Você está na página 1de 20

25/06/2018

REPRESENTAÇÃO DOS TRABALHADORES NAS EMPRESAS

ART. 11, CF- NAS EMPRESAS DE MAIS DE DUZENTOS


EMPREGADOS (200), É ASSEGURADA A ELEIÇÃO DE UM
REPRESENTANTE DESTES COM A FINALIDADE EXCLUSIVA DE
PROMOVER-LHES O ENTENDIMENTO DIRETO COM OS
EMPREGADORES.

REGRA AUTOAPLICÁVEL- TEM APLICABILIDADE IMEDIATA.

DIÁLOGO ENTRE EMPREGADO E EMPREGADOR

A REPRESENTAÇÃO DOS TRABALHADORES NA EMPRESA TEM


COMO PRINCIPAL FINALIDADE PROMOVER O ENTENDIMENTO
ENTRE OS EMPREGADOS E EMPREGADORES.
(...)
PENSAMOS QUE SEU FUNDAMENTO ESTÁ NO PRINCÍPIO DA
LIBERDADE SINDICAL E SUA CONSEQUÊNCIA É DAR MAIOR
CONSISTÊNCIA À REPRESENTATIVIDADE, CAPAZ DE SUPERAR A
CRISE DE REPRESENTAÇÃO DO SINDICATO EXTERNO, PORQUE
QUANTO MAIS PRÓXIMO ESTIVER O REPRESENTANTE DAS SUAS
BASES MAIOR SERÁ A SUA IDENTIFICAÇÃO COM AS MESMAS.
(NASCIMENTO, AMAURI MASCARO. INICIAÇÃO AO DIREITO DO
TRABALHO. 37ª EDIÇÃO. SP: LTR, 2012, P. 488).

1
25/06/2018

CONVENÇÃO 135 DA OIT - PROTEÇÃO DE REPRESENTANTES DE


TRABALHADORES (Ratificada pelo Brasil).

MENCIONA 2 MODALIDADES DE REPRESENTAÇÃO:

A) REPRESENTANTES SINDICAIS - REPRESENTANTES NOMEADOS OU


ELEITOS POR SINDICATOS OU PELOS MEMBROS DE SINDICATOS.

B) REPRESENTANTES ELEITOS - REPRESENTANTES LIVREMENTE


ELEITOS PELOS TRABALHADORES DA EMPRESA, CONFORME AS
DISPOSIÇÕES DA LEGISLAÇÃO NACIONAL OU DE CONVENÇÕES
COLETIVAS (HIPÓTESE DO REPRESENTANTE DOS EMPREGADOS NA
EMPRESA).

O NÚMERO DE EMPREGADOS DEVE SER CONTADO


NA EMPRESA COMO UM TODO E NÃO
CONSIDERANDO CADA EMPRESA.

GRUPO ECONÔMICO (CADA EMPRESA TEM


PERSONALIDADE JURÍDICA DIFERENTE- art. 2º, §
2º, CLT) – CADA UMA DEVE SER ANALISADA.
ASSIM, CADA EMPRESA DO GRUPO QUE
CONTENHA + DE 200 EMPREGADOS DEVERÁ TER O
SEU REPRESENTANTE DOS TRABALHADORES.
4

2
25/06/2018

REFORMA TRABALHISTA- LEI Nº 13.467, DE 2017

ART. 510-A, CLT. NAS EMPRESAS COM MAIS DE DUZENTOS EMPREGADOS, É


ASSEGURADA A ELEIÇÃO DE UMA COMISSÃO PARA REPRESENTÁ-LOS, COM A
FINALIDADE DE PROMOVER-LHES O ENTENDIMENTO DIRETO COM OS
EMPREGADORES.

§ 1O A COMISSÃO SERÁ COMPOSTA:


I - NAS EMPRESAS COM MAIS DE DUZENTOS E ATÉ TRÊS MIL EMPREGADOS, POR
TRÊS MEMBROS;
II - NAS EMPRESAS COM MAIS DE TRÊS MIL E ATÉ CINCO MIL EMPREGADOS, POR
CINCO MEMBROS;
III - NAS EMPRESAS COM MAIS DE CINCO MIL EMPREGADOS, POR SETE MEMBROS.

3, 5 OU 7

EMPREGADOS EM VÁRIOS ESTADOS E NO DF

ART. 510, § 2º CLT- NO CASO DE A EMPRESA


POSSUIR EMPREGADOS EM VÁRIOS ESTADOS
DA FEDERAÇÃO E NO DISTRITO FEDERAL, SERÁ
ASSEGURADA A ELEIÇÃO DE UMA COMISSÃO
DE REPRESENTANTES DOS EMPREGADOS POR
ESTADO OU NO DISTRITO FEDERAL, NA MESMA
FORMA ESTABELECIDA NO § 1O DESTE ARTIGO

3
25/06/2018

ATRIBUIÇÕES DA COMISSÃO DE REPRESENTANTES DOS EMPREGADOS

ART. 510-B, CLT. A COMISSÃO DE REPRESENTANTES DOS EMPREGADOS TERÁ AS SEGUINTES


ATRIBUIÇÕES:

I - REPRESENTAR OS EMPREGADOS PERANTE A ADMINISTRAÇÃO DA EMPRESA;


II - APRIMORAR O RELACIONAMENTO ENTRE A EMPRESA E SEUS EMPREGADOS COM BASE NOS
PRINCÍPIOS DA BOA-FÉ E DO RESPEITO MÚTUO;
III - PROMOVER O DIÁLOGO E O ENTENDIMENTO NO AMBIENTE DE TRABALHO COM O FIM DE
PREVENIR CONFLITOS;
IV - BUSCAR SOLUÇÕES PARA OS CONFLITOS DECORRENTES DA RELAÇÃO DE TRABALHO, DE
FORMA RÁPIDA E EFICAZ, VISANDO À EFETIVA APLICAÇÃO DAS NORMAS LEGAIS E
CONTRATUAIS;
V - ASSEGURAR TRATAMENTO JUSTO E IMPARCIAL AOS EMPREGADOS, IMPEDINDO QUALQUER
FORMA DE DISCRIMINAÇÃO POR MOTIVO DE SEXO, IDADE, RELIGIÃO, OPINIÃO POLÍTICA OU
ATUAÇÃO SINDICAL;
VI - ENCAMINHAR REIVINDICAÇÕES ESPECÍFICAS DOS EMPREGADOS DE SEU ÂMBITO DE
REPRESENTAÇÃO;
VII - ACOMPANHAR O CUMPRIMENTO DAS LEIS TRABALHISTAS, PREVIDENCIÁRIAS E DAS
CONVENÇÕES COLETIVAS E ACORDOS COLETIVOS DE TRABALHO.

ELEIÇÃO

ART. 510-C, CLT. A ELEIÇÃO SERÁ CONVOCADA, COM ANTECEDÊNCIA MÍNIMA DE


TRINTA DIAS, CONTADOS DO TÉRMINO DO MANDATO ANTERIOR, POR MEIO DE
EDITAL QUE DEVERÁ SER FIXADO NA EMPRESA, COM AMPLA PUBLICIDADE, PARA
INSCRIÇÃO DE CANDIDATURA.
§ 1O SERÁ FORMADA COMISSÃO ELEITORAL, INTEGRADA POR CINCO EMPREGADOS,
NÃO CANDIDATOS, PARA A ORGANIZAÇÃO E O ACOMPANHAMENTO DO PROCESSO
ELEITORAL, VEDADA A INTERFERÊNCIA DA EMPRESA E DO SINDICATO DA
CATEGORIA.
§ 2O OS EMPREGADOS DA EMPRESA PODERÃO CANDIDATAR-SE, EXCETO AQUELES
COM CONTRATO DE TRABALHO POR PRAZO DETERMINADO, COM CONTRATO
SUSPENSO OU QUE ESTEJAM EM PERÍODO DE AVISO PRÉVIO, AINDA QUE
INDENIZADO.
§ 3O SERÃO ELEITOS MEMBROS DA COMISSÃO DE REPRESENTANTES DOS
EMPREGADOS OS CANDIDATOS MAIS VOTADOS, EM VOTAÇÃO SECRETA, VEDADO O
VOTO POR REPRESENTAÇÃO.

4
25/06/2018

§ 4O ART. 510-C, CLT - A COMISSÃO TOMARÁ POSSE NO


PRIMEIRO DIA ÚTIL SEGUINTE À ELEIÇÃO OU AO
TÉRMINO DO MANDATO ANTERIOR.
§ 5O ART. 510-C, CLT - SE NÃO HOUVER CANDIDATOS
SUFICIENTES, A COMISSÃO DE REPRESENTANTES DOS
EMPREGADOS PODERÁ SER FORMADA COM NÚMERO
DE MEMBROS INFERIOR AO PREVISTO NO ART. 510-A
DESTA CONSOLIDAÇÃO.
§ 6O ART. 510-C, CLT - SE NÃO HOUVER REGISTRO DE
CANDIDATURA, SERÁ LAVRADA ATA E CONVOCADA
NOVA ELEIÇÃO NO PRAZO DE UM ANO

MANDATO DOS MEMBROS

ART. 510-D, CLT. O MANDATO DOS MEMBROS DA COMISSÃO DE


REPRESENTANTES DOS EMPREGADOS SERÁ DE UM ANO.

§ 1O O MEMBRO QUE HOUVER EXERCIDO A FUNÇÃO DE


REPRESENTANTE DOS EMPREGADOS NA COMISSÃO NÃO PODERÁ
SER CANDIDATO NOS DOIS PERÍODOS SUBSEQUENTES.
§ 2O O MANDATO DE MEMBRO DE COMISSÃO DE REPRESENTANTES
DOS EMPREGADOS NÃO IMPLICA SUSPENSÃO OU INTERRUPÇÃO DO
CONTRATO DE TRABALHO, DEVENDO O EMPREGADO PERMANECER
NO EXERCÍCIO DE SUAS FUNÇÕES.

10

5
25/06/2018

GARANTIA PROVISÓRIA NO EMPREGO

§ 3O ART. 510-D, CLT - DESDE O REGISTRO DA CANDIDATURA ATÉ UM ANO APÓS O


FIM DO MANDATO, O MEMBRO DA COMISSÃO DE REPRESENTANTES DOS
EMPREGADOS NÃO PODERÁ SOFRER DESPEDIDA ARBITRÁRIA, ENTENDENDO-SE
COMO TAL A QUE NÃO SE FUNDAR EM MOTIVO DISCIPLINAR, TÉCNICO, ECONÔMICO
OU FINANCEIRO.

RECOMENDAÇÃO 143 DA OIT- SOBRE PROTEÇÃO E FACILIDADES A SEREM


DISPENSADAS A REPRESENTANTES DE TRABALHADORES NA EMPRESA

5. OS REPRESENTANTES DE TRABALHADORES NA EMPRESA GOZARÃO DA EFETIVA


PROTEÇÃO CONTRA QUALQUER ATO QUE OS PREJUDIQUE, INCLUSIVE DEMISSÃO EM
VIRTUDE DE SUAS FUNÇÕES OU ATIVIDADES COMO REPRESENTANTES DE
TRABALHADORES OU DE SUA FILIAÇÃO SINDICAL OU PARTICIPAÇÃO EM ATIVIDADES
SINDICAIS, DESDE QUE ATUEM DE CONFORMIDADE COM AS LEIS VIGENTES OU
CONTRATOS COLETIVOS OU OUTROS ACORDOS CONVENCIONAIS EM VIGOR.

11

ART. 1º DA CONVENÇÃO 135 DA OIT- OS REPRESENTANTES DOS


TRABALHADORES NA EMPRESA DEVEM SER BENEFICIADOS COM
UMA PROTEÇÃO EFICIENTE CONTRA QUAISQUER MEDIDAS QUE
PODERIAM VIR A PREJUDICÁ-LOS, INCLUSIVE O LICENCIAMENTO
(SENTIDO DE DESPEDIDA), E QUE SERIAM MOTIVADAS POR SUA
QUALIDADE OU SUAS ATIVIDADES COMO REPRESENTANTES DOS
TRABALHADORES SUA FILIAÇÃO SINDICAL, OU PARTICIPAÇÃO EM
ATIVIDADES SINDICAIS, CONQUANTO AJAM DE ACORDO COM AS
LEIS, CONVENÇÕES COLETIVAS OU OUTROS ARRANJOS
CONVENCIONAIS VIGORANDO.

PRECEDENTE NORMATIVO Nº 86 SDC TST


NAS EMPRESAS COM MAIS DE 200 EMPREGADOS É ASSEGURADA A
ELEIÇÃO DIRETA DE UM REPRESENTANTE, COM AS GARANTIAS DO
ART. 543, E SEUS PARÁGRAFOS, DA CLT.

12

6
25/06/2018

§ 4O ART. 510-D, CLT OS DOCUMENTOS


REFERENTES AO PROCESSO ELEITORAL DEVEM
SER EMITIDOS EM DUAS VIAS, AS QUAIS
PERMANECERÃO SOB A GUARDA DOS
EMPREGADOS E DA EMPRESA PELO PRAZO DE
CINCO ANOS, À DISPOSIÇÃO PARA CONSULTA
DE QUALQUER TRABALHADOR INTERESSADO,
DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO E DO
MINISTÉRIO DO TRABALHO.
13

O REPRESENTANTE DOS TRABALHADORES NA


EMPRESA NÃO PODERÁ CELEBRAR CCT OU ACT,
PORQUE ESTA LEGITIMIDADE PERTENCE AO
SINDICATO, CONFORME ART. 8º, VI DA CF.

14

7
25/06/2018

COGESTÃO

ART. 7º, CF- SÃO DIREITOS DOS TRABALHADORES URBANOS E


RURAIS, ALÉM DE OUTROS QUE VISEM À MELHORIA DE SUA
CONDIÇÃO SOCIAL:

XI - PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS, OU RESULTADOS, DESVINCULADA


DA REMUNERAÇÃO, E, EXCEPCIONALMENTE, PARTICIPAÇÃO NA
GESTÃO DA EMPRESA, CONFORME DEFINIDO EM LEI;

ESTA PARTICIPAÇÃO É PREVISTA PELA CF DE FORMA EXCEPCIONAL E


DEPENDENTE DE LEI ORDINÁRIA PARA REGULAR O TEMA.
NÃO É NORMA AUTOAPLICÁVEL, PORQUE DEPENDE DE LEI
ORDINÁRIA.

15

LEI Nº 12.353, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2010.

DISPÕE SOBRE A PARTICIPAÇÃO DE EMPREGADOS


NOS CONSELHOS DE ADMINISTRAÇÃO DAS
EMPRESAS PÚBLICAS E SOCIEDADES DE
ECONOMIA MISTA, SUAS SUBSIDIÁRIAS E
CONTROLADAS E DEMAIS EMPRESAS EM QUE A
UNIÃO, DIRETA OU INDIRETAMENTE, DETENHA A
MAIORIA DO CAPITAL SOCIAL COM DIREITO A
VOTO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.
16

8
25/06/2018

COGESTÃO DIZ RESPEITO À COMUNHÃO DE DECISÕES


ENTRE EMPREGADOS E EMPREGADORES NA EMPRESA.

O DIREITO DE PARTICIPAÇÃO PODE


COMPREENDER A COLABORAÇÃO, INSPEÇÃO,
ADMINISTRAÇÃO DE CERTOS SETORES DA
EMPRESA, DECISÕES EM SETORES NÃO TÃO
IMPORTANTES, COMO NOS ÓRGÃOS DE CÚPULA
DESTA. ESSE DIREITO ABRANGE, CONTUDO, O
PODER DE FAZER SUGESTÕES (MARTINS, SÉRGIO
PINTO. DIREITO DO TRABALHO. 30ª EDIÇÃO. SP:
ATLAS, 2014, P. 862).

17

HÁ 3 FORMAS DE REPRESENTAÇÃO DOS


TRABALHADORES:

SINDICAL- ARTIGO 8º, INCISOS VI E VIII DA CF.


COGESTÃO- ART. 7º XI DA CF.
EMPRESA- ARTIGOS 11 DA CF E 510-A A 510-D
DA CLT.

18

9
25/06/2018

CONFLITOS COLETIVOS DE TRABALHO

SE UMA REIVINDICAÇÃO DO GRUPO DE TRABALHADORES É


RESISTIDA PELO GRUPO DE EMPREGADORES CONTRA A
QUAL É DIRIGIDA, DÁ-SE UM CONFLITO COLETIVO DE
TRABALHO.
(...)
ASSIM, OS CONFLITOS SÃO COLETIVOS QUANDO, EM
RAZÃO DOS SEUS SUJEITOS, QUE SERÃO OS GRUPOS DE
TRABALHADORES ABSTRATAMENTE CONSIDERADOS, DE
UM LADO, E O GRUPO DE EMPREGADORES, DE OUTRO
LADO, OBJETIVARAM MATÉRIA DE ORDEM GERAL DO
GRUPO. (NASCIMENTO, AMAURI MASCARO. INICIAÇÃO AO
DIREITO DO TRABALHO. 37ª EDIÇÃO. SP:LTR, 2012, P. 492).

19

CONFLITO – CRISE NO PLANO SOCIAL


DECORRENTE DA LUTA POR MELHORES
CONDIÇÕES DE TRABALHO, VERIFICADA NO
ÂMBITO DAS RELAÇÕES SINDICAIS, OU SEJA,
ENVOLVENDO AS DIFERENTES CATEGORIAS,
REPRESENTADAS PELOS RESPECTIVOS
SINDICATOS. (GARCIA, GUSTAVO FELIPE
BARBOSA. MANUAL DO DIREITO DO
TRABALHO. 6º EDIÇÃO. RJ: FORENSE, 2013, P.
768).
20

10
25/06/2018

DISSÍDIO – CONFLITO SUBMETIDO À


APRECIAÇÃO DO PODER JUDICIÁRIO, PODENDO
SER INDIVIDUAL OU COLETIVO, COMO NA
RECLAMAÇÃO TRABALHISTA DO EMPREGADO
CONTRA A EMPRESA OU NO JULGAMENTO DA
GREVE PELA JUSTIÇA DO TRABALHO.
(MARTINS, SÉRGIO PINTO. DIREITO DO
TRABALHO. 30ª EDIÇÃO. SP: ATLAS, 2014, P.
864).
21

CONFLITO COLETIVO PODE SER DE NATUREZA ECONÔMICA OU JURÍDICA.

ECONÔMICA - SÃO DISCUTIDAS QUESTÕES RELATIVAS ÀS CONDIÇÕES DE


TRABALHO, AUMENTO SALARIAL, JORNADAS DE TRABALHO. ESTE DISSÍDIO
OBJETIVA A CRIAÇÃO OU ALTERAÇÃO DE NORMAS JURÍDICAS.

JURÍDICA- DIZ RESPEITO À DECLARAÇÃO DE EXISTÊNCIA OU INEXISTÊNCIA


DE RELAÇÃO JURÍDICA CONTROVERTIDA. ESTE DISSÍDIO NÃO OBJETIVA A
CRIAÇÃO OU ALTERAÇÃO DE NORMAS JURÍDICAS, MAS SIM DECLARAR O
SENTIDO, A APLICAÇÃO OU A INTERPRETAÇÃO DE UMA NORMA JÁ
EXISTENTE.

EXEMPLO: RECONHECIMENTO DA LEGALIDADE OU ILEGALIDADE DA GREVE.

22

11
25/06/2018

FORMAS DE SOLUÇÃO

1. AUTODEFESA- AS PRÓPRIAS PARTES REALIZAM A DEFESA


DOS SEUS INTERESSES. UMA IMPÕE A OUTRA A SOLUÇÃO
DO CONFLITO. EXEMPLO: GREVE.

2. AUTOCOMPOSIÇÃO- HÁ TRANSAÇÃO (CONCESSÃO


RECÍPROCA) REALIZADA PELAS PRÓPRIAS PARTES, SEM A
INTERVENÇÃO DE UM TERCEIRO. EXEMPLOS: ACT E CCT.

3. HETEROCOMPOSIÇÃO – QUANDO A SOLUÇÃO DE


CONFLITOS É DETERMINADA POR UM TERCEIRO. EXEMPLOS:
MEDIAÇÃO, ARBITRAGEM E JURISDIÇÃO.
23

3.1 MEDIAÇÃO – PODE OCORRER NO ÂMBITO DA


DELEGACIA REGIONAL DO TRABALHO, ARTIGO
616, § 1º DA CLT. MEDIADOR TENTA APROXIMAR
AS PARTES, SUGERE SOLUÇÕES.
AQUI O MEDIADOR APENAS FAZ PROPOSTAS PARA
SOLUCIONAR O CONFLITO.

3.2 ARBITRAGEM – LEI 9307/1996, ARTIGO 114, §


1º E 2º DA CF.
AQUI O ÁRBITRO DECIDE, IMPÕE A SOLUÇÃO AO
CASO QUE FOI A ELE SUBMETIDO.
24

12
25/06/2018

REFORMA TRABALHISTA
ART. 507-A, CLT. NOS CONTRATOS INDIVIDUAIS DE
TRABALHO CUJA REMUNERAÇÃO SEJA SUPERIOR A DUAS
VEZES O LIMITE MÁXIMO ESTABELECIDO PARA OS
BENEFÍCIOS DO REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL,
PODERÁ SER PACTUADA CLÁUSULA COMPROMISSÓRIA DE
ARBITRAGEM, DESDE QUE POR INICIATIVA DO EMPREGADO
OU MEDIANTE A SUA CONCORDÂNCIA EXPRESSA, NOS
TERMOS PREVISTOS NA LEI NO 9.307, DE 23 DE SETEMBRO
DE 1996.

ATUALMENTE (EM MAIO DE 2018) TETO PREVIDENCIÁRIO É


DE R$ 5.645,80.

25

A SENTENÇA ARBITRAL PRODUZ ENTRE AS PARTES E


SEUS SUCESSORES OS MESMOS EFEITOS DA SENTENÇA
PROFERIDA PELO PODER JUDICIÁRIO E SENDO
CONDENATÓRIA CONSTITUI TÍTULO EXECUTIVO (ART. 31
DA LEI 9307/1996), EM REGRA DE NATUREZA JUDICIAL
(ART. 515, VII DO CPC). NESSE ENFOQUE, O ÁRBITRO É
JUIZ DE FATO E DE DIREITO, E A SENTENÇA QUE
PROFERIR NÃOMFICA SUJEITO À RECURSO OU A
HOMOLOGAÇÃO PELO PODER JUDICIÁRIO (ART. 18 DA
LEI 9307/1996) (GARGIA, GUSTAVO FELIPE BARBOSA.
REFORMA TRABALHISTA. 3ª EDIÇÃO. SALVADOR:
JUSPODIVM, 2018, P.232).

26

13
25/06/2018

3.3 JURISDIÇÃO- FORMA DE SOLUCIONAR OS


CONFLITOS COLETIVOS COM A
INTERVENIÊNCIA DO PODER JUDICIÁRIO.

27

DISSÍDIOS COLETIVOS

ARTIGOS 856 E SEGUINTES DA CLT

DISSÍDIO COLETIVO É O PROCESSO QUE VAI DIRIMIR OS CONFLITOS COLETIVOS DE


TRABALHO, POR MEIO DE PRONUNCIAMENTO DO PODER JUDICIÁRIO, CRIANDO OU
MODIFICANDO CONDIÇÕES DE TRABALHO PARA CERTA CATEGORIA OU
INTERPRETANDO DETERMINADA NORMA JURÍDICA (MARTINS, SÉRGIO PINTO.
DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO. 35ª EDIÇÃO. SP: ATLAS, 2014, P.700).

ART. 114 § 2º CF- RECUSANDO-SE QUALQUER DAS PARTES À NEGOCIAÇÃO COLETIVA


OU À ARBITRAGEM, É FACULTADO ÀS MESMAS, DE COMUM ACORDO, AJUIZAR
DISSÍDIO COLETIVO DE NATUREZA ECONÔMICA, PODENDO A JUSTIÇA DO TRABALHO
DECIDIR O CONFLITO, RESPEITADAS AS DISPOSIÇÕES MÍNIMAS LEGAIS DE PROTEÇÃO
AO TRABALHO, BEM COMO AS CONVENCIONADAS ANTERIORMENTE.

28

14
25/06/2018

PARA INSTAURAR A INSTÂNCIA É PRECISO QUE


SEJAM ESGOTADAS AS NEGOCIAÇÕES - § 2º DO
ART. 114, CF E § 4º, 616 CLT.

ART. 616, § 4º CLT- NENHUM PROCESSO DE


DISSÍDIO COLETIVO DE NATUREZA ECONÔMICA
SERÁ ADMITIDO SEM ANTES SE ESGOTAREM AS
MEDIDAS RELATIVAS À FORMALIZAÇÃO DA
CONVENÇÃO OU ACORDO CORRESPONDENTE.
29

REPRESENTAÇÃO PARA INSTAURAR A INSTÂNCIA EM DISSÍDIO


COLETIVO

ART. 857, CLT - A REPRESENTAÇÃO PARA INSTAURAR A INSTÂNCIA EM


DISSÍDIO COLETIVO CONSTITUI PRERROGATIVA DAS ASSOCIAÇÕES
SINDICAIS, EXCLUÍDAS AS HIPÓTESES ALUDIDAS NO ART. 856,
QUANDO OCORRER SUSPENSÃO DO TRABALHO.

ENTIDADE SINDICAL OU O MPT -> EM CASO DE GREVE.

ART. 114, § 3º CF: EM CASO DE GREVE EM ATIVIDADE ESSENCIAL,


COM POSSIBILIDADE DE LESÃO DO INTERESSE PÚBLICO, O
MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PODERÁ AJUIZAR DISSÍDIO
COLETIVO, COMPETINDO À JUSTIÇA DO TRABALHO DECIDIR O
CONFLITO.

30

15
25/06/2018

ART. 83, LEI COMPLEMENTAR 75/1993 COMPETE


AO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO O
EXERCÍCIO DAS SEGUINTES ATRIBUIÇÕES JUNTO
AOS ÓRGÃOS DA JUSTIÇA DO TRABALHO:

VIII - INSTAURAR INSTÂNCIA EM CASO DE GREVE,


QUANDO A DEFESA DA ORDEM JURÍDICA OU O
INTERESSE PÚBLICO ASSIM O EXIGIR;

31

ART. 859, CLT - A REPRESENTAÇÃO DOS


SINDICATOS PARA INSTAURAÇÃO DA
INSTÂNCIA FICA SUBORDINADA À APROVAÇÃO
DE ASSEMBLÉIA, DA QUAL PARTICIPEM OS
ASSOCIADOS INTERESSADOS NA SOLUÇÃO DO
DISSÍDIO COLETIVO, EM PRIMEIRA
CONVOCAÇÃO, POR MAIORIA DE 2/3 (DOIS
TERÇOS) DOS MESMOS, OU, EM SEGUNDA
CONVOCAÇÃO, POR 2/3 (DOIS TERÇOS) DOS
PRESENTES.
32

16
25/06/2018

AUDIÊNCIA DE CONCILIAÇÃO
RECEBIDA E PROTOCOLADA A REPRESENTAÇÃO, E ESTANDO NA DEVIDA
FORMA, O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DESIGNARÁ A AUDIÊNCIA DE
CONCILIAÇÃO, DENTRO DO PRAZO DE 10 (DEZ) DIAS, DETERMINANDO A
NOTIFICAÇÃO DOS DISSIDENTES (ART 860 DA CLT).

ACORDO
ART. 863, CLT - HAVENDO ACORDO, O PRESIDENTE O SUBMETERÁ À
HOMOLOGAÇÃO DO TRIBUNAL NA PRIMEIRA SESSÃO.

SEM ACORDO
ART. 864, CLT - NÃO HAVENDO ACORDO, OU NÃO COMPARECENDO AMBAS
AS PARTES OU UMA DELAS, O PRESIDENTE SUBMETERÁ O PROCESSO A
JULGAMENTO, DEPOIS DE REALIZADAS AS DILIGÊNCIAS QUE ENTENDER
NECESSÁRIAS E OUVIDA A PROCURADORIA.

33

ART. 867, CLT - DA DECISÃO DO TRIBUNAL


SERÃO NOTIFICADAS AS PARTES, OU SEUS
REPRESENTANTES, EM REGISTRADO POSTAL,
COM FRANQUIA, FAZENDO-SE, OUTROSSIM, A
SUA PUBLICAÇÃO NO JORNAL OFICIAL, PARA
CIÊNCIA DOS DEMAIS INTERESSADOS.

34

17
25/06/2018

VIGÊNCIA DA SENTENÇA NORMATIVA

ARTIGO 867, PARÁGRAFO ÚNICO, CLT - A SENTENÇA NORMATIVA


VIGORARÁ:

A) A PARTIR DA DATA DE SUA PUBLICAÇÃO, QUANDO AJUIZADO O DISSÍDIO


APÓS O PRAZO DO ART. 616, § 3º, OU, QUANDO NÃO EXISTIR ACORDO,
CONVENÇÃO OU SENTENÇA NORMATIVA EM VIGOR, DA DATA DO
AJUIZAMENTO.

ART. 616, § 3º - HAVENDO CONVENÇÃO, ACORDO OU SENTENÇA


NORMATIVA EM VIGOR, O DISSÍDIO COLETIVO DEVERÁ SER INSTAURADO
DENTRO DOS 60 (SESSENTA) DIAS ANTERIORES AO RESPECTIVO TERMO
FINAL, PARA QUE O NOVO INSTRUMENTO POSSA TER VIGÊNCIA NO DIA
FINAL
IMEDIATO A ESSE TERMO.

35

B) A PARTIR DO DIA IMEDIATO AO TERMO


FINAL DE VIGÊNCIA DO ACORDO, CONVENÇÃO
OU SENTENÇA NORMATIVA, QUANDO
AJUIZADO O DISSÍDIO NO PRAZO DO ART. 616,
§ 3º.

36

18
25/06/2018

CUMPRIMENTO DA DECISÃO

A SENTENÇA NORMATIVA É CUMPRIDA. NÃO SE TRATA DE EXECUÇÃO, MAS


SIM DE CUMPRIMENTO (AÇÃO DE CUMPRIMENTO). ARTIGO 872 DA CLT.

ART. 872, CLT - CELEBRADO O ACORDO, OU TRANSITADA EM JULGADO A


DECISÃO, SEGUIR-SE-Á O SEU CUMPRIMENTO, SOB AS PENAS
ESTABELECIDAS NESTE TÍTULO.

SÚMULA Nº 246 DO TST


AÇÃO DE CUMPRIMENTO. TRÂNSITO EM JULGADO DA SENTENÇA
NORMATIVA (MANTIDA) - RES. 121/2003, DJ 19, 20 E 21.11.2003
É DISPENSÁVEL O TRÂNSITO EM JULGADO DA SENTENÇA NORMATIVA PARA
A PROPOSITURA DA AÇÃO DE CUMPRIMENTO.

37

ART. 1º DA LEI 8984/1995- COMPETE À JUSTIÇA


DO TRABALHO CONCILIAR E JULGAR OS
DISSÍDIOS QUE TENHAM ORIGEM NO
CUMPRIMENTO DE CONVENÇÕES COLETIVAS
DE TRABALHO OU ACORDOS COLETIVOS DE
TRABALHO, MESMO QUANDO OCORRAM
ENTRE SINDICATOS OU ENTRE SINDICATO DE
TRABALHADORES E EMPREGADOR.

38

19
25/06/2018

REVISÃO

A SENTENÇA NORMATIVA PODERÁ SER REVISTA, SE TRANSCORRIDO


MAIS DE 1 ANO DE SUA VIGÊNCIA, QUANDO TIVEREM SIDO
ALTERADAS AS CIRCUNSTÂNCIAS QUE A INFLUENCIARAM POR
TEREM SE TORNADO INJUSTAS OU INAPLICÁVEIS ÀS CONDIÇÕES DE
TRABALHO.

ART. 873, CLT - DECORRIDO MAIS DE 1 (UM) ANO DE SUA VIGÊNCIA,


CABERÁ REVISÃO DAS DECISÕES QUE FIXAREM CONDIÇÕES DE
TRABALHO, QUANDO SE TIVEREM MODIFICADO AS CIRCUNSTÂNCIAS
QUE AS DITARAM, DE MODO QUE TAIS CONDIÇÕES SE HAJAM
TORNADO INJUSTAS OU INAPLICÁVEIS.

39

20

Você também pode gostar