Você está na página 1de 16

Pós-Graduação em Segurança e

Higiene do Trabalho

AVALIAÇÃO DE RISCOS
- Oficina Carpintaria -
Gestão da Prevenção

Sérgio Almeida 26 de Janeiro de 2011


DESCRIÇÃO DE
ACTIVIDADES
Carpintaria
Interpretar desenhos e especificações técnicas;

Seleccionar, marcar e cortar as peças de madeira;

Operar com máquinas e ferramentas adequadas a


cada função;

Executar e montar estruturas: móveis, mesas,


cadeiras, estantes, portas, roupeiros;

Executar pintura e acabamento em vários tipos de


22
EQUIPAMENTOS
Máquinas Estacionárias

Calibradora Multiserra

33
Molduradora Pormenor
Esquadrejadora
Aspiração
EQUIPAMENTOS
Máquinas Estacionárias (cont.)

Garlopa Desengrossadeira

44
Tupia Serra Radial
EQUIPAMENTOS
Máquinas Estacionárias (cont.)

Orladora Prensa

Estufa 55
EQUIPAMENTOS
Equipamentos manuais eléctricos

Serra esquadria Serra circular Pistola


Tupiapregos Aparafusadora
Berbequim


Equipamentos manuais

Martelo Formão Brocas Limas 66


MATERIAIS
Madeira

Colas e Adesivos

Ferragens

Óleos (para lubrificação das máquinas)

Diluentes (limpeza e diluição vernizes)


77
FACTORES DE RISCO
Maioria tarefas envolve equipamentos eléctricos ou
manuais cortantes
Riscos eléctricos
Grande exposição a ruído e vibrações
Contacto com substâncias perigosas (vernizes,
tintas, diluentes, óleos)
Exposição a poeiras, fumos e vapores
Elevação e transporte de cargas
Posições de trabalho
Pouca iluminação em certas zonas da oficina
Ritmo de trabalho 88
RISCOS
Cortes/Amputações
Electrocussão/Queimaduras
Problemas auditivos/surdez
Irritação ocular
- projecção de lascas, serradura
- contacto com poeiras e substâncias perigosas
Problemas respiratórios (asma)
Dermatoses
Quedas
Pancadas
99
MEDIDAS PREVENÇÃO
GERAIS
Respeito procedimentos segurança

Equipamento de trabalho

- Com dispositivos de protecção operacionais

- Alvo de verificação periódica/manutenção

Formação adequada para trabalhadores

Organização do trabalho/espaços

Protecção colectiva/ confinamento máquinas

Extracção localizada/Renovação ar
1010
MEDIDAS PREVENÇÃO
GERAIS
Utilização de EPI adequados

- Vestuário de trabalho

- Calçado segurança

- Protectores auditivos

- Luvas

- Máscaras

- Óculos de protecção

- Capacete
1111
EXEMPLO ESPECIFICO

1212
Principiais Factores de risco
Princípiosde
Equipamentos a observar
Protecção
• Efectuar inspecção do veiculo antes de pôr em funcionamento
Queda de pessoas a diferentes níveis
•Circular a velocidade reduzida ( 10 km/h), com pirilampo em funcionamento
• Protectores auditivos;
Queda em altura quando este se encontra colocado na plataforma de
transporte.
•Não é permitido transportar passageiros
• Luvas para acções mecânicas

Desabamento (queda de ferramentas de trabalho, de pedras, etc.)


• Transportar as cargas o mais próximo do solo possível ( garfos a 15 cm
• Calçado de protecção
Queda
aprox.)da carga transportada pelo empilhador ou de outra que sofra um
choque durante a movimentação e/ou elevação da carga transportada.
• Fato de protecção térmica
•Condução apenas para pessoal treinado e operadores autorizados
Desmoronamento (andaimes, escadas, mercadorias empilhadas,
etc.)
• Arranques, paragens e curvas feitos progressivamente
Desmoronamento das cargas empilhadas em altura sobre o empilhador ou
sobre o(s) trabalhador(es).
•Não movimentar cargas que excedam a capacidade do empilhador

Choque contra objectos imóveis


•Sempre que exista o risco de esmagamento em caso de capotamento, o
Choque do empilhador
empilhador deve estarou da carga
munido de transportada
um sistema decontra as cargas
retenção, devendo este ser
empilhadas.
sempre utilizado pelo condutor.

Ambiente térmico
Exposição a condições climatéricas desfavoráveis, caso a movimentação ou
o transporte da carga seja efectuado no exterior das instalações.

1313
PRINCIPAIS
PRINCIPIOS
FACTORES
A OBSERVAR
DE RISCO
EQUIPAMENTOS
Pancada por objectos móveis PROTECÇÃO
Projecçãoa inspecção
• Efectuar de partículas e/ou de resíduos
e conservação dedemadeira
das serras fita durante o
processo de corte.
• Óculos de Protecção
Rejeição àda
• Proceder peça
sua de madeira
substituição durantequando
imediata o corte.se detectarem fendas
ou outros defeitos.
• Luvas
Exposição a ruído
Exposição
• Garantir a elevadosdaníveis
a existência de ruído
protecção durante
da serra de funcionamento
corte.
• Calçado de protecção

Choque
• Utilizar contra
uma barraobjectos móveispara a condução das peças de
impulsionadora,
• Protectores auditivos
Cortes
menor resultantes do contacto dos membros superiores com a
dimensão,
serra
• Utilizar pressores para a fixação da peça de madeira a cortar.

Queda de objectos
Queda de
• Garantir umobjectos
sistemanodedecurso daslocalizado
aspiração tarefas de manutenção/limpeza.
eficaz.

Esforço excessivo
Esforço resultante da elevação e da movimentação manual das
peças a trabalhar.

1414
CONCLUSÕES

Actividade com riscos elevados

Necessidade sensibilização dos


trabalhadores

Necessidade formação adequada

Aposta na segurança e certificação


equipamentos

EPI’s obrigatórios
1515
OBRIGADO PELA VOSSA ATENÇÃO1616