Você está na página 1de 5

TESTE "Igreja Amiga da Criança"

Será que a nossa igreja é uma “Igreja Amiga das Crianças e dos Adolescentes”? Criamos o
teste abaixo como uma ferramenta para ajudar na reflexão sobre o assunto. Que ele seja um
exercício útil para todos que querem tornar a igreja local um lugar que, atentos ao Mestre,
cuida para não impedir que as crianças se acheguem a Ele e que as acolhe como cidadãs do
reino!

NOSSA IGREJA ESCUTA AS CRIANÇAS?

Responda as perguntas abaixo com SIM ou Não considerando a realidade atual na sua igreja:
1) Costumamos ouvir as crianças ao ponto de nos dispor a fazer mudanças nas programações
por conta de alguma reclamação feita da parte delas?
2) Buscamos formas ativas de ouvir a opinião das crianças sobre suas experiências na igreja:
o que acham, o que pensam, o que sonham para a igreja, o que desejam para suas vidas?
3) Buscamos maneiras de integrar a criança e/ou o adolescente para que se relacionem com
todos os membros da igreja evitando que sempre participem em programações infantis, nunca
junto com os adultos?
4) Conversamos entre nós (em momentos de conversa informal, depois dos cultos, num
“junta-panela”, etc) sobre a importância das crianças e sobre como percebem verdades
espirituais que às vezes os adultos não percebem?
RESULTADO: Some apenas as respostas positivas (SIM = 1 Ponto)

Veja o que a soma de pontos significa:

1-2- pontos Temos dificuldade em ouvir as crianças preferindo sempre falar para elas o que devem fazer.
Se elas não são ouvidas e valorizadas no que pensam, por que valorizariam o que os adultos
ESCUTA, querem lhes ensinar?
VALORIZA 3 pontos Acreditamos que as crianças têm suas próprias idéias, mas ainda não descobriu que Deus está
disposto a conversar com elas de forma especial. Aumentamos nossos esforços para ouvir as
crianças. A igreja vai poder ensiná-las melhor, mas também aprender muito com elas.

4 pontos Aprendemos sobre a importância de ouvir as crianças e de aprender com elas, continuamos
buscando formas de melhorar a “escuta”. Nunca se sabe o que Deus vai revelar por meio de
uma criança assim como o fez com Samuel.
NOSSA IGREJA ACOLHE E INCLUI?

Responda as perguntas abaixo com SIM ou Não considerando a realidade atual na sua igreja:
5) Procuramos formas de adaptar o nosso espaço físico da nossa igreja para acomodar as
crianças e os adolescentes de forma alegre, confortável e segura?
6) Nossas programações levam em conta as necessidades das crianças e dos adolescentes (o
tempo de duração, o espaço, as pessoas bem preparadas para fazer uma programação
interessante para as crianças, etc)?
7) Nossos membros se preocupam em levar pessoalmente crianças e adolescentes da vizinhança
ou filhos de colegas à nossa igreja?
8) Somos todos,admoestados pela liderança a tratar os outros com igualdade e amor,
independente da classe social, do gênero ou da etnia da qual cada um pertença?
9) Tratam com amor, liberdade e discernimento, crianças e adolescentes com necessidades
especiais?
RESULTADO: Some apenas as respostas positivas (SIM = 1 Ponto)

Veja o que a soma de pontos significa:

Até 2 pontos Precisamos estudar o que Jesus nos ensina sobre as crianças no seu Reino e
reconhecer que sem elas, a congregação rapidamente se torna um grupo de
discípulos mal-humorados e reclamações. Precisamos encontrar maneiras de abrir
ACOLHE E as portas de par em par para as crianças.
INCLUI
Até 4 pontos Reconhecemos que precisamos abraçar as crianças, mas as ações para isto ainda são
tímidas, limitadas. Jesus incluiu TODAS as crianças.

5 pontos Buscamos de forma ativa incluir todas as crianças assim como Jesus o fez.

NOSSA IGREJA PROTEGE E RESTAURA?

Responda as perguntas abaixo com SIM ou Não considerando a realidade atual na sua igreja:
10) Os pais (não somente as mães) da nossa igreja se preocupam em buscar formas de
influenciar os filhos e por isto de participam das atividades voltadas para as crianças.
11) Acompanham uma criança ou um adolescente desenvolvendo um relacionamento
especial como mentores?
12) Demonstramos carinho pelas crianças: conhecendo-as pelo nome, brincando junto, dando
atenção e sendo sensíveis aos sentimentos delas?
13) Encaminhamos crianças que sofreram algum trauma (perda de um ente querido, divórcio
dos pais, acidentes graves, alguma violência) para cuidados especiais e quando necessário,
encaminhamos a profissionais da área da saúde física e mental?
14) Tomamos alguma providência para evitar ou prevenir que nossas crianças se tornem
vítimas de abusos, inclusive de abuso sexual?
RESULTADO: Some apenas as respostas positivas (SIM = 1 Ponto)

Veja o que a soma de pontos significa:

Até 2 pontos Ainda não descobrimos o valor de uma comunidade de fé que se presta ao serviço mútuo e se
transforma num espaço de cura para todos, incluindo as crianças.
PROTEGE E
RESTAURA Até 4 pontos Sabemos que muitas crianças estão sofrendo, desejamos ministrar a elas, mas não sabemos
como. Já temos dado alguns passos, mas não sabemos como prosseguir. Explore o potencial
de cura presente quando uma comunidade expressa amor e atenção uns aos outros, incluindo
as crianças que estão sofrendo.

5 pontos Estamos engajados no trabalho de fortalecimento e restauração emocional de crianças,


especialmente as que estão sofrendo, ou que foram vítimas de maus-tratos. Há muito que fazer
e é fácil se sentir impotente. Perseveremos!

NOSSA IGREJA ABENÇOA E INTERCEDE?

Responda as perguntas abaixo com SIM ou Não considerando a realidade atual na sua igreja:
15) Gastamos nosso recursos com crianças e/ou adolescentes mais pobres com o objetivo de
dar a elas oportunidades que são comuns às mais ricas, como: bolsas de estudo, aulas de
inglês, música, esporte, reforço escolar, um projeto social específico?
16) Há uma preocupação por parte do nosso pregador em comunicar verdades espirituais
também para as crianças e de afirmar o seu valor diante de Deus?
17) Gastamos os recursos financeiros e disponibilizamos as pessoas necessárias para que as
crianças e adolescentes possam aprender sobre os ensinamentos bíblicos e crescer na fé
cristã?
18) Nos preocupamos em recrutar, preparar e monitorar bem as pessoas que se dispõem a
exercer um ministério com as crianças?
19) Damos cobertura espiritual aos ministérios com crianças, orando e intercedendo pelas
crianças e adolescentes, inclusive pelas crianças em situação de risco?RESULTADO: Some
apenas as respostas positivas (SIM = 1 Ponto)
RESULTADO: Some apenas as respostas positivas (SIM = 1 Ponto)
Veja o que a soma de pontos significa:

Até 2 pontos Não estamos investindo no discipulado e formação espiritual das crianças de forma a
colher bons frutos. O ministério com as crianças precisa ser levado a sério, com pessoal
preparado e muita dedicação. Toda a igreja precisa se envolver dando cobertura espiritual
em oração.
ABENÇOA E Até 4 pontos Sabemos que é necessário abençoar as nossas crianças e mobilizar recursos financeiros e
INTERCEDE pessoal qualificado para este fim. Mas talvez seja necessário melhorar as formas de
atendimento, reconhecendo que esta é uma área prioritária na vida da igreja

5 pontos Abençoamos as crianças fazendo questão de reconhecer suas conquistas em público,


alocando recursos, pessoal qualificado para construir bons programas para as crianças, e
nos esforçando para fortalecê-las na fé e no conhecimento de Cristo.

NOSSA IGREJA PROMOVE E ENCORAJA?

NOSSA IGREJA PROMOVE E ENCORAJA? Responda as perguntas abaixo com SIM ou Não considerando a
realidade atual na sua igreja:
20) Buscamos formas de integrar as crianças e os adolescentes no serviço cristão:
evangelismo, cuidado com pessoas enfermas, em obras de benevolência, etc?
21) Buscamos aprender com as crianças e/ou os adolescentes, permitindo que eles ministrem
verdades espirituais para os adultos?
22) Estimulamos as crianças e/ou os adolescentes a descobrirem e a desenvolverem os seus
dons espirituais de forma harmoniosa com os outros membros do “corpo de Cristo”?
23) Buscamos formas de dar cobertura espiritual para as crianças exercerem seus ministérios
em casa e na escola durante a semana, porque acreditam que, elas podem ser usadas por
Deus para a transformação dos ambientes em que se encontram?
24) A participação das crianças junto com os adultos(nos cânticos, nas orações, na palavra) é
vista por nós como algo muito positivo?
25) As crianças e os adolescentes de nossa igreja se sentem livres e motivados a participar da
adoração e do culto: oram em voz alta, cantam, dão testemunho, tocam instrumentos, etc?
RESULTADO: Some apenas as respostas positivas (SIM = 1 Ponto )
Veja o que a soma de pontos significa:

Até 2 pontos Vemos as crianças como indivíduos em formação, ainda não capacitadas pelo
Espírito Santo para o serviço dentro do Corpo de Cristo. Sendo assim, pouco
esforço é feito para que elas participem da missão da igreja de forma ativa.

PROMOVE E Até 4 pontos Reconhecemos que as crianças também são chamadas e capazes de
desenvolver seus dons espirituais dentro do Corpo de Cristo. No entanto, as
ENCORAJA oportunidades que lhes são oferecidas são muito limitadas.
5 ou 6 pontos Descobrimos que as crianças não só são capazes como também, quando lhes é
dado a oportunidade, trazem grande entusiasmo para o serviço cristão. As
crianças de nossa igreja já desfrutam do privilégio de abençoar os outros com
seus dons e talentos.

CONTAGEM GERAL

Na tabela abaixo some 1 ponto para cada resposta positiva:


SIM = 1 NAO = 0
ESCUTA ACOLHE E PROTEGE E ABENÇOA E PROMOVE E
INCLUI RESTAURA INTERCEDE ENCORAJA
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25

SOME as respostas positivas das 25 perguntas e escreva o total:

Até 10 pontos – Ainda somos adultocêntricos e precisamos descobrir como melhorar nas cinco atitudes de Jesus em
relação às crianças.

Até 23 pontos – Temos um bom caminho andado em relação às cinco atitudes de Jesus para com a criança.
Provavelmente temos um programa estruturado com pessoal dedicado para o ministério infantil. Pode ser, no entanto,
que esteja faltando uma compreensão mais ampla da criança como membro especial do reino de Deus hoje, não
apenas como um “candidato” no futuro. Seria importante fortalecer a compreensão dos adultos sobre as crianças como
membro operante no Corpo de Cristo e como alguém que precisa do corpo para abençoar e ser abençoado pelo
exercício de seus dons.

24 a 25 – Estamos mais abertos para as crianças do que a maioria e compreendemos bem o seu valor. É possível que
já tenhamos dado passos importantes no sentido de perceber que as crianças não são apenas beneficiárias de nossas
ações, mas são também agentes do reino de Deus em uma categoria privilegiada.

Este teste foi criado a partir de uma reflexão sobre o texto de Lucas 16 no qual Jesus chama as
crianças para si. Foi inspirado em um sermão do Pr. Lee Heyward e criado por Elsie B. C. Gilbert
para a Rede Mãos Dadas em 2006.