Você está na página 1de 41

MDG

– CRIANÇAS DA BÍBLIA

Lições Bíblicas para Crianças - Crianças da Bíblia 1ª Edição


É um título da coleção “Geração Criança”, publicação do Ministério Discipulando Gerações.
www.discipulandogeracoes.com

Autor: Pra. Margarida H. Tremeschini,


Revisão: Fabrina Caramanti.
Atividades: Roberta Caldeira e Fabrina Caramanti.
Artes: Roberta Caldeira, Cleison Melo e Marcos Caramanti.
Digitação: Lucas do Canto Caramanti.

Página 1
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Índice
Lição 1 – Moisés, um filho adotivo ..................................................................................................pg 04
Lição 2 – Samuel, o menino que ficou longe da mãe muito cedo ................................................pg 08
Lição 3 – Davi, o escolhido para ser rei ..........................................................................................pg 12
Lição 4 – Davi, o menino convidado para ir ao palácio do rei .......................................................pg 16
Lição 5 – Jesus, o Filho de Deus, veio morar entre nós .................................................................pg 20
Lição 6 – A menina morta que Jesus trouxe à vida ........................................................................pg 24
Lição 7 – Jesus usa a cura do menino possesso para nos ensinar a ter fé .................................pg 28
Lição 8 – A criança que Jesus usou como exemplo para falar do céu .........................................pg 33
Diário ..............................................................................................................................................pg 37


Orientação para líderes de crianças
•Seu estilo de vida é o maior exemplo que você pode deixar para suas crianças.
•Seu tempo diário com Deus, sua busca e intensidade irão fazer toda a diferença em
suas ministrações.
• Nunca deixe para estudar a lição na última hora, ela deve ser lida uma semana antes,
afim de que a verdade ali inserida torne-se realidade para você.
• Conheça suas crianças. Procure visitá-las para saber a realidade de cada uma.
• Ore por elas, para que mudanças aconteçam em suas vidas. Ore para que toda a
oposição das trevas seja quebrada em nome de Jesus Cristo.
• Não esqueça que cada encontro é uma oportunidade para o Espírito
Santo trabalhar no coração das crianças.
• Não considere seus alunos como seu legado espiritual, pois Jesus
disse a Pedro: “apascenta as minhas ovelhas” (Jo 21:16 b). Trabalhe
Crianças da Bíblia.
para no sentido de imprimir o caráter de Cristo nelas.
• Encerre
Esta apostila cada reunião
foi elaborada compartilhando
para as um lanche.
crianças de hoje, que ao Não precisa
olharem paraser
asalgo
crianças da Bíblia,
complicado, o objetivo é terem um momento de comunhão.
possam se inspirar na fé, confiança em Deus e no cumprimento do chamado profético para cada
• Faça
uma delas. cópias
O tempo daspassar,
pode atividades
masdas lições de acordo
as promessas compara
de Deus o número
os seusdefilhos
participantes.
continuam as
• Não esqueça que as células de crianças acontecem simultaneamente a dos adultos,
mesmas.
com crianças de todas as idades. Assim, procure atender a todas com sabedoria

Página 2
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Página 3
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Lição 1 – Moisés, um filho adotivo.


Princípio:
Adoção é um ato de amor.

Versículo:
“...o Espírito torna vocês filhos de Deus; e pelo poder do Espírito dizemos com fervor a Deus: “Pai,
meu Pai!” (Romanos 8:15)

Quebra-gelo:
Hoje vamos aprender um pouco sobre a vida de Moisés, que quer dizer “tirado das águas”. E o seu
nome? Você sabe o significado dele?
Procure pesquisar com antecedência o significado dos nomes das suas crianças. Comece
contando sobre o seu próprio nome e deixe que elas falem sobre os seus e, caso não saibam,
ajude-as com a sua pesquisa.

História do dia:
Êxodo 2:1-10
Leia o texto bíblico (NTLH ou outra) como quem conta uma história, capriche na entonação da voz!

Moisés nasceu no tempo em que o povo de Israel vivia no Egito, pois a fome em seu país os havia
levado para lá. No passado o seu povo era bem tratado, por causa de José, um israelita que
recebeu de Deus um favor, o qual transmitiu ao seu povo. Mas já havia passado quase 400 anos
da morte de José. O povo de Israel se tornou forte e numeroso, e espalhou-se por todo o país.
Levantou-se naquele tempo um novo rei, que não conhecia a fama de José. Ele teve medo do
tamanho do povo israelita na sua terra, pensava que se eles entrassem em guerra com os
egípcios, certamente ganhariam. Por isso, começou a escravizar o povo de Israel com trabalhos
pesados e muita crueldade.
Deu também ordem às parteiras para matarem todos os meninos que nascessem das hebreias.
Mas elas temiam a Deus, e não fizeram isso. Alegaram ao rei que quando chegavam aos locais dos
partos, os meninos já estavam com suas mães.

Então, o rei ordenou que todo o menino israelita fosse jogado no rio Nilo. Apenas as meninas
poderiam viver.
Foi neste cenário, com uma sentença de morte, que Moisés nasceu. Sua mãe, Joquebede, tentou
ocultar o seu bebê por três meses. Quando não conseguiu mais, preparou uma cesta e colocou o
menino no rio Nilo. Ela também mandou que sua filha Miriã tentasse acompanhar o destino
daquela cesta.

Logo adiante, algumas mulheres estavam na beira do rio, e a filha de Faraó, ironicamente, acabou
contribuindo para prejudicar o plano de seu pai. Ela reconheceu que aquele bebê era hebreu, mas
foi atraída a tirá-lo das águas, sentindo por ele uma grande compaixão e salvando a sua vida.
A irmã de Moisés, que estava por perto, ofereceu-se para achar alguém para cuidá-lo, e trouxe sua
mãe, que o criou em segurança, recebendo um salário para isto, até quando o menino já estava
grande e foi entregue à filha de Faraó, de quem passou a ser filho.

Página 4
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Ela lhe chamou Moisés e disse: “porque das águas o tirei.” Moisés foi cuidado com todas as
vantagens da realeza egípcia, sem dúvida vestia-se, falava e agia como um egípcio.

A adoção de Moisés mudou todo o seu destino. Deus o livrou da morte, permitindo que fosse
morar no palácio, sendo instruído e cuidado para cumprir o seu chamado, que era tornar-se o
defensor e libertador do povo hebreu, o povo escolhido de Deus.

Aplicando a palavra:
Da mesma maneira como Moisés teve o seu destino mudado ao ser tirado das águas pela filha do
Faraó, muitas crianças são adotadas hoje, e também podem ter seus destinos totalmente
mudados. Deus pode usar uma mãe, uma família adotiva para mudar a história de alguém.
Só Deus sabia da dor da mãe de Moisés, Joquebede, ao colocá-lo no rio Nilo. Só ele pode saber da
dor de uma mãe que precisa deixar seu filho. Deus usou a filha do Faraó para mudar a sentença
de morte que havia sobre Moisés. E pode usar hoje casais para mudar a vida de muitas crianças
que precisam ser adotadas.
Você sabia que um dia Deus também nos adotou, pois havia sobre nós uma sentença de morte?

Vamos entender: quando o homem desobedeceu, lá no início da criação, o pecado e a morte


passaram a separar as pessoas de Deus. Acabou ali a amizade.
Então Deus Pai enviou Jesus, o Deus Filho, para cumprir a missão de restaurar a amizade. Jesus é
o irmão mais velhos de todos os filhos adotados de Deus.
Quando Jesus ainda não é o rei na vida de uma pessoa, ela está no mundo desprotegida
espiritualmente e não conheceu o caminho da Salvação. Mas quando alguém prova do amor de
Deus e recebe seu Filho Jesus como Senhor e Salvador, passa de uma criatura feita por Deus para
um filho adotado por Deus. Realmente a adoção é um ato de amor! Não existe um amor maior do
que o amor de Deus por nós, que enviou Jesus para poder nos adotar como seus filhos!

“...o Espírito torna vocês filhos de Deus; e pelo poder do Espírito dizemos com fervor a Deus: “Pai,
meu Pai!” (Romanos 8:15)

Acerto:
• Você conhece alguma história de adoção perto de você?
• Você teria a coragem que a filha do Faraó teve, de adotar aquele bebê?
• E você, já foi adotado por Deus?

Vamos Orar?
Ore junto com as crianças, intercedendo por crianças que precisam de adoção, agradecendo a por
Deus ter-nos adotados como seus filhos. Faça um apelo para saber se ali há crianças que ainda
não foram adotadas por Deus, e ore com elas, recebendo o amor de Deus por adoção em nome de
Jesus.

Página 5
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Página 6
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Página 7
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Lição 2 – Samuel, o menino que ficou longe da mamãe muito cedo.


Princípio:
Nunca é cedo demais para aprender a ser bom e servir a Deus.

Versículo:
“...Samuel era muito novo quando a sua mãe o levou a casa do Senhor, em Siló.” (1Samuel
1:24b)

Quebra-gelo:
Pergunte às crianças sobre a experiência de ficar longe de casa, se já ficaram e quanto tempo foi...
Após contarem suas experiências, conte para eles a experiência de Samuel, o menino que ficou
longe da mamãe desde criança para servir a Deus no templo.
Moral: O que aprendemos muito cedo, jamais esquecemos.

História do dia:
2 Samuel Capítulos 1, 2, 3.
Querido líder, leia previamente este texto e anote os pontos principais para que a história fique
interessante para as crianças... você pode usar gravuras, fantoches, flanelógrafo, teatrinho com
colheres, imagens no seu tablete etc.
A mãe de Samuel, Ana, não podia ter filhos e um dia fez um pedido acompanhado de uma
promessa a Deus, que se ele lhe desse um menino, ela o entregaria ao Senhor por todos os dias
de sua vida. Deus ouviu sua oração e Ana cumpriu sua promessa. Ficou cuidando de Samuel e
depois o levou para o templo, a fim de ser treinado e educado para ser um sacerdote. E ainda algo
também difícil para a mãe, saber que o sacerdote Eli, que ensinaria Samuel, não havia sido capaz
de educar seus próprios filhos. (1Samuel 2:12-17; 3:13)
A influência e os ensinos de sua mãe Ana, nos seus primeiros anos de vida foram tão importantes,
que sem dúvida, mais tarde, foram a razão do sucesso de Samuel.
Samuel ajudava ao sacerdote Eli, participando das tarefas em torno da adoração a Deus. Ele
usava uma túnica de linho, que sua mãe todo o ano levava para ele quando o seu pai ia até o
templo para adorar. Eli abençoou Ana e pediu a Deus que lhe desse mais filhos. Então Ana
também teve mais três filhos e duas filhas.

Samuel era um menino de coração obediente como aprendera com seus pais e também como
aprendiz de sacerdote, estava treinando para ser um profeta, um porta voz de Deus para seu povo,
numa época em que a palavra de Deus era recebida como algo muito precioso. A fidelidade de
Samuel em proferir a palavra do Senhor o tornou respeitado em todo Israel.
“E o menino Samuel continuava a crescer, e tanto o SENHOR como as pessoas gostavam cada vez
mais dele”. (I Samuel 2:26) Samuel falava, o povo ouvia e Deus tornava todas as suas palavras em
realidade. “E Samuel cresceu. O SENHOR estava com ele e fazia tudo o que Samuel dizia que ia
acontecer. Assim todo o povo de Israel, do Norte ao Sul do país, ficou sabendo que Samuel era, de
fato, um profeta do SENHOR”. (I Samuel 3:19 e 20)

Página 8
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Aplicando a palavra:
Quando olhamos para a história de Samuel, crescendo longe da sua mãe o nosso coração fica
apertado. Porque sabemos como é gostoso para uma criança ser cuidada e criada pertinho da
mamãe. Perto da mãe a criança ganha muita atenção, carinho, e as suas vontades são feitas.
Mas, quando olhamos do ponto de vista de Deus, que precisava levantar um profeta para aquela
geração, vemos o grande desafio de Deus para essa família. O mesmo desafio ele tem para você,
ele deseja levantá-lo como um menino de Deus, ainda pequeno, e o melhor, você pode servir a
Deus junto com a sua família. Aproveite o tempo que Deus lhe concede de estar perto de sua mãe,
para aprender, ouvir os seus conselhos, guarde-os todos dentro de seu coração, pois lhes serão
muito úteis por toda a sua vida.
Assim como Samuel, que desde de pequeno já servia ao Senhor, você também desde agora já
pode dedicar a sua vida ao serviço de Deus. Você pode fazer isso na sua casa, na escola, na célula
e na igreja.

Vamos conversar sobre como servir a Deus:

• Em casa você pode se dedicar a orar pela família, ler a Bíblia e pensar nas coisas de Deus.
Pode ser um bom filho e bom irmão para agradar a Deus e deixar todos felizes. Pode ser
aquela pessoa que leva paz e harmonia ao ambiente, pode acalmar aquele que está
nervoso.
• Na escola você pode servir a Deus nunca falando palavrão ou praticando bullying, mas
elogiando as qualidades das pessoas, ficando em silêncio na sala e obedecendo os
professores, ah...se esforçando e tirando boas notas também, é claro! Pode também orar
por quem está com dor de cabeça por exemplo e transformar a tristeza desta pessoa em
alegria.
• Na célula você pode ser aquele que mais presta atenção e que quer participar na oração,
aquele que lembra dos que estão faltando e que não deixa de ir na célula para passear,
tomar sorvete ou ir ao cinema...aquele que coloca as coisas de Deus antes dos passeios.
• Já na igreja, você pode ser como Samuel se oferecendo para ser ajudante dos professores,
prestando atenção, dando atenção para um visitante, cuidando dos menores, participando
da oração e até mesmo servindo o lanche.

Acerto:
• Você gosta da sua casa? Você ouve e obedece os conselhos dos seus pais?
• Você também deseja ser uma criança que serve a Deus?
• Você está disposto a fazer as mudanças necessárias para servir a Deus em casa, na
escola, na célula e na igreja como acabamos de conversar?

Vamos orar?
Pai de amor, nós queremos ser como foi Samuel, que ouvia a tua voz e obedecia. Opera em nosso
coração uma grande transformação, para que sejamos teus servos em todos os lugares.
Enche o nosso coração com amor pela tua palavra e com a força para fazer boas escolhas na vida.
Em nome de Jesus, Amém.

Página 9
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Página 10
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Página 11
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Lição 3 – Davi, o escolhido para ser rei.


Princípio:
Só Deus pode enxergar o coração do homem.

Versículo:
“O homem vê o exterior, porém o Senhor, o coração.” (1Samuel 16:7)

Quebra-gelo:
Levar um sapato de menina, escolher um menino e deixar que ele tente calçar o sapato em todas
as meninas, para ver em qual delas vai servir o sapato, e então perguntar às crianças o que esta
brincadeira as lembra. Com certeza dirão que é a história da Cinderela.
Moral: No conto de fadas, o príncipe enxerga quem será a princesa pelo tamanho do sapato, algo
demonstrado no exterior. Mas para Deus, na hora de escolher alguém para uma tarefa especial,
ele olha o coração.

História do dia:
1Samuel 16:1-13
Saul, rei de Israel, desobedeceu a Deus em tudo o que lhe havia mandado fazer e embora depois
tivesse se arrependido, era tarde demais para continuar sendo rei, pois Deus já tinha escolhido
para si um outro rei.

Lembram do menino Samuel da lição passada? Nesta época ele já era um grande homem de Deus
e foi enviado até a casa de Jessé para ungir quem Deus havia escolhido para ser o novo rei. Para
que todos ficassem à vontade, Samuel disse que tinha vindo para oferecer um sacrifício, pediu que
todos se purificassem para a cerimônia e assim que chegou Eliabe, o filho mais velho de Jessé,
Samuel pensou ser ele o futuro rei, mas o Senhor o advertiu e lhe explicou o critério que estava
usando para a escolha, que o coração seria o critério e não a aparência.

Assim sendo, passaram todos os filhos de Jessé na frente de Samuel e nenhum deles foi
escolhido, até que Samuel perguntou a Jessé se estava faltando algum filho e então ele falou que
Davi estava com as ovelhas. Samuel mandou chamá-lo e quando o viu, percebeu que ele sim era o
escolhido de Deus.

Aplicando a palavra:
Os reis eram escolhidos para governar, cuidar do povo, fazendo valer as leis de Deus sobre eles. O
fato de serem ungidos, derramando óleo sobre suas cabeças, significava que eles estavam sendo
separados por Deus como uma autoridade especial para ser rei.

Hoje, após Jesus ter vindo como nosso rei, “fez de nós um reino de sacerdotes a fim de servirmos
ao seu Deus e Pai” (Apocalipse 1:6). Para o reino de Jesus se estabelecer na terra, ele precisa de
trabalhadores separados para sua obra, capacitados pelo Espírito Santo para tarefas muito
especiais.
Como você acha que Deus está escolhendo hoje quem contribuirá para estabelecer o seu reino?
Será que é pela aparência? Quem é mais velho ou mais novo? Mais rico? Quem fala mais?
É claro que não, o critério de Deus continua sendo o mesmo. Ele e o único que tem o poder de
enxergar o nosso coração.

Página 12
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

“O homem vê o exterior, porém o Senhor, o coração.” (1Samuel 16:7)

E ele está à procura de meninos e meninas de coração puro e ensinável, como o de Davi. Deus
quer enxergar em nós um coração amoroso, que cuida das ovelhas, que cuida das pessoas com
carinho, sabendo que Deus tem o propósito de demonstrar o seu amor por para cada um de nós.
Mas, e se nestes dias você anda meio nervoso, desobediente ou até mesmo deixou de orar e
buscar a Deus. Será que ele não vai mais chamar você para perto dele? Vamos ver o que a Bíblia
diz:

“Mas, se confessarmos os nossos pecados a Deus, ele cumprirá a sua promessa e fará o que é
correto: ele perdoará os nossos pecados e nos limpará de toda maldade.”(1 Jo. 1:9)
Então quer dizer que posso ficar limpinho outra vez se eu quiser realmente mudar de vida, ficando
triste com meus erros, pedindo perdão e recebendo um novo coração.

E agora? Quando será que Deus vai poder contar comigo para realizar os seus planos? A Bíblia diz:
“Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós.” Isso quer dizer que eu devo orar e cuidar da minha
amizade com Deus, e quando ele se agradar do meu coração, me chamará para uma tarefa
especial.

Acerto:
Você se preocupa mais com a aparência do que com o coração? Como está o seu coração? Oque
está faltando nele: paciência, fé, amor pelas pessoas, amor por Deus?
Existem pecados que você ainda não confessou? Quer ter um coração limpinho agora mesmo?
Você se preocupa em ajudar os outros? São crianças assim que Deus procura, você está disposto
a ser assim?

Vamos orar?
“Se tu olhares senhor pra dentro de mim, nada encontrarás de bom. Mas um desejo eu tenho, de
ser transformado, preciso tanto do teu perdão, dá-me um novo coração. Dá-me um coração igual
ao teu, meu mestre... Coração disposto a obedecer, cumprir todo teu querer, dá-me um coração
igual ao teu.” Em nome de Jesus oramos, amém.

Página 13
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Página 14
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Página 15
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Lição 4 – Davi, o menino convidado para ir ao palácio do rei.


Princípio:
Nossas habilidades são para serem usadas para a glória de Deus.

Versículo:
“Todas as coisas são feitas de acordo com o plano e com a decisão de Deus”. (Ef.1:1a)

Quebra-gelo:
Brinque de show de talentos. Cada criança terá a oportunidade de demonstrar algo que sabe
fazer, como: cantar, dançar, imitar algo, contar uma história, pintar ou desenhar o rosto de
alguém... se o tempo estiver curto, elas podem apenas falar algo que sabem fazer...como simples
como um sanduíche, varrer a casa... todos devem participar.

Moral: Todos temos alguma habilidade.

História do dia:
1Samuel 16:14-23
Como já aprendemos na história da semana passada, Davi era ainda um garoto e já havia sido
separado e ungido por Deus para ser o futuro rei de Israel. Ele era um menino do campo, mas
Deus providenciou para que ele fosse levado do seu ambiente rural para a corte do rei Saul.
Sabe como? Saul quebrou a sua promessa de obedecer a Deus em toda a sua palavra, acabou
criando suas próprias regras e quando foi confrontado pelo sacerdote, culpou outras pessoas.
Preferiu ser cabeça dura por muito tempo... e assim foi abrindo uma tremenda brecha na sua vida
espiritual. Após esses acontecimentos, Saul passou a ser um rei depressivo e oprimido por um
espírito maligno.

Foi neste cenário de profunda perturbação do rei, que um dos seus servos sugeriu que um músico
poderia louvar a Deus para acalmá-lo. O rei Saul falou: “Procurem um homem que toque bem a lira
e o tragam aqui”. (1Samuel 16:17)
Alguém se lembrou de um talentoso músico de Belém, chamado Davi. Foi assim que Davi entrou
no palácio do rei, através do talento que Deus lhe deu, que ele usava para o seu louvor. Assim Davi
ficou perto de quem ele iria ser o sucessor, chegando até a ser o escudeiro do rei. Quando Deus
tem um plano, ele mesmo prepara as coisas para que tudo saia da maneira que ele planejou.

Aplicando a palavra:
“Todas as coisas são feitas de acordo com o plano e com a decisão de Deus”. (Ef.1:1a)
Deus tem para vocês grandes planos, como tinha para o pequeno Davi. Ele vai utilizar os seus
talentos naturais, aquilo que você faz bem se preocupação, para levá-lo a cumprir o plano que ele
já traçou para você, que é o seu destino.

Aproveite o tempo de criança para aprender a ser uma pessoa habilidosa, aproveite todas as
oportunidades que tiver, para aprender a falar em público, cantar, cuidar de crianças pequenas,

Página 16
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

tocar, escrever, falar outra língua, a fazer serviços de casa, cozinhar, aconselhar as pessoas
usando a Bíblia.

Davi fez assim, aprendeu a cuidar das ovelhas do seu pai e também a louvar tocando lira,
cantando e escrevendo muitas músicas para Deus. Foi na sua infância que Davi aprendeu lições
preciosas para a sua vida.

Acerto:
Para se desenvolver qualquer habilidade precisamos melhorar como pessoa, pois temos que ter
muita disciplina e força de vontade para treinar muito e aprender algo novo.
Você quer ser uma pessoa habilidade? Está disposto a usar seus talentos para agradar ao Pai?
Vamos orar?
Ore para que Deus desperte em cada criança o desejo de aprender coisas novas para a honra e
glória do seu nome, Amém.
Querido líder, você pode conduzir uma oração chamando à frente os que querem aprender a tocar
um instrumento, depois os que querem cantar, os que querem conhecer muito a Bíblia, os que
querem ter o dom de falar as línguas dos povos, os que querem ser missionários...

Página 17
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Página 18
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Página 19
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Lição 5 - Jesus, o filho de Deus, que veio morar entre nós.


Princípio:
Deus se tornou homem.

Versículo:
“Ela terá um menino, e você colocará nele o nome de Jesus, pois ele salvará o seu povo.” (Mateus
1:21)

Quebra-gelo:
O que você sentiria, se soubesse que Jesus viria à Terra para morar na sua casa?
Deixe que todas as crianças falem.

Com certeza todos ficaríamos muito felizes.


Moral:

Maria e José também ficaram muito felizes, desde o princípio foram alertados pelo anjo, que este
menino que viria para eles seria para salvar toda a humanidade.

História do dia:
(Mateus Cap. 1 e 2; e Lucas Cap. 2:41-52)
A casa de Maria e José foi a casa escolhida para Jesus morar nessa terra. Deus mandou anjos
para avisá-los, prepará-los e dirigi-los na tarefa de pais e cuidadores do filho de Deus. Vocês já
imaginaram como devem ter se sentido Maria e José quando receberam a visita do anjo, cada um
da sua vez, de maneiras diferentes? Como se sentiram ao saber que uma pessoa tão importante
iria ser dado para ser cuidado por eles, creio que exigiu-lhes toda devoção e confiança em Deus.
Para Jesus também foi uma escolha muito marcante, porque ele vivia no céu com todo poder e
autoridade que tinha com o Pai. Tinha também os anjos trabalhando ao seu favor, conforme
Filipenses 2:5-8. Ele veio e se tornou um carpinteiro, um artesão, que trabalhava a madeira com
as mãos. Viveu aqui na Terra uma vida humilde, não apenas em seu nascimento em uma
manjedoura. A saber, manjedoura é o lugar onde se coloca alimento para os animais. Jesus
aprendeu a trabalhar com o pai dele desde a sua infância, numa cidade considerada muito
pequena, que é Nazaré (João 1:45, 46).

Jesus teve irmãos, como Tiago, José, Judas e Simão e teve também irmãs cujos nomes não são
citados na Bíblia (Marcos 6:3). Foi educado por seus pais segundo o costume do povo judeu, na
tradição, e era um menino considerado como filho da lei, ou seja, deveria começar a aprender
todos os preceitos da lei e aos 13 anos começaria a participar das cerimônias, orações, jejuns e
estudos teológicos junto com os adultos. Na época de Jesus, as aulas não possuíam cadernos,
atividades ou computadores, mas eram gravadas na memória e no coração.

E foi ali no templo, junto aos doutores da lei e professores mais experientes, que Jesus os
surpreendeu quando tinha 12 anos, com a sua sabedoria e carisma pessoal. Muitas coisas
podemos aprender com a vida de Jesus, inclusive que quando nascemos, é segundo um plano
específico de Deus para cada um de nós, para sermos bênção para as pessoas que vivem perto da
gente, como a Bíblia fala: “E Jesus se desenvolvia em sabedoria, estatura e graça na presença de

Página 20
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Deus e de todas as pessoas.” (Lucas 2:52) Jesus nasceu para ser bênção para toda a humanidade
perdida.

Aplicando a palavra:
A casa de Maria e José foi escolhida, e a sua casa hoje, a sua vida, pode ser escolhida para ser a
habitação de Jesus?
Jesus também teve irmãos, assim ele teve também que aprender a doar e repartir, porque irmãos
são bênçãos de Deus para nos ensinar a conviver com as outras pessoas e a repartir tudo o que
temos, você está disposto a aprender a conviver com as pessoas?
Quando Jesus foi levado por seus pais até o templo, ele já conhecia muito da palavra de Deus,
porque ele a amava e conhecia muito bem as escrituras. Ele teve a oportunidade de aprender
sobre a Bíblia, a Palavra de Deus, e ele aproveitou, aprendeu, memorizou a ponto de poder
conversar sobre ela com os adultos!!!
Seja como Jesus, ele gostava de aprender as coisas de Deus, foi um menino que crescia em
sabedoria, em estatura e graça diante de Deus e diante dos homens. Ele não apenas crescia na
sua altura, mas também na sabedoria das coisas espirituais e na sua comunhão com o Pai.

Acerto:
• Jesus já mora na sua casa?
• Você deixa ele trabalhar na sua vida, como trabalhou na madeira bruta para torná-la em
algo útil?
• Você ama os seus irmãos?
• Você estuda a bíblia diariamente como algo precioso e como uma oportunidade de
aprender mais de Deus?
Vamos orar?
Querido Pai, nós queremos ser parecidos com Jesus. Queremos seguir o seu exemplo, crescendo
não só no corpo físico, mas na amizade com o Senhor e no conhecimento da sua Palavra. Enche-
nos com o teu Espírito Santo e opera em nós o teu milagre. Oramos com a confiança de que o
Senhor nos ouve, em nome de Jesus. Amém.

Página 21
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Página 22
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Página 23
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Lição 6 – A menina morta, que Jesus trouxe à vida.


Princípio:
Para Deus a morte não é o fim.

Versículo:
“... isto é impossível aos homens, mas para Deus tudo é possível.” (Mateus 19:26)

Quebra-gelo:
Brincar com as crianças, usando o jogo da memória “Situações difíceis”, do Ministério
Discipulando Gerações que está nas atividades (colorir e recortar antes).
Deixar que brinquem e após, converse com eles sobre as crianças também passarem por
situações difíceis, mas que existe um Deus, e para ele, nenhuma situação ruim marca o fim do
nosso dia, ele faz o impossível acontecer!

História do dia:
(Marcos 5:21-24; 35-43)
Quando Jesus afirmou ser o messias, o filho de Deus prometido, a esperança do povo judeu
cresceu, pois eles viam os milagres, seu poder sobre a natureza e sobre os demônios.

Jairo, um funcionário responsável pelo funcionamento e manutenção da sinagoga, igreja dos


judeus, podia até duvidar do que Jesus falava, mas um drama pessoal o levou a prostrar-se e
suplicar a ajuda do mestre. Era a sua filha de doze anos que estava morrendo, o mundo estava
desabando para este homem. Era muito cedo para sua filha morrer. Jesus ouviu o seu pedido e
passou a acompanhá-lo até a sua casa, só que durante o caminho, foram interrompidos por outra
situação difícil. Uma mulher que, a doze anos, estava enferma. Jesus para diante dela, pois ao
tocá-lo ficou curada, este tempo de milagre atrasou a chegada de Jesus até a filha de Jairo e
algumas pessoas que estavam com a menina enferma, chegaram ao encontro do pai dizendo já
ser muito tarde, pois a menina já havia morrido.
Jesus ao ouvir o falatório, disse ao pai da criança: “não temas, crê somente.” E o acompanhou até
a casa, chegando lá, era grande o alvoroço dos que choravam, porem Jesus disse que a criança
não estava morta, mas dormindo, o que provocou riso de incredulidade nos que ali estavam. Pediu
então a todos que saíssem e entrou no quarto da menina com o pai, a mãe e mais três de seus
discípulos: Pedro, Tiago e João. Tomando-a pela mão, mandou que ela levantasse, e
imediatamente ela se levantou e andou, foi então que o médico dos médicos pediu que lhe
dessem de comer.

Aplicando a palavra:
Quantos relatos já ouvimos de pessoas que foram curados, libertos de vícios, salvos por Jesus,
mas muitas vezes duvidamos em nosso coração, até que um momento difícil nos leva até ele em
oração clamando por um milagre.

Página 24
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Jesus deseja realizar o milagre que pedimos, pois, para ele nada e impossível, mas para realizá-lo,
não pode haver incredulidade, dúvida no coração, foi por esta razão que mandou os que riram
quando disse “que a menina estava apenas dormindo”, saíssem da casa.

Ele quer resolver nossos problemas, nos levar a: levantar, andar, se alimentar e viver!
Para aquele que acredita em Jesus até para a morte existe solução, pois aqueles que morrem em
Cristo, com Jesus no coração, somente dormem, e um dia hão de ressuscitar, viver de novo e com
ele, eternamente! (1Coríntios 15:16-26)

Acerto:
• Você precisa de um milagre?
• Você acredita que Jesus é poderoso como a Bíblia diz?
• Tem certeza de que ao morrer, passará da morte para a vida eterna?
• Querido líder, não perca a oportunidade de checar a certeza da salvação, caso alguma
criança tenha dúvida, convide-a a receber Jesus como Senhor e Salvador da sua vida.

Vamos orar?
Pai de amor, obrigado por ter enviado Jesus à Terra. Eu creio que Jesus tem todo o poder para
fazer um milagre hoje na minha vida e na minha família. Eu quero viver os teus milagres. Eu confio
em ti e recebo todo o bem que guardaste para mim neste dia. Em nome de Jesus, amém.

Página 25
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Página 26
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Página 27
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Lição 7- “Jesus usa a cura do menino possesso para nos ensinar a


ter fé”
Princípio:
Eu preciso de fé, para libertar crianças do poder do mau.

Versículo:
“.... Tragam o menino aqui.” (Mateus 17:17b)

Quebra-gelo:
De uma maleta de primeiros-socorros vá retirando junto das crianças, o termômetro, o palito de
baixar a língua, o curativo, alguns remédios, comentando para que são utilizados.
Moral: quando estamos doentes, vamos à procura da maleta de primeiros-socorros; a fé, deve ser
a primeira coisa a fazer parte da nossa maleta.

História do dia:
(Mateus 17:14-21)

Houve um dia, que em meio de uma grande multidão, um pai aflito se ajoelhou em busca do
socorro de Jesus.
O homem lhe contou sobre o seu grande problema, tinha um filho, o qual sofria de ataques
epiléticos, convulsões, manifestações clínicas como: enrolar a língua, espumar e chegar até a
perder a consciência.
É certo que, nem todo ataque epilético tem a ver com possessão demoníaca, mas neste caso, o
menino estava mesmo possuído por um demônio.
Jesus entendeu isto, pela palavra do pai, ao falar que hora o menino se jogava na água, hora no
fogo, ou seja, coisas terríveis aconteciam quando estava debaixo destes ataques. O que podemos
entender então crianças, é que toda vez que este menino tinha um ataque epilético, um mal físico,
o diabo se aproveitava da situação e machucava ainda mais o menino.
O pai contou que ele já havia levado o menino até os discípulos para que eles o ajudassem, mas
nada conseguiram fazer.
Jesus advertiu os seus discípulos pois sabia que, qualquer discípulo que tivesse fé, comunhão com
Deus, através de uma vida de oração e jejum, poderia expulsar o demônio que atormentava o
menino e curá-lo.
Usando o problema daquele menino, Jesus ensinou a seus discípulos a importância da fé, crer que
tudo é possível para Deus.
Ensinou-lhes que basta uma fé do tamanho do grão de uma mostarda, uma das menores
sementes, para dizer a um monte que se mude de lugar, e mudará. Que fé é fundamental na vida
de quem crê em Jesus, pois é através da fé, que trazemos poder e os milagres de Deus à Terra,
para ajudar e salvar vidas.

Página 28
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Aplicando a palavra:
• Crianças podem sofrer doenças como os adultos sofrem, e também sofrem ataques do diabo
em suas vidas.
• Jesus veio para desfazer as obras do diabo na vida das crianças.
• Quando crianças sofrem, seus pais também sofrem.
• Jesus ensinou através da cura deste menino, que, todos os filhos de Deus, seus discípulos,
precisam da fé e esta fé deve ser demonstrada com uma vida de oração e jejum, ou seja, uma
vida em dependência total dele.
• Jesus nos deixou aqui, para fazer tudo o que ele fez, e até coisas maiores, mas para isto
precisamos ter um coração cheio de fé.

Acerto:
• Você tem visto pais sofrerem por causa de seus filhos? E crianças sofrendo?
• Você quer ser um menino ou uma menina de fé?
• Crê que tudo é possível, e que sua oração pode ajudá-los?
• Você está disposto a vencer a timidez e oferecer a sua oração às pessoas?
Vamos orar?
“Pai, aumenta a nossa fé, através da nossa vontade de orar, de depender do Senhor e dedicar
nossas vidas a ti, para tomarmos posse do seu poder e autoridade sobre os demônios e
enfermidades em nome de Jesus. Amém! Aleluia!!! ”

Página 29
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Página 30
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Página 31
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Página 32
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Lição 8 - A criança que Jesus usou como exemplo para falar do céu.
Princípio:
O reino do céu é para os simples e humildes.

Versículo:
“A pessoa mais importante no Reino do céu é aquela que se humilha e fica igual a essa
criança.” (Mateus 18:4)

Quebra-gelo:
Perguntar para as crianças o que elas querem ser quando crescer. Deixar que todos
respondam.
Moral: Você pode ser muitas coisas quando crescer, mas nunca pode deixar de ser
simples e humilde como uma criança, que depende de outros, que depende de Deus, pois
o céu não é lugar de arrogantes, orgulhosos, pessoas cheias de si, mas de pessoas
simples.

História do dia
(Mateus 18:1-5)
Todos nós temos sonhos desde criança, de crescer, estudar, conquistar uma carreira, ser
alguém na vida, isto é bom e legítimo. O que precisamos tomar muito cuidado é com o
nosso coração, para que não entre egoísmo, ciúmes, inveja, competição por querer ser
sempre o primeiro, o melhor.
Jesus quando esteve aqui na Terra, chamou discípulos para andar com ele, lhes falou
sobre o seu reino, o céu, o que fazer para ir lá, escolheu homens muito simples para andar
com ele, pescadores, homens que nem sabiam ler direito, para mostrar que lá no seu
reino, no céu, o que conta é um coração humilde. Mas com o passar do tempo, os seus
discípulos, participando das curas e milagres, começaram a se “achar” e se levantou
ainda entre eles uma discussão, de quem era o melhor e qual deles seria o maior lá no
céu. Foi então que Jesus parou para ensiná-los, chamou uma criança como vocês (pegue
uma criança em seu colo) e colocou-a no meio deles.
O que as pessoas esperam de uma criança?
Quando olhamos uma criança, vemos alguém que depende de outros para viver, precisa
de ajuda, de compreensão, porque ainda tem muito que aprender.
Quando nós aceitamos a Jesus, o Espírito Santo passa a morar em nós, ele é um grande
tesouro, mas nós não podemos nos orgulhar por isto, como os discípulos se orgulharam e
“se acharam” grande coisa por andarem ao lado de Jesus, muito pelo contrário, devemos
ser simples, humildes e respeitar muito as pessoas que estão ao nosso redor, dando
muito valor a elas, como Jesus deu.

Página 33
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Aplicando a Palavra:
Toda criança quer crescer e ser alguém de valor, Glória a Deus por isto.
O que nunca se pode esquecer é de ser alguém simples e humilde.
Pois no céu, onde um dia vamos morar, é lugar de pessoas simples como Jesus, que
embora tivesse tudo lá no céu ao lado de seu Pai, anjos para servi-lo, veio morar aqui
entre nós e nunca se orgulhou ou deixou de servir as pessoas por ser o filho do Deus
altíssimo. Andou com homens humildes, sentou e comeu com pecadores, fez-se simples
para ganhar a todos e tentar levá-los para o seu reino eterno.

Acerto:
• Você que ir morar no céu?
• Você já aceitou a Jesus no seu coração?
• Você e um menino ou uma menina humilde?
• Você entende que precisa da ajuda das pessoas e que deve dar valor a elas?
• Você consegue ter prazer em servir aos outros?
Vamos orar?

Pai Santo, tira do meu coração o que não te agrada, todo o egoísmo e orgulho, eu não posso achar
que sou mais importante que os outros, pois o Senhor não se agrada que eu despreze as pessoas
no meu coração. Cobre-me com o teu sangue purificador, perdoa o meu pecado e me ensina a ser
humilde e a servir as pessoas. Em nome de Jesus, Amém.

Página 34
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Página 35
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

Página 36
MDG – CRIANÇAS DA BÍBLIA

CRIANÇAS DA BÍBLIA
Diário de Lições

Líder de crianças:

Classe/ célula:

Lições:
Crianças
1 2 3 4 5 6 7 8

1.

2.

3.

4.

5.

6.

7.

8.

9.

10.

11.

12.

Página 37
Imprima duas cópias de cada página, recorte, dobre e cole. Seu jogo de memória estará pronto para brincar!

MINISTÉRIO DISCIPULANDO GERAÇÕES


Imprima duas cópias de cada página, recorte, dobre e cole. Seu jogo de memória estará pronto para brincar!

MINISTÉRIO DISCIPULANDO GERAÇÕES


DISCIPULANDO

www.discipulandogeracoes.com