Você está na página 1de 2

KACHIFO

O projeto visa criar uma obra seriada de 40 minutos por episódio que será captada, montada e
finalizada na cidade de São Paulo - SP.
“Kachifo” conta a história de uma família nigeriano-brasileira de classe média que vive em São
Paulo. A matriarca, Ona, conseguiu se estabelecer financeiramente ao vender produtos capilares e
criou os quatro filhos para serem profissionais consagrados. Marcelo, Gustavo e Vitória seguiram
os passos ditados pela mãe: médico, advogado e estudante de TI, respectivamente. Entretanto, filha
mais velha, Abigail, decidiu romper com os preceitos da mãe ao largar a faculdade de engenharia
para viajar o mundo. Durante os anos fora, Abigail conheceu países, até que decide voltar para o
Brasil e abrir uma galeria de arte em São Paulo. Ao voltar para a cidade onde nasceu, Abigail se
apaixona pelo lugar do qual sempre quis fugir, à medida que se reaproxima de sua família.

Personagens:
Ona – Matriarca da família, Ona tem um sentimento ambíguo de proteção e severidade em relação
aos filhos. Entende que, no Brasil, os negros precisam ter capital financeiro e cultural para serem
respeitados, por isso, exige que os filhos estudem e ocupem lugares de prestígio.
Abigail – Aventureira e apaixonada por viagens e por artes visuais, Abigail decide trabalhar com
arte em São Paulo, com o objetivo de recuperar obras africanas. Tem um bom relacionamento com
os irmãos, principalmente Marcelo. Tem dificuldade em manter relacionamentos amorosos.
Marcelo – É ortopedista e professor universitário. É um homem que trabalha muito e não tem
tempo para a família, sempre adiando o momento certo de ter um filho. Enfrenta um divórcio de
um casamento de cinco anos.
Gustavo – É advogado criminalista em uma firma de elite, mas decide trabalhar para clientes
carentes, depois de uma experiência com jovens da periferia. Mantém relacionamentos casuais e
se orgulha de suas conquistas, mas se apaixona por uma promotora, Amanda.
Vitória – É estudante de Tecnologia da Informação e mantém altos padrões para si mesma. Está
noiva de um empresário que lhe pede para desistir da carreira para cuidar da casa e dos futuros
filhos.
Dara – Escritora e melhor amiga de Abigail. Dara é uma mulher trans que quer ter filhos, embora
o marido não queira.
Amanda – Promotora, veio de uma família pobre e ajuda os familiares. Amanda gosta de Gustavo,
mas tem dificuldade em confiar em seus sentimentos por causa do histórico amoroso do parceiro.

ARGUMENTO:
A realização do projeto visa uma maior visibilidade dos imigrantes nigerianos no contexto
brasileiro, especialmente no que se refere a São Paulo. Ressalta também a relevância de romper
com a narrativa exaustivamente explorada do negro periférico/traficante/empregado doméstico. A
intenção é apresentar a arte africana/afro-brasileira, com o intuito de ressignificar itens
relacionados à população negra brasileira, além de divulgar e trabalhar com artistas negros
brasileiros e nigerianos.

Você também pode gostar