Você está na página 1de 3

Universidade Estácio de Sá

Curso de Psicologia

Alunos:
Anna Carolina Ombrellino
Anderson Honji
Gustavo Cesar Pereira
Kimberly Khouri
Luidy Grabner dos Santos
Vitória Fassarella
Pedro Henrique Nunes
Franklin da Silva Alves
Onilda Maria de Oliveira

Professora: Ivana Lucia Hilgenberg Guimarães Vieira

Psicologia do Desenvolvimento Humano - Setênios


9º Setênio - 56 à 63 anos

Curitiba
2020

9º SETÊNIO - 56 A 63 ANOS

Podemos notar que nossa vida é de forma cíclica. A energia vital circula nas
diferentes fases de nossas vidas.
Nessa fase, do 9º setênio (56 aos 63 anos) o interno passar a fazer mais sentido
que o externo. Tem ligação em como a pessoas se relacionam consigo e com o mundo.
Existe a internalização e o desenvolvimento dos sentidos espirituais. A comunicação com
o mundo externo passa a não ser a mesma, ainda mais quando se diz respeito as
mudanças ocorridas na sociedade.
A reclusão passa a ser algo natural, o que é um bom caminho para a autorreflexão
e a busca pela essência. Essa fase também é de certo modo mística e intuitiva: O que
eu consegui realizar? Como estou cuidando do corpo, da memória, dos órgãos dos
sentidos? Como estão meus bens e aposentadoria?
Você começa a se isolar um pouco mais para procurar a sua essência, os
conhecimentos acumulados ao longo da vida geram sabedoria que em conjunto com a
intuição que passa a ser mais clara são elementos fundamentais nessa fase da vida. É
a fase do mestre, esses aspectos podem balancear os sentimentos de fracasso e
insucesso que, de alguma forma, possam aparecer, sendo resultados dos
questionamentos referente o que se conquistou ou deixou de conquistar.
Alguns aspectos físicos começam a mostrar certa deficiência (dentes caindo,
perda de visão, perda de memória), cuidados mais extremos com os órgãos vitais e um
acompanhamento mais rotineiro ao médico, também faz-se necessário adicionar alguns
cuidados a adicionais ao dia a dia. São boas opções atividades que fortaleçam o
aprendizado e tragam prazer, até mesmo tornar-se avós, por exemplo.
Outros cuidados que podem fazer diferença são estimulação da memória,
mudança de hábitos, recursos criativos. A aposentadoria pode parecer de certa forma
limitadora, principalmente no que tange a realização profissional e sua contribuição
durante a vida. Pode não haver o mesmo sentimento de auto realização.
Para esse setênio, são bem colocadas atividades de aprendizado ou
ensinamentos, como por exemplo as acadêmicas, ou lecionando ou fazendo novos
cursos; escrever textos ou mesmo livros; atividades voltadas ao laser em grupos de
pessoas na mesma fase da vida, viagens e outras formas que relacionem prazer e
aprendizado. É de extrema importância também a aproximação da família ou a
construção de novas famílias, o que auxilia a dar novo sentido à vida. A pessoa aprende
a celebrar cada momento, e a comemorar as várias superações e a evolução pessoal.