Você está na página 1de 27

CREA

REVISTA DO CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DA BAHIA ISSN 1679-2866

v. 21, n. 67,
Primeiro trimestre
de 2020

Segurança e agilidade
nas construções:
Pré-moldados e
pré-fabricados foram
a solução encontrada
pela China

Decreto 9451/2018
determina novas regras de acessibilidade
e mexe com mercado de engenharia
Foto: Crea-BA
ISSN 1679-2866
v. 21, n. 67,
primeiro trimestre de 2020
PRESIDENTE (em exercício)
Eng. Civil, Minas e Seg. do Trabalho
José Francisco Alves de Miranda Ramalho Filho

CHEFE DE GABINETE
Elisângela Saraiva

DIRETORIA
2º Vice-Presidente: Eng. Florestal Dalton Longue Junior
1º Diretor Administrativo: Eng. Civil João Coelho da Costa
2º Diretor Administrativo: Eng. Civil Manoel Ramos Filho
1º Diretor Financeiro: Eng. Agrícola Dian Lourençoni

EDITORIAL
2º Diretor Financeiro: Eng. Eletricista Agnaldo Conceição gomes Alves
3º Diretor Financeiro: Eng. Mecânica ila Lorena Peixoto Silva

CONSELHO EDITORIAL
Victor Lopes – Gerente de Comunicação e Marketing
Aline Marcelo – Engenharia Civil
Querido(a) Profissional, Moisés Pedreira – Agronomia
Elizeu Marcos Silva – Segurança do Trabalho
A edição 67 da revista do Crea Bahia está sendo publicada em um Josenaldo Silveira – Engenharia Mecânica
período imensamente desafiador para o nosso Conselho e para todos os Aline Correia – Geografia
Francisco inácio Negrão – Geologia e Minas
profissionais e empresas registrados. Fomos surpreendidos com a velocidade Eduardo de Brito Silva – Engenharia Elétrica
da contaminação do novo coronavírus em todo o mundo, com as graves Luciano Hocevar – Engenharia Química
consequências sobre a saúde da população e as repercussões sociais e Assessora de Comunicação
econômicas. Mas, neste momento difícil, precisamos seguir comprometidos Daniela Biscarde
e firmes para sairmos desta crise ainda mais fortes, buscando soluções com Elaboração
tranquilidade e serenidade. MC&g DESigN EDiTORiAL

Nas páginas desta edição abordamos como o Conselho Regional tem Redatores
Claudia Cardozo
se adequado a este momento, protegendo a saúde dos seus servidores e Ailma Teixeira
apoiadores, mantendo a adequada prestação dos serviços aos profissionais Estela Marques
e empresas, tendo em vista que muitas atividades seguem o seu curso, Revisão
e precisam do nosso suporte e apoio incondicional para que sejam bem Otávio Flexa
Roberto Azul
realizadas.
Foto de capa
A revista traz, ainda, uma reportagem relevante acerca do uso das Erik Salles
estruturas que foram utilizadas para montagem de hospitais às pressas, na
Impressão
China, no combate à covid-19. Na matéria, podemos constatar diferentes gráfica Edigráfica
pontos de vista sobre as vantagens e limitações deste tipo de material, Projeto gráfico
evidenciando, ainda, como a Engenharia é estratégica para a sociedade, Autor Visual/Perivaldo Barreto
em todos os momentos. Diagramação
glaucio Coelho
Falamos, também, sobre acessibilidade, um assunto que ganha crescente
relevância social com o aumento da longevidade da população e a necessidade
de proporcionar qualidade de vida aos idosos, permitindo enxergarmos como
essa tendência modifica e amplia o nosso mercado profissional.
Nosso endereço
A inovação é outra marca da nossa revista, nesta edição bem representada Av. Professor Aloísio de Carvalho Filho, 402, Engenho Velho de Brotas
na reportagem que narra casos de estudantes que estão preenchendo CEP: 40243-620 – Salvador/Bahia
Tels.: (71) 3453-8989/Telecrea: (71) 3453-8990
espaços pouco conhecidos, nos orgulhando como profissionais da tecnologia E-mail: revista@creaba.org.br
na Bahia. Destaco, ainda, as informações sobre a fiscalização, atendimento, www.creaba.org.br
inspetorias e entidades de classe, eixos que compõem a atuação do Sistema
As opiniões emitidas nas matérias e artigos
Confea/Crea e Mútua. são de total responsabilidade de seus autores.
Que seja uma leitura útil, agradável e capaz de nos manter comprometidos,
firmes e otimistas neste momento de crise de saúde, com as suas repercussões. Revista Crea-BA/Conselho Regional de Engenharia e
Agronomia da Bahia. Nº 67 (Primeiro trimestre de 2020).
Permaneçamos juntos e determinados, afinal, sabemos que a união é um Salvador: Crea-BA, 2006 - ISSN 1679-2866
ingrediente necessário para o fortalecimento e superação das adversidades. Trimestral

José Francisco Ramalho 1.Engenharia. I. Conselho Regional de Engenharia e


Agronomia da Bahia
Engenheiro Civil, de Minas e de Segurança do Tra balho
CDU 72:63 (813.8)
e presidente em exercício do Crea-BA CDD 720
Foto: Li He / Xinhua

06
ACESSIBILIDADE
Um mundo acessível

14
SERVIÇOS PARA OS PROFISSIONAIS
Pandemia do coronavírus aumenta procura por serviços digitais do Crea-BA

22
ENERGIA SOLAR
LUZ PRÓPRIA – Eficiência do aeroporto de Salvador com própria usina de
geração de energia solar, a primeira desse porte no Brasil, pode chegar a
6,2 milhões de quilowatts ao ano

26
SEGURANÇA E AGILIDADE
NAS CONSTRUÇÕES
Modelos de construção pré-moldadas e pré-fabricadas foram a solução encontrada
pela China para acelerar as ações de combate à epidemia de coronavírus
Crea-BA @rogeriojdejesus @marco_advincula pergunta @kaique_ourives
RESPONDE comenta pelo direct do Instagram dá sua dica
32
Social Media
CORONAVÍRUS
Siga o Crea-BA nas redes sociais
LOGO COLLECTION
O Crea-BA frente à pandemia – A pandemia do novo coronavírus exige adaptação
por parte de todos; veja que medidas o Crea-BA adotou para enfrentar esse momento
Social Media
pt-br.facebook.com/CreaBa/
LOGO COLLECTION

Social Media
LOGO COLLECTION www.instagram.com/creaba 34
twitter.com/creabahia MÊS DAS MULHERES
Workshop discute conquistas e desafios sobre a presença da mulher nas engenharias
www.youtube.com/channel/

42
UC6nbOX2LyEVCPKMkymNsWPw

Veja também edição online: ENTREVISTA


Pedro Lopes, Presidente da ABEM – Cursos e workshops movimentam ano na Abem
www.creaba.org.br

play.google.com/store
46
ERRATA: O título do artigo da edição anterior PROFISSÕES
foi errado. Título correto: Perícias Judiciais de
Engenharia – A relação do perito com as normas Você tem fome de quê – Engenharia de Alimentos pensa, planeja e produz
judiciárias tecnologias de alimentos e bebidas para uma diversidade de públicos
#ACESSIBILIDADE #ACESSIBILIDADE

Foto: Erick Salles


Um mundo acessível
é POSSÍVEL
U
m mundo que contemple todas cina adaptada, com barras de apoio, O Decreto determina, ainda que imóveis precisam estar preparados para
as pessoas, de todas as faixas por exemplo. Na época em que o em- os compradores dos imóveis podem isso”, afirma Giesi Nascimento Filho,
etárias, estaturas e restrições preendimento foi inaugurado, pouco solicitar à construtora, por escrito, até engenheiro civil e arquiteto analista
é concebido através do chamado de- se falava em construções acessíveis, o início da obra, a adaptação razoável técnico do Crea-BA. 
Como eu vim morar sozinho,
senho universal. Com este conceito, mas o Decreto 9.451/2018, que regu- de sua unidade, informando sobre os Uma das primeiras moradoras do sabia que não precisava de um
casas e cidades podem ser planejadas lamenta o artigo 58 da Lei Brasileira itens de sua escolha para instalação Botticelli, a pensionista Cenira Dias
apartamento enorme, mas queria
de forma a incluir todos os cidadãos. de Inclusão – LBI (Lei 13.146/2015), na residência. As construtoras e incor- Araújo, de 89 anos, conta que ao tomar
Um destes exemplos é o Condomínio obrigará os novos empreendimentos poradoras estão proibidas de cobra- conhecimento do empreendimento morar em um apartamento arejado
Botticelli, no Pituba Ville, em Salvador. residenciais a incorporarem recursos rem valores adicionais pelos serviços. se encantou. “Era uma espécie de co-
e seguro, com toda infraestrutura
O edifício foi inaugurado em março de de acessibilidade para pessoas com Também é definido que 2% das vagas de lônia de férias com abrigo, com tudo

Foto: Claudia Cardozo


2003 e foi um marco histórico por ser o deficiência. O Decreto entrou em garagem ou estacionamento vinculadas pensado para o idoso. Eu vendi meu pensada em nos atender.
primeiro na Bahia a ser projetado para vigor no dia  26 de janeiro  de 2020 ao empreendimento sejam reservadas apartamento no Rio de Janeiro para
atender a todas as necessidades de e fez as coisas mudarem. Todos os para veículos que transportam pessoas comprar esse aqui. Eu fiquei muito
Hermes Souto,
pessoas com mais de 60 anos.  novos empreendimentos residenciais com deficiência e mobilidade reduzida. entusiasmada, pois havia até botão Morador do Condomínio Botticelli, no
O condomínio foi projetado com particulares deverão permitir adapta- “Cada vez mais se quer viver mais. A de socorro próximo à cama para nos Pituba Ville, em Salvador
rampas, portas mais largas, barras de ções para promover a acessibilidade expectativa de vida é maior, e a partir de auxiliar”, relembra. O vizinho de Cenira,
apoio nos banheiros, piso antiderra- dos moradores, com exceção das uma certa idade apresentamos algumas o aposentado Hermes Souto, de 75
pante, com altura acessível das pias habitações de interesse social como limitações no caminhar, nos movimen- anos, foi morar no condomínio há nove
e armários, sala de fisioterapia, sala imóveis do programa Minha Casa, tos, na visão, na audição, limitações anos, após se divorciar. “Isso aqui é um
para atendimento médico e uma pis- Minha Vida. diversas, fruto da própria idade. E os oásis”, classifica.  “Como eu vim morar

6 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 7
#ACESSIBILIDADE #ACESSIBILIDADE

MUDANÇAS NO MERCADO

Fo
to:
A ce
O decreto pode provocar uma mudança no mercado da Engenharia. As emprei-

r vo
p ess
teiras e construtoras deverão adequar seus projetos. “As empresas, inicialmente,

oal
poderão alegar aumento de custos, mas precisarão se adequar. é um trabalho que
vai envolver engenheiros civis, arquitetos, calculistas estruturais, engenheiros de
instalações e demais profissionais envolvidos no projeto e na construção. Haverá
um repensar dos projetos para se atender a essa nova exigência, pois, na realidade,
a acessibilidade não será pensada só para quem tem alguma deficiência. Ela deverá
ser pensada para todos, a partir do desenho universal, pois, cada vez mais, se quer
viver mais e com dignidade e qualidade de vida”, avalia Giesi Nascimento, analista

Foto: Erick Salles


técnico do Crea-BA.  Haverá um repensar
E as mudanças no mercado implicam também em mudanças na formação de dos projetos para se
engenheiros e profissionais da construção civil. Para a professora Ilce Marília Dantas
Pinto, da Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia (UFBA), é preciso modificar atender a essa nova
a grade curricular das faculdades de Engenharia para tornar acessibilidade uma matéria exigência, pois, na
obrigatória. “O MEC ainda não colocou como obrigatória a matéria acessibilidade, realidade, a acessibilidade
mas como conhecimento transversal. Como é que se obriga os engenheiros e demais não é pensada só para
profissionais a projetar, a terem que cumprir esse decreto, se eles não são formados
na graduação para entender os conceitos de acessibilidade? é preciso estimular o quem tem deficiência.
pensamento de se projetar a partir do desenho universal. Eles sempre pensam em um Ela é pensada para todos,
projeto do ponto de vista econômico. E os empreendedores precisam entender que a partir do desenho
projetos de acessibilidade não geram maiores custos”, pondera Ilce Marília. A professora universal, pois, cada
complementa que projetos baseados em acessibilidade se tornam econômicos por
evitar obras para readaptações posteriormente. “Sem essa formação, o Decreto pode vez mais, se quer viver
se tornar inócuo. Para ele ser cumprido, precisará haver uma fiscalização forte nos mais.
empreendimentos privados, como já há nas obras públicas”, indica a docente. giesi Nascimento,
Engenheiro civil e analista
técnico do Crea-BA
sozinho, sabia que não precisava de os operadores do Direito, como promo- trutivas que possibilitem sua adaptação
um apartamento enorme, mas queria tores de Justiça e magistrados, poderão interna para uma unidade acessível, Eles sempre pensam em um projeto do ponto de vista
morar em um apartamento arejado e fazer valer os direitos das pessoas com sem afetar sua estrutura e instalações econômico. E as pessoas precisam entender que
seguro, com toda infraestrutura pen- deficiência. Além disso, também ana- prediais. “Toda edificação e suas estru-
sada em nos atender. Digo que aqui é o lisa que as construtoras enxergarão turas prediais têm que ser projetadas
projetos de acessibilidade não geram maiores custos.
repouso do guerreiro, e o espaço ainda um nicho de mercado, até então invi- de modo a viabilizar o remanejamento
ilce Marília Dantas Pinto,
me permite fazer o que mais gosto: sibilizado. “é preciso enxergar nessas interno de seus espaços de forma que Escola Politécnica, da Universidade Federal da Bahia (UFBA)
dançar, dançar todos os tipos de dança pessoas cidadãos com possibilidades se adequem à acessibilidade. é preciso
de salão”, conta o aposentado. de adquirir um imóvel e sem cercear prever em projeto adaptações que per-
O superintendente dos Direitos da seus sonhos e desejos. Até então, as mitam aumentar o vão da porta para
Pessoa com Deficiência da Secretaria opções de imóveis com algum tipo de passar uma cadeira de rodas, é preciso
de Justiça, Direitos Humanos e acessibilidade era algum no térreo do permitir a integração de uma área a
Desenvolvimento Social (SJDHDS), empreendimento, e muitas vezes, nem outra, a mudança de utilização de um Foto: Divulgação

Alexandre Baroni, cadeirante há 28 mesmo os empreendimentos horizon- ambiente para atender às necessidades
anos, sabe bem a dificuldade que uma tais apresentavam acessibilidade. Uma do usuário. Salas, cozinhas, quartos e
pessoa com deficiência sente para pessoa com deficiência pode desejar sanitários precisam ser acessíveis.
adquirir um imóvel. “Eu tive algumas morar em outros andares de um edifício é preciso evitar desníveis no acesso
experiências, pensei até em ajuizar a e até mesmo em uma cobertura. Não das unidades e no seu interior, utilizar
questão na época, mas desisti porque podemos cercear esses desejos por maçanetas tipo alavancas, projetar
não havia legislação específica e os nenhum motivo”, frisa. corredores com pelo menos 90 cm de
operadores do Direito são pouco sen- Com o decreto, as novas edificações largura. O ambiente precisa permitir o
sibilizados para a situação”, declarou. de uso privado multifamiliar serão pro- trânsito livre de uma cadeira de rodas
Baroni, que é engenheiro químico por jetadas com unidades adaptáveis, ou para que a pessoa possa conviver na-
formação, acredita que, com o decreto, seja, apresentar características cons- quele espaço”, explica Giesi Nascimento.

8 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 9
A Mútua está de
#ACESSIBILIDADE

braços abertos.
FiSCALiZAÇãO
O cumprimento do decreto deverá ser fiscalizado tentes para licenciar as obras, bem como em visitas ao
pelos órgãos responsáveis pelo licenciamento das empreendimento por fiscais do Conselho. O responsável
construções, bem como pelo Crea-BA, conforme pela fiscalização elabora um relatório e encaminha para o
previsto no artigo 11 do Decreto 5296/2004. “Todos empreendedor, dando-lhe prazo para corrigir os problemas
os engenheiros civis precisam estar preparados detectados. O responsável pelo empreendimento fiscalizado
para essas mudanças e projetar os ambien- é notificado para que faça os ajustes necessários no projeto/
tes prevendo a acessibilidade dos mesmos. obra. A empresa precisa responder a notificação, informando Em razão da pandemia da COVID-19, a Mútua, pensando em seus
Nas habitações, tem que ser preservado o cumprimento das melhorias apontadas.
os espaços destinados a cozinha, área de O superintendente dos Direitos da Pessoa com
associados, decidiu flexibilizar, em 2020, o pagamento da anuidade
serviço, sanitário. Nos outros ambientes, o Deficiência Alexandre Baroni acrescenta que a fiscalização e das parcelas dos benefícios concedidos.
sistema construtivo deve viabilizar espaços também deverá ser feita pela sociedade civil organizada.
adaptáveis com vistas a torna-los acessíveis”, “Sempre precisamos contar com o controle social para que
reforça Giesi Nascimento. Já há cartilhas e uma lei seja cumprida. E a sociedade precisa fazer seu papel”,
Além disso, estão disponíveis os benefícios:
informativos sobre as normas que deverão reforça. “O que causa doença não é a pessoa, mas o ambiente
ser observadas nos projetos. em que ela vive. é o ambiente que realiza as pessoas, Garante Saúde
A fiscalização deverá ser realizada quando precisamos melhorar os ambientes que vivemos para que
da análise dos projetos pelos órgãos compe- as pessoas sejam mais plenas e felizes”, complementa Giesi. Para ficar em dia com
a saúde da família.
Foto: Crea-BA

FORA DE CASA Ajuda Mútua

Fo
to:
A ce
Auxílio mensal para quem está passando

r vo
p ess
Os maiores desafios que uma pes- sibilidade, pois não há justificativa. O ir

oal
soa com deficiência ou com mobilidade e vir é tão simples, é um direito funda- por dificuldades e falta de renda.
reduzida enfrentam estão fora de casa. mental, e não pode ser impedido para
Andar pelas calçadas, atravessar ruas, as pessoas com deficiência”, reclama. 
passar por passarelas, ingressar em Estudante da Universidade Federal
Assistencial Express
prédios públicos podem ser coisas sim- da Bahia (UFBA), do curso de Geografia, Caso esteja em situação de vulnerabilidade e
ples para uma pessoa sem deficiência. Tairony conta que se engajou no mo- não foi contemplado em outros benefícios.
Mas para as pessoas com restrições, vimento em prol da acessibilidade
uma calçada feita com pedras portu- após cair ao tentar subir as escadas O ir e vir é tão simples,
guesas ou com buracos, podem ser um da Reitoria da universidade. Ele contou é um direito fundamental, Apoio Flex
verdadeiro obstáculo e comprometer com ajuda rápida de pessoas próximas e não pode ser impedido Para despesas pessoais não
o seu direito de ir e vir.  a ele, mas não se sentiu confortável.
Tairony Oliveira de Souza, sente Para o estudante, que concluirá a se-
para as pessoas com previstas em outros benefícios
na pele essa dificuldade. Ele teve um gunda graduação neste ano, é preciso deficiência.
acidente vascular cerebral (AVC), que a universidade esteja preparada
ainda jovem, que lhe deixou algumas para o aluno com deficiência. “Na época Tairony Oliveira de Souza,
Estudante da Universidade Federal
sequelas, entre elas, a redução na em que isso ocorreu comigo, não havia da Bahia (UFBA)
mobilidade. “As calçadas sempre são leis que obrigassem os prédios públicos
um obstáculo pelos buracos, ainda tem a serem acessíveis.” Por conta desse
a questão das pedras portuguesas, ocorrido, ele se engajou com a questão acessibilidade. “No planejamento, no
que sempre soltam e atrapalham o e foi estagiar na própria universidade projeto, na planta, estava tudo certo. Mas
caminhar. Atualmente, estão até mais em um setor que discute acessibilidade na prática não é assim. Eu observei isso
confortáveis para transitar por estarem dentro do campus, como a interligação na UFBA, nas obras de requalificação. Às
mais planas. As calçadas bem feitas, por vias acessíveis entre os prédios vezes, fazem uma rampa fora do padrão,
com acessibilidade, são benéficas para de aulas.  sem a inclinação correta. Não adianta no
as pessoas com deficiência física. Elas Apesar de considerar as legislações projeto estar tudo certo. é preciso que
precisam seguir um padrão. Mas infe- vigentes um avanço, Tairony faz uma isso corresponda à realidade.  Tem pro-
lizmente, não podemos transitar em crítica às normas que obrigam os em- jetos que são lindos, mas não atendem
todos os lugares. Eu acho que falta preendimentos públicos e privados a às regras de acessibilidade, e isso nos
consciência no brasileiro para a aces- serem planejados a partir de normas da prejudica muito”, destaca.

3453-8946 3453-8945 WWW.MUTUA.COM.BR


10 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 11
71 71
#ELEIÇÕES CREA-BA #DIA DO ENGENHEIRO

CREA-BA CELEBRA DIA DO ENGENHEIRO


COM WORKSHOP E HOMENAgEM
A
Fotos: Crea-BA

realização de um workshop para os profissionais ini-


ciantes e uma homenagem para os veteranos foram
as escolhas do Crea-BA para celebrar o último Dia do
Engenheiro, em 11 de dezembro.
No turno da manhã, a entidade realizou o workshop
“Perspectivas das Profissões de Engenharia”, no Hub Salvador,
para estudantes do curso e engenheiros recém-formados.
Com discussões sobre construtechs e a revolução dos can-
teiros 4.0, as palestras foram ministradas pelo engenheiro

ELEIÇÕES DO SISTEMA
civil Diego Mendes, CEO da plataforma Construcode, pelos
economistas Vilson Alves (da aceleradora do Senai Cimatec)
e José Soares (que atua há mais de 10 anos com inovação
e startups no Sebrae).

CONFEA/CREA E MÚTUA
Já à noite, a celebração foi uma festa protagonizada
por engenheiros, agrônomos e geocientistas, formados
na turma de 1969. Eles foram agraciados com honrarias,
ao lado dos conselheiros que encerraram seus mandatos
no Crea-BA no último ano. O evento foi realizado no Hotel

ACONTECEM EM 2020
Fiesta, com patrocínio do Conselho Federal de Engenharia
e Agronomia (Confea).

A
s eleições 2020 do Sistema Vale lembrar que a escolha dos Eleitoral Regional na Bahia, engenhei-
Confea/Crea e Mútua estão eleitos é feita por voto direto e se- ra de produção e de segurança do
marcadas para o dia 3 de junho creto dos profissionais registrados e trabalho, conselheira Ineivea Santana
em todo o Brasil. Na Bahia, serão esco- regulares com o Conselho até o dia 4 de Faria, destaca a importância do
lhidos por voto direto dos profissionais de maio, um mês antes da data mar- processo eleitoral: “Temos caminhado
o presidente do Crea-BA, o diretor geral cada para o pleito. Os profissionais para fazer eleições tranquilas, com
da Mútua-BA, o diretor administrati- devem ficar atentos aos seus locais qualidade de logística e viabilizando
vo da Mútua-BA e ainda a chapa de de votação, podendo fazer a escolha ao máximo a participação dos pro-
Conselheiro Federal, que é composta do local pelo Sistema Profissional fissionais no pleito, dando assim a
por um titular e um suplente. Os pro- (Sitac) assim que for o procedimento dimensão que este momento merece,
fissionais do estado também votam for liberado pelo Crea. Até lá, todas as é a hora dos profissionais escolhe-
na eleição de presidente do Confea. informações podem ser encontradas rem as lideranças que vão dirigir o
Todos os eleitos terão mandato de no site oficial do Conselho – www. Sistema Confea/Crea e Mútua nos
três anos, entre 2021 e 2023. creaba.org.br – e também nas redes próximos três anos”, disse.
A condução das eleições é feita pela sociais, além do envio de e-mails A apuração dos votos, conforme
Comissão Eleitoral Regional da Bahia, informativos. previsto no calendário eleitoral, deve
a CER-BA, composta por cinco conse- Para 2020 estão previstas 72 ocorrer imediatamente após o término
lheiros que são membros titulares e urnas em todo o estado, mas o de- das eleições e não será interrompida
cinco que são membros suplentes. A talhamento dos locais ainda depende até a sua conclusão. Ainda de acordo
Comissão atua em alinhamento com a da autorização de empresas e órgãos com o calendário, a data de divulga-
Comissão Eleitoral Federal, instituída que vão receber os equipamentos. ção do edital contendo os resultados
no Conselho Federal de Engenharia e As eleições acontecem das 8h até homologados pelo Plenário do Confea
Agronomia, o Confea. às 19h. A coordenadora da Comissão é o dia 29 de junho.

12 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 13
#SERVIÇOS PARA OS PROFISSIONAIS #ACESSIBILIDADE

Quem busca os serviços presencialmente nas Onde acessar os

PANDEMiA DO CORONAVÍRUS sedes da instituição é orientado a utilizar


as plataformas digitais. No próprio local,
serviços do Crea-BA? 

Fo
to:
A ce
um funcionário explica como usar as ferra- Os serviços prestados pelo

r vo
p ess
mentas. Tanto o aplicativo quanto o Sitac Crea-BA podem ser acessa-

oal
AUMENTA PROCURA POR apresentam tutoriais e manuais de uso. dos e solicitados pelo Portal
Uma equipe formada por seis pessoas, cons- do Profissional (Sitac), dis-
tantemente, atualiza as ferramentas de ponível em nosso site www.
comunicação e serviços. “Estamos em uma creaba.org.br. Outra opção

SERVIÇOS DIGITAIS DO CREA-BA constante evolução. Assim como atualmente


resolvemos pendências bancárias pelo celular,
assim será no Crea. Trabalhamos em prol da Marcelo Pessoa
Coordenador de Tecnologia
é fazer o uso do Aplicativo
de Celular (Crea-BA), que dá
acesso aos serviços e pode
inovação”, destacou o coordenador de Tecnologia. do Crea-BA ser baixado gratuitamente
nas lojas iOS e Playstore.

O
s profissionais registrados e das inspetorias no
no Conselho Regional de interior, a exemplo Escaneie o QR CODE
Engenharia e Agronomia da da entrega da cartei- para baixar o app
Bahia (Crea-BA) tem conta- ra profissional, que é
do com a facilidade das Tecnologias feita na sede ou inspe-
da Informação para serem atendidos torias. Mas a tendência
pela internet, sem precisar sair de é que isso mude em
casa e se dirigir até a sede da institui- aproximadamente um
ção. O uso das ferramentas de comu- ano. “Se o profissional
nicação é incentivado pelo Regional, tiver um certificado
sobretudo em um contexto de pande- digital, ele vai poder
mia do Coronavírus (Covid-19), já re- tirar uma foto e enviar
conhecido pela Organização Mundial o certificado para a en-
de Saúde (OMS).  tidade e assim fazer seu
Diante das medidas adotadas pelo registro. Nós já estamos
Conselho para conter o surto da pan- trabalhando para implantar
demia do coronavírus, o setor de tec- a certificação digital e permitir a reali-
nologia observou um crescimento de zação deste serviço pela internet. Pelo
30 % no acesso em busca de serviços fato de o Crea ser um órgão federal, é
nas plataformas digitais da instituição. preciso um nível de segurança maior,
“O nosso aplicativo já tem mais de dez por isso, a importância do certificado
mil downloads. O número representa digital”, explica.
quase 20 % do total de profissionais
registrados no Conselho. Esse número DO PRESENCiAL
cresce diariamente, e, por conta do nú- PARA O CELULAR 
mero de acessos durante a quarentena, O coordenador de Tecnologia
melhoramos nossa infraestrutura para do Crea-BA afirma que o aplicativo
não sobrecarregar o site e fortalecer apresenta todas as ferramentas dispo-
nossos servidores”, conta Marcelo níveis no Portal do Profissional (Sitac),
Pessoa, coordenador de Tecnologia do como o registro de uma ART, um dos
Crea-BA. Ele afirma que, a expectativa serviços mais buscados no conselho,
do Regional é de que, em até dois anos, impressão de boletos e até mesmo,
50 % dos profissionais registrados na acesso a Ouvidoria. “Buscamos im-
instituição utilizem o aplicativo para plementar todas as ferramentas no
solicitar serviços e atendimentos. aplicativo, pois temos a visão de que,
Marcelo conta que, são poucos ser- em breve, nem o computador será
viços atualmente que são realizados mais utilizado. Tudo será através do
exclusivamente nas sedes do conselho celular”, analisa.

14 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 15
#FISCALIZAÇÃO #FISCALIZAÇÃO

CARNAVAL
CREA LANÇA EBOOK
AÇÕES FiSCALiZAÇãO 2020 DE ViSTORiA PARA O
CARNAVAL 

SEgURO é Números Este ano, o Crea-BA lançou o e-book


“Rotina Sequencial Básica de Vistoria para
o Carnaval”, disponibilizado gratuitamente
pela Câmara Especializada de Engenharia

CARNAVAL
FORÇA TAREFA SALVADOR Mecânica e Metalúrgica. A publicação possui
informações sobre os serviços de vistoria,
13 A 24 DE JANEIRO montagem e manutenção dos trios elétri-
cos, entre outros dados relacionados à festa.

FISCALIZADO
894 Atos fiscalizatórios
619 Ações de fiscalização com infração
ROTINA SEQUENCIAL BÁSICA DE
VISTORIA PARA O CARNAVAL
192 Ocorrências de exercício ilegal da profissão

MATOPiBA
01/02 A 15/02
MUNiCÍPiOS FiSCALiZADOS: Barreiras, Luís Eduardo
Fotos: Crea-BA
Magalhães, Riachão das Neves, Formosa do Rio Preto,
São Desiderio e Santa Rita de Cássia CREA BAHiA NO

C
om dias e dias de festa, o car-
naval de Salvador atrai muitos 1227 Atos fiscalizatórios CARNAVAL 20201
foliões do país. Para dar conta Ainda durante o Carnaval, foi exibido um
570 Ações de Fiscalização com infração
de fiscalizar toda essa estrutura, que vídeo nas principais emissoras do estado
garante a Salvador o título de sediar 290 Ocorrências de exercício ilegal da profissão abordando a importância da participação de
a maior festa do mundo, o Conselho profissionais habilitados. A fiscalização do
Regional de Engenharia e Agronomia Crea-BA tem o objetivo de verificar o exer-
- Seção Bahia (Crea-BA), coloca seu cício e atividades das profissões reguladas
bloco na rua, ou melhor, uma equipe Devido ao trabalho que temos feito nos últimos anos, FORÇA TAREFA ENERgiAS RENOVáVEiS pela Lei n° 5.194, de 1966, observando os
de fiscalização.  percebemos uma conscientização maior dos prestadores princípios éticos e legais, compatíveis com
De dia 3 a 25 de fevereiro, três 03 A 14 DE FEVEREIRO as necessidades da sociedade.
equipes compostas por 17 fiscais,
de serviço sobre a importância de contratar profissionais
dois supervisores e um coordenador registrados no Crea MUNiCÍPiOS FiSCALiZADOS: Barra, Barreiras, Bonito,
fiscalizaram 115 trios, 21 camarotes, Augusto Câmera, Brotas de Macaúbas, Caetité, Cafarnaum, Campo Formoso,
Coordenador de Fiscalização do Crea-BA
sendo 19 no Circuito Barra-Ondina e Casa Nova, Correntina, Gentio do Ouro, Ibotirama, Iraquara,
dois no Campo Grande, além dos palcos Irecê, Itaguaçu da Bahia, Lapão, Morro do Chapéu, Mulungu
e praticáveis montados nos nove bairros de Salvador que do Regional, com auxílio do Ministério Público da Bahia
do Morro, Oliveira dos Brejinhos, Ourolândia, Pindaí, São
sediaram a folia. Ainda foram fiscalizados oito estúdios de (MP-BA), o Município de Salvador disponibilizou uma ba-
lança para pesagem dos trios elétricos. “Assim, fiscalizamos
Desidério, São Gabriel, Sento Sé, Sobradinho, Tabocas do
rádio e TV. A equipe produziu 87 ações de fiscalização com
infração à legislação do Sistema Confea/Crea. se os trios cumpriam as regras do Conselho Nacional Brejo Velho, Umburanas e Xique-Xique
Para Augusto Câmera, coordenador de Fiscalização de Trânsito (Contran) e do Departamento Nacional de
do Crea-BA, a fiscalização do ano de 2020 foi muito boa. Infraestrutura e Transportes (Dnit). Tivemos alguns casos 493 Atos fiscalizatórios
“Devido ao trabalho que temos feito nos últimos anos, irregulares que foram notificados”, conta Augusto. A partir
453 Ações de Fiscalização com infração
percebemos uma conscientização maior dos prestadores desses registros, os trios e camarotes foram notificados
de serviço sobre a importância de contratar profissio- para sanar as irregularidades apontadas, principalmente 68 Ocorrências de exercício ilegal da profissão 1
Disponível em:<https://www.youtube.com/
nais registrados no Crea”, avalia. A partir de um pedido para a festa do próximo ano.  watch?v=u5T2bcHNNZ4>.

16 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 17
Foto: Crea-BA
#INSPETORIAS NO INTERIOR #INSPETORIAS NO INTERIOR

Foto: Crea-BA
CREA JR. é EMPOSSADO BATE-PAPO
EM FEIRA DE SANTANA COM ALUNOS
O inspetor-chefe da Inspetoria do Crea em Feira de Santana, engenheiro O inspetor chefe de Bom Jesus da Lapa, engenhei-
civil Gerinaldo Costa, participou da posse do Crea Jr, no dia 6 de março. Também ro agrimensor Luiz Eustáquio Bastos participou da
neste mês de março, o chefe da Inspetoria participou da Reunião de Fiscalização aula inaugural dos cursos de Engenharia Mecânica
Preventiva e integrada da Micareta de Feira de Santana que, posteriormente foi e Elétrica da Universidade do Oeste da Bahia (Ufob),
suspensa em decorrência da pandemia do coronavírus (Covid-19). Gerinaldo Costa no Campus de Bom Jesus da Lapa, no dia 3 de março.
também proferiu uma palestra sobre a importância do Crea e do registro profis- Antes, em janeiro ele foi o patrono das turmas de
sional para alunos de tecnologia de alimentos do campus de Feira de Santana da formados do ano de 2019 dos mesmos cursos.
Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB).

Foto: Crea-BA

Colégio de inspetores tem novos coordenadores CARNAVAL EM BARREIRAS 


A inspetora de Vitória da Conquista, a engenheira civil Nelma Moraes foi eleita No mês de fevereiro, pouco antes da folia, o inspetor-chefe de
coordenadora do Colégio de Inspetores juntamente com o inspetor de Barreiras, Barreiras, engenheiro civil Mauricio Mayer, participou da reunião
o também engenheiro civil Maurício Mayer eleito como adjunto. O Colégio de grupo de trabalho do Carnaval. O grupo foi formado por represen-
Inspetores é um fórum consultivo que tem o objetivo de buscar a unidade de ação tantes da Prefeitura e Barreiras, do corpo de Bombeiros de membros
por parte dos inspetores, no que se refere ao funcionamento e administração da do Ministério Público da Bahia (MP-BA).  O objetivo da reunião era
inspetoria, uniformização de procedimentos, além de integração e desenvolvimentos discutir medidas para garantir a segurança dos artistas e foliões
Foto: Crea-BA

das estruturas. na festa.

Mais representação em Jequié  CONVERSA Presidente do Crea-BA participa de


SOBRE O CREA 
O engenheiro civil Paulo Roberto,
inspetor do Crea em Jequié, parti-
destacou que, cada vez mais, o Crea
tem sido representado nas associa-
encontro com profissionais de irecê
cipou de uma reunião para eleição ções e conselhos municipais para o Já no campus da Ufob no município O presidente em exercício do Crea-BA, profissional, relações entre profis- e dos inspetores, os geólogos Marcelo
da nova diretoria da Associação dos bem estar da sociedade. “Precisamos de Barra, o geólogo Marcelo Silva, da engenheiro civil, minas e segurança sionais e empresas contratantes e Dourado da Silva e André Luis Oliveira
Deficientes Físicos de Jequié, reali- despertar parcerias junto a outros Inspetoria de Irecê, conversou com os do trabalho, José Francisco Ramalho legislação profissional e aconteceu da Silva, do fiscal do Conselho na
zada no dia 3 de março. O inspetor se conselhos municipais sobre temas alunos do curso de Agronomia, de todos Filho, esteve no dia 13 março, na cida- no anexo da Câmara Municipal de região, Antônio Gama e do analista
prontificou a prestar orientação para que visem o crescimento sócio eco- os semestres, sobre a importância do de de Irecê, para cumprir agenda ins- Vereadores de Irecê e contou com a técnico Giesi Nascimento. Na oportu-
entidade quanto ao cumprimento nômico da nossa cidade”, sinalizou registro profissional junto ao Conselho titucional proposta por profissionais participação de cerca de 30 profis- nidade o presidente concedeu ainda
da Lei de Acessibilidade. O inspetor o inspetor.  Regional de Engenharia e Agronomia.  e inspetores da região.O encontro sionais, da inspetora do Crea-BA, a entrevistas nas rádios Caraíbas e
Foto: Crea-BA
O bate-papo ocorreu durante a aula tratou de assuntos como fiscalização engenheira civil Carol Neiva Messias, Irecê Líder FM.
inaugural, realizada no dia 3 de março.
Segundo Marcelo, o momento foi im-
portante para esclarecer dúvidas dos
futuros agrônomos e falar sobre as
responsabilidades da profissão.  
Foto: Crea-BA

Foto: Crea-BA
18 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 19
#JOVENS INOVADORES SERVIÇOS

OLHARES ATENTOS À APOiO DA Aponte sua câmera


chave na sexta-feira, que era ter algu-
ma coisa que atraísse o plástico, como iNiCiATiVA PRiVADA para o QR CODE
acontece com um imã. Começamos a A demanda levantada pelo es-
trabalhar de verdade no sábado e eu tudante Ramon Almeida, da equipe
para ver o pitch do

gERAÇãO QUE VEM AÍ


lembrei da minha aula de Física 3, do Cafeína, é um ponto superado pela projeto vencedor da
gerador de Van Der Graff. Daqui des- equipe AIChE Cimatec, formada por competição da NASA
cobrimos o princípio que utilizaríamos estudantes de Engenharia Química
para atrair os microplásticos, a energia do Senai Cimatec. O grupo faz parte
Foto: Divulgação equipe Cafeína
estática. Em seguida montamos todo dos Capítulos Estudantis do American
o corpo do protótipo”, explica Almeida. Institute of Chemical Engineer (em
Como o objetivo do hackathon é português, Instituto Americano dos
desenvolver teoricamente soluções Engenheiros Químicos), e é a única
para um dado problema, a equipe não equipe a representar o Brasil até então.
tem um protótipo ainda pronto para “A ideia desse instituto americano
testar a ideia. Os avaliadores foram dentro das universidades é realmente
conquistados com um pitch,1 uma espé- aproximar o estudante da realidade
cie de animação que apresenta a ideia e industrial. A gente já levou estudantes
a teoria do funcionamento do hardware. para Angra dos Reis, pra visitar a usina girar vai ser o tanto que a roda vai
O protótipo está em desenvolvimento nuclear; a gente tinha parceria com girar. Optamos pela pilha por ser algo
para ser apresentado, entre julho e a Bayer, com a Monsanto”, explica mais consistente. Uma vez que você
agosto, na sede da Nasa. Detalhes Leandro Barbosa, líder da equipe, que consegue uma configuração ótima
sobre as dimensões do Ocean Ride existe desde 2017. de pilhas, tanto em série quanto em
ainda não podem ser divulgados, mas Por causa do instituto america- paralelo, basta colocar um interruptor
Almeida adianta que o equipamento no, eles participaram da competição que quando você ligar o carrinho vai
deverá se aproximar do tamanho de mundial Chem-E Car Competition, andar por bastante tempo”, explica.
um contêiner. onde desenvolveram um carrinho que O experimento não tem muitas
A ideia dos estudantes baianos se movimenta com energia gerada utilizações práticas, mas pode ser
concorreu com 2.076 projetos, de através de pilhas. De acordo com o bastante aplicado para fins didáti-
230 cidades de 80 países. Apenas em estudante Luca Costa, membro da cos. Participar da competição rendeu
Salvador, a equipe Cafeína, que projetou equipe, eles tinham a opção de de- alguns prêmios ao grupo. Em 2018,
o Ocean Ride, deixou pra trás 28 equipes. senvolver o carrinho a propulsão, mas Leonardo Barbosa foi o primeiro bra-
O estudante Ramon Almeida comemora seria preciso buscar uma reação que sileiro a receber o prêmio Leadership
a conquista, mas lembra a importância libere bastante gás, e que esse gás Traver Gran, pela liderança e desen-
do investimento em educação. não fosse tóxico ou inflamável. Em volvimento de equipe – já que foi um
Estudantes desafiam pouca idade e inovam na “é ótimo esse movimento de
pensamento inovador, mas isso não
seguida, os estudantes ainda deve-
riam pensar em formas de deixar esse
dos fundadores do Capítulo na Bahia
e esteve à frente das parcerias com a
ciência ao propor soluções que podem ajudar a diminuir adianta de nada se faltar o apoio do
governo e das instituições privadas,
gás retido e que ele passasse por uma Bayer e a Monsanto. No mesmo ano a
turbina que seria seu motor. equipe viajou para Pittsburgh.
o impacto ambiental do desenvolvimento industrial porque a educação já se mostrou que “Uma reação que libera gás em um Já em 2019, o grupo ganhou o
é possível. Só falta essas duas forças. recipiente fechado vai ficar com uma prêmio Outstanding Chapter, como um

R
Isso aconteceu e acontece em todos os pressão muito alta. Se você ligar uma dos capítulos de destaque do mundo
oupas sintéticas, embalagens des- Space Apps Challenge 2019 em outubro ricana com um hardware que coleta países desenvolvidos, eles investem saída desse recipiente a outro que está e o prêmio de melhor nome de equipe
cartadas nas ruas ou aterros sani- daquele ano. A equipe é formada por justamente os vilões da vida marinha. pesado em educação com o apoio vazio e colocar uma válvula entre eles, pelo Chem-E Car em Orlando, para
tários, e até os pneus dos carros estudantes da Universidade Federal da O Ocean Ride é fixado aos navios principal do governo e instituições ao abrir a válvula o gás vai passar do onde viajaram. Este ano de 2020,
liberam microplásticos que vão parar nos Bahia (Ufba) e da Universidade Católica cargueiros e usa essa força para se privadas. Então aqui no Brasil só tem recipiente de maior pressão para o os membros do Capítulo Estudantil
rios e mares. Cada vez mais os olhares de Salvador (Ucsal). locomover no oceano. Mas o grande a educação; o governo e as institui- de menor. Se você colocar depois da organizaram a primeira Brazil Regional
têm se voltado para as consequências do Os estudantes Ramon de Almeida, mecanismo por dentro do hardware, ções privadas não chegam para colar válvula uma turbina, ao passar o gás Conference, que aconteceu no Cimatec
desenvolvimento industrial. As partículas de Engenharia Química; Antonio destaca Almeida, é o uso da energia ele- e dessa forma de nada adianta, nem pela turbina, ela vai girar muito. Se entre 30 de janeiro e 2 de fevereiro.
de até cinco milímetros de diâmetro são Rocha, Pedro Dantas e Genilson Brito, trostática baseada no gerador de Van o país se desenvolve de uma forma você acoplar uma roda ao outro lado O evento será realizado anualmente,
uma preocupação de ambientalistas em de Administração; e Thiago Barbosa, Der Graff, que cria um campo específico saudável e próspera”, observa. do eixo, o tanto que a pá da turbina em diferentes capitais.
razão da alteração que causam no bioma. de Análise e Desenvolvimento de para atrair apenas microplásticos.
É uma preocupação também da equi- Sistemas, conquistaram jurados do “O processo de criação foi no pró-
pe Cafeína, vencedora do torneio Nasa hackathon da agência especial ame- prio evento. Iniciamos com a ideia 1
Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=ybJtCZdCWM4&feature=youtu.be>.

20 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 21
#ENERGIA SOLAR ENERGIA SOLAR

Foto: Divulgação
Fo
t

o:
Ac
er
vo
pe
s so
al
O órgão precisa constatar que a usina estará
posicionada em área fora do limite de segurança da
pista, principalmente porque o equipamento é um
objeto projetado acima do nível do solo e se torna

LUZ PRÓPRIA
um obstáculo.
Frederico Mascarenhas,
Engenheiro eletricista, Responsável pelo projeto da usina

Eficiência do aeroporto de Salvador com própria usina de responsável pelo projeto da usina,
a equipe ficou todo o ano de 2018
cação tão específica da usina, im-
plementada para suprir a demanda
TECNOLOGIA
EM PROGRESSO
geração de energia solar, a primeira desse porte no Brasil, e parte do ano seguinte em estudo,
discussões e perfil de casos até tirar
energética de um aeroporto, carecia
de uma tecnologia apropriada.
A eficiência energética tem sido
um progresso na indústria de mate-
pode chegar a 6,2 milhões de quilowatts ao ano do papel e executar o projeto no final
de 2019. Algumas preocupações
“Um dos cuidados que a gente
tomou foi de buscar tecnologia que
riais para geração de energia solar.
O empresário Leonardo Araújo, da
permearam o processo, como a não oferecesse esse risco [do refle- Telhado do Sol, conta que em dois

D
ez milhões e oitocentos mil pai- Airports, concessionária responsável conseguiu reduzir em 6,12 % essa anuência da Agência Nacional xo] ou que minimizasse esse risco. anos a capacidade de uma única placa
néis solares antirreflexo, seis pela gestão do equipamento. “Temos pegada. O sucesso garantiu as certi- de Aviação Civil (ANAC). O órgão Inclusive, no processo de licencia- saltou de 210 watts para 450 watts.
mil cabos de ligação; o poten- a intenção de reduzir mais 30 % da ficações Airport Carbon Accreditation precisa constatar que a usina estará mento ambiental, o próprio órgão Amplia-se também a variedade de for-
cial de gerar 6,2 milhões quilowatts nossa pegada de carbono, que repre- (ACA) 1 e 2, concedidas pela Airport posicionada em área fora do limite de perguntou como seria esse risco e matos: películas fotovoltaicas, como
de energia ao ano. A primeira usina senta 790 toneladas de carbono por Council International. A usina de segurança da pista, principalmente como a gente ia mitigar. Quando a as usadas no telhado do Shopping da
solar construída em um aeroporto do ano de redução”, destaca o gerente geração de energia solar é parte de porque o equipamento é um objeto gente fala do ponto de vista técnico, Bahia, são uma alternativa às placas
Brasil está em Salvador e é capaz de de Meio Ambiente do grupo, Rodrigo todo esse contexto. projetado acima do nível do solo e se quando a gente está refletindo luz, de policristalino e monocristalino.
alimentar energeticamente cerca de Tavares. “Do ponto de vista ambiental, é torna um obstáculo. Em razão disso, a gente perde eficiência, e nosso Também existem placas flexíveis e
quatro mil casas. O projeto, em fase As metas estão “lá em cima” como se a gente tivesse dobrado o é necessário respeitar as medidas e objetivo é ter máximo de eficiência coloridas, usadas para fazer integração
de implementação desde o final de mesmo: no geral, o grupo pretende tamanho do aeroporto sem aumentar distâncias mínimas regulamentadas possível e reter essa energia pra pro- arquitetônica.
2019, representa algo entre trinta mil reduzir em 50 % a pegada de carbono a emissão de CO 2 para a atmosfera; nas normas da aviação civil. dução de energia limpa. A tecnologia “Mas a nível de tecnologia comer-
e trinta e cinco mil metros quadrados até 2030 e chegar a carbono neutro aumentou de tamanho e não vai ter Outra preocupação adotada pela que chama anti-glare piramidal, faz cial e volume de vendas, o que domina
de painéis solares, o equivalente a três até 2050, para se alinhar ao Tratado demanda extra de tonelada de car- equipe de engenharia e meio am- reter os raios solares no maior nível é o silício cristalino. Dentro do silício
campos de futebol. de Paris. Desde 2018, quando o grupo bono a ser emitida”, resume Tavares. biente da Vinci Airports diz respeito de eficiência possível. Então trans- cristalino a gente tem o silício poli-
Os números são tão ambicio- deu início ao mapeamento e cálculo De acordo com Frederico Mas- a uma característica do vidro das forma essa energia e evita a perda cristalino, feito por diversos cristais
sos quanto as pretensões da Vinci de quanto gás emitia na atmosfera, carenhas, engenheiro eletricista, placas solares: refletir luz. A apli- com reflexo”, destaca Tavares. de silício, e o monocristalino, que é

22 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 23
ENERGIA SOLAR ENERGIA SOLAR

uma placa mais eficiente, apenas um eletricidade das placas solares para os iNVESTiMENTO pesquisa feita pela Greener, empresa que você produzir”, explica Araújo, sócio % da energia gerada. “A gente não está
cristal de silício, um material mais inversores, que são como o “cérebro” EM ENERgiA SOLAR de consultoria e pesquisa especializada da empresa Telhado do Sol. otimista de que eles vão querer fazer
puro, que se traduz em maior eficiên- desse sistema. É o inversor que recebe O investimento na usina de ener- no setor de energia solar fotovoltaica. Na prática, hoje é assim: se sua manutenção de como está hoje, mas
cia. Dentro dessa própria categoria de a energia solar em corrente contínua e gia solar do aeroporto de Salvador, que Esse, inclusive, é considerado um dos unidade consome dois mil quilowatts que seja pelo menos cenário 1 ou 2,
silício cristalino a gente ainda tem faz a conversão em corrente alternada, deve ser concluída em cinco meses, é principais entraves para a aquisição de energia e seu sistema de geração para que não cause impacto profundo
diversas variantes de tecnologia, como calibrando para o padrão utilizado na da ordem de R$ 16 milhões. O mon- dos kits de geração de energia solar. O de energia solar produz essa quanti- como seria o 5”, pondera.
as meia-células”, explica o consultor cidade onde está instalada. tante foi incorporado ao projeto de levantamento, referente ao último tri- dade, você não precisa pagar o consu- Essa instabilidade jurídica tem
da Amara, Vitor Gonzalez. Outro ponto importante no pro- expansão do aeroporto como um todo, mestre de 2019, mostrou também que mo à distribuidora de energia, porque deixado o setor paralisado, de acordo
Segundo ele, não dá para eleger cesso de geração de energia solar e é financiado pelo Banco do Nordeste. são motivo de incerteza as discussões o volume de consumo é compensado. com Araújo. Desde o final de 2019,
uma tecnologia como a melhor, por- e que também está em desenvolvi- No entanto, Frederico Mascarenhas, sobre a Resolução Normativa 482, da Se o subsídio for retirado, só será quando se tornou público o entrave
que isso varia conforme a aplicação. mento é o armazenamento do que coordenador de instalações da Vinci Agência Nacional de Energia Elétrica possível compensar 40 % desses dois entre Aneel e setor de energia solar,
Por outro lado, é possível observar foi produzido. Quando não há dispo- Airports, diz que, de fato, está mais (Aneel), que estabelece as condições mil quilowatts produzidos. os clientes têm hesitado em investir
qual tecnologia deve se sobressair e nibilidade de rede de energia elétrica fácil viabilizar um projeto solar do para acesso e compensação de energia Vitor Gonzalez, consultor de proje- R$ 400 mil a R$ 500 mil sem saber
passar a dominar o mercado. O silício para gerar a compensação da energia que há dez anos, já que o custo vem gerada pelo sol. tos da Amara, observa que esse cenário qual será exatamente seu retorno.
monocristalino tem se desenvolvido gerada, é preciso implementar bate- diminuindo ao longo do tempo. “Está em trâmite desde 2019 uma vai matar o setor de energia solar, mas “A gente não tem nem contra-argu-
com mais rapidez, e já no segundo rias no sistema. Antes só havia como As facilidades no financiamento regulação da Aneel para retirar o subsí- ele ainda acredita que a Aneel pode mento para passar para nosso cliente.
semestre de 2020 deve disputar opção as baterias de chumbo, com são um atrativo. Cerca de dez bancos dio que foi dado à energia solar. A retira- acionar outros cenários. Segundo ele, Isso está freando o mercado. As pessoas
grande fatia do mercado com o silício tempo de vida útil de dois anos; mas oferecem condições para financiar a da desse subsídio vai acarretar impacto foram apresentadas seis possibilida- querem colocar, as empresas querem
policristalino — uma tendência mun- agora chegam no mercado baterias de implementação de projetos de geração financeiro em todos os projetos. Hoje des: no “cenário 0” tudo permanece vender, mas o mercado está retraído.
dial, inclusive. “Não só em eficiência, lítio, que duram até dez anos. de energia solar, como Santander, o retorno do investimento é de três a como está, sem qualquer alteração; no Acho que só vai destravar depois da
mas também em economia de preço, “Se você botar na ponta do lápis e Sicredi, Sicoob, Votorantin e o pró- quatro anos. Se for aprovado pela Aneel, “cenário 1”, já há taxação de aproxima- resolução da Aneel”, observa. A expec-
o monocristalino vai ser mais compe- for necessidade importante, pode ser prio Banco do Nordeste. As parcelas vai passar para sete a oito anos. E você damente 20 %, o que vai evoluindo até tativa é que a norma seja publicada
titivo”, acrescenta. que ainda bata o gerador a diesel, até geralmente se adequam ao valor que o só vai poder compensar 40 % da energia o “cenário 5”, que se perde mais de 50 até junho.
Em termos de instalação, as placas porque o combustível fóssil, além de cliente costuma pagar à distribuidora
tradicionais são colocadas em cima de todas questões ambientais está fi- de energia elétrica na conta de luz.
telhados — seja de cimento, cerâmica cando mais caro. Mas a questão é que, O empresário Leonardo Araújo AEROPORTO SUSTENTáVEL
ou metal — e lajes. As películas, por se há dez anos a gente tinha placas exemplifica: se sua fatura mensal é de
sua vez, são colocadas em cima de caras e elas tiveram decrescimento A implementação da usina de geração de energia solar prevista para 2030, foi alcançada em janeiro de 2020. O
R$ 1,5 mil, a parcela do financiamento

Foto: Will Recarey/Divulgação


qualquer estrutura, como uma manta. exponencial, as baterias estão nesse é só uma das iniciativas adotadas pela Vinci Airports aeroporto celebra também a redução em 90 % do risco da
vai girar em torno desse valor, em cerca
E entre a irradiação da luz solar até ponto que as placas estiveram no em nome da sustentabilidade. Além de ser o primeiro fauna, evitando colisões de aves com as aeronaves.
de R$ 1,6 mil, por exemplo, para que você
a possibilidade de ver acesa uma passado. Estão na curva de ficarem aeroporto do Brasil com uma proposta ambiciosa como “Falando de energia, mesmo com usina solar, nosso
troque uma conta pela outra. “Em cinco
lâmpada em casa, existe um extenso mais baratas, por causa desse aumen- essa, o equipamento de Salvador é também o primeiro objetivo é reduzir o consumo também. A gente tem uma
anos, depois de acabar de pagar o banco,
processo — os seis mil cabos de ligação to de produção. Provavelmente, nos considerado zero efluentes do país. Todo esgoto gerado série de trabalhos acontecendo em paralelo. Esse ano a
você vai passar os próximos 25 anos
usados no projeto da usina do aeropor- próximos cinco a dez anos vamos ter pelo aeroporto é tratado nas próprias estações de efluentes gente iniciou um grupo de pessoas de diferentes áreas do
sem pagar conta de energia”, resumiu.
to de Salvador não deixa mentir. Essa baterias com preços muito competi- e retorna para uso no local. A medida reduziu em 37 % o aeroporto para estudar causas fundamentais do consumo do
O investimento ainda é considera-
estrutura, geralmente de aço inox, leva tivos”, acrescenta Gonzalez. consumo de água potável. aeroporto e atuar reduzindo esses consumos. Não quer dizer
do caro para o cliente final, segundo
O aeroporto de Salvador também é o primeiro con- que, porque construímos nossa usina solar, nosso trabalho
siderado aterro zero do Brasil. Isso significa que 100 % com eficiência energética acabou. Pelo contrário, ele está
USiNA DO AEROPORTO dos resíduos gerados são reaproveitados em processos só iniciando”, acrescentou Rodrigo Tavares, gerente de Meio
Se há dez anos a gente produtivos, como reciclagem e processamento. Essa meta, Ambiente do aeroporto.
tinha placas caras e elas
tiveram decrescimento
exponencial, as baterias estão
nesse ponto que as placas
estiveram no passado. Estão
na curva de ficarem mais
baratas, por causa desse
aumento de produção.
6,2 milhões geração de energia
quilowatts de para cerca de Vitor gonzalez,
energia ao ano 4.000 casas Consultor de projetos da Amara

24 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 25
#AGILIDADE #AGILIDADE

SEGURANÇA E
AGILIDADE NAS
CONSTRUÇÕES

Fotos: Li He / Xinhua

Modelos de construção pré-moldada e


pré-fabricada foram a solução encontrada
pela China para acelerar as ações de combate
à epidemia de coronavírus

D Mas a gente não


iante da pandemia do novo rários num esquema de revezamento de Engenharia Civil do Conselho casos, é praticamente a mesma coisa
coronavírus, o governo chinês para que a obra seguisse ininterrupta, Regional de Engenharia e Agronomia e em outros não”, esclarece Almeida,
construiu dois grandes hospi- e o tipo de construção. costuma dizer que o poste foi

Fo
da Bahia (Crea-BA), muitas vezes, o acrescentando que as diferenças cos-

to:
A ce
pré-moldado. O pré-fabricado

r vo
tais em aproximadamente dez dias. O governo chinês recorreu ao pré-moldado é também um material tumam ser observadas caso a caso.

p ess
oal
Na época, primeiros dias de fevereiro, modelo de construção com materiais vindo de fábrica. Entre os pontos em comum nos
a Covid-19 havia infectado mais de pré-fabricados, cujos elementos são “Um pré-moldado seria uma coisa dois métodos de construção, se des-
seria uma coisa fabricada
mil pessoas no país. Já em abril, a produzidos industrialmente e depois que foi fabricada para uma obra espe- taca a rapidez no processo, indicada em série, tipo um conjunto
doença superou a marca de oitenta levados ao local da obra para que cífica. Por exemplo, toda vez que você por técnicos da área como uma das
mil pessoas contagiadas pelo vírus só possam ser montados de acordo vê um poste na rua, ele foi pré-fabri- principais vantagens em comparação
habitacional, só que ele foi
na China. O curto período pode até ter com o projeto. Eles se assemelham cado e depois montado no local, mas a com a alvenaria tradicional. Como fabricado com o uso de
surpreendido os leigos, mas dois fatores aos pré-moldados, que consistem na gente não costuma dizer que o poste exemplo, Almeida cita a implantação
ajudam a entender como foi possível confecção dos materiais no canteiro foi pré-moldado. O pré-fabricado seria de vigas em obras urbanas. De acordo
pré-moldados. Eles se
levantar unidades hospitalares de até de obras. Mas também se confun- uma coisa fabricada em série, tipo um com ele, quando os elementos são confundem.
trinta mil metros quadrados em tão dem com eles, pois, como explica o conjunto habitacional, só que ele foi pré-moldados, não há necessidade de Eneas Almeida,
pouco tempo: a força-tarefa, com o en- engenheiro civil Eneas Almeida, con- fabricado com o uso de pré-moldados. construir escoramentos nos vãos, o Conselheiro e membro titular da Câmara de Engenharia Civil do
volvimento de cerca de quatro mil ope- selheiro e membro titular da Câmara Então, eles se confundem. Em alguns que otimiza o tempo da obra. Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (Crea-BA)

26 crea, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 crea, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 27
#AGILIDADE #AGILIDADE

Outro ponto positivo sempre men-


cionado ao falar de pré-moldados ou Na minha concepção
pré-fabricados é a sustentabilidade. ainda não é baixo impacto

Fo
Os profissionais da área explicam

to:
porque depende, em grande

Kin
gue
que, como as peças são projetadas,

rra
praticamente não há desperdício. escala, de grandes materiais
A empresa kingspan Isoeste, por cuja produção não é
exemplo, destaca essa qualidade. “Os sustentável. Ele gera um
materiais para cada tipo de construção
impacto absurdo que é o
e local são especificados pelos nossos
arquitetos e engenheiros, seguindo e cimento e o aço.
respeitando as características do pro-
Marcos Botelho,
jeto inicial dos arquitetos, projetistas, Engenheiro civil, conselheiro do Crea-BA
calculistas etc. A perda no projeto e na
montagem torna-se zero”, defende o
engenheiro civil Sérgio Bandeira, que já -los como tipos de construção com da área ouvidos pela reportagem
dirigiu uma empresa de pré-moldados baixo impacto ambiental. possuem a mesma opinião: é impor-
e há vinte e quatro anos integra o time “Com relação às formas tradicio- tante entender que não se aplica a
da Isoeste. Com atuação em noventa nais de se construir, da indústria, ela toda e qualquer obra. Se por um lado,
países, o grupo fabrica telhas e painéis gera menos impacto, isso é inquestio- o pré-moldado evita o desperdício, PARECE VANTAJOSO, MAS É ViáVEL?
Foto: Erik Salles
térmicos ou “soluções de construção nável. Mas na minha concepção ainda por outro, ele pode não dar conta
sustentável”, como diz sua propaganda. não é baixo impacto porque depende, de explorar a capacidade da área. Mais rápido, mais simples, mais me “nem vinte por cento das obras da
No entanto, a associação entre em grande escala, de grandes mate- “Aqui na Pituba, por exemplo, estão sustentável… Os modelos de constru- região” porque as pessoas costumam A alvenaria
ção pré-moldados ou pré-fabricados recorrer a serviços informais, geral-
sustentabilidade e as construções riais cuja produção não é sustentável. construindo uma edificação em que
também são mais caros que o método mente mais baratos, que não seguem
convencional ainda
com materiais pré-moldados e pré-fa- Ele gera um impacto absurdo que é se usaram sapatas [parte mais larga e
bricados não é unânime. O conselheiro o cimento e o aço. Cada tonelada de inferior de um alicerce] pré-moldadas convencional? A resposta dos técni- todas as normas de vigilância. consegue ser mais barata
do Crea-BA, Marcos Botelho, que inte- cimento libera uma tonelada de CO2 e vigas também. Mas você vê que a cos é a padrão: depende. As variáveis, Em outras palavras, o engenheiro pela diversidade da mão
gra o coletivo Arterra Bioconstrução, na atmosfera, então se depender única estrutura não encostou nos limites da explica Botelho, levam em conta a do grupo, Jaiferson Gama, mantém a
realidade local, os fornecedores da opinião. Para ele, “a alvenaria conven- de obra, pois eles
até reconhece os argumentos para e exclusivamente desses materiais, lateral porque a sapata pré-moldada
considerá-los modelos sustentáveis, você não vai chegar de fato num baixo foi feita de um jeito que não encosta região e o acesso do proprietário a cional ainda consegue ser mais barata concorrem com
iniciativas menos danosas ao meio pela diversidade da mão de obra”, pois
mas discorda. Para ele, embora sejam impacto, vai diminuir aos poucos”, no limite do terreno”, exemplifica
ambiente, entre outros fatores. Por eles concorrem com “serralheiros que
“serralheiros que dizem
métodos que economizam recursos, analisa Botelho, que é também bio- Almeida, ponderando que se trata
reduzem gastos energéticos e geram construtor e permacultor. de um “caso extraordinário”. exemplo, um galpão ou um viaduto dizem fazer estruturas”. fazer estruturas.
menos resíduos, essa ainda é uma Quanto às desvantagens desse Fato é que o mais comum tem sido saem mais baratos se construídos Ainda assim, há otimismo no Jaiferson gama,
"perspectiva muito rasa" para defini tipo de construção, os profissionais construções mistas, ou seja, parte com pré-moldados do que de forma meio. Santos, que já soma quarenta Engenheiro do grupo Sistemaço –
convencional, parte pré-moldada. Em convencional. anos de experiência com estrutu- Indústrias e Construções Metálicas
Foto: Erik Salles
obras públicas, como o BRT (Bus Rapid “Agora imagine se você tiver que ras metálicas, lembra que viu esse
Transit), que por enquanto perpassa as fazer uma forma especial para uso de mercado crescer nas últimas duas
Avenidas Antônio Carlos Magalhães e uma vez só? Não compensa. Você vai décadas. Atualmente, sua empresa
Juracy Magalhães, os pilares de apoio fazer uma construção de pequeno a atende a um público específico, que
e os vão são feitos com estruturas médio porte que ela não vai se re- busca esse material como única
modulares. Nos grandes edifícios, petir, aí você vai fabricar uma forma possibilidade.
estruturas e lajes são pré-moldadas. só para aquele uso. Torna-se caro”, “O mercado está razoavelmente

Foto: Acervo pessoal


Em casas, é mais comum ver paredes complementa Almeida. bem; a procura é crescente. Quando
convencionais e lajes nesse modelo. Outro fator que também impacta o caso requer que tenha profissional
“Olha o Salvador Shopping, ali foi no preço é a concorrência “desleal”. e esse profissional requer norma, nos
feita uma estrutura metálica, depois Pelo menos essa é uma barreira en- procuram pra tudo: reparo, conserto,
os pilares foram desenvolvidos com frentada pela Sistemaço – Indústrias entrega, adaptação, retirada de coluna,
concretos e quando você olha pra e Construções Metálicas, empresa sustentação com viga metálica…”,
cima, pra cobertura, você tem uma sediada em Teixeira de Feitas. elenca Santos. O diferencial deles,
estrutura metálica com elementos Proprietário da empresa, o técnico destacam, é seguir todas as normas
pré-fabricados”, pontua o conselheiro Gilberto Santos afirma que não assu- de fiscalização.
Marcos Botelho.

28 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 29
#AGILIDADE

CONSTRUÇãO SUSTENTáVEL

O ENgENHEiRO MARCOS BOTELHO APONTA QUATRO MEDiDAS QUE AJUDAM A TORNAR

Foto: Erik Salles


CONSTRUÇÕES DE PEQUENO E MÉDiO PORTE MAiS SUSTENTáVEiS:
1 usar madeiras reutilizadas: as madeiras de demolição, por exemplo, possuem alta resistência
e boa conservação;

2 prever o reaproveitamento de água: há formas ecológicas de reaproveitar águas cinzas e de


tratar águas negras para depois reutilizá-las no tratamento de plantas;

3 reduzir o consumo de cimento e aço nos projetos: as construções com terra, que tem crescido
no Brasil, são uma opção viável para substituir o cimento nas paredes, com alta qualidade;

4 adotar fontes de energia renováveis: a energia fotovoltaica possibilita a redução do consumo


energético, pois quando o projeto arquitetônico atenta para as direções onde o sol nasce e se
põe, o ambiente capta a luminosidade natural.

Extra: Buscar o conceito da construção sustentável em cada material, como madeiras de


reflorestamento, e evitar desperdícios.

Foto: Marcos Botelhos


30 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 31
#CORONAVÍRUS #CORONAVÍRUS

Outra facilidade para os profis- a ter como novos prazos os meses Quem preferir efetuar o paga-
sionais e empresas registrados no de setembro, outubro, novembro mento das anuidades à vista poderá
Crea-BA é a prorrogação do venci- e dezembro do mesmo ano, sem fazê-lo em parcela única até o mês de
mento das parcelas da anuidade, quaisquer cobranças de encargos setembro. Já o pagamento das taxas
legitimada pela Portaria, publicada legais, juros, correções monetárias de anotações de responsabilidade
pelo Confea. Desta forma, as par- ou restrições administrativas. A técnica – ARTs deve obedecer às
celas devidas nos meses de março, medida garante a todos o status resoluções do Conselho Federal e a
abril, maio e junho de 2020 passam de adimplência até setembro. Lei 6.496/1977.

Outras medidas de precaução


também são necessárias
nesse cenário de pandemia:

• higienize suas mãos com água e

O CREA-BA
sabão frequentemente;

• use álcool em gel 70% depois de


tocar em superfícies e objetos

frente à públicos;

• evite tocar olhos, nariz e boca

pandemia
sem antes ter higienizado as
mãos;

• evite contato com pessoas que


estejam com sintomas de gripe;
A pandemia do novo coronavírus exige adaptação • se precisar ir à rua, opte por
manter distância de 1 a 2
por parte de todos; veja que medidas o Crea-BA metros das outras pessoas;
adotou para enfrentar esse momento • mantenha os ambientes
ventilados;

A
penas quatro meses se passa- confirmação da 11ª morte e 904 casos O Crea-BA aderiu às recomenda-
ram entre a descoberta de uma da doença. O significado deixa todos ções das autoridades de saúde e adap- • ao tossir ou espirrar, cubra o
“gripe diferente” na pequena em alerta: já não é mais possível tou toda sua rotina administrativa rosto com a dobra do cotovelo;
cidade chinesa Wuhan e o total de rastrear a pessoa que transmitiu a e de atendimento a esse momento • use lenço descartável para
234 mil casos confirmados do novo doença ao indivíduo recém-diagnos- de pandemia. Destaque para a sus-
higiene nasal.
coronavírus em todo o mundo, segun- ticado. pensão do atendimento presencial
do dados da Organização Mundial da Para frear a epidemia e achatar em Salvador e nas 26 inspetorias,
Saúde (OMS) até a noite do último dia a curva de contaminação, de modo pelo menos até 30 de abril. Todos
20 de março. A especificidade do dia e a evitar a sobrecarga do sistema de os atendentes passaram a trabalhar
horário é necessária por causa de uma saúde do país, autoridades sanitárias em regime home-office para tratar
característica da doença Covid-19: a têm recomendado o distanciamento de demandas administrativas e de
facilidade de propagação. social. Com a medida, todos são es- profissionais e empresas.
No Brasil, o primeiro caso da timulados a ficar em casa o máximo O Crea-BA pode ser acionado pelo
Covid-19 foi confirmado no final de de tempo possível e só sair em caso Portal do Profissional (Sitac), dis-
fevereiro, pelo Ministério da Saúde. de extrema necessidade. O cuidado é ponível em www.creaba.org.br; pelo
Vinte dias depois, já em março, a redobrado com a população acima de aplicativo do Crea-BA, disponível nas
pasta declarou estado de transmissão 60 anos, que é o grupo de risco para lojas Apple e Android; pelo TeleCrea,
comunitária do novo coronavírus em a Covid-19, devido à vulnerabilidade no telefone (71) 3453-8990; e pelo
todo o Brasil. Isso aconteceu após a do sistema imunológico. e-mail atendimento@creaba.org.br. fonte: https://www.paho.org/bra/

32 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 33
#MÊS DAS MULHERES Foto: Crea-BA #MÊS DAS MULHERES

Cenário nas engenharias


A questão que inquieta as mu- lheres não eram aceitas em trabalho
lheres engenheiras atualmente é de turno, porque era considerado
a falta de mulheres em posição de pesado e por causa da quantidade
liderança. Foi apenas em 2019 que de homens, por exemplo.
pela primeira vez cinco mulheres “Hoje na nossa empresa não
presidiram conselhos regionais tem mais distinção. Fico muito
do Norte, Nordeste, Centro-Oeste, orgulhosa da gente estar vivendo
Sudeste e Sul, segundo dados apre- esse momento. Não temos distin- Fotos: Crea-BA

sentados no workshop. Pesquisa ção de nada, nem de salário, nem de


feita pelo Insper, com cerca de carga horária, nem de sexo, nem de

Workshop quinhentas empresas, indica que


26 % dos cargos de diretoria são
cor, nem de licença-maternidade”,
comemorou a engenheira química.

discute conquistas e
ocupados por mulheres, e apenas 13 Mudar esse cenário é um tra-
% das organizações têm mulheres balho de desconstrução dentro e
na presidência. fora da sala de aula. Aliás, muito
desafios sobre a presença O cenário é histórico, percebido
desde a faculdade. A engenheira civil
antes de os alunos chegarem à
escola. Desde a infância, é preci-

da mulher nas engenharias e empresária Diana Paes percebeu,


durante um encontro em comemo-
so que se estimule as meninas a
brincarem e se empolgarem com
ração aos quinze anos da Engetop, ciência, tecnologia e engenharia,
empresa júnior de Engenharia Civil por exemplo. Já nas escolas e fa-

ESPAÇO PARA ELAS NO


da UFBA, que, entre todos os ex-pre- culdades, os professores também
sidentes reunidos, só havia ela de podem exercer sua liderança para
Programação
mulher. Aline Passos, diretora da fomentar o potencial das meninas O workshop foi dividido
Concreta Engenharia e professora e mulheres nesse sentido. em cinco painéis:

SISTEMA CONFEA/Crea
da Universidade do Estado da Bahia A pró-reitora do SENAI/CIMATEC,
O papel das profissionais mulheres
(UNEB), observa que existe resis- Tatiana Ferraz, chama isso de “li- do Sistema Confea/Crea e Mútua na
tência do mercado pelo comando de derança inclusiva e participativa”, sociedade;
mulheres, mas a tendência é que isso que respeite a todos, dando igual

A
Equidade de gênero na engenharia,
s conquistas das mulheres Carmen; Fernanda Vieira, represen- classificou como “significativo em mude — é só uma questão de tempo oportunidade para que todos exer-
agronomia e geociências;
até hoje não invalidam os tando a secretária de Políticas para quantidade”, mas sem dúvidas que e maturidade. çam o seu melhor papel na melhor
obstáculos que ainda são en- Mulheres da Bahia, Julieta Palmeira; também em termos de qualidade. Um “As mulheres são mais organi- situação. A professora acredita, por Gestão do tempo para mulheres;
frentados diariamente na busca por a secretária municipal de Políticas dado que vai na contramão da carga zadas, buscam mais a capacitação, outro lado, que o mundo de hoje Liderança feminina nas equipes
igualdade de direitos. Essa realida- para Mulheres, Infância e Juventude, cultural que associa a atividade do até para poder se posicionar. Vejo exige habilidades que as mulheres profissionais;
de foi tema do workshop O Papel da Rogéria de Almeida; a diretora da engenheiro à intervenção de ordem nas minhas disciplinas que as possuem, o que propicia sua ascen-
Mulher do Sistema Confea/Crea na Caixa de Assistência dos Profissionais física que dificilmente correspondia à alunas têm se sobressaído mais são não só na parte operacional e de e o Mapeamento da participação
feminina dentro do Sistema Confea/
Sociedade, que aconteceu nos dias do Crea, Giucélia Figueiredo, represen- capacidade de desempenho atribuída que os alunos. Mas acho que, numa pesquisa em Engenharia e Ciência e Crea – como incentivar mais a
11 e 12 de março, no Wish Hotel da tando o Confea; e a coordenadora da às mulheres. Felizmente, isso tem sociedade machista, ainda é difícil Tecnologia, como também na área presença de mulheres nas funções
Bahia, em alusão ao Dia Internacional Câmara Especializada de Engenharia mudado. ver que a mulher está tendo as- de liderança. de lideranças.
da Mulher. O evento foi patrocinado Elétrica, engenheira Cristina Abreu. O “Nada mais natural, porque elas censão com relação aos homens”, “Há um movimento de estimular
pelo Conselho Federal de Engenharia presidente em exercício do Crea-BA, têm a mesma capacidade do sexo ponderou Aline. as mulheres pra área de ciência, Os painéis tiveram como moderadoras as
e Agronomia (Confea) e realizado pelo José Francisco Ramalho, engenheiro masculino, salvo algumas peculiari- Uma das exceções no mercado tecnologia, engenharia. Acho isso engenheiras Rute Carvalhal, Cristina Abreu,
Nelma Moraes e Elisângela Saraiva, e a
Conselho Regional de Engenharia e civil, de minas e de segurança, des- dades que são próprias fisiologica- atual é a Braskem, empresa na qual muito positivo. O modo feminino
geógrafa, Aline Correia. As debatedoras
Agronomia da Bahia (Crea-BA). tacou a importância de realizar aqui mente das mulheres e associadas a Wiliane Carneiro atua como enge- tem muito a agregar nesse mundo
foram as engenheiras Giucélia Figueiredo,
A abertura do evento contou na Bahia um evento com discussões uma de suas próprias missões, que nheira química. A profissional viveu atual que vivemos, um mundo vo-
Tatiana Dumet, Aline Passos, Tatiana
com a presença de autoridades lo- tão necessárias. é a maternidade. Isso aí até a dife- a transição da empresa, há trinta e látil, complexo, incerto, ambíguo, Ferraz, Williane Lopes, Fabyola Resende,
cais e representantes de entidades, O gestor destacou o salto de rencia do sexo masculino, mas de oito anos, quando eram limitadas a forma que a mulher tem de se Silvana Palmeira, Patrícia Pirajá, Mara
como a deputada estadual e líder da aproximadamente vinte por cento forma positiva, e é uma satisfação as oportunidades para as mulheres. relacionar com o outro, de ser mul- Clécia Sousa, Rosana Leal, Diana Paes e
Frente Parlamentar da Engenharia no número de mulheres registradas termos esse evento aqui na Bahia”, Naquela época, por exemplo, as mu- titarefas”, acrescentou. Marília Martins, Paula Nunes e a geóloga
na Assembleia Legislativa, Maria Del no Crea-BA entre 2000 e 2019, o que celebrou Ramalho. Olívia Oliveira.

34 crea, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 crea, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 35
#MÊS DAS MULHERES #COMPARTILHANDO CONHECIMENTO

SEM MACHiSMO NA ENgENHARiA Em tempos digitais, nada melhor do que se manter constantemente
atualizado no conforto do seu lar, ou até aproveitar as horas livres
foi o selo da campanha ‘Engenharia O Crea-BA possui atualmente 21 para ampliar seus conhecimentos. Tendo tudo isso na palma da
sem Machismo’, uma das ações conselheiras, sendo 13 titulares e oito mão, seguem aqui dicas de ebooks, filmes, séries, sites e perfis de
previstas no Programa Mulher do suplentes. Na estrutura do regional há Instagram que podem auxiliar no dia a dia da sua profissão ou até
Sistema Confea/Crea. A iniciativa ainda 16 inspetoras regionais e uma mesmo startar a vontade de novos cursos de especialização. E ai, já
propõe ações para ampliar a par- diretora. Ao todo, 8.455 mulheres estão pegou o smartphone para salvar essas dicas?
ticipação feminina. Peças do selo registradas e ativas na Bahia. Em se
serão divulgadas nas plataformas tratando do sistema nacional, são 179
digitais do Crea-BA para estimular o
engajamento em pautas como equi-
conselheiras titulares, entre 1.520 con-
selheiros; 35 diretoras, do total de 189
Tá no streaming
Uma das novidades apresentadas dade de gênero, liderança feminina diretores; quatro mulheres ocupando a
no workshop O Papel da Mulher do e combate aos assédios intelectual função de presidente de algum regional SÉRiE DOCUMENTAL - SALT FAT ACiD HEAT
Sistema Confea/Crea na Sociedade e sexual e ao feminicídio. e duas conselheiras federais suplentes. (QR code https://www.saltfatacidheat.com/)
Com apenas quatro episódios, a série disponível na Netflix acompanha uma viagem da chef
Samin Nosrat para conhecer fazendas e agroindústrias. Em diferentes cantos do mundo —
Foto: Crea-BA

Representatividade
Itália, Japão, México e Estados Unidos —, a chef se dedica a mostrar como os alimentos são
produzidos, como exemplos: queijos, azeites e sal. Depois, é claro, ela prepara e ensina receitas
para que o espectador tenha a experiência completa da cozinha. Essa produção de 2018 é
feminina na Bahia inspirada em um livro homônimo, best-seller nos Estados Unidos e escrito pela própria Samin.

A Associação Feminina de Engenharia, Agronomia e


Geociências da Bahia (Afeag-BA) foi uma das novidades PODCAST – ACESSiBiLiDADE
do workshop O Papel da Mulher do Sistema Confea/Crea (QR code https://open.spotify.com/
na Sociedade. A entidade baiana foi lançada em setembro show/3TjL4QX3WL6JFMNvUWGxpO?si=D1koS4YsTkiFo8a7gGRdFQ)
de 2019, com o objetivo de fortalecer as mulheres em Nos tempos atuais, não podia faltar dica de podcast, né? Pois bem. Há um quadro ainda
uma área ainda tão masculinizada e machista. em análise na rádio O Povo CBN, mas já disponível na internet, que discute como tema
“Ainda somos minoria dentro do nosso sistema, somos central a acessibilidade. Os destaques são os episódios sobre o artigo da lei de acessi-
HOMENAGEM À ENGENHEIRA minoria nos cargos de chefia, somos minoria atuando em
nossa área de engenharia. Temos consciência de sermos, e
bilidade, que garante imóveis acessíveis a pessoas com deficiência, e as condições dos
presídios brasileiros, com base em um levantamento feito pelo Ministério da Justiça no
CiBELLE ARAÚJO LEDO estamos procurando, digamos, nos igualar, procurando nos
fazer enxergar em nossa qualidade técnica. Somos mulheres
ano passado. É possível ouvir o programa no Spotify ou no sítio virtual da CBN.

e temos muitas batalhas a enfrentar, podemos e somos boas


A abertura do workshop O Papel da Mulher do Sistema profissionais e podemos alcançar, e podemos liderar. A ideia
Confea/Crea na Sociedade foi marcada pela homenagem à é mudar esse estigma”, explicou a presidente em exercício da PODCAST - MAMiLOS - EP. 58
engenheira de Minas Cibelle Araújo Lêdo, que faleceu após entidade, engenheira agrimensora Márcia Virgínia. (QR Code https://open.spotify.com/
um acidente de trabalho em fevereiro, em Feira de Santana. De acordo com a representante da Afeag-BA, os homens episode/6QRMo2Wl7UumIKvN3HCe4D?si=kX__2vvvTtuoJTfhbVBLmg)
Os pais da engenheira, Esupério Ledo Silva e Ilma Araújo Silva também são aceitos na associação e podem contribuir Ainda no tema de uma das matérias especiais desta edição da revista, fica a dica do episódio
Ledo, receberam uma placa de reconhecimento do Crea-BA intelectualmente, participar de eventos, conversar com as sobre acessibilidade do Mamilos, podcast feito pelas jornalistas e publicitárias Ju Wallauer
aos serviços prestados à engenharia na Bahia. A honraria mulheres sobre suas vivências. O principal, de acordo com e Cris Bartis. Ao lado de um time de convidados, elas discutem a deficiência, as barreiras en-
foi entregue pelo presidente em exercício do regional, José Virgínia, é que a aproximação de um homem ao movimento frentadas por quem precisa de uma estrutura adaptável e as opções para tornar as cidades
Francisco Ramalho, e pelo coordenador da Câmara Especializada passa aos outros o entendimento de que todos podem se inclusivas. O episódio foi ao ar em 26 de fevereiro de 2016 e segue disponível nos principais
em Engenharia de Minas e Geologia, Francisco Inácio Negrão. unir em torno dessa causa. serviços de streaming de áudio, como o Spotify, o Itunes e o Podcast Addict.
O momento contou com a presença de familiares de Atualmente, cerca de cinquenta pessoas estão asso-
Cibelle. Em agradecimento, sua prima Tetsmara Junqueira ciadas à entidade. Quem quiser saber mais informações
Ledo destacou que o Regional foi muito feliz na escolha de sobre a Afeag-BA pode enviar um e-mail para:
homenagear Cibelle na abertura de um evento direcionado
SÉRiE - iLHA DE FERRO
afeag.mulher@gmail.com. (QR Code https://gshow.globo.com/series/ilha-de-ferro/)
para profissionais mulheres, porque a engenheira tinha muito
orgulho da profissão que escolheu. Essa é do Brasil! Lançada em 2019, a série Ilha de Ferro tem como ponto de partida a história de
“Essa escolha sintetiza certamente todos os aspectos dos Dante, interpretado por Cauã Reymond. Ele é o coordenador de produção de uma plataforma
Aponte a câmera petrolífera, que é recordista de acidentes, e sonha em se tornar gerente do local. No entanto,
desafios e da dedicação expostos. Cibelle transformou todas
as fragilidades impostas pela vida – problemas de saúde na do seu celular seus planos são atrapalhados por uma concorrente, a recém-chegada Júlia, vivida pela atriz
infância, fato de ser mulher num mercado de trabalho tão mas- para o QR CODE e Maria Casadevall. Produção original do serviço de streaming da rede Globo, o Globoplay, o seriado
culino e machista. Nos orgulhamos muito de suas conquistas mande um e-mail destaca as tensões no trabalho e os riscos a que engenheiros e técnicos estão submetidos no
e temos certeza de que ela foi uma profissional realizada com para a Afeag dia-a-dia de uma fábrica. Até o momento, a série teve apenas uma temporada com 12 episódios.
suas escolhas. Ela amava o que fazia”, disse a prima.

36 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 37
#COMPARTILHANDO CONHECIMENTO #COMPARTILHANDO CONHECIMENTO

TÁ NAS REDES TÁ NO CINEMA E NA LITERATURA


instagram @engenharianerd DOCUMENTáRiO - SUSTAiNABLE FiLME - FORD VS FERRARi
(QR Code https://www.instagram.com/engenharianerd/)
Com uma visão estadunidense, o documentário Sustainable Um dos longa-metragens indicados ao Oscar de Melhor Filme
Também não faltam blogueiros na área. No Instagram, o perfil @engenharianerd discute a sustentabilidade econômica e ambiental do país. Em neste ano, “Ford versus Ferrari” pode ser uma boa opção de
soma mais de 190 mil seguidores, com publicações diversas, que vão de dicas de uma hora e trinta minutos, o filme aborda questões agrícolas, entretenimento para quem curte mecânica e automação.
construção ao design das obras. Registros fofos, engraçados e até do que não fazer como a perda do solo, a água contaminada, as mudanças climá- Dirigida por James Mangold e estrelada por Matt Damon e
em um projeto também têm espaço garantido na página administrada pelo grupo ticas e o uso de agrotóxicos, além do trabalho de militantes que Christian Bale, a trama remonta à década de 1960, quando
Digital Engineering, uma plataforma digital voltada para a engenharia. se dedicam a transformar a Ford decidiu entrar no
essa realidade. Com isso, ramo das corridas para
a produção dirigida por disputar a Le Mans com
Matt Wechsler debate o o projeto ambicioso de
que pode e deve ser feito vencer a Ferrari, então
para manter o sustento principal premiada no
iNSTAgRAM@ENgESUSTENTABiLiDADE das próximas gerações campeonato. Ainda fora
(QR code https://www.instagram.com/engesustentabilidade/) norte-americanas. No dos streamings, o filme
Com as práticas sustentáveis em ascensão, o tema vira pauta constantemente nas Brasil, o filme está dispo- pode ser comprado no
redes sociais. O perfil @engesustentabilidade, no Instagram, funciona como um nível apenas para compra Youtube ou no Google
blog pessoal, dedicado a compartilhar conhecimentos sobre a área. É comum ver na na Amazon e Google Play. Play Filmes.
página postagens sobre soluções alternativas com o intuito de reaproveitar materiais
e, com isso, minimizar o desperdício. Dessa forma, o perfil busca ser um espaço de
conscientização por meio de mensagens curtas, memes e, também, informações
sérias de interesse dos profissionais da área, mas também de todo cidadão engajado
na causa ambiental.

iNSTAgRAM @AgRiCULTANDO
(QR Code https://www.instagram.com/agricultando/)
LiVRO – CONCRETO PRÉ-MOLDADO: LiVRO - SOLAR ENERgY: THE PHYSiCS AND ENgiNEERiNg OF
Dicas sobre o cultivo de plantas, alimentação saudável e curiosidades da área são o FUNDAMENTOS E APLiCAÇÕES PHOTOVOLTAIC CONVERSION, TECHNOLOGIES AND SYSTEMS 
foco das postagens no perfil Agricultando. Gerenciado pelo engenheiro agrônomo
Para quem quer se jogar nos estudos, o livro é uma boa re- Neste caso, o livro retrata a física das células fotovoltaicas e
e professor Diogo Gonçalves, a página vai de informações sobre a importância do
ferência. Disponível em português apenas em versão física o design de sistemas fotovoltaicos para aplicações em obras.
pepino a cursos para o cultivo em vasos. Tudo embasado pela opinião técnica de
na Amazon, ele é dividido em três partes, com 17 capítulos Os ensinamentos vão de princípios fundamentais das células
Gonçalves, que é ainda professor de horticultura. No Instagram, ele reúne mais de
no total, para explicar os semicondutoras aos ele-
230 mil seguidores.
conceitos básicos da área mentos, design, implan-
e suas aplicações, seja em tação e desempenho dos
edifícios, pontes e outros sistemas de uso. Também
tipos de construções civis. disponível na Amazon,
O livro, que é escrito por mas apenas em inglês, ele
Mounir Khalil El Debs, traz pode ser baixado de graça
YOUTUBE - PALOMA CiPRiANO ainda anexos, com temas em sua versão digital.
(QR Code https://www.youtube.com/channel/UCHuLt790mVdedHTtwspQ_QA) relacionados e exemplos
numéricos.
No Youtube, um canal de sucesso é o da criadora de conteúdo digital Paloma Cipriano.
Nos vídeos, ela dá mais um exemplo de que as distinções de trabalho por gênero
são coisa do passado e se joga na construção civil. São tutoriais no estilo DIY1sobre
como laquear um móvel, instalar insulfilm, montar um rack com caixotes de feira e
até fazer uma piscina usando a caixa d'água. Com nove milhões de visualizações,
seu vídeo mais famoso é de três anos atrás — “Como rebocar uma parede”.

1
Do it yourself: faça você mesmo.

38 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 39
#ENTIDADES PROFISSIONAIS
#ENTIDADES PROFISSIONAIS #ENTIDADES PROFISSIONAIS
#ENTIDADES PROFISSIONAIS #ENTIDADES
#ENTIDADESPROFISSIONAIS
#ENTIDADES PROFISSIONAIS
PROFISSIONAIS EN

Foto: Divulgação Agrolem


#ENTIDADES PROFISSIONAIS AR
ABg PARTiCiPA DA CEB DiVULgAABESE TEMAS elegeu
DE PALESTRAS nova E Harlan Rodrigo Ferreir
iNAUgURAÇãO DO MUgEO
#ENTIDADES
CURSOS PARA SEgUNDOABESE elegeu
ABESE
ABESE
ABESE
SEMESTRE
PROFISSIONAIS
elegeunova
elegeu nova
elegeu
2020 nova
nova
Harlan
Harlan
HarlanHarlan Rodrigo
Rodrigo
Rodrigo
Rodrigo Ferreira
Ferreira Ferreira
da
Ferreira da Silvada
Silva
Silva
da
diretoria e conselho
diretoria
GEÓGRAFO E MESTRE EM ARQUITETU
diretoria eelegeu
diretoria e econselho
conselho
e conselho GEÓGRAFO EGEÓGRAFO
GEÓGRAFOMESTRE EM ARQUITETURA
E MESTRE EEM
MESTRE EM EARQUITETURA
ARQUITETURAURBANISMO E UR
E URBANISMO
Em dezembro de 2019 foi inaugurado o O Clube de Engenharia diretoria
ABESE
da Bahia planeja conselho
realizar
nova
uma série de cursos e palestras GEÓGRAFO E MESTRE EM ARQUITETURA E URBANISMO
Harlan Rodrigo Ferreira da Silva
Museu de Geociências (Mugeo), no Campus #ENTIDADES
ABESE elegeu nova
para seus associados ainda 2020. Fiquem ligados PROFISSIONAIS
na programação. Harlan
GEÓGRAFO ERodrigo Ferreira Eda Silva
de Ondina da Universidade Federal da Bahia diretoria e conselho
#ENTIDADES PROFISSIONAIS
Em julho será realizada a palestra “O polo agropecuário do Oeste da Bahia” e o
MESTRE EM ARQUITETURA URBANISM
ENTIDAD
A
(Ufba), em Salvador. Focado no campo das diretoria e conselho
curso”Lean Six Sigma Green Belt” . No mês de setembro vai acontecer a palestra
GEÓGRAFO E MESTRE EM ARQUITETURA E URBANISM
ARTIG
Geociêncas, o Mugeo conta com seis ex- ABESE
“Marketing e Engenharia” e o curso elegeu
“Liderança novade produção”. Já em
para gestores Harlan Rodrigo Ferreira da Silva
novembro será realizada a palestra “AABESE AgROLEM E APROSOJA BAHiA REALiZAMHarlan Rodrigo Ferreira da Silva
eelegeu
posição, cada uma ressalta uma área dife- importância da ARTnova
para as entidades” e o
rente das geociências . A primeira aborda diretoria
#ENTIDADES
curso de “Cálculo de estrutura metálica”. conselhoPROFISSIONAIS REUNIÃO DE ALINHAMENTO 
GEÓGRAFO E MESTRE EM ARQUITETURA E URBANISMO
ENTIDADES PRO
diretoria e conselho GEÓGRAFO E MESTRE EM ARQUITETURA E URBANISMO
minerais e rochas da terra; outra fósseis
A Associação dos Agrônomos de Luís Eduardo Magalhães (Agrolem) e a Associação ARTIGO
encontrados no território brasileiro, uma
Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja) unidade Bahia,
Harlan se reuniram
Rodrigo no último
Ferreira dia
da Silva
outra aborda petróleo no Brasil. Tem ainda ABESE elegeuPROFISSIONAIS
NOVA DiRETORiA DO iBAPE-BA É#ENTIDADES
EMPOSSADA nova 13 de março de 2020, na sede do Sindicato dosGEÓGRAFO
Produtores Rurais de Luís Eduardo
ENTIDADES PROFISSIONA

Magalhães para discutir uma data para a realização da ação de fiscalização doARTIGO
sessões que falam dos oceanos, na geogra- diretoria e conselho E MESTRE EM ARQUITETURA E URBANISMO

fia e no espaço e no campo da Geofísica. A nova diretoria do Instituto de Avaliações e Perícias da Bahia (Ibape-BA) foi
Crea-BA, na Região Oeste da Bahia. A solicitação da Aprosoja
Harlan RodrigoéFerreira
pela mudança de data
da Silva
O espaço abriga exposições um acervo de empossada para o biênio 2020-2021. A instituiçãoABESEseráelegeu
presididanova
pelo engenheiro
da ação de fiscalização, já que anualmenteGEÓGRAFO
entre os meses de novembro a março
civil Darkson Meirelles Fonseca Junior. A mesa diretora ainda será composta pela
publicações e material didático. diretoria e conselho
vice-presidente, engenheira civil Maria Teresa M. de Cerqueira, vice-presidente
E MESTRE EM ARQUITETURA E URBANISMO
acontece o plantio e a colheita da soja, período muito intenso de atividades e que
A ABG esteve presente na inaugura- administrativa, Ingrid Ferreira de Souza, vice-presidente financeiro, André Tavares exigem dedicação por parte dos responsáveis técnicos das propriedades.  A Agrolem
ção e na oportunidade distribuiu o livro P. de Sousa e pelo vice-presidente técnico, Wagner José Lins de Santana. vai levar a proposta para ser discutida com a Câmara Especializada de Agronomia e
patrocinado pela Febrageo com apoio da com a Coordenação de Fiscalização do Crea-BA.
A diretoria adjunta é formada pelos engenheiros civis Anderson da Silva
Funep para a comemoração dos 40 anos Participaram da reunião o presidente da Aprosoja Bahia Alan Juliane, a diretoria da
Campos, Felipe Jatahy Pinheiro Faria de M. F., Inálvaro Nazare Soares, Antônio
de fundação da Febrageo: “A GEOLOGIA Mendonça Pedreira de Cerqueira, pelo engenheiro agrônomo Breno Lothhammer Agrolem e membros da Ceagro, a conselheira engenheira florestal Izabel Ceron de
NA CONSTRUÇÃO E DESENVOLVIMENTO SENGE-BA celebra Paula, os conselheiros engenheiro agrônomo Antônio Vicente Mostardeiro de Paula, o
Wrasse, pela engenheira agrimensora Maria de Fátima Vidal e por Ana
AGROLEM lança SENGE-BA
Carolina
SENGE-BA celebra
celebra conselheiro engenheiro florestal Moisés Pedreira de Souza, a conselheira engenheira
SUSTENTÁVEL DO BRASIL”. Valério Nadalini. AGROLEM lança
AGROLEM lança aniversário
A ABG entende que esse espaço é um carteira de associadoSENGE-BA aniversário
aniversário celebra agrônoma Tania Fontana e o engenheiro agrônomo e presidente da Agrolem, João
instrumento importante para divulgar e AGROLEM carteira
carteira
e se
de associado
de associado
lança
prepara pra
SENGE-BA
SENGE-BA celebra
celebra
IBAPE BAHIA
INSTITUTO BRASILEIRO DE
Kuffel, além de fazendeiros e profissionais autônomos.
AGROLEM lança aniversário
SENGE-BA
aniversáriocelebra
AVALIAÇÕES E PERÍCIAS DE
gerar conhecimento sobre as Geociências APROGEO-BA TEM carteiraNOVA AGROLEM
e se prepara
DIRETORIA PARA
e se prepara lança pra
pra aniversário
2020-2023
ENGENHARIA DA BAHIA

na sociedade Baiana.
carteira de
grandes
AGROLEM associado
de associado
eventos
lança ASSOCIENGE CRIA GRUPO NO WHATSAPP PARA ASSOCIADOS 
A Associação Profissional doscarteira
grandes
grandes
Geógrafos de associado
daeventos
eventos
Bahia (Aprogeo) elegeu aniversário
SENGE-BA
SENGE-BA
a sua nova celebra
celebra
e se prepara
carteira depra
AGROLEM
A Associação associadolança
dos Engenheiros
e se prepara
diretoria para 2020-2023, e
no se AGROLEM
dia pra
prepara
7 de fevereiro.
A Associação
Agrônomos doslança
praUilliam
de Engenheiros
Disnei
Luis Eduardo
Santana Lima
aniversário
aumentar o aniversário
A Associação de Engenheiros e Técnicos da Costa do Descobrimento (ASSOCIENGE)
grandes
foi reeleito com presidente e se eventos
prepara
A Associação
e pretende carteira
carteira
grandes
dos
trabalhar
de
eventos praEngenheiros
deparaassociado
associado
número de criou um grupo no WhatsApp para discutir diversos assuntos ligados à profissão.
grandes
associados e melhorar eventos
Agrônomos
Magalhães
Agrônomos
a visibilidade
zou eemse
de Luis
(AGROLEM)
de Luis
da profissão
prepara
Eduardo
reali-
Eduardoa participação
e ampliar
setembro,pra
SENGE-BA
dos celebra A entidade ainda tem promovido diversos encontros presenciais com a categoria.
geógrafos no mercado A grandes
Magalhães
e
deAssociação
trabalho. se
Magalhães
A dos eventos
nova
zouEduardo
em 6 de
(AGROLEM)
6 de
AGROLEM
prepara
(AGROLEM)
diretoriapra
Engenheiros
setembro,
Magalhães,
reali-
em
lança
pretende
umem
Luis
reali- ainda promover
Luis
encontro aniversário Para ser associado da Associenge, entre em contato através do e-mail associenge@
AeAssociação
emgrandesdos Engenheiros SENGE-BA celebra
A Associação
interação com outros órgãos
Agrônomoszoudos 6 de
Engenheiros
entidades,
dosde carteira
além
Luis eventos
setembro, deem
realizar
Eduardo Luis de capacitação
associado
cursos associenge.org.br. Conheça também o nosso site www.associenge.org.br 
e eventos para a categoria. A grandes
Eduardo
Associação
Agrônomos
Eduardo dos
de eventos
profissionais
Magalhães, daEduardo
um
AGROLEM região
encontro
Engenheiros
Luis
Magalhães, um encontro
com
lança
Agrônomos
Magalhães de (AGROLEM)
Luis Eduardo reali-
edeseLuis
doso profissionais
presidente
Agrônomos
Magalhães prepara
do pra
da Crea-BA,
(AGROLEM) região com
Eduardo
reali-Luis aniversário
Foto: Divulgação

A Associação dos Engenheiros


Magalhães
zou em
dos profissionais
o6(AGROLEM)
de carteira
da regiãode
reali- com associado
Magalhães
zou o em 6setembro,
Edmundo
Apresidente
Associação
Agrônomos
de (AGROLEM)
presidente
Campos,
grandes do
setembro, dosem de
do Crea-BA,
Luis
para
Engenheiros
Crea-BA,
eventos
em Luis
reali-
Luis deba-
Luis
Eduardo
Luis
zou em 6 Eduardo
Eduardo de setembro,
ter demandas
Agrônomos
Magalhães,
Edmundo
zouEdmundo Magalhães
em 6Magalhães, em
um
Campos,
de setembro, dee se
Luis
dosLuis
encontro prepara
profissionais.
para
(AGROLEM)
umpara Eduardo
em Luis
encontro deba- pra
reali-
Campos, deba- ASEAB LANÇA AgENDA DE CURSOS 2020 NO SEgUNDO SEMESTRE
dos ter
profissionais Associados
Magalhães
demandas
zou da
em discutiram
grandes
(AGROLEM)
dos
região
6 de propostas
doseventos
profissionais.
com
setembro, reali- e
Eduardo
ABEM SE MOBiLiZA PARA Magalhães,
Eduardo
dos SUSPENDER
ter um A encontro
Magalhães,
profissionais
demandas
Associação
daum
dos PRAZOS
regiãoencontro
profissionais.comDE Luis
em
Engenheiros
PROCESSOS
SENgE FAZ EVENTOS o presidente zoutestemunharam
Associados em 6
Eduardo de o
setembro,
Agrônomos
Magalhães,
discutiram
do região
Crea-BA, lançamento
de em
propostas
LuisLuisumLuisLuis e da
Eduardo
encontro
QUE EXIGEM VISTORIA dos
o EM
dos profissionais CAMPO 
presidente
Associados
nova
Eduardo
da
profissionais do da
discutiram
Magalhães
carteira
dosMagalhães, A
de
profissionais
com
região
Crea-BA, propostas
Associação com
(AGROLEM)
associado
umda dos
encontroda
região
e
en-Engenheiros
reali-
A agenda de cursos e eventos da Associação de Engenheiros Agrimensores da
COMEMORATiVOS Edmundo testemunharam
Campos, parao lançamento
deba- da com Bahia  (Aseab) está em planejamento e será divulgada no segundo semestre
o presidente o presidente
Edmundo do
dos
Crea-BA,
testemunharam
tidade,o Campos,
zou
que
dotambém
presidente
profissionais em Luis
Crea-BA,
para
o lançamento
Agrônomos
6dade
do
Luis
deba- de da
setembro,
oferece
Crea-BA,
região com
Luis
des- em
LuisEduardo
Luis
A Associação Baiana dos terEngenheiros
demandas nova carteira de Minas
dos (Abem) protocolou
deMagalhães
associado
profissionais. da en- no dia 20 de por  conta das medidas  contra  a disseminação do Covid-19. Dentre os temas esco-
Edmundo Edmundo
ter demandas
nova
Campos, Campos,
carteirapara
Edmundo dosde
Eduardo para
profissionais.
associado
deba-
Magalhães,
Campos, deba-(AGROLEM)
da
para en-
um encontro
deba-
reali-
O início do mês de março foi marcado março,  junto a Agência Nacionaltidade, o contos
de queem
presidente
Mineração estabelecimentos
também do
uma Crea-BA,
solicitação
oferece Luis
des- co-de suspensão dos
Associados
ter
Associados discutiram
demandas
tidade, que dos
discutiram
também
dos zou em
propostas 6 de
profissionais.
propostas
oferece
profissionais e setembro,
da e
des-região em Luis
com lhidos pela associação tem-se: Levantamentos tridimensionais com Laser Scanner
por comemorações no Sindicato dos ter demandas
prazos administrativos dos processos dos
contosmerciais
Edmundoque profissionais.
ter
em
demandas
da
precisamcidade.
Campos,
estabelecimentosde
Eduardo
dos
Para
para profissionais.
completar
vistorias deba-
Magalhães, co- de umcampo,
encontro reuniões
testemunharam contos
Associados
testemunharam em o presidente
estabelecimentos
discutiram
o lançamento
Associados
a agenda, aeoAGROLEM propostas
lançamento
discutiram do
da Crea-BA,
daeco-
propostas
realiza,
Luis
e com para projeto BIM e Sistema LIDAR ,Vetorização de dados extraídos de aerolevan-
Engenheiros da Bahia (SENGE-BA). No Associados
em locais com estrutura e logísticadiscutiram
ter
complexas
merciais dapropostas
demandas cidade. dos
dos
muitas Para evezes
profissionais.
profissionais
completar daderegião
inadequadas ao uso de
nova nova merciais
testemunharam
carteira carteira
16 de
a 18 da Edmundo
cidade.
de
testemunharam
associado
de o
outubro,
o Para
lançamento
associado Campos,
da o o
presidentecompletar
da da
en-
lançamento
en-
IV
para deba-
Encontro
do Crea-BA,da Luis
tamentos, regularização fundiária – 2 ° módulo, além da realização do 1° Simpósio
dia 2 de fevereiro, a entidade sindical testemunharam
internet e outras tecnologias. a Associados
A iniciativa o
agenda, lançamento
a discutiram
atendeu
AGROLEM
ter demandasumada propostas
demanda
realiza,
dos de e provocada
profissionais. pelos Drone do Nordeste. Para a presidente da Aseab, Márcia Virgínia “é importante que
nova
tidade,a testemunharam
agenda,
carteira
que nova ade
tambémAGROLEM
carteira
associado
oferece
Edmundo realiza,
de des-
associado
da en-
des-
Campos, de da en- deba-
para
promoveu a Feijoada de Yemanjá dos profissionais associados tidade,
novamotivados
carteira
que
16de ade
por Engenheiros
também
todas
18 de
associado as oferece
outubro,
tidade,
Associados
que da oAgrônomos
medidas lançamento
o
en-
tertambémIV
demandas adotadas
Encontro
discutiram da
oferece
dare-
pelo
propostas
des-
dos profissionais.poder
e público o profissional invista sempre em qualificação para conquistar destaque e novas
contos tidade,
contos
em16nova
agião
18
que de
do outubro,
também
emcarteira
estabelecimentos
Matopiba
estabelecimentos de
testemunharam
o eIVaco-
oferece
associado Encontro
15ªodes-
co-
Seagro
da en-
lançamento da edo coro-
Engenheiros e Engenheiras. Já no dia para enfrentamento da situação
tidade, que emergencial
de Engenheiros
também ofereceem saúde
Agrônomos
des-
Associados públicada
discutiram decorrente
re- oportunidades no mercado, e a Aseab é parceira dos agrimensores neste sentido”.
contos detidade,
merciais - emdacontos
Engenheiros
Semana cidade.
que nova
em estabelecimentos
Agrônomos
estabelecimentos
Agronômica.
Para
também
carteira completar
oferece
de Osda
co- re- propostas
even-
des-
associado
co-
7 de março, o Conselho Deliberativo do navírus. O presidente da merciais
Abem Pedro da cidade.
gião Lemos
domerciais Para
comemora
Matopiba da completar
e a 15ª
testemunharam
cidade. aPara
ação
Seagro foi da
oelançamento
completar
en- da que o
informado
contos emamerciais
estabelecimentos
gião
agenda, tos
contosdo aMatopiba
daabordarão
cidade.
emAGROLEM
tidade, Parae co-
as
que acarteira
estabelecimentos 15ª Seagro
inovações
completar
realiza,
também deoferece
co- da des-
Sindicato dos Engenheiros da Bahia órgão está elaborando uma a agenda,
resolução a AGROLEM
- Semana que atende
Agronômica.
a agenda, realiza,
aa AGROLEM
nova de even-
reinvindicação
Os de associado
realiza, dosde profi
da en-ssionais.
merciais da16 a- Semana
a cidade.
agenda,18 de
merciais Para
Agricultura
a Agronômica.
completar
contos
AGROLEM
outubro,
da 4.0
cidade. oemePara
IV
tidade, Os
desafios
realiza,
Encontro
que even-
estabelecimentos
de
completar
também fitos- oferececo-des-
(SENGE-BA) se reuniu para comemorar 16 a 18 de tosoutubro,
abordarão o
16 a merciais
18 IV
deas Encontro
inovações
outubro, o IV da
Encontro
a agenda, 16
de atos
a AGROLEM
a18 abordarão
sanitários
Engenheirosdede
agenda,
Agricultura
as
regionais.
arealiza,
outubro, Agrônomos
AGROLEM inovações
da
contos decidade.
eodesafios
IV emrealiza,
Encontroda re-da
Para completar co-
estabelecimentos
de
o Dia Internacional das Mulheres. de EngenheirosAgricultura a4.0
Engenheiros
Agrônomosagenda,
4.0 e adaAgrônomos
re-
AGROLEM
desafios
merciais da fitos-
fitos-
cidade.
da re- de
realiza,
Para completar ABESE PREPARA AgENDA DE PALESTRAS E CURSOS PARA 2020
16 a 18 de
gião
dedo Engenheiros
16
outubro,doaMatopiba
sanitários 18 ode
gião IV do Agrônomos
outubro,
e a 15ª
Encontro
Matopiba
regionais. da
o IVSeagro re- Seagro
eaEncontro
aAGROLEM
15ª
ABENC DiSCUTE gião Matopiba e
16 aa 15ª
18a de Seagro
outubro,
agenda, o IV Encontro
realiza, de
deACESSiBiLiDADE
-gião sanitários
de Engenheiros
doAgrônomos
Matopiba regionais.e16Agrônomos
aa 15ª da
Osre-
Engenheiros Semana
- Semanagião
-Agronômica.
Agronômica.
Semana
de Engenheiros
Os 18 OsdeSeagro
Agronômica.
da re-
even-
even-
Agrônomos
outubro, oeven-
IVda re-
Encontro A Associação Baiana de Engenharia de Segurança do Trabalho (Abese) prepara
-Engenheiros
tosSemanaabordarãodo
tos Matopiba
Agronômica.asSeagro
abordarão
gião de
do e aOs
inovações as15ª
Engenheiros
Matopiba Seagro
even-eda
inovaçõesAgrônomos
a promoveu da da re-
15ª Seagro uma série de palestras e cursos para os profissionais neste ano. Dentre os te-
gião tos
A Associação Brasileira dodosMatopiba
abordarão e a
as 15ª
Civis
inovações(ABENC–BA) da no dia 16
- Semana
tos abordarão
Agricultura -Agronômica.
Agricultura
4.0 as
e Leis
Semana 4.0
inovações
desafios
gião do Os
eMatopiba
desafios
fitos-
Agronômica. even-
da fitos-
e Os
a 15ª Seagro
even- mas que serão discutidos estão: Atualizações na NR-12, Gestão de Segurança,
de março a palestra- Semana
“Acessibilidade
Agronômica.Aplicada –
Os even-e Normas Vigentes”. O evento
Foto: Divulgação SENgE-BA

Agricultura tos4.0
Agricultura
sanitários e4.0
abordarão desafios
sanitários as
toseabordarão
regionais. desafios fitos-
inovações
- regionais.
Semana Agronômica.
as da Osda
inovações
fitos- even-
foi realizado no auditório do Edifício Empresarial Thabordarão
omé de Souza, com odaapoio do Metodologia de Investigação e Análise de Acidentes , Prova Pericial , entre outros.
tos abordarão
sanitários as inovações
regionais.
Agricultura
sanitários regionais.
tos da
4.0 e desafios fitos-
Agricultura 4.0 e as
desafios inovações
fitos-
Crea-BA. A palestra foi direcionada para engenheiros civis, 4.0
Agricultura arquitetos
e desafiosefitos- estudantes, A programação será disponibilizada no site www.abese.eng.br e nas redes sociais
Agricultura 4.0 e desafios
sanitários sanitários
regionais.fitos-regionais.
da associação. Fique ligado!
para fortalecer a engenharia e a indústria da construção sanitárioscivil. regionais.
sanitários regionais.

40 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 41
#ENTIDADES PROFISSIONAIS #ENTREVISTA

ASSOCiENgE
Foto: Divulgação

Compromisso com a sociedade  

Foto: Acervo pessoal


á uma busca constante e necessária da humanidade no sentido de
se organizar e dar sentido a uma estratégia de realizar, através da
cooperação e união, a obtenção de resultados visando objetivos
comuns. O associativismo é uma forma de organização que tem o objetivo Pedro Lopes – Presidente da ABEM
de preencher essas necessidades coletivas. Esta necessidade é inerente a Engenheiro de Minas formado pela Universidade Federal da Bahia, especialista
Por Eduardo José de Castro Coitinho todos os seres vivos. em desmonte de rochas e à frente da ABEM há três anos
Engenheiro Civil – Especialista em
A ASSOCiENgE – Associação dos Engenheiros e Técnicos da Costa do

Cursos e workshops
Estruturas de Concreto e Fundações
| Membro fundador da Associenge | Descobrimento é um exemplo desta organização humana. Composta exclu-
Professor do Instituto Federal da Bahia sivamente por profissionais integrantes do sistema Crea, Confea e Mútua.
- IFBA | Registro Nacional Crea-SE Nº Atua nos municípios de Eunápolis, Porto Seguro, Itapebí, Belmonte, Santa

movimentam ano na ABEM


2701205854 Registro Regional – Nº Cruz Cabrália, Itagimirim, Itabela e Guaratinga.
4147 Crea-BA Tem como objetivos principais, promover a valorização da atuação
profissional, a integração social e a valorização das atribuições técnicas
Atividades públicas exercidas:
junto a sociedade a região citada acima e que é denominada de Costa do
• Secretário Municipal de Obras de

O
Descobrimento.
Santa Cruz Cabrália, no período de ano de 2020 vai ser movimentado na Associação Baiana dos Engenheiros de Minas. Treinamentos,
Tem Missão, Visão e Valores definidos em seu escopo de existência.
1982/1983
A sociedade precisa de organização e de proteção. Ela forma profissionais como o workshop sobre a nova legislação envolvendo os produtos controlados pelo Exército, e o
• Presidente do Lions Clube Santa
para defendê-la. A maior dificuldade é dar um salto para a conscientização Terceiro Seminário de Mineração da Bahia e o Décimo Encontro Baiano de Engenheiros de Minas
Cruz, gestão 1984/1985
desta missão dentro da própria sociedade e entre os associados.
• Fundador e Primeiro Presidente são algumas das metas da entidade para esse ano. Quem contou essas novidades foi o presidente da
Associação exige participação e dedicação, não há mágica. Não existe dono.
da ACIAE - Associação Comercial é o coletivo unido trabalhando pela sociedade e pelos seus nobres objetivos. entidade, Pedro Lemos. Engenheiro de Minas formado pela Universidade Federal da Bahia há vinte e cinco
Industrial e Agropecuária de
A associação é uma maneira de participação democrática tão perseguida e anos e especialista em desmonte de rochas, nosso entrevistado nessa seção é consultor de mineração
Eunápolis, nos períodos de
exigida por todos. e está na Abem há três anos.
1989/1990 e 1996/1997.
O Código Civil (Lei nº 10.406/02) define as associações como a união de
• Delegado Regional do
pessoas que se organizam para fins não econômicos (art. 53).
SINDUSCON/BA - Sindicato das
A ASSOCiENgE é um exemplo. Tem sua história ligada ao desenvolvimento A área de Engenharia de Minas exige Um tema que está muito em voga agência que fiscaliza as barragens
Indústrias da Construção Civil da
Bahia, no período de 1990/1991 regional e por consequência da Bahia e do Brasil. muitos cuidados, dados os riscos de é o da sustentabilidade. Como tem aprimorado a legislação. A ANM
A partir de cada um de nós precisamos participar dos nossos próprios acidentes e incidentes. O que tem adaptar essa prática ao exercício [Agência Nacional de Mineração]
• Vice-presidente eleito da Fede-
destinos e do futuro da sociedade. é muita responsabilidade. sido feito para tornar a extração mais da profissão? tem uma política de segurança
ração das Associações Comerciais
e Empresariais do Estado da Bahia Nesses tempos de uma grave crise, não uma crise pontual, mas de toda a segura? A legislação é muito rígida e as de barragens que vem sendo
- FACEB. 1991/1993. humanidade poderemos aprender que só com o olhar no próximo, na humildade A extração segue o que a mineradoras são muito cobradas, intensamente discutida e aplicada,
em entender que somos apenas uma pecinha de um gigantesco tabuleiro de legislação preconiza, atendendo inclusive pelos investidores, no cadastrando e classificando cada uma
• Secretário Municipal de
Administração de Eunápolis -
pessoas e sonhos, com nossa união e participação podemos mudar e melhorar todas as exigências dos órgãos que se refere ao meio ambiente e delas. A Abem vem acompanhando e
2001 os destinos de nossas futuras gerações. competentes 1. à sustentabilidade. A convivência participando das discussões, embora
Vamos dedicar nosso tempo profissional e uma parte de nosso tempo harmônica entre a mineração e o meio não seja prerrogativa da associação.
• Secretário Municipal de Educação
livre para nos reunirmos, traçarmos estratégias, definirmos rumos e marcar Como está o mercado aqui no estado? ambiente existe, e é um dos pilares
de Eunápolis – 2002/2004
a sociedade com as nossas realizações. Existe demanda de trabalho para para empreendimentos mineiros.
• Presidente da ASSOCIENGE
A ASSOCiENgE é um exemplo a ser seguido. Atualmente ocupa as cadeiras novos profissionais?
– Associação Regional dos
nas Câmaras Especializadas de Civil, Agronomia, Elétrica e Mecânica do Crea-BA. O mercado está em expansão, com Nos últimos anos, assistimos a QR Code para link
Arquitetos, Engenheiros e
Técnicos de Nível Médio - Vamos continuar nossa formação de liderança. A sociedade precisa e mineradoras investindo em pesquisa e rompimentos de barragens de da legislação de
2005/2006 espera muito de nós. com previsão de reabertura de minas rejeitos, logo acendeu o alerta aqui Engenharia de
paradas e de novas minas. Com essa na Bahia também. Qual a realidade Minas
• Presidente do COMUDEC-EU –
Presidente do Conselho Municipal expansão, tudo indica que faltarão do estado nesse sentido?
*O artigo escrito é de inteira responsabilidade do autor, não tendo nenhuma
de Defesa Civil de Eunápolis-Ba – profissionais. Até onde tenho conhecimento, a
relação com a posição institucional do Crea-BA sobre o tema.
2014/2015.

42 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 43
#INSTITUTO POLITÉCNICO DA BAHIA – Engenharia Aplicada TECNOLOGIA& INOVAÇÃO

EXPERTiSE E áREA DO SABER TECNOLOgiA& iNOVAÇãO


REQUALiFiCAÇãO DE EQUiPAMENTOS PÚBLiCOS URBANOS DESENVOLViMENTO SOCiOECONÔMiCO NO SEMiáRiDO ViA ROCHAS ORNAMENTAiS
Auxiliadora Britto Suzzane Mercandelli

Diante da necessidade e atender ao desenvolvimento do Estado Brasileiro e não apenas A expressividade da Província Mineral de Ourolândia não condiz com a condição
ao seu crescimento populacional, os projetos de concessão de equipamentos públicos, socioeconômica de sua população (IDH = 0,56 e Índice de Gini = 0,53, dados
sob a responsabilidade do Governo, se tornaram uma demanda atual, nas esferas de 2010).
federal, estadual e municipal nas diversas atividades. As rochas do semiárido baiano, por suas características, são em média,

Fo
to:
Nesse contexto, o IPB está realizando a avaliação de equipamentos mais valorizadas do que as das demais regiões. Isso somado à diversidade

Fo

Sh
to:

uth
públicos urbanos na Bahia, visando a colaborar para a melhoria da condição de tipos de rocha, e a sua grande aceitação comercial, menores distâncias

Sh

erst
uth
de competitividade e atratividade do setor privado na apresentação das dos mercados consumidores externos, como Estados Unidos e Europa,

ock
erst
propostas para Parceria Público Privada (PPP). atrai para a região polos de beneficiamento com foco no mercado externo.

ock
O trabalho consiste em fazer um diagnóstico da situação do equi- Em 2019 o setor movimentou US$1 bi em exportações, sendo o
pamento urbano analisado, compreendendo as reais demandas para Brasil o sexto maior exportador do mundo e o quarto maior produtor
que o equipamento possa corresponder ao que se propõe e atender de mundial, com mais de mil e duzentas variedades de rochas. Possui
forma eficiente às demandas do mercado. Os projetos devem atender atualmente mais de dez mil empresas no arranjo gerando cento e vinte
às adequações de normas técnicas, da legislação vigente, de diretrizes mil empregos diretos (SINDIROCHAS–ES, Relatório, 2019).
definidas pela organização e às boas práticas de produção/comerciali- Assim o IPB busca o crescimento econômico do semiárido através
zação, visando ao retorno econômico e financeiro do empreendimento. da Engenharia, fomentando a cadeia produtiva com um arranjo produtivo
Baseando-se na atratividade do negócio, diante da cultura empresarial local — APL competitivo de um Condomínio Industrial, que compartilha
vigente dos atores produtivos do segmento, faz-se necessário o olhar da equipamentos, com uma logística comum, além de gerar fontes renováveis
engenharia na requalificação dos equipamentos que sejam objeto da Concessão, de energia solar e ter aproveitamento das águas pluviais. Adicionalmente o IPB
de modo a tornar atraente aos interesses dos investidores privados. A base promove capacitação no segmento, bem como desenvolvimento de oportunidades.
existente não limita as demandas atualizadas e futuristas do mercado, pois há de
ser solução globalizada.

LiNHA DE iNCENTiVOS E CAPACiTAÇãO ENgENHARiA & MERCADO


DiNAMiZAÇãO DA ENgENHARiA CLiNiCA PROJETOS NACiONAiS DA ENgENHARiA
Ademário Spínola Lenaldo Almeida

O elevado crescimento da indústria de equipamentos e instrumentos médico-


hospitalares tem exigido que a engenharia responda com mais velocidade o Expandindo as fronteiras da Bahia o IPB está desenvolvendo propostas/projetos
atendimento às demandas do mercado, quer quanto à especificação, quer nacionais, envolvendo demandas regionais com articulação junto a outras
quanto à manutenção ou reparo entidades precursoras do sistema Confea.
Area de múltiplos atores e profissionais destacando-se entre eles o Assim, em parceria com o Instituto de Engenharia do Paraná (IEP),
Fo
to:

Fo
estão sendo desenhados projetos de energias renováveis nos canais de
Sh
Estado, as empresas fornecedoras dos equipamentos, empresas usuárias

to:
uth

Sh
(hospitais e clínicas) de um lado e do outro profissionais das áreas da erst irrigação do Rio São Francisco, cujos marcos relevantes são: a redução

uth
ock

erst
saúde e da gestão. da evapotranspiração e o abastecimento energético das estações de

ock
Note-se que o Estado e as empresas usuárias tem necessidade bombeamento existentes dentro do projeto de irrigação.
de dispor de profissionais qualificados para correta especificação na Também está sendo estudada a Matriz do Sistema de Transporte da
aquisição dos equipamentos demandados, por seus respectivos setores. Região Amazônica, em que o modal hidroviário precisa ser preferencial
As empresas fornecedoras necessitam de profissionais qualificados, e prioritário, com foco nas cargas e passageiros, o que requer um
para a correta instalação e manutenção dos equipamentos. aprofundamento da atuação governamental na fiscalização e regulação,
Além disso, as empresas usuárias necessitam de profissionais para bem como na geração de facilidades para o estabelecimento da indústria
assegurar a supervisão da correta instalação, operação e manutenção desses de equipamentos hidroviários.
custosos equipamentos, que além do mais, impactam sua atividade-fim: Nas demais regiões brasileiras estão sendo estudadas as demandas
Saúde! de desenvolvimento sócio econômico, verificando-se as que a Engenharia
Dessa maneira, capacitar profissionalmente os atores produtivos é necessário possa alavancar o processo para tornar o País socialmente mais justo.
e internalizar conhecimento dos detentores internacionais de tecnologia. Liderado
pelo IPB, a Bahia vai sediar, em 2020, um seminário sobre a área das Engenharias Clínica,
Biomédica e Gestão de Tecnologias de Proteção e Recuperação da Saúde e, urge catalisar os atores
envolvidos, para consolidar várias experiências nacionais e internacionais de capacitação e
formação de Recursos Humanos e incrementar as atividades da Engenharia Biomédica na Bahia.

44 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 45
#PROFISSÕES PROFISSÕES

Fo
to:
A ce
r vo
p ess
oal
VOCÊ TEM
FOME DE QUÊ Quando iniciei a
graduação, em 2001, a
profissão ainda não era tão
Engenharia de Alimentos pensa, planeja e conhecida, tão
disseminada. Ainda
produz tecnologias de alimentos e bebidas confundiam a Engenharia
de Alimentos com Nutrição,
para uma diversidade de públicos apesar de serem cursos
bem diferentes. Durante a
graduação, eu me apaixonei
pela Engenharia de
Alimentos. A área de
atuação é muito ampla.
Letícia Alencar,
Engenheira de Alimentos e professora
do SENAI/CIMATEC

T
rabalhar com a indústria alimentí- conhecida, tão disseminada. Ainda atuar no controle de qualidade, apli- comestíveis, produtos mais saudáveis, sem lactose e que sejam benéficos
cia, de bebidas, embalagens, com confundiam a Engenharia de Alimentos cando conceitos tecnológicos de con- alimentos que podem diminuir efeitos para quem consome. “As intolerâncias,
desenvolvimento de novos pro- com Nutrição, apesar de serem cursos servação e inovação, desenvolvendo colaterais de um tratamento médico, como a do glúten, obrigaram a indús-
dutos para atender a uma diversidade bem diferentes. Durante a graduação, tecnologia para a indústria, além de alimentos mais enriquecidos com tria a desenvolver outros produtos,
de consumidores, é isso que permite a eu me apaixonei pela Engenharia de se tornar pesquisador, fazer pesquisas fibras e vitaminas. Essa importância trocar farinhas, desenvolver produtos
formação em Engenharia de Alimentos. Alimentos. A área de atuação é muito no âmbito acadêmico”, explica a enge- se dá diante da necessidade da própria com características agradáveis ao pa-
A engenheira de Alimentos e professora ampla”, conta a profissional. “Nós nheira de alimentos. população em consumir alimentos ladar do consumidor, atendendo aos
do SENAI/CIMATEC Letícia Alencar con- podemos desenvolver uma linha de Segundo Letícia Alencar, a profis- mais saudáveis, até mesmo por conta conceitos de sensorialidade”, destaca.
ta que prestou vestibular para o curso alimentos, como podemos fazer levan- são, atualmente, é mais disseminada e de alergias e intolerâncias alimenta- Para isso, o engenheiro de alimentos
na UNICAMP, mesmo sem ter certeza tamento de todas as etapas industriais, é extremamente importante na cadeia res, e até mesmo movimentos como precisa estudar aquela restrição ali-
de como era a grade curricular. A única os tipos de equipamentos utilizados em de produção brasileira. “O profissional o veganismo”, sinaliza a professora. mentar, o que o público-alvo busca,
certeza que tinha era que gostaria de várias escalas de produção, que pode de Engenharia de Alimentos está mais Ela conta que, cada vez mais, a quais equipamentos necessários, se
cursar uma faculdade de Engenharia, ser pequena ou grande. Ainda podemos evidente no mercado, tem demonstra- indústria de alimentos se preocupa pode ser um maquinário comparti-
mas com algo relacionado à saúde. projetar a industrialização de alimentos do sua importância pelo trabalho que com o desenvolvimento dos chamados lhado com outros produtos, ou precisa
“Quando iniciei a graduação, em e atuar em indústrias correlacionadas, desenvolve, como criação de novas em- alimentos “freemfrom”, com menos de isolamento ou higienização devida
2001, a profissão ainda não era tão como insumos, embalagens, além de balagens biodegradáveis, embalagens sal, açúcar, conservantes, sem glúten, para evitar contaminação cruzada.

46 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 47
PROFISSÕES PROFISSÕES

O engenheiro de alimentos pode


atuar em todas as etapas de produ-
em comercialização no mercado.
Sobre a demanda no mercado, a
consumo do público. No passado, por
exemplo, era comum que as porções CONFiRA O QUE PENSA OUTROS
ção desde a escolha das matérias
primas até a tecnologia que será uti-
engenheira de Alimentos lembra que
a economia brasileira não atravessa
atendessem a uma família, hoje, são
mais individuais. O veganismo cresceu PROFiSSiONAiS DA ENgENHARiA DE ALiMENTOS
lizada para aquele fim, até o dimen- seu melhor momento, mas percebe muito e isso gera um estímulo para
sionamento da escala de produção.
“Tudo tem que ser minuciosamente
que é um “mercado que não para de
crescer e inovar”. “Sempre tem um pro-
produção de alimentos sem origem
animal. Esse novo modo de consumo
Como atua o profissional da área?
planejado”, assegura a professora. duto novo no mercado, com uma nova ou vem por questões de saúde, ou por
Este planejamento inclui uma “fase- rotulagem, nova embalagem, com estilo de vida mesmo, por buscar um
piloto”, com testes sensoriais e de porcionamentos diferentes para aten- posicionamento mais sustentável, e
segurança alimentar, com aprovação der àquela nova configuração social. as empresas estão atentas a isso”, Taís Silva de Oliveira Brandão

Fo
to:
A ce
dos consumidores, até ser colocado Sempre seguindo as tendências de sinaliza Letícia Alencar.

r vo
p ess
Professora adjunta da Uefs no curso de Engenharia de Alimentos

oal
“O(A) engenheiro(a) de alimentos é o profissional que está apto a atuar
em toda a cadeia produtiva de um alimento, desde a recepção da matéria
QUAiS SãO OS DESAFiOS DA PROFiSSãO? prima até a sua comercialização.”

Os desafios da profissão podem ser os mesmos compartilhados por profissionais de outras áreas ou
podem ser específicos, a depender do gênero, da região do país e de outros fatores ligados à economia de
mercado. Mas segundo o engenheiro Paulo Santos, o maior desafio é conquistar um espaço no mercado Poliana Araújo Feitosa Cavalcanti

Fo
de trabalho, diante da concorrência com outras áreas do conhecimento. “Depois de entrar, existe uma

to:
A ce
r vo
evolução e destaque frente a outros profissionais que acabam trazendo outros colegas de profissão para Engenheira de Alimentos do Moinho Canuelas

p ess
oal
dentro das empresas”, sinaliza. “Como a formação em Engenharia de alimentos é bem abrangente,
Para Taís Oliveira, o grande desafio é a valorização do profissional da Engenharia de Alimentos. “Temos permite uma vasta gama de atuação na indústria de alimentos, desde a
uma atuação importante para causar o menor dano ambiental ao contribuir para atender as expectativas produção de alimentos minimamente processados, até aqueles que se
e desejos do consumidor ao levar praticidade, alimentos industrializados com as mesmas características utilizam de tecnologias mais atuais e inovadoras no mercado”.
sensoriais de um alimento processado em casa, utilizar o mínimo ou nenhum aditivo no processamento
do alimento, utilizar tecnologias limpas, reduzir resíduos industriais, desenvolver e utilizar embalagens
recicláveis”. Para Poliana Cavalcanti, os concursos públicos são específicos para outras formações, sendo
que, “em muitos casos, o engenheiro de alimentos teria plena capacidade para atuação”.

Fo
Paulo Santos Júnior

to:
A ce
r vo
p ess
oal
Engenheiro de Alimentos do setor de Qualidade da JMacedo
“O engenheiro de alimentos é um profissional diferenciado na cadeia produtiva
de alimentos porque possui uma visão ampla sobre o desenvolvimento do
produto, seu processamento, armazenamento e distribuição”.

Nayajara gualberto

Fo
Engenheira de Alimentos e mestre em Ciências e Tecnologia de Alimentos

to:
A ce
r vo
“O profissional da Engenharia de Alimentos pode atuar em empresas de prestação

p ess
oal
de serviço, atuando como consultor de qualidade em restaurantes, lanchonetes,
redes de distribuição de alimentos e outros. Pode atuar na Indústria de Alimentos,
na área de produção, desde o recebimento da matéria-prima até estocagem do
produto, no laboratório, no setor e qualidade e entre outros. Também pode trabalhar
em órgãos e instituições públicas, como laboratórios de pesquisa e professores das
universidades ou institutos federais, e em órgãos fiscalizadores, como a Vigilância
Sanitária. Atua também na indústria de insumos para processos e produtos, além
de poder lecionar em instituições de ensino privadas, em cursos de graduação,
especialização, mestrado e doutorado.

48 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020 49
#INSPETORIAS DO CREA-BA

Alagoinhas Ilhéus Paulo Afonso


Rua Dantas Bião, s/n, sala 52, Laguna Praça Rui Barbosa, nº 32 - Centro. CEP 45.653-340 Rua Carlos Berenhauser, 322 Térreo,
Shopping - Centro CEP: 48030-030 Tel: (73) 3634-1158 Alves de Souza. CEP: 46.608-080

Ascom Crea-BA
Tel: (75) 3421-5638 E-mail: creaba.ilheus@redecreaba.org.br Tel: (75) 3281-4887
E-mail: creaba.alag@redecreaba.org.br Inspetor: Eng. Eletricista Mario Jorge E-mail: creaba.pafonso@redecreaba.org.br
Inspetor: Eng. Civil André Luiz Martins Freire Salomão Silva Inspetor: Eng. Mecânico e Eng. Seg. Trabalho
Glaucio Augusto Lima Bezerra
Irecê
Barreiras Ribeira do Pombal
Rua Caetano Moreira, n° 48, Centro
Rua Maria Mendes Ferreira, nº21, Sandra CEP: 44.900-000 Av.Oliveira Brito, 310,Ed. Bruna Center,
Regina. CEP: 47.802-022 Tel: (74) 3641-3708 / 1957 salas 09 e 10, centro. CEP: 48.400-000
Tel: (77) 3611-2720/3612-3700 E-mail: creaba.irece@redecreaba.org.br Tel: (75) 3276-3896
E-mail: creaba.barreiras@redecreaba.org.br Inspetor: Eng. Civil Amanda Batista Neiva E-mail: creaba.rpombal@redecreaba.org.br
Inspetor: Eng. Civil Maurício Mayer Inspetor: Eng. Eletricista Gutemberg
Itaberaba
Menezes Ribeiro
Bom Jesus da Lapa
Praça Flávio Silvany , 130, sala 105,
Santa Maria da Vitória
Avenida Manoel Novaes,nº 1586, Centro, Edf. Empresarial João Almeida Mascarenhas
Edifício Avenida Center, Sala 6B, Bom Jesus Centro. CEP: 46880-000 Rua 06 de outubro, S/Nº, Centro
da Lapa-BA. CEP: 47.600-000 Tel: (75) 3251-3213 / 1812 CEP: 47.640-000
Tel: (77) 3481-0301 E-mail: creaba.itaberaba@redecreaba.org.br Tel: (77) 3483-1090 / Fax: 3483-1110
E-mail: creaba.bjlapa@redecreaba.org.br Inspetor: E-mail: creaba.smv@redecreaba.org.br
Inspetor: Eng. Agrim. Luiz Eustaquio Diniz Bastos Inspetor: Eng. Agrônomo Danilo Alves
Itabuna
Pereira
Brumado
Avenida Princesa Izabel, 395, Condomínio
Santo Antônio de Jesus
Praça Coronel Zeca Leite, 460, Centro Itabuna Trade Center, sala 202, bairro São
#ENTIDADES PROFISSIONAIS ENTIDADES PROFISSIONAIS
CEP: 46.100-000 Caetano. CEP: 45.607-291 Av. Roberto Santos, 88, Ed. Cruzeiro do Sul, ARTIGO
Tel: (77) 3441-3326 Tel: (73) 3211-9273 salas 103 e 104, Centro. CEP: 44572-060
E-mail: creaba.brumado@redecreaba.org.br E-mail: creaba.itabuna@redecreaba.org.br Tel:/Fax: (75) 3631-4404 ABESE elegeu nova Harlan Rodrigo Ferreira da Silva
Inspetor: Eng. Civil Marco Túlio Cunha Inspetor: Eng. Ambiental Marcio E-mail: creaba.saj@redecreaba.org.br diretoria e conselho GEÓGRAFO E MESTRE EM ARQUITETURA E URBANISMO

Massayoshi Watanabe Inspetor: Eng. Agrim. Carlos Roberto


Camaçari
Canuto Ribeiro
Jacobina
Av. Radial A, nº 67,Centro, Edfício Empresarial
Seabra
Pacific Center, salas Q e R, 1º andar Rua Duque de Caxias, 400A - Estação
CEP: 42.807-000 CEP: 44.700-000 Rua Jacob Guanaes, 565, Centro #ENTIDADES PROFISSIONAIS
Tel: (71) 3621-1456 / 3040-5871 Tel: (74) 3621-5781 CEP: 46900-000
E-mail: creaba.camacari@redecreaba.org.br E-mail: creaba.jacobina@redecreaba.org.br Tel: (75) 3331-1327 ABESE elegeu nova
Inspetor: Eng. Ambiental Claudia Jussiara Inspetor: Tecnólogo G. Ambiental E-mail: creaba.seabra@redecreaba.org.br diretoria e conselho
Gomes do Nascimento Almacks Luiz Silva Inspetor: Eng. Civil Marcos Vinicius dos
#ENTIDADES PROFISSIONAIS ENTIDADES PROFISSIONAIS
Santos Silva ARTIGO
Cruz das Almas Jequié
Teixeira de Freitas ABESE elegeu nova Harlan Rodrigo Ferreira da Silva
Rua Cícero Nazareno, nº 172, Centro Rua Frederico Costa, 61 - Centro. CEP: 45203630 diretoria e conselho GEÓGRAFO E MESTRE EM ARQUITETURA E URBANISMO

Tel: (75) 3621-3324 Tel: (73) 3525-1293 Av. Presidente Getúlio Vargas, 3421, Centro
E-mail: creaba.cruz@redecreaba.org.br E-mail: creaba.jequie@redecreaba.org.br Edificio Esmeralda - salas 203, 204 e 205
#ENTIDADES PROFISSIONAIS #ENTIDADES PROFISSIONAIS ENTIDADES PROFISSIONAIS
Inspetor: Eng. Agrônomo e Seg. Trabalho Inspetor: Eng. Agrônomo Mario Josué de Carvalho CEP: 45.985-200 SENGE-BA celebra
Adson Barbosa Melo dos Santos Tel: (73) 3291-3647/ 3291-7444
AGROLEM lança
#ENTIDADES PROFISSIONAIS
aniversário #ENTIDADES PROFISSIONAIS ARTIGO E
Juazeiro carteira de associado ABESE elegeu nova Harlan Rodrigo Fer
#ENTIDADES ABESE elegeu nova
E-mail: creaba.tfreitas@redecreaba.org.br
PROFISSIONAIS Harlan Rodrigo Ferreira da Silva ENTIDADES PROFISSIONAIS HarlanEM
A
Rodrigo
Eunápolis e se prepara pra diretoria e conselho ABESE elegeu nova GEÓGRAFO E MESTRE ARQUI
Rua do Paraíso, nº 97, Centro Médico e Inspetor: Eng. Agrimensor e Eng. Seg.
diretoria e conselho grandes eventos ABESE elegeu nova diretoria e conselhoGEÓGRAFO E MESTRE EM ARQUITETURA E URBANISMO
ARTIGO Harlan Rodrigo Ferreira da Silva GEÓGRAFO E MESTRE EM

Rua Castro Alves, 374, Sala 02 e 03, Centro Empresarial Dr. Olavo Balbino, sala 35, Trabalho Nilton Silva Correia
CEP: 45820-350 Bairro Santo Antonio. CEP:48.903-050 diretoria e conselho
A Associação dos Engenheiros
Harlan Rodrigo Ferreira da Silva
GEÓGRAFO E MESTRE EM ARQUITETURA E URBANISMO

ABESE elegeuValençanova Agrônomos de Luis Eduardo


#ENTIDADES PROFISSIONAIS SENGE-BA celebra
Tel: (73) 3281-2806 Tel: (74) 3611-3303 / 3611-8186 GEÓGRAFOAGROLEM
E MESTRE EMlança
E-mail: creaba.eunapolis@redecreaba.org.br E-mail: creaba.juazeiro@redecreaba.org.br Rua: diretoria
Dr. e conselho
Heitor Guedes de Melo, nº 111
Magalhães (AGROLEM) reali-
zou em 6 de setembro, em Luis
ARQUITETURA E URBANISMO
aniversário
carteira de associado
Eduardo Magalhães, um encontro
Inspetor: Eng. Civil Vitor Grimaldi Carneiro Inspetor: Eng. Civil Hemerson Cardoso Ed. Argeu Farias Passos, Centro e se prepara pra
Lopes Guimarães CEP: 45400-000
dos profissionais da região com
o presidente do Crea-BA, Luis ABESE elegeu nova grandes eventos
SENGE-BA celebra
Feira de Santana Lauro de Freitas
Tel: (75) 3641-3111
#ENTIDADES
Edmundo Campos, para deba-
PROFISSIONAIS
ter demandas dos profissionais.
AGROLEM lança aniversário diretoria e conselho
A Associação dos Engenheiros
Agrônomos de Luis Eduardo ENTIDADES PROFISSIONAIS
E-mail: creaba.valenca@redecreaba.org.br carteira de associado
Associados discutiram propostas e
ARTIGO
Magalhães (AGROLEM) reali-

Rua Prof. Geminiano Costa, 198, Centro Av. Brigadeiro Mário Epighaus, 78, Ed. Busines Inspetor: Eng. Civil Juan da Silva Souza testemunharam o lançamento da e se prepara pra zou em 6 de setembro, em Luis
Eduardo Magalhães, um encontro
nova carteira de associado da en- grandes eventos
CEP: 44001-120 Center, sala 115, Bloco B - Condomínio Porto 3 -
Vitória da Conquista ABESE elegeu nova
tidade, que também oferece des-
dos profissionais da região com
Harlan Rodrigo Ferreira da Silva
Tel: (75) 3623-1524 Centro. CEP:42.703-640 contos em estabelecimentos co-
diretoria e conselho
merciais da cidade. Para completar
#ENTIDADES PROFISSIONAIS
A Associação dos Engenheiros
Agrônomos de Luis Eduardo
Magalhães (AGROLEM) reali-
Realização
AGROLEM lança
o presidente do Crea-BA, Luis
SENGE-BA
Edmundo Campos,celebra
para deba-
ter demandas dos profissionais.
GEÓGRAFO E MESTRE EM ARQUITETURA E URBANISMO
E-mail: creaba.fsa@redecreaba.org.br Tel: (71) 3024-3517 Avenida Jorge Teixeira, nº 74, 3º Andar, aniversário
Associados discutiram propostas e
a agenda, a AGROLEM realiza, de zou em 6 de setembro, em Luis carteira de associado
Inspetor: Eng. Civil Gerinaldo Costa Alves E-mail: creaba.lf@redecreaba.org.br S/304, Ed.Millenium, Candeias 16 a 18 de outubro, o IV Encontro Eduardo Magalhães, um encontro
dos profissionais da região com
e se prepara pra
testemunharam o lançamento da
nova carteira de associado da en-

Guanambi
Inspetor: Eng. Eletricista Washington CEP: 45028-050 de Engenheiros Agrônomos da re-
gião do Matopiba e a 15ª Seagro ABESE elegeu nova
o presidente do Crea-BA, Luis SENGE-BA celebra
grandes eventos tidade, que também oferece des-

Willams Leal Brandão Tel: (77) 3422-1569 / (77) 3427-8843 AGROLEM lança
Edmundo Campos, para deba-
aniversário
A Associação dos Engenheiros
contos em estabelecimentos co-

Av. Messias Pereira Donato, 495, Aeroporto E-mail: creaba.conquista@redecreaba.org.br


- Semana Agronômica. Os even-
tos abordarão as inovações da diretoria ecarteira
conselho
ter demandas dos profissionais.
de associado
Associados discutiram propostas e
Agrônomos de Luis Eduardo
Magalhães (AGROLEM) reali-
merciais da cidade. Para completar
a agenda, a AGROLEM realiza, de
Luis Eduardo Magalhães Agricultura 4.0 e desafios fitos- IBAPE BAHIA
testemunharam o lançamento da
e se prepara celebra
pra
zou em 6 de setembro, em Luis 16 a 18 de outubro, o IV Encontro
Velho. CEP: 46430-000 Inspetor: Engª Civil Nelma Moraes Santos SENGE-BA celebra
sanitários regionais. INSTITUTO BRASILEIRO
tidade,DE SENGE-BA
nova carteira de associado da en-
que também oferece des-
Eduardo Magalhães, um encontro
dos profissionais da região com
de Engenheiros Agrônomos da re-
gião do Matopiba e a 15ª Seagro
Tel: (77) 3451-1964 Av. JK, nº 1973, Salas 1 e 3, Centro AGROLEM lança AGROLEM lança AVALIAÇÕES E PERÍCIAS DE
contos grandes eventos
BAHIA em estabelecimentos co- o presidente do Crea-BA, Luis
aniversário
ENGENHARIA DA - Semana Agronômica. Os even-

E-mail: creaba.guanambi@redecreaba.org.br CEP: 47850-000 aniversário carteira de associado


merciais da cidade. Para completar Edmundo Campos, para deba-
tos abordarão as inovações da
carteira de associado
ter demandas dos profissionais.
A Associação
a agenda, a AGROLEM realiza, de dos Engenheiros Agricultura 4.0 e desafios fitos-
Associados discutiram propostas e
16 a 18 de outubro, o IV Encontro de Luis Eduardo
Agrônomos
Inspetor: Engª. Civil Rozelece Castro Nogueira Tel: (77) 3628-6755 e se prepara pra testemunharam o lançamento da sanitários regionais.
e se prepara pra de Engenheiros Agrônomos da re-
Magalhães (AGROLEM) reali- nova carteira de associado da en-
Apoio
E-mail: creaba.lem@redecreaba.org.br
grandes
SENGE-BA celebra grandes eventos
gião do Matopiba e a 15ª Seagro
zou em 6 de setembro, em Luis tidade, que também oferece des-

lança eventos
- Semana Agronômica. Os even- contos em estabelecimentos co-
Inspetor: Eng. Agrônoma Daniella Aparecida AGROLEM aniversário A Associação
tos abordarão asEduardo
Agricultura 4.0 edos
dos Engenheiros
inovações Magalhães,
da
profissionais
desafios fitos-
um encontro
da região com
merciais da cidade. Para completar
a agenda, a AGROLEM realiza, de
das Virgens Cantelli carteira de associado
A Associação dos Engenheiros Agrônomos de Luis Eduardo
sanitários regionais.
o presidente do Crea-BA, Luis 16 a 18 de outubro, o IV Encontro
de Engenheiros Agrônomos da re-
Agrônomos de Luis Eduardo Magalhães (AGROLEM) reali- Edmundo Campos, para deba- gião do Matopiba e a 15ª Seagro
e se prepara pra (AGROLEM) reali-
Magalhães zou em 6 de setembro, em Luis ter demandas dos profissionais. - Semana Agronômica. Os even-
SENGE-BA celebra
AGROLEM lança
tos abordarão as inovações da
Associados discutiram propostas e

50 CREA, Salvador, BA, v. 21, n. 67, primeiro trimestre de 2020


grandes zou
eventos
em 6 de setembro, em Luis
Eduardo Magalhães, um encontro
Eduardo Magalhães, um encontro
dos profissionais da região com
testemunharam o lançamento da
Agricultura 4.0 e desafios fitos-
sanitários regionais. aniversário
dos
A Associação profissionais
dos Engenheiros da região com o presidente do Crea-BA, Luis
nova carteira de associado da en-
tidade, que também oferece des-
carteira de associado
Agrônomos odepresidente do Crea-BA, Luis
Luis Eduardo
Edmundo Campos, para deba- contos em estabelecimentos co- e se prepara pra
Magalhães (AGROLEM) reali- para deba-
Edmundo Campos, SENGE-BA celebra
ter demandas dos profissionais. merciais da cidade. Para completar
AGROLEM lança Associados discutiram propostas e a agenda, a AGROLEM realiza, de grandes eventos