Você está na página 1de 19

Circuitos Lógicos

Aulas Práticas
A Protoboard
A Protoboard

•A Protoboard é um equipamento que


permite interconectar dispositivos
eletrônicos tais como resistores, diodos,
transistores, circuitos integrados etc.
•Com ela podemos montar circuitos
eletrônicos sem a necessidade de soldar os
componentes.
A Protoboard
Sentido da corrente:

A Protoboard possui abaixo


de sua estrutura uma grade
condutora que interconecta
seus pontos.

Algumas possuem uma


descontinuidade na grade no
sentido vertical. Assim você
pode montar 2 circuitos com
configurações diferentes na
mesma protoboard.
A Protoboard

As colunas maiores estão em curto


horizontalmente, enquanto as
menores estão em curto
verticalmente.

Descontinuidade.
Para fazer com que o resto da
coluna tenha a mesma corrente,
basta curtar um fio ligando os dois
extremos da descontinuidade.
A Protoboard

Para levar corrente à protoboard


ligue o fio positivo das pilhas em
VA ou VB e o negativo em GND.
Depois faça a distribuição como
necessário.
A Protoboard

Algumas protoboards indexam as


colunas maiores horizontalmente
com números e verticalmente com
letras. Isso facilita identificar como
está disposta a pinagem de um
componente.
Construindo um circuito
Para ilustrar melhor como uma protobard funciona, vamos
demonstrar como construir um circuito simples.

Circuito:

Para montar esse circuito, precisaremos de:


• Fios;
• 2 Chaves Lógicas;
• 1 resistor (de 1kΩ);
• 1 Led;
• 1 NAND de 2 entradas (7400).
Construindo um circuito
Componentes TTL
Componentes TTL são circuitos integrados que implementam
funções booleanas, multiplexadores, decodificadores, flip-
flops, somadores, registradores, memórias etc.

Normalmente são apresentados em um encapsulamento DIP


(Dual Inline Package):
Construindo um circuito
Componentes TTL
Para saber como conectar corretamente os pinos do
componente ao circuito, devemos consultar a documentação do
fabricante: os data sheets.

A maioria dos datasheets contém informações sobre


características do componente tais como: tensão/ temperatura
típicas/limites de operação, circuito que implementa a funcão
(para integrados de escala reduzida) e, o que é de fato mais
relevante para nós, a pinagem do componente, isto é, a função
de cada pino do integrado.
Construindo um circuito
Componentes TTL
Utilizando o NAND de 2 entradas (7400) como exemplo:

Para fazer o componente


funcionar, devemos
alimenta-lo com +5V no
pino 14 (VCC) e 0V no pino
07 (GND).

Note que no mesmo


componente temos 4 nands
de 2 entradas.
Construindo um circuito
Depois de fornecer corrente,
escolhemos um dentre os quatro
NANDs de duas entradas que o
componente oferece.

Neste caso, as duas entradas são os


pinos 10 e 09 e a saída no pino 08.

Basta ligar os fios que vem das


chaves às entradas (pinos 10 e 09).
O pino 08 é ligado no resistor, que
esta ligado ao Led.

Quando a saída for pra ‘0’ (ambas


entradas em 1), o Led irá acender.
Valor do Resistor
• O valor do resistor em Ohms pode
ser lido por meio de um código de
cores e pela posição de cada cor

0 1 2 3 4 5 6 7 8 9
Valor do Resistor
• Preto 0 Verde 5
• Marron 1 Azul 6
• Vermelho 2 Violeta 7
• Laranja 3 Cinza 8
• Amarelo 4 Branco 9
Resistores
• Amarelo = 4
• Violeta = 7
• Vermelho = 102
• Dourado = Tolerância de 5%
• Resistor = 4700 +- 2.5%
Tolerâncias
• O valor da Tolerância também pode
ser lido por meio de um código de
cores.

+ - 1% + - 2% + - 5% + - 10%
Diodos Emissores de Luz
• LED: Light Emitting Diode
• Dispositivos semicondutores que
emitem luz quando submetidos a
uma fonte de energia elétrica.
• Luzes monocromáticas
Diodos Emissores de Luz
• Em geral, os leds operam com nível
de tensão de 1,6 a 3,3V.
• A potência necessária está na faixa
típica de 10 a 150 mW.
• Os leds grandes (+- 5 mm de
diâmetro) trabalham com correntes
de 12 a 20 mA (valores típicos)
• Os pequenos (3 mm de diâmetro)
operam com a metade desse valor
(de 6 a 10 mA).
Diodos Emissores de Luz
• Diodos devem ser ligados na direção
correta ou não funcionam.