Você está na página 1de 12

O

Santuário e
seus serviços
1. Ofertas individuais

2. Serviço diário

Sumário 3. Serviço Anual

4. Transferência de Pecado e

Responsabilidade

A Cruz e Sua Sombra


As ofertas individuais
Cada pessoa tinha o direito de, ao se sentir movida, levar
uma oferta a Deus no Santuário. Os motivos podiam ser
diversos: pecado, culpa, comunhão ou consagração (Lv 4-7).
Quase toda oferta envolvia o mesmo protocolo: o ofertante
levava um animal sem defeito, impunha as mãos sobre sua
cabeça e em seguida ele próprio degolava (Lv 1).

O Santuário e seus serviços


A depender da oferta, uma parte da carne era
comida pelo sacerdote ou uma porção do
sangue era levada para dentro da tenda pelo
mesmo. O restante da carne (quando não
comida) era consumida no altar do holocausto
e o sangue derramado à base do altar.

A Cruz e Sua Sombra


Os tipos de ofertas

01 02
Oferta queimada - Holocausto Ofertas pacíficas /comunhão
O tipo mais antigo de oferta. Todo animal Ofertadas em ação de graças, ofertas
era queimado (Lv1). Geralmente voluntárias ou para selar um voto. Uma
apresentada com uma oferta pelo pecado, parte do animal era queimada enquanto
simbolizava a entrega total da vida do outra era comida pelo sacerdote e o
ofertante a Deus. ofertante . O sangue era aspergido no
altar. A oferta era uma expressão de
alegria

03 04
Ofertas pelo pecado e culpa Ofertas Acessórias
Ofertas pelo pecado (Lv. 4) eram Geralmente compostas de alimentos (vinho,
oferecidas quando alguém pecava sal, farinha, azeite e cerais) (Lv. 2). O
inadvertidamente, enquanto as de culpa propósito era representar as bençãos
(Lv. 5) eram sobre violações conscientes. temporais recebidas.
Nesse caso, além da oferta a devida
restituição deveria ser feita.

A Cruz e Sua Sombra


PECADO COMETIDO POR PECADO COMETIDO POR
UMA PESSOA COMUM UM SACERDOTE
A carne não era comida, mas o sangue era
O sangue do animal era derramado à base
levado para dentro santuário, onde era
do altar enquanto parte da carne era
espargido sobre o véu do santíssimo. O
comida pelo sacerdote.
restante do sangue era jogado à base do
altar.

Em ambos os casos as pontas (chifres) do altar do holocausto eram manchadas pelo sangue
da oferta.

A Cruz e Sua Sombra


O serviço diário

O dia a dia do santuário era composto pelo


recebimento das ofertas individuais e pela oferta
nacional pela tarde e pela manhã (Ex 29:38-42). Essa
oferta era contínua (Lv. 6:8-13), representando a
disponibilidade da expiação para todo o povo dia e
noite. Quem por alguma razão não pudesse
apresentar sua oferta, estava coberto pela oferta
diária até o dia da expiação.

A Cruz e Sua Sombra


O serviço Anual

O único dia no ano em que o sumo sacerdote oficiava no


Lugar Santíssimo (Lv 16, 23). Além das ofertas comuns, uma
ofertas era realizada pelo sacerdote e outra por todo Israel. O
sangue da oferta era levado diretamente ao santíssimo e
espargido sobre a tampa da Arca. Após isso, o sacerdote
tomava dois bodes, um era morto enquanto outro levaria
sobre si todos os pecados da nação e era abandonado num
lugar deserto para morrer à míngua. Desse modo era feita
expiação sobre o Santuário.

A Cruz e Sua Sombra


Transferência de pecado e
responsabilidade

A Cruz e Sua Sombra


SERVIÇO DIÁRIO

Pessoa Oferta
Sacerdote/Santuário

Sacerdote Oferta Santuário

A Cruz e Sua Sombra


SERVIÇO ANUAL

Bode para o Senhor

Santuário

Bode para Azazel

A Cruz e Sua Sombra


C E N AS D O

PRÓXIMO ESTUDO

Daniel 7 e o Juízo

Você também pode gostar