Você está na página 1de 5

UNIVERSIDADE LUEJI-A-N’KONDE

Lunda-Norte, Lunda-Sul, Malanje

Escola Superior Politécnica da Lunda-Sul

Departamento de Eletromecânica e Informática Industrial

Cadeira: Estágio Assistido

Artigo

Estudo sobre Análise de Óleos Lubrificantes

Autor: Alberto Nunda Domingos Delgado

Orientadora: Prof. Msc Engª Odalys Robles Laurêncio

Prof. Msc Eng.º Nuno Robalo

Saurimo, 06 de Janeiro de 2018


INTRODUÇÃO

O Laboratório de Análise de Óleos Lubrificantes

E uma ferramenta muito importante no que tange o processo de manutenção


preditivas, preventivas, correntias, pro ativa na Industria isso é por vez dela
podemos saber o estado de cada componente e maquina sendo bem elaborado e
praticado começando com a coleta de óleo e bem identificado cada frasco visto
que o óleo é um vetor que trás as informações do componente isso as empresa
posam fazer redução de custos operacionais e aumento da produtividade.

No laboratório de análises de óleos lubrificantes são analisados diferentes tipos


de óleos lubrificantes:
Os óleos analisados no laboratório são de diferentes fabricantes:
A sua maioria é do fabricante (LUKOIL) e ENGEN.
Também é analisado óleo dos fabricantes MOBIL e GALP.
Resumo Sobre Conhecimentos Adquiridos

Durante o meu estágio, em Catoca, tive a oportunidade de conhecer e aprender


um pouco de cada área em que tive acesso, de salientar também que, de acordo
o tema: Estudo sobre Analise de óleos lubrificantes fiquei a saber que a máquina

A OSA4 é um equipamento complexo que permite uma análise completa de óleos.

É constituído pelos seguintes componentes:

 Sistema de ignição/deteção de Espectrómetro de Emissão Atómica


Deteta a concentração dos metais presentes no óleo: metais de desgaste,
contaminantes e aditivos

 Sistema de deteção de Espectrómetro de Infravermelhos


Deteta a percentagem de fuligem, água, combustível e glicol presentes no óleo (W%)
Deteta a oxidação e nitração presente no óleo (abs./cm)
Deteta o valor de TBN do óleo (mg KOH/g) (ASTM D2896)

 Viscosímetro (V40C e V100C) (Método cinemático ASTM D446)


Calcula ou mede a viscosidade do óleo a 40 e 100ºC

 Contador de Partículas (ISO 4406:1999)


Conta o nº de partículas presentes no óleo

Também sobe que existem ainda duas formas de analisar óleo lubrificante são
Analise Visual. E pela OSA4 (analisador).
Considerações Finais
O que se pode perceber é que, independentemente da forma de realizar as
analise em monitoramento nas máquinas e equipamentos, é uma questão
fundamental para as organizações e empresas, pois por meio de tal ação é
possível evitar falhas, minimizar riscos de quebra dos componentes mantendo a
qualidade do processo produtivo, minimizar custos com máquinas paradas ou
reparos dentre outros.
Conclusão
Cada análise de óleo lubrificante, possui sua finalidade. Com uma análise de
monitoramento em cada (125h), de trabalho do componente, quando haver uma
anomalia é possível antecipar as necessidades de intervenção em peças e
equipamentos, evitando assim paradas nas operações, o que reduz custos
aumenta a produção e traz vantagens para as empresas