Você está na página 1de 25

Página 1 de 25

Este material é protegido pela Lei de Direitos Autorais


- Lei nº 9.160/98 e não pode ser vendido ou repassado
por terceiros sem prévia e expressa autorização do
autor. A violação dos direitos autorais acarreta em
detenção de três meses a um ano.

Quem participa de rateio também está cometendo


crime e segundo o código penal, a pena é de reclusão
de um a quatro anos.

Caia fora dessa e não brinque com os sonhos de outros


concurseiros.

Página 2 de 25
QUESTÕES COMENTADAS

1. TRT 10 | CESPE | 2013

Considerando as determinações contidas nas NBRs 13531:1995 e 13532:1995, julgue os


itens a seguir.

Das atividades técnicas do projeto de uma edificação, o projeto básico constitui uma
etapa opcional.

( ) Certo ( ) Errado

Resolução:

De acordo com a NBR 13531/95, o projeto básico é a única etapa que consta como
opcional. Esse questionamento é recorrente em provas, então fique ligado para não
errar!

Vamos relembrar a definição do projeto básico? É a etapa destinada à representação


das informações técnicas da edificação e de seus elementos, instalações e
componentes, ainda não completas ou definitivas, mas consideradas compatíveis com
os projetos básicos das atividades técnicas necessárias e suficientes à licitação
(contratação) dos serviços de obra correspondentes.

Gabarito: Certo

2. MPE/MA | FCC | 2013

Assinale corretamente a fase de processo de projeto arquitetônico e seu conteúdo


correspondente, baseado na NBR 13531.

(A) Estudo Preliminar: Destinado à representação das informações técnicas da


edificação e de seus elementos, instalações e componentes, ainda não completas ou
definitivas, mas consideradas compatíveis com os projetos básicos das atividades
técnicas necessárias e suficientes à licitação (contratação) dos serviços de obra
correspondentes.

(B) Levantamento de Dados: Destinado à determinação das exigências de caráter


prescritivo ou de desempenho (necessidades e expectativas dos usuários) a serem
satisfeitas pela edificação a ser concebida.

Página 3 de 25
(C) Programa de Necessidades: Destinado ao levantamento de informações de
referência que representem as condições preexistentes, de interesse para instruir a
elaboração do projeto.

(D) Projeto Básico: Destinado à concepção e à representação do conjunto de


informações técnicas iniciais e aproximadas, necessárias à compreensão da
configuração da edificação, podendo incluir alternativas.

(E) Estudo de Viabilidade: Destinado à elaboração de análise e avaliações para seleção e


recomendação de alternativas para a concepção de edificações e de seus elementos,
instalações e componentes.

Resolução:

Mais uma questão de aplicação direta da norma! Basta saber o conceito de cada etapa
de forma clara para acertar. Então é treinar sempre, pois assim fica mais fácil. Vamos?

Afirmativa A: Incorreta. Essa definição diz respeito à etapa do projeto básico. Para não
esquecer: falou em “suficientes à licitação dos serviços de obra”, é projeto básico!

Afirmativa B: Incorreta. Essa definição diz respeito ao programa de necessidades.


Quando citar as necessidades e expectativas do usuário, já sabemos que se trata do
programa de necessidades;

Afirmativa C: Incorreta. Essa definição diz respeito à etapa de levantamento de dados.


O próprio conceito orienta nesse sentido: “levantamento de informações”, “condições
preexistentes”;

Afirmativa D: Incorreta. Essa é a definição de estudo preliminar. Para memorizar,


lembre-se do termo “informações técnicas iniciais e aproximadas. ”

Afirmativa E: Correta. Agora sim, a definição está de acordo com a etapa! Para associar,
fique atento aos termos “análise e avaliações”; “concepção de edificações”.

Gabarito: Letra E.

3. TRF 5 | SUSTENTE | 2009

Segundo a NBR 6492/1994, o desenho à mão livre é usado na representação do projeto


nas fases de:

a) Croquis e estudo preliminar.

b) Estudo preliminar e anteprojeto.

Página 4 de 25
c) Croquis e anteprojeto.

d) Levantamento e croquis.

e) Croquis e esboço.

Resolução:

Essa é uma questão simples, que envolve um aspecto interessante da NBR 6492/1994.
Vamos memorizar? Assim fica fácil acertar quando cair em alguma prova! No item 4.6.1
da norma, define-se que o desenho à mão livre é, de maneira geral, a representação do
projeto nas fases de croquis e estudo preliminar.

Gabarito: Letra A.

4. TJ/SC | FGV | 2018

No desenvolvimento do projeto de arquitetura para uma edificação, a etapa de


anteprojeto se destina à:

(A) representação das informações técnicas necessárias à análise e aprovação pelas


autoridades competentes, com base nas exigências legais;

(B) elaboração de análise e avaliações para seleção e recomendação de alternativas para


a concepção da edificação e de seus elementos;

(C) idealização e reprodução final dos elementos técnicos da edificação, completos e


definitivos, necessários à licitação e execução dos serviços.

(D) concepção e representação das informações técnicas provisórias de detalhamento


da edificação, suficientes à elaboração de estimativas de custos;

(E) coleta das informações de referência que representem as condições preexistentes,


de interesse para instruir a elaboração do projeto.

Resolução:

Segundo a NBR 13531, o anteprojeto ou pré-execução é a etapa destinada à concepção


e à representação das informações técnicas provisórias de detalhamento da edificação
e de seus elementos, instalações e componentes, necessárias ao inter-relacionamento
das atividades técnicas de projeto e suficientes à elaboração de estimativas aproximadas
de custos e de prazos dos serviços de obra implicados.

Gabarito: Letra D.

Página 5 de 25
5. INSTITUTO AOCP | 2016 | EBSERH

É parte do levantamento de dados para elaboração de um projeto de arquitetura o:

(A) conhecimento dos vizinhos do terreno, a lei de zoneamento e as peças gráficas


exigidas na prefeitura.

(B) levantamento fotográfico e topográfico, as leis de zoneamento e de perímetro, a


orientação e o sentido dos ventos predominantes.

(C) levantamento cadastral e topográfico, as leis de parcelamento do solo e de


zoneamento, a orientação, a direção e o sentido dos ventos predominantes.

(D) levantamento do trânsito em frente ao terreno, o levantamento da arborização do


bairro, a orientação, a direção e o sentido dos ventos predominantes.

(E) valor que o cliente está disposto em gastar, o levantamento topográfico e a lei de
zoneamento.

Resolução:

Para responder essa questão, vamos utilizar a NBR 13532/1995, ok? No item 4.4.2.1 ela
informa que a etapa de levantamento de dados deve utilizar como referência o
levantamento topográfico e cadastral. Já no item 4.4.2.2, fala-se sobre as informações
técnicas que essa etapa precisa produzir, e dentre elas estão:

- Leis municipais de parcelamento de solo e zoneamento (registro de uso, recuos e


afastamentos, coeficiente de construção, taxa de ocupação e gabaritos);

- Orientação Norte-Sul, direção e sentido dos ventos predominantes.

Logo, a alternativa correta é a letra C.

Gabarito: Letra C.

6. 2019 | FGV | PREFEITURA DE SALVADOR

A elaboração de um Projeto de Arquitetura deve obedecer a determinadas etapas,


seguindo-se uma metodologia, de acordo com a NBR 13532. Com a sucessão de
diferentes etapas, de forma hierárquica, as alternativas vão sendo definidas e
amadurecem-se as soluções adotadas. Cada etapa se referencia em informações pré-
determinadas e produz informações técnicas que embasarão o desenvolvimento da
próxima etapa. Assinale a opção que apresenta informações técnicas a serem
produzidas na etapa do Programa de Necessidades de Arquitetura (PN-ARQ).

Página 6 de 25
(A) As vistorias em arquivos cadastrais; as características, exigências, número, idade e
permanência dos usuários em cada ambiente; as características funcionais ou das
atividades em cada ambiente.

(B) As exigências ambientais e níveis de desempenho; o levantamento topográfico e


cadastral; as características funcionais ou das atividades em cada ambiente.

(C) A planta geral de implantação; as vistorias em arquivos cadastrais; as exigências


ambientais e níveis de desempenho.

(D) As exigências ambientais e os níveis de desempenho; as características, as


exigências, o número, a idade e permanência dos usuários em cada ambiente; as
características funcionais ou das atividades em cada ambiente.

(E) As soluções físicas alternativas; as vistorias em arquivos cadastrais; a planta geral de


implantação.

Resolução:

Essa questão deve ser respondida com base na NBR 16636, parte 2, que foi lançada em
dezembro de 2017. Juntamente com a parte 1, elas surgiram para revisar a NBR
13532/1995, que não está mais em vigor. Segundo o item 6.4.2.2.2 da NBR 16636-
2:2017, as informações técnicas a serem produzidas na etapa do Programa de
Necessidades de Arquitetura são as seguintes:

a) necessárias à concepção arquitetônica da edificação (ambiente construído ou


artificial) e aos serviços de obra, como nome, número e dimensões (gabaritos, áreas
úteis e construídas) dos ambientes de acordo com legislação vigentes e Normas
Brasileiras vigentes, com a distinção entre os ambientes a serem construídos, a ampliar,
a serem reduzidos e recuperados, a serem caracterizados de acordo com os requisitos
por número, idade e tempos de permanência dos usuários, em cada ambiente;

b) características funcionais ou das atividades em cada ambiente (ocupação,


capacidade, movimentos, fluxos e períodos);

c) características, dimensões e serviços dos equipamentos e mobiliário; requisitos


ambientais, níveis de desempenho; instalações especiais (elétricas, mecânicas,
hidráulicas e sanitárias e de segurança e acessibilidade).

Gabarito: Letra D.

Página 7 de 25
7. UFRN | COMPERVE | 2015

Projeto executivo é a proposta conclusiva da solução arquitetônica, representada pelo


conjunto de projetos necessários, com todas as informações detalhadas para a perfeita
execução da obra, de forma clara, exata, precisa e completa.

A partir deste conjunto de projetos, são elaborados os quantitativos de materiais, os


orçamentos de materiais e de mão de obra da futura edificação e, ainda, o cronograma
de execução.

Conforme a NBR 6492, são documentos típicos obrigatórios dessa fase:

A) plantas, cortes e fachadas; discriminação técnica; quadro geral de acabamentos;


especificações; lista de materiais e quadro geral de áreas.

B) locação; plantas, cortes e fachadas; discriminação técnica; quadro geral de


acabamentos; lista de materiais e quadro geral de áreas.

C) plantas, cortes e fachadas; detalhamento; discriminação técnica; quadro geral de


acabamentos; especificações e lista de materiais.

D) locação; plantas, cortes e fachadas; detalhamento; discriminação técnica;


especificações e lista de materiais.

Resolução:

Os documentos típicos obrigatórios da fase do projeto executivo são os seguintes:


locação; plantas, cortes e fachadas; detalhamento; discriminação técnica;
especificações; lista de materiais. O quadro geral de acabamentos e o quadro geral de
áreas são documentos típicos facultativos.

Percebam que essa é um tipo de questão que cai bastante. Logo, sugiro que memorizem
os documentos típicos (diferenciando os obrigatórios dos facultativos) e os documentos
eventuais de cada etapa do projeto arquitetônico.

Gabarito: Letra D.

8. PREFEITURA DE PRETROLINA/PE | UPENET-IAUPE | 2019

Com base na NBR 13531 – Elaboração de projetos de edificações – Atividades técnicas


e na NBR 13532 – Elaboração de projetos de edificações - Arquitetura, sobre as etapas
de elaboração de projetos de edificações, analise as afirmativas abaixo:

Página 8 de 25
I. As etapas de execução da atividade técnica do projeto de arquitetura são constituídas,
exclusivamente, por estudo preliminar, anteprojeto, projeto legal, projeto básico e
projeto executivo.

II. As informações técnicas produzidas em qualquer uma das etapas de elaboração do


projeto de arquitetura devem ser apresentadas mediante documentos técnicos, em
conformidade com os padrões estabelecidos nas normas pertinentes.

III. O programa de necessidades é caracterizado como a etapa destinada à determinação


das exigências de caráter prescritivo ou de desempenho a serem satisfeitos pela
edificação a ser concebida.

IV. A etapa do projeto de execução destina-se à concepção e à representação final das


informações técnicas da edificação e de seus elementos, instalações e componentes,
necessárias e suficientes para licitação e para execução dos serviços da obra.

V. O estudo de viabilidade refere-se à etapa de análise e avaliações pós-obra da


edificação e de seus elementos, instalações e componentes.

Estão CORRETAS, apenas,

A) I, II e V.

B) I, II, III e IV.

C) II e III.

D) III, IV e V.

E) II, III e IV.

Resolução:

Afirmativa I: Incorreta. São 8 as etapas do projeto de edificações: levantamento,


programa de necessidades, estudo de viabilidade, estudo preliminar, anteprojeto,
projeto legal, projeto básico (opcional) e projeto executivo. A alternativa cita apenas 5
dessas etapas e diz que o projeto é composto exclusivamente por elas. Muita atenção
quando encontrar esse tipo de termo: “exclusivamente”, “únicos”, “sempre”, “nunca”,
etc.! Na maioria das vezes, ela torna uma questão incorreta.

Afirmativa II: Correta. Essa questão traz uma abordagem interessante. A NBR 13532/95
define que a elaboração do projeto de arquitetura deve ser orientada, em cada uma das
suas etapas, por: informações de referência a utilizar; informações técnicas a produzir e
documentos técnicos a apresentar. Ou seja, todas as etapas são detalhadas em relação
a esses três aspectos.

Página 9 de 25
Afirmativa III: Correta. Essa é a definição exata do programa de necessidades. Para
associar, foque no termo “exigências de caráter prescritivo ou de desempenho”.

Afirmativa IV: Correta. O projeto para execução é a última etapa, logo destina-se à
representação final das informações.

Afirmativa V: Incorreta. O estudo de viabilidade destina-se à elaboração de análise e


avaliações para seleção e recomendação de alternativas para a concepção da edificação
e de seus elementos, instalações e componentes.

Gabarito: Letra E.

9. TRE/SC | EXATUS | 2015

De acordo com a NBR 13532/1995, um projeto arquitetônico consiste em etapas de


execução. Conforme a descrição abaixo, escolha a alternativa que define a sequência
correta das etapas:

a) Levantamento de Dados, Programa de Necessidades, Estudo de Viabilidade, Estudo


Preliminar, Anteprojeto ou Pré-execução, Projeto Legal, Projeto Básico de Arquitetura
(Opcional), Projeto para Execução de Arquitetura.

b) Análise do Macro Ambiente, Estudo Preliminar, Estudo de Viabilidade, Programa de


Necessidades (Opcional), Anteprojeto, Projeto Legal, Projeto básico de Arquitetura,
Projeto para Execução de Arquitetura.

c) Levantamento de Dados, estudo de viabilidade de arquitetura, estudo preliminar de


arquitetura, Projeto Complementar (Opcional), Projeto Legal, Projeto Executivo, Projeto
Definitivo.

d) Levantamento de Dados, Análise de Requisitos (Opcional), Análise do Sítio, Análise


Topográfica, Estudo de Viabilidade, Projeto básico de Arquitetura, Projeto para
execução de arquitetura.

Resolução:

Essa é fácil, hein? Basta memorizar a ordem das etapas: Levantamento de Dados,
Programa de Necessidades, Estudo de Viabilidade, Estudo Preliminar, Anteprojeto ou
Pré-execução, Projeto Legal, Projeto Básico de Arquitetura (Opcional), Projeto para
Execução de Arquitetura.

Lembrem do mnemônico: DAN é VIP em ALagoas e Belém.

Gabarito: Letra A.

Página 10 de 25
10. BNDES | CESGRANRIO | 2012

Uma das primeiras etapas de um projeto é a elaboração de um estudo de viabilidade


técnico-financeira.

Esse estudo avalia os fatores que levam à viabilidade do empreendimento, entre os


quais NÃO constam:

(A) a execução do projeto básico e a sua respectiva aprovação junto aos órgãos
competentes.

(B) a área do terreno, sua localização dentro do zoneamento da cidade e os parâmetros


urbanísticos (Coeficientes de Aproveitamento, Potencial Construtivo, Área Permeável,
entre outros), definidos pela Lei de Parcelamento.

(C) as características do mercado que são elaboradas, via de regra, em conjunto com
economistas e planejadores, e os recursos disponíveis.

(D) o estudo da topografia, da legislação, dos custos estimados e dos recursos


disponíveis, itens fundamentais para um bom estudo de viabilidade.

(E) os levantamentos dos usos permitidos e dos gabaritos definidos na legislação sobre
uso e ocupação do solo, que determinam o que pode ser edificado no sítio.

Resolução:

Apesar de essa questão envolver outros conhecimentos, fica fácil responder com base
na NBR 13532/95. Lembrando que são oito as etapas do projeto arquitetônico e que o
estudo de viabilidade é a terceira dessas etapas. O estudo de viabilidade financeira
avalia, dentre outros aspectos: a área do terreno, sua localização e os parâmetros
urbanísticos; as características do mercado; o estudo da topografia, legislação, custos
estimados e recursos disponíveis e os levantamentos dos usos e gabaritos permitidos.

O projeto básico é uma fase posterior ao estudo de viabilidade (mais precisamente, é a


sétima etapa). Logo, não teria como o estudo de viabilidade avaliar algo que só é
produzido mais tarde. Além disso, o projeto básico não deve ser aprovado junto à órgãos
competentes. O projeto legal é que possui esse papel.

Gabarito: Letra A.

Página 11 de 25
11. 2013 | FCC | MPE-MA

De acordo com a NBR 6492/1994 − Representação de projetos de arquitetura, quanto à


etapa de processo de projeto e elementos que a constituem, considere:

Simbologias de representação gráfica (conforme a norma); curvas de nível existentes e


projetadas, além de eventual sistema de coordenadas referenciais; indicação do norte;
vias de acesso ao conjunto, arruamento e logradouros adjacentes com os respectivos
equipamentos urbanos; indicação das áreas a serem edificadas; denominação dos
diversos edifícios ou blocos; construções existentes, demolições ou remoções futuras,
áreas “non aedificandi”; escalas; notas gerais, desenhos de referência e carimbo.

A afirmação acima refere-se ao

(A) projeto executivo − Detalhes construtivos gerais.

(B) anteprojeto − Planta.

(C) anteprojeto − Planta de locação.

(D) projeto executivo − Planta de teto refletivo.

(E) estudo preliminar − Planta de situação.

Resolução:

A NBR 6492/94, em seu item 5.3.1.1, define que a planta de situação deve conter:

Simbologias de representação gráfica, conforme as prescritas no Anexo;


Curvas de nível existentes e projetadas, além de eventual sistema de
coordenadas referenciais;
Indicação do norte;
Vias de acesso ao conjunto, arruamento e logradouros adjacentes com os
respectivos equipamentos urbanos;
Indicação das áreas a serem edificadas;
Denominação dos diversos edifícios ou blocos;
Construções existentes, demolições ou remoções futuras, áreas non
aedificandi;
Escalas;
Notas gerais, desenhos de referência e carimbo.

Gabarito: Letra E.

Página 12 de 25
12. UFPE | COVEST-COPSET | 2015

A elaboração de um programa de necessidades de arquitetura, visando a execução de


projetos para qualquer tipo de edificação, deve levar em conta:

A) prerrogativas estabelecidas pelo agente financiador da obra a ser executada.

B) etapas predeterminadas pela empresa que vai executar o projeto.

C) condicionantes de técnicas de execução de obras ditadas pelo engenheiro calculista.

D) lista de preferências e exigências apresentada pelo futuro usuário.

E) informações de referência a utilizar, informações técnicas a produzir e documentos


técnicos a apresentar.

Resolução:

De acordo com o item 4.4.1 da NBR 13532/95, a elaboração do projeto de arquitetura


deve ser orientada, em cada uma de suas etapas, por: informações de referência a
utilizar, informações técnicas a produzir e documentos técnicos a apresentar.

Gabarito: Letra E.

13. PREFEITURA DE ARACRUZ | FUNCAB | 2012

No desenvolvimento de um projeto de arquitetura, a etapa destinada à concepção e à


representação do conjunto de informações técnicas iniciais e aproximadas, necessárias
à compreensão da configuração da edificação, podendo incluir soluções alternativas, é:

A) o programa de necessidades.

B) o projeto básico.

C) o estudo de viabilidade.

D) o estudo preliminar

Resolução:

De acordo com a NBR 13531/95, essa definição diz respeito à etapa do estudo
preliminar. Vamos relembrar a associação? Foquem no termo “informações técnicas
iniciais e aproximadas”.

Gabarito: Letra D.

Página 13 de 25
14. PREFEITURA DE SALTO DO JACUÍ/RS | FUNDATEC | 2019

Em um projeto de arquitetura, a fase de anteprojeto corresponde à definição do partido


arquitetônico e dos elementos construtivos, considerando os projetos complementares.
Com relação ao anteprojeto, analise as assertivas abaixo:

I. Nesta etapa, o projeto deve receber aprovação final do cliente e dos órgãos oficiais
envolvidos e possibilitar a contratação da obra.

II. Devem estar bem caracterizados os elementos construtivos, com indicação de


medidas, níveis, áreas, denominação de compartimentos, topografia e orientação, eixos
e coordenadas.

III. A estimativa de custo faz parte dos documentos típicos desta etapa.

IV. A maquete faz parte dos elementos eventuais desta etapa.

Quais estão corretas?

A) Apenas I e II.

B) Apenas II e III.

C) Apenas II e IV.

D) Apenas I, II e IV.

E) I, II, III e IV.

Resolução:

Para responder essa questão, devemos recorrer à NBR 6492.

Afirmativa I: Correta. Na etapa do anteprojeto são definidos o partido arquitetônico e


os elementos construtivos. O projeto deve receber aprovação final do cliente e dos
órgãos oficiais envolvidos e possibilitar a contratação da obra.

Afirmativa II: Correta. Essa definição pode ser encontrada no item 5.1.3.4 da NBR 6492.
Nessa norma, são definidos todos os elementos que devem ser representados em cada
etapa.

Afirmativa III: Incorreta. Os documentos típicos dessa etapa são: situação; plantas,
cortes e fachadas; memorial justificativo; discriminação técnica; quadro geral de
acabamento (facultativo); documentos para aprovação em órgãos públicos; lista
preliminar de materiais. A estimativa de custos na verdade faz parte dos documentos
eventuais.

Página 14 de 25
Afirmativa IV: Correta. Os documentos eventuais da etapa do anteprojeto são:
desenvolvimento de elementos de interesse; maquete e estimativa de custo.

Gabarito: Letra D.

15. UFF | COSEAC | 2011

De acordo com a NBR 6492/94, as alternativas abaixo são documentos típicos da fase
de anteprojeto, EXCETO:

(A) estimativa de custo;

(B) memorial justificativo, abrangendo aspectos construtivos;

(C) quadro geral de acabamento (facultativo);

(D) discriminação técnica;

(E) documentos para aprovação em órgãos públicos.

Resolução:

Para resolver essa questão, basta ter em mente quais são os documentos solicitados em
cada etapa do projeto. É uma questão um pouco decoreba, mas com muito treinamento
conseguimos internalizar de forma mais natural!

Segundo a NBR 6492, os documentos típicos da fase de anteprojeto são os seguintes:


situação; plantas, cortes e fachadas; memorial justificativo, abrangendo aspectos
construtivos; discriminação técnica; quadro geral de acabamentos (facultativo);
documentos para aprovação em órgãos públicos; lista preliminar de materiais. Percebe-
se que a estimativa de custo não se encontra nesse rol. Na verdade, ele se configura
como um documento eventual do anteprojeto, mas não típico.

Gabarito: Letra A.

16. UFPE | COVEST-COPSET | 2015

Segundo a norma técnica NBR 13531/95, estudo de viabilidade é uma etapa destinada
à elaboração de análise e avaliações para seleção e recomendação de alternativas para
concepção de edificações e de seus elementos, instalações e componentes. A norma
NBR 13532/95, similar, porém direcionada à Arquitetura, detalha essa etapa (EV-ARQ)
em três aspectos específicos que devem ser identificados em uma das cinco alternativas
que seguem.

Página 15 de 25
A) Informações preliminares, terreno e orientação.

B) Informações preliminares, programa de necessidades e recomendações do cliente.

C) Levantamento topográfico, mapa geodésico e planta cadastral.

D) Levantamento topográfico, informações da legislação vigente e entorno urbano.

E) Informações referenciais a utilizar, técnicas a produzir, documentos técnicos a


apresentar.

Resolução:

Essa questão traz uma abordagem interessante. A NBR 13532/95 define quais são as
etapas de execução da atividade técnica do projeto de arquitetura (são 8 etapas no
total). Logo em seguida, ela detalha cada uma dessas etapas, mas antes define, no item
4.4.1.1 que a elaboração do projeto de arquitetura deve ser orientada, em cada uma
das suas etapas, por: informações de referência a utilizar; informações técnicas a
produzir e documentos técnicos a apresentar. Ou seja, todas as etapas são detalhadas
em relação a esses três aspectos.

Gabarito: Letra E.

17. 2014 | FCC | METRÔ SP

A etapa de desenvolvimento do projeto de arquitetura destinada à concepção e à


representação das informações técnicas provisórias de detalhamento da edificação e de
seus elementos, instalações e componentes, necessárias ao inter-relacionamento das
atividades técnicas de projeto e suficientes à elaboração de estimativas aproximadas de
custos e de prazos dos serviços de obra implicados chama-se

(A) projeto básico.

(B) estudo preliminar.

(C) anteprojeto.

(D) projeto legal.

(E) projeto pré-executivo.

Resolução:

Segundo a NBR 13531/95, essa é a definição da fase de anteprojeto ou pré-execução.


Para conseguir memorizar, lembrem-se de associar com os termos “informações
técnicas provisórias”, “estimativas aproximadas de custos e prazos. ”

Página 16 de 25
Gabarito: Letra C.

18. AL/MT | FGV | 2013

Com relação às etapas do projeto arquitetônico, analise as afirmativas a seguir.

I. O projeto executivo é acompanhado de detalhes construtivos e das especificações dos


materiais, integrando-se aos projetos estruturais e de instalações.

II. O anteprojeto é desenhado à mão livre, com instrumento ou com ferramentas digitais
e deve ser submetido à apreciação do cliente.

III. O estudo preliminar constitui a primeira representação gráfica da ideia do projeto


arquitetônico, sendo desenhado, geralmente, à mão livre.

Assinale:

A) se somente a afirmativa I estiver correta.

B) se somente a afirmativa II estiver correta.

C) se somente a afirmativa III estiver correta.

D) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas.

E) se todas as afirmativas estiverem corretas.

Resolução:

Afirmativa I: Correta. Esta etapa corresponde à confecção dos desenhos que são
encaminhados à obra, sendo, portanto, a mais trabalhada. Devem ser desenhados todos
os detalhes do edifício, com um nível de complexidade adequado à realização da
construção. O projeto completo deve ser acompanhado de detalhes construtivos e de
especificações dos materiais, integrando-se aos projetos complementares: projeto
estrutural, elétrico, telefônico, hidrossanitário, prevenção contra incêndios e outros.

Afirmativa II: Correta. Na etapa do anteprojeto não costuma ser necessário informar
uma quantidade muito grande, nem muito trabalhada, de detalhes da construção. São
anexadas perspectivas internas e externas feitas à mão ou produzidas em ambiente
gráfico-computacional, com localização de mobílias, para permitir melhor compreensão
do projeto. Discutido o anteprojeto junto com o cliente e feito as modificações

Página 17 de 25
necessárias, parte-se para o desenho definitivo para ser encaminhado aos órgãos
públicos de fiscalização (projeto legal).

Afirmativa III: Correta. Ao observamos a NR 13531/95, percebe-se que a etapa do


estudo preliminar é a primeira em que o conjunto de informações passa a ser
representado, ou seja, constitui a primeira representação gráfica da ideia do projeto. No
item 4.6.1 da NBR 6492/1994, define-se que o desenho à mão livre é, de maneira geral,
a representação do projeto nas fases de croquis e estudo preliminar.

Gabarito: Letra E.

19. CREA/SC | IESES | 2009

O projeto de Arquitetura da edificação compreende diversas etapas que se caracterizam


como locos sucessivos de coleta de informações, desenvolvimento de estudos/serviços
técnicos e emissão de produtos finais. A etapa que corresponde à configuração inicial
da solução arquitetônica proposta a obra (partido), considerado as principais exigências
contidas no programa de necessidades e que deve receber a aprovação preliminar do
cliente é conhecida como:

a) Anteprojeto.

b) Projeto de aprovação.

c) Projeto de execução.

d) Estudo preliminar.

Resolução:

O estudo preliminar é a etapa destinada à concepção e representação do conjunto de


informações técnicas iniciais e aproximadas, necessários à compreensão da
configuração da edificação. É o estudo da viabilidade de um programa e do partido
arquitetônico a ser adotado para sua apreciação e aprovação pelo cliente.

Gabarito: Letra D.

20. CPC RENATO CHAVES-PA |FADESP | 2019

A Norma Técnica brasileira que versa sobre a elaboração de projetos de edificações, em


Arquitetura (NBR 13532/1995), enumera oito etapas do projeto de Arquitetura. Sobre
essas etapas e sua natureza, é correto afirmar que a(o)

Página 18 de 25
(A) etapa chamada de anteprojeto de arquitetura, ou de pré-execução, contém detalhes
de elementos da edificação e de seus componentes construtivos.

(B) projeto básico de arquitetura é citado como parte de etapa obrigatória no processo
de desenvolvimento, concepção e elaboração projetual, ponte entre a fase preliminar e
a executiva.

(C) levantamento de dados para arquitetura não é considerado etapa de projeto,


segundo as definições da norma técnica, embora seu conteúdo seja pressuposto
essencial do estudo preliminar.

(D) programa de necessidades de arquitetura e a etapa de estudo preliminar compõem


uma única etapa, pois o programa de necessidades está contido no estudo preliminar,
segundo a norma técnica.

(E) projeto legal de arquitetura é etapa listada na norma técnica, identificando-se com
o que a legislação vigente sobre licitações no setor público chamaria de projeto básico,
para fins de contratação em certames.

Resolução:

Afirmativa A: Correta. O anteprojeto é a etapa destinada à concepção e à representação


das informações técnicas provisórias de detalhamento da edificação e de seus
elementos, instalações e componentes.

Afirmativa B: Incorreta. O projeto básico é uma etapa opcional, e não obrigatória, no


processo de desenvolvimento, concepção e elaboração projetual.

Afirmativa C: Incorreta. O levantamento de dados é sim considerado uma das etapas,


sendo o primeiro de todos. É destinado à coleta das informações de referência que
representem as condições preexistentes, de interesse para instruir a elaboração do
projeto.

Afirmativa D: Incorreta. O programa de necessidades e o estudo preliminar são etapas


distintas. Um não está contido no outro. Enquanto o programa de necessidades é
destinado à determinar as necessidades e expectativas dos usuários a serem satisfeitas
pela edificação a ser concebida, o estudo preliminar já é a representação do conjunto
de informações técnicas iniciais e aproximadas, necessários à compreensão da
configuração da edificação.

Afirmativa E: Incorreta. O projeto legal e o projeto básico são etapas distintas e não
existe uma correlação como a afirmativa tentou sugerir. O projeto legal tem o papel de
representar as informações técnicas necessárias para análise e aprovação das
autoridades competentes, visando obter-se o alvará e demais licenças e documentos
indispensáveis para as atividades de construção. O projeto básico, que é uma etapa

Página 19 de 25
opcional, deve representar as informações ainda não completas ou definitivas, mas
suficientes à licitação (contratação) dos serviços de obra.

Gabarito: Letra A.

21. TRT 10 | CESPE | 2013

Considerando as determinações contidas nas NBRs 13531:1995 e 13532:1995, julgue os


itens a seguir.

O estudo de viabilidade visa subsidiar a seleção e recomendar alternativas para a


concepção da edificação bem como de seus elementos, instalações e componentes.

Resolução:

Segundo a NBR 13531/95, o estudo de viabilidade é a etapa destinada à elaboração de


análise e avaliações para seleção e recomendação de alternativas para a concepção de
edificações e de seus elementos, instalações e componentes. Lembre-se de associar com
os termos “análise e avaliações”, “alternativas para a concepção”.

Gabarito: Correto

22. TRT 10 | CESPE | 2013

Considerando as determinações contidas nas NBRs 13531:1995 e 13532:1995, julgue os


itens a seguir.

O organograma funcional, o memorial e a planilha relacional — ambientes, usuários,


atividades, equipamentos, mobiliário, com suas respectivas características, exigências,
dimensões e quantidades — são documentos técnicos que integram o estudo
preliminar.

Resolução:

Esses documentos técnicos listados fazem parte, na verdade, da etapa do programa de


necessidades, de acordo com a NBR 13532/95.

Os documentos técnicos a serem apresentados na etapa do estudo preliminar são os


seguintes: desenhos (planta de implantação, plantas dos pavimentos, planta da
cobertura, cortes, elevações, detalhes construtivos); memorial justificativo (opcional);
perspectivas (opcional); maquetes (opcional); fotografias, dispositivos, microfilmes e
montagens (opcional); recursos audiovisuais (opcional).

Página 20 de 25
Gabarito: Errado

23. TRT 10 | CESPE | 2013

Considerando as determinações contidas nas NBRs 13531:1995 e 13532:1995, julgue os


itens a seguir.

A etapa destinada a concepção e a representação do conjunto de informações técnicas


iniciais e aproximadas, necessárias a compreensão da configuração da edificação
denomina-se pré-execução ou anteprojeto.

Resolução:

De acordo com a NBR 13531/95, essa definição diz respeito à etapa do estudo
preliminar. Associem o preliminar com o termo “informações técnicas iniciais e
aproximadas”.

O anteprojeto ou pré-execução é uma etapa destinada à concepção e à representação


das informações técnicas provisórias de detalhamento da edificação e de seus
elementos, instalações e componentes, necessárias ao inter-relacionamento das
atividades técnicas de projeto e suficientes à elaboração de estimativas aproximadas de
custos e de prazos dos serviços de obra implicados.

Gabarito: Errado.

24. FGV | 2018 | AL-RO

Ordene na sequência correta (ordem cronológica) as etapas da fase de elaboração e


desenvolvimento de projetos técnicos, apresentadas a seguir.

( ) projeto completo de edificação (PECE).

( ) anteprojetos complementares (AP-COMP).

( ) projeto para licenciamento (PL-ARQ).

( ) estudo preliminar arquitetônico (EP-ARQ).

( ) estudo de viabilidade de arquitetura (EV-ARQ).

Assinale a sequência correta, segundo a ordem apresentada.

A) 3, 5, 4, 1 e 2.

Página 21 de 25
B) 4, 3, 5, 2 e 1.

C) 4, 5, 1, 3 e 2.

D) 5, 3, 4, 1 e 2.

E) 5, 4, 3, 2 e 1.

Resolução:

Essa questão aborda as NBRs novas (16636-1 e 16636-2) e é super decoreba. Se você
tiver em mente a ordem das etapas, não tem como errar!

Todas as etapas citadas na questão fazem parte da segunda fase, que é a fase de
elaboração e desenvolvimento de projetos técnicos. Dentre as cinco, a que ocorre
primeiro é o estudo de viabilidade de arquitetura, logo depois o estudo preliminar
arquitetônico (faz sentido, né? Primeiro você analisa se algo é viável e depois de
confirmado, faz um estudo inicial, preliminar). Seguindo a ordem, temos o projeto para
licenciamento, os anteprojetos complementares e o projeto completo de edificação. A
ordem fica então 5 – 4 – 3 – 2 – 1.

Gabarito: Letra E

25. CESPE | 2019 | SLU/DF

Tendo como base a norma NBR 16636-1:2017, julgue os itens a seguir.

Na etapa de estudo preliminar arquitetônico, são representadas as informações técnicas


iniciais de detalhamento do projeto arquitetônico da edificação e de suas instalações.

( ) Certo ( ) Errado

Resolução:

O conceito descrito na questão corresponde à etapa de anteprojeto arquitetônico,


conforme item 3.4 da NBR 16636-1: “Anteprojeto arquitetônico: etapa destinada à
concepção e à representação das informações técnicas iniciais de detalhamento do
projeto arquitetônico da edificação, ou dos espaços urbanos e de seus elementos,
instalações e componentes, a ser realizada por profissional habilitado”.

O estudo preliminar arquitetônico possui a seguinte definição, segundo o item 3.54 da


mesma norma: “Estudo preliminar arquitetônico: etapa destinada ao dimensionamento
preliminar dos conceitos do projeto arquitetônico da edificação e anexos necessários à
compreensão da configuração da edificação, podendo incluir alternativas de projeto”.

Página 22 de 25
Gabarito: Errado

26. CESPE | 2019 | SLU/DF

Tendo como base a norma NBR 16636-1:2017, julgue os itens a seguir.

Na etapa de projeto executivo arquitetônico, o profissional habilitado deve apresentar


as informações técnicas definitivas dos projetos arquitetônicos.

( ) Certo ( ) Errado

Resolução:

Segundo o item 3.96 da NBR 16636-1, o projeto executivo arquitetônico é “etapa


destinada à concepção e à representação final das informações técnicas dos projetos
arquitetônicos, realizadas por profissional habilitado, de seus elementos, instalações e
componentes, completas, definitivas, necessárias e suficientes à execução dos serviços
e de obras correspondentes. ” Sendo assim, a afirmativa está correta.

Gabarito: Certo.

27. CESPE | 2019 | SLU/DF

Tendo como base a norma NBR 16636-1:2017, julgue os itens a seguir.

Na etapa de projeto completo, é apresentada toda a documentação necessária para a


execução do objeto de projeto, de forma compatibilizada e detalhada.

( ) Certo ( ) Errado

Resolução:

A definição apresentada diz respeito ao projeto completo, que se assemelha ao projeto


completo de edificação (PECE). No item 3.97 da NBR 16636-1 temos a definição: “Projeto
completo é a etapa dedicada à finalização da compatibilização, detalhamento das
definições construtivas e à finalização de toda a documentação necessária à construção
do objeto de projeto, que envolve o conjunto de desenhos, memoriais, memórias de
cálculo e demais informações técnicas advindas das especialidades totalmente
compatibilizadas e aprovadas pelo cliente, necessários à completa execução de obra de
construção civil”. Logo, está correto.

Gabarito: Certo.

Página 23 de 25
28. FUNDATEC | 2019 | PREFEITURA DE GRAMADO/RS

Sobre a elaboração de projetos arquitetônicos, a NBR 16636 (Parte 2) especifica que eles
sejam desenvolvidos em duas fases. Sobre essas fases, analise as assertivas abaixo:

I. O Levantamento de Informações Preliminares (LV-PRE) faz parte da primeira fase.

II. O Estudo de Viabilidade do Empreendimento (EVE) e o Estudo de Viabilidade de


Arquitetura estão incluídos na segunda fase.

III. O Estudo Preliminar dos Projetos Complementares (EP-COMP) integra a primeira


fase.

IV. O Anteprojeto Arquitetônico (AR-ARQ) e os Anteprojetos Complementares (AP-


COMP) integram a segunda fase.

Quais estão corretas?

A) Apenas I e II.

B) Apenas I e IV.

C) Apenas II e III.

D) Apenas III e IV.

E) I, II, III e IV.

Resolução:

Para resolver essa questão, é necessário ter em mente as etapas que compõem cada
uma das fases do projeto de arquitetura. Como a fase de preparação (1ª fase) tem uma
menor quantidade de etapas, minha dica é memoriza-las, pois por eliminação
conseguiremos saber as etapas da fase de elaboração (2ª fase).

A fase de preparação é composta por: levantamento de informações preliminares (LV-


PRE), programa geral de necessidades (PGN), estudo de viabilidade do empreendimento
(EVE) e levantamento das informações técnicas específicas (LVIT-ARQ). Vamos analisar
cada assertiva?

Afirmativa I: Correta. LV-PRE faz parte da primeira fase, que é a fase de preparação.

Afirmativa II: Incorreta. O estudo de viabilidade do empreendimento faz parte da


primeira fase e o estudo de viabilidade de arquitetura faz parte da segunda. Esse é um
ponto para ficarmos atentos, já que os nomes são tão parecidos.

Afirmativa III: Incorreta. O EP-COM integra a segunda fase.

Página 24 de 25
Afirmativa IV: Correta. Falou em anteprojeto, está se referindo à segunda fase.

Gabarito: Letra B.

Página 25 de 25

Você também pode gostar