Você está na página 1de 7

LISTA 2 – DINÂMICA

Organizado por: Rafael Pinheiro

1) A figura representa dois blocos, A e B, de massas respectivamente iguais a 6,0 kg e 10 kg,


apoiados num plano horizontal sem atrito e ligados por um fio ideal. No bloco B foi aplicada uma
força horizontal F de intensidade F = 32 N. Determine o módulo da tração no fio.

a) 10 N
b) 12 N
c) 14 N
d) 16 n
e) 18 N

2) Um elevador tem uma balança no seu assoalho. Uma pessoa de massa m = 70 kg está sobre
a balança conforme a figura. Adote g = 10 m/s2.

Julgue os itens a seguir:

I. Se o elevador subir acelerado com aceleração constante de 2 m/s2, a leitura da balança será
840 N.
II. Se o elevador descer com velocidade constante, a balança indicará 700 N.
III. Se o elevador descer retardado com aceleração constante de 2 m/s2, a leitura da balança será
840 N.
IV. Rompendo-se o cabo do elevador e ele caindo com aceleração igual à da gravidade, a balança
indicará zero.
V. Se o elevador descer acelerado com aceleração constante de 2 m/s2, a leitura da balança será
560 N.
São corretos:

a) apenas I, II e III
b) apenas I, II e IV
c) apenas I, III e IV
d) apenas I, II, IV e V
e) I, II, III, IV e V
3) No arranjo esquematizado na figura abaixo, o corpo de massa m 1 é ligado por um fio
inextensível a uma bandeja, passando por uma polia. Sobre a bandeja há um corpo de massa
m2.

O gráfico v × t se refere ao corpo de massa m1.

Despreze as forças de atrito e as massas da bandeja, fio e polia. Considere m1 = 1,0 kg, g = 10,0
m/s2 e determine a massa de m2, em kg.

a)

b)

c)

d)

e)

4) A figura a mostra um bloco C de massa m = 8,0 kg em equilíbrio, preso a um sistema de três


fios ideais (f1, f2 e f3). Supondo g = 10 m/s2, calcule as intensidades das trações nos três fios.
5) Um bloco está pendurado por três fios ideais, como ilustra a figura. Calcule a massa do bloco,
sabendo que g = 10 m/s2 e que a tração no fio AC vale 200 N.

6) No sistema esquematizado os fios e as polias são ideais e a superfície S é perfeitamente lisa.


Sabe-se que g = 10 m/s2 e que as massas dos blocos A, B e C são, respectivamente, 40 kg, 45 kg
e 50 kg.

Supondo que o sistema esteja em equilíbrio, determine a intensidade da força exercida pela
superfície S sobre o bloco B;
a) 50 N
b) 100 N
c) 150 N
d) 200 N
e) 250 N

7) O sistema esquematizado na figura a é abandonado em repouso. A polia e o fio são ideais e


não há atrito. As massas dos blocos A e B são, respectivamente, mA = 12 kg e mB = 8,0 kg.

Sendo g = 10 m/s2 e sen θ = 0,25, o módulo da aceleração de cada bloco e o módulo da tração
no fio são, respectivamente

a) 1,25 m/s² e 30 N
b) 1,25 m/s² e 60 N
c) 2,50 m/s² e 30 N
d) 2,50 m/s² e 60 N
e) 3,00 m/s² e 90 N
8) Um bloco de massa m = 10 kg é lançado com velocidade inicial v0 = 32 m/s sobre uma
superfície inclinada S, como mostra a figura, sendo μ = 0,25 o coeficiente de atrito entre o bloco
e a superfície. Devido ao atrito, durante a subida o bloco vai diminuindo sua velocidade até parar
e, em seguida, desce, voltando ao ponto de partida.

A distância percorrida durante a subida é


a) 16 m
b) 32 m
c) 48 m
d) 64 m
e) 70 m

9) Uma partícula de massa m é abandonada com velocidade inicial nula, no ponto A de um plano
inclinado, como mostra a figura. A aceleração da gravidade tem módulo g e o coeficiente de
atrito dinâmico entre o bloco e o plano inclinado é μ. Suponhamos que, apesar do atrito, o
bloco deslize para baixo.

Determine o intervalo de tempo decorrido no percurso AB, em que B é o ponto no qual o bloco
atinge o solo.
a) =

b) =
.

c) =

d) =
.

e) =
.
10) O sistema esquematizado na figura está inicialmente em repouso. O fio e a polia são ideais,
g = 10 m/s², a massa de A é 4,0 kg e a de B é 16 kg. Existe atrito entre A e B e entre B e a superfície
de apoio, sendo o coeficiente de atrito dinâmico igual a 0,20 em ambos os casos. A partir de
determinado instante, aplica-se ao bloco B uma força horizontal F, como mostra a figura.

O módulo de F para que os blocos se movam com velocidade constante é

a) 28 N
b) 56 N
c) 84 N
d) 112 N
e) 140 N

11) Uma bola de ferro de massa m = 0,5 kg, presa a um fio inextensível de comprimento igual a
1,5 m, descreve uma circunferência vertical de raio igual ao comprimento do fio. Quando passa
pelo ponto inferior, sua velocidade é 3 m/s. Determine a intensidade da tração do fio nesse
ponto (use g = 10 m/s²).

a) 3 N
b) 5 N
c) 8 N
d) 10 N
e) 12 N

12) Um corpo descreve um movimento, num plano vertical, no interior de uma superfície
esférica de raio igual a 2,5 m. Adote g = 10 m/s2. Determine a mínima velocidade que o corpo
deve ter para não perder contato com a superfície esférica.

a) 18 km/h
b) 36 km/h
c) 54 km/h
d) 72 km/h
e) 90 km/h
13) Considere um cilindro vertical de raio R = 4 m girando em torno de seu eixo. Uma pessoa no
seu interior está encostada na parede interna. O coeficiente de atrito entre sua roupa e a parede
do cilindro é 0,5. O cilindro começa a girar com velocidade angular h. Quando essa velocidade
atinge determinado valor, o piso horizontal do cilindro é retirado e a pessoa não escorrega
verticalmente. Esse aparelho existe em parques de diversões e é conhecido por rotor. Adote g =
10 m/s2. Determine o menor valor da velocidade angular , em rad/s, para ocorrer o fenômeno
descrito.

a) √2
b) √3
c) √5
d) √7
e) 2√2

14) Uma massa m está presa a um fio inextensível, de peso desprezível, e gira num plano
horizontal constituindo um pêndulo cônico. Se o comprimento do fio é L = 2 m e o ângulo que o
fio forma com a vertical é = 60°. Determine a velocidade angular de rotação da massa m.
Adote g =10 m/s2.

Sem 60° =
cos 60° = 0,5

a) √3 b) √5 b c) √7 b d) √10 b e) √13
1. b 2. e 3. c 4. T1 = 80N 5. 6. c 7. d 8. d 9. d
T2 = 60 N 60kg
T3 = 100 N
10. b 11. c 12. a 31. c 14. d

Você também pode gostar