSMOSE UT1 Manometros 0 a 200 psi BAGAREL
OSMOSE UT1 Manometros 0 a 200 psi BAGAREL
OSMOSE UT2 Manometros 0 a 200 psi BAGAREL
OSMOSE UT1 Pressostato 10 a 65 psi K15 DANFOSS

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


83

TIPO
LOCALIZAÇÃO SUB LOCALIZAÇÃO POTÊNCIA MODELO FABRICANTE
EQUIPAMENTO
OSMOSE UT1 Registro SL 300 MEGA
OSMOSE UT1 Elemento Filtrante 25 micra YPORÃ
OSMOSE UT1 Elemento Filtrante 25 micra YPORÃ
OSMOSE UT1 Elemento Filtrante 5 micra YPORÃ
OSMOSE UT1 Elemento Filtrante 5 micra YPORÃ
OSMOSE UT1 Rotametro Painel 10 a 70LPM N3GF YPORÃ
OSMOSE UT1 Rotametro Painel 5 a 40 LPM N3GF YPORÃ
DGD PS 5005-20-
OSMOSE UT1 Pré-Filtro SOAGUA
ÚNICA 84219999
DGD PS 5005-20-
OSMOSE UT1 Pré-Filtro SOAGUA
ÚNICA 84219999
DGD PS 5005-20-
OSMOSE UT1 Pré-Filtro SOAGUA
ÚNICA 84219999
DGD PS 5005-20-
OSMOSE UT1 Pré-Filtro SOAGUA
ÚNICA 84219999
DGD PS 7525-20-
OSMOSE UT1 Pré-Filtro SOAGUA
ÚNICA 84219999
DGD PS 7525-20-
OSMOSE UT1 Pré-Filtro SOAGUA
ÚNICA 84219999
DGD PS 7525-20-
OSMOSE UT1 Pré-Filtro SOAGUA
ÚNICA 84219999
DGD PS 7525-20-
OSMOSE UT1 Pré-Filtro SOAGUA
ÚNICA 84219999
70 a 300
OSMOSE UT1 Rotametro Painel SHLLJ YPORÃ
LPM
OSMOSE UT1 Menbrana RO B400 Lanxess ATN Industria
OSMOSE UT1 Menbrana RO B400 Lanxess ATN Industria
OSMOSE UT1 Menbrana RO B400 Lanxess ATN Industria
OSMOSE UT1 Menbrana RO B400 Lanxess ATN Industria
OSMOSE UT1 Menbrana RO B400 Lanxess ATN Industria
OSMOSE UT1 Menbrana RO B400 Lanxess ATN Industria
SIDE PORT 3
OSMOSE UT1 Vaso de Osmose 300 psi ATN Industria
MEMBRANA
SIDE PORT 3
OSMOSE UT1 Vaso de Osmose 301 psi ATN Industria
MEMBRANA
OSMOSE UT1 Carcaça big blue 1 1/2 20 pol ATN Industria
OSMOSE UT1 Carcaça big blue 1 1/2 20 pol ATN Industria
OSMOSE UT1 Carcaça big blue 1 1/2 20 pol ATN Industria
OSMOSE UT1 Carcaça big blue 1 1/2 20 pol ATN Industria
Skid inox para sistema
de osmose reversa com METHAR
OSMOSE UT1
suporte de 2 vasos de 8” INDUSTRIAL
e 3 membranas
OSMOSE UT1 Filtro carvão 400 litros SOAGUA

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


84

ANEXO IV

PLANO DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO

PLANO DE OPERAÇÃO

1. OPERAÇÃO DIÁRIA DA CENTRAL DE AR CONDICIONADO

ATIVIDADES Diário
Executar limpeza do alumínio da tubulação de água gelada da Central de Água Gelada. X
Executar limpeza da tubulação de água de condensação. X
Verificar nível de água e bóia da caixa de expansão. X
Executar limpeza do piso da Central de Água Gelada. X
Executar limpeza do pátio das torres e passarelas. X
Preencher check lists, relatórios e livros de ocorrências diárias de operação de sistema
X
de ar condicionado.
Configurar e operar os Chillers seguindo as recomendações do manual do fabricante de
X
acordo com as necessidades diárias.
Operar os demais equipamentos (bombas, torres, fan coils, splits, etc), conforme
X
recomendações nos manuais de operação.
Verificar e registrar a temperatura do cárter diariamente. X
Verificar e registrar a cada 2 horas de operação a corrente e tensão entre fases do
X
compressor.
Verificar e registrar a cada 2 horas de operação as pressões de sucção e descarga dos
X
compressores.
Verificar e registrar a cada 2 horas de operação a pressão de óleo do compressor. X
Verificar e registrar a cada 2 horas de operação temperatura na entrada e saída do
X
condensador e evaporador.
Verificar e registrar a cada 2 horas de operação a temperatura do ar externo. X
Verificar e registrar a cada 4 horas de operação a temperatura dos ambientes
X
climatizados.
Verificar e registrar os alarmes que por ventura apareçam, buscando sempre a solução
X
para possíveis problemas.
Verificar os visores de óleo e refrigerante. X
Verificar possíveis vazamentos nas válvulas e conexões das linhas do circuito
X
frigorígeno e de água e informá-los à manutenção.
Acompanhar e dar apoio à equipe de manutenção nos serviços corretivos e preventivos. X
Verificar a seqüência de partida dos compressores. X
Verificar intertravamento elétrico. X
Verificar partidas e acompanhar funcionamento das bombas. X
Verificar partidas e acompanhar funcionamento dos ventiladores. X
Verificar atuação dos controladores de capacidade. X
Verificar o estado dos amortecedores de vibração. X
Verificar atuação da válvula solenóide. X
Verificação das lâmpadas de sinalização e substituir se necessário. X
Verificar pressão de entrada e saída do condensador e evaporador. X
Inspeção visual dos condensadores e evaporadores. X
Monitoramento da dosagem de produtos químicos na água e realização de purgas
X
necessárias.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


85

PLANO DE MANUTENÇÃO

2. MANUTENÇÃO PREVENTIVA DE CONDICIONADORES TIPO CHILLER

ATIVIDADES Mensal Semestral Anual


Inspeção minuciosa dos condensadores e evaporadores. X X X
Verificação das conexões hidráulicas e frigoríficas. X X X
Limpeza dos painéis. X X X
Verificar os contatos dos contatores de força dos quadros
X X X
elétricos.
Inspecão geral e reapertos nos quadros de força. X X X
Verificação de danos à pintura e corrigir se necessário. X X X
Verificação de ruídos/vibrações em geral anormais e corrigi-los. X X X
Verificar e corrigir vazamento de óleo. X X X
Verificar vibrações nas linhas do circuito frigorígeno e corrigi-los. X X X
Verificar fixação dos terminais elétricos do motor do compressor. X X X
Verificar vedação da válvula de serviço. X X X
Verificar e corrigir vazamento de refrigerante. X X X
Examinar e aferir todos os manômetros. X X X
Verificação e limpeza da chave de fluxo. X X X
Limpar externamente os condensadores, evaporadores,
X X X
compressores.
Verificar bornes e conexões elétricas. X X X
Limpeza externa das tubulações e equipamentos. X X X
Pentear as aletas amassadas. X X X
Verificação e correção da carga de gás refrigerante. X X X
Verificar e ajustar da automação da central. X X X
Limpar e impregnar com graxa haste dos registros globo e
X X X
gaveta.
Verificação das tubulações de água gelada. X X X
Verificar o estado de identificação dos disjuntores, circuitos,
X X X
cabos e fios de alimentação e de comando.
Verificar contatores e relés botoeiras. X X X
Reapertar conexões de barramento, terminais, cabos, fios,
X X X
fusíveis.
Verificar a existência de esquema de comando e força
X X X
atualizado no quadro. Caso negativo providenciar.
Verificar aquecimento anormal nos fios, cabos, disjuntores e
X X X
conectores.
Verificar fusíveis de força e de comando. X X X
Verificar sequência de partida conforme comando. X X X
Verificar botoeiras. X X X
Verificar chave seletora. X X X
Verificar relés bimetálicos. X X X
Medir tensão entre fases dos motores. X X X
Medir corrente em cada fase dos motores. X X X
Verificar a regulagem dos relés de proteção e atuação. X X
Verificar contatos de controladores, trocar se necessário. X X
Efetuar limpeza geral do quadro, internamente com aspirador de
X X
pó ou nitrogênio e externamente com benzina.
Lavar caixa de expansão. X X
Verificação do subresfriamento e superaquecimento. X X
Verificar e corrigir nível de óleo. X X
Verificação funcionamento da válvula de expansão. X X
Verificar o tempo de transição estrela/triângulo. X X

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


86

Verificar atuação dos pressostatos. X X


Verificar atuação dos termostatos. X X
Verificar atuação nas solenóides. X X
Verificar coloração no visor e corrigir possíveis indícios de
X X
umidade.
Fazer análise do óleo, trocar se necessário. X X
Fazer o levantamento de capacidade da unidade em TR. X X
Completar carga de refrigerante se necessário. X X
Aferir instrumentos. X X
Reapertar todas as conexões. X X
Medir queda de pressão no filtro secador, substituir se
X X
necessário.
Retirar as tampas do condensador e inspecionar se existem
X X
incrustações e corrosão nos tubos.
Verificar estado dos espelhos do condensador, eliminando
X X
possíveis misturas.
Aferir superaquecimento e sub-resfriamento. X X
Verificar válvulas e purgadores da rede hidráulica. X X
Limpar os filtros de água. X X
Refazer danos na pintura e isolamento dos chillers e tubulação
X X
hidráulica.
Reaplicar o verniz anti-corrosão. X X
Verificar e calibrar os pontos de atuação dos transmissores de
X X
pressão.
Verificar operação dos transmissores de controle. X X
Medir isolamento e resistência dos cabos do motor. X
Limpeza do condensador internamente. X
Efetuar troca de óleo lubrificante dos compressores. X
Efetuar troca dos filtros secadores do circuito frigorígeno. X
Aferir os dispositivos de segurança do compressor. X
Efetuar pintura completa da unidade resfriadora. X
Revisão geral e ajustes nas conexões elétricas. X
Reapertar conexões/flanges das tubulações. X

3. TRATAMENTO QUÍMICO DA ÁGUA

ATIVIDADES Mensal Semestral Anual


Tratamento químico no circuito de água gelada e de
X X
condensação.
Análise físico-químico da água gelada e de condensação com
X X
emissão de relatório.
Análise geral das instalações. X
Inspeção de todas as tubulações, evaporadores, condensadores
X
e demais equipamentos.

4. MANUTENÇÃO PREVENTIVA DE UNIDADES RESFRIADORAS TIPO FAN COIL

ATIVIDADES Mensal Semestral


Inspeção geral (Verificar fixações, ruídos anormais, vazamentos,
X X
isolamentos, vibrações) e correção necessária.
Limpeza no equipamento. X X
Verificar vazamentos de água. X X

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


87

Verificar ajuste de polia. X X


Tensão das correias. X X
Verificação do eixo/rolamento/mancal. X X
Verificar turbina. X X
Verificar rolamentos dos ventiladores. X X
Limpeza dos rotores. X X
Verificação da tensão elétrica dos motores. X X
Verificar atuação das válvulas de duas e três vias. X X
Verificação da chave de fluxo. X X
Verificar a resistência da caixa de umidificação. X X
Limpar ralo de coleta de água condensada. X X
Verificação e desobstrução do dreno. X X
Executar limpeza da casa de máquina. X X
Executar limpeza externa do Fan-Coil. X X
Executar limpeza do isolamento térmico da tubulação. X X
Reapertar parafusos da turbina e polias. X X
Verificar temperatura da água gelada na entrada. X X
Verificar temperatura da água gelada na saída. X X
Verificar temperatura de insuflamento. X X
Verificar temperatura de retorno. X X
Leitura de tensão no motor do ventilador. X X
Leitura de corrente no motor do ventilador. X X
Verificar e corrigir balanceamento do ventilador. X X
Corrigir vazões de água. X X
Umidade relativa. X X
Verificação dos filtros de ar. X X
Limpeza e verificação de amassamento do dreno. X X
Examinar e corrigir tampas soltas, falta de parafusos de fixação e vedação
X X
do gabinete.
Verificar e eliminar pontos de ferrugem. X
Limpeza e verificação de amassamento do aletado. X
Verificação dos rolamentos dos motores. X
Lavar filtro de ar. X
Lavar filtro de água. X
Impregnar bandejas com graxas ou vaselina. X
Eliminar focos de ferrugem. X
Lavar caixa de umidificação. X
Verificação do isolamento térmico e acústico. X
Verificação dos damper. X
Verificar bóia da caixa de umidificação. X
Verificar atuação do umidistato. X
Estado dos colarinhos (conexões flexíveis) das máquinas. X
Estado dos difusores grelhas venezianas e dampers. X
Estado do isolamento térmico no interior das casas de máquinas. X
Verificar a existência de condensação de água nos dutos. X
Regular vazão de ar nas grelhas e difusores de insuflamento. X
Verificação de sujeira externa e interna, danos e corrosão. X
Verificação das portas de inspeção quanto à vedação e estanqueidade do
X
ar em operação normal.
Lubrificação das partes móveis dos distribuidores de ar. X
Verificação da existência de danos na isolação térmica (inspeção visual). X
Testar sensores de temperatura. X
Verificar e corrigir aterramento das máquinas X

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


88

Limpeza com produto químico de pH neutro e jateamento de água na


X
serpentina.

5. MANUTENÇÃO PREVENTIVA BOMBAS HIDRÁULICAS

ATIVIDADES Mensal Semestral


Leitura de corrente e tensão entre fases do motor. X X
Verificar vedação de gaxetas, substituir se necessário. X X
Verificar eixo motor – bomba. X X
Verificar acoplamento e seu alinhamento (lubrificá-lo). X X
Verificar o estado dos amortecedores de lubrificação. X X
Verificar a existência de ruído anormal e corrigi-lo. X X
Verificar o funcionamento das botoeiras de comando. X X
Verificar intertravamento elétrico. X X
Verificação das lâmpadas de sinalização e substituir se necessário. X X
Verificar pressão hidráulica. X X
Verificar estado dos rolamentos do conjunto motor – bomba (lubrificá-lo). X X
Verificação e limpeza do dreno das gaxetas. X X
Reapertar e impregnar com graxa os parafusos de fixação. X X
Reapertar as conexões de aterramento. X X
Limpeza externa do conjunto motor – bomba. X X
Limpeza das telas. X X
Verificar estado da turbina. X
Verificar bornes de ligação do motor. X
Verificar isolamento das fases para massa no enrolamento do motor. X
Abrir a bomba e verificar se existem incrustações no rotor/carcaça,
X
providenciando remoção.
Aferir manômetros. X
Fazer pintura de proteção e acabamento, inclusive bases. X
Verificar vedação da gaxeta do eixo. X
Lubrificação dos mancais. X
Verificar ajustagem de pressão da gaxeta. X
Verificação das tubulações, tampas de expansão e acessórios. X

6. MANUTENÇÃO PREVENTIVA DA REDE HIDRÁULICA

ATIVIDADES Mensal Semestral Anual


Limpar e impregnar com graxa haste dos registros globo e
X X X
gaveta.
Eliminar os pontos de ferrugem nas tubulações e pintar. X X X
Retocar pintura dos suportes de sustentação das tubulações. X X X
Impregnar com graxa tubulações de condensação que recebem
X X X
respingos da torre.
Verificar purgadores. X X X
Verificação das tubulações de água gelada da CAG. X X X
Lavar caixa de expansão. X X
Pintura de toda tubulação de água de condensação. X

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


89

7. MANUTENÇÃO PREVENTIVA TORRES DE RESFRIAMENTO

ATIVIDADES Mensal Semestral Anual


Limpar e impregnar com graxa haste dos registros globo e
X X X
gaveta.
Eliminar os pontos de ferrugem nas tubulações e pintar. X X X
Retocar pintura dos suportes de sustentação das tubulações. X X X
Impregnar com graxa tubulações de condensação que recebem
X X X
respingos da torre.
Verificar purgadores. X X X
Leitura de tensão entre fases do motor. X X X
Leitura de corrente em cada fase do motor. X X X
Verificação do nível de água no tanque. X X X
Verificar válvula de admissão (água). X X X
Verificação das lâmpadas de sinalização. X X X
Verificar sequência de partida. X X X
Verificação do funcionamento da válvula gaveta, globo e
X X X
retenção.
Verificar atuação da torneira – bóia. X X X
Verificar suportes dos ventiladores e motores. X X X
Verificação do eixo/rolamento/mancal. X X X
Verificar tensão das correias e substituir se necessário. X X X
Verificar atuação dos termostatos. X X X
Verificar o estado das polias do redutor. X X X
Verificar ventilador. X X X
Verificação e desobstrução dos drenos. X X X
Limpar externamente corpo da torre com óleo. X X X
Impregnar com graxa parafusos de fixação e motor do
X X X
ventilador.
Limpar filtro de água da tubulação de condensação. X X X
Limpar externamente a torre, bacia, filtro de sucção e
X X
venezianas.
Verificar alinhamento do motor. X X
Verificar balanceamento do rotor. X X
Verificar ruído dos mancais e corrigir. X X
Verificar a fixação das pás dos ventiladores. X X
Verificação e limpeza dos bicos pulverizadores. X X
Limpar o enchimento com água fria conforme necessidade
X X
constatada no local.
Eliminar pontos de ferrugem. X X
Lubrificar rolamentos e mancais. X X
Testar isolamento de fase para terra no enrolamento do motor. X
Fazer pinturas nas partes metálicas. X
Limpeza do filtro / tela de sucção. X
Verificar regulagem do termostato no tanque. X

8. MANUTENÇÃO PREVENTIVA DE SELF CONTAINED

ATIVIDADES Mensal Semestral


Verificar e eliminar sujeiras, odores desagradáveis, fontes de ruído e fontes
X X
de geração de microorganismos.
Proceder a limpeza do gabinete. X X
Verificar e corrigir a existência de danos na isolação térmica. X X

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


90

Limpar grelhas e difusores. X X


Verificar o fechamento e estanqueidade das tampas. X X
Verificar fixação do motor ventilador. X X
Verificar mancais/eixos. X X
Verificar tensão das correias. X X
Verificar fixação das polias. X X
Verificar Ruídos anormais, vibrações e corrigi-los. X X
Verificação e desobstrução do dreno. X X
Medir tensão entre fases dos motores. X X
Medir corrente entre fases dos motores. X X
Verificar ruídos anormais no compressor e eliminá-los. X X
Verificar resistência de aquecimento do cárter. X X
Verificar resistência de isolamento entre bobinas do compressor e massa. X X
Verificar vazamento de óleo do compressor e corrigi-lo. X X
Medição e ajuste da pressão do óleo lubrificante antes e depois do trocador
X X
de calor.
Verificar Térmico do compressor. X X
Verificar Válvula Solenóide. X X
Verificação e limpeza botoeiras de comando, contatores de comando,
X X
lâmpadas de sinalização e fusíveis e disjuntores.
Verificar Intertravamento torre/bomba e self. X X
Verificar atuação Termostato. X X
Verificar atuação do pressostato alta baixa. X X
Verificação visor de líquido. X X
Verificar vazamento de gás nas uniões, válvulas, soldas e eliminá-lo. X X
Verificação do filtro secador. X X
Verificação das válvulas de serviço. X X
Verificar temperatura de retorno. X X
Verificar temperatura de insuflamento. X X
Verificar temperatura ambiente. X X
Verificar temperatura de descarga e sucção junto ao compressor. X X
Verificar temperatura de entrada e saída de água de condensação. X X
Verificar operação da válvula reguladora da vazão de água de
X X
condensação.
Medir temperatura na linha do líquido junto ao condensador. X X
Medir temperatura na entrada e na saída do ar de condensação. X X
Verificar a existência de focos de ferrugem e eliminá-los. X
Medir superaquecimento e subresfriamento do gás refrigerante. X
Verificar operação do relé de tempo. X
Verificar calibragem dos relés. X
Limpeza com produto químico e jateamento de água nas serpentinas do
X
condensador e evaporador.

9. MANUTENÇÃO PREVENTIVA DE SPLITS

ATIVIDADES Mensal Semestral


Verificar e eliminar sujeiras, odores desagradáveis, fontes de ruído e fontes
X X
de geração de microorganismos.
Verificar a existência de focos de ferrugem e eliminá-los. X X
Proceder a limpeza do gabinete. X X
Verificar e corrigir a existência de danos na isolação térmica. X X
Verificar a fixação do motor ventilador. X X
Verificar mancais/eixos. X X

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


91

Verificar tensão das correias. X X


Verificar fixação das polias. X X
Verificar ruídos anormais e vibrações e eliminá-los. X X
Verificação e desobstrução do dreno. X X
Medir tensão de entrada no sistema (quadro de comando) – Todos. X X
Medir corrente de entrada no sistema (quadro de comando) – Todos. X X
Medir tensão entre fases dos motores. X X
Medir corrente entre fases dos motores. X X
Verificar ruídos anormais no compressor e eliminá-los. X X
Verificar pressões de descarga e sucção. X X
Verificação da válvula de serviço. X X
Verificar a existência de vazamentos de gás e corrigi-los. X X
Verificar isolamentos da tubulação de gás e substituir danificados. X X
Verificar e medir o superaquecimento da válvula de expansão – regularizar. X X
Verificar atuação do termostato. X X
Verificar atuação do pressostato alta e baixa. X X
Verificação do filtro secador. X X
Verificar relé de proteção do compressor. X X
Verificar aperto de parafusos na base do motor. X X
Verificar acionamento liga/desliga, controle eletrônico (remoto ou fixo). X X
Verificar temperatura de retorno. X X
Verificar temperatura de insuflamento. X X
Verificar temperatura ambiente. X X
Verificar estado dos contatos dos contatores de comando, força e
X
barramento.
Reapertar conexões elétricas. X
Limpeza com sabão neutro e jateamento de água na serpentina do
X
condensador e evaporador.
Passar pente espaçador nas aletas do condensador e evaporador. X
Limpar estruturas, retirar ferrugem e pintar partes danificadas. X
Verificar fixações, chumbações, borracha antivibração e corrigir
X
irregularidades.

10. MANUTENÇÃO PREVENTIVA DE CLIMATIZADORES

ATIVIDADES Mensal Semestral


Lavagem das colmeias. X X
Lavagem do reservatório de água. X X
Lavagem das grelhas. X X
Verificar o funcionamento da bóia d’água. X X
Verificar o sensor de nível d’água. X X
Limpeza do gabinete externo. X X
Verificar motor da bomba d’água. X X
Verificar estado da correia. X X
Verificar tubulação hidráulica. X X
Verificar placa inversora. X X
Verificar funcionamento painel controlador. X X
Verificar cabeamento elétrico. X X
Limpeza das pás da hélice. X X
Eliminar focos de oxidação, retocar pintura. X

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


92

11. MANUTENÇÃO PREVENTIVA DE EXAUSTORES/VENTILADORES

ATIVIDADES Mensal Semestral


Limpeza geral. X X
Verificar ruídos anormais. X X
Verificar alinhamento das polias. X X
Verificar tencionamento e estado das correias. X X
Verificar a fixação do motor e mancais. X X
Verificar alinhamento e o nível do eixo do ventilador. X X
Verificar estado da lona flexível. X X
Limpar ou substituir filtros descartáveis. X X
Lavar e impregnar filtros tipo colmeia (se existirem). X X
Verificação voltagem e amperagem. X X
Lubrificar mancais e rolamentos. X X
Verificar atuação de registros. X
Eliminar focos de oxidação, retocar pintura. X

12. MANUTENÇÃO PREVENTIVA DE QUADROS ELÉTRICOS

ATIVIDADES Mensal Semestral Anual


Verificar o estado de identificação dos disjuntores, circuitos,
X X X
cabos e fios de alimentação e de comando.
Verificar contatores e relés botoeiras. X X X
Reapertar conexões de barramento, terminais, cabos, fios,
X X X
fusíveis.
Verificar a existência de esquema de comando e força
X X X
atualizado no quadro. Caso negativo providenciar.
Verificar aquecimento anormal nos fios, cabos, disjuntores e
X X X
conectores.
Verificar fusíveis de força e de comando. X X X
Verificar sequência de partida conforme comando. X X X
Verificar botoeiras. X X X
Verificar chave seletora. X X X
Verificar relés bimetálicos. X X X
Medir tensão entre fases dos motores. X X X
Medir corrente em cada fase dos motores. X X X
Verificar a regulagem dos relés de proteção e atuação. X X
Verificar contatos de controladores, trocar se necessário. X X
Efetuar limpeza geral do quadro, internamente com aspirador de
X
pó ou nitrogênio e externamente com benzina.
Verificar o estado de identificação dos disjuntores, circuitos,
X
cabos e fios de alimentação e de comando.

13. MANUTENÇÃO PREVENTIVA DA REDE DE DUTOS

ATIVIDADES Mensal Semestral


Estado dos colarinhos (conexões flexíveis) das máquinas. X X
Estado dos difusores grelhas venezianas e dampers. X X
Estado do isolamento térmico no interior das casas de máquinas. X X
Verificar a existência de condensação de água nos dutos. X
Regular vazão de ar nas grelhas e difusores de insuflamento. X

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


93

Verificação de sujeira externa e interna, danos e corrosão. X


Verificação das portas de inspeção quanto à vedação e estanqueidade do
X
ar em operação normal.
Lubrificação das partes móveis dos distribuidores de ar. X
Verificação da existência de danos na isolação térmica (inspeção visual). X

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


94

ANEXO V

TRATAMENTO QUÍMICO

O presente documento tem por finalidade complementar as definições e exigências do tratamento


químico das águas a serem utilizadas no sistema de condensação e nos circuitos de água gelada dos
chillers das Centrais de Água Gelada que compõem os sistemas de ar condicionado que climatizam os
blocos administrativos do Centro Administrativo Presidente Getúlio Vargas – CAPGV.

O tratamento químico deverá ser executado com observância das especificações e demais documentos
integrantes da licitação, todos eles autenticados, por ambas as partes, como elementos integrantes do
Contrato.

1 CARACTERÍSTICAS DO SISTEMA

O sistema de ar condicionado é composto por duas Etapas com circuitos de água gelada e de
condensação independentes, sendo a Etapa 1 composta por 3 Chillers (modelo Coldex Trane 160
NSB) e 4 Torres de Resfriamento (modelo Alpina 125 ALL), com cada conjunto possuindo a
capacidade de 160 Toneladas de Refrigeração, totalizando 480TR e a Etapa 2 composta por 3
Chillers (modelo Coldex Trane 210 NSB) e 3 Torres de Resfriamento (modelo Alpina 125 ALL) com
cada conjunto possuindo uma capacidade de 210 Toneladas de Refrigeração, totalizando 630TR,
além das bombas de circulação e Fan Coils.

Á água que abastece as centrais de ar condicionado é proveniente de poço subterrâneo e possui


elevada alcalinidade, dureza total e principalmente sílica, o que favorece processos de incrustação.
Diante desta particularidade, existe um sistema de Osmose Reversa, descrito no item 6, visando
um pré-tratamento para diminuição desses parâmetros.

As características da água estão explicitadas nos Anexos XVII e XVIII do Edital(Laudos Técnicos
de Análises).

Abaixo segue os dados dos circuitos de água gelada e de condensação das Etapas 1 e 2:

Circuito de água gelada

Etapa 1 Etapa 2
Volume Estático (m³) 15,0 15,0
Origem da água de reposição Poço Poço
Vazão de recirculação (m³/h) 260,0 300,0
Regime de trabalho (hora/dia – dia/mês) 16 – 22 16 – 22
Circuito de condensação (Torres de Resfriamento)
Etapa 1 Etapa 2
Volume total (m³) 5,0 5,0
Origem da água de reposição Poço Poço
Vazão de recirculação (m³/h) 200,0 300,0
Regime de trabalho (hora/dia – dia/mês) 16 – 22 16 – 22
Diferença de temperatura (°C) 5,0 5,0
Ciclo de concentração indicado 5,0 5,0
Perda por evaporação (m³/h) 24,0 36,0
Perda por arraste (m³/h) 2,6 3,8
Perda por purga (m³/h) 3,4 5,2
Perda líquida (m³/h) 6,0 9,0
Perda total (m³/h) 36,0 54,0

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


95

Tempo de retenção (dias) 0,83 0,56


Tempo de meia vida (dias) 0,58 0,39

2 TRATAMENTO QUÍMICO

O programa de tratamento proposto deverá ser composto por no mínimo 2 (dois) produtos para a
água de condenação (torres de resfriamento) e 2 (dois) produtos para a Água Gelada.

2.1 Circuito de Condensação

Deverão ser utilizados inibidores de corrosão e de incrustação além de biocidas visando


promover total proteção do sistema contra a corrosão (aumentando a vida útil dos
equipamentos), contra a formação de incrustações e depósitos (garantindo uma perfeita
troca térmica nos tubos dos condensadores, eliminando gastos excessivos de energia) como
também contra o crescimento microbiológico (eliminando a possibilidade de ataques
corrosivos por sub-depósitos como também de formação de lamas biológicas).

2.2 Circuito de Água Gelada

Deverá ser utilizado um inibidor de corrosão em combinação com um biocida de modo que o
sistema fechado de água gelada esteja sempre protegido contra corrosão e crescimento
microbiológico, tão comum nesses tipos de sistemas. O produto deverá ter um agente de cor,
que promoverá uma coloração específica água gelada, de modo que, pela simples
verificação visual de uma amostra, se possa determinar se o produto está presente na
concentração adequada.

3 EQUIPAMENTOS

Deverão ser instalados, operados e manutenidos pelo CONTRATADO todos os equipamentos


automáticos de dosagem e purga necessários para o cumprimento do programa de tratamento
químico.

3.1 Sistema de dosagem nas torres de resfriamento (água de condensação)

Deverá ser instalada, em cada torre de resfriamento, uma dosadora de diafragma munida de
temporizador para aplicação dos produtos na água de condensação diretamente na bacia de
acúmulo da respectiva torre.

As dosadoras deverão permitir a aplicação dos produtos diretamente das embalagens


originais, dispensando assim a operação de diluição fora da bandeja das torres, evitando
assim o contato direto do operador com os produtos químicos utilizados no tratamento.

3.2 Sistema de dosagem no circuito de água gelada

Deverá ser instalado dois sistemas (um para cada Etapa) composto de uma dosadora de
diafragma cada, munidas de timer para a aplicação do inibidor de corrosão diretamente na
linha de água gelada. O sistema deverá dosar a quantidade necessária para manter o
residual de produto ao longo do tempo, de acordo com o volume de água perdido pelo
sistema.

3.3 Sistema de Descarga Automática (Água de Condensação)

Deverá ser instalado um sistema composto de uma válvula elétrica solenóide acoplada a um
filtro em Y e um timer na tubulação de descarga de cada torre de resfriamento. O

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


96

temporizador deverá ser programado para acionar a solenóide para, em horários específicos,
purgar uma quantidade calculada e correta de água evitando a super concentração de sais
ou a perda excessiva de água.

A descarga automatizada deverá garantir a purga de uma quantidade correta de água. O


controle da purga deverá ser programada pelo CONTRATADO de modo que não se tenha a
descarga insatisfatória – evitando assim a grande concentração de sais e a consequente
incrustação nas partes quentes do sistema, por exemplo, nos tubos dos condensadores dos
chilers, o gasto excessivo de energia e paradas inesperadas do sistema, como também o
excesso de purgas – o que acarretaria no custo indevido com água de reposição e produtos
químicos.

4 RESULTADOS EXIGIDOS

O tratamento químico deverá garantir:

• preservação dos equipamentos contra corrosão e incrustação, garantindo a máxima vida útil
deles;

• operação regular dos sistemas durante longas campanhas, sem paradas imprevistas;

• eliminação custos extras com manutenção corretiva;

• não ocorrência do aumento da perda de carga das linhas, prevenindo assim a elevação do
consumo de energia pelas bombas de recirculação;

• manutenção da eficiência de troca térmica dos equipamentos, garantindo menores custos


operacionais;

• manutenção de elevado padrão de Segurança do Trabalho e de uso de produtos sem riscos


ambientais, o que contribui para os requisitos da Norma Ambiental ISO 14000.

5 LIMPEZA QUÍMICA DOS CONDENSADORES

A limpeza química será realizada para remoção das incrustações e/ou depósitos formados durante
o período de campanha ou devido ineficiência no tratamento químico proposto. Deverá ser
executada utilizando uma solução ácida, seguido de neutralização em fase alcalina usando
inibidores específicos para proteger a parte metálica.

O produto a ser utilizado deverá ser à base de ácido inorgânico, formulado com um agente químico
de base orgânica com a função de inibir a corrosão ao aço carbono e ao cobre.

A montagem da estrutura consistirá em um sistema de bombeamento, composto de bomba de


circulação, mangueiras, conexões e tambor, bem como os produtos químicos necessários. Todo o
procedimento deve ser acompanhamento de perto pela equipe técnica qualificada.

O tempo de execução será de 12 a 16 horas, sendo de 6 a 8 horas na fase ácida e o mesmo


período adicional para a fase alcalina.

Toda a instrumentação deve ser isolada: sensores, manômetros, termômetros, fluxostato, válvulas
especiais etc.

O produto a ser utilizado será diluído em água numa proporção determinada e essa solução será
circulada durante um período de aproximadamente 6 a 8 horas. Após esse período, a solução de

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


97

limpeza será descartada e uma nova porção de água será adicionada ao sistema, desta feita com
adição de um agente neutralizador o qual promoverá, além da neutralização do ácido
remanescente, o aumento do volume da incrustação ainda retida, levando ao seu descolamento
das paredes internas dos tubos. Após a neutralização, novo enxágue será realizado, finalizando
assim a operação de limpeza química.

Após a limpeza química, deverá acontecer o procedimento de limpeza manual (varetamento) dos
tubos a fim de remover quaisquer resquícios de material. Tal procedimento deverá ser
acompanhado pela supervisão e registrado fotograficamente.

Ao final do processo, deverá ser elaborado um relatório técnico explicitando todas as etapas do
procedimento executado.

6 DESCRIÇÃO DO SISTEMA DE OSMOSE REVERSA

A estação possui um filtro em fibra de vidro contendo em seu interior carvão ativado para declorar a
água. Dois vasos em fibra de vidro, contendo em seu interior seis membranas de 8’’, conexões em
PVC e CPVC, skid de sustentação em aço inox, bomba booster, pré-filtro de 25 e de 5 micras,
manômetros, rotâmetros, painel e quadro elétrico.

O sistema consiste basicamente de três cilindros contendo: areia no primeiro,carvão ativado no


segundo e no terceiro, uma membrana seletiva de alta rejeição de sais operando a elevadas
pressões. A função do filtro de areia ou de cartucho é de reter partículas sólidas em suspensão na
água visando a proteção da membrana onde se procura evitar a obstrução dos minúsculos canais
de filtração no seu interior. Já o filtro de carvão ou cartucho de carvão, tem basicamente a função
de declorar a água, pois o cloro, como todo agente oxidante, pode em pouquíssimo tempo
degradar por completo a membrana. Já a membrana é de fato uma barreira física para
microrganismos e sais dissolvidos na água.

O percentual do rejeito (água descartado com elevado teor de sal) é proporcional a qualidade da
água. Para esta estação, é estimado um rejeito de 30% sobre a vazão total.

O sistema de osmose reversa opera com uma vazão de reposição de 5,71m³/h e produz 1,71m³/h
de rejeito e 4,0m³/h de permeado a uma pressão de 7,7Kgf/c² e é composto dos seguintes itens:

• um filtro de carvão ativado para declorar a água;

• dois vasos em fibra de vidro (PRFV) capacidade para três membranas cada suportando uma
pressão de operação de até 300psi;

• seis membranas de 8’’ do tipo espiralada com 40’’ de comprimento;

• um quadro elétrico de comando para a automação do sistema;

• duas bombas dosadoras, sendo uma para o anti-incrustante e a outra para o metabissulfito;

• três rotâmetros com vazão de operação de 1,71m³/h para o rejeito, 2,0m³/h para o reciclo e
4,0m³/h para o permeado;

• oito manômetros para painel com glicerina em aço inox e diâmetro de 63mm;

• uma bomba booster com capacidade de vazão para 7,10m³/h e pressão de 7,7Kgf/cm²;

• um conditivímetro de painel para leitura instantânea da condutividade do permeado;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


98

• um pressostato para proteção da bomba booster no caso de falta de água;

• circuito hidráulico de alta pressão em CPVC;

• circuito hidráulico de baixa pressão em PVC marrom;

• um skid de sustentação em aço inox 304;

• tanque para armazenamento de água para lavagem das membranas ou solução de limpeza
química, com capacidade para 200L;

• três filtros BIG 20 em polietileno reforçado com os respectivos cartuchos de 25 micras;

• três filtros BIG 20 em polietileno reforçado com os respectivos cartuchos de 5 micras;

• doze terminais de conexão para os manômetros com as respectivas mangueiras de alta


pressão;

• duas caixas d’água de fibra de 10.000L;

• duas caixas d’água de fibra de 3.000L;

• duas bombas centrífugas de 1,5CV.

A limpeza química das membranas deve ser realizada com mão-de-obra especializada. A
necessidade do procedimento é verificada com o aumento da pressão com a queda de vazão do
sistema de tratamento.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


99

ANEXO VI

MODELO DE PROPOSTA

Ao
BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A.
PREGOEIRO(A)

Ref.: PREGÃO ELETRÔNICO Nº 2020/______

Prezados Senhores,

Apresentamos, em atendimento ao Edital do Pregão em epígrafe, a seguinte proposta de preço:

PREÇO
DESCRIÇÃO GLOBAL(*)
(R$)

Contratação dos serviços de operação, manutenção preventiva e corretiva, com


reposição de peças, instalação de equipamentos, limpeza e higienização das redes
de dutos dos sistemas de ar condicionado do Centro Administrativo Presidente
Getúlio Vargas-CAPGV, localizado em Fortaleza-CE.

(*) O preço global indicado é o que deve ser considerado no envio da proposta de que trata o subitem 5.9 do
Edital, o qual deverá ser ajustado ao valor do último lance/valor negociado, no envio da proposta de que trata
o subitem 8.16.1 do Edital.

A garantia contratual será na modalidade __________________ (observar o disposto no item 13 do


Edital).

III - O licitante DECLARA que:

III.1 - esta proposta corresponde exatamente às exigências contidas no Edital e seus Anexos, às
quais adere formalmente;

III.2 - para a sua participação nesta licitação não incorreu na prática de atos lesivos à
Administração Pública, elencados no art. 5º, IV, da Lei nº 12.846/2013, estando ciente das
penalidades a que ficará sujeito no caso de cometimento de tais atos;

III.3 - não possui administrador ou sócio detentor de mais de 5% (cinco por cento) do capital social
que seja diretor ou empregado do Banco do Nordeste;

III.4 - não possui administrador(es) ou sócio(s) com poder de direção que tenha relação de
parentesco, (cônjuge, companheiro ou parente em linha reta ou colateral, por
consanguinidade ou afinidade, até o terceiro grau civil), com:

III.4.1 - dirigente do Banco do Nordeste;

III.4.2 - empregado do Banco do Nordeste cujas atribuições envolvam a atuação na área


responsável pela licitação ou contratação (área demandante da licitação, área que
realiza a licitação, área com gerenciamento sobre o contrato da presente licitação);

III.4.3 - autoridade do ente público a que o Banco do Nordeste esteja vinculado;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


100

III.5 - o(s) proprietário(s) desta empresa, mesmo na condição de sócio(s), não foi(ram) gestor(es),
nem empregado(s) do Banco do Nordeste ou, se foi(ram), o fato ocorreu há mais de 6 (seis)
meses, contados da data de assinatura desta declaração.

IV - Dados da Empresa
Razão Social:
CNPJ/MF: Tel.:
Endereço: CEP: Cidade:
UF:
Endereço Eletrônico (e-mail):
Banco: Agência: C/C:

V - Dados do Representante Legal, responsável pela assinatura do Instrumento Contratual


Nome:
Função:
CPF:
Tel.:
Endereço Eletrônico (e-mail):

[Local e data]

________________________________________________
[Representante Legal da Empresa]
[Cargo/Função]

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


101

ANEXO VII

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

1. COMPOSIÇÃO DE CUSTOS DE MÃO DE OBRA

MECÂNICO- AUXILIAR DE SUPERVISOR


ELETRICISTA
MECÂNICO- OPERADOR MANUTENÇÃO NÍVEL TÉCNICO
COORDENADOR (HORÁRIO
CUSTO MENSAL DOS PROFISSIONAIS OPERADOR (HORÁRIO (HORÁRIO (HORÁRIO
(R$) NOTURNO)
(R$) NOTURNO) NOTURNO) NOTURNO)
(R$)
(R$) (R$) (R$)
I - REMUNERAÇÃO (a)
I.1 - Remuneração Mensal
I.2 - Adicional de Periculosidade (30%)
I.3 - Adicional Noturno (30%)
SUBTOTAL I
II - ENCARGOS SOCIAIS ____%
II.1 - Encargos Sociais Incidentes Sobre a Remuneração
SUBTOTAL II
III - INSUMOS (b)
III.1 -Fardamentos EPIs
III.2 - Vale Transporte (deduzido o percentual de 6% s/remuneração)
III.3 - Vale Refeição
SUBTOTAL III
IV - BONIFICAÇÃO E OUTRAS DESPESAS (c)
IV.1 - Despesas Administrativas e Operacionais ____%
IV.2 - Lucro e Despesas Indiretas (LDI) ____%
SUBTOTAL IV
V - TRIBUTOS SOBRE O FATURAMENTO (d) (e)
V.1 - ISS (IMPOSTO SOBRE SERVIÇOS) 5,00% (f)
V.2 - PIS/FATURAMENTO 0,65% 8,65%
V.3 - COFINS 3,00%
SUBTOTAL V
VI - PREÇO MENSAL POR UNIDADE DE SERVIÇO (US) (g)
VII - PREÇO REFERENTE ÀS HORAS EXTRAS MENSAIS ESTIMADAS
(10% DO PREÇO MENSAL POR UNIDADE DE SERVIÇO (US))

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


102

VIII - PREÇO TOTAL MENSAL POR UNIDADE DE SERVIÇO (US)


(PREÇO MENSAL POR UNIDADE DE SERVIÇO (US) + 10%
REFERENTE AO PREÇO DAS HORAS EXTRAS MENSAIS
ESTIMADAS)
IX - QUANTIDADE DE UNIDADES DE SERVIÇO (US) 4 4 4 1 1 1
X - PREÇO TOTAL MENSAL (PREÇO TOTAL MENSAL POR UNIDADE
DE SERVIÇO (US) x QUANTIDADE DE UNIDADES DE SERVIÇO (US))
XI - PREÇO GLOBAL MENSAL

LEGENDAS

(a) Remuneração mensal de acordo com o valor praticado no mercado, não podendo, sob qualquer hipótese, ser inferior ao Piso Mínimo da Categoria, definido pelo Termo
Aditivo à Convenção Coletiva 2020 firmada entre o SIND TRAB REFRIG TECN LAV E AR COND E TRAB NAS OF DE VEIC AUT CICL E CONS TECN EM VENDAS PC
DE REF E VEIC AUT E CICL SIMIL DO EST DO CEARA e o SINDICATO DO COMERCIO DE PECAS E SERVICOS PARA VEICULOS DO ESTADO DO CEARA, com
vigência de 1°/01/2020 até 31/12/2020(RG no MTE: CE001618/2019).

(b) Para inclusão de itens, observar as especificações dos serviços e a Convenção Coletiva acima referenciada.

(c) Bonificação e Outras Despesas capaz de suprir despesas administrativas, operacionais, indiretas e o lucro. Conforme Instrução Normativa SLTI nº 5/2017, o lucro é o
ganho decorrente da exploração da atividade econômica, calculado mediante incidência percentual sobre a remuneração, encargos sociais e trabalhistas, insumos de mão
de obra, insumos diversos e despesas operacionais e administrativas.

(d) Valor resultante da aplicação do percentual total das alíquotas dos impostos e das taxas previstos em lei, sobre o preço mensal (faturamento), devendo o licitante
discriminar a composição de custo e o percentual de cada tributo. Os percentuais indicados, excetuando-se o ISS, tomaram por base o estabelecido no Anexo I da
Instrução Normativa IN SRF 539/2005.

(e) Em cumprimento ao Acórdão do TCU nº 950/2007 - Plenário, publicado no D.O.U de 28/05/2007, o IRPJ e o CSLL não devem integrar os cálculos dos tributos, por serem
de natureza personalística, não podendo ser repassados ao CONTRATANTE.

(f) Quanto ao Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), para efeito de julgamento das propostas, deverá ser observada a cotação do teto máximo permitido em
lei (5%). Quando da contratação, o Contrato será ajustado considerando a alíquota real de cada município onde será prestado o serviço.

(g) Fórmula de cálculo do Preço Mensal por (US) R$ = _ _ I + II + III + IV_______


1 - percentual total de tributos
100

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


103

2. COMPOSIÇÃO DOS ENCARGOS SOCIAIS

DISCRIMINAÇÃO DOS ENCARGOS SOCIAIS PERCENTUAL


(Subitem II.1 da Composição de Custos de Mão de Obra) (%)
GRUPO "A"
1 - INSS (art. 22, I, Lei 8.212/1991)
2 - SESI OU SESC (art. 30, Lei 8.036/1990)
3 - SENAI OU SENAC (Decreto 2.318/1986)
4 - INCRA (arts. 1º e 2º, DL nº 1.146/1970)
5 - SALÁRIO EDUCAÇÃO (art. 15, Lei nº 9.424/1996 e art. 1º, § 1º, Decreto 6.003/2006)
6 - FGTS (art. 15, Lei 8.030/1990)
7 - RISCOS AMBIENTAIS DO TRABALHO (RAT)(art. 22, II, Lei nº 8.212/1991 e Anexo V, Decreto
6.957/2009) x FATOR ACIDENTÁRIO DE PREVENÇÃO (FAP) (Decreto 6.957/09) (*)
8 - SEBRAE (Lei 8.029/1990)
TOTAL DO GRUPO “A”
GRUPO "B"
9 - FÉRIAS c/ 1/3 Constitucional (art. 130, I, CLT e 7º, XVII, CF/1988)
10 - AUXÍLIO DOENÇA (art. 131, III, CLT)
11 - LICENÇA PATERNIDADE (art. 7º, XIX, CF)
12 - FALTAS LEGAIS (art. 473, CLT)
13 - ACIDENTE DO TRABALHO (art. 131, CLT c/c art. 27, Decreto nº 89.312/1984)
14 - AVISO PRÉVIO (art. 488, CLT) (**)
15 - 13º SALÁRIO (art. 7º, VIII, CF)
TOTAL DO GRUPO “B”
GRUPO "C"
16 - AVISO PRÉVIO INDENIZADO (art. 487, § 1º CLT)
17 - INDENIZAÇÃO ADICIONAL (art. 9º, Lei nº 7.238/1984)
18 - INDENIZAÇÃO (FGTS NAS RESCISÕES SEM JUSTA CAUSA) (***)
TOTAL DO GRUPO "C"
GRUPO "D"
19 - INCIDÊNCIA DOS ENCARGOS DO GRUPO "A" SOBRE OS ITENS DO GRUPO “B"
TOTAL DO GRUPO "D"
GRUPO "E"
20 - INCIDÊNCIA DOS ENCARGOS DO GRUPO "A" SOBRE O AVISO PRÉVIO INDENIZADO
DO GRUPO “C"
TOTAL DO GRUPO "E"
TOTAL GERAL DOS ENCARGOS SOCIAIS

(*) Memória de cálculo do item 7 do Grupo A:


Riscos Ambientais do Trabalho (RAT) x Fator Acidentário de Prevenção (FAP):

A.7= RAT x FAP, em que:


RAT= 1%, 2% ou 3% (conforme Anexo V do Decreto 6.957/09);
FAP= 0,5000 a 2,0000 (menor e maior valor, respectivamente, do intervalo contínuo de cinco décimos (0,5000)
a dois inteiros (2,0000), aplicado com quatro casas decimais, considerado o critério de arredondamento na
quarta casa decimal, conforme art. 202-A, § 1º do Decreto 6.957/2009).

Exemplo 1 do item A.7:


RAT= 1%
FAP= 0,5000
RAT x FAP= 0,50%

Exemplo 2 do item A.7:


RAT= 3%
FAP= 2,0000
RAT x FAP= 6,0%

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


104

(**) O aviso prévio trabalhado corresponde à redução de 7 (sete) dias ou 2 (duas) horas dia, devendo ser cotado,
obrigatoriamente, o percentual de 1,94%. O percentual passará a ser de 0,194% após a primeira vigência de
12 (doze) meses, e a cada 12 (doze) meses de contrato.

(***) Percentual mínimo (4%) a ser aplicado sobre o valor da remuneração mensal.

OBSERVAÇÕES:

1) Os percentuais dos encargos descritos no Grupo “A” são de caráter obrigatório, vez que decorrentes de
determinação legal, sendo aceita variação somente quanto ao percentual dos Riscos Ambientais do Trabalho
(RAT), que varia de acordo com a atividade principal desempenhada por cada empresa, observando-se seu
código CNAE (Anexo V do Decreto 6.957/2009).

2) O licitante deve cotar o percentual relativo ao RAT, de acordo com o Anexo V do Decreto 6.957/2009, sendo
1% para empresas de risco leve, 2% para empresas de risco médio e 3% para empresas de risco grave.
Entretanto, as alíquotas poderão ser reduzidas em até 50% ou majoradas em até 100%, em razão do
desempenho da empresa em relação à sua respectiva atividade, por meio da aplicação do Fator Acidentário
de Prevenção (FAP). Portanto, o licitante deve cotar, também, o valor relativo ao FAP.A comprovação do
FAPserá realizada quando do envio da proposta de que trata o subitem 8.16 do Edital, por meio da
apresentação daGFIP atualizada ou de outro documento apto a evidenciá-lo.

3) O percentual estipulado como Aviso Prévio indenizado refere-se às dispensas sem justa causa, porventura
ocorridas no curso do Contrato, com a concessão ou não do Aviso Prévio. O citado percentual foi definido com
base em estudo elaborado pelo Supremo Tribunal Federal, o qual considerou que: i) 5% do pessoal é demitido
pelo empregador sem a concessão do AP, sendo-lhes devido o pagamento do período respectivo ((1/12 x
0,05) x 100 = 0,42%).

4) O percentual descrito como Licença Paternidade (período de 5 (cinco) dias quando do nascimento de filho)
leva em consideração pesquisa do IBGE, na qual há a informação de que nascem filhos de 1,5% dos
trabalhadores no período de um ano. Assim, o cálculo para referido percentual é: ((5/30)/12 x 0,015 x 100 =
0,02%).

5) A planilha acima é um modelo orientativo, ficando a cargo do licitante a inclusão de outras obrigações sociais
pertinentes aos serviços, ou a exclusão de obrigações sociais não aplicáveis.

6) Caso haja necessidade de utilizar outro item, o mesmo deverá ser especificado detalhadamente.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


105

3. COMPOSIÇÃO DE CUSTOS COM PEÇAS DE REPOSIÇÃO

3.1. COMPOSIÇÃO DE CUSTOS COM PEÇAS DE REPOSIÇÃO SELF’S CONTAINED’S

PREÇO
QUANT. PREÇO
TOTAL
ITEM DESCRIÇÃO ESTIMADA UNITÁRIO
ANUAL
ANUAL (R$)
(R$)
1 Compressor 60.000 Btu/h 2
2 Compressor 90.000 Btu/h 2
3 Motor Ventilador 2
4 Contator 4
5 Relé 3
6 Termostato eletrônico 1 estágio 2
7 Termostato eletrônico 2 estágio 2
8 Botoeira 2
9 Fusivel de 2A a 35A 8
10 Fusivel NH 3NA3 812 32A 8
11 Fusivel NH 3NA3 820 50A 8
12 Disjuntor 6
13 Visor de Líquido 2
14 Filtro Secador até 3/8" 5
15 Filtro Secador acima de 3/8" 5
16 Filtro de ar 34
17 Hélice 2
18 Polia 2
19 Rolamentos 6207 ZZ 7
20 Rolamentos 6308 ZZ 7
21 Rolamentos 6309 ZZ 7
22 Rolamentos 6311 NR 7
23 Rolamentos 6311 ZZ 7
24 Rotor 2
25 Correia B-112 10
26 Correia B-42 10
27 Correia B-57 10
28 Correia BXS-87 10
29 Correia A-38 10
30 Pressostatos 2
31 Válvula de Expansão 5TR 6
32 Válvula de Expansão 10TR 6
33 Válvula de Expansão 7,5TR 6
PREÇO ESTIMADO TOTAL ANUAL DOS SELFS CONTAINED (R$)

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


106

3.2. COMPOSIÇÃO DE CUSTOS COM PEÇAS DE REPOSIÇÃO SPLITS

PREÇO
QUANT. PREÇO
TOTAL
ITEM DESCRIÇÃO ESTIMADA UNITÁRIO
ANUAL
ANUAL (R$)
(R$)
1 Capilar 2
2 Compressor 9.000 Btu/h 2
3 Compressor 12.000 Btu/h 2
4 Compressor 18.000 Btu/h 2
5 Compressor 24.000 Btu/h 2
6 Compressor 30.000 Btu/h 2
7 Compressor 36.000 Btu/h 2
8 Compressor 48.000 Btu/h 2
9 Compressor 60.000 Btu/h 2
10 Sensor de temperatura 2
11 Bomba para dreno 2
12 Contatora 4
13 Controle Remoto 2
14 Disjuntor 6
15 Filtro de Ar 2
16 Filtro Secador 5
17 Hélice 2
18 Motor Ventilador Evaporadora 2
19 Motor Ventilador Condensadora 2
20 Placa Eletrônica 24V 2
21 Placa receptora até 24.000Btu/h 2
22 Placa receptora acima de 24.000Btu/h 2
23 Relé 3
24 Relogio termo-higrometro 2
25 Serpentina condensador até 24.000 BTU/H 1
26 Serpentina condensador acima de 24.000 BTU/H 1
27 Termostato 2
28 Capacitor 8
29 Turbina 2
30 Válvula de Serviço Líquido 6
31 Válvula de Serviço Sucção 6
32 Visor de líquido 6
PREÇO ESTIMADO TOTAL ANUAL DOS APARELHOS TIPO SPLIT (R$)

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


107

3.3. COMPOSIÇÃO DE CUSTOS COM PEÇAS DE REPOSIÇÃO FANCOIL

PREÇO
QUANT. PREÇO
TOTAL
ITEM DESCRIÇÃO ESTIMADA UNITÁRIO
ANUAL
ANUAL (R$)
(R$)
01 Correia 10
02 Motor 3CV, 380V, 3F, 4 polos 1
03 Disjuntor tripolar 25A 1
04 Disjuntor tripolar 50A 1
05 Disjuntor tripolar 80A (mini) 1
06 Disjuntor tripolar 400A 1
07 Disjuntor tripolar 600A 1
08 Disjuntor monopolar 16A 1
09 Disjuntor monopolar 20A 1
10 Disjuntor monopolar 25A 1
11 Disjuntor monopolar 32A 1
12 Botoeira 2
13 Contator Schneider LC1 D09 220V 1
14 Contator Schneider LC1 D12 220V 1
15 Contator Schneider LC1 D18 220V 1
16 Contator WEG CWM40 24V 1
17 Contator Siemens 3TH40 220V 1
18 Contator Siemens 3TB41 220V 1
19 Contator Siemens 3TB42 220V 1
20 Contator Siemens 3TB (42-46) 220V 1
21 Relé de sobrecarga Siemens 16A a 36A 2
22 Relé de sobrecarga Siemens 36A a 45A 1
23 Fusíveis Diazed 10A 2
24 Fusíveis Diazed 25A 2
25 Fusíveis NH 32A 2
26 Fusíveis NH 63A 2
27 Termostato tipo capela 0 a 50°C 2
28 Rolamento 6201-ZZ 1/2" 1
29 Rolamento 6201-ZZ 12mm 1
30 Rolamento 6204-ZZ 1
31 Rolamento 6205-ZZ 1
32 Rolamento 6207-ZZ 1
33 Rolamento 6209-ZZ 1
34 Rolamento 6212-ZZ 1
35 Rolamento 6213-ZZ 1
36 Rolamento 6308-ZZ 1
37 Rolamento 6309-ZZ 1
38 Rolamento 6312-ZZ 1
39 Rolamento 6311-NR 1
40 Rolamento 6311-Z 1
41 Rolamento 6309-NR 1
42 Rolamento 6309-Z 1
43 Coxins antivibração (tradicional) 2
44 Filtro de ar 34
PREÇO ESTIMADO TOTAL ANUAL DOS FAN COILS (R$)

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


108

3.4. PEÇAS DE REPOSIÇÃO – CHILLER’S

PREÇO
QUANT. PREÇO
TOTAL
ITEM DESCRIÇÃO ESTIMADA UNITÁRIO
ANUAL
ANUAL (R$)
(R$)
01 Pressostato Alta e Baixa 2
02 Pressostato Óleo 2
03 Placa eletrônica Microblau 1
04 Contator 3TB-50 4
05 Contatoras auxiliares 4
06 Relé de sobrecarga 3
07 Relé Bimetálico 3
08 Bujão Magnético 2
09 Conjunto de juntas 2
10 Chave de Fluxo 2
11 Termostato da Torre 1
12 Transformador de Corrente 700VA 2
13 Amperímetro 2
14 Voltimetro 2
15 Botoeiras 2
16 Fusíveis NH 125 A 8
17 Fusíveis NH 250 A 8
18 Fusíveis DZ 8
19 Chave comutadora 2
20 Válvula de Expansão 2
21 Filtro de óleo 3
22 Elementro filtrante 2
23 Resistência do cárter 2
24 Disjuntor Monopolar 6
25 Disjuntor Tripolar 60 A 6
26 Lâmpada sinaleira 3
27 Junta de expansão metálica DN 4" 1
28 Junta de expansão metálica DN 6" 1
29 Junta de expansão metálica DN 8" 1
30 Solenóide 2
31 Bobina válvula solenóide 2
32 Sensores de temperatura (ou controladores de temperatura) 2
33 Manômetros 32
34 Registro gaveta 1
35 Registro globo 1
36 Amortecedores de vibração (tipo coxim) 2
37 Hélice da torre de resfriamento 1
PREÇO ESTIMADO TOTAL ANUAL DOS CHILLER (R$)

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


109

3.5. PEÇAS DE REPOSIÇÃO – EXAUSTORES E CLIMATIZADORES

PREÇO
QUANT. PREÇO
TOTAL
ITEM DESCRIÇÃO ESTIMADA UNITÁRIO
ANUAL
ANUAL (R$)
(R$)
01 Motor Ventilador Exaustor 1
02 Motor Ventilador Climatizador 1
03 Correia B112 8
04 Correias A56 2
05 Disjuntor 20 Amp 1
06 Disjuntor monopolar C20 1
07 Rolamento 14
08 Hélice 2
09 Contator 3TB-50 2
PREÇO ESTIMADO TOTAL ANUAL DOS EXAUSTORES E CLIMATIZADORES (R$)

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


110

3.6. RESUMO DA COMPOSIÇÃO DE CUSTOS PARA PEÇAS DE REPOSIÇÃO

PREÇO TOTAL
PEÇAS DE REPOSIÇÃO - ESTIMATIVA TOTAL ANUAL
(R$)
PREÇO ESTIMADO TOTAL ANUAL DOS SELFS CONTAINED
PREÇO ESTIMADO TOTAL ANUAL DOS APARELHOS TIPO SPLIT
PREÇO ESTIMADO TOTAL ANUAL DOS FAN COILS
PREÇO ESTIMADO TOTAL ANUAL DOS CHILLER
PREÇO ESTIMADO TOTAL ANUAL DOS EXAUSTORES E CLIMATIZADORES
SUBTOTAL ESTIMATIVA ANUAL PEÇAS DE REPOSIÇÃO
BDI
Despesas Administrativas e Operacionais 10,00%
15,00%
Lucro e Despesas Indiretas (LDI) 5,00%
TRIBUTOS
PIS 0,65%
3,65%
Cofins 3,00%
PREÇO ESTIMADO TOTAL ANUAL DAS PEÇAS DE REPOSIÇÃO (R$)
PREÇO ESTIMADO TOTAL MENSAL DAS PEÇAS DE REPOSIÇÃO (R$)

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


111

4. COMPOSIÇÃO DE CUSTOS DO MATERIAL DE CONSUMO

ESTIMATIVA MENSAL DO MATERIAL DE CONSUMO

MATERIAL DE CONSUMO PREÇO


QTDE PREÇO
TOTAL
ITEM UND. ESTIMADA UNITÁRIO
DESCRIÇÃO MENSAL
MENSAL (R$)
(R$)
1 Estopa kg 15
2 Flanela para limpeza Unid. 30
3 Abraçadeiras de nylon (pacote com 100 unidades) Unid. 18
4 Abraçadeiras de metal ajustável Unid. 60
5 Graxa kg 30
6 Querosene L 24
7 Cera polidora (750mL) Unid. 18
8 Zarcão gal 18
9 Fita Silver Taper Preta (rolo) Unid. 30
10 Fita polietileno Prata (rolo) Unid. 30
11 Fita alta fusão Unid. 18
12 Fita elastométrica com espuma Unid. 18
13 Estanho para solda kg 18
14 Parabolt Unid. 60
15 Pasta removedora de graxa para as mãos kg 30
16 Solvente L 18
17 Durepox Unid. 12
18 Anti oxidante Unid. 6
19 Parafusos sextavados Unid. 200
20 Porca sextavada Unid. 600
21 Parafuso fenda Unid. 600
22 Pincel Unid. 24
23 Fluído Refrigerante R-22 (cilindro 13,6kg) Unid. 24
24 Fluído Refrigerante R-141B (cilindro 13,6kg) Unid. 6
25 Nitrogenio m³ 36
26 Oxigenio m³ 6
27 Acetileno m³ 6
28 Tintas em geral gal 12
29 Solda Phoscoper (vareta) kg 12
30 Óleo Capela L 120
31 Óleo para bomba de vácuo L 18
32 Estilete Unid. 30
33 Calha de isopor Unid. 18
34 Solda fria para evaporador (frasco 15g) Unid. 12
35 Esponjoso (2 metros) Unid. 120
36 Terminais Unid. 600
37 Rebite alumínio (1000 unidades) Unid. 6
38 Lixa Unid. 150
39 Cola de isopor gal 6
40 Higienizador L 30
41 Lâmina de serra Unid. 60
42 Silicone (bisnaga 280g) Unid. 12
43 Massa para calafetar (embalagem 350g) Unid. 6
44 Condutores m 120
45 Frio Asfalto kg 6
46 Eletrodutos m 150
47 Aluminio corrugado m 24
48 Fita aluminio Unid. 36
49 Removedor de ferrugem (frasco 500mL) Unid. 18
50 Lona m² 30
51 Pano para limpeza Unid. 36

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


112

MATERIAL DE CONSUMO PREÇO


QTDE PREÇO
TOTAL
ITEM UND. ESTIMADA UNITÁRIO
DESCRIÇÃO MENSAL
MENSAL (R$)
(R$)
52 Esponja para limpeza Unid. 30
53 Tinta epóxi L 12
54 Diluante epóxi L 6
55 Rolo sintético Unid. 18
56 Sabão líquido para limpeza L 30
57 Rodo para limpeza Unid. 12
58 Vassoura para limpeza Unid. 12
59 Cola tubo PVC 75 g Unid. 6
60 Espuma de PU 500 ml Unid. 6
61 Fita Isolante 33+ 19mmx20m Unid. 54
62 Neoprene m² 6
63 Lençol de borracha m² 6
64 Disco desbaste 412 Unid. 6
65 Disco de corte Unid. 6
66 Fita PVC branca Unid. 30
67 Araudite Unid. 6
68 Fita perfurada 19mm aço galvanizado rolo com 30 metros Unid. 6
PREÇO ESTIMADO TOTAL ANUAL DO MATERIAL DE CONSUMO (R$)

PREÇO TOTAL
MATERIAL DE CONSUMO
(R$)
PREÇO ESTIMADO TOTAL ANUAL DO MATERIAL DE CONSUMO
SUBTOTAL ESTIMATIVA MENSAL DO MATERIAL DE CONSUMO
BDI
Despesas Administrativas eOperacionais 10,00%
15,00%
Lucro e Despesas Indiretas (LDI) 5,00%
TRIBUTOS
PIS 0,65%
3,65%
Cofins 3,00%
PREÇO ESTIMADO TOTAL MENSAL DO MATERIAL DE CONSUMO (R$)

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


113

5. COMPOSIÇÃO DE CUSTOS COM DEPRECIAÇÃO DE FERRAMENTAS, INSTRUMENTOS E EQUIPAMENTOS

PREÇO PREÇO
DESCRIÇÃO DAS
ITEM QUANT. UNITÁRIO TOTAL
FERRAMENTAS
(R$) (R$)
1 5 Alicante de Bico
2 5 Alicate de Corte Diagonal
3 5 Alicate de Pressão
4 5 Alicate descascador de fios
5 5 Alicate cortador de capilar
6 5 Alicate meia cana de bico
7 5 Alicate Universal
8 5 Arco e Serra
9 5 Alargador de tubos
10 5 Jogo de Brocas de Aço
11 5 Broca de Encaixe
12 5 Broca para Concreto 100 mm
13 5 Broca para encaixe rápido 150
14 5 Broca para encaixe rápido 210
15 5 Caixa metálica para Ferramenta
16 5 Curvador de tubos
17 5 Chave catraca para refrigeração
18 5 Chave Combinada (jogo)
19 5 Chave de boca, ajustáveis "Inglesa"
20 5 Chave de Grifo 24"
21 5 Chaves de fenda
22 1 Chave de fenda isolada
23 1 Chave teste
24 1 Teste Neon
25 5 Chaves Philips
26 1 Chave Philips isolada
27 5 Corta tubos
28 5 Espelho Articulado
29 5 Estilete
30 5 Isqueiro
31 5 Ferro de soldar
32 2 Kit Flangeador e cortador de tubo
33 2 Furadeira
34 5 Jogo de Chave Allen
35 3 Jogo de Chave Canhão
36 2 Jogo de Chave Catraca
37 5 Jogo de Chave Fixa de 6 a 32mm
38 5 Extensão elétrica de cabo
39 2 Torno morsa de Bancada

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


114

PREÇO PREÇO
DESCRIÇÃO DAS
ITEM QUANT. UNITÁRIO TOTAL
FERRAMENTAS
(R$) (R$)
40 2 Regulador de pressão para cilindro
41 2 Tesoura para chapa de aço
42 2 Tesoura corta vergalhões
43 4 Lâmina de serra
44 5 Lanterna
45 4 Lima bastarda
46 4 Lima grossa
47 4 Lima mecânica meia cana
48 4 Lima murça
49 4 Marreta Oitavada
50 4 Martelo de Poliuretano 50mm
51 4 Martelo Multifuncional Catraca 18 funções
52 4 Martelo unha cabo de aço
53 4 Martelo pena cabo fibra
54 4 Nível de Alumínio
55 4 Pente para aletas
56 4 Rebitadeira tipo alicate
57 2 Saca Pino
58 4 Sacador de polias três garras
59 5 Sacador de fusíveis NH
60 4 Serra Copo
61 4 Talhadeira de aço SDS
62 4 Vazador
63 4 Escova de nylon para limpeza de condensadores
64 3 Escada multifuncional Mor 12 degraus

PREÇO ESTIMADO TOTAL (R$)

PREÇO PREÇO
DESCRIÇÃO DOS
ITEM QUANT. UNITÁRIO TOTAL
INSTRUMENTOS
(R$) (R$)
1 2 Anemômetro
2 3 Capacímetro
3 2 Decibelimetro
4 2 Detector de vazamentoeletrônico
5 2 Meghomêtro Digital até 500 MI
6 2 Paquímetro digital em Aço Inóx
7 2 Psicrometro Digital
8 2 Relógio comparador de eixo
9 2 Tacômetro digital portátil penta
10 2 Trena eletrônica digital com mira Laser
11 2 Vacuômetros digital

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


115

PREÇO PREÇO
DESCRIÇÃO DOS
ITEM QUANT. UNITÁRIO TOTAL
INSTRUMENTOS
(R$) (R$)
12 2 Termômetro infra vermelho
13 2 Termômetro digital com 5 sensores penta 03
14 2 Conjunto Manifold R22
15 3 Volt-OHM-amperimetro alicate

PREÇO ESTIMADO TOTAL (R$)

PREÇO PREÇO
DESCRIÇÃO DOS
ITEM QUANT. UNITÁRIO TOTAL
EQUIPAMENTOS
(R$) (R$)
1 2 Bomba de alto vácuo no mínimo 12 CFM
2 2 Cilindro p/ limpeza de circuito com R141B
3 2 Compressor de Ar
4 2 Equipamento Oxiacetileno
5 2 Máquina lava-jato de alta pressão
6 2 Pistola para pintura
7 2 Cilindro de Nitrogenio 1m³
8 2 Cilindro de Nitrogenio 10m³
9 2 Kit Maçarico portátil completo
10 2 Unidade condensadora para recolhimento de freon

PREÇO ESTIMADO TOTAL (R$)

PREÇO TOTAL
DEPRECIAÇÃO DAS FERRAMENTAS, INSTRUMENTOS E EQUIPAMENTOS
(R$)
PREÇO ESTIMADO DAS FERRAMENTAS (Para 5 anos)
PREÇO ESTIMADO DOS INSTRUMENTOS (Para 5 anos)
PREÇO ESTIMADO DOS EQUIPAMENTOS (Para 5 anos)
PREÇO ESTIMADO TOTAL (Para 5 anos)
PREÇO ESTIMADO ANUAL (R$)
PREÇO ESTIMADO MENSAL DA DEPRECIAÇÃO (R$)

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


116

6. COMPOSIÇÃO DE CUSTOS COM MATERIAIS DIVERSOS

MATERIAIS DIVERSOS PREÇO


QUANT. PREÇO
TOTAL
ITEM UND. ESTIMADA UNITÁRIO
DESCRIÇÃO MENSAL
ANUAL (R$)
(R$)
1 Coxins Unid. 1
2 Vergalhão 1/4" Unid. 10
3 Mangueira para dreno m 10
4 Tubo PVC 1/2" (15) m 2
5 Tubo PVC 3/4" (20) m 2
6 Tubo PVC 1" (25) m 2
7 Tubo PVC 1 1/4 " (32) m 2
8 Tubo PVC 1 1/2 " (40) m 2
9 Tubo PVC 2 " (50) m 2
10 Curva PVC 1/2" Unid. 2
11 Curva PVC 3/4" Unid. 2
12 Curva PVC 1" Unid. 2
13 Curva PVC 1 1/4" Unid. 2
14 Curva PVC1 1/2" Unid. 2
15 Curva PVC 2 " Unid. 2
16 T PVC 1/2" Unid. 2
17 T PVC 3/4" Unid. 2
18 T PVC 1 " Unid. 2
19 T PVC 1 1/4" Unid. 2
20 T PVC 1 1/2" Unid. 2
21 T PVC 2" Unid. 2
22 Conector CPVC FM 35 x 1.1/4" Unid. 2
23 Bucha de redução Unid. 8
PREÇO ESTIMADO ANUAL (R$)

PREÇO TOTAL
MATERIAIS DIVERSOS
(R$)
PREÇO ESTIMADO TOTAL ANUAL DE MATERIAIS DIVERSOS
SUBTOTAL ESTIMATIVA MENSAL DE MATERIAIS DIVERSOS
BDI
Despesas Administrativas e Operacionais 10,00%
15,00%
Lucro e Despesas Indiretas (LDI) 5,00%
TRIBUTOS
PIS 0,65%
3,65%
COFINS 3,00%
ESTIMATIVA TOTAL MENSAL DE MATERIAIS DIVERSOS (R$)

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


117

7. COMPOSIÇÃO DE CUSTOS COM FARDAMENTA

PREÇO TOTAL
PREÇO
QUANT. POR (POR
DESCRIÇÃO UNITÁRIO
PROFISSIONAL PROFISSIONAL)
(R$)
(R$)
BATA MANGA LONGA 2

CALÇA 2

MEIA 2

BOTA BICO DE AÇO 1

PROTETOR AURICULAR 2

LUVAS DE BORRACHA 4

ÓCULOS DE SEGURANÇA 2

CAPACETE DE SEGURANÇA 1

BOTA PVC 1

CONJUNTO RISCO 2 NR-10(ELETRICISTA) 1


PREÇO TOTAL ANUAL DA FARDAMENTA ELETRICISTA (R$)
PREÇO TOTAL ANUAL DA FARDAMENTA DEMAIS (R$)
PREÇO TOTAL MENSAL DA FARDAMENTA ELETRICISTA (R$)
PREÇO TOTAL MENSAL DA FARDAMENTA DEMAIS (R$)

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


118

8. COMPOSIÇÃO DE CUSTOS COM TRATAMENTO QUÍMICO

PREÇO
PREÇO TOTAL
DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS ANUAIS QUANT. UNITÁRIO
(R$)
(R$)
Tratamento químico mensal de todo o sistema 12,00
Limpeza química eventual por chiller 6,00
Limpeza química eventual da osmose reversa 2,00
SUBTOTAL (R$)

PREÇO ESTIMADO TOTAL ANUAL DO TRATAMENTO QUÍMICO (R$)


PREÇO ESTIMADO TOTAL MENSAL DO TRATAMENTO QUÍMICO (R$)

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


119

9. COMPOSIÇÃO DOS CUSTOS DE INSTALAÇÃO DE EQUIPAMENTOS

PREÇO PREÇO
DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS DE INSTALAÇÃO DE SPLITS QUANT. UNITÁRIO TOTAL
(R$) (R$)
Instalação completa de split até 24.000 Btu/h (até 5 metros de tubulação) 20,00
Metro adicional de tubulação para instalação de split até 24.000 Btu/h 100,00
Instalação completa de split acima de 24.000 Btu/h (até 5 metros de tubulação) 20,00
Metro adicional de tubulação para instalação de split acima de 24.000 Btu/h 100,00
SUBTOTAL (R$)

PREÇO PREÇO
DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS DE SUBSTITUIÇÃO DE SELFS / SPLITÕES QUANT. UNITÁRIO TOTAL
(R$) (R$)
Substituição completa de self/splitão até 10TR (até 10 metros de tubulação) 2,00
Metro adicional de tubulação para substituição de self/splitão até 10TR 10,00
Substituição completa de self/splitão acima de 10TR (até 10 metros de
2,00
tubulação)
Metro adicional de tubulação para substituição de self/splitão acima de 10TR 10,00
SUBTOTAL (R$)

PREÇO PREÇO
DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS DE SUBSTITUIÇÃO DE FAN COILS QUANT. UNITÁRIO TOTAL
(R$) (R$)
Substituição completa de fan coil até 10TR 3,00
Substituição completa de fan coil acima de 10TR 1,00
SUBTOTAL (R$)

PREÇO ESTIMADO DE CUSTOS TOTAL ANUAL COM INSTALAÇÕES DE EQUIPAMENTOS (R$)


PREÇO ESTIMADO DE CUSTOS TOTAL MENSAL COM INSTALAÇÕES DE EQUIPAMENTOS (R$)

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


120

10. COMPOSIÇÃO DOS CUSTOS COM LIMPEZA DE DUTOS

PREÇO PREÇO
DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS UNID. QUANT. UNITÁRIO TOTAL
(R$) (R$)
Limpeza de dutos m 8.130,00
SUBTOTAL (R$)

PREÇO ESTIMADO TOTAL ANUAL DA LIMPEZA DE DUTOS (R$)


PREÇO ESTIMADO TOTAL MENSAL DA LIMPEZA DE DUTOS (R$)

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


121

11. COMPOSIÇÃO DOS CUSTOS COM SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO

MANUTENÇÃO PREVENTIVA MENSAL


EQUIPAMENTO QUANTIDADE QUANTIDADE DE PREÇO UNITÁRIO PREÇO TOTAL
DE MANUTENÇÕES DA MANUTENÇÃO ANUAL
TIPO CAPACIDADE EQUIPAMENTOS POR ANO (R$) (R$)

Até 24.000 Btu/h 94 10


Split Acima de 24.000
148 10
Btu/h
Até 10 TR 67 10
Fan Coil
Acima de 10 TR 8 10

Self Até 10 TR 34 10
Contained/Splitão Acima de 10 TR 15 10
Climatizadores Única 2 10
Exaustores Única 4 10
PREÇO TOTAL ANUAL DA MANUTENÇÃO PREVENTIVA MENSAL(R$)

MANUTENÇÃO PREVENTIVA SEMESTRAL


EQUIPAMENTO QUANTIDADE QUANTIDADE DE PREÇO UNITÁRIO PREÇO TOTAL
DE MANUTENÇÕES DA MANUTENÇÃO ANUAL
TIPO CAPACIDADE EQUIPAMENTOS POR ANO (R$) (R$)

Até 24.000 Btu/h 94 2


Split Acima de 24.000
148 2
Btu/h
Até 10 TR 67 2
Fan Coil
Acima de 10 TR 8 2

Self Até 10 TR 34 2
Contained/Splitão Acima de 10 TR 15 2
Climatizadores Única 2 2
Exaustores Única 4 2
PREÇO TOTAL ANUAL DA MANUTENÇÃO PREVENTIVA SEMESTRAL(R$)

MANUTENÇÕES CORRETIVAS PROGRAMADAS


EQUIPAMENTO QUANTIDADE DE PREÇO UNITÁRIO PREÇO TOTAL
EQUIPAMENTOS DA MANUTENÇÃO ANUAL
TIPO CAPACIDADE (20% DO TOTAL) (R$) (R$)

Até 24.000 Btu/h 19


Split
Acima de 24.000 Btu/h 30
Até 10 TR 14
Fan Coil
Acima de 10 TR 2

Self Até 10 TR 7
Contained/Splitão Acima de 10 TR 3

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


122

Climatizadores Única 1
Exaustores Única 1
PREÇO TOTAL ANUAL DE MANUTENÇÕES CORRETIVAS PROGRAMADAS(R$)

MANUTENÇÕES CORRETIVAS NÃO PROGRAMADAS


PREÇO TOTAL
QUANTIDADE PREÇO UNITÁRIO
CRITICIDADE DA MANUTENÇÃO ANUAL
POR ANO (R$)
(R$)
Comum 458
Emergencial 51
PREÇO TOTAL ANUAL DE MANUTENÇÕES CORRETIVAS NÃO PROGRAMADAS(R$)

ATENDIMENTOS
PREÇO TOTAL
QUANTIDADE PREÇO UNITÁRIO
SERVIÇO ANUAL
POR ANO (R$)
(R$)
Atendimento 1526
PREÇO TOTAL ANUAL COM ATENDIMENTOS(R$)

VALOR TOTAL
MANUTENÇÕES PREVENTIVAS OBRIGATÓRIAS ANUAL
(R$)
PREÇO TOTAL ANUAL DA MANUTENÇÃO PREVENTIVA MENSAL (R$)
PREÇO TOTAL ANUAL DA MANUTENÇÃO PREVENTIVA SEMESTRAL (R$)
PREÇO TOTAL ANUAL DE MANUTENÇÕES CORRETIVAS PROGRAMADAS (R$)
PERÇO TOTAL ANUAL DE MANUTENÇÕES CORRETIVAS NÃO PROGRAMADAS (R$)
PREÇO TOTAL ANUAL COM ATENDIMENTOS (R$)
SUBTOTAL CUSTO ANUAL(R$)

PREÇO TOTAL ANUAL DOS SERVIÇOS (R$)


PREÇO TOTAL MENSAL DOS SERVIÇOS (R$)

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


123

12. RESUMO DA COMPOSIÇÃO DOS CUSTOS

PREÇO TOTAL
ITENS DE COMPOSIÇÃO DOS CUSTOS MENSAL
(R$)
PREÇO TOTAL MENSAL DA MÃO DE OBRA

PREÇO TOTAL MENSAL DAS PEÇAS DE REPOSIÇÃO

PREÇO TOTAL MENSAL DOS MATERIAIS DE CONSUMO

PREÇO MENSAL DA DEPRECIAÇÃO (FERRAMENTAS,INSTRUMENTOS E EQUIPAMENTOS)

PREÇO TOTAL MENSAL DOS MATERIAIS DIVERSOS

PREÇO TOTAL MENSAL DO TRATAMENTO QUÍMICO

PREÇO TOTAL MENSAL DA LIMPEZA DE DUTOS

PREÇO TOTAL MENSAL DAS INSTALAÇÕES

PREÇO TOTAL MENSAL DOS SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO

PREÇO GLOBAL MENSAL (R$)

PREÇO GLOBAL ANUAL(*)(R$)

(*) Esse preço deverá corresponder ao Preço Global informado na Proposta de Preço do licitante, conforme modelo
constante do Anexo VI do Edital.

[Local e data]

________________________________________________
[Representante Legal da Empresa]
[Cargo/Função]

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


124

ANEXO VIII

TERMO DE VISTORIA

Ref.: PREGÃO ELETRÔNICO Nº 2020/_____

ATESTAMOS para os devidos fins que o Sr. _______________________________,


inscrito no CREA sob o nº _________, preposto da empresa __________________________ esteve no
Centro Administrativo Presidente Getúlio Vargas, sito à Av. Dr. Silas Munguba, 5.700, Bairro Passaré,
na cidade de Fortaleza-CE, conhecendo e vistoriando as condições existentes e avaliando a dimensão
dos serviços a serem prestados, objeto do Pregão Eletrônico nº 2020/____.

[Local e data]

_______________________________________________
[Função - Matrícula]
(Assinatura do técnico do Banco com carimbo de identificação)

______________________________________________
[Profissional Responsável pela Vistoria]
[Nº registro no CREA]

Observação: a visita ao local deverá ser previamente agendada com o Coordenador Luís Rodrigues
Alves, por meio do número de telefone (85) 3299-3330.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


125

ANEXO IX

DECLARAÇÃO DE CONHECIMENTO

Ref.: PREGÃO ELETRÔNICONº 2020/_____

[Identificação do licitante], inscrita no CNPJ nº _______________, por intermédio do seu responsável


técnico abaixo assinado, DECLARAque possui pleno conhecimento das condições e das peculiaridades
inerentes à natureza dos trabalhos a serem executados, objeto do Pregão Eletrônico nº 2020/_____.

[Local e data]

________________________________________________
[Responsável Técnico da Empresa]
[N° de registro no CREA]

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


126

ANEXO X

MODELO DE DECLARAÇÃO DE CONTRATOS FIRMADOS COM A INICIATIVA PRIVADA E/OU COM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

Declaramos que a empresa ____________________________________________, inscrita no CNPJ (MF) nº


__________________________________________, inscrição estadual nº ________________________, estabelecida no (a) __________________________,
possui os seguintes contratos firmados com a iniciativa privada e com Administração Pública:

RELAÇÃO DE CONTRATOS FIRMADOS COM A INICIATIVA PRIVADA E/OU ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA


(1)(2)(3)
VIGENTES NA DATA DA SESSÃO PÚBLICA DE ABERTURA DO PREGÃO
Prazo de vigência contratual
Nº/Ano
Nome do
CNPJ do
Data de Prazo inicial de Vigência contratual Período de vigência Valor Mensal Valor Anual(4)
Órgão/Empresa assinatura vigência prorrogável? atual (R$) (R$)
Contrato (sem as (marcar/completar,
prorrogações) conforme o caso)

( ) SIM, a cada ___


meses, até o limite de De ___/___/_____ a
___/___/_____ ___ meses ___ meses. ___/___/_____
( )NÃO.
( )SIM,a cada ___
meses, até o limite de De ___/___/_____ a
___/___/_____ ___ meses ___ meses. ___/___/_____
( )NÃO.
( )SIM,a cada ___
meses, até o limite de De ___/___/_____ a
___/___/_____ ___ meses ___ meses. ___/___/_____
( )NÃO.

VALOR TOTAL DOS CONTRATOS


(Somatório da Coluna “Valor Anual”)

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


127

(1) O licitante deverá informar todos os contratos firmados (matriz e filial(is), se houver) com a iniciativa privada/Administração Pública vigentes na data da sessão pública de
abertura do Pregão.

(2) O Pregoeiro poderá fazer diligência para efeito de comprovação da veracidade das informações prestadas pelo licitante quanto aos contratos vigentes na data da sessão
pública de abertura do Pregão, inclusive no que diz respeito à constatação da existência dos contratos informados e à verificação de possível omissão de algum contrato.
Para tanto, dentre outras providências, o Pregoeiro poderá solicitar que o licitante apresente cópia(s) do(s) contrato(s)/aditivo(s) informadosou de outro(s) documento(s) que
considerar necessário(s) para a comprovação pretendida, fixando prazo para o envio da documentação.

(3) A omissão de qualquer contrato vigente na data da sessão pública de abertura do Pregão, o não envio da documentação solicitada pelo Pregoeiro dentro do prazo
definido,bem como a prestação de qualquer informação cuja veracidade não seja comprovada implicará na inabilitação do licitante, ficando o licitante também sujeito às
sanções previstas no Edital.

(4) Caso o contrato tenha vigência inferior a 12 (doze) meses, o licitante deverá informar o valor anual projetado do contrato (valor mensal do contrato x 12), conforme disposto
no subitem 9.9.2 do Edital.

Local e data

______________________________________________
Assinatura e carimbo do emissor

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


128

ANEXO XI

MODELO PARA CÁLCULO/JUSTIFICATIVA DA VARIAÇÃO PERCENTUAL CONSTANTE NA


DECLARAÇÃO DE CONTRATOS FIRMADOS COM A INICIATIVA PRIVADA E COM A
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA EM RELAÇÃO À RECEITA BRUTA

1. Cálculo demonstrativo da variação percentual do valor total constante na Declaração de


contratos firmados com a iniciativa privada e com a administração pública em relação à
receita bruta.

(Valor da receita bruta – Valor total dos contratos) x 100 =


Valor da receita bruta

2. JUSTIFICATIVA PARA A DIVERGÊNCIA PERCENTUAL SUPERIOR OU INFERIOR A 10% (DEZ


POR CENTO)

________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


129

(1)
3. Relação de Contratos

RELAÇÃO DE CONTRATOS FIRMADOS COM A INICIATIVA PRIVADA E/OU ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA VIGENTES
(2)(3)(4)
NO ANO AO QUAL SE REFERE A DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO DO EXERCÍCIO (DRE)
Prazo de vigência contratual Valor
(5)(6)
Total (corres
pondente
Nº/Ano Período durante o qual o contrato APENAS ao
Nome do Data de Prazo inicial Vigência contratual período em que
CNPJ do de vigência prorrogável? esteve em vigor
Órgão/Empresa assinatura o Contrato
Contrato (sem as (marcar/completar, (incluindo as prorrogações)
esteve vigente
prorrogações) conforme o caso) no ano ao qual
se refere a DRE)
(R$)
( ) SIM, a cada ___ meses,
___/___/_____ ___ meses até o limite de ___ meses. De ___/___/_____ a ___/___/_____
( )NÃO.

( )SIM,a cada ___ meses,


___/___/_____ ___ meses até o limite de ___ meses. De ___/___/_____ a ___/___/_____
( )NÃO.

( )SIM,a cada ___ meses,


___/___/_____ ___ meses até o limite de ___ meses. De ___/___/_____ a ___/___/_____
( )NÃO.

VALOR TOTAL DOS CONTRATOS


(Somatório da Coluna “Valor Total”)

(1) O envio da relação de contratos, juntamente com a justificativa a ser inserida no item 2 deste Anexo, é obrigatório (subitem 9.8.4.1 do Edital).

(2) O licitante deverá informar todos os contratos firmados (matriz e filial(is), se houver) com a iniciativa privada/Administração Pública que estiveram em vigor por, pelo menos,
1 (um) mês no ano ao qual se refere a Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) apresentada na fase de habilitação.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


130

(3) O Pregoeiro poderá fazer diligência para efeito de comprovação da veracidade das informações prestadas pelo licitante quanto aos contratos vigentes no ano ao qual se
refere a Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) apresentada na fase de habilitação, inclusive no que diz respeito à constatação da existência dos contratos
informados e à verificação de possível omissão de algum contrato. Para tanto, dentre outras providências que sejam necessárias, o Pregoeiro poderá solicitar que o licitante
apresente cópia(s) do(s) contrato(s)/aditivo(s) informados ou de outro(s) documento(s) que considerar necessário(s) para a comprovação pretendida, fixando prazo para o
envio da documentação.

(4) A omissão de qualquer contrato vigente no ano ao qual se refere a Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) apresentada na fase de habilitação, o não envio da
documentação solicitada pelo Pregoeiro dentro do prazo definido, bem como a prestação de qualquer informação cuja veracidade não seja comprovada implicará na
inabilitação do licitante, ficando o licitante também sujeito às sanções previstas no Edital.

(5) Deverá ser informado o Valor Total do Contrato correspondente apenas ao anoao qual se refere a Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) apresentada na fase de
habilitação.

(6) Caso o contrato tenha sido encerrado durante o ano ao qual se refere a Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) apresentada na fase de habilitação, deverá ser
informado o Valor Total correspondente apenas aos meses em que o contrato esteve vigente naquele ano.

Local e data

______________________________________________
Assinatura e carimbo do emissor

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


131

ANEXO XII

MINUTA DE CONTRATO

CONTRATO Nº 20XX/____ QUE ENTRE SI CELEBRAM O BANCO DO


NORDESTE DO BRASIL S.A. E ................................. PARA PRESTAÇÃO
DOS SERVIÇOS DE .................................

O BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A., Sociedade de Economia Mista,


integrante da Administração Pública Federal Indireta, com sede em Fortaleza-
CE, na Av. Dr. Silas Munguba, nº 5.700 - Passaré, CEP: 60.743-902, inscrito
no CNPJ sob nº 07.237.373/0001-20, doravante denominado CONTRATANTE
ou BANCO, e de outro lado a empresa .........................................., com sede
em \=CIDADE-\=ESTADO, \=END, inscrita no CNPJ sob o nº ....., doravante
denominada CONTRATADO, têm entre si, justa e avençada a execução dos
serviços objeto deste Instrumento, sob o regime de execução de empreitada
por preço unitário, vinculada ao Edital de Pregão Eletrônico nº ____,
de____/____/______, seus Anexos e à proposta de preço ref. ..., nº ____, de
____/____/______, nos termos das Leis nº 13.303/16 e 10.520/2002, dos
Decretos nº 10.024/19e nº 8.945/2016, e do Regulamento de Licitações e
Contratos do Banco do Nordeste, mediante as cláusulas e condições que se
seguem:

CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO

O presente Contrato tem por objeto a prestação dos serviços de operação, manutenção preventiva e
corretiva, com reposição de peças, instalação de equipamentos, limpeza e higienização das redes de
dutos dos sistemas de ar condicionado do Centro Administrativo Presidente Getúlio Vargas – CAPGV,
localizado em Fortaleza-CE, em conformidade com as especificações constantes do Edital, deste
Instrumento e de seus Anexos.

CLÁUSULA SEGUNDA - DOS CUSTOS

O custo global dos serviços é de R$________ (___________), conforme composição de custos


constante dos Anexos VI e VII do Edital, cujo(s) desembolso(s) dar-se-á(ão) com os recursos previstos
em dotação orçamentária própria, sob a rubrica 00000211/000032 – AVALIAÇÃO E MANUTENÇÃO DE
BENS E ENGENHARIA – SERVIÇOS DE TERCEIROS.

CLÁUSULA TERCEIRA - DA VIGÊNCIA

O prazo de vigência deste Contrato é de 12 (doze) meses, com início em ____/____/______e término
em ____/____/______, podendo ser prorrogado por iguais e sucessivos períodos, mediante Aditivo
Contratual, limitado a 60 (sessenta) meses.

PARÁGRAFO PRIMEIRO -O CONTRATADO não tem direito subjetivo à prorrogação contratual, que
objetiva a obtenção de preços e condições mais vantajosas para a Administração.

PARÁGRAFO SEGUNDO -Nas eventuais prorrogações contratuais, os custos não renováveis já pagos
ou amortizados no primeiro ano deste Contrato deverão ser eliminados como condição para a
renovação.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


132

CLÁUSULA QUARTA - DAS CONDIÇÕES DE PAGAMENTO

I- Os pagamentos referentes a cada serviço executado serão efetuados no 10º (décimo) dia útil do
mês subsequente ao da prestação dos serviços, após o exato cumprimento das obrigações
assumidas, e de acordo com as condições estabelecidas neste Contrato e demais anexos,
mediante crédito em conta corrente indicada pelo CONTRATADO, não sendo admitida cobrança
por meio de boleto bancário.

II - A liberação do pagamento ficará condicionada à total observância deste Contrato, devendo o


CONTRATADO apresentar, impreterivelmente, até o 5º (quinto) dia do mês subsequente ao da
prestação do serviço, as notas fiscais/faturas em boa e devida forma.

III - Caso o BANCO não receba as notas fiscais/faturas até o quinto dia do mês subsequente ao da
prestação do serviço, o pagamento será realizado no 5º (quinto) dia útil após seu recebimento.

IV - A Nota Fiscal/Fatura correspondente será examinada diretamente pelo Fiscal/Auxiliar designado


pelo Banco, o qual somente atestará a execução do objeto e liberará a referida Nota Fiscal/Fatura
para pagamento quando cumpridas, pelo CONTRATADO, todas as condições pactuadas relativas
ao objeto deste Contrato.

V - Havendo erro na apresentação da Nota Fiscal/Fatura ou dos documentos pertinentes à


contratação, ou, ainda, circunstância que impeça a liquidação da despesa, como por exemplo,
obrigação financeira pendente, decorrente de penalidade imposta ou inadimplência, o pagamento
ficará sobrestado até que o CONTRATADO providencie as medidas saneadoras. Nesta hipótese, o
prazo para pagamento iniciar-se-á após a comprovação da regularização da situação, não
acarretando qualquer ônus para o Banco do Nordeste.

VI - A nota fiscal/fatura deverá conter todos os elementos exigidos na legislação aplicável, cabendo ao
CONTRATADO a sua correta emissão, em conformidade com a legislação tributária pertinente,
devendo, ainda, constar no seu corpo:

VI.1 - a identificação completa do CONTRATANTE, bem como o número deste Contrato;

VI.2 - os valores referentes às retenções obrigatórias de tributos, devidamente destacados;

VI.3 - descrição detalhada de todos os itens que compõem o objeto contratado, de forma clara,
indicando, inclusive, se for o caso, os valores unitários e totais e o período a que se refere,
bem como, a(s) unidade(s) do BANCO contemplada(s) pelo(a) fornecimento/prestação dos
serviços.

VII - A nota fiscal/fatura não aprovada pelo CONTRATANTE será devolvida ao CONTRATADO para as
necessárias correções, com as informações que motivaram sua rejeição, contando-se o prazo de
pagamento da data de sua reapresentação. A devolução da nota fiscal/fatura não aprovada pelo
BANCO, em hipótese alguma, autorizará ao CONTRATADO suspender o(a)
fornecimento/prestação dos serviços.

VIII - O CONTRATANTE fará as retenções dos tributos, quando exigidas legalmente, em conformidade
com a legislação vigente. As retenções não serão efetuadas caso o CONTRATADO se enquadre
em hipótese excludente prevista na legislação, devendo, para tanto, apresentar a documentação
pertinente ou declaração que comprove essa condição. Também não ocorrerá a retenção caso o
CONTRATADO esteja amparado por medida judicial que determine a suspensão do pagamento
dos referidos tributos, devendo apresentar ao BANCO, a cada pagamento, a documentação que
comprove essa situação.

IX - A nota fiscal/fatura deverá ser obrigatoriamente acompanhada das seguintes comprovações:

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


133

IX.1 - cópia das Guias de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social - GFIP,
gerada e impressa pelo SEFIP - Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e Informações
à Previdência Social, acompanhadas do comprovante de pagamento do FGTS (GRF) e do
INSS (GPS), devidamente autenticados ou acompanhadas do comprovante de recolhimento
bancário ou do comprovante emitido quando o recolhimento for feito pela Internet e relação
dos trabalhadores - RET constantes no arquivo SEFIP, constando no campo tomador/obra o
Banco do Nordeste e o número do processo/contrato a que se referem os prestadores,
correspondentes ao mês da última nota fiscal/fatura vencida, nominalmente identificados, na
forma do caput e § 5º, do art. 31, da Lei n° 8.212, de 24/7/1991;

IX.1.1 - as comprovações deverão ser restritas aos empregados vinculados a este


Contrato, sendo vedada a inclusão de empregados alheios a execução deste
Instrumento;

IX.1.1.1 - caso a relação apresentada esteja em desacordo com o quantitativo de


empregados alocados a este Contrato no mês de referência, fica o
CONTRATADO obrigado a apresentar a devida justificativa.

IX.2 - do cumprimento das obrigações trabalhistas, correspondentes à ultima nota fiscal/fatura que
tenha sido paga pelo Banco do Nordeste.

X - Previamente a cada pagamento ao CONTRATADO, o CONTRATANTE realizará consulta ao


SICAF e a Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas (CNDT), para verificar a manutenção das
condições de habilitação.

X.1 - Constatando-se a situação de irregularidade, o CONTRATADO será notificado formalmente


para que no prazo de 5 (cinco) dias úteis regularize sua situação ou, no mesmo prazo,
apresente sua defesa. O prazo poderá ser prorrogado uma única vez, por igual período, a
critério da Unidade Gestora deste Contrato.

X.2 - O pagamento será efetuado normalmente, desde que tenha ocorrido a prestação do serviço.

X.3 - Quando o CONTRATADO possuir débitos perante o INSS, FGTS e Justiça do Trabalho
decorrentes de descumprimento de direitos assegurados aos empregados com dedicação
exclusiva de mão de obra vinculados a contrato celebrado com o Banco, deve ser retido do
pagamento o valor do débito relativo aos empregados alocados na execução do contrato,
sendo a apuração do valor a ser retido de responsabilidade da Unidade Gestora do Contrato.

X.4 - Persistindo a irregularidade de que trata o inciso X.1, a Unidade Gestora deste Contrato
adotará as medidas necessárias à rescisão contratual com base em processo administrativo
correspondente, assegurada ao CONTRATADO a ampla defesa e o contraditório.

X.5 - Somente por motivo de economicidade, ou outro interesse público de alta relevância,
devidamente justificado e autorizado pela máxima autoridade do Banco, não será rescindido
o Contrato em execução com o CONTRATADO inadimplente.

PARÁGRAFO ÚNICO- Ocorrendo atraso no pagamento, desde que o CONTRATADO não tenha
concorrido, de alguma forma, para o atraso, e mediante pedido do CONTRATADO, o valor devido será
acrescido de encargos moratórios, a título de compensação financeira e penalização, apurados
conforme a seguir:

EM = I x N x P, onde:

EM = Encargos Moratórios Devidos;

I = Índice de atualização = 0,0001233;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


134

N = Número de dias entre a data prevista para o pagamento e a do efetivo pagamento;

P = Valor devido.

CLÁUSULA QUINTA -DO REAJUSTE

I- Os preços contratados poderão ser reajustados, observado o interregno mínimo de 1 (um) ano, da
data do orçamento a que a proposta se referir, considerando-se o disposto a seguir:

I.1 - mão de obra – considerar-se-á como orçamento a data do Termo Aditivo à Convenção
Coletiva 2020 firmada entre o SIND TRAB REFRIG TECN LAV E AR COND E TRAB NAS
OF DE VEIC AUT CICL E CONS TECN EM VENDAS PC DE REF E VEIC AUT E CICL
SIMIL DO EST DO CEARA e o SINDICATO DO COMERCIO DE PECAS E SERVICOS
PARA VEICULOS DO ESTADO DO CEARA (JAN/2020);

I.2 - demaisitens deste contrato – variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo –


IPCA/IBGE, em conformidade com a legislação em vigor, tomando-se por base o índice
vigente no mês de apresentação da proposta ou do orçamento a que essa se referir.

PARÁGRAFO PRIMEIRO- Quando a contratação envolver mais de uma categoria profissional, com
datas-base diferenciadas, a data inicial para a contagem da anualidade será a data-base da categoria
profissional que represente a maior parcela do custo de mão-de-obra da contratação pretendida.

PARÁGRAFO SEGUNDO- A repactuação poderá contemplar todos os componentes de custo deste


Contrato que tenham sofrido variação, desde que haja demonstração analítica dessa variação.

PARÁGRAFO TERCEIRO - No caso de repactuações subsequentes à primeira, essas somente dar-se-


ão a cada 12(doze) meses da anterior (data do orçamento).

PARÁGRAFO QUARTO - Não serão admitidos como justificativas para embasar pedidos de revisão
contratual eventuais reajustes salariais concedidos pelo CONTRATADO a seus empregados, em razão
de Convenção Coletiva ou Acordo Coletivo cujos termos colidam com a política econômica do Governo
Federal, ou que concedam aumentos salariais e/ou vantagens não praticadas por outros setores da
economia.

PARÁGRAFO QUINTO- É vedada a inclusão, por ocasião da repactuação, de benefícios não previstos
na proposta inicial, exceto quando se tornarem obrigatórios por força de instrumento legal, convenção,
acordo coletivo ou decisão judicial.

PARÁGRAFO SEXTO- Quando da solicitação da repactuação, para fazer jus à variação de custos
decorrente do mercado, esta somente será concedida mediante a comprovação pelo CONTRATADO do
aumento dos custos, considerando-se:

I- os preços praticados no mercado ou em outros contratos da Administração Pública Federal;

II - as particularidades deste Contrato;

III - a nova planilha com a variação dos custos apresentada;

IV - indicadores setoriais, tabelas de fabricantes, valores oficiais de referência, tarifas públicas ou outros
documentos equivalentes.

PARÁGRAFO SÉTIMO -Os efeitos financeiros da repactuação deverão ocorrer exclusivamente para os
itens que a motivaram, e apenas em relação à diferença porventura existente.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


135

PARÁGRAFO OITAVO-As repactuações a que o CONTRATADO fizer jus e não forem solicitadas
durante a vigência deste Contrato serão objeto de preclusão com a assinatura da prorrogação contratual
ou com o encerramento deste Contrato.

PARÁGRAFO NONO- Caso ainda não tenham sido finalizados a convenção, o acordo coletivo ou a
decisão judicial que fixar o salário normativo da categoria profissional abrangida por este Contrato,
quando da eventual prorrogação de sua vigência, o CONTRATADO, quando for o caso, deverá
ressalvar seu direito à repactuação dos preços, sob pena de preclusão.

PARÁGRAFO DÉCIMO- O Banco do Nordeste poderá realizar diligências para conferir a variação de
custos alegada pelo CONTRATADO.

CLÁUSULA SEXTA - DO ACOMPANHAMENTO E FISCALIZAÇÃO

Durante a vigência deste Contrato, a execução dos serviços será acompanhada e fiscalizada,
sistematicamente, pelo representante do CONTRATANTE, designado pelo titular ou substituto formal do
Ambiente de Gestão do Patrimônio, permitida a contratação de terceiros para assisti-lo e subsidiá-lo
de informações pertinentes a essa atribuição.

I- Caberá ao fiscal/auxiliar deste Contrato o recebimento da nota fiscal/fatura apresentada pelo


CONTRATADO, a devida atestação dos serviços e aposição de assinatura sob carimbo
identificador, para fins de liquidação e pagamento.

II - A atestação referida na alínea anterior representa a confirmação da efetiva prestação dos serviços
e o total cumprimento das obrigações pelo CONTRATADO.

III - A liquidação e pagamento da nota fiscal/fatura apresentada observará o disposto na CLÁUSULA


DÉCIMA SÉTIMA - DAS SANÇÕES deste Instrumento, quando for o caso.

IV- O representante do CONTRATANTE anotará em registro próprio todas as ocorrências relacionadas


com a execução deste Instrumento, determinando o que for necessário à regularização das faltas
ou defeitos observados.

V - As decisões e providências que ultrapassarem a competência do representante serão solicitadas a


seus superiores em tempo hábil para a adoção das medidas cabíveis.

PARÁGRAFO PRIMEIRO - O CONTRATADO deverá indicar, no prazo de 5 (cinco) dias úteis contado
da assinatura deste Contrato, preposto para representa-lo administrativamente durante a execução
contratual, sempre que for necessário.

PARÁGRAFO SEGUNDO- A indicação do preposto dar-se-á mediante declaração, na qual deverá


constar nome completo, n° do CPF e do documento de identidade, além dos dados relacionados à sua
qualificação profissional.

PARÁGRAFO TERCEIRO - O CONTRATADO deverá considerar a necessidade de o indicado tratar-se


de profissional apto a esclarecer as questões relacionadas aos serviços prestados, com qualificação
adequada à função que exercerá.

PARÁGRAFO QUARTO - O BANCO poderá exigir a apresentação do preposto do CONTRATADO na


Unidade responsável pela fiscalização deste Contrato, a ser realizada no prazo de 10 (dez) dias úteis
contado da sua assinatura, objetivando tratar de assuntos pertinentes à execução contratual, ou, caso
considere necessário, poderá exigir a apresentação a qualquer tempo dentro da vigência contratual,
fixando prazo para tanto.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


136

PARÁGRAFO QUINTO - O CONTRATADO orientará o seu preposto quanto à necessidade de acatar


as orientações do BANCO, devendo cuidar para que o preposto mantenha permanente contato com a
Unidade responsável pela fiscalização deste Contrato, com vistas à adoção das providências que lhe
couberem relativas à execução dos serviços.

PARÁGRAFO SEXTO - A qualquer momento da vigência contratual, o BANCO poderá rejeitar,


motivadamente, o preposto indicado pelo CONTRATADO.

PARÁGRAFO SÉTIMO - O preposto que venha a ser rejeitado pelo BANCO deverá ser substituído pelo
CONTRATADO no prazo de 5 (cinco) dias úteis contado da comunicação, ressalvado o disposto nos
PARÁGRAFOS SEGUNDO e TERCEIRO.

CLÁUSULA SÉTIMA- DA SUPERVISÃO DOS SERVIÇOS

O CONTRATANTE exigirá supervisão dos serviços, cabendo ao CONTRATADO acompanhar a


execução dos mesmos. O CONTRATANTE, por sua vez, exercerá ampla fiscalização dos serviços, sem
que o exercício dessa faculdade envolva, a qualquer tempo, anuência ou corresponsabilidade de sua
parte, para com o CONTRATADO ou os empregados desta, registrando-se as ocorrências verificadas.

PARÁGRAFO PRIMEIRO - O CONTRATANTE comunicará imediatamente ao CONTRATADO qualquer


anormalidade verificada na execução dos serviços, de modo a permitir prontamente as providências
cabíveis.

PARÁGRAFO SEGUNDO - Na hipótese do Parágrafo anterior, o CONTRATADO adotará providências


imediatas a fim de assegurar a execução normal dos serviços sem solução de continuidade.

PARÁGRAFO TERCEIRO - No uso dessa prerrogativa, o CONTRATANTE poderá exigir a imediata


substituição do empregado do CONTRATADO que se achar em condição ou atitude incompatível com a
natureza do serviço prestado.

PARÁGRAFO QUARTO - Conforme o serviço prestado, os empregados do CONTRATADO poderão


receber código de identificação e autorizações de acesso aos sistemas e aos recursos da rede
corporativa do CONTRATANTE. A tentativa ou concretização de acesso não autorizado será motivo de
imediato desligamento do empregado do CONTRATADO.

CLÁUSULA OITAVA - DA DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS E DISPOSIÇÕES GERAIS

Os serviços que compõem o objeto deste Contrato, bem como as disposições gerais da contratação
estão descritos no Anexo II do Edital.

CLÁUSULA NONA - DA GARANTIA CONTRATUAL

Para assegurar o integral cumprimento de todas as obrigações contratuais assumidas, o


CONTRATADO deverá apresentar, no prazo de 10 (dez) dias úteis, prorrogável por igual período, a
critério do BANCO, a contar do início da vigência deste Contrato, comprovante de prestação de garantia
de execução equivalente a 5% (cinco por cento) do preço global contratado, na modalidade
__________________ (modalidade de garantia escolhida).

(Quando caução em dinheiro)

PARÁGRAFO PRIMEIRO - A caução em dinheiro consiste em depósito em conta bancária


remunerada específica, com o fim especial de se garantir o integral cumprimento deste contrato,
devendo ser efetuado preferencialmente em uma Agência do BANCO DO NORDESTE DO BRASIL

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


137

S/A e na impossibilidade em outro banco público federal, tendo como beneficiário o BANCO DO
NORDESTE.

I- sobre a caução prestada em dinheiro incide, tão-somente, a atualização correspondente ao


índice de variação do rendimento da caderneta de poupança para o 1º dia de cada mês,
excluídos os juros, calculada proporcionalmente, quando for o caso, a contar da data do
depósito, até o seu efetivo levantamento.

OU

(Quando fiança bancária)

PARÁGRAFO PRIMEIRO - A fiança bancária consiste na prestação de garantia, mediante a


expedição da respectiva carta, emitida por instituição financeira idônea, devidamente autorizada
a funcionar no Brasil, que, em nome do CONTRATADO, garante a plena execução deste Contrato
e responde diretamente por eventuais danos que possam ser causados na execução contratual;

I- somente é aceita Fiança Bancária na via original e que apresente todos os requisitos a
seguir:

I.1 - registro no Cartório de Títulos e Documentos, conforme exigido no art. 129 da Lei nº
6015/73 (Lei de Registros Públicos);

I.2 - cláusula estabelecendo prazo de validade, que deverá corresponder ao período de


vigência deste Contrato, acrescido de mais 3 (três) meses, devendo ser
tempestivamente renovada se estendida ou prorrogada essa vigência, sempre se
mantendo os 3 (três) meses após a última data de vencimento deste Contrato;

I.3 - expressa afirmação do fiador de que, como devedor solidário, fará o pagamento ao
BANCO, independentemente de interpelação judicial, caso o afiançado não cumpra
suas obrigações;

I.4 - cláusula de renúncia expressa do fiador ao benefício de ordem e aos direitos previstos
nos artigos 827, 835 e 838 da Lei nº 10.406/2002 - Código Civil Brasileiro;

I.5 - cláusula que assegure a atualização do valor afiançado, de acordo com a atualização
do valor contratual;

I.6 - declaração da instituição financeira de que a carta fiança é concedida em


conformidade com o disposto no art. 34 da Lei nº 4.595, de 31/12/1964, nos termos do
art. 2º da Resolução CMN nº 2.325, de 1996, do Conselho Monetário Nacional;

I.7 - o subscritor da carta de fiança bancária deverá comprovar poderes para atendimento
às exigências contidas nos incisos I.3, I.4 e I.6 acima.

OU

(Quando seguro-garantia)

PARÁGRAFO PRIMEIRO - O seguro-garantia é um tipo de seguro com o objetivo de garantir o fiel


cumprimento das obrigações contratuais estipuladas, conforme descrito na apólice.

I- A apólice do seguro-garantia deve conter o prazo de validade, correspondente ao período de


vigência deste Contrato, acrescido de mais 3 (três) meses, devendo ser tempestivamente
renovado, se estendida ou prorrogada a vigência deste Contrato, sempre se mantendo os 3
(três) meses após a última data de vencimento deste Contrato.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


138

II - O seguro deve efetuar a cobertura de todo o prazo contratual, contemplando a cobertura dos
riscos de inadimplemento pelo CONTRATADO dos encargos tributários, trabalhistas e
sociais e ressarcimento das multas impostas ao CONTRATADO, até o limite da garantia.

II.1 - Não será aceita a apólice de seguro que contenha ressalvas quanto à cobertura dos
riscos mencionados.

III - A apólice de seguro deve vir acompanhada de cópia das condições gerais, particulares e/ou
especiais convencionais e demais documentos que a integram.

IV- A Seguradora, ao emitir a apólice, obriga-se a arcar com eventuais prejuízos que possam ser
impostos ao BANCO em decorrência da má execução deste Contrato.

PARÁGRAFO SEGUNDO- A inobservância das condições de garantia sujeitará o CONTRATADO às


penalidades previstas neste Contrato.

PARÁGRAFO TERCEIRO- A qualquer tempo, mediante prévia solicitação ao BANCO, com as devidas
justificativas, poderá ser admitida a substituição da garantia, observadas as modalidades previstas no
Regulamento de Licitações e Contratos do Banco do Nordeste.

PARÁGRAFO QUARTO- A não apresentação do comprovante da garantia, no prazo previsto no caput


desta Cláusula, caracteriza descumprimento da obrigação assumida, sujeitando o CONTRATADO às
sanções administrativas cabíveis.

PARÁGRAFO QUINTO - O atraso superior a 25 (vinte e cinco) dias autoriza o BANCO a promover a
rescisão deste Contrato por descumprimento ou cumprimento irregular de suas cláusulas.

PARÁGRAFO SEXTO - A garantia responderá pelo fiel cumprimento das disposições deste Contrato,
ficando o Banco do Nordeste autorizado a executá-la para cobrir o pagamento das obrigações abaixo e
de qualquer outra obrigação, inclusive em caso de rescisão.

I- prejuízos advindos do não cumprimento do objeto deste Contrato e do não adimplemento das
demais obrigações nele previstas;

II - prejuízos causados ao BANCO ou a terceiro, decorrentes de culpa ou dolo durante a execução


deste Contrato;

III - multas moratórias e punitivas aplicadas pelo BANCO ao CONTRATADO;

IV - obrigações trabalhistas, fiscais e previdenciárias de qualquer natureza, não adimplidas pelo


CONTRATADO.

PARÁGRAFO SÉTIMO- A perda da garantia em favor do BANCO, por inadimplemento das obrigações
contratuais, far-se-á de pleno direito, independentemente de qualquer procedimento judicial e sem
prejuízo das demais sanções previstas neste Contrato.

PARÁGRAFO OITAVO- Quando houver alteração contratual que implique aumento do preço
contratado, a garantia deverá ser integralizada, num prazo máximo de 10 (dez) dias úteis, de modo que
corresponda a 5% (cinco por cento)do preço global contratado. No caso de alteração contratual, que
configure decréscimo, a alteração na garantia para adequação ao novo valor ocorrerá mediante
solicitação do CONTRATADO, respeitado o percentual de 5% (cinco por cento) do novo preço global
contratado.

PARÁGRAFO NONO - Se o valor da garantia for utilizado pelo CONTRATANTE em pagamento de


quaisquer obrigações, inclusive multas contratuais ou indenização a terceiros, o CONTRATADO fica

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


139

obrigado a fazer a reposição, no prazo máximo de 10 (dez) dias úteis a contar da data do recebimento
da comunicação do Banco do Nordeste.

PARÁGRAFO DÉCIMO -A garantia prestada ou a parte remanescente somente será liberada ou


restituída após 3 (três) meses do término ou rescisão deste Contrato, desde que integralmente
cumpridas as obrigações assumidas neste Instrumento, mediante solicitação do CONTRATADO ou a
autorização da unidade gestora/fiscalizadora deste Contrato,ante a comprovação de que o mesmo
pagou todas as verbas rescisórias trabalhistas decorrentes desta contratação. Caso o referido
pagamento não ocorra até o fim do segundo mês após o encerramento da vigência contratual, a
garantia será utilizada para o pagamento dessas verbas trabalhistas diretamente pelo Banco do
Nordeste.

PARÁGRAFO DÉCIMO PRIMEIRO - Na hipótese do PARÁGRAFO DÉCIMO, a garantia somente será


liberada com a declaração da unidade gestora/fiscalizadora deste Contrato, mediante termo
circunstanciado, de que o CONTRATADO cumpriu todas as cláusulas deste Contrato. Após a efetiva
devolução ao CONTRATADO, a garantia será considerada extinta.

CLÁUSULA DÉCIMA - DA CONTA VINCULADA

Os valores provisionados para o pagamento dos encargos trabalhistas em relação à mão-de-obra do


CONTRATADO serão destacados do valor mensal deste Contrato e depositados em conta vinculada
específica no Banco do Nordeste, bloqueada para movimentação e aberta em nome do CONTRATADO.

PARÁGRAFO PRIMEIRO- A movimentação da conta vinculada dependerá de autorização do Banco do


Nordeste e será feita exclusivamente para o pagamento dessas obrigações.

PARÁGRAFO SEGUNDO- O montante do depósito vinculado será igual ao somatório dos valores das
seguintes provisões:

ITEM PERCENTUAL (%)


13º (décimo terceiro) salário 8,33
Férias e 1/3 Constitucional 11,11
Multa sobre FGTS e contribuição social sobre o aviso prévio indenizado
4,00
e sobre o aviso prévio trabalhado
Subtotal 23,44
Incidência sobre férias, 1/3 constitucional de férias e 13º (décimo
6,67 7,74
terceiro) salário*
Total 30,11 31,18

* Considerando as alíquotas de contribuição 0,50% ou 6,0%, referentes aos RISCOS AMBIENTAIS


DO TRABALHO (RAT) (art. 22, inciso II, da Lei nº 8.212/91 e Anexo V, Decreto 6.957/09) x FATOR
ACIDENTÁRIO DE PREVENÇÃO (FAP) (Decreto 6.957/09).

PARÁGRAFO TERCEIRO - O Banco do Nordeste determinará os termos para a abertura da conta


corrente vinculada.

PARÁGRAFO QUARTO- A assinatura deste Contrato será precedida dos seguintes atos:

I- abertura de conta corrente vinculada no Banco do Nordeste, bloqueada para movimentação, em


nome do CONTRATADO, conforme disposto no caput desta CLÁUSULA;

II - assinatura, pelo CONTRATADO, no ato da regularização da conta vinculada, de termo especifico


do Banco do Nordeste, que permita ao mesmo ter acesso aos saldos e extratos, e vincule a
movimentação dos valores depositados à autorização do CONTRATANTE.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


140

PARÁGRAFO QUINTO - O saldo da conta vinculada será remunerado pelo índice da poupança.

PARÁGRAFO SEXTO - Os valores referentes às provisões de encargos trabalhistas mencionados no


PARÁGRAFO SEGUNDO desta Cláusula, depositados em conta vinculada, deixarão de compor o valor
mensal a ser pago diretamente ao CONTRATADO.

PARÁGRAFO SÉTIMO-O CONTRATADO poderá solicitar a autorização do CONTRATANTE para


utilizar os valores da conta vinculada para o pagamento de eventuais indenizações trabalhistas aos
empregados,decorrentes de situações ocorridas durante a vigência desteContrato.

PARÁGRAFO OITAVO - Para a liberação dos recursos da conta vinculada para o pagamento de
eventuais indenizações trabalhistas aos empregados, decorrentes de situações ocorridas durante a
vigência deste Contrato, o CONTRATADO deverá apresentar ao CONTRATANTE os documentos
comprobatórios da ocorrência das obrigações trabalhistas e seus respectivos prazos de
vencimento.Após a confirmação da ocorrência da situação que ensejou o pagamento de indenização
trabalhista e a conferência dos cálculos, o CONTRATANTE expedirá a autorização para a
movimentação da conta vinculada, no prazo máximo de 5 (cinco) dias úteis, a contar da data da
apresentação dos documentos comprobatórios pelo CONTRATADO.

PARÁGRAFO NONO- A autorização de que trata o PARÁGRAFO SÉTIMO desta Cláusula deverá
especificar que a movimentação será exclusiva para o pagamento das indenizações trabalhistas aos
trabalhadores favorecidos.

PARÁGRAFO DÉCIMO -O CONTRATADO deverá apresentar ao CONTRATANTE, no prazo máximo


de 3 (três) dias úteis, contados da movimentação, o comprovante das transferências bancárias
realizadas para a quitação das obrigações trabalhistas.

PARÁGRAFO DÉCIMO PRIMEIRO - O saldo remanescente da conta vinculada será liberado ao


CONTRATADO, no momento do encerramento deste Contrato, após a comprovação da quitação de
todos os encargos trabalhistas e previdenciários relativos ao serviço contratado.

CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA - DA GARANTIA DO CUMPRIMENTO DAS OBRIGAÇÕES


TRABALHISTAS

I- Para garantir o cumprimento das obrigações trabalhistas deverão ser observadas as seguintes
regras:

I.1 - provisionamento de valores para o pagamento das férias, 13º (décimo terceiro) salário e
verbas rescisórias aos trabalhadores do CONTRATADO, que serão depositados pelo Banco
do Nordeste em conta vinculada específica, conforme o disposto na Cláusula Décima,
sendo liberados somente para o pagamento dessas verbas aos trabalhadores e nas
seguintes condições:

I.1.1 - parcial e anualmente, pelo valor correspondente aos 13ºs salários, quando devidos;

I.1.2 - parcialmente, pelo valor correspondente às férias e ao 1/3 de férias, quando dos
gozos de férias dos empregados vinculados a este Contrato;

I.1.3 - parcialmente, pelo valor correspondente aos 13ºs salários proporcionais, férias
proporcionais e à indenização compensatória porventura devida sobre o FGTS,
quando da demissão de empregado vinculado a este Contrato;

I.1.4 - ao final da vigência deste Contrato, para o pagamento das verbas rescisórias;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


141

I.2 - o pagamento dos salários dos empregados pelo CONTRATADO deverá ser feito por
depósito bancário, na conta dos empregados, em agências situadas na localidade ou região
metropolitana em que ocorre a prestação dos serviços;

I.3 - o CONTRATADO deverá, no momento da assinatura deste Contrato, autorizar o Banco do


Nordeste a:

I.3.1 - reter, a qualquer tempo, a garantia na forma prevista no Parágrafo Décimoda


Cláusula Nona;

I.3.2 - fazer o desconto nas faturas e realizar os pagamentos dos salários e demais verbas
trabalhistas diretamente aos trabalhadores, bem como das contribuições
previdenciárias e do FGTS, quando estes não forem adimplidos;

I.3.2.1 - o pagamento das obrigações, caso ocorra, não configura vínculo


empregatício ou implica a assunção de responsabilidade por quaisquer
obrigações dele decorrentes entre o Banco e os empregados do
CONTRATADO.

II - O saldo existente na conta vinculada apenas será liberado com a execução completa do Contrato,
após a comprovação, por parte do CONTRATADO, da quitação de todos os encargos trabalhistas e
previdenciários relativos ao serviço contratado.

CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA - DA INTEGRIDADE, DA CONDUTA ÉTICA E DOS


PROCEDIMENTOS ANTICORRUPÇÃO

A plena execução do objeto deste Contrato pressupõe, além do cumprimento das cláusulas e condições
definidas neste instrumento, a observância por parte do CONTRATADO de procedimento de
integridade, conduta ética e adoção de procedimentos anticorrupção na execução dos serviços,
atendendo integralmente ao que dispõe a Lei n° 12.846/13. Para tanto, o CONTRATADO:

I- para fins da presente cláusula, DECLARA:

I.1 - ter ciência de que o disposto na Lei n° 12.846/13 aplica-se ao presente Contrato;

I.2 - ter pleno conhecimento do que dispõe a Lei n° 12.846/13, em especial no que se refere à
prática de atos lesivos à Administração Pública, tendo ciência da responsabilização
administrativa e civil a que ficará sujeito na hipótese de cometimento de tais atos, além das
penalidades aplicáveis, nos termos da referida Lei;

I.3 - ter ciência de que a prática de atos lesivos à Administração Pública, definidos no art. 5° da
Lei n° 12.846/13, sujeitá-lo-á à aplicação das sanções previstas na referida Lei, observados o
contraditório e a ampla defesa;

II - fica obrigado a:

II.1 - cumprir fielmente o disposto na Lei n° 12.846/13, abstendo-se do cometimento de atos


lesivos à Administração pública, definidos no art. 5° da Lei retromencionada, mormente no
diz respeito a práticas corruptas e/ou antiéticas.

II.2 - respeitar e exigir que seus empregados respeitem, no que couber, os princípios éticos
aceitos pelo Banco, na forma da Política de Integridade e Ética e do Código de Conduta
Ética e Integridade do Banco do Nordeste, cujo teor dos referidos documentos poderá ser
acessado no site www.bnb.gov.br, no seguinte caminho: Institucional / Sobre o Banco /
Integridade e Ética / Código de Conduta Ética e Integridade.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


142

II.3 - disseminar entre seus empregados alocados na prestação dos serviços objeto deste
Contrato o conhecimento sobre o disposto na Lei n° 12.846/13, de modo que seja
assegurado que os mesmos entendam os termos da referida Lei e tenham consciência da
relevância do tema integridade e ética na execução dos serviços;

II.4 - cuidar para que nenhuma pessoa ou entidade que atue em seu nome ou em seu benefício
prometa, ofereça, comprometa-se a dar qualquer tipo de vantagem indevida, de maneira
direta ou indireta, a qualquer empregado do CONTRATANTE, ou a qualquer pessoa ou
entidade em nome do CONTRATANTE;

II.5 - manifestar aos seus empregados alocados na prestação dos serviços objeto deste Contrato,
bem como a qualquer pessoa ou entidade que aja em seu nome, a proibição de que
qualquer um deles utilize meio imoral ou antiético nos relacionamentos com os empregados
do BANCO;

II.6 - cooperar com o BANCO e demais órgãos, entidades ou agentes públicos, em caso de
denúncia, suspeita de irregularidades e/ou violação da Lei n° 12.846/13 referentes ao
presente Contrato.

PARÁGRAFO PRIMEIRO-A aplicação das sanções previstas na Lei n° 12.846/13 não afeta os
processos de responsabilização e aplicação de penalidades decorrentes de atos ilícitos alcançados pela
Lei 13.303/16 e pelo Regulamento de Licitações e Contratos do Banco do Nordeste, ou outras normas
de licitações e contratos da Administração Pública.

PARÁGRAFO SEGUNDO - Na hipótese de o BANCO admitir a subcontratação de parcela do objeto


deste Contrato, o CONTRATADO ficará obrigado a inserir cláusula anticorrupção no contrato a ser
celebrado com a empresa subcontratada, seguindo os moldes da redação contida nesta cláusula.

CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA- DAS OBRIGAÇÕES GERAIS DO CONTRATADO

I- Cumprir a legislação trabalhista, previdenciária e fiscal.

II - Não conter em seus quadros, durante toda a execução deste Contrato, empregado(s) menor(es) de
18 anos em trabalho noturno, perigoso ou insalubre, ou menor(es) de 16 anos, em qualquer
trabalho, salvo na condição de aprendiz(es), a partir de 14 anos, bem como trabalhadores em
condições análogas à de escravo.

III - Não incorrer em práticas que possam, de qualquer modo, contribuir para a disseminação do
proveito criminoso da prostituição.

IV - Adotar práticas de sustentabilidade na execução dos serviços, de modo a prevenir ações danosas
ao meio ambiente, em observância à legislação vigente, principalmente no que se refere aos crimes
ambientais, contribuindo para a manutenção de um meio ambiente ecologicamente equilibrado.

V - Orientar e capacitar os prestadores de serviços, fornecendo informações necessárias para a


perfeita execução dos serviços, incluindo noções de responsabilidade socioambiental.

VI- Manter, durante a execução deste Contrato, as condições de habilitação e qualificação exigidas na
licitação que deu origem a este Instrumento.

VII - Não alocar, na execução direta dos serviços objeto deste Contrato, empregado ou sócio que seja
cônjuge, companheiro ou parente em linha reta ou colateral, por consanguinidade ou afinidade, até
o terceiro grau, de empregados do Banco do Nordeste do Brasil S.A.:

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


143

VII.1 - detentores de cargo comissionado que atuem em área do Banco com gerenciamento sobre o
contrato;

VII.2 - detentores de cargo comissionado que atuem na área demandante da contratação (área
gestora e fiscal deste Contrato);

VII.3 - detentores de cargo comissionado que atuem na área que realiza a licitação/contratação;

VII.4 - autoridade do Banco hierarquicamente superior às áreas supramencionadas.

VIII- Indicar empregados que possuam experiência nos serviços que lhes couber executar, os quais
deverão ser recrutados do seu quadro de pessoal, correndo por sua conta exclusiva todas as
obrigações decorrentes da legislação trabalhista, previdenciária, social, fiscal, bem como impostos,
taxas, seguros, multas, contribuições e outros encargos que venham a incidir sobre os serviços a
serem contratados ou que direta ou indiretamente com eles se relacionem, inclusive encargos
decorrentes de eventuais acidentes de trabalho.

IX - Realizar o pagamento dos salários dos empregados alocados na prestação dos serviços via
depósito bancário, na conta do trabalhador, de modo a possibilitar a conferência do pagamento por
parte do Banco do Nordeste, até o 5º (quinto) dia útil do mês subsequente ao da prestação dos
serviços.

X - Apresentar, sempre que solicitado, comprovação de pagamento da remuneração dos empregados


vinculados à execução deste Contrato.

XI - Apresentar, sempre que for solicitado pelo fiscal deste Contrato, no prazo de 15 (quinze) dias
contado da solicitação, Extratos de Informações Previdenciárias e de depósitos do Fundo de
Garantia e Tempo de Serviço - FGTS de seus empregados vinculados à execução deste Contrato.

XII - Apresentar, no primeiro mês da prestação dos serviços, a seguinte documentação:

XII.1 - relação dos empregados, contendo nome completo, cargo ou função, horário do posto de
trabalho, números da carteira de identidade (RG) e da inscrição no Cadastro de Pessoas
Físicas (CPF) e respectivos salários, com indicação dos responsáveis técnicos pela
execução dos serviços, quando for o caso;

XII.2 - Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) dos empregados admitidos e dos
responsáveis técnicos pela execução dos serviços, quando for o caso, devidamente assinada
pelo CONTRATADO;

XII.3 - exames médicos admissionais dos empregados do CONTRATADO que prestarão os


serviços;

XII.4 - relação dos empregados do CONTRATADO, acompanhada de declaração individual


informando se possui algum parentesco com empregado do Banco, na forma do inciso VII,
conforme modelos constantes dos Anexos XII-B - Relação dos Empregados do
Contratado para o Contratoe XII-C-Formulário de Declaração-Vedação ao Nepotismo
deste Contrato.

XIII- Entregar, no prazo de 15 (quinze) dias, sempre que solicitado pelo BANCO, os seguintes
documentos:

XIII.1 - extrato da conta do INSS e do FGTS de qualquer empregado, a critério do BANCO;

XIII.2 - cópia da folha de pagamento analítica de qualquer mês da prestação dos serviços, em que
conste como tomador o BANCO;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


144

XIII.3 - cópia dos contracheques dos empregados relativos a qualquer mês da prestação dos
serviços ou, ainda, quando necessário, cópia de recibos de depósitos bancários;

XIII.4 - comprovantes de entrega de benefícios suplementares (vale-transporte, vale alimentação,


auxílio-saúde, entre outros, quando for devido), a que o CONTRATADO estiver obrigado por
força de lei ou de convenção ou acordo coletivo de trabalho, relativos a qualquer mês da
prestação dos serviços e de qualquer empregado;

XIII.5 - comprovantes de pagamento de salários, adicionais, horas extras, repouso semanal


remunerado e décimo terceiro salário;

XIII.6 - comprovantes de concessão de férias remuneradas e do pagamento do respectivo


adicional;

XIII.7 - comprovantes de pagamento de obrigações trabalhistas e previdenciárias dos empregados


dispensados até a data da extinção deste Contrato;

XIV - Entregar, até 10 (dez) dias após o último mês de prestação dos serviços (extinção ou rescisão
deste Contrato), os documentos abaixo relacionados:

XIV.1 - termos de rescisão dos contratos de trabalho dos empregados prestadores de serviço,
devidamente homologados, quando exigível pelo sindicato da categoria;

XIV.2 - guias de recolhimento da contribuição previdenciária e do FGTS, referentes às rescisões


contratuais;

XIV.3 - extratos dos depósitos efetuados nas contas vinculadas individuais do FGTS de cada
empregado dispensado;

XIV.4 - exames médicos demissionais dos empregados dispensados.

XV - Fornecer vales-transporte, quando for o caso, e vales-refeição aos empregados alocados na


prestação dos serviços até o 1º (primeiro) dia útil de cada mês.

XVI - Autorizar o Banco do Nordeste, no momento da assinatura deste Contrato, conforme modelo
constante do Anexo XII-A do Edital, a fazer o desconto na fatura e o pagamento direto dos
salários e demais verbas trabalhistas aos trabalhadores, quando houver falha no cumprimento
dessas obrigações por parte do CONTRATADO, até o momento da regularização, sem prejuízo
das sanções previstas neste Contrato.

XVII - Apresentar, sempre que solicitado, as cópias das folhas de pagamento, contracheques e outros
documentos relativos aos empregados alocados na execução dos serviços contratados, bem
como os comprovantes/guias de recolhimento dos impostos, contribuições e outros tributos
incidentes sobres esses serviços, e também:

XVII.1 - Certidão Negativa de Débito Salarial;

XVII.2 - Certidão Negativa de infrações Trabalhistas;

XVII.3 - Certidão Negativa de infrações Trabalhistas à legislação de proteção à criança e ao


adolescente;

XVII.4 - Recibo do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados - CAGED.

XVIII - Garantir e manter total e absoluto sigilo sobre as informações manuseadas, conforme consta no
Acordo de Responsabilidade para Fornecedores e Parceiros, constante do AnexoXVdo

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


145

Edital, as quais devem ser utilizadas apenas para a condução das atividades autorizadas, não
podendo ter quaisquer outros usos, sob pena de rescisão contratual e medidas cíveis e penais
cabíveis.

XIX- Permitir, em caráter irrevogável e irretratável, que o BANCO forneça aos órgãos e entidades
municipais, estaduais e federais, voltados à administração tributária, toda e qualquer informação
ou ainda documentos que lhe forem requisitados, relativos a este Contrato, em cumprimento às
disposições normativas vigentes.

XX - Apresentar declaração de vedação ao nepotismo e impedimentos, conforme modelo constante do


AnexoXIV- Declaração de Vedação ao Nepotismo e Impedimentos deste Contrato.

XXI - Realizar o pagamento dos salários e das verbas trabalhistas dos empregados do CONTRATADO
e recolher as contribuições sociais, previdenciárias e para com o FGTS.

XXII - Conforme o serviço prestado por seus empregados,assumir inteira responsabilidade pelo uso
indevido ou ilegal de informações privilegiadas do BANCO, através do manuseio de sistemas e
manipulação de dados praticados por seus empregados.

XXIII - Fornecer mensalmente, em meio magnético, até o último dia útil do mês, informações contendo
nome completo, CPF, cargo ou atividade exercida, lotação e local de serviço dos empregados no
Banco.

XXIV - Cumprir as obrigações estabelecidas em acordo, convenção, dissídio coletivo de trabalho ou


equivalentes das categorias abrangidas por este Contrato.

XXV - Apresentar declaração de responsabilidade exclusiva sobre a quitação dos encargos trabalhistas
e sociais decorrentes deste Contrato, conforme modelo constante do AnexoXII-D - Declaração
de Responsabilidade Exclusiva deste Contrato.

PARÁGRAFO PRIMEIRO - Sempre que houver admissão de novos empregados pelo CONTRATADO,
os documentos elencados nos incisos XII.1 a XII.4 deverão ser apresentados.

PARÁGRAFO SEGUNDO - Os documentos necessários à comprovação do cumprimento das


obrigações trabalhistas elencados nos incisos XII a XIV poderão ser apresentados em original ou por
qualquer processo de cópia autenticada por cartório competente ou por servidor do BANCO.

CLÁUSULA DÉCIMAQUARTA- DAS OBRIGAÇÕES GERAIS DO CONTRATANTE

I- Acompanhar e fiscalizar os serviços objeto deste Contrato, exigindo que os mesmos sejam
prestados dentro de elevado padrão de qualidade.

II - Providenciar a publicação deste Instrumento de Contrato, por extrato, no Diário Oficial da União e
na Internet, em portal mantido pelo Banco do Nordeste na forma do art. 151, do Regulamento de
Licitações e Contratos do Banco do Nordeste.

III - Atestar as notas fiscais/faturas relativas à efetiva e regular prestação dos serviços, bem como
efetuar os pagamentos devidos ao CONTRATADO.

IV - Aplicar ao CONTRATADO as penalidades regulamentares e contratuais cabíveis.

CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA - DAS ALTERAÇÕES

O presente Contrato somente poderá ser alterado por acordo entre as partes, e nos seguintes casos:

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


146

I- quando houver modificação do projeto ou das especificações, para melhor adequação técnica aos
seus objetivos;

II - quando necessária a modificação do valor contratual em decorrência de acréscimo ou diminuição


quantitativa de seu objeto, nos limites permitidos nos termos do art. 159, do Regulamento de
Licitações e Contratos do Banco do Nordeste;

III - quando conveniente a substituição da garantia de execução;

IV - quando necessária a modificação do regime de execução da obra ou serviço, bem como do modo
de fornecimento, em face de verificação técnica da inaplicabilidade dos termos contratuais
originários;

V - quando necessária a modificação da forma de pagamento, por imposição de circunstâncias


supervenientes, mantido o valor inicial atualizado, vedada a antecipação do pagamento, com
relação ao cronograma financeiro fixado, sem a correspondente contraprestação de fornecimento
de bens ou execução de obra ou serviço;

VI - para restabelecer a relação que as partes pactuaram inicialmente entre os encargos do contratado
e a retribuição da administração para a justa remuneração da obra, serviço ou fornecimento,
objetivando a manutenção do equilíbrio econômico-financeiro inicial do contrato, na hipótese de
sobrevirem fatos imprevisíveis, ou previsíveis porém de consequências incalculáveis, retardadores
ou impeditivos da execução do ajustado, ou, ainda, em caso de força maior, caso fortuito ou fato do
príncipe, configurando álea econômica extraordinária e extracontratual.

PARÁGRAFO PRIMEIRO- O CONTRATADO poderá aceitar, nas mesmas condições contratuais, os


acréscimos ou supressões que se fizerem nas obras, serviços ou compras, até 25% (vinte e cinco por
cento) do valor inicial atualizado do contrato para os seus acréscimos, nos termos do § 1º, do art. 159,
do Regulamento de Licitações e Contratos do Banco do Nordeste.

PARÁGRAFO SEGUNDO- Nenhum acréscimo ou supressão poderá exceder os limites estabelecidos


no PARÁGRAFO PRIMEIRO, salvo as supressões resultantes de acordo celebrado entre os
contratantes.

PARÁGRAFO TERCEIRO-Se no contrato não houverem sido contemplados preços unitários para obras
ou serviços, esses serão fixados mediante acordo entre as partes, respeitados os limites estabelecidos
no PARÁGRAFO PRIMEIRO.

PARÁGRAFO QUARTO - No caso de supressão de obras, bens ou serviços, se o contratado já houver


adquirido os materiais e posto no local dos trabalhos, esses materiais deverão ser pagos pelo Banco do
Nordeste pelos custos de aquisição regularmente comprovados e monetariamente corrigidos, podendo
caber indenização por outros danos eventualmente decorrentes da supressão, desde que regularmente
comprovados.

PARÁGRAFO QUINTO- A criação, a alteração ou a extinção de quaisquer tributos ou encargos legais,


bem como a superveniência de disposições legais, quando ocorridas após a data da apresentação da
proposta, com comprovada repercussão nos preços contratados, implicarão a revisão destes para mais
ou para menos, conforme o caso.

PARÁGRAFO SEXTO- Em havendo alteração do contrato que aumente os encargos do contratado, o


Banco do Nordeste deverá restabelecer, por aditamento, o equilíbrio econômico-financeiro inicial.

PARÁGRAFO SÉTIMO- A variação do valor contratual para fazer face ao reajuste de preços previsto no
próprio contrato e as atualizações, compensações ou penalizações financeiras decorrentes das
condições de pagamento nele previstas, bem como o empenho de dotações orçamentárias

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


147

suplementares até o limite do seu valor corrigido, não caracterizam alteração do contrato e podem ser
registrados por simples apostila, dispensada a celebração de aditamento.

PARÁGRAFO OITAVO- As alterações contratuais serão formalizadas mediante a utilização dos


seguintes instrumentos:

I- aditivo contratual, nas alterações em geral;

II - apostilamento, no caso de reajuste de preço por índice e quando não houver alteração de cláusula
contratual.

PARÁGRAFO NONO - No caso de apostilamento, o respectivo instrumento será assinado apenas pelo
Banco do Nordeste.

CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA- DA MATRIZ DE RISCOS

A matriz de riscos relativa ao presente Contrato encontra-se descrita no Anexo XIII do Edital.

PARÁGRAFO PRIMEIRO - A matriz de riscos trata-se da cláusula definidora de riscos e


responsabilidades entre as partes e caracterizadora do equilíbrio econômico-financeiro inicial deste
Contrato, em termos de ônus financeiro decorrente de eventos supervenientes à contratação.

PARÁGRAFO SEGUNDO - É vedada a celebração de aditivos decorrentes de eventos supervenientes


alocados, na matriz de riscos, como de responsabilidade do CONTRATADO.

CLÁUSULA DÉCIMA SÉTIMA - DAS SANÇÕES

I- Pela inexecução total ou parcial do objeto deste Contrato, o BANCO poderá, garantida a prévia
defesa, aplicar ao CONTRATADO as seguintes sanções:

I.1 - advertência;

I.2 - multa de 0,2% (dois décimos por cento) ao dia, aplicável sobre o valor referente à fatura
mensal, pelo não atendimento a qualquer subitem com nível de criticidade BAIXO do item 15
do Anexo II - Condições Complementares;

I.3 - multa de 0,5% (meio por cento) ao dia, aplicável sobre o valor referente à fatura mensal,
pelo não atendimento a qualquer subitem com nível de criticidade MÉDIO do item 15 do
Anexo II - Condições Complementares;

I.4 - multa de 1% (um por cento) ao dia, aplicável sobre o valor referente à fatura mensal, pelo
não atendimento a qualquer subitem com nível de criticidade ALTO do item 15 do Anexo II -
Condições Complementares;

I.5 - multa de 1% (um por cento) por dia de atraso, aplicável sobre o preço referente à fatura
mensal, caso não seja apresentado até o dia 15 (quinze) do mês subsequente, os relatórios
dos serviços realizados no mês, onde deverá conter, além das informações dos serviços
executados, o registro de ocorrências que exigem a adoção de providências imediatas;

I.6 - multa de 10% (dez por cento) aplicável sobre o valor apurado para pagamento quando se
verificar a ocorrência faltosa, nas demais violações ou descumprimentos de cláusula(s) ou
condição(ões) estipulada(s) neste Contrato;

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


148

I.7 - multa de 10% (dez por cento), aplicável sobre o preço global contratado, em caso de
inexecução total ou parcial deste Contrato;

I.8 - suspensão temporária de participar em licitação e impedimento de contratar com o BANCO


pelo prazo de até 2 (dois) anos.

II - A sanção prevista no inciso I.8desta cláusula, poderá também ser aplicada às empresas ou aos
profissionais que, em razão dos contratos regidos pelo Regulamento de Licitações e Contratos do
Banco do Nordeste:

II.1 - tenham sofrido condenação definitiva por praticarem, por meios dolosos, fraude fiscal no
recolhimento de quaisquer tributos;

II.2 - tenham praticado atos ilícitos visando a frustrar os objetivos da licitação;

II.3 - demonstrem não possuir idoneidade para contratar com o Banco do Nordeste, em virtude de
atos ilícitos praticados.

PARÁGRAFO PRIMEIRO - Ficará ainda sujeito à aplicação da sanção prevista no inciso I.8desta
Cláusula, dentre outros, o CONTRATADO que:

I- apresentar documentação falsa;

II - ensejar o retardamento da execução do objeto;

III - falhar ou fraudar na execução deste Contrato;

IV - comportar-se de modo inidôneo;

V - cometer fraude fiscal.

PARÁGRAFO SEGUNDO - Reserva-se ao CONTRATANTE o direito de proceder à retenção


acautelatória e compensar dos pagamentos do CONTRATADO os valores previamente calculados para
as multas referidas nos incisos I.2 a I.7desta Cláusula.

PARÁGRAFO TERCEIRO - A retenção referida no parágrafo anterior poderá ser objeto de


compensação, uma vez caracterizada total ou parcialmente a sanção de multa ao final do julgamento de
processo administrativo, cuja abertura é previamente comunicada ao CONTRATADO para apuração da
infração contratual, garantida a apresentação de sua defesa no prazo de 10 (dez) dias úteis.

PARÁGRAFO QUARTO - As sanções previstas nos incisos I.2 a I.7desta cláusula poderão ser
aplicadas concomitantemente com as sanções de advertência e suspensão, facultada a defesa prévia
do interessado no prazo de 10 (dez) dias úteis.

PARÁGRAFO QUINTO - As multas poderão ser aplicadas de modo cumulativo, independentemente de


sua quantidade.

PARÁGRAFO SEXTO - O valor total apurado para pagamento das multas não excederá 10% (dez por
cento) do preço global deste Contrato, por cada julgamento de Processo Administrativo.

CLÁUSULA DÉCIMA OITAVA- DA RESCISÃO

I- A inexecução total ou parcial deste Contrato poderá ensejar a sua rescisão, conforme abaixo
disciplinado.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


149

I.1 - Os casos de rescisão contratual serão formalmente motivados nos autos do processo,
assegurando o contraditório e a ampla defesa.

II - A rescisão deste Contrato poderá ser:

II.1 - unilateral, assegurada a prévia defesa;

II.2 - amigável, por acordo entre as partes, reduzida a termo no processo, desde que haja
conveniência para o CONTRATANTE e o CONTRATADO; ou

II.3- por determinação judicial.

III - A rescisão amigável será precedida de autorização escrita e fundamentada da autoridade


competente.

IV - Constituem motivos para rescisão unilateral deste Contrato:

IV.1 - o não cumprimento ou o cumprimento irregular de cláusulas contratuais, especificações,


projetos ou prazos;

IV.2 - a decretação de falência ou a instauração de insolvência civil;

IV.3 - o descumprimento do disposto no inciso XXXIII do art. 7° da Constituição Federal, que proíbe
o trabalho noturno, perigoso ou insalubre a menores de 18 anos e qualquer trabalho a
menores de 16 anos, salvo na condição de aprendiz, a partir de 14 anos;

IV.4 - a prática de atos lesivos à Administração Pública previstos na Lei n° 12.846, de 1° de agosto
de 2013;

IV.5 - a inobservância da vedação ao nepotismo;

IV.6 - a ocorrência de caso fortuito ou força maior, regularmente comprovada, impeditiva da


execução deste instrumento contratual;

IV.7 - a constatação de que o contratado mantém, em seus quadros, trabalhadores em condições


análogas à de escravo.

PARÁGRAFO ÚNICO - A solicitação de rescisão unilateral por parte do CONTRATADO, na forma


prevista no inciso IV desta Cláusula, deverá ocorrer mediante comunicação prévia ao CONTRATANTE,
com pelo menos 90 (noventa) dias de antecedência.

CLÁUSULA DÉCIMA NONA - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

O CONTRATANTE não se vincula às disposições estabelecidas em acordos, dissídios ou convenções


coletivas de trabalho que tratem de:

I- pagamento de participação dos trabalhadores nos lucros ou nos resultados da empresa


contratada;

II - matéria não trabalhista, ou que estabeleçam direitos não previstos em lei, tais como valores ou
índices obrigatórios de encargos sociais ou previdenciários; e

III - preços para os insumos relacionados ao exercício da atividade.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


150

CLÁUSULA VIGÉSIMA - DO FORO

O foro deste Contrato é o da Comarca de Fortaleza-CE, com exclusão de qualquer outro, por mais
privilegiado que seja, para dirimir qualquer questão que porventura for suscitada na execução ou
interpretação deste Contrato.

E por estarem as partes justas e contratadas, assinam o presente instrumento em 2 (duas) vias
de igual teor, para um só efeito, juntamente com 2 (duas) testemunhas.

Fortaleza-CE,

Pelo BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S. A.


Ambiente de Estratégia de Suprimento de Logística
Célula de Licitações e Contratos

___________________________________
José WILLIAM Araújo Sousa
Gerente de Ambiente

___________________________________
Antônia KELVIANE da Silva Jorge Adriano
Gerente Executivo - DIRGE

Pela

___________________________________
Nome:
Função:
CPF:

TESTEMUNHAS:

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


151

ANEXO XII-A

MODELO DE AUTORIZAÇÃO DE RETENÇÃO DE VALORES

REF: CONTRATO Nº 20XX/XX

___________________________________, inscrita no CNPJ nº


________________________,por intermédio do seu representante legal abaixo assinado, sob as
penalidades legais, autoriza o Banco do Nordeste do Brasil S.A. a fazer o desconto na fatura e o
pagamento direto dos salários e demais verbas trabalhistas aos trabalhadores, quando houver falha no
cumprimento dessas obrigações, até o momento da regularização, sem prejuízo das sanções cabíveis.

___________-____, ___de________________de ____.

________________________________________________
Assinatura do Representante Legal da Empresa
Cargo/Função:

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


152

ANEXO XII-B

RELAÇÃO DOS EMPREGADOS DO CONTRATADO PARA O CONTRATO

CONTRATO Nº VIGÊNCIA DO CONTRATO: / / A / /

EMPRESA:
OBJETO DO CONTRATO:

NOME DO PREPOSTO:
DATA DE DATA DE EFE- SUBS-
NOME CPF
ADMISSÃO DEMISSÃO TIVO TITUTO
( ) ( )
( ) ( )
( ) ( )
( ) ( )
( ) ( )
( ) ( )
( ) ( )
( ) ( )
( ) ( )
( ) ( )
( ) ( )
( ) ( )
( ) ( )
( ) ( )
( ) ( )
( ) ( )
( ) ( )
( ) ( )
( ) ( )
( ) ( )
( ) ( )
( ) ( )
( ) ( )
( ) ( )

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


153

ANEXO XII-C

FORMULÁRIO DE DECLARAÇÃO - VEDAÇÃO AO NEPOTISMO

DADOS DO EMPREGADO
NOME DO EMPREGADO:
CPF: EMPRESA:
FUNÇÃO: CNPJ:
CONTRATO Nº: OBJETO:

Declaro que:

1 - ( ) Não possuo parente exercendo atividade funcional no Banco do Nordeste do Brasil S/A.

2 - ( ) Possuo parente exercendo atividade funcional no Banco do Nordeste do Brasil S/A, conforme
abaixo especificado:

Nome:
Grau de Parentesco:
Função:
Lotação:

Nome:
Grau de Parentesco:
Função:
Lotação:

Nome:
Grau de Parentesco:
Função:
Lotação:

3 - ( ) Desconheço a existência de parente exercendo atividade funcional no Banco do Nordeste do


Brasil S/A.

Por ser verdade, firmo a presente declaração para que produza os efeitos legais, ciente de que a
falsidade de seu conteúdo pode implicar na imputação de sanções civis, administrativas, bem como na
sanção penal prevista no art. 299 do Código Penal, conforme transcrição abaixo:

Art. 299 - Omitir, em documento público ou particular, declaração que nele deveria constar, ou nele
inserir ou fazer inserir declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita, com o fim de prejudicar
direito, criar obrigação ou alterar a verdade sobre o fato juridicamente relevante.

Pena: reclusão de 1 (um) a 5 (cinco) anos e multa, se o documento é público e reclusão de 1 (um) a 3
(três) anos, se o documento é particular.

Cidade (UF), ______de _________________ de _____

_____________________________________________
ASSINATURA DO EMPREGADO DO CONTRATADO

______________________________________________
NOME LEGÍVEL DO EMPREGADO DO CONTRATADO

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


154

ANEXO XII-D

DECLARAÇÃO DE RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA

_________________________________________, inscrita no CNPJ nº


____________________, por intermédio do seu representante legal abaixo assinado, declara, sob as
penalidades legais, que tem responsabilidade exclusiva sobre a quitação dos encargos trabalhistas e
sociais decorrentes do Contrato 20XX/_____.

___________-____, ___de________________de ____.

________________________________________________
Assinatura do Representante Legal da Empresa
Cargo/Função:

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


155

ANEXO XIII

MATRIZ DE RISCOS

NECESSIDADE DE TERMO ADITIVO


RISCO RESPONSABILIDADE
QUANDO DE SUA OCORRÊNCIA
Aumento do preço de componentes importados, devido a eventual
CONTRATADO Não
alta na cotação do dólar.
Redução do preço de componentes importados, devido a eventual
CONTRATADO Não
baixa na cotação do dólar.
Escassez de materiais essenciais para execução da obra. CONTRATADO Não
Catástrofes naturais ou alterações climáticas que impossibilitem a
CONTRATADO Sim
execução dos serviços.
Aumento ou diminuição do parque de equipamentos ocasionados
BANCO Sim
pela instalação ou desinstalação de equipamentos.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


156

ANEXO XIV

DECLARAÇÃO DE VEDAÇÃO AO NEPOTISMO E IMPEDIMENTOS

O Contratado DECLARA, sob as penas da Lei, que:

1. não é constituído por administrador ou sócio detentor de mais de 5% (cinco por cento) do capital
social que seja diretor ou empregado do Banco do Nordeste;

2. não está suspenso pelo Banco do Nordeste;

3. não está impedido ou declarado inidôneo pela União, enquanto perdurarem os efeitos da sanção;

4. não é constituído por sócio de empresa que esteja suspensa, impedida ou declarada inidônea pela
União;

5. não tem administrador que seja sócio de empresa suspensa, impedida ou declarada inidônea pela
União;

6. não é constituído por sócio que tenha sido sócio ou administrador de empresa suspensa, impedida
ou declarada inidônea pela União, no período dos fatos que deram ensejo à sanção;

7. não tem administrador que tenha sido sócio ou administrador de empresa suspensa, impedida ou
declarada inidônea pela União, no período dos fatos que deram ensejo à sanção;

8. não há nos seus quadros de diretoria, pessoa que participou, em razão de vínculo de mesma
natureza, de empresa declarada inidônea;

9. não possui administrador(es) ou sócio(s) com poder de direção que tenha(m) relação de
parentesco (cônjuge, companheiro ou parente em linha reta ou colateral, por consanguinidade ou
afinidade, até o terceiro grau civil) com:

9.1. dirigente do Banco do Nordeste;

9.2. empregado do Banco do Nordeste cujas atribuições envolvam a atuação na área


responsável pela licitação ou contratação (área demandante da licitação/contratação, área
que realiza a licitação/contratação, área com gerenciamento sobre o presente contrato);

9.3. autoridade do ente público a que o Banco do Nordeste esteja vinculado;

10. o(s) proprietário(s) desta empresa, mesmo na condição de sócio(s), não foi(ram) gestor(es), nem
empregado(s) do Banco do Nordeste ou, se foi(ram), o fato ocorreu há mais de 6 (seis) meses,
contados da data de assinatura desta declaração.

_____________________________________
Local e data

________________________________________________
Assinatura e carimbo do representante legal do Contratado

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


157

ANEXO XV

ACORDO DE RESPONSABILIDADE PARA FORNECEDORES E PARCEIROS

BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A., sociedade de economia mista de cujo capital social a União
participa majoritariamente (art. 5º da Lei 1.649, de 19.07.52), integrante da Administração Pública
Federal Indireta (art. 4º, II, ‘c’, do Dec-Lei nº 200, 25.02.67), com sede na Av. Dr. Silas Munguba, nº
5.700, Passaré, na cidade de Fortaleza, Ceará, doravante denominado CONTRATANTE, neste ato
devidamente representado por seu Gerente de Ambiente, José WILLIAM Araújo Sousa, brasileiro,
casado, portador do CPF de n° ......................., e por sua Gerente Executivo – DIRGE, Antônia
KELVIANE da Silva Jorge Adriano, brasileira, casada, portadora do CPF de nº ......................., e
............................................................................., (qualificação da pessoa jurídica), inscrita no CNPJ/MF
nº......................................, situada ............................................., na cidade de
.............................................., UF, doravante denominado CONTRATADO, neste ato devidamente
representado(a) por seu ................................................................. (inserir cargo do representante legal
da pessoa jurídica), ................................................., brasileiro(a), casado(a)/solteiro(a), portador do CPF
de nº ........................................, considerando que:
==>

a) são titulares de informações técnicas, financeiras e comerciais de caráter secreto, confidencial


e ou reservado;

b) pretendem realizar acordo comercial, em função do qual CONTRATANTE e CONTRATADO


terão acesso a informações consideradas secretas, confidenciais e ou reservadas pela outra
parte;
<==
c) as PARTES CONTRATANTES desejam resguardar a confidencialidade de tais informações,
garantindo o mesmo à outra parte, resolvem celebrar o presente ACORDO DE
RESPONSABILIDADE, que se regerá pelos seguintes termos e condições:

DA INEXISTÊNCIA DE OBRIGAÇÕES CONFLITUOSAS

CLÁUSULA PRIMEIRA. O CONTRATADO declara que:


==>
(i) o cumprimento de seus deveres como prestador de serviço do CONTRATANTE não
violará nenhum acordo ou outra obrigação de manter informações secretas,
confidenciais e ou reservadas, de propriedade de terceiros, não importando a natureza
de tais informações;
<==
(ii) não está vinculado a nenhum acordo ou obrigação com terceiros, o qual esteja ou possa
estar em conflito com as obrigações assumidas perante o CONTRATANTE ou que
possa afetar os interesses deste nos serviços por ele realizados; e

(iii) não trará ao conhecimento de qualquer empregado, administrador ou consultor do


CONTRATANTE informação secreta, confidencial e ou reservada ou qualquer outro tipo
de informação de propriedade de terceiros, bem como não utilizará, enquanto persistir
qualquer espécie de vínculo contratual entre CONTRATANTE e CONTRATADO,
qualquer tipo de segredo comercial de terceiros.

DA INFORMAÇÃO SIGILOSA

CLÁUSULA SEGUNDA. O termo “informação sigilosa” significa qualquer informação, elaborada ou não
por parte do CONTRATADO, ou ainda, revelada pelo CONTRATANTE ao CONTRATADO, a qual esteja

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


158

relacionada com as atividades do CONTRATANTE, seus clientes ou fornecedores e que seja secreta,
confidencial, reservada ou de sua propriedade.

CLÁUSULA TERCEIRA. O termo “informação sigilosa” inclui, mas não se limita, a informações relativas
a software desenvolvido e em desenvolvimento e / ou qualquer tipo de solução de alta tecnologia,
especialmente relacionadas com:
<==
(i) Segurança em ambientes de redes de computadores;
(ii) Auditoria de sistemas;
(iii) Projeto de implantação de soluções em segurança da informação;
(iv) Treinamento em segurança da informação;
(v) Projeto e / ou implantação de sistemas para detecção de invasões;
(vi) Análise de vulnerabilidades em rede de computadores;
(vii) Análise de vulnerabilidades em sistemas de informática e ambientes de tecnologia da
informação;
(viii) Terceirização e / ou administração de sistemas de segurança da informação;
(ix) Projeto e / ou implantação de plano de contingências;
(x) Projeto e / ou implantação de política de segurança;
(xi) Projeto e / ou implantação de sistemas criptográficos;
(xi) Projeto e / ou implantação de firewall;
(xiii) Teste de invasão.
==>
CLÁUSULA QUARTA. O termo “informação sigilosa” pode incluir ainda:
<==
(i) informações relativas aos projetos realizados pelas PARTES CONTRATANTES que
sejam anteriores a qualquer revelação pública do mesmo, incluindo, mas não se
limitando, a natureza dos projetos, produção de dados, dados técnicos e de engenharia,
dados e resultados de testes, andamento e detalhes de pesquisa, desenvolvimento de
produtos e serviços e informações concernentes à aquisição, proteção, execução e
licença de direitos de propriedade (incluindo patentes, direitos de cópia e segredos
comerciais);

(ii) informações internas pessoais e financeiras das PARTES CONTRATANTES, nome de


fornecedores ou outras informações relacionadas a estes, informações relativas a
quaisquer compras e respectivos custos, serviços internos e manuais de operação,
maneira e método de conduzir suas atividades;

(iii) planos de desenvolvimento e marketing; dados de preço e custo; taxas; políticas de


cobrança e de tabelamento; técnicas de marketing e métodos de obtenção de negócios;
previsões e premissas de previsões; e futuros planos e estratégias potenciais das
PARTES CONTRATANTES que tenham sido ou estejam sendo discutidas; e

(iv) toda informação que se torne conhecida de qualquer pessoa, devido ao desempenho
pelo CONTRATADO das suas obrigações perante o CONTRATANTE, e que se possa
razoavelmente entender que seja secreta, confidencial e ou reservada ou que as partes
contratantes devam tomar medidas de proteção para impedir o seu vazamento.

CLÁUSULA QUINTA. “Informação sigilosa” não significará:


<==
(i) habilidades gerais ou experiência adquirida durante o período da execução do contrato
ao qual este Acordo está vinculado, quando as PARTES CONTRATANTES poderiam
razoavelmente ter tido a expectativa de adquiri-las em situação similar ou prestando
serviços a outras empresas;

(ii) informações conhecidas publicamente sem a violação deste Acordo ou de instrumentos


similares; ou,

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


159

(iii) revelação de informações exigidas por lei ou regulamento, autoridade governamental ou


judiciária, devendo as PARTES CONTRATANTES providenciar para que, antes de tal
revelação, seja a outra parte notificada da exigência (dentro dos limites possíveis diante
das circunstâncias) e lhe seja proporcionada oportunidade de discuti-la.
==>
CLÁUSULA SEXTA. Toda informação sigilosa, quer seja desenvolvida pelo CONTRATADO, quer por
outros empregados ou consultores do CONTRATANTE, é de propriedade exclusiva do
CONTRATANTE, conforme o caso. Estas informações sigilosas serão tratadas e protegidas como tais,
de acordo com o estabelecido neste Acordo.

CLÁUSULA SÉTIMA. Como consequência do conhecimento de informações sigilosas, os


CONTRATANTES deverão guardar segredo a respeito dos negócios realizados, obrigando-se desde já
a:

(i) salvo se imprescindível para fins de execução do contrato, não destruir, usar, copiar,
transferir ou revelar a nenhuma pessoa ou entidade, sem prévia e expressa autorização
da outra parte contratante, toda e qualquer informação secreta, confidencial e ou
reservada;

(ii) tomar todas as precauções razoáveis para impedir a destruição, uso, cópia,
transferência ou revelação inadvertida de qualquer informação secreta, confidencial e ou
reservada;

(iii) entregar imediatamente todas as informações secretas, confidenciais ou reservadas que


estejam expressas em qualquer forma física ou efêmera que estejam sob sua posse e
controle, dentro do prazo de 05 (cinco) dias, a contar da data de rescisão do contrato ao
qual o presente Acordo está vinculado.
<==
CLÁUSULA OITAVA. Os dados, informações e documentos de cada parte contratante, repassados à
outra parte por qualquer meio, durante a execução dos serviços contratados, constituem informação
privilegiada e, como tal, têm caráter de estrita confidencialidade, só podendo ser utilizados para fins de
execução do contrato, ao qual este Acordo é vinculado.

CLÁUSULA NONA. É expressamente vedado a qualquer das PARTES CONTRATANTES repassar


qualquer informação identificada e caracterizada como sigilosa, inclusive a terceiros contratados para
executar atividades decorrentes do contrato ao qual este Acordo está vinculado, exceto mediante
autorização expressa da outra parte contratante.

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

CLÁUSULA DÉCIMA. As PARTES CONTRATANTES declaram-se inteiramente responsáveis pelos


atos praticados por seus empregados e ex-empregados, durante ou após a execução do contrato ao
qual este Acordo está vinculado, que impliquem no descumprimento de cláusulas do presente Acordo.

CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA. As obrigações das PARTES CONTRATANTES neste Acordo


produzirão efeitos a partir da data da assinatura do instrumento contratual ao qual o presente Acordo
está vinculado. Qualquer violação ou ameaça de violação a este Acordo irá constituir justa causa para
imediata rescisão do contrato de prestação de serviços firmado.

CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA. As obrigações das PARTES CONTRATANTES derivadas deste


Acordo permanecerão em vigor e produzirão seus regulares efeitos mesmo após a extinção do contrato
ao qual este Acordo está vinculado, conforme cada uma das disposições do presente Acordo,
continuando válidas e com efeito, a despeito de qualquer violação deste Acordo ou do contrato de
prestação de serviços firmado.

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.


160

CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA. Se qualquer dispositivo ou convenção deste Acordo for determinado
nulo ou inexequível, no todo ou em parte, não afetará ou prejudicará a validade de quaisquer outras
convenções ou dispositivos do mesmo, sendo cada uma de suas convenções ou dispositivos
considerados separada e distintamente.

CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA. Os CONTRATANTES reconhecem expressamente que:

(i) receberam uma cópia deste Acordo;


(ii) tiveram tempo suficiente para analisar este Acordo;
(iii) leram e compreenderam os termos deste Acordo e suas obrigações dele derivadas;
(iv) têm ciência que não haverá outro acordo ou aditivos que revoguem os termos deste
Acordo, em nenhuma hipótese.
==>
CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA. As PARTES CONTRATANTES declaram e concordam que as
restrições impostas por este Acordo são necessárias para proteger seus interesses com respeito à
propriedade das informações sigilosas, à propriedade intelectual e aos projetos.

CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA. Este Acordo obriga a todas as pessoas, físicas ou jurídicas, de qualquer
modo vinculadas às PARTES CONTRATANTES, as quais sejam repassadas informações privilegiadas
ou sigilosas, nos termos deste Acordo, que entra em vigor na data de sua assinatura, em caráter
irrevogável e irretratável, obrigando as PARTES CONTRATANTES, seus representantes legais e
sucessores, inclusive após o encerramento do contrato ao qual o presente Acordo está vinculado.
<==

Para dar eficácia a este instrumento, as partes assinaram o presente em 2 (duas) vias, de igual teor e
forma, na presença de 2 (duas) testemunhas abaixo assinadas:

(Cidade) (UF), de de

Pelo: BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A.


Ambiente de Estratégia de Suprimento de Logística
Célula de Licitações e Contratos

___________________________________
José WILLIAM Araújo Sousa
Gerente de Ambiente

___________________________________
Antônia KELVIANE da Silva Jorge Adriano
Gerente Executivo - DIRGE

Pela:

___________________________________
Nome:
Função:
CPF:

TESTEMUNHAS:

Minuta padrão visada pelo jurídico do Banco do Nordeste.

Você também pode gostar