Você está na página 1de 38

APOSTILA DE HANDEBOL

Educação física
Professora: Simone Moraes/ Elidimar Costa

Parauapebas
2020
INTRODUÇÃO
O handebol é uma modalidade esportiva empolgante e apaixonante, que faz parte do
conteúdo da Educação Física na escola. Ele é considerado o segundo esporte mais
praticado dentro do ambiente escolar, perdendo em popularidade apenas para o futebol.
Ele desperta valores que ajudam no desenvolvimento das capacidades físicas,
coordenativas, afetivas e emocionais, assim ajudando no desenvolvimento das crianças
e contribuindo para a formação de bons cidadãos. Porém, existem poucos profissionais
capacitados para conduzir essa vivência esportiva, essa falta ocorre, principalmente,
devido a pouca oferta de material didático que auxilie o professor.
Esta apostila tem por finalidade ajudar os professores de educação física em suas aulas
na escola, nos clubes ou em outros ambientes onde o fenômeno esportivo esteja
inserido. O professor poderá encontrar desde um breve histórico do handebol, passando
pelos fundamentos, até chegar aos sistemas de ataque e defesa mais utilizados.
Espero que este material possa ser de grande ajuda em suas vidas profissionais, mas
que não limite a curiosidade em pesquisar outras fontes de conhecimento. Um forte
abraço! E muita força na jornada do mundo da educação física e dos esportes

Educação física 3° bimestre


Aula 01
HISTÓRIA E EVOLUÇÃO DO HANDEBOL
Todo esporte tem uma história, fundamentos e regras que regem o
desenvolvimento do jogo. Eles serão discutidos de forma separada para que
possam ser mais bem debatidos. Para Santos (1997, p. 04) o handebol é
definido como:
Um desporto para quadras, (salão), jogado com até 12 (doze) atletas em cada
equipe, sendo que só 07 (sete) em quadra; é um jogo com perfeita interação
formativa educacional e esportiva, podendo ser jogado por ambos os sexos sem
nenhuma restrição, desenvolvendo simultaneamente, coordenação motriz
apurada, força, resistência, velocidade, tirocínio e coragem; e ainda utiliza em
seu desenvolvimento as três fases atléticas naturais: correr, saltar e arremessar.

Sem dúvidas os elementos que compõem o jogo de handebol são tão


antigos quanto à própria humanidade, pois o correr, o arremessar e o saltar
fazem parte das conquistas motoras do ser humano. Porém, reunir essas
ações motoras com uma bola não é um trabalho tão antigo assim.

Existem muitas teorias sobre o surgimento do handebol. Na Dinamarca,


em 1848, o professor Holger Nilsen criou, no instituto Ortrup, um jogo
denominado Haandbold, com suas próprias regras. Os thecos tinham um jogo
parecido chamado Azena. Por fim, o uruguaio Gualberto Valetta inventou o El
Balon, também tido como um dos precursores do handebol. (CBHb, 2007)

Mas foi na Alemanha que o professor Max Heiser criou um jogo


denominado Torball para os operários da fábrica Siemens, utilizando o campo
de futebol. No entanto, foi com Karl Shelenz (1919), um professor alemão
considerado o pai do handebol, que as regras do Torball foram modificadas e o
nome desse esporte chamou-se de Handball, com regras publicadas na
Federação Alemã de Ginástica para o jogo com 11 jogadores. (SANTOS, 1997,
p. 08)

Devido a invernos rigorosos o handebol de campo (11 jogadores) foi


deixando de ser praticado e, principalmente, por seu concorrente ser mais
veloz e atrativo, o handebol de salão (7 jogadores) ser praticado em quadra
fechada e ao abrigo do frio. (CBHb,2007).

1.1 O HANDEBOL NO BRASIL

As grandes guerras mundiais fizeram com que uma quantidade


considerável de imigrantes fugisse da miséria e da barbárie, muitos deles
escolheram o Brasil como novo lar. Esses imigrantes traziam consigo sua
cultura e seus costumes, dentre eles os jogos esportivos.

São Paulo foi à região onde se teve o maior desenvolvimento do então


handebol de campo por volta de 1940. Já o handebol de salão foi oficializado
no Brasil com a realização do I Torneio Aberto de Handebol. (CBHb. 2007)

Um grande salto para a difusão da modalidade foi a criação da


Confederação Brasileira de Handebol em 1979 (CBHb, 2007), primeiro com
sede em São Paulo e depois com sede em Aracaju Sergipe. (CBHb, 2007)
De acordo com Caldas (2003, p.188), o handebol chegou a Pernambuco
por volta de 1970, trazido pelo professor Nelson Assunção em apresentação
como disciplina na então Escola Superior de Educação Física – FESP. Em
1973 foi fundada a Federação Pernambucana de Handebol.

Segundo a Federação Pernambucana de Handebol (FPH, 2007) foi em


1974 que aconteceu o primeiro campeonato pernambucano de handebol adulto
promovido pela FPH sendo no masculino Campeão Soledade Esporte Clube
dirigido pelo treinador professor Tarcisio Miranda – atletas Vinicius Macieira,
Francisco de Assis, Leandro, Diniz, Titi, Rui Ovídio, Paulão, Pimentel, Gustavo,
Martinho, Rômulo, Genario, Gilliat. Em segundo lugar ficou o clube Circulo
Militar do Recife de Varlindo Carneiro, Luis Maia, Marcos Berenguer, Manoel
Vieira, Herculano, José César (Plic), e outros não lembrados.
Atividade
Aula 01
1 - Leia com atenção:
No conteúdo  HISTÓRIA E EVOLUÇÃO DO HANDEBOL. Qual é  definição de
handebol segundo o autor Santos ?
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
_______________________________________________________
2 - Segundo o texto história e evolução do handebol,  os elementos que compõem o jogo
de handebol são tão antigos quanto à própria humanidade. Marque a alternativa que
representa  esses elementos composto no handebol:
(A) Correr, o arremessar e o saltar
(B) Correr velozmente, pular e arremessar
(C) Gritar, agir e partir para Vitória.

3- Em qual local era praticado o handebol?


(A) Quadra de voleibol.
(B) Quadra de futsal.
(C) Quadra de basquete.
(D) Quadra de futebol.
4- Faça um resumo dos fatos importantes da história do handebol no Brasil:
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
______________________________________________________________
5- De acordo com a história do handebol, identifique a alternativa correta:
(A) O esporte evolui a partir do jogo na quadra de futsal.
(B) O professor de educação física Willian Morgan.
(C) Com regras publicadas na federação alemã de ginástica para o jogo, com 11
jogadores.
(D) Todas as alternativas estão corretas.

Educação física- 3° Bimestre


Aula 02
OS FUNDAMENTOS DO HANDEBOL

O objetivo desse esporte é bem claro, fazer com que a bola entre no gol
adversário o maior número de vezes possíveis e em maior número que a outra
equipe. No entanto, existem fases que são percorridas pelo atleta até a
culminância dessa ação. Segundo Caldas (2003) é necessário para um bom
aprendizado que o professor utilize de uma sequência lógica, ou seja, uma
sequência pedagógica que facilite esse processo.

Os fundamentos facilitam o desenvolvimento do jogo, além disso, trazem


meios apropriados para que o jogo torne-se mais atraente e emocionante.
Segundo Caldas (2003) para a iniciação ao handebol, por volta dos 7 a 8 anos,
é sugerido começar o trabalho pela seguinte sequência: passes, recepções,
dribles, arremessos e fintas, além de elementos que devem estar sempre
presentes nas atividades como as corridas, os deslocamentos, as mudanças
de direção, a adaptação à bola (manejo de bola e empunhadura), todos
envolvidos para a prática de jogos introdutórios ao handebol, que ele chama de
jogos pré-desportivos.

Segundo Käsler (1978, p. 11) “para a prática de um esporte é preciso dispor


de um mínimo de habilidades técnicas inerentes ao jogo”. Porém, não é
interessante, nem sensato lançar esses fundamentos através de uma
aprendizagem monótona de apanhar e jogar a bola, mas sim através do
componente lúdico tão presente nos jogos. “A repetição pura e simples,
realizada de forma mecânica e desatenta, além de ser desagradável, pode
resultar num automatismo estereotipado”. (PARÂMETROS CURRICULARES
NACIONAIS, 1997, p. 35). É importante que o professor faça uma mistura entre
os jogos e os exercícios técnicos, a fim de evitar esse automatismo
estereotipado dos movimentos.
O PASSE

O passe é o fundamento que será primeiro abordado, pois pode ser


considerado o construtor do jogo e o que mais viabiliza a interação coletiva
inerente ao esporte handebol. Para Costa (1980, p. 67) o passe “é um
fundamento de vital importância [...] permite conduzir a bola rapidamente,
através dos companheiros, e preparar o ataque”. Já para Ribeiro (1981, p. 4) é
possível caracterizar uma equipe pela forma como executa os seus passes, pois
“fala-se que pela qualidade dos passes se conhece o nível técnico-tático de
uma equipe”.

Existem muitas formas de passar a bola ao companheiro, a mais comum


é elevar o braço a altura do ombro e efetuar uma rotação interna da articulação
do ombro (passe na altura do ombro), porém existem muitas outras formas de
se passar. A condição do jogo e a criatividade do atleta com a bola é que vão
determinar a forma mais apropriada para que essa ação ocorra. Mas para que
essa criatividade aflore é necessário o emprego das mais variadas formas de
passar.

A configuração do passe na altura do ombro (mais preciso) é a seguinte:

1. Elevação do braço à frente, com a bola; cotovelo elevado acima da linha dos
ombros.

2. Ombro do passe em rotação sentido antero - posterior.

3. O tronco acompanha a movimentação do ombro.

4. O quadril é simultaneamente levado à frente.

5. Perna esquerda entra em ação como perna de apoio (para destros).

6. A bola é levada para trás da cabeça e se sucede um avanço no sentido antero –


posterior passando ao lado da cabeça com aplicação da força do braço.
Ribeiro

Os tipos de passe mais comuns realizados são: passe na altura dos ombros,
passe em suspensão, passe lateral, passe por baixo, passe por trás do corpo,
passe por trás da cabeça, passe com as duas mãos, passe na altura do peito,
entre outros.

A RECEPÇÃO

A recepção é um fundamento que esta intimamente ligada ao passe,


pois só há recepção se alguém efetuou anteriormente um passe. Ela é
efetuada com as duas mãos abertas em direção à bola e sua execução
depende da qualidade do passe e da condição técnica em que se encontra o
receptor nesse instante. Segundo Käsler (1978,
p. 46) “entende-se por receber a bola o ato de apanhar, adestrado para o
aprimoramento”. Ribeiro (1981) o considera como o fundamento inicial da
aprendizagem do handebol, pois o aprendiz necessitará saber segurar e
dominar a bola, venha ela de qualquer direção.

Qualquer atividade onde esteja presente o passe obrigatoriamente, para


que tenha sucesso, deve estar presente à recepção.

As técnicas utilizadas para receber a bola da melhor maneira “consiste


numa disposição para o movimento, a qual possibilita uma adequação à bola
em movimento”. (KÄSLER, 1978)

1 Os braços são estendidos em direção à bola com ligeira flexão no


. cotovelo.
2 Simultaneamente as mãos devem se colocar em forma de concha.
.
3 Polegares e indicadores apontam um para o outro.
.
4 Se a bola estivar abaixo da linha da cintura a posição das mãos muda
.
em 180°, de modo que os dedos apontem para baixo e os dedos
mínimos apontem um para o outro.

5 A força da bola deve ser amortecida e esta trazida para junto do corpo
.
rapidamente.

Adaptado de Ribeiro (1981)

Existem algumas formas de efetuar a recepção da bola elas são: com as


duas mãos, saltando, correndo, por baixo, com uma das mãos, e outras que
surgem de acordo com a situação de jogo.

DRIBLE

O drible é usado para ganhar espaço no terreno de jogo efetuado por um


único atleta. Segundo Santos (1997, p. 87) “o drible, também, e mais conhecido
como quique, é a ação da gravidade incidindo na bola somada a reação que a
mesma sofre ao tocar em uma superfície rígida”. Já para Ribeiro (1981, p. 4) o
drible é a “sincronia de bater a bola contra o solo, estando parado ou em
movimento”. Käsler (1978, p. 32) é mais feliz em sua definição, “usamos o
termo “drible” para designar o movimento sincrônico de “bater” a bola para o
chão (estando-se parado ou em movimento) com uma das mãos, e de correr
sem segurar a bola por um instante”.

A técnica do drible, sugerida por Ribeiro (1981) é a seguinte:

1 O corpo deve estar um pouco curvado para frente, joelhos


.
semiflexionados, (centro de gravidade baixo) cabeça erguida, cotovelos
semiflexionados, mãos descontraídas, dedos separados.

2 Conservar a bola à frente e um pouco ao lado do corpo, empurrando-a (e


.
não batendo) de encontro ao solo, de modo que o movimento seja feito
da cintura para baixo.

3 A bola deve ser empurrada em linha oblíqua para o solo na direção da


.
corrida; a linha será mais oblíqua de acordo com velocidade da corrida, a
fim de que a bola não seja ultrapassada durante a corrida.
ARREMESSO

Outro fundamento de vital importância ao jogo e completamente


indispensável ao objetivo do mesmo, fazer gols, é o arremesso. Há
inúmeras formas de se arremessar, porém elas dependem do nível técnico
do atleta e da condição em que se apresenta a oportunidade de executá-lo
durante a partida. Segundo Ribeiro (1981, p. 6) “o arremesso é a função
principal do jogador de ataque”. Para Costa (1984, p. 102) “tudo o que
fazemos durante o jogo e na preparação do ataque é com o intuito de se
poder executar o arremesso em condições ideais”. Para Nagy- Kunsagi
(1983, p. 149) “o arremesso para o gol deve ser diferente do passe, sendo
ideal usar sempre força máxima e violenta”.

Existem vários tipos de arremessos como: arremesso simples,


arremesso com apoio na linha dos quadris, com apoio por cima da cabeça,
em suspensão, com queda, com rolamento, com efeito, e outros que podem
surgir de acordo com a situação do jogo.

A técnica mais utilizada é o arremesso após uma progressão de três


passos, permitido pelas regras do handebol. O ritmo trifásico de passos
consiste no observado na figura abaixo.
A técnica correta para o arremesso durante o salto é a seguinte:

1 Elevação do braço à frente do corpo, observando que o cotovelo deve


.
elevar- se acima da linha do ombro; flexionamento do cotovelo
levando a bola atrás da cabeça, mão em pronação, inicio das
passadas (pé esquerdo).
2 Movimentos simultâneos: apoio na perna direita (segunda passada
.
ritmo trifásico), lado esquerdo do quadril é levado à frente, ombro do
braço de arremesso é levado para trás, devendo a perna esquerda
entrar em ação procurando o apoio final (terceira passada ritmo
trifásico)
3 A impulsão será feita pela ação total do corpo, iniciada na perna de
.
apoio “ESQUERDA”, transmitida ao quadril, dele para o tronco, do
tronco para o braço, do braço para o antebraço, do antebraço para o
pulso, do pulso para a mão de dedos e em seguida para a bola. A
mão e os dedos é que darão direção e precisão ao arremesso.

Veja a sequencia de desenhos a seguir que demonstra a execução do


arremesso após um ritmo trifásico de passos para um atleta destro.

Ehret (2002)
Imagens das Seleções brasileiras em olimpíadas (fonte
Google, 2012).

FINTA

O ultimo fundamento abordado é a finta. Geralmente é utilizada para


criar uma situação mais favorável a um arremesso. Segundo Ribeiro (1981,
p. 19) finta “é o gesto ou princípio de gesto que realiza um jogador para
enganar o marcador contrário com respeito as suas intenções reais”. Para
Caldas (2003, p. 184) “é o gesto que um jogador realiza para enganar
(desequilibrar) seu adversário, conquistando uma vantagem para realizar
um passe ou um arremesso, [...], ele pode ser executado com ou sem bola”.
Ainda para Ribeiro (1981) esta ação produz o desmarque e proporciona ao
jogador atacante vantagem posicional para uma infiltração, um bloqueio,
maior visão para o passe ou simplesmente para o arremesso ao gol.

Existem várias formas de se fintar um adversário. Elas podem ser


realizadas para qualquer um dos lados, porém devem obedecer as regras
do jogo. As mais comuns são: finta com proteção do corpo ou de cintura
(mais conhecida como finta de corpo), finta falsa ou de braço, finta de giro,
finta de passe, finta de arremesso, finta sem bola e outras.

A técnica correta para executar uma boa finta de cintura ou de corpo é:

1 Ao receber a bola o atleta deve realizar um pequeno salto em frente ao


.
oponente a ser fintado.

2 Ele deve aterrissar a uma distância de, aproximadamente, um metro


.
do oponente (distância de segurança), cair com os dois pés ao
mesmo tempo no chão, ação chamada de “zerar”, porém este já é o
primeiro passo.
3 O atleta deve passar o peso de uma perna para a outra, de
.
preferência da esquerda para a direita, sem retirar os pés do chão
(movimento de enganar o adversário).

4 Após a transferência de peso o atacante deve se deslocar para a


.
direita levando o pé esquerdo para o seu lado direito (segundo
passo).
5 Em seguida ele deve efetuar mais um passo (terceiro passo) e
.
arremessar ou driblar a bola (para que não dê mais de três passos) e
infiltrar-se na defesa para arremessar ao gol.

As imagens a seguir demonstram bem esse movimento.


Atividade
Aula 02

1°) Como se joga o handebol?


_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
2°) Como é conhecido o drible numa partida de handebol?
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

3°) Como e para que o tronco deve ser utilizado no handebol?


_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
4°) Quais são os fundamentos do handebol?
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
5ª) Marque (F) para falso e (V) para verdadeiro:
(   ) O jogador pode dar até quatro passos com a bola na mão.
(   ) Pode arrancar a bola do adversário.
(   ) No handebol deve existir um intervalo de 10 minutos para cada partida.
(   ) As mãos devem permanecer na cabeça durante o tronco.
(   ) O atleta ao cobrar o tiro lateral não deve pisar na linha ao lançar a bola.
(   ) Ao cobrar o tiro lateral, os adversários devem ficar a três metros de distância.
(   ) O time marca ponto quando a bola passar totalmente a linha de gol.
(   ) O jogador pode segurar a bola por mais de três segundos se estiver correndo.
(   ) As faltas podem ser cobradas sem o apito do árbitro.

Educação física- 3° Bimestre


Aula 03

DEFESA

A defesa no handebol tem destaque especial nos treinamentos, pois


uma equipe que apresenta uma forte defesa, tanto na condição individual dos
jogadores quanto no sistema defensivo utilizado, torna-se muito difícil de ser
superada durante as partidas.

Para que uma equipe desempenhe um bom papel na defesa existem


dois fatores que devem ser abordados de maneira exaustiva nos treinamentos.
O primeiro é a técnica defensiva individual, ou seja, são os fundamentos
defensivos desempenhados por cada atleta na defesa. O segundo é o sistema
defesa coletivo, ou seja, é a forma como cada atleta deve se portar dentro de
uma formação defensiva.
Técnica defensiva individual

Cada atleta deve desempenhar da melhor maneira o seu papel na


defesa da equipe. Mas para que isso seja realizado com perfeição é necessário
muito treinamento. Ele deve ser capaz de bloquear arremessos, interceptar
passes, bloquear o oponente, atrapalhar o adversário, porém sem ser violento
com o adversário.

O defensor deve ser ativo, cooperativo, corajoso, destemido, esperto,


dinâmico, além de ter prazer ao realizar uma boa defesa.

A postura básica para o defensor é: pernas afastadas e ligeiramente


flexionadas, uma das pernas deve se posicionar a frente da outra, os braços
devem estar acima da linha dos ombros e prontos para bloquear. O atleta deve
ser capaz de movimentar-se rapidamente para frente, para trás, para os lados
e para as diagonais, assim ocupando sempre os espaços vazios na defesa.
A forma mais comum de barrar outro atleta é o encaixe. Essa forma de
defesa é utilizada para impedir que o adversário realize uma finta ou entre nos
espaços vazios com a bola. A técnica do encaixe é bem simples, pois é uma
continuação da postura básica de defesa, ou seja, pernas afastadas e
ligeiramente flexionadas, uma das pernas deve se posicionar a frente da outra,
os braços devem estar acima da linha dos ombros e prontos para bloquear,

nesse caso a perna que deve ficar a frente é a que está no mesmo lado que o
adversário está com a bola. Além disso, as mãos e os braços devem se
posicionar na bola ou próximo a ela e o outro braço deve estar na cintura ou no
ombro do atacante.

Ehret (2002)

Sistemas de defesa

Sistema segundo Tenroller (apud Herbst e Lara 2011) “é a forma de


dispor – posicionar – os jogadores em quadra, podendo ser no ataque (sistema
ofensivo) ou na defesa (sistema defensivo) tendo como referencia as
marcações da área de 6 metros ou, ainda, a linha de 9 metros”. Já para Caldas
(2003) “são maneiras pelas quais uma equipe se apresenta dentro de uma
zona (região) do campo de jogo, tanto na defesa quanto no ataque, estes são
compostos pelos seus postos específicos”.

Os postos específicos são os locais onde os atletas atuam dentro do


jogo. Para ser mais específico Melo (apud Caldas, 2003) se refere a esses postos
como “zonas parciais do terreno de jogo, ofensivo ou defensivo, de dimensões
estimadas, com possibilidades reais de ações úteis; eles determinam os
sistemas nos quais as equipes estarão atuando”. A imagem abaixo mostra esta
disposição na quadra.

Os sistemas defensivos são divididos em abertos ou fechados. Essa


nomenclatura se deve a maior ou menor quantidade de espaços encontrados
na defesa. Ou seja, em sistemas abertos há mais espaços para serem
defendidos, porém é utilizado para deixar o adversário longe da sua área de
gol, por exemplo, a marcação individual. Já os sistemas defensivos fechados
são utilizados para diminuir os espaços na defesa, porém permitem que a
equipe oponente jogue bem próximo da sua área de gol, por exemplo, 6:0.
Cada sistema tem vantagens e desvantagens, no entanto o que vai contribuir
para que se escolha um determinado sistema é, primeiramente, a análise que
se tem da equipe defensora, suas potencialidades e suas fraquezas,
posteriormente, se observa o adversário.

Todo sistema obedece a uma nomenclatura que diz respeito a sua


profundidade (perto ou longe da área de gol), assim chamando de primeira
linha defensiva os atletas mais próximos da área de gol, segunda linha os
atletas logo a frente da primeira linha e terceira linha os atletas a frente da
segunda linha.
O primeiro sistema defensivo a ser desenvolvido na escola deve ser a
marcação individual, pois proporciona aos alunos uma maior vivência de
movimentos, incentiva a cooperação, desperta a coragem, desenvolve a
responsabilidade e outros fatores que contribuem para o desenvolvimento
técnico e tático dos atletas. Essa marcação pode ocorrer em toda a quadra, em
meia quadra ou em uma zona específica. Ela caracteriza- se em um atleta
marcar, seguir, combater, tomar a bola de outro por toda a área delimitada para
esse fim.

As imagens a seguir ilustram dois tipos de marcação individual em 1/3


da quadra e em quadra toda.

Imagens de marcações individuais (fonte Google,


2012).

O próximo sistema é o 1 : 5, ou seja, um atleta ficará próximo da linha de


6 metros e outros 5 próximos a linha dos 9 metros.
Em seguida é apresentado o sistema de defesa 3 : 3, com três atletas
próximos a linha dos 6 metros e outros três próximos a linha dos 9 metros.

Existe o sistema 4 : 2, que tem quatro jogadores próximos a área de gol e dois
avançados.

Há também o sistema 5 : 1, onde cinco atletas ficam próximos aos seis


metros e apenas um avança até os nove metros.
O sistema seguinte é o 6 : 0. Esse sistema foi amplamente utilizado no
Brasil, pois mantém todos os seus jogadores defendendo próximo a área de
gol.

Existem as formações combinadas com marcação individual, ou seja,


quando se decide marcar individualmente um ou mais atletas adversários,
assim é necessário denominar da seguinte forma, 5 + 1 ou 4 + 2.
Atividade
Aula 03
01 – Qual a posição básica defensiva do jogador de handebol?
_______________________________________________________________________

02 – Cite três características de um bom marcador no handebol.


_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

03 – Os sistemas defensivos podem ser por zona ou individual, explique cada um deles.
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

04 – Os sistemas defensivos por zona podem ser divididos em 3X3, 3X2X1, 4X2, 5X1, e
6X0. Explique cada um deles.
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
05 – Todo tipo de ataque deve ser bem organizado. Entre os sistemas de ataque mais
usados temos o ataque em circulação e o ataque posicional. Explique cada um deles.
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
06 – Cite três características de um bom atacante no handebol.
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
4.3 O goleiro

No handebol vence a partida que faz mais gols, no entanto um jogador,


em especial, tem a árdua missão de impedir que a bola entre na baliza. O
goleiro é o jogador que tem mais responsabilidades dentro do jogo, pois
miguem pode corrigir suas falhas. Para Ribeiro (1981) “sua habilidade e
segurança para impedir que o adversário marque gols estimulam e consolidam
a combatividade da equipe na defesa e propiciam o necessário controle
emocional no ataque para realizar as evoluções táticas treinadas”. O goleiro de
handebol deve ter as seguintes qualidades físicas: flexibilidade, destreza,
velocidade, coordenação, força, potência e resistência. No âmbito técnico e
tático os elementos preponderantes são: deslocamentos, posicionamento,
postura e as defesas (em bolas baixas, medias e altas). As posições básicas
são as seguintes:
Atividade 04
1- De acordo com texto qual é a importância do goleiro no time de handebol?
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
2-Cite as qualidades físicas de um bom goleiro?
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
3- Complete: O goleiro é o único jogador que pode em sua área de gol defender o lanche
com as______.
(A)Mãos (B)Pés (C)Cabeça
4- Quais dessas alternativas não são permitidas pelo o goleiro no handebol:
(A) Tocar a bola,com qualquer parte do seu corpo,quando de uma defensiva,dentro da
área do gol.
(B) Deslocar- se dentro da área de gol,de posse,sem nenhum restrição.
(C) Retornar da área de jogo para a área de gol estando de posse de bola.
5- O goleiro é o único jogador que pode:
(a)Se deslocar para qualquer posição na quadra é o único que pode parar ou rebater a
bola com os pés ( mas isso apenas na sua área) fora dela deve jogar com qualquer
jogador de linha.
(b)Lançar,bater, empurrar,socar,parar e pega a bola.
(C)Arremessar ao gol.
(d )Segurar a bola.
Educação física- 3°Bimestre
Aula 05
ATAQUE

O objetivo do jogo de handebol é bastante claro: marcar mais gols que a


outra equipe. No entanto, para que isso ocorra são necessários alguns
procedimentos para se chegar ao gol. É importante levar em consideração três
aspectos fundamentais: 1) a técnica individual de cada atleta, nela está
inserida a utilização dos fundamentos, a coordenação dos movimentos, o
controle emocional e o controle psicológico; 2) atática coletiva dos atletas,
que é o primeiro contato com o jogo tático, são ações individuais que se
somam para que um companheiro fique em melhor posição para marcar um
gol, como o contra ataque, o bloqueio, as circulações, a cortina, os
cruzamentos, a permuta e o engajamento; por fim, 3) o sistema de ataque é a
forma como os atletas estarão dispostos em quadra, assim favorecendo a
técnica individual e a tática coletiva. No entanto, é importante lembrar que
antes de atacar o atleta precisa saber sua posição e o local onde atua no jogo,
isso se chama jogo posicional. Esse comportamento é ilustrado na imagem a
seguir.

Ehret (2002)

5.1.Técnicas de ataque individuais

O atleta de handebol precisa ter domínio dos fundamentos para realizar um


ataque ao gol adversário. Saber arremessar, passar, recepcionar, driblar e
fintar é essencial para um bom desenvolvimento do ataque de qualquer equipe.
Além disso, o professor deve realizar em seus treinamentos atividades que
proporcionem uma melhora nas capacidades físicas, coordenativas, cognitivas,
afetivas e emocionais, assim contribuindo para um maior controle emocional e
psicológico durante as partidas.

5.2.Táticas coletivas de ataque

Cada equipe tem baseado nas características de seus atletas, formas de


realizar seus ataques. Muitas ações coletivas de ataque devem ser treinadas e
vivenciadas ao máximo, pois requerem muita concentração e conhecimento do
que será realizado durante cada situação da partida. Então, veja algumas
dessas ações coletivas.
O contra ataque é uma forma muito eficiente de marcar um gol, pois os
atletas defensores ainda não se encontram devidamente prontos a defender.
Para Caldas (2003) “é o momento em que os jogadores se deslocam da defesa
para o ataque com ou sem bola [...] quanto mais rápido for essa transição,
maior a possibilidade de sucesso para o gol”. O contra ataque pode ser
simples, quando apenas um passe resulta em um jogador arremessando, ou
sustentado quando vários passes resultam em um arremesso.

Bloqueio ofensivo é utilizado para permitir que um atleta atacante crie


superioridade numérica em um local da defesa adversária. Ele é realizado com
mais frequência quando um jogador de ataque estaciona ao lado do jogador de
defesa, assim impedindo seu deslocamento. (CALDAS, 2003)
Em seguida podem ser usadas as circulações que são, segundo
Caldas (2003) corridas realizadas pelos jogadores após uma movimentação,
trocando de postos específicos, tendo como objetivo dar continuidade ao
engajamento, causando dúvidas em relação à troca de marcação para os
adversários, que pode ou não mudar o sistema de ataque e, assim criando
superioridade numérica em um local da defesa para um real arremesso.
A cortina é utilizada para facilitar um arremesso, ou seja, um ou mais
atacantes devem ficar na frente dos defensores para que não possam
pressionar o arremessador.

O cruzamento é a uma ação simultânea de dois ou mais atletas que


trocam de posições, assim criando desequilíbrio na defesa adversária.

As permutas são trocas de posições sem a posse da bola, realizadas


por um ou mais jogadores, buscando a superioridade numérica em
determinado setor da defesa.
O engajamento é o último procedimento coletivo apresentado nesse
trabalho, no entanto, não é o último desenvolvido pelas equipes de
handebol, existem outras técnicas coletivas de ataque. Segundo Caldas
(2003) engajamento ou apoios sucessivos são ações de vários jogadores
com a intenção de trabalhar a bola criando superioridade numérica e/ou
condições favoráveis para a execução de um arremesso. A seguir será
apresentada uma sequência de ações que correspondem a um
engajamento para arremesso da ponta esquerda.
O treinamento deve ser capaz de vivenciar situações que colaborem
para a realização de parte ou de todas essas ações táticas coletivas durante
uma partida.
5.3 Sistemas de ataque

Os sistemas de ataque utilizados atualmente são poucos em número. No


entanto são bastante versáteis, pois através de ações coletivas de ataque
podem sofrer modificações. São eles:
Atividade
AULA 05
1- Observe o desenho e analise os itens para responder.

(I) O desenho representa as posições básicas do ataque do handebol.


(II) O esquema representado no desenho mostra as posições básicas de ataque do
futsal.
(III) O desenho mostra um esquema de ataque de todos os esportes de quadra, inclusive,
o voleibol.
(IV) Não existe nenhum esporte que tenha um sistema de ataque como o representado
no desenho.
(V) O handebol está representado no desenho, pois os seis jogadores de linha podem
participar do ataque.
a) Nenhum item está correto, pois ataque e sistema ofensivo são coisas diferentes.
b) Apenas o item III está correto, já que ataque faz parte de todas as modalidades.
c) Os itens I e V estão corretos, pois tratam do ataque do handebol.
d) Todos os itens estão corretos
2- Dê a definição de contra ataque?
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

3-Quais são os fundamentos essenciais para se tornar um bom atacante e


chegar ao gol adversário:
(a)Passe,driblar e bloqueio e finta
(b)chute,passe . finta e passar
(C) saber Arremessar, passar,recepcionar,driblar e finta.
(d) lanche livre, passe,arremesso e finta.
4- O handebol é um jogo em que o atleta pode dar até três passos antes de passar ou
arremessar a bola. Em relação ao handebol, podemos afirmar que: (A) O objetivo do jogo
é marcar gol com os pés, assim como no futebol e futsal. (B) O objetivo é marcar gol com
as mãos e o goleiro não pode sair de sua área. (C) O objetivo do jogo é realizar cestas
utilizando as mãos. (D) O objetivo do jogo é a marcação de gols com as mãos e o goleiro
pode deslocar-se por toda quadra.
5- Segundo o autor Caldas o bloqueio ofensivo é utilizado para que?
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

Educaçao fisica 3º bimestre


Aula- 06
REGRAS BÁSICAS DO HANDEBOL

O jogo de handebol obedece a regras, normas e regulamentos


estabelecidos pela Federação Internacional de Handebol. Essas regras foram
criadas e reformuladas ao longo dos anos para tornar o jogo mais rápido e
atrativo para todos os envolvidos na prática do mesmo, incluindo os
espectadores. O livro das regras oficiais forma um conjunto de dezoito regras,
mais os gestos manuais (sinalizações dos árbitros), esclarecimentos das regras
do jogo, regulamento da área de substituição e guia para quadras de jogo e
baliza. (FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE HANDEBOL, 2006).

Caldas (2003) selecionou dez regras, que ele considera as principais


para serem abordadas na iniciação e que foram atualizadas conforme o novo
livro de regras que vigora desde 2006 e vai até 2009. São elas:

1- O aluno com a posse da bola só poderá realizar até três passos com a
mesma na mão. (regra 7:3.).

2- O aluno não poderá segurar por mais do que três segundos a bola em
seu poder. (regra 7:2).

3- Duplo drible, ou seja, o aluno não poderá driblar a bola, segurá-la e


depois driblá-la novamente. (regra 7:4).

4- O aluno não poderá puxar ou derrubar a bola das mãos do adversário.


(regra 8:2).

5- Ao aluno não é permitido empurrar, puxar ou agarrar o adversário. (regra 8;2).


6- Não é permitido que o aluno pise ou invada a área de gol (somente ao
goleiro é permitido ficar dentro dessa área), no ataque ou na defesa, a
não ser pelo espaço aéreo. (regra 6:1).

7- Os tiros: qualquer tiro poderá ser cobrado direto ao gol adversário (regra 15:2).

7.1- O tiro lateral deverá e poderá ser cobrado com um ou dois pés sobre a
linha. (regra 11:4).

7.2- Não haverá tiro de canto quando a bola for tocada pelo goleiro, saindo
pela linha de fundo da quadra, haverá, sim, quando for tocada pelos
jogadores de linha e saindo por qualquer lado e pelo goleiro se sair pela
linha lateral. (regra 12:1).

8- O tiro de 7 (sete) metros será cobrado por um único jogador, posicionado


atrás da linha de 7 (sete) metros (nunca sobre ela), e todos os outros
jogadores devem permanecer fora da área de 9 (nove) metros (área
pontilhada). (regra 14:5 e 14:7).

9- As faltas cometidas entre as linhas de 9 (nove) e 6 (seis) metros deverão


ser cobradas fora da linha de 9 (nove) metros (linha pontilhada), o mais
próximo possível do local da falta e todos os defensores deverão manter
uma distância de três metros da bola no momento da sua execução ou de
qualquer falta ocorrida na quadra de jogo. (regra 13:6 e 13:8).

10- A quadra de jogo, suas áreas e linhas. (regra 1).

Essas regras devem ser trabalhadas e incorporadas aos jogos durante a


iniciação. Então, jogos pré-desportivos e brincadeiras podem ser criados,
modificados ou adaptados com a intenção de introduzir de forma lúdica
essas regras, isso pode facilitar bastante o processo de compreensão do
esporte.
Educaçao fisica 3º bimestre
Aula- 06
1°) Complete: No handebol, não se pode usar os/as ___ para deslocamento da
bola.
(A) Mãos (B) Pés (C) Ombros (D) Joelhos
2- Quantos passos e quantos segundos o jogador pode dar com a bola presa na
mão?
(A) Livre, depende do jogador
(B) Três segundos e três passos
(C) Cinco passes e três segundos
(D) Cinco segundos e três passos
3- Segundo o autor Caldas(2003), há dez regras que ele considera os principais
para abordadas na iniciação do handebol. Descreva três regras que o autor citou:
_________________________________________________________________
_________________________________________________________________
4- Caso jogador use de agressões físicas como puxões e empurrões, para
impedir que o adversário faça gol, o juiz deve:
(A) Tiro de 9 metros
(B) Expulsar o jogador
(C) Cartão amarelo
(D) Marcar um tiro de meta
5- Durante a partida, um jogador comete uma ação agresssiva contra o rosto do
do adversário e acaba sendo desqualificado. Essa ação de desqualificação e
correta? Explique sua resposta

Educação física- 3° Bimestre


Aula 07
Atividade de pesquisa.
Teste seus conhecimentos sobre handebol
1- As dimensões da quadra de handebol:
(A) 45x30m (B) 50x30m (C)40x20m (D)60x40m
2- Onde e quando originou-se o esporte?
(A) Alemanha 1919
(B) Roma 1900
(C) Áustria 1487
(D) Itália 1478
3- Em que país ocorreu o primeiro campeonato mundial de handebol?
(A) Brasil (B) Alemanha (C) Espanha (D) Japão
4-Em um time, quantos jogadores podem estar presentes na quadra?
(A)7 jogadores e 1 goleiro= 8 em quadra
(B) 4 jogadores e 1 goleiro= 5 em quadra
(C) 6 jogadores e 1 goleiro= 7 em quadra
(D) 5 jogadores e 1 goleiro= 6 em quadra
5- O ato de um jogador se deslocar quicando a bola é chamado de:
(A) Posse de bola
(B) Tiro de meta
(C) Lance a gol
(D) Drible
6- Em que local era praticado o Handebol?

(A) Quadra de futsal


(B) Campo de futebol
(C) Quadra de vôlei
(D) Todas as alternativas estão corretas
7- No inicio, por quantas pessoas era praticada o Handebol?
(A)12 (B)13 (C)14 (D)11
8- O jogo de Handebol tem que ser iniciado sempre na centro da linha central.
Verdadeiro ou falso?
(A) Verdadeiro (B) Falso
9- Como deve ser executado o tiro lateral?
(A) com um dos pés sobre a linha central
(B) Com um dos pés sobre a linha lateral
(C) Com um dos pés sobre a linha pontilhada
(D) Com um dos pés sobre o tiro de 7m
10- O que é escanteio?
(A) Quando a bola atinge certa altura
(B) Quando ultrapassa as linhas laterais
(C) Quando ultrapassa as linhas de 9 metros
(D) quando ultrapassa as linhas de fundo
Educaçao fisica 3º bimestre
Aula- 08
Lista de curiosidades de handebol

1) Dizem que tal esporte é jogado por mais de 30 milhões de pessoas em mais de 150
países diferentes.

2) Maior Goleada da História

Com um resultado de querer enterrar a cabeça no chão (para a equipa perdedora), em


1981, a seleção da União Soviética venceu a seleção Afegã por 86 x 2

3) Jogador com Medalhas por 2 Países

Talant Duyshebaev até hoje é o único jogador a conseguir vencer medalhas nos Jogos
Olímpicos por dois países diferentes.

Ganhou uma medalha de ouro em 1992 pela CEI (Comunidade dos Estados
Independentes) e depois disso pela Espanha em 1996 e 2000, conquistando duas
medalhas de bronze.

4) Jogador com mais Golos numa Partida

Este feito pertence a Zoran Milukic, jogador croata que numa partida disputada em
Guadalajara marcou 21 golos.

5) Muita Festa e Pouca Gloria

Em 1988, nos Jogos de Seul (capital da Coreia do Sul), os sul coreanos chegaram à final
masculina de handebol.

Super eufóricos rapidamente encheram o pavilhão mas acabaram por sair com o sabor
amargo da derrota

6) Mesmo Pais, Três Nomes Diferentes

A atual Rússia já ganhou a medalha de ouro 4 vezes.


Em 3 dessas vezes possuía nomes diferentes.

Em 1976 e 1988 chama-se União Soviética, em 1992 chamava-se Equipe Unificada e em


2000 já tinha o nome de Rússia.

7) Tanta vez na Final e mesmo assim sem Ouro

A Suécia é a única seleção até ao momento a conseguir estar 3 vezes consecutivas na


final dos Jogos Olímpicos de Handebol.
Apesar desse feito, também são a única equipa a conseguir 3 medalhas de prata
consecutivas (coitados dos suecos … )

8) Só Mulheres

Não é comum no mundo dos esportes pelo menos, mas o handebol originalmente era um
esporte apenas jogado por mulheres.

9) Bolas de Handebol são tão Sujas

Se esta a assistir a um jogo de Handebol talvez já tenha reparado e ficado a pensar…

“Mas porque raio as bolas de Handebol estão sempre tão sujas?”

A verdade é que elas ficam com esse aspeto por causa de uma cola especial que os
jogadores usam nas mãos para ter maior aderência.

10) Pode Usar Tudo Menos os Pés

Outra curiosidade de handebol que deve ser única num esporte que é jogado com as
mãos, é que na maioria ou só podem jogar com as partes do corpo que estão da cintura
para cima, ou podem com o corpo todo.

Aqui podem jogar com tudo menos os pés (sim, as pernas e joelhos não contam como
“pés”).

Source: https://sportsregras.com/handebol-curiosidades/

Atividade- Aula 08

3° Bimestre

1- Qual seleção de handebol fez história em ser a única seleção até o momento a
conseguir três medalhas de prata consecutivas?

(A) Brasil (B) Rússia (C) Suécia (D) Argentina

2- A maior goleada num jogo de handebol ocorreu no ano de 1981. Quais foram as duas
seleções desse jogo? E qual foi o placar dessa partida?

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
3- Complete com (V) para verdadeiro e (F) para falso:

( ) O handebol é o esporte praticado por cerca de 1 milhões de em 185 países

( ) Não é comum no mundo dos esportes pelos menos, mas o handebol originalmente
era esporte apenas jogado por mulheres

( ) O Brasil é o único país que conquistou 4 medalhas de ouro nos jogos olímpicos.

( ) Talant Duyshebaev é o único jogador de handebol a conquistar medalhas olímpicas


por dois países diferentes

4- Qual é o jogador croata que mais marcou gols em uma partida de handebol?

_______________________________________________________________________

5- Desenhe a quadra de handebol com suas de linhas de demarcações: