Você está na página 1de 8

Prof.

Ilimane Fonseca
Direito Civil
ilimane@stj.gov.br
BENS
PROF. ILIMANE FONSECA
DIREITO CIVIL

1. (PROMOTOR RO/CESPE 08) Ainda de acordo com o Código Civil, assinale a opção
correta.

(A) A criação da fundação de direito privado pode-se dar oralmente ou por escrito,
devendo, no segundo caso, ser formalizada por instrumento público ou testamento.
(B) As pessoas jurídicas de direito privado não detêm direitos da personalidade, razão
pela qual não cabe a reparação por dano material ou moral, no caso de ofensa à honra
objetiva.
(C) A propriedade industrial constitui exemplo de bem imóvel por determinação legal.
(D) O domicílio do preso ainda não condenado será o voluntário.
(E) A acessão natural ocorrida na coisa imóvel é considerada benfeitoria voluptuária,
útil ou necessária.

2. (PROCURADOR PI/CESPE 08) Em relação aos bens jurídicos, assinale a opção


correta.

(A) O direito à sucessão aberta é considerado como bem imóvel, ainda que a herança
seja formada por bens móveis ou abranja apenas direitos pessoais.
(B) São pertenças os bens acessórios que se incorporam ao bem principal para que este
atinja suas finalidades. Os negócios jurídicos que dizem respeito ao bem principal
abrangem as pertenças, pois essas não podem ser negociadas autonomamente.
(C) Infungíveis são os bens móveis que não se identificam pela sua individualidade,
mas pela quantidade. Por isso, podem ser fracionados em partes distintas, sem alteração
de suas qualidades essenciais e sem prejuízo ao uso a que se destinam.
(D) Bens móveis por antecipação são aqueles que eram imóveis, mas que foram
mobilizados por uma intervenção humana. Essa mudança de natureza, no entanto, não
dispensa os requisitos para a transmissão da propriedade imóvel.
(E) Os bens dominicais são bens públicos disponíveis à utilização direta e imediata do
povo ou dos usuários de serviços, não se submetendo a qualquer tipo de discriminação
ou fruição.

3. (DEFENSOR PÚBLICO CE/CESPE 07) Sobre as normas do Código Civil atinentes


aos bens e às pessoas jurídicas, julgues os itens a seguir.

1 ( ) As pessoas jurídicas de direito privado adquirem sua existência própria com a


assinatura de seu ato constitutivo. Esse ato constitutivo deverá revestir-se de forma
pública, por instrumento público ou por testamento, salvo quando se tratar de fundações
de direito público, que são criadas por lei.
2 ( ) As sociedades são pessoas jurídicas de direito privado, mesmo que tenham como
sócios ou acionistas entes de direito público interno.
3 ( ) São móveis os bens suscetíveis de movimento próprio, e também os bens que
podem ser removidos sem alteração de sua substância econômica. Os materiais
destinados a uma construção mantêm a qualidade de móveis enquanto não forem
imobilizados com a sua utilização. Assim, não perde a característica de imóvel o telhado
provisoriamente separado da casa.
Prof. Ilimane Fonseca
Direito Civil
ilimane@stj.gov.br

4. A lâmpada de um lustre é um bem complementar que , unida ao principal, forma com


ele um todo. Por isso, é desprovida de existência material própria, apesar de manter sua
identidade. Assim sendo, a lâmpada de um lustre poderá ser considerada como:
a) acessão natural
b) benfeitoria
c) parte integrante
d) pertença
e) acessão artificial

5. Caio celebra contrato de locação de uma casa com Júlio, lá construindo, no transcurso
do ajuste, um sistema de abastecimento de água e uma piscina, autorizados pelo locador.
Uma vez encerrada a avença.
a) pode Caio exercer direito de retenção pelo valor da piscina;
b) pode Caio retirar a piscina, independentemente das conseqüências de tal ato
sobre a propriedade de Júlio;
c) pode Caio condicionar a devolução do imóvel ao pagamento do valor dispêndio
na construção do sistema da abastecimento do água;
d) não tem Caio direito ao valor de quaisquer das benfeitorias;
e) poderá Júlio permanecer com ambas as benfeitorias sem indenizá-las, desde que
renovado o contrato.

6. (FCC/01) No que tange à classificação de bens adotada pelo Código Civil, é incorreto
afirmar.
a) São considerados imóveis, dentre outros, os materiais provisoriamente separadas de
um prédio para nele mesmo se reempregarem.
b) Móveis, os suscetíveis de movimento próprio, ou de remoção por força alheia.
c) Consumíveis, os móveis cujo uso importa destruição imediata da própria substancia.
d) Fungíveis, os móveis que podem substituir-se por outros da mesma espécie,
qualidade e quantidade.
e) Pertenças, os bens que constituindo partes integrantes, se destinam, de modo
duradouro, ao uso, ao serviço ou ao aformoseamento de outro.

7. (ADVOGADO CEF/04 FCC) Observe as assertivas abaixo.


I – Os bens imóveis onde estavam instaladas, dentre outras, as agências da Caixa
Econômica Federal, são considerados bens públicos de uso especial ou do patrimônio
administrativo.
II – As ilhas oceânicas e os rios navegáveis, dentre outros, são considerados bens de uso
comum do povo, cuja utilização por todos em igualdade de condições prescinde de
consentimento individualizado por parte da administração.
III – Os bens de uso comum do povo, a exemplo das agências da Caixa Econômica
Federal, pertencem à União, enquanto os de uso especial repartem-se entre Estados,
Municípios, Distrito Federal e Territórios.
IV – A desafetação de bem de domínio público, resultante de prolongado “não-uso”,
independe de lei ou ato administrativo.
Estão corretas, APENAS, as assertivas.
a) II, III e IV.
b) I e II.
c) I e IV.
Prof. Ilimane Fonseca
Direito Civil
ilimane@stj.gov.br
d) II e III.
e) I, II e IV.

8. (TÉCNICO MPU/04) Serviços realizados em casa alugada num alicerce, que cedeu,
são tidos como:
a) Benfeitorias necessárias.
b) Benfeitorias úteis.
c) Acessões artificiais.
d) Construções.
e) Benfeitorias voluptuárias.

9. (AFC DA CGU/CORREIÇÃO/ESAF/2006) Assinale a opção falsa.

a) A semente lançada à terra é bem imóvel por acessão física artificial.


b) Se houver compra e venda do quadro "X" de Renoir,o vendedor está adstrito a
entregá-lo, sem poder substituí-lo por um equivalente.
c) Os frutos percipiendos são os ligados à coisa que os produziu.
d) A pertença é coisa destinada, de modo duradouro, a conservar ou facilitar o uso,
ou prestar serviço, ou, ainda, servir de adorno do bem principal, sem ser parte
integrante.
e) São móveis por antecipação árvores abatidas para serem convertidas em lenha.

10. (ANALISTA JUD. STJ/CESPE 04) Acerca do regime dos bens públicos e da
responsabilidade civil do Estado, julgue os itens seguintes.
1 ( ) Para que sejam considerados alienáveis, os bens de uso comum ou de
uso especial precisam ser transformados em dominiais e submetidos ao
procedimento da desafetação.
2 ( ) O fechamento de determinadas vias públicas para atividades desportivas ou
recreativas pode incluir-se na modalidade genérica da concessão de direito real de
uso e na modalidade específica da permissão especial de uso.
3 ( ) A simples ausência do serviço público, quando simplesmente relacionada com
o dano ocasionado a outrem, caracteriza a existência do dano por omissão do
Estado.
4 ( ) Chama-se dano especial aquele que atua em situação específica de um
ou alguns sujeitos de direito, acarretando gravame patrimonial sobre os mesmos.
5 ( ) O espancamento de um prisioneiro, que cause a este lesões físicas
irreparáveis, pode ser compreendido como um comportamento ilícito do poder
público causador de danos decorrentes de atos jurídicos do Estado.

11. (TJDFT/JUIZ SUBSTITUTO/JUNHO/2003) Consideram-se bens móveis para os


efeitos legais:

a) Os direitos reais sobre imóveis.


b) As energias que tenham valor econômico.
c) O direito à sucessão aberta.
d) Os materiais provisoriamente separados de um prédio, para nele se reempregarem.
Prof. Ilimane Fonseca
Direito Civil
ilimane@stj.gov.br
12. (PROCURADOR DF/ESAF 2004) Assinale a opção correta.

a) As pertenças não seguem necessariamente a lei geral de gravitação jurídica, por meio
da qual o acessório sempre seguirá a sorte do principal, razão pela qual, se uma
propriedade rural for vendida, desde não haja cláusula que aponte em sentido contrário,
o vendedor não está obrigado a entregar as máquinas, tratores e equipamentos agrícolas
nela utilizados.
b) Uma construção nova em terreno público invadido pode ser considerada uma
benfeitoria útil.
c) O bem de família legal (lei 8.009/90) é coisa fora do comércio.
d) Entende-se como entidade familiar, para fins de aplicação do instituto do bem de
família legal tão somente o núcleo familiar advindo do casamento com efeitos civis.
e) Os prédios das universidades públicas são classificados como bens públicos de uso
comum

13. (DELEGADO/ES 2006) Julgue o item abaixo.

1 ( ) Ana Célia construiu uma casa de campo de madeira, em Campos de Jordão – SP.
Alguns anos depois, adquiriu um terreno na Bahia e decidiu contratar empresa
especializada para transportar a referida casa para o terreno na Bahia. Nessa situação,
por ter sido separada do solo, a casa de Ana Célia perde sua característica de bem
imóvel.

14. (TRF 1ª/TEC. JUDICIÁRIO/FCC 06) Mário possui direito real sobre imóvel; João
direito à sucessão aberta e Maria direito pessoal de caráter patrimonial. Neste caso, de
acordo com o Código Civil brasileiro, os direitos de Mário, João e Maria são
considerados, para os efeitos legais, respectivamente, bem

a) imóvel, imóvel e móvel.


b) móvel, imóvel e imóvel.
c) imóvel, móvel e imóvel.
d) imóvel, móvel e móvel.
e) móvel, móvel e imóvel

15. (TRF 1ª/ANALISTA JUD/FCC 06) De acordo com a classificação dos bens adotada
pelo Código Civil brasileiro, é correto afirmar que

a) os bens naturalmente divisíveis podem tornar-se indivisíveis por determinação da lei,


mas não por vontade das partes.
b) o direito à sucessão aberta é considerado bem móvel para os efeitos legais, havendo,
expressa determinação legal neste sentido.
c) são infungíveis os móveis que podem substituir-se por outros da mesma espécie,
qualidade e quantidade.
d) as energias que tenham valor econômico são consideradas bens imóveis para efeitos
legais, havendo, expressa determinação legal neste sentido.
e) são singulares os bens que, embora reunidos, se consideram de per si, independente
dos demais.

16. (ESAF/AGU/98) Os frutos armazenados em depósitos para expedição ou venda são


os
Prof. Ilimane Fonseca
Direito Civil
ilimane@stj.gov.br

a) percipiendos.
b) estantes.
c) consumidos.
d) percebidos.
e) pendentes.

17. (SERVENTIA EXTRAJUDICIAL/MG/06) Analise estas afirmativas concernentes à


classificação dos bens públicos e assinale com V as verdadeiras e com F as falsas:

( ) São considerados bens dominicais os rios, mares, estradas, ruas e praças.


( ) São considerados bens de uso comum do povo os edifícios ou terrenos destinados
a serviço ou estabelecimento da Administração Federal, Estadual, Territorial ou
Municipal, inclusive os de suas autarquias.
( ) É considerado bem de uso especial o patrimônio das pessoas jurídicas de direitos
público, como objeto de direito pessoal ou real de cada uma dessas entidades.

a) FFF
b) FFV
c) FVF
d) VFV

18. (MPU/TÉC. JUDICIÁRIO/FCC/07) De acordo com a classificação dos bens


adotada pelo Código Civil brasileiro, é correto afirmar:

(A) Os rios, mares, estradas, ruas e praças são considerados bens públicos de uso
especial.
(B) Consideram-se bens móveis, para os efeitos legais, os direitos reais sobre imóveis e
as ações que os asseguram.
(C) Consideram-se bens imóveis para os efeitos legais, as energias que tenham valor
econômico.
(D) São infungíveis os móveis que podem substituir-se por outros da mesma espécie,
qualidade e quantidade.
(E) Os bens naturalmente divisíveis podem tornar-se indivisíveis por determinação da
lei ou por vontade das partes.

19. (JUIZ TRT 5º REGIÃO/CESPE/07) Acerca dos bens públicos, assinale a opção
incorreta.

a) Os bens das empresas públicas e sociedades de economia mista, bem como os bens
de particulares que prestam serviços públicos, ainda que afetados, são penhoráveis.
b) A expressão domínio público apresenta extensão menor do que a expressão bem
público, pois há bens públicos que ultrapassam a área do domínio público, por serem
regidos por princípios de direito comum.
c) A formação do patrimônio público, o qual é constituído pelo conjunto dos bens
públicos, é heterogênea, por decorrer da variedade das demandas operacionais da
administração.
d) Por serem inalienáveis a priori, os bens públicos não se sujeitam a penhora e,
portanto, a administração submete-se à disciplina de precatórios para o pagamento das
suas obrigações.
Prof. Ilimane Fonseca
Direito Civil
ilimane@stj.gov.br
e) Os bens públicos, por constituírem fora do comércio, não são suscetíveis à prescrição
aquisitiva.

20. (AGU/P. FEDERAL/CESPE 07) No Código Civil de 2002, no capítulo da parte


geral dedicado aos bens reciprocamente considerados, introduziu-se a figura das
pertenças, verdadeira novidade legislativa no âmbito do direito privado brasileiro. A
respeito dos bens reciprocamente considerados, julgue os itens a seguir.

1. ( ) De acordo com o direito das obrigações, em regra, a obrigação de dar coisa certa
abrange os acessórios dessa coisa, ainda que não mencionados.
2. ( ) São pertenças os bens que, constituindo partes integrantes, destinam-se, de modo
duradouro, ao uso, ao serviço ou ao aformoseamento de outro.
3. ( ) Em regra, os negócios jurídicos que dizem respeito ao bem principal não
abrangem as pertenças.

21. (JUIZ TJPI/CESPE 07) Com relação aos bens, julgue os itens a seguir.

I - Os bens móveis fungíveis podem ser objeto dos contratos de mútuo, por serem
passíveis de substituição por outro bem da mesma espécie, qualidade e quantidade, seja
por vontade das partes ou por serem naturalmente fungíveis.
II - São bens imóveis por natureza o solo e tudo aquilo que é a ele aderente em estado
de natureza, isto é, o que não é resultante do trabalho da cultura do homem. São bens
imóveis por acessão física as árvores destinadas ao corte, os arbustos, as sementes
lançadas à terra ou qualquer planta fixada ao solo pelas raízes, cuja existência resulta da
ação do homem.
III - Os frutos e os produtos são considerados bens acessórios, que advêm do bem
principal. A percepção dos frutos não causa a destruição da coisa principal, mas a
percepção ou extração dos produtos diminui a existência e a substância do bem
principal. As pertenças também são bens acessórios, sendo que elas não são partes
integrantes do bem principal, mas o embelezam ou lhe são úteis.
IV - Denomina-se bem de família voluntário o único bem que a família possuir e nele
residir. Esse bem é inalienável e impenhorável, independentemente de qualquer registro,
e não responderá por qualquer dívida, por ser coisa fora do comércio. Entretanto, a
família pode renunciar a essa proteção ao bem, bastando, para isso, indicá-lo para
penhora em ação de execução.
V - A alienação dos bens públicos de uso comum do povo e dos de uso especial
dependerá de prévia alteração de sua natureza jurídica, segundo lei específica. Assim, os
bens públicos suscetíveis de valoração patrimonial podem perder a inalienabilidade que
lhes é peculiar, pelo instituto da desafetação.

Estão certos apenas os itens

a) I, II e IV.
b) I, III e V.
c) I, IV e V.
d) II, III e IV.
e) II, III e V

22. (PROCURADOR FEDERAL/CESPE 2002) Julgue os itens que seguem, acerca da


classificação dos bens públicos.
Prof. Ilimane Fonseca
Direito Civil
ilimane@stj.gov.br

1 ( ) Um prédio adquirido pela União para que nele funcione repartição da Secretaria
de Receita Federal, em um estado da Federação, pode ser classificado como bem
público federal dominial.
2 ( ) A Praça dos Três Poderes, situada no Distrito Federal, é classificada como bem
público distrital de uso comum.
3 ( ) A natureza jurídica do rio Tietê, cujo percurso, desde sua nascente, limita-se ao
estado de São Paulo, é de bem público de uso comum federal.
4 ( ) O Prédio em que funciona repartição da Advocacia Geral da União pode ser
vendido sem nenhuma operação preliminar à venda.
5 ( ) O rio São Francisco, que é conhecido como rio da integração nacional, tem
natureza jurídica de bem público federal.

23. (AFC/CGU/ESAF 08) Analise os itens a seguir e marque com V a assertiva


verdadeira e com F a falsa, assinalando ao final a opção correspondente.

( ) A única hipótese de emancipação judicial, que depende de sentença do juiz, é a do


menor com dezesseis anos completos ante o pedido de um dos pais na falta do outro.
( ) Para que se configure a comoriência, faz-se mister que dois ou mais indivíduos
faleçam na mesma ocasião e no mesmo lugar, não se podendo averiguar qual deles
morreu primeiro.
( ) A pessoa jurídica de direito privado responde como preponente pelos atos de seus
empregados ou prepostos (responsabilidade por fato de terceiro), como também pelos
de seus órgãos (diretores, administradores, assembléias).
( ) O direito à sucessão aberta é considerado bem imóvel.

a) V, V, F, V
b) F, V, F, V
c) F, F, V, V
d) V, F, F, F
e) V, V, V, F

24. (ANALISTA INSS/ADVOGADO/CESPE 08) Em relação aos bens públicos, julgue


os itens subseqüentes.

1 ( ) O imóvel afetado para funcionamento de agência do INSS é um bem público


dominical.
2 ( ) As terras devolutas podem ser alienadas pela administração pública.
3 ( ) Os estacionamentos localizados nas ruas públicas e cuja utilização gera
pagamento à administração são bens de uso especial.

25. (ANALISTA INSS/ADVOGADO/CESPE 08) Considerando o direito civil dos


bens, julgue os itens a seguir.

1 ( ) Os armários embutidos instalados em um imóvel residencial são considerados


bens imóveis por acessão intelectual.
2 ( ) A cota de capital e as ações que o indivíduo possua em uma sociedade empresária
constituem exemplos de bens imóveis por determinação legal.
Prof. Ilimane Fonseca
Direito Civil
ilimane@stj.gov.br

26. (OAB SP 136º/CESPE 08) Os bens jurídicos que, não constituindo partes
integrantes, se destinam, de modo duradouro, ao uso, ao serviço ou ao aformoseamento
de outro são classificados como

(A) acessórios.
(B) pertenças.
(C) imóveis por acessão física.
(D) imóveis por acessão industrial.

1D 2A 3 ECC 4C 5C
6E 7B 8A 9C 10 CEECE
11 B 12 A 13 E 14 A 15 E
16 B 17 A 18 E 19 A 20 CEC
21 B 22 ECEEC 23 C 24 ECC 25 CE
26 B