Você está na página 1de 4

Escola Profissional Agostinho Roseta

Matemática Prof. João Pedro Silva

Curso:Informática de Gestão Ficha de Revisão

I
Para cada uma das seguintes questões de escolha múltipla, assinale com um circulo a resposta correcta
de entre as alternativas apresentadas.

1. Numa turma de 12ºAno com 33 alunos, 23 têm Matemática e 20 têm Inglês. Escolhendo um aluno ao
acaso, qual é a probabilidades deste frequentar ambas as disciplinas?

A) 1 B) 0,30 (2 c.d.) C) 0 D) 0,7 (1 c.d.)

2. Lança-se ao ar uma moeda equilibrada e seguidamente é lançado um dado equilibrado com as faces
numeradas de 1 a 6. Qual a probabilidade de obter o número 4 no dado, sabendo que a moeda ficou com
a face F, voltada para cima.

1 3 4 1
A) B) C) D)
2 2 6 6

3. A distribuição de probabilidade de uma variável aleatória X é dada pela tabela:

 X  xi  0 2 4
P  X  xi  a b b

O valor médio da variável aleatória é igual a 1. Qual o valor de a e b?

1 1 3 1 2 1 1 1
A) a  e b B) a  eb C) a  e b D) a  eb
2 2 5 5 3 6 2 4

4. Admita que, numa escola secundária, a variável “altura das alunas do 12º ano” segue uma distribuição
aproximadamente Normal de valor médio 170 cm e desvio padrão 8 cm e que a variável “altura dos
alunos do 12º ano” segue uma distribuição aproximadamente Normal de igual valor médio e desvio
padrão 4 cm.
Qual dos seguintes gráficos pode corresponder às duas distribuições referidas?

Ciclo de formação:2010/2013 Módulo: A7 Probabilidades Ano Lectivo:2012/2013


Escola Profissional Agostinho Roseta

Matemática Prof. João Pedro Silva

Curso:Informática de Gestão Ficha de Revisão

5.

II
Apresente o raciocínio de forma clara, indicando os cálculos efectuados e as justificações necessárias.

1. Numa determinada cidade, em cada duas raparigas uma é loura e uma em cada três é magra. Estes dois
acontecimentos são independentes.
Ao escolher uma rapariga que passe na rua, qual é a probabilidade de:

1.1. Ser loura e magra?

1.2. Ser loura sabendo que é magra?

Ciclo de formação:2010/2013 Módulo: A7 Probabilidades Ano Lectivo:2012/2013


Escola Profissional Agostinho Roseta

Matemática Prof. João Pedro Silva

Curso:Informática de Gestão Ficha de Revisão

2. Seja X a variável aleatória que representa o número de vezes, por mês, que o Maksym vai ao cinema.
Admita que a a distribuição de probabilidade para a variável X é:

Xi 1 2 3 4 5

P X  X i  0,12 p 0,36 0,14 0,08

2.1. Após determinar p determine o valor médio  e interprete o valor obtido.

2.2. Qual é a probabilidade de o Maksym ir ao cinema mais de 3 vezes por mês? (em %)

2.3. Calcule P(2≤X<5).

2.4. Determine o desvio-padrão.

3. Num determinado teste há três perguntas para as quais a resposta é SIM ou NÃO. Seja X a variável aleatória
“Número de respostas correctas”.
Determine a distribuição da variável aleatória X.

4. Uma fábrica de farinha observou que a procura diária de produto, expressa em toneladas, segue uma distribuição
Normal de valor médio 80 e desvio padrão 10.

4.1. Sabendo que tem no armazém 90 toneladas de farinha, calcule a probabilidade de a procura ser superior às
existências.
Apresente o resultado sob a forma de percentagem arredondada às décimas.

4.2. Se o gestor da fábrica quer reduzir a probabilidade de não satisfação da procura a 0,003, quantas toneladas de
farinha deve ter em armazém?

5. Suponha que o tempo necessário para atendimento de clientes numa central de atendimento telefónico segue uma
distribuição normal de média de 8 minutos e desvio padrão de 2 minutos.

5.1. Qual é a probabilidade de que um atendimento dure menos de 5 minutos?

5.2. E mais do que 9,5 minutos?

5.3. E entre 7 e 10 minutos?

5.4. 75% das chamadas telefônicas requerem pelo menos quanto tempo de atendimento?

Ciclo de formação:2010/2013 Módulo: A7 Probabilidades Ano Lectivo:2012/2013


Escola Profissional Agostinho Roseta

Matemática Prof. João Pedro Silva

Curso:Informática de Gestão Ficha de Revisão

Resolução da questão 5

Seja,
X: tempo necessário para atendimento de clientes em uma central de atendimento telefônico
X~N(8, 22)

5.1. Qual é a probabilidade de que um atendimento dure menos de 5 minutos?


 58
P( X  5)  P Z    P( Z  1,5)  P( Z  1,5)  1  P( Z  1,5)  1-0,9332 = 0,0668
 2 
Portanto, a probabilidade de que um atendimento dure menos de 5 minutos é 6,68%.

5.2. E mais do que 9,5 minutos?


 9,5  8 
P ( X  9,5)  P Z    P ( Z  0,75)  1  P ( Z  0,75)  1  0,7734  0,2266 .
 2 
Portanto, a probabilidade de que um atendimento dure mais do que 9,5 minutos é 22,66%.

5.3. E entre 7 e 10 minutos?


7 8 10  8 
P (7  X  10)  P Z   P (0,5  Z  1)  P ( Z  1)  P ( Z  0,5) 
 2 2 

 P( Z  1)  P( Z  0,5)  P( Z  1)  1  P( Z  0,5)  0,8413  (1  0,6915 )  0,5328


Portanto, a probabilidade de que um atendimento dure entre 7 e 10 minutos é 53,28%.

5.4. 75% das chamadas telefónicas requerem pelo menos quanto tempo de atendimento?

 x 8
P( X  x)  0, 75  P  Z    0, 75
 2 
 ( x  8) 
x é tal que A     0, 75 .
 2 
Então,
x 8
  0, 67  x  8  0, 67 * 2  6, 7
2

Portanto, 75% das chamadas telefônicas requerem pelo menos 6,7 minutos de atendimento.

Ciclo de formação:2010/2013 Módulo: A7 Probabilidades Ano Lectivo:2012/2013

Você também pode gostar