Você está na página 1de 4

AlfaCon Concursos Públicos

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
ÍNDICE
Princípio da Eficiência ........................................................................................................................................2

Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
1
AlfaCon Concursos Públicos

Princípio da Eficiência
É aquele que impõe a todo agente público a obrigação de realizar suas atribuições com presteza,
perfeição e rendimento funcional. A função administrativa exige resultados positivos para o serviço
público e satisfatório atendimento das necessidades da comunidade e de seus membros. O objetivo
principal é assegurar que os serviços públicos sejam prestados com adequação às necessidades da
sociedade que os custeia. Foi o último a ser inserido no bojo da Constituição Federal de 88, veio com
a EC 19/98, a chamada reforma administrativa. Através desse princípio, algumas consequências foram
expressamente introduzidas no texto constitucional.

Eficiência, em síntese, é a relação entre os resultados obtidos e os recursos empregados. Assim, um


procedimento administrativo é eficiente quando empregar um pequeno número de recursos (materiais,
humanos e de tempo) para produzir um grande número de resultados.

Não se confunde com eficácia, que é qualidade do ato administrativo que possibilita a produção
de efeitos jurídicos. Assim, ato eficaz é aquele que cria, modifica ou extingue direitos, enquanto que o
ato ineficaz é aquele que ainda não tem efeitos jurídicos, porque ainda não veio a tê-los (atos pendentes)
ou porque estes já foram totalmente produzidos (atos exauridos).

Também não se confunde com efetividade, que é qualidade de tudo aquilo que está, de fato, sendo
executado. Assim, um ato pode ser eficaz, mas não ter efetividade se for sistematicamente descumprido.
→ De acordo com Alexandre de Moraes, o princípio da eficiência tem as seguintes características:
˃ Direcionamento da atividade e dos serviços públicos à efetividade do bem comum, uma vez que
a Constituição Federal determina ser objetivo fundamental da República Federativa do Brasil
(art. 3°, IV) promover o bem de todos.
˃ Imparcialidade: independência de quaisquer interesses privados.
˃ Neutralidade: consideração de todos os interesses na resolução de um conflito.
˃ Transparência de todas as atividades administrativas, possibilitando amplo conhecimento e
participação popular.
˃ Participação e aproximação dos serviços públicos da população (princípio da gestão partici-
pativa): a EC 19/98 incluiu, no art. 37, § 3°, a previsão de que a lei disciplinará a participação do
usuário na administração pública.
˃ Desburocratização: simplificação e desregulamentação de procedimentos, com a eliminação de
exigências desnecessárias.
˃ Busca da qualidade: melhoria constante das atividades administrativas, especialmente dos
serviços fornecidos à população.
O princípio da eficiência já constava implicitamente na Constituição Federal, na qual sempre
houve a previsão de concursos públicos para o provimento de cargos efetivos, de licitações para a
escolha do melhor contrato e de controle de economicidade exercido pelo Tribunal de Contas.
→ A EC 19/98, além de introduzir expressamente o princípio, também incluiu diversos dispositivos
decorrentes dele como, por exemplo:
˃ A obrigatoriedade da União, dos Estados e do Distrito Federal de instituírem escolas de Admi-
nistração Pública para seus servidores.
˃ A possibilidade de perda do cargo do servidor estável por meio de avaliação periódica de de-
sempenho e a criação das agências executivas.
˃ O direito à razoável duração do processo, previsto no art. 5º, LXXVIII, da CF.
Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
2
AlfaCon Concursos Públicos

QUADRO ESQUEMATIZADO
Abordagem da Lei 8.112/90 e da Constituição Federal de 1988 para o Estágio Probatório e a
Estabilidade no serviço público.

EXERCÍCIOS
Julgue o item seguinte, com base na Lei n.º 12.527/2011.
01. Considere que o ICMBio tenha indeferido o pedido de acesso a informações de determinado
projeto de pesquisa por ele coordenado, ao argumento de que as informações constantes desse
projeto de pesquisa seriam sigilosas. Nessa situação, está correta a ação do instituto, pois a Lei
de Acesso à Informação veda o acesso a esses projetos, independentemente de seu conteúdo.
Certo ( ) Errado ( )
02. Em razão do princípio da legalidade, a Administração Pública está impedida de tomar decisões
fundamentadas nos costumes.
Certo ( ) Errado ( )

Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
3
AlfaCon Concursos Públicos

Suponha que um servidor público fiscal de obras do DF, no intuito de prejudicar o governo,
tenha determinado o embargo de uma obra de canalização de águas pluviais, sem que houvesse
nenhuma irregularidade. Em razão da paralisação, houve atraso na conclusão da obra, o que causou
muitos prejuízos à população. Com base nessa situação hipotética, julgue o item que se segue.
03. O ato de embargo da obra atenta contra os princípios da legalidade, da impessoalidade e da
moralidade.
Certo ( ) Errado ( )
GABARITO
01 - ERRADO
02 - ERRADO
03 - CERTO

Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
4

Você também pode gostar