Você está na página 1de 11

Material de estudo: Metodologia ativa

Site: Ambiente Virtual de Aprendizagem


Curso: O ensino híbrido e as metodologias ativas
Livro: Material de estudo: Metodologia ativa
Impresso por: Wania Soares
Data: terça-feira, 1 out 2019, 09:47

/
Sumário
1 O que são Metodologias ativas?
2 Principais Metodologias ativas
3 Princípios que constituem as metodologias ativas
4 Para saber mais ...

/
1 O que são Metodologias ativas?
Temos ouvido muito falar em metodologias ativas, mas... O
que são essas tais metodologias?

As Metodologias ativas são


práticas pedagógicas que
estimulam o aluno a pensar.
Neste contexto, ele passa a
ter uma atitude proativa e
de protagonismo perante
seu processo de aprender;
seu pensamento e sua ação
passam a influenciar no resultado da aula e este resultado é o seu
próprio conhecimento.
Ao mesmo tempo em que o estudante é convidado a abandonar a
atitude passiva na sala de aula, os professores são desafiados a
criarem estratégias que promovam situações nas quais o aluno seja
motivado à discussão, à leitura, à escrita, que o provoque a
solucionar problemas e colabore com o aprendizado dos seus
colegas e que esta colaboração seja mútua. O foco do ensino
passa a ser o aluno, que tem no professor o parceiro experiente que
o guiará pela aventura de explorar curiosidades, conhecer coisas,
lugares, feitos históricos e científicos.
De acordo com Rodrigo Pereira, autor do artigo “Método Ativo:
Técnicas de Problematização da Realidade aplicada à Educação
Básica e ao Ensino Superior, metodologia ativa é todo o processo de
organização da aprendizagem (estratégias didáticas) cuja
centralidade do processo esteja, efetivamente, no estudante,
contrariando assim a exclusividade da ação intelectual do professor
e a representação do livro didático como fontes exclusivas do saber
na sala de aula.
 
Para sabermos mais, assista ao vídeo abaixo onde José Moran fala
sobre as Metodologias ativas.

/
Metodologias Ativas

Nessa produção da Universidade Anhembi Morumbi, o professor João Mattar entrevista


José Manuel Moran sobre o tema "Metodologias ativas". José Moram esclarece que a
metodologia ativa se efetiva no envolvimento participativo e re exivo do aluno diante
de um tema em estudo. 
Produção: Universidade Anhembi Morumbi - Laureate International Universities.
Idioma: Português
Palavras-chave: Educação. Tecnologia. Metodologia ativa. José Manuel Moran.
Duração: 08min29s

https://www.youtube.com/watch?v=9m-wf2qHSOo

/
2 Principais Metodologias ativas
Seguem algumas das principais metodologias ativas. Elas serão
abordadas neste curso de forma mais aprofundada mais a frente.

  APRENDIZAGEM BASEADA EM PROJETOS

 
É um método de ensino pelo qual os alunos adquirem
conhecimentos e habilidades trabalhando por um período de
tempo relativamente extenso para investigar e responder a
uma questão, um problema ou um desafio autêntico, envolvente e
complexo.

  APRENDIZAGEM BASEADA EM PROBLEMAS

É uma metodologia inovadora que valoriza o aprendizado por


meio do pensamento crítico e reflexivo; é a valorização da
capacidade de aprender e aplicar o conhecimento na
solução de problemas concretos, do cotidiano. Estes
problemas a serem estudados devem ser  reais e conectados às
demandas da sociedade e da ciência. Isso promove, dentre outras
coisas: integração entre educação e pesquisa; criatividade e
inovação; desenvolvimento de habilidades de comunicação;
aprendizagem efetiva; ambiente social; habilidades de gestão. As
tecnologias são amplamente usadas nesta metodologia.

  APRENDIZAGEM ENTRE PARES

É quando iguais se ajudam tanto presencialmente quanto


virtualmente. Nesta metodologia, o que há de melhor é que o
aprendizado acontece com a integração entre os alunos, um
ajudando o outro, completando as lacunas que faltam nos seus
conhecimentos, de maneira mútua.

/
  DESIGN THINKING

Design Thinking é um processo de pensamento crítico e criativo que


permite organizar informações e ideias, tomar decisões, aprimorar
situações e adquirir conhecimento.
(Charles Burnette)

A ideia dessa abordagem é desenvolver a capacidade de


cada aluno de pensar criticamente e inovar, para ter
conscientemente condições de tornar o mundo um lugar
melhor, independentemente da carreira que escolherem. Na
prática, a metodologia proposta é dividida em cinco etapas:
descoberta, interpretação, ideação, experimentação e evolução. Em
cada uma delas, a equipe oferece dicas de como organizar as ideias,
formatar listas, usar post-its, histórias inspiradoras, fotos, aplicativos para
tablets, celular etc.

 
GAMIFICAÇÃO

É a integração dos elementos dos jogos, como níveis, badges


e competição, ao currículo. O objetivo é criar uma motivação
intrínseca, em que o aprendizado acontece por meio das
próprias brincadeiras, sem separação entre a teoria e a prática. O
professor tem uma atuação semelhante a de um designer de jogos,
buscando maneiras para que o aluno sempre queira jogar mais,
engajar-se mais e descobrir novas formas de interagir com o
conhecimento e mundo ao seu redor.

 
ENSINO PERSONALIZADO

Há ambientes virtuais que utilizam softwares inteligentes que


ajudam a personalizar o ensino, as chamadas  plataformas
adaptativas. Elas avaliam dados e estabelecem padrões de
comportamento, propondo atividades diferentes para que
cada aluno possa aprender do seu jeito e no seu ritmo.

/
/
3 Princípios que constituem as metodologias
ativas
Apresentamos a seguir alguns princípios que constituem as
metodologias ativas para   proporcionar um melhor entendimento
sobre a temática.
A imagem abaixo foi retirada do artigo “Os princípios das
metodologias ativas de ensino: uma abordagem teórica”.
Sintetizamos para efeito de estudo nesse curso os princípios mostrados
na imagem. Veja abaixo:

https://www.researchgate.net/publication/313960490_Os_principios_das_metodologias_ativas_de_ensino_uma_abordagem_teorica

Aluno: centro do processo de aprendizagem


Esse princípio está atrelado a uma postura ativa do estudante, na
qual irá exercitar sua autonomia e contrapõe a ideia de que o
aluno deve ser um mero expectador. Ele é agente ativo no
processo de construção do seu conhecimento. Exige dele ações
e construções mentais variadas, tais como: leitura, pesquisa,
comparação, observação, imaginação, obtenção e organização
dos dados, elaboração e confirmação de hipóteses,
classificação, interpretação, crítica, planejamento de projetos e
pesquisas, análise e tomadas de decisões etc.

/
Autonomia
O estudante passa a assumir uma postura ativa e se posiciona de
forma crítica.
O professor contribui para promover a autonomia do aluno em
sala de aula, quando:
a) nutre os recursos motivacionais internos (interesses pessoais);
b) oferece explicações racionais para o estudo de determinado
conteúdo ou para a realização de determinada atividade;
c) usa de linguagem informacional, não controladora;
d) é paciente com o ritmo de aprendizagem dos alunos;
e) reconhece e aceita as expressões de sentimentos negativos
dos alunos.

Problematização da realidade e re exão


O contéudo deve ser articulado com o contexto social e o
professor instigar o desejo de aprender do estudante,
problematizando os conteúdos e o levando refletir, observar,
comparar, inferir etc.

Trabalho em equipe
As metodologias ativas de ensino favorecem a interação
constante entre os estudantes e o trabalho em equipe é uma das
características presentes no desenvolvimento dessas
metodologias. Neste formato, eles podem trocar informações e
discutirem as ideias levando-os a refletir mais sobre as questões, a
emitir uma opinião, a argumentar a favor ou contra, e a expressar-
se.

Inovação
Inovar significa inventar, criar, renovar e no percurso escolar
transcende a abordagem tradicional de ensino, que privilegia
/
unicamente metodologias de transmissão mecânica de
conteúdo, em que a função do estudante é de receptor passivo.
Para superar esse modelo, é preciso valorizar a inovação em sala
de aula, renovando metodologias, criando metodologias. Assim, a
metodologia ativa de ensino exige, tanto do professor quanto do
estudante, a ousadia para inovar no âmbito educacional.

Professor: Mediador, facilitador, ativador


Num contexto com o uso de metodologias ativas, o professor,
antes de qualquer outra característica, deve assumir uma postura
investigativa de sua própria prática, refletindo sobre ela a fim de
reconhecer problemas e propor soluções.
O professor deve ser reflexivo e ter um olhar atento para o seu
aluno. Precisa deixar seu aluno expressar-se e planejar sua aula
com base no conhecimento tácito expresso pelo aprendiz.
Ele deve conhecer seus alunos, refletir sobre o que observou e
  compreendê-los, para a partir daí reformular o problema; e, por
fim, coloca em prática uma nova proposta.

/
4 Para saber mais ...
Para finalizar a primeira parte do 2º tópico solicitamos a leitura das
páginas 1 e 2 do texto de José Moran denominado  "Metodologias
ativas para uma aprendizagem mais profunda". Este texto será lido em
sua íntegra conforme você avance no curso.

Para ler e re etir...


Metodologias ativas para uma aprendizagem mais profunda
José Moran
Professor, Pesquisador e gestor de projetos de inovação em educação
Blog www2.eca.usp.br/moran

Seguir para: 
Material de estudo: Aprendizagem personalizada

Você também pode gostar