Você está na página 1de 8

APOSTILA

RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS
EMPRESA JÚNIOR DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO
Porque devemos resolver problemas?
Como indivíduos, precisamos aprender a enfrentar os desafios, diagnosticando
corretamente as situações, os elementos nelas envolvidos e quais ameaças e
oportunidades representam. Resolver problemas é uma habilidade que começamos a
desenvolver quando nascemos e devemos aperfeiçoar no decorrer da vida, através de
experiências e utilização de várias técnicas que nos possibilitam reagir proativamente aos
desafios das circunstâncias. Circunstâncias essas que nos são impostas pela vida ou pelos
negócios e com as quais temos que fazer algo para continuarmos nossa jornada, pessoal e
profissional. Para viver temos que saber o que fazer com as coisas que encontramos; é com
elas que iremos construir nosso futuro, incorporando-as em nossos projetos de vida. Viver
é, então, conviver, coexistir, relacionar-se com todas as coisas e pessoas com as quais nos
deparamos a cada momento e que criam várias possibilidades de ações, que nos levam à
necessidade de tomar decisões bem informadas. Para bem decidir é preciso saber
raciocinar, entendendo a situação e adquirindo os conhecimentos exigidos pelas
circunstâncias.
Diagnosticar e solucionar problemas torna-se uma atividade fácil depois que são
conhecidas as técnicas e adquiridos os comportamentos corretos. Quem deseja ter
sucesso, em qualquer projeto que pretenda realizar, pessoal ou profissional, precisa
desenvolver e aperfeiçoar continuamente essa competência.

Como devemos resolver problemas?


É comum nos sentirmos ansiosos quando surge a necessidade de resolvermos problemas
que, presumimos, estão além de nossa capacidade. Ocorre um sentimento de angústia e
impotência, fatores agravantes, que aumentam ainda mais o grau de dificuldade.

Em geral os problemas são percebidos pelas pessoas de forma diferente. Algumas, mais
otimistas, encaram problemas como oportunidades de resolver assuntos e até mesmo como
forma de melhorar seu padrão de vida. Outras transformam pequenos problemas em
verdadeiras tragédias anunciadas, sofrendo por antecipação.

Às vezes vários problemas ocorrem em nossas vidas ao mesmo tempo, o que pode criar
uma situação de estresse. Pode acontecer de uma pessoa estar vivenciando
simultaneamente conflitos e desafios na vida pessoal ou na área profissional.

Mas o que fazer diante a um problema???

Imagine que você está numa situação como essa:


CARRO QUEBRADO

Opção 1:

Opção 2:

A melhor forma de resolver um problema é fazer uma análise e obter a compreensão


racional e consciente da situação. No entanto, é comum as pessoas fazerem justamente o
contrário, com isto, sentem-se pressionadas, ansiosas e impotentes.
5 Macro Etapas da Resolução de Problemas:
1) Entendimento do contexto e formulação do enunciado

O primeiro passo é ficar atento a enunciados prontos porque nem sempre as


pessoas sabem exatamente o que precisam. Cabe a você saber o que realmente ela
necessita e tentar oferecer a melhor solução.

Componentes importantes:

2) Estruturação do Problema

Nessa etapa, dividiremos o problema em partes. Partiremos do princípio de que, se


segmentarmos ao máximo o processo, é fácil fazer algo.
É importante saber separar os problemas, não permitindo que um assunto interfira e
dificulte outros aspectos de nossa vida. Quando se consegue pensar em cada problema
de forma independente, tem-se uma sensação mais serena em relação a cada um,
facilitando o raciocínio e a busca de soluções.

Um exemplo comum de segmentação de problemas é a Árvore Lógica

Exemplo: Como reduzir nossos gastos mensais?


Quais as vantagens de segmentar um problema para resolvê-lo?
1) Quebrando o problema em partes, temos maior facilidade de resolver problemas mais
complexos, sendo assim, tornamos a dificuldade menor.

2) O problema se torna mais visível quando destrinchamos ele em partes, sabemos por
onde devemos começar.

3) Maior facilidade em entender qual é o problema

4) Quando segmentamos, temos a garantia de que todos os aspectos, relevantes ou não,


serão abordados durante a solução

5) Identificamos mais facilmente quais são os ​Pain Points ​que precisarão ser solucionados,
e com isso, evitamos o desperdício de tempo em resolver assuntos não prioritários.

3) Priorização do Problema
Por onde devemos começar? Como priorizamos um problema?

Atenção
Existem algumas atitudes que podem facilitar a solução de problemas:

● Distanciamento: compreender o problema de um ponto de vista isento de


envolvimento emocional, pois este envolvimento pode modificar seu significado,
tornando muitas vezes um problema maior do que realmente é.
● Compartilhamento: buscar discutir o problema com pessoas que possuem
conhecimento prévio sobre para obter um ponto de vista alternativo.
● Equilíbrio: ponderar bastante sobre o problema e as possíveis soluções evitando
tomar decisões precipitadas.
● Repriorize: se necessário, enquanto avançam as análises.

4) Coleta e Análise de Dados

Faça quantos porquês forem necessários para solucionar o problema.

● Organização - ​Liste os dados necessários e para que serão utilizados. Planeje em


como coletar e quem serão os responsáveis.
● Premissas - Defina e valide as premissas necessárias. Organize as premissas de
forma visível e que seja fácil acrescentá-las caso necessário.
● Norte - Garanta que as perguntas que estão sendo feitas respondam a questão
central do problema.

5) Conclusão

Nessa etapa, será apresentado ao dono do problema as causas e como esse problema
pode ser resolvido. Você fará as entregas e as recomendações, passando uma mensagem
final.

Este método cria uma sensação de leveza psicológica e um sentimento de que o problema
não é tão grande quanto parecia à primeira vista. A partir daí, cada etapa que se for
conseguindo realizar criará uma sensação de vitória, o que motivará a pessoa a continuar
perseguindo o objetivo de resolver o problema em sua totalidade.