Você está na página 1de 2

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS – UEG, UNIDADE GOIANÉSIA

CURSO: 7° Período de História


BIMESTRE: 1° TURNO: Noturno
ACADÊMICA: Maria Elizabeth Cintra

FASCISMO

1) Apresente os conceitos abaixo relacionados:

A) Fascismo: movimento político e filosófico ou regime (como estabelecido por Benito


Mussolini na Itália, em 1922), que faz prevalecer os conceitos de uma nação e raça sobre
valores individuais e que é representado por um governo autocrático, centralizado na figu-
ra de um ditador.

B) Protofascismo: refere-se às ideologias antecessoras diretas e movimentos culturais


que influenciaram e formaram a base do fascismo. Os antecedentes do fascismo podem
ser vistos nas culturas e governos das mais antigas nações, fortemente baseadas no de-
sejo de manter a lei e a ordem, como o Império Romano e os antigos regimes da Europa.

C) Neofascismo: Neofascismo é uma ideologia pós Segunda Guerra a qual inclui ele-
mentos significativos do fascismo. O neofascismo geralmente inclui nacionalismo, nativis-
mo, anticomunismo e oposição ao sistema parlamentarista e à democracia liberal.

2) Elabore um texto dissertativo, de modo que haja um diálogo entre os três conceitos da
questão número desta tarefa, (uma ou duas páginas) - Anexar em formato PDF. OBS:
mas será permitido ultrapassar o limite de páginas pré-estabelecidas para o estudante
que desejar um texto mais amplo.

O fascismo tal como é conhecido atualmente, vem do movimento político iniciado


na primeira metade do século XX, de aspirações nacionalistas e que encontravam oposi-
ção e fôlego no mundo moderno, caracterizado pelo recente fim da guerra e as agitações
econômicas e políticas da Europa. Porém, o fascismo pode ser compreendido de outras
formas, tendo por bases algumas características espefíficas, que ora remetem ao período
pré Mussolini, ora joga para um período posterior à queda do fascismo italiano (considera-
do o percursor do movimento).
Assim, se fala do protofascismo, aquele que reúne condições para o fascismo, ou
mesmo que o precede, tendo acontecido há séculos e ora servindo de base para o fascis-
mo italiano do século XX. Ou mesmo, pode-se citar o neofascismo, que é uma herança di-
reta do fascismo de Mussolini, sempre apelando para conceitos nacionalistas, anticomu-
nistas e de oposição ao parlamentarismo e a democracia liberal.
Entende-se então que o fascismo não reside somente na percursora criação italia-
na do século 20, e que não foi invenção propriamente daquele movimento criado por Beni-
to Mussolini, uma vez que reunia aspirações culturais anteriores.
O fascismo italiano devia sua existência ao contexto de sua época, de onde se reú-
ne três ponto principais: o imperialismo, a Primeira Guerra e o quadro social e político da
Itália. O sentimento de revolta das classes surge com seu empobrecimento, e sob as idei-
as nacionalistas, o fascismo ganha espaço.
Na Europa houve diversos outros movimentos de cunho fascista, como o nazismo
que também é um tipo de ideologia fascista à maneira alemã, assim como outros regimes,
na Europa e fora dela, como também pode ser considerado o franquismo, e também em
outros continentes, como a América Latina que reuniu governos ditatoriais com caracterís-
ticas fascistas. Assim, não se pode usar uma nomenclatura única, é preciso diferenciar o
fascismo italiano dos demais, ou mesmo, não se pode classificar como genuinamente fas-
cistas governos que apenas reúnem algumas características fascistas em sua composi-
ção.
Atualmente se vê no mundo muitos movimentos que se inspiram no fascismo do
século passado, alguns dos quais também buscam a variação nazista, sendo assim o ne-
ofascismo e o neonazismo. Pela crise que o mundo vem passando, pelo descrédito nos
partidos, nas instituições, na ordem econômica, características neofascistas têm ganhado
adesão de grupos e movimentos, alguns até declaradamente saudosos à ideologia de
cem anos atrás. Mas é preciso ter cuidado também. É preciso ficar de olho nas nomencla-
turas, bem como não se pode comparar o contexto, a variação dos movimentos atuais da-
queles predecessores na época pós Primeira Guerra.

Você também pode gostar