Você está na página 1de 28

CURSO DE EXTENSÃO EM

HISTÓRIA
E TEORIA
DO DESIGN
DEISSON XENOFONTE
E ADRIANA BOTELHO
Objetivos
Objetivo Geral:
Explanar o percurso do design de produto
e design gráfico ao longo da história ocidental.

Objetivos específicos:
Debater os fundamentos e conceitos do Design
Lançar novos olhares sobre a produção em design no Cariri
Incentivar a pesquisa em Design
Conteúdo
Design: Conceitos e origens
Do arts and Crafts ao Art Nouveau e Art decó
Construtivismo, Futurismo, De stijl e Bauhaus
Styling, New Bauhaus e escola de Ulm
Pós modernismo no Design
Design e os desafios da contemporaneidade
Bibliografia
ARMSTRONG, Helen. Teoria do Design Gráfico. Tradução: Marcondes,
Claudio Alves. São Paulo: Cosac Naify, 2015

BURDEK, B. História, teoria e prática do design de produtos.


São Paulo: Edgar Blücher, 2006

CARDOSO, Rafael. Design para um mundo complexo.


São Paulo: Cosac Naify, 2012

SCHNEIDER, Beat. Design – uma introdução: o design no contexto social,


cultural e econômico / Beat Schneider; tradução Sonali Bertuol, George
Bernard Sperber. – São Paulo : Editora Blücher, 2010
O que é
Design?
Profissão Designer

Início do séc. XIX


(sobretudo de 1850 a 1930)
Metodologias de design:
Como se faz design?
Análise (Pesquisa, Estudo, Informação, Problema)
Síntese (Criação, Prototipagem, Execução)
Avaliação (Teste, Prova, Ensaio)

Morris Asimow John Chris Jones Mihajlo D. Mesarovic Bernd Lobach


Etimologia
Latim:
Disegno - Designar/desenhar
Disegno Interno/Disegno esterno

Oxford Dictionary Séc. XVI:


Design: Projeto, Plano, Esquema, Esboço
?
Design se define pelo meio ou pelo fim?
Ou seja, pelo que faz ou como se faz?
?
O design visa a forma ou a função?
Pensamento modernista:
A forma segue a função (Louis Sullivan)
O ornamento é um crime (Adolf loos)
Menos é Mais (Mies Van de Rohe)

Pensamento pós-modernista:
Design engloba funções estéticas, práticas e simbólicas
A Forma segue a emoção
Menos é maçante
(Design, Cultura material e fetiche dos objetos - Rafael Cardoso)
Mais problemas de definição...
Pensar em design não como um corpo de doutrinas fixo e imutável,
mas como um campo em plena evolução.

Algo que cresce de modo contínuo e se transforma ao crescer.

Um caminho que se revela ao ser percorrido.

O design é muito maior e mais dinâmico do que qualquer uma


de suas manifestações específicas.
Trata-se de uma área por demais complexa e multifacetada para
caber em qualquer definição estreita,
muito menos para ser reduzida à prática de
determinado indivíduo ou escola. (RAFAEL CARDOSO)
Uma definição interessante...

Design é o planejamento e a execução


de qualquer atividade em função de um objetivo desejado,
envolvendo pesquisa que permeia os aspectos
sintáticos, semânticos e pragmáticos do objeto em questão.
Gui Bonsiepe
O Design não é e não pode ser ciência,
O design é a intervenção concreta na realidade,
para inventar, desenvolver e fabricar produtos.
Embora possa haver um discurso científico sobre o design,
o design em si não é ciência.

Isso ocorre porque o processo de projetar


não pode ser descrito conclusivament e de forma racional.
O elemento criativo do processo
de design não seria transmissível no discurso,
e com isso faltaria uma condição
essencial para a cientificidade.
Design
é ciência?
Institucionalização do Design

Bauhaus - Alemanha - 1919-1933 ULM - Alemanha - 1953-1968 IAC - SP - 1951-1953 ESDI - RJ - 1964
Metodologias de criação:
Próxima aula:
Do arts and Crafts ao Art Nouveau e art Decó
Primeiros “Frelancers”

Peter Berehns
1868 - 1940

Você também pode gostar