Você está na página 1de 2

Deus Vê o Íntimo

Riu-se, pois, Sara no seu íntimo, dizendo consigo mesma: Depois de velha, e velho
também o meu senhor, terei ainda prazer? Disse o SENHOR a Abraão: Por que se riu
Sara?

Gênesis 18:12-13

Devemos estar atentos aos olhos perscrutadores de Deus. Muitos não entendem, às vezes,
o que há de errado com suas vidas, quando julgam ser sinceras diante de Deus; elas julgam
terem atitudes honestas, dignas de um cristão saudável. Seria a chamada “vida
politicamente correta”, uma rotina cristã recheada de práticas (talvez diria, honestas).

Entretanto, nós esquecemos do elevado padrão de justiça de Deus e de Sua onisciência.


Deus, de fato, se preocupa com nosso íntimo, o nosso coração. Porque, na verdade, nós
somos o que somos no íntimo. São nossas intenções que são julgadas por Ele.

Veja no caso de Sara: ao receber a declaração feita pelo Senhor que iria ter um filho, ela
não teve, aparentemente, nenhuma reação externa. A Bíblia diz que ela apenas “riu no
seu íntimo”. Algo sútil, discreto. Contudo, isso foi um ato de incredulidade. As Escrituras
afirmam que, imediatamente, o Senhor viu o coração de Sara: “Por que se riu Sara?” Por
essa intenção ela foi reprovada pelo Senhor.

Querido irmão, eu quero ilustrar a você, com essa história, que Deus vê o íntimo do nosso
coração, tudo que ali é processado, fermentado, todas as nossas especulações íntimas, são
por Ele consideradas. Logo, é verdadeira a afirmação bíblica de que o pecado se inicia no
íntimo, nas intenções, no coração. Da mesma maneira, a obediência, a fidelidade e a honra
que damos a Deus começam, também, em nosso íntimo. Por essa razão Deus diz que “se
agrada da sinceridade dos corações” (1Crônicas 29:17).

Quando Deus dá testemunho de Jó, Ele menciona “reto, sincero, íntegro” (veja Jó 1:8),
coisas que estão no íntimo de Jó. Portanto, nós honramos Deus começando em nosso
coração.

Querido leitor, quero te fazer uma pergunta – Deus nesse momento está vendo seu
íntimo – você tem rido como Sara? Tem orado, lido a Palavra, ouvido pregações,
mas, no seu íntimo, tem duvidado das promessas de Deus? Você tem pensado em
fazer um voto a Deus, que não foi declarado com sua boca, mas no seu íntimo você
intentou fazê-lo e depois desistiu? Quero dizer que Deus já considerou seu voto. Pois
Ele julga o íntimo (a intenção). Você é uma pessoa que não tem feito mal a ninguém,
por palavras ou ações, mas, no seu íntimo, tem julgado, criticado e, até mesmo,
desejado seu mal? Quero dizer a você que o Senhor está considerando essas
intenções. Isso é pecado! (veja Tiago 1:13-15)

Essa revelação não nos traz somente assombro e terror, por saber que os olhos do
Altíssimo sondam as minúcias do nosso coração, mas ela também revela que Ele vê nossa
bondade para com Ele, que muitas vezes não é expressa com palavras ou atos. Você pode
ser uma pessoa sem expressão ou talentos naturais, pode não ter condições de realizar
grandes feitos, mas Deus sabe que no íntimo você é fiel a Ele! Se esforça para obedecer
Seus mandamentos – mesmo tropeçando e caindo várias vezes – no seu íntimo, onde Deus
vê, sua intenção é de obedecê-Lo e honrá-Lo. Por isso Ele diz: “Pois não desejas
sacrifícios, senão eu os daria; tu não te deleitas em holocaustos. Os sacrifícios para Deus
são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus”.
(Salmos 51:16-17). Deus recompensará tal intenção correta com fidelidade!

Deixo você agora, te dando um alerta: cuidado com seu coração, veja como está seu
íntimo. São suas intenções que serão julgadas, como diz Romanos (2:16). Ore como o rei
Davi, que era chamado “um homem segundo o coração de Deus”, que orou assim:
“Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus
pensamentos. E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno”
(Salmos 139:23-24).

Me despeço dando a você o maior conselho que Salomão nos deu: “Sobre tudo o que se
deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida” (Provérbios
4:23).

Sonde seu coração agora mesmo. Peça para Deus julgá-lo. Vigie seus sentimentos e
intenções. Tenha cuidado para não ofender a Deus, como Sara fez. Ao invés disso, tenha
um coração grato, crente e cheio de louvores ao Senhor!

No amor de Cristo,

Paulo Junior

Defesa Do Evangelho
https://www.defesadoevangelho.com.br/textos/deus-ve-o-intimo-paulo-junior/

Você também pode gostar