Você está na página 1de 6

1- INTRODUÇÃO

O Programa Nacional de Promoção do Empresariado Jovem


(PNPEAJ) é um programa que pretende transformar o Jovem
Moçambicano num factor dinamizador do desenvolvimento agrario
nacional.

O PNPEAJ será implementado pela Humanidade (uma organização juvenil


moçambicana) e tera como actores chaves/executores os Jovens (urbanos e
rurais) cujas idades variam dos 15 aos 35 anos
A transformação do Jovem num factor dinamizador consitirá em
:Formação, treinamento, producao, integracao dos jovens nas Unidades de
Produção (UP’s) e acompanhamento

1.1- Contextualização
Mais de 80% da população moçambicana vive no meio rural e tem como
sua actividade principal a Agricultura cujos rendimentos são muito baixos,
não excedendo 0.8 ton/ha em média (PAPA,2008 e TIA,2008)
Défice de alimentos: cereais (arroz, trigo); leguminosas (f. Manteiga,
amendoim pequeno); hortícolas (tomate, cebola, batata-reno). A actividade
agrária relegada a população adulta, a caminho da 3ª idade (média de idade
24.2 anos, TIA 2007). O êxodo rural (população Jovem) constitui um
perigo para o desenvolvimento do sector agrário nacional no futuro. Estes
fenómenos conduzem a:
 Redução de forca de trabalho no meio rural Vs. Redução de áreas
de cultivo ;
 Baixos níveis de produção (défice);
 Dependência externa;
 Susceptibilidade a choques externos/instabilidade social/Pressão
para o aumento de salários nominais na cidades
Quadro-1: Nível de uso de tecnologias no processo produtivo
Variável 2006 (%) 2007 (%)

Fertilizantes 4.7 4.1

Pesticidas 5.5 4.2


Estrumes 3.1 4.8
Rega 8.4 13.2
Acesso ao crédito 4.7 2.9

Assim, o PNPEAJ pretende contribuir na resposta ao desafio nacional de


aumento da Producao e Produtividade agrárias através da instalação de
unidades de produção nas zonas com maior potencial agro-ecológico do
Pais e ao longo dos corredores de desenvolvimento. Estas unidades servirão
de verdadeiros centros de formação, treinamento e suas experiências serão
replicadas em outros pontos do Pais.

1.2- OBJECTIVOS
 Geral:
 Contribuir no aumento da produção e produtividade agraria
nacional através da criação de Unidades de Produção lideradas
pela OJM
 Específicos
 Instalar unidades de produção equipadas com tecnologias
modernas e apropriadas;
 Mobilizar e seleccionar Jovens nos locais de implementação do
Programa;
 Formar, Treinar e integrar os Jovens nas unidades de produção;
 Monitoria e avaliação
1.3- VISÃO E MISSÃO
 Visão
Fazer do jovem um factor dinamizados do desenvolvimento agrário
nacional
 Missão
Formar e capacitar os jovens como futuros empreendedores no ramo
agrário

2- ETAPAS DO PROGRAMA
O Programa terá 4 etapas:
1ª- Elaboração do Programa;
2ª - Mobilização de Recursos;
3ª- Implementação do programa:
a. Implantação das 1ªs 2 Unidades de Producao em 2
distritos da Província de Maputo (1º e 2º anos);
b. Expansão das Unidades de Produção para mais 8
distritos, 5 na zona centro e 3 na zona norte do Pais (3º -
5º ano);
4ª- Monitoria e avaliação do programa.

3- CONCEITO DA UNIDADE DE PRODUCAO


Duas dimensoes:
Espacial: Aglomeração de terras cultivadas de maneiras destintas,
exploradas através de recursos humanos e materiais distintos;

Factor humano: espaço de exercício profissional, exercido pelo


responsável/responsáveis pela unidade, com sua família/empregados.
4- COMPOSIÇÃO DUMA UNIDADE DE PRODUÇÃO
 Área: 100 ha (5 ha para treinamento);
 Um tractor;
 Kit de Rega (motobomba, tubagem e acessórios);
 Currais (bovinos, suínos e caprinos) e Capoeiras (galinhas landim);
 Armazém, escritório e sala de aulas;
 10 Jovens e cerca de 20 Sazonais.

5- CUSTOS DE INSTALACAO DA UNIDADE DE PRODUCAO


Quadro-2: Custos de instalação duma UP
Designação Valor (MT) Valor (Dólar)

Equipamento complementar 64.680,00 2.310,00

Maquinaria e implementos 3.899.294,56 139.260,52


Equipamento de rega 840.000,00 30.000,00

Operações de campo 7.609.150,00 253.638,33


Total 12.756.265,50 425.208,85

5.1- DURACAO E CUSTOS DO PROGRAMA


O Programa Nacional de Promoção do Empresariado Agrário Jovem terá a
duração de 5 anos e será implementado e duas fases destintas:
 Fase 1: Vai de 2012 a 2013;
 Fase 2: Vai de 2013 a 2015.
O custo total do Programa esta orçado em 127.562.655,00 Mt (USD
4.252.088,40 ). A fase 1, que inicia no 2º Trimestre de 2012 e contempla a
instalação de 2 Unidades de Produção na Província de Maputo esta orçada
em 25.512.530,00 MT (USD 850.417,70).
6- PRESSUPOSTOS
 Estabelecimento de um Gabinete Central de Coordenação do
Programa Nacional
 Aquisição da terra
 Parcerias técnicas
 Mobilização de jovens a nível distrital
 Aquisição de equipamento e insumos de produção
 Disponibilidade de Recursos Financeiros

7- ESTRATÉGIAS DE IMPLEMENTAÇÃO
 Mobilizacao, selecção e treinamento de jovens para constituicao das
UPs nos Distritos;
 Estabelecimento de parcerias para angariação de recursos (Fundo
Nacional Investigação);
 Estabelecimento de parcerias para o acompanhamento técnico das
unidades de produção (Faculdades, IIAM, MINAG-SDAE’s,
autoridades comunitarias);
 Coordenação com as estruturas locais no acesso/aquisição da terra
(Governos Distritais. Já ha garantia em alguns distritos).

8- RESULTADOS ESPERADOS
 Na fase 1 espera-se:
 Consolidação da estratégia de implementação do programa;
 Produção de materiais apropriados de treinamento;
 Consolidação do modelo de gestão das unidades de produção;
 Formados pelo menos 20 agricultores jovens;
 Instaladas 2 UP’s altamente produtivas e empregues cerca de 40
jovens sazonais por unidade e por Distrito;
 No final de 5 anos:
 Instaladas 10 unidades Produção, 2 na região Sul, 5 no Centro e 3
no norte do País;
 Cerca de 1000 ha em cultivo intensivo (media anual de
produção/UP: 3.600 ton.) ;
 Aumento da produção e produtividade agrária nas zonas de
implantação
 Ampliação da oferta de produtos agropecuários básicos (redução
do défice) nos distritos beneficiários;
 Formados Cerca de 200 Agricultores Jovens

Quadro-3: Rendimento esperado por hectare


Cultura Área (ha) Rend/ha Custos de Valor da Margem
(ton) produção Produção bruta(Mts)
(Mts/ha) (Mts)
Tomate 100 20 76.091,00 300.000,00 223.909,00

Cebola 100 20 67.158,16 300.000,00 232.841,84

Repolho 100 15 51.439,50 180.000,00 128.560,50

Batata reno 100 35 132.234,00 420.000,00 287.766,00