Você está na página 1de 6

RELATOS DE SALA DE AULA

Ana Luiza de Quadros

A desconstrução/minimização do imaginário criado sobre a disciplina de Química do Ensino Médio tem sido um desafio
durante toda minha atuação como professora de Química. Este trabalho trata da água em uma visão mais rural e, por isso,
difere de muitas propostas que usam a água como tema gerador do conhecimento químico, principalmente daquelas
provenientes de grandes centros urbanos. A água, tão presente na vida de cada um e cada uma de nós, pode ser usada
para desenvolver praticamente todos os conceitos comumente abordados nas aulas de Química do Ensino Médio.


eixos temáticos, ensino de Química, contextualização dos conhecimentos

Recebido em 1/10/02; aceito em 23/6/04

T
enho considerado, em todos tados, esperamos que nossos alunos A minha vivência em trabalhos
esse anos que venho traba- e alunas possam, um dia, juntar todo extra-classe, tais como solicitação de
26
lhando com ensino de Química, esse conhecimento e, com ele, enten- notícias de jornais, revistas ou TV rela-
o “ensinar Química” como uma tarefa der o mundo material e, mais ainda, cionadas à Química e participação
bonita e atraente1. Fazer nossos alu- gostar dessa Química de “colherad- em mostras e feiras de Ciência, entre
nos e alunas incorporarem o conhe- as”. outros, fez-me observar que a relação
cimento químico em quantidade A necessidade de mudança é in- da Química com o cotidiano se dá de
suficiente para que, no mínimo, gos- discutível e muitas propostas sobre maneira negativa, pois muitos traba-
tem de Química tem sido, sem dúvi- ensinar Química através de eixos lhos referem-se a “destruição da ca-
da, uma tarefa complicada. temáticos têm sido apresentadas nos mada de ozônio”, “chuva ácida”,
No EDEQ/ENEQ (Encontro Na- vários encontros de Ensino de Quí- “efeito estufa”, entre outros, e as notí-
cional de Ensino de Química) de Porto mica realizados pelo país e publi- cias trazidas para a sala de aula refe-
Alegre, realizado em julho de 2000, cadas em revistas especializadas. rem-se a esses mesmos assuntos e,
Mansur Lutfi definiu Possivelmente com a também, a desastres ecológicos
bem, do meu ponto O conhecimento químico hipótese de que o como: navio que derrama produtos
de vista, o que temos tem sido trabalhado na pensamento químico químicos no mar, dioxinas, poluição
feito com o conheci- forma de itens se constitua pela re- das águas, acidentes de trânsito
mento químico. Em fragmentados, e espera-se flexão sobre o mun- envolvendo carregamentos químicos,
uma analogia, ele que os alunos possam, um do material, os eixos etc. Algumas propostas de ensino de
comparou o ensino dia, juntar todo esse temáticos têm sido Química também usam, às vezes, te-
de Química a pais conhecimento e, com ele, propostos como ten- mas que, do meu ponto de vista, po-
dando a seus filhos, entender o mundo material tativa de que, ao re- dem reforçar a visão de Química
em colheradas se- fletir sobre as coisas como prejudicial. Algumas vezes a
paradas, farinha, açúcar, leite, ovos, do meio, tais como ar, água, planta e importância de conhecer Química é
manteiga e fermento, e esperando outros que tenham relação com a destacada como uma possibilidade
que, através de diversas interações vivência do aluno, contemplem, tam- de controlar os desastres que, na vi-
dentro do corpo, isto tudo se trans- bém, o conteúdo mínimo da disciplina são dessas propostas, a própria Quí-
formasse em um delicioso produto. de Química, levando o aluno a sentir mica causa (retirar óleo do mar, des-
Nós professores de Química, que necessidade do conhecimento poluir um rio etc.).
temos trabalhado o conhecimento químico, perceber sua importância e
químico na forma de itens fragmen- gostar desse conhecimento. A água e seu ciclo na natureza
A água, como tema gerador, tem
A seção “Relatos de sala de aula” socializa experiências e construções vivenciadas nas aulas de Química ou a elas recebido uma atenção especial em
relacionadas. termos de propostas. Talvez isto se

QUÍMICA NOVA NA ESCOLA Água como tema gerador do conhecimento químico N° 20, NOVEMBRO 2004
dê pela sua abundância e distribuição mesma água que ele usa para beber? chegam aos rios, matando a vida
no Planeta, talvez pela sua proximi- Os tantos íons presentes na água que aquática; são bosques e florestas
dade do aluno ou, quem sabe, por bebemos são considerados quando destruídos, entre outros problemas.
fazer parte das sugestões apresen- a água é citada nos programas tradi- A preocupação com a irrigação, com
tadas pelos PCNs. Muitas dessas cionais? A água “pura” é pensada em o florestamento e sua importância no
propostas são provenientes de cida- termos de íons presentes? O aluno vai ciclo de água, com as fontes naturais
des litorâneas ou de grandes cidades, encontrar essa água - trabalhada nos de água, com a aqüicultura, quando
nas quais a problemática da poluição programas tradicionais - na agricul- acompanhada de um pensamento
da água é mais grave. Intenciono, tura? Na irrigação, por exemplo, os químico, deve fazer parte de escolas
neste texto, apresentar uma visão íons presentes na água são consi- cujos alunos tenham alguma ligação
mais rural para o desenvolvimento do derados? Por que não é possível irri- com a agricultura.
conhecimento químico usando a gar com água salga- A água é uma
água como eixo temático. da? O que significa A água, tão importante substância de gran-
Basta observarmos uma represen- salinização do solo? para a nossa vida e tão de reciclagem. Ela é
tação de nosso planeta para perce- Pelo fato de ser a abundante no nosso parte essencial de
bermos que, mesmo se chamando agricultura a base planeta, se constitui em um todas as formas de
Terra, a água ocupa a maior parte da econômica de mui- assunto importante que vida dos reinos vege-
sua superfície. Também a ciência tem tos dos nossos pe- permite trazer para o tal e animal e encon-
demonstrado que a vida se originou quenos municípios, contexto os conceitos tra-se por toda parte
na água - embora já haja controvér- é importante enfati- químicos que, por sua vez, na crosta terrestre e
sias - e que ela constitui a substância zar a ligação da agri- podem permitir a formação na atmosfera. Nas
predominante nos organismos vivos. cultura com essa ri- do pensamento químico faixas de temperatu-
Sendo a água tão importante para queza, que na sua ra do ar que ocorrem
a nossa vida e estando tão abundante forma potável está se esgotando. sobre a Terra, ela se apresenta nos
no nosso planeta, ela se constitui em Mesmo existindo tanta água no três estados - sólido, líquido e gasoso
um assunto importante que permite Planeta, a água potável é um recurso - e, como existem condições
27
trazer para o contexto os conceitos limitado e não estará disponível propícias para a passagem de um
químicos que, por sua vez, podem indefinidamente. Hoje, acredita-se estado para outro, sua reciclagem é
permitir a formação do pensamento que cerca de 250 milhões de pes- formidável, formando um dos ciclos
químico. Nos programas de Química soas, distribuídas em 26 países, já a serem desenvolvidos na disciplina
tradicionais a água aparece quando enfrentam escassez crônica de água. de Química. Proponho que se inicie
são tratados assuntos como separa- A agricultura é considerada uma o estudo do conhecimento químico
ção de misturas, substância pura, das grandes culpadas pela poluição através do estudo do ciclo da água,
ligações químicas, soluções, forças das águas. São técnicas de irrigação que, nesse momento, não deve ser
intermoleculares, polaridade, geome- que, algumas vezes, não consideram feito pelo professor, mas sim pelos
tria, ácidos/bases, entre outros. Mas, a capacidade do solo de absorver alunos, através de leitura e
considerando o enfoque secundário água e não respeitam os horários em apresentação do tema em sala de
que é dado a ela, me pergunto: será que a evaporação é menos intensa aula.
que o aluno considera aquela água e, portanto, ocorre menor perda des- Normalmente o assunto “ciclo da
abordada na Química tradicional a sa substância; são agrotóxicos que água” é considerado simples e os alu-
nos não vêem dificuldade em apre-
R.C. Rocha-Filho

sentá-lo para os demais colegas. Mas


alguns questionamentos devidamen-
te conduzidos podem levar a algumas
dúvidas: por que a água evapora? Por
que ela não evapora toda, fazendo
com que sequem os lagos? Que fato-
res regulam a evaporação? Até onde
a água evapora? Que fator faz com
que ela não se perca no Universo?
Por que ela volta? Quais fatores fazem
com que ela volte líquida? Por que,
às vezes, chove granizo? Qual o esta-
do físico da água nas nuvens? Por
que o gelo das chuvas de granizo não
funde? Estariam as nuvens muito bai-
xas? Seriam os blocos de gelo muito
Cirros-cúmulos e cirros-estratos, parte do ciclo da água. grandes?

QUÍMICA NOVA NA ESCOLA Água como tema gerador do conhecimento químico N° 20, NOVEMBRO 2004
Esses questionamentos levam à polares e de grande alti-

R.C. Rocha-Filho
procura de conceitos como tempera- tude, nas formas de gelo e
tura, ponto de fusão, ponto de ebuli- neve. Com disponibilidade
ção, pressão atmosférica, pressão de de energia, a água sólida
vapor e diagramas de fases. As res- pode passar para a fase
postas para esses questionamentos, líquida, podendo, porém,
normalmente, não estão presentes também passar diretamen-
nos livros didáticos mais tradicionais, te para a fase gasosa, pro-
mas podem ser encontradas em cesso este denominado
livros mais específicos (Brady, 1989; sublimação. Pode-se dis-
Branco, 1993; Masterton et al., 1990; cutir, em sala de aula, a
Reichardt, 1990). Além de permitirem ocorrência de água potável
um melhor entendimento do ciclo das e a sua escassez. Também
águas, esses conceitos podem levar é possível introduzir o con-
ao desenvolvimento de outros conhe- ceito de água destilada,
cimentos importantes para alunos e embora ele seja retomado
alunas. mais adiante.
Neste período em que a agroin- Os processos de eva-
dústria recebe uma atenção especial poração, transpiração,
e que os incentivos, em termos de sublimação e fusão exigem
créditos de investimento, tendem a se energia, sendo a fonte prin-
concentrar nesse ramo da agricultura, cipal o Sol. Por isso, eles
processos como a liofilização, ou são afetados pela inten-
seja, a conservação de alimentos por sidade da radiação solar, Água pura: um bem cada vez mais escasso.
desidratação em baixas temperatu- pela temperatura do ar e da
28 ras, tornam-se importantes. São água, pelo vento, pela umidade do ar superfície. Este segundo processo é
conhecimentos como diagrama de fa- e por muitos outros fatores. Com rela- denominado escoamento superficial
ses que permitiram o desenvolvimen- ção à umidade do ar, pode-se discutir e é um dos responsáveis pela erosão
to da tecnologia de liofilização. A com nossos alunos sua influência na do solo. Na agricultura convencional,
pressão de vapor também está direta- transpiração das plantas, na germina- que ara o solo e queima a palha que
mente relacionada a esse processo. ção de sementes e na nossa própria sobra de culturas, a erosão tornou-
É preciso ressaltar, também, o transpiração, entre outros, e aí, nova- se um sério problema. E, neste caso,
sucateamento tecnológico no setor mente, retornar ao conceito de pres- a água que significa vida, causa
agroindustrial. Até alguns anos atrás, são de vapor. A quantidade de água destruição do solo através de remo-
a pasteurização do leite era uma presente no ar, associada ao gás car- ção de terra que, ao atingir os rios,
tecnologia à qual apenas a grande bônico e a outros gases, também está torna seus leitos mais rasos, provo-
indústria tinha acesso. Hoje, por relacionada ao efeito estufa que, cando um alastramento maior da
tratar-se de uma tecnologia não mais através do aquecimento global do água em épocas de enchente e a re-
tão moderna, de domínio público, Planeta, pode derreter parte da água moção por solubilidade de nutrientes
qualquer agricultor pode pasteurizar sólida dos pólos e causar outros pro- - substâncias essenciais às plantas.
o seu leite com um blemas, sendo, por Através da erosão, grandes quanti-
investimento razoá- O tema água pode isso, considerado dades de solo valioso podem ser
vel e colocá-lo no co- introduzir outros assuntos um dos grandes pro- perdidas.
mércio. A técnica de ou problemas que exigem blemas ambientais A água que se infiltra no solo é por
pasteurização foi novos conceitos, alguns deste século. ele armazenada em seus poros, fican-
substituída pela pro- deles interdisciplinares, A água, tema do parte disponível para as plantas.
dução do leite longa como é o caso da escolhido para gerar Em certas áreas ou regiões, a água
vida, a cuja tecnolo- Climatologia, da taxa de o conhecimento quí- não penetra muito no solo, ocasio-
gia de produção ain- transferência de energia e mico, pode introduzir nando problemas na lavoura. Por que
da não temos aces- de muitos outros outros assuntos ou a água não penetra no solo? E, quan-
so. A tecnologia que problemas que exi- do penetra, como o solo a armazena?
permitiu a pasteurização do leite tor- gem novos conceitos, alguns deles Qual a influência dos tipos de solo na
nou-se ultrapassada quando apa- interdisciplinares, como é o caso da absorção de água? Quando não é
receu outra melhor no mercado. Climatologia, da taxa de transferência absorvida, para onde vai a água?
Grande parte da água do Planeta de energia e de muitos outros. Essas são algumas das questões que
- mais de 60% - apresenta-se na fase A chuva, ao atingir a superfície do podem permear o estudo, pois a
sólida e está localizada, principalmen- solo, nele se infiltra, havendo possibi- importância da matéria orgânica para
te, na crosta terrestre, nas regiões lidade de parte da água escorrer pela o solo tem sido muito evidenciada e

QUÍMICA NOVA NA ESCOLA Água como tema gerador do conhecimento químico N° 20, NOVEMBRO 2004
o ciclo dos principais nutrientes, a ser gada, enquanto a água dos rios, A água nas plantas
visto em seguida, poderá retomar os lagos, lençóis freáticos e outros é cha-
tipos de solo e discutir o que significa, mada de doce. Essa classificação A planta, como produção agrícola,
quimicamente, essa matéria orgâ- deve-se ao grau de concentração de necessita de água para crescer e se
nica. Do solo e das plantas a água certos sais nelas dissolvidos. Na desenvolver. A água é o constituinte
volta para a atmosfera na fase de va- natureza não existe água pura, devido vegetal mais abundante, correspon-
por, fechando assim o ciclo. à sua grande capacidade como sol- dendo, algumas vezes, a 95% da
É imprescindível o bom entendi- vente. A água dissolve grande parte massa total da planta. Como solvente,
mento do ciclo da água na natureza, das substâncias químicas. a água serve de meio de deslocamen-
para que o aluno possa perceber que Para evidenciarmos isto, basta to para certas substâncias essenciais
a água está presente em todos os se- que observemos, com nossos alu- às plantas. Essas substâncias são
res vivos, mas que ela tem funções que nos, uma análise de água. As subs- usualmente chamadas de nutrientes.
vão muito além de, por exemplo, tâncias presentes nessa água vão, É importante analisar o conceito quí-
impedir uma desidratação. Os estados certamente, levar a alguns questio- mico e o conceito biológico dado a
físicos da água, as mudanças de namentos, tais como: de que forma nutrientes e substâncias e, através
estado físico, a pressão de vapor, en- essas substâncias estão presentes dessa diferenciação, discutir elemen-
tre outros, são conceitos que podem na água? Por que não as enxerga- tos químicos e substâncias. Mas dis-
ser introduzidos para que se entenda mos? De onde elas vêm? Elas modi- solver nutrientes não é a única função
melhor o mundo material vivido. A pres- ficam as propriedades da água? da água nas plantas.
são de vapor ou o diagrama de fases, Esses questionamentos, quando fei- Além da água, pode-se questio-
que são apontados como conteúdos tos por alunos ou mesmo quando nar, com alunos e alunas, sobre ou-
teóricos, podem ganhar, assim, um induzidos pelo professor, podem tras substâncias que a planta absor-
outro contexto, à medida que têm signi- trazer os conceitos de dissolução, de ve. Normalmente o gás carbônico é
ficado para os alunos. Ao se trabalhar solubilidade, entre outros. O fato de a substância mais citada. E, certa-
o ciclo da água, diversos outros assun- não enxergarmos, por exemplo, o sal mente, ouviremos que a planta usa o
tos podem ser explorados para um de cozinha, quando dissolvido em gás carbônico para produzir oxigênio.
29
perfeito entendimento dele. água, pode levar ao estudo dos íons E, neste momento, as representações
Quimicamente a água é formada e das características destes frente químicas tornam-se fundamentais.
pelos elementos hidrogênio e oxigênio, aos seus sais de origem (natureza Como pode o CO2 se transformar em
representados pela fórmula molecular elétrica da matéria). Se uma análise O2? Se a fotossíntese fosse apenas
H2O. Mas ela não é só isso. O reconhe- de água não estiver disponível, pode- transformação do CO2 em O2, o que
cimento da representação química da se usar o rótulo de algumas marcas aconteceria com os átomos de car-
água pode ser explorado em termos de água mineral para analisar os sais bono? É possível fazer, também, uma
de porcentagem de cada um dos lá presentes, já que esta também é comparação com o processo de res-
elementos, em termos de proporção, classificada como água doce. Consi- piração: se a respiração fosse trans-
entre outros, de forma que o aluno dero muito importante o aluno perce- formar o O2 em CO2, que outra trans-
consiga perceber que, em todas as ber e, por isso, volto a esse assunto formação teria dado origem ao
representações químicas, há uma certa várias vezes, a diferença entre a água carbono? Alguns outros questiona-
quantidade de elementos químicos doce e a água salgada. mentos tornam-se pertinentes: a res-
presentes. Acredito que, se o aluno Para um aluno ou piração é o inverso
entender a porcentagem elementar aluna com ligação A água tem um papel da fotossíntese? As
para a água, ele poderá aplicar esse com a agricultura, ao fundamental na fotossíntese reações intracelu-
conhecimento para novas situações. ter clareza de concei- e esta, talvez, seja a lares, a digestão, a
Assuntos importantes podem ser tos como pressão de principal função da água respiração e a circu-
discutidos a partir dessa representação vapor, fica fácil anali- para a planta lação estão direta-
química, como, por exemplo: o oxigê- sar qual o melhor ho- mente relacionadas?
nio presente na molécula de água é o rário para fazer irrigação. Ao conhecer É possível fazer essa relação pen-
mesmo que nós respiramos? Os o que é uma água doce, ele pode en- sando quimicamente?
peixes respiram o oxigênio presente na tender os problemas de salinização do O fenômeno da fotossíntese pre-
molécula H2O ou o O2 dissolvido na solo, que já são bastante conhecidos cisa ser entendido quimicamente. A
água? Em um rio poluído e, conse- em regiões que usam, de forma mais água tem um papel fundamental na
qüentemente, com pouco oxigênio, a sistemática, a tecnologia de irrigação fotossíntese e esta, talvez, seja a prin-
molécula de água muda pela falta de do solo. Além disso, esses íons todos, cipal função da água para a planta.
oxigênio ou o oxigênio dissolvido nela presentes tanto na água doce quanto Outras questões devem ser dis-
é que diminui? na água salgada, exigem conceitos de cutidas: a planta faz fotossíntese para
solubilidade. A discussão sobre extra- produzir oxigênio ou para formar as
Água doce vs. água salgada ção de sal do mar levará ao estudo das suas próprias substâncias? Qual a im-
A água do mar é chamada de sal- ligações iônicas. portância da energia solar? A planta

QUÍMICA NOVA NA ESCOLA Água como tema gerador do conhecimento químico N° 20, NOVEMBRO 2004
a planta possui que não tituintes dos vegetais e tendo, todos
S.R. Biaggio

são formadas só a partir eles, uma representação química


da glicose? A resposta também. Ao consumirmos os alimen-
para esses questiona- tos produzidos pelas plantas, ou atra-
mentos exige saberes vés da simples decomposição das
interdisciplinares e uma plantas ao ar livre, as substâncias for-
dedicação mais profunda madas como produto final pelas plan-
à Bioquímica. tas se decompõem, até se transfor-
O carbono é conside- marem em glicose. Esta, num proces-
rado o ponto focal das so que não é o inverso da fotossín-
transformações químicas tese, irá formar, novamente, o gás car-
realizadas pelas plantas. bônico, que irá para a atmosfera e
O gás carbônico, cuja entrará novamente no ciclo. A fotos-
representação química é síntese, nessa abordagem, será com-
CO 2 , presente no ar é preendida quimicamente, bem como
aproveitado pela planta processos de formação de outras
para participar do proces- substâncias a partir da glicose, como
so de fotossíntese, junta- amido, celulose e proteínas, entre
mente com a água. Nessa outras.
transformação, a energia O fenômeno da fotossíntese vai
luminosa é essencial para introduzir o estudo de outras reações
a quebra das ligações das químicas e aqui considero muito im-
moléculas de água (oxi- portante que esse estudo seja feito
dação) que, por suces- de forma prática, ou seja, provocando
A água tem um papel fundamental na fotossíntese. são, irão quebrar as uma transformação química (em
30 ligações das moléculas laboratório ou não) e tentando repre-
poderia fazer fotossíntese com a de gás carbônico (redução). Em uma sentá-la por equações químicas. Jul-
energia proveniente da luz elétrica? transformação que se dá em diversas go importante que se enfatize o pro-
Qual a real função da energia lumi- etapas, teremos a formação da gli- cesso de transformação e não a clas-
nosa na planta? Qual a função da cose, cuja representação é C6H12O6, sificação das reações. A Lei de Con-
glicose na planta? Que outras subs- que, através de outras transfor- servação da Massa e a das Propor-
tâncias podem se formadas a partir mações, irá formar amido, celulose, ções Definidas também podem ser
da glicose? Que outras substâncias proteínas, aminoácidos etc., cons- desenvolvidas para explicar o uso de
coeficientes nos reagentes e produ-
tos de uma equação.
Um tipo de substância de grande
importância para a planta são as pro-
teínas. Elas não serão formadas ape-
nas a partir da glicose proveniente da
fotossíntese. A planta necessitará
absorver outras substâncias, comu-
mente chamadas de nutrientes. Os
ciclos dos principais nutrientes, entre
eles os formados pelos elementos N,
S, P e K, podem ser analisados e, a
partir deles, podem ser introduzidos
outros conceitos químicos importan-
tes. Tratarei brevemente do ciclo do
nitrogênio.
Com relação ao ciclo do nitrogê-
nio, é necessário conhecer a compo-
sição do ar e, a partir dela, entendê-
lo. O gás nitrogênio, que tem a repre-
sentação química N2, apesar da gran-
de quantidade presente no ar, não é
absorvido pelas plantas nessas con-
dições. A planta só absorve íons solú-
Figura 1: Mapa conceitual para o tema “água”. veis em água e, portanto, capazes de

QUÍMICA NOVA NA ESCOLA Água como tema gerador do conhecimento químico N° 20, NOVEMBRO 2004
mover-se nela. Somente por ação de sente no ar relativamente baixa, e não cheia de beleza e encanto.
alguns tipos de bactérias é possível absorverem o gás nitrogênio, cuja
a absorção do nitrogênio presente no porcentagem no ar é alta. O estudo Nota
ar. Elas transformam o nitrogênio do das energias de ligação é fundamen- 1. Partes deste texto fazem parte
ar em íon amônio (NH4+), deixando tal para esse entendimento. da dissertação de mestrado “A Quí-
para outro grupo de bactérias a tarefa Muitos outros conceitos podem mica na formação do técnico
de transformá-lo em formas assimi- ser usados para fecharmos o estudo agrícola: potencialidades inexplo-
láveis à planta, ou seja, na forma de do ciclo da água na natureza. E para radas”, desenvolvida na Unijuí, sob
nitratos (NO3–). Quando absorvidos isto, além do ciclo da água, usamos, orientação do Prof. Dr. Otavio Aloisio
pela planta, os nitratos, por serem neste trabalho, mais dois ciclos: car- Maldaner.
solúveis em água, nela se deslocam bono e nitrogênio. Considero muito
e reagem com outras substâncias já importante que o aluno perceba que Ana Luiza de Quadros (ana.quadros@uol.com.br),
licenciada em Química pela Unijuí, especialista em
presentes, formando as proteínas. E todos os elementos químicos estão Ensino de Ciências pela Universidade de Passo Fun-
se a planta não absorver os íons em constante reciclagem e os proble- do e mestre em Educação nas Ciências pela Unijuí,
liberados por ação bacteriana? Eles mas que hoje enfrentamos de polui- é docente na Universidade Estadual do Sudoeste
são adsorvidos pelo solo ou voltam ção representam, a maioria deles, a da Bahia, em Jequié - BA.
para o ar na forma de N2? Qual é a destruição desses ciclos. Ou seja,
função da argila, da areia e da matéria deslocamos substâncias de seu ciclo
orgânica presentes no solo na adsor- normal e, com o decorrer do tempo, Referências
são de nutrientes? Ao morrer e fora de seu ciclo, elas vão representar BRADY, N. Natureza e propriedade
retornar para o solo, a planta libera poluição. Na Figura 1 é mostrada uma dos solos. Trad. A.N. Figueiredo Filho.
novamente o nitrogênio em uma das tentativa de se construir um mapa Rio de Janeiro: Freitas Bastos, 1989.
formas aproveitáveis por outras plan- conceitual. Em cada um dos assuntos BRANCO, S.M. Água: origem, uso e
preservação. São Paulo: Moderna,
tas que ou o aproveitarão ou esse citados, alguns conceitos são desta-
1993.
sofrerá novas transformações até cados. Há muitos outros conceitos MASTERTON, W.L.; SLOWINSKI,
chegar à forma molecular, que irá que poderiam ser introduzidos, além E.J. e STANITSKI, C.L. Princípios de 31
para o ar, fechando o ciclo. dos citados no quadro. Ele procura Química. 6ª ed. Trad. J.S. Peixoto. Rio
O entendimento desse ciclo traz ser apenas uma idéia geral sobre o de Janeiro: Ed. Guanabara, 1990.
conceitos de ligação química, par- programa proposto. REICHARDT, K. A água em sistemas
tindo dos íons presentes no solo e do Considero que o uso da temática agrícolas. São Paulo: Ed. Manole,
equilíbrio desses íons. Uma introdu- “água” para desenvolver o conheci- 1990.
ção à ligação iônica já foi feita ao tra- mento químico no Ensino Médio per- Para saber mais
balhar-se os íons presentes na água mite a inclusão de um número maior
doce e na água salgada, mas o tema de conceitos, dependendo da dispo- CHAGAS, A.P. Argilas: As essências
da terra. São Paulo: Moderna, 1996.
pode ser aprofundado aqui, junta- nibilidade de tempo. Não a descrevi
CHASSOT, A.I. Para que(m) é útil o
mente com os outros tipos de liga- de forma muito detalhada por dois ensino? Canoas: Ed. da Ulbra, 1995.
ções, presentes nas moléculas de motivos: o primeiro é o espaço; o MARCONDES, M.E.R.; VIDOTTI,
H2O e nas de N2. Além disso, o ciclo segundo é que considero que o mais I.M.G. e ESPIRIDIÃO, Y.M. Utilizando a
do nitrogênio pode provocar outras importante é uma proposta ser elabo- “hidrosfera” no ensino de Química.
questões: por que em certas regiões rada por quem vai trabalhá-la, poden- Livro de resumos e programa: A edu-
não é necessário aplicar uréia ou apli- do, é claro, receber o auxílio de outras cação em Química pela pesquisa: um
ca-se em menor quantidade? Qual a com os mesmos princípios. Espero, desafio para a sala de aula. 2° ELEQ,
influência dos relâmpagos na absor- com esta divulgação, receber suges- 20° EDEQ e 10° ENEQ. Porto Alegre,
2000. p. 38-39.
ção de nitrogênio pelas plantas? A tões para a melhoria da proposta,
QUADROS, A.L. A Química na forma-
explicação para essas questões per- que é uma tentativa de construir, com ção do técnico agrícola: Potencialida-
mitirá entender conceitos de energia alunos e alunas, um pensamento des inexploradas. Dissertação de mes-
potencial (de ligação) e aprofundar o químico. Espero, também, estar trado. Ijuí: Unijuí, 2000 (nela pode ser
estudo das reações químicas, através auxiliando quem hoje trabalha na encontrada a justificativa para a cria-
da ruptura e formação de ligações. É construção de propostas que visem ção desta tentativa de proposta).
necessário buscar explicações para a formação de um pensamento KAWASAKI, C.S. e BIZZO, N.M.V. Fo-
o fato das plantas absorverem gran- químico e a diminuição - e, utopica- tossíntese: Um tema para o ensino de
des quantidades de gás carbônico, mente, a destruição - da resistência Ciências? Química Nova na Escola, n.
12, p. 24-29, 2000.
mesmo sendo sua porcentagem pre- dos alunos a essa disciplina, tão

Abstract: Water as a Theme Generator of Chemical Knowledge - The deconstruction/minimization of the imagery created around the discipline chemistry in high school has been a challenge during
all my action as chemistry teacher. This article deals with water in a more rural view and thus differs from many proposals that use water as a theme generator of chemical knowledge, but especially
from the many coming from the large urban centers. Water, so present in the life of each one of us, can be used to develop practically all the concepts commonly treated in high-school chemistry
classes.
Keywords: thematic lines, chemistry teaching, knowledge contextualization

QUÍMICA NOVA NA ESCOLA Água como tema gerador do conhecimento químico N° 20, NOVEMBRO 2004