Você está na página 1de 3

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC

BACHARELADO EM CIÊNCIAS ECONÔMICAS


2º QUADRIMESTRE DE 2019

DIARIO DE CLASSE– BH 1130 – MICROECONOMIA 1 – 3 DE JUNHO


DOCENTE MÔNICA YUKIE KUWAHARA EMAIL:
MONICA.KUWAHARA@UFABC.EDU.BR

RECURSOS UTILIZADOS - ARQUIVOS


00 Desafios da microeconomia.ppt

ATIVIDADES REALIZADAS

- Apresentação do Plano de Ensino: objetivos da disciplina, metodologia de trabalho, sinalização das


dificuldades e procedimentos, datas de avaliação, sistemática de atividades para apreensão de conteúdo

CONCEITOS ABORDADOS (DE FORMA SUPERFICIAL)


 Campo e objeto de estudo da Microeconomia e da Macroeconomia: aproximações e diferenças
 Análise custo-benefício como componente da sistematização da racionalidade econômica
TAREFAS PARA PRÓXIMA AULA:

1) Checar os slides de aula 01 Introdução Conceitos básicos e 02 Oferta, demanda e mecanismo de


mercado e identificar dúvidas
2) Havendo tempo, ler o texto de Silvia Possas no Repositório, na pasta “Textos e leituras
complementares” 7-SILVIA5.pdf. e o capítulo 1 do Frank, na mesma pasta, “Pensando como economista
Frank.pdf
UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC
BACHARELADO EM CIÊNCIAS ECONÔMICAS
2º QUADRIMESTRE DE 2019

ALGUMAS REFERENCIAS DE LEITURAS COMPLEMENTARES

PARA OS QUE NÃO TIVERAM QUALQUER EXPERIÊNCIA COM ECONOMIA ANTERIORMENTE:

Qualquer manual de introdução a economia serve ao propósito de esclarecer quanto a conceitos principais. No
entanto, não garantem a compreensão das origens dos termos, das controvérsias inerentes a determinadas
lógicas de análise, do histórico de construção de modelos e recursos interpretativos, dando a falsa impressão
de que o debate se esgotou e temos, por fim, uma teoria pronta. Atentos para o fato de que as controvérsias
existem, são saudáveis e que é necessário manter o respeito às opiniões e às abordagens distintas, qualquer
livro introdutório ´pode ser utilizado, conquanto se mantenha o espírito crítico e respeitoso. Eu
particularmente gosto do trabalho de Fernando Nogueira da Costa, pela forma “diferente” que propõe
apresentar os termos econômicos, embora reconheça que não é um livro assim tão fácil.

O manual do Mankiw é um dos mais populares. Embora receba muitas críticas, dado o seu caráter
conservador, tende a ser didático.

O manual de Economia dos professores da USP tem a vantagem de ser escrito por autores brasileiros, o que
permite exemplos aplicados à nossa realidade mais próxima.

PARA IDENTIFICAR ALGUMAS


APLICAÇÕES DE MICROECONOMIA NA GESTÃO DE EMPRESAS:

(Citei esse livro em sala e na ocasião não me lembrei do autor)


UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC
BACHARELADO EM CIÊNCIAS ECONÔMICAS
2º QUADRIMESTRE DE 2019

PARA OS QUE ESTÃO PREOCUPADOS COM A CARGA MATEMÁTICA A SER


DEMANDADA PELO CURSO

Algumas pessoas me procuraram no final da aula, preocupados com o grau de exigência matemática do curso.

Para que possam ter uma dimensão do tipo de cálculos que serão necessários, recomendo que analisem os
Apendices dos capítulos 4 e 7 do livro de Pindyck e Rubenfeld e os exercícios sugeridos nesse apêndice. Esse é
mais ou menos o nível de exigência. Numa prova valendo 40 pontos, saber realizar uma análise de otimização
utilizando lógicas como as desses apêndices envolvem entre 8 a 12 pontos.

Você também pode gostar