Você está na página 1de 32

PÁG.

RESERVADA PARA A

CAPA

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 1 27/6/2008 09:41:47


ENEM_ Intensivo_ 04.indd 2 27/6/2008 09:41:59
Caro estudante,

A Educação é um projeto de construção coletiva. Vislumbrando tal crescimento,


nosso governo traçou, em sua política de gestão, diretrizes que possibilitam assegurar a
qualidade da educação através do estudo dos fascículos de Língua Portuguesa, Geografia,
História, Matemática, Física, Química e Biologia, garantindo melhorias significativas na
vida dos jovens do nosso Estado.
Pensar a Educação como um projeto de transformação social requer de nós,
governantes, amplo entendimento acerca dos conhecimentos necessários para a inclusão
do cidadão no mercado de trabalho e a construção de sua plena cidadania.
Portanto, cabe à geração de hoje a responsabilidade de construir uma sociedade mais
humana, igualitária, solidária e competente.
Que Deus o abençoe e lhe dê perseverança para enfrentar todos os desafios que o
futuro nos reservar.
E jamais esqueça: a Educação é o maior bem que o Homem pode ter.
Que todos tenham um bom desempenho no exame do ENEM.

CARLOS EDUARDO DE SOUZA BRAGA


Governador do Estado do Amazonas

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 3 27/6/2008 09:42:05


Ações humanas estão, freqüentemente, na origem de desequilíbrios ambientais ou, generalizando, causam
poluição em seu sentido mais amplo, caracterizado por tudo que torna a biosfera agredida.
Alterações do ambiente, seja na água, no ar ou no solo, que modifiquem suas características, tanto físicas
como químicas ou biológicas, acarretam prejuízos à saúde, à segurança e ao bem-estar dos humanos e causam
danos à vegetação, à flora e à fauna, como um todo.
Este é o universo de análise da educação ambiental. E convidamos você a participar deste estudo, com vistas
às questões do ENEM que cuidam dos conteúdos ligados a essa área e que se fundamentam nas seguintes
habilidades:

Habilidade 08: Analisar criticamente, de forma qualitativa ou quantitativa, as implicações ambientais, sociais
e econômicas dos processos de utilização dos recursos naturais, materiais ou energéticos.

Habilidade 09: Compreender o significado e a importância da água e de seu ciclo para a manutenção da vida,
em sua relação com condições socioambientais, sabendo quantificar variações de temperatura e mudanças de
fase em processos naturais e de intervenção humana.

Habilidade 10: Utilizar e interpretar diferentes escalas de tempo para situar e descrever transformações na
atmosfera, biosfera, hidrosfera e litosfera, origem e evolução da vida, variações populacionais e modificações
no espaço geográfico.

Habilidade 11: Diante da diversidade da vida, analisar, do ponto de vista biológico, físico ou químico, padrões
FOTOS: CAPA - Zsuzsanna Kilián / sxc.hu; PROJ. GRÁFICO INTERNO - Sanja Gjenero, Steve Woods e BSK / sxc.hu.

comuns nas estruturas e nos processos que garantem a continuidade e a evolução dos seres vivos.

Habilidade 12: Analisar fatores socioeconômicos e ambientais associados ao desenvolvimento, às condições


de vida e saúde de populações humanas, por meio da interpretação de diferentes indicadores.

Habilidade 16: Analisar, de forma qualitativa ou quantitativa, situações-problema referentes a perturbações


ambientais, identificando fonte, transporte e destino dos poluentes, reconhecendo suas transformações;
prever efeitos nos ecossistemas e no sistema produtivo e propor formas de intervenção para reduzir e
controlar os efeitos da poluição ambiental.

As disciplinas envolvidas são: Biologia, Química e Geografia.


Código do fascículo:

FS24AB2020
www.enemintensivo.com.br/amazonas

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 4 27/6/2008 09:42:11


1 – Distribuição de água no planeta
O planeta Terra é famoso pela sua grande quantidade de água (3/4 de todo o planeta). No entanto, de toda
a água existente na Terra, 97,3% são de água salgada e apenas 2,7% são de água doce.

Água doce disponível na Terra Toda a água existente na Terra


37 000 km3 1380 000 km3
77,20 % água na
forma de gelo
nas calotas polares 97,3 % água salgada
28.564 km3
2, 7 % água doce
6,35 %
água dos lagos
e pântanos
128 km3

0,04 % 22,40 %
água na atmosfera água subterrânea
10 km3 6.288 km3 Do total da água doce disponível na Terra, 77,20%
Apenas 0,01 da água doce se encontram em forma de gelo nas calotas polares,
está nos rios 4 km3 22,40% correspondem a água subterrânea, 0,35% se
encontra nos lagos e pântanos , 0,04 % se encontra na
atmosfera e apenas 0,01% da água doce está nos rios.
Com relação à distribuição geográfica da água doce, temos a seguinte situação por continente:

ÁFRICA: 10,00 % AMÉRICA DO NORTE: 18,00 % AMÉRICA DO SUL: 23,10 %


ÁSIA: 31,60 % EUROPA: 7,00 % OCEANIA: 5,30 % ANTÁRTIDA: 5,00 %

A DISPONIBILIDADE DE ÁGUA NO MUNDO

Fonte: Beaux, J. F. “L’Environenment Repères Pratiques” Paris, Nathan, 1998

Oceano
Oceano
Atlântico
Pacífico

Equador

Oceano
Índico
Oceano
Pacífico

Escala
0 2000 4000
Quantidade de água disponível
per capita por ano

Mais de 5000 m3 De 1200 a 5000 m3 Menos de 1200 m3 Menos de 50% da população


com acesso à agua potável

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 5 27/6/2008 09:42:13


A água e o Brasil

E como está o Brasil com relação aos recursos hídricos?O


Brasil possui um volume expressivo de toda a água doce
disponível no planeta, principalmente quando pensamos nos Venezuela
Guiana
depósitos em utilização, como no caso da água superficial, Colômbia
Guiana Francesa (FRA)
Suriname
e nos depósitos em que a exploração tende a ocorrer num
Equador
futuro mais próximo, como no caso da água subterrânea em
Peru
profundidade expressiva.
BRASIL
Esse destaque brasileiro tem ligação direta com as nossas
MT
exuberantes bacias hidrográficas, principalmente a Amazônica, Bolívia GO
e os recursos de subsolo, principalmente o Aqüífero Guarani, MG
localizado no Centro-Sul de nosso território, ocupando MS
SP
também trechos da Argentina, Paraguai e Uruguai, como você Chile
Paraguai
PR

pode observar na imagem ao lado. Argentina


SC
RS

No entanto, nossa riqueza hídrica não nos dá, obviamente, Uruguai


o direito ao desperdício e à poluição. E infelizmente esses
problemas ainda são comuns no Brasil.
A falta de informação e consciência contribuem para uma Riqueza hídrica
série de crimes ambientais, com contaminação de mananciais,
despejo de esgotos domésticos e dejetos industriais nos rios e
contaminação do lençol freático pelo uso de agrotóxicos.

LEI Nº 9.433, DE 8 DE JANEIRO DE 1997 Nas áreas urbanas do Centro-Sul do país


são comuns cenas que não combinam com a
realidade dos recursos hídricos no planeta: lavagem
de automóveis, utilização de mangueiras para,
incrivelmente, “varrer” (limpar) as calçadas.
Fonte: www.gov.mb.ca/greenandgrowing/images/water_drop.jpg

Em 1997, foi regulamentada a Lei Nacional


dos Recursos Hídricos com o objetivo de
regulamentar e disciplinar o uso da água. Essa lei
tem como importante característica a participação
TÍTULO I da sociedade, já que os comitês de gestão das
Art. 1º A Política Nacional de Recursos Hídricos bacias hidrográficas contam com participantes
baseia-se nos seguintes fundamentos: do poder público, mas também dos usuários e da
comunidade.
I. a água é um bem de domínio público;
II. a água é um recurso natural limitado, dotado de valor
Outro fato importante é a permissão da cobrança
econômico; da água, desde que haja decisão nesse sentido pelo
III. em situações de escassez, o uso prioritário dos recursos hídricos comitê correspondente. Como exemplo disso, o
é o consumo humano e a dessedentação de animais; comitê da Bacia do Paraíba do Sul definiu em 2002
IV. a gestão dos recursos hídricos deve sempre proporcionar o uso a cobrança da água dos grandes consumidores.
múltiplo das águas;
V. a bacia hidrográfica é a unidade territorial para implementação Por falar em uso da água, você sabe qual é a
da Política Nacional de Recursos Hídricos e atuação do Sistema atividade econômica que mais utiliza recursos
Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos;
hídricos no Brasil e no Mundo?
VI. a gestão dos recursos hídricos deve ser descentralizada e
contar com a participação do Poder Público, dos usuários e das Apesar da grande importância do uso industrial
comunidades.
e do uso doméstico, a campeã absoluta do consumo
dos recursos hídricos é a agricultura, como podemos

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 6 27/6/2008 09:42:19


7% observar na imagem a seguir:
23% Uso urbano
O avanço de uma agricultura cada vez mais tecnificada,
Uso industrial com uso intenso de inovações tecnológicas, incluindo
ampla irrigação, que, por um lado, contribui para o
Uso agrícola
70% aumento da produtividade, mas, por outro, aumenta a
pressão sobre os recursos hídricos.

Ano: 2004
Habilidade:10

O Aqüífero Guarani se estende por 1,2 milhão de km2


e é um dos maiores reservatórios de águas subterrâneas
do mundo. O aqüífero é como uma “esponja gigante”
de arenito, uma rocha porosa e absorvente, quase
totalmente confinada sob centenas de metros de rochas
impermeáveis. Ele é recarregado nas áreas em que o
arenito aflora à superfície, absorvendo água da chuva.
Uma pesquisa realizada em 2002 pela Embrapa apontou
Brasil
cinco pontos de contaminaçãodo aqüífero por agrotóxico,
conforme a figura.
Considerando as conseqüências socioambientais e Paraguai
respeitando as necessidades econômicas, pode-se afirmar
que, diante do problema apresentado, políticas públicas
adequadas deveriam:Estão corretas, apenas: Argentina

Uruguai

(A) proibir o uso das águas do aqüífero para irrigação;


(B) impedir a atividade agrícola em toda a região do Áreas com risco de contaminação Áreas de recarga

aqüífero;
(C) impermeabilizar as áreas onde o arenito aflora;
(D) construir novos reservatórios para a captação da água
na região;
(E) controlar a atividade agrícola e agroindustrial nas áreas de recarga.

Gabarito – E. O texto nos explica a importância das áreas de recarga e a imagem nos
mostra o risco de sua contaminação que, para ser evitada, exige o controle, e não o
impedimento da atividade agrícola.

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 7 27/6/2008 09:42:28


2 - Tratamento de água
Reúso é o processo de utilização da água por
mais de uma vez, tratada ou não, para o mesmo
ou outro fim. Essa reutilização pode ser direta
ou indireta, decorrente de ações planejadas ou
não. A água de reúso tratada é produzida dentro
das Estações de Tratamento de Esgoto e pode
ser utilizada para inúmeros fins, como geração
de energia, refrigeração de equipamentos, em
diversos processos industriais, em prefeituras e
entidades que usam a água para lavagem de ruas

Fonte: www.sabesp.com.br
e pátios, no setor hoteleiro, irrigação/rega de
áreas verdes, desobstrução de rede de esgotos
e águas pluviais e lavagem de veículos.
A grande vantagem da utilização da água de
reúso é a de preservar água potável exclusivamente
para atendimento de necessidades que exigem a sua potabilidade, como para o abastecimento humano.
A presença de organismos patogênicos e de compostos orgânicos sintéticos na grande maioria dos efluentes
para reúso, principalmente naqueles oriundos de estações de tratamento de esgotos de grandes conturbações
com pólos industriais expressivos, classifica o reúso potável como uma alternativa associada a riscos muito
elevados, tornando-o praticamente inaceitável. Além disso, os custos dos sistemas de tratamento avançados que
seriam necessários, levariam à inviabilidade econômica do abastecimento público, não havendo, ainda, garantia
de proteção adequada da saúde pública dos consumidores.
Mesmo assim, muitas vezes a água já utilizada passa por tratamentos que a tornam potável novamente. É claro
que, nesse caso, os procedimentos têm que ser iguais aos do tratamento feito nas ETAs, estações de tratamento
de água, obviamente com o cuidado de exterminar bactérias e outros organismos prejudiciais à saúde.

Ano: 1998
Habilidade: 09

Seguem abaixo alguns trechos de uma matéria da revista “Superinteressante”, que descreve hábitos de um
morador de Barcelona (Espanha), relacionando-os com o consumo de energia e efeitos sobre o ambiente.

I. “Apenas no banho matinal, por exemplo, um cidadão utiliza cerca de 50 litros de água, que depois terá que
ser tratada. Além disso, a água é aquecida consumindo 1,5 quilowatt-hora (cerca de 1,3 milhão de calorias),
e para gerar essa energia foi preciso perturbar o ambiente de alguma maneira...”
II. “Na hora de ir ao trabalho, o percurso médio dos moradores de Barcelona mostra que o carro libera 90
gramas do venenoso monóxido de carbono e 25 gramas de óxidos de nitrogênio... Ao mesmo tempo, o
carro consome combustível equivalente a 8,9 kWh.”
III. “Na hora de recolher o lixo doméstico... quase 1 kg por dia. Em cada quilo há aproximadamente 240
gramas de papel, papelão e embalagens; 80 gramas de plástico; 55 gramas de metal; 40 gramas de material
biodegradável e 80 gramas de vidro.”

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 8 27/6/2008 09:42:32


No trecho I, a matéria faz referência ao tratamento necessário à água resultante de um banho. As afirmações
abaixo dizem respeito a tratamentos e destinos dessa água. Entre elas, a mais plausível é a de que a água:

(A) passa por peneiração, cloração, floculação, filtração e pós-cloração, e é canalizada para os rios;
(B) passa por cloração e destilação, sendo devolvida aos consumidores em condições adequadas para ser ingerida;
(C) é fervida e clorada em reservatórios, onde fica armazenada por algum tempo antes de retornar aos
consumidores;
(D) passa por decantação, filtração, cloração e, em alguns casos, por fluoretação, retornando aos consumidores;
(E) não pode ser tratada devido à presença de sabão, por isso é canalizada e despejada em rios.

Gabarito – D. De fato, a decantação, a filtração, a cloração em alguns casos, a fluoretação são processos
usados no tratamento da água resultante de um banho, e o destino dessa água tratada é o retorno aos
consumidores.

2 – Poluição da Água
Eutrofização ou Eutroficação
O despejo de matéria orgânica ou inorgânica, isto é, de alimentos
em excesso nos lagos, rios e represas leva à poluição da água e ao
empobrecimento do oxigênio no meio aquático causando desequilíbrio e
destruição da flora, da fauna e da vegetação.
O esgoto, material orgânico, provoca proliferação de bactérias
decompositoras aeróbias que consomem o O2 que está dissolvido na água
e, em conseqüência, organismos aeróbios, como os peixes, não resistem e
morrem.
Fosfatos, como exemplo de matéria inorgânica, causam proliferação de
Fonte: www.liverpool.nsw.gov.au

algas microscópicas superficiais que formam uma camada que impede a


penetração da luz e, em conseqüência, algas de maior profundidade deixam
de realizar fotossíntese e morrem. Sua decomposição por bactérias
aeróbias que consomem o O2 que está dissolvido na água faz com que
organismos aeróbios, como os peixes, não resistam e morram.

Magnificação Trófica ou Química ou Bioacumulação


Mercúrio, zinco, chumbo, inseticidas, agrotóxicos e biocidas em geral tendem a se acumular nas cadeias
alimentares, atingindo o grau máximo nos homens, indivíduos finais da cadeia alimentar.
Foi o que aconteceu com o mercúrio na tragédia de Minamata, baía do Japão, que recebeu, entre 1930 e os
anos 50, enormes quantidades de detritos industriais contendo mercúrio.

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 9 27/6/2008 09:42:37


Ano: 2004
Habilidade: 09

Um rio que é localmente degradado por dejetos orgânicos nele lançados pode passar por um processo
de autodepuração. No entanto, a recuperação depende, entre outros fatores, da carga de dejetos recebida, da
extensão e do volume do rio. Nesse processo, a distribuição das populações de organismos consumidores e
decompositores varia, conforme mostra o esquema:

Descarga de dejetos

(B. Braga et al. Introdução à Engenharia Ambiental)


Direção da

do rio
água

Zona de Zona de Zona de Zona de Zona de


decomposição
águas limpas degradação ativa recuperação águas limpas
Organismos
Tipos de

Organismos Bactérias e Organismos Vida aquática


Vida aquática mais resistentes fungos mas resistentes
superior (anaeróbicos) superior

Tempo ou distância

Com base nas informações fornecidas pelo esquema, são feitas as seguintes considerações sobre o processo de
depuração do rio:

I. A vida aquática superior pode voltar a existir a partir de uma certa distância do ponto de lançamento
dos dejetos.
II. Os organismos decompositores são os que sobrevivem onde a oferta de oxigênio é baixa ou inexistente
e a matéria orgânica é abundante.
III. As comunidades biológicas, apesar da poluição, não se alteram ao longo do processo de recuperação.

Está correto o que se afirma em:


(A) I, apenas; (B) II, apenas; (C) III, apenas;
(D) I e II, apenas; (E) I, II e III.

Gabarito – D. O processo observado no esquema mostra que o aumento da oferta de matéria


orgânica favorece o crescimento em quantidade de seres decompositores aeróbios que retiram grande
quantidade de oxigênio da água, levando à morte a fauna local, sobrevivendo apenas os seres anaeróbios.
Conforme a água do rio vai se movimentando, a oferta de matéria orgânica vai diminuindo, limitando a
vida dos seres anaeróbios; por outro lado, a área autotrófica vai liberando oxigênio na água, restituindo
a fauna local ao possibilitar que os seres aeróbios voltem a viver naquela área.

10

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 10 27/6/2008 09:42:40


Ano: 2000
Habilidade: 16

Os esgotos domésticos constituem grande ameaça Nutrientes


aos ecossistemas de lagos ou represas, pois
deles decorrem graves desequilíbrios ambientais. Produção
primária
Considere o gráfico ao lado, no qual, no intervalo
de tempo entre t1 e t3, observou-se a estabilidade em Peixes
ecossistema de lago, modificado a partir de t3 pelo
maior despejo de esgoto. Oxigênio

Assinale a interpretação que está de acordo com o t1 t2 t3 t4 t5 t6 t7 t8 t9

gráfico:

(A) Entre t3 e t6, a competição pelo oxigênio leva à multiplicação de peixes,bactérias e outros produtores.
(B) A partir de t3, a decomposição do esgoto é impossibilitada pela diminuição do oxigênio disponível.
(C) A partir de t6, a mortandade de peixes decorre da diminuição da população de produtores.
(D) A mortandade de peixes, a partir de t6, é devida à insuficiência de oxigênio na água.
(E) A partir de t3, a produção primária aumenta devido à diminuição dos consumidores.

Gabarito – D. De acordo com o gráfico, a mortalidade dos peixes ocorre, de fato, um pouco após a
queda da concentração de oxigênio na água.

3 – Poluição do Ar
Monóxido de Carbono

Se o CO ocorre em pequenas proporções, é um


gás que não afeta consideravelmente os seres vivos.
Entretanto, se sua concentração aumentar muito, ele
se combina à hemoglobina dos glóbulos vermelhos ou
hemácias, inutilizando-a para o transporte de O2. Em
grandes concentrações, pode até matar.
Uma das maiores fontes de monóxido de carbono é
Fonte: www.idrc.ca

a emissão feita pela queima incompleta de combustíveis


fósseis (gasolina, entre outros).

11

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 11 27/6/2008 09:42:43


Ano: 1998
Habilidade: 08

Um dos índices de qualidade do ar diz respeito à concentração de monóxido de carbono (CO), pois esse gás pode
causar vários danos à saúde. A tabela abaixo mostra a relação entre a qualidade do ar e a concentração de CO.

QUALIDADE DO AR CONCENTRAÇÃO DE CO - ppm*


(MÉDIA DE 8h)
Inadequada 15 a 30
Péssima 30 a 40
Crítica Acima de 40

* ppm (parte por milhão) = 1 micrograma de CO por grama de ar 10–6g

Para analisar os efeitos do CO sobre os seres humanos, dispõe-se dos seguintes dados:

CONCENTRAÇÃO SINTOMAS EM SERES HUMANOS


DE CO - PPM
10 Nenhum
15 Diminuição da capacidade visual
60 Dores de cabeça
100 Tonturas, fraqueza muscular
270 Inconsciência
800 Morte

Suponha que você tenha lido em um jornal que, na cidade de São Paulo, foi atingido um péssimo nível de
qualidade do ar. Uma pessoa que estivesse nessa área poderia:

(A) não apresentar nenhum sintoma;


(B) ter sua capacidade visual alterada;
(C) apresentar fraqueza muscular e tontura;
(D) ficar inconsciente;
(E) morrer.

Gabarito – B. Considerando a tabela da concentração de CO e a dos sintomas, percebe-se que o


péssimo nível de qualidade do ar leva à diminuição da capacidade visual.

12

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 12 27/6/2008 09:42:47


Efeito Estufa

Fonte: www.ryanducharme.ca
Ao atingir a Terra, a luz do Sol tem sua energia convertida em calor (raios infravermelhos) na superfície
terrestre. Parte desse calor irradia para o espaço, mas parte significativa dele é retida por um manto de moléculas
de CO2 e de metano, provocando no planeta um calor necessário e, até certo ponto, suportável.
O efeito estufa resulta do excesso, principalmente, de CO2 e metano atmosférico liberados pelas queimadas,
pelos veículos automotores e pelas chaminés das indústrias. Conseqüências previsíveis aconteceram ou estão
por acontecer, como o aumento global da temperatura, o degelo das calotas polares e o aumento do nível
dos mares.

Camada de Ozônio e Ozônio


A camada estratosférica de moléculas de O3 protege a Terra da ação dos raios ultravioleta (RUV). Contudo, ela
vem sendo perfurada, principalmente pela emissão dos cloro-flúor-carbonos (CFC), o que aumenta a passagem
dos RUV com conseqüências desastrosas para o material genético dos seres vivos, provocando, no homem,
aumento das taxas de câncer de pele.
O excesso de O3 na atmosfera, por outro lado, ataca mucosas como as oculares e pulmonares, diminui a
intensidade da fotossíntese e fecha estômatos em plantas mais sensíveis.

Buraco na Camada de Ozônio

1979 1998 2000 2005

13

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 13 27/6/2008 09:42:49


Ano: 2002
Habilidade: 08

O Protocolo de Kioto, uma convenção

Adaptado do Jornal do Brasil, 11/04/2001 / World Resourses


Emissões de CO2 Emissões anuais
das Nações Unidas que é marco sobre Países desde 1950 de CO2
mudanças climáticas, estabelece que (bilhões de toneladas) per capita
os países mais industrializados devem Estados Unidos 186,1 16 a 36
reduzir até 2012 a emissão dos gases União Européia 127,8 7 a 16
causadores do efeito estufa em pelo Rússia 68,4 7 a 16
menos 5% em relação aos níveis de China 57,6 2,5 a 7
1990. Essa meta estabelece valores Japão 31,2 7 a 16
superiores ao exigido para países em
Índia 15,5 0,8 a 2,5
desenvolvimento. Até 2001, mais de 120
Polônia 14,4 7 a 16
países, incluindo nações industrializadas
África do Sul 8,5 7 a 16
da Europa e da Ásia, já haviam ratificado
México 7,8 2,5 a 7
o protocolo. No entanto, nos EUA, o
presidente George W. Bush anunciou Brasil 6,6 0,8 a 2,5
que o país não ratificaria Kioto, com os
argumentos de que os custos prejudicariam a economia americana e que o acordo era pouco rigoroso com os
países em desenvolvimento.

Na tabela, encontram-se dados sobre a emissão de CO2.


Considerando os dados da tabela, assinale a alternativa que representa um argumento que se contrapõe à
justificativa dos EUA de que o acordo de Kioto foi pouco rigoroso com países em desenvolvimento:

(A) A emissão acumulada da União Européia está próxima à dos EUA.


(B) Nos países em desenvolvimento, as emissões são equivalentes às dos EUA.
(C) A emissão per capita da Rússia assemelha-se à da União Européia.
(D) As emissões de CO2 nos países em desenvolvimento citados são muito baixas.
(E) A África do Sul apresenta uma emissão anual per capita relativamente alta.

Gabarito – D. Essa questão procura avaliar a capacidade do participante em discriminar as relações


mais ou menos adequadas entre proposições enunciadas e argumentos desenvolvidos. Os dados
apresentados na tabela devem ser interpretados para a escolha correta do argumento que se contrapõe
à justificativa dos EUA. Os participantes que assinalaram as alternativas A e C (375) foram atraídos pela
leitura direta da tabela, que confirma a veracidade das afirmações, mas não se contrapõem ao argumento
americano. Os dados destacados na alternativa E (16%) fortalecem o argumento dos EUA, que resiste
em
i ratificar o Protocolo de Kioto, com base em exemplos como o da África do Sul. Além da leitura
compreensiva, o item exige somente o conhecimento sobre a ordem econômica mundial, que separa
os países em desenvolvimento daqueles desenvolvidos. Cerca de um terço dos participantes assinalou
a resposta correta.

14

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 14 27/6/2008 09:42:53


Ano: 2007
Habilidade: 08

A O gráfico ao lado ilustra o resultado de um estudo sobre o 0,6

Variação total na temperatura (ºC)


aquecimento global.A curva mais escura e contínua representa o 0,5
resultado de um cálculo em que se considerou a soma de cinco 0,4
fatores que influenciaram a temperatura média global de 1900 a 0,3
1990, conforme mostrado na legenda do gráfico. A contribuição 0,2 calculado
0,7
efetiva de cada um desses cinco fatores isoladamente é mostrada 0,1 0,6
na parte inferior do gráfico. 0 0,5
– 0,1 0,4
– 0,2
Os dados apresentados revelam que, de 1960 a 1990, 0,3

contribuição efetiva (ºC)


contribuíram de forma efetiva e positiva para aumentar a 0,2

temperatura atmosférica: 0,1


0
– 0,1
(A) aerossóis, atividade solar e atividade vulcânica;
– 0,2
(B) atividade vulcânica, ozônio e gases estufa; – 0,3

(C) aerossóis, atividade solar e gases estufa; 1900 1930 1960 1990
Legenda: (I) gases estufa (IV) atividade vulcânica
(D) aerossóis, atividade vulcânica e ozônio; (II) atividade solar (V) aerossóis
(III) ozônio
(E) atividade solar, gases estufa e ozônio.

Gabarito: Opção E. De acordo com o gráfico, os únicos fatores que apresentaram contribuição
efetiva e positiva de 1960 a 1990 são: (I) efeito estufa, (II) atividade solar e (III) ozônio.

Ano: 2007
Habilidade: 10

Devido ao aquecimento global e à conseqüente diminuição da cobertura de gelo no Ártico, aumenta a distância
que os ursos polares precisam nadar para encontrar alimentos. Apesar de exímios nadadores, eles acabam
morrendo afogados devido ao cansaço. A situação descrita
(World Press Photo/AE)

acima:

(A) enfoca o problema da interrupção da cadeia alimentar, o


qual decorre das variações climáticas;
(B) alerta para prejuízos que o aquecimento global pode
acarretar à biodiversidade no Ártico;
(C) ressalta que o aumento da temperatura decorrente de
mudanças climáticas permite o surgimento de novas espécies.

15

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 15 27/6/2008 09:42:55


(D) mostra a importância das características das zonas frias para a manutenção de outros biomas na Terra;
(E) evidencia a autonomia dos seres vivos em relação ao hábitat, visto que eles se adaptam rapidamente às
mudanças nas condições climáticas.

Gabarito – B. O aquecimento global, ao alterar as condições ambientais, modifica as probabilidades


de sobrevivência das espécies que vivem no Ártico, e, portanto, poderá acarretar a redução da
biodiversidade local.

Chuva Ácida

Fonte: www.scienceacross.org
Óxidos de enxofre e óxidos de nitrogênio fazem seus prejuízos na
forma de chuva ácida, que ameaça toda floresta e os ecossistemas aquáticos,
além de grandes prejuízos em monumentos de mármore, pedra-sabão
(que contém uma alta concentração de carbonato de cálcio – CaCO3)
e metais como o ferro (presente no aço) e alumínio, entre outros. Uma
vez emitidos para a atmosfera, pela combustão de substâncias como o
óleo diesel, os óxidos de enxofre e óxidos de nitrogênio formam ácidos
quando reagem com a água, que são os componentes principais da chuva
ácida. O pH da chuva “normal” se modifica, tornando-se baixo. É bom
lembrar que, quanto menor o pH, mais ácida é a solução.
Por exemplo: o pH da água pura é igual a 7. O pH das soluções ácidas
é sempre menor do que 7, enquanto que o pH das soluções básicas é
sempre maior do que 7.

Ano: 1998
Habilidade: 16

Um dos problemas ambientais decorrentes da industrialização é a poluição atmosférica. Chaminés altas lançam
ao ar, entre outros materiais, o dióxido de enxofre (SO2) que pode ser transportado por muitos quilômetros
em poucos dias. Dessa forma, podem ocorrer precipitações ácidas em regiões distantes, causando vários danos
ao meio ambiente (chuva ácida).
Um dos danos ao meio ambiente diz respeito à corrosão de certos materiais. Considere as seguintes obras:

I. monumento Itamarati (mármore).


II. esculturas do Aleijadinho - MG (pedra-sabão, contém carbonato de cálcio)
III. grades de ferro ou alumínio de edifícios.

A ação da chuva ácida pode acontecer em:

(A) I, apenas; (B) I e II, apenas; (C) I e III, apenas;


(D) II e III, apenas; (E) I, II e III.

16

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 16 27/6/2008 09:43:01


Gabarito – E. Formação da chuva ácida: A reação acima explica a corrosão do
monumento Itamari e das esculturas do
1
SO2 + 02 → SO3 Aleijadinho.
2
III → Fe + H2SO4 → FeSO4 + H2
SO3 + H2O → H2SO4
2 AA + 3H2SO4 → AA2(SO4)3 + 3H2
I e II → mármore, carbonato de cálcio, CaCO3
As reações acima explicam a corrosão de
CaCO3 + H2SO4 → CaSO4 + CO2 + H20 grades de ferro e/ou alumínio.

4 – Poluição
Lixo
Lixo removido e cuidado de forma adequada não é

Foto: arquivo pessoal do autor


poluente. Seu material biodegradável é desmanchado
pelos organismos decompositores (bactérias e fungos)
e acaba em gás carbônico, água, amônia, metano e íons
inorgânicos.
O problema, que vem se agravando com o tempo, é
o material não-biodegradável que ou não se desmancha
ou leva muitos anos para fazê-lo, como é o caso de
tecidos sintéticos, isopores e plásticos.
O lixo hospitalar também é motivo de grande
preocupação.

Ano: 2004
Habilidade: 16

DADOS OBTIDOS
No verão de 2000 foram realizadas, para análise, (em área de cerca de 1900 m2)
duas coletas do lixo deixado pelos freqüentadores COLETA DE LIXO 1ª coleta 2ª coleta
em uma praia no litoral brasileiro. O lixo foi pesado, PESO TOTAL 8,3 kg 3,2 kg
separado e classificado. Os resultados das coletas
Itens de Plástico 399 (86,4%) 174 (88,8%)
feitas estão na tabela ao lado.
Itens de Vidro 10 (2,1%) 03 (1,6%)
Embora fosse grande a venda de bebidas em latas Itens de Metal 14 (3,0%) 07 (3,6%)
nessa praia, não se encontrou a quantidade esperada
Itens de Papel 17 (3,7%) 06 (3,0%)
dessas embalagens no lixo coletado, o que foi
NÚMERO DE PESSOAS NA PRAIA 270 80
atribuído à existência de um bom mercado para a
reciclagem de alumínio. Considerada essa hipótese, Adaptado de “Ciência Hoje”
para reduzir o lixo nessa praia, a iniciativa que mais
diretamente atende à variedade de interesses envolvidos, respeitando a preservação ambiental, seria:

17

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 17 27/6/2008 09:43:05


(A) proibir o consumo de bebidas e de outros alimentos nas praias;
(B) realizar a coleta de lixo somente no período noturno;
(C) proibir a comercialização apenas de produtos com embalagem;
(D) substituir embalagens plásticas por embalagens de vidro;
(E) incentivar a reciclagem de plásticos, estimulando seu recolhimento.

Gabarito – E. A redução do lixo a ser coletado na praia e também nas cidades passa necessariamente
pelo incentivo à reciclagem de plásticos, estimulando seu recolhimento de modo análogo ao das latas de
alumínio.

Poluição Biológica
Em algumas situações, a população de

Fonte: www.crystalinks.com
determinadas espécies de organismos aumenta
exageradamente em dada região e os distúrbios
que isso causa são suficientes para que se utilize a
expressão poluição biológica.
É o caso do capim-colonião que, proveniente da
África, hoje está instalado em encostas de morros
no Rio de Janeiro. Como é resistente às queimadas,
culmina por substituir as espécies habituais de capim.
Maré vermelha é, freqüentemente, um caso
particular de eutrofização nos mares. Excesso de
nutrientes inorgânicos possibilita proliferação
de pirrófitas (dinoflagelados), algas unicelulares
flageladas que eliminam pigmentos tóxicos responsáveis pela morte de parcela considerável da flora e da fauna
da região.
Aumento excessivo de bactérias do cólera no ambiente dulcícola de uma região pode conduzir a uma
epidemia dessa doença, que provoca violentas disenterias.

Ano: 1998
Habilidade: 10

No início deste século, com a finalidade de possibilitar o crescimento da população de veados no planalto
de Kaibab, no Arizona (EUA), moveu-se uma caçada impiedosa aos seus predadores – pumas, coiotes e lobos.
No gráfico ao lado, a linha cheia indica o crescimento real da população de veados, no período de 1905 a 1940;
a linha pontilhada indica a expectativa quanto ao crescimento da população de veados, nesse mesmo período,
caso o homem não tivesse interferido em Kaibab.
Para explicar o fenômeno que ocorreu com a população de veados após a interferência do homem, o
mesmo estudante elaborou as seguintes hipóteses e/ou conclusões:

18

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 18 27/6/2008 09:43:09


I. Lobos, pumas e coiotes não eram, certamente,
os únicos e mais vorazes predadores dos 100.000
100.000

Extraído de Amabis & Martho, Fundamentos


veados; quando estes predadores, até então
despercebidos, foram favorecidos pela Primeiros filhotes

NÚMERO DE VEADOS
morrem de fome Morte de 60%
eliminação de seus competidores, aumentaram dos filhotes

numericamente e quase dizimaram a população

de Biologia Moderna, p. 42.


de veados. 50.000 Eliminação dos
predadores 40.000
II. A falta de alimentos representou para os veados 30.000

um mal menor que a predação. 20.000

III. Ainda que a atuação dos predadores pudesse Proibição da caça 10.000

representar a morte para muitos veado, a 1905 1910 1920 1930 1940
predação demonstrou-se um fator positivo TEMPO (ANO)
para o equilíbrio dinâmico e sobrevivência da
população como um todo.
IV. A morte dos predadores acabou por permitir um crescimento exagerado da população de veados; isto
levou à degradação excessiva das pastagens, tanto pelo consumo excessivo como pelo seu pisoteamento.
O estudante, desta vez, acertou se indicou as alternativas:
Foto: http://public.csusm.edu

(A) I, II, III e IV;


(B) I, II e III, apenas;
(C) I, II e IV, apenas;
(D) II e III, apenas;
(E) III e IV, apenas.

Gabarito – E. O predatismo é fator primordial para o equlíbrio entre as populações de presas de


hábito herbívoro (veados) e as populações de seus predadores (pumas, coiotes e lobos). A caça causa o
decréscimo de predadores, ampliando demasiadamente a população das presas, Dessa forma, há o aumento
da alimentação herbívora. A diminuição do alimento disponível faz com que caia drasticamente a população
dos herbívoros.

Controle Biológico
Foto: arquivo pessoal do autor

O controle biológico de pragas é uma alternativa


viável, em contraposição à utilização de agrotóxicos (de
inseticidas e de pesticidas).
Consistenoempregodoinimigonaturaldosorganismos
daninhos, seus predadores ou, preferentemente, seus
parasitas, que são mais específicos.

19

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 19 27/6/2008 09:43:12


Gregarismo

Denominamos gregarismo a aglomeração de


indivíduos pertencentes à mesma espécie que
vivem e se deslocam em bando. A espécie humana
é gregária, assim como muitas espécies de peixes

Fonte: www.regmurcia.com
e várias espécies de aves. Este comportamento
facilita a reprodução e, freqüentemente, defende
a espécie contra seus inimigos.

Competição

Pode haver competição entre indivíduos de


espécies diferentes e, também, entre organismos
da mesma espécie. Estes competem pelo alimento,
pelo abrigo e pelo par sexual. Freqüentemente
acabam estabelecendo e delimitando territórios.
É comum, em determinadas espécies de aves,
Fonte: www.naturlink.pt

que cada casal ocupe uma área delimitada que o


macho protege.

Ecótone

É uma região limítrofe entre duas comunidades


distintas.Essa faixa intermediária tem mais espécies
diferentes do que as que existem em cada uma
das comunidades, já que lá estão misturadas as
espécies de ambas as comunidades vizinhas.Ainda
assim, cada espécie ocupa o seu nicho, isto é,
exerce seu papel ecológico na comunidade, tem
fonte:sofia.usgs.gov

seu modo de viver, particularmente em relação


à sua nutrição, mas também em sua reprodução
e abrigo.

20

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 20 27/6/2008 09:43:17


Potencial Biótico

Chamamos de potencial biótico a capacidade que uma


população possui de sobreviver e se reproduzir, deixando

fonte:www.russianriverwatershed.net
descendentes para a geração seguinte. Se o hábitat dessa
população fosse ideal em relação ao espaço, aos recursos e
às condições em geral, a população tenderia a crescer em
progressão geométrica, mas limites são estabelecidos pelo
meio e seu conjunto é chamado de Resistência Ambiental.

Resistência Ambiental

Resistência ambiental é o contraponto do potencial biótico.


É a oposição que o meio estabelece “contra” o crescimento
da população. Grande crescimento populacional prejudica a
qualidade do ambiente; do seu espaço, da sua concentração
de resíduos, de sua temperatura, assim como da oferta de
alimentos, além de favorecer parasitas e predadores.
fonte:redmanglar.org

Ano: 2002
Habilidade: 08

Artêmia é um camarão primitivo que vive em águas salgadas,


sendo considerado um fóssil vivo. Surpreendentemente, possui
uma propriedade semelhante à dos vegetais que é a diapausa, isto
é, a capacidade de manter ovos dormentes (embriões latentes)
por muito tempo. Fatores climáticos ou alterações ambientais
podem subitamente ativar a eclosão dos ovos, assim como, nos
vegetais, tais alterações induzem a germinação de sementes.
Vários estudos têm sido realizados com artemias, pois estes
www.cefe.cnrs.fr

animais apresentam características que sugerem um potencial


biológico: possuem alto teor de proteína e são capazes de se
alimentar de partículas orgânicas e inorgânicas em suspensão.
Tais características podem servir de parâmetro para uma avaliação do potencial econômico e ecológico da
artemia.

21

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 21 27/6/2008 09:43:22


Em um estudo foram consideradas as seguintes possibilidades:
I. A variação da população de artemia pode ser usada como um indicador de poluição aquática.
II. A artêmia pode ser utilizada como um agente de descontaminação ambiental, particularmente
em ambientes aquáticos.
III. A eclosão dos ovos é um indicador de poluição química.
IV. Os camarões podem ser utilizados como fonte alternativa de alimentos de alto teor nutritivo.

É correto apenas o que se afirma em


(A) I e II. (D) II, III e IV.
(B) II e III. (E) I, II, III e IV.
(C) I, II e IV.

Gabarito – C. A partir da descrição de características biológicas e ecológicas da artêmia, os participantes


devem selecionar e comparar argumentos sobre potenciais econômicos e ecológicos deste animal. A
possibilidade I está correta de acordo com os dados fornecidos, já que: “fatores climáticos ou alterações
ambientais podem subitamente ativar a eclosão dos ovos” e “são capazes de se alimentar de partículas
orgânicas e inorgânicas em suspensão”. Alterações ambientais podem estar, e não necessariamente estão,
relacionadas com poluição. A possibilidade II está correta, já que as artêmias “são capazes de se alimentar
de partículas orgânicas e inorgânicas em suspensão”. Embora alterações ambientais possam ativar a eclosão
dos ovos, não há dados na questão que confirmem que as alterações ambientais são causadas por poluição
química; portanto, a possibilidade III não pode ser confirmada. A possibilidade IV está correta já que as
artêmias “possuem alto teor de proteína”.

Ano: 2002
Habilidade: 09

Segundo uma organização mundial de estudos ambientais, em 2025,“duas de cada três pessoas viverão situações
de carência de água, caso não haja mudanças no padrão atual de consumo do produto”.
Uma alternativa adequada e viável para prevenir a escassez, considerando-se a disponibilidade global, seria
Fonte: www.rwcc.com.au

(A) desenvolver processos de reutilização da água;


(B) explorar leitos de água subterrânea;
(C) ampliar a oferta de água, captando-a em outros rios;
(D) captar águas pluviais;
(E) importar água doce de outros estados.

22

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 22 27/6/2008 09:43:25


Gabarito – A. A alternativa A é a mais adequada para promover alterações no consumo, uma vez
que a água poderia ser utilizada intensamente e sem desperdício, envolvendo aspectos quantitativos e
qualitativos do consumo.

Ano: 2004
Habilidade: 11

Nas recentes expedições espaciais que chegaram ao solo de Marte, e através

Fonte: http//:nai.arc.nasa.gov
dos sinais fornecidos por diferentes sondas e formas de análise, vem sendo
investigada a possibilidade da existência de água naquele planeta. A motivação
principal dessas investigações, que ocupam freqüentemente o noticiário sobre
Marte, deve-se ao fato de que a presença de água indicaria, naquele planeta:

(A) a existência de um solo rico em nutrientes e com potencial para a


agricultura;
(B) a existência de ventos, com possibilidade de erosão e formação de
canais;
(C) a possibilidade de existir ou ter existido alguma forma de vida semelhante à da Terra;
(D) a possibilidade de extração de água visando ao seu aproveitamento futuro na Terra;
(E) a viabilidade, em futuro próximo, do estabelecimento de colônias humanas em Marte.

Gabarito – C. A presença de água em Marte indicaria a possibilidade de existir ou ter existido alguma
forma de vida semelhante à da Terra.

4 – Higiene e Saneamento
Higiene é o conjunto de regras e práticas relativas à conservação da saúde. Sanear é tornar são, habitável,
reparar, eliminar falhas ou excessos.
Evitar consumo habitual e excessivo de bebidas alcoólicas, não cultivar o ato de fumar, usar filtro solar
quando se fizer necessário, evitar a automedicação e o uso de substâncias nocivas são medidas higiênicas.
Saneamento básico é o procedimento necessário para evitar vários tipos de moléstias, funcionando como
uma medida profilática, isto é, preventiva.
Prevenção é um conjunto de medidas que serve para evitar ou conter o desenvolvimento de uma doença,
numa população ou num indivíduo. É o caso da construção de esgotos sanitários, da eliminação de agentes
causadores ou transmissores de doenças, do uso da camisinha, da utilização de vacinas e tantos outros.

23

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 23 27/6/2008 09:43:28


Viroses
Febre amarela é causada por um arbovírus, transmitida pela picada de mosquito fêmea, que ingere sangue,
dos gêneros Aedes (nas cidades) e Haemagogus (nas florestas). Sua prevenção inclui a vacinação e o combate
aos mosquitos e ao desenvolvimento de suas larvas na água doce.
A dengue é causada por um vírus semelhante ao causador da febra amarela. Os transmissores e a prevenção
são os mesmos, mas, por enquanto, não há vacina.
A AIDS é causada pelo HIV, vírus da imunodeficiência humana, que invade e destrói células responsáveis
pela defesa imunológica. A redução dessa defesa possibilita que agentes infecciosos oportunistas ataquem
o organismo humano. A transmissão pode ser pelo ato sexual, por transfusão de sangue, pela utilização de
agulha contaminada e até pela placenta durante a gravidez. A prevenção inclui a seleção de parceiros sexuais,
uso de camisinha, esterilização de agulhas utilizadas em injeções e fiscalização do sangue que vai ser usado em
transfusões.

BACTERIOSES (DOENÇAS POR BACTÉRIAS)


Cólera é causada por bactéria do gênero Vibrio que agride a mucosa intestinal e causa diarréia e desidratação.
A transmissão é por ingestão de água e alimentos contaminados. A prevenção é através de instalações sanitárias
adequadas.
Leptospirose é causada por bactéria do gênero Leptospira, que contamina ratos e sai pela sua urina.
Freqüentemente, a contaminação humana ocorre durante enchentes, que trazem essa urina diluída. A prevenção
é pela vacinação.

PROTOZOOSES (DOENÇAS POR PROTOZOÁRIOS)


A prevenção da doença de Chagas consiste no combate a percevejos transmissores (barbeiros) e na
fiscalização do sangue para transfusões.
A prevenção da malária consiste no combate aos mosquitos transmissores (anofelinos) e ao desenvolvimento
de suas larvas na água doce.

HELMINTÍASES (DOENÇAS POR VERMES)


· A prevenção da Ascaridíase (da “lombriga”) e se dá por higiene pessoal e construção de instalações
sanitárias.

·A prevenção da Ancilostomose, amarelão ou opilação e se dá por saneamento básico, educação sanitária e


uso de calçados.

·
Fonte: J.McGoldrick / Universidade de Glasgow

A prevenção da filariose ou elefantíase consiste no


combate aos mosquitos transmissores e suas larvas.

· A prevenção da esquistossomose consiste em


instalações sanitárias para evitar a evacuação na água doce,
ferver água antes de sua ingestão, eliminar caramujos que
participam do ciclo de transmissão da doença e evitar
contato com a água contaminada pelos caramujos.

24

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 24 27/6/2008 09:43:31


Ano: 1999
Habilidade: 12

Casos de leptospirose crescem na região


M.P.S. tem 12 anos e está desde janeiro em tratamento

Fonte: www.pcokft.hu
de leptospirose. Ela perdeu a tranqüilidade e ncontrou nos
ratos, (…), os vilões de sua infância. “Se eu não os matar,
eles me matam”, diz. Seu medo reflete um dos maiores
problemas do bairro: a falta de saneamento básico e o
acúmulo de lixo…
(O Estado de S. Paulo, 31/07/1997)

Oito suspeitos de leptospirose


A cidade ficou sob as águas na madrugada de anteontem
e, além de 120 desabrigados, as inundações estão fazendo
outro tipo de vítimas: já há oito suspeitas de casos de
leptospirose (…) transmitida pela urina de ratos contaminados.
(Folha de S. Paulo, 12/02/1999)

As notícias dos jornais sobre casos de leptospirose estão associadas aos fatos:

I. Quando ocorre uma enchente, as águas espalham, além do lixo acumulado, todos os dejetos dos
animais que ali vivem.
I. O acúmulo de lixo cria ambiente propício para a proliferação dos ratos.
III. O lixo acumulado nos terrenos baldios e nas margens de rios entope os bueiros e compromete o
escoamento das águas em dias de chuva.
IV. As pessoas que vivem na região assolada pela enchente, entrando em contato com a água contaminada,
têm grande chance de contrair a leptospirose.

A seqüência de fatos que relaciona corretamente a leptospirose, o lixo, as enchentes e os roedores é:

(A) I, II, III e IV (D) II, IV, I e III


(B) I, III, IV e II (E) II, III, I e IV
(C) IV, III, II e I

Gabarito – E. A leitura dos textos mostra que a seqüência de eventos II, III, I e IV conduz
a uma epidemia de leptospirose.

25

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 25 27/6/2008 09:43:33


Ano: 1999
Habilidade: 12

Fonte: statelibrary.dcr.state.nc.us
A deterioração de um alimento é resultado de transformações químicas
que decorrem, na maioria dos casos, da interação do alimento com
microrganismos ou, ainda, da interação com o oxigênio do ar, como é
o caso da rancificação de gorduras. Para conservar por mais tempo um
alimento deve-se, portanto, procurar impedir ou retardar ao máximo a
ocorrência dessas transformações.

Os processos comumente utilizados para conservar alimentos levam em


conta os seguintes fatores:

I. Microrganismos dependem da água líquida para sua sobrevivência.


II. Microrganismos necessitam de temperaturas adequadas para
crescerem e se multiplicarem. A multiplicação de microrganismos,
em geral, é mais rápida entre 25ºC e e 45ºC, aproxidamente.
III. Transformações químicas têm maior rapidez quanto maior for a temperatura e a superfície de
contato das substâncias que interagem.
IV. Há substâncias que acrescentadas ao alimento dificultam a sobrevivência ou a multiplicação
de microrganismos.
V. No ar, há microrganismos que encontrando alimento, água líquida e temperaturas adequadas
crescem e se multiplicam.

Em uma embalagem de leite “longa-vida”, lê-se:


“Após aberto, é preciso guardá-lo em geladeira”
Caso uma pessoa não siga tal instrução, principalmente no verão tropical, o leite se deteriorará
rapidamente, devido a razões relacionadas com:

(A) o fator I, apenas. (D) os fatores I, II e III, apenas.


(B) o fator II, apenas. (E) os fatores I, II, III, IV e V.
(C) os fatores II, III e V, apenas.

Gabarito: Opção C. Os microrganismos, no caso do recipiente aberto ser deixado fora da geladeira,
encontram as condições ideais para sua multiplicação (presença de água, alimento e temperatura
adequada).

26

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 26 27/6/2008 09:43:36


Questão 01 Questão 02
Um produtor de larvas aquáticas para alimentação O bicho-furão-dos-citros causa prejuízos anuais
de peixes ornamentais usou veneno para combater de US$ 50 milhões à citricultura brasileira, mas pode
parasitas, mas suspendeu o uso do produto quando ser combatido eficazmente se um certo agrotóxico
os custos se revelaram antieconômicos. for aplicado à plantação no momento adequado. É
possível determinar esse momento utilizando-se uma
O gráfico registra a evolução das populações de
armadilha constituída de uma caixinha de papelão,
larvas e parasitas.
contendo uma pastilha com o feromônio da fêmea
Antes do
surgimento Controle com Sem veneno
e um adesivo para prender o macho. Verificando
do parasita
Aparecimento
veneno
periodicamente a armadilha, percebe-se a época da
do parasita chegada do inseto. Uma vantagem do uso dessas
Larvas
armadilhas, tanto do ponto de vista ambiental como
Números de indivíduos

Parasitas
econômico, seria:

(A) otimizar o uso de produtos agrotóxicos;


0 6 12 18 24 30 36 meses

(B) diminuir a população de predadores do bicho-


furão;
O aspecto biológico, ressaltado a partir da leitura
do gráfico, que pode ser considerado o melhor (C) capturar todos os machos do bicho-furão;
argumento para que o produtor não retome o uso (D) reduzir a área destinada à plantação de laranjas;
do veneno é:
(E) espantar o bicho-furão das proximidades do
(A) A densidade populacional das larvas e dos pomar.
parasitas não é afetada pelo uso do veneno.
(B) A população de larvas não consegue se estabilizar Questão 03
durante o uso do veneno.
Há quatro séculos alguns animais domésticos
(C) As populações mudam o tipo de interação foram introduzidos na Ilha da Trindade como “reserva
estabelecida ao longo do tempo. de alimento”. Porcos e cabras soltos davam boa
(D) As populações associadas mantêm um carne aos navegantes de passagem, cansados de tanto
comportamento estável durante todo o peixe no cardápio. Entretanto, as cabras consumiram
período. toda a vegetação rasteira e ainda comeram a casca
dos arbustos sobreviventes. Os porcos revolveram
(E) Os efeitos das interações negativas diminuem ao raízes e a terra na busca de semente. Depois de
longo do tempo, estabilizando as populações. consumir todo o verde, de volta ao estado selvagem,
os porcos passaram a devorar qualquer coisa: ovos
de tartarugas, de aves marinhas, caranguejos e até
cabritos pequenos.

Com base nos fatos acima, pode-se afirmar que:

27

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 27 27/6/2008 09:43:39


(A) a introdução desses animais domésticos, trouxe, a profundidades que variam de 350 m a 1.200 m. Suas
com o passar dos anos, o equilíbrio ecológico; águas são muito antigas, datando da Era Mesozóica, e
não são potáveis em grande parte da área, com elevada
(B) o ecossistema da Ilha da Trindade foi alterado,
salinidade, sendo que os altos teores de fluoretos e
pois não houve uma interação equilibrada entre
de sódio podem causar alcalinização do solo.
os seres vivos;
“Scientific American Brasil”, no 47, abr./2006 (com adaptações).
(C) a principal alteração do ecossistema foi a Em relação ao aqüífero Guarani, é correto afirmar que:
presença dos homens, pois animais nunca geram
(A) seus depósitos não participam do ciclo da água;
desequilíbrios no ecossistema;
(B) águas provenientes de qualquer um de seus
(D) o desequilíbrio só apareceu quando os porcos
compartimentos solidificam-se a 0°C;
começaram a comer os cabritos pequenos;
(C) é necessário, para utilização de seu potencial
(E) o aumento da biodiversidade, a longo prazo, foi
como reservatório de água potável, conhecer
favorecido pela introdução de mais dois tipos de
detalhadamente o aqüífero;
animais na ilha.
(D) a água é adequada ao consumo humano direto
em grande parte da área do compartimento
Questão 04 Norte-Alto Uruguai;
Brasília (E) o uso das águas do compartimento Norte-Alto
Uruguai para irrigação deixaria ácido o solo.
Campo
Grande
Questão 05
Bacia do
Paraná Boa parte da água utilizada nas mais diversas
São Paulo atividades humanas não retorna ao ambiente com
Curitiba qualidade para ser novamente consumida. O gráfico
Assunção
mostra alguns dados sobre esse fato, em termos dos
limites indefinidos
do Sistema
Aqüífero Guarani
Florianópolis setores de consumo.

Porto Alegre CONSUMO E RESTITUIÇÃO


DE ÁGUA NO MUNDO
(em bilhões de m3/ano)
3500

Buenos Aires 3000


Montevidéu
2500
Afloramento do Sistema Aqüífero Guarani 2000

Sistema Aqüífero Guarani em confinamento 1500

1000

O aqüífero Guarani, megarreservatório hídrico 500

subterrâneo da América do Sul, com 1,2 milhão de 0

km2, não é o “mar de água doce” que se pensava existir. Consumo Restituição
sem qualidade
Enquanto em algumas áreas a água é excelente, em
Coletividade Agricultura
outras, é inacessível, escassa ou não-potável. O aqüífero
Indústria e energia Total
pode ser dividido em quatro grandes compartimentos.
No compartimento Oeste, há boas condições
estruturais que proporcionam recarga rápida a partir
Fonte: Adaptado de MARGAT, Jean-François. A água ameaçada pelas
das chuvas e as águas são, em geral, de boa qualidade
atividades humanas. In:WIKOWSKI, N. (Coord). “Ciência e tecnologia hoje”.
e potáveis. Já no compartimento Norte-Alto Uruguai, São Paulo: Ensaio, 1994.
o sistema encontra-se coberto por rochas vulcânicas,

28

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 28 27/6/2008 09:43:41


Com base nesses dados, é possível afirmar que:
(A) mais da metade da água usada não é devolvida ao ciclo hidrológico;
(B) as atividades industriais são as maiores poluidoras de água;
(C) mais da metade da água restituída sem qualidade para o consumo contém algum teor de agrotóxico ou adubo;
(D) cerca de um terço do total da água restituída sem qualidade é proveniente das atividades energéticas;
(E) o consumo doméstico, dentre as atividades humanas, é o que mais consome e repõe água com qualidade.

Questão 06
Moradores de três cidades, aqui chamadas de X, Y e Z, foram indagados quanto aos tipos de poluição que
mais afligiam as suas áreas urbanas. Nos gráficos abaixo estão representadas as porcentagens de reclamações
sobre cada tipo de poluição ambiental.
X Y Z
7%
24% 22% 12% 22%
30%
40%
12%
23% 23%
35%
34% 13%
2%

Lixo Dejetos tóxicos


Poluição do ar Poluição sonora

Esgoto aberto

Considerando a queixa principal dos cidadãos de cada cidade, a primeira medida de combate à poluição em cada
uma delas seria, respectivamente:
X Y Z
(A) Manejamento de lixo Esgotamento Controle de
sanitário emissão de gases
Controle de despejo Manejamento de Controle de
(B) industrial lixo emissão de gases
Manejamento de lixo Esgotamento Controle de
(C) sanitário despejo industrial
Controle de emissão Controle de Esgotamento
(D) de gases despejo industrial sanitário
(E) Controle de despejo Manejamento de Esgotamento
industrial lixo sanitário

Questão 07
Um poeta habitante da cidade de Poços de Caldas – MG assim externou o que estava acontecendo em sua cidade:
Hoje, o planalto de Poços de Caldas não serve mais. Minério acabou.
Só mancha, “nunclemais”.
Mas estão “tapando os buracos”, trazendo para cá “Torta II 1
Aquele lixo do vizinho que você não gostaria de ver jogado no quintal da sua casa.
Sentimentos mil: do povo, do poeta e do Brasil.
(Hugo Pontes. In: M.E.M. Helene. A radioatividade e o lixo nuclear. São Paulo: Scipione, 2002, p. 4. 1)

29

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 29 27/6/2008 09:43:45


VOCABULÁRIO:
1
– lixo radioativo de aspecto pastoso.

A indignação que o poeta expressa no verso “Sentimentos mil: do povo, do poeta e do Brasil” está relacionada
com:
(A) a extinção do minério decorrente das medidas adotadas pela metrópole portuguesa para explorar as riquezas
minerais, especialmente em Minas Gerais;
(B) a decisão tomada pelo governo brasileiro de receber o lixo tóxico oriundo de países do Cone Sul, o que
caracteriza o chamado comércio internacional do lixo;
(C) a atitude de moradores que residem em casas próximas umas das outras, quando um deles joga lixo no
quintal do vizinho;
(D) as chamadas operações tapa-buracos, desencadeadas com o objetivo de resolver problemas de manutenção
das estradas que ligam as cidades mineiras;
(E) os problemas ambientais que podem ser causados quando se escolhe um local para enterrar ou depositar
lixo tóxico.

Questão 08
Se compararmos a idade do planeta Terra, avaliada em quatro e meio bilhões de anos (4,5 x 10 9 anos), com
a de uma pessoa de 45 anos, então, quando começaram a florescer os primeiros vegetais, a Terra já teria
42 anos. Ela só conviveu com o homem moderno nas últimas quatro horas e, há cerca de uma hora, viu-o
começar a plantar e a colher. Há menos de um minuto percebeu o ruído de máquinas e de indústrias e, como
denuncia uma ONG de defesa do meio ambiente, foi nesses últimos sessenta segundos que se produziu todo
o lixo do planeta!
O texto acima, ao estabelecer um paralelo entre a idade da Terra e a de uma pessoa, pretende mostrar que:

(A) a agricultura surgiu logo em seguida aos vegetais, perturbando desde então seu desenvolvimento;
(B) o ser humano só se tornou moderno ao dominar a agricultura e a indústria, em suma, ao poluir;
(C) desde o surgimento da Terra, são devidas ao ser humano todas as transformações e perturbações;
(D) o surgimento do ser humano e da poluição é cerca de dez vezes mais recente que o do nosso planeta;
(E) a industrialização tem sido um processo vertiginoso, sem precedentes em termos de dano ambiental.

Gabarito
FASCÍCULO 04

1) E 2) A 3) B 4) C
5) C 6) E 7) E 8) E

30

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 30 27/6/2008 09:43:48


A Redação no ENEM vale 100 pontos e, para sua
Para falar de como a educação é transformadora e
correção, também são consideradas cinco competências,
a saber: da importância de um compromisso social, a educação
ambiental, comprometida com a verdadeira cidadania, deve
Leia a coletânea de textos abaixo. ser consciente de seu papel transformador, ético, libertador
e direcionado para a construção do conhecimento.
I
(Wilson Junior Weschenfelder, no artigo “CIDADANIA E EDUCAÇÃO
Enfim, o que podemos perceber é que a destruição AMBIENTAL”, fragmento)
da natureza não resulta da forma como nossa espécie
se relaciona com ela, mas da maneira como se relaciona Proposta de Redação:
consigo mesma. Ao desmatar, queimar, poluir, utilizar ou A partir dos textos aqui apresentados, que têm caráter
desperdiçar recursos naturais ou energéticos, cada ser apenas motivador, redija um texto dissertativo a respeito
humano está reproduzindo o que aprendeu ao longo do seguinte tema:
da história e cultura de seu povo, portanto, este não é A Educação Ambiental como fator de
um ato isolado de um ou outro indivíduo, mas reflete as afirmação da cidadania
relações sociais e tecnológicas de sua sociedade. Portanto, Ao desenvolver o tema proposto, procure utilizar os
é impossível pretender que seres humanos explorados, conhecimentos adquiridos e as reflexões feitas ao longo de
injustiçados e desprovidos de seus direitos de cidadãos sua formação. Selecione, organize e relacione argumentos,
consigam compreender que não devam explorar outros fatos e opiniões para defender seu ponto de vista e suas
seres vivos, como animais e plantas, considerados propostas, sem ferir os direitos humanos.
inferiores pelos humanos. A atual relação de nossa espécie
com a natureza é apenas um reflexo do atual estágio de
desenvolvimento das relações humanas entre nós próprios. Recomendações do ENEM:
Vivemos sendo explorados, aprendemos a explorar.
• Seu texto deve ser escrito na modalidade-padrão
da língua portuguesa.
(Vilmar Berna, “Jornal do meio ambiente” - www.amda.org.br/assets/files/
educacao_ambiental_e_cidadania)
• O texto não deve ser escrito em forma de poema
(versos) ou narração.
• O texto com até 7 (sete) linhas escritas será
II considerado texto em branco.
Vivemos na era da informação, da acumulação, da • O ENEM admite que o candidato faça o rascunho na
flexibilidade, da globalização. Usamos as mais variadas última página do caderno de provas, devendo a redação
denominações para nos referirmos à sociedade da qual ser passada a limpo na folha própria e escrita a tinta.
fizemos parte e ajudamos a construir e transformar.
Percebe-se que poucas coisas fazem realmente
diferença e, uma delas, são as formas de aprendizado.
Diante do progresso, o grande trunfo do cidadão ainda é a
educação, nas suas mais diversas formas e esferas. Pois a
capacidade de entender e criar, é certamente aquela que
pode libertar.

31

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 31 27/6/2008 09:43:50


32

ENEM_ Intensivo_ 04.indd 32 27/6/2008 09:43:52