Você está na página 1de 2

Embora devamos alertar que nenhum homem deve se acostumar a flertar apenas vias redes sociais

(pois faz ele não se acostumar a tensão de um flerte real e ao improviso), é inegável que dá pra
conhecer muitas garotas interessantes pelas redes sociais (principalmente em tempos de pandemia).

Já citamos que ao flertar como uma garota, seu primeiro movimento (a primeiro coisa que falará)
vai ditar se ela ficará aberta ou não aos seus avanços. Não é diferente por redes sociais. Embora
não precise ser sua maior preocupação (uma vez que ela tenha respondido, basta conversar
casualmente enquanto faz demonstrações de valor atrativo). De qualquer forma, neste post, vamos
explicar que tipo de mensagens mandar no primeiro contato por redes socais e como funciona cada
uma.

O clássico ‘’oi, tudo bem?’’ - Achei que devia explicar, mas esse funciona com base na atração que
gerou naturalmente (seja sua foto, sua biografia, etc). Mas se esta inseguro complete com as
próximas dicas. Em especial a da curiosidade e a situacional combina com esse clássico. A questão
na verdade, é mais o primeiro tema, não a primeira mensagem. O primeiro tópico que vai rolar
assunto é mais importante (a primeira é mais pra fazer ela responder), o tópico, será pra onde vai ir
o primeiro gancho, pense assim.

Uma abertura situacional com gancho – Você pode dizer que notou algo na foto, puxar assunto
sobre uma página que ela curtiu/ou música, ou comentar algo sobre a biografia. Mas aqui seja
sagaz, você não quer ficar perguntando como uma entrevista, tão pouco parecer que não tem nada a
mostrar. Cite (procure) algo que imediatamente você possa usar de gancho para uma história que
você possa enfiar no meio algum gatilho atrativo. Por exemplo, se ela gosta de X estilo de música,
você poderia dizer que foi num show recentemente na cidade, e pensa ter visto alguém parecida
com ela, ai pergunte se ela foi (passa valor de sociabilidade, além de ser uma daquelas críticas,
porque soa que a beleza dela é meio comum).

A curiosidade – Pode usar uma fala que necessite de um complemento. Como dizer ‘’acho que
notei algo em incomum em você’’ ou dizer ainda ‘’meu deus, estou vendo uma série com uma atris
parecida com você’’. Observe como isso instiga ela ficar curiosa. Outra boa que vai combinar com
quase todas as próximas dicas, seria um ‘’Nooossa’’, puro e simplesmente, ela vai perguntar ‘’o
que?’’ você poderia dizer ‘’você mora tão perto, como não te conheço ainda?’’ (Isso passa valor de
sociabilidade. Útil principalmente se ela tiver algo que a destaca, como cabelo colorido), porque se
ela argumentar você pode brincar ‘’com esse cabelo? eu te veria de uma rua a outra kkkk’’ (aquelas
ironias que falamos) ou sendo mais ousado ‘’Ah, você é bem sexy, se eu tivesse te visto já tinha
flertado com você’’.

Arrogante engraçado – Qualquer coias que use humor é útil. Mas se for um pouco convencido
mostra confiança, é melhor ainda. Por exemplo ‘’Nós dois combinamos, parece que somos pessoas
de bom gosto’’ ou ‘’Hey, o tinder disse que combinamos, vamos ver se ele tá certo’’.

valor atrativo – O valor atrativo do anterior é o humor e a confiança. Mas qualquer abertura que
tenha um dos mecanismos de atração que foram citados já te torna imediatamente interessante.
Por exemplo, bichinhos de estimação (que passa valor de proteção), ou um esporte que tenham de
gosto em comum (saúde/vigor). Esse podem vir como ‘’eu notei que você’’ logo após o ‘’oi, tudo
bem?’’

Ligação emocional – Coisa que remeta a lembranças com valor afetivo. ‘’Oh vi que você gosta de
X, cara quando era criança eu...’’ e citar algo (melhor se for algo que supõe que ela fazia, para fazer
ela lembrar desta época também). É interessante também que você deduza os gostos dela e diga
primeiro algo que ela gostaria. Ou ainda comentar que fez algo que julga que ela gostaria de fazer.
Por exemplo, se ela gosta de harry potter, poderia dizer que está agora mesmo lendo como faz
cerveja de amanteigada. Se ela toca violão, diga que pegou o violão do seu primo emprestado, mas
só toca uma música e deve estar enlouquecendo os vizinhos (porque ela também passou pro essa
fase). Tudo isso causa identificação e portanto um conforto instantâneo.

Obs: algumas das citadas, parecem se aplicar ao meio da conversa e não ao início. Peço que não se
preocupe com isso, pois se criar o efeito desejado, ela vai ignorar o fato de estar fora de contexto.
Como fazemos ao ouvir a mudança de assunto de um show de stand up. Qualquer coisa você pode
usar ligações com emendar ‘’eu vi que você X, isso me lembra’’. Ou encaixar logo após o ‘’oi,
tudo bem?’’

Soar empolgado – ‘’Meu deus, encontrei outra doida que gosta de X coisa, e ai tudo bem?’’ ou
‘’Ora ora, achei alguém pra fazer X coisa’’. Empolgação é contagiante.

Convites bizarros - ‘’Olá, tudo bem? Espero que a gente se dê bem e possa sair pro comer
melancia ouvindo havy metal qualquer dia’’ ou ‘’Oi tudo bem? Moça, vamos ir flertando. Qualquer
coisa a gente sai pra comer uns churros’’. Ela não sabe se é brincadeira ou sério, mas pelo senso de
humor e a criatividade vai ganhar alguns pontos.

Começar com uma pergunta que demande investimento dela - ‘’beleza, o tinder disse que
combinamos. O que podemos fazer agora?’’

Pergunta Full aleatória – Comece com um ‘’E ai, o tinder disse que combinamos’’. Após ela
responder ‘’Vou aproveitar e te fazer uma pergunta, mas promete que não conta pra ninguém?’’
quando ela responder que sim, diga ‘’estou fazendo um bolo… leite vai por cima ou por baixo da
farinha?’’ ou ‘’Fui tentar fazer um doce de açúcar e endureceu. Acho que perdi uma panela, como
tira isso? O povo daqui de casa vai me zoar até 2025’’. Ainda tem a opção de chegar com perguntas
do tipo ‘’Antes preciso saber,’cães ou gatos?’’ ou ‘’Bolacha ou biscoito?’’

Resumindo, para montar sua primeira mensagem, seu abridor, o que ele pode conter é:

- De forma velada, algum mecanismo de atração: confiança (que pode vir sobre forma de ‘’se
achar’’), sociabilidade (comentar que saiu com amigos ou foi algum lugar, proteção (se dar bem
com animais, crianças, lealdade de amigos), etc.

- Causando identificação – Usar qualquer coisa que remeta a valor afetivo, seja infância, filmes que
sabe que ela gosta, sitar situações/desejos que vocês teriam em comum (pense nos que são padrões
pros gostos dela, como exemplificamos o caso do harry potter e o violão).

- Humor

- Originalidade (como as perguntas aleatórias).

- Uso de curiosidade ou que force uma participação dela pra interação continuar. Ou algo que
instigue ela entrar na conversa por impulso.

- Pense quais ganchos vai poder usar a partir desse tópico. Isso é mais importante que a mensagem
em si na verdade.