Você está na página 1de 13

Matrix – uma análise espiritualizada sobre o filme I da trilogia – Mirtzi Lima Ribeiro – mirtzi@gmail.

com 1

Análise do filme MATRIX numa perspectiva espiritual

Mirtzi Lima Ribeiro

Introdução ........................................................................................................................................................1
Significado de personagens, situações e instituições:......................................................................................2
A Luta .........................................................................................................................................................2
Trinity .........................................................................................................................................................2
Neo...............................................................................................................................................................3
Morfeus.......................................................................................................................................................3
Matrix .........................................................................................................................................................3
Raciocínio Rápido......................................................................................................................................4
Agentes da Matrix......................................................................................................................................5
Outros Componentes da Resistência........................................................................................................7
O Oráculo ...................................................................................................................................................7
Programas ..................................................................................................................................................7
Nabucodonossor.........................................................................................................................................7
Sião ..............................................................................................................................................................7
As Linhas Grampeadas .............................................................................................................................8
Cada Usuário da Web tem Outro Nome..................................................................................................8
Mensagens pela Web .................................................................................................................................8
Questionamento .........................................................................................................................................8
Morfeus Passou a Vida Procurando o Escolhido....................................................................................9
Conselho de Morfeu para Neo Quanto ao Caminho ..............................................................................9
Diálogos de cenas e observações .....................................................................................................................9
Frases significativas encontradas no filme: ...................................................................................................10
Conclusões:....................................................................................................................................................12
Quadro sinóptico do texto “Análise do filme MATRIX numa perspectiva espiritual”.................................13

Introdução

Quando o primeiro filme foi lançado da coleção que viria a ser a trilogia de Matrix, tive uma grande
resistência em assisti-lo, porque a mídia focalizou nele a luta armada como o resultado de conflitos que
pareciam ser de ordem social da relação homem/máquina ou homem/cibernética.
Foi um irmão biológico, na época, evangélico da linha protestante, que me trouxe o filme ainda em VHS,
insistindo muito para que eu assistisse a película porque parecia, no seu entender, uma questão filosófica
que eu gostaria de analisar. Segundo ele, eu me apaixonaria pelo filme.
Incrédula, agradeci a lembrança e lhe afiancei que por pura idéia pré-concebida sobre o tema da “luta
armada” eu não era afeita a esse tipo de filme. Assistiria, mas, ia me dar um tempinho para aceitar a idéia.
Ele sorriu pra mim e completou: “... assista. Eu ainda acho que você irá gostar muito”.
Ele estava certo, eu gostei muitíssimo do filme, notadamente pelas analogias, simbolismos, arquétipos e
mitos que permeiam todo o argumento que ele introduz. Traz em si, um apelo à reflexão filosófica,
principalmente quando seqüencia o segundo e terceiro filmes.
Neste texto, porém, estão algumas análises que fiz, sob uma perspectiva espiritualizada do primeiro filme.
Matrix – uma análise espiritualizada sobre o filme I da trilogia – Mirtzi Lima Ribeiro – mirtzi@gmail.com 2

Significado de personagens, situações e instituições:

A Luta

Desde o início, o filme Matrix evidencia uma luta atroz, entretanto, o faz sob o formato de simbologias e
analogias significativas para aqueles que estão no caminho continuado da expansão de sua consciência.
Observamos que, mesmo aqueles que ingressam no caminho espiritual de modo consciente, ainda assim,
têm diante de si a difícil tarefa de viver equilibradamente e livres do peso do sistema vigente, que tem por
fundamento a grande ilusão. Mesmo para estes que se põem em busca de ampliar seus horizontes e
perspectivas como cidadãos universais, em momentos cruciais há a possibilidade de que se auto-coloquem
em xeque-mate, sem saber que ação ou posição devem tomar diante do vigente sistema posto. Portanto, é
necessário estar em permanente estado de alerta, despertos, inusitados e surpreendentes, capacitados a
oferecer respostas criativas, além dos limites e clichês que o sistema espera.
Viver a ‘verdadeira vida’ ou vivenciar a ‘vida desperta’ no mundo tridimensional requer uma luta até o
momento em que se reconhece que tudo à nossa volta é pura ilusão, ou seja, é um mundo irreal, um mundo
de testes, um mundo com muitas encenações que podem nos distrair e que visam mensurar nossa
capacidade e nossa sintonia.
Comparando à vida estudantil acadêmica, um aluno experimentará inúmeros testes quanto à sua
capacidade. Sua concentração será mensurada das mais diversas maneiras, quer esteja em níveis básicos ou
avançados de educação. Quanto mais graduado for o estudante, os testes tenderão a ser mais difíceis, com
maior grau de complexidade e muito bem elaborados.
Do mesmo modo, o ser humano está sob observação, tendo de antemão se colocado à disposição para este
fim, para ser avaliado em suas respostas às mais diversas situações desfavoráveis.
A Terra é uma grande escola ou laboratório, cujo resultado das observações pontuadas e das avaliações
efetuadas, servirá a um vasto estudo sobre as reações e o comportamento dos corpos da personalidade em
terceira dimensão. O ponto importante é que o ciclo do experimento está se fechando, o tempo da
graduação está se findando e o ser humano que não saiu das almofadas do conforto ou permaneceu na
letargia e não cresceu, precisa acordar e se dirigir à outra escola. Aos graduados, um novo patamar de
consciência e finalidade lhes serão apresentados, numa nova etapa de vida se lhes descortinará – uma nova
realidade, um novo programa consciencial lhe será apresentado para ser desenvolvido e transcendido.
Isso mesmo: educação continuada, nos mundos de muitas moradas!
E quando a visão interna do aluno é despertada, a luta cessa e a compreensão torna-se o elemento
essencial para todas as ações. Desta visão ampla, advém o poder e a transcendência ao próprio mundo
tridimensional, capacitando este ser a transitar na MATRIX, dando sua contribuição ao despertar das
consciências potencialmente aptas a isso, ao mesmo tempo em que cuida do seu auto-aprimoramento.
Algumas pessoas experimentam este estado de compreensão no mundo tridimensional, sem se darem conta
de que nos níveis internos, já trabalham para alcançar esta maestria – embora sua consciência não tenha
ainda despertado no plano físico – essa situação só se tornará evidente pelas ações e comportamento do
indivíduo.

Trinity

Com o nome que nos lembra a trinitização dos mundos de Deus, Trinity é a personagem feminina que está
desperta. Na película, esta personagem representa a flama gêmea de Neo (flama gêmea: complemento ou
escolhido divino, ou potencial de ancoradouro do amor verdadeiro ou amor cósmico nos níveis imateriais
da existência).
Ela reconhece Neo como seu amor, antes dele e isto é significativo, uma vez que atualmente a energia
deste mundo está enfocada na polaridade feminina. Quando essa energia está ativada torna a mulher
Matrix – uma análise espiritualizada sobre o filme I da trilogia – Mirtzi Lima Ribeiro – mirtzi@gmail.com 3
desperta mais receptiva à intuição e às realidades do infinito. A meta de Trinity é clara e ela a segue sem
nenhuma dúvida. Ela está totalmente entregue ao Plano Divino e ao desenvolvimento de seus dons e
talentos em prol da realização deste plano dentro da MATRIX ou Terra inconsciente.
A vida dela é o serviço devotado, incondicional, onde se doa inteira e integralmente a este ideal,
funcionando como catalisador do processo de crescimento espiritual de Neo – ou seja, de seu complemento
divino na Terra.

Neo

Representa o despertar interior do homem, princípio ou polaridade masculina. Aquele que guarda em si os
poderes psíquicos, mentais e espirituais de modo latente, que ao serem despertos serão utilizados em
benefício da vida real, imaterial.
Ele busca infinitamente respostas às questões: quem eu sou, onde estou, porque estou aqui, o que há além
daqui, o que se espera de mim, para onde vou, o que significa a vida na Terra? Procura ‘Morfeus’, um
homem do ‘domínio virtual’ ou o mestre que o iniciará, ajudando-o em seu despertar – podemos dizer que
domínio virtual é o domínio de Deus, que não se compara ao ambiente da web que é uma mera imitação
desse âmbito maior.
Neo quer, sinceramente, de todo coração, encontrar este mestre porque internamente é um discípulo
pronto. Portanto, a ‘vida’ (o ou plano evolutivo) ‘providenciará’ o encontro com esse mestre que lhe
mostrará o Caminho. Entretanto, enquanto indivíduo, Neo é quem decidirá se o trilhará ou não, pois nesta
etapa, a escolha dependerá da decisão ou do livre arbítrio de cada pessoa.
Quando o discípulo decide, o mestre o ajudará a expandir sua consciência e ao despertar de seus poderes
latentes e psíquicos, se este for o desejo sincero de Neo.
No filme, quando Neo opta por estar desperto, passa a devotar sua existência ao despertar das consciências
de outros seres humanos que têm potencial para sair de suas vidas comuns (d do casulo da Matrix: saindo de
ilusão, ‘maia’, vida irreal, representada pela Matrix – palco onde cada um representa um papel que, de
certo modo, os impede de perceber qual a vida real).
O único propósito do despertar é empreender o caminho de retorno à casa paterna apesar de quaisquer
limitações impostas pela densidade desta esfera de compreensão: descobrir o EU SOU que habita o corpo
físico; saber que a consciência está acima dos outros corpos densos, à qual todos estes corpos devem estar
alinhados harmoniosamente.
Um aspecto digno de nota é que, no processo do despertar da consciência, a partir de um certo momento,
não há como retornar à ignorância ou ser engodado pelo poder, vaidade, vícios e ilusões presentes na
Matrix. Mas até se chegar a esse ponto, a dualidade estará entre o ego e a alma. O ego, com suas miríades
de pensamentos e aspirações tentará confundir a personalidade [conjunto composto de corpo físico e
energético, corpo emocional e corpo mental concreto]. O essencial é perceber a tempo que o ego deverá
ser educado, jamais extirpado ou eliminado, de modo que venha a refletir com mais exatidão a Alma ou
Eu Superior [o mesmo que “Eu Interno”].

Morfeus

Representa a Hierarquia, que foca sua consciência no trabalho espiritual sobre a Terra. Atualmente estas
Hierarquias reconhecem e ativam o despertar dos que se auto-convocam para a ‘verdade’ e a ‘vida’. Assim,
Morfeus procura sua “vida inteira” pelo “escolhido”, que seria Neo, ou AQUELES APTOS AO
DESPERTAR INTERIOR, OS FILHOS DA LUZ.
Matrix

Significa o palco, onde atualmente todos nós representamos nosso papel quais seres humanos e ascensão,
como experiência para analisar na Terra, os efeitos da negatividade sobre as criaturas humanas. Todos nós
Matrix – uma análise espiritualizada sobre o filme I da trilogia – Mirtzi Lima Ribeiro – mirtzi@gmail.com 4
somos parte ou compomos intrinsecamente o tecido do “corpo” de Deus, e, ao vivenciarmos a negatividade
e tendo a capacidade de transcendê-la, poderemos voltar ao Pai/Mãe Eternos, ao Absoluto e Inefável Deus,
agregando conhecimento e sabedoria, de modo a melhorar o todo continuamente. Assim ensinam os
vedas, a cabala e os vários tratados e credos místicos.
O mundo manifestado (material), mundo de dualidade ou de separatividade, com compreensão
tridimensional, é maia (a ilusão, a vida comum) que é irreal. [Obs.: A dualidade também é encontrada nos
postulados da física quântica, a exemplo do princípio da dualidade onda-partícula de De Broglie, que diz:
o elétron não orbita em um orbital, mas sim "vibra" nele. Demonstração da dualidade da matéria também
foi realizada por Bose-Einstein (partícula-onda). Atualmente é válido o que diz a teoria das Cordas aliada
à teoria dos Mundos Paralelos, tão comentados pelo mundo da física].
O traidor da “resistência” no filme (Sr. Reagan ou Cypher), negocia a entrega de Morfeus desejando e
barganhando receber em troca o seu retorno a um casulo na Matrix (voltando a ficar inconsciente da vida
real, retornando à vida de ilusão), no sentido de continuar ‘vivendo’ na ignorância do mundo na ‘realidade’
criada pela “Matrix” que é a vida irreal.
Ele quer viver abstraído da verdade, sem lembrar dela em nenhum momento [fenômeno psicológico da
“negação” que acomete pessoas com dependência química ou com desvios comportamentais].
Neste caso sob analise, Cypher quer voltar a ter a imagem cerebral e imaginária de uma vida ‘comum’, e
pede para, desta feita, ‘vivenciar’ a experiência de um homem poderoso, rico, cercado de luxo, conforto,
mulheres bonitas – uma vida baseada em “sonhos de consumo” ou privilégios graciosos, sem esforço ou
contrapartida útil. Ao invés de lutar para conseguir adquirir o que deseja, quer o caminho fácil: entregar
alguém procurado pelo sistema para barganhar a obtenção de elementos que suprirão seus vícios.
Ele ainda quer não se lembrar de nada que trate de uma busca espiritual e de algum estado desperto e
consciencial. Ele quer o fácil e o prazeiroso, ele quer o descompromisso ou a normose, ficando
estacionado sem agregar nada, só fazer de conta.
Por que será que ele deseja tal coisa? Porque, quando ainda se está apegado ao mundo tridimensional, é
muito doloroso saber a ‘verdade’; porque ainda se está imbuído de uma visão inadequada de que os
valores ‘reais’ são aqueles intrínsecos ao ego e não à Alma ou Eu Superior.

Raciocínio Rápido

Neo, demonstra ter um raciocínio veloz, capaz de passar ‘dez horas’ absorvendo incansavelmente
inúmeros conhecimentos em seu cérebro (“programas” que lhe são repassados).
O raciocínio rápido é uma característica daqueles que têm contato com os fogos do espaço: quanto mais
próximo das Hierarquias – a freqüência vibratória de suas partículas se acelera1, logo, o ritmo do
raciocínio também se acelera porque transcende a matéria: a mente se liberta e se expande.
Por outro lado, quando se está preso ao mundo de três dimensões, focado em respostas cerebrais de nossos
neurônios, busca-se a memória de situações passadas com a própria pessoa ou com outros, e ainda há
muita lentidão e a mente se apresenta obtusa para a mudança continuada e há uma barreira bloqueando a
compreensão e a adesão a novos valores e às transformações (penetra-se em janelas mentais formadas no
passado, nas memórias guardadas, causando reações e não respostas criativas).
O bloqueio impede que se dê respostas criativas a cada evento ou situação, sendo desfavorável ao
experimento e à análise imparcial das reações do comportamento humano de terceira dimensão. Nesse

1 Um dos postulados da teoria da relatividade de Einstein diz que nenhuma partícula pode viajar a velocidade superior a da luz porque à medida que a luz
se aproxima da partícula, a sua massa aumenta, o que dificulta a sua aceleração. Logo, se nossa consciência se expressa através de um conglomerado
de átomos quando estamos no plano ‘físico’(cruzamento de linhas de energia que criam a ilusão da matéria) , nossa velocidade se reduz. Se penetrarmos na
realidade quântica, transcendemos a tridimensionalidade, entramos num estado multidimensional – penetramos no espaço/tempo onde o tempo e o espaço
não existem. Portanto, estando no atemporal temos a impressão de que ‘elastecemos’ o tempo – e passamos a ser ilimitados.
Matrix – uma análise espiritualizada sobre o filme I da trilogia – Mirtzi Lima Ribeiro – mirtzi@gmail.com 5
modo de viver são adotados comportamentos clichês e óbvios [comportamentos que seguem padrões e
arquétipos – nada de novo para avaliar, só velhas histórias com trajes novos e ilusórios].

Agentes da Matrix

Representam as forças opostas (sseparatividade, ambigüidade, negatividade, egoísmo, competição sem


ética, caos, manipulação da massa, manutenção de status quo cristalizado em padrões ortodoxos), os
responsáveis pelas tendências negativas e que querem o homem comum imerso na ignorância, ilusão,
maia, vida irreal (que é a nossa vida rotineira: nascer, desenvolver o sentimento de posse: pertencer a uma
família, estudar, casar, ter profissão, ser “alguém”, possuir bens materiais, etc., que representa o ter, a
posse e todos os valores do mundo tridimensional que seguram ou prendem o homem à Terra).
Isto pode ser comparado com o que diz Deepak Chopra no seu livro “C Como conhecer Deus – uma jornada
da alma ao mistério dos mistérios”, em relação às pessoas cujas respostas cerebrais ativadas estão restritas
aos dois primeiros estágios de como perceber Deus e a vida, dentre os sete estágios que ali discrimina (Diz
ele: “Na realidade, você está constantemente realizando sete escolhas fundamentais sobre o tipo de mundo
que você reconhece” ”:“1. A escolha do medo, se deseja lutar e meramente sobreviver. 2. A escolha do
poder, se deseja competir e vencer. 3. A escolha da reflexão interior, se deseja paz. 4. A escolha de
conhecer a si mesmo, se deseja insight. 5. A escolha de criar, se deseja descobrir as ações da natureza. 6.
A escolha do amor, se deseja curar outros e a si mesmo. 7. A escolha do ser, se deseja apreciar o alcance
infinito da criação de Deus”).
Os agentes da Matrix buscam desviar os que se autoconvocaram, provando-lhes que a verdadeira vida é
esta que levamos rotineiramente e não uma vida voltada a valores superiores, coligada ou conectada ao
cosmos e a Hierarquias excelsas. Todo e qualquer ser humano que vive a vida comum é potencialmente
um agente da Matrix, por isso, no filme, os agentes podem “assumir” os seus corpos para retardar e
dificultar o despertar interior do ser humano imerso na ilusão coletiva2.
[Citação de Chopra no livro supra mencionado: “Ninguém faz a jornada da ALMA mais rápido ou mais devagar do
que qualquer outra pessoa. O tempo não conta no nível da ALMA. O QUE CONTA É A PERCEPÇÃO. Quando
você compreende que o despertar é INEVITÁVEL, a atração magnética da alma continuará a PROVOCAR
mudanças em você” 3].

2Observe-se que há uma razão para que os psicanalistas e psiquiatras se debrucem sobre o estudo do inconsciente coletivo
3“Que tipo de mundo Deus criou?
Estágio 1: Reação de lutar ou fugir: Mundo de mera sobrevivência
Estágio 2: Reação de agir: Mundo de competição e ambição
Estágio 3: Reação de consciência em repouso: Mundo de solidão interior, de auto-suficiência
Estágio 4: Reação intuitiva: Mundo de insight, de crescimento pessoal
Estágio 5: Reação criativa: Mundo de arte, invenção, descoberta
Estágio 6: Reação visionária: Mundo de profetas, sábios e videntes
Estágio 7: Reação sagrada: Mundo transcendental”
“Quem sou eu?
Estágio 1: Reação de lutar ou fugir: Um sobrevivente
Estágio 2: Reação de agir: Ego, personalidade
Estágio 3: Reação de consciência em repouso: Uma testemunha silenciosa
Estágio 4: Reação intuitiva: O conhecedor interno
Estágio 5: Reação criativa: Um co-criador
Estágio 6: Reação visionária: Consciência iluminada
Estágio 7: Reação sagrada: A origem”
“Como eu me adapto?
Estágio 1: Reação de lutar ou fugir: Eu enfrento a situação
Estágio 2: Reação de agir: Eu venço
Estágio 3: Reação de consciência em repouso: Eu permaneço centrado em mim mesmo
Estágio 4: Reação intuitiva: Eu compreendo
Estágio 5: Reação criativa: Eu manifesto a intenção
Estágio 6: Reação visionária: Eu amo
Estágio 7: Reação sagrada: Eu sou”
“Como eu encontro Deus?
Estágio 1: Reação de lutar ou fugir: Medo e fervorosa devoção
Matrix – uma análise espiritualizada sobre o filme I da trilogia – Mirtzi Lima Ribeiro – mirtzi@gmail.com 6

Estágio 2: Reação de agir: Temor e obediência


Estágio 3: Reação de consciência em repouso: Meditação, contemplação silenciosa
Estágio 4: Reação intuitiva: Auto-aceitação
Estágio 5: Reação criativa: Inspiração
Estágio 6: Reação visionária: Graça
Estágio 7: Reação sagrada: Transcendendo”
“Qual a natureza do bem e do mal?
Estágio 1: Reação de lutar ou fugir:
O bem é segurança, conforto, alimento, abrigo e família;
O mal é a ameaça física e o abandono;
Estágio 2: Reação de agir:
O bem é conseguir o que você deseja;
O mal é qualquer obstáculo ao que você deseja;
Estágio 3: Reação de consciência em repouso:
O bem é lucidez, tranqüilidade interior e contato com o próprio eu;
O mal é o turbilhão e o caos interior;
Estágio 4: Reação intuitiva:
O bem é lucidez, é enxergar a verdade
O mal é a cegueira, negar a verdade
Estágio 5: Reação criativa:
O bem é a consciência superior
O mal é a consciência inferior
Estágio 6: Reação visionária:
O bem é uma força cósmica;
O mal é um outro aspecto da mesma força;
Estágio 7: Reação sagrada:
O bem é a união de todos os opostos
O mal não mais existe”
“Qual é o desafio da minha vida?
Estágio 1: Reação de lutar ou fugir: Sobreviver, proteger e manter
Estágio 2: Reação de agir: A conquista máxima
Estágio 3: Reação de consciência em repouso: Ser comprometido e desapegado ao mesmo tempo
Estágio 4: Reação intuitiva: Ir além da dualidade
Estágio 5: Reação criativa: Alinhar-se com o Criador
Estágio 6: Reação visionária: Alcançar a libertação
Estágio 7: Reação sagrada: Ser eu mesmo”
“Qual é a minha maior força?
Estágio 1: Reação de lutar ou fugir: A coragem
Estágio 2: Reação de agir: A realização
Estágio 3: Reação de consciência em repouso: A autonomia
Estágio 4: Reação intuitiva: O insight
Estágio 5: Reação criativa: A imaginação
Estágio 6: Reação visionária: A santidade
Estágio 7: Reação sagrada: A unidade”
“Qual é o meu principal obstáculo?
Estágio 1: Reação de lutar ou fugir: O medo da perda, do abandono
Estágio 2: Reação de agir: A culpa, transformar-se em vítima
Estágio 3: Reação de consciência em repouso: O fatalismo
Estágio 4: Reação intuitiva: O engano
Estágio 5: Reação criativa: A presunção
Estágio 6: Reação visionária: O falso idealismo
Estágio 7: Reação sagrada: A dualidade”
“Qual é a minha maior tentação?
Estágio 1: Reação de lutar ou fugir: A tirania
Estágio 2: Reação de agir: O vício
Estágio 3: Reação de consciência em repouso: A introversão
Estágio 4: Reação intuitiva: A fraude
Estágio 5: Reação criativa: O solipsismo
Estágio 6: Reação visionária: O martírio
Estágio 7: Reação sagrada: Além da tentação”
“Obtendo o que você deseja (os sete níveis de satisfação):
Estágio 1: Reação de lutar ou fugir:
Você preenche a finalidade de sua vida através da família, da comunidade, da sensação de fazer parte e de confortos materiais;
Estágio 2: Reação de agir:
Você preenche a finalidade de sua vida através de sucesso, poder, influência, status e outras satisfações do ego;
Estágio 3: Reação de consciência em repouso:
Você preenche a finalidade de sua vida através da paz, do equilíbrio, da auto-aceitação e do silêncio interior;
Matrix – uma análise espiritualizada sobre o filme I da trilogia – Mirtzi Lima Ribeiro – mirtzi@gmail.com 7
Outros Componentes da Resistência

Representam os grupos internos exteriorizados, que se irmanam e congregam com fins de fomentar o
despertar de mais pessoas à verdadeira vida [mas temos que ter perspicácia para perceber quem o faz de
modo sério e harmonioso], ajudando a libertar aqueles que desejam sair da mesmice (normose) para trilhar
o ‘Caminho’ e dar respostas criativas à vida, fora dos padrões pré-definidos nos arquétipos já traçados e
identificados (transcendendo-os conscientemente).
Ainda assim, há os que têm dúvidas, como foi o caso do traidor (Sr. Reagan ou Cypher) e que tentam
retroceder, entregando os ‘companheiros de fé’ aos agentes da “Matrix” em troca de seu retorno à vida
comum ou à ignorância.

O Oráculo

Representa os que, embora despertos, optaram pelo serviço de viver no mundo da ilusão, inseridos na
“Matrix”, usando seus poderes psíquicos e mentais com fins de conduzir e orientar os potencialmente
aptos a seguir a trilha espiritual. São os gurus, os mentores espirituais sinceros (de quaisquer religiões), os
canalizadores4, os que aceitam a vida de serviço e empreendem a tarefa de semear a luz e ensinamentos,
despertando os corações potencialmente aptos ao ‘Caminho’. Eles abdicam temporariamente da liberdade e
da glória na verdadeira vida para trabalhar dentro da ‘Matrix’ [SServiço devotado ao Plano Evolutivo].

Programas

Os despertos absorvem quaisquer “programas” (dos registros akáshicos5) estando aptos para saber o que é
preciso saber em relação a toda e qualquer informação, com acesso ilimitado (recebem por canalizações ou
absorvem/aapreendem do éter planetário).

Nabucodonossor

O nome do “barco” da resistência faz alusão a Nabucodonossor, que foi um soberano da Babilônia,
civilização sucessora dos Sumérios.
A Suméria por sua vez, foi o berço da raça extraterrestre de Nibiru na Terra (Nibiru ou Marduk – é o
décimo segundo planeta do nosso sistema, com uma órbita alongada ao redor do sol com duração de 3.600
anos, e que passa próximo ao Cinturão de Asteróides e Júpiter), conforme registros decifrados nas tábuas
sumerianas e afirmações de estudiosos da NASA6.
Sião

No filme, é citado como o único lugar imune ao domínio da “Matrix”, onde os verdadeiros valores
humanos permanecem sem mácula.

Estágio 4: Reação intuitiva:


Você preenche a finalidade de sua vida através de insight, empatia, tolerância e perdão;
Estágio 5: Reação criativa:
Você preenche a finalidade de sua vida através da inspiração, da criatividade expandida nas artes e na ciência e da descoberta ilimitada;
Estágio 6: Reação visionária:
Você preenche a finalidade de sua vida através da reverência, da compaixão, do serviço devoto e do amor universal;
Estágio 7: Reação sagrada:
Você preenche a finalidade de sua vida através da totalidade e da unidade com o divino” (Pg: 228/233).
4 Canalizador: pessoa que tem insight do plano superior e o traz ao plano físico, quer oralmente quer na forma de manuscritos.
5 Registro Akáshico: toda informação constante nos planos superiores, devidamente catalogadas no éter quer planetário, quer de esferas superiores e que

podem ser acessados de dimensões acima da nossa (terceira dimensão) ou obtidos por leitores canalizadores em estado alterado de consciência (em alfa).
6 É interessante consultar os argumentos e provas sobre este tema nos livros de Zecharia Sitchin – autor judeu-russo criado na Palestina, profundo

conhecedor do Velho Testamento, jornalista e consultor da NASA – livros: “O 12° Planeta”, “Gênesis Revisitado”, “Os Reinos Perdidos”, “As guerras de
Deuses e homens” e “A escada para o céu”. Também é adequado examinar o que diz Virgil Armstrong no livro: “O Caminho para Casa – Ovnis, o
Merkabah, o Cinto de Fóton e Vocês”.
Matrix – uma análise espiritualizada sobre o filme I da trilogia – Mirtzi Lima Ribeiro – mirtzi@gmail.com 8
Na Bíblia, no Velho Testamento, Sião é a cidade santa escolhida por Deus de onde Ele transmitiria
princípios e instruções aos seus adoradores.
No Novo Testamento, o conceito torna-se mais abrangente pois é mencionada como a Jerusalém Celestial:
“Pois o Senhor escolheu a Sião; almejou-a como morada para si mesmo: este é o lugar de descanso para
todo o sempre; ali morarei, pois o almejei” (Salmos 132:13-14).
“E muitos povos certamente irão e dirão: ‘Vinde ao monte do Senhor, à casa do Deus de Jacó; e ele nos
instruirá sobre os seus caminhos e nós andaremos nas suas veredas’ (Isaías 2:3-4)”.
“Mas, vós vos chegastes a um Monte Sião e a uma cidade do Deus vivente, a Jerusalém celestial, e a
miríades de anjos, em assembléia geral, e à congregação dos primogênitos que foram alistados nos céus, e
a Deus, o Juiz de todos, e às vidas espirituais dos justos que foram aperfeiçoados, e a Jesus, o mediador
dum novo pacto, e ao sangue da aspersão, que fala melhor do que o sangue de Abel”. (Hebreus 12: 22-
24).

As Linhas Grampeadas

Todas as linhas telefônicas são fiscalizadas e observadas pela “Matrix”.


Aqueles que querem desvirtuar os seres escolhidos, vivem à espreita de seus pontos fracos para testa-los
e/ou desvirtua-los, trazendo barreiras e dificuldades aos processos de mudança. Para eles, só o modelo da
‘Matrix’ é válido e nada deve sair de seu controle.

Cada Usuário da Web tem Outro Nome

Todo desperto ganha um novo nome em várias tradições iniciáticas, inclusive isso é mencionado na Bíblia:
“Quem tem ouvido ouça o que o espírito diz às congregações: Àquele que vencer darei do maná
escondido, e eu lhe darei um seixo branco, e no seixo escrito um novo nome, que ninguém conhece, exceto
aquele que o recebe” (Apocalipse 2:17).

Mensagens pela Web

Repassadas através de códigos e símbolos, assim como é a vida material: que se pauta em arquétipos,
símbolos, cuja essência e significado precisamos apreender para transcendermos o status quo que impera
na humanidade de modo geral.
Os símbolos foram usados desde tempos imemoriais com o intuito de que a humanidade DESPERTA
pudesse entender o sentido global e particular das mensagens, em especial a essência de idéias e princípios
que eles continham, o que não acontecia às pessoas cuja mente se encontrava fechada ao novo, cercada de
preconceitos, sem conseguir penetrar no significado e essência das mensagens.
[Exemplo:“É por isso que lhes falo usando ilustrações, porque olhando, olham em vão e ouvindo, ouvem
em vão, e nem entendem; e é neles que tem cumprimento a profecia de Isaías, que diz: ‘Ouvindo ouvireis,
mas de modo algum entendereis; e olhando olhareis, mas de modo algum vereis.” Mateus 13:13-14].

Questionamento

O questionamento foi a ‘chave’ que levou Neo a conhecer a si mesmo e a verdade sobre a “Matrix”, como
também a desenvolver lucidez e tranqüilidade no intuito de conseguir superá-la. Quando ele acreditou em
si mesmo, ele reconheceu seu poder interno, aprendeu a mover sua ‘chave’, vencendo os obstáculos.
Matrix – uma análise espiritualizada sobre o filme I da trilogia – Mirtzi Lima Ribeiro – mirtzi@gmail.com 9

Morfeus Passou a Vida Procurando o Escolhido

O trabalho das Hierarquias Celestiais, a serviço do Cristo, é encontrar todos aqueles que se autoconvocam,
aqueles internamente prontos para o despertar espiritual.
O sinal ou a ressonância que cada um emite o identificará, porque será sua vibração ou sintonia que o
identificará (ou não) aqueles que estão prontos ao despertar. Com isso não há possibilidade de erro de
encontrar os ‘escolhidos’... eles são pontos luminosos de realce em meio à escuridão e sua vibração é
captada pelos potentes ‘radares’ dos Senhores do Conselho Cármico.
Conselho de Morfeu para Neo Quanto ao Caminho

Ser SINCERO.

Diálogos de cenas e observações

Cena:
Cypher: - Você não precisava estar ai.
Trinity: - Eu quis fazer um turno.
Cypher: - (com ciúmes dela, este lhe retruca) Você gosta de observa-lo... você acredita também que ele é o
escolhido? ... Nós vamos mata-lo!
[Obs.: Trinity gostava de observar a “busca” de Neo, que varava as noites no mundo virtual, ou seja, saia
da vida material e mergulhava cada vez mais no seu eu infinito (representado pelo computador e web)].
Cena:
Morfeu: - Você é um homem que aceita o que vê, porque está esperando acordar. Você acredita em
destino, Neo?
Neo: - Não.
Morfeu: - Por que não?
Neo: - Não gosto de pensar que não controlo minha vida.
[Obs.: Os despertos dirigem e direcionam suas vidas, sendo, de certo modo, donos do seu destino. Eles
não entregam o controle de suas vidas ao sistema ou à Matrix. Como seres despertos, planejam a vida de
acordo com os desígnios superiores (de Deus). Fazem isso porque não se deixam levar pela vida,
conduzindo-se a si mesmo quando penetram no domínio quântico, ou zona intermediária entre o mundo
material e o domínio virtual (domínio de Deus). Passam a ser e a estar conectados em Deus (são UM com
Ele), com o divino].
Cena:
Morfeu: Este é nosso programa de carregamento.
Neo: Estamos em um programa de computador?
Morfeu: Acha mesmo difícil de acreditar? Esta aparência é o que chamamos de auto-imagem residual. É a
projeção mental de seu eu digital.
[Obs.: Somos um conjunto de átomos, cada átomo composto de partículas (elétrons, prótons e nêutrons),
que se movimentam ininterruptamente. O cientista Rutherford, conseguiu provar a divisão das partículas
do átomo fotografando o bombardear de uma finíssima lâmina de ouro com partículas radiativas. Verificou
Matrix – uma análise espiritualizada sobre o filme I da trilogia – Mirtzi Lima Ribeiro – mirtzi@gmail.com 10
que o átomo não é maciço, sendo que boa parte dele é composta de ESPAÇO VAZIO. No nível
subatômico estas partículas estão divididas em duas classes: bósons e férmions. A classe dos férmions é
constituída de várias partículas (inclui-se nelas as quarks que já foram muito abundantes durante a sopa de
partículas superquente formada pela a explosão do BIG BANG – há 12 ou 15 bilhões de anos, que se
resfriaram formando a matéria). Os elétrons podem se comportar ora como ondas, ora como partícula, ora
como vibração. A sua forma de apresentação será determinada pelo observador. LOGO, A ‘REALIDADE’
PERCEBIDA É DETERMINADA PELO OBSERVADOR].

Deepak Chopra:
“TTudo que experimentamos como realidade material tem origem em um reino invisível além do espaço e do tempo, um reino
revelado pela ciência como consistindo em energia e informação. Essa fonte invisível de tudo que existe não é um vácuo, mas o
útero da própria criação. Algo cria e organiza essa energia. Transforma o caos da sopa quântica em estrelas, galáxias,
florestas tropicais, seres humanos e nossos próprios pensamentos, emoções, lembranças e desejos.”
“São necessárias ondas cerebrais para transformar o turbilhão de energia caótica da sopa quântica em imagens e
pensamentos reconhecíveis”.
“No século XX, Einstein e outros pioneiros da física quântica romperam a barreira da realidade material para um mundo novo
e, em seu espanto, muitos tiveram uma experiência mística. Para eles, quando os mistérios da luz fossem revelados, a luz de
Deus também seria conhecida”.
“A nossa visão somente pode se organizar em torno da luz. As mesmas reações do cérebro que permitem a você ver uma árvore
como uma árvore, em vez de um enxame etéreo de átomos em intensa atividade, também permitem que você experimente Deus”.

Cena:
Morfeu: - Quero libertar sua mente. Mas só posso te mostrar a porta. Você tem de atravessa-la. Você
precisa livrar-se, Neo, do medo, da dúvida e da descrença. Liberte sua mente.
[Obs.: Deus, bem como todas as Hierarquias Celestes, respeitam a Lei do Livre Arbítrio concedida ao ser
humano. Eles indicam o caminho, mas cabe ao homem decidir trilha-lo].
Cena:
Cypher (Sr. Reagan): - Nove anos como liberto da Matrix. A ignorância é maravilhosa! Não quero me
lembrar de nada. Nada! E eu quero ser rico. Você sabe, alguém importante. Um ator...
Agente: O que desejar, Sr. Reagan.
Cypher (Sr. Reagan): - Tudo bem.
Obs.: A ignorância exime a pessoa das responsabilidades e do compromisso que o Caminho Espiritual
requer. Entretanto, fingir ignorar não é uma via honrada. Quanto mais um ser desperto ativa seus dons, mas
os deverá usar em prol do plano evolutivo e divino, jamais com propósito egoísta. Um ser desperto cultiva
o desapego, procura manter sua responsabilidade e seu caminho de forma equilibrada, renova sua entrega e
refaz seus votos internos diariamente, de modo que sua fé permaneça inabalável. Quanto mais ele recebe
bênçãos e facilidades, mais se doa a Deus e a Seu serviço.
Frases significativas encontradas no filme:

 Ansiar descobrir = atitude que conduz à Busca, à percepção;


 A matrix está em todos os lugares = a ilusão está em todo o mundo material;
 Você nasceu numa prisão ... de sua mente = a prisão de nossa mente é o corpo e o mundo material,
nossa tarefa é identificar isso e libertar a mente, fazendo-a abrir-se à realidade da ALMA ou EU
SUPERIOR;
 Bem vindo ao mundo real = o mundo dos despertos é que é real, ilimitado, sem barreiras;
Matrix – uma análise espiritualizada sobre o filme I da trilogia – Mirtzi Lima Ribeiro – mirtzi@gmail.com 11
 Por que meus olhos doem? Porque você nunca os usou = os não despertos encontram-se na
cegueira espiritual, ‘têm olhos e não vêm’ como disse Jesus.
 Como você define o que é real? = A idéia do que é real é relativa. Real será a vida material, se a
pessoa está apegada ao mundo de três dimensões. Real será a vida imaterial, se a pessoa libertou
sua mente e se encontra na multidimensionalidade;
 Sinais elétricos interpretados pelo cérebro = para poder enxergar o mundo da forma nosso cérebro
está capacitado apenas a PERCEBER a imagem como matéria. Se a visão de cérebro fosse rápida
como a vibração das partículas subatômicas, veríamos uma sopa quântica, e entre uma vibração e
outra, observaríamos que desaparecemos numa fração de segundos incalculável para nosso cérebro.
A mesma ilusão conseguida por um desenho animado cuja movimentação dos inúmeros desenhos
da seqüência passam a uma velocidade imperceptível ao olho humano (imagem decodificada pelo
cérebro), dando a impressão que as figuras se movem perfeitamente.
 Ele só existe agora [o mundo] como uma simulação neurointerativa...que chamamos de Matrix =
pela realidade quântica o mundo material é uma imagem interpretada pelos nossos neurônios.
 Inteligência Artificial (IA) = computadores;
 Fonte de energia para sobreviver= todos precisam dela;
 O corpo humano gera bioenergia = esta energia é criada pelo movimento das nossas partículas,
gerando uma radiação não percebível ao olho humano. É uma enorme fonte de energia;
 Matrix = controle
 Em certas idades eles não despertam mentes por ser perigoso = Há uma idade mediana para o
despertar do ser humano. Em geral quando somos crianças temos acesso ao mundo virtual, pois
vivemos entre uma realidade e outra. Quanto mais idade, mais difícil é aceitar a realidade superior,
por causa dos limites que a sociedade, a cultura, a religião e o hábito nos impõem e que abraçamos
como verdades absolutas. Entretanto, quando há uma abertura interior e uma busca sincera, a
qualquer época o indivíduo poderá se abrir à realidade superior e se entregar a Deus
incondicionalmente, isso favorece e acelera todo o seu processo de DESPERTAR.
 Estávamos esperando a sua volta (aquele que conseguia dominar a matrix e que morrera) = Aqui
a referência se reporta à experiência física do renascimento;
 Treinamento = Durante nosso despertar é necessário treinar e estimular nossos dons latentes;
 Sou filho de Sião, nasci no mundo real = Um nascido espiritualmente, puro de coração e propósito;
 Sião, última cidade humana que fica perto do centro da Terra = Uma referência às cidades
intraterrenas, que abrigam seres espiritualmente despertos e que sob as ordens de Cristo, conduzem
o processo de crescimento espiritual dos seres humanos sobre a Terra; Algumas civilizações
intraterrenas se compõem de seres provenientes de várias galáxias e trabalham a serviço do Cristo,
no sentido de favorecer sua segunda vinda e instaurar a período de Luz que haverá na Terra. Tal
analogia pode ser evidenciada com a Sião Celestial mencionada na Bíblia (conforme citação de
Hebreus já transcrita acima).
 Precisa de senhas ou códigos individuais para entrar em Sião = Alguns dos seres despertos sabem
como acessar realidades imateriais, indo até o domínio quântico como também até o domínio
virtual (de Deus);
 Como eu te venci? Você pensa que é mais rápido. Não pense que é. Saiba que é. = O ser desperto
SABE, SENTE, sem precisar se auto-afirmar. Como disse Lao Tzu: “O ser integral conhece sem
ir, vê sem olhar e realiza sem fazer”.
Matrix – uma análise espiritualizada sobre o filme I da trilogia – Mirtzi Lima Ribeiro – mirtzi@gmail.com 12
 O sistema é nosso inimigo = O sistema de coisas vigente que dá valor ao que é material e apenas ao
que pode ser PROVADO segundo as leis físicas, torna-se um obstáculo aos que trilham a Busca
espiritual, mas jamais os impedirá de avançar;
 A maioria das pessoas não está pronta para despertar = Um número considerável da humanidade
está fechada às realidades superiores por causa dos valores que a sociedade dá ênfase. Por isso há
grande alegria para as Hierarquias quando um indivíduo se abre às realidades do infinito, voltando-
se com sinceridade para Deus;
 Se você não é um dos nossos é um dos deles. Qualquer um ainda não liberto é um agente em
potencial dentro da Matrix = Os que não despertaram, em geral acham estranho devotar a vida a
Deus. Outros acham inconveniente, loucura, insensatez ou que tal caminho não é para si. Há ainda
aqueles que, embora simpatizem com a idéia, adiam uma disciplina que vise ao cultivo de valores
espirituais. Diferentemente há os que experimentam a Busca Espiritual e querem trilhar o Caminho
e que apesar de estarem inseridos na sociedade, pautam a vida por outros valores. Num nível de
esclarecimento superior, o indivíduo empreende o caminho espiritual, solidificando valores e
qualidade espirituais sem necessariamente pertencer a alguma religião. Isso pode não ser bem
compreendido por muitos, e tal atitude pode ser rotulada como profissão de fé duvidosa, não
reconhecida pela sociedade. Sua Santidade Tenzin Gyatso, o 14˚ Dalai Lama, falou sobre estas
qualidades espirituais no livro “Uma Ética para o Novo Milênio”: “Considero que a espiritualidade
esteja relacionada com aquelas qualidades do espírito humano – tais como amor e compaixão,
paciência, tolerância, capacidade de perdoar, contentamento, noção de responsabilidade, noção de
harmonia – que trazem felicidade tanto para a própria pessoa quanto para os outros. (...) É por isso
que às vezes digo que talvez se possa dispensar a religião. O que não se pode dispensar são essas
qualidades espirituais básicas.” (Pg 33).
 Na cena em que Morfeus está preso e o sr. Smith diz que o ser humano acaba com todos os
recursos e quando esses acabam, se instalam em outro para fazer o mesmo, concluindo que: “Só
há um tipo de vida que faz isso: vírus”. = Crítica ao modo como o ser humano depreda e exaure o
meio ambiente, não se importando com a sustentabilidade da vida de uma forma abrangente e
ecossistêmica.
Conclusões:

O primeiro filme da trilogia Matrix, traz o início ou a ponta do Ice Berg de uma filosofia muito mais
profunda, que aos poucos, em Matrix II e III vão se descortinando e trazendo indicações da compreensão
das esferas superiores à nossa.
Estes filmes subseqüentes retratam questões como: 1. Pai/Mãe divino, ou seja, os dois aspectos de Deus: os
princípios universais do feminino e masculino; ying e yang; receptivo e ativo; o mundo da forma e o que é
incriado, ou seja, o caos; 2. a necessidade da Lei do Livre Arbítrio no âmbito do plano físico e sua
transcendência nos níveis superiores, apontando a mutabilidade ou impermanência e movimento cíclico da
evolução da humanidade em padrões determinados a priori por leis imutáveis (a ambigüidade ordenada
funcionando harmoniosamente entre os planos de compreensão); 3. a consciência da massa e a dos seres
despertos; 4. os ciclos masculino e feminino contribuindo para a ascensão das civilizações e raças; 5. o
ciclo masculino (NEO) dando lugar ao ciclo feminino (criança do sexo feminino do filme III, como nova
iniciada que possivelmente sucederá NEO);

Estes são apenas alguns aspectos ora mencionados, que são abordados na trilogia do filme.
Matrix – uma análise espiritualizada sobre o filme I da trilogia – Mirtzi Lima Ribeiro – mirtzi@gmail.com 13
Quadro sinóptico do texto “Análise do filme MATRIX numa perspectiva espiritual”
Mirtzi Lima Ribeiro – mirtzi@gmail.com
Personagem
ou Situação ANALOGIA com o filme MATRIX:

Mesmo no caminho espiritual a luta a ser travada com o mundo da ilusão é pesada. Viver a verdadeira vida no mundo
A Luta tridimensional requer uma luta ATÉ O MOMENTO de se reconhecer que tudo é ilusão. Aí cessa a luta e vem a
COMPREENSÃO. Dela advém o poder e a transcendência ao mundo tridimensional.
Representa a flama gêmea de Neo (complemento ou escolhido divino, ou potencial de ancoradouro do amor verdadeiro). Ela o
Trinity reconhece primeiro, isto é significativo, pois como polaridade feminina, atualmente está ativada e receptiva às realidades do
infinito. Sua meta é clara e ela a segue sem nenhuma dúvida. Está totalmente entregue ao plano divino. Sua vida é o serviço,
assim é o catalisador do PROCESSO de crescimento espiritual de Neo.

O despertar interior do homem. Aquele que guarda em si os poderes psíquicos, mentais e espirituais de modo latente, que ao
serem DESPERTOS serão utilizados em prol da vida REAL, imaterial. Ele busca infinitamente as respostas às questões como
quem sou, onde estou, porque estou aqui, o que há além daqui, o que se espera de mim, para onde vou, o que significa a vida
Neo na Terra? Procura Morfeu, um mestre que o iniciará, ajudando-o no seu despertar. Seu coração quer sinceramente encontrar
este mestre, internamente é um discípulo pronto, portanto, a vida providencia o encontro com este mestre que lhe abrirá os
caminhos e o ajuda a expandir sua consciência e poderes. Depois de desperto, devotará sua existência a ativar as
consciências de pessoas com potencial para sair de suas vidas comuns (de ilusão, maia, vida irreal, representada pela Matrix
– palco onde cada um representa um papel que os impede de ver a vida real). O único propósito é retornar para casa: mundos
incorpóreos. Depois de certo momento não há retorno.
Representa a Hierarquia, que devota seu foco de consciência ao trabalho espiritual sobre a Terra. Atualmente reconhece e
Morfeus ativa o despertar dos escolhidos. Assim, procura a “vida inteira” pelo “escolhido”, que seria Neo, ou aqueles aptos ao
despertar interior, os filhos da luz.
Significa o palco, onde atualmente representamos nosso papel, como experiência para analisar na Terra, os efeitos da
Matrix negatividade sobre as criaturas humanas. É maia, a ilusão, a vida comum, que é irreal. São os valores do mundo
tridimensional. O traidor da “resistência” no filme, tenta negociar a entrega de Morfeu em troca de cumprir seu desejo de voltar
à ignorância, e neste mundo irreal, ser poderoso, rico, ter mulheres bonitas, levar uma vida fácil e abastada.
Neo, demonstra ter um raciocínio veloz, capaz de passar dez horas absorvendo “programas” incansavelmente. Esta é uma
Raciocínio Rápido característica daqueles que têm contato com os fogos do espaço: quanto mais próximo das Hierarquias, mais rápido é o
raciocínio, que segue um ritmo acelerado (estando preso ao mundo, se é lento).
Representam as forças opostas (as trevas), os responsáveis pelas tendências negativas e que querem o homem comum
mergulhado na ILUSÃO, maia, vida irreal (que é a nossa vida rotineira: nascer, pertencer a uma família, estudar, casar, ter
Agentes da Matrix profissão, ser “alguém”, possuir bens materiais, etc., representa o TER, a POSSE e todos os valores do mundo tridimensional
que seguram o homem à Terra). Estes agentes buscam desviar os autoconvocados provando-lhes que a verdadeira vida é
esta que levamos e não a vida imaterial, a vida coligada ao cosmos e a Hierarquias excelsas. Todo e qualquer ser humano
que vive a vida comum é um agente da Matrix, por isso eles “assumem” os corpos dos seres humanos comuns para conseguir
seu propósito: retardar o despertar interior e ter o ser humano imerso na ilusão coletiva.
Representam os grupos internos exteriorizados, que se irmanam e congregam com fins de despertar mais e mais pessoas à
Outros Componentes vida verdadeira, ajudando a libertar aqueles que desejam sair da mesmice e trilhar o Caminho. Ainda assim, há os que têm
da Resistência dúvidas, como foi o caso do traidor e que tentam retroceder, entregando os companheiros de fé aos agentes da “matrix” em
troca de sua ignorância ou retorno à vida comum.
Representa os que embora despertos, optaram pelo serviço de viver no mundo da ilusão usando seus poderes psíquicos e
mentais, com fins de conduzir e orientar os potencialmente aptos a seguir a trilha espiritual. São os gurus, os mentores
O Oráculo espirituais, os canalizadores, os que aceitam a vida de serviço e empreendem a tarefa maior: o semear a luz e ensinamentos
e o despertar dos corações potencialmente aptos a trilharem o caminho espiritual. Eles abdicam da liberdade e da glória na
verdadeira vida para aumentar as fileiras de despertos entre aqueles que querem sair da vida comum.
No início do filme, há um diálogo entre Trinity e o observador da matrix codificada, onde ela pede para lhe substituir no turno
de observação, ele retruca que não precisa que ela o substitua e que ela faz isso porque “gosta de observar Neo”. Com
Começo do Filme ciúmes, pergunta se ela também acha que ele é o escolhido, e lhe diz: “nós vamos mata-lo”. Trinity gostava de observar a
“busca” de Neo, que varava noites e dias no mundo virtual, ou seja, saia da vida cotidiana e cada vez mais mergulhava no seu
eu infinito (representado pelo computador e web).
Programas Os despertos absorvem quaisquer “programas” (dos registros akáshicos) estando aptos para saber o que é preciso saber
(recebem por canalizações ou vêem/absorvem do éter planetário).
Nabucodonossor O nome do “barco” da resistência. Nabucodonossor foi soberano da Babilônia, civilização sucessora dos Sumérios, berço da
raça extraterrestre na Terra, conforme registros decifrados nas tábuas sumerianas (ver argumentos de Zecharia Sitchin nos
livros “O 12° Planeta”, “Gênesis Revisitado”, “Os Reinos Perdidos” e Virgil Armstrong no livro: “O Caminho para Casa – Ovnis,
o Merkabah, o Cinto de Fóton e Vocês”).
Obs.: Há outras analogias por todo o filme. Estas são as principais, acredito mesmo que se trata de um filme iniciático.