Você está na página 1de 8

AXIOMA

 Grimório (Blog)

More

 Grimório Completo
 7 Chakras
 Cabala
 Banhos e Elixires
 Cristais
 Mais

O Totem do Lobo

O Lobo foi escolhido pelo Grande Espírito (Wakan Tanka) para ensinar o povo
humano a viver em harmonia em suas famílias. Não é a toa que os lobos
ocupam um lugar especial em quase todas as tribos nativas americanas,
admirados por sua força e poder de resistência.

Uma característica marcante neste Totem é o seu aspecto de professor. O


Lobo ensina sobre adquirir e compartilhar o conhecimento, a perseverar sobre
seus objetivos, a importância da sinergia, a responsabilidade de cuidar e
proteger a matilha e de saber desfrutar, não apenas das conquistas, mas de
todo o processo que se levou até elas. Este é um Totem que não te entregará
as coisas de mão beijada, mas te dará as ferramentas para conseguir o que
você precisa através do seu próprio esforço.

O lobo é um incrível comunicador. Ao usar o toque, os movimentos do corpo, o


contato visual, bem como muitas expressões vocais complexas - o lobo faz
entender seu ponto. Pessoas que têm o Lobo como Totem possuem a mesma
inclinação - eles são expressivos tanto vocalmente como fisicamente. Além
disso são naturalmente eloquentes na fala e também têm talento especial para
a escrita criativa.

O Totem do Lobo e as Tribos Nativo Americanas


A palavra navajo para lobo, "mai-coh", também significa "bruxa". Isso porque,
segundo os contos indígenas, uma pessoa poderia se transformar em um lobo
se ele ou ela vestisse uma pele de lobo. Diferente dos terríveis e sanguinários
lobisomens europeus, os nativos americanos têm a tendência de olhar o lobo
sob uma luz muito mais favorável: Os próprios navajos têm cerimônias de cura
que convocam os Poderes para restaurar a paz e a harmonia aos doentes, e o
lobo é um desses Poderes.

"O caribu alimenta o lobo, mas é o lobo que mantém o caribu forte".
- Keewatin Eskimo

As tribos nativas americanas reconhecem o lobo por sua extrema devoção à


sua família, e muitos desenhavam paralelos entre os membros do bando de
lobos e os membros da tribo. Além disso, as habilidades superiores e
cooperativas de caça do lobo fizeram dele a inveja de muitas tribos.
Finalmente, o lobo era conhecido por defender sua casa contra estranhos, uma
tarefa com a qual cada tribo teve que lutar também.

Talvez a tribo com a mais próxima de todas as associações com o lobo seja a
Pawnee, nas terras hoje conhecidas como Nebraska e Kansas. Eles eram
conhecidos como o povo do lobo até mesmo por tribos vizinhas. A aparência
cíclica e o desaparecimento de Sirius, a Estrela do Lobo, indicavam o lobo indo
e vindo do mundo dos espíritos, correndo pela trilha da Estrada dos Lobos,
também conhecida como Via Láctea. A tribo Blackfoot também chamava nossa
galáxia de "Trilha do Lobo" ou "Rota para o Céu". Os Pawnee, como as tribos
Hidatsa e Oto, usavam bolsas de peles de lobos para guardar e proteger
instrumentos usados para cerimônias e magia.

Os lobos figuram proeminentemente na mitologia de quase todas as tribos


nativas americanas. Na maioria das culturas indígenas, a Medicina do Lobo é
associada à coragem, força, lealdade e sucesso na caça. Como os ursos, os
lobos são considerados intimamente relacionados aos humanos por muitas
tribos norte-americanas, e as histórias de origem de algumas tribos da Costa
Noroeste, como Quileute e Kwakiutl, contam que seus primeiros ancestrais
foram transformados de lobos em homens. Na mitologia Shoshone, o Lobo
desempenha o papel do nobre Deus Criador, enquanto na mitologia Anishinabe
um personagem lobo é o irmão e verdadeiro melhor amigo do herói cultural.
Entre as tribos de Pueblo, os lobos são considerados um dos seis guardiões
direcionais, associados ao leste e à cor branca. Os Zunis esculpem fetiches de
lobo de pedra para proteção, atribuindo-lhes poderes de cura e caça.

Os lobos também são um dos animais de clã mais comuns nas culturas nativas
americanas. Tribos que utilizam os lobos como símbolos de seus clãs incluem
o Riacho (cujo Clã de Lobos é chamado Yahalgi ou Yvhvlke), o Cherokee (cujo
nome de Clã de Lobo é Aniwahya ou Aniwaya), os Chippewa (cujo Clã de Lobo
e seu Totem são chamados Ma'iingan), tribos algonquianas como os Lenape,
Shawnee e Menominee, as tribos Huron e Iroquois, tribos das planícies como
os Caddo e Osage, tribos sulistas como as Chickasaw, as tribos Pueblo do
Novo México e tribos da Costa Noroeste como os Tlingit, Tsimshian e Kwakiutl.
O lobo era um importante símbolo de clã na costa noroeste e muitas vezes
pode ser encontrado esculpido em Totens. O lobo é também o símbolo tribal
especial de várias tribos, como o Munsee Delaware, os Mohegans e o Skidi
Pawnee. Algumas tribos orientais, como o Lenape e o Shawnee, têm uma
Dança do Lobo entre suas tradições de dança tribal.

Na cultura Lakota, havia aqueles capazes de mediar entre os seres e os


poderes sobrenaturais, as pessoas comuns chamadas wakan (wicaša wakan,
"homem sagrado"; e winyan wakan, "mulher sagrada"). Entre eles estão grupos
compostos por pessoas que tiveram visões semelhantes. O Culto do Lobo
(Šung'manitu, ou Šunkmahetu, ihanblapi, 'eles sonham com lobos'). Os
membros usavam peles de lobo e eram particularmente hábeis em remover
flechas de guerreiros feridos. Eles também prepararam medicamentos de
guerra (wotawe) para proteção contra inimigos. Na mitologia lakota
Sung'manitu, o Lobo, um espírito noturno animista, é considerado a fonte e o
patrono da caça e da guerra.

PRESAS E PREDADORES
Ao se trabalhar com animais totêmicos deve-se separar muito bem as coisas.
Uma dura lição que aprendi foi que Totens de animais Presas e Totens de
animais Predadores não se misturam. Você até pode conseguir por um tempo,
mas não terá grandes resultados e nem avanços pois alguns animais
simplesmente se recusam a atender as preces ou mesmo de trabalhar junto do
magista nesse caso. Com o passar do tempo você vai perceber que isso
bloqueará E MUITO a sua energia.

Uma coisa que quero deixar bem clara é que não existe lado mais forte nem
lado mais fraco, não existe disputa entre Predadores e Presas. É questão de
saber separar as linhas da magia. Da mesma forma que angélicos e daemons
não se misturam, Predadores e Presas também não.

Uso esta nomenclatura de Presa e Predador pois foram os melhores nomes


que encontrei para tal fim, visto que o que classifica qualquer uma das partes
não é a dieta do animal (herbívoros e carnívoros) e sim seu comportamento no
plano físico. Um antílope é caçado e serve de alimento para guepardos, por
exemplo, logo o Totem do Antílope é um Totem Presas e o do guepardo um
Totem Predador.

Então se o magista vai seguir a linha de animais totêmicos, antes de qualquer


coisa, é necessário descobrir qual é seu animal Totem (ou Animal de Poder).
Se seu Animal de Poder for Presa, então trabalhe apenas com Presa, se for
Predador, então trabalhe apenas com Predadores.

Saiba como descobrir o seu Animal Totem CLICANDO AQUI.

Se você já vem trabalhando com os dois lados e sentiu sua energia bloqueada
ou que suas preces não estão sendo atendidas, uma orientação que dou é:
Faça uma prece agradecendo a cada um dos Totens que você está
trabalhando e os dispense respeitosamente. Depois disso trabalhe apenas com
os animais dentro da linha que corresponde com o seu Totem Pessoal (Presa
ou Predador).

A título de curiosidade, até existe a possibilidade de um magista trabalhar com


ambas as linhas. Entretanto é necessário muito estudo, muita prática, muito
cuidado (a alimentação do magista influência na linha de trabalho também) e
muito vínculo com a egrégora para conseguir tal feito. Não é algo que se
alcança da noite para o dia, se você busca este caminho procure orientação
com o seu animal Totem.

Saiba mais sobre Totens Presa e Predadores CLICANDO AQUI.

A MEDICINA DO LOBO
A Medicina do Lobo é muito abrangente e se você souber o que quer,
certamente o Lobo te dará as ferramentas e mostrará o caminho para encontrar
o que você precisa. Esta Medicina é muito eficaz para quem está em busca de
algo, afinal o Lobo é um caçador exímio, seja uma oportunidade, um emprego,
uma resposta ou até mesmo um amor.

Mas tenha cuidado se você estiver em busca de um amor. Os Lobos são


animais monogâmicos, eles acasalam a vida inteira com um(a) parceiro(a)
somente, e o amor entre o casal alfa é tão grande, complexo e recíproco que
eles liberam feromônios que fazem o resto da matilha perder completamente o
libido. Como se todo o resto da matilha fosse assexuada.

O cuidado a que me refiro é: Se você é uma pessoa que não suporta um


relacionamento para a vida inteira, ou que não está pronto para isso, não perca
o seu tempo. O Totem do Lobo pode ajudar a encontrar o amor da sua vida,
mas somente se você estiver disposto a ser fiel e leal a esta pessoa pelo o
resto da sua vida.

Existe outro ponto importante a ser mencionado a respeito desta Medicina. Na


natureza, lobos raramente atacariam um ser humano. A menos que este
indivíduo:

 Adentrou o território dos lobos e chegou muito perto dos filhotes


 Está próximo de um animal abatido
 Foi hostil contra um dos membros da matilha
 A matilha está faminta há dias
 Está infectado pela raiva (doença), mas aí o animal infectado atacará
também membros de sua própria matilha

Como você pode perceber, são situações isoladas onde 90% envolve proteção
e preservação da matilha. Se um lobo entra em um embate ele vai descarregar
toda a fúria que ele possui, toda a ferocidade e raiva sobre seu inimigo. Afinal,
estamos falando de um Totem que é caçador e guerreiro.

Lobos são animais tímidos e reservados com estranhos, mas podem de uma
hora para a outra se tornarem ferozes dependendo do desenrolar da situação.
Existem momentos que eles são ferozes até mesmo entre si também, mas que
família não têm desentendimentos certo?

O que quero dizer com tudo isso é que o mesmo acontece com aqueles que
são regidos por este Totem ou buscam esta Medicina. Por isso é preciso ter
controle e agir com calma. Ir atrás da energia do Lobo pode despertar muitas
coisas boas, como por exemplo, despertar uma grande vontade de buscar
conhecimento e auxiliar nos estudos, porém pode também desencadear uma
grande fúria.

A fúria e a ferocidade do Lobo são excelentes quando se está em um embate


contra um inimigo, mas se ela não for muito bem direcionada pode causar
desastres.

Por isso a minha dica é: Saiba muito bem o que você quer, saiba muito bem o
que você vai pedir para esta energia.

RESUMO DA MEDICINA DO LOBO


 Sinergia
 Perseverança
 Resistência
 Caça (Encontrar algo)
 Guerra (Fúria e ferocidade para destruir os inimigos)
 Coragem
 Aprendizagem
 Proteção
 Autoconhecimento
 Casamento (Ajuda a encontrar o verdadeiro amor e também à mantê-lo)
 Professor (Pode-se aprender muitas coisas perguntando diretamente ao
Totem)
 Fidelidade
 Lealdade
 Comunicação
 Acumular conhecimento (Você pode pedir para aprender as coisas mais
rapidamente e para não esquecer o que aprendeu, é uma excelente
Medicina para quem está prestando concursos, provas etc...)
CORRESPONDÊNCIAS
Ponto Cardeal: Sul

Cores: Branco, vermelho, amarelo

Estrela: Sírius

Instrumento: Tambor

Elemento: Fogo, água

Signo do Zodíaco: Escorpião, Cancer

Planeta Regente: Marte, Lua

Dia da Semana: Segunda-Feira, Terça-Feira

Metal: Ferro, prata

Ervas: Artemísia (Absinto), aloé, uva-espim, basílico, buxo, briônia vermelha,


ranúnculo, gataria, pimenta caiena, cebolinha, coentro, sabugueiro anão,
linhaça, linho, alho, pilriteiro, madressilva, lúpulo, rábano-bastardo, garança,
mostarda, urtiga, carvalho, cebola, salsa-crespa, rabanete, cardo, tabaco,
alface-brava-maior, acanto, ofioglosso, esclaréia, pega-pega, margarida-dos-
campos, hissopo, íris var, alface, limeira, mandrágora, cogumelos, murta
pervinca, noz-moscada, papoula, milho, abóbora-moranga, sassafrás,
saxifraga, cúrcuma, verônica, nenúfar, agrião, lírio-branco, salgueiro

Árvore: Corniso

Minerais: Topázio, obsidiana, pedra do sangue (Hematita), pedra da lua,


opalina, opala,

Corpo: Mão direita, genitais, memória

A MINHA EXPERIÊNCIA PESSOAL COM O


TOTEM DO LOBO
Tenho o orgulho de ter o Lobo como meu Animal Totem. Foi graças a ele que
aprendi tantas coisas a respeito dos Animais Totem, visto que existe
pouquíssimo material confiável nos livros e pela internet.
É claro que cada Totem se mostra de diferentes formas para cada pessoa. Mas
para mim, o Lobo se mostrou MUITO paciente, carinhoso e protetor. Uma
característica marcante dele para comigo é a sua voz; pois ela não existe.
Quando ele fala comigo é como se fosse uma vibração, tal qual quando
colocamos a bochecha em cima de um violão e sentimos o soar das cordas. E
essa vibração vem cheia de significado, como se ela transmitisse mais
informações do que uma única palavra.

Este Totem é tímido e arisco. Ele virá se for chamado, mas não virá de uma
vez. É preciso ter sensibilidade para compreender sua fala e suas lições. Uma
vez que você consiga compreendê-lo, você pode perguntar qualquer coisa para
ele, e se lhe for permitido, ele te responderá e te ensinará.

CONSIDERAÇÕES:

Este texto faz parte de um grande estudo realizado por mim Cristalwolf, estou
deixando meu grimório aberto no intuito de instruir e disseminar conhecimento
a respeito das áreas das minhas pesquisas e práticas. Sendo assim, podem
haver algumas atualizações ao longo do tempo (de acordo com os avanços dos
meus estudos). Peço por gentileza para que se for utilizar qualquer parte deste
grimório, para citar a fonte. Gratidão e Boa Prática!