Você está na página 1de 40

Unidade III

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

Prof. Marcelo Mello


Objetivo

Estudar mais alguns conceitos


sobre planejamento estratégico:
 escolas de estratégia;
 tipos de estratégias;
 características da estratégia;
 Porter;
 Mintzberg.
A importância das estratégias

 A estratégia é um instrumento gerencial facilitador


e otimizador das interações da empresa com os fatores
ambientais e com os fatores internos.
Tipos de estratégias mais utilizadas pelas
organizações – estratégia de sobrevivência

Estratégia de sobrevivência:
 deve ser adotada pela empresa quando não existe
outra alternativa, ou seja, apenas quando o ambiente
e a empresa estão em situação inadequada ou
apresentam perspectivas caóticas.
A estratégia de sobrevivência

 Esse tipo de estratégia tem a desvantagem de


não poder ser utilizada por um período longo.
 De nada serve sobreviver no mercado sem ter nenhuma
perspectiva e expectativa a curto, médio ou longo prazo.
Problemas que identificam
a estratégia de sobrevivência

 O desinvestimento: isso ocorre quando uma


indústria deixa de fabricar uma linha de produtos
e passa a fazer novos produtos que eventualmente
poderiam dar maior lucratividade.
 A redução de custos: parecida com o movimento
de desinvestimento, ocorre com a redução de
funcionários, da qualidade e da diversidade dos
produtos, com aumento daqueles em estoque
e menor investimento em marketing.
A estratégia de manutenção

 Ocorre quando a empresa identifica um ambiente


com ameaças, embora possua fortalezas ou pontos
fortes acumulados ao longo de determinado período.
 Se isso ocorrer, a empresa deve aproveitar ao
máximo seus pontos fortes e minimizar as ameaças
identificadas como seus pontos fracos.
A estratégia de manutenção

Busca de estratégia de defesa:


 o objetivo é a manutenção da posição conquistada
no mercado, defendendo-se de seus concorrentes.
As três formas mais conhecidas
de estratégia de manutenção são:

 A estratégia de nicho, que ocorre quando a empresa


se dedica a um único produto ou serviço.
 A estratégia de estabilidade, que se dá quando a
empresa tem como objetivo primeiro equilibrar algo
que está muito errado – por exemplo, o nível de
estoque ou o fluxo de caixa.
 A estratégia da especialização, que acontece quando
a organização concentra seus objetivos em liderar o
mercado com seus produtos e serviços, deixando de lado
tudo aquilo que não faz parte de seu objetivo principal.
Tipos e características das estratégias

Estratégia de crescimento
Exemplo:
 a joint venture – quando duas organizações se tornam
contratualmente parceiras com o intuito de produzir
ou melhorar um produto novo no mercado.
Tipos e características das estratégias

A estratégia da inovação:
 objetiva a busca constante do desenvolvimento
e lançamento de novos produtos ou serviços
utilizando novas tecnologias.
A estratégia da expansão:
 é manter seu planejamento para
dar suporte ao seu crescimento.
Tipos e características das estratégias

Estratégia de desenvolvimento
O desenvolvimento de uma organização
que se faz em duas direções principais:
 pode-se procurar novos mercados e clientes,
diferentes dos conhecidos atualmente;
 ou novas tecnologias, diferentes
daquelas que a empresa domina.
Interatividade

A Visa Vale, empresa que vende vale refeição, entrou no


mercado oferecendo o mesmo produto, mas de maneira
diferente. No lugar dos antigos talões de vale refeição, fez
parceria com bancos e passou a utilizar cartões magnéticos.
Essa estratégia foi:
a) de crescimento.
b) de inovação.
c) de expansão.
d) de desenvolvimento.
e) de aproximação.
Características das escolas de pensamento

Escola do design:
 preocupa-se em prescrever um caminho ideal para a
formulação da estratégia, que se dá pela adequação das
capacidades internas da organização às possibilidades
de seu contexto externo.
Observação

 A base da escola está nos elementos


da chamada matriz SWOT.
 A sigla vem do inglês: S = strength (força);
W = weakness (fraqueza); O = opportunity
(oportunidade) e T = threat (ameaça).
A análise SWOT

 É uma ferramenta utilizada para


fazer análise de ambiente.
 Permite a posterior avaliação dos cenários, sendo
usada como base para o planejamento estratégico
de uma organização, em especial as empresariais.
Gráfico

Fonte: livro-texto
Escola do planejamento

 A principal mensagem dessa escola é formalizar e a


mensagem atingida é programar, em vez de formular.
 A principal diferença da escola anterior é a formalidade
com que a questão estratégica é tratada.
Escola de posicionamento

 Essa escola refere-se à formação da estratégia como


um processo analítico, cuja ênfase está no processo
de auditoria externa – análise competitiva do setor
e da concorrência.
Escola empreendedora

 Enxerga “a formação de estratégia


como um processo visionário”.
Segundo Peter Drucker (1984):
“[...] o empreendedor sempre está buscando a mudança,
reage a ela e a explora como sendo uma ‘oportunidade’.
Ele cria algo novo, algo diferente, ele muda ou transforma
valores, não restringindo sua ação a instituições
exclusivamente econômicas.”
Mintzberg et al. (2000):

 “O processo empreendedor se inicia com uma


imagem do negócio, das necessidades a serem
satisfeitas, do público que se pretende atingir e,
principalmente, da forma como se atenderá esse
público e de qual será o caminho para o futuro.”
Interatividade

Não é uma característica do empreendedor:


I. Busca inovar para surpreender o mercado.
II. Segue o que o mercado pratica para
não se distanciar das práticas adotadas.
III. Enxerga crise como oportunidade.
Está correto:
a) Somente I.
b) Somente II.
c) Somente III.
d) I e III.
e) II e III.
Escola cognitiva

 Funciona como ponte entre as


escolas objetivas e subjetivas.
 Tem como mote “a formação da estratégia como
um processo mental” e é inspirada em Herbert
Simon (teoria comportamentalista).
 A base da formulação de estratégia é a mente
do estrategista, que dá forma àquilo que é feito,
por meio de seu julgamento, sua intuição, criatividade,
experiência adquirida, percepção da realidade e seus
modelos mentais.
Premissas da escola cognitiva

 A formação de estratégia é um processo cognitivo


que ocorre primeiramente na mente do estrategista.
 As estratégias emergem como perspectivas que dão
forma à maneira pela qual as pessoas lidam com as
informações vindas do ambiente.
Escola de aprendizado

 A formação da estratégia como


um processo emergente.
 É fundamentada no fato de que os estrategistas
aprendem ao longo do tempo.
Escola de aprendizado

 O que explica o fenômeno do surgimento das estratégias,


segundo essa escola, é a capacidade de as pessoas
aprenderem a respeito de uma situação, tanto quanto
a capacidade de uma organização lidar com ela.
Escola de poder

 Essa escola de pensamento estratégico foi


responsável por trazer explicitamente poder e
política para o desenvolvimento de estratégias.
 Para ela, o modelo de formulação das estratégias
é poder e política, seja como processo internalizado
da organização ou como postura da organização em
relação ao ambiente externo.
Escola de poder

 Essa escola trouxe para o campo da administração


uma contribuição que não pode deixar de ser citada:
a de que a dimensão política pode ter um papel positivo
nas organizações.
Escola cultural

 A cultura pode ser entendida como um conjunto


de crenças e maneiras de perceber o ambiente
e responder a este em comum dentro de determinado
grupo, o que o distingue dos demais.
 Os impactos da cultura no comportamento da
organização são claramente visíveis, estando
intrinsecamente ligados à formação de estratégia.
Escola ambiental

 Para a escola ambiental, o agente central da


formação estratégica é o ambiente, ou seja,
as atitudes estratégicas de uma organização
são respostas adaptativas a imposições
ambientais, por meio de um processo reativo.
Escola de configuração

 A escola de configuração trata da relação entre


o ambiente e a estratégia em um contexto mais
amplo, em que as características de um ambiente
refletem-se na configuração das características
das empresas inseridas nesse ambiente e,
consequentemente, em suas estratégias.
Interatividade

O pensamento de que os estrategistas aprendem ao longo


do tempo pertence a qual das escolas de estratégia?
a) Escola cognitiva.
b) Escola do poder.
c) Escola de aprendizado.
d) Escola cultural.
e) Escola ambiental.
Análise do ambiente externo
geral ou macroambiente

 No desenvolvimento da estratégia de uma organização,


as análises micro e macroambiental são fundamentais
para a criação de uma vantagem competitiva.
Ambiente de marketing

 O ambiente de marketing consiste nos participantes


e nas forças de mercado que afetam a capacidade de
uma organização de operar efetivamente no fornecimento
de seus produtos e serviços ao mercado.
Ambiente de negócios

 A camada mais geral é conhecida como macroambiente


de negócios, e consiste em uma abordagem ampla dos
fatores que afetam quase todas as organizações em
diferente intensidade.
 Considera: tendências nos ambientes político,
econômico, social, tecnológico, ambiental.
Ambiente de negócios

 A camada mais próxima da organização compõe-se


dos competidores e do mercado de atuação
(clientes, fornecedores, distribuidores).
 O ambiente interno é o nível de ambiente dentro
da organização composto de sua estrutura, seus
processos, suas áreas.
As forças macroambientais

 A análise do macroambiente investiga as questões


amplas do universo social, econômico e político,
além de sua influência no setor de atuação analisado,
com o objetivo de identificar ameaças e oportunidades
do seu mercado de atuação.
 São quatro as forças macroambientais que comumente
afetam as organizações em seus mercados de atuação: as
político-legais, as econômicas, as tecnológicas e as sociais.
Vantagem competitiva

 Algumas características específicas do país


ajudam a explicar a base de vantagem competitiva
em um nível nacional.
 As características da demanda doméstica são
a base para determinar como as vantagens de
uma organização são formadas.
Interatividade

São quatro as forças macroambientais que comumente


afetam as organizações em seus mercados de atuação:
a) as político-legais, as econômicas,
as tecnológicas e as sociais.
b) as políticas, as econômicas,
as tecnológicas e as sociais.
c) as legais, as econômicas, as
tecnológicas e as sociais.
d) as político-legais, as econômicas,
as tecnológicas e as jurídicas.
e) as político-legais, as econômicas,
as tecnológicas e as legislativas.
ATÉ A PRÓXIMA!