Você está na página 1de 59

TOPOGRAFIA

Prof. Eurico Huziwara


Prof. Eurico Huziwara
eurico.huziwara@estacio.br
eurico.huziwara@estacio.br
Topografia – Definição:
Topografia

grego

Topos (lugar) Graphen (descrever)

✓Descrição exata de um lugar


INTRODUÇÃO
TERRA
A superfície da Terra observada a 900 km apresenta uma forma esférica
INTRODUÇÃO
TERRA
A Terra apresenta diferentes formas de terreno
INTRODUÇÃO
Terreno
Material de origem + Clima + Relevo + Organismo + Tempo
 O terreno é uma porção limitada da superfície terrestre, assim como
o seu relevo e detalhes que nos auxiliem para melhor descrição desta
superfície.
 Paisagem - cobertura vegetal, solos, rochas, cursos e massas d’água,
manifestações antrópicas ...

COMO REPRESENTAR O TERRENO ?


TOPOGRAFIA
“A topografia é a ciência aplicada que se ocupa da medição e
representação geométrica de determinada porção restrita da
superfície terrestre , e que está inserida na Engenharia
Cartográfica”.
Aplicada em diversas áreas:
 Astronomia
 Fotogrametria
 Geodésia
 Gravimetria
 Sensoriamento Remoto
 Sistemas de Informações Geográficas
 Sistema de Posicionamento Global
 Topografia
INTRODUÇÃO TOPOGRAFIA

 É a ciência aplicada que estuda os métodos e equipamentos


para a representação de parte da superfície da Terra,
para fins de projeto;
 Consiste em obter e representar as coordenadas horizontais
e vertical do terreno em mapas ou plantas em escala adequada a
finalidade
(relevo, hidrografia, vegetação, benfeitorias, redes viárias, ....).

Ciências Afins

 GeodésiaGeométrica (forma e dimensões da Terra - rede de vértices)


 Cartografia (representação da superfície terrestre - escalas)
 Aerofotogrametria (produção de mapas - estereoscopia e ortofoto)
 Sensoriamento Remoto (imagens digitais)
 Geodésia e Topografia por Satélite ( coordenadas horizontais e
vertical)
TOPOGRAFIA

FINALIDADE
 FINALIDADE: “A Topografia tem por finalidade determinar
o contorno, dimensão e posição relativa de uma porção
limitada da superfície terrestre, sem levar em conta a
curvatura resultante da esfericidade terrestre”
ESPARTEL (1987).
TOPOGRAFIA

IMPORTÂNCIA
 “Ela é a base de qualquer projeto e de qualquer obra
realizada por engenheiros ou arquitetos.

✓ Obras viárias; ✓ Planejamento;


✓ Núcleos habitacionais; ✓ Urbanismo
✓ Edifícios; ✓Paisagismo;
✓ Aeroportos; ✓ Irrigação;
✓ Hidrografia; ✓ Drenagem;
✓ Usinas hidrelétricas; ✓ Culturas;
✓ Telecomunicações; ✓ Reflorestamentos;
✓ Sistemas de água e esgoto; ✓ Etc.
REPRESENTAÇÃO

 A porção da superfície terrestre, levantada


topograficamente, é representada através de uma Projeção
Ortogonal Cotada e denomina-se Superfície Topográfica;

 Todas as
particularidades
naturais ou artificiais
devem ser projetadas;

 Esta projeção ou
imagem dá-se o nomes
de Planta ou Plano
Topográfico.
LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO

“Conjunto de métodos e processos que, através de medições de ângulos


horizontais e verticais, de distâncias horizontais verticais e inclinadas,
com instrumental adequado à exatidão pretendida, primordialmente,
implanta e materializa pontos de apoio no terreno, determinando suas
coordenadas topográficas.”

Aos pontos de apoio no terreno se relacionam os pontos de detalhes


visando a sua exata representação planimétrica numa escala
pretendida e à sua representação altimétrica por intermédio de curvas
de nível, com eqüidistância também predeterminada e ou pontos
cotados.

Segundo Norma Brasileira -NBR 13133 (ABNT, 1991, p. 3)


DIVISÃO DO LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO

Pode ser dividido em:

 Levantamento Topográfico PLANIMÉTRICO, medição de


distâncias e ângulos horizontais (posição em relação a rua;
tamanho e forma plana do terreno; elementos importantes
existentes como águas, rochas, árvores, edificações)
REPRESENTAÇÃO BIDIMENSIONAL;
 Levantamento Topográfico ALTIMÉTRICO, medição de
distâncias e ângulos horizontais e verticais simultaneamente
(tamanho e forma com relevo).
REPRESENTAÇÃO TRIDIMENSIONAL;
O conjunto de métodos abrangidos pela planimetria e pela
altimetria dá-se o nome de TOPOMETRIA, mais conhecida
como Planialtimetria
Levantamento Topográfico

TOPOLOGIA utiliza-se dos dados obtidos através da


topometria, tendo por objetivo o estudo das formas da
superfície terrestre e das leis que regem o seu modelado.

Pode-se dizer:
 TOPOLOGIA = “Estudo de um lugar”
 TOPOMETRIA = “Medição de um lugar”

OBS: Um projeto poderá exiger somente levantamentos


planimétricos, ou, somente levantamentos altimétricos, ou
ainda, ambos os levantamentos.
Forma e dimensões da Terra

IMPORTANTE conhecer os elementos básicos da Terra!!

“ a superfície da Terra é bastante complexa para admitir um


modelo geométrico ou físico perfeito. Utilizam-se
aproximações mais ou menos adequadas e simplificadas, em
função das necessidades em termos de precisão e
deformações aceitáveis”
Forma e dimensões da Terra
A Terra ou Geóide
“ a forma da figura da terra, considerando que a superfície dos oceanos está
em repouso, sem variação de pressão atmosférica, sem atração de outros
corpos celestes (sol e a lua: sem mares, ondas) e supostamente adentrando
aos continentes ”
Geóide

Superfície da terra
“perto”
Superfície da terra
“longe”
Nível médio do mar
Terreno
Forma e dimensões da Terra

Achatada nos Pólos


 Partindo do equador e
atravessando
o centro da terra até o outro
lado:
12 756 km
 Partindo de um dos Pólos e
atravessando
o centro da terra até o outro
lado:
12 713 km
 A diferença:
43 km
Forma e dimensões da Terra

A Terra como uma esfera


 Para muitas aplicações a Terra
z pode ser considerada esférica.
PN
W E
 Como referência para localização
S de pontos adotam-se as coordenadas
P 
Greenwich geográficas:
x
Latitudes ()

y Longitudes ()
Origem das Latitudes

N Latitude Geográfica:
 É o angulo ao longo do
.900
800 meridiano do lugar com
700 origem no equador e
(Positivo)
600 extremidade no lugar.
500  Vária entre - 900 (Latitudes
400 Hemisfério Sul) e = 900
.P 300
(Latitudes Hemisfério Norte)
200
100 00

-100
(Negativo) 0-200 
-30
Origem das Longitudes
Longitude Geográfica:
1800
 É o angulo medido ao longo do
N
equador, tendo origem em um
meridiano de referência (Greenwich)
-400 -300
e a extremidade do lugar.
-200
 Vária entre 00 a 1800 (Oeste G.) e
.P -100
00 a -1800 ( Leste G.)
00 “Conferencia Internacional Meridiana”
Washington out/1884
100
200
300
400
(-)

(+)
Oeste Leste 
Origem das Longitudes
Longitude Geográfica:
1800
 É o angulo medido ao longo do
N
equador, tendo origem em um
meridiano de referência (Greenwich)
-400 -300
e a extremidade do lugar.
-200
 Vária entre 00 a 1800 (Oeste G.) e
.P -100
00 a -1800 ( Leste G.)
00 “Conferencia Internacional Meridiana”
Washington out/1884
100
200
300
400
(-)

(+)
Oeste Leste 
Forma e dimensões da Terra

 Importante sabermos a forma,


dimensão da Terra, pois são a origem das
latitudes e das longitudes que são de suma
importância em topografia.
ESBOÇO PLANTA TOPOGRÁFICA

 O contorno de um lote
(terreno) é representado
por uma poligonal
fechada;

 Os ângulos definem a
forma. As distâncias
definem a dimensão;

 O Norte orienta o lote em relação ao entorno. A distância até a


esquina localiza o lote ao longo de um trecho de rua;

TODAS AS INFORMAÇÕES ACIMAS PODEM SER


SUBSTITUÍDAS POR COORDENADAS!!
LEVANTAMENTO PLANIALTIMÉTRICO
- Medição de Distâncias
(Medida Direta de Distâncias)

• A medida de distâncias de forma direta ocorre quando a mesma


é determinada a partir da comparação com uma grandeza
padrão, previamente estabelecida, através de trenas ou
diastímetros.
- Medição de Distâncias
(Medida Direta de Distâncias)
► TRENAS

Utilizando a trena é
comum o uso de
alguns acessórios
como: Piquetes,
Estacas testemunhas,
Balizas e Níveis de
cantoneira.
- Medição de Distâncias
(Medida Direta de Distâncias)
► TRENAS
Acessório: Piquetes
✓ São necessários para marcar os extremos do alinhamento a ser
medido;
✓ Geralmente de madeira;
✓ Marcados na parte superior com tachinhas de cobre, pregos e etc
(marcações permanentes);
✓ Comprimento variável de 15 a 30 cm;
✓ Diâmetro de 3 a 5 cm;
✓ É cravado no solo, porém, parte dele deve permanecer visível;
PRINCIPAL FUNÇÃO: Materialização de um ponto topográfico.
- Medição de Distâncias
(Medida Direta de Distâncias)
► TRENAS
Acessório: Estacas testemunhas
✓Utilizadas para facilitar a localização dos piquetes, indicando a sua
posição aproximada.
- Medição de Distâncias
(Medida Direta de Distâncias)
► TRENAS
Acessório: Balizas
✓Utilizadas para manter o alinhamento, na medição entre pontos,
quando há a necessidade de se executar vários lances.

✓ Devem ser mantidas na


posição vertical, sobre o ponto
marcado no piquete, com auxílio
de um nível de cantoneira.
- Medição de Distâncias
(Medida Direta de Distâncias)
► TRENAS
Acessório: Níveis de cantoneira
✓Equipamento dotado de bolha circular que permite ao auxiliar
segurar a baliza na posição vertical sobre o piquete ou sobre o
alinhamento a medir.
- Medição de Distâncias
(Medida Direta de Distâncias)
►CUIDADOS NA MEDIDA DIRETA DE DISTÂNCIAS

A qualidade com que as distâncias são obtidas depende,


principalmente de:
✓ Acessórios;
✓Cuidados tomados durante a operação, tais como:
✓manutenção do alinhamento a medir;
✓ horizontalidade da trena;
✓ tensão uniforme nas extremidades.
- Medição de Distâncias
(Medida Direta de Distâncias)
► TRENAS
Diferentes trenas apresentam precisão diferentes.
Exemplo:

Trena Precisão

Fita e trena de aço 1cm/100m

Trena plástica 5cm/100m

Trena de lona 25cm/100m


CURIOSIDADE!!

►O QUE É PRECISÃO??

Preciso e não
acurado

A precisão está ligada a repetibilidade de medidas sucessivas feitas em


condições semelhantes.
CURIOSIDADE!!

►O QUE É ACURÁCIA??

Preciso Não preciso


acurado não acurado

A acurácia expressa o grau de aderência das observações em relação


ao seu valor verdadeiro, estando vinculada a efeitos aleatórios e
sistemáticos.
- Medição de Distâncias
(Medida Indireta de Distâncias)
Quando uma distância é calculada em função da medida de outras
grandezas, não havendo, portanto, necessidade de percorrê-las para
compará-las com a grandeza padrão. Necessário realizar cálculos.
Equipamentos utilizados na medida indireta de distâncias são,
principalmente:
✓ Teodolito;
✓ Acessórios;
✓ Nível de cantoneira;
✓ Baliza
- Medição de Distâncias
(Medida Indireta de Distâncias)
► TEODOLITO

Utilizado na leitura de ângulos horizontais e verticais e da régua


graduada.
- Medição de Distâncias
(Medida Indireta de Distâncias)
► TEODOLITO
Acessórios: Tripé

Serve para estacionar o aparelho


- Medição de Distâncias
(Medida Indireta de Distâncias)
► TEODOLITO
Acessórios: Mira ou Régua graduada

Graduada em m, dm, cm e mm, utilizada


na determinação de distâncias horizontais
e verticais entre pontos.
- Medição de Distâncias
(Medida Indireta de Distâncias)

► A todo esse processo de medida indireta


denomina-se ESTADIMETRIA ou TAQUEOMETRIA
ERROS EM TOPOGRAFIA

Por melhores que sejam os equipamentos e por mais cuidado que se


tome ao proceder um levantamento topográfico, as medidas jamais
estarão isentas de erros!!
Esses erros podem ser classificados como:

 Naturais: Ocasionados por fatores ambientais (Temp., vento,


refração, pressões atmosféricas, gravidade, etc.);
Mas passíveis de correção, com
Difíceis de ser evitados
precauções durante a medição

 Instrumentais: Ocasionados por defeitos ou imperfeições dos


instrumentos ou aparelhos nas medições;
Podem ser evitados e/ou corrigidos
Ocorrem ocasionalmente com a aferição e calibragem
constante dos aparelhos
ERROS EM TOPOGRAFIA

Por melhores que sejam os equipamentos e por mais cuidado que se


tome ao proceder um levantamento topográfico, as medidas jamais
estarão isentas de erros!!
Esses erros podem ser classificados como:

 Pessoais: Ocasionados pela falta de cuidado do operador.

Não devem ocorrer jamais pois não


Erros grosseiros!!
são passíveis de correção!!!

Ex: erro na leitura dos ângulos, erro na leitura da régua graduada, ponto
visado errado, aparelho fora de prumo, aparelho fora de nível, etc.