Você está na página 1de 1

28/09/2020 Requerimento de Abertura de Conta Bancária Eleitoral

PODER JUDICIÁRIO REQUERIMENTO DE ABERTURA DE CONTA


JUSTIÇA ELEITORAL BANCÁRIA ELEITORAL

NOME DO CANDIDATO: LAURICEA TEIXEIRA RODRIGUES CANDIDATURA: VEREADOR UNIDADE ELEITORAL: JOÃO PESSOA - PB

PARTIDO: PV - PARTIDO VERDE NÚMERO: 43104 CNPJ: 38.850.580/0001-89

CPF DO CANDIDATO: 874.423.614-04

ENDEREÇO

LOGRADOURO: AVENIDA AVENIDA GENERAL REGO BARROS NÚMERO: 294 COMPLEMENTO:

BAIRRO: MANDACARU MUNICÍPIO: JOÃO PESSOA - PB CEP: 58027-370

Código de segurança: 898A-E478-F2B8-9912

Data de geração do documento: 26/09/2020

Para validar este documento, acesse http://www.tse.jus.br/eleicoes/eleicoes-2018/prestacao-de-contas-1/sistema-de-requerimento-de-


abertura-de-conta-bancaria-rac
INSTRUÇÕES PARA ABERTURA DE CONTA BANCÁRIA

1. É obrigatória a abertura de conta bancária específica para registrar todo o movimento financeiro da campanha.
2. A conta bancária específica deverá ser aberta em agências bancárias ou postos de atendimento bancário da Caixa Econômica Federal, no
Banco do Brasil ou em qualquer outra instituição financeira com carteira comercial reconhecida pelo Banco Central do Brasil.
3. A obrigatoriedade de abertura de conta bancária eleitoral não se aplica aos casos de candidatura de prefeito ou vereador em municípios
onde não haja agência bancária ou posto de atendimento bancário.
4. As contas bancárias devem ser abertas mediante a apresentação dos seguintes documentos:
a) Requerimento de Abertura de Conta bancária (RAC), disponível na página do Tribunal Superior Eleitoral na internet, e
b) Comprovante de inscrição no CNPJ, disponível na página da Secretaria da Receita Federal do Brasil na internet.
5. Os bancos são obrigados a acatar, em até 3 dias, o pedido de abertura de conta bancária eleitoral, contados a partir da respectiva
solicitação, sendo-lhes vedado condicioná-la a depósito mínimo e à cobrança de taxas ou de outras despesas de manutenção.
6. As representações partidárias de qualquer nível devem utilizar suas respectivas contas bancárias pré-existentes para registro da
movimentação financeira destinada às eleições suplementares.

SOBRA FINANCEIRA DE CAMPANHA

1. Se, ao final da campanha, ocorrerem sobras de recursos financeiros, estas devem ser declaradas na prestação de contas e transferidas ao
órgão diretivo municipal do partido na cidade onde ocorreu a eleição, na conta bancária indicada pelo partido para esse fim, conforme a
origem dos recursos, até a data prevista para a apresentação das contas à Justiça Eleitoral.
2. Inexistindo conta bancária do órgão municipal do partido na circunscrição da eleição, a transferência de que trata este artigo deve ser feita
para a conta bancária do órgão nacional do partido político.
3. O comprovante de transferência das sobras de campanha deve ser juntado à prestação de contas do responsável pelo recolhimento.

LAURICEA TEIXEIRA RODRIGUES


CANDIDATO

inter01.tse.jus.br/rac/requerimento-candidato.html?id=1844961681 1/1