Você está na página 1de 4

vosso Cristo, e de todos os falecidos, cuja Momento de silêncio para oração pessoal.

fé só vós conhecestes: acolhei-os na luz


da vossa face e concedei-lhes, no dia da Antífona da Comunhão (Jo 10,14)
A misericórdia do Pai
ressurreição, a plenitude da vida. Eu sou o Bom Pastor: conheço minhas Num diálogo de intimidade, Deus nos fala
T. Concedei-lhes, ó Senhor, a luz eterna! ovelhas, e minhas ovelhas me conhecem, na primeira pessoa: Os meus pensamen-
P. Concedei-nos ainda, no fim da nossa diz o Senhor. tos não são como os vossos pensamentos...
peregrinação terrestre, chegarmos todos Esta afirmação torna-se a chave de leitura
à morada eterna, onde viveremos para 20. Depois da Comunhão (De pé)
sempre convosco. E em comunhão com para interpretar uma das parábolas mais
P. OREMOS: Ó Deus, auxiliai sempre os
a bem-aventurada Virgem Maria, com que alimentais com o vosso sacramento difíceis de compreender a partir de nossa
São José, seu esposo, com os Apóstolos para que possamos colher os frutos da visão humana: a do patrão misericordioso.
e Mártires, (com S. N.: santo do dia ou redenção na liturgia e na vida. Por Cristo,
patrono) e todos os Santos, vos louvaremos No tempo de Jesus era comum, na estação
nosso Senhor.
e glorificaremos, por Jesus Cristo, vosso da colheita, que os trabalhadores, uma
Filho. Por Cristo, com Cristo, em Cristo, T. Amém.
espécie de bóias-frias de nossa atualidade,
a vós, Deus Pai todo-poderoso, na unidade
do Espírito Santo, toda a honra e toda a se reunissem em praça pública à espera dos
glória, agora e para sempre. Ritos Finais empregadores das vinhas que os recruta-
T. Amém. vam para a vindima. Pelo amanhecer, eles
saíam de casa com a esperança de serem
18. Rito da Comunhão 21. Vivência
contratados a fim de receber o necessário
L. O salário do patrão representa o amor
P. Guiados pelo Espírito de Jesus e ilu- de Deus que se manifesta a todo ser huma- para manter o pão de cada dia para suas
minados pela sabedoria do Evangelho, famílias.
no e, portanto, também a quem não o mere-
ousamos dizer:
ce. Aprendamos deste jeito divino de ser e A Palavra coloca, de um lado, os traba-
T. Pai nosso... (O celebrante continua) fujamos da tentação de querer que Deus
se submeta aos nossos planos e projetos. lhadores que enfrentaram a rudeza de um
19. Canto de Comunhão dia de sol inclemente, mas que tinham a
1. Esta Palavra que Deus Pai dizia fez vir 22. Bênção Final e Despedida certeza de seu merecido salário; e do outro
do nada toda a criação. / Esta Palavra P. O Senhor esteja convosco. lado, a apreensão desesperada daqueles
veio a nós e, um dia, na Ceia Santa quis que, por não encontrar trabalho, sofriam
ser nosso pão. T. Ele está no meio de nós.
P. Ó Deus, olhai com bondade os fiéis que a angústia da incerteza de não levar nada
Refrão: Vossa Palavra se tornou
imploram a vossa misericórdia, para que, para seus lares. Entre os dois grupos havia
comida. Não posso ouvi-la sem vos ben-
dizer! / No Pão, no Livro, no correr da confiando em vosso amor de Pai, irradiem um patrão que era justo, pois pagava ao
vida, vossa Palavra é que me faz viver! por toda parte a vossa caridade. Por Cristo, pôr-do-sol, como pedia a lei mosaica, um
nosso Senhor.
2. Abrindo a Bíblia vejo um Deus amigo salário digno e honesto a seus trabalha-
que quer amor porque só sabe amar. / Pare- T. Amém.
dores. Esse patrão, imagem do Pai do céu,
ce sombra o Testamento Antigo, diante da P. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai além de justo era misericordioso, pagando
luz que temos neste altar! e Filho = e Espírito Santo.
aos vinhateiros mais do que mereciam pelo
3. Vossa Palavra é como sol luzente: difun- T. Amém.
de luz e envolve no calor. / E vossa voz trabalho: aquilo que necessitavam para
ouvimos, de repente, em tantos gestos de P. A alegria do Senhor seja a vossa força; levar o pão de cada dia às suas famílias.
ternura e amor. ide em paz e o Senhor vos acompanhe.
Ficam para nós, neste domingo, com a
4. Para cantar vossa Palavra, vemos: o T. Graças a Deus.
figura deste pai misericordioso que supera
dom é imenso e fraca é nossa voz. / Mas
vosso Espírito que recebemos vos clama: DIA DA BÍBLIA todas as expectativas humanas, as pala-
“Pai! Ó Pai!” dentro de nós. No próximo domingo, último de setembro, a vras de São Paulo, também ele um operário
Igreja no Brasil celebrará o Dia da Bíblia, ocasião
5. Vossa Palavra é a Comida agora e essa para manifestar pública e liturgicamente nosso
da última hora: “Só uma coisa importa:
comida vai virar meu ser. / Serei Palavra pela amor à Palavra de Deus. vivei à altura do Evangelho de Cristo.”
vida afora, dizendo tudo o que quereis dizer.
leituras da semana
22/2 -feira: Pr 3, 27-34; Sl 14 (15); Lc 8, 16-18; 23/3 -feira, S. Pio de Pietrelcina Presb., memória: Pr 21, 1-6.10-13; Sl 118 (119); Lc 8,
a a

19-21; 24/4 a-feira: Pr 30, 5-9; Sl 118 (119); Lc 9, 1-6; 25/5 a-feira: Ecl 1, 2-11; Sl 89 (90); Lc 9, 7-9; 26/6 a-feira, Ss. Cosme* e Damião*
Mts.: Ecl 3, 1-11; Sl 143 (114); Lc 9, 18-22; 27/Sábado, S. Vicente de Paulo, Pb, memória: Ecl 11, 9-12,8; Sl 89 (90); Lc 9, 43b-45.

COM APROVAÇÃO ECLESIÁSTICA PORTAL DA ARQUIDIOCESE


Publicação da Coordenação de Pastoral da Arquidiocese do Rio de Janeiro. DO RIO DE JANEIRO
Rua Benjamin Constant, 23 – CEP 20241-150 – Rio de Janeiro, RJ – Telefax: 2292-3132.
Cantos selecionados pela Comissão Arquidiocesana de Música Sacra. www.arquidiocese.org.br

EDITOR A NOSSA SEN HOR A DA PA Z: Rua Joa na A ngél ic a, 71 – Ipa nema


C EP: 2242 0 - 03 0 – R io de Ja nei ro, RJ – Br a si l – Tel.: (21) 2521-7299 - Fa x : (21) 2513 -2955 – l iv r a r ia@n spa z .org.br
Ano A – n o 52 – 21 de setembro de 2014

25o Domingo do
Tempo Comum
A liturgia de hoje nos apresenta uma das parábolas mais difíceis para a compreen-
são, pois ela atinge critérios de merecimento que estão bastante arraigados em nossa
mentalidade. Que o Deus de Amor nos permita sair desta missa com o coração e a
mentalidade transformados.
Nossa comunidade reza hoje por: (...).

P. A graça e a paz de Deus, nosso Pai, e


de Jesus Cristo, nosso Senhor, estejam
Ritos Iniciais convosco.
T. Bendito seja Deus que nos reuniu no
amor de Cristo. P. Deus todo-poderoso tenha compaixão
1. Canto de Entrada (De pé)
P. Irmãos e irmãs, os critérios de Deus de nós, perdoe os nossos pecados e nos
1. A Palavra de Deus é uma festa. / Nós são diferentes dos nossos. conduza à vida eterna.
queremos ouvi-la de novo. / Este livro sem
par nos atesta: / “Deus escuta o clamor de T. O sentido da vida consiste em acolher T. Amém.
seu povo.” os critérios de Deus manifestados em
Jesus Cristo. 4. Hino de Louvor
Refrão: Vamos juntos cantar cele-
brando / o que Deus fez e faz para nós. P. Glória a Deus nas alturas,
/ A Palavra é o Amor nos falando. / Com Antífona da Entrada T. e paz na terra aos homens por Ele ama-
amor, ouviremos sua voz. Eu sou a salvação do povo, diz o Senhor. dos. / Senhor Deus, rei dos céus, / Deus
Se clamar por mim em qualquer prova- Pai todo-poderoso: / nós vos louvamos, /
2. A Palavra de Deus, nossa festa, / para
ção eu o ouvirei e serei seu Deus para nós vos bendizemos, / nós vos adoramos,
ouvi-la a Igreja nos chama. / Sempre mais / nós vos glorificamos, / nós vos damos
ela nos manifesta: / Deus é imenso e, con- sempre.
graças por vossa imensa glória. / Senhor
tudo, nos ama! Jesus Cristo, Filho Unigênito, / Senhor
3. A Palavra de Deus como festa / a lutar 3. Ato Penitencial Deus, / Cordeiro de Deus, / Filho de Deus
nos ajuda e convida. / Seu refrão, repetido, P. O Senhor nos convida a abandonar o Pai. / Vós que tirais o pecado do mundo,
está nesta: / “Vim a vós para dar-vos mais mau caminho. Voltemo-nos para Ele que, / tende piedade de nós. / Vós que tirais o
vida!” sendo generoso no perdão, terá piedade de pecado do mundo, / acolhei a nossa súpli-
4. A Palavra de Deus é só festa. / Canta nós. ca. / Vós que estais à direita do Pai, / tende
a glória e o poder de Javé. / Pra louvá-lo piedade de nós. / Só vós sois o Santo, / só
melhor nos empresta / os seus salmos e
(Pausa) vós, o Senhor, / só vós, o Altíssimo, / Jesus
P. Senhor, que sois o caminho que leva Cristo, / com o Espírito Santo, na glória
cantos de fé.
ao Pai, tende piedade de nós. de Deus Pai. / Amém.
5. A Palavra de Deus sempre é festa. / Se o
profeta teu mal denuncia, / é o bom Deus T. Senhor, tende piedade de nós. 5. Oração
que, do chão que não presta, / quer erguer-te P. Cristo, que sois a verdade que ilumina
ao amor, à alegria. P. OREMOS: Ó Pai, que resumistes toda
os povos, tende piedade de nós. a lei no amor a Deus e ao próximo, fazei
que, observando o vosso mandamento,
2. Saudação T. Cristo, tende piedade de nós.
consigamos chegar um dia à vida eterna.
P. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito P. Senhor, que sois a vida que renova o Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
Santo. mundo, tende piedade de nós. na unidade do Espírito Santo.
T. Amém. T. Senhor, tende piedade de nós. T. Amém.

Todos os cantos: Ir. Míria T. Kolling.


Cristo — o que para mim seria de longe o deles: ‘Amigo, eu não fui injusto contigo.
melhor — 24mas para vós é mais necessário Não combinamos uma moeda de prata?
Liturgia da Palavra que eu continue minha vida neste mundo.
27a
Só uma coisa importa: vivei à altura do
14
Toma o que é teu e volta para casa! Eu
quero dar a este que foi contratado por
L. Os critérios de Deus são muito diferentes Evangelho de Cristo. Palavra do Senhor. último o mesmo que dei a ti. 15Por acaso
não tenho o direito de fazer o que quero
dos nossos. Ele não olha os merecimentos T. Graças a Deus.
com aquilo que me pertence? Ou estás com
nem distingue as pessoas. Deus ama a todos
9. Aclamação ao Evangelho inveja, porque estou sendo bom?’ 16a Assim,
por igual.
os últimos serão os primeiros, e os primeiros
(De pé) (Cf. At 16,14b)
serão os últimos.” Palavra da Salvação.
6. Primeira Leitura REFRÃO: Aleluia! Aleluia! Aleluia!
(Sentados) (Is 55,6-9) T. Glória a vós, Senhor.
L. Vinde abrir o nosso coração, Senhor; ó
Leitura do Livro do Profeta Isaías Senhor, abri o nosso coração, e então, do 11. Homilia (Sentados)
6
Buscai o Senhor, enquanto pode ser vosso Filho a palavra, poderemos acolher
Momento de silêncio para meditação pessoal.
achado; invocai-o, enquanto ele está per- com muito amor!
to. 7Abandone o ímpio seu caminho, e o
homem injusto, suas maquinações; volte 10. Evangelho (Mt 20,1-16a) 12. Profissão de Fé (De pé)
para o Senhor, que terá piedade dele, volte P. O Senhor esteja convosco. P. Creio em Deus Pai todo-poderoso,
para nosso Deus, que é generoso no perdão. T. criador do céu e da terra. / E em Jesus
8
Meus pensamentos não são como os vos- T. Ele está no meio de nós.
Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, /
sos pensamentos, e vossos caminhos não P. = Proclamação do Evangelho de Jesus que foi concebido pelo poder do Espírito
são como os meus caminhos, diz o Senhor. Cristo segundo Mateus. Santo; / nasceu da Virgem Maria; / pade-
9
Estão meus caminhos tão acima dos vos- T. Glória a vós, Senhor. ceu sob Pôncio Pilatos, / foi crucificado,
sos caminhos e meus pensamentos acima morto e sepultado. / Desceu à mansão
dos vossos pensamentos, quanto está o céu P. NAQUELE TEMPO, Jesus contou esta dos mortos; / ressuscitou ao terceiro dia;
acima da terra. Palavra do Senhor. parábola a seus discípulos: 1“O Reino dos / subiu aos céus; / está sentado à direita
Céus é como a história do patrão que saiu de Deus Pai todo-poderoso, / donde há
T. Graças a Deus. de madrugada para contratar trabalhado- de vir a julgar os vivos e os mortos. /
res para a sua vinha. 2Combinou com os
7. Salmo Responsorial [Sl 144(145)] trabalhadores uma moeda de prata por
Creio no Espírito Santo; / na Santa Igreja
Católica; / na comunhão dos santos; / na
REFRÃO: O Senhor está perto da pes- dia, e os mandou para a vinha. 3Às nove remissão dos pecados; / na ressurreição
soa que o invoca! horas da manhã, o patrão saiu de novo, viu da carne; / na vida eterna. / Amém.
1. Todos os dias haverei de bendizer-vos, outros que estavam na praça, desocupados,
* hei de louvar o vosso nome para sempre.
4
e lhes disse: ‘Ide também vós para a minha 13. Preces da Comunidade
Grande é o Senhor e muito digno de louvo- vinha! E eu vos pagarei o que for justo.’ 5E
eles foram. O patrão saiu de novo ao meio- P. Roguemos a Deus para que Ele nos
res, * e ninguém pode medir sua grandeza. conceda pedir o que corresponde à sua
-dia e às três horas da tarde, e fez a mesma
2. Misericórdia e piedade é o Senhor, * coisa. 6Saindo outra vez pelas cinco horas vontade e ao seu plano de amor.
ele é amor, é paciência, é compaixão. O da tarde, encontrou outros que estavam na 1. Para que a adesão a Cristo Jesus supere
Senhor é muito bom para com todos, * praça, e lhes disse: ‘Por que estais aí o dia todas as barreiras e obstáculos, tornando-se
sua ternura abraça toda criatura. inteiro desocupados?’ 7Eles responderam: o centro da existência de pessoas e povos,
3. É justo o Senhor em seus caminhos, * ‘Porque ninguém nos contratou.’ O patrão rezemos ao Senhor.
é santo em toda obra que ele faz. Ele está lhes disse: ‘Ide vós também para a minha T. Senhor, escutai a nossa prece.
perto da pessoa que o invoca, * de todo vinha.’ 8Quando chegou a tarde, o patrão
2. Para que a justiça social, fruto da adesão
aquele que o invoca lealmente. disse ao administrador: ‘Chama os traba-
verdadeira ao Evangelho, seja difundida
lhadores e paga-lhes uma diária a todos,
sempre mais entre povos e nações, rezemos
8. Segunda Leitura (Fl 1,20c-24.27a) começando pelos últimos até os primeiros!’
ao Senhor.
9
Vieram os que tinham sido contratados
Leitura da Carta de São Paulo aos às cinco da tarde e cada um recebeu uma 3. Para que nós, participantes da Euca-
Filipenses moeda de prata. 10Em seguida vieram os que ristia dominical, saibamos nos converter
Irmãos: 20cCristo vai ser glorificado no meu foram contratados primeiro, e pensavam aos critérios de Deus, não desejando que
corpo, seja pela minha vida, seja pela minha que iam receber mais. Porém, cada um Ele se reduza aos nossos modos de pensar
morte. 21Pois, para mim, o viver é Cristo e deles também recebeu uma moeda de prata. e agir, rezemos ao Senhor.
o morrer é lucro. 22Entretanto, se o viver 11
Ao receberem o pagamento, começaram a 4. Para que saibamos acolher a gratuidade
na carne significa que meu trabalho será resmungar contra o patrão: 12‘Estes últimos como o maior de todos os critérios para a
frutuoso, neste caso, não sei o que esco- trabalharam uma hora só, e tu os igualaste existência humana, superando o mereci-
lher. 23Sinto-me atraído para os dois lados: a nós, que suportamos o cansaço e o calor mento como verdade absoluta e definitiva,
tenho o desejo de partir, para estar com o dia inteiro.’ 13Então o patrão disse a um rezemos ao Senhor.

Ano Arquidiocesano da Caridade


Conheça a rede de ações sociais da Arquidiocese do Rio
http://www.social-paroquias.org.br
(Outros pedidos)
17. Oração Eucarística VI-C TOMAI, TODOS, E COMEI: ISTO É O
MEU CORPO, QUE SERÁ ENTREGUE
P. Senhor nosso Deus, vós que amais todos Jesus, caminho para o Pai
os seres humanos e fazeis brilhar o sol POR VÓS.
sobre bons e maus, ajudai-nos a romper P. O Senhor esteja convosco. Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele,
o círculo mesquinho da nossa avareza e T. Ele está no meio de nós. tomando o cálice em suas mãos, deu graças
amar a todos como irmãos. Por Cristo, novamente e o entregou a seus discípulos,
nosso Senhor. P. Corações ao alto. dizendo:
T. Amém. T. O nosso coração está em Deus. TOMAI, TODOS, E BEBEI: ESTE É O
P. Demos graças ao Senhor, nosso Deus. CÁLICE DO MEU SANGUE, O SAN-
GUE DA NOVA E ETERNA ALIANÇA,
T. É nosso dever e nossa salvação. QUE SERÁ DERRAMADO POR VÓS E
Liturgia Eucarística P. Na verdade, é justo e necessário, é POR TODOS PARA REMISSÃO DOS
nosso dever e salvação, dar-vos graças, PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓRIA
sempre e em todo o lugar, Pai santo, DE MIM.
14. Canto das Ofertas (Sentados)
Senhor do céu e da terra, por Cristo, Eis o mistério da fé!
1. A Palavra de Deus é meu Deus, / que me Senhor nosso. Pela vossa Palavra crias-
tes o universo e em vossa justiça tudo T. Salvador do mundo, salvai-nos, vós
ama e a amar me convida / e me fala das que nos libertastes pela cruz e ressur-
coisas do céu, / e me diz o sentido da vida. governais. Tendo-se encarnado, vós nos
reição.
destes o vosso Filho como mediador. Ele
Refrão: Neste altar vamos por, vamos nos dirigiu a vossa palavra, convidando- P. Celebrando, pois, ó Pai Santo, a memó-
por pão e vinho / para dar graças mil, -nos a seguir seus passos. Ele é o caminho ria de Cristo, vosso Filho, nosso Salvador,
graças mil ao Senhor, / que nos fala com que conduz para vós, a verdade que nos que pela paixão e morte de cruz fizestes
tanto carinho / e tudo faz para nós por liberta e a vida que nos enche de alegria. entrar na glória da ressurreição e colo-
amor! castes à vossa direita, anunciamos a obra
Por vosso Filho, reunis em uma só família
2. Deus chamou-nos do escuro e do nada / os homens e as mulheres, criados para do vosso amor até que ele venha, e vos
para ver, para ouvir, para amar, / descobrir a glória de vosso nome, redimidos pelo oferecemos o pão da vida e o cálice da
na Palavra Sagrada / todo o Amor que só sangue de sua cruz e marcados com o selo bênção. Olhai com bondade para a oferta
Deus pode dar. do vosso Espírito. Por essa razão, agora e da vossa Igreja. Nela vos apresentamos
sempre, nós nos unimos à multidão dos o sacrifício pascal de Cristo, que vos foi
3. Desde o dia em que fui batizado, / Deus entregue. E concedei que, pela força do
Anjos e dos Santos, cantando (dizendo)
me deu vocação bem feliz. / Para ouvi-lo é Espírito do vosso amor, sejamos contados,
que eu fui chamado, / pra viver como Deus a uma só voz:
agora e por toda a eternidade, entre os
quer e diz. T. Santo, Santo, Santo, / Senhor, Deus membros do vosso Filho, cujo Corpo e
do universo! / O céu e a terra proclamam Sangue comungamos.
4. Neste altar vai ficar nos presentes /
a vossa glória. / Hosana nas alturas! /
quem falou das estradas do bem. / Deus T. Aceitai, ó Senhor, a nossa oferta!
não mostra o caminho somente, / passo a Bendito o que vem em nome do Senhor!
passo conosco Ele vem. / Hosana nas alturas! P. Pela participação neste mistério, ó Pai
P. Na verdade, vós sois santo e digno de todo-poderoso, santificai-nos pelo Espírito
e concedei que nos tornemos semelhantes
15. Convite à Oração (De pé) louvor, ó Deus, que amais os seres huma-
à imagem de vosso Filho. Fortalecei-nos
nos e sempre os assistis no caminho da
P. Orai, irmãos e irmãs, para que esta vida. Na verdade, é bendito o vosso Filho,
na unidade, em comunhão com o nosso
nossa família, reunida em nome de Cristo, Papa N. e o nosso Bispo N., com todos
presente no meio de nós, quando nos reu-
possa oferecer um sacrifício que seja aceito os bispos, presbíteros e diáconos e todo o
nimos por seu amor. Como outrora aos vosso povo.
por Deus Pai todo-poderoso.
discípulos, ele nos revela as Escrituras e
T. Receba o Senhor por tuas mãos este parte o pão para nós. T. O vosso Espírito nos una num só corpo!
sacrifício, para glória do seu nome, para P. Fazei que todos os membros da Igreja, à
nosso bem e de toda a santa Igreja. T. O vosso Filho permaneça entre nós!
luz da fé, saibam reconhecer os sinais dos
P. Nós vos suplicamos, Pai de bondade, tempos e empenhem-se, de verdade, no
16. Oração Sobre as que envieis o vosso Espírito Santo para serviço do Evangelho. Tornai-nos abertos
Oferendas santificar estes dons do pão e do vinho, a e disponíveis para todos, para que possa-
fim de que se tornem para nós o Corpo e mos partilhar as dores e as angústias, as
P. Acolhei, ó Deus, nós vos pedimos, as = o Sangue de nosso Senhor Jesus Cristo.
oferendas do vosso povo, para que possa- alegrias e as esperanças, e andar juntos no
mos conseguir por este sacramento o que T. Mandai o vosso Espírito Santo! caminho do vosso reino.
proclamamos pela fé. Por Cristo, nosso P. Na véspera de sua paixão, durante a T. Caminhamos no amor e na alegria!
Senhor. última Ceia, ele tomou o pão, deu graças e P. Lembrai-vos dos nossos irmãos e irmãs
T. Amém. o partiu, e deu a seus discípulos, dizendo: (N. e N.), que adormeceram na paz do

a
bli
Círculos
í Escolas de amor à Palavra de Deus,
daB ajudando a colocá-la em prática e a
s

Bíblicos
semear novas comunidades de fé.
FREQUENTE ESSA ESCOL A!

Você também pode gostar