Você está na página 1de 4

Protocolo Empresarial do Brasil

1 - Aspectos históricos e culturais básicos

Localização geográfica: quinto maior país do mundo situado na América do Sul, com área total de 8.514.876 km² (8.456.510 km² de terra e 55.455 km² de água); 192 milhões de habitantes (213.200 imigrantes portugueses).

Climas: equatorial (Norte), semi-árido (Nordeste), tropical (maior parte do país), tropical de altitude (Sudeste), subtropical (Sul).

Hino Nacional: “O grito do Ipiranga”, executado em continência à Bandeira Nacional e ao Presidente da República, ao Congresso Nacional e ao Supremo Tribunal Federal.

ao Congresso Nacional e ao Supremo Tribunal Federal.  Idioma : devido à raiz lusitana, embora

Idioma: devido à raiz lusitana, embora existiam diferentes etnias, todas falam o português.

Sistema governamental: república federativa constitucional presidencialista, constituída por 26 estados e um Distrito Federal (Brasília, a capital), onde o nível de poder mais alto é o do presidente, seguido pelo vice-presidente, ministros, senadores, deputados federais, governadores, deputados estaduais, prefeitos e vereadores.

Moeda Brasileira: real (aproximadamente 0,46 euros)

Feriados Nacionais:

1 de Janeiro - Confraternização Universal carácter social

21 de Abril - Tiradentes carácter cívico

1 de Maio - Dia do Trabalho carácter social

7 de Setembro - Independência do Brasil carácter cívico

12 de Outubro - Nossa Senhora Aparecida carácter religioso (católico)

2 de Novembro - Finados carácter religioso (católico)

15 de Novembro - Proclamação da República carácter cívico

25 de Dezembro - Natal carácter religioso (cristão)

2 - Costumes, tradições e ideologias locais

73% da população denomina-se católica, seguida de 15% de evangélicos e reduzidas percentagens de seguidores do espiritismo. Conhecidos pelo candomblé, umbanda e outras crenças; têm como focos tradicionais o carnaval, as festas juninas, o folclore, o rancho, a capoeira, o samba, choro e o forró. Como desportos preferenciais, o futebol, voleibol e a fórmula-um.

3 - Regras ou costumes relativos a indumentária e imagem

No que diz respeito à vida profissional, são bastante rígidos: em ambientes formais, as roupas usadas são sempre elegantes, não permitindo saias muito curtas nem decotes acentuados, camisas abertas e muito menos, chinelos. Evitam o uso excessivo de jóias ou enfeites e o excesso de perfume. Valorizam muito os dentes bem tratados, as unhas limpas e os cabelos arranjados.

4

- Aspectos protocolares

A pessoa menos importante é sempre apresentada à mais importante (um atendente é sempre apresentado a um presidente, por exemplo), o mais jovem ao mais velho, o homem é sempre apresentado

à mulher, e a mulher solteira é apresentada á casada; no tratamento simples, apenas os nomes e

sobrenomes são mencionados mas, no tratamento formal funciona como no exemplo: Sr. … apresento-lhe

o Sr. … (mencionam nome e sobrenome); é sempre o menos importante que toma a iniciativa de

cumprimentar, cabendo ao mais importante estender a mão; uma senhora não se levanta para cumprimentar os presentes, a menos que sejam mais velhos ou pessoas de destaque; nunca apertam a mão quando alguém bebe ou come, quando se visita alguém doente e numa reunião com bastantes pessoas, só estendem a mão aos mais próximos, ao restante, um simples sorriso ou aceno com a cabeça.

Exigem o cumprimento de horários (no caso de ocorrerem atrasos, esperam que o profissional

telefone e anuncie o devido atraso; valorizam o bom tratamento pessoal, seja com porteiros, secretárias, etc.;); procuram memorizar sempre o nome da pessoa com quem se vão reunir; em reuniões, só fumam se

a maioria fumar também; nunca cruzam os braços (é interpretado como rejeição ás ideias propostas);

usam poucos assuntos pessoais no início, na fase de “degelo” da reunião, mantendo-se focados no assunto durante todo o resto do tempo; são rigorosos em respeitar os cronogramas previstos; treinam os funcionários para uma conversação curta, objectiva e educada; as mulheres devem dizer sempre “obrigada” e os homens, “obrigado”; proíbem o atendimento enquanto comem ou mastigam chiclete; fazem o controlo, de tempos em tempos, passando-se por eventuais clientes, a fim de avaliar a qualidade do atendimento dos próprios funcionários.

5 - Padrões alimentares

No litoral do Nordeste há grande influência africana na culinária, com destaque para o acarajé, vatapá e molho de pimenta; no Norte há uma maior influência indígena, no uso da mandioca e de peixes; no Sudeste há pratos diversos como o feijão tropeiro e angu ligados aos bandeirantes, em Minas Gerais, e a pizza em São Paulo, influência dos imigrantes; no Sul do país há forte influência da culinária italiana, em pratos como a polenta, e da culinária alemã. O churrasco é típico do Rio Grande do Sul e do Mato Grosso. Comum a todas as regiões do país, são os acompanhamentos, arroz e o feijão.

6 - Usos e maneiras de negociar

Em caso de incompatibilidade com o idioma, o Inglês é usado como uma linguagem comum. É a linguagem universal dos negócios; usam os pontos para os milhares e vírgulas para casas decimais é comum ter várias pausas durante as reuniões. De uma forma geral, para o brasileiro, o empreendedor pertencente à UE é, por norma, arrogante. É visto como o negociador que passa os dias na empresa e não valoriza a vida pessoal; convém ao empreendedor mostrar uma imagem diferente, tendo em conta as seguintes características do negociador brasileiro, que variam de estado para estado:

Rio de Janeiro: Extroversão e informalidade; os cariocas têm grande capacidade de adaptação. A informalidade excessiva, no entanto, pode soar como falta de compromisso com resultados e pouca capacidade de organizar ideias, especialmente diante de pessoas mais assertivas;

Belo Horizonte: Calma e desconfiança. São tranquilos e prudentes na hora de fechar um acordo, negociadores de Belo Horizonte também costumam ser bons de barganha. A desconfiança e o silêncio, porém, podem deixar a outra parte insegura, receosa de revelar informações importantes;

Curitiba: Conservadorismo e frieza. Os curitibanos são objectivos e focados no fechamento do negócio. Às vezes assumem uma postura muito formal, o que pode dificultar uma conversa mais aberta. Saiba respeitar o espaço pessoal;

Porto Alegre: Altivez e franqueza. Os gaúchos são objectivos e gostam das coisas ditas de forma directa, sem rodeios ou divagações. O problema é que o orgulho e um certo excesso de auto-estima deixa-os com fama de parciais e pedantes;

São Paulo: Orgulho e ousadia. O negociador paulistano é organizado, objectivo e trabalha por resultados. Pode parecer frio e sistemático. Usar um tom mais conciliador ajuda a diminuir as barreiras e até a acelerar o desfecho do negócio;

Recife: Criatividade e disponibilidade. Os recifenses usam sempre a sua criatividade para encontrar soluções que evitem o confronto directo. São também muito prestativos. É importante, no entanto, ser firme na defesa de suas propostas.

7 Saber acomodar, convidar, entreter, ofertar e ser convidado

Dão muito valor à oferta de brindes da empresa, charutos, etc., e agradecem sempre ao cliente no dia seguinte pelo apoio na reunião, dando parabéns pela condução da mesma; se as conversações forem longas, podem surgir convites para pausas ou almoços de negócios. Podem surgir também jantares que se revelam encontros mais sociais (a conta é paga por quem dirige o convite). No caso de convites para casas particulares, nunca esquecer de acompanhar sempre o anfitrião e, no dia seguinte, enviar uma nota de agradecimento com algumas flores.

8 - Importância das medidas de segurança pessoal

Devido à elevada criminalidade, nomeadamente Rio de Janeiro e São Paulo, é importante evitar de circular desprotegido nas grandes metrópoles, para isso, procurar utilizar táxis ou viaturas de aluguer; evitar expor aparelhos electrónicos (telemóvel, computador portátil, máquina fotográfica); não utilizar jóias muito evidentes e nunca contar dinheiro em público; evitar de transportar muito dinheiro e procurar andar sempre acompanhado; no caso de confronto, nunca oferecer resistência.

9 Aspectos protocolares de conclusão de um processo de negociação

Os gerentes seniores são aqueles que tomam as decisões finais, mas nunca durante as reuniões; os acordos firmam-se com um aperto de mão e, posteriormente, redigem-se os documentos finais para confirmação dos mesmos; nunca se deve demonstrar pressa para terminar uma reunião (eles podem achar que está desconfortável e ansioso para virar costas).

Bibliografia:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Religi%C3%B5es_no_Brasil

http://www.viajarpara.com/quais-os-cuidados-a-ter-ao-viajar-para-sao-paulo/

http://www.feriasnobrasil.net/viajar-para-o-brasil-violencia-no-pais/

Setembro de 2010

Elsa Cruz