Você está na página 1de 9

Plano de Trabalho

Monitoramento e Avaliação
1. Introdução

2. Plano de Trabalho
Na empresa Chernobyl Geologia e Mineração, foram constatados que os níveis
de concentração de Poeira Mineral, encontra-se acima do Limite de Tolerância
recomendado na Norma Regulamentadora 15 – Atividades e Operações
Insalubres, anexo XII – Limites de Tolerância Para Poeiras Minerais.

3. Justificativa
A presença do Risco Químico Sílica, nos níveis de concentração encontrados,
na área de Perfuração e Desmonte de Rochas, tem capacidade de causar
doenças pulmonares como a Silicose, fazendo-se necessário a Implantação e
Implementação do Programa de Proteção Respiratória (PPR), que se trata de
um conjunto de medidas de segurança implementadas para proteger a saúde
do trabalhador contra a exposição aos riscos químicos no local de trabalho.

4. Objetivos

• Garantir a saúde ocupacional dos colaboradores ao qual estão expostos


direta ou indiretamente ao risco químico (poeira mineral)
• Orientar os colaboradores sobre o risco químico e seus possíveis danos à
saúde
• Controlar a exposição dos trabalhadores ao Risco Químico
• Promover um ambiente laboral saudável aos colaboradores.
• Esclarecer e sensibilizar os colaboradores sobre riscos químicos,
estimulando-os a favor da prevenção
• Reduzir a probabilidade do surgimento de doenças ocupacionais
relacionadas ao risco químico
• Estabelecer se os colaboradores têm ou não direito ao recebimento de
aposentadoria especial, em virtude da exposição ao risco químico
• Informar e orientar os trabalhadores e visitantes acerca dos riscos químicos
presentes no local
• Elaborar um só documento, contendo resumo de todas as informações
relativas à fiscalização do gerenciamento dos riscos químicos presentes no
ambiente
• Classificar os ventos de acordo com a sua intensidade e direção em que se
movimentam para que a poeira não atinja o trabalhador enquanto realiza a
atividade.
• Prevenir a ocorrência de acidentes e doenças relacionadas ao risco
químico, de modo a tornar compatível permanentemente o trabalho com a
preservação da vida e a promoção da saúde do trabalhador.
• Atender a Norma Regulamentadora N° 15 – Atividades e Operações
Insalubres, Anexo XII - Limites De Tolerância Para Poeiras Minerais
• Atender a Norma Regulamentadora n° 9 - Avaliação e Controle das
Exposições Ocupacionais a Agentes Físicos, Químicos e Biológicos
• Atender a Norma Regulamentadora 22 - Segurança e Saúde Ocupacional
na Mineração

5. Ações a serem desenvolvidas

• Buscar assessoria do serviço especializado em engenharia de segurança e


em medicina do trabalho (SESMT), para elaboração do Programa de
Proteção Respiratória (PPR)
• Buscar assessoria do serviço especializado em engenharia de segurança e
em medicina do trabalho (SESMT), para elaboração do Programa de
Gerenciamento de Riscos (PGR)
• Quantificar o nível de concentração de poeira no local
• Selecionar protetores respiratórios adequados para uso dos trabalhadores
• Realizar palestras de sensibilização sobre o tema
• Inserir o PPR no programa de integração de novos funcionários
• Realizar processos de umidificação para evitar a dispersão da poeira no
ambiente de trabalho.
• Sinalizar os locais
• Realizar monitoramento de ventos
• Realizar treinamento introdutório geral com reconhecimento do ambiente
de trabalho
• Realizar treinamento específico na função e orientação do serviço
• Elaborar Ordem de Serviço
• Elaborar Perfil Profissiográfico Previdenciário – PPP
• Realizar eleição da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes do
Trabalho na Mineração (CIPAMIN)
• Buscar assessoria do serviço especializado em engenharia de segurança e
em medicina do trabalho (SESMT), para elaboração do Programa de
Prevenção de Riscos Ambientais.
• Buscar assessoria do serviço especializado em engenharia de segurança e
em medicina do trabalho (SESMT), para elaboração do Laudo Técnico das
Condições Ambientais do Trabalho – LTCAT
• Realizar elaboração e implementação do Programa de Controle Médico de
Saúde Ocupacional - PCMSO

6. Metas

• Garantir a eficiência da implantação do Programa de Gerenciamento de


Riscos – PGR para todos os colaboradores da empresa
• Inserir todos os novos funcionários no Programa de Proteção Respiratória
(PPR)
• Ampliar em 60% o conhecimento dos colaboradores sobre saúde e
segurança no ambiente de trabalho
• Reduzir em a incidência de Doenças Ocupacionais relacionadas ao Risco
Químico
• Reduzir em 80% a decorrência de acidentes do trabalho relacionados ao
Risco Químico
• Assegurar a participação do controle de qualidade das medidas de
prevenção necessárias, bem como a avaliação das prioridades de ação nos
locais de trabalho.
• Comprovar legalmente o período em que os colaboradores estiveram
expostos ao risco químico durante sua vida laboral na empresa.
• Atenuar em 50% os efeitos do risco químico em contato com o trabalhador

CRONOGRAMA DE AÇÕES
MESES
J A S O N D J F M A J J
AÇÃO U G E U O E A E A B U U
L O T T V Z N V R R N L
Realizar eleição da Comissão Interna de Prevenção
de Acidentes do Trabalho na Mineração (CIPAMIN)
Elaborar Perfil Profissiográfico Previdenciário – PPP
Elaborar Ordem de Serviço
Realizar treinamento específico na função
e orientação do serviço
Realizar treinamento introdutório geral com
reconhecimento do ambiente de trabalho
Realizar monitoramento de ventos
Sinalizar os locais
Realizar processos de umidificação para evitar a
dispersão da poeira no ambiente de trabalho.
Inserir o PPR no programa de integração de novos
funcionários
Realizar palestras de sensibilização sobre o tema
Selecionar protetores respiratórios adequados para
uso dos trabalhadores
Quantificar o nível de concentração de poeira no
local
Elaboração do Programa de Gerenciamento de
Riscos (PGR)
Elaboração do Programa de Proteção Respiratória
(PPR)
Elaboração do Programa de Prevenção de Riscos
Ambientais - PPRA

7. Avaliação

• Aprovar o documento-base do Programa de Gerenciamento de Riscos -


PGR
• Acompanhar a implantação do Programa e das Medidas de Controle
• Verificar se os novos trabalhadores estão sendo inseridos e conhecem o
Programa de Proteção Respiratória - PPR
• Verificar a cada mês o cumprimento dos itens presentes no cronograma, e
consequentemente se as metas estão sendo alcançadas
• Apresentar a cada quatro meses os resultados do Programa de
Gerenciamento de Riscos – PGR e nas reuniões da CIPA
• Realizar uma avaliação periódica do Programa de Proteção Respiratória,
nas reuniões da CIPA
• Verificar o Plano de Ação da gestão vigente da CIPA, na primeira reunião
ordinária.
• Aplicar a cada quatro meses um questionário sobre os conhecimentos
repassados nos cursos e treinamentos realizados.
• Verificar se os protetores respiratórios requisitados, estão fazendo a
atenuação necessária para o risco no local.
• Verificar a cada 6 meses os níveis de concentração de poeira mineral, para
realizar novas medidas, caso necessário.

8. Plano de Trabalho
Na empresa Chernobyl Geologia e Mineração, foi constatado que o valor da
aceleração resultante de exposição do risco físico vibração, encontra-se acima
recomendando na Norma Regulamentadora n° 15 - Atividades e Operações
Insalubres, Anexo VIII – Vibrações, as vibrações podem afetar o conforto,
reduzir o rendimento do trabalho e causar desordens das funções fisiológicas,
dando lugar ao desenvolvimento de doenças quando a exposição é intensa.

9. Justificativa
A presença do Risco Físico Vibração, nos valores aceleração resultante
encontrados, na área de Perfuração de Rochas, tem capacidade de causar
doenças como: lombalgias e traumatismos da coluna vertebral, por conta disso
faz-se necessário um conjunto de medidas de segurança implementadas para
proteger a saúde do trabalhador contra a exposição aos risco físico vibração no
local de trabalho.

10. Objetivos
• Orientar os colaboradores sobre o risco vibração e seus possíveis danos à
saúde
• Controlar o tempo de exposição dos trabalhadores ao Risco Físico
Vibração
• Definir uma Metodologia de ação para garantir a preservação da saúde e
integridade dos trabalhadores face aos riscos existentes nos ambientes de
Trabalho
• Atenuar os danos causados ao colaborador pelo risco físico vibração
• Verificar de forma antecipada quaisquer falhas nas Máquinas
• Esclarecer e sensibilizar os colaboradores sobre o risco vibração,
estimulando-os a favor da prevenção
• Reduzir a probabilidade do surgimento de doenças ocupacionais
relacionadas ao risco físico vibração
• Elaborar um só documento, contendo resumo de todas as informações
relativas à fiscalização do gerenciamento do risco vibração presente no
ambiente
• Prevenir a ocorrência de acidentes e doenças relacionadas ao risco
vibração, de modo a tornar compatível permanentemente o trabalho com a
preservação da vida e a promoção da saúde do trabalhador.
• Atender a Norma Regulamentadora N° 15 – Atividades e Operações
Insalubres, Anexo VIII – Vibrações
• Atender a Norma Regulamentadora N° 09 – Programa De Prevenção De
Riscos Ambientais, Anexo I - Vibração

11. Ações a serem desenvolvidas

• Limitar o tempo de exposição


• Realizar elaboração e implementação do Programa de Controle Médico de
Saúde Ocupacional - PCMSO
• Realizar Treinamento Introdutório sobre Saúde e Segurança no Trabalho
com ênfase nos Risco Físico Vibração
• Realizar Manutenção Preditiva das Máquinas a cada 4 meses
• Quantificar o valor da Aceleração Ocupacional
• Instalar Poltrona Anti Vibração
• Buscar assessoria do serviço especializado em engenharia de segurança e
em medicina do trabalho (SESMT), para elaboração do Programa de
Gerenciamento de Riscos (PGR)
• Selecionar Luvas Anti Vibração para uso dos trabalhadores
• Realizar palestras de sensibilização sobre o tema
• Inserir o PGR no programa de integração de novos funcionários.
• Elaborar Perfil Profissiográfico Previdenciário – PPP
• Realizar eleição da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes do
Trabalho na Mineração (CIPAMIN)
• Buscar assessoria do serviço especializado em engenharia de segurança e
em medicina do trabalho (SESMT), para elaboração do Programa de
Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA
• Buscar assessoria do serviço especializado em engenharia de segurança e
em medicina do trabalho (SESMT), para elaboração do Laudo Técnico das
Condições Ambientais do Trabalho - LTCAT

12. Metas
• Garantir a eficiência da implantação do Programa de Prevenção de Riscos
Ambientais para todos os colaboradores da empresa
• Inserir todos os novos funcionários no Programa de Gerenciamento de
Riscos - PGR
• Ampliar em 60% o conhecimento dos colaboradores sobre saúde e
segurança no ambiente de trabalho
• Reduzir em 80% a decorrência de Doenças ocupacionais relacionados ao
Risco Físico Vibração
• Assegurar a participação do controle da qualidade das medidas de
prevenção necessárias, bem como a avaliação das prioridades de ação nos
locais de trabalho.
• Comprovar legalmente o período em que os colaboradores estiveram
expostos ao risco físico vibração durante sua vida laboral na empresa.
• Garantir que 100% dos colaboradores tenham conhecimento teórico e
prático sobre a prevenção do risco físico vibração
• Atenuar em 50% os efeitos do risco físico vibração em contato com o
trabalhador

CRONOGRAMA DE AÇÕES
MESES
J A S O N D J F M A J J
AÇÃO U G E U O E A E A B U U
L O T T V Z N V R R N L
Limitar o tempo de exposição
Realizar elaboração e implementação do Programa
de Controle Médico de Saúde Ocupacional -
PCMSO
Realizar Treinamento Introdutório sobre Saúde e
Segurança no Trabalho com ênfase nos Risco
Ocupacional vibração
Realizar Manutenção Preditiva a cada 4 meses
Quantificar o valor da Aceleração Ocupacional
Instalar Poltrona anti vibração
Buscar assessoria do serviço especializado em
engenharia de segurança e em medicina do
trabalho (SESMT), para elaboração do Programa de
Gerenciamento de Riscos (PGR)
Selecionar Luvas anti vibração para uso dos
trabalhadores
Realizar palestras de sensibilização sobre o tema
Inserir o PGR no programa de integração de novos
funcionários.
Elaborar Perfil Profissiográfico Previdenciário – PPP
Realizar eleição da Comissão Interna de Prevenção
de Acidentes do Trabalho na Mineração (CIPAMIN)
Buscar assessoria do serviço especializado em
engenharia de segurança e em medicina do trabalho
(SESMT), para elaboração do Programa de
Prevenção de Riscos Ambientais - PPRA
Buscar assessoria do serviço especializado em
engenharia de segurança e em medicina do
trabalho (SESMT), para elaboração do Laudo
Técnico das Condições Ambientais do Trabalho -
LTCAT

13. Avaliação

• Aprovar o documento-base do Programa de Gerenciamento de Riscos –


PGR
• Aprovar o documento-base do Programa de Prevenção de Riscos
Ambientais - PPRA
• Acompanhar a implantação do Programa e das Medidas de Controle
• Verificar se os novos trabalhadores estão sendo inseridos e conhecem o
Programa de Gerenciamento de Riscos - PGR
• Verificar a cada mês o cumprimento dos itens presentes no cronograma, e
consequentemente se as metas estão sendo alcançadas
• Apresentar a cada quatro meses os resultados do Programa de
Gerenciamento de Riscos – PGR e nas reuniões da CIPA
• Realizar uma avaliação periódica do Programa de Proteção Respiratória,
nas reuniões da CIPA
• Verificar o Plano de Ação da gestão vigente da CIPA, na primeira reunião
ordinária.
• Aplicar a cada quatro meses um questionário sobre os conhecimentos
repassados nos cursos e treinamentos realizados.
• Verificar se os equipamentos de proteção anti vibração estão fazendo a
atenuação necessária para o risco no local.

14. Conclusão
Mediante análise teórica e aspectos levantados sobre o ambiente e as
atividades nele desenvolvidas, ao longo deste trabalho conseguiu-se
demonstrar os caminhos que a empresa deve tomar na busca pela
redução dos níveis de acidente e doenças ocupacionais. É preciso
fornecer um ambiente seguro como suporte para que as pessoas
trabalhem com segurança, resultados significativos começam a acontecer
quando uma massa crítica do efetivo da empresa é alcançada, e de forma
eficaz, aplica o processo de comportamento seguro.
15. Significado das cores:
• Vermelho: Prioridade Alta
• Amarelo: Prioridade Média
• Verde: Prioridade Baixa

Você também pode gostar