Você está na página 1de 43

Forjamento

Forjamento

Histórico:
-Processo de conformação mais antigo 8000 – 5000AC (artesanal):
-Principalmente armas (espadas).

-Percebeu-se que as espadas forjadas eram mais resistentes que as


demais, por quê?
Forjamento

Microestrutura e propriedades:
-Processo de conformação mais antigo 8000 – 5000AC (artesanal):

-Maior resistência:
-Refino de grão - recristalização;
-Fluxo de grão;
-Eliminação de porosidade (caldeamento de vazios);
-Fragmentação de inclusões / impurezas (até eliminação!).
Forjamento

Microestrutura:
-Refino e fluxo de grãos;
Forjamento

Definição:
-Operação de conformação mecânica para dar forma aos metais através
de martelamento ou esforço de compressão (prensagem), tendendo a
fazer o material assumir o contorno da ferramenta conformadora,
chamada matriz ou estampo;

-Família de processos de fabricação de peças discretas, com deformação


plástica imposta por carregamentos compressivos, através de vários
moldes e ferramentas;

-Forjamento é o nome genérico para operações de conformação


mecânica efetuadas com esforço de compressão sobre um material
dúctil, de tal modo que ele tende a assumir o contorno ou perfil da
ferramenta de trabalho.
Forjamento

Processo: Processo a frio x processo a quente

QUENTE FRIO
-Grandes deformações; -Deformação limitada;
-Peças pequenas ou grandes; -Peças pequenas;
-Baixa tensão residual; -Elevada tensão residual;
-Recuperação / recristalização; -Encruamento;
-Exige acabamento; -Acabamento pode não ser
-Formação de carepas (oxidação); necessário;
-Temperaturas típicas: -Bom acabamento
Aço – 1000oC; superficial.
Al – 500oC;
Cu – 800oC;
Ti – 1000oC.
Forjamento

Processo: Evolução
-Artesanal no início – hand forging;
-Open die-forging;
-Com a revolução industrial – novos equipamentos – close die-forging;
-Atualmente, a maioria dos casos envolve a operação de forjamento a
quente;
-Dois tipos de equipamentos básicos:
-Martelos (aplicação rápida dos esforços);
-Prensas (aplicação lenta).
-Esforços de compressão;
-Atualmente, são duas as categorias principais:
-Forjamento livre (matriz aberta) – open die-forging;
-Forjamento em matriz fechada – close die-forging.
Forjamento

Processo: Matriz aberta (livre) x matriz fechada (matriz)

-Matrizes planas ou muito simples; -Peças de precisão, tolerâncias


-Peças grandes ou pequena produção; dimensionais apertadas;
-Preparação para matriz fechada. -Alta produção;
-Alto custo das matrizes.
Forjamento

Processo: Matriz aberta ou livre: open die-forging;


Forjamento

Processo: Operação de Forjamento em matriz aberta


Forjamento

Processo: Matriz fechada: close die-forging – net-shape manufacturing.


Forjamento

Processo: Operação de Forjamento em matriz fechada


Forjamento

Processo: Normalmente realizado em etapas


-Pode combinação operações em matriz aberta e em matriz fechada:
Forjamento

Processo: Definição do processo:

-Informações iniciais:
-Desenho da peça;
-Material, propriedades (tratamentos térmicos);
-Comportamento elasto-plástico do material (temperatura);
-Nível de deformação necessário;
-Quantidade de peças;
-Produtividade (cadência);

-Definições:
-Tipo de forjamento: aberto ou fechado, equipamentos, capacidades;
-Ferramentas: material, projeto, tratamentos, no. passes;
-Matéria prima: massa, forma, dimensões;
-Equipamentos auxiliares: fornos, aquecimento das matrizes, limpeza
da peça entre passes.
Forjamento

Processo: Em matriz fechada:

-Operações básicas:
-Corte da matéria prima;
-Aquecimento dos billets;
-Aquecimento da matriz;
-Conformação (normalmente em vários passes);
-Reaquecimento/limpeza entre passes;
-Rebarbamento;
-Acabamento / limpeza, tratamentos térmicos, de superfície.
Forjamento

Processo: Em matriz aberta:


-Sequência de passes:
Forjamento

Processo: Em matriz fechada:


-Sequência de passes:
-Desbaste, Expansão/Contorno,
Forjamento bruto, Orifícios, Rebarbação.
Forjamento

Processo: Em matriz fechada:

-Projeto de ferramenta:
-Cálculo dos esforços;
-Definição do material e tratamentos;
-Prever sobremetal para usinagem;
-Cálculo do volume da peça (evitar falta de preenchimento);
-Definir o fluxo de material na ferramenta;
-Dimensionar ângulos de saída de faces paralelas à direção de
forjamento;
-Dimensionar raios de concordância (defeitos).
Forjamento

Processo: Projeto de matriz fechada:

-Land: canal de saída de excesso (evita danos à ferramenta);


-Flash: Excesso de material;
-Gutter: Região de coleta do excesso de material.
Forjamento

Processo: Projeto de matriz fechada:


-Best practices: evitar raios agudos;
Forjamento

Processo: Projeto de matriz fechada:


-Defeitos: Raios muito pequenos– fluxo de material inadequado;
-Importância em se definir o fluxo de material.
Forjamento

Processo: Projeto de matriz fechada:


-Defeitos: Web buckles – laps;
-Importância em se definir o fluxo de material.
Forjamento

Processo: Projeto de matriz fechada:


-Defeitos: aba muito expessa – fluxo de material por região já forjada.
-Importância em se definir o fluxo de material.
Forjamento

Processo: Equipamentos:

Martelos de forja: rápidos golpes


Na superfície (impacto).
Energia limitada.

Prensas hidráulicas: Compressão


contínua, velocidade relativamente
baixa, e pressão crescente.
Forjamento

Processo: Equipamentos:

Both “ton” and “tonne” are units of weight, but a “ton” is a British and American measure, while a “tonne” is a metric
measure.
A “tonne” is equal to 1,000 kg. In the US it may be referred to as a “metric ton”.
You should be careful when using the word “ton”, as there are two different types – British and American.
The British ton (also used in other countries that have the Imperial system of weights and measures) is equal to 2,240
pounds or 1,016.047 kg. It is sometimes referred to as the “long ton”, “weight ton” or “gross ton”.
The North American ton (only used in the United States and Canada) is equal to 2,000 pounds or 907.1847 kg. It is
sometimes referred to as the “short ton” or “net ton”.
Forjamento

Processo: Lubrificação:
Forjamento

Processo: Lubrificação:
Forjamento

Processo: vídeos

-Forjamento:
http://www.youtube.com/watch?v=d7LYmp_Cpps

-Matriz aberta:
https://www.youtube.com/watch?v=eIrW9EZA9Ng

-Matriz fechada:
http://www.youtube.com/watch?v=YrOuErZhoLo
Forjamento

Processo: Mecânica
-Forjabilidade: o quão fácil é conformar um material por forjamento
-Comportamento tensão x deformação;
-Temperatura;
-Taxa de deformação;
-Atrito.....
Forjamento

Processo: Mecânica
-Forjabilidade: Ensaio de compressão em cilindro
- Pode simular diversas condições de temperatura, taxa de deformação,
condição de lubrificação;
-Quanto maior a redução de altura sem trincamento lateral
(barril), maior forjabilidade;
-Ensaio qualitativo, pois estado de tensões no processo real pode ser
diferente.
Forjamento

Processo: Mecânica
-Forjabilidade: Ensaio de torsão a quente
-Simula diversas condições de temperatura e taxas de deformação,
inclusive altas, com maior controle;
-Quanto maior o número de voltas sem ruptura, melhor a forjabilidade;
-Interessante para determinar temperatura de forjamento ideal (mapa
do processo);
-Não avalia condições
de lubrificação.
Forjamento

Processo: Mecânica
-Carga de forjamento:
Forjamento

Cargas de forjamento: Mecânica


-Deformação homogênea x heterogênea:
Forjamento

Cargas de forjamento: Mecânica


-Deformação ideal ou homogênea

-Redução na altura (volume constante) = (h0 – h1)/h0 x 100;


-Deformação de engenharia e1 = (h0 – h1)/h0;
-Deformação verdadeira ε1 = ln (h0/h1);
-Carga de forjamento em qualquer altura hx = YAx:
Ax(Por conservação de volume) = (A0h0)/hx;
Forjamento

Cargas de forjamento: Mecânica


-Deformação ideal ou homogênea

-Trabalho de deformação ideal W = volume ʃ(0-ε1) σdε;


-Carga de forjamento F = YA1;
-Se o material encrua: σ=Kεn → F = Y A1 (Y = Kε1n / n+1)
-W = volume Y ε1.
-Taxa de deformação de engenharia e1 = -v/h0;
-Taxa de deformação verdadeira ε1 = -v/h1;
Forjamento

Cargas de forjamento: Mecânica


-Deformação heterogênea – método dos blocos
-Estiramento por forjamento:
-Atrito gera tensões que se opõe ao fluxo, em b e em w;
-Quando wi/hi cresce – aproxima-se do estado plano de
deformações.
Forjamento

Cargas de forjamento: Mecânica


-Deformação heterogênea – método dos blocos
-Estiramento por forjamento: Estado plano de deformações

-Equilíbrio de forças em X:
(σx+ dσx)h + 2μ σydx – σxh = 0 ou dσx + (2μ σy/h)dx = 0
-Critério de escoamento de von Mises para estado plano de
deformações:
(σy – σx) = [2/(3)1/2]Y ~1,15Y = Y’, e ; dσy=dσx
Forjamento

Cargas de forjamento: Mecânica


-Deformação heterogênea – método dos blocos
-Estiramento por forjamento: Estado plano de deformações

-Com as duas equações anteriores:


dσy/σy = (-2μ/h)dx, ou σy = Ce-(2μx/h).
-Atrito Coulombiano (µ): a frio 0,05 - 0,1; a quente 0,1 - 0,2;
-Condições de contorno: qdo x=a, σx = 0 e σy = Y’ ;
C = Y’e2μa/h
Forjamento

Cargas de forjamento: Mecânica


-Deformação heterogênea – método dos blocos
-Estiramento por forjamento:
-Carga ou pressão de forjamento p = σy = Y’e2μ(a-x)/h
-Tensões principais σx = σy – Y’ = Y’[e2μ(a-x)/h – 1].
Forjamento

Cargas de forjamento: Mecânica


-Deformação heterogênea – método dos blocos
-Estiramento por forjamento:

-Pressão média pm = área sob a curva


pm = ~Y’ [1+ (μa/h)]

-Força de forjamento para dimensionar equipamentos:


Área de
F = pm 2a W contato

Obs: Valor de pressão para cada h (altura instantânea).


Forjamento

Cargas de forjamento: Mecânica


-Deformação heterogênea – método dos blocos
-Compressão de cilindros:

-Mesma abordagem do caso anterior:


-Carga ou pressão de forjamento p = Ye2μ(r-x)/h
-Pressão média pm = Y [1+ (2μr/3h) (ou Y - encruamento);
-F = pm πr2 . Área de
contato
Forjamento

Referências:

-Thermo-Mechanical Processing of Metallic Materials:


B. Verlinden, J. Driver, I. Samadjar, R. D. Doherty
Editado por Robert W. Cahn
Pergamon Materiais Science – Elsevier (2007).

-Manufacturing Processes for Engineering Matrials:


S. Kalpakjian, S. R. Schimid – fifth edition.
Prentice Hall (2008).

-Metalurgia Mecânica:
G. E. Dieter, 2ª Edição
Guanabara Dois(1981).
FIM