Você está na página 1de 11

H I S T ÓRIA E CULTURA I N D Í G E N A

O indígena na
escola e a
interculturalidade
Prof. me. Jéssica Meireles Pereira
ABORDAGENS

Os povos indígenas e o diálogo intercultural


As diferenças / Pluralidade
Patrimônio intercultural
Escola híbrida indígena
Dialogo intercultural na escola
O indígena é um personagem contemporâneo
Resistência no processo intercultural
Literatura indígena
Identificação
Ressignificação da educação
Patrimônio intercultural
"NES T O R GARCIA C ANCLINI (2007) ...A F I R M A Q U E O S P O V O S
AMER Í N D IOS CONS TRUÍRAM UM 'PATR I M Ô N I O P A R A A
INTE R C U LTURALID ADE', REFERINDO-SE A O S C O N H E C I M E N T O S
CONS T I T UÍDOS HIS TORICAMENTE E Q U E R E S U L T A M , P O R
EXEM P L O , EM CON HECER AO MENOS U M A L Í N G U A N A C I O N A L
PARA E S TABELECER O DIÁLOGO DE FAT O C O M O U T R A S
SOCI E D A DES, EM TR ANSITAR ENTRE SA B E R E S T R A D I C I O N A I S E
MODE R N O S, EM LID AR COM ECONOM I A S D E M E R C A D O E M A N T E R
VALO R E S PRÓPRIO S DA ECONOMIA DA R E C I P R O C I D A D E , E N T R E
OTRA S P OSSIBILIDA DES.".

"O patrimônio para a interculturalidade refere-se aos


bem materiais e imateriais que historicamente o
grupo constituiu para dialogar com outras
culturas".P.54.
ESCOLA INDÍGENA

Atende aos modos de vida, cultura e tradição de


cada povo. Mas também atua na reprodução do
conhecimento de ciências e sociedades não
indígenas.

O CURRÍCULO HIBRIDO DAS ESCOLAS INDÍGENAS É


UMA MANUTENÇÃO DO DIÁLOGO INTERCULTURAL.
INTERCULTURALIDADE
NA ESCOLA

" Se os povos indígenas empreendem


esforços para concretizar o diálogo DIÁLOGO;
intercultural, nos levam a pensar que se a QUEBRA DE PRECONCEITOS;
proposta educacional é conviver e efetuar AFIRMAÇÃO ÉTNICA INDÍGENA;
trocas com as sociedades indígenas, a
PLURALIDADE;
CONTENPORANEIDADE;
escola terá que fazer um esforço para
FORMAÇÃO.
conhecer esses povos, sua história e sua
cultura e, mais especialmente, afirmar
uma presença que supere a invisibilidade
histórica que se estende até o presente."
P. 55
PLURALIDADE
O PROFESSOR DEVE EXPOR AO ALUNO A EXISTÊNCIA DA
PLURALIDADE CULTURAL E DA DIFERENÇA.

LEMBRAR QUE O TERMO INDÍGENA, É UM TERMO PEJORATIVO


RESSIGNIFICADO ENQUANTO MOVIMENTO.

APRESENTAR AS DIFERENTES ETNIAS INDÍGENAS BRASILEIRAS.


(CADA QUAL COM SUA CULTURA, CADA QUAL COM UMA
PERCEPÇÃO DE ESPAÇO, HABITANTO DIFERENTES TERRITÓRIOS E
LUGARES).
"No processo do contato entre
sociedades, a cultura, enquanto
capital simbólico, permite resistir
à dominação e às imposições da
sociede ade dominante. A partir
dela, os elementos impostos são
continuamente reinterpretados'.
Ou seja, os indígenas não estão
perdendo sua cultura, mas
refazendo-a constantemente,
inclusive a partir do contato."
P.58
Os indígenas são presentes;
Usar objetos tecnológicos ou técnicas associados a cultura não indígena não o faz
perder sua tradição mas a ressignificação de sua identidade.
O movimento indígena é atuante.
Contextualizar o aluno utilizando fontes conparativas entre passado e presente;
Inserir a literatura indígena no conteúdo escolar;
Promover projetos e passeios a museus de arte indígena ou aldeias.
Não falar sobre o indígena somente no dia do Índio.
PENSAR O INDÍGENA
ATRAVÉS DA
INTERCULTURALIDADE NA
ESCOLA

Promove o reconhecimento de uma ancestralidade que nos é


inerente;
Propícia identificações e a aceitabilidade das diferenças;
Leva informações importantes sobre o modo de vida indígena,
no passado e principalmente no presente.
Desconstrui visões românticas, exóticas e pejorativass;
Ensina o que é ressignificação pelo contato com outras culturas;
Confere visibilidade ao que era invisibilizado.
Referência

BERGAMASCHI, MARIA APARECIDA; GOMES, LUANA BARTH. A


TEMÁTICA INDÍGENA NA ESCOLA: ENSAIOS DE EDUCAÇÃO
INTERCULTURAL. IN: CURRÍCULO SEM FRONTEIRAS, V.12, N.1,
PP.53-69, JAN/ABR 2012. DISPONÍVEL:
<HTTP://WWW.CURRICULOSEMFRONTEIRAS.ORG/VOL12ISS1AR
TICLES/BERGAMASCHI-GOMES.PDF>.

Você também pode gostar