Você está na página 1de 23

Programa Mínimo de Educação Visual e Plástica

I Ciclo do Ensino Secundário Geral

7ª, 8ª e 9ª Classes

Uso Exclusivo, Período Pós o Estado de Emergência- Covid-19


Ano – 2020
Programas de Educação Visual e Plástica | 7ª, 8ª e 9ª Classes

Ficha Técnica
Título
Programa Mínimo de Educação Visual e Plástica da 7.ª, 8ª e 9ª classe | I Ciclo do Ensino Secundário Geral

Autor
INIDE / MED

Adaptaçãp
Augusto João Ferreira
Amândio Gomes

Coordenação Geral
Manuel Afonso
Diasala Jacinto André
João Adão Manuel

Coordenação Técnica
Simão Agostinho

Coordenação do I ciclo
Rita Francisco Manuel Neto

Editora

Pré-impressão, Impressão e Acabamento

Ano / Edição 1 / Tiragem


2020
Programas de Educação Visual e Plástica | 7ª, 8ª e 9ª Classes
Programas de Educação Visual e Plástica | 7ª, 8ª e 9ª Classes

APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA

A realidade mundial actual, informada pela pandemia do Coronavírus também conhecida por COVID-19, surgida em
Dezembro de 2019 em Wuhan - China, e cujos primeiros registos de infecções, em Angola, ocorreram em Março de corrente
ano, impõe a tomada de medidas excepcionais em defesa do bem vida.
Com efeito, o país observou desde 26 de Março o Estado de Emergência decretado por Sua Excelência Presidente da
República, inicialmente por um período de 15 dias e já prorrogado pela segunda vez consecutiva. Através do Decreto
Presidencial n.º 142/20, o País observa desde o dia 26 de Maio a situação de Calamidade Pública, Decretado por igual
período de tempo. Antes disso, a 19 de Março, através do Decreto Executivo n.º 1/20, foi orientada a suspensão de todas as
actividades lectivas a partir do dia 24 do mesmo mês. Perante este quadro, o Ministério da Educação, no âmbito das suas
atribuições estatutárias consubstanciadas na gestão da política educativa do Estado, procede a criação de um conjunto de
condições didáctico-pedagógicas ajustadas ao período pós-Estado de Emergência, para a salvaguarda do processo de
ensino-aprendizagem do ano lectivo 2020 e, deste modo, minimizar as adversidades decorrentes do período em causa.
Em decorrência, e através do Instituto Nacional de Investigação e Desenvolvimento da Educação (INIDE), foram concebidos
os Programas Mínimos das disciplinas curriculares, cuja prioridade recaiu aos conteúdos fundamentais que concorrem para
o alcance do perfil de saída dos alunos na disciplina, classe e ciclo de ensino e formação. Por isso, sublinha-se que os
Programas Mínimos não devem ser considerados novos, mas, sim, como uma reestruturação dos vigentes para atender a
realidade imposta pela COVID-19, sem prejuízo as metas curriculares que objectivam o perfil de saída, mesmo com a
implementação do Calendário Escolar Revisto para o ano de 2020.
Nesse sentido, a elaboração dos programas mínimos considerou as sete (7) semanas lectivas desde o início das aulas
realizadas entre 5 de Fevereiro e 20 Março Julga-se que, as aulas ministradas antes da interrupção, sejam suficientes para
serem objectos de actividades avaliativas dos alunos.
Programas de Educação Visual e Plástica | 7ª, 8ª e 9ª Classes

Por isso, o leccionamento dos conteúdos mínimos programáticos concebidos para as actividades lectivas é obrigatório, pois
objectivam o cumprimento das metas que concorrem para o desenvolvimento do perfil de saída dos alunos na disciplina,
classe e ciclo de ensino e formação.

Estratégias de Gestão Metodológicas dos Programas Mínimos

Para a implementação exitosa do presente Programa Mínimo, é importante que o professor observe sempre as tarefas da
preparação metodológica: a) A caracterização geral da unidade temática (Importância do tema, conhecimento antecedente do
tema, conhecimentos, habilidades, atitudes, valores e ética que se desenvolvem no tema, total de horas/aulas do tema e
actividades experimentais/práticas; b) A dosificação ou tratamento metodológico do tema; c) Operacionalização dos
objectivos das aulas; d) Planos de aulas; e) Interactividadesintelectuais, físicas, sociais, verbais, sensoriais e afectivas
(Afonso & Agostinho, 2019, p. 40); f) Organização do espaço na aula e g) A avaliação ao serviço das aprendizagens.

Tendo em conta o tempo limitado para a realização das actividades lectivas, ao longo do processo de ensino-aprendizagem o
professor deve procurar utilizar as estratégias que considera mais adequadas para a promoção e desenvolvimento das
competências essenciais de cada disciplina, independentemente da sua especificidade
Neste processo, sugere-se a aplicação de metodologias participativas para a aprendizagem significativa, mediante a
preparação de aulas com actividades teórico-práticas e práticas. Para a rentabilização do tempo necessário, os
temas do programa não devem ser abordados somente em sala de aulas, na relação professor-aluno. Diante disso, o
professor deverá igualmente recorrer ao trabalho independente ou individual (tarefa de casa) para o tratamento dos
conteúdos que não requeiram inevitavelmente a relação entre professor – aluno.
Todavia é necessário que o professor veja os conteúdos que podem ser geridos pelos alunos com ajuda de um
Programas de Educação Visual e Plástica | 7ª, 8ª e 9ª Classes

adulto. Porém, para a sistematização das aprendizagens o professor deverá necessariamente acompanhar o
processo de trabalho independente mediante orientação de exercícios de aplicação a serem corrigidos em
momentos oportunos. Isto faz com que o aluno seja o protagonista no processo de ensino-aprendizagem.
As estratégias devem ser diversificadas e criativas de forma a facilitar o alcance dos objectivos, sempre respeitando a sua
relação com as competências essenciais.

Elencamos, de seguida, algumas sugestões de natureza metodológica, quer para a gestão de actividades de Ensino e de
Aprendizagem, quer para a avaliação da relação entre o ensino e a aprendizagem bem como de cada um desses elementos
estruturantes da educação escolar tratando-se de actividades como a Exposição de situações-problema, Diálogo; Trabalhos
individuais; Trabalhos em grupo; Chuva de ideias; Fichas de Actividades/Trabalho; Utilização de meios audiovisuais e
tecnologias da informação e comunicação; Interpretação e análise de textos; Elaboração de cartaz ou painel, Jornal de
parede, Mural, Banda desenhada, Puzzles, Árvore genealógica; Debate; Simulação de Tribunal; Jogos didácticos; Resolução
de Problemas diversos; Elaboração e execução de Entrevista e Inquéritos; Trabalhos escritos; Leitura e interpretação de
mapas; Elaboração de textos; Dramatização; Jogral; Elaboração de Fotomontagem; Canções - elaboração e execução;
Resolução Sopa de Letras, Palavras Cruzadas, Acróstico, Banco de Palavras.

Essas actividades, entretanto, consideram-se igualmente como actividades de ensino, aprendizagem, e de avaliação.
Contudo, ao longo das aulas, o professor, na gestão dessa pluralidade de actividades deverá ter em conta os três níveis de
aprendizagem, isto é, (a) Nível reprodutivo, (b) Nível aplicativo do conhecimento às situações de natureza científica e (c)
Nível aplicativo do conhecimento às situações de natureza social, cujo registo dos resultados de avaliação por aluno é
obrigatório.
Programas de Educação Visual e Plástica | 7ª, 8ª e 9ª Classes

Programa de Educação Visual e Plástica


Programas de Educação Visual e Plástica | 7ª, 8ª e 9ª Classes

7ª Classe
Programas de Educação Visual e Plástica | 7ª, 8ª e 9ª Classes

Plano Temático

Horas Lectivas
Tema Trimestre Horas Lectivas Total
1 Composição no desenho 4

2 Composição na pintura II 4 8

3 Construções geométricas III 26 26


Programas de Educação Visual e Plástica | 7ª, 8ª e 9ª Classes

TEMA 1

Composição no Desenho (4 aulas)


Objectivos Gerais:
 Conhecer os elementos da composição no desenho;
 Compreender os elementos da composição no desenho;
 Aplicar os elementos de composição no desenho;
 Sintetizar os elementos de composição no desenho.

Objectivos Específicos Subtemas Conteúdos


› Reconhecer os elementos de composição no 1.2. Os elementos de › Enquadramento do desenho dentro
desenho. composição no desenho da folha (superfície).
› Desenho de objectos usuais.

› Definir o conceito de organização do 1.3. A organização do › Desenho de um conjunto de


espaço. espaço elementos.
› Definir o conceito de selecção das formas 1.4. Selecção das formas no › Agrupamento de elementos num
(figuras abstractas e realistas). desenho espaço limitado.

› Coleccionar os diversos tipos de formas. 1.5. Tipos de organização de › Projecto (desenho) de


espaço no desenho embelezamento do espaço escolar.
Programas de Educação Visual e Plástica | 7ª, 8ª e 9ª Classes

TEMA 2

A composição na Pintura (4 aulas)

Objectivos Gerais:

 Conhecer os elementos da composição na pintura;


 Compreender os elementos da composição na pintura;
 Aplicar os elementos de composição na pintura;
 Sintetizar os elementos de composição na pintura.

Objectivos Específicos Subtemas Conteúdos


› Definir o conceito de composição na 2.1. A composição na pintura › Definição da pintura artística.
pintura. › Materiais e tipos de pintura.
› Teoria e prática das cores.
› Formas de representação na pintura.

› Representar os elementos de composição na 2.2. Os elementos de composição na › Tipos de materiais e as suas utilizações.
pintura. pintura
› Argumentar sobre a organização do espaço 2.3. A organização do espaço › Criação de uma composição com elementos
pictórico. pictórico figurativos ou abstractos.
› Interpretar os princípios de organização de 2.4. A interpretação dos princípios de › Realização e análise dos trabalhos (individual
espaço. organização do espaço ou em grupo).
Programas de Educação Visual e Plástica | 7ª, 8ª e 9ª Classes

TEMA 3

Construções Geométricas (26 aulas)


Objectivos Gerais:

 Conhecer as figuras geométricas;


 Compreender a construção de figuras bi e tridimensionais;
 Aplicar as figuras bi e tridimensionais na prática diária.

Objectivos Específicos Subtemas Conteúdos


› Reconhecer os traçados. 3.1. Traçados › Traçados nas artes visuais e plásticas.
› Traçados geométricos.

› Representar as figuras geométricas 3.2. Construção de figuras › Utilização dos instrumentos para a construção
planas. geométricas planas de figuras geométricas.
› Construir circunferências e polígonos 3.3. Circunferências e polígonos › Divisão da circunferência
circunscritos. circunscritos › Construção de polígonos regulares.

› Reestruturar os polígonos regulares. 3.4. Construção de polígonos › Construção de polígonos regulares


regulares estrelados estrelados.

› Experimentar a construção dos sólidos. 3.5. Os sólidos › Conhecimento do mundo tridimensional.


› Construção de sólidos.
› Composição com sólidos.
Programas de Educação Visual e Plástica | 7ª, 8ª e 9ª Classes

Programa de Educação
Visual e Plástica 8ª Classe
Programas de Educação Visual e Plástica | 7ª, 8ª e 9ª Classes

Plano Temático

Cargas Lectivas
Tema Trimestre Horas Lectivas Total
1 Traçado de tangente de circunferências e espiral
INICIAL 4 8
2 Traçado de concordância 4

3 As leis de organização plástica FINAL


26 26

TEMA 1

Traçado de Tangente de Circunferências e Espiral (4 aulas)

Objectivos Gerais:
 Conhecer os traçados de tangente a duas circunferências iguais;
 Compreender os traçados de tangente a duas circunferências iguais;
 Aplicar os traçados de tangente a duas circunferências iguais;
 Sintetizar os traçados de tangentes a duas circunferências iguais.
Programas de Educação Visual e Plástica | 7ª, 8ª e 9ª Classes

Objectivos Específicos Subtemas Conteúdos


› Reconhecer os elementos que fazem parte do 1.2. Traçado de tangente interior › Teoria para os procedimentos de traçado de
traçado da tangente. comum a duas circunferências tangentes de duas circunferências iguais.
· Traçado de tangente exterior comum › Traçado de tangente exterior comum a duas
a duas circunferências circunferências.
· Traçado de circunferência de tangente › Traçado de circunferência de tangentes a
a outras outras.

› Demonstrar os elementos de construção do 1.3. Traçados de circunferências › Exercícios de traçados de tangentes de duas
traçado da tangente. tangentes a outras duas circunferências iguais.
circunferências
› Ordenar os elementos de construção da 1.4. Traçado de uma circunferência › As diversas formas de construção de tangente
tangente. tangente a duas circunferências de circunferências iguais.
secantes, com um raio

› Classificar os diversos tipos de traçados da 1.5. Traçado de uma circunferências › Exercícios práticos sobre as construções de
tangente. tangente a duas circunferências tangentes de circunferências iguais.
secantes, sendo conhecido um dos Traçado de uma espiral de dois e três centros.
pontos de tangência
· Traçado de uma espiral de dois e
três centros
Programas de Educação Visual e Plástica | 7ª, 8ª e 9ª Classes

TEMA 2

Traçado de Concordância (4 aulas)

Objectivos Gerais:
 Conhecer os elementos de uma concordância;
 Compreender o traçado de uma concordância;
 Aplicar o traçado de uma circunferência;
 Sintetizar o traçado da concordância.

Objectivos Específicos Subtemas Conteúdos


› Definir o conceito de concordância. 2.1. Traçado de duas linhas rectas › Conceito de concordância.
concorrentes › Exercícios práticos sobre o traçado de
· Exercícios práticos sobre o traçado concordância.
de concordância

› Representar os elementos de traçado de 2.2. Concordância de duas rectas › Conceito de linha.


concordância. paralelas › Exercícios práticos sobre os diferentes tipos de
linhas.

› Classificar os diferentes tipos de 2.3. Concordâncias de dois arcos › Traçado de concordância de linhas paralelas.
concordâncias. de circunferência de raio
› Aprofundar o estudo do traçado de 2.4. Concordância interior e exterior › Exercício de aplicação.
concordância.
Programas de Educação Visual e Plástica | 7ª, 8ª e 9ª Classes

TEMA 3

As Leis de Organização Plástica (26 aulas)

Objectivos Gerais:

 Conhecer as leis de organização plástica;


 Compreender a essência das leis de organização plastica;
 Aplicar as leis de organização plástica.

Objectivos Específicos Subtemas Conteúdos


› Reconhecer as leis de organização 3.1. Introdução às leis de › Conceito de leis de organização plástica.
plástica. organização plástica

› Definir o conceito de design. 3.2. Conceito de design › Conceito de design.


· Diferentes tipos de design › Diferentes tipos de design.

› Ilustrar os elementos do design. 3.3. Procedimento sobre o › Exercícios práticos.


Design
› Comparar os elementos do design. 3.4. Exercício prático › Exercício prático sobre o design.
Programas de Educação Visual e Plástica | 7ª, 8ª e 9ª Classes

Programa de Educação Visual e Plástica


9ª Classe
Programas de Educação Visual e Plástica | 7ª, 8ª e 9ª Classes

Objectivos Gerais da Educação Visual e Plástica na 9ª Classe

 Aplicar os conhecimentos adquiridos nas classes anteriores;


 Conhecer os diferentes elementos que concorrem no traçado geométrico;
 Compreender a importância dos fenómenos que ocorrem no universo das expressões visual e plásticas;
 Aplicar as normas correctas na comunicação visual;
 Analisar os elementos que influem na efectividade da comunicação;
 Conhecer as outras formas de expressão plástica.

Plano Temático

Cargas Lectivas
Tema Trimestre Horas Lectivas Total
1 Processo de design 4

2 A mensagem na comunicação visual INICIAL 4 8

3 Projectos utilitários nas artes plásticas FINAL 26 26


Programas de Educação Visual e Plástica | 7ª, 8ª e 9ª Classes

TEMA 1

Processo de Design
Objectivos Gerais:
 Conhecer o processo para a resolução de problemas;
 Compreender a importância do processo para a resolução de problemas do quotidiano;
 Aplicar as diferentes fases do processo de design;
 Avaliar o resultado final do processo de design.

Objectivos Específicos Subtemas Conteúdos


› Reconhecer os diferentes princípios de 1.2. Diferentes principios de › Simplicidade.
design. Design › Continuidade.
› Cerramento.
› Tensão.
› Contacto.
Programas de Educação Visual e Plástica | 7ª, 8ª e 9ª Classes

TEMA 2

A mensagem na Comunicação Visual

Objectivos Gerais:
 Conhecer de forma teórica o que aluno já maneja;
 Compreender de forma teórica o que o aluno já maneja;
 Conhecer as diferências fundamentais na concepção de uma messagem em obras bi e/ou tridimensionais.

Objectivos Específicos Subtemas Conteúdos


› Reconhecer os componentes da teoria da 2.1. Formas de comunicação › Oral, visual, gestual.
comunicação e os seus elementos de influência. 2.1.1. Componentes da teoria da › Emissor, receptor, mensagem, codificação,
comunicação descodificação, canal, retroalimentação e ruído.
› Intensidade, cores, contraste, novidade,
2.1.2. Elementos que influem na surpresa, redundância, contexto em si,
efectividade da comunicação experiência do sujeito, motivação, convicções,
preconceitos, persuasão, sugestão.

› Fundamentar as artes plásticas como meio de 2.2. As artes plásticas como meios de › Percepção do espaço
comunicação. comunicação › Elementos da linguagem visual e plástica.
› Análise conceitual e plástica de uma obra plástica.
Programas de Educação Visual e Plástica | 7ª, 8ª e 9ª Classes

TEMA 3

Projectos Utilitários nas Artes Plásticas

Objectivos Gerais:
› Conhecer as diversas expressões plásticas;
› Compreender a maneira de vincular e integrar a obra de arte no meio.

Objectivos Específicos Subtemas Conteúdos


› Conhecer as outras formas de expressões 3.1. Outras formas de expressões › Outras formas e técnicas de representações:
plásticas. plásticas fotografia, gravura, cerâmica, escultura, cestaria,
macramé.
› Obras monumentais.
Programas de Educação Visual e Plástica | 7ª, 8ª e 9ª Classes

Bibliografia
 COLL, C. et al. (1997). O construtivismo na sala de aula. 2. ed. São Paulo: Ática.
 INFORSATO, e. C.; ROBSON, A. S. (2011). A preparação das aulas. In: Universidade Estadual Paulista. Prograd.
Caderno de Formação: formação de professores didática geral. São Paulo: Cultura Acadêmica.
 LIBÂNEO, J. C. (1990). Didática. São Paulo: Cortez.
 LIBÂNEO, J. C. (1994). Didática.. 6. Reimpr. São Paulo: Cortez.
 LIBÂNEO, J. C. (2014). A didática e a aprendizagem do pensar e do aprender: a teoria histórico-cultural da atividade e
a contribuição de Vasily Davídov. In: Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro.
 LUCKESI, C. C. (2002). Avaliação da aprendizagem escolar. São Paulo: Cortez.
 YAKOLIEV, N. (2007). Metodologia e técnica de la classe. Primera reimpresión de la 3ª Ed. Ciudad de la Habana:
Editorial Pueblo y Educación.
 SILVA, J. F. da; HOFFMANN, J.; ESTEBAN., M. T. (2003). Práticas avaliativas e aprendizagens significativas: em diferentes
áreas do currículo. Porto Alegre: Mediação.
 VASCONCELLOS, C. dos S. (1995). Planejamento: plano de ensino-aprendizagem e projecto educativo – elementos
metodológicos para elaboração e realização. São Paulo: Libertad, (Cadernos Pedagógicos do Libertad; v. 1).

Você também pode gostar