Você está na página 1de 44

APRENDA

APRENDA
TECLADO DO ZERO!
TECLADO DO ZERO!
O GUIA DEFINITIVO PARA INICIANTES
O GUIA DEFINITIVO PARA INICIANTES
O GUIA DEFINITIVO
PARA INICIANTES

APRENDA
TECLADO DO ZERO!

Esse e-book é valioso demais para que fique só com


você! Vamos espalhar essa paixão pela música para
muito mais pessoas que querem aprender a tocar
piano ou teclado!

Por isso, se você gostar do que ver aqui, indique


para um amigo mandando para ele esse link
para que ele consiga fazer o download também:
https://meupiano.com.br/ebook-como-tocar-piano/
PARABÉNS FUTURO TECLADISTA!

Parabéns, futuro tecladista! Você optou em tomar seu primeiro passo para
realizar seu sonho de aprender a tocar piano e teclado!

Este e-book será uma introdução ao estudo de piano e teclado, e vai servir
como um mapa para entendermos o direcionamento que devemos tomar
ao estudar no conforto de casa, de forma simples e divertida!

Neste Ebook vamos estudar os assuntos mais importantes que um iniciante


deve começar a aprender logo no início de seus estudos.

PORTANTO, AQUI VOCÊ VAI APRENDER UM POUCO SOBRE:

As dificuldades e crenças dos novos estudantes;


Como devemos seguir com o método de estudo;
Piano vs teclado;
A posição correta do corpo na hora de tocar;
Entender a geografia e teclas do piano (brancas e pretas);
Acordes (maiores e menores);
Mão esquerda e direita;
Escalas e Progressões de acordes.

Depois de dada a iniciação sobre esses temas, você se sentirá mais situado
para estudar em casa.

DANILO BREDA | 3
CAPÍTULO 1

ANTES DE COLOCAR
A MÃO NA MASSA
SOBRE APRENDER TECLADO & PIANO

Alguns podem pensar que é fácil, outros que é difícil.

Mas na verdade tudo isso funciona como uma equação matemática, onde
EMPENHO DO ALUNO X METODOLOGIA é que vão determinar o resultado
em termos de desenvolvimento musical e técnico do aluno.

Um aluno muito empenhado com uma metodologia atrasada e


desinteressante resulta em desinteresse e falta de concentração por parte
do aluno.

Mas ao mesmo tempo, de nada adianta uma boa metodologia se o aluno


não tiver foco e força de vontade.

Exatamente por isso que o objetivo pessoal do aluno deve ser uma das
prioridades do professor enquanto ele usa de métodos e técnicas
interessantes para tornar todo o caminho de aprendizado simples e
divertido para o aluno.

E é justamente o que eu faço em todos os lugares, seja no meu instagram,


youtube, cursos e inclusive nesse e-book que você têm!

Por isso, estou dando meus 100% nesse e-book, e espero que você também
dê seus 100%, só assim você vai evoluir expressivamente!

VEM COMIGO!

DANILO BREDA | 5
A MELHOR MANEIRA DE ESTUDAR

A melhor maneira de estudar teclado sozinho em casa, assim como ressalto


em meus vídeos, é manter uma rotina de prática diária.

Estudar todos os dias com uma quantidade menor de tempo é muito mais
proveitoso que estudar um tempo maior apenas nos finais de semana por
exemplo. O desenvolvimento é superior e eu já presenciei isso como
professor.

Por isso, se o aluno sabe o que deve/quer estudar diariamente, então com
no mínimo de 15 a 20 minutos diários de estudos, o aluno terá um
desenvolvimento fantástico voltado para seus próprios objetivos!

Isso acontece pois é quando estamos dormindo que transformamos uma


informação absorvida em memória muscular, ou seja, em técnica.

Muitos alunos porém confundem quando eu falo sobre estudar 15 minutos


com só estudar 15 minutos.

Jamais se esqueça de que é a prática que leva à evolução, e por isso, a sua
prática vai definir o quanto você evolui. Não existem milagres e não espere
que estudando 15 minutos por dia você terá o mesmo resultado de uma
pessoa que estuda 1h por dia.

Moral da história:
- Praticar todos os dias de 15 a 20 minutos NO MÍNIMO é melhor que
estudar horas em um ou dois dias.
- 15 a 20 minutos é o mínimo. Se quiser evoluir mais e mais rápido, terá que
estudar/praticar mais.
DANILO BREDA | 6
PIANO OU TECLADO?

Uma dúvida que sempre costumo receber dos meus alunos iniciantes é:
“Quais as diferenças entre piano e teclado e qual deles devo optar na hora
de comprar um instrumento?

Bom, é certo falar que as técnicas que desenvolvemos através de um,


estaremos desenvolvendo as técnicas com o outro com exceção de
algumas diferenças nas teclas (dependendo do instrumento) e obviamente
do som.

São inúmeras as marcas e modelos que o mercado oferece, e com o avanço


tecnológico, os teclados na sua maioria das vezes contém uma gama de
tipos sonoros e timbres maiores que um piano acústico ou digital. Contendo
assim timbres de Órgãos, Cordas, Pianos Elétricos e até reproduzindo
instrumentos de percussão. Ou seja, perfeito para músicos que querem
aprender arranjos com os mais diferentes timbres.

Outra diferença também são as teclas, que no caso do teclado,


normalmente são em menor número, variando entre 61, 68 e 77 teclas. As
mesmas são vazadas por baixo e tem um peso mais leve que as de um
piano, que contém normalmente 88 teclas (sendo piano de coluna ou de
calda).

Portanto a diferença não está no tocar, mas sim na gama de timbres e peso
das teclas. Se você tem um teclado em casa e quer aprender piano, não tem
problema, pode com tranquilidade começar com o teclado para que assim
mais pra frente investir em um piano.

O Importante no começo é aprender.


DANILO BREDA | 7
CAPÍTULO 2

PREPAROS INICIAIS
ALONGUE-SE ANTES DE TOCAR

É importante ressaltar que a prática em si ou o "ritual" começa antes mesmo


de nos sentarmos ao instrumento, fazendo alguns rápidos alongamentos
nos punhos, nas mão e nos braços.

Isso é rápido e faz uma diferença brutal em questão de mobilidade das mãos
e punhos, proporcionando assim uma maior flexibilidade, agilidade e
evitando uma probabilidade de desenvolvermos uma lesão nos punhos.

Estenda seus dois braços.


Vire um punho para baixo e
segure seu punho com a outra
mão. Faça isso entre 10 e 30
segundos e depois faça com o
outro punho.

Parecido com o de cima,


porém ao invés de virar seu
punho para baixo, vire-o para
cima. Não se esqueça de puxar
o dedão também! Novamente
entre 10 e 30 segundos cada
punho.

OBS: Não faça muita força, apenas certifique-se de que seu braço está
esticado.

DANILO BREDA | 9
POSTURA CORRETA FRENTE AO INSTRUMENTO

Depois, devemos sentar com a coluna ereta no banco do piano e buscar


manter essa postura o tempo todo.

Por isso exercícios de abdominal e prancha são também sempre bem vindos
para evitarmos dores nas costas e mantermos a postura por um tempo
maior.

POSIÇÃO CERTA

Pode até ser desconfortável


se você já tem uma postura
prejudicada, porém é o melhor
para a sua saúde.

POSIÇÃO ERRADA

Prejudicial para a sua saúde.


Sempre se certifique de não
ficar assim. Se possível cole
um post-it no seu instrumento
com um recado para te lembrar
disso.

DANILO BREDA | 10
POSICIONAMENTO DAS MÃOS

As mãos devem ser posicionadas em forma de conchas sobre as teclas para


facilitar os movimentos dos dedos.

Muitos alunos ao tentarem posicionar suas mãos ficam com as mãos retas e
rígidas, porém isso tira flexibilidade e agilidade.

Por vezes já me deparei com alunos que tinham muita dificuldade em tocar,
o motivo era justamente esse: Má posicionamento das mãos.

POSIÇÃO CERTA

Mãos em formato de concha,


sem tensão nos punhos ou
dedos.

POSIÇÃO ERRADA

Punhos, mãos e dedos rígidos,


comprometendo a flxibilidade
e agilidade.

DANILO BREDA | 11
CAPÍTULO 3

AS NOTAS DO PIANO
AS 12 NOTAS DO PIANO/TECLADO

Depois de posicionados de maneira correta sobre o piano, olhamos


levemente inclinados para baixo e damos de cara com as teclas...

Convenhamos que são muitas teclas, e no começo - sem referências -


ficamos perdidos. Mas não é preciso ter pânico, pois o que importa por
enquanto não é o número de teclas, mas sim o número de NOTAS.

Pois independente de quantas teclas tem seu piano ou teclado, a verdade é


que serão sempre apenas 12 notas no total, onde elas se repetem
consecutivamente ao longo do piano em alturas sonoras diferentes.

O resultado dessas 12 notas juntas em um instrumento é esse:

DANILO BREDA | 13
O NOME DAS NOTAS / NOTAS BRANCAS

As notas musicais do piano são as mesmas que todos já conhecem:

DÓ - RÉ - MI - FÁ - SOL - LÁ - SI

Porém elas podem ser identificadas através de letras do alfabeto para


facilitar a escrita e aumentar a velocidade de leitura.

Esse sistema de leitura é universal, o que facilita a comunicação entre


músicos de outros países. Existem 7 letras para representar as notas
musicais, e em breve você irá aprender onde cada uma dessas notas se
encontra no piano.

A definição das letras e suas notas correspondentes é a seguinte:

DÓ - RÉ - MI - FÁ - SOL - LÁ - SI

DÓ RÉ MI FÁ SOL LÁ SI
C D E F G A B

DANILO BREDA | 14
INTERVALOS BÁSICOS - TOM E SEMITOM

O intervalo ou distância entre duas notas no piano é medida em Tons.

O Semitom é um intervalo menor ainda e tem a metade do valor de um


Tom. A partir disso, podemos dizer que o Tom é o intervalo formado por dois
semitons.

No piano, a distância entre duas notas brancas ou entre duas notas pretas,
caracteriza um tom.

As únicas exceções são entre as notas "E - F" e "B - C" que não tem uma nota
preta no meio, então nesse caso o intervalo continua sendo um semitom.

Observe que entre as notas E e F# (fá sustenido), tem dois semitons, ou seja,
a distância entre elas é de um tom, isso acontece entre as notas B e C#
também.

Exemplo de TOM entre duas Exemplo de TOM entre uma


notas brancas - Há uma nota nota branca e uma preta - Há
preta no meio. uma nota branca no meio

DANILO BREDA | 15
Exemplo de SEMITOM entre Exemplo de SEMITOM entre
duas notas brancas - Uma do uma nota branca e uma preta -
lado da outra. Uma do lado da outra.

DANILO BREDA | 16
ESCALA MUSICAL

É o conjunto de notas organizadas em ordem gradual de altura ascendente


ou descendente. Cada escala musical tem sua própria sonoridade
característica.

Estudamos escalas pois elas são a base de tudo no contexto musical, elas
formam acordes básicos, avançados, melodias vocais e de praticamente
todos os outros instrumentos.

Existem escalas básicas como a Escala Natural por exemplo e outras mais
avançadas. Vamos começar entendendo como as escalas básicas
funcionam e qual a relação delas com acordes e intervalos.

ESCALA MAIOR NATURAL

A escala maior natural é a mais usada nas músicas atuais, ela faz parte da
escala diatônica, que é um conjunto de 7 notas com um padrão já
designado de intervalos (tons e semitons).

A sequência de intervalos em uma Escala Maior é:

Tom - Tom - Semitom - Tom - Tom - Tom

Toda escala maior obedece a essa regra de intervalos (com exceção das
maiores harmônicas e melódicas). Sempre que você quiser saber a escala
maior em qualquer tom, siga essa regra.

DANILO BREDA | 17
T T S T T T

Reconhece essas notas brancas onde colocamos tom e semitom? Sim, elas
são as notas da escala de Dó Maior, acompanhe abaixo:

DÓ - RÉ - MI - FÁ - SOL - LÁ - SI

T T S T T T

Você consegue fazer qualquer escala começando pela nota daquela escala
e respeitando a regra de Tom-Tom-Semitom-Tom-Tom-Tom.

Lembrando que a única escala que tem apenas notas brancas é a escala
de Dó. Todas as outras escalas terão notas pretas.

DANILO BREDA | 18
SUSTENIDO E BEMOL

Já conhecemos as notas brancas. Agora é hora de conhecermos as notas


pretas. Porém, é preciso entender um conceito antes.

As notas pretas podem receber dois nomes diferentes, Sustenido ou Bemol:

SUSTENIDO - Representado pelo símbolo “#”, é usada para aumentar um


semitom da nota natural.
- Por exemplo: Se eu aumentar um semitom de C, eu terei a nota C#

BEMOL - Representado pelo símbolo "b", é usado para baixar um semitom


de uma nota.
- Por exemplo: Se eu baixar um semitom de D, eu terei a nota Db.

Porém essas notas SÃO AS MESMAS. Isso muda por conta da ordem que
você está observando as teclas e o contexto dentro de uma escala ou
Campo Harmônico que veremos em breve!

Vale lembrar que os intervalos de E para F e de B para C não tem uma tecla
preta no meio, ou seja, elas tem um intervalo de apenas um semitom, e se
você tentar aumentar um semitom da nota E por exemplo,
automaticamente ela se transforma na nota F.

A mesma coisa acontece se você diminuir um semitom de C por exemplo.


Você não terá Cb, terá a nota B porque o intervalo entre elas já é um
semitom.

DANILO BREDA | 19
NOTAS PRETAS / SUSTENIDO E BEMOL

C# D# F# G# A# Db Eb Gb Ab Bb

Db Eb Gb Ab Bb
C# D# F# G# A#

DANILO BREDA | 20
TONALIDADE MUSICAL

Você pode já ter ouvido o termo “Tom da música”, certo? Este “tom” se refere
exatamente a tonalidade de uma música. Para termos uma noção básica de
tonalidade por enquanto:

Se uma música foi escrita sobre a escala de Dó maior, significa que a


tonalidade desta música está em Dó maior, se foi escrita na escala de Fá
maior então sua tonalidade está em Fá maior. Simples assim.

NOTA TÔNICA

A tônica é a nota principal em uma música.


É a primeira nota em qualquer escala, pode ser chamada de primeiro grau
também.

Se a tonalidade da música que você vai tocar for Dó Maior (C), então a tônica
é a nota Dó.

DANILO BREDA | 21
CAPÍTULO 4

ACORDES
ACORDES MAIORES

O acorde acontece quando três ou mais notas são tocadas juntas, formando
um conjunto harmônico.

Quando o acorde é composto por 3 notas, ele pode ser chamado de tríade.
Podemos criar diversos acordes diferentes utilizando inúmeras combinações
de notas musicais juntas, e pra facilitar a leitura, cada acorde recebe um
nome único.

O acorde maior é a junção das notas do primeiro (fundamental), terceiro e


quinto grau da escala maior. Ou seja, as notas 1, 3 e 5 da escala.

A fundamental é a nota principal do acorde, é a nota que caracteriza o TOM


do ACORDE, por exemplo, em um acorde de C maior, a nota principal é a
própria nota C.

Veja como montar o acorde de C:

C E G
1 3 5

DANILO BREDA | 23
ACORDES MENORES

Para formar um acorde menor, você deve montar o acorde com o terceiro
grau menor. Isso significa que você deve diminuir um semitom da nota que
seria a terça maior.

Já sabemos que na escala maior de C, o terceiro grau é a nota E, então para


formar um acorde menor, essa nota passa a ser um Eb (bemol).

Basta fazer isso com qualquer acorde maior para transformarmos ele em um
acorde menor. Um acorde maior está apenas a uma nota de distância para
um acorde menor.

Convido você agora para se sentar e tocar os dois acordes, maior e menor.
Você notará que o acorde maior traz uma sonoridade feliz, enquanto o
menor traz uma sonoridade mais melancólica.

3
Eb

C E G C G
1 3 5 1 5

ACORDE MAIOR ACORDE MENOR

DANILO BREDA | 24
TRÍADE DIMINUTA

Acorde Tríade Diminuta é o acorde musical formado pela fundamental,


terceira menor e quinta menor.

A distância entre cada nota é de 1 tom e meio.

Na notação de cifra, o acorde diminuto é escrito com o símbolo do acorde


seguido de um pequeno círculo (°) acima e à direita ou seguido de dim.
Vamos usar o acorde Cdim como exemplo:

C - Tônica Eb - Diminua um semitom da nota E Gb - Diminua um semitom da


nota G.

Veja no piano como montar o acorde C diminuto:

3 5
Eb Gb

C
1

DANILO BREDA | 25
CIFRA

A Cifra é um sistema usado para indicar os acordes que serão executados em


uma música, através de letras e símbolos.

A cifra indica ao pianista o acorde que ele deve construir, mas não dá
detalhes de como ele deve construir, deixando ele livre para montar o acorde
da maneira que ele achar melhor.

Experimente cantar Parabéns pra você tocando os acordes na hora exata em


que eles aparecem, exemplo: Toque o acorde de C quando falar “béns” de
“Parabéns” e assim por diante:

C G
Parabéns pra você

G C
Nesta data querida

F
Muitas Felicidades

G C
Muitos anos de vida

Acorde de C Acorde de G Acorde de F

C E G G B D F A C

DANILO BREDA | 26
CAPÍTULO 5

COMO TUDO
COMEÇOU
Talvez você já tenha me conhecido antes através do Youtube, talvez não.
Independente se conheça ou não, peço que leia atentamente o que eu tenho
a dizer, porque vai muito além de quem sou eu.

Meu nome é Danilo Breda, sou pianista, músico profissional e fundador do


projeto online Meu Piano.

Comecei minha jornada como professor particular e tive os mais diversos


alunos, de todas as idades e diferentes gostos musicais e assim como a
maioria, eu tinha como modelo os métodos de ensino tradicionais de piano.

Não demorou muito para que eu notasse a falta de interesse por parte de
muitos alunos, que chegavam com muita vontade de aprender a música “x”,
“y” ou estudar e entender o básico.

Pouquíssimas pessoas estavam dispostas a estudar horas e horas de


partituras e teorias maçantes, nem eu mesmo gostava, mas por não
conhecer algo diferente, achava que aquele era o único caminho.

Foi então que aos poucos, após perder muitos alunos, comecei a ceder para
o que eu mesmo acreditava que poderia trazer aos meus alunos os
resultados que eles almejavam.

Fechei os livros de partitura e fui direto para cifras, escalas básicas e é claro…
a prática voltada para os interesses de cada aluno.

DANILO BREDA | 28
Os resultados obtidos por eles começaram a ser nítidos, foi nesse momento
que comecei a ter muitos insights e idéias de onde eu poderia levar meus
alunos com uma metodologia nova, descomplicada, simples e direta ao
ponto.

Foi com o tempo que percebi também que meus alunos que praticavam
todos os dias por menos tempo tinham muito mais resultado do que aqueles
que praticavam apenas nos finais de semana durante horas.

Fui buscar respostas e descobri cientificamente o porquê isso acontece,


basicamente é quando dormimos que as informações que absorvemos
durante o dia se tornam memória muscular. Foi aí que tudo fez muito mais
sentido ainda.

Comecei a juntar todas as peças e montei uma metodologia totalmente


nova que atende as demandas e necessidades dos alunos em tempos atuais.

Foi então que resolvi trazer todo este conhecimento para a internet através
do meu canal no Youtube, “Meu Piano”.

Em pouco tempo comecei a ter uma média de 5 mil inscritos por mês e meu
canal começou a crescer. No momento em que estou escrevendo isso,
minhas aulas já alcançaram mais de 2 milhões de pessoas.

Minha missão é continuar alcançando o maior número de pessoas possíveis


e deixar um legado no ensino de piano e teclado.

E qual é esse legado? Simplificar o ensino de piano e teclado fazendo com


que as pessoas consigam aprender de forma mais simples, prática e
adaptável para o dia de hoje.

DANILO BREDA | 29
CAPÍTULO 6

HARMONIA
CAMPO HARMÔNICO

Campo harmônico é uma escala tocada em forma de acordes, ou seja, ao em


vez de tocarmos notas em ordem, tocaremos acordes. Tome como exemplo
a escala de dó maior:

Para cada nota dessa escala, iremos montar um acorde. Vamos ter, portanto,
7 acordes, que serão os acordes do campo harmônico de dó maior.

Cada acorde no campo harmônico é atribuído com um número (grau).

Cada grau de um campo harmônico maior segue regras como quais são
maiores e menores por exemplo:

1º Grau | 2º Grau | 3º Grau | 4º Grau | 5º Grau | 6º Grau | 7º Grau


Maior Menor Menor Maior Maior Menor Diminuto

Agora que você já aprendeu sobre os acordes menores, maiores e diminutos,


você consegue tocar por exemplo, todos os acordes do Campo Harmônico
de Dó Maior:

1º Grau | 2º Grau | 3º Grau | 4º Grau | 5º Grau | 6º Grau | 7º Grau


C Dm Em F G Am Bº

OBS: Você pode ver como montar os acordes do Campo Harmônico de Dó


Maior no final desse livro!

DANILO BREDA | 31
PROGRESSÃO DE ACORDES

Acontece quando os acordes são apresentados em uma sequência,


formando uma música.

As progressões de acordes costumam ter padrões repetidos na maioria das


músicas atuais. Ao aprender as progressões de acordes, você será capaz de
tocar diversas músicas em diversas tonalidades diferentes.

Quando escrevemos uma música baseada em progressão de acordes, a


numeração romana é utilizada para representar os diferentes graus no
Campo Harmônico:

I - ii - iii - IV - V - vi - viiº

Note que acordes maiores na progressão têm os números (Graus) em


maiúsculas e os acordes menores têm os números em letras minúsculas.

Há também caracteres especiais que indicam quando um acorde é diminuto


(º) ou aumentado (+).

Para que você entenda melhor, vamos ver esta progressão de acordes bem
popular:
I - V - vi - IV

Podemos usar essa progressão em qualquer tom, veja como ficaria se os


acordes fossem do campo harmônico de G:

I - V - vi - IV

DANILO BREDA | 32
PROGRESSOÕES POPULARES

Aqui vai um presente para você explorar! Separei as progressões de acordes


mais comuns no meio pop, rock, e até clássico. Divirta-se:

I – V – vi – IV
vi – V – IV – V
I – vi – IV – V
I – IV – vi – V
I – V – IV – V
vi – ii – V – I
I – vi / IV – ii – V
vi – IV – I – V
i – VI – III – VII
I – IV – ii – V
vi – V – IV – iii
ii - V - I (Comum no Jazz)

Lembrando que tais progressões podem ser tocadas em qualquer


tonalidade. Basta fazer uma análise e usar os acordes corretos da tonalidade
da música.

Para facilitar, coloquei todos os acordes do campo harmônico de Dó Maior


nas últimas pãginas desse livro

DANILO BREDA | 33
CAPÍTULO 7

E AGORA...?
ACABOU?

Agora é o grande momento de todo esse livro.

Primeiro, quero parabenizar a sua dedicação de chegar até aqui. Mas


acontece que isso não é o suficiente.

Sim, isso ainda não é o suficiente e vou lhe explicar o por que…

Existem 2 tipos de pessoas que conheci ao longo da minha vida e dando


aula para milhares de alunos ao longo dos anos:

1 – Grupo dos Teóricos: São aquelas pessoas que leem de tudo sobre música,
piano e teclado. Passam horas assistindo vídeos no Youtube sobre como
tocar a música X Y Z, leem notícias, pesquisam modelos de teclados e por aí
vai.

São aquelas pessoas que se pode perguntar de tudo sobre teoria, partitura,
que elas vão saber… teoricamente, elas sabem.

Esse é o grupo dos fracos, dos preguiçosos, que sentem que sempre
precisam de mais informações e nunca colocam a mão em prática. Só ficam
reclamando, nunca é suficiente e nunca saem do lugar.

2 – Grupo dos Fazedores: São aquelas pessoas que não apenas leem, mas
colocam em prática. Elas não precisam passar horas e mais horas assistindo
vídeos no Youtube ou lendo sobre teoria, partituras, vendo métodos chatos
e cansativos. Ele aprendem algo e correm para praticar até internalizar o
conhecimento.

DANILO BREDA | 35
Por trás de todo músico talentoso – que muitos de vocês acham que
nasceram com o dom – existe uma história de longa data e horas e horas de
estudo e prática. Eles seguem esse aqui.

Aqui é o grupo dos fortes, dos dedicados, dos que fazem o que for
necessário para realizar o sonho de aprender a tocar teclado. Eles leem,
absorvem a informação e aplicam. Aqui é o grupo de quem tem resultados.

Mas porque eu estou te contando isso?

Agora que você entende que existem esses 2 tipos de pessoas, você precisa
tomar uma decisão importante. Precisa escolher qual caminho quer
seguir...

Você pode escolher ser parte do grupo dos teóricos, ficar com as
informações que acabou de ler nesse livro e não fazer nada com elas. Ou
seja, continua do jeito que está ou pior…

Ou você pode escolher fazer parte do grupo dos Fazedores, aqueles que
colocam em prática o que aprenderam e estão dispostos a fazer o
necessário para aprender a realizar o sonho de tocar teclado…

Então, se você escolheu não praticar e apenas continuar lendo tudo sobre
teclado na esperança de que algo irá mudar, pode fechar esse livro agora.
Ele já chegou ao final para você, não terá mais nada de valor aqui...

Agora, se você escolheu ter resultados, meus mais sinceros parabéns! Seja
muito bem-vindo(a) ao grupo dos que têm resultados.

Continue lendo, porque eu tenho algo de extremo valor para o seu


aprendizado...

DANILO BREDA | 36
Agora que você sabe que apenas ler esse livro não é suficiente para ter
resultados no teclado, que aliás eu considero ele o primeiro passo ideal para
quem está começando e quer desenvolver sua nova habilidade musical.
Este livro te dá uma direção clara do que seguir.

E como sempre falo para os meus alunos, não adianta nada praticar sem ter
clareza e uma direção. Você precisa saber aonde quer chegar.

Então, para você que realmente quer realizar esse antigo sonho que é
aprender a tocar teclado de uma forma que refrigera alma, sem precisar
estudar os métodos tradicionais, que são repetitivos e cheios de teorias
chatas e cansativas…

O seu próximo passo ideal é aplicar o Método Tecladista Iniciante, é uma


metodologia única e exclusiva criada por mim, após mais de 20 mil horas de
estudos e práticas, onde tudo que você precisa para aprender teclado é de
15 minutos por dia.

Eu sei que parece ser bom demais para ser verdade. Eu mesmo ficaria com
um pé atrás anos atrás se alguém me contasse isso, até ver com os meus
próprios olhos os resultados dos meu alunos...

Esse é um método inovador, simples, fácil e rápido que tem ajudado mais de
15 mil alunos de todas as idades que não nasceram com o dom da música a
aprenderem a tocar teclado em até 30 dias.

São mais de:


45 aulas divididas em 6 módulos;
Acesso de 1 ano a todo o conteúdo;
Suporte direto com o aluno;
E muito mais:

DANILO BREDA | 37
Uma comunidade de Tecladistas de todos os níveis para te ajudar a
evoluir junto (aqui você não está sozinho).
Certificado de conclusão do curso.
E mais 5 bônus exclusivos gratuitos no valor de R$1088,00 reais
7 Dias de garantia incondicional, se achar que não serviu pra você,
devolvo o seu dinheiro, simples assim…
Assista no computador, celular ou tablet.

E mais, muito mais..

Esse é um conteúdo que só os 2 primeiros módulos valeriam R$697,00 se


vendidos separadamente e você já teria muito mais resultados do que
qualquer outro método chato e massante.

Mas você não pagará esse valor, eu tenho a missão de ensinar teclado para
mais de 25 mil pessoas até 2025 e não quero que o preço seja uma barreira.

Por isso, considerei junto com a minha equipe cobrar o valor de R$497 para
o Método Tecladista Iniciante junto com os 5 bônus exclusivos. É um valor
mais do que justo, levando em conta a quantidade de conteúdo, a
qualidade e tudo o que você tem acesso.

Então por tempo limitado, o primeiro lote será no valor de lançamento, ou


seja, R$297. E ainda ganhará os 5 bonus exclusivo, sem nenhum custo a
mais.

Mas ainda assim, decidi fazer melhor.

Para você que garantiu esse meu livro terá a oportunidade de garantir o seu
Método Tecladista Iniciante, não por R$697,00, nem por R$497 e muito
menos por R$297…

DANILO BREDA | 38
VOCÊ TEM 15 MINUTOS POR DIA
PARA REALIZAR O SEU SONHO?
A Verdade é que nós seres humanos somos verdadeiros procrastinados,
deixamos tudo para depois. Preferimos deixar para fazer as coisas de última
hora quando o tempo está se esgotando ou quase lá.

E acredito que para termos bons resultados, alcançar o que queremos, nós
precisamos colocar a mão na massa, praticar e fazer acontecer. É isso que te
diferencia de quem tem resultado e de quem não tem.

Por isso, quero te fazer um convite especial, único e exclusivo para voceê
que baixar essa cópia do meu livro.

Você quer fazer parte do grupo das pessoas que tem resultados?

Se a resposta for SIM, parabéns! Você tomou a decisão certa. Por isso, quero
te convidar para conhecer o meu curso online, Método Tecladista Iniciante.

Se você realmente leva a sério o seu aprendizado, quer realizar o seu sonho
e está cansado de estudar métodos chatos e cansativos sem progredir?

O meu método é o seu primeiro passo ideal e eu garanto, junto com mais de
15 mil alunos ao redor do mundo. Esse é o método que vai te fazer aprender
a tocar piano ou teclado, praticando apenas 15 minutos por dia. Clique no
botão abaixo para conhecer a garantir a sua vaga exclusivos

CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS


CAPÍTULO 8

GUIA DE ACORDES
CAMPO DE DÓ MAIOR (C)
ACORDE DE C ACORDE DE Dm

C E G D F A

ACORDE DE Em ACORDE DE F

E G B F A C

DANILO BREDA | 41
ACORDE DE G ACORDE DE Am

G B D A C E

ACORDE DE Bdim

B D F

DANILO BREDA | 42
Muito bem, agora você tem as informações essenciais para tocar sua
primeira música no piano em pouco tempo e de forma eficiente.

Não tenha pressa, estude com calma, no seu tempo e eu tenho certeza de
que você terá ótimos resultados.

Não espere que tudo esteja perfeito para que você comece, porque
perfeição não existe e se você esperar por ela, você nunca vai começar.

Tem uma frase que eu gosto muito que diz: "Feito é melhor que perfeito".

Essa frase é muito falada por uma treinadorade cães chamada Susan Garret
e é muito boa para ser lembrada por estudantes de piano.

Então, agora que você já conhece as técnicas, lembre-se dessa citação e


mãos à obra! Daqui pra frente é com você! :)

Ah, se você quiser ter acesso à mais conteúdos gratuitos que eu mesmo
produzo, eu tenho 3 dicas pra você:

Clique no link abaixo:

instagram.com/meupiano

facebook.com/meupianooficial

youtube.com/meupiano
APRENDA
APRENDA
TECLADO DO ZERO!
TECLADO DO ZERO!
O GUIA DEFINITIVO PARA INICIANTES
O GUIA DEFINITIVO PARA INICIANTES