Você está na página 1de 2

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MOÇAMBIQUE

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA

CENTRO DE REURSO DE MILANGE

Cadeira: Equações diferenciais e Modelagem


Curso: Matemática
Ano: 3°
Docente: Pedro Armando Franque
Contactos: 848585721/861710357
E – mail: pedrofranque22@gmail.com

TRABALHO DO CAMPO DA 2ª SESSÃO PRESENCIAL

1. Ache o grau e a ordem das equações diferenciais:

d 2 y dy dy 3 dy 2 dy
a) dx 2
−7 +
dx dx ( )
=0
c)
( )
dx
−3 + y=0
dx
b) y ' ' −4 y' +13 y=0
2. Resolva as equações diferenciais de Bernoulli:
a) y '= y+ e−3 x y 4 b) 2 x3 y '= y( y 2+3 x 2) c) y '= y− y 3
3. Resolva o do problema de valor inicial:

x2 y ' ' −6 x y ' + 10 y=0 ,


a)
{ y (1)=3 ,
y ' (1)=3
c) y ' ' + 4 y ' +5 y=0 ; y ( 0 )=1 ; y ' ( 0 )=0

b) 4 y '' +4 y ' =0 ; y ( 0 )=0 ; y ' ( 0 )=0


4. Devido à má administração, o património de uma empresa decresce continuamente à uma taxa de 1%
ao mês e seu lucro mensal equivale à quinta parte de seu património. O estatuto financeiro da empresa
obriga os directores a decretarem falência quando a soma entre património e lucro mensal for inferior
à 60% do património inicial. Determine o prazo máximo para que os directores da empresa decretem
falência.
5. Em um circuito RC uma bateria gera uma diferença de potencial de 10 volts enquanto a resistência é
de 200 ohms e a capacitância é de 10 −4 farads. Encontre a carga Q(t) no capacitor em cada instante
t, se Q(0) = 0.
6. Um ovo duro, a 98º C, é colocado em uma pia contendo água a 18º C. Depois de 5 minutos, a
temperatura do ovo é de 38º C. Suponha que durante o experimento a temperatura da água não
aumente apreciavelmente, quanto tempo a mais será necessário para que o ovo atinja 20º C?
7. Resolva as equações diferenciais da 2ª ordem:
a) y ' ' − y=0 c) y ' ' + y =0 e) 2 y ' ' −3 y ' + y=0
b) y ' ' −2 y ' + y=0 d) y ' ' −2 y ' +2 y=0 f) 9 y ' ' −6 y ' + 2 y =0
8. A intensidade da corrente i em um circuito com resistência R, auto-indução e tensão u satisfaz a

di
equação L + Ri=u . Determine a intensidade da corrente i e o instante t seu=E . s en( φt ) e i=0 para
dt
t=0 . ( E, R, L, φ são constantes).
9. Determine a equação da curva que passa pelo ponto (0;2) se a área do trapézio curvilíneo limitado
pelo arco desta curva é duas vezes maior que o comprimento do arco correspondente.

N.B: Evite plágios