Você está na página 1de 8

MÉDIA MÓVEL

Entre as ferramentas disponíveis na análise técnica, a Média Móvel é a mais fácil e popular. Não é
recomendada a utilização das Médias Móveis sozinhas para a tomada de decisão, devemos sempre utilizar
outras ferramentas em conjunto. A melhor aplicação das médias móveis é quando o mercado apresenta
tendência já definida. Não é recomendado em mercados voláteis. Identificando a tendência, as médias
móveis permitem aos trades utilizarem a tendência a seu favor e aumentam o número de ganhos. Esperamos
que ao final deste artigo você tenha obtido uma compreensão clara da importância das médias móveis, como
elas são calculadas e como você pode incluí-la em sua estratégia. Devemos utilizar as médias móveis para
localizar as tendências.
Os 2 mais populares tipos de média móvel são Média Móvel Simples (SMA) e Média Móvel
Exponencial (EMA). Todo tipo de média móvel é um resultado matemático que é calculado da média de
preços passados. Vamos entender mais sobre esses tipos de média móvel.

Média Móvel Simples (SMA)

A média móvel simples é calculada pela formação do preço médio por um número específico de períodos.
Para o cálculo usamos o preço de fechamento. Por exemplo: Vamos utilizar a média dos últimos 10 dias.
Devemos somar os preços finais durante os últimos 10 dias e dividir o total por 10.

10+11+12+13+14+15+16+17+18+19=145  (145/10) = 14,50

Devemos repetir este cálculo conforme o passar dos dias, assim, as médias vão se juntando e formando
uma linha. Se continuarmos com o nosso exemplo, o próximo preço final na média será 20, então teremos
um novo período, somando o último dia (20) e removendo o primeiro da lista (10). Continuando com a
média dos últimos 10 dias, a média móvel simples deverá ser calculada da seguinte maneira:

11+12+13+14+15+16+17+18+19+20=155  (155/10) = 15,50

Repare que removemos o primeiro dia da lista (10) para incluir o novo dia (20).
Durante os últimos 2 dias, a média moveu-se de 14,50 para 15,50. Como são somados novos dias, os
antigos serão removidos e a média permanece se movendo com o passar do tempo.
Agora vamos utilizar a cotação da Vale (VALE5) dos 18 primeiros dias de pregão do mês de Abril/2008
como exemplo.
SMA (10
Período Data Valor fechamento dias)
01/ab
1 r 51,45
02/ab
2 r 50,85
03/ab
3 r 51,25
04/ab
4 r 51,30
07/ab
5 r 51,55
08/ab
6 r 51,55
09/ab
7 r 50,76
10/ab
8 r 50,51
11/ab
9 r 50,06
14/ab
10 r 49,11 50,84
15/ab
11 r 50,40 50,73
16/ab
12 r 51,69 50,82
17/ab
13 r 51,80 50,87
18/ab
14 r 51,70 50,91
22/ab
15 r 52,95 51,05
23/ab
16 r 52,70 51,17
24/ab
17 r 51,21 51,21
25/ab
18 r 51,50 51,31

No exemplo anterior, usamos a cotação da Vale (VALE5), o dia 14/abr foi o 1º dia possível para calcular,
já que estamos usando 10 dias de média móvel simples. Como continuamos o cálculo, o dia mais novo é
somado e o dia mais antigo é removido. No dia 15/abr somamos todas as datas entre o dia 02/abr até 15/abr
e dividimos por 10. O processo da média passa para o próximo dia e assim por diante.

O gráfico acima representa o preço de fechamento da Vale (linha preta) e a média móvel simples de 10
dias (linha vermelha).
O preço da Vale está acima da média móvel simples que está baseada nos 10 dias. Isso indica que
tendência da ação é de alta. Se o preço da Vale estivesse abaixo da média móvel, a tendência seria de queda.
Portanto, a tendência da ação se ajusta de acordo com a média móvel. Quando uma ação está sem tendência
definida a média móvel pode trazer sinais falsos.

Média Móvel Exponencial (EMA)

Para reduzir o atraso em média móvel simples, analistas normalmente usam média móvel exponencial
(também chamada de média móvel exponencialmente equilibrada). Média Móvel Exponencial reduz o
atraso, aplicando maior peso a recentes preços. Para reduzir o atraso depende do período especificado.
Quanto mais curto for o período, maior será o peso ao preço mais recente. Poderíamos pensar que quanto
mais rápido melhor, porém, isso não é verdade, já que quanto mais rápido mais sensível o indicador fica e
passará a indicar mais pontos falsos de compra e venda. Como veremos, o cálculo da Média Móvel
Exponencial é um cálculo mais complicado do que o da Média Móvel Simples. Vamos ver como é esse
cálculo.

Podem ser calculados de duas formas:

1 – Média Móvel Exponencial baseada por porcentagem.


2 – Média Móvel Exponencial baseada por período.

EMA (atual) = ((Preço(atual) – EMA(anterior)) X Multiplicador) + EMA(anterior)

Para Média Móvel Exponencial baseada por porcentagem, o “Multiplicador” é igual à porcentagem
informada. Para Média Móvel Exponencial baseada por período, o “Multiplicador” é igual a 2 / (1 + N) onde
N é o número de períodos. Por exemplo, se utilizarmos um período de 10 dias o Multiplicador será calculado
da seguinte forma:

(2 / (período + 1) ) = (2 / (10 + 1) ) = 0.1818 (18.18%)

Isso significa que, em um período de 10 dias Média Móvel Exponencial é equivalente a 18,18%.
Vamos utilizar a Vale como exemplo:

(Preço(atual) – EMA(anterior) = (50,40 – 50,84) = -0,44


((Preço(atual) – EMA(anterior)) X Multiplicador) = -0,44 x 0.1818 = -0,079
((Preço(atual) – EMA(anterior)) X Multiplicador) + EMA(anterior) = -0,079 + 50,84 = 50,761

Com isso a média móvel exponencial atual é 50,761


Período Data Valor Fechamento EMA (10 dias)
01/ab
1 r 51,45
02/ab
2 r 50,85
03/ab
3 r 51,25
04/ab
4 r 51,30
07/ab
5 r 51,55
08/ab
6 r 51,55
09/ab
7 r 50,76
10/ab
8 r 50,51
11/ab
9 r 50,06
14/ab
10 r 49,11 50,84
15/ab
11 r 50,40 50,76
16/ab
12 r 51,69 50,93
17/ab
13 r 51,80 51,09
18/ab
14 r 51,70 51,20
22/ab
15 r 52,95 51,52
23/ab
16 r 52,70 51,73
24/ab
17 r 51,21 51,64
25/ab
18 r 51,50 51,61

No exemplo anterior, usamos a cotação da Vale (VALE5), dia 14/abr foi o 1º dia possível para calcular, já
que estamos usando 10 dias de média móvel exponencial. Como continuamos o cálculo, o dia mais novo é
somado e o dia mais antigo é removido. No dia 15/abr somamos todas as datas entre o dia 02/abr até 15/abr
e dividimos por 10. O processo da média passa para o próximo dia e assim por diante.
O gráfico acima representa o preço de fechamento da Vale (linha preta) e a média móvel exponencial de
10 dias (linha vermelha).
Note que, toda a Média Móvel Exponencial anterior é utilizada no cálculo de cada Média Móvel
Exponencial. Desta forma diminui o impacto dos mais velhos com o passar do tempo.

Diferença entre Média Móvel Simples e Média Móvel Exponencial

Agora que você já tem um melhor entendimento de como são calculadas a Média Móvel Simples e a
Média Móvel Exponencial, veremos como elas se diferem. Analisando o cálculo da Média Móvel
Exponencial, notará que mais ênfase é colocada nos períodos recentes. No gráfico da Gerdau, o número de
períodos de tempo usado em cada média é idêntico (5), mas a Média Móvel Exponencial responde mais
depressa a variação dos preços. Repare como a Média Móvel Exponencial tem um valor mais alto quando o
preço está subindo e cai mais rápido que a Média Móvel Simples quando o preço está em queda. Por essa
razão muitos investidores preferem usar a Média Móvel Exponencial em cima da Média Móvel Simples.

Qual período devemos usar?

O período varia de acordo com a volatilidade da ação e de preferência pessoal. Quanto maior a
volatilidade, mais longa deve ser o período informado, em mercados voláteis podemos receber sinais falsos.
Os períodos mais utilizados pelos analistas são: 21, 50, 89, 150 e 200 dias. Os investidores de curto prazo
podem utilizar média de 21 dias (2 a 3 semanas), enquanto os de prazo mais longo podem usar 150 dias (21
semanas). Devemos examinar qual o prazo (curto, médio ou longo) e a volatilidade do papel (lembrando que
papéis com tendência indefinida e de alta volatilidade demos usar um prazo maior). Se aparecer Gap’s,
aumente o período para diminuir a sensibilidade.

Qual o tipo de média móvel devo usar?

Média Móvel Exponencial são normalmente melhores para trade de curto prazo, por responder mais
rápido. Enquanto a Média Móvel Simples são melhores para trade mais longo por não ser tão sensível.

Trabalhando com média móvel

Existem diversas maneiras de utilizar média móvel, vamos detalhar duas:

1 – Tendência identificação / confirmação


2 – Suporte e Resistência

Tendência identificação / confirmação


Há 3 modos para identificar a direção da tendência: direção, localização e cruzamento.
O primeiro verifica a direção da média móvel. Se ela estiver subindo, estamos em uma tendência de alta.
Se estiver caindo, estamos em uma tendência de queda. A direção da média móvel pode determinar a nossa
estratégia, com a identificação dos pontos de entrada e saída.

Neste exemplo de direção, usamos o período de 100 dias com média móvel exponencial. Usamos este
período para uma estratégia mais longa porque não queremos ser sensíveis a qualquer variação. Destacamos
com círculos vermelhos os pontos de decisão. Podemos verificar ao longo do tempo as oportunidades
(entrada e saída). Para uma estratégia mais curta e sinais mais rápidos, podemos usar a média móvel
exponencial com período de 50 dias.
A 2ª é para identificar a tendência e a localização do preço. A localização do preço é usada para
determinar a tendência básica. Se o preço estiver sobre a média móvel, a tendência é considerada alta. Se o
preço estiver abaixo da média móvel, a tendência é de baixa. Não é aconselhável entrada em tendência de
baixa, devemos esperar o preço ficar sobre a média móvel.
Neste exemplo de direção, usamos o período de 100 dias com a média móvel exponencial. Com o círculo
vermelho destacamos o momento em que a ação muda de direção. Passa para baixo da média móvel.
Analisando o gráfico, podemos identificar 2 sinais falsos de venda, em agosto/2007 e novembro/2007.
Ambos aconteceram quando tivemos grande variação.
A 3ª é para identificação de tendência, mas baseado em 2 média móvel, uma curta e outra mais longa. Se
a média móvel mais curta estiver abaixo da média mais longa, é considerada tendência de baixa.

No exemplo de cruzamento, usamos para média móvel exponencial de curto prazo – 30 dias – e para a
média móvel exponencial de longo prazo 100 dias. Quando a média móvel de curto prazo cruza a média
móvel de longo prazo para cima, consideramos tendência de alta. Repare que destacamos com uma seta no
gráfico o momento em que a média móvel de curto prazo cruza a média móvel de longo prazo para baixo,
neste momento a tendência da Lojas Americanas (LAME4) passa a ser de baixa.
Identificamos como ponto de entrada: O momento do cruzamento (média móvel de curto prazo cruza a
média móvel de longo prazo para cima).
Identificamos como ponto de saída: O momento do cruzamento (média móvel de curto prazo cruza a
média móvel de longo prazo para baixo).

Suporte e Resistência

A linha da média móvel funciona como suporte e resistências. É muito importante verificar o histórico da
ação e verificar se realmente esse procedimento histórico acontece, para podermos usar a média móvel como
suporte e resistência com mais segurança. Vamos ver um exemplo:
No exemplo de suporte e resistência usamos o gráfico da Lojas Americanas (LAME4), a média móvel
exponencial com o período de 89 dias. Podemos verificar que ao longo do tempo o preço da ação testou
várias vezes o suporte (repare as setas vermelhas). Depois de dezembro/2007 quando a ação entrou em
tendência de baixa, a linha da média móvel passou a funcionar como resistência (Repare nas setas verdes).
Identificamos como ponto de entrada: O momento em que a média móvel funciona como suporte. E não
devemos entrar quando a média móvel estiver em tendência de baixa.

Combine indicadores

Na análise técnica, as decisões são pessoais e dependem principalmente do perfil do investidor, para
operar com mais segurança é indicado o uso de mais indicadores.
Você também pode usar a média móvel, com os gráficos de candlesticks e IFR ou Estocástico.

Você também pode gostar