Você está na página 1de 1

CAPÍTULOS 2 E 3 JUNQUEIRA E CARNEIRO, ALBERTS SLIDES E ANOTAÇÕES

Principais componentes das células Citoplasma É o espaço intracelular entre a membrana


plasmática e o envoltório nuclear. Esse espaço é preenchido pela matriz citoplasmática ou
citosol. Membrana Plasmática (MP) Contribui para a manutenção da consistência do citosol,
funciona como barreira de permeabilidade e possui altíssima capacidade de regeneração
Possui espessura de 7,5 a 10 nm e é facilmente observada no ME – aparece como estrutura
trilaminar (unidade de membrana). É formada por uma bicamada fosfolipídica com seus
grupamentos não polares (hidrofóbicos) voltados para o centro da membrana enquanto os
grupamentos polares (hidrofílicos) se encontram nas duas superfícies da membrana (interna e
externa). Os fosfolipídios, em meio aquoso, espontaneamente se organizam em bicamada,
sem gasto de energia. Além dos fosfolipídios estão presentes na membrana outros tipos de
lipídios como os glicolipídios e o colesterol. O colesterol, presente nas células animais, é
encontrado entre os fosfolipídios de uma mesma camada. Ele preenche espaços e enrijece a
membrana, tornando-a menos fluida e permeável. Praticamente toda a síntese da MP ocorre
no REL e é transferida para seu local específico através de vesículas. A composição de cada
metade da bicamada é diferente – assimetria. No caso dos glicolipídios, a presença de
oligossacarídeos, que se projetam para fora da superfície celular, contribui para um aumento
da assimetria da MP. Partes externas da MP podem ser transferidas para a parte interna
através da ação da enzima “flipase”. A bicamada comporta-se como um fluido bidimensional e
possui como característica a flexibilidade. Essa flexibilidade permite 3 movimentos :  Flip Flop
– movimentação de um fosfolipídio de uma monocamada para a outra.  Rotação  Difusão
lateral Se a temperatura é diminuída, há uma queda na taxa de movimento dos lipídios ->
membrana torna-se menos fluida. Glicocálice Recobre a superfície externa da MP sendo
facilmente identificável com o Microscópio Eletrônico (ME). Possui como função proteger a
superfície da célula contra choques mecânicos e químicos, adsorver a água (conferindo um
aspecto liso), reconhecimento célula-célula e adesão. Proteínas da Membrana As proteínas
possuem como principais funções transporte de substâncias, atividade enzimática, atuar como
receptora de sinais químicos, promover a adesão intercelular, atuar no reconhecimento
célulacélula e unir o citoesqueleto à matriz extracelular.

Você também pode gostar