Você está na página 1de 7

TESTE 9.

º ANO | PORTUGUÊS

Nome: _______________________________________ Turma: _____ N.º: _____ Data: ____/____/____


Classificação: _________________________ Prof.: __________________ Enc. Ed.: _________________

Orações coordenadas e orações subordinadas em início de conto


Questionário construído a partir de texto e imagem de:
Sara Monteiro e Maria João Lopes, O Príncipe Perfeito, Porto, Ambar, 2002

Lê cada um dos seguintes itens com muita atenção e dá a tua resposta.

1. Lê o início do conto «O Príncipe Perfeito» (O Príncipe Perfeito, pp. 8-9).

1.1 Logo no primeiro parágrafo do conto, antecipa-se a informação sobre o nome que o príncipe
haveria de receber. Que oração é usada para antecipar essa informação?
Seleciona apenas uma opção.
 A. É usada uma oração subordinada adverbial temporal.
 B. É usada uma oração subordinada substantiva completiva.
 C. É usada uma oração subordinada adverbial consecutiva.
 D. É usada uma oração subordinada adjetiva relativa.

1
Ana Santiago | Sofia Paixão
Português 9.º ano
© Raiz Editora, 2020. Todos os direitos reservados.
1.2 «Nada fazia prever a mudança que se daria naquele reino». Que oração se segue, no texto, a estas
palavras, para informar sobre a novidade que veio trazer esperança ao reino?
Seleciona apenas uma opção.
 A. Segue-se uma oração subordinada adverbial consecutiva.
 B. Segue-se uma oração subordinada adverbial temporal.
 C. Segue-se uma oração coordenada adversativa.
 D. Segue-se uma oração coordenada explicativa.
1.3 Ao ler o terceiro parágrafo do conto, o leitor fica a saber que, por um lado, os habitantes do reino
vaticinavam um futuro muito especial para o seu príncipe, mas que, por outro, não podiam adivinhar
quão especial seria esse futuro. Que oração subordinada adverbial é usada para se construir essa ideia
no texto?
Seleciona apenas uma opção.
 A. É usada uma oração subordinada adverbial final.
 B. É usada uma oração subordinada adverbial consecutiva.
 C. É usada uma oração subordinada adverbial concessiva.
 D. É usada uma oração subordinada adverbial condicional.
1.4 Quais das seguintes frases sobre o que se passou no reino com o nascimento do príncipe contêm
uma oração subordinada adverbial consecutiva?
Seleciona apenas duas opções.

 A. O nascimento do príncipe era tão desejado que os festejos se prolongaram por muitos dias.
 B. O nascimento do príncipe era muito desejado, logo os festejos prolongaram-se por muitos dias.
 C. Os festejos prolongar-se-iam por muitos dias, desde que se desse o nascimento tão desejado.
 D. Os festejos prolongaram-se por muito dias, pois o nascimento do príncipe era muito desejado.
 E. O nascimento do príncipe era muito desejado, de modo que os festejos se prolongaram por
muitos dias.

2. Lê a continuação do conto «O Príncipe Perfeito» (O Príncipe Perfeito, pp. 8-9).

2
Ana Santiago | Sofia Paixão
Português 9.º ano
© Raiz Editora, 2020. Todos os direitos reservados.
2.1 «Sempre que estranhos franqueavam os portões do palácio, ainda vinham longe e já o príncipe
corria a esconder-se debaixo das mesas, ou dentro das arcas, ou atrás de grandes reposteiros que
pendiam pesados até ao chão.» Esta frase intensifica a ideia de que era enorme a timidez do príncipe.
Qual das seguintes orações tem o mesmo valor da primeira oração desta frase?
Seleciona apenas uma opção.
 A. Se alguns estranhos franqueavam os portões do palácio…
 B. Como alguns estranhos franqueavam os portões do palácio…
 C. Ainda que alguns estranhos franqueassem os portões do palácio…
 D. Mal alguns estranhos franqueavam os portões do palácio…
2.2 A palavra «Todavia» introduz um contraste entre a necessidade de o príncipe conviver com os
outros e a tolerância do rei para com a sua timidez. Em qual das seguintes frases se mantém essa
relação estabelecida pela palavra «Todavia»?
Seleciona apenas uma opção.
 A. O rei era tolerante para com a timidez do príncipe, ou era necessário ele conviver com os outros?
 B. O rei era tolerante para com a timidez do príncipe, mas era necessário ele conviver com os
outros.
 C. O rei não era tolerante para com a timidez do príncipe, pois era necessário ele conviver com os
outros.
 D. Era necessário o príncipe conviver com os outros, logo o rei não era tolerante para com a sua
timidez.

3
Ana Santiago | Sofia Paixão
Português 9.º ano
© Raiz Editora, 2020. Todos os direitos reservados.
3. Lê agora o parágrafo seguinte (O Príncipe Perfeito, pp. 12-13).

3.1 «Ambos sabiam que o momento tinha chegado». Como se classifica a oração subordinada usada,
nesta frase, para dar a conhecer algo que o rei e a rainha sabiam?
Seleciona apenas uma opção.
 A. Oração subordinada substantiva completiva
 B. Oração subordinada adjetiva relativa restritiva.
 C. Oração subordinada adjetiva relativa explicativa.
 D. Oração subordinada adverbial consecutiva.
3.2 Como se classifica a oração subordinada usada para informar o leitor sobre o facto de a caixa de
madeira ter pertencido à mãe da rainha?
Seleciona apenas uma opção.
 A. Oração subordinada adjetiva relativa explicativa
 B. Oração subordinada substantiva completiva
 C. Oração subordinada adjetiva relativa restritiva
 D. Oração subordinada adverbial consecutiva

4
Ana Santiago | Sofia Paixão
Português 9.º ano
© Raiz Editora, 2020. Todos os direitos reservados.
3.3 Como se classifica a última oração deste texto?
Seleciona apenas uma opção.
 A. Oração coordenada conclusiva
 B. Oração coordenada copulativa
 C. Oração coordenada explicativa
 D. Oração coordenada disjuntiva
3.4 Qual das seguintes frases sobre a continuação da história do príncipe contém uma oração
subordinada adverbial comparativa?
Seleciona apenas uma opção.
 A. Mais do que interessar ao leitor a caixa de madeira, intriga-o o que está lá dentro.
 B. O leitor terá de ler mais um pouco da história para que descubra o conteúdo da caixa de madeira.
 C. O leitor desconhecerá o conteúdo da caixa de madeira, a não ser que leia mais um pouco da
história.
 D. O leitor terá de ler um pouco mais da história, visto que ainda não se revelou o conteúdo da
caixa de madeira.

5
Ana Santiago | Sofia Paixão
Português 9.º ano
© Raiz Editora, 2020. Todos os direitos reservados.
SOLUÇÕES

1.1 D. (10 pontos)


Feedback
A oração «a quem mais tarde seria dado o nome de Príncipe Perfeito» é uma oração subordinada adjetiva relativa
que antecipa essa informação sobre o nome da personagem.
1.2 B. (10 pontos)
Feedback
A oração subordinada adverbial temporal «quando, ao fim de quinze anos de esperas, rezas e inquietações a rainha
deu, finalmente, um herdeiro à luz» informa sobre a novidade ocorrida no reino.
1.3 C. (10 pontos)
Feedback
A oração subordinada adverbial concessiva «embora lhe vaticinassem um futuro excepcional» contribui para a
construção da ideia de que, mesmo sendo verdade que os habitantes do reino imaginavam um futuro muito
especial para o príncipe, não conseguiam, de todo, prever o que veio a passar-se, ou seja, «o que imaginaram ficou
muito aquém da realidade».
1.4 A, E. (10 pontos)
Feedback
As orações «que os festejos se prolongaram por muito dias» e «de modo que os festejos se prolongaram por muitos
dias» introduzem, nas respetivas frases, a ideia de uma consequência de o nascimento do príncipe ser muito
desejado. São orações subordinadas adverbiais consecutivas.

2.1 D. (10 pontos)


Feedback
A oração «Mal alguns estranhos franqueavam os portões do palácio» tem o mesmo valor da oração «Sempre que
estranhos franqueavam os portões do palácio», ou seja, um valor temporal. São ambas orações subordinadas
adverbiais temporais.
A oração «Se alguns estranhos franqueavam os portões do palácio…» tem um valor de condição. É uma oração
subordinada adverbial condicional.
A oração «Como alguns estranhos franqueavam os portões do palácio…» tem um valor de causa. É uma oração
subordinada adverbial causal.
A oração «Ainda que alguns estranhos franqueassem os portões do palácio…» tem um valor de concessão. É uma
oração subordinada adverbial concessiva.
2.2 B. (10 pontos)
Feedback
A oração coordenada adversativa «mas era necessário ele conviver com os outros» mantém a ideia de contraste
introduzida pela palavra «Todavia».

3.1 A. (10 pontos)


Feedback
A oração «que o momento tinha chegado» completa o sentido do verbo «saber», nesta frase, e é o seu
complemento direto. Trata-se de uma oração subordinada substantiva completiva.

6
Ana Santiago | Sofia Paixão
Português 9.º ano
© Raiz Editora, 2020. Todos os direitos reservados.
3.2 C. (10 pontos)
Feedback
A oração subordinada adjetiva relativa «que tinha sido de sua mãe» informa o leitor sobre a posse anterior da caixa
de madeira, e não é antecedida por vírgula, porque o seu valor é restritivo nessa frase. Trata-se, pois, de uma oração
subordinada adjetiva relativa restritiva.
3.3 B. (10 pontos)
Feedback
A conjunção coordenativa copulativa «e» introduz a oração «e mandaram chamar o príncipe», que é uma oração
coordenada copulativa.
3.4 A. (10 pontos)
Feedback
A oração «Mais do que interessar ao leitor a caixa de madeira» é uma oração subordinada adverbial comparativa.
As restantes frases contêm outras orações adverbiais, nomeadamente, as seguintes:
• «para que descubra o conteúdo da caixa de madeira» – oração subordinada adverbial final;
• «a não ser que leia mais um pouco da história» – oração subordinada adverbial condicional;
• «visto que ainda não se revelou o conteúdo da caixa de madeira» – oração subordinada adverbial causal.

7
Ana Santiago | Sofia Paixão
Português 9.º ano
© Raiz Editora, 2020. Todos os direitos reservados.