Você está na página 1de 74

História do Brasil 3

Brasil República I

Capítulo 1
01. UERGS-RS a) não acarretou transformações sociais significati-
A febre especulativa começou ainda sob o Império (...). vas, apesar da nova Constituição.
A libertação dos escravos provocara o súbito aumento b) assegurou a modernização da estrutura socioeco-
da necessidade de pagar salários e os fazendeiros nômica, mas não da política.
sentiam carência de dinheiro (...) [O] primeiro governo c) dependeu da ação dos militares, que impuseram
republicano, (...) convicto de que a circulação mone- uma Constituição positivista.
tária era insuficiente e, ademais, aberto a idéias de d) alterou o regime político, com a implantação de
industrialização, (...) estabeleceu um mecanismo de uma duradoura ditadura militar.
bancos privados emissores, o que iniciou ainda mais e) levou as camadas baixas à hegemonia no poder,
a especulação (...). devido às mudanças constitucionais.
GORENDER, Jacob. A burguesia brasileira.
São Paulo: Brasiliense, 1986. 04. PUC-SP
O processo descrito acima ilustra a seguinte política A Constituição brasileira de 1891:
econômica desenvolvida no governo provisório de
a) permitiu a plena democratização do país, com a
Deodoro da Fonseca, de 1889 a 1891:
superação do regime militar.
a) Creditismo c) Naturalização
b) criou um quarto poder, o Moderador, que atribuía
b) Federalismo d) Encilhamento plenos poderes ao Imperador.
02. Mackenzie-SP c) separou o Estado, agora republicano, da Igreja
Católica.
A 15 de novembro de 1889, a Monarquia era derrubada
por um golpe militar, proclamando-se a República. d) manteve a permissão para a existência de mão-
Contribuíram para esse fato: de-obra escrava.
a) falhas no sistema de parceria e em outras inicia- e) eliminou os resquícios autoritários do varguismo.
tivas para ampliar a imigração e o trabalho livre.
05. UFOP-MG
b) interesses de fazendeiros do oeste paulista, das
Na passagem da Monarquia para a República no Brasil,
classes médias urbanas e de setores militares, que
a doutrina positivista:
se aliaram em oposição ao arcaico centralismo
monárquico. a) caracterizou-se pelo conteúdo liberal, marcado
pelas idéias iluministas que influenciaram a Re-
c) os conflitos entre governo monárquico e clero
volução do Porto.
católico, com sérias repercussões sociais, que
culminaram na adesão da Igreja ao golpe. b) influenciou sobretudo os militares que participaram
mais ativamente do movimento republicano.
d) a malsucedida campanha da Guerra do Paraguai
e o conseqüente declínio de prestígio dos militares c) possuía clara influência do socialismo utópico.
ao retornarem ao país. d) baseava-se no nacionalismo de caráter protes-
e) as grandes mudanças sociais realizadas pelo gover- tante.
no monárquico, inserindo índios e escravos na vida
06. UFPA
política. Isso perturbou a estabilidade tradicional do
governo imperial e provocou a reação das elites. Um dos acontecimentos que caracterizou o governo
constitucional de marechal Deodoro da Fonseca
03. UFTM-MG foi o(a):
(...) Nada se mudaria. O regime sim, era possível, mas a) Revolta da Armada, na Baía de Guanabara.
também se muda de roupa sem trocar de pele. (...) No b) Revolução Federalista, no Sul.
sábado, ou quando muito na segunda-feira, tudo volta- c) dissolução do Congresso, que ocasionou a prisão
ria ao que era na véspera, menos a Constituição. dos principais lideres oposicionistas.
Machado de Assis, Esaú e Jacó
d) assassinato do ministro da Guerra, marechal
Esse comentário do Conselheiro Aires, personagem Bittencourt.
de Machado de Assis, revela que a implantação da e) ruptura das relações diplomáticas com Portugal.
República no Brasil:
PV2D-06-HIB-34

79
07. Unifesp b) o Exército, os ex-escravos e a burguesia industrial
Mete dinheiro na bolsa – ou no bolso, diremos hoje já fortalecida.
– e anda, vai para diante, firme, confiança na alma, c) setores da Igreja, a Guarda Nacional e as camadas
ainda que tenhas feito algum negócio escuro. Não há urbanas.
escuridão quando há fósforos. Mete dinheiro no bolso. d) o Exército, as camadas médias urbanas e a bur-
Vende-te bem, não compres mal os outros, corrompe e guesia agrária canavieira.
sê corrompido, mas não te esqueças do dinheiro (...) E e) o Exército, as camadas médias urbanas e a bur-
depressa, depressa, antes que o dinheiro acabe. guesia agrária cafeeira.
Machado de Assis, 1896.

Essa passagem evoca o clima que se criou no país 11. PUC-RJ


com: Dentre as principais características da Constituição
a) a valorização do café. Brasileira de 1891, destacam-se:
b) a Abolição. a) o parlamentarismo e o voto livre e universal, ga-
c) a Guerra do Paraguai. rantido a todos os cidadãos maiores de 18 anos e
mulheres.
d) o Encilhamento.
b) o regime representativo e a extinção das forças
e) o ciclo da borracha.
públicas estaduais.
08. Uniderp-MS c) o federalismo e o presidencialismo.
Quando, na madrugada do dia 15 de novembro de d) o presidencialismo e a centralização administrati-
1889, uma revolta militar depôs o Ministério Liberal va.
do visconde de Ouro Preto ninguém veio em socorro e) o voto feminino e a ênfase no Poder Legislativo.
do velho e doente imperador. A espada do marechal
Deodoro da Fonseca abria as portas da República para 12. UFV-MG
que por ele passassem os republicanos evolucionistas A ideologia republicana ganhou força a partir de 1870,
carregando um novo rei: o café de São Paulo. porque o desenvolvimento das relações de produção
Mattos. capitalista em andamento no Brasil exigia mudanças
O texto sugere que as duas forças sociais mais atu- que o Império não podia realizar. Todavia, o movimento
antes no processo que resultou na Proclamação da republicano não foi homogêneo; ele congregou dife-
República foram: rentes segmentos sociais que, defendendo interesses
a) as classes médias urbanas e os republicanos específicos, opunham-se à continuidade do Império e
evolucionistas. ao atraso por ele representado. Dentre esses segmen-
b) os militares ligados à ala revolucionária da tos sociais não se encontrava:
Guarda Nacional e os proprietários de terras e a) o operariado, representado por líderes sindicais e
de escravos. políticos, que viam na consolidação da República
c) a burguesia industrial do Vale do Paraíba e os a possibilidade de fortalecimento da sua organiza-
jovens “tenentes”. ção.
d) os latifundiários do oeste paulista e a alta oficiali- b) parte da oficialidade do Exército, ligada à ideologia
dade da Marinha. positivista e que propunha a consolidação de uma
e) os cafeicultores paulistas e os militares do Exér- república autoritária.
cito. c) a burguesia industrial, ligada à produção ainda
incipiente de bens de consumo e interessada em
09. UFTM-MG garantir mais industrialização.
A República brasileira começou com um Governo d) a burguesia cafeeira do oeste paulista, interessada
Provisório, encabeçado pelo marechal Deodoro da em promover a descentralização política como
Fonseca. Marque o único item que não faz parte forma de garantir a ampliação do seu poder.
desse período.
e) a classe média dos centros urbanos, representada
a) Transformação das províncias em Estados. por ideólogos liberais, defensores de um sistema
b) Convocação de uma Assembléia Constituinte. federativo nos moldes da Constituição norte-ame-
c) Criação da bandeira republicana. ricana.
d) Restrições à concessão da cidadania brasileira
aos estrangeiros. 13. Mackenzie-SP
e) Administração pública estruturada em três pode- Sobre a participação dos militares na proclamação da
res: Legislativo, Executivo e Judiciário. República, é correto afirmar que:
a) o Partido Republicano foi influenciado pelos imi-
10. Fatec-SP grantes anarquistas a desenvolver a consciência
O Governo Provisório, instituído logo após a proclama- política no seio do Exército.
ção da República, representa as diversas forças que b) a proibição de debates políticos e militares pela im-
derrubaram o Império, a saber: prensa, a influência das idéias de Auguste Comte
a) as camadas médias urbanas e a aristocracia lati- e o descaso do imperador para com o Exército
fundiária do café e do açúcar. favoreceram a derrubada do Império.

80
c) o descaso de membros do Partido Republicano, a) Ideário republicano
como Sena Madureira e Cunha Matos, em relação b) Reação da população
ao Exército, expresso por meio da imprensa, levou c) Caráter elitista do movimento
os “casacas” a proclamar a República.
d) Caracterização política do regime
d) o gabinete do visconde de Ouro Preto formalizou
uma aliança pró-republicana com os militares 16. FGV-SP
positivistas no Baile da Ilha Fiscal. Caracterizou-se por encilhamento a política econô-
e) a aliança dos militares com a Igreja acirrou as diver- mica que:
gências entre militares e republicanos, culminando a) levou o país a uma crise inflacionária pela emis-
na Questão Militar. são de moeda, sem lastro-ouro e com escassos
empréstimos estrangeiros, gerando inúmeras
14. FAAP-SP
falências.
Nome que se dá aos resultados da política financeira
b) pôde acomodar os primeiros anos da República
do ministro da Fazenda, Rui Barbosa, caracterizada
à estabilização e ao investimento em políticas
pela facilitação do crédito, que levou a um crescimento
públicas, principalmente educacionais.
da atividade econômica seguida de inflação, especula-
ção na Bolsa de Valores, falências e desemprego: c) levou o país a pedir empréstimos para a reorga-
nização do parque industrial e para a exploração
a) Capitalização
da borracha na região amazônica.
b) Abolição
d) pôde acomodar, por aproximadamente 50 anos,
c) Encilhamento uma economia ainda dependente, permitindo a
d) Lei de Responsabilidades aplicação de recursos em serviços públicos.
e) Revolução Federalista do Rio Grande do Sul e) levou o país a receber apoio de todas as nações
industrializadas para desenvolvimento de parce-
15. UERJ rias, apesar da crescente inflação decorrente dos
Um dos documentos mais curiosos para a história da inúmeros empréstimos pedidos.
grande data de 15 de novembro consiste, a nosso
ver, no aspecto inalterável da rua do Ouvidor, nos dias 17. Mackenzie-SP
15, 16 e 17, onde, a não ser a passagem das forças Exigia-se para a cidadania política uma qualidade que
e a maior animação das pessoas, dir-se-ia nada ter só o direito social da educação poderia fornecer e, si-
acontecido. Tão preparado estava o nosso país para multaneamente, desconhecia-se esse direito. Era uma
a República, tão geral foi o consenso do povo a essa ordem liberal, mas profundamente antidemocrática e
reforma, tão unânimes as adesões que ela obteve, resistente aos esforços de democratização.
que a rua do Ouvidor, onde toda a nossa vida, todas José Murilo de Carvalho
as nossas pertubações se refletem com intensidade, A República Velha (1894-1930), em relação à partici-
não perdeu absolutamente o seu caráter de ponto de pação política dos cidadãos, determinou:
reunião da moda. a) a escolha de um modelo republicano pautado
Adaptado de THOME, J. “Crônica do chic.” 1889. Apud PRIORE, M.D. nos moldes norte-americanos, que garantiam a
et alii. Documento de História do Brasil de Cabral aos anos 90.
São Paulo: Scipione, 1997. defesa da liberdade individual, expressa no voto
censitário.
Em frase que se tornou famosa, Aristides Lobo, o pro-
pagandista da República, manisfestou seu desaponta- b) o projeto de uma República liberal dos cafeicul-
mento com a maneira pela qual foi proclamado o novo tores, que, para se efetivar, necessitou do apoio
regime. Segundo ele, o povo, que pelo ideário republi- das demais classes sociais. O voto era extensivo
cano deveria ter sido protagonista dos acontecimentos, a todo o povo brasileiro.
assistira a tudo bestializado, sem compreender o que c) a formulação de uma república que garantisse os
se passava, julgando ver uma parada militar. direitos individuais de todos os seus cidadãos,
CARVALHO, J.M. Os bestializados: o Rio de Janeiro e a República sem distinções, evidenciada na eliminação do voto
que não foi. S. Paulo: Companhia das Letras, 1987. censitário.
Nos textos apresentados, encontram-se as opiniões d) a perpetuação da injustiça social e dos privilégios
de dois observadores do fim do século XIX – José de setores oligárquicos. O voto popular era mani-
Thome e Aristides Lobo – a respeito da proclamação pulado pelos grupos dominantes.
da República. e) a eliminação do voto censitário e a adoção do voto
A divergência entre as posições dos autores sobre o universal, o que ampliou, de forma significativa, a
evento refere-se ao seguinte aspecto: porcentagem de eleitores nesse período.
PV2D-06-HIB-34

81
18. UFG-GO a) Explique os motivos da divergência entre monar-
quistas e republicanos apontada no texto anterior.
b) Por que, a partir da República, a imagem esquar-
tejada de Tiradentes é abandonada e substituída
por sua imagem viva e de corpo inteiro?

21. UnB-DF
Em 1889, há mais de cem anos, a proclamação da
República descortinou um novo cenário político no
Brasil. D. Pedro II exilou-se na França, os monarquistas
convictos refugiaram-se nos interiores ou, seguindo o
exemplo do Imperador, rumaram para outros países
até a definição da nova ordem política. A respeito dessa
conjuntura política brasileira, julgue os itens seguintes,
colocando certo ou errado.
( ) O movimento de 1889 seguiu o modelo francês de
revolução, pois promoveu uma alteração radical na
estrutura política, social e sobretudo econômica,
ao tornar disponíveis vultosos financiamentos para
FAUSTO, B. História do Brasil. São Paulo: Edusp, 1995. p. 253. a indústria de base.
( ) O Partido Republicano, que chegou ao poder em
Publicada em 1890, na revista Ilustrada, a charge
1889, tornou-se o porta-voz dos segmentos sociais
acima é uma representação da conjuntura política
deslocados das bases socioeconômicas agrárias,
brasileira da primeira década republicana. Relacione
ao incitar os trabalhadores urbanos, os clérigos
a charge com o contexto político da fase inicial do
liberais e, inclusive, os senhores escravocratas
governo republicano.
descontentes.
19. PUC-MG ( ) Os produtores de café e seus setores correlatos
Tudo se torceu, tudo se falseou, tudo se confundiu. De definiram, na cidade de Taubaté do início do século
um sistema cheio de correspondências complexas e XX, o destino dos investimentos do Estado: adquirir
sutis, onde não se podia tocar em qualquer parte, sem o excedente da produção e flexibilizar o câmbio
modificar a ação das outras, fizeram um atarrancado para manter o preço do produto em patamares
de ferros velhos, digno de figurar numa exposição lucrativos.
industrial de doidos. ( ) O positivismo, horizonte ideológico dos políticos
Rui Barbosa. Finanças e Política. republicanos brasileiros no fim do século XIX,
pregava, naquela conjuntura, a conveniência de
Com esse desabafo, o ministro da Fazenda do Gover- se separar a Igreja do Estado.
no Provisório da República tenta justificar, perante a
opinião pública, o fracasso de sua política financeira. 22. FGV-SP
São efeitos imediatos dessa política, exceto: Apesar da profunda rivalidade existente entre os gru-
a) a inflação desenfreada, falência de inúmeras em- pos no interior do Exército no início da República, eles
presas e desvalorização da moeda nacional em se aproximavam em um ponto fundamental:
relação à libra esterlina. a) Expressavam os interesses de uma classe social,
b) a substituição dos capitais ingleses por norte-ame- defendendo uma República liberal com o poder
ricanos para restaurar e equilibrar o combalido Executivo descentralizado.
sistema financeiro brasileiro.
b) Expressavam a opinião segundo a qual o Império
c) a alta geral do custo de vida, instabilidade finan- deveria ser preservado, devendo entretanto sofrer
ceira e profundo desequilíbrio nas contas externas algumas reformas levemente descentralizado-
do país. ras.
d) a enorme especulação gerada pelo surgimento de
c) Não expressavam os interesses de todo um
empresas-fantasma, cujo objetivo era obter facili-
segmento social, pregando o estabelecimento de
dade de crédito bancário.
uma forma de Poder Executivo descentralizado e
20. Unicamp-SP adaptado às peculiaridades regionais.
No final do século XIX, monarquistas e republicanos d) Expressavam os interesses de algumas oligarquias
disputavam sobre a criação de datas e personagens do Império, defensoras da autonomia das provín-
significativos que simbolizassem o “nascimento da cias.
nação”. Para os monarquistas, o Brasil-nação nascia e) Não expressavam os interesses de uma classe
com o “grito” de D. Pedro I. Para os republicanos, social, posicionando-se como adversários do
Tiradentes executado pela monarquia portuguesa era liberalismo e defendendo a República, dotada de
o verdadeiro herói nacional. um Poder Executivo forte.
Adaptado da série Registros, nº 15, DPH, 1992.

82
23. UFPG-PR pois, ao mesmo tempo, retirava a obrigação do
A passagem do século XIX para o século XX, no Brasil, governo de fornecer instrução primária, que poderia
é marcada por mudanças e permanências. Assinale as fornecer...
alternativas que expressam essa alternância. Os bestializados, José Murilo de Carvalho.

01. Apesar da queda da monarquia, as oligarquias a) Que relação o texto estabelece entre ensino pú-
rurais consolidaram o seu poder, muitas vezes por blico e exercício da cidadania política durante a
meio de fraudes eleitorais. Primeira República (1889-1930)?
02. Apesar da Abolição, permaneceu a exclusão social b) O que a atual Constituição dispõe a respeito desta
e econômica do negro. relação?
04. Mesmo com o crescimento urbano do período, a
estrutura fundiária, baseada na pequena proprie- 26. UFSC
dade, foi mantida. Sobre as características das Constituições brasileiras
08. Mesmo que a atividade industrial tenha cresci- de 1824 e 1891, é correto afirmar que:
do, o Brasil manteve-se essencialmente rural, 01. a Constituição de 1824 estabeleceu o Poder Mo-
sustentado pela agroexportação e comandado derador.
politicamente pelas oligarquias fundiárias. 02. ambas estabeleceram a forma republicana de
16. Os princípios liberais que orientaram essa transi- governo.
ção se concretizaram com o voto censitário que 04. a Constituição de 1891 estabeleceu a federação.
incluía a grande maioria da população. 08. ambas estabeleceram a exigência de renda anual mí-
Some os números dos itens corretos. nima para os cidadãos participarem das eleições.
16. a Constituição de 1891 estabeleceu a separação
24. UERJ
entre a Igreja e o Estado.
Fluminenses, avante! Marchemos!
Some os números dos itens corretos.
Às conquistas da paz, povo nobre!
Somos livres, alegres brademos,
27.
Que uma livre bandeira nos cobre.
Ódio eterno à escravidão! Foram movimentos de contestação ocorridos durante
Que na Pátria enfim liberta os primeiros anos da República no Brasil:
Brilha à luz da redenção! a) Revolta da Armada, Revolução Federalista e Re-
Nesta Pátria, do amor áureo templo, volta da Praieira.
Cantam hinos a Deus nossas almas;
Veja o mundo surpreso este exemplo, b) Florianismo, Revolução Federalista e Revolução
De vitória, entre flores e palmas. Farroupilha.
Nunca mais, nunca mais nesta terra c) Revolução Federalista, Confederação do Equador
Virão cetros mostrar falsos brilhos; e Revoltas Liberais.
Neste solo que encantos encerra, d) Revolução Federalista, Revolta da Armada e o
Livre Pátria terão nossos filhos. Manifesto dos Treze Generais.
Ao cantar delirante dois hinos e) Revolta da Armada, Florianismo e Guerra do
Essa noite, dos tronos nascida,
Contestado.
Deste sol, aos clarões diamantinos,
Fugirá, sempre, sempre vencida.
28. PUC-PR
Nossos peitos serão baluartes
Em defesa da Pátria gigante; A camada social que assumiu o poder durante a Re-
Seja o lema do nosso estandarte. pública da Espada foi a dos:
Jornal do Brasil, 02/09/2004. a) latifundiários tradicionais, representados pelos
coronéis do Vale do Paraíba e Minas Gerais.
O hino do Estado do Rio de Janeiro data de dezembro
de 1889. Sua letra exalta mudanças na história social e b) grandes proprietários rurais de São Paulo.
política do país no fim do século XIX, como a abolição c) intelectuais urbanos, designados como os “cultiva-
da escravidão e a proclamação da República. Mas, dores do tradicionalismo”, aliados aos latifundiários
na realidade, algumas dessas mudanças foram mal paulistas.
recebidas por parte da elite dos proprietários rurais d) militares egressos da classe média.
fluminenses da época. Já a cidade do Rio de Janeiro,
que continuava sendo a capital, veio a representar e) coronéis apoiados pelos batalhões da Guarda
progressivamente a modernidade com a qual o novo Nacional, que tinham como fachada os intelectuais
regime queria ser identificado. republicanos e os abolicionistas.
a) Identifique o segmento da elite rural fluminense que
se manifestou, em bloco, contra o projeto aprovado 29. FGV-SP
da abolição da escravatura no Brasil e explique por A cidade do Rio de Janeiro foi bombardeada em se-
que esse projeto era contrário a seus interesses. tembro de 1893. O acontecimento refere-se à:
b) Apresente duas características do espaço urbano da a) Revolta da Vacina.
capital no momento da proclamação da república. b) Reação Republicana.
PV2D-06-HIB-34

25. Fuvest-SP c) Revolta da Armada.


A exclusão dos analfabetos pela Constituição Repu- d) Derrubada de Floriano Peixoto.
blicana (de 1891) era particularmente discriminatória, e) Revolta da Chibata.
83
30. FGV-SP a) O governo constitucional do Marechal Deodoro foi
Artigo Primeiro: “A Nação Brasileira adota como forma marcado pela estabilidade política e ausência de
de governo, sob o regime representativo, a República conflitos sociais.
Federativa, proclamada a 15 de novembro de 1889, e b) A Constituição de 1891 previa que, no caso de
constitui-se por união perpétua e indissolúvel das suas renúncia ou morte do presidente, o vice-presidente
antigas províncias, em Estados.” assumiria o governo e concluiria o mandato, in-
Texto constitucional da Carta Magna de: dependentemente da quantidade de meses que
a) 1824 restasse do mesmo.
b) 1891 c) Insatisfeitos com a pressão de militares sobre o
c) 1934 Congresso para a escolha do Marechal Deodoro
como presidente, os deputados e senadores esco-
d) 1937
lheram como vice-presidente o Marechal Floriano
e) 1946 Peixoto, que pertencia à chapa de oposição.
31. UFAL-MG d) A crise institucional iniciada na presidência de
Deodoro da Fonseca chegou ao fim com sua
O aparecimento de empresas fantasmas e de socie-
renúncia, e os anos que se seguiram foram de
dades anônimas, vendedoras de ações duvidosas,
perfeita paz interna no Brasil, sob o governo de
uma inflação sempre crescente e a desvalorização da
Floriano Peixoto.
moeda caracterizam historicamente:
e) O primeiro presidente do Brasil foi escolhido de
a) o início do governo de D. Pedro I.
forma direta, ou seja, foi escolhido pelo voto direto
b) o início do Período Republicano, no Brasil. dos eleitores.
c) o início do primeiro período do governo de Getúlio
Vargas. 35. UFF-RJ
d) o fim do segundo período do governo de Getúlio O instrumento clássico de legitimação de regimes polí-
Vargas. ticos no mundo moderno é, naturalmente, a ideologia,
e) o início dos governos da República de 1930. a justificação racional da organização do poder. Havia
no Brasil pelo menos três correntes que disputavam a
32. FAAP-SP definição da natureza do novo regime: o liberalismo à
A política financeira, conhecida como encilhamento, americana [Alberto Salles], o jacobinismo à francesa
foi proposta pelo ministro: [Floriano Peixoto] e o positivismo [Miguel Lemos]. As
a) Campos Sales. três correntes combateram-se intensamente nos anos
iniciais da República, até a vitória da primeira delas,
b) Quintino Bocaiúva.
por volta da virada do século.
c) Benjamim Constant.
CARVALHO, J. M. de. A formação das almas – o imaginário da
d) Rui Barbosa. República no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1990
e) Aristides Lobo. Com base no texto, analise o projeto de República
proposto por cada uma das correntes mencionadas.
33. Mackenzie-SP
Não posso mais suportar este Congresso; é mister que 36. FAAP-SP
ele desapareça para a felicidade do Brasil. A Constituição de 1891 estabeleceu, exceto:
Deodoro da Fonseca
a) federalismo.
A afirmação anterior, que antecedeu o golpe do Mare- b) presidencialismo.
chal Deodoro, ocorreu porque:
c) ampliação da representatividade.
a) tanto quanto Fernando Henrique Cardoso, Deodoro
d) eleições diretas.
não conseguia aprovar as reformas administrativa
e) parlamentarismo.
e da previdência.
b) o Congresso aprovara a Lei de Responsabilidade, 37. Mackenzie-SP
que reduzia as atribuições do presidente, criticado Policarpo era um patriota; monarquista conservador,
pelo autoritarismo. foi ardoroso defensor do governo (forte) de Floriano
c) o governo de Deodoro, marcado por atitudes a favor do qual engajou-se na luta contra a Armada
democráticas e lisura administrativa, gerava a rebelada.
oposição de grupos oligárquicos. Acabou preso, condenado e executado. Teve um
d) eleito pelo povo em pleito direto, Deodoro da triste fim.
Fonseca sofria forte oposição do Legislativo. Afonso H. Lima Barreto, Triste fim de Policarpo Quaresma.
e) as bem-sucedidas reformas econômicas de seu O período da República referido no texto é:
governo provocaram a insatisfação de grupos a) a República da Espada.
atingidos em seus privilégios. b) o Estado Novo.
34. c) a República dos Coronéis.
d) a República Nova.
Sobre os primeiros anos da República no Brasil,
conhecidos como República da Espada, assinale a e) a Fase Populista.
alternativa correta.

84
38. Mackenzie-SP sociais, acentuou as distâncias entre as diversas
O movimento resultou da conjugação de três forças: regiões do país, cobrindo-as com a roupagem do
uma parcela do Exército, fazendeiros do oeste paulista federalismo difuso da ‘política dos governadores’ ou
e representantes das classes médias urbanas. dando continuidade à geografia oligárquica do poder
Emilia Viotti que, desde o Império, diluía o formalismo do Estado
Momentaneamente unidas, segundo a autora, con- e das instituições.
servaram profundas divergências na organização do SALIBA, Elias Thomé. Raízes do riso: a representação humorística
novo regime. na história brasileira; da Belle Époque aos primeiros tempos do rádio.
Identifique o fato histórico mencionado pelo texto. São Paulo: Companhia das Letras, 2002. p.67.
a) Abdicação do imperador Pedro I.
O fragmento de texto refere-se aos primeiros tempos
b) Proclamação da República.
da República no Brasil. É correto afirmar que a implan-
c) Ato Adicional de 1834. tação da República:
d) Organização do Gabinete de Conciliação. a) renovou as instituições políticas, ampliando o po-
e) Introdução do Parlamentarismo como sistema der do Estado e dissolvendo os poderes locais.
político. b) alterou radicalmente a estrutura social do Império,
devido à ascensão da burguesia e ao declínio da
39. UEL-PR
aristocracia.
O Nicromante, pelos modos,/ Satisfazer procura a
c) introduziu um modelo federalista, que permitiu
todos:/ Traz Benjamin que é o fundador,/ Deodoro, que
maior autonomia local e integração nacional.
é o proclamador,/ Floriano, o consolidador,/ Prudente,
o pacificador./ Isto é que é ser enganador! (Retratos. d) manteve os desníveis sociais presentes no Império
O Paiz, 19/11/1895) e não ofereceu ampliação significativa dos direitos
O advento da República no Brasil pouco representou de cidadania.
para a efetiva construção da cidadania. Com base em e) centralizou agudamente o poder nas mãos dos
seus conhecimentos e na leitura do trecho do jornal O governadores, diminuindo as atribuições das
Paiz, analise as seguintes afirmativas. instituições políticas e do Presidente da Repú-
I . A briga entre civis e militares pelo reconhecimento blica.
da fundação republicana, disputada pelos partidá-
42. Fuvest-SP
rios de Deodoro e Benjamin Constant, prosseguiu
por longo tempo e representou o conflito pela Caracteriza o processo eleitoral durante a Primeira
definição do novo regime. República, em contraste com o vigente no Segundo
Reinado:
II. O levante armado republicano pôs fim às simpatias
pela monarquia, utilizando-se do apoio popular a) a ausência de fraudes, com a instituição do voto
para impedir reações da família imperial. secreto e a criação do Tribunal Eleitoral.
III. A investida do Estado na regulamentação do co- b) a ausência da interferência das oligarquias regio-
tidiano das pessoas foi uma das motivações para nais, ao se realizarem as eleições nos grandes
as sublevações populares, como a revolta contra centros urbanos.
a vacinação obrigatória, em 1904, na cidade do c) o crescimento do número de eleitores, com a ex-
Rio de Janeiro. tinção do voto censitário e a extensão do direito
IV. O chamado jacobinismo florianista caracterizou-se de voto às mulheres.
pelo resgate da influência lusitana e pela postura d) a possibilidade de eleições distritais e a criação de
antinacional de seus seguidores. novos partidos políticos para as eleições propor-
Assinale a alternativa correta. cionais.
a) Apenas as afirmativas I, II e IV são verdadeiras. e) a maior participação de eleitores das áreas urba-
b) Apenas as afirmativas II, III e IV são verdadeiras. nas ao se abolir o voto censitário e se limitar o voto
c) Apenas as afirmativas I e III são verdadeiras. aos alfabetizados.
d) Apenas as afirmativas III e IV são verdadeiras.
43. UFC-CE
e) Apenas as afirmativas II e IV são verdadeiras.
A proclamação da República no Brasil está longe
40. Fuvest-SP de ser considerada um momento de transformação
revolucionária, embora ela tenha trazido algumas
Sobre a Constituição de 1891 no Brasil, podemos
afirmar que foi: mudanças significativas. Uma característica inova-
dora dos primeiros anos da nova forma de governo
a) parlamentarista e liberal.
foi:
b) presidencialista e laica.
a) a valorização de um novo produto de exporta-
c) centralizadora e liberal.
ção.
d) positivista e laica.
b) a adoção do sistema parlamentarista.
e) presidencialista e positivista.
c) a política de investimentos nas sociedades anô-
PV2D-06-HIB-34

41. PUC-SP nimas.


A República criou uma cidadania precária, porque, d) a popularidade do novo regime.
calcada na manutenção da iniqüidade das estruturas e) o direito de toda a população ao voto.

85
44. Cesgranrio-RJ relativas à escravidão levaram os militares a apoiar
A política financeira adotada, no primeiro governo os ideais republicanos.
republicano, pelo ministro da Fazenda, Rui Barbosa, 3. Militares do Exército fundaram o Clube Militar, que
teve como característica: era uma associação corporativista permanente,
a) o corte de gastos públicos e a restrição do crédito, para defender a abolição, o fim da Guerra do
permitindo a contenção da inflação e o saneamen- Paraguai e a República.
to das finanças, mas favorecendo a aplicação de 4. Os militares, liderados por Caxias, o mais bem
capitais estrangeiros na economia nacional. sucedido dos generais brasileiros, organizaram
b) a redução das emissões dos bancos particulares, um ataque, pela imprensa, às instituições mo-
mantendo-se as que eram feitas pelo Tesouro nárquicas, com vistas à proclamação da Repú-
Nacional, o que unificou a política monetária, blica.
mas gerou efeitos danosos para o comércio e a 5. As crises entre os militares e o governo brasi-
indústria. leiro, a partir de 1883, foram conseqüências de
c) o aumento significativo do papel-moeda em circu- uma insatisfação geral, em relação à participa-
lação, o que estimulou a retomada dos negócios, ção daqueles militares na vida social e política
mas ocasionou também a inflação e a especulação do Brasil: os militares estavam proibidos de se
desenfreada na bolsa de valores. pronunciarem através da imprensa e eram trans-
d) a alteração do padrão monetário, substituindo-se feridos de uma região para outra, por questões
o mil-réis pelo cruzeiro, e a assinatura de uma políticas.
moratória, o que reduziu a inflação e estabilizou Estão corretas apenas:
os preços, mas freou o crescimento da economia a) 3, 4 e 5
do País. b) 1, 2 e 5
e) o acréscimo do meio circulante para atender às c) 1, 2, 4 e 5
necessidades dos fazendeiros de pagarem salários d) 1, 3 e 5
aos trabalhadores livres, o que deu início a um e) 2, 3 e 4
período de especulação financeira, sem reativar
a economia. 47. UFRGS-RS
É um engano supor que o golpe de Estado de
45. UFMS 15/11/1889 foi a materialização de um projeto de
A Constituição Brasileira de 1891 estabelecia a organi- utopia, lentamente amadurecido por duas décadas
zação de um Estado Federal. Sobre o período histórico de ação republicana. Talvez seja mais prudente supor
e essa constituição, pode-se afirmar que: que a relevância da propaganda republicana se deve,
a) efetivou a República federal presidencialista, apenas, ao fato de que se proclamou uma república,
através da divisão dos três poderes e da transfor- que lhe reivindicou como memória.
mação das províncias em estados-membros com Lessa, Renato. A invenção republicana. 1988, p. 38.
autonomia relativa.
b) consolidou a República no Brasil, através de um Levando em consideração o texto mostrado, analise
governo parlamentar fundamentado na doutrina as seguintes afirmativas sobre as motivações e os
positivista. desdobramentos da proclamação da República no
Brasil (15/11/1889).
c) seguiu o modelo federal dos EUA, no qual os
estados-membros teriam total independência e só I. Uma das principais causas do golpe foi a insatisfa-
permaneceriam unidos em questões relativas ao ção de diversos segmentos da oficialidade militar,
comércio internacional e em casos de guerra. notadamente de alguns veteranos da Guerra do
d) criou a República e, pela primeira vez, garantiu o Paraguai e da “mocidade militar” da Escola Militar
voto ao analfabeto, tendo como característica ino- da Praia Vermelha.
vadora a concentração do poder no Legislativo. II. Após o golpe, o governo de Deodoro foi extre-
e) fortaleceu o sistema presidencialista e o pluriparti- mamente pacífico, apesar das disputas entre as
darismo e restringiu os poderes do Legislativo, en- diversas correntes republicanas (liberais, conser-
fraquecendo os poderes dos coronéis regionais. vadores e girondinos).
III. Ao contrário da proclamação da Independência
46. UFPE em 1822, a proclamação da República foi um
Sobre o papel dos militares no cenário que antecedeu movimento que, apesar de liderado pelos militares,
a proclamação da República no Brasil, analise as teve ampla e expressiva participação de setores
afirmações a seguir. populares, que formaram milícias nas principais
1. Mudanças na estrutura social do exército, ao cidades brasileiras.
longo do século XIX, deixaram a liderança dessa Quais estão corretas?
instituição e a elite aristocrática brasileira afasta- a) Apenas I.
das. Dessa forma, faltou à monarquia o apoio do b) Apenas I e II.
Exército.
c) Apenas I e III.
2. Os baixos salários, as péssimas condições em
d) Apenas II e III.
que atuavam os militares brasileiros, nas guerras
que o Império promoveu, e questões ideológicas e) I, II e III.

86
48. Udesc nomeava sacerdotes para diversos cargos públi-
A Revolução Federalista foi um dos conflitos civis mais cos. Na Primeira República, já durante o governo
violentos da história do Brasil. Iniciada em virtude de Provisório, Estado e Igreja foram separados,
problemas políticos locais do Rio Grande do Sul, ela instituindo-se igualmente o casamento civil e a
se expandiu para Santa Catarina e Paraná, deixando secularização dos cemitérios.
atrás de si um rastro de sangue e de intolerância. 16. no Império, durante o Segundo Reinado, foi es-
Explique as principais implicações dessa revolução tabelecido o sistema parlamentarista de governo.
em Santa Catarina. Na Primeira República, após curto período de
Governo Provisório, foi estabelecido o sistema
49. UFPR presidencialista.
Comparando-se as estruturas políticas e de poder do 32. o principal grupo de sustentação do governo no
Brasil nos períodos do Império e da Primeira República, Império era representado pelos pequenos proprie-
é correto afirmar que: tários rurais, enquanto, desde o início da Primeira
01. no Império, predominou o sistema de governo República, o governo apoiava-se majoritariamente
centralizado, enquanto, na Primeira República, nos industriais e na classe média urbana.
a Constituição brasileira estabeleceu o sistema Some os números dos itens corretos.
federativo com ampla autonomia para os Estados
– os quais, no entanto, não podiam contrariar as 50. UERJ
normas da Constituição Federal. Poucos anos após sua proclamação, a República no
02. no Império, os presidentes das Províncias eram Brasil já sofria contestações. A Revolta da Armada,
escolhidos e nomeados diretamente pelo impera- que eclodiu no governo de Floriano Peixoto, refletiu as
dor. Na Primeira República, os governadores/presi- insatisfações decorrentes da implantação do sistema
dentes dos Estados eram escolhidos por processo republicano no país, somando-se a outras rebeliões
eleitoral. como a Federalista, ocorrida na mesma época, no Rio
04. durante o Império, a eleição era indireta e censitá- Grande do Sul. Esta última, apesar de ser uma rebe-
ria, exigindo-se dos eleitores renda mínima anual. lião regional, também foi influenciada pelas tensões
Por sua vez, na Primeira República, as eleições políticas que caracterizaram esse governo.
eram diretas com voto aberto (não secreto) para a) Explique um fator que tenha levado os membros
os maiores de 21 anos, sendo impedidos de votar da Marinha a se rebelarem contra o governo de
analfabetos, mendigos, soldados, religiosos e Floriano Peixoto.
mulheres. b) Descreva a situação política do Rio Grande do Sul
08. no Império, o catolicismo era a religião oficial do durante esse governo, de forma a explicar a apro-
Estado e, em função disso, os membros da Igreja ximação entre federalistas gaúchos e integrantes
recebiam ordenado do governo, e o imperador da Revolta da Armada.

Capítulo 2
51. UFTM-MG 52. Mackenzie-SP
Comparando-se o voto e o sistema eleitoral no Impé- Milhares de nordestinos, quase todos pobres e cré-
rio Brasileiro e na Primeira República (1889-1930), é dulos, seguindo seu líder religioso, estabeleceram-se
correto afirmar que: numa região erma, de antigas fazendas abandonadas.
a) no Império, o voto limitava-se aos homens, já no As autoridades da recém instaurada República, porém,
início da República, foi estendido às mulheres, viam com temor o crescimento daquela sociedade
embora permanecesse aberto. rústica e pressentiram nela uma forma de reação mo-
b) em ambos os períodos, o voto era aberto e as nárquica. Os latifundiários, por sua vez, se sentiram
eleições para o Legislativo, indiretas, mas o critério ameaçados quanto as suas propriedades e o clero
censitário acabou na República. receava ver seu rebanho de fiéis ser arrebatado pelo
fanatismo religioso.
c) enquanto no Império o direito de votar dependia
O texto acima refere-se à:
de uma renda mínima, na Primeira República, era
preciso que o eleitor fosse alfabetizado. a) Revolução Praieira.
d) apesar de se excluírem as mulheres das eleições b) Confederação do Equador.
em ambos os períodos, na Primeira República, o c) Revolta de Canudos.
voto tornou-se secreto. d) Sabinada.
e) no Império, as eleições eram diretas e o voto e) Revolta da Chibata.
PV2D-06-HIB-34

restrito aos ricos, já na Primeira República, havia


eleições indiretas e voto universal.

87
53. Vunesp A partir do texto, explique o movimento de Canudos
Restauração Antônio Conselheiro tornam-se sinônimos, levando em consideração os conceitos de messianis-
pois ambos surgem como antípodas de replubicanismos mo e mandonismo local.
e jacobismo. Os jornais são os maiores veiculos desta
propaganda imaginativa de conseqüências trágicas. 57. Mackenzie-SP
Edgar Carone. A República Velha. No final do século passado, surgiu no sertão da Bahia
A citação relaciona-se a: uma experiência controvertida: sertanejos tentaram
a) Monarquismo e Guerra de Canudos. estabelecer uma nova sociedade, marcada pela
religiosidade, sobrevivendo à seca, à miséria e às
b) Federalismo e Revolução Farroupilha.
injustiças sociais da época. O problema fundamental
c) Revolução Federalista e Proclamação da Repú- de Canudos era a:
blica.
a) oposição organizada dos rebeldes ao governo
d) Deposição de D. Pedro II e Abolição. republicano.
e) Guerra do Paraguai e Questão Militar. b) luta exclusiva da civilização contra a barbárie
conforme interpretação positivista.
54. UFPR
c) repressão da Igreja contra a ação religiosa de
Na manhã do dia seis
Antônio Conselheiro.
Canudos foi destruída
Com bombardeiros e incêndios d) ameaça à ordem e à segurança do Estado, já que
Não ficou nada com vida reunia marginalizados de toda a região.
Dizem que o Conselheiro e) luta pela posse da terra, em confronto com o co-
Tinha morrido primeiro ronelismo e o latifúndio.
Na Belo Monte querida
França, Antônio Queiroz de e Rinaré, Rouxinol do. Antônio Conselhei-
58. UECE
ro e a Guerra de Canudos. Fortaleza, Tupynanquim, 2002. A proclamação da República no Brasil veio colocar
Em relação aos movimentos como o de Canudos é em questão as possibilidades de participação política
correto afirmar que: consciente do povo brasileiro. Enfim, estava na ordem
a) foram movimentos que se limitam às regiões do dia a questão da cidadania. Sobre as formas de par-
Nordeste do Brasil, marcadas pela presença dos ticipação política nas primeiras décadas da República,
latifundiários. é correto afirmar que:
b) foram movimentos sem grande repercursão, visto a) com a possibilidade de interferir no governo através
que se situavam no campo e a maior parte dos do voto, uma ampla campanha popular fez com
trabalhadores do país encontravam-se nas cida- que a população pobre participasse efetivamente
des. da política representativa.
c) no campo o domínio dos coronéis era absoluto, e b) a participação efetiva dos trabalhadores pobres
acontecia muito mais nas revoltas do que na polí-
esses movimentos sociais tiveram que se disfarçar
tica representativa.
como um movimento de conteúdo religioso, para
c) os ex-escravos e os trabalhadores pobres perma-
evitar a repressão.
neciam à margem do processo político e jamais
d) foram movimentos nos quais se combinavam encontraram uma forma de organização e reivin-
conteúdos religioso e social, pois questionavam o dicação.
poder das autoridades civis e religiosas.
d) os primeiros governos republicanos procuravam
e) foram movimentos de conteúdo exclusivamente integrar a população de ex-escravos ao processo
religioso, marcados pelo fanatismo, reprimidos por político, o que gerou grandes revoltas populares.
Pedro II e pelos replubicanos que se esforçavam
para construir um país civilizado. 59. Uespi
Na década de 1870, essa região era conhecida como um
55.
lugar, cujos habitantes pitavam cachimbos estranhos de
Explique como as condições sociais e geográficas barro encaixados em canudos de um metro de compri-
do sertão nordestino colaboraram para a eclosão do mento. Daí o nome do lugar, Canudos. Em 1890, a fazen-
movimento de Canudos. da que ali existia estava em ruínas: restavam apenas as
paredes da casa do proprietário e as da capela, rodeada
56. UFC-CE por cerca de cinqüenta casebres de pau-a-pique.
Em abril de 1897 organizou-se a chamada Quarta Antônio Carlos Olivieri, Canudos.
Expedição, sob o comando do general Arthur Oscar Essa é uma concisa descrição da região de Canudos,
de Andrade Guimarães. Desde que essa tropa – uma onde ocorreu um episódio sangrento que marcou os
poderosa máquina de guerra – foi posta em funciona- primeiros anos da República. Sobre a Guerra de Ca-
mento, até outubro do mesmo ano, quando Canudos nudos, podemos afirmar que:
foi arrasada, 10 mil homens lutaram contra os conse- a) foi um movimento político, liderado por Antônio
lheiristas, usando o mais moderno equipamento. Conselheiro, que ameaçou o governo republicano,
Douglas T. Monteiro. Um confronto entre Juazeiro, Canudos com seus ideais anarquistas.
e Contestado. In. História geral da civilização brasileira. O Brasil b) teve influência marcante da religião entre os rebel-
Republicano; Sociedade e Instituições (1889-1930).
des.

88
c) teve repercussão restrita aos sertões da Bahia, 08. Á na primeira expedição armada contra Canudos,
tornando-se conhecida depois, devido ao escritor a milícia foi vitoriosa, pois tinha armas modernas,
Euclides da Cunha. enquanto os integrantes de Canudos, na miséria,
d) foi uma rebelião de fanáticos religiosos, facilmente tinham foices e facas.
controlada pela força dos exércitos republicanos. 16. Segundo Euclides da Cunha, Canudos foi uma
e) representou um protesto localizado contra a Re- revolta da população miserável, ignorada por um
pública e sua política contrária à reforma agrária sistema sociopolítico que lhe exigia fidelidade sem
sugerida pelos rebeldes. lhes dar nada em troca.
32. A destruição de Canudos foi violenta, a população
60. Unicamp-SP foi massacrada.
A Guerra de Canudos, na qual, calcula-se, morreram 64. Enquanto o conflito ocorria no sertão baiano, o
15 000 pessoas, faz 100 anos. No dia 5 de outubro Sul do país ignorava o levante, e nem mesmo a
de 1897, depois de quatro expedições militares, um imprensa reconhecia sua existência.
ano de lutas intermitentes e uma resistência feroz por Some os números dos itens corretos.
parte de seus defensores, o arraial erigido pelo Con-
selheiro nos ermos do nordeste da Bahia foi finalmente 63. Vunesp
tomado pelo Exército. Quase nada sobrava daquele A existência de grandes contingentes de trabalhadores
santuário-cidadela (...) rurais destituídos de propriedade, privados das condições
Roberto Pompeu de Toledo, O legado do Conselheiro, Veja. mínimas de existência, no período que se seguiu à pro-
a) Qual o regime político brasileiro na época da clamação da República, resultou em revoltas violentas
Guerra de Canudos? contra o poder oligárquico, das quais a de Canudos é um
b) Cite os principais adversários de Antônio Conse- exemplo significativo. Em que consistiu essa revolta?
lheiro.
c) Quais eram as características político-religiosas 64. UFSC
do movimento de Canudos? No final do século passado, a “Guerra dos Canudos”
foi um(a):
61. Mackenzie-SP 01. movimento messiânico no Nordeste brasileiro.
Há cem anos, sob o fogo dos canhões, desaparecia 02. movimento messiânico no Rio Grande do Sul.
Canudos. Contudo, a sociedade brasileira convive, 04. movimento comandado por Antônio Conselheiro.
ainda, com problemas que geraram aquela grande tra- 08. tentativa isolada de retorno à monarquia.
gédia. Identifique a alternativa que ratifica esse fato.
16. revolta que enfrentou diversos contingentes do
a) A arcaica estrutura fundiária que opõe latifundiários exército brasileiro até ser dominada.
e agricultores sem-terra.
Some os números dos itens corretos.
b) O fanatismo religioso que impede a transição da
cultura rural para urbano-industrial. 65. PUC-SP
c) A permanência de grupos políticos que se opu- (O movimento) não se rendeu... resistiu até o esma-
nham ao governo republicano gamento completo. Expugnado palmo a palmo, na
d) A exclusão política, em virtude de o direito do voto precisão integral do termo, caiu no dia 5 ao entardecer,
não incluir os analfabetos. quando caíram seus últimos defensores, que todos
e) A eterna luta da civilização contra a barbárie. morreram. Eram quatro apenas: um velho, dois ho-
mens feitos e uma criança, à frente dos quais rugiam
62. UEM-PR raivosamente cinco mil soldados.
Os sertões, de Euclides da Cunha, um dos clássicos A chacina empreendida pelo Exército em 1897, no in-
da literatura brasileira, aborda o levante de Canudos, terior do Nordeste, e com a qual o leitor de Os sertões,
um dos mais sérios conflitos da fase inicial da Repú- de Euclides da Cunha, entra em contato, tem uma de
blica. Sobre o movimento de Canudos, assinale a(s) suas explicações:
alternativa(s) correta(s). a) na necessidade, por parte do governo, de afirmar
a irreversibilidade do projeto republicano.
01. Canudos foi considerado um movimento de revolta
contra a República, cujos integrantes eram fanáti- b) no fato de que o movimento seria uma extensão
cos que pretendiam restaurar a monarquia. do cangaço na região, provocando a reação dos
latifundiários.
02. O movimento foi liderado por Antônio Conselheiro,
c) no objetivo do Estado republicano em conter quais-
congregando grupos de homens e de mulheres
quer manifestações socialistas que inculcassem
miseráveis, que formaram uma comunidade
ideologias revolucionárias nos camponeses.
agrária, em uma fazenda abandonada no sertão
da Bahia. d) na tentativa do Exército de impedir que os tenen-
tes desertores continuassem sua pregação pelo
04. Antônio Conselheiro era um ativista conhecido interior do país.
dos militares republicanos, pois já havia atuado
e) na pressão exercida, pelo Vaticano, sobre as
PV2D-06-HIB-34

em outros episódios contra a mudança de regime


Forças Armadas, com o objetivo de barrar o cres-
monárquico.
cimento de igrejas alternativas.

89
66. Unicamp-SP a) as vilas e as cidades, no período colonial, contribu-
Em março de 1897, assim se pronunciou o jornal ca- íram para criar uma tradição de vida urbana desde
rioca O paiz sobre o movimento de Canudos: o século XVII.
O que de um golpe abalava o prestígio da autoridade b) as descrições dos viajantes da primeira metade
constituída e abatia a representação do brio de nossa do século XIX mostram um quadro de intenso
pátria no seu renome, na sua tradição e na sua força, crescimento da vida nas cidades.
era o nascimento armado que, à sombra do fanatis- c) a urbanização no final do século XIX decorreu da
mo religioso, marchava acelerado contra as próprias concentração de capitais em áreas com economia
instituições (...) em expansão e da formação, mesmo incipiente,
Não há quem a esta hora não compreenda que o mo- de um mercado interno.
narquismo revolucionário quer destruir (...) a unidade d) no final do século XIX, por conta da abolição, os
do Brasil. setores médios urbanos da população cresceram
Citado por Euclides da Cunha em Os sertões. e ameaçaram a visão de mundo da aristocracia
a) Quais são os temores existentes no Brasil com rural brasileira.
relação ao movimento de Canudos? e) as principais capitais brasileiras, no final do século
b) Que motivos levaram os sertanejos da Bahia a XIX, já eram modernas, com espaços ordenados,
aderirem àquele movimento? uniformes e divididos segundo segmentos so-
ciais.
67. PUC-SP
As origens dos movimentos sociais caracterizados 70. Cesgranrio-RJ
como messiânicos e fanáticos, no nordeste brasileiro, Nas últimas décadas do século XIX e no início do sé-
podem ser relacionadas: culo XX, o Brasil foi palco de importantes movimentos
a) às condições objetivas em que se desenvolveram rurais de resistência às mudanças que se efetivaram
as relações sociais no regime da grande proprie- com os governos republicanos.
dade territorial. Sobre esses movimentos, pode-se afirmar que:
b) com a reação ao espírito de religiosidade pregado a) foram fruto da grande seca que assolou o sertão
pelas missões religiosas. nordestino no final do século XIX, obrigando a po-
c) com a fixação dos pequenos proprietários à terra, pulação rural a se transferir para áreas urbanas.
ainda que sem condições de cultivá-la. b) foram, em sua maioria, movimentos de caráter
d) com as atitudes do clero regular, que pregava a messiânico, movidos pela miséria e abandono da
insurreição armada no campo. população, sem projetos definidos de mudança.
e) com o fortalecimento de autoridade política dos c) decorreram da mobilização da população rural em
grandes proprietários de terras após a abolição torno da luta pela posse da terra, face à reforma
da escravatura. agrária empreendida pelo último gabinete do Im-
pério, na tentativa de manter-se no poder.
68. Mackenzie-SP d) surgiram no Nordeste e resultaram do enfraque-
Os vaqueiros e os peões do interior escutavam-no cimento político da oligarquia rural brasileira,
em silêncio, intrigados, atemorizados, comovidos… contribuindo para a articulação de movimentos
Alguma vez, alguém o interrompia para tirar uma dú- sociais organizados no campo.
vida. Terminaria o século? Chegaria o mundo a 1900? e) levaram à formação de ligas camponesas que, por
Ele respondia (…) Em 1896, mil rebanhos correriam ameaçarem o poder organizado, foram proibidas,
da praia para o sertão e o mar se tornaria sertão e o sendo seus componentes expulsos, por determi-
sertão mar (…). nação da Constituição de 1934.
Mario Vargas Llosa.
71.
O carismático Antonio Conselheiro, de que fala o texto
acima, liderou a Revolta de Canudos em 1897. Dentre Foi um fato marcante na presidência de Prudente de
as causas dessa revolta, apontamos: Morais:
a) o isolamento do sertanejo, o coronelismo e a luta a) a derrota da Revolta da Armada para o governo.
pela posse da terra. b) a tentativa de assassinato sofrida pelo presiden-
b) o apoio incondicional do sertanejo à Monarquia. te.
c) a impossibilidade de adaptação do sertanejo aos c) o controle da inflação e a melhora significativa da
valores republicanos. economia.
d) o crescimento e a modernização da economia d) a completa desarticulação do movimento conhe-
nordestina. cido como “jacobinismo”.
e) a oposição contra a Igreja Católica, aliada dos e) a continuidade da Revolução Federalista, extinta
monarquistas. apenas em 1898.

69. UFSCar-SP 72.


Sobre a história da urbanização no Brasil, é correto Quais eram os grupos interessados na destruição do
afirmar que: Arraial de Canudos e por quê?

90
73. d) a uma política sempre pacífica praticada pelos
coronéis, que angariavam sólido apoio nas massas
Do ponto de vista político, o que representou a eleição
rurais.
de Prudente de Morais para a presidência da Repú-
blica, em 1894? e) ao caráter não elitista do processo político, que
atendia às reivindicações populares, ampliando a
74. Vunesp organização e a mobilização que eles tinham.
Os sertões, livro escrito por Euclides da Cunha, co-
77. Vunesp
memorou em 2002 o centenário de sua publicação.
Referindo-se ao flagelo das secas nos sertões do Observe a charge.
Nordeste do país, o autor observou: Este [o homem], de
fato, não raro reage brutalmente sobre a terra e entre
nós, nomeadamente, assumiu, em todo o decorrer da
História, o papel de um terrível fazedor de desertos.
Começou isto por um desastroso legado indígena.
a) Qual foi o desastroso legado indígena a que se
refere Euclides da Cunha?
b) Cite dois empreendimentos econômicos da história
contemporânea brasileira, diretamente responsá-
veis por graves desequilíbrios ecológicos em regi-
ões onde permanece a cobertura vegetal original.

75. Unicamp-SP
Essa cova em que estás,
com palmos medida,
é a conta menor A ilustração refere-se
que tiraste em vida. a) ao alto grau de abstenção dos eleitores na Primei-
É de bom tamanho, ra República, o que facilitava a ação de políticos
nem largo nem fundo, ilustrados.
é a parte que te cabe b) à prática dos grupos oligárquicos, que controlavam
deste latifúndio. de perto o voto de seus dependentes e agrega-
Não é cova grande, dos.
é cova medida, c) ao elevado índice de analfabetismo no campo, o
é a terra que querias que favorecia a distribuição de cédulas eleitorais
ver dividida. falsas.
João Cabral de Melo Neto, Morte e vida severina d) à alternância no poder federal, graças ao controle
dos votos, de políticos populares dos diversos
a) Qual o conflito social abordado neste poema?
Estados brasileiros.
b) Transcreva dois trechos do poema em que fica
e) ao controle do governo central sobre os governa-
bem caracterizado esse conflito. Explique-os.
dores, que se valia do estado de sítio no período
eleitoral.
76. Mackenzie-SP
Cabo de enxada engrossa as mãos – o laço de couro 78. UECE
cru, machado e foice também. Caneta e lápis são ferra-
Quanto aos primeiros governos republicanos, podemos
mentas muito delicadas. A lida é outra: labuta pesada,
afirmar corretamente que:
de sol a sol, nos campos e nos currais. (...) Ler o quê?
a) foram estabelecidos conforme os critérios fede-
Escrever o quê? Mas agora é preciso: a eleição vem
rativos criados pela Constituição dos EUA, que
aí e o alistamento rende a estima do patrão, a gente
garante o poder dos artesãos e pequenos proprie-
vira pessoa.
tários.
Mário Palmério, Vila dos Confins.
O texto lembra o contexto político característico da b) a Constituição de 1891 garantiu a livre organização
República Velha, cujas origens, em parte, podem ser dos trabalhadores e um sistema político centrali-
atribuídas: zado e unitário.
a) ao sistema eleitoral, baseado no voto censitário, c) o poder político ficou monopolizado pelos grupos
usualmente praticado desde os tempos do Impé- exportadores do açúcar e do café, gerando um
rio. governo democrático e liberal.
b) ao domínio político das oligarquias e ao controle d) se implantaram segundo um regime baseado no
que elas exerciam sobre as massas rurais e urba- poder oligárquico dos grandes proprietários e fa-
nas que delas dependiam economicamente. zendeiros, principalmente de Minas Gerais e São
c) ao Tenentismo, que apoiava o fisiologismo e à Paulo.
PV2D-06-HIB-34

política de troca de favores, instalada pelo regime e) o poder passou a ser exercido por um grupo ope-
oligárquico. rário.

91
79. Fuvest-SP Representação política de alguns estados no Congres-
“Voto de cabresto”, “curral eleitoral”, “eleição a bico so durante a República Velha
de pena”, “juiz nosso”, ”delegado nosso”, “capangas”
e “apadrinhamento” são expressões que lembram em
nosso país o:
a) liberalismo. d) coronelismo.
b) totalitarismo. e) comunismo.
c) messianismo.

80. PUCCamp-SP
Certo dia de eleição, na pitoresca cidade de Pacatuba
(…) cobriu-se de luto uma família de muitos filhos, que
ficara na mais negra miséria. O pai fora assassinado
depois de uma discussão acalorada, em defesa do Lage e Moraes, Atlas Histórico do Brasil
chefão político. Tombou o pobre homem, que fora ar- A imagem e a tabela mostram:
rastado como um autômato para votar, ou por outras,
a) a política de valorização do café definida no Con-
servir (…) ao dono do engenho e senhor de grande
vênio de Taubaté.
prestígio. Mal sabia assinar o nome (…) uma semana
antes recebera um par de botinas, uma camisa de chita b) o pacto de dominação oligárquico-industrial, co-
e um chapéu de palha desabado. nhecido como política dos governadores.
O texto, que narra um dia de eleição no período da c) a alternância das oligarquias mineira e paulista no
República Velha, refere-se diretamente: controle do Congresso Federal.
a) à política do café-com-leite e dos governadores. d) o predomínio dos poderosos coronéis que frauda-
b) ao coronelismo e ao voto de cabresto. vam as eleições.
c) à oligarquia do café e ao curral eleitoral. e) a hegemonia política do PRP e do PRM, denomi-
nada política do café-com-leite.
d) à política dos governadores e ao coronelismo.
e) ao curral eleitoral e ao direito de voto do analfa- 83. Uespi
beto.
O governo de Campos Sales procurou estabelecer
pactos políticos para facilitar a administração e superar
81. Cesgranrio-RJ
as possibilidades de aprofundamento das crises eco-
Durante a República Velha (1889-1930), desenvol- nômica e social. A conhecida política dos governadores
veu-se a chamada “política dos governadores”, cujas por ele desenvolvida:
características eram:
a) ajudou substancialmente aos estados mais des-
a) a articulação do coronelismo à política nacional,
favorecidos politicamente, inclusive, o Piauí, que
através da ideologia do favor, assegurando a
passou a ter mais representatividade.
hegemonia das oligarquias paulistas e mineiras
sobre o poder central. b) desfez o poder que os coronéis tinham, ajudando
b) a organização constitucional republicana em na reformulação política dos estados do Nordes-
função do predomínio dos interesses agroexpor- te.
tadores do café, representados por São Paulo. c) fortaleceu a centralização política, consolidando
c) a representação majoritária dos Estados, cujos go- mais ainda as forças políticas das elites governan-
vernadores eram solidários com o poder central, tanto tes e do presidente da República.
no Senado quanto na direção dos órgãos federais. d) trouxe expectativas positivas com relação à mo-
d) a participação de todos os governadores estaduais dernização das elites e às reformas sociais.
na definição da política externa do país e a garantia e) favoreceu os investimentos nos estados mais
da União aos empréstimos externos dos Estados. pobres, provocando reação de São Paulo e Minas
e) a distribuição dos recursos federais entre os mu- Gerais, que se sentiram prejudicados.
nicípios, segundo a influência dos coronéis, favo-
ráveis aos respectivos governadores estaduais. 84. PUC-MG
A Primeira República no Brasil (1889-1930) pode ser
82. UFTM-MG caracterizada, politicamente, pela:
Observe atentamente: a) instabilidade política e participação das camadas
médias urbanas no processo político.
b) ampliação da participação popular, através do
sufrágio universal e secreto.
c) estabilidade política e controle do poder político
pelas burguesias regionais.
d) descentralização político-administrativa e controle
do poder político pelos coronéis.

92
85. Unimontes-MG criou, em 1900, um artifício político, através do qual
Concebemos o “coronelismo” como resultado da super- os governadores estaduais apoiariam irrestritamente
posição de formas desenvolvidas de regime represen- o governo federal em troca da eleição de deputados
tativo a uma estrutura econômica e social inadequada. federais apoiados por ambos, ficando os partidos de
Não é, pois, mera sobrevivência do poder privado (...). oposição sem apoio político.
É antes uma forma peculiar de manifestação do poder Luís César Amad Costa & Leonel Itaussu A. Mello
privado, ou seja, uma adaptação em virtude da qual os
O “artifício político”, citado no fragmento de texto acima,
resíduos do nosso antigo e exorbitante poder privado
ficou conhecido pelo nome de:
têm conseguido coexistir com um regime político de
extensa base representativa. a) coronelismo.
LEAL, Victor Nunes. Coronelismo, enxada e voto. In: COSTA, L.C.A.; b) política do café-com-leite.
MELLO, M. História do Brasil. São Paulo: Scipione, 2000, p. 241. c) voto de cabresto.
Conforme o texto: d) política dos governadores.
a) o coronelismo é a expressão da força do poder e) República Velha.
privado, em seu momento áureo.
b) o coronelismo resulta da imposição de um modelo 89. UFRJ
político ditatorial, embora civil. O coronel é o homem que comanda a política nacional,
c) o coronelismo se fortalece, à medida que o poder porque ele é quem elege os homens que a fazem. Sem
privado emerge no Brasil. ele ninguém é eleito [ ] Em verdade, o coronel é o
d) o coronelismo advém da assimetria entre o modelo homem que resolve os casos sem solução. É ele quem
econômico e o modelo político. atende o cidadão que bate à sua porta às três horas
da madrugada, porque não tem recursos [...] Ele se
86. UEL-PR levanta e vai procurar um médico, que o atende porque
No Brasil, na denominada República Velha, as oligar- é seu amigo e leva a pessoa para a Santa Casa ou ao
quias se eternizavam no poder, graças ao controle: hospital [..] Todo mundo pensa que o sujeito vai para o
a) das filiações partidárias através do voto secreto. curral eleitoral à força. Não, ele vai porque quer.
J.B.L. de Andrada. Coronel é quem comanda a política nacional.
b) das eleições indiretas para os cargos majoritá- Apud NEVES, M de S. e HEIZER, A. A ordem é o progresso.
rios. São Paulo: Atual, 1991, p. 71.
c) da política dos governadores e da máquina do Na Primeira República (1889-1930), o coronelismo
coronelismo. aparece como uma característica marcante da vida
d) do poder moderador que privilegiava o poder política nacional. No texto anterior, um membro das
regional. elites locais explica o que vem a ser o coronel, pro-
e) do voto universal que permitia a participação po- curando justificar as relações de dependência que se
pular. criavam em torno dele.
a) Explique o papel dos currais eleitorais na susten-
87. UFPE tação política da República Velha.
Na questão a seguir, escreva nos parênteses (V) se b) Identifique dois movimentos sociais surgidos na
for verdadeiro ou (F) se for falso. Primeira República que se apresentavam como
Os historiadores designam por República Velha o alternativas às estruturas políticas vigentes.
período que se estende de 1889 a 1930. Sobre acon-
tecimentos históricos desse período, identifique as 90. UEL-PR
proposições verdadeiras e falsas. O coronelismo, fenômeno social e político típico da
( ) Os bancos emissores e a oligarquia açucareira do República Velha, embora suas raízes se encontrem
Nordeste foram responsáveis pela “política dos no Império, foi decorrente da:
governadores”. a) promulgação da Constituição Republicana que
( ) O poder político, neste período, esteve controlado institui a centralização administrativa, favorecendo
pelas oligarquias estaduais e a Revolução de 1930 nos Estados as fraudes eleitorais.
tenta pôr fim a essa influência. b) supremacia política dos estados da região Sul - pos-
( ) O coronelismo é um fenômeno político que surge, suidores de maior poder econômico - cuja força ad-
no Brasil, na Primeira República. vinha da maior participação popular nas eleições.
( ) O fenômeno do banditismo social, no Brasil, c) montagem de modernas instituições - autonomia
está associado com a questão religiosa e a estadual, voto universal - sobre estruturas arcai-
maçonaria. cas, baseadas na grande propriedade rural e nos
interesses particulares.
88. Mackenzie-SP d) instituição da Comissão Verificadora da Poderes,
Com a implantação da República Oligárquica, isto que possuía autonomia para determinar quem
é, com o poder nas mãos dos civis, instala-se a deveria ser diplomado deputado, reconhecendo
hegemonia dos grandes estados, propiciada pela os vitoriosos nas eleições.
PV2D-06-HIB-34

representação proporcional no governo. Os estados e) predominância do poder federal sobre o estadual,


enfraquecidos opunham-se ao governo federal. Para que possibilitava ao governo manipular a população
pôr fim a essa situação, o presidente Campos Sales local e garantir à oligarquia a elaboração das leis.

93
91. UERJ A partir do texto, assinale o que for correto.
01. A República Velha caracterizou-se pelo poderio de
grupos agrários, principalmente dos cafeicultores
paulistas.
02. A ampliação formal da participação política aconte-
cia com a adoção do sufrágio universal implantado
sem restrições.
04. A federação sintetizava a articulação entre o poder
central e as oligarquias estaduais.
08. Nesse período, na sociedade brasileira, os prin-
cípios democráticos e liberais foram plenamente
atingidos.
16. Apesar do poder dos coronéis, a Constituição de
1891 impedia o exercício da autonomia financeira
aos estados.
STORNI, 1927. Inc: LEMOS, Renato, Uma história do Brasil através Some os números dos itens corretos.
da caricatura, Rio de Janeiro: Bom Texto, Letras e Expressões, 2001.
94. PUC-SP
A dominação dos grandes proprietários rurais durante a
Recentemente, as páginas de um jornal paulista foram
República Velha deu origem à expressão popular “ voto
ocupadas pela polêmica entre um renomado filósofo
de cabresto”, mecanismo eleitoral que resulta de:
e um conhecido político do Nordeste brasileiro. Este
a) influência política das oligarquias regionais. último foi apontado por seu debatedor como sendo
b) adaptação do campesinato à realidade do mundo praticante de “coronelismo”.
urbano. A expressão “coronelismo”, cunhada na década de
c) inconformismo do eleitor nas pequenas cidades 30, no Brasil, diz respeito a uma prática política que
do interior. se define:
d) submissão dos trabalhadores rurais aos valores a) pela articulação de governadores dos estados
soberanos das cidades. mais poderosos com o objetivo de sustentar algum
candidato ao poder executivo.
92. Fuvest-SP b) pelo controle político regional exercido através de
Qual a situação econômica do Brasil quando Campos favorecimentos e constrangimentos pessoais.
Sales assumiu a Presidência? Que medidas adotou c) pelo comando de “lobbies” no Congresso Nacional
diante dessa situação? com a finalidade de assegurar posições pessoais.
d) pela aliança de proprietários de terras com setores
93. UFPG-PR
politizados do Exército.
[...] do ponto de vista político o período da chamada
e) pela utilização de canais de comunicação de
República Velha caracterizou-se pelo predomínio
massa com objetivos políticos.
inconteste dos grupos agrários, sob a hegemonia
dos cafeicultores paulistas. Artífices do regime repu- 95. Fuvest-SP
blicano em sua crítica à centralização monárquica, O período de 1900 a 1930, identificado no processo
acabariam por implantar, na prática, um regime histórico brasileiro como República Velha, teve por
político coerente com seus desígnios, consubstan- traço marcante:
ciado na federação e baseado na maximização do a) o fortalecimento da burguesia mercantil, que se
poder das oligarquias estaduais, viabilizada a partir utilizou do Estado como instrumento coordenador
do coronelismo. Respaldado doutrinariamente nos do desenvolvimento.
pressupostos do liberalismo clássico, o processo b) a abertura para o capital estrangeiro, principal
de construção do Estado republicano teria como alavanca do rápido desenvolvimento da região
um de seus pontos nodais o aperfeiçoamento de amazônica.
mecanismos que garantissem a simultaneidade entre c) a modificação da composição social dos grandes
a ampliação formal da participação política [...] e a centros urbanos, com a transferência de mão-de-
exclusão real dos setores subalternos, aos quais obra do Centro-Sul para áreas do Nordeste.
não interessava incorporar a cidadania [...]. Demo- d) o pleno enquadramento do Brasil às exigências
cracia e liberalismo excludente: eis o que resume o do capitalismo inglês, ao qual o país se mantinha
espírito do regime político em vigor no Brasil entre cada vez mais atrelado.
1889 e 1930. e) o predomínio das oligarquias dos grandes Estados,
Sonia Regina Mendonça, In: LINHARES, M. J. História geral do Brasil, que procuravam assegurar a supremacia do setor
Rio de Janeiro: Campus, 1990, p. 229. agrário-exportador.

94
96. UFG-GO 98. UFMG
Conheci ali o doutor Xavier Almeida, figura respeitável, Na Bruzundanga, como no Brasil, todos os represen-
um coronel formado em direito, ex-Presidente do Esta- tantes do povo, desde o vereador até o presidente
do, vivendo da saudade do passado, e sob o impacto, da República, eram eleitos por sufrágio universal e,
que o tempo amainou mas não destruiu, da rasteira que lá, como aqui, de há muito que os políticos tinham
o senador Totó Caiado lhe havia dado na política. conseguido quase totalmente eliminar do aparelho
ROSA, Joaquim. Por esse Goiás afora, eleitoral este elemento perturbador – “o voto”. Jul-
Goiânia: Cultura Goiana, 1974, p.61.
gavam os chefes e capatazes políticos que apurar
O trecho anterior, do memorialista Joaquim Rosa,
os votos dos seus concidadãos era anarquizar a
relata tanto sua passagem pela cidade de Morrinhos,
instituição e provocar um trabalho infernal na apu-
em 1925, quanto os conflitos políticos em Goiás, na
época da revolução de1909. Assim, o coronelismo, na ração porquanto cada qual votaria em um nome,
Primeira República (1889 - 1909), foi um fenômeno visto que, em geral, os eleitores têm a tendência
político brasileiro que envolveu proprietários rurais cujo de votar em conhecidos ou amigos. Cada cabeça,
poder local apoiava-se no clientelismo. Com base no cada sentença; e para obviar os inconvenientes
exposto, julgue os itens abaixo. de semelhante fato, os mesários de Bruzundanga
( ) Um exemplo típico do poder local dos “coronéis do lavravam as atas conforme entendiam e davam
sertão” localizou-se no interior da região Nordeste, votações aos candidatos, conforme queriam. (…)
em torno do rio São Francisco, onde eles exerce- Às vezes semelhantes eleitores votavam até com
ram seu poder por intermédio de bandos armados nome de mortos, cujos diplomas apresentavam aos
– os jagunços. mesários solenes e hierárquicos que nem sacerdotes
( ) José Leopoldo de Bulhões Jardim, chefe político de antigas religiões.
goiano, ministro da Fazenda por duas vezes e Barreto, Lima. Os Bruzundangas.
senador federal até 1918, foi acusado pelos grupos Todas as alternativas contêm afirmações que confir-
de oposição de impedir o progresso de Goiás na mam o comportamento eleitoral criticado na sátira de
questão da via férrea. Lima Barreto, exceto:
( ) O governador Xavier de Almeida (1901-1906) im- a) O domínio político dos coronéis rurais garantia a
plantou um sistema de arrecadação de rendas que mecânica eleitoral fraudulenta operada através do
beneficiou os pecuaristas exportadores de gado, voto de curral.
o que resultou num apoio político a seu governo
b) O interesse das elites agrárias e a exclusão das
por parte dos coronéis interioranos ligados a essa
demais classes sociais da política estavam garan-
atividade econômica.
tidos nesse sistema político-eleitoral.
( ) Em Goiás, a oligarquia sediada na capital controlou
c) O sistema eleitoral descrito como corrupto estava
a política e a administração estaduais, representou
o Estado no plano nacional, reconheceu e garantiu na base da política dos governadores, posta em
o poder das chefias locais, como foi o caso dos prática pelas oligarquias na chamada República
coronéis de Morrinhos e Porto Nacional. Velha.
d) O sistema eleitoral fraudulento foi consolidado,
97. UFBA no fim dos anos 20, através da ação decisiva da
Assinale as proposições corretas, some os números a Aliança Liberal.
elas associados e marque no espaço apropriado. e) O voto de cabresto era uma forma de manipulação
Com base nos conhecimentos sobre a chamada Re- do eleitorado, seja através da compra de voto, seja
pública Velha, conclui-se: através da troca de voto por favores.
01. Com a Proclamação da República e conseqüente
desenvolvimento industrial, o Brasil conseguiu 99. Vunesp
desvincular-se das amarras do capitalismo inter- Entendi que não era lícito assistir indiferentemente a
nacional. esta luta [política na Câmara Federal], cujos resultados
02. Apesar de o regime republicano ser juridicamente poderiam acarretar a ruína da República. Dirigi-me
representativo, o poder era controlado pelos gran- para este fim aos governadores dos estados, onde
des proprietários rurais, que, através dos coronéis, reside iniludivelmente a força política deste regime.
manipulavam a máquina eleitoral. (…) Outros deram à minha política a denominação
04. Esse período caracterizou-se pelo equilíbrio entre de política dos governadores. Teriam acertado se
o poder central e os estados da federação. dissessem política dos estados.
08. A existência de um mercado interno dinâmico, Campos Sales: Da propaganda à República
resultante do crescimento da produção agrícola e
industrial nas diferentes regiões do país, resultou A partir do texto acima, explique o fenômeno político
na melhor distribuição de rendas, nesse período. denominado “política dos governadores” e relacione
algumas de suas conseqüências para a República
16. As divisões e disputas pelo poder, entre as próprias
oligarquias dominantes, foram fatores decisivos Velha.
PV2D-06-HIB-34

para a derrocada dessa fase republicana.


Some os números dos itens corretos.

95
100. Unicamp-SP (modificado) A caricatura acima, publicada inicialmente em 1904,
Em 1897 foi inaugurada a cidade de Belo Horizonte, refere-se à vacinação obrigatória, que foi uma impor-
considerada a mais importante cidade planejada do tante motivação para a Revolta da Vacina.
fim do século XIX no Brasil. Seu desenho era regular Este movimento se apresentou como resultado de:
como um tabuleiro de xadrez. Ao substituir Ouro Preto, a) imposição de uma política sanitarista pelo Es-
a cidade almejava atender aos antigos objetivos de se tado.
criar uma nova capital que expressasse os ideais de b) apelo da população por melhores condições de
um Brasil republicano. vida.
a) Que ideais do Brasil republicano estavam expres- c) reação do povo desinformado ao poder civilizatório
sos na criação da cidade de Belo Horizonte? das elites.
b) Que paralelos podem ser estabelecidos com a d) valorização das problemáticas da área de saúde
criação da cidade de Brasília? pelo Congresso Nacional.

101. UERJ 103. FEI-SP


Não seria exagero dizer que a cidade do Rio de Ja-
neiro passou, durante a primeira década republicana,
pela fase mais turbulenta de sua existência. Grandes
transformações de natureza econômica, social, polí-
tica e ideológica, que se gestavam há algum tempo,
precipitaram-se com a mudança do regime político e
lançaram a capital em febril agitação, que só começaria
a ceder ao final da década.
Carvalho, José Murilo de. Os bestializados:
o Rio de Janeiro e a República que não foi.
Dentre os movimentos populares que agitaram
o Rio de Janeiro no início do século, um desta-
cou-se: aquele que vinha contrariar a política de
saneamento e de reurbanização da cidade, com a
demolição dos cortiços e quiosques do centro. Esse
NOVAES, Carlos E. e LOBO, César. História do Brasil
para principiantes. São Paulo: Ática, 1999. movimento foi:
Pode-se relacionar a charge acima à seguinte ação a) a Revolta da Chibata.
econômica empreendida na República Velha: b) a Revolta de Canudos.
a) compra de excedentes dos cafeicultores pelo go- c) o movimento do Contestado.
verno federal. d) a Revolta da Armada.
b) concessão de moratória a fazendeiros para can- e) a Revolta da Vacina.
celamento das dívidas.
c) limitação do crédito à expansão cafeeira decorren- 104. PUC-RJ
te do encilhamento. Há poucos dias as picaretas, entoando um hino
d) desvalorização do café pela troca de favores entre jubiloso, iniciaram os trabalhos da construção da
os governos estaduais e o federal. Avenida Central, pondo abaixo as primeiras casas
condenadas.
102. UERJ Olavo Bilac. Revista Kosmos, março de 1904.

No Largo do Depósito, onde já chegavam as forças


em seu avanço, travava-se um tremendo tiroteio.
Numerosos mortos e feridos. Notabilizou-se pela sua
bravura um negro de porte e musculatura de atleta
– Pata Negra. Era o chefe da sedição no bairro.
Jornal do Comércio, 16 de novembro de 1904.

Os textos acima referem-se a dois acontecimentos


significativos ocorridos na cidade do Rio de Janeiro,
na primeira década do século XX. Foram eles, res-
pectivamente:
a) a Proclamação da República e a Revolta da Vaci-
na.
b) o Encilhamento e a Revolta da Armada.
c) a Reforma Urbana e a Revolta da Vacina.
d) a construção do Palácio Monroe e a Revolta de
Canudos.
e) a campanha contra a febre amarela e a destruição
Nosso século. Volume I. 1985. dos cortiços.

96
105. UFSCar-SP Considere as seguintes afirmações a respeito do movi-
Observe as duas imagens do Morro do Castelo, na mento social acima referido, ocorrido em 1904.
cidade do Rio de Janeiro. I. Entre as motivações da revolta, destacou-se a
resistência popular ao cumprimento da vacinação
obrigatória contra a varíola, o que levou à ocorrên-
cia de uma série de distúrbios e manifestações
violentas no centro da cidade do Rio de Janeiro.
II. A revolta foi insuflada pelos remanescentes da
oposição jacobina e positivista, que tentaram
instrumentalizar a insatisfação popular, a fim de
derrubar o governo.
III. Apesar de ter sido derrotado, o movimento pro-
vocou a desestabilização do regime republicano,
na medida em que ocasionou uma profunda crise
econômica, resolvida somente com a assinatura
do funding-loan.
Quais estão corretas?
a) Apenas I.
b) Apenas III.
c) Apenas I e II.
d) Apenas I e III.
e) Apenas II e III.

107.
Com relação à política econômica, o acontecimento
A. Malta. mais importante ocorrido no governo de Rodrigues
Alves foi:
Considerando as duas imagens, afirma-se que o Rio
a) A Revolta da Vacina.
de Janeiro passou por reformas urbanas no início da
República: b) O Tratado de Petrópolis.
I. para que fossem destruídas as referências arqui- c) O Convênio de Taubaté.
tetônicas das construções do poder imperial e a d) A Revolta da Chibata.
República pudesse impor seu estilo à cidade; e) A Campanha Civilista.
II. por conta da falta de saneamento e do adensa-
108. Unicamp-SP
mento populacional que favoreceram surtos de
doenças, como a febre amarela e a varíola; Inaugurado em 1869, o teatro Amazonas, em Manaus,
foi construído com materiais e ornamentos quase todos
III. porque as autoridades consideravam essa área de
importados da Europa. Com 700 lugares e uma luxuosa
residências populares um “atraso”, uma “feiúra” e
decoração com mármores, espelhos e estátuas, o teatro
uma “desordem”, que devia ser substituída pela
era uma prova da riqueza dessa região durante o final
“beleza” e a “civilização”;
do século XIX e a primeira década do século XX.
IV. para, nessa área, serem construídos jardins, pra-
a) Que produto caracterizou a riqueza dessa região,
ças e prédios públicos modernos;
e qual era sua utilização?
V. com o objetivo de construir um porto e um trecho b) O que explica a decadência de sua produção a
de estrada de ferro que ligasse a cidade à prospera partir da década de 1920?
economia do café do Vale do Paraíba.
c) Por que a construção de um teatro tão luxuoso era
Das afirmações, estão corretas: importante naquele momento?
a) I, II e III.
b) I, III e V. 109. Fuvest-SP
c) II, III e IV. Do Convênio de Taubaté, em 1906, decorreu uma
d) II, IV e V. política de:
e) III, IV e V. a) incentivo à policultura, para atender aos interesses
dos pequenos proprietários.
106. UFRGS-RS b) valorização do café, com a intervenção direta do
Leia o parágrafo abaixo. Estado na economia cafeeira.
A Revolta da Vacina permanece como exemplo quase c) controle da produção açucareira pelas limitações
único na história do país de movimento popular de êxito do mercado consumidor.
baseado na defesa do direito dos cidadãos de não d) estímulo à produção cafeeira no vale do Paraíba
PV2D-06-HIB-34

serem arbitrariamente tratados pelo governo. e no sul de Minas Gerais.


CARVALHO, José Murilo de. Os bestializados. e) reestruturação da economia paulista, sem a inter-
São Paulo: Companhia das Letras, 1987, p. 139.
venção governamental.

97
110. Mackenzie-SP 113. Unicamp-SP
A Amazônia viveu um sonho transitório de riqueza O comentário crítico a seguir, de Lima Barreto, refere-
graças à borracha. se à reforma urbana ocorrida no Rio de Janeiro, no
Boris Fausto
princípio do século. Pelas palavras do escritor, qual era
a finalidade política e social daquela reforma?
A respeito desse período, cujo auge está entre 1898 Vê-se bem que a principal preocupação do atual gover-
e 1910, é correto afirmar que: nador do Rio de Janeiro é dividi-lo em duas cidades:
a) as atividades econômicas da região sofreram uma será a européia e a outra indígena.
enorme diversificação, gerando um crescimento
sustentável após o declínio da borracha. 114. UFMG
b) ocorreu considerável crescimento da população Revolta da Vacina é o nome pelo qual ficou conhecido o
urbana e intensa migração, sobretudo do Ceará, conjunto de manifestações populares ocorridas, no Rio
estado fortemente atingido pela seca. de Janeiro, no início do século XX, em oposição a lei
de vacinação obrigatória contra a varíola. Os conflitos,
c) as condições de vida do seringueiro, em função da
ocorridos a partir de novembro de 1904, tinham como
expansão dessa atividade econômica, melhoraram
um dos principais pontos de tensão a oposição entre
sensivelmente. alguns interesses de diferentes setores da população
d) a experiência da Fordlândia resultou em sucesso e as políticas que se implementavam no alvorecer da
e seu modelo foi estendido para outras áreas República no Brasil.
amazônicas de cultivo da borracha. Considerando-se esse movimento, é correto afirmar
e) as elites de Belém e Manaus incorporaram con- que os revoltosos:
quistas da modernidade, tais como eletricidade, a) almejaram a restauração da monarquia, que,
saneamento, transportes urbanos, que atingiram embora aristocrática em suas bases, não havia
todos os segmentos sociais. chegado, ao longo do século XIX, a tão exacerbado
ato de autoritarismo.
111. Fuvest-SP b) lutavam contra o progresso, que, segundo o en-
A caricatura de Oswaldo Cruz refere-se a um fato, tendimento da época, inevitavelmente acentuaria o
relacionado com o processo de urbanização da cidade processo de exclusão social já vigente na Primeira
do Rio de Janeiro no início do século XX. República.
c) pretendiam a deposição do presidente da Repú-
blica, membro da oligarquia paulista e autor da
medida autoritária que implementou a vacinação
obrigatória em todo o país.
d) sustentavam a necessidade de se resguardarem
aspectos da vida privada e da moralidade da po-
pulação, que julgavam ameaçados pela política de
Saúde Pública.
e) reconheciam na vacinação o fim das liberdades
individuais.

115. UFRJ
Flutuações (%) da participação do café na pauta de
a) Identifique esse fato. exportações do Brasil, 1889-1929
b) Comente as suas repercussões políticas.

112. Mackenzie-SP
Morra a polícia! Abaixo a vacina (...)
O trecho do livro Os bestializados se reporta à rea-
ção popular que gerou a Revolta da Vacina, cujo(s)
antecedente(s):
a) foi a intensa participação política dos setores
populares beneficiados com a proclamação da
República.
FREIRE, Américo et al. História em curso (o Brasil e suas relações
b) foi a insatisfação do povo com o governo Rodrigues com o mundo ocidental). Rio de Janeiro, Editora do Brasil:
Alves, que anulou as grandes conquistas econô- FGV/CPDOC, 2004, p.257.
micas do governo anterior de Campos Sales. A tabela acima mostra que, durante a República Velha,
c) foi a redução de obras públicas do governo Rodri- o café era o principal produto da pauta de exportações
gues Alves, provocando desemprego. do Brasil. O chamado Convênio de Taubaté (1906)
d) foram os métodos arbitrários do governo usados na proveu os cafeicultores de importantes mecanismos
urbanização e no saneamento do Rio de Janeiro, para a continuidade da hegemonia do café dentre os
aliados à oposição militar. produtos exportados pelo Brasil.
e) foi o fracasso do Dr. Oswaldo Cruz na erradicação Cite duas iniciativas estabelecidas pelo Convênio de
da febre amarela e peste bubônica, gerando a Taubaté que visavam à valorização dos preços do café.
revolta popular.
98
116. Fuvest-SP a) a importância para a economia mundial;
Não é por acaso que as autoridades brasileiras rece- b) onde a borracha era produzida;
bem o aplauso unânime das autoridades internacio- c) a situação das classes sociais;
nais das grandes potências, pela energia implacável d) os motivos para a decadência.
e eficaz de sua política saneadora [...]. O mesmo se
dá com a repressão dos movimentos populares de 119. FGV-SP
Canudos e do Contestado, que no contexto rural [...] A cidade é um monstro onde as epidemias se alber-
significavam praticamente o mesmo que a Revolta da gam dançando sabats magníficos, aldeia melancólica
Vacina no contexto urbano. de prédios velhos e alçapados, a descascar pelos
Nicolau Sevcenko. A Revolta da Vacina. rebocos, vielas sórdidas cheirando mal.
De acordo com o texto, a Revolta da Vacina, o mo- Nosso século. São Paulo: Abril Cultural/Círculo do Livro, 1985

vimento de Canudos e o do Contestado foram vistos Era dessa forma que o jornalista Luiz Edmundo des-
internacionalmente como: crevia o Rio de Janeiro no começo do século XX. De
a) provocados pelo êxodo maciço de populações fato, em 1904 eclodia na cidade a chamada Revolta da
saídas do campo rumo às cidades logo após a Vacina. Essa rebelião popular foi provocada:
abolição. a) pelo profundo descontentamento com a epidemia
b) retrógrados, pois dificultavam a modernização do de dengue que afligia a cidade.
país. b) pela decisão do governo de limitar a importação
c) decorrentes da política sanitarista de Oswaldo de vacinas contra a febre amarela.
Cruz. c) pela recusa do governo de promover a vacinação
d) indícios de que a escravidão e o império chegavam contra a peste bubônica.
ao fim para dar lugar ao trabalho livre e à Repúbli- d) pelo cancelamento da vacinação contra a paralisia
ca. infantil.
e) conservadores, porque ameaçavam o avanço do e) pelo decreto que tornava obrigatória a vacinação
capital norte-americano no Brasil. contra a varíola.
117. Mackenzie-SP 120. UFPR
Com relação ao desenvolvimento das lavouras de No início do século XX, a cidade do Rio de Janeiro,
borracha e de cacau durante a República Velha (1894- capital da República, tinha uma população próxima a
1930), podemos destacar alguns traços semelhantes.
1 milhão de habitantes, sendo na sua maioria homens
Assinale a alternativa que os contém.
pobres remanescentes do sistema escravocrata. No
a) Ambas produziram enormes riquezas, que favo- mesmo momento, a dinâmica do mercado internacional
receram diretamente os setores nacionais ligados apontava para uma rápida modernização econômica
à exportação desses produtos, contrariando os
e política no país, havendo assim uma forte tensão
interesses estrangeiros.
social. Sobre o assunto, é correto afirmar:
b) Tanto a decadência da área cacaueira quanto a da
( ) Diante desse novo fator social, as autoridades bra-
seringalista foram conseqüência da concorrência
sileiras proibiram rituais religiosos e manifestações
estrangeira, que passou a utilizar técnicas mais
culturais associados à tradição negra (a prática da
desenvolvidas para obter tais produtos.
capoeira, por exemplo), como forma de controle
c) Em ambas, o problema relacionado à falta de mão- sobre a cultura popular.
de-obra para esses cultivos foi solucionado por
( ) Para atender às novas demandas sociais, implan-
meio de um incentivo migratório. Os trabalhadores
tou-se nessa época um sistema de atendimento
eram atraídos pelos altos salários oferecidos.
social e trabalhista, com a criação da Consolidação
d) A possibilidade de tornar-se proprietário de terras
das Leis do Trabalho (CLT).
e a chance de enriquecimento rápido nessas áre-
as de produção exerceram um enorme fascínio, ( ) A incipiente industrialização aproveitou-se da exis-
responsável pelo fluxo imigratório europeu. tência de mão-de-obra excedente; o número de
e) Tanto na extração da borracha quanto na produção contratações cresceu, a criação de sindicatos foi
do cacau, houve preocupação em reinvestir parte estimulada, e com isso impôs-se um ordenamento
do lucro na aquisição de novas áreas de cultivo e à questão social.
na aquisição de máquinas que pudessem benefi- ( ) O governo brasileiro promoveu uma política oficial
ciar a produção. de transferência do excedente de mão-de-obra
para as colônias agrícolas e de povoamento, no
118. Sul do país.
(...) o seringueiro, ao fim da safra, está sempre a dever ( ) Sem infra-estrutura e saneamento básico, a cida-
ao patrão e, quase irremissivemente, passa de um de do Rio de Janeiro era um ambiente favorável
para outro carregado de dívidas, que a estes o julguem à disseminação de doenças infectocontagiosas,
como se fora escravo. como a varíola e a febre amarela. A situação obri-
PV2D-06-HIB-34

Jornal do Commércio, 1915. gou o governo a iniciar campanhas de vacinação


compulsória, fato que provocou reações populares,
Caracterize o chamado “ciclo da barracha” durante a
como a Revolta da Vacina, em 1904.
República Velha, destacando:
99
( ) O projeto ideológico da modernização e higieni- A modernização do Rio de Janeiro, em fins do século
zação das cidades levou o governo a colocar em XIX e início do século XX, ocorreu sobretudo por ser a
prática um programa nacional de influência posi- cidade o principal centro político e econômico do País.
tivista de ampliação da cidadania, que consistia A partir daí, o progresso esteve sempre relacionado às
na criação das chamadas Casas dos Pobres. Era possibilidades de desenvolvimento cultural e de entre-
uma espécie de asilo e local de trabalho que tinha tenimento. Contudo, nem sempre a busca do progresso
a finalidade de retirar da cidade todos os mendigos, e da civilização trouxe benefícios para a população
prostitutas, menores abandonados etc., colocando- mais pobre do Rio de Janeiro. Atualmente, problemas
os num espaço de cidadania controlada. relativos ao crescimento urbano desordenado e à
( ) O crescimento da massa de homens pobres e falência dos serviços vêm dificultando a manutenção
desempregados na cidade do Rio de Janeiro pode da denominação de “cidade maravilhosa”.
ser explicado, entre outros fatores, pela decadên- a) Assinale uma conseqüência negativa para a
cia da economia do café no Vale do Paraíba, pela população de baixa renda, derivada da reforma
abolição da escravidão e pelo ingresso de traba- urbanística desenvolvida pelo prefeito Pereira
lhadores europeus. Esses três fatores contribuíram Passos (1903-1906).
para o aumento não só da exclusão da população b) Recentemente, o Rio de Janeiro não conseguiu o
pobre do mercado de trabalho como também da aval do Comitê Olímpico Internacional para sediar
marginalidade na cidade. as Olimpíadas de 2004, apesar da mobilização de
diversos segmentos da mídia, sociedade e gover-
121. Unicamp-SP no. Identifique duas razões relativas aos serviços
A Amazônia selvagem sempre teve o dom de im- públicos da cidade que possam ter prejudicado a
pressionar a civilização distante. Desde os primeiros candidatura do Rio.
tempos da Colônia, as mais imponentes expedições e
solenes visitas pastorais rumavam de preferência às 124. Unicamp-SP
suas plagas desconhecidas. Para lá, os mais venerá- Sobre a reforma urbana do Rio de Janeiro, ocorrida
veis bispos, os mais garbosos capitães-generais, os entre fins do século XIX e início do XX, o literato Lima
mais lúcidos cientistas. Barreto comentou:
Euclides da Cunha. À margem da História: De uma hora para outra, a antiga cidade desapareceu e
São Paulo. Cultrix, 1975. p. 32. outra surgiu como se fosse obtida por uma mutação de
a) Explique como ocorreu a ocupação da Amazônia teatro. Havia mesmo na coisa muito de cenografia.
desde o período colonial até o século XIX. Lima Barreto, Os Bruzundangas, em Obras de Lima Barreto.
São Paulo: Brasiliense, 1956, p. 106.
b) Caracterize a principal atividade econômica da
Amazônia, entre o final do século XIX e as primei- a) Cite uma atividade política e uma econômica que
sustentaram a importância da cidade do Rio de
ras décadas do século XX, mencionando as razões
Janeiro nesse período.
de sua importância internacional.
b) Identifique duas mudanças urbanas realizadas pelo
122. Fuvest-SP prefeito Pereira Passos na reforma mencionada.
Sobre as reformas urbanas do começo do século, no c) Explique a razão pela qual o ideário burguês,
Brasil, podemos afirmar que: cosmopolita e republicano, tinha necessidade
a) foram inspiradas pelas reformas de Londres e de condenar o passado colonial do Rio de Ja-
Nova Iorque, na segunda metade do século XIX. neiro.
b) tiveram uma preocupação com a preservação
das construções coloniais, símbolos de nossa 125. Fuvest-SP
história. Domesticada politicamente, reduzido seu peso político
c) deslocaram as populações pobres e de baixa renda pela consolidação do sistema oligárquico, à cidade
para as áreas reformadas. pôde ser dado o papel de cartão postal da República.
d) causaram pequeno impacto sobre os centros Entrou-se cheio no espírito francês da belle époque,
urbanos das principais cidades brasileiras. que teve seu auge na primeira década do século [...].
e) tiveram por objetivo modernizar as cidades, abrin- Mais que nunca, o mundo literário voltou-se para Pa-
do avenidas e melhorando os serviços urbanos. ris, os poetas sonhavam viver em Paris e, sobretudo,
morrer em Paris. Com poucas exceções, como o
123. UERJ mulato Lima Barreto e o caboclo Euclides da Cunha,
Rio... Uma nova paisagem urbana se descortinava. os literatos se dedicaram a produzir para o sorriso da
Cores, luxo e sensações novas se anunciavam e se elite carioca, com as antenas estéticas voltadas para
mesclavam às misérias também trazidas pelo progresso. a Europa.
Tempo de novos afazeres. O Rio de Janeiro se moder- José Murilo de Carvalho, Os bestializados.
nizava e clamava por sua inserção no mundo civilizado. Levando em conta o texto:
Buscando o progresso, a cidade descobria uma nova
maneira de ser. Reproduzindo os padrões europeus, a a) caracterize o significado da Capital Federal (RJ)
capital federal debruçava-se sobre o mundo dos lazeres nas primeiras décadas da República.
e expandia suas possibilidades de buscar o prazer. b) Por que Lima Barreto e Euclides da Cunha foram
Menezes, Lená Medeiros de. Os estrangeiros e o comércio do prazer considerados exceções pelo autor?
nas ruas do Rio (1890-1930).

100
126. UEL-PR e) a formação de um mercado comum na América
…essa foi a época em que, numa palavra, a antiga Latina para favorecer o seu desenvolvimento
colônia segregada e vegetando na mediocridade do iso- econômico.
lamento se moderniza e se esforça por sincronizar sua
atividade com o mundo capitalista contemporâneo. 130. Fuvest-SP
No Brasil, a época a que o texto se refere está asso- A “Campanha Civilista”, desenvolvida durante a pre-
ciada com: paração da sucessão presidencial de Nilo Peçanha,
a) café, imigração e urbanização. está ligada à figura de:
b) algodão, manufatura e exportação. a) Campos Sales. d) Davi Campista.
c) ouro, escravidão e ruralização. b) Prudente de Morais. e) Washington Luís.
d) tabaco, meação e industrialização. c) Rui Barbosa.
e) açúcar, parceria e abolição.
131. Unicamp-SP
127. Vunesp São Paulo é uma cidade moderna, com todos os
defeitos e qualidades inerentes às cidades que se
Completaram-se, ontem e hoje, 99 anos da reunião
desenvolvem muito rapidamente. Desigualdades
dos presidentes de São Paulo, Minas e Rio de Janeiro
nas edificações e nos arruamentos, irregularidades
que culminou no Convênio de Taubaté. A primeira
nas construções realizadas sem plano premeditado.
crise global de café foi provocada pela triplicação da
Grandes superfícies habitadas sem os indispensáveis
produção brasileira da década de 1980 - de 5,5 milhões
melhoramentos reclamados pela higiene. Grandes
a 16,3 milhões de sacas (...)
espaços desocupados ou muito irregularmente utiliza-
Folha de S.Paulo, 27.02.2005.Adaptado.
dos, e a par de tudo isso uma população que triplicou
Do Convênio de Taubaté, origina-se a Política de em dez anos. Grande movimento, muito comércio,
Valorização do Café, que se constituiu: extraordinária valorização do solo e das edificações e
a) na isenção tributária sobre todas as mercadorias e clima naturalmente bom.
serviços relacionados com o café, com o transporte Essas informações estão no Relatório da Comissão
ferroviário. de Saneamento das Várzeas, São Paulo 1890-1891,
b) na proibição de se plantar novos cafeeiros no prazo e dizem respeito às profundas transformações que
mínimo de 10 anos, até a produção igualar-se ao ocorriam na cidade, há cem anos.
consumo externo. a) Qual a principal transformação nas atividades
c) no acordo entre todos os países produtores e econômicas de São Paulo, naqueles anos, res-
exportadores de café de diminuírem a produção ponsável por essas mudanças apresentadas no
em 25% em 5 anos. Relatório?
d) no controle dos preços do café por meio da compra b) Relacione essas mudanças ao crescimento da
da produção excedente, por parte dos governos população, indicando sua composição e origem.
estaduais.
132. Fatec-SP
e) na criação de um imposto sobre cada saca de café
exportada e no incentivo à criação de fazendas de O Convênio de Taubaté, (1906), que consistia numa
café no Espírito Santo. política de “valorização” da economia, caracterizou-
se por:
128. PUC-SP a) ser um programa de diversificação da agricultura.
Tendo em vista o processo de transformação da vida b) uma intervenção do governo no mercado cafei-
social e econômica, no Sudeste brasileiro, no final do cultor, comprando o excedente do café, a fim
século XIX e início do século XX, relacione o desen- de restabelecer o equilíbrio entre a oferta e a
volvimento e a expansão da economia cafeeira aos procura.
seguintes aspectos: c) incentivar a policultura para atender aos interesses
a) imigração européia; dos pequenos proprietários.
b) crescimento das cidades. d) levar o governo a comprar o excedente do café,
com as divisas provenientes das exportações.
129. FCC-SP e) estimular a produção cafeeira na Vale do Paraíba
Durante o governo de Afonso Pena (1906-09), o Brasil e no sul de Minas Gerais.
fez-se representar na Segunda Conferência Interna-
cional de Paz, em Haia (1907), por Rui Barbosa, que 133. FAAP-SP
defendeu: Nome dado à campanha eleitoral de Rui Barbosa à
a) a ampliação do mar territorial a fim de proteger as presidência da República, opondo-se à candidatura do
nações subdesenvolvidas. marechal Hermes da Fonseca. Rui era contra militares
b) a política pan-americana exposta na doutrina na presidência da República.
elaborada na presidência de Monroe. a) Política Interna
PV2D-06-HIB-34

c) o princípio da igualdade de direitos das pequenas b) Questão Militar


nações em relação às grandes potências. c) Campanha Civilista
d) a criação de uma instituição nos moldes da Liga d) Convênio de Taubaté
das Nações para garantia da paz mundial. e) Política das Salvações
101
134. preços externos em alta, evitando a falência dos
produtores que recebiam preços mínimos como
O que significou a federalização do Convênio de
quota de sacrifício para enfrentar as crises.
Taubaté?
138.
135. UFOP-MG
Durante a gestão presidencial de Nilo Peçanha (1909- A Campanha Civilista significou a candidatura de Rui
1910) ocorreu: Barbosa, em oposição a Hermes da Fonseca. Sobre
a) a aprovação do Convênio de Taubaté. o tema, responda ao que se pede.
b) a criação da Funai. a) Por que o termo campanha civilista?
c) a Campanha Civilista. b) O que significou?
d) a Política das Salvações. 139. UFPR
e) a urbanização e o saneamento da capital. O café continuava a reinar absoluto no cenário político
e econômico do país. A monarquia tinha acabado, mas
136. UFRGS-RS
o café manteve a “majestade” na Republica, como o
Uma das bases da dominação política das oligarquias grande centro dinâmico da econonmia (...). Se o café
regionais durante a República Velha era o coronelismo. era o pólo dinâmico da economia nacional nesse
Em relação às práticas coronelistas, leia as afirmativas início de século, não era, entretanto, a única ativida-
abaixo. de importante do setor primário exportador. Açúcar,
I. O coronel era o chefe político local, utilizava-se de algodão, cacau e borracha – esta, especialmente
estratégias paternalistas de controle social e era – tinham também participação significativa na pauta
responsável pela manipulação do seu “curral elei- de exportações.
toral”, que deveria ser fiel aos candidatos oficiais TEIXEIRA, F.M.P. História concisa do Brasil.
nas eleições. São Paulo: Global, 1993, pp.213 e 218.
II. Para garantir o seu domínio político, o coronel Sobre a economia brasileira na passagem do século
recorria a mecanismos de consulta popular essen- XIX para o XX, coloque V para as questões verdadeiras
cialmente democráticos e participativos, tais como e F para as falsas.
plebiscitos e assembléias. ( ) No início do século XX, ocorreram crises de su-
III. Embora na atualidade o Estado brasileiro não seja perprodução de café, geralmente solucionadas
formalmente oligárquico, as práticas coronelistas por meio de medidas governamentais, como a
das oligarquias continuam perceptíveis, principal- sustentação de um preço mínimo e a compra de
mente nas regiões de menor desenvolvimento excedentes.
econômico do país.
( ) A borracha foi um produto de exportação de cres-
Quais estão corretas? cente destaque. Sua extração estava concentrada
a) Apenas III. na Amazônia e propiciou um progresso rápido
b) Apenas I e II. porém efêmero naquela região, pois a produção
c) Apenas I e III. foi rapidamente suplantada pela de regiões como
a Malásia, o Ceilão e a Indonésia.
d) Apenas II e III.
( ) O algodão brasileiro, cultivado na região Sudeste,
e) I, II e III.
assumiu a liderança do mercado internacional na
137. PUC-SP virada do século, em virtude da retratação desse
produto nos Estados Unidos e na Inglaterra no pe-
A economia brasileira na Primeira República baseava-
ríodo que antecede a Primeira Guerra Mundial.
se essencialmente nos produtos agroexportadores. O
café era o primeiro na balança de comércio e, conforme ( ) Depois de um longo período de decadência, o açú-
sofria concorrência, seu preço sofria oscilação no mer- car brasileiro reassumiu a liderança no mercado
cado mundial. Para evitar essas oscilações e defender- internacional, graças às inovações tecnológicas
se contra as crises, os produtores resolveram: implementadas nas usinas e à utilização intensiva
de mão-de-obra imigrante.
a) continuar plantando sem qualquer limite, controle
e regulamentação. ( ) O cacau teve produção expressiva, concentrada,
à época, no sul da Bahia. Sua importância para a
b) exigir do Estado regulamentação da produção para
história da sociedade e da cultura baianas pode ser
evitar a especulação e o ágio.
captada na leitura de romances de Jorge Amado,
c) aplicar agrotóxicos para evitar as epidemias que como Gabriela, cravo e canela.
influenciavam nas crises.
( ) A indústria brasileira passou por profundas trans-
d) abandonar a produção para que o Estado a esti- formações no final do século XIX, notadamente
mulasse mais e ampliasse seus lucros. no que diz respeito à adoção de uma política de
e) articular-se com o Estado para comprar os esto- Estado visando a garantir infra-estrutura e finan-
ques excedentes e armazená-los, para que fossem ciamento para a formação de um parque industrial
colocados no mercado quando houvesse falta do voltado para o mercado internacional.
produto. Dessa forma, ganhariam mantendo os

102
140. Mackenzie-SP 04. os imigrantes europeus vinham para o Brasil com
A política desencadeada pela cafeicultura paulista, a finalidade de investir recursos, a poupança que
ao estimular e promover intensamente a imigração haviam adquirido em seus países de origem, e
em proporções bem superiores às possibilidades de tinham a intenção de retornar às suas pátrias, após
fazerem fortuna.
emprego no campo, favoreceu muito o crescimento
da população urbana. Assim, em momentos de ge- 08. muitos imigrantes de primeira geração conse-
ada, pragas ou queda do preço do café, a evasão guiram concretizar seu sonho de acesso a uma
pequena propriedade, especialmente os que
dos colonos do campo era acentuada, provocando
colonizaram Santa Catarina.
acúmulo de despossuídos, envoltos num cotidiano de
16. entre as estratégias dos agenciadores de imigran-
longas jornadas de trabalho, desemprego, carestia
tes para ganharem mais dinheiro com a transfe-
e fome, falta de moradia, especulação, epidemias e
rência de colonos para outras fazendas, estava a
outros flagelos. de divulgar supostas arbitrariedades sofridas por
Maria Izilda de Matos, Âncora de emoções eles, tais como: atribuir-lhes as plantações mais
A respeito das relações entre imigração, cafeicultura improdutivas, enganá-los sobre a real quantidade
e valor da comercialização do café.
e desenvolvimento da indústria paulista, na segunda
Dê, como resposta, a soma das alternativas corretas.
metade do século XIX e primeira do XX, é incorreto
afirmar que:
142.
a) a indústria se desenvolveu, em grande parte,
devido ao dinamismo provocado pela economia Explique o lema do governo de Afonso Pena: “Governar
cafeeira. é povoar”.
b) a política adotada na época criou, por meio de
143. PUCCamp-SP
incentivos fiscais, um pólo industrial na cidade de
A marcha do povoamento:
São Paulo, o que, por volta de 1860, se transfor-
mou no principal fator de atração de mão-de-obra
estrangeira.
c) a indústria paulista do período produzia bens de
consumo não duráveis, que não exigiam tecnologia
sofisticada, substituindo bens similares importados.
d) a imigração estrangeira, estimulada para suprir a
economia cafeeira de mão-de-obra, aumentou o
número de trabalhadores livres no país.
e) parte dos lucros gerados na economia cafeeira foi in-
vestida em outros setores, inclusive no industrial.

141. UFMS
Principalmente a partir de meados do século XIX, o
Brasil passou a incentivar a vinda de imigrantes e a re-
cebê-los. O texto abaixo foi escrito por um imigrante.
Os colonos abaixo assinados vêm, por meio desta, Adaptado de José William Vesentini. Geografia: série Brasil.
São Paulo: Ática, 2003. p. 181
afirmar que sua situação está bem longe de ser tão
A área hachurada no mapa foi incorporada ao território
excelente e vantajosa quanto o prometiam as notícias brasileiro em 1903. Pode-se associar a essa incorpo-
divulgadas aqui e na Europa, que vivem sujeitos a ração o fato de que:
arbitrariedades de toda ordem e que sua situação é
a) as expedições dos bandeirantes, à procura de
em suma antes de lamentar do que de causar inveja. riquezas minerais, promoveram a ocupação da
(…) Ibicaba, 22 de dezembro de 1856 — seguida de província boliviana e garantiram a posse do terri-
92 assinaturas. tório pelo uti possidetis.
DAVATZ, Thomaz. Memória de um colono no Brasil,
b) era uma província boliviana habitada por nor-
Itatiaia, Edusp, p. 264
destinos que para lá migraram devido à seca, à
Sobre a vinda e a experiência dos imigrantes no Brasil, modernização da lavoura no Nordeste e ao surto
de meados do século XIX até a década de 1920, é da produção da borracha.
correto afirmar que: c) era interesse do Brasil estender seus domínios
até essa estratégica área, pertencente à Bolívia,
01. o Estado brasileiro subsidiava a vinda de imigran-
para controlar o mercado de couro, de sebo e de
tes, pois entendia que era uma forma de indenizar
especiarias da região
os fazendeiros pela perda do braço escravo e de
d) a expansão da pecuária no Nordeste e a coleta
ajudar na instituição do trabalho livre no Brasil.
das drogas do sertão na Amazônia determinaram a
02. o sistema de produção que se tentou inicialmente ocupação de territórios bolivianos pelos sertanejos
nos cafezais paulistas foi o de parceria, no qual nordestinos.
o colono tinha direito a até 80% da produção,
PV2D-06-HIB-34

e) a descoberta do ouro em locais vizinhos a essa


variando de acordo com o tamanho do cafezal, o área pertencente à Bolívia deu origem a um des-
que tornou possível o rápido enriquecimento de locamento maciço de habitantes de vários lugares
muitos imigrantes. do Brasil para a região.

103
144. Considerando-se o contexto intelectual e político do
início do século XX no Brasil, conclui-se que Euclides
Qual a importância da criação do Serviço de Proteção
da Cunha, a partir de uma perspectiva:
ao Índio (SPI), em 1910?
a) idealista, pregava a necessidade de o Brasil, por
145. Fuvest-SP meio de sua elite política, posicionar-se contra
Naquela época não tinha maquinaria, meu pai trabalha- a dominação de países pobres, a exemplo dos
va na enxada. Meu pai era de Módena, minha mãe era Estados Unidos de Roosevelt.
de Capri e ficaram muito tempo na roça. Depois a família b) positivista, defendia o uso do Direito Internacional
veio morar nessa travessa da avenida Paulista; agora como única forma de defesa dos países pobres
está tudo mudado, já não entendo nada dessas ruas. contra a agressividade natural dos mais ricos,
Esse trecho de um depoimento de um descendente de expressa no texto de Roosevelt.
imigrante, transcrito na obra Memória e sociedade, de c) racista, exaltava a superioridade dos Estados
Ecléa Bosi, constitui um documento importante para Unidos de Roosevelt, defendendo que o Direito
a análise: Internacional legitimasse juridicamente a interven-
a) do processo de crescimento urbano paulista no ção em países de raças supostamente inferiores,
início do século atual, que desencadeou crises como o Brasil, o Egito e o Marrocos.
constantes entre fazendeiros de café e indus- d) cientificista, alertava a elite política brasileira, a
triais. partir do texto de Roosevelt, sobre a necessidade
b) da imigração européia para o Brasil, organizada de o país construir meios de resistência eficazes
pelos fazendeiros de café nas primeiras décadas frente à realidade do imperialismo.
do século XX, baseada em contratos de trabalho e) romântica, elogiava o texto de Roosevelt como um
conhecidos como “sistema de parceria”. exemplo de defesa dos ideais de honra e virilidade
c) da imigração italiana, caracterizada pela contra- no mundo contemporâneo, então esquecidos pelas
tação de mão-de-obra estrangeira para a lavoura elites políticas brasileiras.
cafeeira, e do posterior processo de migração e
de crescimento urbano de São Paulo. 148. Cesgranrio-RJ
d) do percurso migratório italiano promovido pelos Início do século XX
governos italiano e paulista, que organizavam a
transferência de trabalhadores rurais para o setor
manufatureiro.
e) da crise na produção cafeeira da primeira década
do século XX, que forçou os fazendeiros paulistas
a desempregar milhares de imigrantes italianos,
acelerando o processo de industrialização.

146.
Descreva algumas das principais realizações do Mare-
chal Cândido Rondon no governo de Afonso Pena.

147. PUC-RS
Para responder à questão, considere o texto abaixo,
uma análise feita por Euclides da Cunha do livro O ideal Revista O malho, 29/10/1904.
americano, de Theodore Roosevelt, presidente dos
Estados Unidos no começo do século XX. (...) o Rio é uma cidade de cidades camufladas com
O ideal americano não é um livro para os Estados Unidos, governos misturados, camuflados, paralelos
é um livro para o Brasil. Os nossos homens públicos Sorrateiros ocultando comandos, comando de coman-
devem (...) decorar-lhe as linhas mais incisivas, como os do submundo oficial
arquitetos decoram as fórmulas empíricas da resistência Comando de comando submundo bandidaço, comando
dos materiais. É um compêndio de virilidade social e de de comando submundo classe média
honra política incomparável. Traçou-o (...) um fanático Comando de comando submundo camelô, comando
da força, um tenaz propagandista do valor sobre todos de comando submáfia (...)
os aspectos (...). Daí a sua utilidade, não nos iludamos. ABREU, Fernanda. Fawcett, Fausto e Laufer. Rio 40 graus.
Sla 2 Be Sample, EMI, 1992.
Na pressão atual da vida contemporânea, a expansão
Durante o século XX, alguns conflitos marcaram a vida
irresistível das nacionalidades deriva-se, como a de todas
as forças naturais, segundo as linhas de menor resistên- na cidade do Rio de Janeiro.
cia. A absorção de Marrocos ou do Egito, ou de qualquer a) A charge, onde se vê Oswaldo Cruz à frente da
uma outra raça incompetente, é (...) um fenômeno natural, tropa de agentes sanitários, retrata a Revolta da
e, diante dele, (...) o falar-se no Direito é extravagância Vacina. A esse respeito, explique esta aparente
idêntica a quem procura discutir (...) sobre a moralidade contradição: a recepção violenta da população às
de um terremoto.(...) Aprendamos, enquanto é tempo, Brigadas Sanitárias, cuja finalidade, em última ins-
esta admirável lição de mestre. tância, era o bem-estar daquela mesma população,
CUNHA, Euclides da. Contrastes e confrontos. através da erradicação de epidemias comuns no
Rio de Janeiro: Record, 1975, pp. 170-171. Rio de Janeiro da época.

104
b) No final do século XX e início do século XXI, as ten- O texto distingue a Canudos, de Antônio Conselheiro,
sões e conflitos no espaço urbano continuam no Rio do movimento de Joazeiro, no Ceará, liderado pelo
de Janeiro. Explique as principais causas dessas padre Cícero. Apesar das suas diferenças, percebe-
tensões no cotidiano das áreas metropolitanas. se pelas atitudes do padre Cícero que ele enfrentava
problemas semelhantes aos confrontados por Antônio
149. Unicamp-SP Conselheiro no interior da Bahia. Aos olhos de parcela
Em 1910, o crítico literário Sílvio Romero escreveu das elites brasileiras da época, sobretudo litorâneas,
sobre a década de 1870. Em sua perspectiva, alguns estes movimentos:
acontecimentos teriam feito surgir uma nova geração a) resultaram da reação da população brasileira à
de intelectuais brasileiros engajados no que ele con- corrupção da Igreja e ao Dogma da Infalibilidade
siderava como pensamento moderno. do Papa.
Para o autor, a Guerra do Paraguai mostrara os de- b) tinham propósitos distintos, porque padre Cícero
feitos de nossa “organização militar e o acanhado de era membro da Igreja e Antônio Conselheiro não
nossos progressos sociais, desvendando repugnante- era cristão.
mente a chaga da escravidão”. c) ameaçavam a hierarquia eclesiástica, a ordem
Adaptado de Ronaldo Vainfas (dir.), Dicionário do Brasil Imperial.
Rio de Janeiro: Objetiva, 2002, p. 309.
social no interior do país e a estabilidade do regime
político vigente.
a) Cite uma característica da geração de intelectuais d) exprimiam os ideais da civilização cristã na sua
de 1870. fase de maior desenvolvimento nas sociedades
b) Explique de que maneira a Guerra do Paraguai americanas.
“desvendava a chaga da escravidão”. e) eram liderados por políticos republicanos radicais,
c) Indique duas formas de engajamento dos intelec- insatisfeitos com os rumos tomados pelo gover-
tuais abolicionistas. no.

150. Fuvest-SP 153. UFPE


Diante de meu charuto muito doutor de lei ficou menor Marinheiros rebelados em 1910 no Rio de Janeiro
do que um anão de circo de cavalinho. contra os maus tratos na Marinha de Guerra (...). O
Ponciano de Azeredo Furtado, personagem criado por
líder era João Cândido. O Governo de Hermes da
José Cândido de Carvalho, em O coronel e o lobisomem. Fonseca, diante da ameaça de bombardeio sobre a
Tomando como referência o texto, identifique o capital federal (...) concedeu anistia aos revoltosos.
fenômeno nele retratado e explique suas raízes e Depois eles foram todos punidos. Muitos morreram.
permanências. João Cândido foi internado como louco.
Indique a alternativa que corresponde ao texto.
151. a) A Guerra do Contestado
Conhecido como o navegante negro; / Tinha a digni- b) A Revolta da Armada
dade de um mestre-sala;... c) A Revolta da Chibata
O fragmento acima é da música de João Bosco e Aldir d) A Coluna Prestes
Blanc, O mestre-sala dos mares, numa homenagem ao e) Os Dezoito do Forte de Copacabana
“Almirante Negro” que liderou a revolta dos marinheiros
em 1910 contra os castigos físicos e a discriminação 154. UEMG
por parte dos oficiais. O Jornal do Brasil de 8 de dezembro último traz fan-
O líder e a revolta a que se refere o texto são, res- tástica reportagem sobre um ex-marinheiro, Adolfo
pectivamente: Ferreira dos Santos, o Ferreirinha. Segundo o repórter
a) João Cândido e a Revolta da Chibata; Borges Neto, Ferreirinha, já com 98 anos, foi marinhei-
b) Osvaldo Cruz e a Revolta da Vacina; ro contemporâneo e admirador de João Cândido, o
líder da revolta contra o uso da chibata na Marinha. Até
c) o beato José Maria e a Revolta do Contestado;
aí nada demais. Não há surpresa também na revelação
d) Lampião e a Revolta de Juazeiro; de que Ferreirinha, como quase todos os marujos da
e) Giuseppe Garibaldi e as greves operárias de São época, levou marmelo no lombo. O extraordinário está
Paulo. no que segue. Disse Ferreirinha literalmente: “Mas
chicotadas e lambadas que levei quebraram meu gênio
152. Vunesp e fizeram com que eu entrasse na compreensão do
Padre Cícero, prontamente, jurou lealdade ao Papa que é ser cidadão brasileiro”.
e à Constituição republicana do Brasil e, de imediato, Aí está. Um negro, nascido apenas dois anos após a
recorreu aos potentados políticos do interior, atitudes abolição da escravidão, diz que aprendeu no cacete
com as quais ele, mais uma vez, desviou de si a hos- o que significa ser cidadão brasileiro. [Comentário]
tilidade ambivalente do Estado e da Igreja. Desde que revelador da original contribuição brasileira à teoria e
começara sua querela com a hierarquia eclesiástica à prática da moderna cidadania. A cidadania inglesa
do Ceará, em 1891, padre Cícero, diferentemente de [...] foi construída em cima de profundo sentimento
PV2D-06-HIB-34

Antônio Conselheiro, inúmeras vezes procurou, obteve de liberdade; a francesa assentou nos princípios
e cultivou a proteção da hierarquia política local. da liberdade, da igualdade, da fraternidade; a nor-
Ralph Della Cava. Milagre em Joazeiro. te-americana emergiu das comunidades livres da
Nova Inglaterra. A brasileira foi implantada a porrete.

105
O cidadão brasileiro é o indivíduo que, na expressão A Revolta da Chibata foi o levante dos marinheiros
de Ferreirinha, tem o gênio quebrado a paulada, é o contra os maus-tratos e a má alimentação, que cul-
indivíduo dobrado, amansado, moldado, enquadrado, minou com o amotinamento dos couraçados “Minas
ajustado a seu lugar. O bom cidadão não é o que se Gerais” e “São Paulo”.
sente livre e igual, é o que se encaixa na hierarquia a) Epitácio Pessoa d) Rodrigues Alves
que lhe é prescrita. b) Hermes da Fonseca e) Afonso Pena
Carvalho, José Murilo. Cidadania a porrete. In: Pontos e bordados.
Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1998, p. 307.
c) Artur Bernardes
O texto:
158.
a) problematiza o caminho através do qual se cons-
truíram uma idéia e uma prática da cidadania no João Cândido, o “Almirante Negro”, foi o grande líder
Brasil, caminho distinto de outras experiências do movimento social Revolta da Chibata. Sobre este
históricas. movimento, aponte:
b) reconstrói analiticamente o episódio da história a) o significado social;
republicana brasileira conhecido como Revolta da b) o resultado da revolta.
Chibata.
c) pretende resgatar as figuras de Ferreirinha e de 159.
João Cândido, cuja importância residiria em con- Por que Hermes da Fonseca instituiu a Política das
firmar que a história brasileira é feita pelas mãos
Salvações?
de um povo acomodado.
d) reforça a visão de que o fim da escravidão no Brasil 160. UFMG
não trouxe alterações significativas para a vida do
Mestre-sala dos mares
negro.
João Bosco e Aldir Blanc

155. Há muito tempo nas águas da Guanabara


o dragão do mar reapareceu
A princípio a eleição de Hermes da Fonseca transformou na figura de um bravo feiticeiro
o gaúcho Pinheiro Machado na figura mais importante a quem a história não esqueceu
da política nacional. Chegou a ser corriqueira a frase conhecido como navegante negro
dirigida ao vice-presidente: “Olha, Venceslau, o Pinheiro tinha a dignidade de um mestre-sala
é tão bom amigo que chega a governar pela gente”. Os e ao acenar pelo mar
paulistas, no entanto, derrotados nas eleições presiden- na alegria das regatas
ciais, não achavam a menor graça na piada. foi saudado no porto
Brasil – 500 anos pelas mocinhas francesas
jovens polacas e por batalhões de mulatas
Conforme o texto, responda às questões abaixo.
rubras cascatas jorravam das costas
a) Como se denominou a política colocada em prática dos centros entre cantos e chibatas
por Hermes da Fonseca e Pinheiro Machado? inundando coração, do pessoal do porão
b) Como ficaram conhecidas as eleições presiden- e a exemplo do feiticeiro gritava então
ciais em que os paulistas foram derrotados? Glória aos piratas, às mulatas, às sereias
Glória à farofa, à cachaça, às baleias
156. ESPM-SP Glória a todas as lutas inglórias
A revolta dos marinheiros brasileiros contra castigos que através da nossa história
físicos e outros aspectos aviltantes de sua condição não esquecemos jamais
desenvolveu-se no Rio de Janeiro, quando eles assu- Salve o navegante negro
miram o controle sobre os mais importantes navios da que tem por monumento
Marinha de Guerra Nacional, os encouraçados Minas as pedras pisadas do cais.
Gerais e São Paulo, mais outros vasos de menor porte,
prendendo ou dali expulsando os oficiais que estavam A música anterior se refere ao movimento dos marinhei-
a bordo e matando alguns destes que opuseram resis- ros brasileiros conhecido como Revolta da Chibata, em
tência armada ao seu movimento. reação aos castigos físicos e às condições de trabalho
M. A. Silva. in: História do Brasil, Nelson Pilleti degradantes. Assinale a alternativa diretamente referi-
da ao contexto em que ocorreu esse movimento.
O texto trata de qual revolta ocorrida durante a Re-
pública Velha? a) A avaliação, pelos meios operários, dos soldados
a) Intentona Comunista d) Revolta da Armada e marinheiros como aliados em uma revolução
b) Guerra de Contestado e) Revolta da Chibata social.
c) Revolta da Vacina b) A inviabilidade do exercício da repressão por parte
do governo central aos movimentos populares no
157. FAAP-SP início da República.
Governou com os militares e a preponderância de c) A regulamentação pelo poder militar das relações
Pinheiro Machado, e seu governo foi marcado pela conflituosas entre os ex-escravos e seus patrões.
disputa política e pela instabilidade. Houve choques d) A adoção de uma política institucional para veicu-
armados nos estados, decorrentes da Política das lar uma imagem de população ordeira e de uma
Salvações, tentativa de neutralização do pinheirismo sociedade sem conflitos nos primeiros anos da
através da derrubada de governadores da oposição. República.
106
161. Mackenzie-SP Eu já não sinto atrações por esses excessos, por este
Tratava-se de reduzir o poder das oligarquias nas desporto ocioso, por estes diálogos estéreis de tribuna,
áreas onde isto parecia mais fácil e onde eram mais por esta luta de discursos ante um auditório indiferente,
chocantes as desigualdades sociais. Tendo muitos uma Câmara indissoluvelmente matrimoniada com o
laços com a política local, não conseguiram mais do Governo, um país cadavericamente impassível a todas
que substituir velhas oligarquias por novas. as desgraças que o acabam. (...) Tolerância!! Mas que
Boris Fausto têm sido estes quarto anos de Governo militar, senão
O texto identifica uma política característica da Re- uma época de privilégios, de exclusivismos, de favores,
pública Velha e utilizada pelo governo Hermes da de nepotismos, de desigualdades clamorosas em favor
Fonseca, através de interventores militares. Assinale-a dos homens da situação, de perseguições audazes,
nas alternativas abaixo. acintosas, cruentas contra os seus antagonistas?
a) Política do café com leite Com o auxílio do texto, julgue os itens que se se-
guem.
b) Política de Valorização do Café
1. O início do governo de Hermes da Fonseca foi
c) Política das Salvações
marcado pela Política das Salvações, apeando
d) Política dos Governadores do poder muitas oligarquias estaduais; no fim,
e) Política de Parceria sob inspiração de Pinheiro Machado, retomou-se
a prática de apaziguamento entre as elites.
162. UEL-PR
2. Ao ser derrotado por Hermes da Fonseca, Rui
... nas últimas décadas do século XIX (...) o perfil do Barbosa protagonizou um fato único na Repúbli-
estado começou a mudar (...), surgiram novas cidades ca Velha: um candidato da situação perder uma
no fértil norte paranaense, e pelo sul chegaram colonos eleição presidencial.
gaúchos em busca de novas terras...
3. A partir da análise do texto de Rui Barbosa, é corre-
A mudança de perfil a que o texto se refere deveu-se:
to concluir que a revolução de 1930 significou uma
a) à cultura açucareira e à extração madeireira. ruptura no processo histórico brasileiro, alterando
b) às entradas e bandeiras e à descoberta do ouro. radicalmente as práticas políticas existentes no
c) ao aparecimento das ferrovias e à expansão do país.
café. 4. Nem só de mudanças se faz a História: em 1999,
d) às missões jesuíticas e à decadência da minera- uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI)
ção. para examinar atos do Poder Judiciário teve, na
e) ao surgimento da indústria e à criação do gado. denúncia da prática de nepotismo, uma das fortes
razões para sua constituição.
163.
166. FAAP-SP (modificado)
Explique a frase: “Padre Cícero: o coronel de bati-
na”. Na República Velha, alterna-se com São Paulo na
Presidência da República: é a chamada política do
164. Mackenzie-SP café-com-leite.
Na República Velha, pobres, marginais, desempre- a) Paraíba d) Mato Grosso do Sul
gados, filhos rebeldes eram praticamente forçados b) Pará e) Paraná
a ingressar na Marinha, onde não podiam dar baixa c) Minas Gerais
antes de 15 anos de serviço; sujeitos a trabalho pe-
sado, disciplina rigorosa, castigos físicos. Tais fatos 167. UFC-CE
provocaram a revolta liderada pelo marinheiro João Leia, com atenção, os versos da composição O mestre-
Cândido, conhecida por: sala dos mares, de Aldir Blanc e João Bosco e depois
a) Revolta da Vacina. responda ao que se pede.
Há muito tempo,
b) Revolta do Contestado.
nas águas da Guanabara,
c) Revolta de Juazeiro. o dragão do mar reapareceu,
d) Revolta da Chibata. na figura de um bravo marinheiro
e) Revolta do Caldeirão. a quem a história não esqueceu.
Conhecido como Almirante Negro,
165. UnB-DF Tinha a dignidade de um mestre-sala.
Leia, a seguir, um trecho de um discurso pronunciado (...)
em 1914, pelo então senador Rui Barbosa, atacando Rubras cascatas
o governo do marechal Hermes da Fonseca, que o jorravam das costas dos negros
havia derrotado nas eleições presidenciais (Campanha entre cantos e chibatas,
Civilista). inundando o coração
A sustentação da verdade atualmente, na política brasi- do pessoal do porão
leira, é um verdadeiro trabalho de Sísifo. Toda vez que que, a exemplo do marinheiro, gritava: não!
PV2D-06-HIB-34

ela consegue chegar à altura da montanha, conduzida a) Identifique o movimento ao qual a composição
por esforços ingratos da imprensa ou da tribuna, todos acima se refere.
os interesses lhes metem os ombros para fazê-la rolar b) Explique as motivações que desencadearam esse
outra vez montanha abaixo, até o seu ponto de partida. movimento.
107
168. PUCCamp-SP seus compromissos e gastos eram pagos com a
Considere os excertos a seguir. moeda nacional, parte significativa de sua renda
I. ... a classe dos fazendeiros de café se conservava era realizada em moeda estrangeira.
e se eternizava no governo graças a uma máquina III. contribuía diretamente para a estagnação e a
eleitoral que se estendia por todo o país, mergu- retração do setor industrial, então voltado para a
lhando suas raízes na terra... produção de bens de consumo não-duráveis, já
II. ... o Estado (...) é todo ele marcado pelo arbítrio que implicava um encarecimento da maquinaria
dos governantes contra setores populares que se importada, inviabilizando, assim, a renovação e a
organizavam para reduzir a exploração... modernização do parque industrial.
III. ... a política dos governadores permitia às classes IV. provocava aumento do custo de vida da população
dominantes dos Estados mais poderosos (...) pre- assalariada, uma vez que muitos dos bens de con-
servar e fortalecer o poder do grupo que dominava sumo de primeira necessidade eram importados
o aparelho estatal... ou muitas vezes produzidos com matérias-primas
adquiridas no estrangeiro.
Os governos da Primeira República brasileira ficaram
conhecidos como oligárquicos em virtude de apenas Indique a opção que apresenta a(s) afirmativa(s)
um grupo estar ali representado. Esses governos estão correta(s).
corretamente identificados em: a) I
a) apenas II. b) II e IV
b) apenas I e II. c) III e IV
c) apenas I e III. d) I, II e III
d) apenas II e III. e) Todas
e) I, II e III.
171. PUCCamp-SP
169. UECE A inteligência do herói estava muito perturbada. (...) As
O Ceará é uma terra condenada mais pela tirania dos onças pardas não eram onças pardas, se chamavam
governos do que pela inclemência da natureza. fordes hupmobiles chevrolés dodges mármons e eram
Teófilo, Rodolfo. A seca de 1915.
máquinas. Os tamanduás ou boitatás as inajás de
Essa frase, escrita em 1916, expressa uma revolta com curuatás de fumo, em vez eram caminhões bondes
aquilo que o autor via acontecer no governo daquele autobondes anúncios-luminosos relógios faróis rádios
período. Marque a alternativa que indica corretamen- motocicletas telefones gorjetas postes chaminés...
te algumas características da política cearense na Eram máquinas e tudo na cidade era só máquina! O
Primeira República. herói aprendendo calado.
Mário de Andrade; Macunaíma
a) A crítica do conservador Rodolfo Teófilo se dirigia
às iniciativas democráticas e socializantes que o
governo de Franco Rabelo vinha implementando
desde a queda de Acioli em 1912.
b) O controle político era assegurado pelo domínio
oligárquico e coronelista, em que se sobressai
a presença de Nogueira Acioli como o principal
oligarca do estado.
c) Apesar do rígido controle oligárquico sobre o go-
verno, havia um clima de liberdade de expressão,
em que os jornalistas e críticos do governo podiam
manifestar-se sem medo de repressão.
d) As oligarquias que se sucediam no poder tinham
que enfrentar freqüentes revoltas urbanas, como
a Sedição de Juazeiro, em 1914.

170. PUC-RJ
Durante a República Velha (1889-1930), a desvaloriza- José Geraldo Vinci de Morais. Caminhos das Civilizações.
ção da moeda nacional em face da moeda estrangeira São Paulo: Atual, 1998, p. 371.
foi uma prática de que o Estado brasileiro lançou mão O rápido desenvolvimento da cidade de São Paulo no
com relativa freqüência. início do século XX, que resultou na implantação de
Sobre a desvalorização, pode-se afirmar que: serviços urbanos, como o bonde visto na figura acima,
I. era extremamente conveniente tanto para o governo é resultante, principalmente:
federal quanto para os governos estaduais, uma vez a) do emprego do excedente de capitais provenientes
que facilitava a obtenção de empréstimos junto às das exportações de café somado ao aproveitamen-
grandes instituições financeiras internacionais. to da mão-de-obra imigrante especializada.
II. beneficiava primordialmente os setores econô- b) do amplo projeto de urbanização e modernização
micos ligados à exportação, como, por exemplo, concebido e financiado pelos primeiros governos
os cafeicultores, uma vez que, se boa parte de da República Velha.

108
c) do grande crescimento populacional favorecido e) O marinheiro negro João Cândido foi considerado o
pela instalação da linha ferroviária Campinas– único culpado pelo movimento, tendo sido julgado
Jundiaí e pela criação de indústrias de base no e condenado à morte, como castigo exemplar.
Sudeste.
d) do êxodo rural causado pela crise da economia 174. Unicamp-SP
cafeeira no vale do Paraíba e pelos efeitos da Lei Tens que combater três inimigos: a sacristia, o capital
de Terras sobre a população rural. e o quartel. O primeiro é a noite, o segundo é a fome,
e) dos investimentos norte-americanos na cidade o terceiro é a morte.
e da iniciativa bem–sucedida de imigrantes que Jornal A questão social, publicado em Santos em 1896.
empregaram capital em atividades comerciais. Explique esta afirmação dos operários socialistas
brasileiros do final do século XIX.
172. UFSM-RS
A história registrada através da arte vem demonstrar 175. Vunesp
a influência de visões apocalípticas de medo e/ou As grandes noites do teatro Amazonas chegavam
de esperança na mudança de um século ou milênio. ao fim.
Percebem-se algumas formas de manifestações no […] Manaus despediu-se definitivamente do antigo
final do século XIX e início do século XX no Brasil, esplendor no carnaval de 1915. No mesmo ano, o
período em que também se vivencia a transformação preço da borracha caiu verticalmente. Em 1916 já não
do Império em República. Assim: houve carnaval. […]. [Manaus e Belém] começaram a
a) as visões apocalípticas de medo e/ou de espe- entrar num marasmo típico dos centros urbanos que
rança são resultado das decisões políticas dos viveram um luxo artificial.
governantes, que afirmam que os seus subordi- Márcio Souza, A belle-époque amazônica chega ao fim.
nados devem recear determinadas crenças ou Considerando o texto, responda ao que se pede.
inspirar-se nelas. a) Por que “o preço da borracha caiu verticalmente”
b) havia uma angústia por um novo tempo que se a partir de 1915?
mostrasse mais promissor e que atendesse às b) Por que a crise da economia da borracha produziu
necessidades de grupos que se sentiam excluídos estagnação econômica na região amazônica, en-
das políticas governamentais. quanto no Sul do país a crise da economia cafeeira
c) as identidades que os grupos religiosos assumem não levou a semelhante marasmo econômico?
reforçam a organização do Estado republicano, Apresente uma razão dessa diferença.
apoiando-o e solicitando procedimentos que aten-
dam a seus interesses. 176. UFF-RJ
d) os grupos, como o de Antônio Conselheiro, Se há um período da história do Brasil que, pela profusão
consideram-se a soma de vários outros grupos de rebeliões, revoltas, guerras civis e outros movimentos
regionais, preocupados com a construção de uma armados, contradiz o “mito” do espírito “cordial e pacífico”
identidade nacional republicana. do povo brasileiro, esse período é a República Velha.
e) a atitude de destruir os grupos regionais é impul- Nessa época, a violenta repressão a esses movimentos,
sionada pelo objetivo de alcançar mudanças: a em especial àqueles de caráter mais popular, resultou em
adoção do regime presidencialista, que teria um massacres hediondos. Nas alternativas a seguir, aquela
poder divino. que indica dois movimentos da mesma natureza social
e política, ocorridos no período referido é:
173. a) Guerra de Canudos e Guerra do Contestado.
A história do Brasil nas primeiras décadas do século b) Guerra de Canudos e Revolta da Armada.
XX foi marcada por vários movimentos sociais de base c) Guerra do Contestado e Revolução Federalista.
popular, entre eles a Revolta da Chibata, ocorrida no d) Revolta da Armada e Revolta da Chibata.
Rio de Janeiro, em 1910, um levante dos marujos dos
e) Revolta da Chibata e Revolução Federalista.
encouraçados Minas Gerais e São Paulo. Sobre esse
movimento, assinale a alternativa correta. 177. FGV-SP
a) Os revoltosos foram presos e, na prisão, organiza- Até o início dos anos 20, o movimento grevista foi
ram uma nova rebelião, sendo massacrados pelo intenso. O nível de vida dos assalariados continuava
Exército e pela Marinha. declinando, enquanto vitórias socialistas na Europa
b) O movimento teve forte influência anarcossindica- (…) estimulavam a luta dos operários. Entre 1917 e
lista, propugnando o fim das arbitrariedades a que 1921, ocorreram 150 greves na capital paulista, 46 no
eram submetidos os marujos. interior e 84 no Rio de Janeiro.
c) O governo federal acatou as reivindicações apre- ALENCAR, Francisco et al. História da sociedade brasileira.
sentadas pelo movimento, e os revoltosos foram
Durante esses primeiros anos do século XX, a hegemo-
anistiados, concluindo-se assim o levante.
nia do movimento operário combativo esteve com os:
d) As causas desse movimento foram os castigos
PV2D-06-HIB-34

corporais sofridos pelos marinheiros e o sistema a) socialistas utópicos. d) marxista-leninistas.


de promoções com que eram beneficiados os b) socialistas cristãos. e) sindicalistas católicos.
mestiços. c) anarquistas.

109
178. Fatec-SP c) demagógica, por estimular os trabalhadores a se
Sobre os movimentos sociais ocorridos no período da organizarem em sindicatos.
República Velha afirma-se: d) avançada, dado que, na época, os empresários
I. A Revolta da Vacina foi um movimento iniciado em geral e o Estado eram insensíveis à questão
pelas camadas mais pobres da população cario- social.
ca, que reivindicavam a vacinação em massa da e) populista, uma vez que visava a cooptar o movimen-
população para combater as epidemias de malária to operário para a luta em prol da industrialização.
e febre amarela.
II. A greve geral de 1917 teve como principais reivin- 181. UFU-MG
dicações: aumentos salariais, redução da jornada Nas cidades, os grupos excluídos da modernização rea-
de trabalho, melhores condições de segurança e giram por meio de revoltas, como a da Vacina, em 1904,
higiene nos locais de trabalho, liberdade de orga- no Rio de Janeiro, ou de agitações e greves operárias.
nização e participação política. No campo, a reação tomou a forma de movimentos
III. A Revolta da Chibata teve como líder João Cândi- messiânicos, como em Canudos (Bahia) e na região do
do, e suas reivindicações foram: fim dos castigos Contestado (entre Paraná e Santa Catarina).
corporais, redução da jornada de trabalho e au- FIGUEIRA, Divalte Garcia. História. São Paulo: Ática, 2002. p 313.

mento salarial. A respeito das revoltas e rebeliões que marcaram a


história da Primeira República no Brasil, podemos
Dessas afirmações, está(ão) correta(s):
afirmar que:
a) apenas II.
I. a Revolta dos Marinheiros, conhecida como Re-
b) I e II somente. volta da Chibata, liderada por João Cândido, teve
c) I e III somente. por estopim a contradição entre o desenvolvimento
d) II e III somente. tecnológico da nova Marinha de Guerra e o trata-
e) I, II e III. mento semi-servil, dispensado aos marinheiros,
vítimas de castigos corporais.
179. UFS-SE II. a Revolta da Vacina pode ser atribuída à ignorância
A Revolta de Canudos (1893-1897) e a Guerra do das populações urbanas pobres do Rio de Janeiro,
Contestado (1912-1916) apresentam alguns traços uma vez que a vacinação obrigatória era acompa-
comuns. Foram movimentos: nhada de políticas de saúde e urbanização mais
a) liderados por místicos que pretendiam fundar amplas, nas quais os cortiços foram substituídos
comunidades “santas”, restaurando a monarquia por moradias higienizadas, além de serem prote-
e o poder do imperador. gidos contra a especulação imobiliária.
b) organizados em torno de líderes messiânicos, que III. a Revolta de Canudos, de cunho messiânico, lide-
prometiam a seus seguidores uma vida melhor e rada por Antônio Conselheiro, tinha por motivação
a salvação de suas almas. principal a luta contra o domínio das famílias Acioli
c) de reação de pequenos proprietários de terra e Cavalcante na região, a fim de conquistar refor-
contra a política de expansão das grandes pro- mas na República e garantir a proteção do Estado,
priedades, que ameaçava expulsá-los. por meio do direito ao voto e à propriedade.
d) populares de contestação à autoridade dos coro- IV. assim como na Revolta de Canudos, os sertanejos
néis do Nordeste, sendo combatidos e destruídos do Contestado, em sua maioria posseiros expul-
pelos jagunços, sem intervenção do Exército. sos por fazendeiros e companhias colonizadoras
de terras ricas em erva-mate e madeira, foram
e) de revolta contra a miséria e a fome que assola-
combatidos por serem considerados “fanáticos” e
vam as populações urbanas, lideradas pela Igreja
“degenerados”, idéias racistas, então predominan-
Católica.
tes, de intelectuais e políticos da época.
180. Unifesp Assinale a alternativa correta.
A associação dá ao operariado coesão e meios de a) Apenas II e IV são corretas.
pedir, e de exigir (…) pois a associação solidariza os b) Apenas I e III são corretas.
operários da mesma indústria. Assim, nós, patrões, c) Apenas II e III são corretas.
perdemos as vantagens de tratar ‘só com os nossos d) Apenas I e IV são corretas.
operários’, isolados e fracos e vamos ser obrigados a
tratar com a associação, pelo menos tão forte como 182. UFRN
nós. Assim, o contrato individual… tem de ser substi- O operariado brasileiro começou a ser formado nos
tuído pelo contrato coletivo com essas associações. últimos anos do Império, mas foi na República Velha
É desagradável, concordo, mas é inevitável e, afinal, (1889-1930), com o desenvolvimento da indústria,
é justo. principalmente durante a Primeira Guerra Mundial,
Jorge Street, O país, 12.06.1919. que ele cresceu de forma extraordinária. Acerca dos
Essa observação pode ser considerada: movimentos operários nesse período, é verdadeira a
a) representativa do empresariado da época, cons- afirmação seguinte:
ciente da fraqueza dos trabalhadores. a) Até os anos 20, na composição do operariado, pre-
b) socializante, por se tratar de um empresário que dominavam os trabalhadores brasileiros, embora
outros, de origem estrangeira, tivessem também
defende os interesses operários.
alguma participação.
110
b) O integralismo foi a corrente mais atuante dos 184. FGV-SP
movimentos operários, pregando que os sindicatos (...) tem-se ressaltado o [seu] caráter espontâneo (...) e
deveriam assumir a luta em prol da emancipação não há motivo para se rever o fundo dessa qualificação.
social do operariado. A ausência de um plano, de uma coordenação central,
c) Já no começo do século XX, graças às lutas dos de objetivos pré-definidos é patente. Os sindicatos têm
trabalhadores, o movimento operário obteve algu- restrito significado; o Comitê de Defesa Proletária – ex-
mas conquistas, como a jornada semanal de 44 pressão da liderança anarquista e em menor escala
horas, as férias remuneradas e o 13º salário. socialista – não só se forma no curso do movimento
d) A resistência dos trabalhadores urbanos às mise- como procura apenas canalizar reivindicações. O
ráveis condições de vida em que se encontravam padrão de agressividade da greve relaciona-se com o
se refletiu nas várias greves que marcaram o início contexto sociocultural de São Paulo e com a fraqueza
da história do operariado no Brasil. dos órgãos que poderiam exercer funções combinadas
de representação e controle.
183. UFES Boris Fausto, Trabalho urbano e conflito social.
O movimento operário no Brasil iniciou-se em fins do O texto faz referência:
século XIX e tinha como principal objetivo colocar um a) à Greve Geral de 1917.
fim à exportação capitalista e construir uma nova so-
b) à Greve pelas oitos horas de 1907.
ciedade. Na década de dez do século seguinte, viveu
anos de fortalecimento, quando as principais cidades c) à Intentona Comunista de 1935.
brasileiras foram sacudidas por greves, sendo uma d) à Revolução Constitucionalista de 1932.
das mais importantes a de 1917, em São Paulo, em e) ao Levante Tenentista de 1924.
que 70 mil trabalhadores cruzaram os braços, exigindo
melhores condições de trabalho e aumentos salariais. 185. Mackenzie-SP
Os anos 20, apesar de alguns avanços em termos Oh! Os cortiços! Já viu o leitor um cortiço, ou pelo me-
de legislação social, foram difíceis para o movimento nos já calculou o que seja isso? Um corredor ao ar livre,
operário, que foi obrigado a enfrentar grandes desafios, para onde dão dez ou quinze portas de cada lado. A
entre os quais o recrudescimento da repressão por cada porta corresponde uma habitação: nada mais que
parte do governo. Apesar disso, não se pode deixar um cômodo, por muito favor dois, onde se aboletam,
de reconhecer que foi nessa década que o movimento sabe Deus como, pais e filhos. (...) Foi nos cortiços que
operário brasileiro ganhou maior legitimidade entre a epidemia de 1918 mais fez vítimas (...)
os próprios trabalhadores e a sociedade mais ampla, O Estado de S. Paulo, 05/02/1921
transformando-se em um ator político que iria atuar
com maior desenvoltura nas décadas seguintes. O fragmento de artigo acima denuncia um grave
http://www.cpdoc.fgv.br/nav_hostoria/htm/anos20/ev_quesocial_mo- problema que afligia a população paulistana no início
vop.htm. Acesso em: 24/08/2003. Adaptado. do século: a falta de moradias e o conseqüente en-
cortiçamento crescente de muitos bairros. Assinale a
Tendo como referência o texto anterior, é correto
alternativa em que aparecem suas principais causas.
afirmar que:
a) a classe operária assumiu a liderança da articula- a) Escassez de áreas para construção de moradias
ção sindical nacional, e sua principal conquista ob- populares, em virtude da ocupação do espaço
tida pela greve de 1917 foi a criação do Ministério por fazendas de café, e crescimento demográfico
do Trabalho, cujo objetivo era enfrentar a questão descontrolado da população mais pobre.
social dos baixos salários. b) Crescimento acelerado da cidade em razão do
b) os operários imigrantes tiveram participação surto industrial, à época da Primeira Guerra
expressiva na organização política do país e na Mundial, que atraiu numerosos contingentes de
criação de jornais, defendendo princípios oligárqui- trabalhadores migrantes do país e do exterior, e
cos e difundindo ideais vinculados ao totalitarismo, especulação imobiliária de áreas urbanas, manti-
principalmente o nazismo e o comunismo. das deliberadamente como “baldias”.
c) o movimento operário no Brasil, nas primeiras c) Crescimento populacional acelerado, causado pelo
décadas do século XX, recebeu forte influência do grande deslocamento de pessoas das cidades
anarquismo e do anarco-sindicalismo, que fomen- litorâneas, sobretudo do Rio de Janeiro, em fuga
taram a criação, em 1932, do Partido Comunista das sucessivas epidemias de febre amarela.
Brasileiro, ligado à III Internacional. d) desapropriações de áreas populares pela admi-
d) a proibição do trabalho infantil até os 12 anos e a nistração pública da cidade, por corresponderem
fixação de jornada de trabalho diária de oito horas a áreas insalubres ou sujeitas a inundações perió-
agitavam as principais bandeiras da classe operá- dicas, e falta de uma política pública para habitação
ria, no início da organização sindical no Brasil. popular.
e) o sindicalismo brasileiro surgiu no ABC paulista, por e) aumento populacional, devido ao grande afluxo de
meio da organização de greves nas grandes monta- trabalhadores rurais nordestinos, expulsos pelas
doras de automóveis e da superação das diretorias secas e atraídos pela lavoura cafeeira paulista,
PV2D-06-HIB-34

sindicais pelegas, apesar da grande resistência e desocupações de bairros populares para am-
imposta pelos governos da Primeira República. pliação de vias públicas e construção de edifícios
comerciais.

111
186. UFPR e nas calamidades pátrias (...) Não procureis a dor de
No início da República, ocorreram vários movimentos ter contribuído para a miséria e a abjeção de vossos
na zona rural brasileira, identificados como banditismo Filhos; arrancai-os ao ensino burguês!
social, revolucionarismo e milenarismo. Dentre eles, Jornal O Amigo do Povo, 1904.
destacam-se: O texto revela a presença, no Brasil, do:
01. A “Guerra do Contestado”, ocorrida numa região a) liberalismo.
disputada pelos estados do Paraná e de Santa b) anarquismo.
Catarina, em que muitas famílias de posseiros c) comunismo.
lutaram para não perder suas terras e para não
d) positivismo.
serem expulsas da região.
02. A “Guerra dos Emboabas”, que se travou na divisa e) fascismo.
de São Paulo com Minas Gerais, por causa de uma
região rica em ouro, provocando a morte de muitos 190. UEL-PR
colonos. No Brasil, o acontecimento que teve início em 1912 e
04. A “Revolução Farroupilha”, ou “Guerra dos Farra- que opôs os habitantes pobres da região situada entre
pos”, ocorrida no Rio Grande do Sul, que durou dez os rios Uruguai, Pelotas, Iguaçu e Negro às forças
anos, unindo classes dominantes e mobilizando oficiais ficou conhecido como:
massas rurais. a) Guerra de Canudos.
08. O movimento de “Canudos”, liderado pelo beato b) Revolta da Armada.
Antônio Conselheiro, que, após percorrer várias c) Guerra do Contestado.
regiões do Nordeste, fixou-se na Comarca de Belo
Monte, na Bahia, e aí organizou uma experiência d) Revolução Farroupilha.
comunitária autônoma, provocando a reação dos e) Pacto das Pedras Altas.
coronéis, que exigiram a intervenção do Governo
Federal e a destruição de “Canudos”. 191. UFJF-MG
Dê a soma dos números dos itens corretos. A citação abaixo é parte do romance de Lima Barreto,
Numa e a Ninfa, publicado originalmente em 1915.
187. Unirio-RJ Chegada que é uma facção ao poder, trata imediatamente
As duas primeiras décadas da história do Brasil no de esbanjar a fortuna pública, a fim de manter e angariar
século XX foram marcadas pela eclosão de diversos prosélitos; e os cuidados materiais e intelectuais, os de
movimentos sociais, rurais e urbanos, entre os quais assistência e saúde pública, ficam de lado, para quando?
se inclui a(o): Para quando se consolidar no poder a retumbante agre-
a) Guerra do Contestado, resultado da reação da miação política que está sempre balançando.
oligarquia paranaense ao capital estrangeiro ligado BARRETO, Lima. “Numa e Ninfa.” Apud. SEVCENKO,
Nicolau. Literatura como missão, 3. ed.,
à exploração da erva-mate e das ferrovias. São Paulo: Brasiliense, 1989, p. 170.
b) Guerra de Canudos, movimento restaurador e Utilizando a citação acima e seus conhecimentos,
socialista que conflagrou o sertão nordestino. assinale a alternativa incorreta, a respeito da história
c) Revolta da Chibata, representando a influência dos da Primeira República (1889-1930).
ideais Tenentistas sobre soldados e marinheiros. a) O regime republicano instituiu o voto direto, para
d) Cangaço, revolução ideológica da população homens maiores de 21 anos e alfabetizados. Es-
nordestina contrária ao coronelismo. tavam excluídos do voto, além dos analfabetos e
e) Movimento Operário com expressiva presença das mulheres, os soldados e padres.
dos trabalhadores imigrantes e forte influência dos b) Além de garantir a liberdade de reunião e a criação
ideais anarquistas. dos sindicatos, a Constituição de 1891, da Primeira
República, definiu uma série de direitos dos tra-
188. FAAP-SP balhadores, como a jornada de 8 horas diárias e
Em 1853, a província é separada de São Paulo e as férias remuneradas, criando um conflito entre
inicia-se um programa oficial de imigração européia, o governo e os patrões.
principalmente de poloneses, alemães e italianos. No c) A Primeira República representou a fase de apo-
final do século XIX, a construção de ferrovias viabiliza geu na produção de uma nova matéria-prima – a
a indústria madeireira. De 1912 a 1915, participa da borracha, que se tornou o segundo produto de
Guerra do Contestado contra Santa Catarina. exportação do Brasil, entre 1890 e 1920.
a) Paraná d) Durante a Primeira República, temos a proliferação
b) Mato Grosso do Sul de indústrias no Brasil, muitas delas financiadas
c) Paraíba com o capital acumulado pelos cafeicultores. A
d) Minas Gerais maioria das indústrias era de bens de consumo,
como os tecidos, e empregava muitos imigrantes.
e) Pará
e) Uma das políticas econômicas mais representati-
189. Unifesp vas do período foi criada por Rui Barbosa e rece-
Nas escolas subsidiadas, ortodoxas, oficiais, esgota-se beu o nome de “Encilhamento”. O plano, por um
a potencialidade mental e sentimental dos vossos pe- lado, facilitou o financiamento para empresários,
queninos, com a masturbação vergonhosa e constante mas por outro, com a ampliação da emissão do
de mentirosa solidariedade no trabalho, na expansão papel-moeda, acelerou a inflação.
112
192. UFPR 04. conflito de fronteiras entre Brasil e Bolívia.
As transformações na estrutura econômica, política 08. construção da ferrovia São Paulo-Rio Grande do Sul.
e social do Brasil entre o final do século XIX e início 16. a revolução de 1893 em Santa Catarina e Rio
do XX provocaram uma série de manifestações de Grande do Sul.
resistência no campo. Entre elas podemos citar os Some os números dos itens corretos.
episódios da Revolta dos Mucker (1874), de Canudos
(1893-1897) e do Contestado (1912). Sobre esses 195. UEM-PR
levantes, é correto afirmar: Os movimentos populares e as lutas operárias no Brasil
01. Os movimentos de Canudos e do Contestado da virada do século até os anos 1930 contaram com
pregavam a volta do regime monárquico, pois a presença decisiva dos anarquistas. Na organização
representavam os interesses conservadores das e liderança do movimento operário, a posição desse
oligarquias insatisfeitas com a República e com o grupo foi sempre de destaque. Sobre o anarquismo,
fim da escravidão. assinale o que for correto.
02. Uma das mais ricas e conhecidas descrições sobre 01. As teses anarquistas eram, basicamente, a organi-
o episódio de Canudos foi escrita por Euclides da zação do operariado em sociedades de resistência
Cunha, na obra Os Sertões, publicada em 1902. ao capital, a luta permanente contra as arbitrarie-
04. O movimento do Contestado tinha como um de dades do Estado e dos patrões, a ação direta e
seus motivos a disputa de terras entre os Estados coletiva contra o capital através da greve geral.
de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. 02. No Brasil, os anarquistas expressaram-se principalmen-
08. Embora esses movimentos não tenham colocado te por meio da corrente anarco-sindicalista, que enten-
efetivamente em perigo a ordem constituída, todos dia o sindicato como meio e fim da ação libertária.
foram violentamente perseguidos e sufocados 04. Com a fundação do Partido Comunista Brasileiro
pelas forças legais do governo. em 1922, os anarquistas começaram a perder
16. O caráter messiânico presente nesses movimentos espaço na liderança do movimento operário.
pode ser explicado por certo distanciamento entre 08. Os anarquistas de origem italiana privilegiavam a
Igreja e populações carentes, com o conseqüente ação sindical católica, afirmando a importância da
predomínio de uma religiosidade popular. democracia cristã para a condução dos interesses
32. Contribuiu para a eclosão desses movimentos a do Estado e dos cidadãos.
situação de exclusão e marginalidade das popula- 16. A filosofia anarquista era bastante democrática,
ções pobres que viviam na periferia das cidades, no insistindo na importância da participação do eleitor
interior do país e nos sertões, dada a ineficiência da nas definições dos cargos públicos, lutando pelo
atuação do poder público nessas regiões. reconhecimento do anarquismo como um partido
Some os números dos itens corretos. político.
32. Os anarquistas estiveram à frente das grandes
193. UFSCar-SP batalhas travadas pela classe operária no período
O processo de industrialização brasileira, esboçado na de 1917 a 1920 e, pelo menos até 1935, ocuparam
Primeira República, caracterizou-se por uma estreita espaço no movimento operário brasileiro.
dependência com a economia cafeeira, porque: Some os números dos itens corretos.
a) os governos republicanos, controlados pela oligar-
quia do café, estabeleciam medidas de proteção 196. UEL-PR
à indústria nacional. Observe o mapa.
b) atenuava o endividamento do Estado brasileiro
com o capitalismo internacional, favorecendo os
investimentos públicos.
c) a monocultura do café consolidou a exploração da
mão-de-obra escrava, garantindo a formação de
capital para a indústria.
d) a política de proteção do preço do café através da
desvalorização cambial incentivava a economia de
substituição de importações.
e) a economia do período não dependia do afluxo de
capitais internacionais, trabalhando com um grau
reduzido de endividamento externo.

194. UFSC
No final do século XIX e no início do século XX ocorreu,
no oeste de Santa Catarina e do Paraná, o conflito
conhecido como Guerra do Contestado. Algumas de
PV2D-06-HIB-34

suas causas foram:


01. surgimento de líderes religiosos carismáticos.
02. criação de novos municípios, como Mafra e Porto Durante a Primeira República (1889-1930), ocorreram
União. várias revoltas populares contra a situação de opres-
113
são e miséria e que colocavam em xeque os interesses 199. Unicamp-SP
da oligarquia agrária. O mapa refere-se a uma dessas Na repressão à greve de 1917, em São Paulo, o
revoltas, conhecida por: Comitê de Defesa dos Direitos do Homem do Rio de
a) Guerra dos Canudos, entre 1893 e 1897. Janeiro denunciou: Todos os componentes do Comitê
b) Revolta da Vacina, em 1904. de Defesa Proletária e os membros mais ativos dos
c) Revolta da Chibata, em 1910. sindicatos, das ligas, dos centros e dos periódicos
d) Guerra do Contestado, entre 1912 e 1916. libertários foram agarrados e encarcerados. As oficinas
em que se fazia o semanário A Plebe foram invadidas,
e) Coluna Prestes, em 1926.
tendo sido o seu diretor preso. Para muitos presos, foi
preparada a expulsão do território
197. UFSC-SC
nacional.
Sobre a Guerra do Contestado, assinale a(s)
Adaptado de Paulo Sérgio Pinheiro & Michael Hall,
proposição(ões) verdadeira(s) e some-as. A classe operária no Brasil, 1889-1930. Documentos.
01. Chamou-se de “Guerra do Contestado” a disputa en- São Paulo: Ed. Brasiliense, 1981, vol. II, p. 265-266.
tre o Paraná e Santa Catarina pela região entre o Rio a) Qual foi a importância da greve de 1917 em São
do Peixe e Peperiguaçu, no planalto catarinense. Paulo?
02. Na região do Contestado vivia um grande número b) A partir do texto, identifique as formas de repres-
de trabalhadores sem terra, que trabalhavam como são adotadas pelo governo de São Paulo contra
peões nas fazendas. A construção da estrada de a greve de 1917.
ferro São Paulo–Rio Grande trouxe para a região c) Qual o papel da imprensa operária nas primeiras
centenas de operários que, com o término da décadas do século XX no Brasil?
ferrovia, ficaram sem emprego.
04. Nessa região, onde existiam numerosos problemas 200. Fuvest-SP
(má distribuição das terras, desemprego, falta de É possível defender a tese de que o café é um produto
assistência governamental), apareceram “mon- que ao mesmo tempo facilitou e dificultou o início da in-
ges”. Em 1912, o monge José Maria fundou um dustrialização no Brasil. Argumente sobre essa tese.
acampamento, o “Quadro Santo”, onde passaram
a viver centenas de caboclos. 201. UFMG
08. O governo do Paraná, temendo uma invasão ao Da libertação do nosso espírito, sairá a arte vitoriosa. E
território paranaense, atacou o “Quadro Santo”, os primeiros anúncios da nossa esperança são os que
dando início à “Guerra do Contestado”. oferecemos aqui à vossa curiosidade. São estas pin-
16. A Guerra do Contestado foi resolvida com um turas extravagantes, estas esculturas absurdas, esta
acordo entre o Paraná e Santa Catarina, pelo qual a música alucinada, esta poesia aérea e desarticulada.
região passou a fazer parte do estado do Paraná. Maravilhosa aurora!
Com essas palavras, o escritor Graça Aranha abriu
198. Cesgranrio-SP as atividades da Semana de Arte Moderna no Teatro
Sobre as características do movimento operário brasilei- Municipal de São Paulo, entre 13 e 17 de fevereiro
ro durante a República Velha, podemos afirmar que: de 1922.
Um dos objetivos dos promotores desse evento era:
a) a fundação de Caixas Beneficentes e Associações
Mutualistas era a forma que os trabalhadores a) escandalizar a sociedade, considerada retró-
fabris encontravam, nos primeiros passos de sua grada, reunindo um conjunto de obras e artistas
organização, para a obtenção de uma melhoria inovadores.
imediata das condições de vida. b) lançar as bases de uma produção artística em
b) a proliferação de inúmeros pequenos partidos po- moldes acadêmicos, pois, no Brasil, se valorizava
líticos, de base operária, correspondia ao intenso tradicionalmente a produção cultural popular.
debate que se travava entre os diversos setores c) tornar a arte e os produtos culturais mais próximos
fabris, visando ao atendimento de seus respectivos dos operários, com quem os artistas radicais se
interesses. identificavam.
c) a fraca penetração do conteúdo anarquista nas d) trazer ao país uma amostra das vanguardas
reivindicações e formas de luta travadas pela européias, mediante a apresentação de obras de
classe operária se explicava pela resistência dos artistas estrangeiros.
mais influentes líderes nacionais do movimento
operário à influência de ideologias estrangeiras. 202. UEMS
d) o recurso à decretação de greves gerais por Sabe-se que, durante a década de 1920, ocorreram no
parte do movimento operário refletia, sempre, as Brasil diversos acontecimentos e processos que são,
tentativas de supressão do Estado, enquanto o de em geral, considerados como sintomas da chamada
greves parciais relacionava-se a reivindicações de crise da República Velha. Entre esses acontecimentos
natureza econômica. e processos, podemos incluir:
e) a rápida divulgação, no interior da classe operária, a) o Convênio de Taubaté e a política das salvações.
da teoria marxista devia-se à forte penetração b) os movimentos tenentistas, a fundação do Partido
do Partido Comunista Brasileiro nos sindicatos Comunista Brasileiro e o início do movimento
mais combativos, durante a primeira e a segunda modernista.
décadas da República Velha.
114
c) o Encilhamento e o Tenentismo. O texto anterior demonstra o clima de radicalização
d) a Revolução Constitucionalista e os movimentos política no meio militar brasileiro na década de 1920.
tenentistas. Tal situação, de grande repercussão na sociedade bra-
e) a formação da ANL (Aliança Nacional Libertadora) sileira de então, gerou um movimento conhecido por:
e o início do movimento modernista. a) nacionalismo, pelas críticas que o Clube Militar
faria aos governos civis pela entrega de serviços
203. Unicamp-SP públicos e da exploração do subsolo brasileiro a
No dia 24 de junho de 1922, a sede do Clube Militar estrangeiros, sob a forma concessão.
do Rio de Janeiro viveu uma de suas sessões mais b) “jovens turcos”, por seus participantes, jovens
agitadas. O clima nacional era tenso, expressando o oficiais do Exército, lutarem pela profissionalização
descontentamento civil e militar em relação à situação da Arma contra a tradição positivista existente
políticas do País, em particular à eleição presidencial desde o final do Império.
de Artur Bernardes. O ponto culminante dessa agitação c) populismo, que buscava contemplar as reivindi-
ocorreu nos quartéis e nas colunas armadas. cações das massas populares urbanas sempre
a) Nomeie esse movimento militar. ignoradas pelas elites agrárias detentoras do poder
b) Dê as suas principais características. na época.
d) integralismo, que refletiu o crescimento do ques-
204. Unifesp tionamento do Estado Liberal após a Primeira
Alfredo Bosi, um dos maiores críticos da literatura Guerra Mundial, e a infiltração de idéias de caráter
brasileira, indaga: Obras como Paulicéia desvairada nazifascista no meio militar brasileiro.
e Memórias sentimentais de João Miramar, já formal- e) tenentismo, que procurou questionar os governos
mente modernas, não poderiam ter sido escritas sem daquele período com propostas de caráter anti-
a abertura dos seus autores ao que se estava fazendo oligárquico, por meio de movimentos armados
na França e via França, na Itália futurista, na Alemanha
dirigidos, em geral, por oficiais de baixa patente.
expressionista e cubo-futurista? Em seguida, o autor
responde: Parece que não. 206. UFSM-RS
A ponderação do autor, com relação ao movimento mo-
dernista brasileiro dos anos vinte do século passado:
a) mostra a influência das vanguardas européias no
seu desenvolvimento.
b) defende que sua literatura não estava aberta às
influências européias.
c) lamenta o fato de ele não ter sofrido influência das
vanguardas francesas.
d) sugere que, ao se deixar influenciar pela Europa,
ele foi pouco criativo.
e) elogia indiretamente a ausência nele de influências
inglesas e ibéricas.

205. UFR-RJ
Ten. Gwaier – Está direito, V. Excia. submeterá o
requerimento à votação, Sr. Presidente. Os jornais
noticiam que o Sr. Presidente da República, para ORDONEZ, Marlene & QUEVEDO, Júlio. História.
enxovalhar o Exército, vai mandar amanhã os seus São Paulo: IBEP. p. 396.
agentes fecharem o Clube Militar, baseado numa lei A obra Antropofagia, de Tarsila do Amaral, sintetiza
que fecha as sociedades de anarquistas, de cáftens uma das características dos modernistas, em 1922,
e de exploradores do lenocínio. Maior injúria não ou seja:
se pode fazer. Suprema afronta jogada às faces do
a) renovação artística de inspiração européia, voltada
Exército Nacional!
aos padrões externos, negando em definitivo a
Maj. E. Figueiredo – O Sr. Presidente da República
temática nacional.
tem toda a razão.
Ten. Gwaier – V. Excia. concorda que o Presidente b) ufanismo brasileiro, expresso nas cores, formas e
da República feche o Clube Militar baseado naquela conteúdos, de inspiração nacionalista e de culto
lei? ao herói.
Maj. E. Figueiredo – Concordo. c) renovação artística quanto à forma e conteúdo,
Ten. Gwaier – Então V. Excia. é cáften? É explorador repensando a cultura brasileira e a realidade
do lenocínio? É anarquista? Queira desculpar porque, nacional.
francamente, eu não sabia. d) revisão da temática brasileira, reavaliando os
Maj. E. Figueiredo – Eu respondo a V. Excia. como conteúdos artístico-culturais, impregnados da
PV2D-06-HIB-34

homem. Respondo sua audácia. (...) ideologia socialista e da estética surrealista.


Sessão do Clube Militar de 24/06/1922, citado por SODRÉ, e) reprodução da estética européia, incorporando
Nelson Werneck. História militar do Brasil.
Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1968. p. 203.
cenas do cotidiano, porém sem liberdade de lin-
guagem pictórica e literária.
115
207. UFSM-RS o cultivo, ajuda nas doenças, proteção nos proble-
A greve de 1917, organizada a partir do movimento mas policiais etc., para os amigos e membros da
operário de São Paulo, foi, provavelmente, a primeira família, (...) ele distribuía cargos na administração
greve geral da história do Estado brasileiro. Até Santa pública, arranjava empréstimos.
Maria (RS) a vivenciou através de manifestações, II. As disputas eleitorais também davam origem às
principalmente, dos ferroviários. Essa greve, no Brasil, chamadas eleições a bico de pena, ou seja, eleições
é explicada pela: fraudulentas em que se registravam votos de pesso-
a) proibição da existência de sindicatos e organiza- as que não existiam ou que já haviam falecido...
ções operárias. Os textos I e II descrevem fenômenos que identificam,
b) divulgação das idéias comunistas oriundas do PCB no Brasil, o:
(Partido Comunista Brasileiro), criado no Brasil a) populismo e a Nova República.
em 1916 e defensor da ausência de um governo b) tenentismo e o Regime Militar.
centralizado no âmago do Estado. c) mandonismo e o Estado Novo.
c) influências de idéias anarquistas que criticavam o d) coronelismo e a República Velha.
governo republicano pelo descaso e pela explora- e) Parlamentarismo e o Segundo Império.
ção do operariado devido a baixos salários, longas
jornadas de trabalho, falta de segurança e higiene 211. PUC-RS
nas instalações das fábricas. Responder à questão associando os nomes dos artis-
d) influência dos imigrantes italianos na defesa de tas modernistas brasileiros (coluna A) às respectivas
idéias de ordem e progresso, o que se contrapunha características das suas obras (coluna B).
às idéias anarquistas dos sindicatos populares. Coluna A
e) presença marcante dos trabalhadores rurais que 1. Anita Malfatti 3. Portinari
reivindicavam uma política e criticavam os altos 2. Di Cavalcanti 4. Tarsila do Amaral
impostos sobre a terra. Coluna B
( ) Produziu uma série de quadros de influência ex-
208. UFSC pressionista sobre a seca no Nordeste, como os
Assinale a única proposição correta. Retirantes.
Na década de 1920, um grupo oriundo dos setores ( ) Provocou a ira de Monteiro Lobato ao romper com
médios da sociedade brasileira tenta, inclusive pela o realismo em obras como o Homem Amarelo.
força, alterar essa mesma sociedade. Esse grupo foi ( ) Expressou e sintetizou conceitos do manifesto
conhecido como: antropofágico em quadros como o Abaporu.
a) Liberalismo. ( ) Representou os diferentes grupos étnicos que
b) Conservadorismo. formaram a sociedade brasileira, utilizando, entre
c) Tenentismo. outros, o tema da sensualidade da mulher mestiça
d) Integralismo. brasileira.
A numeração correta na coluna B, de cima para
209. UFSCar-SP baixo, é:
Observe a imagem. a) 1 – 2 – 3 – 4
b) 2 – 4 – 3 – 1
c) 2 – 1 – 3 – 4
d) 3 – 1 – 4 – 2
e) 4 – 1 – 3 – 2

212.
Cite a principal decisão do presidente Epitácio Pessoa
em relação aos anarquistas.
213. UFF-RJ
Só a antropofagia nos une (…) Tupi, or not Tupi that
is the question (…) Contra todos os importadores de
consciência enlatada. A existência palpável da vida
Tarcila do Amaral. Operários, 1933. (…). Nunca fomos catequizados. Fizemos foi Carnaval.
a) De qual movimento artístico brasileiro faz parte a O índio vestido de senador do Império (…) Peste dos
autora desta obra? chamados povos cultos e cristianizados, é contra ela
b) Apresente uma justificativa para o fato de a artista, que estamos agindo. Antropófagos.
nesta obra, ter retratado rostos de pessoas com ANDRADE, Oswald. Manifesto antropófago.
características físicas diferentes. O trecho revela alguns dos princípios orientadores do
Modernismo brasileiro iniciado em 1922 com a Semana
210. UEL-PR de Arte Moderna. Sua interpretação sugere:
I. Para sua ‘clientela’, isto é, para a massa de agre- a) a expressão do Modernismo como aceitação dos
gados que dispunha de seus favores em troca de padrões estéticos classicistas e da arte acadêmica
absoluta fidelidade, (...) eram cedidas terras para e convencional.
116
b) uma declaração de princípios nacionalistas que b) característica utópica, marca do nacionalismo
critica a incorporação da cultura americana e o varguista, que determinou a criação de uma língua
Estado Novo. nacional brasileira.
c) a associação da antropofagia ao Modernismo c) preocupação, já existente no século XIX e retoma-
como uma das correntes em que este se dividiu, da pelos modernistas, de marcar a especificidade
internamente, opondo-se ao Romantismo. brasileira.
d) a consideração da Antropofagia como um processo d) intenção, nascida no período colonial e persistente
de devoração cultural das técnicas autenticamente no Império e na República, de diferenciar a língua
nacionais, visando a reelaborá-las. escrita da língua falada.
e) a acentuação do caráter de busca da identidade e) disposição, inspirada no Arcadismo, de afirmar o
nacional do Modernismo pela valorização das valor do rural como marca da brasilidade.
raízes brasileiras.
218. FGV-SP
214. Leia atentamente as afirmações a seguir, sobre o
Leia abaixo o trecho de uma das “cartas falsas”. tenentismo e assinale a alternativa correta.
Essa canalha [Hermes da Fonseca] precisa de uma I. O movimento tenentista (1922-1927) obteve,
reprimenda para entrar na disciplina. Veja se o Epitácio ao longo de sua marcha de sul a norte do país,
mostra sua apregoada energia, punindo severamente amplo apoio popular, destacando-se a adesão de
esses ousados, prendendo os que saíram da disciplina operários anarquistas e socialistas à marcha.
e removendo para bem longe esses generais anarqui- II. Os únicos sobreviventes do levante do forte de
zadores. Se o Epitácio com medo não atender, use Copacabana (1922) foram os tenentes Antônio
de diplomacia, que depois do meu reconhecimento Siqueira Campos e Eduardo Gomes, que se tor-
ajustaremos contas. A situação não admite contempori- nou, décadas depois, ministro da Aeronáutica da
zações, os que forem venais, que é quase a totalidade, ditadura militar.
compre-os com todos os seus bordados e galões. III. O tenentismo representou o descontentamento
http://www.cpdoc.fgv.br/dhbb/verbetes_htm/640_4.asp (adaptado) das camadas médias urbanas com a política ex-
A quem foi atribuída a autoria dessas cartas e sob qual cludente das oligarquias cafeeiras.
contexto se deu esse episódio? IV. É no campo do chamado movimento tenentista
que emerge o mito do “Cavaleiro da Esperança”,
215. Fuvest-SP
atribuído a Luís Carlos Prestes, comandante de
O movimento modernista brasileiro, durante a década importante coluna que percorreu 25 mil quilômetros
de vinte, caracterizou-se pelo: em treze estados do país.
a) existencialismo. V. Os tenentes tinham um plano claro e objetivo
b) simbolismo. para a tomada do poder e o estabelecimento de
c) estruturalismo. uma nova ordem social com ampla participação
d) nacionalismo. popular.
e) concretismo. a) Apenas as afirmações I, III e V estão corretas.
b) Apenas as afirmações II, III e IV estão corretas.
216. UFF-RJ c) Apenas as afirmações II, III e V estão corretas.
Durante a Primeira República, a liderança do movi- d) Apenas as afirmações I, III e IV estão corretas.
mento operário no Rio de Janeiro e em São Paulo
e) Apenas as afirmações III, IV e V estão corretas.
foi disputada por diversas correntes políticas. Dentre
essas correntes, pode-se identificar: 219. Mackenzie-SP
a) o socialismo utópico e o PTB. A Semana de Arte Moderna de 1922, realizada
b) o trabalhismo e o PT. na cidade de São Paulo, entre os dias 13 e 17 de
c) o anarcossindicalismo e o socialismo. fevereiro, no palco do teatro Municipal, identifica-
d) o queremismo e o anarcossindicalismo. se com:
e) o Partido Comunista Brasileiro e o PTB. a) as transformações sociais e econômicas por que
passava a sociedade brasileira e a reação à oli-
217. PUC-SP garquia agrária dominante.
Uma das dimensões utópicas da vanguarda, especial- b) os ideais estéticos e morais da aristocracia cafe-
mente no Brasil (…) dos anos 20, foi a possibilidade de eira, propostos no manifesto modernista.
pensar uma nova linguagem ou a tentativa de renovar
c) a contestação, no campo das artes, ao modelo
as linguagens existentes.
neoliberal e desenvolvimentista que caracterizava
Schawartz, Vanguardas latino-americanas.
Polêmicas, manifestos e textos críticos. o governo do presidente Washington Luís.
A frase exposta, referente à experiência do Modernismo d) a reação cultural favorável ao impressionismo e
brasileiro na década de 20 do século XX, revela a: aos padrões estéticos estrangeiros, introduzidos
PV2D-06-HIB-34

a) tentativa, surgida na independência política, de no Brasil pelos imigrantes.


criar variações da língua portuguesa que permitis- e) a contestação à industrialização de São Paulo,
sem assemelhar a língua falada no Brasil à língua bem como as reivindicações operárias expressas
falada em Portugal. no manifesto antropofágico.
117
220. Unifor-CE b) No contexto da grande imigração, o que queria
Durante o período de 1889 a 1930, conhecido como dizer “fazer a América”?
República Velha, persistem como herança da fase c) De que país veio o maior número de imigrantes
monárquica: para o estado de São Paulo entre o final do século
a) o unitarismo político e o sistema de voto censitário, XIX e o começo do século XX?
exclusivo da população de renda elevada.
225. Vunesp
b) a supremacia da região nordestina em termos
econômicos e concentração demográfica. (…) fiquei à janela vendo uns meninos maiores
jogar bola com os pés (…). Nesse momento não
c) uma economia de impulso industrializante inaugu-
compreendi a arma política nascente, nem a re-
rada com a “Era Mauá”, no século XIX.
volução social que se aproximava. Até hoje me é
d) a hegemonia do Exército como principal susten- difícil compreender o fenômeno. Uma bola, um pé
táculo do poder político e da representação das que bate, outro que rebate. Várias xingações, um
classes urbanas. ‘juiz ladrão’, estará aí a política geral, será este o
e) a produção agrícola centrada na agricultura cafe- destino do mundo?
eira e na grande unidade agroprodutora. Jorge Americano. São Paulo nesse tempo.
Considere as rememorações de Jorge Americano
221. Unitau-SP
sobre São Paulo dos anos 20 e responda às questões
A década de 20 apresenta, como conseqüência das a seguir.
profundas transformações econômicas e políticas
a) Por que o autor qualifica o futebol como uma
decorrentes da Primeira Guerra Mundial, uma autên-
“revolução social”?
tica revolução intelectual, rompendo com a estética
b) Dê um exemplo de momento histórico em que o
tradicional. No Brasil, o rompimento ocorreu com a
futebol foi usado como “arma política”.
Semana de Arte Moderna de 1922. O que representou,
no ponto de vista político, essa Semana?
226. UFMG
222. Todas as alternativas apresentam características do
cenário sociopolítico da Primeira República no Brasil,
A abolição da escravatura, a imigração européia e o exceto:
processo de industrialização brasileira criaram con-
a) a aglutinação de jovens oficiais que questionavam
dições para o surgimento de um novo grupo social:
as regras e os rumos da política oligárquica.
a classe operária, que se organizou em sindicatos e
partidos políticos. Responda ao que se pede: b) a constituição de partidos e coligações políticas
visando ao retorno à normalidade democrática.
a) Quais eram as reinvidicações dos operários bra-
sileiros durante a República Oligárquica? c) o movimento militar revolucionário pelo interior do
país com o objetivo de reconstruir a nação.
b) Em quais tendências dividia-se o movimento ope-
rário brasileiro até 1922? d) os movimentos populares de cunho religioso provo-
cados pelas más condições de vida e de trabalho
c) Quais eram as principais diferenças entre as pro-
no campo.
postas dessas tendências?
e) os dois partidos hegemônicos que controlavam a
223. Vunesp política na República Velha: o PRP – Partido Repu-
blicano Paulista – e o PRN – Partido Republicano
Ao despontar do século XX, quase alheios à evolução
Mineiro.
da cultura brasileira e com certo atraso, vários estilos
europeus continuavam chegando ao Brasil. Coube
227. Unimontes-MG
ao Movimento de 22 imprimir, de modo ruidoso, uma
reviravolta e novo rumo à criação cultural brasileira. Acerca do tenentismo, é correto afirmar que:
a) foi um movimento liderado pelas classes médias
A partir do texto anterior, estabeleça os vínculos entre
contra a República Velha e em apoio ao Estado
as transformações sociais urbanas e o fenômeno cul-
Novo de Vargas.
tural denominado Semana de Arte Moderna.
b) foi um movimento de oposição à política hege-
224. mônica na Primeira República e professava uma
ideologia autoritária e reformista.
Em carta de junho de 1889, o imigrante italiano Fran-
c) foi o porta-voz da burguesia industrial e das classes
cesco Costantin comentou sua viagem de navio de
médias que enfrentaram as oligarquias na Revo-
Gênova para o Brasil:
lução de 1930.
“Não encontro palavras para descrever por inteiro o
desconforto do vapor. Sendo todos imigrantes gratui- d) foi o porta-voz do movimento operário e expressa-
tos, nos tratavam pior do que porcos”. va o pensamento do BOC e da esquerda brasileira
na década de 1920.
Adaptado de Emilio Franzina, Merica! Merica! Emigrazione e coloni-
zzazione nelle lettere dei contadini veneti e friulani in America Latina,
1876-1902. Verona: Cierre Edizioni, 1994, p. 171. 228.
a) Explique o significado da expressão “imigrantes Explique o que significa governar sob “estado de
gratuitos” e o que motivou essa modalidade de sítio”.
imigração.

118
229. Mackenzie-SP a) movimento social com marcada participação das
As tropas gaúchas se juntaram às paulistas em abril classes populares urbanas.
de 1925, decidindo percorrer o Brasil para propagar b) manifestação de parcela do Exército representada
a idéia de revolução e levantar a população contra pelos oficiais mais jovens.
as oligarquias. Assim, 1.500 homens percorreram 24 c) expressão das dissidências político-eleitorais entre
mil km, enfrentaram tropas federais, estaduais e de as oligarquias dominantes.
coronéis, exilando-se na Bolívia em 1927. d) revolução agrária caracterizada pelo levante das
O texto descreve um importante movimento rebelde populações rurais em função da Coluna Prestes.
contra o governo Artur Bernardes. Identifique-o. e) união das classes médias urbanas com as oligarquias
a) Revolta de Juazeiro cafeeiras em oposição aos movimentos populares.
b) Revolta da Chibata
c) Coluna Prestes 234. PUC-MG
d) Revolta de Canudos
e) Revolução Federalista

230. FAAP-SP
Foi agitado, marcado pela mais longa vigência do
estado de sítio. Movimentos tenentistas marcaram
o seu governo: em 1924 surgiram revoltas no Ama-
Fonte: A. Vilela e Wener Baer. Crescimento
zonas, Sergipe, Pará e Rio Grande do Sul, porém a industrial e industrialização, 1972.
mais importante se deu em São Paulo, sob a chefia A contextualização histórica das informações forneci-
de Isidoro Dias Lopes. Os revoltosos chegaram a das pela tabela permite concluir:
dominar a capital na Revolução de 1924. A Coluna
a) O contexto da Segunda Grande Guerra propiciou
Prestes levantou-se no Rio Grande do Sul em 1925,
um crescimento do setor industrial até então jamais
percorrendo grande parte do país e tentando levantar
visto na economia brasileira.
os camponeses contra o governo. Estamos falando
do governo de: b) O modelo agrário-exportador dominante, durante
a República Velha, assegurava uma posição pri-
a) Marechal Deodoro. d) Artur Bernardes.
vilegiada para o setor agrícola.
b) Prudente de Morais. e) Rodrigues Alves.
c) A política oficial de queima do café contribuiu para
c) Epitácio Pessoa. a recuperação da agricultura nacional, que voltou
a crescer na década de quarenta.
231. Mackenzie-SP
d) Os reflexos da depressão econômica dos anos
A Coluna Prestes tendo adotado a tática da guerra de
trinta sobre o Brasil foram profundos, reduzindo
movimento não só garantiu a própria sobrevivência em
os níveis do crescimento econômico do país.
condições que lhe eram extremamente desfavoráveis,
como se transformou num exército com caracterís-
235. Vunesp
ticas populares cuja marcha pelo Brasil foi decisiva
para que se mantivesse acesa a chama da revolução Na porta da casa de um jagunço famoso havia uma
tenentista. tabula de madeira com os seguintes dizeres:
Mata-se:
Anita Leocádia Prestes
Brasileiro . . . . . . . . . 1.000,00
A luta da Coluna e dos demais movimentos tenentistas
Purtugueis . . . . . . . . . . 500,00
era dirigida contra:
Intaliano . . . . . . . . . . . 200,00
a) a política oligárquica. Espanhor . . . . . . . . . . . . 50,00
b) o voto secreto e a reforma eleitoral. Turco . . . . . . . . . . . . . . de graça
c) os movimentos revolucionários messiânicos. Cornélio Pires, Tarrafadas: contos, anedotas e variedades,
d) o nacionalismo econômico. em Elias Thomé Saliba, Raízes do Riso.
e) a legislação social e o movimento operário. Nessa anedota de 1926, na qual se pode perceber uma
das faces da metropolização da cidade de São Paulo,
232. Unitau-SP é possível verificar que:
O movimento tenentista teve vários momentos, cujo a) a forte presença de imigrantes criou tensões na
ápice foi: sociedade brasileira, gerando preconceito étnico.
a) a Revolta do Forte de Copacabana. b) a presença dos imigrantes não trouxe mudanças
b) o estado de sítio permanente do governo Artur na sociedade brasileira, já marcada pela miscige-
Bernardes. nação racial.
c) a Coluna Paulista. c) todos os imigrantes foram bem recebidos no Brasil,
d) a Coluna Prestes. com exceção dos não-europeus e não-cristãos.
e) a Intentona Comunista. d) a integração dos vários grupos de estrangeiros
foi rápida e harmoniosa e respeitou as diferenças
PV2D-06-HIB-34

233. Unirio-RJ nacionais.


As crises política, social e cultural das décadas de 20 e e) o preconceito aos estrangeiros não se manifestou
30 no Brasil estão associadas a vários movimentos, en- na cidade de São Paulo, em razão da cordialidade
tre eles o Tenentismo, que pode ser definido como: do seu povo.
119
236. UFMS geral, as reivindicações tenentistas apresentavam
Sobre as rebeliões militares, ocorridas na década de caráter predominantemente:
1920, que também ficaram conhecidas como movi- a) econômico, exigindo a ampliação dos mecanismos
mentos tenentistas, podemos afirmar que: de defesa para o setor agroexportador.
01. tinham como objetivo resgatar os princípios po- b) político, denunciando os vícios do sistema repre-
líticos que foram deturpados com a Constituição sentativo e exigindo reforma eleitoral, com justiça
de 1891. eleitoral independente e voto secreto.
02. tiveram, como manifestações mais representativas, c) social, defendendo a extensão, aos trabalhado-
os levantes do forte de Copacabana e da Escola res rurais, dos direitos trabalhistas garantidos na
Constituição.
Militar do Rio de Janeiro (1922), a Rebelião de
São Paulo (1924) e a marcha da Coluna Prestes d) cultural, atacando a penetração de valores norte-
americanos e europeus nas artes e nos meios de
(1924-1927).
comunicação de massa.
04. tinham na República e na Constituição de 1891
e) militar, pretendendo o fim dos privilégios oficiais
um modelo para que a integridade moral, a cons- à Marinha, arma aristocrática, em detrimento do
ciência patriótica, a probidade administrativa e o Exército.
descortino político fossem restabelecidos.
08. eram compostas por militares que acusavam os 239. PUC-SP
políticos civis de serem os responsáveis pelo No período de 1928 existiam em São Paulo pelo menos
estado de degeneração em que se encontrava três propostas de revolução vindas de agrupamentos
a República. políticos diferentes: O Partido Democrático, os “tenen-
16. tinham como princípios a soberania nacional, a tes” e o Bloco Operário e Camponês.
separação e o equilíbrio dos poderes. DECCA, E. De, O silêncio dos vencidos.
São Paulo, Brasiliense, 1981, p. 81
Some os números dos itens corretos.
O trecho aponta algumas das tensões presentes no
237. Unirio-RJ Brasil do final da década de 1920. A presença de tais
propostas revolucionárias:
a) demonstra a revolta popular contra a política
café-com-leite e a preparação de um levante
constitucionalista, que viria ocorrer anos depois
em São Paulo.
b) revela o projeto político golpista resultante da
atuação, no sul do Brasil, pouco tempo antes, da
Coluna Prestes – Miguel Costa.
c) demonstra a impossibilidade do estabelecimento
NOVAES, Carlos Eduardo & LOBO, César. História do Brasil para
de um projeto comum entre os militares e os civis
principiantes. São Paulo: Ática, 1997, p. 205.
que haviam controlado, até então, a República da
O Rio de Janeiro de Machado de Assis (virada do Espada.
século XX) é uma cidade cosmopolita, que aglutina
d) revela o projeto liberal-socialista que, uma década
uma população trabalhadora heterogênea, composta
depois, seria expresso no Estado Novo.
de recém-libertos, imigrantes e operários urbanos.
e) demonstra a insatisfação político-institucional frente
Dentro desse contexto, a charge revela:
ao longo controle político do Estado brasileiro pelos
a) o desenfreado avanço na construção de rodovias, cafeicultores paulistas organizados no PRP.
necessárias ao desenvolvimento da indústria auto-
mobilística e formas de exploração do trabalho. 240. UECE
b) a expansão das relações capitalistas no Brasil, A Coluna evitou entrar em choque com forças militares
desenvolvendo um parque industrial de ponta e ponderáveis, deslocando-se rapidamente de um ponto
cooptando os trabalhadores em troca de altos para outro. O apoio da população rural não passou de
salários. uma ilusão, e as possibilidades de êxito militar eram
c) a consolidação da burguesia industrial como clas- praticamente nulas. Entretanto, ela teve um efeito
se hegemônica no Brasil da Primeira República, simbólico entre os setores da população, insatisfeitos
limitando as manifestações operárias. com a elite dirigente. Para esses setores, havia es-
peranças de mudar os destinos da República, como
d) a concentração econômica da burguesia financeira
mostravam aqueles heróis que corriam todos os riscos
internacional e as formas de dominação exercidas
para salvar a nação.
sobre as elites locais.
FAUSTO, Boris. História do Brasil. 2ª ed.
e) o descompromisso das elites brasileiras em regu- São Paulo: Edusp/FDE, 1995. p. 310.
lamentar as relações de trabalho, considerando as Sobre os destinos da República a que se refere o
manifestações operárias “casos de polícia”. texto, contra os quais se batia a Coluna Prestes, é
correto afirmar que:
238. PUC-RS a) percorrendo o país com o objetivo de propagande-
O chamado movimento tenentista, nos anos 20, cons- ar os feitos e as virtudes do governo republicano,
titui-se em uma importante expressão da crise que a Coluna encontrou resistências entre os setores
atravessava a República Velha brasileira. De forma pobres do interior.

120
b) a República instalada no Brasil não correspondia a) a Campanha Civilista de Rui Barbosa pela presi-
aos anseios dos militares revolucionários, que dência da República.
permaneciam monarquistas, tais como Miguel b) a eclosão das revoltas tenentistas pela moralização
Costa e Luís Carlos Prestes. do Estado.
c) a instalação do regime republicano não alterou os c) a erupção de inúmeras greves e movimentos
vícios da política brasileira – coronelismo, corrup- sociais dos trabalhadores urbanos.
ção, voto de cabresto etc. d) a ocorrência de atos de banditismo social, como
d) a Coluna Prestes percorria o País pregando uma o cangaço.
República socialista, baseando-se no modelo e) a decretação do estado de sítio no governo Artur
soviético, em oposição à República democrática Bernardes.
estabelecida em 1889.
241. UFPE 244. UFSM-RS
O tenentismo foi um movimento empreendido por Um dos fatores que contribuiu para a crise da Repúbli-
jovens oficiais militares durante a Primeira República. ca Velha foi a rebeldia dos jovens oficiais do Exército
Dentre as alternativas a seguir, aponte a que se iden- que, a partir de 1922, desencadearam um movimento
tifica com as aspirações desse movimento. conhecido como tenentismo. Esse movimento se
a) A moralização dos costumes e a idéia de soldados- caracterizou:
corporação. I. pela ambigüidade ideológica, à medida que se
b) A idéia do “soldado-cidadão” que devia intervir propôs a “restaurar a pureza” na sociedade e nas
no processo político, a defesa do voto secreto, a Forças Armadas, mas assumiu caráter conserva-
centralização do poder, a independência do poder dor, autoritário e elitista.
judiciário e o ensino público. II. por um vago nacionalismo, à medida que estavam,
c) A defesa do voto secreto e universal, incluindo entre seus objetivos, a nacionalização de minas e
analfabetos e mulheres, e a reforma administrativa de bancos estrangeiros.
na direção da descentralização do poder. III. pelo descontentamento com um governo que
d) A centralização do poder do Estado, a reforma fraudava eleições e que depunha, pelas armas,
do ensino e a intervenção “moderadora” nos governadores que não se ajustavam à política
movimentos populares e nos governos civis dominante, daí a defesa do voto secreto e da
despreparados, dentro do princípio do “soldado-
moralização política.
profissional”.
Está(ão) correta(s):
e) Apoio às oligarquias locais, incentivo ao ensino
privado e religioso, moralização da administração a) apenas I.
pública e o recolhimento dos militares aos quartéis. b) apenas II.
c) apenas III.
242. UFRN
d) apenas II e III.
Na década de vinte, o tenentismo é o centro mais
e) I, II e III.
importante de ataque ao predomínio da burguesia
cafeeira, revelando traços específicos que não podem
245. Unifesp
ser reduzidos simplesmente ao protesto das classes
médias. Se sua contestação tem um conteúdo moder- A industrialização em São Paulo, antes da década de
no, expresso em um tímido programa modernizador, 1930, apresentou um perfil:
a tática posta em prática é radical, e altera as regras a) associado à iniciativa estatal, especializado em
do jogo, com a tentativa aberta de assumir o poder bens de produção e com trabalhadores sindicali-
pelo caminho das armas. Sob este aspecto, embora zados e anarquistas.
inicialmente isolado, o movimento tenentista está muito b) dominado pelo capital internacional, diversificado
à frente de todas as oposições regionais, ao iniciar a
em termos de produção e com trabalhadores
luta, em julho de 1922.
sindicalizados comunistas.
FAUSTO, B. A revolução de 1930: historiografia e história.
São Paulo: Brasiliense, 1981. p. 113. c) independente do mercado externo, especializado
Sobre o tenentismo, movimento de que trata o texto em bens de produção e com trabalhadores sindi-
exposto, pode-se afirmar que: calizados anarquistas.
a) expressou aspirações nacionalistas contrárias às d) dependente da economia cafeeira, diversificado
imposições do capitalismo internacional. em termos de produção e com trabalhadores
b) representou a única forma de oposição ao regime estrangeiros anarquistas.
político oligárquico da República Velha. e) subordinado aos grandes capitais, especializado
c) propunha uma reforma institucional, com a implan- em produtos de exportação e com trabalhadores
tação da “política do café-com-leite”. dominados por sindicatos pelegos.
d) visava à derrubada do governo federal e ao estabe-
246. UFMG
lecimento da moralidade político-administrativa.
Analise o texto:
243. UFMG (...) dentro da ordem constitucional, deverão ser ga-
PV2D-06-HIB-34

Durante os anos 20, a República brasileira foi marcada rantidos em toda a plenitude os direitos da reunião e
associação, parecendo oportuno o ensaio dos tribunais
por uma grande crise. Todas as alternativas apresen-
arbitrais mistos, para dirimir os conflitos entre operários
tam evidências dessa crise, exceto:
e patrões.
121
A participação dos operários nos lucros industriais em 248. Mackenzie-SP
termos razoáveis constitui programa do partido a que Em julho de 1924, a elite paulista buscava fugir da
me acho filiado em Minas Gerais. capital, bombardeada a esmo pelas forças legalistas
Essa participação que pode ser livremente ensaia- (...). Os misteriosos tenentes, dos quais toda a gente
da, evidentemente vantajosa aos operários, sê-lo-á falava, tinham ocupado a cidade.
também aos industriais, porque estimula a produção, Boris Fausto
evita ou reduz os desperdícios, barateia os custos dos O trecho se reporta a um dos movimentos tenentistas
produtos, diminui os motivos de greve e estabiliza o dos anos 20, cujo objetivo era:
operário na fábrica. a) estabelecer o voto secreto e a derrubada da oli-
Plataforma apresentada pelo Sr. Dr. Arthur da Silva Bernardes,
garquia paulista, expressão dos piores vícios do
lida no banquete oferecido aos candidatos da convenção regime.
de 09 de julho de 1921 no Rio de Janeiro.
b) restabelecer o governo monárquico, considerado
a) Com base na leitura do texto, identifique os novos politicamente mais estável.
atores políticos que emergem no cenário brasileiro c) defender o setor cafeeiro em detrimento dos de-
nessa época. mais produtos nacionais.
b) Cite três medidas institucionais implementadas d) apoiar o governo de Artur Bernardes, representante
para reverter a instabilidade criada pela atuação de seus ideais.
da classe operária.
e) introduzir um governo esquerdista, apoiando as
247. UERJ reivindicações anarcossindicalistas.

249. Unicamp-SP
Meu pai era um gigante, caçador de léguas,
Um feroz domador de onças pretas,
Terror de mato, assombração das borboletas...

... Hoje sou gente grande.


Sou um comissário de café. Tenho viadutos encan-
tados.
Minha cidade é esse tumulto colorido que aí passa
levando as fábricas pelas rédeas pretas de fumaça!
Cassiano Ricardo, poesia Brasil-Menino,
em Martim-Cererê.
a) A partir do texto, explique o processo econômico
que propiciou o desenvolvimento urbano de São
Nossa História, maio de 2004.
Paulo.
b) De que maneira o passado e o presente de São
Paulo se fundem nesses versos?

250. Unicamp-SP
Em 26 de setembro de 1924, o presidente Artur Ber-
nardes decretava:
É considerado feriado nacional o dia Primeiro
de Maio, consagrado à confraternidade universal das
classes operárias e à comemoração dos mártires do
trabalho. Revogam-se as disposições em contrário.
a) Por que o governo de Artur Bernardes se apropriou
de uma data-símbolo das lutas operárias?
b) Explique a origem dessa data para o movimento
Folha de São Paulo, 25/04/2004.
operário internacional.
As imagens nos remetem a diferentes momentos
251. Mackenzie-SP
históricos das celebrações do dia 1º de maio no Bra-
sil. Assim como no Estado Novo e nos dias de hoje, A 26 de julho de 1930, João Pessoa foi assassinado
desde o início do século passado, o trabalho tem sido em uma confeitaria do Recife por João Dantas, um
alvo de atenção. de seus adversários políticos. Tal fato desencadeou
No período da República Velha, a instituição respon- a Revolução de 1930, que tinha como antecedente
sável pela mediação da relação capital-trabalho e sua importante:
respectiva base jurídica eram: a) a vitória da Aliança Liberal nas eleições, contestada
pela oposição, que alegava fraude no processo
a) empresariado – normas do Ministério do Trabalho.
eleitoral.
b) sindicato – direitos constitucionais dos operários. b) a cisão entre as oligarquias paulista e mineira nas
c) Estado – legislação trabalhista consolidada. eleições de 1930, além da crise mundial de 1929,
d) polícia – leis do trabalho incipientes. que atingiu duramente a cafeicultura paulista.

122
c) o apoio de Luís Carlos Prestes à Revolução de 254. Fuvest-SP
1930, seguindo os objetivos do tenentismo. Visitei todo o comércio,
d) a adesão de Júlio Prestes às oligarquias dissiden- Fiz muito bom apurado,
tes do Rio Grande do Sul, Paraíba e Minas Gerais, E vi que de muito povo
que condenavam a postura de Washington Luís. Eu me achava acompanhado.
e) a forte oposição dos tenentes ao movimento Alguns pediam esmolas:
revolucionário de 1930, visto pelo grupo como Então não me fiz de rogado.
oligárquico e sem propostas reformistas. Os versos de Chagas Baptista em homenagem ao
cangaceiro Antonio Silvino, o “Governador do Sertão”,
252. Vunesp sugerem que o cangaço:
A década de 1920 no Brasil foi marcada por expres- a) possuía um caráter político institucional que
sivos movimentos políticos e culturais. São daquele ameaçava a estabilidade social e econômica do
período: Nordeste.
a) a Semana de Arte Moderna e a formação da Alian- b) contava com o apoio popular, propondo a reforma
ça Liberal. agrária e uma nova distribuição de renda.
b) o movimento tenentista e o Convênio de Tauba- c) representava a faceta do movimento anarquista,
té. com propostas de socialização da terra nas áreas
c) a formação da Aliança Liberal e a Campanha da rurais.
Cisplatina. d) era uma forma de banditismo sem ameaças à
d) a fundação do Partido Comunista Brasileiro e o estabilidade fundiária e, portanto, aceito pelas
Convênio de Taubaté. oligarquias e pelos trabalhadores.
e) Campanha da Cisplatina e a Semana de Arte e) tinha apoio popular e representava uma forma de
Moderna. resistência à opressão dos grandes proprietários
rurais.
253. UFMG
Observe esta charge. 255. UFMG
Entre as questões que marcaram a história brasileira
entre o final do século XIX e o início do XX, podemos
afirmar que:
I. a urbanização, que se desenvolvia em cidades
maiores como o Rio de Janeiro, São Paulo e Reci-
fe, era realizada segundo moldes europeus, e seus
defensores procuravam “civilizar” e “higienizar” a
população, como se viu nas violentas campanhas
de vacinação e na expulsão dos moradores de
cortiços dos centros das cidades.
II. a política econômica dos primeiros governos da
República foi marcada pela especulação financei-
ra, pela inflação, pelo alto endividamento externo e
pela falta de investimentos na produção industrial,
alimentados pela política do Encilhamento do
ministro da Fazenda Rui Barbosa.
III. a crise da economia cafeeira levou o país a
diversificar a produção, criando alternativas de
sobrevivência para os pequenos produtores e
forçando os grandes fazendeiros a deixarem seus
LEMOS, Renato. Uma história do Brasil através da caricatura. palacetes nas grandes cidades, o que permitiu ao
Rio de Janeiro: Bom Texto/Letras & Expressões, 2001. p. 34. Brasil desenvolver, através da indústria algodoeira
do Nordeste, concorrência com a produção de
Nessa charge, faz-se referência à: tecidos ingleses.
a) reação republicana, conflito entre as oligarquias IV. o clima de insatisfação, revolta e insubordinação,
mineira e paulista e os coronéis dos estados do evidenciado com a formação do Arraial de Canudos,
Sul e do Nordeste. a Revolta da Vacina, a Guerra do Contestado, a
b) Aliança Liberal, formada pelos estados de Minas Revolta da Chibata e o Cangaço, trouxe à tona o pro-
Gerais, São Paulo e Rio Grande do Sul no contexto cesso de exclusão social e política, que a República
da crise da República Velha. conservava, apesar dos discursos civilizadores.
c) Campanha Civilista, articulada por Rui Barbosa com Assinale a alternativa correta.
o objetivo de dominar os executivos estaduais. a) I, II e III são corretas.
d) política do café-com-leite, caracterizada pela
PV2D-06-HIB-34

b) I, II e IV são corretas.
alternância de políticos mineiros e paulistas na
c) II, III e IV são corretas.
Presidência da República.
d) III e IV são corretas.

123
256. Fuvest-SP ( ) Em 1921, o incipiente movimento operário sofreu
a) O que foi a Aliança Liberal, formada no decorrer um duro golpe com a votação da Lei de Repressão
do processo sucessório de Washington Luís? ao Anarquismo, que visava reprimir as nascentes
lideranças de esquerda dentro do operariado
b) Qual a relação de Getúlio Vargas com a Aliança
brasileiro e a punir os órgãos de imprensa que
Liberal?
incitassem à sedição.
c) Qual o desfecho desse processo sucessório?
( ) Para os donos do poder, controladores do esque-
257. Mackenzie-SP ma oligárquico vigente, a questão social deveria
ser tratada com um caso de polícia; isso explica a
I. O rompimento da política do café-com-leite en- forte repressão encetada contra as manifestações
fraqueceu o grupo dominante, fortalecendo as populares nos campos e nas cidades.
oligarquias dissidentes, ávidas de poder.
( ) Durante o quadriênio de Washington Luís, procu-
II. O tenentismo desde 1922 apresentava-se como rando anular a frente de composição variada que
um sintoma de insatisfação e mudança de socie- se batia pela anistia e pela liberdade de pensamen-
dade: a luta política seria realizada pelo exército to, o governo federal promulgou a Lei Celerada de
“em nome do povo”. 1927, que se tornou um eficiente instrumento de
III. Após a vitória de Júlio Prestes, João Pessoa, fa- combate às oposições.
vorável à luta armada, desencadeou o movimento
para a derrubada do governo. 260. UFU-MG
IV. A política de perseguições do governo Washington (...) a Nação vê renascer a sua consciência política
Luís, a degola dos aliancistas e o assassinato de e olha o futuro, com ânimo de caminhar pelos seus
João Pessoa desencadearam o movimento revo- próprios passos, sem a tutela dos falsos guias que a
lucionário. conduziram ao desprestígio político e à ruína econô-
Considere as afirmações anteriores, relativas aos an- mica. A Revolução de 1930 criou, evidentemente, uma
tecedentes da Revolução de 1930, e assinale: nova mentalidade nacional. Marcou o início de uma
nova etapa de consciência política. (...)
a) se todas forem corretas.
Gal. Waldomiro Castilho de Lima, interventor federal do estado de São
b) se apenas I , II e IV forem corretas. Paulo. In: Imprensa oficial do estado de São Paulo, 20/07/1933.
c) se apenas III for correta. Se não aproveitarmos o momento político e econômico
d) se apenas I e IV forem corretas. para radicalizar nosso programa, seremos ridiculamen-
e) se todas forem incorretas. te envolvidos pelos bernardes e epitácios (...) Dia a dia
aumenta em mim a convicção de que os tais liberais
258. PUC-PR desejam de tudo menos a revolução. (...)
O governo de Washington Luís, entre várias dificulda- Luís Carlos Prestes, um dos líderes do movimento tenentista, 1929.

des, teve também de enfrentar os efeitos: Os discursos transcritos acima evidenciam interesses
a) da campanha contra seu ministro Oswaldo Cruz em disputa, por ocasião da chamada Revolução de
a respeito da obrigatoriedade da vacina contra a 1930. A este respeito, assinale a alternativa correta.
varíola. a) A causa do movimento que depôs o presidente
b) da inflação provocada pela política do Encilha- Washington Luís foi o atentado político que matou
mento. João Pessoa, candidato à Vice-Presidência na
c) das restrições às importações provocadas pela chapa de Getúlio Vargas. Após o crime, os liberais
Primeira Guerra Mundial. uniram-se ao segmento tenentista liderado por Luís
d) da crise de 1929, em decorrência da quebra da Carlos Prestes, proporcionando maior participação
Bolsa de Valores de Nova Iorque. das massas urbanas na revolução.
e) das revoluções em São Paulo e Minas Gerais que b) Apesar do conflito entre as oligarquias de São
reivindicam melhores salários mínimos. Paulo, rompendo acordos para se manter no poder,
e a Aliança Liberal, com a bandeira da moralidade
259. Iesb-DF política e eleitoral, incorporando em seus discursos
O período inicial da República foi marcado por movi- as reivindicações tenentistas, não havia interesse,
mentos populares envolvendo tanto o nascente opera- por parte dos condutores da “revolução”, em radi-
riado urbano quanto a pobre massa camponesa, num calizar o processo.
claro indício de que o novo regime não alterara o velho c) Na liderança do movimento, o Bloco Operário e
sistema excludente que marcou a época da monarquia.
Camponês pretendia implantar uma democracia
Com base nas informações do texto, julgue os itens
que respeitasse os direitos civis e eliminasse o “voto
que se seguem como verdadeiros ou falsos.
de cabresto” e as fraudes eleitorais, fazendo com
( ) A partir de 1898, nos centros em que se desenvol-
que o Bloco se aproximasse do Partido Liberal.
via a industrialização, as lideranças do operariado
brasileiro passaram a receber forte influência do d) A revolução de 1930, ao colocar Getúlio Vargas
anarquismo e do anarco-sindicalismo trazido pelos no poder, pode ser entendida como uma ruptura
imigrantes europeus, principalmente italianos. da ordem social e política vigente no Brasil, ao pôr
( ) No campo vivia ainda um grande contingente de fim no predomínio das oligarquias, ao substituir a
despossuídos de terras, condenado à mais profun- economia agrária e dependente das exportações
da miséria e oprimido pela velha estrutura de domi- de café por um predomínio industrial e por instaurar
nação, fundada na secular ordem latifundiária. um regime genuinamente democrático.

124
261. FAAP-SP I. Foi nesse período que o Brasil deixou de ser um
“Governar é abrir estradas”, lema do governo de: país agrário e se transformou em um país indus-
a) Washington Luís. trial.
b) Campos Sales. II. Em geral considera-se que a Primeira República
chegou ao fim em 1930, com a vitória do movimen-
c) Rodrigues Alves.
to conhecido como Revolução de 1930.
d) Venceslau Brás.
III. Nesse período, o café era o produto mais impor-
e) Artur Bernardes. tante da economia brasileira.
262. FGV-SP IV. Sob o ponto de vista político, esse período foi
caracterizado pelo fenômeno do coronelismo.
O Partido Democrático (PD) surgiu na metade da
década de 1920, em oposição ao Partido Republicano a) Estão corretas as proposições I, II e III.
Paulista (PRP). Em essência, o PD buscava: b) Estão corretas as proposições I, II e IV.
a) “desperrepizar” o Brasil, abolindo toda e qualquer c) Estão corretas as proposições II, III e IV.
influência do PRP e instituir o voto secreto, entre
d) Apenas as proposições II e IV estão corretas.
outras mudanças políticas.
e) Apenas as proposições I e IV estão corretas.
b) ser uma alternativa socialista para a juventude ope-
rária descrente nos velhos ideais republicanos. 265. Unifor-CE
c) organizar o movimento operário e camponês para No que se refere ao significado da Revolução de 1930,
uma investida revolucionária e de caráter liberal no é correto afirmar que ela:
país.
a) deu início ao movimento político conhecido como
d) confundir o eleitorado, pois, organizado basica- Reação Republicana, que refletia os conflitos intra-
mente por membros do PRP, suas propostas em oligárquicos no país.
nada diferiam, modificando-se apenas a compo-
b) simbolizou o ápice do movimento tenentista, ponto
sição de jovens em sua fileira partidária.
culminante da luta armada no Brasil, com objetivo
e) sensibilizar as camadas médias urbanas para uma de conscientizar a população sertaneja.
ruptura com o tenentismo, o PRP e os socialistas
c) dificultou aos militares contestar o regime oligárqui-
que controlavam o movimento operário.
co, imposto ao país pelos governos da República
263. Unifor-CE Velha.
Observe a charge. d) caracterizou-se como um movimento autoritário,
centralista e elitista, na medida em que pregava a
subordinação dos estados à União.
e) põe fim à hegemonia da burguesia do café, desfe-
cho inscrito na própria forma de inserção do Brasil
no sistema capitalista.

266. UFF-RJ
Assinale a opção que contém informações corretas
acerca da Revolução de 1930 no Brasil e de seus
antecedentes imediatos.
a) Junção de colunas militares originadas no Rio
Grande do Sul e em São Paulo, ataques de tro-
pas federais ao forte de Copacabana, aliança de
Getúlio Vargas com Júlio Prestes para impedir a
Claúdio Vicentino e Gainpaolo Dorigo. História do Brasil.
eleição de Osvaldo Aranha.
São Paulo: Scipione, 1999. p. 304. b) Formação da Aliança Nacional Libertadora, união de
A charge faz referência a um fenômeno da política grupos rivais para dar combate à Coluna Prestes,
brasileira nas primeiras décadas do século XX. É uma eclosão de movimento insurgente em São Paulo.
caricatura do que era denominado: c) Assassinato de João Pessoa, formação de uma
a) “voto de cabresto”. frente única entre os tenentes e certos políticos,
b) “regime ditatorial”. eclosão de insurgências no Rio Grande do Sul e
c) “degola eleitoral”. em Minas Gerais.
d) “curral eleitoral”. d) Eclosão da Revolução Constitucionalista em São
e) “voto censitário”. Paulo, oposição a um governo federal que exerceu
o poder, todo o tempo, sob estado de sítio, ataque
264. UEMS integralista ao Palácio do Catete.
A respeito do período da história brasileira conhecido e) Aliança de Borges de Medeiros com João Neves
como Primeira República, ou República Velha, conside- da Fontoura para eleger Júlio Prestes, recusa
PV2D-06-HIB-34

re as proposições abaixo para, em seguida, assinalar a de Washington Luís para criar nova política de
alternativa que responde corretamente à questão. valorização do café diante dos efeitos da crise de
1929, elaboração do Plano Cohen.

125
267. UFPE b) o governo negociou com esses grupos através de
O fim da monarquia no Brasil não significou o início de enviados, como foi o caso de Euclides da Cunha
um período de plena liberdade democrática. Durante em Canudos, porém tais negociações, apesar
as três primeiras décadas da república, houve forte de todos os esforços do governo, encontraram
domínio das oligarquias regionais, as quais: uma grande resistência por parte dos sertanejos
( ) controlavam o resultado das eleições, favorecendo que estavam dispostos à guerra para derrubar o
seus aliados e impedindo a ascensão de grupos governo republicano.
adversários. c) Lampião, Antônio Conselheiro e Padre Cícero
( ) conviveram com constantes manifestações de encabeçaram esses grupos, liderando uma ação
rebeldia dos militares e com um movimento ope- organizada contra o governo republicano, já que
rário de cunho nacional, unificado pelas idéias do este se colocava alheio aos graves problemas
socialismo marxista. enfrentados pelo Nordeste desse período. Vale
lembrar que esses personagens padecem ao final
( ) faziam acordos políticos, para controlar a popula-
de morte violenta pelas mãos republicanas.
ção e evitar movimentos de rebeldia social.
d) os movimentos possuíam um cunho monarquista,
( ) estavam afastados do governo federal, devido à
e atuavam como defensores da moral perdida pela
política centralizadora e antidemocrática desse
chegada do novo regime republicano. Tal atitude
governo.
levou o governo de Prudente de Moraes a tomar
( ) influenciavam a vida dos grandes partidos na- medidas drásticas, como no caso de Canudos,
cionais, construindo alianças entre os grupos de onde expedições do exército foram realizadas até
estados diferentes. retirá-la de vez do mapa.
268. Unicsul-SP e) com Canudos, o governo atuou de maneira mais
condescendente, uma vez que percebeu serem
Um acontecimento ocorrido em 26 de julho de 1930
sertanejos pobres e desprovidos de bens e armas,
acabou se tornando o estopim para desencadear a
por isso, ao final da guerra, fechou um acordo dando
Revolução de 1930 no Brasil. Qual foi esse aconte-
a esses sertanejos pequenos pedaços de terra a
cimento?
título de reconstrução de suas vidas. Já com os can-
a) O assassinato de João Pessoa, ex-governador do gaceiros não houve acordo, o governo colocou suas
estado da Paraíba e ex-candidato à Vice-Presi- cabeças a prêmio, e assim eles foram entregues.
dência e que pertencia à Aliança Liberal, pelo seu
adversário político João Dantas. 270. UFRJ
b) A derrota de Getúlio Vargas na eleição para presi- Nova Iorque, 29 – Os diretores de meia dúzia das
dente da República para o candidato Júlio Prestes, maiores instituições financeiras desta cidade, com
de São Paulo. recursos que somam aproximadamente sete bilhões
c) Um manifesto em que Luís Carlos Prestes se de- de dólares, reuniram-se às primeiras horas da noite
clarava socialista e revolucionário e condenava o de ontem (...) para discutir a situação da Bolsa, em
apoio às oligarquias estaduais dissidentes. face das últimas baixas das cotações dos títulos. Foi
d) A ocupação do forte de Copacabana pelos jovens noticiado que nessa reunião foi deliberado prepararem-
tenentes e a exigência de anulação da eleição se planos de mobilização de toda a potencialidade
presidencial. financeira daquelas instituições, a fim de evitar novos
desastres. (...) A Bolsa de Títulos abriu com uma baixa
e) A não-aceitação de vitória de um candidato paulista
de proporções sem precedentes (...)
às eleições presidenciais pelo então governador de
Berlim, 29 – A crise verificada nas praças de Nova Iorque e
Minas Gerais, Antônio Carlos Ribeiro de Andrada. Amsterdãm causou nova inquietação na Bolsa de Berlim.
Folha da Manhã. São Paulo, 30 de outubro de 1929.
269. Ibmec-SP a) Cite dois fatores que contribuíram para a crise de
O Nordeste brasileiro enfrentou, no início da República, 1929 nos EUA.
duas importantes manifestações populares: Canudos e b) Explique as razões da internacionalização da crise
o Cangaço. Tais movimentos trouxeram muitos incômo- de 1929.
dos ao governo republicano, aos coronéis e também à
Igreja Católica. Sobre esses movimentos e o governo 271. Mackenzie-SP
que atuou sobre eles, é possível dizer que: Getúlio Vargas que estais no Rio Grande do Sul,
a) Canudos e o Cangaço foram reações populares, glorificada seja a vossa luta. Venha a nós a vossa
sem fins políticos, a um governo recém-implantado força, seja vitoriosa a vossa causa assim no sul como
e ausente, quanto aos problemas existentes no no norte. Perdoai as nossas covardias, assim como
Nordeste do final do XIX e início do XX. Vale lem- nós perdoamos aos legalistas. Não nos deixai cair
brar que esses movimentos acabaram por formar em poder de Washington Luís e livrai-nos de Júlio
uma espécie de pequenos “governos” dentro da Prestes. Amém.
República do Brasil, uma vez que possuíam leis O Padre Nosso dos Revolucionários
e regras próprias e ignoravam as ordens republi-
canas.

126
A causa revolucionária em 1930 estava vinculada: 274. UFC-CE
a) ao fato dos aliancistas não aceitarem a derrota Leia o texto 1 a seguir.
nas urnas e defenderem abertamente a revolução, Em 1930, o Brasil estava maduro e pronto para altera-
liderados por Antônio Carlos. ções em suas lideranças políticas. A Nação brasileira
b) à prisão de João Pessoa por agentes do governo vinha dando, desde 1916 e até mesmo antes, inequí-
federal. vocos sinais de que estava cansada das lideranças
c) à vitória aliancista nas eleições, gerando a retalia- oligárquicas que a dirigiam (...).
ção da oligarquia cafeeira paulista. Percebia-se ainda, uma profunda insatisfação com a
d) ao rompimento do pacto entre oligarquia cafeeira incapacidade do governo central em corrigir os males
e militares tenentistas. de uma economia agrícola baseada em um único
e) à eleição do candidato oficial Júlio Prestes, acusa- produto – o café – e voltada excessivamente para a
do de fraude, e às perseguições políticas lideradas exportação.
por Washington Luís contra os aliancistas. CABRAL, João B. P. In: Gadelha, Marcondes (Org.)
“Anais da semana Comemorativa da Revolução de 30.”
272. Vunesp Leia a seguir o texto 2.
O nome CANGAÇO vem do conjunto de armas car-
“(...) talvez agora seja possível avaliar a força da
regadas por homens que prestavam serviços de pro-
idéia de revolução de 30 – constituída no interior
teção e defesa a chefes políticos locais. Suas armas
eram tantas que pesavam sobre seus ombros como da luta de classes – como marco divisor da história
pesa a CANGA sobre o pescoço do boi. Daí o nome do Brasil, pelo qual os vencedores julgaram todo o
CANGACEIROS. Entretanto, nem sempre estiveram passado, definindo desde o princípio, inclusive, o
à disposição dos chefes políticos locais. inimigo que essa revolução abateu: o fantasma da
Responda: oligarquia. Lugar onde se ocultou a luta de classes,
a) Qual era a zona de ação do cangaço? essa memória histórica de um processo político
em curso pelo menos desde 1928 dificulta sobre-
b) Por que surgiu esse fenômeno social?
maneira acompanhar o percurso percorrido pelas
c) Quais acontecimentos e transformações estrutu-
classes sociais e definir o conjunto dos vencedores
rais concorreram para seu fim?
da luta (...)”.
273. PUC-PR DE DECCA, Edgar de. 1930: O silêncio dos vencidos.
São Paulo: Brasiliense, 1984. p. 107
Assim, enquanto Prestes aderia ao comunismo
– mostrando, ao mesmo tempo, que a vitória de Compare as visões que os textos acima expressam
Getúlio Vargas significaria a mera substituição de sobre a Revolução de 1930.
uns grupos oligárquicos por outros no poder, (...) os
“tenentes se deixavam envolver pela campanha da 275. Unicamp-SP
Aliança Liberal...” O bandido social é, em geral, membro de uma socieda-
Prestes, Anita Leocádia. Uma epopéia brasileira – A de rural e, por razões várias, encarado como proscrito
Coluna Prestes. Editora Moderna, 1995, p. 103.
ou criminoso pelo Estado e pelos grandes proprietários.
Interpretando o texto e com ajuda de seus conhecimen-
tos históricos, assinale a única alternativa correta: Apesar disso, continua a fazer parte da sociedade
camponesa de que é originário e é considerado herói
a) Luiz Carlos Prestes, principal líder da “Coluna
por sua gente, seja ele um justiceiro, um vingador, ou
Prestes”, pretendia derrubar o governo opressivo
alguém que rouba dos ricos.
de Epitácio Pessoa.
Carlos Alberto Dória, Saga. A grande história do Brasil.
b) a Aliança Liberal defendia a candidatura de Júlio
Prestes, que governava São Paulo. Utilizando a definição anterior, explique o movimento
c) os tenentes, expressão do movimento político do do cangaço brasileiro.
“tenentismo”, representavam a ideologia socialista
e revolucionária.
d) os grupos oligárquicos substituídos representavam
principalmente a cafeicultura.
e) A “Coluna Prestes” nunca foi completamente der-
rotada pelos legalistas, porque fazia a “guerra de
posições”, enquanto aqueles faziam a “guerra de
movimento”.
PV2D-06-HIB-34

127
Capítulo 3
276. PUC-PR 279. UECE
Os votos feminino e secreto, e direitos trabalhistas A Revolução Constitucionalista de 1932 mobilizou
foram consagrados, no Brasil, pela Constituição amplos setores de São Paulo contra o governo federal.
de: Sobre esta revolta é correto afirmar que:
a) 1824 a) significou o levante da população paulista contra
b) 1891 os desmandos do governo autoritário de Getúlio
c) 1934 Vargas após o golpe do Estado Novo.
d) 1937 b) os paulistas pretendiam a imediata instalação
de uma Assembléia Popular Constituinte, eleita
e) 1946
livremente pela população trabalhadora e que
277. Unirio-RJ defendesse uma solução socialista para os pro-
blemas brasileiros.
Após a Revolução de 1930, no Brasil, os tenentes e
as oligarquias tradicionais envolveram-se num debate c) representou uma reação das oligarquias ao regi-
que traduzia suas expectativas quanto a um novo me instalado em 1930, pretendendo restaurar o
modelo de Estado. A polêmica expressava a defesa, regime constitucional dominado pela política dos
pelos tenentes e pelas oligarquias, respectivamente, governadores.
dos princípios apresentados em uma das opções. d) resultou de uma cisão entre as oligarquias pau-
Assinale-a: listas a respeito do candidato a Presidente nas
a) Um Estado democrático garantidor da vocação eleições de 1934.
nacional identificada à agricultura e um Estado
280. Vunesp
centralizador e industrializante.
b) Um Estado centralizador que promovesse uma Ao negar apoio à Aliança Liberal, Luís Carlos Prestes
ligação direta com os grandes centros do capital manifestava-se a respeito do movimento contestatório,
internacional e um Estado liberal protecionista. nos seguintes termos: Mais uma vez os verdadeiros
interesses populares foram sacrificados e vilmente
c) Um Estado centralizador no nível federal, mas com
mistificados todo um povo por uma campanha apa-
ampla autonomia dos poderes locais estaduais e
um Estado liberal com participação política de base rentemente democrática, mas que no fundo não era
censitária. mais que uma luta entre os interesses contrários de
duas correntes oligárquicas.
d) Uma completa centralização do poder e a reto-
Prestes referia-se ao movimento que ficou conhecido
mada do modelo liberal, garantindo o retorno ao
federalismo característico da República Velha. como:
e) Ideais liberais que implicariam o estabelecimento a) Revolução de 1964. d) lntentona Comunista.
de um Estado democrático e de direito e um b) Revoltas Tenentistas. e) Ação lntegralista.
modelo centralista que afastasse a participação c) Revolução de 1930.
popular.
281.
278. Mackenzie-SP O que foi o Conselho Nacional do Café?
É um homem calmo numa terra de esquentados. Um
disciplinador numa terra de indisciplinados. Um pru- 282. Mackenzie-SP
dente numa terra de imprudentes. Um sóbrio numa A 9 de julho de 1932, estourou em São Paulo a re-
terra de esbanjadores. Um silencioso numa terras de volução contra o governo federal. A respeito desse
papagaios. movimento é incorreto afirmar que:
Érico Veríssimo a) pretendia realizar um ataque fulminante contra a
A descrição refere-se ao líder da Revolução de 1930, capital federal, obrigando o governo a negociar
Getúlio Vargas, que chegou ao poder através: ou capitular.
a) da vitória nas urnas sobre o candidato oficial Júlio b) o rádio, utilizado pela primeira vez em larga es-
Prestes. cala, teve enorme importância na mobilização da
b) do movimento armado que se seguiu à derrota população e dos voluntários.
da Aliança Liberal nas eleições, agravada pelo c) apesar da derrota paulista, o governo federal per-
assassinato de João Pessoa. cebeu a necessidade de negociar uma política para
o café e estabelecer vínculos com as lideranças
c) da coluna Prestes e do apoio incondicional à lide-
de São Paulo.
rança tenentista.
d) São Paulo recebeu apoio de vários estados e
d) da formação de um grupo homogêneo, composto contou com a colaboração de todos os segmentos
de novas lideranças políticas e sem vínculos com sociais, inclusive do movimento operário.
as velhas oligarquias.
e) a revolução era uma tentativa de retomar o poder
e) da definição de uma política voltada exclusiva- perdido em 1930, embora a bandeira da constitu-
mente para o setor agrário, atingido pela crise do cionalização fosse real para os segmentos mais
café. progressistas.
128
283. Vunesp 287. Mackenzie-SP
Depois de muitos movimentos operários; lutas e reivindi- A Revolução de 1930 apoiada por grupos heterogêne-
cações trabalhistas, os sindicatos foram legalizados: os, sem grandes rupturas, promoveu sob a liderança
a) no decurso da Revolução Paulista de 1924. de Getúlio Vargas um novo encaminhamento para o
b) através do Ato Institucional número 5 de 1968. Estado brasileiro.
c) no Governo Provisório de Vargas (1930-1934). Identifique estes traços nas alternativas a seguir.
d) durante a Campanha do Contestado. a) O Estado getulista incentivou o capitalismo nacio-
e) nos primórdios da República Oligárquica. nal, promovendo a aliança entre setores da classe
trabalhadora urbana e a burguesia nacional.
284. b) Para Vargas, a questão social permanecia um
Qual o significado da sigla MMDC para a Revolução caso de polícia e o modelo econômico passou a
de 1932? ser apoiado pelo capital estrangeiro.
c) As decisões econômico-financeiras foram des-
285. UERJ centralizadas, tendo o presidente reduzidos po-
Paulistas em guerra contra Vargas deres.
d) O poder dos estados foi fortalecido em relação à
união.
e) Preservaram-se as relações clientelistas, manten-
do-se a oligarquia cafeeira no poder como antes
de 1930.

288. UFRN
A ascensão de Vargas ao poder, após o movimento
de 1930, trouxe mudanças nas práticas coronelísticas
típicas da República Velha. Entre essas mudanças,
podemos citar:
a) os coronéis perderam o poder de mobilizar milícias
na defesa de seus interesses, mas fortaleceram
Fonte: Jornal do Século, 26/11/2000 as práticas de mandonismo local, mesmo contra
Na década de 30, para combater o governo estabeleci- a vontade de Vargas.
do por Getúlio Vargas, os paulistas pegaram em armas.
b) as velhas e novas oligarquias foram derrotadas por
Os cartazes acima fazem parte da sua propaganda,
Vargas, que acreditava serem elas incompatíveis
pedindo a colaboração da população no esforço de
com os seus projetos inovadores orientados para
guerra. A Revolução de 1932 ocorre na seguinte con-
a modernização social e econômica.
juntura política nacional:
c) os interventores, nomeados pelo novo regime,
a) aprovação do novo Código Eleitoral sem o voto
reduziram o poder dos coronéis, mesmo que, pos-
secreto.
teriormente, a política de cooptação de lideranças
b) perda da hegemonia política pela oligarquia pau- locais, adotada por Vargas, tenha lhes devolvido
lista em nível federal. parte desse poder.
c) intervenção do poder federal no governo de São d) os governantes indicados por Vargas destituíram
Paulo por meio da política dos governadores. os coronéis do poder, criando as bases de uma
d) aliança entre o Partido Popular Progressista e produ- reforma agrária, com o intuito de alterar as arcaicas
tores rurais intermediada por militares tenentistas. estruturas rurais.

286. UFMG 289. Vunesp


Leia o texto. A fixação do ano de 1930 como um primeiro marco
Os deputados das profissões serão eleitos na forma divisor da História do Brasil contemporâneo tem ar-
da lei ordinária, por sufrágio indireto das associações tificialidade implícita em qualquer periodização, mas
profissionais, compreendidas para este efeito, com se justifica por razões que se situam além da história
quatro grupos afins respectivos, nas quatro divisões política ou da simples tradição.
seguintes: a lavoura e pecuária; indústria; comércio Sintetize algumas razões dessa periodização histo-
e transportes; profissões liberais e funcionários pú- riográfica.
blicos.
Brasil. Constituição de 1934 290. PUCCamp-SP
A partir desse texto, pode-se afirmar que a Constituição Analise o texto adiante.
Brasileira de 1934 inspirou-se no: Por um lado, é a ameaça do prolongamento indefi-
a) anarquismo. nido da ditadura e, acima do predomínio no código
b) comunismo. fundamental do país de idéias não só visceralmente
incompatíveis com as tradições democráticas, consci-
PV2D-06-HIB-34

c) corporativismo.
ência e cultura da nação, senão também atentatórias
d) sindicalismo. da segurança, direitos e progresso econômico de São
e) socialismo. Paulo. Por outro lado, são as dores desta soberba Uni-

129
dade da Federação, usurpada na faculdade inauferível riado que protestaria só, mas toda a Nação Brasileira
de se governar, talada na opulência de suas riquezas, que se levantaria esquálida, faminta, ameaçada de
destroçada na organização de seus serviços públicos. necessidades negras (...)
São Paulo martirizado nunca poderia perdoar aos seus Discurso de Maurício de Lacerda, deputado e advogado
filhos manterem-se desunidos ante tantos perigos e dos trabalhadores,em sessão da Câmara dos
Deputados do dia 26 de julho de 1917.
infortúnios.
No Brasil, o movimento operário e sindical constituiu-se
Adaptado de O Estado de S. Paulo, fevereiro de 1932
ao longo da Primeira República (1889-1930), enfren-
A partir do texto e tendo como referenciais o contexto
tando dificuldades de toda ordem, tais como as más
histórico do movimento paulista de 1932, pode-se
condições de vida, a insensibilidade das classes patro-
afirmar que:
nais e os preconceitos das elites políticas do país.
a) a grande imprensa demonstra sempre uma pos- Liderado pelos anarcossindicalistas, pelo menos até
tura eqüidistante no tocante a questões históricas 1917, esse movimento conheceu modificações a partir
conflituosas, haja vista o predomínio do interesse dos anos 30, mantendo essas novas características
comercial dos seus proprietários. até a década de 70.
b) o jornal revela um posicionamento radical contra o a) Explique a razão do crescimento do movimento
extremo nacionalismo do movimento paulista, que operário na Primeira República.
pretendia depor o primeiro governo constitucional b) Cite dois fatores que contribuíram para a perda
de Getúlio Vargas. de influência do anarquismo sobre o movimento
c) o jornal concorda plenamente com o movimento operário na Primeira República.
paulista, já que este procura fortalecer o getulis- c) Indique duas iniciativas do governo Vargas que
mo contra a oligarquia que governa o Brasil até evidenciem a mudança ocorrida nas relações entre
1930. Estado e classe trabalhadora.
d) o discurso presente no texto do jornal traduz uma
parte do sentimento de alguns defensores do 293. UEPE
movimento paulista, que questiona a legitimidade Sobre a Revolução de 1930 e o Governo Provisório
do poder político vigente no país. (1930 a 1934), analise as proposições a seguir.
e) as idéias contidas no texto do jornal mostram o ( ) O Governo Provisório teve em Brasília sua sede
grau de união e a convergência de interesses de provisória, passando depois para São Paulo a
todos os participantes do movimento paulista pela capital do Brasil.
Consolidação da União Nacional. ( ) Getúlio Vargas foi quem assumiu o poder do Go-
verno Provisório em 1930.
291. UFV-MG ( ) Duas forças políticas apoiaram a Revolução de
Observe atentamente as figuras abaixo. Elas re- 1930: os constitucionalistas e os tenentistas.
produzem cartazes utilizados para motivar a par- ( ) Os constitucionalistas defendiam a democracia do
ticipação popular na Revolução Constitucionalista país, através de eleições livres, governo constitucio-
de 1932. nal e plena liberdade civil.
( ) Uma das primeiras medidas do governo Vargas
de 1930 foi substituir a Constituição de 1891 pelo
decreto nº 19.398, que dissolveu o legislativo nas
instâncias federal, estadual e municipal.

294. Fuvest-SP

Aponte os elementos da conjuntura política nacional


que motivaram esse processo revolucionário, ressal-
tando algumas de suas características.

292. UFRJ
Não ocultemos: o proletariado protesta porque o Reprodução de Cartaz da Revolução de 1932
proletariado está organizado e sindicalizado, pode Observando o cartaz:
ter resistência e ação direta. Mas se todas as classes a) identifique os três personagens;
estivessem organizadas (...) por instigamento da sua
b) explique a frase “Abaixo a Ditadura”.
situação precária, neste momento não seria o proleta-
130
295. UFPE 298. UEL-PR
A proclamação da República e suas primeiras décadas Em outubro de 1930, iniciou-se um largo período -
de governo foram acompanhadas de frustrações, pois podemos dizer um quarto de século - em que Getúlio
houve a continuidade de muitas contradições sociais e Vargas foi a figura predominante no cenário político
econômicas que vinham da época do império. O movi- nacional; isso parece propiciar uma certa idéia de
mento político de 1930 foi uma tentativa, em alguns pon- continuidade para uma história política vista a partir
tos, de renovação política, embora sem uma perspectiva das grandes figuras, como a que predominou muito
revolucionária. Com relação ao movimento de 1930 e tempo na historiografia e permanece até hoje no
seus desdobramentos políticos, analise os enunciados senso comum.
adiante. Coloque F (falso) e V (verdadeiro). BORGES, V. P. Anos trinta e política: história e historiografia.
in: FREITAS, M. C. (org.) Historiografia brasileira em perspectiva.
( ) Esse movimento trouxe o fim do domínio das São Paulo: Contexto, 1998. p.159.
oligarquias do sudeste do país e uma renovação
expressiva na composição do núcleo de poder que Sobre os anos 30 e a figura de Getúlio Vargas, consi-
dirigia o Brasil. dere as seguintes afirmativas:
( ) Houve uma política de modernização da sociedade I . A década de 1930 iniciou-se com uma ruptura
brasileira, com a instalação imediata de indústrias jurídico-política, consagrada como “Revolução de
de base e a formação de uma classe operária no 30”, que remete ao importante tema dos dilemas
Sudeste. da democracia no Brasil.
( ) Houve renovação política com a fundação de II. A partir dos acontecimentos de 30, passou a vigorar
partidos e o crescimento de organizações sindicais um acordo entre as elites políticas de Minas Gerais
anarquistas. e São Paulo, que se revezaram na presidência da
República.
( ) Os militares tiveram seus espaços políticos diminu-
ídos, com a centralização do poder nas mãos de III. Por muito tempo, memorialistas e historiadores
Getúlio Vargas e das oligarquias gaúcha e mineira. conceberam Getúlio Vargas como o responsável
pela concessão dos direitos trabalhistas no Brasil.
( ) A realização imediata de eleições para presidente
da República reorganizou as forças políticas para IV. Como alternativa à tradicional conciliação dos
a instalação de uma sociedade democrática. detentores do poder, surgiu a Liga de Ação Re-
volucionária, que teve seu projeto nacionalista e
296. Fuvest-SP democrático derrotado pelos eventos de outubro
São Paulo não está apenas descontente. Está ferido de 1930.
na sua sensibilidade. O que a Revolução lhe pediu ele Assinale a alternativa correta.
lho deu... Por que a Revolução tarda em restaurá-lo a) Apenas as afirmativas I, III e IV são verdadeiras.
na sua autonomia e no governo direto de seus filhos? b) Apenas as afirmativas I, II e III são verdadeiras.
Cansado de viver como terra conquistada, São Pau- c) Apenas as afirmativas II, III e IV são verdadeiras.
lo... pede apenas, à frente da administração de seus d) Apenas as afirmativas I e III são verdadeiras.
negócios, um de seus filhos que lhe compreenda o
espírito e não lhe golpeie o coração. e) Apenas as afirmativas II e IV são verdadeiras.
O Estado de S. Paulo, 27 de janeiro de 1932
299. UFV-MG
Explique os impasses políticos discutidos por esse
A Revolução de 30 foi um marco na história brasileira.
jornal e indique seus desdobramentos.
Com a ascensão de Getúlio Vargas ao poder inicia-se
297. UFRN um novo perfil de desenvolvimento para o país, che-
gando ao fim a república dos coronéis, que teve na
A atuação do Estado no Brasil difere nos governos de
agricultura e no poder econômico e político, vinculado
Getúlio Vargas e Fernando Henrique Cardoso (FHC),
à propriedade da terra, o seu centro de referência.
uma vez que:
Faça um delineamento desse novo padrão de desenvol-
a) para Vargas, ao Estado cabia explorar as riquezas vimento econômico iniciado no Brasil a partir de 1930.
nacionais, base para a construção de uma nação
forte; para FHC, ao Estado cabe estimular os 300. Fuvest-SP
investimentos privados, que inserem o país na
economia internacional. ... o que avulta entre os fatores da revolução de 1930
b) para Vargas, o Estado tinha a função de organizar é o sentimento regionalista, na luta pelo equilíbrio
os trabalhadores em sindicatos internacionais; das forças entre os estados federados. Minas Gerais,
para FHC, o Estado situa-se acima das classes aliando-se ao Rio Grande do Sul, combatia a hege-
sociais, estando assim impossibilitado de intervir monia paulista, que a candidatura do Sr. Júlio Prestes
nas questões trabalhistas. asseguraria por mais quatro anos.
Barbosa Lima Sobrinho, A verdade sobre
c) Vargas concebia um Estado capaz de promover a
a revolução de outubro - 1930 (1933).
aliança entre a burguesia nacional e a burguesia in-
ternacional; FHC concebe um Estado independente a) Explique a questão do regionalismo político no
em relação aos diferentes grupos econômicos. período que antecedeu 1930.
d) Vargas estimulou a criação de empresas privadas b) Apresente a situação política de São Paulo na
PV2D-06-HIB-34

com capital nacional em substituição às empresas federação, depois da tomada do poder, por Getúlio
públicas; FHC defende a privatização das empre- Vargas, em 1930.
sas estatais como meio de manter a estabilidade
da economia.
131
301. UFG-GO b) o fortalecimento do poder pessoal de Vargas,
reprimindo dissidentes.
Em março de 1934, Luís Carlos Prestes fundou uma
frente popular, a Aliança Nacional Libertadora, que c) a entrada do Brasil na Guerra ao lado dos países
objetivava atrair setores democráticos e antifascistas totalitários.
da sociedade para um programa de reformas políticas d) a composição de um novo governo, tendo como
e sociais. O governo de Vargas perseguiu Prestes base de sustentação integralistas e comunistas.
devido à: e) a definição de uma política externa favorável aos
a) emergência de regimes autoritários na Europa aliados e a democratização interna do regime.
influenciando a organização partidária no Brasil.
b) cooptação dos sindicatos pelo Estado, com suas 305. UFV-MG
sedes tornando-se locais de propaganda oficial. Durante a Era Vargas, notadamente no período de
c) proposta política de estabelecer um governo 1934-37, houve uma polarização ideológica entre
revolucionário no Brasil alinhado com a União a direita fascista, nucleada em torno do Movimento
Soviética. Integralista de Plínio Salgado, e a esquerda aliancista,
tendo à frente o PCB de Luís Carlos Prestes. A respeito
d) organização da Ação Integralista Brasileira, que
do Integralismo, qual das características abaixo não
defendia um projeto de Estado autoritário para o
fazia parte de seu ideário?
país.
a) Nacionalismo
e) rivalidade entre integralistas e aliancistas, os
quais mobilizaram o país, ampliando o clima de b) Militarismo
confrontos. c) Monopartidarismo
d) Liberalismo
302. Fuvest-SP e) Anticomunismo
Com respeito à Ação Integralista no Brasil, na década
de 1930, é correto afirmar que: 306. FGV-SP
a) foi uma cópia fiel do fascismo italiano, inclusive Em plena Avenida Rio Branco, nas tardes de sábado,
nas cores escolhidas para o uniforme usado nas pegávamos à força alguns atrevidos integralistas que
manifestações públicas. se apresentavam fantasiados de camisa verde e os
b) foi um movimento sem expressão política, pois não despojávamos das calças, largando-os depois, em
tinha líderes intelectuais, nem adesão popular. plena via pública, apenas em fraldas de camisas.
c) tinha como principais marcas o nacionalismo, a Não queriam eles andar de camisas verdes? Nós lhe
base sindical corporativa e a supremacia do Es- fazíamos a vontade...
Agildo Barata
tado.
A cena anterior descrita refere-se aos:
d) elegeu católicos, comunistas e positivistas como
os antagonistas mais significativos. a) enfrentamentos durante os comícios entre os
integrantes da frente tenentista com a militância
e) foi um movimento financiado pelo governo getu-
da Aliança Nacional Libertadora (ANL);
lista, o que explica sua sobrevivência.
b) confrontos de rua entre os integralistas e os tenen-
303. PUC-PR tistas;
O fato é que de obra de ficção o documento foi c) enfrentamentos públicos entre os integrantes da
transformado em realidade, passando das mãos dos Aliança Nacional Libertadora (ANL) e os integra-
integralistas à cúpula do Exército. A 30 de setembro, listas;
era transmitido pela “Hora do Brasil” e publicado em d) enfrentamentos entre os militantes da Aliança
parte nos jornais. Libertadora Nacional (ALN), dirigida por Agildo
Fausto, Bóris. História do Brasil. São Paulo. Edusp, 1996. Barata, e os integralistas de Plínio Salgado;
O documento a que o texto se refere ajudou Getúlio e) confrontos públicos entre militares tenentistas e
Vargas a dar o golpe que criou o Estado Novo. os comunistas da Aliança Libertadora Nacional
Trata-se do: (ALN).
a) Plano Bresser.
b) Plano Qüinqüenal. 307. UFSC
c) Plano de Metas. Entre 1930 e 1940, o Brasil conheceu diferentes mo-
vimentos que promoveram transformações políticas,
d) Plano Nacional de Desenvolvimento.
econômicas e sociais consideráveis. Assinale a(s)
e) Plano Cohen. proposição(ões) correta(s), nas suas referências, a
acontecimentos da década mencionada.
304. Mackenzie-SP
01. Entre as causas da Revolução de 1930, desta-
Em maio de 1938, os Integralistas, prejudicados com
cam-se as fraudes eleitorais que perpetuavam as
a extinção dos partidos, desfecharam um ataque ao
vitórias dos representantes das oligarquias nas
Palácio Guanabara que resultou em inúmeros mortos
eleições presidenciais.
e no exílio de seus líderes. Para o governo Vargas, a
02. A denominada Revolução Constitucionalista de
principal conseqüência foi:
1932 representou essencialmente a reação das
a) inclinação do governo para o fascismo, dividindo
oligarquias que haviam perdido o controle admi-
com este grupo o poder.
nistrativo da República em 1930.
132
04. Em 1934 foi promulgada a nova Constituição acolhia, sob a bandeira heróica que desfraldara,
Republicana, cujo conteúdo privilegiou os ideais cerca de 3 milhões de brasileiros. Seu quadro social
nacionalistas, tratou de direitos trabalhistas e do estava, em maio de 1935, aumentando numa média
voto feminino. de 3 mil membros por dia, ou seja, 90 mil por mês.
08. Em 1935 ocorreu um levante simultâneo em Natal, Mantido esse ritmo, teria ultrapassado um milhão
Recife e Rio de Janeiro, organizado pelos comu- em um ano.
nistas que manifestavam seu descontentamento O texto anterior faz uma clara referência
com o governo Vargas. a) à Ação Integralista Brasileira.
16. Em 1937, Getúlio Vargas fechou o Congresso b) ao Bloco Operário e Camponês.
Nacional e outorgou uma nova Constituição para c) ao Partido Comunista Brasileiro.
o Brasil, inaugurando o período conhecido histo- d) ao Partido Democrático Paulista.
ricamente como Estado Novo.
e) à Aliança Nacional Libertadora.
32. O fim da Guerra do Paraguai, a Questão Religiosa
e a Questão Militar, provocaram a Proclamação da 312. Mackenzie-SP
República. Luiz Carlos Prestes fundou, em 1935, a Aliança Na-
Some os números dos itens corretos. cional Libertadora, frente de oposição ao fascismo e
ao imperialismo, que se confrontava no plano interno
308. FEI-SP com a organização criada pelo escritor Plínio Salgado,
A década de trinta foi marcada por uma crescente pola- a Ação Integralista Brasileira, de declarada inspiração
rização política no Brasil e no mundo. No Brasil surgiram fascista, cujo programa político propunha:
dois grupos políticos antagônicos, a Aliança Nacional a) combate ao comunismo, extração dos partidos
Libertadora (ANL) e a Ação Integralista Brasileira (AIB). políticos, nacionalismo extremado e fiscalização
Sobre estes grupos, é incorreto afirmar que: das atividades artísticas.
a) Vargas se apoiou na ANL para dar um golpe de b) instauração de um governo popular, Estado onipo-
Estado e instaurar o regime do Estado Novo, com tente, ampliação das liberdades civis e hegemonia
muitas características comunistas. de um único partido.
b) a ANL contava com o apoio de intelectuais de c) suspensão do pagamento da dívida do Brasil,
várias tendências, com predomínio de membros ampliação das liberdades civis, nacionalização
ligados ao Partido Comunista (clandestino). das empresas imperialistas e reforma agrária.
c) a AIB representava os ideais fascistas do país. d) proteção aos pequenos e médios proprietários
d) fazia parte da plataforma política da ANL a defesa de terras, combate ao comunismo, pluripartida-
da nacionalização das multinacionais e do cance- rismo, suspensão do pagamento da dívida do
lamento do pagamento da dívida externa. Brasil.
e) os integralistas defendiam um Estado centrali- e) como lema, “Deus, Terra, Trabalho e Família”, na-
zado e forte com o objetivo de manter a ordem cionalização das empresas estrangeiras, governo
nacional. das elites esclarecidas e reforma agrária.

309. PUC-MG 313. UFMG


Em 1935, foi criada no Brasil uma frente popular conhe- A enorme simpatia da massa popular às lutas revo-
cida por Aliança Nacional Libertadora, movimento de lucionárias de novembro, especialmente em Per-
massas com intentos democráticos e reformistas. nambuco, Rio Grande do Norte e demais estados
Suas principais reivindicações eram, exceto:
do nordeste (faziam surgir) naturalmente os grupos
a) formação de um governo popular.
guerrilheiros, cada dia em maior número, em todo o
b) realização da reforma agrária. País, especificamente no nordeste, heróicos brasi-
c) manutenção da política coronelística. leiros - operários, camponeses, soldados, populares
d) nacionalização de empresas estrangeiras. - levantam, de armas nas mãos, o cartel do desafio
e) suspensão do pagamento da dívida externa lançado à Nação por Getúlio e seus amigos imperia-
listas. (...) A insurreição de novembro foi o início de
310. Fuvest-SP
grandes combates. As guerrilhas são uma forma de
As idéias integralistas, de um modo geral, podem ser seu prosseguimento.
definidas como: Esse trecho, extraído de um folheto de época, faz
a) nacionalistas e materialistas. referência a um movimento da história do Brasil repu-
b) anti-semitas e internacionalistas. blicano provocado pelo(a):
c) estatistas e pacifistas. a) desejo de Getúlio de se aliar aos nacional-liberta-
d) corporativistas e anticomunistas. dores para combater o imperialismo.
e) antiliberais e anticristãs. b) denúncia de que o movimento de libertação nacio-
nal preparava a morte de Getúlio.
311. UFRGS-RS
c) revolta dos comunistas com a violência da reação
PV2D-06-HIB-34

A justeza de seu programa, difundido de extremo a de Getúlio ao movimento de 1935.


extremo do País, conquistou vertiginosamente amplas
d) embate entre getulistas e prestistas por ocasião
camadas da população das cidades e dos campos.
do massacre da Coluna.
Em três meses de existência, essa frente popular
133
314. PUC-PR Na caricatura, referente ao período 1934-1937, vê-se
Frente criada na década de 30, reunindo setores da o presidente Getúlio Vargas, em frente ao Palácio do
esquerda, da classe média e liberais afastados do Catete, espalhando cascas de banana, que podem ser
poder, que defendia: interpretadas como armadilhas.
- suspensão definitiva do pagamento das dívidas do Identifique um objetivo político de Vargas expresso
Brasil. nessa caricatura.
- nacionalização das empresas imperialistas.
- proteção ao pequeno e médio proprietário rural e 317. Mackenzie-SP
entrega de terra dos grandes proprietários aos traba- O integralismo organizou-se no Brasil como força polí-
lhadores do campo. tica nos anos trinta, atraindo mais de cem mil adeptos.
- instauração de um governo popular. Dentre suas posições políticas destacamos:
A descrição corresponde: a) o apoio ao imperialismo e a defesa da ordem
a) ao Movimento Sem Terra. democrática.
b) ao Manifesto dos Mineiros. b) a oposição ao uso da força para atingir o poder.
c) à Ação Integralista Brasileira. c) a defesa dos ideais socialistas e da internaciona-
d) à Aliança Nacional Libertadora. lização da economia.
e) ao Movimento Tenentista. d) a crítica ao Estado Liberal, o culto à personalidade
do líder e uma proposta de modernização conser-
315. FGV-SP vadora.
O general Góis Monteiro, Ministro da Guerra de Getúlio e) a imposição de um programa revolucionário, apoiado
Vargas, afirmava em uma carta dirigida ao presiden- na luta de classes e sem vínculos com as religiões.
te, em 1934: O desenvolvimento das idéias sociais
preponderantemente nacionalistas e o combate ao 318.
estadualismo (provincialismo, regionalismo, nativismo) O que foi o Plano Cohen?
exagerado não devem ser desprezados, assim como a
organização racional e sindical do trabalho e da produ- 319. Vunesp
ção, o desenvolvimento das comunicações, a formação Neste mesmo mês, três mil integralistas – à ‘luz da nova
das reservas territoriais e milícias cívicas etc., para era’, segundo seu chefe, Plínio Salgado – promovem seu
conseguir-se a disciplina intelectual desejada e fazer Segundo Congresso Nacional... Sob o ridículo das sauda-
desaparecer a luta de classes, pela unidade de vistas ções, da indumentária, dos rituais, havia planos concretos
e a convergência de forças para a cooperação geral, a de influir no processo de decisão política. Além dos gestos
fim de alcançar o ideal comum à nacionalidade. e dos textos, eles saíam às ruas.
No trecho dessa carta estão expressos pontos cen- Aparentemente, a Lei de Segurança se dirigia aos cami-
trais do regime instalado após a Revolução de 1930, sas-verdes. Na realidade, ao que visava eram ameaças de
entre elas: mobilização... como a da Aliança Nacional Libertadora.
a) organização de milícias estaduais, regulamentação Paulo Sérgio Pinheiro. Estratégias da ilusão.
das relações trabalhistas e educação. a) A que período de nossa história correspondem os
b) estímulo à autonomia dos Estados, organização fatos mencionados no texto?
de milícias estaduais e nacionalismo. b) Caracterize de maneira sumária o movimento
c) organização de milícias estaduais, centralização chefiado por Plínio Salgado.
política e educação.
320. Mackenzie-SP
d) centralização política, regulamentação das rela-
ções trabalhistas e nacionalismo. I. Durante os anos 30, ocorre a transição da socie-
e) estímulo à autonomia dos Estados, regulamenta- dade agrário-rural para urbano-industrial, subme-
ção das relações trabalhistas e educação. tendo-se à participação das massas populares a
um rígido controle.
316. UERJ II. O Estado getulista promoveu o capitalismo na-
cional, tendo dois suportes: o aparelho do Estado
e Forças Armadas e a aliança entre burguesia e
massas urbanas.
III. As decisões econômicas foram descentralizadas
sob a orientação do Tenentismo; fortaleceu-se
a oligarquia cafeeira, não se estabelecendo um
estado de compromisso.
Dentre as afirmações anteriores, relativas à revolução
de 1930 e suas transformações na economia e socie-
dade brasileiras, assinale:
a) se todas estiverem corretas.
b) se apenas I e II estiverem corretas.
c) se apenas I e III estiverem corretas.
d) se apenas III estiver correta.
Apud VICENTINO, C. e DORIGO, G. História do Brasil.
São Paulo: Scipione, 1997. e) se todas estiverem incorretas.

134
321. UFRN 324. Unicamp-SP
O rádio, introduzido no Brasil no início desse século, Diferenças significativas distinguem o sindicalismo ope-
tornou-se, nos anos 30, popular meio de comunicação, rário brasileiro das primeiras décadas do século 20, do
o que justifica o fato de o período ser designado como sindicalismo criado após 1930 pela legislação trabalhista
“Era do rádio”. do governo Vargas. Quais são essas diferenças?
A partir do que a charge abaixo sugere, explique de
que forma esse importante veículo de comunicação de 325. Fuvest-SP
massa foi utilizado pelo governo Vargas. Vitoriosa a revolução, abre-se uma espécie de vazio
de poder por força do colapso político da burguesia do
café e da incapacidade das demais frações de classe
para assumi-lo, em caráter exclusivo. O Estado de
Compromisso é a resposta para esta situação. Embora
os limites da ação do Estado sejam ampliados para
além da consciência e das intenções de seus agentes,
sob o impacto da crise econômica, o novo governo
representa mais uma transação no interior das clas-
ses dominantes, tão bem expressa na intocabilidade
sagrada das relações sociais no campo.
FAUSTO, Bóris, A Revolução de 1930: historiografia e história.
a) Explicite o que o autor apresenta como Estado de
Compromisso.
b) Qual a relação entre “O Estado de Compromisso”
322. UFF-RJ
e a “intocabilidade sagrada das relações sociais
Segundo alguns especialistas, o populismo foi um fenô- no campo”?
meno político ímpar na história recente do Brasil, sendo
definido como manipulação das massas populares 326. PUC-RS
por líderes carismáticos. No entanto, há autores que
Entre as características da nova ordem política brasi-
consideram tal visão pouco elucidativa do fenômeno
leira implantada com o Estado Novo estava:
porque, em verdade:
a) a formação de um governo democrático que
a) o populismo teve vida efêmera na história política
fizesse frente à escalada da Ação Integralista
do país no século atual.
Brasileira.
b) o populismo não deve ser visto como a mani-
b) a mobilização política do campesinato, para fortalecer
pulação das massas urbanas e rurais no Brasil
as bases de apoio das oligarquias tradicionais.
recente.
c) a participação do Estado na economia, para asse-
c) o populismo é um fenômeno político que perma- gurar a industrialização no contexto internacional,
nece inalterado no processo eleitoral brasileiro. caracterizado pela ascenção de regimes fortes.
d) populismo e pacto social são um mesmo fenômeno d) a formação de uma aliança da esquerda com os
político. liberais, numa frente única nacionalista.
e) o populismo implicou o reconhecimento da pre- e) a retirada do apoio brasileiro aos sistemas de
sença das massas no cenário político nacional. acordos interamericanos.
323. UFR-RJ 327. Vunesp
A proclamação a seguir é do movimento que, em nome Em 1939, o Estado Novo constitui um verdadeiro
da Aliança Nacional Libertadora, os comunistas defla- ministério, diretamente subordinado ao presidente da
graram ao final de 1935 contra o governo Getúlio Vagas República (...). [Tal órgão] (...) exerceu funções bastan-
(1930–1945) e que trouxe conseqüências que marca- te extensas, incluindo cinema, rádio, teatro, imprensa,
ram as décadas seguintes da História do Brasil. literatura e política, além de proibir a entrada no país
O Rio Grande do Norte, desafrontado dos dias amargos de “publicações nocivas aos interesses brasileiros”;
agiu junto à imprensa estrangeira no sentido de se
em que viveu tiranizado por um governo forjado na
evitar que fossem divulgadas “informações nocivas ao
prostituição dos princípios republicanos de outrora,
crédito e à cultura do país”; dirigiu a transmissão diária
hasteia-se soberbo, (...) abrindo caminho largo no solo
do programa radiofônico “Hora do Brasil” (...).
abençoado da Pátria à entrada triunfal do Cavaleiro
B. Fausto, História do Brasil.
da Esperança - Luiz Carlos Prestes. (...) A Aliança
Trata-se do:
Nacional Libertadora assegura garantias plenas a
todos os cidadãos, sem distinção de credo político a) Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP).
ou religioso (...) b) Instituto Nacional de Comunicação Social
Proclamação dos revoltosos de Natal (RN) em 24 de novembro de (INCS).
1935, apud: ALVES FILHO, I. Brasil, 500 anos em documentos. c) Conselho Nacional de Educação e Cultura
Rio de Janeiro: Mauad, 1999. 2. ed., p. 446.
(CNEC).
a) Explique o aparecimento do nome de Luiz Carlos
PV2D-06-HIB-34

d) Departamento Administrativo do Serviço Público


Prestes na proclamação dos revoltosos. (Dasp).
b) Cite uma conseqüência do fracasso do levante de e) Conselho Federal de Administração e Cultura
1935 para a História brasileira dos anos 30. (CFAC).
135
328. UFSM-RS 331. FGV-SP
No populismo, o principal motor e instrumento, o povo Foram características do populismo no Brasil:
é entendido como uma realidade homogênea, sem a) hegemonia das massas populares, no governo fe-
qualquer especificidade classista (...) o conceito de deral, em associação aos industriais, promovendo
povo não é racionalizado, predominando sempre a o aparecimento de lideranças populistas.
emotividade. Isso possibilita, muitas vezes, a asso- b) soberania plena e completa autonomia do Estado
ciação do populismo ao nacionalismo, bem como a brasileiro frente a todos os setores sociais.
existência de líderes carismáticos.
AZEVEDO, A.Dicionário de nomes, termos e conceitos históricos. 2. c) inclusão de setores populares no processo político
ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1997. e a aparente identificação entre Estado e presiden-
A partir desse conceito, pode-se dizer que Getúlio te da República.
Vargas, em sua atuação de 1930–1945: d) atuação do Estado nacional brasileiro como árbitro
a) inaugurou o populismo no Brasil como prática que dos conflitos internacionais.
desmobilizou politicamente a população, apesar e) ausência de laços entre o chefe do Estado e os
de buscar atender às suas necessidades mais interesses particulares dos diversos setores so-
imediatas. ciais.
b) contradiz o conceito, porque valorizou a organi-
zação popular e incentivou as manifestações dos 332. UFV-MG
diversos grupos da sociedade brasileira. Vejam só!
c) organizou o populismo através das atividades de A minha vida como está mudada
diversos grupos, estimulando a unidade nacional Não sou mais aquele
a favor das nações européias. Que entrava em casa alta madrugada
d) atendeu ao populismo porque priorizou os interes- Faça o que eu fiz
ses dos cafeicultores como grupo que assumiria o Porque a vida é do trabalhador
poder pós-1930, aproveitando a proximidade que Tenho um doce lar
esse grupo tinha com a população. E sou feliz com meu amor
O Estado Novo
e) não foi um populista porque concedeu favores a
Veio para nos orientar
determinadas classes, em detrimento de outras.
No Brasil não falta nada
329. Mackenzie-SP Mas precisa trabalhar
Sobre o Estado Novo, implantado por Vargas em 1937, Tem café, petróleo e ouro
é incorreto afirmar que: Ninguém pode duvidar
E quem for pai de quatro filhos
a) o nacionalismo econômico e o intervencionismo
O presidente manda premiar
estatal foram traços marcantes desse período da
É negócio casar!
Era Vargas.
Citado por SALIBA, Elias Thomé. A dimensão cômica da vida privada
b) a forte centralização política mantinha, por meio na República. in: SEVCENKO, Nicolau (org). História da vida privada
do DIP e do DOPS, o controle da opinião pública no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1998. v. 3. p. 355
e a repressão aos inimigos do regime. Os versos acima são de um samba composto por
c) a CLT representou uma conquista nas relações Ataulfo Alves e Felisberto Martins, em 1941. Nele se
entre o capital e o trabalho, embora a manipula- encontra expressa, de forma irreverente, a ideologia
ção e o paternalismo do governo impedissem um do Estado Novo, conhecida como:
sindicalismo livre. a) trabalhismo. d) paternalismo.
d) o regime tinha, dentre suas bases de sustentação, b) tenentismo. e) totalitarismo.
as forças armadas e a burocracia estatal. c) queremismo.
e) o liberalismo econômico e a neutralidade brasileira,
durante a Segunda Guerra Mundial, consolidaram 333. PUC-PR
o governo Vargas após o conflito. Durante o Estado Novo, entre 1937 e 1945, o Brasil
progrediu consideravelmente. Sobre o modelo político
330. PUC-MG desses anos e fatos destacados, assinale a única
São características do modelo autoritário do Estado alternativa incorreta.
Novo (1937-1945), implantado por Getúlio Vargas, a) Para divulgar as realizações governamentais foi
exceto: criado o DIP - Departamento de Imprensa e Pro-
a) ampliação dos poderes do chefe do Executivo paganda.
Federal. b) Visando dar a seu modelo político uma fachada
b) estabelecimento de formas de controle da vida democrática, Vargas permitiu o funcionamento do
política. Poder Legislativo, desde que este fosse submisso
c) estrutura corporativa dos mecanismos de inserção à sua vontade.
no sistema político. c) O Estado Novo era corporativista e assim não
d) sistema de cooptação dos estados através da permitia greves, não deveria existir a luta de
adoção do federalismo. classes.

136
d) Enquanto ocorriam as vitórias nazi-fascistas na ( ) A crise econômica mundial foi favorável ao cres-
Segunda Guerra Mundial Vargas obteve tecnologia cimento das atividades industriais brasileiras, no
e empréstimos dos Estados Unidos e construiu a quadro de um processo de substituição de impor-
Campanhia Siderúrgica Nacional, alegando que os tações.
alemães tinham também interesse em construí-la. ( ) A economia brasileira passou a ter um setor de
e) Extinguindo as milícias cívicas, Vargas golpeava a base voltado para a siderurgia e a exploração do
estrutura e prestígio do Integralismo, provocando petróleo.
o ataque de seus partidários ao Palácio da Gua- ( ) O Governo Federal privilegiou a livre iniciativa por
nabara (1938). meio da formação de cooperativas, em detrimento
de uma intervenção mais direta do Estado na
334. UFG-GO Economia.
O bonde de São Januário leva mais um sócio otário A seqüência correta, resultante do preenchimento dos
sou eu que não vou trabalhar. parênteses, de cima para baixo, é
BATISTA, W.; ALVES, A. in: BERCITO, Sônia de Deus Rodrigues a) V - F - F - V - F
Nos tempos de Getúlio: Da Revolução de 30 ao fim do Estado Novo.
São Paulo: Atual, 1990. p. 43. b) F - V - F - V - F
O trecho acima é um samba de Wilson Batista e Ataulfo c) V - V - V - F - F
Alves, composto em 1940, cuja letra evidencia uma d) F - F - V - V - V
forma de resistência política ao e) V - V - F - F – V
a) contrapor-se à cultura do trabalho, principal foco
de intervenção estadonovista. 337. Fuvest-SP
b) associar trabalho e música na constituição da A política internacional do regime Vargas, entre
identidade nacional. 1930/1945, pode ser definida como de:
c) conciliar trabalho e cultura popular, articulando as a) tentativa de formação de um pacto de aliança com
relações entre Estado autoritário e trabalhadores. os demais países da América Latina, visando a
d) estabelecer relação entre símbolos da moderniza- garantir a neutralidade da região.
ção com a valorização do trabalhador. b) apoio à Alemanha, pelas afinidades do regime com
e) criar uma relação de cumplicidade entre o Estado o nazi-fascismo.
autoritário e os dissidentes da sociedade brasileira. c) aproximação com os Estados Unidos porque este
país era a potência hegemônica nas Américas.
335. UFRJ d) desinteresse pelas relações internacionais, pois o
Após o advento do Estado Novo, deu-se a consolidação Brasil buscava firmar o processo de industrializa-
de uma política de massas que vinha se preparando ção, voltado para o mercado interno.
desde o início da década. Constituídos a partir de um
e) oscilação entre a Alemanha e as nações democrá-
golpe de Estado, sem qualquer participação popular,
os representantes do poder buscaram legitimação e ticas até optar pelas últimas.
apoio de setores populares mais amplos da sociedade
através da propaganda [...]. Além da busca de apoio, a 338. PUC-SP
integração política das massas visava ao seu controle Sobre a participação do Brasil na Segunda Guerra:
em novas bases. O envio da FEB [Força Expedicionária Brasileira] ao
Fonte: CAPELATO, Maria Helena. O Estado Novo: o que trouxe de teatro de operações veio coroar um processo que se
novo?, in: Ferreira, Jorge (org.). O Brasil republicano. iniciara quase quatro anos antes, mas que se cons-
Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2003, vol. 2. p. 110. tituiu igualmente em ponto de partida para uma nova
O Estado Novo correspondeu ao período do Governo etapa, qual seja, a da busca por parte do governo
Vargas iniciado em 1937, com um golpe de Estado, e brasileiro de participação nos arranjos do pós-guerra,
encerrado com a deposição do presidente. em função da instituição da nova ordem mundial.
a) Identifique duas medidas adotadas pelo Governo Pinheiro, Letícia. A Entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial,
Vargas, durante o Estado Novo, que buscavam in: Revista da USP, nº 26, 1995, pp. 109-117.
assegurar a realização dos objetivos mencionados Em relação ao contexto ao qual o autor se refere, é
pela autora do texto. correto afirmar que:
b) Explique um fator ligado à conjuntura internacional a) o Estado brasileiro, comandado por Getúlio Vargas,
que tenha contribuído para o fim do Estado Novo. manteve-se ideologicamente aliado às forças que
combatiam o nazi-fascismo, durante todo o conflito
336. PUC-RS mundial.
Para responder à questão, assinalar com V (verda- b) a nova ordem mundial pós-guerra foi estruturada
deiro) ou com F (falso) as afirmações sobre a política com a predominância dos países europeus mais
econômica do Governo Vargas nos anos 1930. desenvolvidos, notadamente a Inglaterra, com
( ) O Governo Vargas continuou a defender o café, por a qual o Brasil estreitou alianças comerciais e
meio de medidas que garantissem as exportações diplomáticas.
do produto. c) o envio de tropas brasileiras à Itália, em defesa
PV2D-06-HIB-34

( ) O Governo Federal sustentou uma política de da democracia mundial, foi acompanhado, inter-
diversificação e expansão da produção nacional, namente, pelo crescimento das manifestações
tanto agrícola quanto industrial. oposicionistas ao governo Vargas.

137
d) a participação do Exército brasileiro na Segunda a) simpatia pelo fascismo e aproximação com a Ale-
Guerra era disputada tanto pelo Eixo, quanto pelos manha – aliança com os EUA e afastamento do
Aliados, graças à modernidade de seu aparelha- Eixo – guinada à esquerda e fundação do PTB.
mento bélico. b) nacionalismo e intervencionismo estatal – apoio ao
e) os soldados da FEB tiveram atuação destacada imperialismo norte-americano e fundação de novos
no desembarque de tropas aliadas na Normandia, partidos – internacionalismo e criação da CLT.
operação de retomada dos territórios franceses c) influência do peronismo e aproximação com a
ocupados pelos nazistas. Argentina – militarismo e disputa por hegemonia
na América Latina – aliança com Prestes e apoio
339. FGV-SP dos comunistas.
Em 21 de dezembro de 1941, Getúlio Vargas recebeu d) ditadura estadonovista e aproximação com o
Osvaldo Aranha, seu ministro das Relações Exterio- fascismo italiano – populismo e estatização de
res, para uma reunião. Leia alguns trechos do diário empresas – apoio à política stalinista para a Amé-
do presidente: rica Latina e legalização do PCB.
À noite, recebi o Osvaldo. Disse-me que o governo
americano não nos daria auxílio, porque não confiava 341. PUC-SP
em elementos do meu governo, que eu deveria subs- 1930: Vamos deixar como está para ver como fica.
tituir. Respondi que não tinha motivos para desconfiar 1945: Vamos deixar como está para ver como eu
dos meus auxiliares, que as facilidades que estávamos fico.
dando aos americanos não autorizavam essas descon- Máximas e mínimas do Barão de Itararé.
fianças, e que eu não substituiria esses auxiliares por Rio de Janeiro: Record, 1987. p.67.
imposições estranhas. As frases, atribuídas pelo humorista Barão de Itararé
VARGAS, Getúlio, Diário. São Paulo / Rio de Janeiro,
a G. Túlio Vargas, são evidentemente uma brincadeira
Siciliano/Fundação Getúlio Vargas, 1995, vol. II, p. 443. com o nome do presidente da República e com as
A respeito desse período, podemos afirmar: diferenças políticas entre 1930 e 1945. As alusões à
a) As desconfianças norte-americanas eram com- posição de Vargas em 1930 e em 1945 referem-se,
pletamente infundadas porque não havia nenhum respectivamente, à
simpatizante do nazifascismo entre os integrantes a) ausência de uma proposta de reformulação consti-
do governo brasileiro. tucional e à tentativa de manter-se na Presidência
b) Com sua política pragmática, Vargas negociou num contexto de redemocratizações.
vantagens econômicas com o governo americano b) aliança com a política café-com-leite e à candida-
e manteve em seu governo simpatizantes dos tura presidencial, por via direta, de Vargas.
regimes nazifascistas.
c) manutenção do modelo econômico de base agro-
c) Apesar das semelhanças entre o Estado Novo e exportadora e à política industrialista voltada à
os regimes fascistas, Vargas não permitiu nenhum busca da auto-suficiência nacional.
tipo de relacionamento diplomático entre o Brasil
d) reiteração da proposta federalista da Primeira Re-
e os países do Eixo.
pública e à defesa de um Estado em que o poder
d) No alto escalão do governo Vargas havia uma série estivesse centralizado nas mãos do Presidente.
de simpatizantes do regime comunista da União
e) dependência econômica em relação à Inglaterra
Soviética e de seu líder Joseph Stalin.
e aos Estados Unidos e à tentativa de consolidar
e) As pressões do governo norte-americano levaram um Estado Nacional autônomo.
Vargas a demitir seu ministro da Guerra, o gene-
ral Eurico Gaspar Dutra, admirador dos regimes 342. FGV-SP
nazifascistas. Sobre a política externa desenvolvida pelo governo
brasileiro durante o Estado Novo (1937-1945), é
340. UERJ
correto afirmar:
a) Um dos objetivos centrais da política externa do
período foi a procura de recursos, em forma de ca-
pital e tecnologia, para promover a industrialização
do país. A estratégia adotada foi a da barganha
com Estados Unidos e Alemanha.
b) A prioridade da política externa do período foi a de
encontrar mercados para os produtos brasileiros
de exportação, especialmente o café, de forma a
contornar os efeitos da crise econômica deflagrada
em 1929. A estratégia adotada foi a do alinhamento
incondicional com a Alemanha.
Nosso Século. São Paulo: Abril Cultural, 1980.
c) Para atender ao seu principal objetivo - a obtenção
Os desenhos que retratam Getúlio Vargas sugerem de recursos externos para promover a industria-
mudanças nas suas opções políticas ou ideológicas lização do país - Vargas optou desde 1939 pelo
ao longo das décadas de 1930 e 1940. alinhamento incondicional aos Estados Unidos,
Pode-se dizer que, na seqüência de 37 a 45, eles então maior potência ocidental.
caracterizam, respectivamente:
138
d) O alinhamento incondicional aos Estados Unidos 345. UFR-RJ
foi a estratégia adotada para garantir um novo mer- Leia o trecho selecionado do “Manifesto de Outubro”,
cado consumidor para o café brasileiro. Em troca documento básico da Ação Integralista Brasileira,
do apoio às proposições norte-americanas nos tornado público em 1932.
organismos internacionais, o Brasil obteve isenção Pretendemos realizar o Estado Integralista, livre de
de taxas alfandegárias para o café exportado para todo e qualquer princípio de divisão: partidos polí-
os Estados Unidos. ticos; estadualismos em luta pela hegemonia; lutas
e) As relações diplomáticas nesse período caracteriza- de classes; facções locais; caudilhismos; economia
ram-se pelo alinhamento incondicional à Alemanha, desorganizada; antagonismos de militares e civis; an-
em função da convergência ideológica que aproxi- tagonismos entre polícias estaduais e o Exército; entre
mava a ditadura varguista do nazismo alemão. o governo e o povo; entre o governo e os intelectuais;
entre estes e a massa popular. (...) Pretendemos criar,
343. Cesgranrio-RJ como os elementos raciais, segundo os imperativos
O envolvimento do Brasil na Segunda Guerra Mun- mesológicos, e econômicos, a Nação Brasileira, sal-
dial, a seguir dos países aliados, guarda relação com vando-a dos erros da civilização capitalista e dos erros
questões internas como a(o): da barbaria comunista. (...)
a) importância crescente dos mercados alemães e FENELON, Déa Ribeiro. 50 Textos de História do Brasil.
japoneses para os produtos brasileiros. São Paulo: Hucitec, 1974. p. 156-158.

b) mobilização dos grupos de inspiração fascista, como Partindo deste texto, responda ao que se pede.
os Integralistas, que apoiavam o Estado Novo. a) Contextualize a Ação Integralista Brasileira no
c) posição dos partidos majoritários no Congresso cenário político e ideológico internacional dos anos
Nacional, favorável aos aliados. 30.
d) interesse do Brasil em se colocar como líder he- b) Estabeleça uma relação entre a Ação Integralista
gemônico dos países americanos. Brasileira e o Estado Novo.
e) dos Estados Unidos ao projeto de industrialização, 346. UECE
simbolizado na construção da usina de Volta Re-
Meu chapéu de lado
donda.
Tamanco arrastado
344. PUCCamp-SP Lenço no pescoço
Navalha no bolso
O terceiro dos veículos de massa era inteiramente
Eu passo gingando
novo: rádio. [...] O rádio transformava a vida dos po-
Provoco e desafio
bres, e sobretudo das mulheres pobres presas ao lar,
Eu tenho orgulho
como nada fizera antes. Trazia o mundo à sua sala.
De ser tão vadio
Daí em diante, os mais solitários não precisavam mais
(Lenço no pescoço, 1933).
ficar inteiramente a sós. E toda a gama do que podia
Quem trabalha é quem tem razão
ser dito, cantado, trocado ou de outro modo expresso
Eu digo e não tenho medo de errar
em som estava agora ao alcance deles. [...] sua capa-
O bonde São Januário
cidade de falar simultaneamente a incontáveis milhões,
Leva mais um operário
cada um deles sentindo-se abordado como indivíduo,
Sou eu que vou trabalhar
transformava-o numa ferramenta inconcebivelmente
poderosa de informação de massa, como governantes (Bonde São Januário, 1940, com Ataulfo Alves)
e vendedores logo perceberam... Com base nas letras destas canções de Wilson Batista,
Eric Hobsbawn. As artes (1914-1945), assinale a alternativa que expressa corretamente uma
in: Era dos extremos. O breve século XX (1914-1991). das faces da política cultural no período do Estado
A veiculação de propaganda política através do rádio Novo:
foi um recurso amplamente usado pelos governos a) o ambiente democrático do período getulista favo-
populistas de Vargas e Perón na América Latina. A recia a livre manifestação artística e o governo não
transmissão de discursos presidenciais especial- se preocupava com a proliferação da vadiagem
mente direcionados aos ouvintes tinha por objetivo nos grandes centros urbanos.
principal:
b) toda atividade cultural deveria ser autorizada e
a) ampliar a participação popular nas esferas do financiada pelo governo, o que garantiu a livre
poder político do Estado. manifestação artística de todos os segmentos
b) informar a população da situação econômica do sociais, desde os mais pobres até os mais ricos.
país e das medidas aprovadas pelo Congresso. c) os órgãos governamentais divulgavam permanen-
c) promover a identificação do cidadão com o líder temente as diretrizes para todas as atividades cul-
político, auto-intitulado protetor dos pobres. turais, não intervindo, porém, na criação artística
d) assegurar a não realização de greves e reivindica- nem na escolha dos temas a serem abordados
ções trabalhistas que prejudicassem a estabilidade pelos artistas.
nacional. d) através do DIP (Departamento de Imprensa e
PV2D-06-HIB-34

e) veicular campanhas sociais contra o analfabetis- Propaganda), o governo reprimia a malandragem


mo, a fome e as mazelas que atingiam a população e estimulava a idéia de trabalho árduo como ala-
humilde. vanca para o progresso individual e coletivo.

139
347. UFU-MG nas décadas de 30 a 50, modo esse típico da Amé-
Leia os trechos de documentos a seguir: rica Latina, denominou-se Populismo. O Populismo
Há doze anos que o Dr. Getúlio representa a ordem varguista também é chamado de Trabalhismo, uma
para o Brasil. Ser contra ele, se isso hoje ainda fosse forma específica (própria dele) de Getúlio lidar com a
possível, seria colocar-se contra si mesmo. (...) Somos questão dos trabalhadores. Em relação ao Trabalhismo
das poucas terras deste planeta em que o homem tem de Vargas é correto se afirmar que:
pão, tem casa, tem assistência, tem trabalho, tem paz, I. As leis trabalhistas de Getúlio só valiam para os
tem justiça. trabalhadores urbanos. Porém sabe-se que, na
Jornal O Estado de São Paulo, 19 de abril de 1942. época, 60% dos brasileiros viviam no campo.
Meu pai trabalhou muito II. O campesinato brasileiro foi amplamente bene-
que já nasci cansado. ficiado pelas leis trabalhistas, visto que Getúlio
Ai patrão, defendia a reforma agrária.
Sou um homem liquidado. III. A concessão de direitos trabalhistas estava voltada
No meu barraco chove a evitar greves, uma vez que o pacto populista,
Meu terno está furado. proposto por Getúlio aos trabalhadores, buscava
Ai patrão, inibir o avanço das forças trabalhistas com vistas
Trabalhar eu não quero mais (...) a uma revolução socialista igual à da Rússia.
Wilson Batista. Nasci cansado, sucesso nos anos 30. IV. Getúlio concedeu o direito de greve aos trabalha-
Os dois fragmentos acima expõem visões contraditó- dores, subordinando os sindicatos ao Ministério
rias a respeito do mundo do trabalho nas décadas de das Relações Exteriores.
1930/40 no Brasil. A esse respeito, podemos afirmar V. O Estado Novo se valia do Departamento de Im-
que: prensa e Propaganda (DIP). A propaganda política
I. a política econômica intervencionista do governo tentava convencer os brasileiros de que Getúlio era
Vargas desprezou o apoio norte-americano e apro- o “pai dos pobres”.
ximou-se aos países do eixo na Segunda Guerra - Estão corretas as afirmações:
Alemanha e Itália - o que permitiu investimentos em a) I, II e III.
infra-estrutura e na indústria de base, contrariando b) I, II e IV.
os interesses da burguesia nacional, defensora da
c) I, III e V.
modernização nas relações trabalhistas.
d) II, III e V.
II. o antagonismo expresso nos dois fragmentos
evidencia as dificuldades do Estado getulista e) III, IV e V.
em promover sua política de controle da classe
349. FGV-SP
trabalhadora. Apesar de a legislação sindical e
social garantir determinados direitos que protegiam Leia o discurso e observe o cartaz a seguir. Ambos são
os trabalhadores, como o salário mínimo, a CLT documentos sobre um dos mais importantes problemas
criou dificuldades para a organização de greves e do Brasil republicano.
a legalização de sindicatos. Entendo que na República, a geração atual está no
dever, tem obrigação de iniciar uma reação contra
III. o governo estimulava o peleguismo e o assisten-
esse estado de coisas, inaugurando o período de uma
cialismo dos sindicatos. Por esta prática, os líderes
política francamente protecionista. É preciso proteger
trabalhistas aceitavam sua política, dobrando-se às
agora principalmente a indústria [...] Os nossos pro-
vontades do governo, corroborados pela distribuição
dutos são exclusivamente coloniais, por isso mesmo
das contribuições sindicais pelo Ministério do Traba-
é que somos um país exclusivamente agrícola, que
lho, no sentido de esvaziar o movimento operário.
apresenta no mercado internacional somente produtos
IV. a aproximação do varguismo aos fascismos euro- coloniais, não passa das condições de inferioridade
peus pode ser identificada na visão de ordem social de uma colônia.
do primeiro fragmento do jornal, responsável pela Aristides de Queiroz. Discurso ao Congresso Nacional, junho de 1895.
“comunhão” dos trabalhadores ao governo e ao
espírito de nação. Esta visão foi, porém combatida
pelos intelectuais ligados ao movimento modernista,
tais como Alberto Torres, Villa-Lobos e Mário de
Andrade, os quais, juntamente com a Igreja Católi-
ca, defendiam a democratização do Estado e uma
aproximação ao modo de vida americano.
Assinale a alternativa correta.
a) Apenas I e IV são corretas.
b) Apenas I e II são corretas.
c) Apenas II e III são corretas.
d) Apenas III e IV são corretas.

348. UFR-RJ
Contribuir para a criação da grande siderurgia é tomar
Getúlio Vargas até hoje é um nome conhecido por mui- parte ativa na emancipação econômica do Brasil.
tos brasileiros. A maneira de Getúlio Vargas governar, SAGA: a grande história do Brasil. São Paulo: Abril Cultural, 1981. v.6.

140
a) A que tipos de indústria e a que épocas da história o maná [vantagens]. Viemos para criar as bases da
brasileira cada um dos documentos, texto e cartaz, vitória. Somos uma raça superior que precisa lembrar
se refere? que o mais humilde operário alemão é, racial e biolo-
b) De que formas a economia cafeeira se relacionou ao gicamente, mais valioso que a população daqui.
início do processo de industrialização brasileira? Adap. de Erich Koch, Comissário do Reich na Ucrânia em março de
1943, in: SHIRER, William L. Ascensão e queda do III Reich.
c) Explique o papel do Estado e das guerras mundiais Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1967, vol. 4, p. 13.
para o desenvolvimento da indústria brasileira, em
geral, e da usina de Volta Redonda, em particular. O texto permite identificar alguns valores que per-
meavam a ação alemã na Segunda Guerra Mundial
350. UFRJ (1939-1945).
Somos uma raça superior e devemos governar com a) Identifique no texto dois valores da ideologia na-
dureza [...] Arrancarei deste país tudo que puder. Não zista.
vim para espalhar bem-aventurança [...] A população
b) Cite duas razões que levaram o Brasil a participar
deve trabalhar sempre [...] Não viemos para distribuir
da Segunda Guerra Mundial.
PV2D-06-HIB-34

141
142
História do Brasil 3 – Gabarito
01. D 02. B 03. A africana marginalizadas; pólo rejeição ao governo parlamentar e
04. C 05. B 06. A cultural receptor de influências à participação popular, contida no
internacionais e divulgador projeto jacobino.
07. D 08. E 09. D
interno de tais influências. 36. E 37. A 38. B
10. E 11. C 12. A
25. 39. C 40. B 41. D
13. B 14. C 15. B
a) Ao mesmo tempo que a Consti- 42. E 43. C 44. C
16. A 17. D
tuição de 1891 não estabelecia 45. A 46. B 47. A
18. obrigatoriedade de o Estado
Identificação do contexto histórico: 48.
fornecer a educação pública,
– Governos militares (Deodoro e exigia para os direitos políticos Em 1893, no ponto alto da Revo-
Floriano) que o cidadão fosse alfabetiza- lução, os Maragatos avançaram
– Heterogeneidade dos grupos do. Dessa forma, a maior parte sobre Santa Catarina, juntando-se
sociais da população ficou alijada da aos integrantes da Revolta Armada.
– Embates entre militares e elites vida política durante a Repúbli- Uma parte da esquadra ocupou
civis (revolta da armada e revo- ca Velha. Florianópolis. O movimento foi
lução federalista). b) A atual Constituição, promulga- duramente reprimido.
– Oposição no Congresso (renún- da em 1988 estabelece a obri- 49. 31 (01 + 02 + 04 + 08 + 16)
cia de Deodoro) gatoriedade do ensino escolar
até a idade de 14 anos, ou seja, 50.
– Oposição monarquista a) O almirante Custódio de Melo
o 1º grau. Ao mesmo tempo,
Relação com a charge: concede o direito de voto aos e outros integrantes da Ma-
– Identificação de Deodoro da analfabetos, ampliando, assim, rinha rebelaram-se contra o
Fonseca em cima de um barril a participação popular nos des- fato de Floriano Peixoto man-
de pólvora, numa clara relação tinos do país. ter-se autoritário à frente da
com a instabilidade do regime presidência, quando a Cons-
26. 21 (01 + 04 + 16)
republicano. tituição previa que ele deveria
27. D 28. D 29. C organizar novas eleições, uma
19. B
30. B 31. B 32. D vez que Deodoro havia renun-
20.
33. B 34. C ciado antes de ter concluído
a) A Inconfidência Mineira tinha um dois anos de mandato. Além
35.
caráter republicano, enquanto disso, Custódio de Melo tinha
que com Dom Pedro I instalou- A corrente liberal defendia a pro- pretensões políticas sobre a
se a monarquia. posta de uma República marcada presidência da República.
b) Porque, até então, Tiradentes pela plena autonomia dos poderes b) Durante o governo de Floriano
era tido como um homem a ser do Executivo, plena autonomia dos Peixoto, o Rio Grande do Sul
usado como castigo exemplar estados da federação e, ainda, um era governado por Júlio de
e foi restaurado. projeto de sociedade composta Castilhos, pertencente ao grupo
21. E, C, C, E por indivíduos autônomos, com dos “pica-paus”, que defendiam
22. E seus interesses guiados pelos governos mais centralizadores
fundamentos da economia liberal. e por isso aproximavam-se
23. 11 (01 + 02 + 08)
O jacobinismo defendia um projeto mais da postura autoritária de
24. Floriano, que, por sua vez, os
de República clássica e idealizada,
a) O segmento sugerido era o apoiava. O grupo de oposição
dos cafeicultores do Vale do com base na democracia direta,
era formado pelos “maragatos”,
Paraíba. O projeto de abolição uma República com a intervenção defensores do federalismo e
não indenizava os senhores direta do povo (ou democracia do parlamentarismo; esses se
de escravos, eram vistos, por popular), que contasse com a aproximaram dos revoltosos
muitos proprietários, com um participação de todos os cidadãos, da Armada porque tinham em
capital do qual não podiam abrir claramente baseada em ideais de- comum o objetivo de destituir
mão rivados da Revolução Francesa. O Floriano e acabar com o cen-
b) Entre as características po- tralismo político, também a nível
positivismo defendia um projeto de
demos citar: ruas estreitas e estadual.
República bem amplo, postulando
sinuosas; incipiente atividade 51. C 52. C 53. A
uma sociedade onde os homens se
industrial; centro político de 54. D
realizariam plenamente por meio de
caréter administrativo; predomi-
uma humanidade devotada à ciên- 55.
nância de atividades comercias
cia, tendo o positivismo como sua
PV2D-06-HIB-34

e financeiras; concentração de A região onde se desenvolveu o Ar-


população humilde em cortiços religião. Tal projeto tolerava uma raial de Canudos era marcada pela
no centro; influências marcan- ditadura republicana, com a clara predominância política econômica
tes das culturas de origem separação entre Estado e Igreja, a proprietária de latifúndios (coro-
143
néis), que excluiam politicamente 70. B 71. B cesso (como o voto em aberto)
a massa popular. Além do fator da 72. permitiam um maior controle do
seca na região, sertão e agreste voto das populações rurais sub-
Aristocracia rural nordestina: te- metidas aos coronéis. Estes,
nordestino; aumentava a fome da mia perder a mão-de-obra barata por sua vez, utilizavam-se do
população carente, que via nos e passível de exploração; Igreja seu poder para garantir a elei-
beatos, como Antônio Conselheiro, Católica: estava incomodada com ção dos candidatos do governo
a salvação e a resolução de seus o fato de Antonio Conselheiro ter o que permitiam a reprodução
problemas. Esses fatores tornavam completo controle religioso sobre a do esquema político vigente
a região propícia para revoltas como população do arraial, porém, ele não no período. Era parte de uma
a de Canudos. tinha vínculo formal com a Igreja; rede de compromissos que co-
56. Governo Republicano: via no arraial meçava nos coronéis, passava
A Revolta de Canudos está in- um reduto de monarquistas e bader- pelos representantes estaduais
serida num contexto messiânico, neiros, capazes de comprometer a e chegava até a definição da
ordem pública. Nenhum dos grupos Presidência da República.
em decorrência do abandono das
populações sertanejas pelo poder em questão levou em consideração b) Podem ser citados: a Rebelião
público, as quais, por isso, não a luta contra a miséria e pela posse de Canudos, a Revolta da Ar-
da terra que era empreendida pelos mada, a Revolta da Chibata, a
conseguiam encontrar soluções
seguidores de Conselheiro; apenas Revolta da Vacina, a Rebelião
práticas para seus problemas. Daí
os enxergaram como fanáticos e do Contestado, o movimento
buscarem no misticismo (extrema
sindical de base anarquista
religiosidade) essas soluções. Por desordeiros.
(que organizou os primeiros
outro lado, essas populações eram 73. congressos operários e também
oprimidas pelos grandes proprietá- A eleição de Prudente de Morais pôs esteve presente nas greves de
rios rurais, possuidores de controle fim, pelo menos temporário, nos go- 1917 e 1918), o Tenentismo (e
político através do “coronelismo” vernos militares que prevaleceram seus desdobramentos, como a
(mandonismo local). após a proclamação da República, Coluna Prestes), a atuação dos
57. E 58. B 59. B em 1889. Além disso, Prudente de grupos que fundaram o Partido
60. Morais representava as elites agrá- Comunista do Brasil em 1922.
a) República das oligarquias. rias de São Paulo ligadas ao café, 90. C 91. A
b) Os latifundiários do Nordeste, o portanto, sua chegada ao poder 92.
governo federal e a Igreja. marcou o início da supremacia dos Crise econômica e financeira de-
c) Foi um movimento de caráter cafeicultores à frente do governo
corrente do encilhamento, dos
messiânico, em virtude da federal.
gastos com as Revoltas da Armada
carência material do sertanejo 74. e Federalista e da superprodução
que não via na República ex- a) A realização de queimadas para de café. Para resolver a situação,
pectativa de melhora. plantar suas roças de milho e Campos Sales renegociou a dívida
61. A mandioca.
externa e obteve novo empréstimo
62. 51 (01 + 02 + 16 + 32) b) Rodovia Transamazônica, Usi-
dos banqueiros ingleses, num acor-
63. nas de Itaipu e Tucuruí, Projeto
do conhecido como funding-loan. O
Carajás e Projeto Jari, entre
Canudos fora uma comunidade outros. seu ministro da Fazenda, Joaquim
agrária, cuja população pobre, na Murtinho, tomou medidas austeras,
75.
maioria trabalhadores do campo, como o congelamento do crédito,
refugiara-se a fim de adquirir as a) A luta no Brasil pela reforma aumento de impostos e suspensão
mínimas condições de subsistência, agrária.
das obras públicas.
escapando da fome e da opressão. b) é a terra que querias ver dividi-
93. 05 (01 + 04)
A comunidade tinha um líder reli- da...
é a parte que te cabe deste 94. B
gioso, Antônio Conselheiro, o qual
latifúndio... 95. E
a população seguia e com quem
desejava construir uma cidade 76. B 77. B 78. D 96. V, V, F, V
santa: Belo Monte. 79. D 80. B 81. A 97. 22 (02 + 04 + 16)
64. 29 (01 + 04 + 08 + 16) 82. E 83. C 84. C 98. D
65. A 85. D 86. C 99.
66. 87. F, V, V, F A política dos governadores ou po-
a) A acusação do movimento ser 88. D lítica dos estados correspondeu a
monarquista e fanático religio- 89. uma troca de apoio político entre os
so. a) O papel dos currais eleitorais governadores, deputados federais
b) A miséria e a pobreza em que era o de sustentar a política da e o presidente da República, tendo
os camponeses viviam. República Velha, considerando como suporte os “coronéis”. Entre
67. A 68. A 69. C que os mecanismos do pro- as principais conseqüências, temos
144
a supremacia de São Paulo e Minas moradores, constituídos de pobres e se a exploração das drogas
Gerais (café-com-leite) e a limitação operários, para a periferia da cidade. do sertão, a ação, sobretudo
da cidadania. As reformas de embelezamento e dos jesuítas, na fundação de
100. modernização do Rio de Janeiro núcleos de povoamento e a
consistiam, nesse sentido, no isola- construção de fortes e vilas.
a) A construção de Belo Horizonte
representou a modernidade mento e distanciamento dos pobres b) Entre 1880 e 1920, a região
trazida com a República, como do centro da cidade. O Rio de Janeiro viveu o “ciclo da borracha”,
também a ascensão da oligar- favorecido pela demanda do
tornou-se uma capital moderna, limpa
quia mineira ao poder, juntamen- produto em decorrência da
e higienizada, capaz de cumprir o
te com a paulista, originando a Segunda Revolução Industrial.
papel político que lhe era reservado:
política café-com-leite. Se de um lado a exploração
o de capital da República.
b) Como Brasília representa as da borracha enriquecia serin-
114. D galistas e atravessadores, fez
transformações industriais e a
urbanização do interior, Belo 115. proliferar na Amazônia uma
Horizonte, por sua vez, repre- Pode-se citar, dentre outras: ga- massa pauperizada, formada,
sentou a passagem do atraso rantir preços mínimos ao produtor; principalmente, por migrantes
representado pela monarquia estimular o consumo; e comprar do Nordeste.
para o progresso simbolizado os excedentes cafeeiros visando 122. E
pela República. a melhores condições de comer- 123.
101. A 102. A 103. E cialização. a) A população de baixa renda que
104. C 105. C 106. C 116. B 117. B morava nos cortiços e casas de
cômodo no centro da cidade
107. C 118.
teve suas residências demo-
108. a) A partir de 1839, quando o lidas e foi obrigada a buscar
a) A borracha. engenheiro americano Goo- abrigo nos morros da cidade,
b) A concorrência com as plan- dyear descobriu o processo para manter-se próxima aos
tações surgidas no Sudeste da vulcanização, a borracha locais de trabalho.
Asiático. destacou-se na indústria mun-
b) A questão da segurança públi-
dial: era matéria-prima para a
c) Para evidenciar a prosperidade ca, devida ao destaque dado
produção de peças, solas de
da região, bem como a afirma- pela imprensa à delinqüência
sapato, pisos e coberturas,
ção da elite local, enriquecida infanto-juvenil e aos seqües-
luvas, vedações etc.
com a exploração da borra- tros.
cha. b) No Brasil, na Amazônia.
– A falta de estrutura do parque
c) Havia duas classes distintas: esportivo para a prática de mui-
109. B 110. B
– os latifundiários, donos dos tos esportes olímpicos.
111.
seringais que eram muito ricos. – Presença da dengue
a) Revolta da Vacina. Mandavam lavar as roupas em
b) Movimento em virtude da urba- 124.
Paris (só para aparecer); acen-
nização e da vacina obrigatória diam o charuto queimando uma a) A função de capital e exportação
no Rio de Janeiro, antecedido nota de 100 libras esterlinas. do café.
por desemprego e carestia, – os peões, geralmente nor- b) Urbanização e saneamento da
que provocaram uma imensa destinos fugidos do latifúndio e cidade do Rio de Janeiro.
exclusão social. Contou com a da caatinga seca. Sofriam calor c) O ideal republicano era asso-
participação de militares e de equatorial, picada de cobra, ciado ao novo, ao moderno, em
políticos da oposição. malária e trabalhavam em troca oposição ao atraso e ao arcaico
112. D de mixaria. que as condições urbanas do
113. d) Os ingleses começaram a pro- Rio de Janeiro revelavam na-
duzir em suas colônias na Ásia. quela época.
As ruelas estreitas, as precárias
condições de moradia e de higiene O preço internacional caiu, os 125.
e a proliferação de doenças, como seringais foram abandonados a) A capital federal da época, no
e a Amazônia voltou à miséria. caso o Rio de Janeiro, repre-
a peste bubônica, a febre amarela e
119. E sentava o cartão postal do Bra-
a varíola, comprometiam a imagem
120. V, F, F, F, V, F, V. sil republicano, modernizador e
política do Brasil no exterior. A vinda
progressista.
de representantes comerciais e de 121.
b) Para o autor, Lima Barreto e
novos empréstimos estrangeiros a) Desde o período colonial até Euclides da Cunha constituíam-
exigiam o saneamento e o embe- meados do século XX, a ocu-
se uma exceção do panorama
lezamento da capital da República. pação da Amazônia esteve
vinculada às atividades extrati- oligárquico da época. O pri-
Para pôr em prática seus projetos, o meiro, mulato, tinha origem na
PV2D-06-HIB-34

vistas e à ação de missionários


governo instituiu as reformas urbanas religiosos, tendo na hidrografia classe média urbana, enquanto
através da demolição dos casarões a via de acesso ao interior. No o segundo, como diz o próprio
do centro e da expulsão de seus período colonial, destacaram- texto, era caboclo.

145
126. A 127. D linhas telegráficas pelo interior do como auxiliavam na fuga de es-
128. Brasil, através do marechal Cândido cravos ou na defesa jurídica de
a) Com a abolição do trabalho Rondon. alguns acusados de crimes.
escravo e a expansão da la- 143. B 150.
voura cafeeira, foi necessário 144. Trata-se do coronelismo, prática
impulsionar a imigração para o política que caracterizou a Repú-
Fundado por iniciativa do marechal
trabalho assalariado. blica Velha, especialmente durante
Rondon, já no governo de Nilo
b) Muitos imigrantes saíam das a política do café-com-leite. Suas
Peçanha, o SPI foi o primeiro ór-
lavouras e dirigiam-se para as raízes remontam ao período regen-
cidades, aumentando sua popu- gão oficial de proteção aos índios
brasileiros, sendo o precursor da cial, quando da criação da Guarda
lação. Além disso, o comércio, a
atual Funai (Fundação Nacional Nacional. Sua prática permaneceu
indústria e a modernização que
do Índio). devido ao latifúndio e ao federalismo
ocorreram na época serviram
também para o crescimento das introduzido na República.
145. C
cidades. 151. A 152. C 153. C
146.
129. C 130. C 154. A
O Marechal Rondon foi encarre-
131. 155.
gado pelo presidente Afonso Pena
a) Com a República recentemente a) Política das Salvações
de instalar linhas telegráficas no
proclamada, o país vivia um qua- interior do Brasil – no Mato Grosso b) Campanha Civilista
dro de mudanças: decadência 156. E 157. B
e na Amazônia -, tarefa desempe-
das velhas oligarquias, abolição,
nhada com êxito pelo marechal que, 158.
imigração e uma incipiente in-
dustrialização e urbanização. simultaneamente ao seu trabalho, a) Representou a insatisfação
estabeleceu contato amistoso com dos marinheiros brasileiros em
b) O país viveu uma grande imigra-
dezenas de tribos indígenas, resul- relação aos maus-tratos que
ção, principalmente de italianos
sofriam de seus superiores.
que trabalhavam no campo e tando desse contato o empenho de
nas áreas urbanas. b) João Cândido e os outros líde-
Rondon pela criação do Serviço de
res foram traídos por Hermes
132. B 133. C Proteção ao Índio, em 1910.
da Fonseca, pois foram presos
134. 147. A depois de ter sido combinado
Passou para a responsabilidade 148. que, se acabassem com a revol-
do governo federal a compra do a) A reação violenta por parte da ta, seriam perdoados. Somente
excedente de café, o que era feito população se deu pelo fato de João Cândido sobreviveu.
pelos governos de São Paulo, Minas não ter sido feita uma campa- 159.
e Rio de Janeiro. nha de esclarecimento sobre a A Política das Salvações foi instituída
vacinação, que, simplesmente, para combater as oligarquias estadu-
135. C 136. C 137. E
foi imposta.
138. ais. Por meio de uma aliança entre
b) As causas são: falta de infra- tropas do Exército e forças populares,
a) Porque Rui Barbosa era civil estrutura (água e esgoto enca-
e disputava as eleições com aplicou essa política em Pernambuco,
nados), péssimas condições de
Hermes da Fonseca, que era na Bahia, no Ceará e em Alagoas.
vida e moradia, além da falta de
militar. trabalho. 160. A 161. C 162. C
b) Significou uma ruptura momen- 149. 163.
tânea na política do café-com- Padre Cícero usou de sua influ-
a) Como característica dos inte-
leite.
lectuais da década de 1870, ência religiosa sobre a população
139. V, V, F, F, V, F podemos citar a defesa do fim para ganhos e motivos políticos.
140. B da escravidão ou ainda a defesa 164. D
141. 24 (08 + 16) do republicanismo. 165. V, F, F, V
142. b) A participação de escravos no
166. C
Exército brasileiro durante a
O presidente Afonso Pena tinha 167.
Guerra do Paraguai colocou em
uma grande preocupação com a xeque a questão da escravidão, a) Revolta da Chibata.
ocupação de territórios ainda inabi- pois acelerou a campanha abo- b) Em 1910, cerca de 2.000 marujos
tados no interior do Brasil, fato que licionista ao colocar em pauta liderados por João Cândido, o
o levou a promover uma grande um paradoxo: se um escravo “Almirante Negro”, rebelaram-
imigração, não só para abastecer podia sair dessa condição para se contra os castigos aplicados
as fazendas de café da região lutar pela pátria, por que não aos marinheiros. Enquanto João
Sudeste, como era de costume até podia deixar de sê-lo enquanto Cândido assumia o comando do
então, mas também para promover mão-de-obra? “Minas Gerais”, outros marujos
o povoamento, principalmente da c) Os intelectuais brasileiros abo- tomaram o “São Paulo”, o “Bahia”
região Sul. Afonso Pena também licionistas escreviam em jornais e o “Deodoro”. Os marinheiros
realizou uma grande expansão de criticando a escravidão, assim exigiam, em comunicado enviado

146
ao presidente da República, a re- 199. 212.
forma do Código Disciplinar, o fim a) Basicamente, a greve de 1917 Além de ter autorizado a prisão
das chibatadas, “bolos” e outros foi a primeira greve ocorrida no arbitrária de vários anarquistas,
castigos, o aumento dos soldos Brasil a ser considerada uma Epitácio Pessoa criou de lei de
e a preparação e educação dos greve geral, por ter paralisado repressão ao anarquismo, em 17
marinheiros. diversos ramos do mundo do tra- de janeiro de 1921, dificultando a
168. E 169. B 170. B balho na cidade de São Paulo.
ação de intelectuais e operários
171. A 172. B 173. A b) Dentre as formas de repressão
ligados ao movimento anárquico.
174. indicadas no texto, encontram-
Essa decisão levou à fundação do
se a prisão, a deportação e o
O texto refere-se, respectivamente, empastelamento de jornais. Partido Comunista Brasileiro, em
à Igreja, à burguesia cafeeira, aos 1922, influenciada também pelo
c) A imprensa operária nesse
pequenos industriais e ao Exército. momento destacava-se, entre sucesso da Revolução Russa.
O contexto é a condição de explo- outros motivos, por veicular um 213. E
ração dos camponeses e operários ideário anarquista e socialista, 214.
– estes ainda que em menor número a fim de despertar e educar Como o próprio nome evidencia,
– no Brasil, assim como a interfe- politicamente o operariado. algumas cartas de conteúdo ofen-
rência dos militares na vida pública 200. sivo aos militares publicadas em
através da política. jornais no final de 1921, em meio
O acúmulo de capital trazido pela
175. à campanha para presidente da
exportação do café ampliou e
a) O fator determinante foi a con- modernizou o setor de serviços República, foram falsamente atri-
corrência com a borracha pro- buídas ao candidato do governo,
de infra-estrutura, telégrafo, eletri-
duzida pela Malásia, controlada Artur Bernardes. A intenção era
cidade e transporte, assim como
por capitais ingleses. provocar o Clube Militar, chefiado na
estimulou o aparecimento de in-
b) Porque, no Sul do país, os capi- ocasião pelo marechal Hermes da
dústrias nacionais, criadas a partir
tais acumulados com a cultura Fonseca, que, por sua vez, apoiava
do café – que abrangeu um do crescimento do mercado con-
sumidor interno, possibilitado pela a candidatura de Nilo Peçanha, da
período bem maior que a cultura
abolição da escravatura, a vinda chamada Reação Republicana. Ber-
da borracha – foram utilizados
do imigrante e o surgimento do nardes sempre negou a autoria das
num precoce, porém contínuo,
processo de industrialização trabalho assalariado. Por outro cartas e soube-se, após as eleições,
(substituição de importações), lado, a política de valorização do que elas realmente não tinham sido
que garantiu uma certa estabi- café, por meio da recorrência dos escritas por ele. Contudo, esse epi-
lidade após a Queda da Bolsa governos estaduais a empréstimos sódio serviu para acirrar os ânimos
de Nova Iorque, em 1929. Com a bancos estrangeiros para so- entre governistas e oposicionistas
a revolução de 1930, o Estado correr o grande produtor, abalava nas conturbadas eleições presiden-
assumiu o controle do processo ciais de 1921-1922.
o pleno desenvolvimento de uma
de industrialização (nacionalis- 215. D 216. C 217. C
política industrializante no Brasil,
mo econômico), que se concen-
trou no Sul–Sudeste, enquanto na República Velha. 218. B 219. A 220. E
na região Norte manteve-se 201. A 202. B 221.
o extrativismo como atividade 203. Foi um movimento cultural que
predominante, sendo que a a) Revolta dos 18 do Forte de buscou as raízes da nacionalidade.
“pseudo-industrialização” só foi Copacabana. A maioria de seus participantes
impulsionada a partir da criação b) Tenentista, pretendiam reformas defendia mudanças políticas a partir
da Zona Franca de Manaus civis e o fim das oligarquias no da extinção do café-com-leite e das
(década de 1960). poder. oligarquias.
176. A 177. C 178. D 204. A 205. E 206. C 222.
179. B 180. D 181. D 207. C 208. C a) Aumentos de salários, redução
182. D 183. D 184. A 209. da jornada de trabalho, des-
185. B 186. 09 (01 + 08) a) A autora dessa obra, Tarsila do canso semanal remunerado e
187. E 188. A 189. E Amaral, fez parte do movimento proibição do trabalho infantil.
190. C 191. B modernista. b) Socialistas e anarquistas. Entre
b) Uma das justificativas possíveis estes últimos, havia ainda os
192. 58 (02 + 08 + 16 + 32) anarcossindicalistas.
é que Tarsila queria mostrar que
193. D c) Os anarquistas propunham
o Brasil é um país multiétnico,
194. 09 (01 + 08) miscigenado e que não existe uma sociedade igualitária e
195. 39 (01 + 02 + 04 + 32) um rosto, um tipo físico ideal sem propriedade privada, a
PV2D-06-HIB-34

para representar o povo brasi- ser alcançada por meio de


196. D uma revolução proletária. Os
197. 15 (01 + 02 + 04 + 08) leiro.
anarcossindicalistas, além dos
198. A 210. D 211. D mesmos princípios, defendiam
147
que a revolução deveria ser dos cidadãos, como a obrigação 259. V, V, V, V, V
comandada e dirigida pelos de residência em localidade deter- 260. B 261. A 262. A
sindicatos operários. Ambos minada, a suspensão do direito de 263. A 264. C 265. E
acreditavam que a luta política reunião e a censura aos meios de
deveria realizar-se fora das 266. C 267. V, F, V, F, F
comunicação.
instituições da sociedade bur- 268. A 269. A
229. C 230. D 231. A
guesa e recusavam-se a tomar 270.
parte nas eleições e nos parti- 232. D 233. B 234. B
a) A falta de planejamento eco-
dos políticos existentes. Já os 235. A
nômico e a superprodução,
socialistas, também defensores 236. 30 (02 + 04 + 08 + 16) decorrentes do excesso de
de uma sociedade sem classes liberalismo econômico.
237. E 238. B 239. E
sociais e sem propriedade
240. C 241. B 242. D b) Os Estados Unidos passaram
privada, defendiam a organi- a ser a economia mais forte do
zação sindical, a organização 243. A 244. E 245. D planeta após a Primeira Guerra,
da classe operária em partidos 246. enquanto o restante dos países
políticos e a participação no a) Os operários e os industriais. capitalistas ficaram atrelados ao
processo eleitoral. capital norte-americano. Com
b) Direito de associação; tribunais
223. para julgar questões trabalhis- a quebra da Bolsa de Valores
de Nova Iorque, em outubro de
A década de 20 no Brasil marca-se tas e 15 dias de férias.
1929, todos os países capitalis-
pela crise das velhas oligarquias e 247. D 248. A tas acabaram sendo atingidos,
por uma série de movimentos polí- 249. em função dessa ligação com
ticos e sociais que desembocaram a) No início, houve os bandeirantes a economia dos EUA. No caso
na Revolução de 1930. A Semana (Caçador de léguas), que con- do Brasil, os EUA eram os prin-
de Arte Moderna expressou a busca cipais compradores do nosso
quistaram o território. Depois, o
de uma identidade nacionalista de café, o que afetou diretamente
café, que gerou riquezas, pos-
a economia brasileira.
cultura, adequando-a às transfor- sibilitando o desenvolvimento
mações que ocorriam. e a modernização da cidade 271. E
224. (viadutos, tumulto colorido). 272.
a) Eram imigrantes que tinham b) O presente pujante é uma a) O sertão nordestino, pequenas
a viagem subvencionada pelo construção do passado e uma vilas e lugarejos.
governo brasileiro e, portanto, conseqüência natural numa b) Surgiu em decorrência da misé-
estavam livres de despesas, ao cadeia lógica de ações. Além ria e da pobreza da maioria dos
contrário do que ocorria com a disso, há certa predestinação sertanejos nordestinos, vítimas
imigração no sistema de parce- na relação pai (gigante) e filho da concentração latifundiária
ria, no qual o imigrante arcava (gente grande). nas mãos dos coronéis.
com as despesas de viagens. 250. c) A necessidade de controle social
b) Desenvolver a América, gerar a) Como forma de manipulação da com a ameaça “banditista”.
produção e enriquecimento classe trabalhadora. 273. D
próprio. b) O massacre de trabalhadores 274.
c) Itália. em greve, nos EUA, na segunda
metade do século XIX. O texto 1 afirma que a Revolução
225. de 1930 foi um conflito das políticas
a) Porque, apesar da origem eli- 251. B 252. A 253. D
intra-oligárquicas, isto é, as dissidên-
tista, o futebol passou a ser um 254. E 255. B cias ocorridas no interior das oligar-
meio de ascensão social para 256. quias sem a participação de outros
muitos jovens provenientes das
camadas menos favorecidas. a) Foi uma aliança política de Mi- sujeitos sociais como as camadas
b) Durante o regime militar, a con- nas Gerais, Rio Grande do Sul, médias e os trabalhadores. Já o texto
quista da Copa de 1970 serviu Paraíba e parte de São Paulo 2 expressa que a Revolução de 1930
como propaganda ufanista (integrantes do PD – Partido foi resultante da luta de classes. No
para fortalecer o prestígio do Democrático) em uma frente entanto, a historiografia tradicional
governo. contra as oligarquias paulistas silencia sobre este conflito, negando
226. B 227. B do PRP (Partido Republicano a participação dos múltiplos sujeitos
228. Paulista). sociais na história.
Governar sob “estado de sítio” sig- b) Getúlio Vargas foi o candidato à 275.
nifica suspender temporariamente Presidência da República pela O cangaço é um movimento consi-
certas garantias constitucionais em Aliança Liberal, tendo como vice derado banditista, ou seja, fora da
nome da defesa da ordem pública. João Pessoa, da Paraíba. lei, mas deve ser inserido na con-
O Poder Executivo assume poderes c) Vargas e João Pessoa foram dição miserável de milhares de ser-
excepcionais antes atribuídos ao derrotados e desencadeou-se tanejos, gerada pelos latifundiários
Legislativo e ao Judiciário, e são a Revolução de 1930. do Nordeste brasileiro na primeira
estabelecidas restrições aos direitos 257. B 258. D metade do século XX.
148
276. C 277. D 278. B exploração da classe trabalha- sequentemente, do poder local,
279. C 280. C dora. mesmo com a predominância
b) A ação repressiva do governo, da política do café-com-leite
281.
a Revolução Russa de 1917 e o (hegemonia de São Paulo e Mi-
O CNC foi criado em 1931 por nas Gerais) em nível federal.
avanço das idéias comunistas.
iniciativa de Getúlio Vargas com b) Após a Revolução de1930, São
c) O populismo e a legislação
vistas a resolver o problema dos Paulo perdeu a hegemonia po-
trabalhista implementada no pe-
gigantescos estoques de café que lítica na esfera federal e apesar
ríodo; o que assegurou direitos
se avolumavam em decorrência da aos trabalhadores. do potencial econômico, o Esta-
Crise de 1929. Este órgão passou do não desfrutava de prestígio
293. F, V, V, V, V
a comprar o café dos produtores e, junto ao novo governo. Tal situ-
em troca, estes se comprometiam 294. ação pode ser apontada como
com o governo de empregar o a) Os três personagens da gravura um dos fatores da Revolução
dinheiro recebido em outras áreas representam: um soldado cons- Constitucionalista de 1932.
agrícolas ou na industrialização. titucionalista, Getúlio Vargas 301. C 302. C 303. E
Dessa forma, o Brasil superou os (presidente do Governo Provi- 304. B 305. D 306. C
efeitos da Crise de 1929. sório) e o bandeirante (repre- 307. 31 (01 + 02 + 04 + 08 + 16)
282. D 283. C sentando o povo paulista).
308. A 309. C 310. D
284. b) A frase “Abaixo a Ditadura”
311. E 312. A 313. C
A sigla MMDC é formada pelas exprime a revolta dos paulistas
contra o Governo Provisório, 314. D 315. D
iniciais de quatro estudantes pau-
estabelecido com a Revolu- 316.
listas – Martins, Miragaia, Dráusio
ção de 30, que suspendeu a Um dentre os objetivos:
e Camargo – que morreram em
Constituição de 1891, dando a
confronto com a polícia a 23 de maio – Obstruir o processo de sucessão
Getúlio poderes excepcionais.
de 1932, quando protestavam con- presidencial.
São Paulo teve sua influência
tra o Governo Provisório de Vargas. abalada, o que explica também – Viabilizar sua permanência no poder.
A morte dos quatro jovens serviu a eclosão da Revolução Consti- 317. D
de estopim para o início da Revo- tucionalista de 1932. 318.
lução Constitucionalista de 1932. 295. F, F, F, F, F Foi um plano forjado por alguns
285. B 286. C 287. A 296. integralistas e outros políticos e mili-
288. C A nomeação do interventor João tares que apoiavam Getúlio Vargas,
289. Alberto, por Getúlio Vargas, con- no qual os comunistas pretendiam
O ano de 1930 marcou o fim da frontou-se com as elites de São assassinar vários políticos e der-
República Oligárquica e da política Paulo, que perderam a influência rubar o governo varguista. Apesar
café-com-leite, ao mesmo tempo e o poder político que detinham de falso, o plano serviu de pretexto
que marcou também, o início da Era antes da Revolução de 1930. A para Vargas continuar no poder,
Vargas e, com ela, as leis trabalhis- crescente campanha contra o inter- criando um governo ditatorial: o
tas, mudanças no sistema eleitoral, vencionismo resultou na Revolução Estado Novo.
industrialização e sindicalismo. Constitucionalista de 1932. 319.
290. D 297. A 298. A a) Corresponde ao Governo Cons-
291. 299. titucional (1934-1937) da Era
Vargas.
A Revolução de 1930 levou ao poder A Era Vargas foi marcada pelo
b) O integralismo, baseado no
Getúlio Vargas, representando o fim estímulo à industrialização e mo- fascismo, caracterizava-se
da hegemonia da oligarquia paulista dernização do país, procurando pela defesa do nacionalismo
no poder nacional. Em São Paulo, diminuir a dependência econômica exacerbado, do anticomunismo,
teve início o movimento constitu- em relação ao capital estrangeiro. do antiparlamentarismo e do
cionalista questionando o Governo Estimulou-se a indústria de base totalitarismo.
Provisório de Vargas, a convocação sob o gerenciamento do Estado, 320. B
de uma Assembléia Constituinte uma vez que a burguesia incipiente 321.
e a nomeação de um interventor era incapaz de promover grandes O rádio foi um instrumento estraté-
pernambucano para o governo do investimentos, principalmente no gico para a promoção da imagem
estado. Em 1932, eclodiu a Revo- setor da indústria pesada. de Getúlio Vargas, sobretudo a de
lução Constitucionalista. Apesar da “pai dos pobres”. Porém, o auge da
300.
derrota paulista, foi convocada a importância do rádio durante a era
Assembléia Constituinte. a) O sistema federativo estabeleci-
do pela Constituição de 1891 e Vargas foi a criação do programa
PV2D-06-HIB-34

292. a “Política dos Governadores”, oficial “A voz do Brasil”, a princípio


a) A imigração européia, o cres- instituída por Campos Sales, “Hora do Brasil”, durante o Estado
cimento industrial, a influência favoreciam a existência de Novo, para divulgar as realizações
das idéias anarquistas e a regionalismos estaduais e con- do governo aos demais programas
149
através do DIP (Departamento de comunicação; intervenção do pois este era dominado pelas
Imprensa e Propaganda). poder público na economia e oligarquias rurais vinculadas à
322. E na cultura. agroexportação. Foi a partir do
b) A participação brasileira e a governo Vargas (1930-1945)
323.
vitória ao lado dos Aliados que o Estado passou a ter papel
a) A proclamação de Luís Carlos fundamental no processo de
na Segunda Guerra Mundial
Prestes se deve à sua lideran- industrialização do Brasil, na
na luta contra o nazifascismo
ça frente à Coluna Prestes, à medida em que passou a inter-
favoreceu a queda do Estado
presidência da ANL (Aliança vir na formação da indústria de
Novo.
Nacional Libertadora) e por ter base, sobretudo na criação da
sido um dos articuladores da 336. C 337. E 338. C
CSN (Companhia Siderúrgica
Intentona Comunista de 1935. 339. B 340. A 341. A Nacional). Durante a Primeira
b) Em 1937, utilizando-se do Plano 342. A 343. E 344. C Guerra Mundial (1914-1918)
Cohen que atribuía aos comu- 345. houve um significativo surto
nistas uma eventual tomada de a) O integralismo fazia parte das industrial no Brasil, favorecido
poder, Getúlio Vargas instituiu o correntes e partidos fascistas pela redução das importações
Estado Novo. dos anos 1930. provenientes dos países envol-
324. b) Os integralistas apoiaram a ins- vidos no conflito. Na Segunda
Na década de 30, o sindicalismo talação do Estado Novo, mas Guerra Mundial (1939-1945),
era influenciado pelo anarco-sindi- Vargas optou por não manter criaram-se as condições para
vínculos políticos com a AIB, a implantação da indústria de
calismo e, por isso, combativo. O
alijando-a definitivamente do base, a partir da política de
governo via o movimento operário
processo político entre finais de negociações de Getúlio Vargas
como um caso de polícia. Com para a entrada do Brasil no
Getúlio Vargas, houve uma radical 1937 e início de 1938.
conflito, particularmente a ob-
mudança: aprovaram-se várias 346. D 347. C 348. C tenção de recursos junto aos
leis trabalhistas e permitiu-se a 349. Estados Unidos para a criação
sindicalização. Entretanto, esse a) O texto, contextualizado nos pri- da CSN.
comportamento de Getúlio visava mórdios da República Velha, faz 350.
a controlar o movimento operário e referência à indústria de bens a) Pode-se identificar no texto os
tê-lo como apoio político. não duráveis. Já o cartaz pro- seguintes valores: a defesa dos
duzido durante o Estado Novo alemães enquanto uma “raça
325.
(1937-1945), pois menciona superior” (arianismo; racismo);
a) Devido ao vazio político surgido a sigla DIP (Departamento de a opção por uma prática de
após a Revolução de 30 com a Imprensa e Propaganda), órgão governo autoritária; o direito
derrota das velhas oligarquias encarregado da publicidade dos alemães de saquearem as
cafeeiras, Getúlio ocupa esse oficial no período, refere-se à riquezas dos países sob seu
vazio e concilia-se com elas, indústria de base, particular- domínio; o direito de explorarem
expressando a instabilidade das mente a siderúrgica estimulada a mão-de-obra local; o ódio ao
relações sociais no campo. por Getúlio Vargas. estrangeiro (xenofobia).
b) Concerne em não abranger o b) Ainda no século XIX, exceden- b) Pode-se citar, dentre outras,
trabalhador do campo nas leis tes de capitais provenientes da as seguintes razões: o afunda-
trabalhistas. cafeicultura do oeste paulista mento de navios brasileiros por
326. C 327. A 328. A naus do eixo na costa nacional;
foram investidos na indústria.
a pressão de grandes manifes-
329. E 330. D 331. C Depois, durante a Velha Repú- tações populares favoráveis à
332. A 333. B 334. A blica, a “política de valorização entrada do Brasil na guerra; a
do café” ao promover a desva- pressão norte-americana para
335.
lorização cambial, encareceu que o Brasil se posicionasse ao
a) Criação do DIP; adoção da as importações e indiretamente lado dos aliados; a percepção
CLT; dissolução do Congres- favoreceu o desenvolvimento de membros do governo Vargas
so Nacional; outorga de uma da indústria nacional. e de empresários brasileiros
nova Constituição; nomeação das possíveis vantagens co-
c) Durante a Velha República
de interventores nos Estados; merciais de se aliar aos Estados
era praticamente inexistente a
fechamento dos partidos po- Unidos e, portanto, ao lado das
atuação do Estado no processo
líticos; censura aos meios de forças anti-eixo.
de industrialização no Brasil,

150
PV2D-06-HIB-34

151
152

Você também pode gostar